INFORMAÇÃO NO39JJ2 /PDPE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMAÇÃO NO39JJ2 /PDPE"

Transcrição

1 INFORMAÇÃO NO39JJ2 /PDPE COMPANHIA ESTADUAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA - CEEE-D. LICITAÇÃO, INEXIGIBILIDADE. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PROGNÓSTICOS SOBRE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ACONSELHAMENTO TÁTICO E ESTRATÉGICO. EXAME DE VIABILIDADE CONSIDERAÇÕES. Retorna a esta Procuradoria-Geral do Estado expediente administrativo tendo por objeto inexigibilidade de licitação referente a Contrato de Prestação de Serviços de Prognósticos sobre Tecnologia da Informação e Aconselhamento Tático e Estratégico, a ser celebrado com GARTNER DO BRASIL SERVICOS DE PESQUISAS Ltda.. figurando como contratante a Companhia Estanual cc Distrbuição de Energia Eletrca CEEE-D. O presente expediente foi nicialmente analisado por esta PGE. redundando na promoção contida nas f Is, 162/168, a fim de que algumas diligências fossem primeiramente realizadas pela consulente. Tecccga ia Devolvido o expediente à orgem, o Coorcienaoor oe formacão exarou nanifestação e providenciou a juntada de outros uccr eos i1s, )

2 Inexigibilidade Dentre a documentação juntada no processo administrativo após a promoção acostada nas f Is, 162/168, destacam-se as seguintes: projeto básico (f Is. 174/177); descrição dos serviços (Anexo II do contrato fls. 202/206); certidão negativa de débitos relativos às contribuições previdenciárias e às de terceiro (ti. 207): manifestação da empresa Gartner do Brasil Serviços de Pesquisas Ltda. sobre composição de preços (ti. 208); cópia de contratos firmados pela pretensa contratada (fls. 209/285); minuta do contrato (f Is. 286/290); manifestação da Coordenadoria Jurídica da CEEE-D (fls. 291/292): manifestação da Secretaria da Fazenda (fi. 297). Diante dos novos documentos juntados, pretende a consulente o reexame do expediente por parte desta PGE. É o relatório. Após o retorno do expediente, denota-se que a consulente pretende a contratação direta da empresa Gartner do Brasil Serviços de Pesquisas Ltda., por inexigibilidade de licitação, com amparo no art. 25, flc. li, combinado com art. 13, mc. III. ambos da Lei Q 8.666/93, o qual, a seguir, será objeto de análise. de licitação mandamento legal do Estatuto das Licitações: A contratação direta em exame tem por fulcro o seguinte Art. 25 É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de Comuet ao. em especa di

3 para - Considera-se divulgação o transcrito art. 25, arrola, como serviços técnicos profissionais especializados, as assessorias ou consultorias técnicas (inciso III), hipótese em que se enquadraria a assesso ria a ser contratada pela Entidade consu lente. serviço tecnico a ser contratado com profissional de notória especialização inviável a competição entre os potenciais interessados, dada a singularidade do MELLO enatiza o seguinte in verbs. BLC) de abril de 2008, pp , o professor CELSO ANTÔNIO BANDEIRA DE sue es soe sa- e ex sre st.acces em uue es rseserte,e.e e cc- mc os Finalmente de par com as hpóteses em que a licitação e pmibida ou Em parecer publicado no Boletim de Licitações e Contratos A inexigibilidade de licitar, portanto, ocorrerá quando for A seu turno, o artigo 13 da Lei n2 8666/93, ao qual faz remissão atividades, permita inferir que o seu trabalho é essencial e indisc.jtivelmente o mais adequado a plena satisfação do objeto contratado empresa cujo conceito no campo de sua especialidade, decorrente de desempenho anterior, estudos experiências, publicações. organização, de notória especialização o profissional ou aparelhamento. equipe tecnica ou de outros requisitos relacionados com suas especialização, vedada a inexigiblidade para serviços de publicidade e desta Lei. de natureza singular. com profissionais ou empresas de notoria II a contratação de serviços tecnicos enumerados no art 13

4 diplomas referidos declaram-na inexigível (...). Com efeito, é pressuposto da icitação. de um lado. uma pluralidade eventual de ofertantes e. de outro, uma pluralidade de objetos substancialmente equivalentes e. por isto. aptos a atender a específica necessidade ou conveniência que se intenta acudir. grifamos: 4. Há mais de vinte anos. examinando o tema do objeto icitável. São singulares os bens que possuem uma individualidade tão peculiar que os torne inassimiláveis a quaisquer outros da mesma espécie. Esta individualidade referida pode provir: a) da natureza íntima deles; b) da circunstância de serem únicos; 1) quer em sentido absoluto; 2) quer em razão de evento externo a eles. inexigibilidade de licitação -, No mesmo sentido - e destacando o caráter das hipóteses de o professor e Ministro do Supremo Tribunal Federal EROS ROBERTO GRAU, em parecer cuja cópia foi juntada nos autos do processo administrativo que versava a contratação direta da Petróleo Brasileiro S/A PETROBRÁS para arrendamento de área ou terminal portuário no porto de Rio Grande, neste Estado, fez as seguintes e pertinentes observações, que vão transcritas abaixo: A inviabilidade de competição dá lugar à inexigibilidade de licitação. Note-se bem, no entanto, que a lei não cria hipóteses de inexigibilidade de licitação decorrentes de situações de nviabilidade de competição. Estas constituem objetos do mundo do ser, não do mundo do dever ser jurídico. Hpóteses de inexigibilidade de licitação decorrentes de rnviabiiidade cc com netição ex atem --- ou não existem --- no mundo dos fatos. Por esta razão é que o argo 25 da Lo n 8.666j93 v.g.. enunci.a o conceito de r exqibidade de ccação rra nexigbiidade doía quando couver nviabii Sdac e cc c.cacão, e. adornas. dá exemplos de alguns casos de inviabií.dade de competção (seus ses cc e cesses ucoenco e ar es a

