FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR"

Transcrição

1 FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo. As fibras ópticas possuem revestimento primário em acrilato e revestimento secundário em material termoplástico. Sobre o conjunto de fibras, são colocados elementos de tração de fios dielétricos. O conjunto de fibras é protegido contra penetração de água e com capa externa em material termoplástico não propagante à chama e resistente a intempéries. Aplicações Ambiente de Instalação Interno / Externo Ambiente de Operação Instalações em eletrodutos e caixas de passagem subterrâneas susceptíveis a alagamento parcial temporário e interligação entre salas de entrada. Normas Aplicáveis ABNT NBR ITU-T G 651 ITU-T G 652 Certificações Anatel Características Construtivas Fibra Óptica Revestimento Primário da Fibra Constituído por fibras ópticas revestidas em acrilato que podem ser do tipo SM (Monomodo), MM (Multimodo) OM1, OM2, OM3 ou OM4 isoladas para que seu diâmetro externo seja 0,9mm. Acrilato 1 / 5

2 Identificação da Fibra Fibra Cor 01 Verde 02 Amarela 03 Branca 04 Azul 05 Vermelha 06 Violeta 07 Marrom 08 Rosa 09 Preta 10 Cinza 11 Laranja 12 Azul claro Elemento de Tração Capa Externa Fibras dielétricas Sobre o núcleo do cabo deve ser aplicado por extrusão um revestimento de material termoplástico não-propagante à chama e resistente a "UV", com grau de proteção conforme definido na clase de flamabilidade. Os cabos são fornecidos preferencialmente com revestimento externo na cor Preta. Mediante consulta, Laranja e outras cores de revestimento externo podem ser fornecidas. Classe de Flamabilidade Grau de proteção do cabo Gravação Cabo óptico geral Cabo óptico " riser" Cabo óptico com revestimento de baixa emissão de fumaça e gases tóxicos, livre de halogênios - " low smoke and zero halogen" COR LSZH Obs: Os cabos são fornecidos na modalidade. Mediante consulta, os outros graus de proteção podem ser fornecidos. Dimensionais 2 Fibras 4,8 4 Fibras 5,2 Diâmetro Externo nominal (mm) 6 Fibras 5,4 8 Fibras 6,0 12 Fibras 6,6 2 Fibras 19 4 Fibras 21 Massa nominal (kg/km) 6 Fibras 24 8 Fibras Fibras 40 Espessura nominal revestimento externo mm 0,95 2 / 5

3 Secção Transversal Características Físicas Raio mínimo de curvatura (mm) Carga máxima durante a instalação - Durante a instalação: 15 x diâmetro do cabo - Após a instalação: 10 x diâmetro do cabo 185kgf Temperatura de instalação 0 ºC a 40 ºC Temperatura de armazenamento -20 ºC a 70 ºC Temperatura de operação -20 ºC a 65 ºC Características Mecânicas Teste Requisitos Unidade Fibras Monomodo Fibras Multimodo Ópticos Atenuação óptica db/km 1310nm: 0,5 1550nm: 0,4 850nm: 3,5 1300nm: 1,5 Deformação da Fibra por Tração no Cabo Carga: 1350N Máximo: 0,6% Tracionado 0,2% Repouso Compressão Mínimo 100 N/cm 0,4 db 0,6 db Mecânicos Flexão Alternada 50 ciclos 0,4 db 0,6 db Torção 10 ciclos 0,4 db 0,6 db Dobramento 25 ciclos x 2 kgf 0,4 db 0,6 db Impacto 20 ciclos x 1,5 kgf Sem ruptura de fibras ópticas Ciclo Térmico do Cabo -20 C a +65 C 0,4 db/km 0,6 db/km Ambientais Penetração de Umidade Coluna de água 1 m x 24 h Não apresentar vazamento 3 / 5

4 Gravação Padrão Furukawa "FURUKAWA FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR y wf z x MÊS/ANO ANATEL nanatel k LOTE nl (**)" Onde: y = Tipo de fibra óptica MM (50) Para fibras multimodo 50µm MM (62.5) Para fibras multimodo 62.5µm SM Para fibras monomodo BLI Para fibras com baixa sensibilidade à curvatura w = Número de fibras ópticas (2, 4, 6, 8, 10, 12) x = Tipo de revestimento (LSZH) z = Gravação adicional para fibra óptica especial G-652D Para fibras SM ITU-T G.652.D G-657A Para fibras SM ITU-T G.657.A (BLI) GIGABIT Para fibras OM2+ (MM50) para transmissão de 1 Gbps 10 GIGABIT OM3 Para fibras MM50 para transmissão de 10 Gbps em até 320m 10 GIGABIT OM4 Para fibras MM50 para transmissão de 10 Gbps em até 550m MÊS/ANO nanatel = Data de fabricação (MM/AAAA) = Número da Certificação Anatel Aplicável k = Certificação UL OFNR (UL) LISTED E179420: Para cabos nl = Número do lote de fabricação (**) = Marcação Seqüencial Métrica xxxxxx m 4 / 5

