exercícios - cap Construa uma máquina de estados que ilustre os requisitos de uma máquina multibanco (levantamento de dinheiro)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "exercícios - cap. 4 4. Construa uma máquina de estados que ilustre os requisitos de uma máquina multibanco (levantamento de dinheiro)"

Transcrição

1 1. Equipa de desenvolvimento, clientes e utilizadores trabalham em conjunto para especificar os requisitos de um sistema. Se o sistema depois de concluído falhar, causando prejuizo físico ou financeiro, quem é o principal responsável? 2. Como é que se pode garantir que os requisitos de qualidade relacionados com a segurança e a confiança podem ser verificados? É possível mostrar que um sistema nunca pode falhar? 3. Classifique os seguintes requisitos como funcionais, de qualidade, restrições de desenho e restrições de processo. (a) o client daemon tem que estar invisível para o utilizador (b) o sistema deve verificar a existencia de links corruptos e de dados cuja data de validade já expirou (c) deve existir uma convenção interna de nomes para garantir a unicidade de cada registo (d) a comunicação entre a base de dados e o servidor deve ser encriptada (e) os ficheiros devem estar agrupados numa hierarquia (f) tem que existir uma interface com a base de dados Oracle (g) tem que suportar de forma concorrente utilizadores 1 4. Construa uma máquina de estados que ilustre os requisitos de uma máquina multibanco (levantamento de dinheiro) 5. Uma máquina de estados diz-se completa sse em cada estado existe uma transição para para todo o evento de entrada. É sempre possivel converter uma máquina de estados incompleta numa máquina de estados completa. Converta a máquina de estados construída na pergunta anterior para uma máquina completa. 6. Uma propriedade de segurança de um sistema expressa um determinado comportamento do sistema que nunca acontece. Indique uma propriedade de segurança para o sistema da máquina multibanco. 7. Uma propriedade de animação de um sistema expressa um determinado comportamento do sistema que pode acontecer. Indique uma propriedade de animação para o sistema da máquina multibanco. 2

2 8. Por vezes, constrói-se (rapidamente) um protótipo de parte de um sistema para mostrar ao cliente a funcionalidade do sistema. Considera que a documentação dos requisitos deverá ser escrita antes ou depois do protótipo ser avaliado? 9. Construa um modelo UML para ilustrar os requisitos de um sistema de uma lista telefónica on-line para substituir o sistema já existente em papel. 10.Que tipo de problemas se deve procurar numa revisão aos requisitos de um sistema? 11.Considera que existem vantagens/desvantagens em separar o documento de definição dos requisitos do documento de especificação dos requisitos? 12.Considere que um cliente lhe pede um requisito impossível de implementar. Colocaria o requisito na documentação para mais tarde pedir para retirá-lo? Que implicações éticas poderá haver em prometer algo que já se sabe não ser possível cumprir? 3 13.Considere a seguinte descrição de um sistema de empréstimo de publicações de uma biblioteca de uma universidade. As publicações disponíveis são livros e revistas. Quando um aluno quer requisitar uma publicação, preenche um formulário por cada publicação, indicando a cota, o título e os autores (no caso de ser um livro) e entrega-o a um funcionário. Cada aluno pode efectuar até 3 empréstimos. A biblioteca também deverá fazer controlo dos empréstimos atrasados, avisando os leitores por quando ultrapassar os 7 dias de atraso. Os alunos devem poder pesquisar as publicações existentes na biblioteca. No caso de uma publicação já estar requisitada, é mostrada a data esperada para entrega Quando chega uma nova publicação, esta é encaminhada para o responsável pela catalogação, onde será analisada e definida a sua área de conhecimento. Existem várias áreas de conhecimento, pondendo ser criadas outras. Os leitores, professores e alunos, interessados em consultar publicações não existentes na biblioteca, poderão apresentar uma proposta de aquisição das mesmas ao responsável. 4

3 As propostas são analisadas e em função dos preços e do orçamento disponível, serão seleccionadas as publicações a adquirir. A biblioteca estabeleceu critérios que dão prioridade à aquisição de publicações formativas que façam parte do sistema de ensino. Após ter sido definida a lista de publicações a adquirir, são enivadas notas de encomenda para os fornecedores. As publicações entregues pelos fornecedores são verificadas no momento da recepção. Depois de catalogadas e registadas, as publicações ficam num expositor especial de divulgação durante 5 dias, antes de serem colocadas na prateleira. A partir desta altura ficam disponíveis para empréstimo. A biblioteca analisa as publicações periodicamente em função do seu estado de conservação. As que estão em mau estado são retiradas do circuito de empréstimo. As que são valiosas também são retiradas do circuito de empréstimo e colocadas em exposição. 5 a) Efectue o levantamento de requisitos e desenhe o respectivo diagrama de casos de uso b) Desenhe o diagrama de classes que ilustre os requisitos do sistema. c) Desenhe o diagrama de estados para a entidade Publicação. d) Desenhe o diagrama de sequencia para o cenário principal do caso de uso Registar empréstimo. e) Desenhe o diagrama de actividades para o processo de disponibilização de publicação, desde o respectivo pedido de aquisição feito pelo leitor até à publicação ser colocada na prateleira, ficando disponível para empréstimo. 6

