Previdência Complementar no Serviço Público. Gustavo Carrozzino Atuário MIBA Diretor Técnico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Previdência Complementar no Serviço Público. Gustavo Carrozzino Atuário MIBA 1.018 Diretor Técnico"

Transcrição

1 Previdência Complementar no Serviço Público Gustavo Carrozzino Atuário MIBA Diretor Técnico

2 ORGANOGRAMA DO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO Assistência Social Seguridade Social Previdência Saúde Social Complementar Regime Geral da Previdência Social Previdência Complementar Fechada Regimes Próprios de Previdência Social Previdência Complementar Aberta

3 COMPARATIVO ENTRE OS REGIMES Previdência Social X Previdência Complementar Caráter compulsório RGPS (INSS) RPPS Assistencialismo Caráter Eletivo EAPC Planos Individuais Planos Coletivos EFPC Planos Patrocinados Planos Instituídos

4 ASPECTOS TÉCNICOS

5 COMPARATIVO ENTRE OS REGIMES Previdência Social X Previdência Complementar Planos BD Planos BD Planos CD Planos CV

6 TIPOS DE PLANOS PLANOS DE BENEFÍCIO DEFINIDO (BD) RESOLUÇÃO CGPC Nº 16/2005 Art. 2º Entende-se por plano de benefício de caráter previdenciário na modalidade de benefício definido aquele cujos benefícios programados têm seu valor ou nível previamente estabelecidos, sendo o custeio determinado atuarialmente, de forma a assegurar sua concessão e manutenção.

7 TIPOS DE PLANOS PLANOS DE BENEFÍCIO DEFINIDO (BD) Benefício é definido a priori Reservas Coletivas Contribuição é calculada de acordo com o valor do benefício Sensível às variáveis demográficas e econômicas Risco Atuarial presente em todo o período Riscos financeiro e atuarial são assumidos pela entidade

8 Art. 3º Entende-se por plano de benefícios de caráter previdenciário na modalidade de contribuição definida aquele cujos benefícios programados têm seu valor permanentemente ajustado ao saldo de conta mantido em favor do participante, inclusive na fase de percepção de benefícios, considerando o resultado líquido de sua aplicação, os valores aportados e os benefícios pagos. TIPOS DE PLANOS PLANOS DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA (CD) RESOLUÇÃO CGPC Nº 16/2005

9 TIPOS DE PLANOS PLANOS DE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA (CD) Contribuição é definida a priori Reservas Individuais Benefício é calculado de acordo com o valor da Reserva acumulada Risco Atuarial ausente em todo o período Risco Financeiro é assumido pelo participante

10 TIPOS DE PLANOS PLANOS DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL (CV) RESOLUÇÃO CGPC Nº 16/2005 Art. 4º Entende-se por plano de benefícios de caráter previdenciário na modalidade de contribuição variável aquele cujos benefícios programados apresentem a conjugação das características das modalidades de contribuição definida e benefício definido.

11 TIPOS DE PLANOS PLANOS DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL (CV) Contribuição é definida a priori Reservas Individuais Benefício é calculado de acordo com o valor da Reserva acumulada na data de aposentadoria e tipo de benefício escolhido Risco Atuarial presente na fase de pagamento de benefício, assumido pela Entidade Risco Financeiro é assumido pelo participante, na fase de contribuição e pela Entidade na fase de pagamento dos benefícios

12 PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO BENEFÍCIO RENDA = MONTANTE ANUIDADE

13 PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO DÉFICIT SUPERÁVIT = R$ 5.000,00

14 PLANO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL = R$ 5.000, , ,00

15 O RPPS E A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

16 PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO SERVIÇO PÚBLICO Em 29/05/2001, a LC 108/2001 possibilitou a Previdência Complementar para os Servidores públicos dos Entes Federativos que possuam RPPS. Em 22/12/2011, o governo do Estado de São Paulo criou o SP-PREVCOM

17 PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO SERVIÇO PÚBLICO Em 30/04/2012, através da Lei /2012 o Governo Federal autorizou a instituição de 3 regimes de previdência complementar para os servidores públicos federais para cada um dos poderes: Funpresp-Exe Funpresp-Leg Funpresp-Jud

18 PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO SERVIÇO PÚBLICO Em 20/09/2012, através do Dec /2012, foi criada a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo - Funpresp-Exe, com a finalidade de administrar e executar planos de benefícios de caráter previdenciário no âmbito do Poder Executivo e Legislativo. Patrocinadores: todos os órgãos do Poder Executivo Federal Autarquias Fundações Câmara dos Deputados Senado Federal Tribunal de Contas da União

