OS GRANDES ARTILHEIROS DO FUTEBOL SERGIPANO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OS GRANDES ARTILHEIROS DO FUTEBOL SERGIPANO"

Transcrição

1 OS GRANDES ARTILHEIROS DO FUTEBOL SERGIPANO Viana Filho O futebol é o esporte coletivo que mais proporciona emoções aos expectadores. Daí ter se tornado, disparadamente, o mais popular entre todos disputados no mundo inteiro. Do goleiro ao ponta esquerda, cada jogador é capaz de executar jogadas capazes de vibrar a torcida, principalmente nos lances decisivos. Mas, entre todas as jogadas, a que resulta em gol é a mais vibrante, a mais comemorada e a mais lembrada! É por isso mesmo que os atacantes goleadores são os mais sujeitos a alcançarem a fama. Um jogador pode possuir dotes técnicos de alta qualidade, capaz de realizar proezas na defesa de sua retaguarda ou arquitetar jogadas maravilhosas que resultem em gols. Entretanto, é o que coloca a bola nas redes o herói festejado por todos, abraçado efusivamente pelos seus companheiro e lembrado por muito tempo pelos torcedores. AS SAFRAS DOS ARTILHEIROS No futebol sergipano os goleadores começaram a aparecer em 1916,quando o futebol foi adotado pelos dois clube de regatas-sergipe e Cotinguiba. Quando os sócios-jogadores desses dois clubes, formando a Seleção de Aracaju, derrotaram o Sergipe FC de Própria por 4x0, no primeiro jogo de futebol organizado (em outubro de 1916) e conquistaram a rica taça Ao preço Fixo (o primeiro troféu da história do futebol sergipano) surgiu o dilema: A qual clube pertenceria o histórico troféu? Assim, em dezembro daquele ano, Sergipe e Cotinguiba se separaram e cada um teria de lutar para conquistar a taça no primeiro jogo de futebol entre eles. Os preparativos para o inédito jogo foram intensos com os dois clubes procurando reforçar ainda mais suas equipes, mesmo somente podendo jogar o atleta que fosse associado ao clube. ROQUE, O PRIMEIRO Um dos primeiros goleadores a se destacar nesta fase inicial do futebol sergipano foi Alfredo Roque, um mulato carioca que trabalhava como contínuo no Banco do Brasil. Ele foi descoberto pelo C.S.Sergipe que, sabendo ter ele jogado em clubes cariocas, logo o associou ao clube rubro.roque, afeito a um futebol de nível muitas vezes superior ao praticado aqui em Aracaju, se destacou no jogo contra o Cotinguiba, assinalando dois gols na vitória do Sergipe por 3x2. O primeiro (no 1º tempo), após um chute violento da entrada da área, abrindo o marcador do encontro,

2 e o outro em uma cabeçada, amparando um córner empatando (novamente) o jogo no período final. No primeiro interestadual aqui disputado, em 1917, Roque foi o autor do gol da Vitória (1x0) da Seleção de Aracaju sobre o S.C.Republica, campeão baiano. No final de 1921, Roque retornava ao Rio de Janeiro. O ARTILHEIRO DO CERTAME DE 1918 Para a disputa do primeiro campeonato oficial (organizado pela Liga Desportiva Sergipana) Industrial e Cotinguiba reforçaram suas equipes importando vários craques dos principais clubes do futebol baiano. Entre eles, destacou-se os car Conceição, um centro-avante muito vigoroso, ágil e de boa pontaria nos chutes à gol. Foi o artilheiro do campeonato daquele ano. Dois anos depois, retornou ao futebol da Boa Terra. No campeonato de 1922, o C.S.Sergipe armava uma equipe homogênea, formada por jogadores oriundos de suas equipes de base (2ºs quatros). O Clube rubro superou nitidamente os demais, sendo campeão invicto, empatando apenas em três partidas. Um dos artífices desta façanha do mais querido foi o atacante Alcides Oliveira, artilheiro do certame com oito gols em dez jogos disputados. Neste mesmo ano, ele foi eleito pelo jornal esportivo O ATLETA como o melhor jogador do futebol sergipano. A VEZ DE ZECA TÊNIS Ainda na década de 1920 surgia um centro-avante artilheiro, vindo de Laranjeiras. Seu nome José de Almeida Leão, conhecido porém no futebol como Zeca Tênis. Começou nos 2º quadros do clube rubro e logo se destacou como artilheiro nato galgando em pouco tempo, à equipe principal. Zeca Tênis fez parte da primeira seleção sergipana (oficial) que participou do campeonato brasileiro de 1927, no Rio de Janeiro. Com o seu espírito irreguieto, sua personalidade forte e firme em suas decisões, ele se rebelou contra a decisão da antiga Liga em proibir atletas a ela inscritos, participar da Seleção e aceitou o convite da nova Liga (LSEA) que era filiada à CBD e organizadora da Seleção Sergipana. Foi eliminado pela LDS, mas pouco valeu pois a nova Liga, meses depois, passaria a comandar o futebol de Sergipe. Zeca foi ainda titular absoluto das seleções sergipanas de 1929, 1931, 1934 e 1935, pelo O S. Sergipe foi campeão em (tri-campeão) 1932 e Foi vice-campeão do Estado pelo Laranjeiras em Retornando ao Sergipe, voltou a ser campeão em