5 contratual. 2011, p. 161). Pois bem, sabe-se que há serviços de natureza comum, cuja Sobre o tema. assevera JOEL DE MENEZES NIEBUHR: discricionária - contratado é singular. nos termos acima postos, poderá escolher, de forma 02/06). que assim esclarece manifestação lavrada pelo Coordenador de Tecnologia da Informação da CEEE (f is. nexo entre as características do profissional qualificado e a plena satisfação do objeto razão de sua notória especialização, do grau de confiança que nele deposita e do de comparar com objetividade o toque pessoal, a subjetividade, a particular comparado objetivamente numa licitação pública. Todavia, há certos serviços que experiência de cada qual dos ditos especialistas, pelo que falece a competição. demandam primor técnico diferenciado, disposto por poucos, que imprimem neles prestação exige conhecimento técnico generalizado, que pode perfeitamente ser que o qualifica como singular. A inexigibilidade impõe-se haja vista a inviabilidade as suas características pessoais. Trata-se de serviços cuja especialização requerem aporte subjetivo, o toque do especialista, distinto de um para outro. o (in, Dispensa e Inexigibílidade de Licitação Pública, 3.ed., Belo Horizonte: Fõrum, definir quai se ré o pianeiamento e orincipamente a costura r. a orçan seção em reação a inovação e. consequentemente. rudo o que d:z respero à lecnooqia na no»oracão e cornuflcação. e devidamente justificada - o profissional para prestá-lo, fazendo-o em Atualmente para os gestores de TIC, um dos principais desafios é No caso concreto, a justificativa da contratação encontra-se na Portanto, considerando a Administração que o serviço a ser

6 - Projeto - Aquisição - Implantação de sistema de ECM (enterprise content management) - Implantação das áreas de Gestão Técnica e Gestão Empresarial feito. preparado adequadamente às exigências e necessidades da empresa. Em um departamento de TIC de uma empresa pública precisamos () escolhas, provocando a necessidade de informação isenta e apoio qualificado. atualização constante sobre as tendências tecnológicas (datacenter em exponencial de soluções e produtos e recursos financeiros escassos. dificulta as focadas em processos internos da companhia: fundamental para nos apoiar e instrumentalizar para a tomada de decisão. adicionar mais um complicador que é buscar a inovação com um orçamento não redundância, mobilidade, software como serviço SaaS, infraestrutura como serviço adiante, seja na forma de prejuízos financeiros, seja na inadequação das soluções oferecidas, seja no descompasso entre o que foi feito e o que poderia ter sido laas. dados abertos e segurança. planejamento estratégico de TI entre outros). estão atualmente em execução. como por exemplo; Estamos certos de que qualquer decisão inadequada terá efeitos impactantes logo licitação, implantação e gestão), Investimento de mais de RS 100 milhões: milhões em cinco anos; para controle eletrônico de documentação administrativa e técnica com investir., entos de mais de RS 4 milhões: nvestimentos de mais de AS; 10 milhões em 5 anos: A CEEE prepara-se para enfrentar desafios importantes. precisando - Gestão de tecnoloo ia (software e hardware): - Inovação: - Gestão de mudança (novo ERP); Este quadro, onde a diversidade tecnológica advinda do crescimento Alguns projetos de porte e grande necessidade de investimentos Neste sentido, encontramos no serviço do Gartner. uma ajuda Avaliação de contratação de equipamentos de Ti como serviço com de novo sistema Jurídico, investimento de mais de AS 5 do novo ERP (em todas as fases: definição, seleção, RFI,

7 O Gartner é líder mundial no fornecimento de pesquisas e análises O fornecedor nianeiamento estratégico, aos projetos estratégicos e à gestao da empresa. suas decisões sobre negócios e tecnologia. Dentre os clientes no Brasil podemos de ïnvestimentos. O instituto dedica-se a análises objetivas e aprofundadas e à eles diretores de informática e outros altos executivos de TI de grandes empresas cïtar CHESF, Itaipu, Prodesp, SEF-MG, TC-DF, TC-PR, Datasus, Dataprev, sobre a área de tenologia da informação. Atende a mais de 60 mil clientes, entre e de órgãos governamentais, além de empresas de tecnologia e da comunidade consultores em mais de 85 localidades em todo o mundo, prestação de assessoria prática para permitir que os clientes tenham sucesso em tendências. Tais serviços têm como objehvo diminuir a incerteza no momento de Brasil Telecom, Banco do Brasil, Sul América, Citïbank. Cia Vale do Rio Doce, a diretores, gerentes, consultores e supervisores das empresas de TIO. O serviço cenário tecnológico e político na área de informática e condensação de estudos e Rio Grande do Sul. Banrisul. PROCERGS, Gerdau. Redecard. ltaú, Bradesco. educa e fornece assistência aos profissonas para que eles possam obter IPLNARIO. lci (Paraná). Ministério de Cultura. Tribunal de Justiça do Estado do EUA. ele possui 4,4 mil associados, sendo 1,2 mil analistas de pesquisa e Petrobras, entre outros, por qualquer niciatva da companrlia, sejam internas ou externas, relamonadas ao uma forma alinhada aos seus objetivos de negócios. resudados por meo das pesquisas ao Gartner e da interação com os anastas. cm nvestir em projetos de médio e longo prazo. O serviço a ser contratado A modalidade de contrato proporciona que este serviço seja utilizado O Gartner disponibiliza um conjunto de serviços intitulado dzecmnado Consultoria e apoio estratégico obtidos através de prospecção do Fundado em 1979, o Gartner tem sede em Stamford. Connecticut,

8 A exclusividade do serviço CIO Signature lndustry Advisory Services and Utilities. Energy A modalidade a ser contratada é o serviço Gartner for lt Executives. continua (sic) durante todos os ciclos de vida do projeto do novo ERP igrifou-se telecomunicações são de natureza singular, especializados, não rotineiros, desenvolveu métodos e condições especialíssimas para produzir. parcerias técnicas ou não comercializar ou implantar bens de ïnformática. fornecer ou comercializar bens de informática, não fornecer serviços de exigindo talento formado e incorporado na empresa, que ao longo do tempo aconselhamento tático e estratégico, na área de tecnologia da informação e da empresa Gartner, Esta independência se evidencia pelo fato do Gartner não vãrias composições com diferentes custos e produtos ofertados. da empresa. O Gartner pelo seu histórico no mercado brasileiro e mundial, oferecidos e na modalidade apresentada, que supre as necessidades atuais implantação de produtos. software e outros bens de informática: não possuir através mio) um contrato com duração de três anos para assegurar o aoo inspira confiança e certeza de trabalho sério e qualificado. pelo Gartner, justifica-se a inviabilidade de competição. Executives, 010 Signature lndustry Advisory Services O serviço é diferenciado e exclusivo em especial pela independência Os serviços de prognósticos sobre tecnologia da informação e A escolha do Gartner baseia-se na excelência dos serviços Diante da prestação exclusiva, especial e singular dos serviços A que melhor atende as necessidades da CEEE é Gartner for IT Existem várias modalidades de servços oferecidos peio Gartner, Energy and Utilities