19

20 Podem se inscrever nos planos administrados pela SP-PREVCOM todos os servidores do Estado de São Paulo, vinculados tanto ao RPPS (plano PREVCOM-RP) quanto ao RGPS (plano PREVCOM-RG) que ingressaram no serviço público estadual a partir de 21/01/2013, data de aprovação dos planos de benefícios complementares pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), assim como os atuais servidores contribuintes do RGPS, uma vez que estes já possuem a limitação do teto do INSS (R$ 4.159,00) nos seus benefícios previdenciários. O Regime de Previdência Complementar é especialmente destinado aos servidores que ganham acima do teto. Porém, os servidores que se enquadram nas situações acima e recebem remuneração abaixo do teto também podem aderir à previdência complementar sem a contrapartida do Estado, tendo em vista que o Estado já contribui com 22% (no caso do Regime Próprio) e o INSS (no caso do Regime Geral) realiza a sua contrapartida de acordo com tabela de contribuição com índices variáveis e faixa salarial do servidor.

21

22

23

24

25

26

27

28

A Previdência Complementar do Estado de São S o Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY

A Previdência Complementar do Estado de São S o Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY A Previdência Complementar do Estado de São S o Paulo CARLOS HENRIQUE FLORY Outubro de 2012 POR QUE O ESTADO DE SÃO S O PAULO ADOTOU A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR? 1º MOTIVO: O ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃ

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO

PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO Universidade Federal de Mato Grosso Pró-Reitoria Administrativa Secretaria de Gestão de Pessoas PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO Cuiabá-MT Abril/2014 O QUE

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVCOM RP

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVCOM RP PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVCOM RP O que é a Previdência Complementar? É um benefício que complementa a aposentadoria paga pelo RPPS Regime Próprio de Previdência Social (SPPREV); Aprovação do convênio

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO: MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA GUSTAVO ADOLFO GOMES SCHOLZ DESAFIOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR CURITIBA 2012 GUSTAVO

Leia mais

Gerência de Previdência. Viçosa, Outubro 2014 Rita de Cássia S Valente Neto

Gerência de Previdência. Viçosa, Outubro 2014 Rita de Cássia S Valente Neto Gerência de Previdência Viçosa, Outubro 2014 Rita de Cássia S Valente Neto MISSÃO DO AGROS Promover segurança e bem-estar social dos participantes, por meio de seus planos previdenciário e assistencial.

Leia mais

Módulo 4 O regime de previdência complementar do servidor público federal e a Funpresp-Exe

Módulo 4 O regime de previdência complementar do servidor público federal e a Funpresp-Exe A Previdência Social dos Servidores Públicos Regime A Próprio Previdência e Regime Social dos Previdência Servidores Públicos Complementar Regime Próprio e Regime Previdência Complementar Módulo 4 O regime

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a criação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos)

Perguntas e respostas sobre a criação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos) O que muda Perguntas e respostas sobre a criação do Funpresp (Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos) 1. Por que é necessário criar a Fundação de Previdência Complementar do Servidor

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico...1

S u m á r i o. Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico...1 S u m á r i o Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico...1 1. A Origem da Proteção Social... 1 2. Conceito de Seguridade Social... 5 3. A Saúde... 8 4. A Assistência Social...12 4.1.

Leia mais

Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei: CAPÍTULO I Do Regime de Previdência Complementar

Faço saber que a Assembleia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte lei: CAPÍTULO I Do Regime de Previdência Complementar LEI Nº 14.653, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011 Institui o regime de previdência complementar no âmbito do Estado de São Paulo, fixa o limite máximo para a concessão de aposentadorias e pensões de que trata o

Leia mais

Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18

Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18 O futuro é hoje! Cadastro Nacional de Planos de Benefícios - CNPB nº 2014-0021-18 Portaria 672-15/12/2014 - Diretoria de Análise Técnica Superintendência Nacional de Previdência Complementar Proteção Segurança

Leia mais

Breve Diagnóstico Financeiro- Atuarial dos RPPS de Pernambuco

Breve Diagnóstico Financeiro- Atuarial dos RPPS de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco Breve Diagnóstico Financeiro- Atuarial dos RPPS de Pernambuco Cícero Rafael B Dias Atuário Mestre em Economia Doutorando em Estatística 15 de outubro de 2013 AGENDA:

Leia mais

1 Introdução. No Brasil, o Sistema Previdenciário é composto pela Previdência Social e pela Previdência Complementar.

1 Introdução. No Brasil, o Sistema Previdenciário é composto pela Previdência Social e pela Previdência Complementar. 1 Introdução A necessidade de uma Previdência Complementar no Brasil surgiu do momento de crise do Sistema Previdenciário Brasileiro, pois a Previdência Social não consegue pagar ao aposentado o mesmo

Leia mais

2. O que a Funpresp Exe traz de modernização para o sistema previdenciário do Brasil?

2. O que a Funpresp Exe traz de modernização para o sistema previdenciário do Brasil? Perguntas Frequentes 1. O que é a Funpresp Exe? É a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo, criada pelo Decreto nº 7.808/2012, com a finalidade de administrar

Leia mais

O regime complementar do servidor público

O regime complementar do servidor público O regime complementar do servidor público Leandro Madureira* RESUMO: O servidor que ingressou ou venha a ingressar no serviço publico a partir de 4 de fevereiro de 2013 tem a aposentadoria limitada ao

Leia mais

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com.