3 1943. Abandonou o futebol depois de 20 anos de carreira como um dos maiores artilheiros do futebol sergipano. A GRANDE SAFRA DOS ANOS 40 Os anos de 1940 foram pródigos de artilheiros no futebol sergipano. O Capelense Gordinho (Rio Branco), Cotinguiba e depois Sergipe foi um dos líderes da artilharia do certame de Foi, inclusive o autor da façanha histórica de marcar nove gols numa só partida oficial (Cotinguiba 15x0 no Guarany). Mas foi Toinho, um centro-avante de estatura média, de bom porte físico que apareceu no Vasco em 1943 e explodiu no ano seguinte que é considerado o maior artilheiro do futebol da era amadorista em Sergipe. Foi campeão invicto pelo Vasco em 1944 e artilheiro absoluto do certame. Na Seleção Sergipana de 1944 tornou-se o terror da defesa alagoana, na vitória de 4x2 de Sergipe em Maceió, assinalando os dois primeiros gols. Pelo seu vigoroso futebol ofensivo e capacidade de fazer gols, Toinho não demorou muito no futebol sergipano. Terminado o campeonato da capital em 1944, seguia para o Ipiranga da Bahia, aonde despertou o interesse do Fluminense de Rio, quando então se transferiu para o futebol carioca n ano seguinte. Em 1945, com o futebol sergipano em plena sangria, com os melhores craques se transferindo (de graça) para o futebol da Bahia, outro grande centro-avante artilheiro-oriundo de Riachuelo despertava logo a cobiça dos olheiros baianos ao vê-lo jogar pelo C.S. Sergipe. Era o atacante Gringo, que demonstrou qualidades excepcionais como artilheiro. Demorou poucos meses no Sergipe, se transferindo para o futebol baiano e, de lá, para o Fluminense do Rio, em menos de um ano! Na década de 1950, com o futebol sergipano em séria fase de decadência, somente podemos destacar o atacante Paulo (Lumumba) do Confiança, que tempos depois trasferiu-se para o futebol gaucho aonde, por muito tempo, foi ídolo do Grêmio de Porto alegre. OS ARTILHEIROS DA ERA PROFISSIONAL Somente a partir da implantação do regime profissional (1960) é que começaram a surgir novamente os grandes centro-avantes artlheiros no futebol sergipano. Alguns daqui mesmo (oriundos dos clubes e dos subúrbios) e outros importados de outros Estados. O sergipano Mirobaldo (do Olímpico e depois Confiança) fez sucesso como goleador durante os meados dos anos 60. De boa estatura física, muito veloz e preciso nos arremates a gol, Mirobaldo durou pouco

4 tempo em Sergipe. Foi contratado pelo futebol pernambucano e de lá, pelo futebol europeu (Portugal). O pernambucano (de Petrolina) Ruiter marcou época no futebol do Confiança. Veio do Ipiranga (BA) em 1961 e, logo na estréia mostrou que seria um dos melhores centro-avantes do Nordeste. E provou isto quando na bela campanha do Confiança na Taça Brasil de 1963 foi um dos artilheiros da competição. Bi-campeão pelo time proletário ( ) Ruiter foi o artilheiro absoluto, apesar da enorme concorrência. Ainda em 1963 foi negociado pela o náutico e pouco depois foi para o Bordeaux de Paris (França) aonde permaneceu até o final da carreira. O centro-avante Vevé (do Confiança) surgiu no bairro Industrial e, em pouco tempo já era o goleador da equipe proletária e um dos melhores do Nordeste. Seu fortíssimo chute amedrontava qualquer goleiro. Foi campeão em 1968 pelo Confiança e em 1969, quando da inauguração do Batistão, fez mais de 40 mil torcedores vibrarem de emoção quando acertou (de virada) uma bomba que o goleiro Felix da Seleção não viu por onde a bola entrou. Era o primeiro gol da seleção sergipana diante da Brasileira (que seria tricampeão do mundo). Sua fama como artilheiro despertou o interesse do Náutico de Recife que o contratou logo depois. No início da década de 1970 o Confiança voltava a premiar o futebol sergipano com outro grande centro-avante artilheiro: Nunes. O técnico Dequinha o trouxe dos juvenis do Flamengo do Rio (estava em idade estourada para a categoria) para reforçar o clube do bairro Industrial. Foi um estouro! Nunes deslanchou como goleador, fazendo fama aqui e no nordeste. Não escapou também do futebol pernambucano. E sua categoria como emérito goleador despertou o interesse do Flamengo que conseguiu faze-lo retornar ao ninho.nunes em pouco tempo tornou-se ídolo do Flamengo e chegou a ser convocado por Coutinho (1978) para integrar a Seleção brasileira num giro pela Europa (Nunes fez o gol da vitória (1x0) sobre a Alemanha). OUTROS GOLEADORES QUE MARCARAM ÉPOCA Seria extensa a lista de jogadores artilheiros que marcaram presença no futebol sergipano. Destacamos acima aqueles que, jogando na posição de centroavante se sobressaíram dos demais em suas épocas e confirmaram suas qualidades em centros mais evoluídos. Mas seria omissão nossa não destacarmos os centroavantes Fernando Oliveira (Cotinguiba e Sergipe) que brilhou no C.S. Sergipe no final da década de 1960 (fez o 2º gol da seleção sergipana na inauguração do Batistão). Luiz Manoel (vindo do juvenil Olímpico em 1959) logo demonstrou suas qualidades de goleador, no C.S.Sergipe, Confiança e Uberaba (MG). Fez parte da Seleção Sergipana

5 em várias oportunidades. Tomaz, o cabecinha de ouro era um emérito cabeceador. Começou no Cotinguiba em 1957 e foi a contratação mais cara do C.S.Sergipe no início d profissionalismo. Era um exímio goleador e, além disso, um atleta de grande qualidade moral. E a lista segue com Jorgeval (A flecha rubra ) um goleador de extrema velocidade (também foi contratado pelo futebol pernambucano), Horário ( o Tanque do Itabaiana) que, apesar da pouca cintura era quase imarcavel no pique em direção ao gol. Ultimamente a safra de centro-avante artilheiro no futebol de Sergipe vem minguando bastante. De vez em quando aparece entre os inúmeros jogadores importados à granel pelos clubes, alguns artilheiros que se destacam em suas curtas passagens por aqui (Hugo Henrique, rocha, ambos do Sergipe e... bem é difícil para o torcedor lembrar-se de mais alguns, pois eles não conseguiram despertar o orgulho, o carisma daqueles que realmente vestiam com o coração a camisa do seu clube. De uns tempos para cá temos apenas atletas de aluguel que aqui chegam para entrar em forma ou demonstrar seu jogo para despertar o interesse dos grandes centros...

Justificativa Elevamos nossa avaliação para o valor de mercado de Neymar, do Barcelona, em 22,6%, de 55 milhões para 67,4 milhões.

Justificativa Elevamos nossa avaliação para o valor de mercado de Neymar, do Barcelona, em 22,6%, de 55 milhões para 67,4 milhões. Análise do Valor de Mercado Neymar - Barcelona PLURI Consultoria - O Esporte levado a Sério www.pluriconsultoria.com.br DISCLOSURE: Esta é uma avaliação estritamente técnica e baseada em modelo metodológico

Leia mais

Copa Diarinho tem craques para mostrar

Copa Diarinho tem craques para mostrar DIÁRIO DO VALE 1 Sul-Fluminense, Terça-feira, 4 de agosto de 2015 - Suplemento especial do Diário do Vale - Não pode ser vendido separadamente Copa Diarinho tem craques para mostrar Do goleiro ao atacante,

Leia mais

O time também conta com a volta de jogadores que vinham se recuperando de lesão, que é o caso do atacante Marciano e do zagueiro Alex Mineiro.

O time também conta com a volta de jogadores que vinham se recuperando de lesão, que é o caso do atacante Marciano e do zagueiro Alex Mineiro. Depois da conquista da edição 2011 do campeonato mato-grossense no dia 24 de abril, a equipe do Cuiabá Esporte Clube ficou um mês de recesso e retornou aos trabalhos no dia 23 de maio mantendo a maioria

Leia mais

Emissão Original: 21/11/2013

Emissão Original: 21/11/2013 COPA DO NORDESTE/2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Nordeste de 2014, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos mutuamente

Leia mais

DADOS IMPORTANTES DE WILLIAN

DADOS IMPORTANTES DE WILLIAN Press Release WILLIAN Nome: Willian Borges da Silva Data de nascimento: 09/08/1988 Local: Ribeirão Pires (SP) Altura: 1,75 m Peso: 75 kg Posição: Meia Clubes: SC Corinthians P (2005 a 2007), FC Shakhtar

Leia mais

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º Á COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015, será disputada pelas 7 (sete) equipes Campeãs e as 7(sete) equipes Vice Campeãs das

Leia mais

a) Regulamento Específico da Competição (REC) o qual trata do sistema de disputa e outros assuntos específicos da Copa.

a) Regulamento Específico da Competição (REC) o qual trata do sistema de disputa e outros assuntos específicos da Copa. COPA DO BRASIL SUB 20 DE 2013 REC REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Brasil Sub 20, edição de 2013, doravante denominada simplesmente Copa,

Leia mais

vez o Campeonato Brasileiro de Rugby, após ser vice em 2000 e 1999. O Niterói Rugby fez uma boa campanha, embora

vez o Campeonato Brasileiro de Rugby, após ser vice em 2000 e 1999. O Niterói Rugby fez uma boa campanha, embora Tim Campeonato Brasileiro 2002 O São José derrotou o Bandeirantes (campeão em 2001) e venceu pela primeira vez o Campeonato Brasileiro de Rugby, após ser vice em 2000 e 1999. O Niterói Rugby fez uma boa

Leia mais

Análise multivariada aplicada em dados de futebol Campeonato Brasileiro de 2011

Análise multivariada aplicada em dados de futebol Campeonato Brasileiro de 2011 Análise multivariada aplicada em dados de futebol Campeonato Brasileiro de 2011 Juliane Jussara Affonso 1 Vilma Mayumi Tachibana 1 1 Introdução O aumento da competitividade no futebol durante os últimos

Leia mais

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015 REGULAMENTO 2015 1º Torneio Bancário Society de Clubes Paulista 2015, é uma promoção da Secretaria de Esporte do Sindicato dos Bancários, e tem por finalidade efetuar o congraçamento entre os bancários

Leia mais

Abordagens Matemáticas e Estatísticas para o Futebol

Abordagens Matemáticas e Estatísticas para o Futebol Universidade Estadual de Campinas UNICAMP Abordagens Matemáticas e Estatísticas para o Futebol Aluna: Juliana Mayumi Aoki Orientador: Laércio Luis Vendite Identificação do trabalho Título Abordagens Matemáticas

Leia mais

Pagina 1 Revista FBH! Volume 2 Fevereiro 2015 www.futebolbh.com.br. Revista FBH! Volume 2 Fevereiro 2015 www.futebolbh.com.br. Dida. Negão.

Pagina 1 Revista FBH! Volume 2 Fevereiro 2015 www.futebolbh.com.br. Revista FBH! Volume 2 Fevereiro 2015 www.futebolbh.com.br. Dida. Negão. Goleiro Lateral Direito Zagueiro Zagueiro Dida Wallace Negão Djean Lateral Nicolas Abel Ordiley Dedé Luiz Felipe Pagina 1 Revista FBH! Volume 2 Fevereiro 2015 www.futebolbh.com.br Guilherme Revelação Treinadores:

Leia mais

HISTÓRICO DO ESPORTE EM ROCINHA

HISTÓRICO DO ESPORTE EM ROCINHA HISTÓRICO DO ESPORTE EM ROCINHA HISTÓRICO ESPORTE CLUBE FORÇA E LUZ: Sociedade esportiva criada em 13 de outubro de 1941, tinha como finalidade, segundo relato escrito, terem as pessoas simpatizantes do

Leia mais

Emissão Original: 03/11/2014

Emissão Original: 03/11/2014 COPA DO NORDESTE SUB 20/2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º A Copa do Nordeste Sub 20 de 2014, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos

Leia mais

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes

Período: 06/09 a 29/11 11 datas. Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes Período: 06/09 a 29/11 11 datas Realização: Faculdade Anísio Teixeira Departamento de Esportes COORDENAÇÃO: Prof. Eurico Gaspar de Oliveira CREF 0124 - G/BA CONTATO: (75) 8307-1261 / 9165-4938 / 3223.4158

Leia mais

Gols de bico, de cabeça, de voleio: Feitiço foi um atacante à frente de seu tempo

Gols de bico, de cabeça, de voleio: Feitiço foi um atacante à frente de seu tempo FE FE ITIÇO ITIÇO Gols de bico, de cabeça, de voleio: Feitiço foi um atacante à frente de seu tempo Diga ao excelentíssimo senhor presidente que ele manda no Palácio do Catete, mas quem manda aqui no campo

Leia mais

Quimibol - Revisando a Tabela Periódica

Quimibol - Revisando a Tabela Periódica Quimibol - Revisando a Tabela Periódica Apresentação O QUIMIBOL é um jogo de tabuleiro que simula o tradicional jogo de futebol. O objetivo desta atividade lúdica é revisar os conteúdos referentes à Tabela

Leia mais

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15

GRUPOS CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 13 CATEGORIA SUB: 15 GRUPOS CAMPO (01) 1º BPM CAMPO (02) SHOW DE BOLA CATEGORIA SUB: 09 1. Associação Teotônio Segurado- 1º BPM 2. Associação Aureny III 3. Instituto Fernandes Futebol Clube 4. Escolinha FLA CAMPO (03) 606

Leia mais

COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES

COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES COPA GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE 2005 RELAÇÃO DOS CLUBES PARTICIPANTES 1) ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CONFIANÇA 2) ASSOCIAÇÃO OLÍMPICA DE ITABAIANA 3) ATLÉTICO CLUBE LAGARTENSE 4) CLUB SPORTIVO SERGIPE 5) RIACHUELO

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

SISTEMA 4-3-3. Brasil (1962). Origem no 4-2-4. Brasil (1970)

SISTEMA 4-3-3. Brasil (1962). Origem no 4-2-4. Brasil (1970) SISTEMA 4-3-3 HISTÓRICO/EVOLUÇÃO O sistema 4-3-3 tem sua origem no 4-2-4. O Brasil tinha como base o sistema 4-2-4 na Copa do Mundo de 1962. Zagallo era o ponta esquerda, com o seu recuo para auxiliar

Leia mais

por futebol profissional ou amador?

por futebol profissional ou amador? Tabela 3 - Síntese das entrevistas com torcedores I O que é o futebol pra você? Uma paixão. É um esporte que eu pratico, que gosto. O meu time de futebol é a razão do meu viver. Você se interessa mais

Leia mais

Jornal Informativo - Edição Agosto 2014. Acima, foto da equipe Sub 17 Educando/Dois toques e abaixo, foto da equipe feminina do XV de Piracicaba

Jornal Informativo - Edição Agosto 2014. Acima, foto da equipe Sub 17 Educando/Dois toques e abaixo, foto da equipe feminina do XV de Piracicaba Jornal Informativo - Edição Agosto 2014 PRINCIPAL: Amistoso Projeto Dois Toques x Feminino do XV Cerimônia de Abertura Copa Rocha Netto Premiação Copa do Mundo do Brasil 2º Curso de Capacitação Copa Rocha

Leia mais

III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti

III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti III CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2015 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel, Sidnei

Leia mais

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti

II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti II CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO BEIRA RIO CLUBE DE CAMPO 2014 TAÇA FIFA 2014 Troféu Álvaro Wischral Tuti Regulamento Geral I Das Disposições Gerais Obs: A COMISSÃO É COMPOSTA pelos integrantes: Rafael Rangel,

Leia mais

Dadá Maravilha: Brasil não tem condições de falar em Copa

Dadá Maravilha: Brasil não tem condições de falar em Copa Dadá Maravilha: Brasil não tem condições de falar em Copa Categories : Copa Pública, Reportagens Date : 17 de maio de 2013 Eu tenho propriedade para falar o que eu falo e o povo tem que me ouvir e me respeitar,

Leia mais

62) Crônica de Título: FUTEBOL E OS 450 ANOS DA CIDADE MARAVILHOSA

62) Crônica de Título: FUTEBOL E OS 450 ANOS DA CIDADE MARAVILHOSA 62) Crônica de Título: FUTEBOL E OS 450 ANOS DA CIDADE MARAVILHOSA Fundado por Estácio de Sá em 1565, o Rio de Janeiro comemora sua data natalícia dia 20 de janeiro que, na sequência, com a urbanização

Leia mais

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014

GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Av.Presidente Antonio Carlos 40-3 Andar Centro Rio De Janeiro Cep 20020-010 Rio de Janeiro Tel.021-22623697 secretaria@conibrasile.org GIOCHI DELLA GIOVENTU -2014 Dando continuidade ao trabalho desenvolvido

Leia mais

Em abril, Museu do Futebol exibe pré lançamento do filme Fair Play? e realiza bate-papo com diretor do filme e jornalista esportivo

Em abril, Museu do Futebol exibe pré lançamento do filme Fair Play? e realiza bate-papo com diretor do filme e jornalista esportivo Em abril, Museu do Futebol exibe pré lançamento do filme Fair Play? e realiza bate-papo com diretor do filme e jornalista esportivo Juca Kfouri, Fernando Godoy e Sérgio Gagliardi farão parte do debate

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO...

Leia mais

GUERREIRAS GRENÁS T E M P O R A D A 2 014

GUERREIRAS GRENÁS T E M P O R A D A 2 014 GUERREIRAS GRENÁS TEMPORADA TÍTULOS O MELHOR TIME DE FUTEBOL FEMININO DO BRASIL Em, a Ferroviária/Fundesport venceu as duas competições nacionais do futebol feminino, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro,

Leia mais

Florianópolis, sexta-feira, 24/5/2013

Florianópolis, sexta-feira, 24/5/2013 Florianópolis, sextafeira, 24/5/2013 Tabela/Série B 2013 Florianópolis, sextafeira, 24 de maio de 2013 2 Brasileiro 1ª RODADA 24 de maio (Sextafeira) oeste x Avaí são Caetano x Ceará 50 paysandu x asa

Leia mais

Uma passagem pelo Campeonato Brasileiro de Futebol

Uma passagem pelo Campeonato Brasileiro de Futebol UFCG CEEI DSC CCC Grupo PET Computação Ciclo de Seminários Não Técnicos Uma passagem pelo Campeonato Brasileiro de Futebol Arthur Silva Freire arthur.freire@ccc.ufcg.edu.br 1 Agenda Um Pouco de História;

Leia mais

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE

XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE XI COPA PAULISTA DE FUTEBOL DE BASE REGULAMENTO OFICIAL - 2015 Da Finalidade Art. 01 - A XI Copa Paulista de Futebol de Base, tem por finalidade o estimulo à prática esportiva saudável, ao caráter formativo

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO

CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO MÁSTER 2013 FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL 001/13 REGULAMENTO Dispõe sobre as normas a serem estabelecidas no Regulamento do Campeonato de MÁSTER

Leia mais

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total.

Local: Praia do Porto da Barra, Salvador-BA. Dias: 25, 26 e 27 de outubro de 2013. Promotora e total responsável pelo evento: Rinha Comunicação Total. Circuito Open de Polo Aquático Campeonato de Polo Aquático realizado em águas abertas, com abrangência nacional e apoio da CBDA - Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Local: Praia do Porto da

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

APOSTILA DE FUTSAL. 6º, 7º, 8º e 9º ANO. HISTÓRICO No Brasil

APOSTILA DE FUTSAL. 6º, 7º, 8º e 9º ANO. HISTÓRICO No Brasil APOSTILA DE FUTSAL 6º, 7º, 8º e 9º ANO HISTÓRICO No Brasil O Futebol de Salão tem duas versões sobre o seu surgimento, como em outros esportes, há divergências quanto a sua invenção. Há uma versão que

Leia mais

O momento do gol. Parece muito fácil marcar um gol de pênalti, mas na verdade o espaço que a bola tem para entrar é pequeno. Observe na Figura 1:

O momento do gol. Parece muito fácil marcar um gol de pênalti, mas na verdade o espaço que a bola tem para entrar é pequeno. Observe na Figura 1: O momento do gol A UU L AL A Falta 1 minuto para terminar o jogo. Final de campeonato! O jogador entra na área adversária driblando, e fica de frente para o gol. A torcida entra em delírio gritando Chuta!

Leia mais

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES O PRINCÍPIO DO ESPORTE É A LEALDADE. VAMOS PRATICÁ-LA REGULAMENTO Esse Regulamento é

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO CARIOCA DE FUTEBOL 7. DA SÉRIE A - 2014 e 2015

REGULAMENTO DO CAMPEONATO CARIOCA DE FUTEBOL 7. DA SÉRIE A - 2014 e 2015 REGULAMENTO DO CAMPEONATO CARIOCA DE FUTEBOL 7 DA SÉRIE A - 2014 e 2015 I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DO PERÍODO DE REALIZAÇÃO Artigo 1º - O Campeonato Carioca 2014 - Série A, competição de organização

Leia mais

ADELEIROS PREMIER LEAGUE 2015

ADELEIROS PREMIER LEAGUE 2015 ADELEIROS PREMIER LEAGUE 2015 GERAÇÃO Y No último sábado tivemos a terceira rodada de nosso campeonato ADEBOLEIROS PREMIER LEAGUE e os dois times que vinham de derrota conseguiram a sua reabilitação. Para

Leia mais

Crônicas de um (ex) jogador

Crônicas de um (ex) jogador Crônicas de um (ex) jogador José Roberto Padilha Crônicas de um (ex) jogador 1ª Edição POD Petrópolis KBR 2011 Edição de texto KBR Editoração APED Capa KBR, com ilustração de Tunico Copyright 2011 José

Leia mais

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICAS ESPORTIVAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO S. EVENTOS COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS A COPA CEPEUSP DE FUTEBOL DE CAMPO tem como objetivo a integração dos docentes

Leia mais

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA II COPA CINQUENTÃO BOTAFOGO DE FUTEBOL AMADOR APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA Acesse o site WWW.BOTAFOGODEGUAIANASES.COM.BR REALIZAÇÃO: ACOCESP: Promoções de Eventos e Coordenação de Esporte

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

ENTREVISTA COM O EX-JOGADOR RIBEIRO NETO

ENTREVISTA COM O EX-JOGADOR RIBEIRO NETO ENTREVISTA COM O EX-JOGADOR RIBEIRO NETO SITE FSF: Quem é Ribeiro Neto? RIBEIRO: Nasci em Ferradas/Itabuna-BA em 2 de março de 1951,porem fui criado no Rio de Janeiro,na rua de Laranjeiras ao lado dos

Leia mais

21.12.2002. Administrando os Conflitos nos Níveis Hierárquicos

21.12.2002. Administrando os Conflitos nos Níveis Hierárquicos 21.12.2002 53 Administrando os Conflitos nos Níveis Hierárquicos Exigências mais atuais têm obrigado, inegavelmente, que as empresas estejam cada vez mais desenhadas administrativamente com simplicidade

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL DA 1ª DIVISÃO DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira

Leia mais

Em crise, Band abre mão de Estadual do Rio e Copa do Brasil

Em crise, Band abre mão de Estadual do Rio e Copa do Brasil B O L E T I M OFERECIMENTO QUINTA-FEIRA, 14 DE JANEIRO DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 990 mi a Globo paga a 11 clubes pelos direitos do Brasileirão; os outros 9 times dividem R$ 280 milhões EDIÇÃO 420 Em crise,

Leia mais

Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros

Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros PLURI View Clubes Europeus avançam sobre Torcedores Brasileiros PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Curitiba-PR Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria Fernando

Leia mais

3ª Super Copa Serra Branca de Futebol - 2015

3ª Super Copa Serra Branca de Futebol - 2015 Regulamento Oficial da 3ª SUPER COPA SERRA BRANCA DE FUTEBOL - 2015 I - DAS FINALIDADES: Artigo 1º - A 3ª SUPER COPA SERRA BRANCA DE FUTEBOL - 2015, promovido pela Prefeitura Municipal de Serra Branca

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE 2016 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

ENTREVISTA COM O EX-ATLETA LUIZ CARLOS BOSSA NOVA

ENTREVISTA COM O EX-ATLETA LUIZ CARLOS BOSSA NOVA ENTREVISTA COM O EX-ATLETA LUIZ CARLOS BOSSA NOVA Luiz Carlos na época em que atuava pelo Altético SITE FSF Quem é Luiz Carlos? LCBN Uma pessoa simples, amiga, sincera e com muito otimismo na vida. SITE

Leia mais

Reflexões sobre o público no Campeonato Brasileiro de 2007

Reflexões sobre o público no Campeonato Brasileiro de 2007 Reflexões sobre o público no Campeonato Brasileiro de 2007 Este artigo é um complemento do estudo É disso que o povo gosta Uma análise sobre demanda no futebol brasileiro e as razões que levam público

Leia mais

AS MOEDAS DO MUNDO. C a d a a t i v i d a d e p o d e s e i m p re s s a separadamente e realizada com as crianças em sala de aula ou em casa.

AS MOEDAS DO MUNDO. C a d a a t i v i d a d e p o d e s e i m p re s s a separadamente e realizada com as crianças em sala de aula ou em casa. 1 AS MOEDAS DO MUNDO Esse é um livro de atividades para crianças. O objetivo proposto é aproveitarmos o período e empolgação das crianças com a Copa do Mundo de Futebol para propiciar aprendizado e maior

Leia mais

COPA RURAL DE VETERANOS (EDIÇÃO 2014 / 2015) REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

COPA RURAL DE VETERANOS (EDIÇÃO 2014 / 2015) REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES COPA RURAL DE VETERANOS (EDIÇÃO 2014 / 2015) REGULAMENTO CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Artigo 1º A 13ª Copa Rural de Veteranos (Futebol de Campo), tem como finalidades, contribuir para a integração sócio

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Campeonato Brasileiro da Série B 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 2 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO...

Leia mais

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB

REGULAMENTO REALIZAÇÃO. Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA. Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB REGULAMENTO REALIZAÇÃO Prefeitura Municipal de Irará PARCERIA Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia SUDESB APOIO: FEDERAÇÃO BAHIANA DE FUTEBOL FBF SETEMBRO / NOVEMBRO 2015 1 Disposições Preliminares

Leia mais

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA

LIGA ATLÉTICA DA REGIÃO MINEIRA CAMPEONATO REGIONAL DA LARM DE FUTEBOL JÚNIOR DE 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO Disposições Preliminares: CAPÍTULO I Art. 1º - O campeonato Regional da Liga Atlética da Região Mineira de Futebol Júnior de

Leia mais

10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS.

10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. 10ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. REGULAMENTO OFICIAL (atualizado em 16/09) CAPÍTULO I OBJETIVOS ART. 1º - A 10ª Copa Quiosque Natureza de Futebol Suíço Inter-Academias, que

Leia mais

PROPOSTA DE FORMULA DE COMPETIÇÃO PARA O CAMPEONATO SERGIPANO DE FUTEBOL SERIE A-1

PROPOSTA DE FORMULA DE COMPETIÇÃO PARA O CAMPEONATO SERGIPANO DE FUTEBOL SERIE A-1 PROPOSTA DE FORMULA DE COMPETIÇÃO PARA O CAMPEONATO SERGIPANO DE FUTEBOL SERIE A-1 01 A Competição será realizada com dez equipes em um único grupo em 03 Fases, a saber: 1ª Fase As equipes jogarão entre

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Brasil 2016 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO II

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO PROJETO II LIGA NACIONAL DE POLO AQUÁTICO PROCESSO Nº 58000.002014/2009-94

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO PROJETO II LIGA NACIONAL DE POLO AQUÁTICO PROCESSO Nº 58000.002014/2009-94 RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO PROJETO II LIGA NACIONAL DE POLO AQUÁTICO PROCESSO Nº 58000.002014/2009-94 SLIE Nº 1000359-22 Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos - CBDA 1 1. Introdução A

Leia mais

CARTA CONVITE. II Copa Itabaiana de Badminton. 01 de março de 2015. Itabaiana/SE

CARTA CONVITE. II Copa Itabaiana de Badminton. 01 de março de 2015. Itabaiana/SE CARTA CONVITE II Copa Itabaiana de Badminton 01 de março de 2015 Itabaiana/SE Enviar as inscrições para o e-mail eventos@badmintonsergipe.org.br até às 23:59 hrs (horário de Sergipe) do dia 12 DE FEVEREIRO

Leia mais

CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY CAMPEONATO CARIOCA 2015 (CATEGORIAS PRINCIPAL E VETERANO) REGULAMENTO I-DOS OBJETIVOS

CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY CAMPEONATO CARIOCA 2015 (CATEGORIAS PRINCIPAL E VETERANO) REGULAMENTO I-DOS OBJETIVOS CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY CAMPEONATO CARIOCA 2015 (CATEGORIAS PRINCIPAL E VETERANO) REGULAMENTO I-DOS OBJETIVOS Art. 1º - Sob a Coordenação da Comissão Organizadora do Campeonato Interno de

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS SAMARA DA SILVA VIEIRA (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

A história do futebol feminino Por Andréa Karl Fernandes

A história do futebol feminino Por Andréa Karl Fernandes A história do futebol feminino Por Andréa Karl Fernandes Acredita-se que o primeiro envolvimento das mulheres com o futebol, foi no século XII. As mulheres francesas começaram a participar do Futebol do

Leia mais

Palavra do Presidente

Palavra do Presidente Palavra do Presidente Estou feliz por reiniciar os trabalhos de nossa entidade, especialmente em ano de véspera de copa do mundo uma temporada diferente pela realização do próximo mundial sendo no Brasil

Leia mais

DAS PELADAS À COPA DO MUNDO

DAS PELADAS À COPA DO MUNDO DAS PELADAS À COPA DO MUNDO PAIXÃO MUNDIAL Quando o futebol começou no Brasil, há pouco mais de 100 anos, não havia muitos praticantes. Não existiam estádios como os de hoje e muito menos divulgação pela

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL REC. Regulamento Específico Série A 2015 CAMPEONATO CEARENSE 2015 SÉRIE A REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL REC. Regulamento Específico Série A 2015 CAMPEONATO CEARENSE 2015 SÉRIE A REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAMPEONATO CEARENSE SÉRIE A REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato Cearense de da Série A, doravante denominado Campeonato Cearense Serie A,

Leia mais

4º CAMPEONATO DE FÉRIAS DOS BANCÁRIOS FUTEBOL SOÇAITE REGULAMENTO

4º CAMPEONATO DE FÉRIAS DOS BANCÁRIOS FUTEBOL SOÇAITE REGULAMENTO 4º CAMPEONATO DE FÉRIAS DOS BANCÁRIOS FUTEBOL SOÇAITE REGULAMENTO O 4º Campeonato de Férias dos Bancários iniciará em 06 de julho e terá suas finais no dia 18 de julho de 2015 no Clube dos Bancários, na

Leia mais

70 mil para ver Leônidas

70 mil para ver Leônidas 70 mil para ver Leônidas São Paulo 3 x 3 Corinthians Campeonato Paulista Data: 24 de maio de 1942 Local: Pacaembu Renda: 244:414$000 Público: 70.281 Juiz: Jorge Gomes de Lima (Portugal) Gols: Jerônimo

Leia mais

Nome: Alessandro Rosa Vieira. Apelido: Falcão. Posição: Ala. Camisa: 12. Natural de: São Paulo (SP) Nascimento: 08/06/1977. Altura: 1,77m.

Nome: Alessandro Rosa Vieira. Apelido: Falcão. Posição: Ala. Camisa: 12. Natural de: São Paulo (SP) Nascimento: 08/06/1977. Altura: 1,77m. Alessandro Rosa Vieira, ou simplesmente Falcão, iniciou sua carreira defendendo o AACC Guapira (SP) em 1991 e sua incrível habilidade logo chamou a atenção do Corinthians (SP), equipe que defendeu de 1992

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA O RANKING ESTADUAL DE ASSOCIAÇÕES, ACADEMIAS, CLUBES E ATLETAS TÍTULO I REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO I DA FINALIDADE

NORMAS GERAIS PARA O RANKING ESTADUAL DE ASSOCIAÇÕES, ACADEMIAS, CLUBES E ATLETAS TÍTULO I REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO I DA FINALIDADE FEDERAÇÃO ESPORTIVA BAIANA DE TAEKWONDO UMA ENTIDADE ADMINISTRATIVA ESTADUAL DA PRÁTICA DO TAEKWONDO OLÍMPICO Rua Gabriel Soares,60 Ladeira dos Aflitos - Centro Cep. 40.060-040, Salvador, Bahia. E-mail:

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Betinho Gomes) Acrescenta dispositivos ao artigo 42 da Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998, para dispor sobre a distribuição dos recursos oriundos da comercialização

Leia mais

A revista Placar e a transformação de jovens atletas em ídolos¹. Ramon Constantino Nobre de Medeiros² Pedro Ítalo Holanda Dantas³

A revista Placar e a transformação de jovens atletas em ídolos¹. Ramon Constantino Nobre de Medeiros² Pedro Ítalo Holanda Dantas³ Resumo A revista Placar e a transformação de jovens atletas em ídolos¹ Ramon Constantino Nobre de Medeiros² Pedro Ítalo Holanda Dantas³ Atualmente, para o jogador de futebol ter o seu talento reconhecido

