Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS DA RECEITA FEDERAL DIMOB / DMED / DIRF Prof. André Proença

2 INTRODUÇÃO OBJETIVO: Informar as ferramentas que a RFB utilizará para confrontar as informações declaradas na Declaração de Ajuste Anual das Pessoas Físicas.

3 INTRODUÇÃO OBJETIVO: Verificar que com a tecnologia existente, a RFB está criando um banco de dados gigantesco e cercará todas as informações prestadas pelos contribuintes.

4 INTRODUÇÃO Assim, veremos: DMED DIMOB DIRF

5 DMED Fundamento Legal: IN 985/2009 O que é: declaração que tem por fim gerar banco de dados para que a RFB possa confrontar as despesas médicas da declaração da pessoa física!

6 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo A RFB vai confrontar estas informações na DMED feita pela Unimed Paulistana.

7 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

8 DMED Obrigatoriedade: Pessoas jurídicas ou equiparadas nos termos da legislação do imposto de renda: Prestadoras de serviços de saúde; Operadoras de planos privados de assistência à saúde.

9 DMED Prazo: Último dia útil de março de 2012.

10 DMED Penalidade: Atraso: R$ 5.000,00 por mês. Não informação ou erro: 5%, não inferior a R$ 100,00, por informação.

11 DMED Quais informações devem conter: Para os serviços médicos:

12 CPF do responsável pelo pagamento; CPF do beneficiário do serviço; Valores recebidos pelos responsáveis pelo pagamento.

13 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

14 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

15 DMED Quais informações devem conter: Para as operadoras de planos de saúde: CPF do titular e dependentes; valores pagos individualizados; valores reembolsados pelo plano.

16 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

17 DMED Não se esqueçam!! Na Declaração de Ajuste Anual os valores dedutíveis de despesas médicas são separados por titular e dependente!

18 DMED Com este banco de dados que está sendo criado, o profissional ou contribuinte que fizer a declaração de ajuste anual das pessoas físicas terão cuidado especial no preenchimento da dedução de despesas médicas.

19 DMED Qualquer informação que não bata com este banco de dados, a declaração fatalmente cairá na chamada malha fina!

20 MANDE SUAS DÚVIDAS PARA:

21 DIMOB Fundamento Legal: IN 1115/2010 O que é: declaração que tem por fim gerar banco de dados para que a RFB possa confrontar as operações imobiliárias das pessoas físicas!

22 DIMOB Com esta declaração, a RFB saberá: o quanto cada pessoa física está recebendo de aluguel; quais foram suas compras e vendas de imóvel no período e quanto gastou de comissão nestas operações.

23 DIMOB Obrigatoriedade: Pessoas jurídicas ou equiparadas nos termos da legislação do imposto de renda, que: 1 - que comercializarem imóveis que houverem construído, loteado ou incorporado para esse fim;

24 DIMOB 2 - que intermediarem aquisição, alienação ou aluguel de imóveis; 3 - que realizarem sublocação de imóveis; 4 - que se constituírem para construção, administração, locação ou alienação de patrimônio próprio, de seus condôminos ou de seus sócios.

25 DIMOB Prazo: Último dia útil de fevereiro de 2011.

26 DIMOB Penalidade: Atraso: R$ 5.000,00 por mês. Não informação ou erro: 5%, não inferior a R$ 100,00, por informação.

27 DIMOB Quais informações devem conter: LOCAÇÃO

28 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

29 DIMOB Quais informações devem conter: INCORPORAÇÃO E CONSTRUÇÃO

30 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

31 DIMOB Quais informações devem conter: INTERMEDIAÇÃO

32 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

33 MANDE SUAS DÚVIDAS PARA:

34 DIRF O que é: Declaração onde se informa a RFB os rendimentos tributáveis e as retenções ocorridas no ano. Também serve para informar os rendimentos isentos do trabalho, remessas para o exterior e plano de saúde coletivo empresarial.

35 DIRF Fundamento Legal: Instrução Normativa RFB nº 1.216, de 20 de dezembro de 2011.

36 DIRF Obrigatoriedade: Pessoas Jurídicas e Físicas que fizeram retenção de IR ou PIS/Cofins/CSSL durante o ano, bem como quem fez remessas ao exterior.

37 DIRF Prazo de entrega: Até o dia 29 de fevereiro de 2012.

38 DIRF Penalidades: 2% do valor do IR informado por mês de atraso, sendo o valor mínimo de R$ 500,00.

39 DIRF Preenchimento: Quando se tratar de beneficiários pessoas físicas, abre-se a seguinte ficha:

40 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

41 DIRF Notamos que: há os rendimentos tributáveis; imposto de renda retido na fonte; e também as deduções. Estes valores são confrontados na Declaração de Ajuste Anual:

42 DIRF Notamos que há os rendimentos tributáveis, imposto de renda retido na fonte e também as deduções. Estes valores são confrontados na Declaração de Ajuste Anual:

43 DIRF Cuidado!! Quando a pessoa física receber rendimentos do trabalho assalariado acima R$ ,15 ou rendimentos de autônomos, aluguel ou royaltes acima de R$ 6.000,00, Também precisam ser informados

44 DIRF Complementando a DMED A pessoa jurídica que contratar para seus empregados plano de saúde coletivo também deverá informar os valores pagos por eles.