4 14. Pretende-se desenvolver um sistema de informação para apoiar a gestão de encomendas de um grupo de pizzarias PhonePizza. O sistema irá prestar serviços de atendimento, acompanhamento de clientes e de encomendas. Para além das pizzarias (lojas), o grupo tem uma Central de Atendimento aos Clientes (CAC) que disponibiliza um serviço de encomendas de produtos por telefone e pela Internet. Para o efeito, se o cliente contactar por telefone deve indicar a sua localização. Caso se encontre na área de cobertura do grupo, a CAC efectua a encomenda e envia-o para a pizzaria mais próxima da zona onde o cliente se encontra. Se o pedido for feito pela Internet, o utilizador tem que efectuar primeiro um pré-registo (indicando login, password, morada, telefone e ). Em seguida recebe via um código de acesso para poder activar os serviços disponibilizados pela pizzaria. Após a activação dos serviços, o código de acesso não será jamais utilizado. Assim que o cliente receber o código de acesso, pode efectuar encomendas através do seu login e password. 7 A pizzaria tem um catálogo que consiste numa listagem de produtos por código, nome, descrição e preço. Os produtos disponíveis são bebidas, saladas, entradas, pizzas, massas e sobremesas. Uma pizza é constituída por uma pizza base (Margarita) à qual se podem adicionar até 10 ingredientes. Existem também pizzas com os ingredientes pré-definidos (e.g., Vegetariana, Tropical). A pizzaria é composta pelas seguintes áreas: restaurante, balcão, entregas, cozinha e armazém. É no restaurante que estão as mesas. As mesas (numeradas) podem ser reservadas pelos clientes, sendo a reserva referenciada pelo número da mesa e pela data. Um cliente pode reservar várias mesas. Na pizzaria, o pedido de uma encomenda pode ser feito ao balcão ou à mesa, havendo em qualquer dos casos um terminal do sistema com um ecrã táctil disponibilizado para introduzir o pedido. Os funcionários distribuem-se pelas seguintes categorias: gestor de loja, empregado de mesa, gestor de encomendas, estafeta. Todos têm um número e podem trabalhar em várias lojas, sendo importante saber a data e a duração do contrato em cada loja. Cada loja é caracterizada por código, nome, zona de influencia. 8

5 O procedimento para encomendar é idêntico, quer o pedido seja feito por telefone, pela Internet ou localmente. Quando uma pizzaria recebe uma encomenda, adiciona-a à fila de espera de encomendas a satisfazer. Assim que a encomenda começa a ser confeccionada, o seu estado passa a processo. Logo que todos itens da encomenda estejam prontos para serem entregues, esta é entregue ao cliente pelo empregado de mesa ou pelo estafeta, dependendo do tipo da encomenda. O estado da encomenda passa então a caminho. Assim que o cliente recebe a encomenda, é gerada uma factura que é caracterizada por um número, data, itens de produto com valor unitário e valor total. Nessa altura, o estado da encomenda passa a entregue e toda a informação referente à encomenda e respectiva factura é arquivada. a) Efectue o levantamento de requisitos e desenhe o respectivo diagrama de casos de uso b) Desenhe o diagrama de classes que ilustre os requisitos do sistema. c) Desenhe o diagrama de estados para a entidade Encomenda. d) Desenhe o diagrama de sequência para o cenário principal dos casos de uso do cliente Consulta catálogo, Efectua pré-registo e Efectua encomenda Considere um sistema informático para a gestão de um parque de estacionamento. Na entrada existe uma tecnologia de reconhecimento de imagem que permite visualizar, reconhecer e registar automaticamente a matricula do veículo. Assim, ao detectar a presença de um veículo na entrada, se existir lugar no parque, a entrada é registada e é emitido um bilhete. Se a matrícula não for reconhecida, é criado um novo veículo no sistema. Quando o condutor retira o bilhete, o sistema abre a cancela e ao detectar a passagem do veículo incrementa o contador e fecha a cancela. O responsável pelo parque necessita de consultar diariamente a listagem dos estacionamentos efectuados. Um veículo pode efectuar vários estacionamentos no mesmo dia. As categorias permitidas são: automóvel e motorizada. No início é aplicada uma tarifa base para todos os veículos. No entanto, é possível criar tarifas específicas para os veículos com um número elevado de estacionamentos. Cada tarifa possui um custo por hora. O estacionamento tem um número limitado de lugares. Os lugares são caracterizados por um número, piso e estado (livre, ocupado) 10

6 A cancela de entrada do parque possui diversos estados de funcionamento. Em utilização normal pode estar aberta, fechada e numa situação intermédia em que se detecta a passagem de um veículo. excepcionalmente, por motivos de segurança, a cancela pode ser bloqueada (fechada) ou colocada em emergência (permanece aberta) pelo responsável pelo parque. a) Efectue o levantamento de requisitos e desenhe o respectivo diagrama de casos de uso b) Desenhe o diagrama de classes que ilustre os requisitos do sistema. c) Desenhe o diagrama de estados para a entidade Cancela de entrada. d) Desenhe o diagrama de sequência para o cenário principal do caso de uso Regista entrada. 11

exercícios - cap. 4 1

exercícios - cap. 4 1 1 1. Equipa de desenvolvimento, clientes e utilizadores trabalham em conjunto para especificar os requisitos de um sistema. Se o sistema depois de concluído falhar, causando prejuizo físico ou financeiro,

Leia mais

Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Software GereComSaber 2ª Fase

Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Software GereComSaber 2ª Fase Universidade do Minho Departamento de Informática Desenvolvimento de Sistemas de Software Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Software GereComSaber 2ª Fase Luana Georgia Lopes Telha nº 49379 Luís

Leia mais

4.1. UML Diagramas de casos de uso

4.1. UML Diagramas de casos de uso Engenharia de Software 4.1. UML Diagramas de casos de uso Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Utilizados para ajudar na análise de requisitos Através da forma como o utilizador usa o sistema

Leia mais

Facturação Guia do Utilizador

Facturação Guia do Utilizador Facturação Guia do Utilizador Facturação Como se utiliza 2 1 Como se utiliza Todas as opções do sistema estão acessíveis através do menu: ou do menu: O Menu caracteriza-se pelas seguintes funcionalidades:

Leia mais

Diagramas de Casos de Uso

Diagramas de Casos de Uso UML Unified Modeling Language Diagramas de Casos de Uso José Correia, Março 2006 (http://paginas.ispgaya.pt/~jcorreia/) Objectivos O objectivo de um diagrama de casos de uso de um sistema é mostrar para

Leia mais

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos

Certidão Permanente. Manual de Procedimentos Certidão Permanente Manual de Procedimentos Procedimentos da Certidão Permanente On-line Sim 2. Elaborar Pedido de Subscrição 1. Autenticar apresentante / Login 1.1. Subscrição da Certidão? 4. Efectuar

Leia mais

Descrição do Serviço Diagnóstico no Local

Descrição do Serviço Diagnóstico no Local Apresentação do serviço A Dell tem o prazer de fornecer o Serviço de (o Serviço ) de acordo com este documento (a Descrição do Serviço ). Este fornece actividades opcionais de diagnóstico no local na empresa

Leia mais

Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Software GereComSaber 1ª Fase

Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Software GereComSaber 1ª Fase Trabalho de Desenvolvimento de Sistemas de Software GereComSaber 1ª Fase Paulo Rui Lopes Pereira da Silva nº 47049 Luana Georgia Lopes Telha nº 49379 Luis Miguel Ferreira Rosa nº 51784 1 Índice 1. INTRODUÇÃO...3

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores

Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Trabalho prático Sistemas

Leia mais

Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores

Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Arquitecturas de Software Mestrado em Engenharia Informática e de Computadores Exame 2 de Fevereiro de 2008, 9:00H 11:30H (duração 2:30H) Nome:

Leia mais

Rock In Rio - Lisboa

Rock In Rio - Lisboa Curso de Engenharia Informática Industrial Rock In Rio - Lisboa Elaborado por: Ano Lectivo: 2004/05 Tiago Costa N.º 4917 Turma: C Gustavo Graça Patrício N.º 4757 Turma: C Docente: Professora Maria Estalagem

Leia mais

I. Perfil de elaboração:

I. Perfil de elaboração: Página: 1 I. Perfil de elaboração: Resultante do briefing com todas as partes intervenientes no projecto, com ênfase nas necessidades do cliente Zenlive será desenvolvido o supracitado projecto. Algumas

Leia mais

1. Condições netticket

1. Condições netticket 1. Condições netticket No netticket estão disponíveis bilhetes para os serviços Alfa Pendular e Intercidades. Os bilhetes podem ser adquiridos nos 30 dias anteriores à viagem, até aos 60 minutos que antecedem

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de aquisições Elaborado por: Ana Cosmelli e Amélia Janeiro SDUL 2008 Índice 1. Gestão de encomendas... 4 1.1 Criar uma nova encomenda... 4 1.1.1 Associar uma

Leia mais

Pizza Móvel. Manual do Utilizador. Seja muito bem-vindo caro utilizador

Pizza Móvel. Manual do Utilizador. Seja muito bem-vindo caro utilizador Pizza Móvel Manual do Utilizador Seja muito bem-vindo caro utilizador Nesta secção é realizada a atribuição de nomes às teclas do telemóvel que serão referidas ao longo de todo o manual. Se o modelo do

Leia mais

Manual de Gestão de Entregas

Manual de Gestão de Entregas Manual de Gestão de Entregas Índice 1. Acesso à Plataforma... 3 1.1. Certificado de Autenticação... 3 1.2. Autenticação perante a Plataforma... 6 2. Responsáveis pela Entrega... 7 3. Estado de Encomendas...

Leia mais

Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006)

Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006) Ajuda do site www.maxone.biz ( Março 2006) Este documento tem como objectivo ajudar os nossos clientes a trabalhar com o nosso site. Se necessitar de alguma ajuda extra não hesite em contactar-nos. Apesar

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

GIAE ONLINE GIAE ONLINE. J.P.M & Abreu, Lda.

GIAE ONLINE GIAE ONLINE. J.P.M & Abreu, Lda. GIE ONLINE 1 Índice Índice 2 Índice de Figuras 3 1. Introdução 4 2. Novas funcionalidades 5 2.1. Mensagens 5 2.1.1. Recebidas 6 2.1.2. Enviadas 6 2.1.3. Enviar Mensagem 6 2.2. Consulta de Extracto 9 2.3.

Leia mais

Acessos Convergentes. Manual de Configuração e Utilização

Acessos Convergentes. Manual de Configuração e Utilização Índice 1 Introdução... 4 1.1 Âmbito do Documento... 4 1.2 Acesso... 5 1.3 Autenticação... 5 2 Cliente... 6 2.1 Reencaminhamentos ou redireccionamentos... 6 2.1.1 Novo Plano de Redireccionamento... Error!