5 Gravação Padrão ABNT (CFO) "FURUKAWA CFOT-y-EO wf z x MÊS/ANO ANATEL nanatel k LOTE nl (**)" Onde: y = Tipo de fibra óptica MM: Para fibras multimodo SM: Para fibras monomodo BLI: Para fibras com baixa sensibilidade à curvatura w = Número de fibras ópticas (2, 4, 6, 8, 10, 12) x = Tipo de revestimento (LSZH) z = Gravação adicional para fibra óptica especial 50: Para fibras multimodo 50μm 62,5: Para fibras multimodo 62,5μm G-652D: Para fibras SM ITU-T G.652.D G-657A: Para fibras SM ITU-T G.657.A (BLI) GIGABIT: Para fibras OM2+ (MM50) para transmissão de 1 Gbps 10 GIGABIT LW300: Para fibras OM3 para transmissão de 10 Gbps em até 320m 10 GIGABIT LW550: Para fibras OM4 para transmissão de 10 Gbps em até 550m MÊS/ANO nanatel = Data de fabricação (MM/AAAA) = Número da Certificação Anatel Aplicável k = Certificação UL OFNR (UL) LISTED E179420: Para cabos nl = Número do lote de fabricação (**) = Marcação Seqüencial Métrica xxxxxx m Embalagem Observações Tipo de embalagem Bobina de madeira Quantidade 2100m - Sobre o valor nominal de cada lance é permitida uma tolerância de ±5% sobre o comprimento do lance Demais características conforme ABNT NBR Recomendações de instalação disponíveis em nosso site. 5 / 5

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Família do Produto Construção TeraLan Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Construção Cabos Ópticos Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

CFOT-MF/UB. Interno / Externo

CFOT-MF/UB. Interno / Externo CFOT-MF/UB Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Núcleo Seco Tubo Loose (UB) ou Cordão Monofibra (MF) SM ou MM Descrição Conjunto constituído por cordões ópticos ("tight buffer") ou tubos

Leia mais

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC)

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Os cabos ópticos TELCON contam com uma excelente proteção e transmissão óptica para conectar longas distancias e outros serviços como Multimedia, Internet

Leia mais

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão. Este cabo tem como diferencial ser constituído por um único tubo loose, protegidos por termoplástico preto retardante a chama

Leia mais

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX Tipo do Produto Cordão Óptico Família do Produto TeraLan Descrição Cordão Óptico é o cabo óptico monofibra ou duplex com conector óptico nas duas extremidades Aplicação

Leia mais

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Tipo do Produto Descrição Cabo Óptico Pré-Conectorizado Cabo óptico de construção tipo tight buffer (indoor ou indoor/outdoor) pré-conectorizado em fábrica com conectores

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT

CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT CABO OPTICO CFOA-DD - PADRÃO ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos ROHS Compliant Dielétrico Núcleo Seco ou Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Cabo óptico totalmente dielétrico de 02 (dois) a 288

Leia mais

Índice. Nomenclatura... 2. Fibras Ópticas... 3. Rede Externa Aérea - Cabos Ópticos. Rede Interna - Cabos Ópticos

Índice. Nomenclatura... 2. Fibras Ópticas... 3. Rede Externa Aérea - Cabos Ópticos. Rede Interna - Cabos Ópticos Índice Nomenclatura... 2 Fibras Ópticas... 3 Rede Externa Aérea - Cabos Ópticos CFOA-SM-ASY-G / CFOA-NZD-ASY-G CFOA-SM-ASY-RA-G / CFOA-NZD-ASY-RA-G... 4 e 5 CFOA-SM-ASY-S / CFOA-NZD-ASY-S... 6 e 7 CFOA-SM-LV-AS-Y-S

Leia mais

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Tipo do Produto Cabo Óptico Pré-Conectorizado Descrição Cabo Óptico de construção tipo " tight buffer" (indoor ou indoor/outdoor) ou cordão multifibra (somente indoor)