9 pretendidos. demonstrar a notória especialização (pressuposto subjetivo) da pretendida contratada. da CEEE-D. constata-se que o expediente ressente-se de documentos tendentes a tpressuposto objetivo) esteja atestada pelo Coordenador de Tecnologia da Informação Em que pese a justificativa da singularidade do serviço \.I / transcrito. JOEL DE MENEZES NIEBUHR afirma: ser contratado, o fato de ser bastante reconhecido em seu meio, é pressuposto para a inexigibilidade de licitação relativa aos serviços técnicos profissionais especializados. outro o profissional mais indicado, a teor do critéri.o administrativo fundado na texto, os agentes administrativos devem analisar o desempenho anterior do acima da média, isto é. portadores de notória especialização. De acordo com o propugnam esclarecer quais os profissionais que podem ser qualificados como que o futuro contratado dispõe, bem como, se pertinente, apurar se a equipe pelo contrato, ou seja, ele deve ser alguém cuja experiência seja cercada de especialmente se o serviço a ser contratado se referir à matéria que seja objeto de profissional, que, por dedução lógica, deve ser favorável aos resultados visados estudos acadêmicos. Além disso, se a natureza do serviço demandar a méritos, Ao mesmo passo, impõe-se avaliar os estudos, os trabalhos publicados. desenvolvidas pelo especialista. qual a hnha que segue, quais os aportes teóncos dispõe do aparelhamento tecnológico adequado para a produção os resultados intervenção de equipe de profissonais. importa apurar a estrutura organzaconal Ao comentar os termos do 1 do art. 25 da Lei n /93, já Sob esse enfoque, tem-se que as qualidades do profissional a Portanto, o dispositivo supracitado oferece elementos que Logo, a Administração Pública é obrigada a avaliar as atividades

10 Com o intuito de demonstrar a notória especialização da futura confiança, para cumprir os objetivos a que vïsa aportar o contrato a ser fïrmado contratada, o Departamento Jurídico da consulente assim expõe (fl. 154, verso): acautelar o administrador. na medida em que. no ambiente de tecnologia da prestam a roborar a notória especialização da empresa Gartner, pois restringem-se a ev. denciem a notória especialização da futura contratada, até mesmo como forma de notícia ue nada revela sobre sua notória especialização. mostrar o rol de endereços eletrônicos que referem o nome da empresa. bem como nformacãc, impera o conceito da efemeridade tecnológica, ao passo que a emoresa prestação deses serviços pela empresa Gartner, serviços esses de natureza tecnológicas. GoogIe, a Consultoria Gartner é citada inúmeras vezes como empresa cie singular (assessoria/consultoria), de acordo com o disposto no art. 13. da Lei de acostada ao presente Expediente. Licitações, deve-se ao fato desta ser uma empresa que detém, conhecimento que a citada empresa desfruta no mercado de informações indesmentivelmente. notória especialização, conforme noticia a documentação (Op. Cit.. p. 171). na área de tecnologia, para o enfrentamento dos novos desafios. não visiumbro Coordenador de TI. de buscar as melhores ferramentas para batizar suas decisões referência na área de tecnologia, conforme documento anexo. restrição à escolha alvitrada, tendo em contra o conceito, a experiência, o Pois bem, diante da situação relatada, verificamos que a escolha da Em breve pesquisa realizada pelo signatário no serviço de busca No entanto, os documentos juntados nas fls. 151/152 não se Destarte, e diante da necessidade do Grupo CEEE, no dizer do Desse modo, recomenda-se a juntada de documentos que

11 hoje detentora de notória especialização pode, em curto prazo de tempo. não mais o sê-lo. Todavia, mister destacar que a verificação dos requisitos técnicos da inexigibilidade da licitação incumbe exclusivamente à autoridade administrativa contratante, como, aliás, já assentado no Parecer n 12626, desta Casa, de lavra da Procuradora do Estado VERENA NYGAARD, do qual se transcreve o seguinte excerto: Não há dúvida de que, por se tratar de uma área de conhecimento científico altamente especializada, é juridicamente possível admitir-se que a singularidade do trabalho a ser desenvolvido seja relevante para o contratante. Todavia, entendemos não caber a esta Procuradoria-Geral afirmar se. efetivamente, o serviço pretendido se reveste ou não da singularidade prefigurada na lei, pois tal juízo implica num componente subjetivo ineliminável por parte de quem contrata, conforme consignado pelo professor Celso Antônio, após haver explicitado: Portanto, o juízo acerca da efetiva presença de singularidade do objeto do contrato, bem como da notória especialização da contratada é de exclusiva alçada do Administrador contratante, especialmente no presente caso, que abrange elementos técnicos e científicos especializados que não poderiam ser avaliados por esta Procuradoria-Geral do Estado.

12 Justificativa II do preço De outra parte. há de ser devidamente justificado o preço dos serviços contratados, como expressamente exigido pelo mc. III do parágrafo único do artigo 26 da Lei de Licitações. Sobre o tema, Marçal Justen Filho esclarece o alcance da exigência de justificativa do preço (in Comentários à Lei de Licitações e Contratos Administrativos. 14.ed., São Paulo: Dialética, p. 391): Mas a questão adquire outros contornos em contratações diretas. em virtude da ausência de oportunidade de fiscalização mais efetiva por parte da comunidade e dos próprïos interessados Diante da ausência de competição, amplia-se o risco de elevação dos valores contratuais. Bem por isso, o art. 25, 2, alude à figura do superfaturamento como causa de vício da contratação Eventualmente, a conduta dos envolvidos poderia caracterizar inclusive figura de natureza penal. A razoabilidade do preço deverá ser verificaca em função da atvdade anterior e futura do própr;o particuiar O contrato com a Admnstracão Puolca deve á ser praticado em condições econôncas sim iares com as adotacas peio pa- cjar para o resta -te de sua ativicace profssona:. Nãc e aam ss:ve sue o oartciar prevalecendo-se da necessidade pubiíca e da ausercia de outros competidores eleve os alores contratuais Nessa acepção é qu se deve entende a expressao eieacd-.nj5 r.en c. o a /D e. ane. um meço asc em como ucro excess.o as 4.uaoa do.am oa execçã.. se m- SOrtO oresacuc.