Leia mais

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015

COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 COPA FEEVALE - 11ª EDIÇÃO - 2015 OBJETIVOS - PROMOVER UMA COMPETIÇÃO COM CUSTOS BAIXOS; - PROPORCIONAR JOGOS EM AMBIENTES FAVORÁVEIS AO CRESCIMENTO TÉCNICO, TÁTICO E EMOCIONAL, UTILIZANDO O ESPORTE COMO

Leia mais

1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015

1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015 19º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTEBOL AMADOR DE NOVO GAMA-GO DE 2015 1ª / 2ª DIVISÃO, E SUB-18. REGULAMENTO E FORMA DE DISPUTA-2015 PROMOÇÃO: PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO GAMA - GO REALIZAÇÃO: SECRETARIA

Leia mais

SELEÇÃO MASCULINA JOGOS PAN-AMERICANOS DE GUADALAJARA COMISSÃO TÉCNICA

SELEÇÃO MASCULINA JOGOS PAN-AMERICANOS DE GUADALAJARA COMISSÃO TÉCNICA SELEÇÃO MASCULINA JOGOS PAN-AMERICANOS DE GUADALAJARA COMISSÃO TÉCNICA Presidente CBHb: Manoel Luiz Oliveira Técnico: Javier Garcia Cuesta Assistente-técnico: Valmir Fassina Preparador Físico: Marcos Cézar

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2014 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

COMO PROGRAMAR SEU TIME

COMO PROGRAMAR SEU TIME COMO PROGRAMAR SEU TIME 1) INSTALAÇÃO: Instale o simulador da categoria SIMUROSOT da FIRA. O simulador é gratuito e está disponível para download no site da FIRA (www.fira.net) ou no site da competição

Leia mais

"DO REFEREE" AO ÁRBITRO DE FUTEBOL

DO REFEREE AO ÁRBITRO DE FUTEBOL "DO REFEREE" AO ÁRBITRO DE FUTEBOL Viana Filho O juiz de futebol é um personagem ímpar no cenário esportivo. A sua presença é obrigatória (e imprescindível) em qualquer jogo. Até numa simples pelada a

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) Determina que empresas de direito público, no âmbito federal, ao patrocinarem clubes de futebol, destinem 5% do valor do patrocínio para ser utilizado em

Leia mais

Fernandinho, jogador do Shakhtar Donetsk da Ucrânia, de férias em Londrina, concede entrevista exclusiva, em sua visita a Arena Futsal:

Fernandinho, jogador do Shakhtar Donetsk da Ucrânia, de férias em Londrina, concede entrevista exclusiva, em sua visita a Arena Futsal: Fernandinho, jogador do Shakhtar Donetsk da Ucrânia, de férias em Londrina, concede entrevista exclusiva, em sua visita a Arena Futsal: 1) Arena Futsal: Conte um pouco da sua trajetória no futebol, desde

Leia mais

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL 2011 REGULAMENTO 2011 1 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: ARTIGO 1 A Copa Granbel de Futebol Infanto-Juvenil 2011 é uma organização da Granbel com

Leia mais

CARTA CONVITE. Campeonato Sergipano de Badminton 2015. I Etapa. De 21 e 22 de Março de 2015. Aracaju/SE

CARTA CONVITE. Campeonato Sergipano de Badminton 2015. I Etapa. De 21 e 22 de Março de 2015. Aracaju/SE CARTA CONVITE Campeonato Sergipano de Badminton 2015 I Etapa De 21 e 22 de Março de 2015 Aracaju/SE Enviar as inscrições para o e-mail eventos@badmintonsergipe.org.br até às 23:59 hrs (horário de Brasília)

Leia mais

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

Federação Gaúcha de Futebol

Federação Gaúcha de Futebol Traffic Assessoria de Comunicações Ltda. RUA FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL, 55 SÃO PAULO - SP Telefone 2189-7000 Fax 2189-7022 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COPA SUB 23 DE FUTEBOL PROFISSIONAL - 2010 DA DENOMINAÇÃO

Leia mais

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais CBDV Relatório Administrativo-Técnico-Financeiro Ano Base: 2012

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais CBDV Relatório Administrativo-Técnico-Financeiro Ano Base: 2012 Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais CBDV Relatório Administrativo-Técnico-Financeiro Ano Base: 2012 1. Introdução O presente relatório contempla as atividades desenvolvidas pela

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2013

REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAMPEONATO ESTADUAL DE FUTEBOL DA PRIMEIRA DIVISÃO DE PROFISSIONAIS DO RIO GRANDE DO NORTE - 2013 DOS PARTICIPANTES Art. 1º - Integrarão o Campeonato Estadual de Futebol da Primeira

Leia mais

Como acontece em vários esportes, há divergências no que se refere à história de origem do futsal. Alguns acreditam que o mesmo tenha se originado na

Como acontece em vários esportes, há divergências no que se refere à história de origem do futsal. Alguns acreditam que o mesmo tenha se originado na FUTSAL O futebol de salão conhecido apenas como futsal é uma prática adaptada do futebol. Em uma quadra esportiva são formados times de cinco jogadores e assim como no futebol, o principal objetivo é colocar

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

Calendário e Regulamento do Campeonato Nacional PES 2013 - WORTEN

Calendário e Regulamento do Campeonato Nacional PES 2013 - WORTEN Calendário e Regulamento do Campeonato Nacional PES 2013 - WORTEN O Campeonato Nacional PES 2013 - Worten será disputado em partidas de 1 contra 1 no Pro Evolution Soccer 2013 para a PlayStation 3 e visa

Leia mais

Fluminense Football Club

Fluminense Football Club www.canalfluminense.com.br facebook.com/canalfluminense twitter.com/canalfluminense Editorial Campanha -----------------------> Pág. 4 Time Base ----------------------> Pág. 12 Tetracampeões ----------------->

Leia mais