Leia mais

Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada

Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Estes cabos são formados

Leia mais

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto FASTLAN Construção Categoria 6 F/UTP (blindado) PVC/TPU - CM/CMX Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA FIBRA OTICA 4 4 CABOS DE FIBRA ÓTICA Fibra Ótica com diferentes tipos de cabos: Tight Buffer - Estrutura Fechada Fibra ótica com revestimento em PVC. Usado para ligações dentro de edifícios (cabos, cordões

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações FAST CIT Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 02 a 200 pares Núcleo seco Classificação de retardância a chama: CM ROHS Compliant Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico,

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 299, DE 20 DE JUNHO DE 2002 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS DE FIBRAS ÓPTICAS

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 299, DE 20 DE JUNHO DE 2002 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS DE FIBRAS ÓPTICAS ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 299, DE 20 DE JUNHO DE 2002 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS DE FIBRAS ÓPTICAS 1. OBJETIVO Esta norma estabelece os requisitos mínimos a serem demonstrados na avaliação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA ETA-210/2015 R-00

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA ETA-210/2015 R-00 DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE REDE /2015 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA /2015 R- FOLHA DE CONTROLE I APRESENTAÇÃO A presente Especificação Técnica define os requisitos

Leia mais

EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA

EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA Tipo do Produto Extensão Óptica Família do Produto Descrição TeraLan A Extensão Óptica Conectorizada é composta, (1) normalmente, por dois itens principais : Extensão Óptica:

Leia mais

CTP APL xdsl 8,5 MHz

CTP APL xdsl 8,5 MHz CTP APL xdsl 8,5 MHz Tipo do Produto Construção 10 a 1800 pares Cabos Telefônicos Núcleo seco Descrição Cabo telefônico para banda larga, constituído por condutores de cobre eletrolítico e maciço, isolação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO REFERÊNCIA: DADOS DO PROFISSIONAL RESPONSÁVEL: DESCRIÇÃO SUMÁRIA DA OBRA:

MEMORIAL DESCRITIVO REFERÊNCIA: DADOS DO PROFISSIONAL RESPONSÁVEL: DESCRIÇÃO SUMÁRIA DA OBRA: MEMORIAL DESCRITIVO REFERÊNCIA: Projeto de três trechos de Rede Aérea de Fibra Óptica para a Prefeitura Municipal de São Lourenço do Oeste. DADOS DO PROFISSIONAL RESPONSÁVEL: Nome do Responsável Técnico:

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Cablagem Fibra Óptica no ITED Ricardo Oliveira Fibra Óptica ITED 3ª edição - Mantém-se a obrigatoriedade de utilização

Leia mais

REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES - TEL

REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES - TEL REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES - TEL SISTEMA DE RACK FECHADO 44U E ACESSÓRIOS Rack Fechado 44 U Padrão 19 Rack modelo gabinete com altura máxima de 44U; Estrutura básica em perfis de alumínio estrudado;

Leia mais

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) PVC (CM/CMR) Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Óptico

Noções de Cabeamento Estruturado Óptico Noções de Cabeamento Estruturado Óptico Roteiro Fibras ópticas Cuidados com cabos ópticos Elementos do Cabeamento Estruturado Fibras Ópticas Desde seu desenvolvimento, as fibras ópticas representaram um

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 348, DE 2 DE SETEMBRO DE 2003

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 348, DE 2 DE SETEMBRO DE 2003 ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 348, DE 2 DE SETEMBRO DE 2003 NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS PÁRA-RAIOS COM FIBRAS ÓPTICAS PARA LINHAS AÉREAS DE TRANSMISSÃO (OPGW) 1. Objetivo Esta norma estabelece

Leia mais

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS

GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS GIGALAN CAT. 6 U/UTP 23AWGx4P - RoHS Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) PVC (CM/CMR) Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Manutenção / Departamento de Manutenção de Sistemas Digitais

Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Manutenção / Departamento de Manutenção de Sistemas Digitais Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica Divisão de Manutenção / Departamento de Manutenção de Sistemas Digitais Especificação Técnica ETD -00.063 Materiais de telecomunicação ópticos Versão:

Leia mais

Splitter Óptico 1xN Balanceado

Splitter Óptico 1xN Balanceado Splitter Óptico 1xN Balanceado Tipo do Produto Família do Produto Descrição Splitter óptico FBS - Furukawa Broadband System Splitters Ópticos são componentes passivos que realizam a divisão do sinal óptico

Leia mais

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Lançamento de Cabo Óptico... 3 3. Emendas ópticas... 3 4. Distribuidor Geral Óptico DGO... 4 5. Medições

Leia mais

fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23

fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23 fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23 Fibra Óptica fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 24 FIBRA ÓPTICA Fibra Óptica é um pedaço de vidro com capacidade de transmitir luz. Tal filamento

Leia mais

Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária

Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresa especializada para realizar a atualização tecnológica do backbone óptico da rede lógica para o padrão 10 Gigabit Ethernet, integrante do SISTEMA ELETRÔNICO/TELEMÁTICA

Leia mais

Marca. Transcend, mais do que inovação e qualidade, um parceiro engajado em transpor desafios em realizações de redes ópticas.

