Acessibilidade, responsabilidade de todos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Acessibilidade, responsabilidade de todos"

Transcrição

1 Acessibilidade, responsabilidade de todos

2 APRESENTAÇÃO Programa A Receita É Saúde Gerente Responsável Raul Alves Buarque Ação Cadeira Certa Rui Alberto Fank Edição Jornalista Adroaldo Corrêa Texto Técnico e Ilustrações Dr. Jivago Peres Di Napoli, fisioterapeuta, Crefito 5/ F Revisão Técnica Dr. Airton Suslik Svirski, fisiatra, CRM Projeto Gráfico e Diagramação Cezar Arrué (PMPA) Esta publicação contendo orientações sobre o uso adequado de dispositivos auxiliares de locomoção é oferecida gratuitamente aos interessados. Faz parte da Ação Cadeira Certa promovida pela Secretaria Especial de Acessibilidade e Inclusão Social (SEACIS) junto ao Programa A Receita é Saúde da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) da Prefeitura Municipal de Porto Alegre (PMPA). A Ação Cadeira Certa propõe a prevenção ao agravo das deficiências ou doenças adquiridas pelo mau uso ou uso inadequado de dispositivos auxiliares de locomoção. As mudanças são necessárias, precisa-se conscientizar que um dispositivo adquirido por doação, empréstimo ou baixo custo e sem prescrição médica nem sempre é o equipamento correto. Ao usar o equipamento inadequado poderse-á estar agravando a deficiência ou adquirindo doenças que poderiam ser evitadas. Lançamos esta campanha para as pessoas que mais precisam, que não têm condições de ser acompanhadas constantemente por profissionais habilitados, amenizando os riscos e dando mais qualidade de vida às pessoas com deficiência.

3 A QUEM SE DESTINA Este material é destinado às pessoas com deficiência (PCDs), usuárias permanentes de dispositivos auxiliares de locomoção e àquelas pessoas que pretendem adquirir algum dispositivo auxiliar de locomoção para si ou para outrem. OBJETIVO DESTA PUBLICAÇÃO Prestar orientações técnicas básicas para o uso correto de dispositivos auxiliares de locomoção. O QUE SÃO DISPOSITIVOS AUXILIARES DE LOCOMOÇÃO Também nomeados de Dispositivos para Mobilidade, são equipamentos indispensáveis à independência e inclusão social da pessoa com deficiência, complementando ou auxiliando a recuperação anatômica ou o desempenho funcional. QUAIS SÃO OS TIPOS? Existem centenas de dispositivos para auxiliar na locomoção. Entre eles podemos citar: 1 cadeira de rodas, 2 andadores, 3 muletas axilares, 4 muleta de antebraço e 5 bengalas A ESCOLHA CERTA: Passo a passo para você escolher corretamente um dispositivo auxiliar de locomoção. 1º Passo: se você necessita de um dispositivo auxiliar de locomoção, ou se a pessoa que dele necessita está em fase de crescimento, principalmente no caso de crianças, é necessário consultar um profissional especializado para a indicação e prescrição correta do dispositivo. Fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fisiatras e ortopedistas são os profissionais da área da reabilitação física a consultar. 2º Passo: de posse da prescrição correta, é o momento de escolher o dispositivo. CADEIRA DE RODAS A escolha da cadeira adequada tem a ver com saúde e qualidade de vida. Antes de adquirir uma é preciso pensar na condição funcional de cada indivíduo e qual deficiência ou seqüela de doença deste. Se ele é paraplégico, tetraplégico, hemiplégico, etc. Muitas vezes uma cadeira prescrita por um profissional não condiz com o poder de compra do cidadão. É necessário bom senso na hora da compra. Saber qual a postura correta da pessoa na cadeira de rodas é essencial. Afinal, ela passará grande parte do dia sentada. Deve-se sentar na posição mais confortável e ereta possível, preservando o contato visual e o bom funcionamento dos pulmões. A posição cervical, o posicionamento dos pés, a largura do assento, tudo deve ser minuciosamente acertado. Cadeiras mal indicadas podem provocar deformidades, problemas no sistema digestivo, piora na habilidade motora, na capacidade respiratória e o aparecimento de úlceras de pressão - as escaras.

4 POSTURA CORRETA O QUE SÃO DEFORMIDADES Deformidades são todas as complicações decorrentes da postura inadequada. Ou seja, escolioses, hipercifoses, hiperlordoses em todos os segmentos da coluna vertebral. O QUE FAZER PARA PREVENIR DEFORMIDADES E FERIDAS Recomenda-se atenção durante as transferências e a conservação e manutenção de todos os dispositivos da cadeira de rodas, pois os problemas geralmente surgem com a falta de orientação para o uso correto do aparelho ou devido à falta de conservação do mesmo. Cadeiras com pneus vazios e rodas fora de centro, assentos rasgados com parafusos e cantos vivos, falta de almofadas de água ou similar, propiciam o desenvolvimento de várias destas deformidades ou lesões. Para prevenir, é necessário, em primeiro lugar, consultar um fisiatra, um fisioterapeuta ou um ortopedista, que irão orientar qual a cadeira de rodas é mais indicada. Em certos casos, como em patologias neurológicas graves (paralisia cerebral, síndromes atetóides, ou até mesmo isquemias cerebrais) o uso de adaptações como sistemas de espuma, coletes, hastes e demais apoios com regulagens, é fundamental para a melhor adequação postural. SISTEMAS DE ADAPTAÇÃO PARA ADEQUAÇÃO DA POSTURA NA CADEIRA DE RODAS EXISTEM OUTRAS COMPLICAÇÕES As escaras geralmente são desenvolvidas pela falta de alívio da pressão nas áreas da região lombar, do quadril, pregas glúteas, cabeça e calcanhares. Também ocorrem devido a acidentes simples como, por exemplo, no momento de transferências da cadeira para um outro local, raspando o quadril ou partes do corpo sem sensibilidade na própria cadeira ou até mesmo por quedas em transferências mal-sucedidas. As úlceras de pressão são feridas importantes que podem levar o indivíduo à morte por infecção. A cadeira de rodas convencional é composta de rodas com dois pneus infláveis (a mais indicada é com pneus nas quatro rodas, pois alivia os impactos). Os itens de adaptação são apoios podais (apoio para os pés) removíveis ou articulados com regulagem de altura; cintas para travar os pés ou as pernas em casos especiais (preferencialmente com velcro); abdutor de membros inferiores (mantém as coxas afastadas e o quadril alinhado); assento com almofada especial; apoio para antebraços articulado ou removível; mesa de apoio para atividades de vida diárias como escrever, para alimentação, trabalho, etc.; cintos de segurança (cintos de tórax, quadril ou modelos especiais); apoio da cabeça com encostos laterais específicos; encosto do tronco com enchimentos específicos para modelar e sustentar lateralmente e corrigir a postura. O encosto do tronco deve oferecer inclinação ajustável; bolsas resistentes para carregar torpedos de oxigênio ou materiais pessoais.