13 Assim, é condição essencial à celebração do contrato a expressa justificativa do preço, sendo este cotejado com os demais valores praticados no mercado. Para essa finalidade, foi lavrada manifestação do Coordenador de Tecnologia da Informação da CEEE-D, que explana (ti. 05): Justificativa do preço Considerando justificada a inexigibilidade de lictaçào para a contratação dos serviços deste porte, excelência e cientificidade. o preço a ser pago pel a CEEE tem menor impacto dentro das justificativas. O Gartner informa em sua proposta os seguintes preços para os 36 meses a contar da assinatura de contrato: 12 ano: preço total de R$ ,00 2 ano: preço total de R$ ,00 32 ano: preço total de R$ Os valores anuais serão pagos em quatro parcelas trimestrais. (...) Ainda, foram acostados no expediente alguns contratos firmados pela empresa Gartner (fls. 209/285), Contudo, a consulente não procedeu ao devido coteio entre os contratos apresentados e o preço formulado no presente auste. com o ntuito de ndicar a sua adequação aos valores de mercado. Ademais. em nenflum dos contratos paradigmas consta o módulo lndustry Advisor Servces Energy and Utilities, para servir como comparativo do preço. Pelo exposto, deve ser devidamente justificado, pelo administrador da CEEE-D. que o valor a ser pago está dentro do preço de mercado,

14 PROCURADORlAGERAL DO ESTADO sendo compatível com o valor cobrado dos demais contratantes que utilizam os mesmos serviços prestados pela empresa Gartner, mediante inclusive cópia de contratos por esta firmados em relação ao módulo Industry Advisory Services Energy and Utilities. III Minuta de contrato instrumento de Contrato (fls. 286/290): Feitas essas considerações, passa-se a examinar o - Cláusula Primeira: no Projeto Básico exposto nas fis, 174/177 consta indicação para contratação das seguintes assinaturas: Gartner for IT Executives ; CIO Signature e Industry Advisory Services Energy and Utilities, Contudo, nesta cláusula, ao proceder-se à definição do objeto verifica-se a previsão para contratação de, dentre outros, Industry Advisory Services Energy and Utilities, EXP (lt Executives) Add-on e IAS-G Energy & Utilities, Advisor. Desse modo, é importante a existência de justificativa para a contratação, uma vez que parece haver discrepância com o que consta no Projeto Básico. Ainda, na Descrição dos Serviços (anexo II f Is. 202/206) não é possível identificar definição específica em relação a cada uma das assinaturas ( Gartner for lt Executives ; CIO Signature e Industry Advisory Services Energy and Utilities ), o que merece correção. - Cláusula Terceira (item 3.1): a CEEE-D justifica a contratação da empresa por período de 3 anos, sob o seguinte argumento (fl 173): A contratação em três anos é fundamentada principalmente, mas não só, na contratação do projeto do sistema ERP onde o cronograma prevê pelo menos 36 meses entre o processo de confecção do edital, processo de contratação e processo de implantação. Além disto, podemos citar também os 14k /

15 Ocorre que. conforme tabela de preços apresentada nesta para períodos maiores. (grifou-se) citados, merecem destaque: Administrador pondere a lição de MARÇAL JUSTEN FILHO cujos trechos, abaixo de execução do contrato de 36 (trinta e seis) meses. recomenda-se que o opção eleita (contrato por período de 3 anos) deverá ser melhor justificada. Convém terceiro ano de contrato, o montante será de R$ ,00, apresentando valor que atentar. ainda, para as considerações feitas na Cláusula Sexta. que extingue a suposta economia gerada no primeiro ano de contrato. Por tudo isso a sobeja R$ ,00 em relação ao do primeiro ano de contratação, diferença essa contrato (AS ,00), constata-se uma economia de AS 6.400, 000. Entretanto, no estipula 01/01/2012, data já transcorrida. Justiça do Estado do Rio Grande do Sul para a assinatura Gartner for lt Executives, Cio Signature (R$ ,00 mais extenso Apenas a título de exemplo, utilizando-se o valor cobrado do Tribunal de Cláusula, percebe-se que. nos segundo e terceiro anos, o valor aumenta. não se venficando assim, ganhos diretos por meio de desconto, para contratação por penodo Finalmente, deverá ser ajustada a data inicial do contrato, pois ti. 213) e o ora contido para o primeiro ano de - Cláusula Sexta (item 6.1): no que tange à fixação de prazo O art. 167 na CF88 consagrou diversas vedações a cr.açao se e ido a 7 tambe se pre cpou.on re zaao e p d c d exec icao sunere o prazo de qéncia da ei orçamentada O dc m a 167Detemnou Nenhj - ivesr;rrenro ua eeccao,.,rmuase as despesas orevsta supere o aio dos créditos o çame tári s ii,. Ma uf cientes para a satisfaçao das obrigações sc vedanaose qe o mon despesas para os cofres publicos. Exige-se a previsão orcamentára aos ecsos ganhos financeiros diretos através de desconto no preço da contratação

16 exercício financeiro poderá ser iniciado sem prévia inclusão no plano plunanua. ou sem ei que autorize a inclusão, sob pena de responsabilidade. 1..) De todo o modo. seria inútil submeter a instauração da licitação e a formalização da contratação à existência de previsão de recursos orçamentários se fosse facultado à Administração promover avença com prazo de vigência mais delongado. Logo. o disposto no caput do art. 57 apenas complementa uma disciplina que apresenta importância nuclear na atividade admïnistrativa. (...) O art. 57 reflete a disciplina constitucional. O caput do dispositivo termina a regra de que nenhuma contratação poderá ter prazo de vigência que ultrapasse o crédito orçamentário a que se vincular. As exceções estão previstas nos incisos do dispositivo. Deve-se insistir em que as exceções consagradas nos incisos não se relacionam propriamente à natureza ou à importância do objeto da contratação. A disciplina adotada se relaciona com questões orçamentárias. pura e exclusivamente. 5) Projetos relacionados a plano plurianual (mc. 1) A primeira exceção envolve projetos de longo prazo, desde que previstos no plano plurianual, tal como previsto no próprio art. 167, l, da CF, acima transcrito. A previsão no orçamento plurianual é condição inafastável para a contratação em período superior ao prazo de vigência do crédito. Desse modo, evita-se uma superposição da atividade contratual da Administração às demais funções do Estado. A inserção no plano plurianual faz presumir que a contratação retrata uma avaliação meditada e planejada do Estado. Não se tratará de assumir encargos de longo prazo sem a cautela adequada. (Op. Cit., pp Assim, para a contratação pelo prazo pretendido. cumpre sela demonstrado que o projeto se encontra no Plano Plurianual, ou em ie que autorize