45 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

46 DIRF Os rendimentos isentos pagos para pessoas físicas decorrentes do rendimento do trabalho também deverão ser informados. Observem a IN 1216/11 que trata de algumas dispensas:

47 DIRF Os rendimentos isentos pagos para pessoas físicas decorrentes do rendimento do trabalho também deverão ser informados. Observem a IN 1033/10 que trata de algumas dispensas:

48 Rendimentos do Exterior nos casos de: DIRF remessa pagamento emprego entrega crédito Também deverão ser informados Observem a IN 1216/11 pois também há dispensas.

49 Título fonte 36 Tamanho da letra fonte 32. Modelo

50 DIRF Novidades!! Rendimentos Recebidos Acumuladamente! Temos que preencher a seguinte ficha:

51

52 MANDE SUAS DÚVIDAS PARA:

53 OBRIGADO!!

14/2/2013 DIRF-2013. Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado

14/2/2013 DIRF-2013. Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado DIRF-2013 Professor Carlos Alberto Silva de Lima Bacharel em Ciências Contábeis Pós Graduado 1 Obrigatoriedade de apresentação Programa gerador A apresentação Prazo de apresentação Retificação Processamento

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO DE MAIO DE 2011

BOLETIM INFORMATIVO DE MAIO DE 2011 BOLETIM INFORMATIVO DE MAIO DE 2011 S U M Á R I O 1 - MATÉRIAS FEDERAIS 1 2 - MATÉRIAS ESTADUAIS 3 3 - MATÉRIAS MUNICIPAIS 4 4 - MATÉRIAS TRABALHISTAS 4 5 - MATÉRIAS DIVERSAS 5 1 - MATÉRIAS FEDERAIS DECLARAÇÃO

Leia mais

Parte III. Profa. Alessandra Brandão

Parte III. Profa. Alessandra Brandão Parte III Profa. Alessandra Brandão DIRF - Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte É a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita Federal do Brasil:

Leia mais

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza

DIRF - 2013. Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013. Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza DIRF - 2013 Fortaleza-CE, 20 de fevereiro de 2013 Plantão Fiscal da DRF/Fortaleza 1 O QUE É A DIRF? É a Declaração em que é informada à RFB: Os rendimentos pagos a pessoas físicas domiciliadas no País,

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS Esta agenda contém as principais obrigações acessórias a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente, obrigações tributárias de âmbito federal, a agenda não

Leia mais

DIRPF 2015 - REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 13/02/2015. Sumário:

DIRPF 2015 - REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 13/02/2015. Sumário: DIRPF 2015 - REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 13/02/2015. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO 2.1 - Quanto à Renda 2.2 - Ganho

Leia mais

DIRF 2012 (Ano base 2012) Entrega e Prazo. Da Obrigatoriedade de Entrega

DIRF 2012 (Ano base 2012) Entrega e Prazo. Da Obrigatoriedade de Entrega DIRF 2012 (Ano base 2012) A RFB (Receita Federal do Brasil) divulgou as regras para o preenchimento e o envio da Dirf (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte) 2013. A Instrução Normativa nº 1.297/2012

Leia mais

DMED Declaração de Serviços Médicos e de Saúde. Instrução Normativa RFB nº 985, de 22 de dezembro de 2009 e alterações

DMED Declaração de Serviços Médicos e de Saúde. Instrução Normativa RFB nº 985, de 22 de dezembro de 2009 e alterações DMED Declaração de Serviços Médicos e de Saúde Instrução Normativa RFB nº 985, de 22 de dezembro de 2009 e alterações OBRIGATORIEDADE DE ENTREGA Pessoa jurídica ou pessoa física equiparada a jurídica nos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - Rendimentos Isentos e Não

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - Rendimentos Isentos e Não Comprovante de Rendimentos Pagos e de Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - Rendimentos 09/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Declaração de Saída Definitiva

Declaração de Saída Definitiva 1 de 5 1/3/2011 07:29 Declaração Declaração de Saída Definitiva Obrigatoriedade Comunicação de Saída Definitiva x Declaração de Saída Definitiva do País Prazo e local de entrega da Declaração de Saída

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção Imposto de Renda para Empregados com Multiplos Vínculos.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção Imposto de Renda para Empregados com Multiplos Vínculos. Retenção Imposto de Renda para Empregados com Multiplos Vínculos. 23/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 5 4. Conclusão...