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com. MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO DE BENEFÍCIOS SISTEMA FIEMG Outubro / 2013 A CASFAM A CASFAM é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), sociedade civil patrocinada pelo Sistema FIEMG, com

Leia mais

Tribunal Regional do Trabalho 15.ª Região (Campinas/SP) Direito Previdenciário (AJAJ e OJAF)

Tribunal Regional do Trabalho 15.ª Região (Campinas/SP) Direito Previdenciário (AJAJ e OJAF) Tribunal Regional do Trabalho 15.ª Região (Campinas/SP) Direito Previdenciário (AJAJ e OJAF) XX. (Analista Judiciário Área Judiciária/TRT-15/FCC/2013): 57. Quanto à relação entre empresas estatais e as

Leia mais

Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal

Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal SINDITAMARATY 29/07/2014 Sumário A Funpresp Governança Participante Ativo Normal Participante Ativo Alternativo Procedimentos de Adesão

Leia mais

Funpresp-EXE. Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil. Brasília/DF 04/fevereiro/2013

Funpresp-EXE. Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil. Brasília/DF 04/fevereiro/2013 Funpresp-EXE Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil Brasília/DF 04/fevereiro/2013 Órgão de Administração FUNPRESP/EXE - GOVERNANÇA Conselho Deliberativo (6 paritário)

Leia mais

FUNPRESP? O que é a. Com base nos melhores modelos existentes hoje, apresentamos a Funpresp, a ser criada pelo Projeto de Lei nº 1.992/2007.

FUNPRESP? O que é a. Com base nos melhores modelos existentes hoje, apresentamos a Funpresp, a ser criada pelo Projeto de Lei nº 1.992/2007. O que é a FUNPRESP? Com base nos melhores modelos existentes hoje, apresentamos a Funpresp, a ser criada pelo Projeto de Lei nº 1.992/2007. Esse projeto prevê a limitação das aposentadorias dos servidores

Leia mais

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA NA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS LEGISLAÇÃO E GESTÃO

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA NA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS LEGISLAÇÃO E GESTÃO MPS SPS Ministério da Previdência Social Secretaria de Previdência Social REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA NA UNIÃO, ESTADOS E MUNICÍPIOS LEGISLAÇÃO E GESTÃO São Gonçalo/RJ- Dez/2005 ESTRUTURA DO SISTEMA

Leia mais

Introdução. elaborada pela Fundação Libertas e pela Gama Consultores, e aprovada pela Prodemge e pela

Introdução. elaborada pela Fundação Libertas e pela Gama Consultores, e aprovada pela Prodemge e pela Introdução E sta cartilha apresenta a Estratégia Previdencial que está sendo adotada para solucionar os problemas enfrentados pelo Plano Prodemge RP5-II (modalidade BD). A estratégia foi elaborada pela

Leia mais

Regime Próprio de Previdência Social

Regime Próprio de Previdência Social Regime Próprio de Previdência Social Regime Próprio de Previdência Social RPPS é o regime de previdência, estabelecido no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios que assegura,

Leia mais

Brasília (DF), 25 de novembro de 2015.

Brasília (DF), 25 de novembro de 2015. 1 Brasília (DF), 25 de novembro de 2015. Ao ANDES Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior, À Secretária Geral Professora Cláudia March Frota de Souza, REF: Orientação Normativa

Leia mais

NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal

NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal Universidade Federal do Ceará - UFC Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade FEAAC Curso de Ciências Atuariais NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal do Plano Executivo Federal,

Leia mais

Fundo de Previdência Complementar da União PL nº 1.992 de 2007

Fundo de Previdência Complementar da União PL nº 1.992 de 2007 Fundo de Previdência Complementar da União PL nº 1.992 de 2007 Assessoria Econômica - ASSEC Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Brasília, maio de 2008 Roteiro Situação atual do Regime Próprio

Leia mais

Programa de Certificação Regius (PCR-2015) Módulo II

Programa de Certificação Regius (PCR-2015) Módulo II Programa de Certificação Regius (PCR-2015) Módulo II AGENDA Previdência Complementar - Marco Regulatório Tipos de Planos de Previdência Complementar Elenco dos Benefícios e Institutos Campanha de Ingresso

Leia mais

O NOVO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO PARA O SERVIDOR PÚBLICO

O NOVO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO PARA O SERVIDOR PÚBLICO O NOVO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO PARA O SERVIDOR PÚBLICO MEIRELES 1, Jéssica Maria da Silva KATAOKA 2, Sheila Sayuri Centro de Ciências Sociais Aplicadas /Departamento de Finanças, Contabilidade e Atuária