Leia mais

Introdução... 3. 1ª Parte - Acesso à Aplicação Avaliação Online... 4 I Aceder à Aplicação... 4 1. Inscrição... 4 2. Acesso à Aplicação...

Introdução... 3. 1ª Parte - Acesso à Aplicação Avaliação Online... 4 I Aceder à Aplicação... 4 1. Inscrição... 4 2. Acesso à Aplicação... Índice Introdução... 3 1ª Parte - Acesso à Aplicação Avaliação Online... 4 I Aceder à Aplicação... 4 1. Inscrição... 4 2. Acesso à Aplicação... 4 II Entrada na Aplicação... 5 1. Informações... 6 1. Avaliação

Leia mais

Exercícios - Enunciados

Exercícios - Enunciados Exercícios - Diagrama de Classes Transposição SQL Exercícios Diagrama de Classes (UML) Notas de Avaliações Agenda Contactos Gestão de Projectos Multibanco Vendedores Estatística de Vendas Rodoviária Metropolitano

Leia mais

Marketing de Serviços

Marketing de Serviços Marketing de Serviços Criação e Desenvolvimento de Serviços 1 Objectivos Identificar os elementos principais dos serviços Avaliar as formas de criação de serviços Avaliar os factores críticos de sucesso

Leia mais

UML (Unified Modelling Language) Diagrama de Classes

UML (Unified Modelling Language) Diagrama de Classes UML (Unified Modelling Language) Diagrama de Classes I Classes... 2 II Relações... 3 II. Associações... 3 II.2 Generalização... 9 III Exemplos de Modelos... III. Tabelas de IRS... III.2 Exames...3 III.3

Leia mais

O Programa experts plus é válido para o período de viagens de 01.08.2008 a 31.12.2008.

O Programa experts plus é válido para o período de viagens de 01.08.2008 a 31.12.2008. Condições de Participação no Programa experts plus Última actualização: 01 de Agosto de 2008 Com o Programa experts plus, a Deutsche Lufthansa AG (doravante designada por Lufthansa ou LH ) e a Swiss International

Leia mais

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador

EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE. GestProcessos Online. Manual do Utilizador EAmb V.1 ESPOSENDE AMBIENTE GestProcessos Online Manual do Utilizador GestProcessos Online GABINETE DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EAmb Esposende Ambiente, EEM Rua da Ribeira 4740-245 - Esposende

Leia mais

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET

WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET MANUAL DO UTILIZADOR WEBSITE DEFIR PRO WWW.DEFIR.NET 1. 2. PÁGINA INICIAL... 3 CARACTERÍSTICAS... 3 2.1. 2.2. APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÕES... 3 TUTORIAIS... 4 3. DOWNLOADS... 5 3.1. 3.2. ENCOMENDAS (NOVOS

Leia mais

1. Contratos de aluguer automóvel

1. Contratos de aluguer automóvel 1. Contratos de aluguer automóvel Pretende-se desenvolver um Sistema Informático para apoio à gestão de Contratos de Aluguer automóvel de Longa-duração (SICAL) que permita efectuar, cancelar e modificar

Leia mais

LEILÃO ONLINE. Manual do Utilizador

LEILÃO ONLINE. Manual do Utilizador LEILÃO ONLINE Manual do Utilizador INDICE 1 VANTAGENS PARA O COMPRADOR... 3 2 PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ S)... 4 P1. Como é dado acesso?... 4 P2. Como se acede ao sistema?... 4 P3. Em quantas lotas posso

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração ZSPDA. V2011-Certificado Manual de Configuração ZSPDA V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Pré-requisitos... 3 a) Base de dados... 3 b) Firewall... 3 c) Licença... 3 d) Rede sem fios... 3 e) PDA... 4 4. ZSPDA Interface...

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Data Encomenda, Data Entrega; tem também o código Artigo, Descrição, Quantidade e Preço para cada artigo; bem como o Total Encomenda.

Data Encomenda, Data Entrega; tem também o código Artigo, Descrição, Quantidade e Preço para cada artigo; bem como o Total Encomenda. P S I 3. º A N O F 1 I N F O R M A T I V A M O D E L O C O M P O R T A M E N T A L Módulo 17 OP 3 Metodologias de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1. Explique se estão ou não correctos os Diagramas

Leia mais

Adenda ao Manual. Versão 3.96

Adenda ao Manual. Versão 3.96 Adenda ao Manual Versão 3.96 Aviso: A adenda ao manual da versão 3.96 do RESTUS Touchscreen não pode ser reproduzida e distribuída sem autorização da itbase SA. 1999 2011 itbase SA Todos os direitos reservados

Leia mais

Regulamento Setembro de 2013

Regulamento Setembro de 2013 Regulamento Setembro de 2013 1. ÂMBITO E ESTRUTURA A Biblioteca da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão é uma unidade documental que adquire, processa e disponibiliza informação especializada

Leia mais

Resolução da lista de exercícios de casos de uso

Resolução da lista de exercícios de casos de uso Resolução da lista de exercícios de casos de uso 1. Explique quando são criados e utilizados os diagramas de casos de uso no processo de desenvolvimento incremental e iterativo. Na fase de concepção se