Leia mais

ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015

ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015 ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE JANEIRO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 01/2015 IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE COMPROVANTE ANUAL DE RENDIMENTOS PAGOS OU CREDITADOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 88 - Data 2 de abril de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS DECLARAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE ATIVIDADES IMOBILIÁRIAS.

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES DOS HOSPITAIS SEM FINS LUCRATIVOS E FILANTRÓPICOS 2011

AGENDA DE OBRIGAÇÕES DOS HOSPITAIS SEM FINS LUCRATIVOS E FILANTRÓPICOS 2011 AGENDA DE OBRIGAÇÕES DOS HOSPITAIS SEM FINS LUCRATIVOS E FILANTRÓPICOS 2011 Título/Benefício/Órgão Obrigação/Procedimento Fundamento Legal Prazo CEBAS - CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

IR 2010: Perguntas e respostas. 1. A planilha que a ANAJUSTRA forneceu possui valores divergentes ao que recebi do banco. Por quê?

IR 2010: Perguntas e respostas. 1. A planilha que a ANAJUSTRA forneceu possui valores divergentes ao que recebi do banco. Por quê? IR 2010: Perguntas e respostas 1. A planilha que a ANAJUSTRA forneceu possui valores divergentes ao que recebi do banco. Por quê? Resposta: A planilha fornecida pela ANAJUSTRA poderá ter divergências entre

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF Como informar os valores do plano privado de assistência a saúde - coletivo empresarial na DIRF 14/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise

Leia mais

Malha Fiscal PF. Uma visão geral do imposto, da malha e do sistema e-defesa.

Malha Fiscal PF. Uma visão geral do imposto, da malha e do sistema e-defesa. Malha Fiscal PF Uma visão geral do imposto, da malha e do sistema e-defesa. IRPF O imposto sobre a renda da pessoa física é uma das fontes de receita do Estado para custear as despesas públicas gerais.

Leia mais

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016

Cartilha Declaração de Imposto de Renda 2016 CARTILHA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2016 1 SUMÁRIO 1. OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO... 4 1.1. Pessoas obrigadas à apresentação da Declaração de Ajuste Anual IRPF 2016... 4 1.2. Pessoas dispensadas

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil

DIRF 2011. Secretaria da Receita Federal do Brasil DIRF 2011 O que é a DIRF? É a Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte feita pela FONTE PAGADORA, destinada a informar à Secretaria da Receita Federal o valor do Imposto de Renda retido na fonte,

Leia mais

A PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS DE ATÉ R$ 6.000,00. QUAIS SÃO AS REGRAS?

A PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS DE ATÉ R$ 6.000,00. QUAIS SÃO AS REGRAS? PESSOAL ISENÇÃO DE IR SOBRE A PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS DE ATÉ R$ 6.000,00. QUAIS SÃO AS REGRAS? A Medida Provisória nº 597, publicada no DOU Edição Extra do dia 26/12/2012, deu nova redação

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - DMED - LEIAUTE

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - DMED - LEIAUTE Declaração de Serviços Médicos e de Saúde - 06/11/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES 2016

AGENDA DE OBRIGAÇÕES 2016 Circular 449/2015 São Paulo, 22 de dezembro de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) AGENDA DE OBRIGAÇÕES 2016 Prezados Senhores, Servimo-nos, desta circular, para encaminhar a V.Sas., Agenda de Obrigações

Leia mais

2.2 Estrutura completa de uma declaração de Pessoa Jurídica ANEXO

2.2 Estrutura completa de uma declaração de Pessoa Jurídica ANEXO OPSE - Operadora de plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial TPSE - Titular de plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial DTPSE - Dependente do titular de plano privado

Leia mais

CARTILHA PARA EMISSÃO DA DIRF NO ESTADO DA BAHIA

CARTILHA PARA EMISSÃO DA DIRF NO ESTADO DA BAHIA CARTILHA PARA EMISSÃO DA DIRF NO ESTADO DA BAHIA 2014 1 ÍNDICE 1. O QUE É DIRF... 3 2. OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DA DIRF... 3 3. QUAIS INFORMAÇÕES DEVEM CONSTAR NA DIRF... 5 4. CRITÉRIOS UTILIZADOS PARA

Leia mais

Parte II. A declaração

Parte II. A declaração Parte II A declaração Declaração Anual de Ajustes Deve ser apresentada até o último dia de abril do exercício seguinte ao da ocorrência do fato gerador (31/12). Pode ser apresentada de forma: completa

Leia mais

DOU: nº 66, de 7 de abril de 2014, Seção 1, pag. 17. Ementa: REEMBOLSO DE ANUIDADE DEVIDA A CONSELHO PROFISSIONAL.