Leia mais

A Nova Previdência dos Servidores Públicos Federais

A Nova Previdência dos Servidores Públicos Federais Secretaria de Políticas de Previdência Complementar - SPPC A Nova Previdência dos Servidores Públicos Federais Lei nº 12.618, de 30/04/2012 Recife, 13 de março de 2013. 1 I II III IV V 2 I 3 BRASIL: O

Leia mais

O CARÁTER PREVIDENCIÁRIO DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS

O CARÁTER PREVIDENCIÁRIO DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS O CARÁTER PREVIDENCIÁRIO DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS Paulo Cesar dos Santos Economista com especialização em Administração Financeira - FGV, Gestão Atuarial e Financeira - Fipecafi/USP e Gestão Pública Enap.

Leia mais

A GESTÃO DA FORÇA DE TRABALHO NO SETOR PÚBLICO SOB O PRISMA PREVIDENCIÁRIO. Marcus Vinícius de Souza Maria Thais da Costa Oliveira Santos

A GESTÃO DA FORÇA DE TRABALHO NO SETOR PÚBLICO SOB O PRISMA PREVIDENCIÁRIO. Marcus Vinícius de Souza Maria Thais da Costa Oliveira Santos A GESTÃO DA FORÇA DE TRABALHO NO SETOR PÚBLICO SOB O PRISMA PREVIDENCIÁRIO Marcus Vinícius de Souza Maria Thais da Costa Oliveira Santos Painel 46/162 Uma visão de longo prazo da Força de Trabalho no setor

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL MPS SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL SPPS DEPARTAMENTO DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO DRPSP COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA, ATUÁRIA, CONTABILIDADE

Leia mais

Coordenação-Geral de Monitoramento Contábil CGMC/PREVIC ANBIMA

Coordenação-Geral de Monitoramento Contábil CGMC/PREVIC ANBIMA Coordenação-Geral de Monitoramento Contábil CGMC/PREVIC ANBIMA Brasília, 29 de novembro de 2011 1 Sistema de Previdência Complementar instituído pela Lei 6.435/77 e Decreto 81.240/78; normatizar e disciplinar

Leia mais

PERGUNTAS & RESPOSTAS

PERGUNTAS & RESPOSTAS PL nº 1992, DE 2007 FUNPRESP PERGUNTAS & RESPOSTAS 1. ORÇAMENTO: PL sem dotação orçamentária? O governo enviou, no dia 06 de fevereiro, de 2012 um projeto de lei (PLN nº 1, de 2012; MSG nº 24/2012) que

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

A IMPORTÂNCIA DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O REGIME DE PREVIDENCIA O Regime de Previdência Complementar - RPC, integrante do Sistema de Previdência Social, apresenta-se como uma das formas de proteção ao trabalhador brasileiro. É desvinculado do

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41/03 1. NOVAS REGRAS PARA OS SERVIDORES QUE INGRESSAREM NO SERVIÇO PÚBLICO APÓS A PROMULGAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA EC Nº 41/03. a) Principais Características. - fim da paridade

Leia mais

PREVIDENCIA SOCIAL ASPECTOS GERAIS SOBRE RPPS. RPPS Consult Consultoria e Assessoria em RPPS

PREVIDENCIA SOCIAL ASPECTOS GERAIS SOBRE RPPS. RPPS Consult Consultoria e Assessoria em RPPS PREVIDENCIA SOCIAL ASPECTOS GERAIS SOBRE RPPS RPPS Consult Consultoria e Assessoria em RPPS O que é Previdência Social? Previdência Social é que um seguro que o indivíduo faz durante o período em que está

Leia mais

Procedimentos para Adesão à Previdência Complementar PREVCOM - RP

Procedimentos para Adesão à Previdência Complementar PREVCOM - RP Procedimentos para Adesão à Previdência Complementar PREVCOM - RP Versão: V0_0_2 Data: 11 de abril de 2014 Diretoria Geral de Recursos Humanos - DGRH Site: http://www.dgrh.unicamp.br 2/13 GARANTIAS E RESTRIÇÕES

Leia mais

02 O que eu preciso fazer

02 O que eu preciso fazer 01 Quais são os documentos que necessito apresentar para requerer minha aposentadoria no FusanPrev e atualizar minha situação no SaneSaúde? Cópia simples dos seguintes documentos: - Identidade e CPF ou

Leia mais

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz - Jornalista, analista político e diretor de Documentação do Diap Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Celular CRT Demonstrações Financeiras Relatório Anual 04 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Celular CRT Período: 04 e 03 dezembro R$ Mil Descrição 04 03 Variação (%). Ativos.85.769