17 - Cláusula Oitava (8.1, b ): sugere-se que a redação moldese nos seguintes termos: que a contratada responderá pelos danos decorrentes da execução do presente contrato, causados por seus empregados, prepostos ou contratados, perante o Estado (administração direta e indireta) e a terceiros, ora em decorrência da responsabilidade contratual ou extracontratual, subjetiva ou objetiva e, ainda, que a contratada assume a responsabilidade por eventual demanda judicial proposta por terceiros, incluindo ações trabalhistas, inclusive contra a Administração Pública, em razão dos fatos decorrentes da execução do contrato. incoerente (... contidas no item J Cláusula Oitava (8.1, h ): ajustar redação, pois está acima). Outrossim, sugere-se constar como obrigação da contratada: reparar ou corrigir, às suas expensas, no total ou em parte, o objeto do contrato em que se verificarem vícios, defeitos ou incorreções resultantes da execução. Cláusula Décima Primeira (item d): dever-se-á - proceder adequação desse dispositivo ao contido no mc. IV do art. 87 da Lei de Licitações. - Cláusula Décima Sexta (item 16.1, a ): sugere-se ajustar a redação aos termos do contido no art. 56, mc. 1. da Lei n 8.666/93. - Cláusula Décima Nona (19.1): recomenda-se colocar, antes do preço descrito em algarismos, a abreviatura de Real e o cifrão (AS). Consigna-se, mais. a necessidade de reapresentação de d.e habihtação da contratada, já vencidos cc ainda n.ãc acresentados. em obediência aos arts. 27 e seguintes do Estatuto das Licitações.

18 /H., j V - prova (...) Art, 2 - O O Art. 27 desta legislação: Recomenda-se. ainda. seja observada a exigência de nova citação Poder Executivo fica restrita à Administração Direta, Autarquias e Fundações. presente contrato, posicionou-se contrária à aplicabilidade do art. 5q, n436.5/06 sob a alegação de. que, nos termos do a. 1Ç do citado Lecreto. a conforme o caso, consistirá em: documentação (Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas), por força do disposto vigorar com a seguinte redação: na Lei Federal P , de 07 de julho de 2011, diante da recente entrada em vigor Justiça do Trabalho, mediante a apresentação de certidão negativa, nos 1993, passa a vigorar com a seguinte redação: termos do Título VIl-A da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei n , de 12 de maio de (NR) após a data de sua publicação. (grifou-se) iv - Art. 3 - IV - regularidade fiscal e trabalhista;.(...). (NR) Art. 29. A documentação relativa à regularidade fiscal e trabalhista, Art. 4 - Esta Lei entra em vigor 180 (cento e oitenta> dias A Secretaria da Fazenda, instada a manifestar-se sobre o de inexistência de débitos inadimplidos perante a art. 29 da Lei 8.666, de 21 de junho de passa a inciso IV do art, 27 da Lei n , de 21 de junho de i do Decreto

19 Sempre A Fica mista. como é o caso da CEEE-D. de modo que tais disposições não se direcionam para as sociedades de economia ir ao presente caso. Ocorre que a irresignação da Secretaria da Fazenda amparouse na dicção do art. 1 do Decreto n /06. cuja situação lá descrita não se ajusta economia mista e, portanto, para a consulente, conforme se infere: Decreto n /07, os quais têm aplicação também para as sociedades de Fazenda tem por amparo o art, 52, 1, do Decreto n /06 e artigo 2, IV, do índices gerais ou setoriais, sendo que a remessa do expediente à Secretaria da serviços, condicionadas à oitiva prévia da Secretaria de Estado da Fazenda, contratuais de prestação de serviços executados de forma contínua, exceto indexação de preços por índices gerais ou setoriais nos novos instrumentos a administração Direta, as Autarquias e as Fundações. (gritou-se) locações de imóveis, firmados no âmbito do Poder Executivo, nele compreendida prestação de serviços para os órgãos e entidades do Poder Executivo, excetuadas as locações de Imóveis, deverão ter seus valores ajustados aos financeiro superior a lo0/o (dez por cento) do limite previsto na alínea a do parâmetros referenciais fixados no Sistema de Serviços Terceirizados - contratação e a repactuação de preços de contratos de prestação de inciso 11 do artigo 23 da Lei Federal n2 8,666, de 21 de junho de 1993, fica a Art. l - De fato, assim reza o art. l do Decreto n /06: O art. 1 acima transcrito refere-se à indexação de preços por Art. 5 - Decreto n / que os valores importarem em desembolso contratação e a repactuação de preços de contratos de vedada a inclusão de disposições que permitam a SlST.

20 V- Conclusão cuja Decreto n /07 através do Departamento da Despesa Pública Estadual, no que se refere ao disposto no caput. (grifou-se ) ESTADO DO RiO GRANDE DO SUL parametrização 1 Aconselhamento Tático e Estratégico, caso a Entidade consulente demonstre a notóra direta dos presentes Serviços de Prognósticos sobre Tecnologia da lnformaçao e ta -terpretação a fora exposta na Informação o PDPE aplicação será aos órgãos e entidades do Poder Executivo, incluídos aí a consulente Pazenda acerca do alcance do art do Decreto Estadual n Aiias setoriais nos novos instrumentos contratuais, com aplicação para o Poder Executivo. situações distintas: o art. 1 trata da indexação de preços por índices gerais ou nele compreendida a Administração Direta, Autarquias e as Fundações. nos termos do 4&365, de 23 de março de 2006: (grifou-se) através do Sistema de Serviços Terceirizados SIST, criado pelo Decreto n9 Er CO1iSâC apenas sera camente ae a r parâmetros referenciais fixados no Sistema de Serviços Terceirizados oas seguintes iniciativas Mais com Menos. gerenciado pela Secretara da Fazenda. por ntermedio do (...) IV - SIST. Departamento da Despesa Pública Estadual. será implementado por intermedo Art 22 - O Programa de Racionalização de Despesas Fazendo dos contratos de serviços terceirizados, Portanto, os dispositivos do Decreto n /06 regulam Decreto: já o art. 52 determina que o contrato deverá ter seus valores ajustados aos Por tudo sso. impende seja cientificada a Secretaria da

PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO E DOS

PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO E DOS 1 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INFORMAÇÃO N2 I!LI SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO E DOS RECURSOS HUMANOS - SARH. LICITAÇÃO. DISPENSA. COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - PROCERGS.