DOU: nº 66, de 7 de abril de 2014, Seção 1, pag. 17. Ementa: REEMBOLSO DE ANUIDADE DEVIDA A CONSELHO PROFISSIONAL. INFORME DRF/REC, em 22/04/2014 Tratando-se de empresa optante pelo Simples Nacional, a contribuição e prevista no art. 7º da Lei nº 12.546, de 2011, incide somente sobre a receita bruta decorrente de atividade

Leia mais

IRPF 2012. Principais Novidades. Março 2013. Elaborado por: Wagner Mendes. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

IRPF 2012. Principais Novidades. Março 2013. Elaborado por: Wagner Mendes. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Contábeis

Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Centro de Economia e Administração. Faculdade de Ciências Contábeis Pontifícia Universidade Católica de Campinas Centro de Economia e Administração Faculdade de Ciências Contábeis OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO Renda Recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste

Leia mais

Aos Aposentados e Pensionistas Contemplados no Precatório de 2011. Assunto: Retificação da Declaração de Imposto de Renda

Aos Aposentados e Pensionistas Contemplados no Precatório de 2011. Assunto: Retificação da Declaração de Imposto de Renda CARTA CIRCULAR ASIBAMA-DF 1 nº 0005/2012 Brasília, 26 de outubro de 2012. Aos Aposentados e Pensionistas Contemplados no Precatório de 2011. Assunto: Retificação da Declaração de Imposto de Renda Senhores

Leia mais

PESSOAL. PIS/COFINS IMPORTAÇÃO Alteração dos Percentuais ASSUNTOS DIVERSOS

PESSOAL. PIS/COFINS IMPORTAÇÃO Alteração dos Percentuais ASSUNTOS DIVERSOS BOLETIM INFORMATIVO DUARTE BENETTI CONTABILIDADE ANO XXXI Nº 137 MARÇO / 2015 Pessoal... 1 Assuntos Diversos...1 Feriado e Agenda Obrigações...4 Mensagem...5 PESSOAL PIS/COFINS IMPORTAÇÃO Alteração dos

Leia mais

E FINANCEIRA: NOVA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA PARA CONTROLE DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS

E FINANCEIRA: NOVA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA PARA CONTROLE DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS E FINANCEIRA: NOVA OBRIGAÇÃO ACESSÓRIA PARA CONTROLE DAS OPERAÇÕES FINANCEIRAS No último dia 3, a Receita Federal do Brasil ("RFB") expediu a Instrução Normativa ("IN/RFB") nº 1.571/2015, instituindo a

Leia mais

Esse ano temos algumas novidades importantes!

Esse ano temos algumas novidades importantes! Sabemos que, a cada ano, o cerco se fecha em torno dos profissionais da área de saúde. Assim, todo o cuidado é pouco na hora de declarar o seu imposto de renda. Esse ano temos algumas novidades importantes!

Leia mais

Espaço DIPJ 2013. Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ-2013), relativa ao ano-calendário de 2012.

Espaço DIPJ 2013. Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ-2013), relativa ao ano-calendário de 2012. Espaço DIPJ 2013 Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ-2013), relativa ao ano-calendário de 2012. SUMÁRIO 1. Introdução 2. Quem Está Obrigado à Apresentação da DIPJ 2.1.

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011 SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011 Aprova o leiaute do arquivo de importação de dados para o Programa Gerador da Declaração de Serviços Médicos

Leia mais

Aquisição ou venda feita em 2014 deve ser informada à Receita. Dica é conhecer

Aquisição ou venda feita em 2014 deve ser informada à Receita. Dica é conhecer Informativo Abril/2015 edição 20 Aquisição ou venda feita em 2014 deve ser informada à Receita. Dica é conhecer detalhes para evitar a malha fina. A declaração de imóveis no Imposto de Renda requer uma

Leia mais

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão IMPOSTO DE RENDA Distribuição Gratuita Pessoa Física É hora de acertar as contas com o Leão CONTRATE UM PROFISSIONAL E EVITE PROBLEMAS Entre em contato conosco 47 3028-1483 contabilize@contabilizesc.com.br

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como ajustar a DIRF quando não foi realizado o cálculo em separado do IRRF sobre os Rendimentos Recebidos

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como ajustar a DIRF quando não foi realizado o cálculo em separado do IRRF sobre os Rendimentos Recebidos Como ajustar a DIRF quando não foi realizado o cálculo em separado do IRRF sobre os Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA) 24/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

SPED ECF. ECF Escrituração Contábil Fiscal. Danilo Lollio São Paulo - SP. Esta apresentação é de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft.