Marca. Transcend, mais do que inovação e qualidade, um parceiro engajado em transpor desafios em realizações de redes ópticas. 1 Marca Em uma constante evolução, com um time formado por equipe interna, consultores, engenheiros dentro e fora do país e fornecedores de matéria prima globais, com uma moderna e completa planta fabril

Leia mais

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário: 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Lançamento de Cabo Óptico... 3 3. Emendas ópticas... 3 4. Distribuidor Geral Óptico DGO... 3 5. Medições

Leia mais

153163.662014.62818.4544.171470247.993

153163.662014.62818.4544.171470247.993 153163.662014.62818.4544.171470247.993 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Santa C atarina Pró-Reitoria de Administração Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00066/2014 (SRP) Às 08:30 horas

Leia mais

SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA INFRA-ESTRUTURA DE REDE

SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA INFRA-ESTRUTURA DE REDE SOLUÇÕES DE ALTA PERFORMANCE PARA INFRA-ESTRUTURA DE REDE Pioneirismo e Liderança no Mercado Brasileiro A Furukawa faz parte de um sólido grupo empresarial japonês formado pela Furukawa Electric Co. e

Leia mais

Especi cação Técnica Cabo OPGW

Especi cação Técnica Cabo OPGW Especi cação Técnica Cabo OPGW No Especificação.: ZTT 15-48656 Revisão: DS_V.00-15/02/2016 Escrito por: Fabricante: ZTT Cable - Jiangsu Zhongtian Technology Co.,td. Gerencia Técnica Escritório Comercial

Leia mais

CTP APL SN ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicação

CTP APL SN ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicação CTP APL SN Tipo do Produto Construção 10 a 600 pares Cabos Telefônicos Núcleo seco Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico maciço e estanhado, isolação em termoplástico,

Leia mais

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 1 REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES Introdução O sistema de Telecomunicações constará alimentação dos pontos de comunicação

Leia mais

Totalmente Secos. Apresentação

Totalmente Secos. Apresentação Cabos Ópticos Totalmente Secos Cabos Título Ópticos da Totalmente Secos MAIS UMA INOVAÇÃO FURUKAWA Hernani Szymanski / GTC TS Totalmente Seco TECNOLOGIA FUNDAMENTAL PARA ACELERAR E IMPLEMENTAR NOVOS DESENVOLVIMENTOS

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 5 Fibra Óptica Meios Físicos de Comunicação - Fibra Óptica 1 Conteúdo Conceitos Iniciais Tipos Fatores de Perdas Medição e Teste Vantagens Conversores e Conectores Meios

Leia mais

CABOS TIPO: Tight-Buffer.

CABOS TIPO: Tight-Buffer. CABOS TIPO: Tight-Buffer. Manual de Instalação CABOS TIPO: Tight-Buffer APRESENTAÇÃO FURUKAWA INDUSTRIAL S.A. Empresa especializada em soluções completas de alta performance para comunicação de dados e

Leia mais

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção SOHOPLUS RoHS Compliant Categoria 5e U/UTP (não blindado) PVC - CMX Jm Características Gerais Descritivo

Leia mais

CABO OPTICO CFOA-AS : ABNT

CABO OPTICO CFOA-AS : ABNT CABO OPTICO CFOA-AS : ABNT Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção ROHS Compliant Dielétrico Núcleo Seco ou Geleado Tubos Loose SM, MM e NZD Descrição Cabos óptico dielétricos auto sustentados de 02 (duas)

Leia mais

Manual Técnico Telcon Departamento de Engenharia

Manual Técnico Telcon Departamento de Engenharia 1/13 Sumário 1. Objetivo 2. Referências 3. Uso e Aplicação 4. Definições 5. Designação 6. Características Construtivas 7. Formação dos Cabos 8. Instruções Gerais de Instalação 9. Teste do Cabo antes do