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO INFORMAÇÃO N 026/11/PDPE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO. CONTRATAÇÃO DIRETA: SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS DE DEFESA DA CEEE-D NA AÇÃO Nº 10502459976. HIPÓTESE DO ART. 25, INCISO II, DA LEI Nº 8666/93. O Sr. Secretário

Leia mais

INFORMAÇÃO N2 7511 l/pdpe COMPANHA ESTADUAL DE ENERGIA ELÉTRICA - LICITAÇÃO. INEXIGIBILIDADE. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

INFORMAÇÃO N2 7511 l/pdpe COMPANHA ESTADUAL DE ENERGIA ELÉTRICA - LICITAÇÃO. INEXIGIBILIDADE. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS INFORMAÇÃO N2 7511 l/pdpe ELÉTRICA - com NDRA BRASIL Ltda, software geo-referenciado, para gestão de redes de distribuição, a ser celebrado expediente administrativo tendo por objeto Inexigibilidade de

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara RESOLUÇÃO N.º 702/2008 - TCE 1ª Câmara 1. Processo n.º: TC 05821/2008 2. Classe de Assunto: 09 Processo Licitatório / 04 Inexigibilidade 3. Responsável: Sandra Cristina Gondim Secretária da Administração

Leia mais

INFORMAÇÃO Nº 129/09/PDPE

INFORMAÇÃO Nº 129/09/PDPE INFORMAÇÃO Nº 129/09/PDPE CONCORRÊNCIA. EDITAL. EXAME PRÉVIO. Minuta de edital da CRM elaborada de acordo com anteriores recomendações desta Procuradoria-Geral do Estado. Necessidade de haver indicação

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER 15.135 CASA MILITAR. DEFESA CIVIL. CONTRATAÇÃO DIRETA. DISPENSA DE LICITAÇÃO. SITUAÇÃO EMERGENCIAL. É juridicamente viável a contratação direta da prestação de serviços de transporte aéreo locação

Leia mais

Sra. Procuradora-Geral:

Sra. Procuradora-Geral: PARECER Nº 13.746 DOAÇÃO DE BEM IMÓVEL, ONDE IMPLANTADA ESCOLA MUNICIPAL, AO MUNICÍPIO DE CAPIVARI. VIABILIDADE, DESDE QUE PRESENTE INTERESSE PÚBLICO DEVIDAMENTE JUSTIFICADO, FEITA PRÉVIA AVALIAÇÃO DO

Leia mais

PARECER/CONSULTA TC-001/2006 PROCESSO - TC-3050/2005 INTERESSADO - BANESTES SEGUROS S/A ASSUNTO - CONSULTA

PARECER/CONSULTA TC-001/2006 PROCESSO - TC-3050/2005 INTERESSADO - BANESTES SEGUROS S/A ASSUNTO - CONSULTA PROCESSO - TC-3050/2005 INTERESSADO - BANESTES SEGUROS S/A ASSUNTO - CONSULTA DISPENSA DE LICITAÇÃO ARTIGO 24, INCISO VIII, DA LEI Nº 8.666/93 NÃO INCIDÊNCIA EM RELAÇÃO A ÓRGÃO OU ENTIDADE INTEGRANTE DA

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12

CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12 CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA, órgão

Leia mais

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. Regulamenta as atribuições da Secretaria de Controle Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

Procuradoria do Domínio Público Estadual PARECER Nº 13.553

Procuradoria do Domínio Público Estadual PARECER Nº 13.553 Procuradoria do Domínio Público Estadual Proc. Adm. nº 1199-1204/01-3 PARECER Nº 13.553 LICITAÇÃO. Contratação direta motivada na singularidade do serviço e na inviabilidade de competição. Hipótese de

Leia mais

Contratos. Licitações & Contratos - 3ª Edição

Contratos. Licitações & Contratos - 3ª Edição Contratos 245 Conceito A A Lei de Licitações considera contrato todo e qualquer ajuste celebrado entre órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares, por meio do qual se estabelece acordo

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 4

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 4 205 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE CONTROLE DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES INSPETORIA 2 DIVISÃO 4 PROCESSO REP- 08/00692748 UNIDADE GESTORA Companhia Águas de Joinville INTERESSADO

Leia mais

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Regulamenta o oferecimento e a aceitação do seguro garantia judicial para execução fiscal e seguro garantia parcelamento administrativo fiscal para

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE TRIBUNAL DE CONTAS

ESTADO DE SERGIPE TRIBUNAL DE CONTAS PROCESSO 001858/2011 ORIGEM Prefeitura Municipal de Umbaúba NATUREZA Consulta INTERESSADO Anderson Fontes Farias RELATOR Conselheiro REINALDO MOURA FERREIRA AUDITOR Parecer nº 204/2011 Alexandre Lessa

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO Folha nº Processo nº Rubrica: Matrícula: Processo n.º 148030/2015 Assunto: Análise do pedido de impugnação do Edital do Pregão nº 13/2015 referente à contratação de empresa especializada na aquisição e

Leia mais

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99)

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A (UNIÃO/ESTADO/MUNICÍPIO), ATRAVÉS DO (ÓRGÃO/ENTIDADE ESTATAL),

Leia mais

Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe. Orientações para Processos Licitatórios Gerência Executiva Outubro/2014

Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe. Orientações para Processos Licitatórios Gerência Executiva Outubro/2014 Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe Orientações para Processos Licitatórios 1 A Lei 8666, estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras, serviços,

Leia mais

CONSULTA N. 809.491 EMENTA:

CONSULTA N. 809.491 EMENTA: Utilização do saldo positivo da reserva do regime próprio de previdência social para abertura de créditos adicionais suplementares. Arquivamento de notas de empenho pela administração pública CONSULTA

Leia mais

INFORMAÇÃO Nº 147/09/PDPE

INFORMAÇÃO Nº 147/09/PDPE INFORMAÇÃO Nº 147/09/PDPE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA. SISTEMA GUARDIÃO. AQUISIÇÃO DE LICENÇAS, HARDWARE E SOFTWARE PARA INTERCEPTAÇÃO DE ALVOS NEXTEL. PREEXISTÊNCIA DE PLATAFORMA DE DADOS