SPED ECF. ECF Escrituração Contábil Fiscal. Danilo Lollio São Paulo - SP. Esta apresentação é de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft. SPED ECF ECF Escrituração Contábil Fiscal Danilo Lollio São Paulo - SP Esta apresentação é de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft. É proibida a reprodução, distribuição ou comercialização deste conteúdo.

Leia mais

IPI ICMS - SP LEGISLAÇÃO - SP ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009

IPI ICMS - SP LEGISLAÇÃO - SP ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 IPI ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 INFRAÇÕES E ACRÉSCIMOS MORATÓRIOS Infrações - Procedimentos do Contribuinte - Pagamento - Acréscimos Moratórios - Multa de Mora

Leia mais

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

IRPF IR2012. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2012. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2012 Especial IRPF 2012 Chegou a hora de declarar o IR2012 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

Orientações Gerais Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF E Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE

Orientações Gerais Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF E Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE Orientações Gerais Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF E Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE Exercício 2013 Ano base 2012 I. DIRPF - Obrigatoriedade de Apresentação da Declaração

Leia mais

Declaração de Ajuste Anual IN RFB nº 1.246, de 03/02/2012

Declaração de Ajuste Anual IN RFB nº 1.246, de 03/02/2012 Prof. professorjm@tributosefinancas.com.br Imposto de Renda de Pessoa Física IN RFB nº 1.246, de 03/02/2012 DOU 06/02/2012 São Mateus ES, 23 de março de 2012 AtualizaçãodaTabelaProgressiva DeduçãodasdoaçõesaosConselhosMunicipais,Estaduaise

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tratamento de pensão alimentícia sobre Rendimento Recebido Acumuladamente (RRA) no Comprovante de

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tratamento de pensão alimentícia sobre Rendimento Recebido Acumuladamente (RRA) no Comprovante de Tratamento de pensão alimentícia sobre Rendimento Recebido Acumuladamente (RRA) no 13/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Orientações gerais. Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE

Orientações gerais. Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE Orientações gerais Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física DIRPF e Declaração de Capitais Brasileiros no Exterior CBE Exercício 2016 Ano base 2015 Exercício É o ano de apresentação da declaração Ano-Base

Leia mais

DIRF 2016 Aspectos Gerais para Apresentação. 1. Introdução DIRF-2015-1 -

DIRF 2016 Aspectos Gerais para Apresentação. 1. Introdução DIRF-2015-1 - SUMÁRIO 1. Introdução 2. Prazo para Apresentação 2.1. Situações especiais 2.2. Saída definitiva do País 3. Programa Gerador da DIRF 2016 3.1. Apresentação da DIRF 2016 3.2. Processamento da DIRF 2016 4.

Leia mais

AGENDA DE CONTRIBUIÇÕES, TRIBUTOS E OBRIGAÇÕES

AGENDA DE CONTRIBUIÇÕES, TRIBUTOS E OBRIGAÇÕES Sinduscon Ceará - Agosto / 2014 DIAS OBRIGAÇÕES DESCRIÇÃO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 05 (terça-feira) IRRF RETIDO NA FONTE Recolher até o 3º dia útil após o último decêndio do mês anterior, os fatos gerados a

Leia mais

1. Fluxo de documentação

1. Fluxo de documentação 1. Fluxo de documentação É de fundamental importância o envio de toda documentação financeira para atender as exigências impostas pelo fisco e evitar problemas futuros à empresa. Prazo de envio: É ideal

Leia mais

ANO XXV - 2014-4ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 04/2014

ANO XXV - 2014-4ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 04/2014 ANO XXV - 2014-4ª SEMANA DE JANEIRO DE 2014 BOLETIM INFORMARE Nº 04/2014 IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE DIRF - DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE - NORMAS PARA APRESENTAÇÃO 2014... Pág. 104

Leia mais

CAPÍTULO III DA FORMA DE ELABORAÇÃO

CAPÍTULO III DA FORMA DE ELABORAÇÃO Instrução Normativa RFB Nº 1246 DE 03/02/2012 (Federal) Data D.O.: 06/02/2012 Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente ao exercício de 2012, ano-calendário

Leia mais

PORTARIA ANAC Nº /SRE, DE DE DE 2014.

PORTARIA ANAC Nº /SRE, DE DE DE 2014. PORTARIA ANAC Nº /SRE, DE DE DE 2014. Estabelece os procedimentos de apresentação das informações econômico-financeiras requeridas por organismos internacionais. O SUPERINTENDENTE DE REGULAÇÃO ECONÔMICA

Leia mais

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples

DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples DECLARAÇÕES Lucro Presumido, Isentas e Simples Wagner Mendes Contador, Pós-Graduado em Controladoria, Auditoria e Tributos, Consultor Tributário, Especialista em Tributos Federais, Contabilidade e Legislação

Leia mais

Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF).

Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF). INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 974, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF). O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso das atribuições

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. A pessoa física com ganho de capital em valor inferior a R$ 35.000,00, que utilizar o fator de redução na venda de imóvel residencial, está obrigada a entrega da DIRPF?

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Obrigações Previdenciárias quando a Empresa Contratar Cooperativa de Trabalho

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Obrigações Previdenciárias quando a Empresa Contratar Cooperativa de Trabalho Obrigações Previdenciárias quando a Empresa Contratar Cooperativa de Trabalho 27/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Análise da Legislação... 3 3. Processos Impactados... 5 4. Conclusão...

Leia mais

ROTINAS PREVIDENCIÁRIAS INTRODUÇÃO AO CNPJ E CEI

ROTINAS PREVIDENCIÁRIAS INTRODUÇÃO AO CNPJ E CEI UNIDADE 1 C ROTINAS PREVIDENCIÁRIAS MÓDULO 1. CADASTRO INTRODUÇÃO AO CNPJ E CEI versão 1.0 dezembro/2010 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Ao final desta Unidade, você será capaz de: 1. Definir o que é cadastro; 2.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DIRF Rendimento Tributável Nota Fiscal Cooperativa Médica

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DIRF Rendimento Tributável Nota Fiscal Cooperativa Médica DIRF Rendimento Tributável Nota Fiscal Cooperativa Médica 24/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA

ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA Distribuição Gratuita ORIENTAÇÕES SOBRE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA -2- Apresentação Esta cartilha traz orientações básicas aos contribuintes que entregam a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de

Leia mais

MÓDULO FOLHA DE PAGAMENTO IR-FONTE/DECLARAÇÃO DE DEPENDENTES/COMPROVANTE DE RENDIMENTOS 5.3

MÓDULO FOLHA DE PAGAMENTO IR-FONTE/DECLARAÇÃO DE DEPENDENTES/COMPROVANTE DE RENDIMENTOS 5.3 MÓDULO 5 FOLHA DE PAGAMENTO 5.3 IR-FONTE/DECLARAÇÃO DE DEPENDENTES/COMPROVANTE DE RENDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS SUMÁRIO ASSUNTO PÁGINA 5.3. IR-FONTE/DECLARAÇÃO DE DEPENDENTES/COMPROVANTE

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Palestra Imposto de Renda: "entenda as novas regras para os profissionais da Odontologia" Abril/2015 Palestra Imposto de Renda 2015 A Receita Federal do Brasil RFB para o exercício

Leia mais

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 O NOVO BANCO vem prestar alguns esclarecimentos que considera úteis para o preenchimento da declaração Modelo 3 de IRS, tomando por base a informação

Leia mais

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência.

Fique atento! Chegou a hora de declarar o. Especial. Não descuide do prazo de entrega e confira como declarar seus planos de previdência. Especial IRPF 2011 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência - Março de 2011 Chegou a hora de declarar o IRPF2011 Fique atento! Não descuide do

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção na fonte sobre adiantamento pago por PJ a outra Pessoa Jurídica

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Retenção na fonte sobre adiantamento pago por PJ a outra Pessoa Jurídica Retenção na fonte sobre adiantamento pago por PJ a outra Pessoa Jurídica 19/10/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1.

Leia mais

CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD

CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD ÍNDICE O que é o FUMCAD 2 Conceito e Natureza Jurídica 2 Doações 3 Dedução das Doações Realizadas no Próprio Exercício Financeiro 4 Passo a Passo para a Doação 5 Principais

Leia mais

ACE - ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FGG - FACULDADE GUILHERME GUIMBALA

ACE - ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FGG - FACULDADE GUILHERME GUIMBALA EDITAL Nº 03/2011 EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDO 2011 REMATRÍCULA E INGRESSANTES A Faculdade Guilherme Guimbala, FGG, torna público o presente Edital para os alunos matriculados nos Cursos de

Leia mais

Alexandre Marques Andrade Lemos. es ao. de Contratos e Convênios. Revista, ampliada e atualizada até maio de 2015

Alexandre Marques Andrade Lemos. es ao. de Contratos e Convênios. Revista, ampliada e atualizada até maio de 2015 Alexandre Marques Andrade Lemos r1 11111 es ao.,. u ar1a de Contratos e Convênios Retenções e encargos incidentes na contratação de pessoas ffsicas e jurídicas (INSS, IRRF, CSLL, PIS, COFINS e ISS) Revista,

Leia mais

ANEXO ÚNICO. Regra de Descrição preenchimento

ANEXO ÚNICO. Regra de Descrição preenchimento ANEXO ÚNICO LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed. Regras Gerais.. Estrutura de Arquivo:.. Exemplo de estrutura de declarante Pessoa Jurídica.. Leiaute do arquivo:.. Registro