Leia mais

GESTÃO DE RISCO E CONTROLE PARA OS FUNDOS DE PENSÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS SUMÁRIO

GESTÃO DE RISCO E CONTROLE PARA OS FUNDOS DE PENSÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS SUMÁRIO GESTÃO DE RISCO E CONTROLE PARA OS FUNDOS DE PENSÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS SUMÁRIO Introdução. 1 - Regimes de previdência no Brasil. 2 Caracterísiticas dos novos fundos de pensão dos servidores. 3 - Gestão

Leia mais

FÁBIO SOUZA. Juiz Federal Professor da UFRJ Coordenador Acadêmico do IDS América Latina

FÁBIO SOUZA. Juiz Federal Professor da UFRJ Coordenador Acadêmico do IDS América Latina FÁBIO SOUZA Juiz Federal Professor da UFRJ Coordenador Acadêmico do IDS América Latina PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICO Previdência Complementar do Servidor Público: Conquista ou Derrota

Leia mais

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial.

Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos anos. O que existe é um déficit atuarial. PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE O SABESPREV MAIS. 1. A Sabesprev está em dificuldades financeiras? Não. A Sabesprev tem dinheiro em caixa suficiente para garantir o pagamento aos beneficiários pelos próximos

Leia mais

Brasília, 28 de abril de 2014. NOTA JURÍDICA

Brasília, 28 de abril de 2014. NOTA JURÍDICA Brasília, 28 de abril de 2014. NOTA JURÍDICA Assunto: Manutenção do regime previdenciário anterior à previdência complementar pelos novos servidores federais que ingressaram no serviço público de outras

Leia mais

Sociedade Civil de Previdência Privada. Nosso negócio é cuidar do seu futuro!

Sociedade Civil de Previdência Privada. Nosso negócio é cuidar do seu futuro! Sociedade Civil de Previdência Privada Nosso negócio é cuidar do seu futuro! Campanha de ingresso ao CV-03 2013 Sem a cobrança da jóia de ingresso Uma oportunidade imperdível! Plano de Contribuição Variável

Leia mais

MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01

MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01 MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01 2 MODELO DE REGULAMENTO DE PLANO NA MODALIDADE CONTRIBUIÇÃO DEFINIDA CD 01 Brasília - DF Março/2015 3 Sumário GLOSSÁRIO... 5 CAPÍTULO

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS 1 - O que vem a ser regime próprio de previdência social (RPPS)? R: É o sistema de previdência, estabelecido no âmbito de cada ente federativo, que assegure, por lei, ao

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O futuro que você faz agora FUNPRESP-JUD Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário 2 Funpresp-Jud seja bem-vindo(a)! A Funpresp-Jud ajudará

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

RPPS X RGPS. Atuário Sergio Aureliano

RPPS X RGPS. Atuário Sergio Aureliano RPPS X RGPS Atuário Sergio Aureliano RPPS PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO E O SISTEMA PREVIDENCIÁRIO BRASILEIRO ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS e REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

Procedimentos para Adesão à Previdência Complementar PREVCOM RG-UNIS

Procedimentos para Adesão à Previdência Complementar PREVCOM RG-UNIS Procedimentos para Adesão à Previdência Complementar PREVCOM RG-UNIS Versão: V0_0_3 Data: 11 de abril de 2014 Diretoria Geral de Recursos Humanos - DGRH Site: http://www.dgrh.unicamp.br 2/14 GARANTIAS

Leia mais

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução Celgprev CELPREV Cartilha do Participante Introdução A partir de dezembro de 2000, a CELG distribuição, a Celg geração e transmissão, Celgpar e a ELETRA passam a oferecer aos seus empregados o Celgprev:

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS ATUARIAIS A Abono Anual: Pagamento da 13ª (décima terceira) parcela anual do benefício de renda continuada. Abono de Natal: (v. Abono Anual). Administrador Especial: Pessoa

Leia mais

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar?

Previdência (EAPC) - Tópicos. TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade. O que é Previdência Privada Complementar? FEA-USP-EAC Curso de Graduação em Ciências Contábeis Disciplina: EAC0551 -Contabilidade e Análise de Balanços de Instituições Previdenciárias TEMA 3.Empresas Abertas de Previdência (EAPC) e a sua Contabilidade

Leia mais

Criada em 1904, antes da Previdência Oficial no Brasil. Maior fundo de pensão da América Latina; e,

Criada em 1904, antes da Previdência Oficial no Brasil. Maior fundo de pensão da América Latina; e, Fundos de Pensão NASCIMENTO Criada em 1904, antes da Previdência Oficial no Brasil STATUS ATUAL Maior fundo de pensão da América Latina; e, 25º do mundo, em patrimônio. (*) () k d l d l l (*) Ranking divulgado