Leia mais

SUBVENÇÃO SOCIAL A ENTIDADE PRIVADA

SUBVENÇÃO SOCIAL A ENTIDADE PRIVADA SUBVENÇÃO SOCIAL A ENTIDADE PRIVADA Autoria: Sidnei Di Bacco Advogado Questão interessante diz respeito aos requisitos legais a serem cumpridos pelos municípios para repassar subvenção social a entidades

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO Gabinete do Conselheiro Robson Marinho

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO Gabinete do Conselheiro Robson Marinho Segunda Câmara Sessão: 19/2/2013 01 TC-014557/026/10 - INSTRUMENTOS CONTRATUAIS Contratante: Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo - SABESP. Contratada: VS Telecom Ltda. Autoridade(s) Responsável(is)

Leia mais

INFORMAÇÃO Nº 132/09/PDPE

INFORMAÇÃO Nº 132/09/PDPE INFORMAÇÃO Nº 132/09/PDPE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO. Artigo 25, caput, da Lei de Licitações. Curso. Gestão Rural para Mulheres. Exame da singularidade do serviço e da inviabilidade de competição. O

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº. 10.435, de 24 de abril de 2002. AUDITORIA INTERNA

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº. 10.435, de 24 de abril de 2002. AUDITORIA INTERNA RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº. 03/2008 Setor: Licitações, Contratos e Convênios (CCC e DCF) Período: 09/06/2008 a 30/06/2008 Legislação Aplicada: - Lei nº. 8.666/93 - Lei nº. 11.170/2005 - Decreto nº. 3.931/01

Leia mais

Assunto: Representação acerca de procedimento licitatório - inexigibilidade.

Assunto: Representação acerca de procedimento licitatório - inexigibilidade. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 323/94 - Segunda Câmara - Ata 44/94 Processo nº TC 625.141/94-6 Responsável: Dra. Marga Inge Barth Tessler, Juiza Federal Diretora do Foro. Órgão: Justiça

Leia mais

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 COMBRAS ENGENHARIA LTDA. apresentou Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico AA nº 37/2007, que tem por objeto a contratação de empresa

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL EDITAL DE LICITAÇÃO nº 002/2012 TOMADA DE PREÇOS PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS E PRESTAÇÕES DE CONTAS NA GESTÃO DE PROJETOS A CBHb, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada

Leia mais

BREVE ANÁLISE ACERCA DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS NA LEI N O 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998, PELA LEI N O 13.003, DE 24 DE JUNHO DE 2014

BREVE ANÁLISE ACERCA DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS NA LEI N O 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998, PELA LEI N O 13.003, DE 24 DE JUNHO DE 2014 BREVE ANÁLISE ACERCA DAS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS NA LEI N O 9.656, DE 03 DE JUNHO DE 1998, PELA LEI N O 13.003, DE 24 DE JUNHO DE 2014 Guilherme Portes Rio de Janeiro 08 de agosto de 2014 Advogado e Sócio

Leia mais

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015.

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. Aprova a Instrução Normativa nº 06, de 31 de agosto de 2015, que regulamenta os trâmites administrativos dos Contratos no âmbito do Conselho de Arquitetura

Leia mais

TERMO DE REFEÊNCIA 1.INTRODUÇÃO

TERMO DE REFEÊNCIA 1.INTRODUÇÃO TERMO DE REFEÊNCIA 1.INTRODUÇÃO 1.1 Este Termo de Referência visa a orientar na contratação, por inexigibilidade de licitação, de pessoa jurídica, na forma de sociedade de advogados, para prestar serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Resolução n 027/2011-CONSU De 22 de dezembro de 2011

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO. Resolução n 027/2011-CONSU De 22 de dezembro de 2011 Resolução n 027/2011-CONSU De 22 de dezembro de 2011 Regulamenta as normas para o relacionamento entre a Universidade Federal do Amapá e as Fundações de Apoio prevista na Lei n 8.958, de 20 de dezembro

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Dispõe sobre o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico FNDCT, e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º O Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO PIAUÍ EDITAL 001/2015 TESTE SELETIVO PARA ADVOGADO. Espelho de respostas Prova Subjetiva

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO PIAUÍ EDITAL 001/2015 TESTE SELETIVO PARA ADVOGADO. Espelho de respostas Prova Subjetiva ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO PIAUÍ EDITAL 001/2015 TESTE SELETIVO PARA ADVOGADO Espelho de respostas Prova Subjetiva Questão 1: Abordar a colisão entre o princípio da legalidade

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.653, DE 7 ABRIL DE 2008. Mensagem de veto Dispõe sobre o Plano Plurianual para o período 2008/2011. seguinte Lei: O PRESIDENTE

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 005/2013

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 005/2013 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº. 005/2013 Processo Administrativo nº. 079/2013 Dispensa de Licitação Art. 24, II, da Lei 8.666/93 Pelo presente instrumento que entre si celebram CÂMARA MUNICIPAL DE ALFREDO

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e

PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e PORTARIA TRT 18ª GP/DG nº 045/2013 (Republicada por força do art. 2 da Portaria TRT 18ª GP/DG nº 505/2014) Dispõe sobre a competência, a estrutura e a atuação da Secretaria de Controle Interno e dá outras

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.898/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.898/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.898/2014 Referência : Correio eletrônico, de 17/9/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 1693/2014.

Leia mais

Responsáveis pela Licitação

Responsáveis pela Licitação Responsáveis pela Licitação Material didático destinado à sistematização do conteúdo da disciplina Direito Administrativo I Publicação no semestre 2014.2 do curso de Direito. Autor: Albérico Santos Fonseca

Leia mais

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre critérios a serem adotados na execução orçamentária e financeira do Poder Executivo do Município de Goiânia para o exercício

Leia mais

PARECER Nº, DE 2014. RELATOR: Senador CÍCERO LUCENA

PARECER Nº, DE 2014. RELATOR: Senador CÍCERO LUCENA PARECER Nº, DE 2014 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 167, de 2014, do Senador Roberto Requião, que autoriza o armazenamento eletrônico dos prontuários dos pacientes.

Leia mais

PARECER JURÍDICO. Ref.: Banco de Preços; Ferramenta Singular de Busca de Informações; Inexigibilidade de Licitação.