Leia mais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais

CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais CARTILHA IRPF 2016 Orientações gerais ÍNDICE 1 Obrigatoriedade de entrega 4 2 Formas e prazo de entrega 5 3 Multa por atraso na entrega 8 4 Utilizando seu Informe de Rendimentos Financeiros BRADESCO 8

Leia mais

Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA

Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA O Imposto de Renda sobre Pessoa Física - IRPF é um tributo federal obrigatório a todos os trabalhadores brasileiros que obtiveram

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015 DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015 Regulamento para a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda, PESSOA FÍSICA, exercício de 2015, ano-calendário de 2014. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Nota Fiscal Carioca Serviços Tomados - RJ

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Nota Fiscal Carioca Serviços Tomados - RJ Nota 27/03/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Período de Competência... 4 3.2 FAQ da Prefeitura Municipal do Rio

Leia mais

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos

I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos I CASOS PRÁTICOS DACON Segue abaixo orientações quanto ao preenchimento prático de informações a serem prestadas em Dacon através de exemplos fictícios. 1 Sistema Cumulativo Pessoa Jurídica tributada pelo

Leia mais

ÍNDICE. 1. Principais novidades...02. 2.Instruções gerais Instrução Normativa RFB nº 1.545/2015...08. 3. Preenchimento...18

ÍNDICE. 1. Principais novidades...02. 2.Instruções gerais Instrução Normativa RFB nº 1.545/2015...08. 3. Preenchimento...18 ÍNDICE 1. Principais novidades...02 2.Instruções gerais Instrução Normativa RFB nº 1.545/2015...08 3. Preenchimento...18 1 1. Principais novidades a) Programa da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO E TRIBUTOS

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO E TRIBUTOS VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO E TRIBUTOS Orientador Empresarial IRRF - DIRF Ano Calendário 2010 Programa Gerador 2011 - Disposições INSTRUÇÃO NORMATIVA

Leia mais

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência Março de 2013 Especial IRPF 2013 Chegou a hora de declarar o IR2013 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N 1.066, DE 18 DE AGOSTO DE 2010 DOU 20.08.2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N 1.066, DE 18 DE AGOSTO DE 2010 DOU 20.08.2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N.066, DE 8 DE AGOSTO DE 00 DOU 0.08.00 Aprova o leiaute do arquivo de importação de dados para o Programa Gerador da Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (PGD-Dmed) para apresentação

Leia mais

LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE

LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE Prof. Cássio Marques da Silva 2015 IRPF 2015 Declaração de Ajuste Anual sobre o Imposto sobre a Renda Pessoa Física 1 IRPF - CARACTERÍSTICAS É um tributo federal; Incidente

Leia mais

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A

AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A AGENDA T R A B A L H I S T A E P R E V I D E N C I Á R I A FEVEREIRO / 2015 D S T Q Q S S 01 02 03 04 05 06 06 07 08 09 10 10 11 12 13 13 14 15 16 16 17 18 19 20 20 21 22 23 24 25 25 26 27 27 28-1 - AGENDA

Leia mais

DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE

DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE DIRF DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE O que é? Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte - DIRF é a declaração feita pela FONTE PAGADORA, com o objetivo de informar à Secretaria da Receita

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE

IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE LÚCIA HELENA BRISKI YOUNG Estão sujeitos à incidência do imposto na fonte, calculado de acordo com a tabela progressiva mensal, os rendimentos do trabalho assalariado pagos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 1.058, DE 26 DE JULHO DE 2010 DOU 27.07.2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 1.058, DE 26 DE JULHO DE 2010 DOU 27.07.2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 1.058, DE 26 DE JULHO DE 2010 DOU 27.07.2010 Dispõe sobre a apresentação da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício de 2010

Leia mais

ÍNDICE. - Instrução Normativa RFB nº 1.463/2014...02. - Fichas da DIPJ 2014...04

ÍNDICE. - Instrução Normativa RFB nº 1.463/2014...02. - Fichas da DIPJ 2014...04 ÍNDICE - Instrução Normativa RFB nº 1.463/2014...02 - Fichas da DIPJ 2014...04 1 Instrução Normativa RFB nº 1.463, de 24 de abril de 2014 DOU 25.04.2014 Aprova o programa gerador e as instruções para preenchimento

Leia mais

DOS CRITÉRIOS DE ISENÇÃO:

DOS CRITÉRIOS DE ISENÇÃO: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRO-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS PROEST ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO VESTIBULAR UFT/ 2010.2 EDITAL Nº 001/2010, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2010

Leia mais

Guia Rápido ECF e ECD - SPED Contábil 2016

Guia Rápido ECF e ECD - SPED Contábil 2016 ÍNDICE Introdução... 3 SPED Contábil: Maio de 2016... 4 O que é o ECD - SPED Contábil?... 4 Empresas obrigadas a entregar o SPED Contábil... 4 Layout 4: enquadre de forma legal sua empresa... 5 Prazo de