5 DIMENSÕES USUAIS DE CADEIRA DE RODAS MANUAL OU MOTORIZADA CONFORME NBR 9050/04 MÉTODO PARA ARMAR/DESARMAR UMA CADEIRA DE RODAS Para armar a cadeira de rodas: levante a cadeira segurando no cabo de empurrar e na barra de sustentação do assento. Coloque a cadeira no chão e, para armar, empurre as laterais do assento com as duas mãos para baixo (setas em azul). A cadeira deverá se abrir na direção indicada (setas pretas) e, por fim, deve-se colocar a almofada sobre o assento, destravar a alavanca do freio e encaixar o apoio removível de antebraço. Após, posicione a cadeira de rodas conforme solicite o cadeirante. COMPONENTES DE UMA CADEIRA DE RODAS CONVENCIONAL - MANUAL A B Quadro Apoio para calcanhares A figura (A) mostra a almofada de assento. Esta pode ser revestida de tecido e espuma, ou pode ser uma bolsa d'água. A figura (B) mostra como deve ser feito o movimento para abrir e armar a cadeira de rodas (setas em azul). O procedimento para fechar, é diferente: Puxe o assento pelo centro conforme a figura (B) (setas em vermelho). Se a cadeira de rodas for diferente, ou elétrica, pergunte ao cadeirante como proceder para ajudar. Lembre-se: uma cadeira elétrica é muito pesada para erguer.

6 MÉTODOS SEGUROS DE TRANSFERÊNCIA MÉTODO PARA AUXILIAR IDOSOS OU CADEIRANTES A LEVANTAR OU SE TRANSFERIREM Posicione suas mãos no quadril da pessoa. Flexione os joelhos para não fazer força demasiada. Peça para a pessoa agarrar em volta de seu pescoço. Em um único movimento, avisando a pessoa na contagem de um a três, levante-a da cadeira (veja foto). O momento da transferência é sempre importante. Deve ser preciso e suave. Para uma transferência com autonomia, ou seja, que o próprio cadeirante executa, são necessários muitos períodos de treinamento para adquirir força muscular. Além disso, é preciso sempre manter atenção nas seguintes dicas: 1. Estar próximo do ponto de transferência. O ponto de transferência não deve exceder a altura de 50 centímetros. ATENÇÃO: quanto mais distante do ponto de transferência menor será a alavanca para esforço muscular e os ombros serão demasiadamente exigidos podendo ocorrer o rompimento de fibras musculares. Este é um dos detalhes mais importantes para o cadeirante, pois os ombros são os segmentos do corpo mais exigidos diariamente; 2. Conferir se não há obstáculos que possam impedir a transferência, como por exemplo, roupas trancadas em peças da cadeira, coletores de urina (se estiverem cheios, deve-se esvaziá-los antes da transferência); 3. Travar as rodas. Para isso ocorrer, as alavancas de freio devem estar em bom estado e os pneus devem estar sempre calibrados; 4. Em um único impulso será possível sair da cadeira e sentar no ponto de transferência, conforme a figura acima. Tanto para idosos como para cadeirantes o movimento de erguer a pessoa é quase sempre o mesmo. Salvo exceções: pessoas com limitações severas. Como, por exemplo, tetraplégicos. Nestes casos, você deverá solicitar ajuda a um colega para transferir a pessoa (veja figura). MULETAS, ANDADORES, BENGALAS E OUTROS DISPOSITIVOS Assim como a cadeira de rodas, outros dispositivos auxiliares de locomoção, mesmo muletas simples necessitam de indicação profissional. Por ser mais barata, a muleta de antebraço, por exemplo, é facilmente utilizada de forma incorreta. VOCÊ SABIA? Se você está com apenas uma muleta ou bengala, esta deve estar do lado oposto ao membro inferior lesionado. Há altura certa para muletas, andadores ou bengalas. Também a muleta de antebraço deve estar regulada em altura adequada para cada caso. A empunhadura deve estar ajustada próxima ao quadril. Estas e outras indicações adequadas a cada caso são prescritas por profissionais de saúde. PROCURE AJUDA ESPECIALIZADA. A SUA SAÚDE MERECE!

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 56 ISSN 677-7042 Nº 2, quarta-feira, 26 de junho de 203 PORTARIA Nº.272, DE 25 DE JUNHO DE 203 Inclui Procedimentos de Cadeiras de Rodas e Adaptação Postural em Cadeira de Rodas na Tabela de Procedimentos,

Leia mais

Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia

Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia No decorrer do dia, desempenhamos várias funções, desde agachar para pegar uma caneta do chão, a limpeza de sua casa e no trabalho. As

Leia mais

Fisioterapia nas Ataxias. Manual para Pacientes

Fisioterapia nas Ataxias. Manual para Pacientes Fisioterapia nas Ataxias Manual para Pacientes 2012 Elaborado por: Fisioterapia: Dra. Marise Bueno Zonta Rauce M. da Silva Neurologia: Dr. Hélio A. G. Teive Ilustração: Designer: Roseli Cardoso da Silva

Leia mais

PREGÃO SRP Nº 497/2012 CPL 04 MAPA DO(S) VENCEDOR(ES) DA LICITAÇÃO ÓRGÃO SOLICITANTE DA LICITAÇÃO: FUNDHACRE. Empresa Vencedora DISCRIMINAÇÃO

PREGÃO SRP Nº 497/2012 CPL 04 MAPA DO(S) VENCEDOR(ES) DA LICITAÇÃO ÓRGÃO SOLICITANTE DA LICITAÇÃO: FUNDHACRE. Empresa Vencedora DISCRIMINAÇÃO ÓRGÃO SOLICITANTE DA LICITAÇÃO: FHACRE OBJETO: Aquisição de Cadeiras de Rodas para Fisioterapia Reabilitação, para atender as demandas da FHACRE 1 CADEIRA DE RODA INFANTIL NRº DE 36 A 40 - Conjunto de

Leia mais

Laboratório de Seating Personalizável

Laboratório de Seating Personalizável Laboratório de Seating Personalizável Tipos de chassis 1.Canguru- fechamento em X 2.Tilt monobloco com tilt multiposicional 3.Ágile Anatômica 4.Barcelona Infantil com ou sem tilt (sem estoque disponível

Leia mais

Audiência Pública sobre desoneração de órteses, próteses e tecnologias assistivas

Audiência Pública sobre desoneração de órteses, próteses e tecnologias assistivas Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República SDH/PR Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência - SNPD Audiência Pública sobre desoneração de órteses, próteses

Leia mais

Av. da Boavista,41- Porto. (Junto ao Hospital Militar/HPP Porto)

Av. da Boavista,41- Porto. (Junto ao Hospital Militar/HPP Porto) Av. da Boavista,41- Porto (Junto ao Hospital Militar/HPP Porto) Oficina Técnica de Fabrico de Próteses Ortopédicas Serviços Técnicos Especializados Técnicos Ortoprotésicos Vantagens Serviços Técnico Especializados

Leia mais

FUNDAÇÃO NOVA VIDA Av. Irineu Bornhausen, S/N, anexo ao Palácio d Agronômica Agronômica Florianópolis / SC CEP: 88025-202 Fone: (48) 3665-2220

FUNDAÇÃO NOVA VIDA Av. Irineu Bornhausen, S/N, anexo ao Palácio d Agronômica Agronômica Florianópolis / SC CEP: 88025-202 Fone: (48) 3665-2220 Ficha Cadastral de Entidade sem Fins Lucrativos 1. Entidade solicitante: CNPJ: Telefone: ( ) Endereço: Nº: CEP: Bairro: Cidade: Estado: SC Email: 2. Presidente / Coordenador da Entidade: Email: Telefone

Leia mais

Cartilha de Fisioterapia para Pacientes da Escola de Coluna

Cartilha de Fisioterapia para Pacientes da Escola de Coluna Cartilha de Fisioterapia para Pacientes da Escola de Coluna 4ª\edição 2015 tt Prezado(a) Paciente, Essa cartilha foi elaborada especialmente para você, paciente da Escola de Coluna do Into. Aqui você

Leia mais

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Mobilização da articulação do ombro 1 Objectivos: Aumentar a amplitude dos ombros e parte superior das costas. Mobiliza os deltóides, rotadores da

Leia mais

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes*

Osteoporose. Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* Trabalho realizado por: Laís Bittencourt de Moraes* * Fisioterapeuta. Pós-graduanda em Fisioterapia Ortopédica, Traumatológica e Reumatológica. CREFITO 9/802 LTT-F E-mail: laisbmoraes@terra.com.br Osteoporose

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Joelho O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência, para a terapia do Joelho. Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

Manual de Exercícios SPP

Manual de Exercícios SPP Manual de Exercícios SPP 1/6 Manual de exercícios SPP- IGN 1. Posicionamento: deitado de barriga para cima, com os joelhos estendidos. 2. Dobrar e estender uma perna. Fazer 10 repetições em cada lado alternadamente.

Leia mais

Cadeira de Rodas 1017 Plus Cadeira de Rodas Fit

Cadeira de Rodas 1017 Plus Cadeira de Rodas Fit CADEIRAS DE RODAS- JAGUARIBE Cadeira de Rodas 1017 Plus Construída em aço Estrutura dobrável em X Pintura epóxi Estofamento em courvim Almofada em espuma injetada Rodas traseiras de 24'', em nylon com

Leia mais

AJUDAS TÉCNICAS PARA O BANHO. 2.ª Edição

AJUDAS TÉCNICAS PARA O BANHO. 2.ª Edição AJUDAS TÉCNICAS PARA O BANHO 2.ª Edição SECRETARIADO NACIONAL PARA A REABILITAÇÃO E INTEGRAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 2005 Editor: Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração das Pessoas

Leia mais

04/11/2012. rígida: usar durante a noite (para dormir) e no início da marcha digitígrada, para manter a ADM do tornozelo.