Leia mais

Cabeamento Metálico: Tudo o que você precisa saber Parte 3

Cabeamento Metálico: Tudo o que você precisa saber Parte 3 Cabeamento Metálico: Tudo o que você precisa saber Parte 3 Conteúdo Cabos Ópticos Aplicação LAN Cabos Ópticos Aplicação Lan - Linha FCS Acessórios Ópticos - Aplicação Lan - Linha FCS Recomendação De Instalação

Leia mais

GIGALAN STD CAT.6 U/UTP 24AWG X 4P

GIGALAN STD CAT.6 U/UTP 24AWG X 4P GIGALAN STD CAT.6 U/UTP 24AWG X 4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan RoHS Compliant Categoria 6 U/UTP (não blindado) CM,CMR Características Gerais Descritivo Ambiente de Instalação

Leia mais

REDE DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE FIBRA ÓPTICA REDE DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Emendas ópticas... 3 3. Interfaces ópticas... 4 4. Distribuidor geral óptico... 5 5. Cordões Ópticos... 5 6. Práticas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração.

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO nº 132/2008 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 7926/2008 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS (quando

Leia mais

Roteiro. Roteiro. Fibras Ópticas. Características, Emendas e Testes de Desempenho

Roteiro. Roteiro. Fibras Ópticas. Características, Emendas e Testes de Desempenho s Ópticas (TIA/EIA-) Características, Emendas e Testes de Desempenho Edson dos Santos Moreira Professor do Dep. de Sistemas de Computação Dagoberto Carvalio Junior Seção Técnica de Informática ICMC CCNA-CCAI-CCNP-FCP

Leia mais

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70 APRESENTAÇÃO A FNCE, empresa nacional com tradição a mais de 0 anos no mercado de condutores elétricos esta comprometida com a qualidade de seus produtos, treinamentos dos seus colaboradores e preservação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ATI-INFRA-OPT-002 (2012) MANUAL DE ESPECIFICAÇÃO DE REDES DE FIBRAS ÓPTICAS VERSÃO 1.0

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ATI-INFRA-OPT-002 (2012) MANUAL DE ESPECIFICAÇÃO DE REDES DE FIBRAS ÓPTICAS VERSÃO 1.0 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ATI-INFRA-OPT-002 (2012) MANUAL DE ESPECIFICAÇÃO DE REDES DE FIBRAS ÓPTICAS VERSÃO 1.0 ESTA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA FOI BASEADA NAS ESPECIFICAÇÕES DA REDE NACIONAL DE PESQUISA (RNP),

Leia mais

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir ADAPTER CABLE M8v CATEGORIA 5 ENHANCED Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, incluindo o adendo 5 (Categoria 5e), para

Leia mais

TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1

TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1 TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1 CABO VINIL FLEXÍVEL CABOS 0,6/1kV CABO FITER FLEX CABO AFITOX EP90-F 1kV 1 2 4 1,5 1,22 2,597,480 4,568 2,5 1,78,849 5,249 6,86 4 2,584 5,556 7,727 10,167 6,647 7,711

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento de Compras e Licitações - DCL Campus Universitário Trindade Florianópolis SC CEP 88.040-900 CNPJ/MF n 83.899.526/0001-82 Telefone

Leia mais

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS)

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) MANUAL ITED 1ª edição ANEXO 6 1 CABOS TVV E TVHV 1 2 3 4 1 5 2 3 1. Revestimento Exterior (camada de PVC) 2. Cintagem 3. Isolamento do condutor

Leia mais

Boletim Técnico. A Belden Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres de Halogênio, Emissão Reduzida de Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea

Boletim Técnico. A Belden Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres de Halogênio, Emissão Reduzida de Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea Boletim Técnico NP 23P Industrial Ethernet Não importa se você especifica cabos cobre ou fibra óptica, sua re atingirá picos eficiência e confiabilida com os cabos industriais para Ethernet DataTuff da

Leia mais

Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas

Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas Cabos Ópticos Totalmente Secos Soluções Ópticas para Infraestrutura de Redes Ópticas Christiane Suemy EXCELÊNCIA EM INFRAESTRUTURA DE REDE DE ACESSO PARA PROVEDORES DE INTERNET SPLITTER DE 1 er NÍVEL SPLITTER

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

CABOS DE FIBRA ÓTICA soluções para ambientes agressivos

CABOS DE FIBRA ÓTICA soluções para ambientes agressivos Universidade Católica do Salvador Data: 23 de Setembro de 1999 Disciplina Telecomunicações e Redes Aluno: CABOS DE FIBRA ÓTICA soluções para ambientes agressivos Principais Fontes de Consulta: Optical