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARA SERVIDORES PÚBLICOS CARLOS HENRIQUE FLORY

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARA SERVIDORES PÚBLICOS CARLOS HENRIQUE FLORY PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARA SERVIDORES PÚBLICOS CARLOS HENRIQUE FLORY Abril de 2012 CONCEITO DE PREVIDÊNCIA Constituição Federal Art. 12 = SEGURIDADE SOCIAL PREVIDÊNCIA ASSISTÊNCIA SAÚDE Previdência

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [08.071.645/0001-27] CIASPREV - CENTRO DE INTEGRACAO E ASSISTENCIA AOS SERVIDORES PUBLICOS PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0049-11] PREVINA ENCERRAMENTO

Leia mais

A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS: EXTENSÃO SUBJETIVA, INCIDÊNCIA DE TETO REMUNERATÓRIO E OUTRAS QUESTÕES CONTROVERTIDAS.

A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS: EXTENSÃO SUBJETIVA, INCIDÊNCIA DE TETO REMUNERATÓRIO E OUTRAS QUESTÕES CONTROVERTIDAS. A PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS: EXTENSÃO SUBJETIVA, INCIDÊNCIA DE TETO REMUNERATÓRIO E OUTRAS QUESTÕES CONTROVERTIDAS. Erick Tavares Ribeiro E-mail para contato: Erick_tav@yahoo.com.br

Leia mais

CADERNO APOS Nº 1. PROCEDIMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO DE SEU PLANO DA SISTEL Edição 2 (abril/15)

CADERNO APOS Nº 1. PROCEDIMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO DE SEU PLANO DA SISTEL Edição 2 (abril/15) CADERNO APOS Nº 1 PROCEDIMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO DE SEU PLANO DA SISTEL Edição 2 (abril/15) 1 1 Introdução... 3 2 Quadro Balancete Sintético (superávit ou déficit do plano) mensal... 3

Leia mais

PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS

PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS O SISTEMA APÓS AS EMENDAS CONSTITUCIONAIS Nº 20/1998, 41/2003 E 47/2005 SINASEFE 27.2.2013 O SISTEMA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL BRASILEIRO Regime Geral de Previdência Social

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

DIREITO PREVIDENCIÁRIO 1. Da Previdência Social DIREITO PREVIDENCIÁRIO Art. 201. A previdência social será organizada sob a forma de regime geral, de caráter contributivo e de filiação obrigatória, observados critérios que preservem

Leia mais

Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público. junho de 2007

Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público. junho de 2007 Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público junho de 2007 Sumário Regulamentação do direito de greve dos servidores públicos Previdência complementar dos servidores da

Leia mais

manual do participante

manual do participante manual do participante Esta cartilha foi criada para, de forma simples, clara e prática, oferecer informações a respeito do Plano de Previdência Complementar dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [00.469.585/0001-93] FACEB - FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS EMPREGADOS DA CEB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0068-11] CEBPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário

Leia mais

Depois de anos de trabalho é hora de se aposentar!

Depois de anos de trabalho é hora de se aposentar! Depois de anos de trabalho é hora de se aposentar! Neste momento, vários fatores devem ser levados em consideração, uma vez que após a aposentadoria haverá mudanças na sua rotina e nas suas finanças. Então,

Leia mais

FAQ. Participante Ativo Alternativo

FAQ. Participante Ativo Alternativo FAQ Participante Ativo Alternativo O que mudou na Previdência do Servidor Público Federal? A previdência do servidor público passou por mudanças nos últimos anos a partir da emenda 41, da Constituição

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010 DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE Porto Alegre, novembro de 2010 REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Os servidores públicos ocupantes de cargo

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA SERVIDOR MUNICIPAL REQUERER APOSENTADORIA JUNTO AO IPARV 1º PASSO PEDIDO DE SIMULAÇÃO DE APOSENTADORIA.

PROCEDIMENTO PARA SERVIDOR MUNICIPAL REQUERER APOSENTADORIA JUNTO AO IPARV 1º PASSO PEDIDO DE SIMULAÇÃO DE APOSENTADORIA. 1º PASSO PEDIDO DE SIMULAÇÃO DE APOSENTADORIA. a) O servidor deverá fazer o pedido de simulação de aposentadoria junto ao Setor de Previdência do IPARV. b) Para protocolar a sua solicitação o servidor

Leia mais

SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 13 DE ABRIL DE 2015

SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 13 DE ABRIL DE 2015 SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 13 DE ABRIL DE 2015 Estabelece orientações aos órgãos e entidades integrantes do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal - Sipec sobre

Leia mais

NATUREZA JURÍDICA DAS ENTIDADES GESTORAS DO REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS

NATUREZA JURÍDICA DAS ENTIDADES GESTORAS DO REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS ESTUDO NATUREZA JURÍDICA DAS ENTIDADES GESTORAS DO REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS Leonardo Costa Schüler Consultor Legislativo da Área VIII Administração Pública