04/11/2012. rígida: usar durante a noite (para dormir) e no início da marcha digitígrada, para manter a ADM do tornozelo. 04/11/2012 Prolongar o tempo de deambulação independente. Manter a postura correta. Garantir o bom funcionamento das funções cardiorrespiratória e digestiva. Manter a amplitude do movimento. Garantir o

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES: PARA COMPRAS / LICITAÇÕES. Adesão ao REGISTRO DE PREÇO MODELO WS 991

ESPECIFICAÇÕES: PARA COMPRAS / LICITAÇÕES. Adesão ao REGISTRO DE PREÇO MODELO WS 991 ESPECIFICAÇÕES: PARA COMPRAS / LICITAÇÕES Adesão ao REGISTRO DE PREÇO MODELO WS 991 Descrição técnica NOME DO PRODUTO: BANQUETA SEMI-SENTADA WORK SEAT CÓDIGO DO FABRICANTE: WS 991 Aplicação: Equipamento

Leia mais

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA Dicas para uma vida sem dores na coluna A Hérnia de Disco A nossa coluna é composta de aproximadamente 32 vértebras, que são os ossos que formam

Leia mais

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano.

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano. Introdução O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. Movimentação do paciente Para que o paciente se sinta confortável

Leia mais

Engenharia Biomédica - UFABC

Engenharia Biomédica - UFABC Engenharia de Reabilitação e Biofeedback Locomoção sobre rodas Professor: Pai Chi Nan 1 Biomecânica do assento Corpo humano não foi projetado para se manter sentado Corpo: estrutura dinâmica em constante

Leia mais

Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma

Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma Projeto Verão O Iate é sua Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma por rachel rosa fotos: felipe barreira Com a chegada do final

Leia mais

Fisioterapia Personalizada a Domicilio

Fisioterapia Personalizada a Domicilio Fisioterapia Personalizada a Domicilio O atendimento a domicilio da Fisio e Saúde Sul, privilegia o conforto e a saúde de seus pacientes, realizando atendimento que proporciona SAÚDE, BEM-ESTAR e MELHORA

Leia mais

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP)

TREINAMENTO 1. Aquecimento: Alongamento: Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) TREINAMENTO 1 Rodrigo Gonçalves (Comissão Paulista de Cheerleading) (CREF. 028011-G/SP) Rotina de alongamento e condicionamento (Treino 1): O alongamento e o aquecimento são importantíssimos em qualquer

Leia mais

TECNOLOGIAS DE APOIO ABORDAGEM AO POSICIONAMENTO EM CADEIRA DE RODAS

TECNOLOGIAS DE APOIO ABORDAGEM AO POSICIONAMENTO EM CADEIRA DE RODAS TECNOLOGIAS DE APOIO ABORDAGEM AO POSICIONAMENTO EM CADEIRA DE RODAS Ano lectivo 2011/2012 Posicionamento e Mobilidade Posicionamento em cadeira de rodas: Acto terapêutico que implica a utilização de diversos

Leia mais

Manual do proprietário: Ride Forward Cushion

Manual do proprietário: Ride Forward Cushion Y i Manual do proprietário: Ride Forward Cushion M Ride Designs a branch of Aspen Seating, LLC 8100 SouthPark Way Littleton, Colorado 80120 USA telefone gratuito (Apenas EUA): 866.781.1633 telefone: 303.781.1633

Leia mais

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design.

Para proteção completa contra chuva, está disponível em lojas de varejo uma capa de chuva ABC Design. MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO ABC DESIGN PRIMO Moldura de Alumínio leve Alças giratórias em 360 graus 4 posições de regulagem de encosto Rodas dianteiras giratórias e bloqueáveis. toldo removível Testado

Leia mais

Por esse motivo é tão comum problemas na coluna na sua grande maioria posturais.

Por esse motivo é tão comum problemas na coluna na sua grande maioria posturais. R.P.G. E A MECÂNICA DA NOSSA COLUNA VERTEBRAL * Dr. Gilberto Agostinho A coluna vertebral, do ponto de vista mecânico é um verdadeiro milagre. São 33 vértebras (7 cervicais + 12 torácicas + 5 lombares

Leia mais

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação

Fundação Cardeal Cerejeira. Acção de Formação Fundação Cardeal Cerejeira Acção de Formação Formadoras: Fisioterapeuta Andreia Longo, Fisioterapeuta Sara Jara e Fisioterapeuta Tina Narciso 4º Ano de Fisioterapia da ESSCVP Em fases que o utente necessite

Leia mais

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional SONHO

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional SONHO Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional SONHO Carrinho SONHO Manual Carrinho Sonho- Dardara - 2 as ilustrações são apenas representações. o design e o estilo podem variar. Antes de usar o carrinho,

Leia mais

Pare de maltratar seus joelhos. Fundamentais para qualquer atividade física, eles precisam estar fortes e saudáveis para agüentar você todos os dias

Pare de maltratar seus joelhos. Fundamentais para qualquer atividade física, eles precisam estar fortes e saudáveis para agüentar você todos os dias Pare de maltratar seus joelhos. Fundamentais para qualquer atividade física, eles precisam estar fortes e saudáveis para agüentar você todos os dias Rodrigo Gerhardt Desde que você resolveu deixar de engatinhar

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO GARRA FLASH TC 3D

MANUAL DE OPERAÇÃO GARRA FLASH TC 3D MANUAL DE OPERAÇÃO GARRA FLASH TC 3D REVISÃO 00.3 B12-076 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1. CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE O APARELHO... 2 2. INSTRUÇÕES DE USO... 3 3. AFERIÇÃO DA GARRA FLASH... 4 I 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo Originária da Confederação do Tiro Brasileiro decreto 1503 de 5 de setembro de 1906