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-013 Folha: 1/28 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO INSTITUTO LAB SYSTEM DE PESQUISAS E S LTDA. ACREDITAÇÃO N FIOS, CABOS E CORDÕES S MECÂNICOS Ensaio de tração e alongamento

Leia mais

Portaria n.º 11, de 10 de janeiro de 2014. CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 11, de 10 de janeiro de 2014. CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 11, de 10 de janeiro de 2014. CONSULTA

Leia mais

Roberto Wendhausem Magalhães descreve os passos corretos para o sucesso na realização de vendas técnicas (pág.41)

Roberto Wendhausem Magalhães descreve os passos corretos para o sucesso na realização de vendas técnicas (pág.41) Ano 1 Número 11 2013 FIBRAS E CABOS ÓPTICOS PARA REDES INDUSTRIAIS Requisitos e parâmetros para aplicação industrial, petrolífera e sensoriamento FIRE Estruturas de aço de edifícios industriais em situação

Leia mais

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS 04 05 0 07 08 09 02 FIBRA ÓTICA TECNOLOGIA ÓTICA Com

Leia mais

TIPOS DE FIBRA FIBRA MULTIMODO ÍNDICE DEGRAU. d 1. diâmetro do núcleo de 50 µm a 200 µm. (tipicamente 50 µm e 62,5 µm) d 2

TIPOS DE FIBRA FIBRA MULTIMODO ÍNDICE DEGRAU. d 1. diâmetro do núcleo de 50 µm a 200 µm. (tipicamente 50 µm e 62,5 µm) d 2 TIPOS DE FIBRA FIBRA MULTIMODO ÍNDICE DEGRAU d 1 diâmetro do núcleo de 50 µm a 200 µm (tipicamente 50 µm e 62,5 µm) d 2 diâmetro da fibra óptica (núcleo + casca) de 125 µm a 280 µm (tipicamente 125 µm)

Leia mais

TeraLan Linha Óptica Taxas de transmissão na velocidade da luz. GigaLan Augmented 10 Gb em 100 metros, sem interferências.

TeraLan Linha Óptica Taxas de transmissão na velocidade da luz. GigaLan Augmented 10 Gb em 100 metros, sem interferências. TeraLan Linha Óptica Taxas de transmissão na velocidade da luz. multimodo convencionais ou especiais otimizadas. GigaLan Augmented 10 Gb em 100 metros, sem interferências. ser prejudicial ao tráfego de

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01 atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO v01 Í N D I C E DADOS E COMUNICAÇÃO Telefónicos Interiores Transmissão de Dados Pág. 03 Pág. 07 3 CABOS TELEFÓNICOS INTERIORES CABO PLANO TIPO CONSTITUIÇÃO

Leia mais

PROJETO OPGW CABLES OPGW

PROJETO OPGW CABLES OPGW PROJETO OPGW CABLES OPGW 2007 CABO OPGW Para instalação em sistemas de linhas distribuição e transmissão de energia elétrica: Abriga em seu interior, fibras ópticas. Interface de comunicação entre dois

Leia mais

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos:

3.1. Esta especificação faz referência aos seguintes documentos: 1/7 1. OBJETIVO: 1.1. Esta Especificação Técnica tem por objetivo definir as características e estabelecer os critérios para a fabricação e aceitação do Sistema para Cabeamento Interno Aparente em Ambiente

Leia mais

Catálogo de. Produtos

Catálogo de. Produtos Catálogo de Produtos Atualização: Janeiro/01. Sumário Tabelas de Dimensionamento Fios e Cabos Elétricos de Cobre para Baixa Tensão 6 Fio Sólido BWF 0 V Cabo BWF 0 V 8 Cabo Flexível Corfitox HEPR 90 C 0,6/1

Leia mais

LISTA 3 EXERCÍCIOS SOBRE ENSAIOS DE COMPRESSÃO, CISALHAMENTO, DOBRAMENTO, FLEXÃO E TORÇÃO

LISTA 3 EXERCÍCIOS SOBRE ENSAIOS DE COMPRESSÃO, CISALHAMENTO, DOBRAMENTO, FLEXÃO E TORÇÃO LISTA 3 EXERCÍCIOS SOBRE ENSAIOS DE COMPRESSÃO, CISALHAMENTO, DOBRAMENTO, FLEXÃO E TORÇÃO 1. Uma mola, com comprimento de repouso (inicial) igual a 30 mm, foi submetida a um ensaio de compressão. Sabe-se

Leia mais

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 POLIRON Código 7200 POLIRON 105 CM 02 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 2x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 /bitolas de 1,5mm 2 a 10 estruturado, alimentação, sist. microprocessados, em plantas industria quimica,

Leia mais

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF2...14

Leia mais

Toldos Coberturas Comunicação Visual

Toldos Coberturas Comunicação Visual Toldos Coberturas Comunicação Visual Toldos Tipos: Fixo, basculante ou articulado. Em lona ou policarbonato. Estruturas: Em aço carbono ou alumínio. Pintura: Automotiva ou eletrostática. Coberturas Tipos:

Leia mais

EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP

EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP DIRETORIA TECNOLÓGICA E DE PROJETO DTP GERÊNCIA TECNOLÓGICA E DE DESENVOLVIMENTO GTD EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP EMISSÃO- 02 29.12.2014 ESPECIFICAÇÃO EM-RIOLUZ-74 EMISSÃO

Leia mais

TREINAMENTO de PRODUTOS

TREINAMENTO de PRODUTOS TREINAMENTO de PRODUTOS Tecnologia R&D Sorocaba 11 de Maio de 2010 www.telcon.com.br Produtos Fibras Ópticas Fibras Ópticas VANTAGENS DAS FIBRAS ÓPTICAS» Alta capacidade de transmissão (dados, voz, imágens);»

Leia mais

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Manual Técnico Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Líder Mundial na Indústria de Cabos Com a energia como base de seu desenvolvimento, a Nexans é a líder mundial na indústria de cabos,

Leia mais

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014.

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

PARTE 1 COMPLEMENTO E ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS E SUGESTÕES DISCUTIDOS NA REUNIÃO DA CONSULTA PÚBLICA

PARTE 1 COMPLEMENTO E ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS E SUGESTÕES DISCUTIDOS NA REUNIÃO DA CONSULTA PÚBLICA PARTE 1 COMPLEMENTO E ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS E SUGESTÕES DISCUTIDOS NA REUNIÃO DA CONSULTA PÚBLICA EMPRESA: PROMON PROMON QUESTIONAMENTO 1 MÓDULO REDE LAN (CADERNO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA) Item

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

email: cookvendas@cookenergia.com Acesse nosso site: www.cookenergia.com Telefones: (55) 21 2609-4196 - (55) 21 9387-1021

email: cookvendas@cookenergia.com Acesse nosso site: www.cookenergia.com Telefones: (55) 21 2609-4196 - (55) 21 9387-1021 Cordões Ópticos Montados em Conectores, Especificação: SUMÁRIO: 1 Objetivo. 2 Referências Normativas. 3 Definições. 4 Condições Gerais. 5 Condições Específicas. 6 Inspeção. 7 Aceitação e Rejeição. 8 Procedimento

Leia mais

1. Descrição do Produto

1. Descrição do Produto 1. Descrição do Produto Os repetidores óticos FOCOS/PROFIBUS AL-2431 e AL-2432 destinam-se a interligação de quaisquer dispositivos PROFIBUS, assegurando altíssima imunidade a ruídos através do uso de

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 53

COMUNICADO TÉCNICO Nº 53 Página 1 de 8 COMUNICADO TÉCNICO Nº 53 FIBRA ÓPTICA COMO MEIO DE COMUNICAÇÃO PADRÃO DE EQUIPAMENTOS APLICADOS NA PROTEÇÃO Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Automação ELABORADO POR: COLABORADORES:

Leia mais

Índice. Instruções Gerais. EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) Luvas Isolantes de Borracha. Mangas Isolantes de Borracha

Índice. Instruções Gerais. EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) Luvas Isolantes de Borracha. Mangas Isolantes de Borracha Isolantes de Índice Instruções Gerais EPI s (Equipamentos de Proteção Individual) 5 8 Luvas Isolantes de Borracha 10 Mangas Isolantes de Borracha 12 EPC s (Equipamentos de Proteção Coletiva) 14 Manta Isolante

Leia mais

RESISTORES ELÉTRICOS

RESISTORES ELÉTRICOS RESISTORES ELÉTRICOS São dispositivos utilizados para limitar a passagem da corrente elétrica nos circuitos São feitos com material condutor de alta resistividade elétrica Transformam a energia elétrica

Leia mais

a) Deve possuir certificado de performance elétrica (VERIFIED) pela UL ou ETL, conforme especificações da norma ANSI/TIA-568-C.2 CATEGORIA 6.

a) Deve possuir certificado de performance elétrica (VERIFIED) pela UL ou ETL, conforme especificações da norma ANSI/TIA-568-C.2 CATEGORIA 6. 1 - Cabo UTP - Categoria 6 LSZH a) Deve possuir certificado de performance elétrica (VERIFIED) pela UL ou ETL, conforme especificações da norma ANSI/TIA-568-C.2 CATEGORIA 6.; b) O cabo utilizado deverá

Leia mais

2 Conceitos de transmissão de dados

2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 1/26 2.2 Meios físicos de transmissão de dados 2/26 Tipos de meios de transmissão Pares de fios Pares entrançados Cabo coaxial Fibras

Leia mais

PROJETO PARA INSTALAÇÃO DE 60 PONTOS DE REDE DADOS NO CENTRO CULTURAL SÃO PAULO

PROJETO PARA INSTALAÇÃO DE 60 PONTOS DE REDE DADOS NO CENTRO CULTURAL SÃO PAULO PROJETO PARA INSTALAÇÃO DE 60 PONTOS DE REDE DADOS NO CENTRO CULTURAL SÃO PAULO Unidade: Centro Cultural São Paulo Endereço: Rua: Vergueiro nº1000 São Paulo - SP Tipo mídia/categoria: Cabo UTP 4 pares

Leia mais

5 4 3 2 1 Excelente Muito bom Bom Médio Limitado

5 4 3 2 1 Excelente Muito bom Bom Médio Limitado O sistema de Fibra Óptica JetLanOptic é uma solução de cableagem óptica que inclui toda uma gama de cabos de fibra tanto para interior como para exterior, além dos componentes e acessórios necessários

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Patch Cord Tipo RJ-45 - RJ45 - CATEGORIA 5 Modelo: D8AU Patch Cord com comprimento aproximado de xx metros, com conectores modulares de 8 posições

Leia mais

Nome Fantasia : Actos Actos Com. Imp. e Exp. Ltda. Ficha empresa

Nome Fantasia : Actos Actos Com. Imp. e Exp. Ltda. Ficha empresa Nome Fantasia : Actos Actos Com. Imp. e Exp. Ltda. Produto: Chapas de Policarbonato Compactas Actos Chapas de policarbonato compactas para coberturas. Ver tabela. Ver tabela. Produtos Chapa compacta TABELA

Leia mais

Cabos de Telecomunicações

Cabos de Telecomunicações Cabos de Telecomunicações A General Cable detém uma posição de liderança tecnológica no fabrico de cabos de telecomunicações. A unidade fabril de Morelena, que concentra a produção na Europa desde tipo

Leia mais

LOTE 2. Lote Item Qtde. DESCRIÇÃO CABO ELETRICO. Valor Un. (R$): R$61,00

LOTE 2. Lote Item Qtde. DESCRIÇÃO CABO ELETRICO. Valor Un. (R$): R$61,00 LOTE 2 1 6 12 MATERIA PRIMA: COBRE ELETROLÍTICO, TEMPERA MOLE ESPESSURA: 2,5 MM2 CAPA: TERMOPLASTICA ANTI-CHAMA TENSAO DE ISOLAMENTO: 750V DE ACORDO COM A NBR NM 247-3 CABO: FLEXIVEL CLASSE 4 COR DA CAPA:

Leia mais

Normas da ABNT. (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para Desenho Técnico

Normas da ABNT. (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para Desenho Técnico Normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para Desenho Técnico TERMINOLOGIA Norma ABNT NBR 10647, Abril 1989 Quanto ao aspecto geométrico: Desenho Projetivo Vistas ortográficas: Perspectivas:

Leia mais

CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA

CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA 1 Garantia Vitalícia Os sistemas de conectividade 4Lan compostos por cabos, conectores, patch panels e patchcords cumprem com as normas indicadas e te m uma garantia vitalícia,

Leia mais

Soluções Inteligentes para o dia a dia

Soluções Inteligentes para o dia a dia Soluções Inteligentes para o dia a dia TELHAS TRANSLÚCIDAS 70 % transmissão de luz =$ Alta durabilidade; Não solta fibras; Melhor custo/benefício; Leveza e flexibilidade; Proteção contra raios UV (economia

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 381, DE 1º DE OUTUBRO DE 2004.

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 381, DE 1º DE OUTUBRO DE 2004. ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 381, DE 1º DE OUTUBRO DE 2004. NORMA PARA CERTIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO DE CABOS COAXIAIS FLEXÍVEIS DE 75 OHMS COM MALHA DE FIOS DE ALUMÍNIO 1. Objetivo Esta norma estabelece os requisitos

Leia mais