Leia mais

MANUAL DO PARTICIPANTE

MANUAL DO PARTICIPANTE MANUAL DO PARTICIPANTE LegisPrev O plano de previdência complementar para o servidor público do Poder Legislativo Federal FUNPRESP-EXE FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO

Leia mais

Regulamento do Plano de Benefícios dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo

Regulamento do Plano de Benefícios dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo Regulamento do Plano de Benefícios dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe). CNPB nº 2013.0003-83

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.225.861/0001-30] REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2012.0017-18] PB CD-02 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

Tabela Progressiva do IR Pessoa Física - ano-calendário de 2014. Base de cálculo

Tabela Progressiva do IR Pessoa Física - ano-calendário de 2014. Base de cálculo REGIMES TRIBUTÁRIOS 1 A Lei nº 11.053/2004 trouxe mudanças importantes na tributação dos benefícios pagos por entidades de previdência complementar. A principal mudança foi a instituição de um regime de

Leia mais

CAPAF CAIXA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO BANCO DA AMAZÔNIA. Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários - PrevAmazônia

CAPAF CAIXA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO BANCO DA AMAZÔNIA. Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários - PrevAmazônia CAPAF CAIXA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO BANCO DA AMAZÔNIA Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários - PrevAmazônia Indice CAPÍTULO I - DO OBJETO... 4 CAPÍTULO II - DAS DEFINIÇÕES E REMISSOES...

Leia mais

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e,

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e, Introdução O Plano Prodemge Saldado está sendo criado a partir da cisão do Plano Prodemge RP5-II e faz parte da Estratégia Previdencial. Ele é uma das opções de migração para participantes e assistidos.

Leia mais

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento.

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento. Apresentação A Lei Nº 11.053, de 29.12.2004, faculta aos participantes de Planos de Previdência Complementar, estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do novo Plano CD Eletrobrás,

Leia mais

FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL

FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL FUNDAÇÃO LIBERTAS DE SEGURIDADE SOCIAL Avaliação Atuarial Especial de Setembro PLANO DE BENEFÍCIOS 2 - RP2 MINASCAIXA CNPB 1979.0034-83 Relatório 119/13 Outubro/2013 1 ÍNDICE 1.1 OBJETIVO DA AVALIAÇÃO

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DE GOVERNANÇA

ASPECTOS GERAIS DE GOVERNANÇA ASPECTOS GERAIS DE GOVERNANÇA FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR OPERADO POR ENTIDADES DE PREVIDÊNCIA PRIVADA, QUE ADMINISTRAM PLANOS DE BENEFÍCOS CLASSIFICADAS EM: ENTIDADES ABERTES

Leia mais

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS Teresina PI (06.12.2012) MPS Ministério da Previdência Social REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS Secretaria de Políticas de Previdência Social DEFINIÇÃO Previdência Social é que um seguro que

Leia mais

Sistema de Previdência

Sistema de Previdência PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES DA UNIÃO Lei nº 12.618, de 30 de abril de 2012. Jaime Mariz de Faria Junior * O Sistema Brasileiro de Previdência Social é organizado em três pilares: o Regime Geral

Leia mais

9- VALOR 6- 8- ÚLTIMA 7- INÍCIO DE RESGATE SALÁRIO DA 5- PLANOS 19.980.014-74 - PLANO DE 35% DA MEDIA SALARIAL R$ 440.797,11 8.441 R$ 281.990.

9- VALOR 6- 8- ÚLTIMA 7- INÍCIO DE RESGATE SALÁRIO DA 5- PLANOS 19.980.014-74 - PLANO DE 35% DA MEDIA SALARIAL R$ 440.797,11 8.441 R$ 281.990. FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 4- NÚMERO DE PLANOS: 4 5- PLANOS 19.980.014-74 - PLANO DE 35% DA MEDIA SALARIAL 9- VALOR

Leia mais

O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA

O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA 1. INTRODUÇÃO A previdência social no Brasil pode ser divida em dois grandes segmentos, a saber: Regime Geral de Previdência Social (RGPS):

Leia mais

AUDITEC- Auditoria Técnica Atuarial RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO ATUARIAL MUNICÍPIO CACEQUI - RS

AUDITEC- Auditoria Técnica Atuarial RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO ATUARIAL MUNICÍPIO CACEQUI - RS RELATÓRIO FINAL DE AVALIAÇÃO ATUARIAL MUNICÍPIO CACEQUI - RS Avaliação realizada em 31.12.2013 ÍNDICE GERAL 1ª PARTE 1.1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.2. HISTÓRICO 1.3. REGRAS DA PREVIDÊNCIA APLICADAS NA

Leia mais

Sistema Integrado de Orçamento. Para EFPC SIOEFPC. (Entidades Fechadas de Previdência Complementar) edson@fgv.br

Sistema Integrado de Orçamento. Para EFPC SIOEFPC. (Entidades Fechadas de Previdência Complementar) edson@fgv.br Sistema Integrado de Orçamento Para EFPC (Entidades Fechadas de Previdência Complementar) SIOEFPC edson@fgv.br Índice Página 1 - Exemplo Numérico... 2 2 - Relatório do 1º Plano... 3 3 - Programa Previdencial...