Leia mais

EDITAL Nº 142 DE 03 DE NOVEMBRO DE 2015 ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA DOS(AS) CANDIDATOS(AS) APROVADOS(AS) NO EXAME DE SELEÇÃO/VESTIBULAR IFPE 2016

EDITAL Nº 142 DE 03 DE NOVEMBRO DE 2015 ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA DOS(AS) CANDIDATOS(AS) APROVADOS(AS) NO EXAME DE SELEÇÃO/VESTIBULAR IFPE 2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO REITORIA EDITAL Nº 142 DE 03 DE NOVEMBRO DE 2015 ORIENTAÇÕES PARA MATRÍCULA DOS(AS) CANDIDATOS(AS) APROVADOS(AS)

Leia mais

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DE APOIO AO ESTUDANTE COPAE SERVIÇO SOCIAL. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL-EAD Campus Monteiro

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DE APOIO AO ESTUDANTE COPAE SERVIÇO SOCIAL. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL-EAD Campus Monteiro FOTO 3X4 COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DE APOIO AO ESTUDANTE COPAE SERVIÇO SOCIAL POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL-EAD Campus Monteiro QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO Caro aluno preencha TODO o formulário e APRESENTE

Leia mais

O SANTANDER QUER AJUDAR VOCÊ NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2016.

O SANTANDER QUER AJUDAR VOCÊ NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2016. Pág. 1 O SANTANDER QUER AJUDAR VOCÊ NA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 26. O prazo para entrega da Declaração Anual do Imposto de Renda 26 vai até o dia 29 de abril. E, para orientá-lo nesta tarefa, preparamos

Leia mais

Dia Obrigação Competência, fato gerador e outras particularidades

Dia Obrigação Competência, fato gerador e outras particularidades Calendário de Obrigações de Julho/2010. Dia Obrigação Competência, fato gerador e outras particularidades 06 (3ª feira) Salários Último dia para pagamento dos salários referentes ao mês de Junho/2010.

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Os gastos com aparelhos de audição para dependentes podem ser deduzidos como despesas médicas na Declaração de Ajuste Anual? Não. A legislação do Imposto de Renda considera

Leia mais

Anexo. Município UFIR. Valor por extenso. em moeda corrente. (Assinatura do responsável) Nome do Resp. FICHA DE QUALIFICAÇÃO DO CANDIDATO (Modelo 1)

Anexo. Município UFIR. Valor por extenso. em moeda corrente. (Assinatura do responsável) Nome do Resp. FICHA DE QUALIFICAÇÃO DO CANDIDATO (Modelo 1) Anexo Sigla e nº do Partido/série Recebemos de nome do partido Recibo Eleitoral Endereço: Mun. CEP CPF ou CGC nº a quantia de R$ correspondente a UFIR Data / / Nome do Responsável CPF nº U.F. R$ Município

Leia mais

INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012

INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012 INSTRUÇÃO ADMINISTRATIVA Nº 01/2006, ATUALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO 2012 REGRAS E CRITÉRIOS PARA O FUNCIONAMENTO DAS OPERAÇÕES DE CONTAS A PAGAR ATRAVÉS DA FADEX TERESINA PI, FEVEREIRO DE 2012 INSTRUÇÃO

Leia mais

RETENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

RETENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA NA FONTE RETENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA NA FONTE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS POR PESSOA JURÍDICA APLICAÇÃO: SETOR PRIVADO E PÚBLICO 1 - INCIDÊNCIA 2 - SERVIÇOS ABRANGIDOS 2.1 - LISTA DE SERVIÇOS 2.2 FACTORING E ASSEMELHADOS

Leia mais

Cartilha informativa sobre a IN 1.343. Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido.

Cartilha informativa sobre a IN 1.343. Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido. Cartilha informativa sobre a IN 1.343 Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido. 2013 Você sabe quais são os critérios para a compensação do Imposto de Renda? CONTRIBUIÇÕES

Leia mais

Intercâmbio Nova Sistemática de Contabilização

Intercâmbio Nova Sistemática de Contabilização Nova Sistemática de Contabilização Impactos financeiros, contábeis, operacionais e fiscais Lycia Braz Moreira (lycia@fblaw.com.br) Assessoria Jurídica Unimed Federação Rio Definição O que é Intercâmbio?

Leia mais

Contratos de Mútuo Empréstimos Incidência de IRRF e IOF

Contratos de Mútuo Empréstimos Incidência de IRRF e IOF Contratos de Mútuo Empréstimos Incidência de IRRF e IOF Os contratos de mútuo, comumente realizados entre pessoas físicas e jurídicas, serão tributados, na fonte, pelo Imposto de Renda e pelo Imposto sobre

Leia mais