Leia mais

Sistema de Controlo de Entrada de Viaturas SCEV

Sistema de Controlo de Entrada de Viaturas SCEV Sistema de Controlo de Entrada de Viaturas SCEV Sónia Mendes, Carla Ladeiro e Paula Pereira Abstract O controlo de acessos a instalações é uma área da segurança electrónica em franca expansão, sendo cada

Leia mais

Serviço de Atendimento Online. Manual de ajuda para uma melhor utilização dos programas de apoio ao serviço de atendimento online: Messenger

Serviço de Atendimento Online. Manual de ajuda para uma melhor utilização dos programas de apoio ao serviço de atendimento online: Messenger Serviço de Atendimento Online Manual de ajuda para uma melhor utilização dos programas de apoio ao serviço de atendimento online: Messenger Índice Messenger Dicas de utilização... 3 1. O que é... 3 2.

Leia mais

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud

Leia mais

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado

ZSRest. Manual de Configuração. Serviço de Entregas. V2011-Certificado Manual de Configuração Serviço de Entregas V2011-Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Configuração... 3 4. Funcionamento Frontoffice... 4 a) Pedido normal... 4 b) Pedido baseado noutras encomendas...

Leia mais

WinVending Mobile Listagem de Alterações

WinVending Mobile Listagem de Alterações Versão 2015.12.2.3 Data: 27/04/2016 Documentos: o Optimização no carregamento de dados de artigos/stocks pois os processos revelavamse demorados o Na conversão de documentos de encomenda para fatura, deve

Leia mais

Catálogo Nacional de Compras Públicas. Manual de Fornecedores

Catálogo Nacional de Compras Públicas. Manual de Fornecedores 10 de Julho de 2009 Índice 1. Introdução... 3 1.1. Objectivo... 3 2. Fornecedor... 4 2.1. AQs/CPAs... 4 2.2. Contratos... 4 2.3. Grupos AQ/CPA... 5 3. Carregamento e Actualização do Catálogo... 7 3.1.

Leia mais

Manual de Utilização - Backoffice

Manual de Utilização - Backoffice Manual de Utilização - Backoffice ÍNDICE 1. LOGIN DE ACESSO 2. SEPARADORES 2.1 PROMOÇÕES 2.2 GESTÃO DE CENTROS E LOJAS 2.3 GESTÃO DE PÁGINA DO LOJISTA 2.4 GESTÃO DE UTILIZADORES 2.5 ALERTAS 3. VALIDAÇÃO

Leia mais

Casos de uso Objetivo:

Casos de uso Objetivo: Casos de uso Objetivo: Auxiliar a comunicação entre os analistas e o cliente. Descreve um cenário que mostra as funcionalidades do sistema do ponto de vista do usuário. O cliente deve ver no diagrama de

Leia mais

COMPUTAÇÃO e PROGRAMAÇÃO

COMPUTAÇÃO e PROGRAMAÇÃO COMPUTAÇÃO e PROGRAMAÇÃO Projecto (em C++) Ano lectivo 2008/2009 MEMec e LEAN Data e hora limite de entrega: 19 de Dezembro de 2008, até às 16h30m Local da entrega: Secretaria da Área Científica de Controlo,

Leia mais

Descrição do serviço: Serviços de recuperação de activos ProManage Dell Reciclagem de activos de TI

Descrição do serviço: Serviços de recuperação de activos ProManage Dell Reciclagem de activos de TI Dell Serviços Descrição do serviço: Serviços de recuperação de activos ProManage Dell Reciclagem de activos de TI Apresentação dos serviços A Dell tem o prazer de fornecer os Serviços de recuperação de

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Diagramas de Fluxos de Dados

Cadeira de Tecnologias de Informação. Diagramas de Fluxos de Dados Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2007/08 Diagramas de Fluxos de Dados Prof. Mário Caldeira Profª Ana Lucas Dr. Fernando Naves Engª Winnie Picoto Engº Luis Vaz Henriques Dr. José Camacho

Leia mais

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente Manual de Utilizador Junho de 2011 V6 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 4 1.1 Aspectos gerais... 4 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 4 1.3

Leia mais

FAQ s para os Administradores do Sistema

FAQ s para os Administradores do Sistema FAQ s para os Administradores do Sistema Este documento disponibiliza FAQ s sobre vários temas. Clique sobre o tema que lhe interessa para aceder às respetivas FAQ s. FAQ s sobre a credenciação do Administrador

Leia mais

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0

Relatório de alterações efectuadas no sistema NetBusiness 2.0 Net Business Soluções de Software Standard * Contabilidade Geral, Analítica e Orçamental * Salários e Gestão de Recursos Humanos * Gestão de Imobilizado * Gestão de Contas Correntes * Gestão de Stocks

Leia mais

Guia de Utilização. Acesso Universal

Guia de Utilização. Acesso Universal Guia de Utilização Índice PREÂMBULO...3 ACESSO À PLATAFORMA...3 ÁREA DE TRABALHO...4 APRESENTAR PROPOSTAS...9 RECEPÇÃO DE ADJUDICAÇÃO...18 PARAMETRIZAÇÃO DA EMPRESA...19 Acesso universal Proibida a reprodução.

Leia mais

OBOSHotel - Central de Reservas Online. Especificação de Requisitos Funcionais. Lista de Casos de Uso Front-end e BackOffice

OBOSHotel - Central de Reservas Online. Especificação de Requisitos Funcionais. Lista de Casos de Uso Front-end e BackOffice OBOSHotel - Central de Reservas Online Lista de Casos de Uso Front-end e BackOffice Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 13-01-2008 1.0.0 Construção dos casos de uso. Nelson Santos 19-02-2008

Leia mais

Manual do Gestor da Informação do Sistema

Manual do Gestor da Informação do Sistema Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Licenciatura Informática e Computação Laboratório de Informática Avançada Automatização de Horários Manual do Gestor da Informação do Sistema João Braga

Leia mais

Sistema de formação e certificação de competências

Sistema de formação e certificação de competências Sistema de Formação e Certificação de Competências Portal das Escolas Manual de Utilizador Docente Referência Projecto Manual do Utilizador Docente Sistema de formação e certificação de competências Versão

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A ADMINISTRATIVO/A. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Administrativo/a Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5

PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A ADMINISTRATIVO/A. PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Administrativo/a Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 PERFIL PROFISSIONAL TÉCNICO/A ADMINISTRATIVO/A PERFIL PROFISSIONAL Técnico/a Administrativo/a Nível 3 CATÁLOGO NACIONAL DE QUALIFICAÇÕES 1/5 ÁREA DE ACTIVIDADE OBJECTIVO GLOBAL - ADMINISTRAÇÃO/GESTÃO -

Leia mais

Processo de análise estruturada - Abordagem clássica

Processo de análise estruturada - Abordagem clássica Processo de análise estruturada - Abordagem clássica Desenvolver modelo físico actual Modelo físico actual Modelos a desenvolver tendo em conta a abordagem clássica Desenvolver modelo lógico actual Modelo

Leia mais

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo PHC Suporte CS DESCRITIVO O PHC Suporte CS permite a qualquer empresa com assistência a clientes pós-venda, gerir todo o seu parque instalado, a actividade de suporte ao público e a performance e produtividade

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda)

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda) Manual de Iniciação FrontOffice (ponto de venda) 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Início de Operador... 5 b) Fazer login de Empregado:... 5 c) Botões de Acção:...

Leia mais

Registo de Nomeação/Alteração dos Órgãos Sociais Manual de Procedimentos

Registo de Nomeação/Alteração dos Órgãos Sociais Manual de Procedimentos Registo de Nomeação/Alteração dos Órgãos Sociais Manual de Procedimentos Procedimentos do Registo de 1. Autenticar apresentante / Login 2. Introduzir Informação do registo de Órgãos Sociais 3. Enviar os

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO AVISO AO UTILIZADOR Leia cuidadosamente este contrato. O acesso e uso desta plataforma implica, da sua parte uma aceitação expressa e sem reservas de todos os termos

Leia mais

GereComSaber. Desenvolvimento de Sistemas de Software. Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática

GereComSaber. Desenvolvimento de Sistemas de Software. Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática Universidade do Minho Conselho de Cursos de Engenharia Licenciatura em Engenharia Informática Desenvolvimento de Sistemas de Software Ano Lectivo de 2009/10 GereComSaber Ana Duarte, André Guedes, Eduardo

Leia mais

Utilização das Ferramentas e Recursos da Comunidade @rcacomum

Utilização das Ferramentas e Recursos da Comunidade @rcacomum Utilização das Ferramentas e Recursos da Comunidade @rcacomum Investigadores Responsáveis: Maribel Santos Miranda e Professor Doutor António Osório Instituto Estudos da Criança Universidade do Minho http://www.nonio.uminho.pt/arcacomum

Leia mais

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição:

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Uma subscrição de um espaço web da One.com oferece acesso aos servidores

Leia mais

PROTOCOLO BANCO DE MEDICAMENTOS RESPOSTAS ÀS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

PROTOCOLO BANCO DE MEDICAMENTOS RESPOSTAS ÀS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES PROTOCOLO BANCO DE MEDICAMENTOS RESPOSTAS ÀS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. Como posso aderir ao Banco de Medicamentos? Para aderir ao Banco de Medicamentos, a empresa deverá inscrever-se na Plataforma através

Leia mais

Neste momento a gestão dos automóveis, de grupos de automóveis e de manutenção não são consideradas relevantes para serem suportadas pelo sistema.

Neste momento a gestão dos automóveis, de grupos de automóveis e de manutenção não são consideradas relevantes para serem suportadas pelo sistema. Caso 1 Rent-a-car 1 Enunciado Pretende-se desenvolver um software de suporte a diversas actividades duma empresa de aluguer de automóveis. Este software deve permitir registar contratos de aluguer, entregas

Leia mais

Algoritmo. Iniciação do Sistema e Estimativa do consumo. Perfil do utilizador. Recolha de dados

Algoritmo. Iniciação do Sistema e Estimativa do consumo. Perfil do utilizador. Recolha de dados Algoritmo Iniciação do Sistema e Estimativa do consumo Recolha de dados O algoritmo do sistema de gestão, necessita obrigatoriamente de conhecer todos (ou grande maioria) os aparelhos ligados numa habitação

Leia mais

Análise Orientada a Objetos Processo Unificado RUP - Rational Unified Process

Análise Orientada a Objetos Processo Unificado RUP - Rational Unified Process Análise Orientada a Objetos Processo Unificado RUP - Rational Unified Process 201104 Diego Rocha Cáceres diego@hotelserrano.com.br FACCAT Faculdades de Taquara FIT Faculdade de Informática de Taquara Disciplina

Leia mais

Bem-vindo ao nosso mundo virtual! Guia do Portal de Ensino à Distância da Get Training 1

Bem-vindo ao nosso mundo virtual! Guia do Portal de Ensino à Distância da Get Training 1 Após uma experiência formativa de mais de 20 anos em formação presencial, e tendo sempre como princípios a inovação e a satisfação do cliente, é com grande satisfação que a Get Training implementa este

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL Manual de Utilização - Gestão de Utilizador Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL

Leia mais

prodj Condições Gerais de Venda On-line

prodj Condições Gerais de Venda On-line Índice 1. Contactos da prodj... 2 2. Processo de compra na loja on line da prodj... 2 2.1. Registo introdução, correcção e eliminação de dados pessoais... 2 2.2. Segurança no registo... 2 2.2. Compra...

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Gestão de leitores... 5 1.1 Pesquisa de leitores...

Leia mais

Manual de utilizador CRM

Manual de utilizador CRM Manual de utilizador CRM Formulário de Login Personalizado de acordo com a sua empresa mantendo a sua imagem corporativa. Utilizador: Admin Password: 123 1 Formulário Principal Este formulário está dividido

Leia mais

PHC Logística CS. ππ Redução de custos operacionais ππ Inventariação mais correcta e fiável ππ Optimização do tempo

PHC Logística CS. ππ Redução de custos operacionais ππ Inventariação mais correcta e fiável ππ Optimização do tempo PHCLogística CS DESCRITIVO O módulo PHC Logística permite fazer o tracking total de uma mercadoria: desde a sua recepção, passando pelo seu armazenamento, até à expedição. PHC Logística CS A solução para

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES SERVIÇO MB WAY O que é o MB WAY? O MB WAY é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço

Leia mais

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA

REGULAMENTO DA BIBLIOTECA REGULAMENTO DA BIBLIOTECA O principal objectivo deste Regulamento é salvaguardar o interesse comum de todos os utentes e permitir que a Biblioteca execute as suas funções de forma eficiente e eficaz. Desta

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010. Departamento Comercial. Trabalho realizado por: Filipe Cabral n.º8. Tânia Leão n.

Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010. Departamento Comercial. Trabalho realizado por: Filipe Cabral n.º8. Tânia Leão n. Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010 Departamento Comercial Trabalho realizado por: Filipe Cabral n.º8 Tânia Leão n.º19 Diferença de Aprovisionamento e Compra O aprovisionamento é um conjunto

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE A época de 2012/2013 terá um novo recurso para a Filiação e Inscrições em Provas para os Clubes, Equipas e Agentes Desportivos, tendo sido criada para o efeito uma nova Plataforma de Inscrições Online.

Leia mais

www.forumenfermagem.org

www.forumenfermagem.org Todos os conteúdos apresentados são propriedade dos referidos autores Retirado de: Comunidade On-line de Enfermagem www.forumenfermagem.org CENTROS DE SAÚDE (Versão Beta 2) BEJA Maio 2007 Pag. Entrar na

Leia mais

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação

Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação Manual do Utilizador GESTFOR Gestão da Formação 1. INTRODUÇÃO...1 2. MÓDULO DE GESTÃO...2 2.1. ENTIDADES...3 2.1.1. TERCEIROS...4 2.1.1.1. CONSULTAR OS TERCEIROS...4 2.1.1.2. CRIAR UM TERCEIRO...5 2.1.1.3.

Leia mais

PROJETO (OU DESIGN) DO SOFTWARE Diagrama de Estrutura

PROJETO (OU DESIGN) DO SOFTWARE Diagrama de Estrutura PROJETO (OU DESIGN) DO SOFTWARE Diagrama de Estrutura Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2007 Slide 1 PROJETO (OU DESIGN) DO SOFTWARE Na fase de projeto (ou design)

Leia mais

Novo Formato de Logins Manual de Consulta

Novo Formato de Logins Manual de Consulta Gestão Integrada de Acessos Novo Formato de Logins Manual de Consulta Gestão Integrada de Acessos Histórico de Alterações Versão Descrição Autor Data 1.0 Versão inicial DSI/PPQ 2014-07-11 Controlo do documento

Leia mais

FATURAÇÃO ELETRÓNICA Ação Necessária: Registo no OB10

FATURAÇÃO ELETRÓNICA Ação Necessária: Registo no OB10 FATURAÇÃO ELETRÓNICA Ação Necessária: Registo no OB10 Junho de 2013 Exmo(a). Senhor(a), A Unilever tomou uma decisão estratégica de forma a encorajar todos os fornecedores a mudarem para a faturação eletrónica.