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo Originária da Confederação do Tiro Brasileiro decreto 1503 de 5 de setembro de 1906 Exercícios com Elástico Os Exercícios com elástico irão trabalhar Resistência Muscular Localizada (RML). Em cada exercício, procure fazer a execução de maneira lenta e com a postura correta. Evitar o SOLAVANCO

Leia mais

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos

O PROJETO. A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos O PROJETO A ESTAÇÃO SAÚDE foi desenvolvida com objetivo de proporcionar aos usuários diferentes exercícios que possibilitam trabalhar grupos musculares diversos, membros superiores, inferiores, abdominais

Leia mais

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril PÓS-OPERATÓRIO Como preparar sua casa após cirurgia de quadril Retire os tapetes, extensões e fios telefônicos, pois eles podem ocasionar quedas. Caso ainda não tenha, instale corrimãos em pelo menos um

Leia mais

Queda de Idosos. Alguns cuidados para manter uma vida sempre ativa.

Queda de Idosos. Alguns cuidados para manter uma vida sempre ativa. Queda de Idosos Alguns cuidados para manter uma vida sempre ativa. O QUE É? Pessoas de todas as idades correm riscos de sofrer queda. E, para os idosos, existe um significado muito relevante, pois podem

Leia mais

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço

VARREDEIRA ZE072. Manual de serviço VARREDEIRA ZE072 Manual de serviço A varredeira ZE072 foi desenvolvida para trabalhos na construção civil, de manutenção em estradas, ou locais que necessitem o mesmo sistema de remoção de resíduos. Qualquer

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Cuidados Posturais Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Vídeo: Cuidados_posturais_Dr.MiguelMastropaulo A postura correta Considera-se uma boa postura aquela condição em que o alinhamento corporal proporciona

Leia mais

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO POSTURA INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO *Antigamente : quadrúpede. *Atualmente: bípede *Principal marco da evolução das posturas em 350.000 anos. *Vantagens: cobrir grandes distâncias com o olhar, alargando seu

Leia mais

Exercícios de força muscular

Exercícios de força muscular Exercícios de força muscular ABDOMINAIS Objectivos: Melhoria funcional e reforço muscular do Core. Posição Inicial - Deite-se em decúbito dorsal (barriga para cima), coloque as pernas flectidas a 45º,

Leia mais

11 EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LESÕES

11 EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LESÕES 11 EXERCÍCIOS PARA PREVENIR LESÕES O futsal, como outras modalidades, está associado a certos riscos de lesões por parte dos jogadores. No entanto, estudos científicos comprovaram que a incidência de lesões

Leia mais

Avaliação Integrada. Profº Silvio Pecoraro. Specialist Cooper Fitness Center Dallas Texas/USA Cref. 033196 G/SP

Avaliação Integrada. Profº Silvio Pecoraro. Specialist Cooper Fitness Center Dallas Texas/USA Cref. 033196 G/SP Avaliação Integrada Profº Silvio Pecoraro Specialist Cooper Fitness Center Dallas Texas/USA Cref. 033196 G/SP Definições Chaves Corrente cinética: sistema muscular + sistema articular + sistema neural.

Leia mais

O SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL PARA ATLETAS PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL

O SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL PARA ATLETAS PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL O SISTEMA DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL PARA ATLETAS PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL Prof. MsC Cláudio Diehl Nogueira Professor Assistente do Curso de Educação Física da UCB Classificador Funcional Sênior

Leia mais

NORMA BRASILEIRA. Accessibility in highway transportation

NORMA BRASILEIRA. Accessibility in highway transportation NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15320 Primeira edição 30.12.2005 Válida a partir de 30.01.2006 Acessibilidade à pessoa com deficiência no transporte rodoviário Accessibility in highway transportation Palavras-chave:

Leia mais

3. Pressione o cotovelo, com a maior força possível com a outra mão, em direção ao outro ombro. Fique nesta posição por 10 segundos. Repita 3X.

3. Pressione o cotovelo, com a maior força possível com a outra mão, em direção ao outro ombro. Fique nesta posição por 10 segundos. Repita 3X. THIAGO MURILO EXERCÍCIOS PARA DEPOIS DO TÊNIS 1. Em Pé de costas para um canto de parede flexione a sua perna mais forte para frente, alinhe a coluna e leve os braços para trás até apoiar as palmas das

Leia mais

Motus Cadeira de Rodas Adaptável Artigo número: 480F61=00000_K

Motus Cadeira de Rodas Adaptável Artigo número: 480F61=00000_K Pedido no. Motus Cadeira de Rodas Adaptável Artigo número: 480F61=00000_K Somente orçamento Pedido Anexo para fabricação personalizada Endereço para cobrança/ Número do cliente Endereço para entrega Equipamento

Leia mais

Exercícios pós-operatórios iniciais após cirurgia de joelho

Exercícios pós-operatórios iniciais após cirurgia de joelho PÓS-OPERATÓRIO Exercícios pós-operatórios iniciais após cirurgia de joelho Estes exercícios são importantes para aumentar a circulação em seus pés e pernas e prevenir coágulos sanguíneos. Eles também são

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Anais III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva Ações Inclusivas de Sucesso Belo Horizonte 24 a 28 de maio de 2004 Realização: Pró-reitoria de Extensão

Leia mais

AVALIAÇÃO DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO Articulação Sinovial Forma de sela Três graus de liberdade Posição de Repouso Posição de aproximação

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

CHICCO MAX 3S. Grupo I, II e III 9 a 36 kg

CHICCO MAX 3S. Grupo I, II e III 9 a 36 kg CHICCO MAX 3S Grupo I, II e III 9 a 36 kg INSTRUÇÕES DE USO COMPONENTES 1. Apoio para a cabeça 2.Ganchos de bloqueio do cinto de segurança 3. Encosto 4. Assento IMPORTANTÍSSIMO! LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

ACESSÓRIOS PARA MESAS CIRÚRGICAS 2012

ACESSÓRIOS PARA MESAS CIRÚRGICAS 2012 ACESSÓRIOS PARA MESAS CIRÚRGICAS 2012 2 Locais de Trabalho Cirúrgicos ACESSÓRIOS Locais de Trabalho Cirúrgicos ACESSÓRIOS 3 ACESSÓRIOS E AUXILIARES DE POSICIONAMENTO DESENVOLVIDO PARA PACIENTES E EQUIPE

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com maior freqüência para a terapia da coluna lombar, Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

REQUISITOS BÁSICOS PARA TÁXI ACESSÍVEL

REQUISITOS BÁSICOS PARA TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS BÁSICOS PARA TÁXI ACESSÍVEL 1. OBJETIVO...3 2. APRESENTAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS...3 3. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS...4 3.1 Características Gerais...4 3.2 Carroceria...4 4. ACESSIBILIDADE...8 4.1

Leia mais

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO

PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO MANUAL DO CUIDADOR PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS NO DOMICÍLIO 3 GUIA PRÁTICO ILUSTRADO Aumente a sua qualidade de vida e a do idoso dependente também! REDE REGIONAL DE CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRADOS Siga

Leia mais

IMPORTANTE LER COM ATENÇÃO E GUARDAR PARA EVENTUAIS CONSULTAS.

IMPORTANTE LER COM ATENÇÃO E GUARDAR PARA EVENTUAIS CONSULTAS. MANUAL DE INSTRUÇÕES e informações importantes para manutenção e limpeza dos nossos produtos erço NANNA Ref. IXE5029 Foto meramente ilustrativa Obrigado mamãe e papai. Nós da URIGOTTO, estamos a cada dia

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

Dor nas costas é natural ou descuido?

Dor nas costas é natural ou descuido? 1 FOLHAS Escola: E. E. Prof. Léo Kohler Ensino Fundamental NRE: Cianorte Nome do professor: Reginaldo Dimas R. Longo e-mail: reginaldodimas@seed.pr.gov.br Nome do professor orientador: Prof. Dr. Pedro

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Prof. Dr. Victor H. A. Okazaki http://okazaki.webs.com Material de Apoio: Desenvolvimento & Aprendizado

Leia mais

AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIENCIA COM LESÃO MEDULAR

AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIENCIA COM LESÃO MEDULAR MINUTA AS PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIENCIA COM LESÃO MEDULAR MEDIDAS PREVENTIVAS INTRODUÇÂO O desejo maior é que estas informações contribuam, de alguma forma, para que a pessoa que sofra uma lesão medular,

Leia mais

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional Marie

Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional Marie Instruções para Carrinho de Bebê Multifuncional Marie Carrinho Marie as ilustrações são apenas representações. o design e o estilo podem variar. Manual Carrinho Marie - Dardara - 2 Antes de usar o carrinho,

Leia mais

MANUAL BICICLETAS. Número do quadro: ... Nome do Proprietário: ... Data da compra:. ...

MANUAL BICICLETAS. Número do quadro: ... Nome do Proprietário: ... Data da compra:. ... MANUAL BICICLETAS Número do quadro:... Nome do Proprietário:... Data da compra:.... 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL LINHA CONVENCIONAL: ADULTOS E JUVENIL ÍNDICE: INTRODUÇÃO Introdução 03 Manual Linha Convencional

Leia mais

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER:

SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE OS FATORES QUE MAIS CAUSAM AS QUEDAS PODEM SER: SEGURANÇA NA TERCEIRA IDADE As quedas tornam-se mais frequentes com o avançar da idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a maioria dos casos acontecem dentro de casa e são a

Leia mais

AVALIAÇÃO CLÍNICA PRECOCE DO EQUILÍBRIO. Versão 2 (15/12/10)

AVALIAÇÃO CLÍNICA PRECOCE DO EQUILÍBRIO. Versão 2 (15/12/10) AVALIAÇÃO CLÍNICA PRECOCE DO EQUILÍBRIO Versão 2 (15/12/10) Tradução Português/Brasil: Ana Paula Bensemann Gontijo, Priscilla R. Pereira Figueiredo, Juliana Starling, Marisa Cotta Mancini (UFMG-2015) Data

Leia mais

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf ELÁSTICO OU BORRACHA Sugestão: 1 kit com 3 elásticos ou borrachas (com tensões diferentes: intensidade fraca, média e forte) Preço: de

Leia mais

Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) - Relatório n 52. Recomendação

Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) - Relatório n 52. Recomendação Recomendação PROCEDIMENTO CADEIRA DE RODAS TIPO MONOBLOCO E CADEIRA DE RODAS (ACIMA DE 90 KG) NA TABELA DE ÓRTESES, PRÓTESES E MATERIAIS ESPECIAIS NÃO RELACIONADOS AO ATO CIRÚRGICO DOS SUS. Demandante:

Leia mais

APOSTILA DE VOLEIBOL

APOSTILA DE VOLEIBOL APOSTILA DE VOLEIBOL O voleibol é praticado em uma quadra retangular dividida ao meio por uma rede que impede o contato corporal entre os adversários. A disputa é entre duas equipes compostas por seis

Leia mais

Tarefas prescritas de levante, movimentação e transferência de doentes

Tarefas prescritas de levante, movimentação e transferência de doentes Tarefas prescritas de levante, movimentação e transferência de doentes Modo de proceder na preparação da tarefa com o doente (ACSS 2008; Alexandre & Rogante, 2000; Coelho, 2010; Elkin, Perry, & Potter,

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORA SANDRA MARA KUCHNIR

ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORA SANDRA MARA KUCHNIR ENSINO FUNDAMENTAL COORDENADORA SANDRA MARA KUCHNIR 2014 EDUCAÇÃO FÍSICA EDUCAÇÃO FÍSICA PRODUÇÃO CULTURAL DA SOCIEDADE EXPRESSADA ATRAVÉS DO MOVIMENTO EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEÚDOS EDUCAÇÃO FÍSICA EIXOS ESPORTE

Leia mais

PEÇAS E ACESSÓRIOS. Seletor de Velocidade e Resistência. Unidade Principal AirClimber. Monitor de Treinamento. Almofadas

PEÇAS E ACESSÓRIOS. Seletor de Velocidade e Resistência. Unidade Principal AirClimber. Monitor de Treinamento. Almofadas ÍNDICE PEÇAS E ACESSÓRIOS 6 INSTRUÇÕES 7 BODYCORD - CORDA DE RESISTÊNCIA CORPORAL 9 MONITOR DE TREINAMENTO 10 CONTAGEM DE PULSAÇÕES 10 DICAS DO TREINAMENTO BÁSICO 11 FREQUÊNCIA DE EXERCÍCIOS 11 ALONGAMENTO

Leia mais

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT

GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT GUIA DE EXERCÍCIOS LIFE ZONE TOTAL FIT Nesse guia você encontrará 50 exercícios diferentes para fazer utilizando a sua Estação de Musculação Life Zone Total Fit. Com esses exercícios, você trabalhará diversas

Leia mais

Manutenção de Cadeiras de Rodas

Manutenção de Cadeiras de Rodas Manutenção de Cadeiras de Rodas Av. Vereador José Diniz, 3300 15º. andar CEP 04604-006 SãoPaulo- SP Tel. / Fax: 55 11 5049 0075 Instituto@iparadigma.org.br Índice Introdução 1 Conhecendo a Cadeira de Rodas

Leia mais

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA APRENDA A CUIDAR DA SUA COLUNA Elaboração: Júlia Catarina Sebba Rios Pesquisa: Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos ati vos e sedentários

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº DE DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº DE DE 2012. RESOLUÇÃO Nº DE DE 2012. Dispõe sobre as características, especificações e padrões técnicos a serem observados nos ônibus utilizados na operação dos serviços de transporte rodoviário interestadual e internacional

Leia mais

Postura corporal hábitos causas e consequências

Postura corporal hábitos causas e consequências Postura corporal hábitos causas e consequências AFINAL O QUE É POSTURA? Postura Definir Postura ideal é praticamente impossível. Porém, para Momesso (1997) postura, é a atitude que o corpo adota, mediante

Leia mais

SUMÁRIO. 1.Informações Gerais 4 1.1Congratulações 4 1.2Objetivo 4 1.3Aplicação 4 1.4Referências normativas 5 1.5Características Gerais 5

SUMÁRIO. 1.Informações Gerais 4 1.1Congratulações 4 1.2Objetivo 4 1.3Aplicação 4 1.4Referências normativas 5 1.5Características Gerais 5 SUMÁRIO 1.Informações Gerais 4 1.1Congratulações 4 1.2Objetivo 4 1.3Aplicação 4 1.4Referências normativas 5 1.5Características Gerais 5 2.Simbologia 5 2.1Significados dos símbolos 5 2.2Indicações dos símbolos

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Procedimento de Transporte de Material

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Procedimento de Transporte de Material Revisão: 00 Folha: 1 de 6 1) OBJETIVO Este procedimento estabelece parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar

Leia mais

SUMMER G2 SUMMER G2 BICICLETA. Equipamento Profissional

SUMMER G2 SUMMER G2 BICICLETA. Equipamento Profissional BICICLETA SUMMER G2 BICICLETA SUMMER G2 Equipamento Profissional Índice Apresentação... 06 Recomendações de Segurança... 07 Conselhos e Dicas... 08 Instruções de Montagem...10 Principais Benefícios de

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007 ETAPAS. Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007. Prof. Paulo C.

Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007 ETAPAS. Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007. Prof. Paulo C. Ergonomia Posto de trabalho Menor unidade produtiva Aplicação da antropometria no design do local de trabalho Homem e seu local de trabalho Fábrica / escritório > conjunto de postos Análise do posto Enfoque

Leia mais

SISTEMA LEVITAR DE CABEÇA

SISTEMA LEVITAR DE CABEÇA SISTEMA LEVITAR DE CABEÇA O equipamento deve estar completamente desmontado com os seguintes componentes e quantidades: Quantidades 1 INICIAR A REGULAGEM: o usuário a seguir serve apenas como referência

Leia mais

2.1 Dados Técnicos - Dimensões na Condição de Altura Fechada (Sem Pressão)

2.1 Dados Técnicos - Dimensões na Condição de Altura Fechada (Sem Pressão) 1. Considerações Gerais 1.1 Instruções de recebimento Deve-se inspecionar visualmente todo o equipamento para detectar avarias causadas durante o transporte, como vazamentos e marcas de batidas. Avarias

Leia mais

CV 3001. Manual de Instruções. Cadeira Auto. Dispositivo de Retenção para Crianças. 20110717 manual CV3001_voyage.indd 1 30/06/11 13:24

CV 3001. Manual de Instruções. Cadeira Auto. Dispositivo de Retenção para Crianças. 20110717 manual CV3001_voyage.indd 1 30/06/11 13:24 CV 3001 Manual de Instruções Cadeira Auto Dispositivo de Retenção para Crianças 20110717 manual CV3001_voyage.indd 1 30/06/11 13:24 Apresentação Este é um dispositivo de retenção para crianças, utilizado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO HOSPITAL DE CLÍNICAS COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PROTOCOLOS DE CONTROLE DE INFECÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO HOSPITAL DE CLÍNICAS COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR PROTOCOLOS DE CONTROLE DE INFECÇÃO Úlcera de Pressão Também conhecida como escara ou úlcera de decúbito. É definida como qualquer lesão causada por pressão não aliviada que resulta em danos nos tecidos subjacentes (subcutâneo, músculo,

Leia mais

Semiologia Ortopédica Pericial

Semiologia Ortopédica Pericial Semiologia Ortopédica Pericial Prof. Dr. José Heitor Machado Fernandes 2ª V E R S Ã O DO H I P E R T E X T O Para acessar os módulos do hipertexto Para acessar cada módulo do hipertexto clique no link

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

ACESSIBILIDADE PÚBLICA. Uma estratégia para Transporte Público

ACESSIBILIDADE PÚBLICA. Uma estratégia para Transporte Público ACESSIBILIDADE PÚBLICA Uma estratégia para Transporte Público Pedro Bisch Neto Diretor Superintendente Vinicio Salvagni Diretor de Trasnporte Metropolitano DEFINIÇÃO AFINAL, O QUE É MOBILIDADE URBANA E

Leia mais

TEK LINE geometria veicular www.tekline.com.br

TEK LINE geometria veicular www.tekline.com.br Alguns dos dispositivos mostrados neste manual são opcionais ou específicos podendo não acompanhar seu equipamento.o cliente dentro de suas necessidades é quem descreve o tipo de geometria que deseja fazer

Leia mais

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol

Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol Professoras: Edilene, Ana Laura e Carol A locomoção depende da ação conjunta e integrada dos ossos e dos músculos; Os seres humanos tem coluna vertebral, que é o eixo do nosso esqueleto interno; O esqueleto

Leia mais

ATENÇÃO! ANTES DE INICIAR ESTE PROGRAMA DE EXERCÍCIOS CONSULTE O SEU MÉDICO.

ATENÇÃO! ANTES DE INICIAR ESTE PROGRAMA DE EXERCÍCIOS CONSULTE O SEU MÉDICO. ATENÇÃO! ANTES DE INICIAR ESTE PROGRAMA DE EXERCÍCIOS CONSULTE O SEU MÉDICO. Divisão Fitness Rodovia Acesso José Sartorelli, s/n - Km 0 Parque das Árvores - Boituva-SP CEP 8550-000 Brasil - Cx. Postal

Leia mais

Axkid Manual de Instruções Kidzone

Axkid Manual de Instruções Kidzone Axkid Manual de Instruções Kidzone segurança Voltada para frente com cinto de 9-18kg Voltada para trás com cinto de segurança Voltada para frente com 9-25 Kg o cinto de segurança do adulto 15-25 kg Testado

Leia mais

3.4 Deformações da coluna vertebral

3.4 Deformações da coluna vertebral 87 3.4 Deformações da coluna vertebral A coluna é um dos pontos mais fracos do organismo. Sendo uma peça muito delicada, está sujeita a diversas deformações. Estas podem ser congênitas (desde o nascimento

Leia mais

Condições de Trabalho

Condições de Trabalho NR-17 Ergonomia OBJETIVO Visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto,

Leia mais

fitness 94 SPORT LIFE

fitness 94 SPORT LIFE 94 SPORTLIFE o torracalorias O kettlebell, que chegou ao país no ano passado, queima, em 10 minutos, tanto quanto correr na esteira por 45 minutos Texto Lygia Haydée Fotos Bruno Guerreiro Uma bola de ferro

Leia mais

Protetização. Prof.ª Dr.ª Juliana Yule

Protetização. Prof.ª Dr.ª Juliana Yule Protetização Prof.ª Dr.ª Juliana Yule Tratamento do membro residual Indivíduos que não recebem um curativo rígido ou prótese temporária usam faixas elásticas ou atrofiadores para a redução da dimensões

Leia mais

APOSTILA DE NATAÇÃO APERFEIÇOAMENTO E TREINAMENTO Técnica de Nados, Saídas e Viradas. Prof Adolfo Deluca

APOSTILA DE NATAÇÃO APERFEIÇOAMENTO E TREINAMENTO Técnica de Nados, Saídas e Viradas. Prof Adolfo Deluca APOSTILA DE NATAÇÃO APERFEIÇOAMENTO E TREINAMENTO Técnica de Nados, Saídas e Viradas Prof Adolfo Deluca 1999 2 ÍNDICE PONTOS IMPORTANTES A SE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO... 4 1. Controle da Respiração... 4 2.

Leia mais

Teste de Flexibilidade

Teste de Flexibilidade Teste de Flexibilidade Introdução O teste de Fleximetria foi aprimorado pelo ICP à partir do teste do Flexômetro de LEIGHTON deve ser aplicado com a intenção de se coletar informações sobre o funcinamento

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Simulador de caminhada Gonew

MANUAL DO USUÁRIO Simulador de caminhada Gonew MANUAL DO USUÁRIO Simulador de caminhada Gonew Simulador_de_Caminhadas_GONEW.indd 1 Sumário Informações importantes de segurança Exercícios básicos Quadros extras para medidas Perda de valor da cobertura

Leia mais