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS NOTA TÉCNICA Nº 02/2009. Assunto: Parcelamento de Débitos Previdenciários dos Municípios.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS NOTA TÉCNICA Nº 02/2009. Assunto: Parcelamento de Débitos Previdenciários dos Municípios. Tema: Previdência CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS NOTA TÉCNICA Nº 02/2009 Assunto: Parcelamento de Débitos Previdenciários dos Municípios. Referência: Lei n 9.639, de 25 de maio de 1998; Lei 8.212,

Leia mais

SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016

SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016 SÍNTESE DE ALTERAÇÕES DO PCASP ESTENDIDO 2015 PARA O PCASP ESTENDIDO 2016 1. Alterações de caráter geral: Além das alterações pontuais, envolvendo a criação, inativação ou alteração de contas, foram realizadas

Leia mais

NOTA TÉCNICA ATUARIAL. Plano Executivo Federal

NOTA TÉCNICA ATUARIAL. Plano Executivo Federal NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal do Plano Executivo Federal, administrado pela Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (FUNPRESP-EXE). Julho de

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS: QUESTÕES POLÊMICAS Paulo Modesto (BA) http://www.ccjb.org.br

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS: QUESTÕES POLÊMICAS Paulo Modesto (BA) http://www.ccjb.org.br PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS EFETIVOS: QUESTÕES POLÊMICAS Paulo Modesto (BA) http://www.ccjb.org.br Texto base: MODESTO, Paulo (org). Reforma da Previdência: análise e crítica da Emenda

Leia mais

INSTRUÇÃO PREVIC N 12, DE 13 DE OUTUBRO DE 2014

INSTRUÇÃO PREVIC N 12, DE 13 DE OUTUBRO DE 2014 INSTRUÇÃO PREVIC N 12, DE 13 DE OUTUBRO DE 2014 Dispõe sobre as Demonstrações Atuariais - DA dos planos de benefícios administrados pelas entidades fechadas de previdência complementar, e dá outras providências.

Leia mais

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA E REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPARATIVO DE CUSTOS

REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA E REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPARATIVO DE CUSTOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA E REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL COMPARATIVO DE CUSTOS Atualmente, no Brasil, aproximadamente 3000 municípios possuem Regimes Próprios de Previdência. Ao final do ano

Leia mais

Contribuir, mensalmente, para o Plano de Aposentadoria com:

Contribuir, mensalmente, para o Plano de Aposentadoria com: PLANO DE APOSENTADORIA - INSCRIÇÃO Nome Completo (em letra de forma): Empresa / Matrícula: Telefone p/ Contato: E-Mail: CPF: Instruções para Preenchimento O preenchimento de todos os campos é obrigatório;

Leia mais

www.adrianamenezes.com.br www.facebook.com/profadrianamenezes DICAS DE OUTUBRO / 2014

www.adrianamenezes.com.br www.facebook.com/profadrianamenezes DICAS DE OUTUBRO / 2014 DICAS DE OUTUBRO / 2014 DICA 01 É de dez anos o prazo de decadência de todo e qualquer direito ou ação do segurado ou beneficiário para a revisão do ato de concessão de benefício, a contar do dia primeiro

Leia mais

Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I

Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I Relatório anual do Plano de Benefícios Multifuturo I Pareceres PARECER ATUARIAL DA AVALIAÇÃO REALIZADA EM 31/12/2009 Considerações iniciais O presente parecer tem por objetivo apresentar nossas considerações

Leia mais

DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DA PREVIDÊNCIA

DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DA PREVIDÊNCIA Dicionário de Termos Técnicos da Previdência Complementar Fechada DICIONÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR FECHADA Revisão Técnica dos Verbetes Comissões Técnicas Nacionais de Seguridade,

Leia mais

Fundação de Previdência Complementar para os Servidores Públicos Federais Projeto de Lei Complementar 2/2012

Fundação de Previdência Complementar para os Servidores Públicos Federais Projeto de Lei Complementar 2/2012 Fundação de Previdência Complementar para os Servidores Públicos Federais Projeto de Lei Complementar 2/2012 Pedro Delarue Tolentino Filho Presidente do SINDIFISCO NACIONAL Sindicato dos Auditores-Fiscais

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização

Leia mais

Regras de Aposentadorias e Pensões

Regras de Aposentadorias e Pensões Seguridade Social: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: 00552 3- RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.006-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS MULTIFUTURO I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais