Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé"

Transcrição

1 Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº /96 Filiado a Fitires e Força Sindical Sede: Avenida Lúcio Meira, 330, sala 406, Centro, Teresópolis, RJ - CEP: Telefax: (21) / CNPJ / Sub-Sede: Rua Av. Simão da Motta, 578, sala 314, Magé, RJ, CEP: Tel.: (21) CNPJ / Site: E-mai: STIATGM CONVENÇÃO COLETIVA PADARIAS E CONFEITARIAS TERESÓPOLIS/RJ VIGÊNCIA: 2015/2016

2 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001200/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035811/2015 NÚMERO DO PROCESSO: / DATA DO PROTOCOLO: 08/07/2015 Confira a autenticidade no endereço SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS IND. DE ALIMENT. DE TERESOPOLIS, GUAPIMIRIM E MAGE, CNPJ n / , neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). PAULO LOPES DO REGO CARVALHO; E SINDICATO DA INDUSTRIA DE PANIFICACAO E CONFEITARIA DE NITEROI E SAO GONCALO, CNPJ n / , neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). SERGIO CARLOS BOUSQUET PEREZ; celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: CLÁUSULA PRIMEIRA VIGÊNCIA E DATA BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 01º de julho de 2015 a 30 de junho de 2016 e a data base da categoria em 01º de julho. CLÁUSULA SEGUNDA ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos Trabalhadores nas Indústrias de Panificação e Confeitaria, com abrangência territorial em Teresópolis/RJ. CLÁUSULA TERCEIRA PISOS SALARIAIS SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Ficam estipulados os seguintes Pisos Salariais, conforme abaixo, em relação às seguintes funções: GERENTE R$ 955,00 (novecentos e cinquenta e cinco reais). PADEIRO E CONFEITEIRO R$ 884,00 (oitocentos e oitenta e quatro reais). AJUDANTE DE MESA R$ 872,00 (oitocentos e setenta e dois reais). CAIXA R$ 865,00 (oitocentos e sessenta e cinco reais). BALCONISTA R$ 856,00 (oitocentos e cinquenta e seis reais). Nenhum empregado poderá perceber menos que o valor do Piso Salarial, ou seja, R$ 856,00 (oitocentos e cinquenta e seis reais). As demais funções, não classificadas no quadro acima, terão como Piso Salarial o valor de R$ 856,00 (oitocentos e cinquenta e seis reais). Será aplicado o Salário Mínimo Nacional, definido em lei e decreto Nacional, no caso do valor do Piso Salarial, desta Convenção Coletiva, ficar inferior ao definido na lei Nacional citada, a partir de 1º de janeiro de 2016, ou outra 1/8

3 data em que passar a ter vigência. CLÁUSULA QUARTA REAJUSTE SALARIAL REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS Havendo empregados que já percebam salário superior ou igual ao maior Piso Salarial, estes farão jus, independente da função, a um reajuste de 9% (nove por cento), sobre a remuneração percebida em julho de PAGAMENTO DE SALÁRIO FORMAS E PRAZOS CLÁUSULA QUINTA DATA BASE SALÁRIOS As empresas efetuarão o pagamento das diferenças salariais existentes e advindas entre o salário devido a partir da data base (1º de julho de 2015) e o salário praticado no mês de junho de 2015, na eventualidade da assinatura deste CCT, ocorrer após a data de 1º de julho de CLÁUSULA SEXTA MULTA POR ATRASO NO PAGAMENTO Na hipótese de atraso no pagamento de salário, será devida, em favor do empregado, uma multa de 5% (cinco por cento), incidente sobre o valor da remuneração devida. GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS OUTROS ADICIONAIS CLÁUSULA SÉTIMA QUEBRA DE CAIXA As empresas concederão a título de QUEBRA DE CAIXA, o valor de R$ 28,00 (vinte e oito reais), mensalmente, aos empregados que exercerem a função de caixa. CLÁUSULA OITAVA VALE TRANSPORTE AUXÍLIO TRANSPORTE Ficam obrigadas as empresas, a fornecer aos seus empregados, o vale transporte, na forma da lei. CLÁUSULA NONA MEDICAMENTOS AUXÍLIO SAÚDE As empresas concederão adiantamento para compra de medicamento mediante comprovação hábil, para os empregados e dependentes diretos (cônjuge e filhos), ficando expressamente autorizada a realizar o correspondente desconto em folha de pagamento. O adiantamento para efeitos desta cláusula, fica limitado ao valor teto de R$ 100,00 (cem reais) por mês. CONTRATO DE TRABALHO ADMISSÃO, DEMISSÃO, MODALIDADES 2/8

4 DESLIGAMENTO/DEMISSÃO CLÁUSULA DÉCIMA ENTREGA DE DOCUMENTOS NA RESCISÃO As empresas se comprometem a entregar, devidamente preenchidos, ao empregado, quando da homologação do contrato de trabalho, além do atestado médico demissional, os seguintes documentos: 1) Para fins previdenciários: Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP). 2) Para fins de Imposto de Renda: Declaração de Rendimentos. 3) Cópia do Atestado Médico Admissional. 4) Extrato analítico do FGTS. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA AUSÊNCIA DO EMPREGADO NA HOMOLOGAÇÃO Obstada o ato homologatório por ausência do empregado, o Sindicato laboral fornecerá declaração especificando este fato, sempre que a empresa comprovar que comunicou por escrito ao empregado, quanto ao local, dia e hora que deveria ser realizada a homologação de sua rescisão contratual. CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA JUSTA CAUSA / SUSPENSÃO As empresas deverão informar ao empregado demitido com justa causa ou, ainda, suspenso por motivo disciplinar, o fato por escrito, com contra recibo, das razões determinantes de sua dispensa ou suspensão, sob pena de gerar presunção de dispensa imotivada ou suspensão injusta. No caso de recusa do empregado em assinar o recibo de comunicação do fato da justa causa ou da suspensão, o mesmo poderá ser assinado por 02 (duas) testemunhas. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA AGENDAMENTO PARA HOMOLOGAÇÃO As empresas deverão agendar, com antecedência de 72 (setenta e duas) horas, junto ao Sindicato Laboral, as homologações dos Termos de Rescisão de Contrato de Trabalho, pelos telefones: (21) , ou através do site: CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA COMUNICAÇÃO DE HOMOLOGAÇÃO As empresas comunicarão, por escrito e com recibo, ao empregado demitido ou demissionário, o local, dia e horário, para efeito de pagamento e homologação das verbas rescisórias, devendo ser fornecida uma cópia desta comunicação ao empregado. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA MULTA DO ART. 477 DA CLT As empresas somente estarão liberadas do pagamento da multa prevista no parágrafo oitavo, do Art. 477 da CLT, quando o pagamento e a homologação da rescisão forem feitos dentro dos prazos previstos no parágrafo sexto do Art. 477 da CLT. Nos casos em que o pagamento for feito, mas deixar a empresa de homologar a rescisão, será devida a referida multa. 3/8

5 A data da homologação no caso do aviso prévio trabalhado é sempre o 1º dia útil após o 30º dia do aviso prévio, independentemente do número de dias de prorrogação do aviso prévio previsto na Lei n.º /2011. AVISO PRÉVIO CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA AVISO PRÉVIO PROPORCIONAL INDENIZADO Nos contratos de trabalho com duração igual ou superior a 12 (doze) meses, na concessão de aviso prévio trabalhado, o empregado cumprirá no máximo 30 (trinta) dias, recebendo indenização, em pecúnia, correspondente aos dias restantes, que serão computadas para efeito de tempo de serviço, 13º salário, férias acrescidas de 1/3 e outras incidências, exceto para desconto da contribuição previdenciária, de acordo com a Lei /2011 e Nota Técnica n.º 184/2012 do MTE. Em caso de aviso prévio não cumprido, quando o empregado solicitar ou abandonar o emprego, na rescisão, poderá ser descontado no máximo até o valor de 30 dias de salário. RELAÇÕES DE TRABALHO CONDIÇÕES DE TRABALHO, NORMAS DE PESSOAL E ESTABILIDADES ESTABILIDADE MÃE CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA ESTABILIDADE DA MULHER GESTANTE As empresas concederão estabilidade provisória à empregada gestante, pelo prazo de 06 (seis) meses, a contar do dia seguinte ao parto. ESTABILIDADE ACIDENTADOS/PORTADORES DOENÇA PROFISSIONAL CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA ESTABILIDADE DO AUXÍLIO ACIDENTE E DOENÇA O empregado que sofrer acidente do trabalho terá garantido, pelo prazo mínimo de 12 (doze) meses, a manutenção do seu contrato de trabalho na empresa, após a cessação do auxílio doença acidentário, independentemente de percepção de auxílio acidente, conforme Art. 118, da Lei no /1991. Ao empregado afastado por auxílio doença previdenciário será assegurada a garantia de emprego pelo prazo de 30 (trinta) dias, contados da data do retorno ao trabalho. FÉRIAS E LICENÇAS OUTRAS DISPOSIÇÕES SOBRE FÉRIAS E LICENÇAS CLÁUSULA DÉCIMA NONA LICENÇA FALECIMENTO A licença prevista no inciso I, do Art. 473, da CLT, em virtude de falecimento, passa a ser de 03 (três) dias consecutivos, sem prejuízo dos salários dos respectivos dias. CLÁUSULA VIGÉSIMA LICENÇA PATERNIDADE A licença paternidade, prevista no inciso XIX, do Art. 7º, da CRFB/1988, passa a ser de 07 (sete) dias consecutivos, sem prejuízo dos salários dos respectivos dias. 4/8

6 CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA LICENÇA PARA CASAMENTO A licença prevista no inciso II, do Art. 473, da CLT, em virtude de casamento, passa a ser de 04 (quatro) dias consecutivos, sem prejuízo dos salários dos respectivos dias. SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR UNIFORME CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA FORNECIMENTO DE UNIFORMES Quando exigidos pela empresa ou quando obrigatório por força de normas baixadas pelo Ministério do Trabalho ou pela Saúde Pública, as empresas fornecerão aos seus empregados, os uniformes de trabalho na quantidade, de no mínimo, 02 (duas) mudas, gratuitamente, para cada empregado, com o respectivo recibo de entrega. O empregado deverá devolver os uniformes usados quando da troca destes pelos novos e nos casos de demissão ou pedido de dispensa, até o momento da rescisão. As empresas deverão, para efeitos do parágrafo anterior, informar por ofício, ao Sindicato Laboral, bem como, sempre que ocorrer alterações, os valores das peças do uniforme, sob pena de somente poder descontar os valores constantes do último ofício encaminhado. RELAÇÕES SINDICAIS ACESSO DO SINDICATO AO LOCAL DE TRABALHO CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA QUADRO DE AVISOS As empresas deverão manter quadro de avisos e/ou comunicados para uso comum ou compartilhados (empresa/sindicato), em local visível e de fácil acesso aos trabalhadores. Qualquer aviso e/ou comunicado, deverá ser encaminhado ao Sindicato Patronal, que ficará de encaminhar os respectivos as Padarias e Confeitarias. CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS CLÁUSULA VIGÉSIMA QUARTA MENSALIDADE SINDICAL Obrigam se as empresas a descontar, mensalmente, em folha de pagamento, as mensalidades sindicais associativas de seus empregados associados ao sindicato dos trabalhadores, no valor de R$ 20,00 (vinte reais). Aos associados é assegurado o benefício de desconto em hotéis (Pargos Clube), cursos profissionalizantes (Index), consultório (FISIMED), laboratório (Centro de Patologia Teresópolis), dentistas, drogaria, botijão de gás (Super Gásbras), farmácia de manipulação (Neo Derm), e etc. Obrigam se, ainda, as empresas a repassar os valores descontados em folha de pagamento, relativos às mensalidades sindicais associativas, ao sindicato dos trabalhadores, até o dia 10 de cada mês, em que ocorrerem os descontos, sob pena de pagar o montante que deixou de recolher, além de multa, por descumprimento desta cláusula, no importe de 20% (vinte por cento) do valor devido, acrescidos de juros de 1% (um por cento) ao mês, sem prejuízo da correção monetária de 0,5 % (meio por cento) ao mês. 5/8

7 As empresas fornecerão, quando do recolhimento dos valores das mensalidades, relação de empregados, em duas (02) vias, nas quais deverá constar: 1) nome da contribuição MENSALIDADE SINDICAL ; 2) nome da empresa; 3) nome completo de cada empregado e sua data de admissão; 4) valor descontado de cada empregado; 5) valor total a recolher; e, 6) data de recolhimento. PARÁGRAFO TERCEIRO: No ato da contratação se facultará ao empregado a se associar ao sindicado laboral, associando se, passará a empresa, neste caso, a descontar as mensalidades sindicais associativas, como prevista nesta cláusula. PARÁGRAFO QUARTO: É assegurado ao empregado, a qualquer tempo, exercer seu direito de desligamento do quadro de associados, de forma escrita (de próprio punho) e em 03 (três) vias, devendo apresenta las, diretamente, na sede do sindicato laboral, quando lhe serão devolvidas 02 (duas) vias carimbadas, sendo uma para ser entregue na empresa, pelo próprio trabalhador, quando não mais se descontará o valor das mensalidades sindicais associativas. CLÁUSULA VIGÉSIMA QUINTA CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL Na Assembleia Geral Extraordinária realizada em 03 de março de 2015, na qual se registrou a participação de trabalhadores associados e não associados, se deliberou, com base no Art. 513, alínea e, da CLT, pela fixação da contribuição assistencial, no valor mensal de R$ 20,00 (vinte reais), com desconto do valor, pela empresa, em folha de pagamento de todos os trabalhadores da categoria. Ao trabalhador sindicalizado será assegurado o não desconto da contribuição assistencial. Fica assegurado ao trabalhador não sindicalizado o direito de sindicalizar se, bastando, para tanto, apresentar se a Secretaria da Entidade, munido da CTPS e do último recibo de pagamento para comprovar o recolhimento do valor estabelecido, nesta cláusula, lhe assegurado, a partir deste ato (de sindicalização), os benefícios previstos na cláusula referente à MENSALIDADE SINDICAL e no parágrafo anterior. PARÁGRAFO TERCEIRO: O direito de oposição será garantido conforme previsto na cláusula referente ao EXERCÍCIO DO DIREITO DE OPOSIÇÃO À CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL. PARÁGRAFO QUARTO: Obrigam se as empresas a repassar os valores descontados em folhas de pagamento, relativos às contribuições assistenciais, ao sindicato dos trabalhadores, até o dia 10 de cada mês, em que ocorrerem os descontos, sob pena de pagar o montante que deixou de recolher, além de multa, por descumprimento desta cláusula, no importe de 20% (vinte por cento) do valor devido, acrescidos de juros de 1% (um por cento) ao mês, sem prejuízo da correção monetária de 0,5 % (meio por cento) ao mês. PARÁGRAFO QUINTO: As empresas fornecerão, quando do recolhimento dos valores das contribuições assistenciais, relação de empregados, em duas (02) vias, nas quais deverá constar: 1) nome da contribuição CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL ; 2) nome da empresa; 3) nome completo de cada empregado e sua data de admissão; 4) valor descontado de cada empregado; 5) valor total a recolher; e, 6) data de recolhimento. CLÁUSULA VIGÉSIMA SEXTA COMPROVAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES As empresas deverão comprovar os recolhimentos das contribuições (mensalidade e assistencial) devidas ao sindicato, bem como, da contribuição sindical (prevista em lei), sempre que lhe for solicitado pela Entidade Sindical Laboral ou Sindicato Patronal. CLÁUSULA VIGÉSIMA SÉTIMA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL E RELAÇÃO NOMINAL 6/8

8 As empresas vinculadas ao Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Niterói, São Gonçalo e demais Municípios se obrigam a recolher até o dia 31/01/2016 a sua CONTRIBUIÇÃO SINDICAL conforme artigo 580, 581 e 582 da CLT. As empresas com seus empregados vinculados ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé se obrigam a recolher até o dia 30/04/2016 a sua CONTRIBUIÇÃO SINDICAL conforme artigo 580, 583 e 589 da CLT. Conforme deliberado em Assembléia no dia 09/06/2015, no Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Niterói, São Gonçalo e demais Municípios, ficou aprovado que as empresas cadastradas no simples nacional também farão o recolhimento da contribuição sindical patronal, prevista no artigo 579 CLT. As empresas encaminharão ao Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé cópias das Guias de Contribuição Sindical, para comprovar o seu devido recolhimento (Art. 583, 2º, da CLT), que deverá ser acompanhada de Relação Nominal dos empregados com os respectivos salários e valores descontados, no prazo máximo de 30 (trinta) dias, contados do desconto (Precedente Normativo n.º 41 do TST). CLÁUSULA VIGÉSIMA OITAVA DESCONTO EM FAVOR DO SINDICATO PATRONAL Fica ajustada, a favor do Sindicato Patronal, signatário da presente: 1 Pagamento de uma contribuição no valor de R$ 300,00 (trezentos reais), pagos em 02 (duas) parcelas iguais, sendo a primeira de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) a ser paga até o dia 16 de agosto de 2015, e a segunda e última de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais) a ser paga até o dia 10 de novembro de 2015, pelas empresas, associadas ou não, em benefício das obras assistenciais do Sindicato suscitado. 2 A mencionada contribuição deverá ser recolhida, até as datas estabelecidas, em favor do Sindicato suscitado, na Conta Corrente n.º , do Banco do Brasil, Agência , Centro, Niterói, ou na Tesouraria do Sindicato Patronal. Fica assegurado o direito de oposição, do empregador, até a data da homologação do registro da atual Convenção Coletiva de Trabalho, que deverá ser feita individualmente, por escrito, pessoalmente e diretamente na entidade Sindical do empregador. DIREITO DE OPOSIÇÃO AO DESCONTO DE CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS CLÁUSULA VIGÉSIMA NONA EXERCÍCIO DO DIREITO DE OPOSIÇÃO À CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL O exercício do direito de oposição será assegurado aos trabalhadores não associados, pelo prazo de 20 (vinte) dias, de 10 a 29 de julho de 2015, no horário de funcionamento da secretaria do sindicato, de segunda a sexta feira, em Teresópolis de 09:00 as 12:00 horas e das 14:00 as 17h:30m e em Magé de 9:00 as 13h:30m. Aos trabalhadores admitidos após a data limite (29/07/2015), será assegurado o prazo de 20 (vinte) dias, a contar da data de admissão, para o exercício do direito de oposição, que deverá ser realizado nos horários e dias de funcionamento da secretaria do sindicato, citados acima (caput), e na forma mencionada no parágrafo seguinte. O direito de oposição deverá ser exercido de forma pessoal e individualmente, devendo ser fruto de livre manifestação da vontade do trabalhador, de forma escrita (de próprio punho) e em 03 (três) vias, devendo apresenta las, diretamente, na sede do sindicato laboral, quando lhe serão devolvidas 02 (duas) vias carimbadas, sendo uma para ser entregue na empresa, pelo próprio trabalhador. 7/8

9 PAULO LOPES DO REGO CARVALHO PRESIDENTE SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS IND. DE ALIMENT. DE TERESOPOLIS, GUAPIMIRIM E MAGE SERGIO CARLOS BOUSQUET PEREZ PRESIDENTE SINDICATO DA INDUSTRIA DE PANIFICACAO E CONFEITARIA DE NITEROI E SAO GONCALO 8/8

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

Gerente- R$ 1.388,02 (hum mil trezentos e oitenta e oito reais e dois centavos);

Gerente- R$ 1.388,02 (hum mil trezentos e oitenta e oito reais e dois centavos); CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001086/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034950/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46230.003739/2014-74 DATA

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001498/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039452/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012508/2013-39 DATA DO PROTOCOLO: 01/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000748/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023675/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.006375/2012-81 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029594/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 15:50 SINDICATO DOS EMP NO COM DE CONSELHEIRO LAFAIETE, CNPJ n. 19.721.463/0001-70,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000150/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018764/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002132/2011-14 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001597/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024152/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.007124/2015-16 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 Page 1 of 6 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000247/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026524/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.003899/2011-49 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 7 28/12/2015 17:24 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC003175/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 21/12/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR081080/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 47620.002006/2015-72

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002447/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061617/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005367/2011-97 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000053/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/02/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001382/2009 NÚMERO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067405/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 13/10/2015 ÀS 16:29 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016733/2015 14 DATA DO PROTOCOLO: 16/10/2015 SINDICATO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000685/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026595/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.007774/2010-05 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ediador - Extrato Convenção Coletiva 1 de 7 27/10/2015 11:23 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001167/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000792/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR050907/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.011100/2015-21 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: BA000348/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028635/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46204.003385/2015-66 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061795/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010162/2010-81 DATA DO PROTOCOLO: 27/10/2010 SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSOES DE SAO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000378/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038469/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.009306/2010-04 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002288/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030324/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46238.000590/2015-82

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000362/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043879/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.003330/2015-29 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP013466/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065787/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.004239/2014-82 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000397/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/03/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR008248/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.008370/2012-12 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002142/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067522/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.003592/2015-83 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000566/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070788/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.014471/2010-70 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002435/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR066097/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023186/2014

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000529/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002949/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.003317/2014-97 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG003215/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046092/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.003463/2015-33 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP006883/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039578/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.003111/2014-10

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000281/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/02/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079269/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46334.000294/2014-11 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000222/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028253/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002753/2014-41 DATA

Leia mais

DESCRIÇÃO DO CARGO EXIGÊNCIA VALOR

DESCRIÇÃO DO CARGO EXIGÊNCIA VALOR TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000612/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR052450/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.015329/2015-54

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000696/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024110/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.001500/2015-21 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012087/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 06/03/2015 ÀS 08:38 FEDERACAO DOS EMPREGADOS NO COMERCIO E CONGENERES DO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Page 1 of 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003056/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039599/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008706/2014-39

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE001368/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/10/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055767/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.016961/2013 63 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028129/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003195/2012-11

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE001295/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 27/11/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR073196/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.022180/2013-17 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC003161/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR083843/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.003527/2014-86 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002341/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR056758/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.016381/2014-16 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP010023/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053435/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004392/2015-09 DATA DO

Leia mais

Outras normas referentes a salários, reajustes, pagamentos e critérios para cálculo

Outras normas referentes a salários, reajustes, pagamentos e critérios para cálculo NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000203/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR085273/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.001799/2015-21 DATA DO PROTOCOLO: 27/01/2015 ACORDO COLETIVO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 1 de 8 22/03/2016 10:08 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000258/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034862/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002438/2015-02

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP006275/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031862/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.002847/2014-62

Leia mais

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014:

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016 CLÁUSULA 1ª - DO PISO SALARIAL São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: a) Fica afixado o piso salarial da

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002574/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060689/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006200/2015-77 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000367/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR041524/2011 NÚMERO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PA000376/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/06/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028328/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46222.006321/2012-56 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários do presente instrumento todos os empregados em Sociedades de Fomento

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00355/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/11/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR056083/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46000.007397/2014-75 DATA

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001991/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/09/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031479/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.011147/2014-94 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000413/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019325/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.006233/2015-85 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001437/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018284/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.012545/2014-58 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000351/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR049128/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002980/2015-57 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PRPOAGANDISTAS-VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000058/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/01/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR003190/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.000754/2010-34 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000663/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR048447/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001818/2013-06 DATA DO PROTOCOLO: 24/09/2013 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001940/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022033/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46238.000478/2015-41 DATA

Leia mais

Gratificações, Adicionais, Auxílios e Outros. 13º Salário CLÁUSULA QUINTA - ANTECIPAÇÃO DO 13º SALÁRIO

Gratificações, Adicionais, Auxílios e Outros. 13º Salário CLÁUSULA QUINTA - ANTECIPAÇÃO DO 13º SALÁRIO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000958/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/08/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR040357/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.016438/2011-75 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000311/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020828/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.007783/2013-70

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004375/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019011/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.001421/2011-39 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000797/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024575/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.013979/2015-56 DATA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR003231/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046809/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.009204/2014-25 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: BA000408/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024953/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46204.006979/2011-03 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR042874/2014 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 15/07/2014 ÀS 11:19 SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDUSTRIAS METALURGICAS, MECANICAS E MATERIAL

Leia mais

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Teresópolis, Guapimirim e Magé Fundado em 01 de março de 1996 Entidade reconhecida no Arquivo de Entidades Sindicais do MTE sob o nº 46000-006947/96

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000120/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016910/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.001354/2010-39 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 1 Entre as partes, de um lado, representando a Categoria Profissional, o SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTONOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. Convenção Coletiva De Trabalho 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000317/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/02/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR010344/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.000931/2014-28 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035902/2013 SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSP RODOV NO EST GO, CNPJ n. 01.089.689/0001-35, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR075231/2013 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 FEDERACAO DO COMERCIO DE BENS, SERVICOS E TURISMO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, CNPJ n. 15.461.676/0001-50, neste ato representado

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000408/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR013582/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.008124/2014-42 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. A imagem vinculada não pode ser exibida. Talvez o arquivo tenha sido movido, renomeado ou excluído. Verifique se o vínculo aponta para o arquivo e o local corretos. NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG003684/2013

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP000495/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065582/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46472.007775/2013-83 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000800/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067846/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.011143/2015-14 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2017

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001442/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/06/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR036150/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.003670/2015-89 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP001939/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR062537/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.020541/2014 11 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 8 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000942/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/07/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023659/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46313.001224/2009-52

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS Imprimir Salvar TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR025113/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 08/05/2015 ÀS 14:26 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001839/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR052445/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.025322/2015-31 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que entre si fazem, nos termos do artigo 611 e seguintes da Consolidação das Leis do Trabalho, artigos 7º, XXVI, e, 8º VI, da Constituição da República, SINDICATO DOS PROFESSORES

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004794/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024392/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.001835/2014-19 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 6 22/03/2016 09:21 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000216/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016333/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002016/2015-29

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070380/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 29/10/2015 ÀS 14:41 SINDICATO DE HOTEIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES DE NOVO HAMBURGO, CNPJ

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002353/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064468/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.017313/2015-47 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000213/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018205/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.000661/2015-55 DATA

Leia mais

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016

Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000921/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/05/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023133/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.002652/2016-61 DATA DO PROTOCOLO: 24/05/2016 Convenção Coletiva

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001824/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/08/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR051876/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.013428/2014-81 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001648/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR052835/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.014468/2015-21 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 12 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001220/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026338/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004014/2013-31 DATA

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00368/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/11/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR058802/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46000.006806/2014-16 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028371/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 11:07 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46473.003047/2014-73

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si celebram, de um lado, o SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINPAPEL, e, de outro

Leia mais