Leia mais

Modelos de Sistemas Casos de Uso

Modelos de Sistemas Casos de Uso Modelos de Sistemas Casos de Uso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2000 Slide 1 Modelagem de Sistema UML Unified Modeling Language (Linguagem de Modelagem Unificada)

Leia mais

Manual Upgrade para a Versão 6

Manual Upgrade para a Versão 6 Manual Upgrade para a Versão 6 Gabinete de Manutenção Informática Unipessoal, Lda. Rua Rui de Pina, 1B 2805-241 Almada Tel. 21 274 34 41 Fax. 21 274 34 43 www.gmi.co.pt * geral@gmi.mail.pt -1- Conteúdo

Leia mais

A BDAP Passo a Passo. www.bdap.min-financas.pt

A BDAP Passo a Passo. www.bdap.min-financas.pt A BDAP Passo a Passo www.bdap.min-financas.pt Versão 1 BDAP passo a passo A BDAP Base de Dados dos Recursos Humanos da Administração Pública - é um repositório de informação sobre os Recursos Humanos da

Leia mais

Aplicação de RMAs - Instruções

Aplicação de RMAs - Instruções Aplicação de RMAs - Instruções 1 - Registo do Utilizador na Plataforma Existem duas possibilidades de um utilizador se registar na plataforma de RMAs. Utilizador com acesso ao site Utilizador sem acesso

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11

ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 MANUAL DE USO DO SISTEMA GOVERNO DIGITAL ÍNDICE ANALÍTICO: 1.0. CADASTRO DE CONTABILISTAS... 4 1.1. Primeiro Acesso... 4 1.2. Visão Geral... 11 2.0. SOLICITAÇÕES DE AIDF E AUTORIZAÇÃO DE EMISSÃO DE NOTA

Leia mais

Usar o PO Convert para criar uma factura a partir de uma Nota de Encomenda

Usar o PO Convert para criar uma factura a partir de uma Nota de Encomenda 1 / 7 Como Usar o PO Convert para criar uma factura a partir de uma Nota de Encomenda 1. Inicie sessão na sua conta OB10 2. Seleccione a lista Aceites - Na página inicial da sua Conta OB10, clique na lista

Leia mais

Regras de Auditoria e Liberação de Movimentos (Parte 1)

Regras de Auditoria e Liberação de Movimentos (Parte 1) Regras de Auditoria e Liberação de Movimentos () Março - 2014 Índice Título do documento 1. Auditoria de Movimentos (ECM) Introdução:... 3 2. Grupos de Usuário (ECM):... 3 3. Colaboradores... 4 4. Configuração

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Circular n.º 023/2014 Portal F.P.T. - Inscrições Exmo. Sr. Presidente, No seguimento da Circular Nº 021/2014 Inscrições em Provas F.P.T. e depois de disponibilizarmos a possibilidade de testar/treinar

Leia mais

Software de Gestão de Jardins de Infância - Creches - Externatos Atl s Colégios - Escolas

Software de Gestão de Jardins de Infância - Creches - Externatos Atl s Colégios - Escolas SCHOOLONE SCHOOLONE Sistema Multi-Utilizador Funcionamento em Rede Interface Gráfico Acesso controlado ao sistema através de Login / Password Permissões por utilizador. Exportação de qualquer documento

Leia mais

Serviço HP SupportPlus

Serviço HP SupportPlus Serviço HP SupportPlus HP Care Pack Services O Serviço HP de SupportPlus é composto por serviços completos de hardware e software que lhe permitem melhorar a disponibilidade da sua infra-estrutura de TI.

Leia mais

Regulamento de Utilização do Centro Náutico de Cheoc-Van

Regulamento de Utilização do Centro Náutico de Cheoc-Van Regulamento de Utilização do Centro Náutico de Cheoc-Van 1 o Objecto 1 O acesso, a permanência e a utilização das instalações do Centro Náutico de Cheoc-Van, adiante designado por Centro, afecto ao Instituto

Leia mais

OS SISTEMAS DE INFORMATICA EMBARCADA COMO APOIO À GESTÃO DO SISTEMA RODOVIÁRIO E À ASSISTÊNCIA AOS UTENTES NA ESTRADA

OS SISTEMAS DE INFORMATICA EMBARCADA COMO APOIO À GESTÃO DO SISTEMA RODOVIÁRIO E À ASSISTÊNCIA AOS UTENTES NA ESTRADA OS SISTEMAS DE INFORMATICA EMBARCADA COMO APOIO À GESTÃO DO SISTEMA RODOVIÁRIO E À ASSISTÊNCIA AOS UTENTES NA ESTRADA DOLORES TORRES GESTORA DE PRODUTO TECMIC, SA. RESUMO Existem em Portugal várias soluções

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado

ZS Rest. Manual Avançado. Menus. v2011 - Certificado Manual Avançado Menus v2011 - Certificado 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 4. Menus... 4 b) Novo Produto:... 5 i. Separador Geral.... 5 ii. Separador Preços e Impostos... 7 iii.

Leia mais

Esclarecimentos #2 ao Programa de Qualificação

Esclarecimentos #2 ao Programa de Qualificação SISTEMA DE QUALIFICAÇÃO DE EMPREITEIROS DA EDP DISTRIBUIÇÃO ENERGIA, S.A. (13/SQF/2013) Esclarecimentos #2 ao Programa de Qualificação 21.02.2014 1 2 Todas as empresas (individuais ou associadas) deverão

Leia mais

Manual do utilizador da aplicação web GOcondomínios. GOcondomínios Gestão de Condomínios 100% online

Manual do utilizador da aplicação web GOcondomínios. GOcondomínios Gestão de Condomínios 100% online Manual do utilizador da aplicação web GOcondomínios GOcondomínios Gestão de Condomínios 100% online www.gocondominio.pt desenvolvido por: SOPENFOR Sociedade de Projetos de Engenharia e Informática Lda.

Leia mais