PARECER JURÍDICO. Ref.: Banco de Preços; Ferramenta Singular de Busca de Informações; Inexigibilidade de Licitação. Página 1 de 5 PARECER JURÍDICO Ref.: Banco de Preços; Ferramenta Singular de Busca de Informações; Inexigibilidade de Licitação. Legislação aplicável: Lei 8.666/93. Lei 12.440/11. Como é de conhecimento

Leia mais

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*F69F3DF9* PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de de 2012. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER N.º 14.239

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER N.º 14.239 PARECER N.º 14.239 CONTRATO DE LOCAÇÃO EM QUE A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA É LOCATÁRIA. PRORROGAÇÃO. DURAÇÃO DO CONTRATO. REVISÃO DO PARECER 10.391. O presente expediente, proveniente da Secretaria da Justiça

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO SOLICITACÃO [#000641]

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO SOLICITACÃO [#000641] http://localhost/simcomp/solicitacao_imp_solicitacao1_2.php ORIGEM: DESTINO: SECRETARIA MUNICIPAL DA CASA CIVIL SOLICITACÃO [#000641] OBJETIVO PRETENDIDO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DAS INSTALAÇÕES

Leia mais

Dispensa de licitação

Dispensa de licitação Dispensa de licitação Introdução A CR/88 obriga em seu art. 37, XXI que a contratação de obras, serviços, compras e alienações, bem como a concessão e a permissão de serviços públicos pela Administração

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJ USTE DE CONDUTA Nº009/2003

TERMO DE COMPROMISSO DE AJ USTE DE CONDUTA Nº009/2003 TERMO DE COMPROMISSO DE AJ USTE DE CONDUTA Nº009/2003 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17/03/2015 ITEM 85

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17/03/2015 ITEM 85 PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO DE 17/03/2015 ITEM 85 TC-001670/006/13 Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Contratada: CODERP Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto. Autoridade

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA DA DIREÇÃO-GERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA DA DIREÇÃO-GERAL CONTRATO DE SERVIÇO PARA EMOLUÇÃO DE TERMINAL EM MICROCOMPUTADOR E ENDEREÇAMENTO DE IMPRESSORA, CONECTADOS EM REDE LOCAL EML PROCESSO N.º 3920-09.00/13-2 CONTRATO AJDG 134/2013 DRC-265/2013 O ESTADO DO

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO 1 EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO O SENAR PR SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - Administração Regional do Paraná, com sede à Rua Marechal Deodoro, 450-16º

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

CONTROLE EXTERNO DO SISTEMA SEBRAE

CONTROLE EXTERNO DO SISTEMA SEBRAE CONTROLE EXTERNO DO SISTEMA SEBRAE Palestrante: Ricardo de Mello Araújo APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Objetivos Oferecer visão geral do sistema de controle brasileiro e da atuação do TCU A p r e s e n t a

Leia mais

CONTABILIDADE PÚBLICA

CONTABILIDADE PÚBLICA CONTABILIDADE PÚBLICA 1. Conceito: Para Bezerra Filho (2006, p.131), a Contabilidade pública pode ser definida como o ramo da ciência contábil que controla o patrimônio público, evidenciando as variações

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA FUNDAMENTO LEGAL

CLÁUSULA PRIMEIRA FUNDAMENTO LEGAL CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº09/2015 Contrato celebrado entre a Câmara Municipal de São Simão e a Empresa CABOCLO MOVEIS E ELETRO LTDA- ME. CONTRATANTE: A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO SIMÃO, pessoa jurídica de

Leia mais

REFERENTE: INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 04/2015. PROCESSO LICITATÓRIO Nº 83/2015.

REFERENTE: INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO Nº 04/2015. PROCESSO LICITATÓRIO Nº 83/2015. REFERENTE: Ata de deliberação referente ao processo licitatório de inexigibilidade de licitação para contratação do Sistema Audatex Versão Ligth, bem como sua manutenção, atualização e atendimento. Aos

Leia mais

PROCESSO N o : 9.773/00 INFORMAÇÃO N o : 118/00 INTERESSADO: Prefeitura Municipal de IPÚ-CE

PROCESSO N o : 9.773/00 INFORMAÇÃO N o : 118/00 INTERESSADO: Prefeitura Municipal de IPÚ-CE PROCESSO N o : 9.773/00 INFORMAÇÃO N o : 118/00 INTERESSADO: Prefeitura Municipal de IPÚ-CE Trata o presente protocolado de consulta apresentada pela Prefeitura Municipal de Ipú, subscrita pelo Exmo. Sr.

Leia mais

3. Após análise das razões apresentadas pela impugnante, consignamos o seguinte:

3. Após análise das razões apresentadas pela impugnante, consignamos o seguinte: Decisão de Pregoeiro n /2009-SLC/ANEEL Em 03 de julho de 2009. Processo nº: 48500.007998/2008-24 Licitação: Pregão Eletrônico nº 08/2009 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela empresa

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES

REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES ADITIVO (03) AO TERMO DE CONVÊNIO 3756/10 que entre si celebram a FUNDAÇÃO SOCIAL DE CURITIBA e a VIDA PROMOÇÃO SOCIAL (VPS) A ASSOCIAÇÃO VIDA PROMOÇÃO SOCIAL

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE ARQUIVOS - EDI

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE ARQUIVOS - EDI 1 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSFERÊNCIA ELETRÔNICA DE ARQUIVOS - EDI Contrato AJDG Nº 105/14 Das Partes: CONTRATANTE: O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da, órgão administrativo

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO:

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL PREGÃO PRESENCIAL 008/2015 ASSUNTO: Impugnação ao Edital oferecida pela empresa QATIVE TECNOLOGIA E EVENTOS LTDA. DECISÃO DA COMISSÃO PERMANENTE

Leia mais

PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015.

PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015. PORTARIA Nº 1.998, DE 22 DE ABRIL DE 2015. Institui o macroprocesso da fase de Gestão de Contratos de Tecnologia da Informação e Comunicações no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. A

Leia mais

Decreto-Lei n.º 107/2012 de 18 de maio

Decreto-Lei n.º 107/2012 de 18 de maio Decreto-Lei n.º 107/2012 de 18 de maio As tecnologias de informação e comunicação (TIC) constituem um pilar essencial da estratégia de modernização da Administração Pública. A sua utilização intensiva

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 265, de 16 de agosto de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 265, de 16 de agosto de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 265, de 16 de agosto de 2004. Disciplina os procedimentos relativos à adoção, pelas sociedades seguradoras, das condições contratuais e das respectivas disposições tarifárias e notas

Leia mais

5 CONTRATAÇÃO DIRETA 5.1 DISPENSA DE LICITAÇÃO

5 CONTRATAÇÃO DIRETA 5.1 DISPENSA DE LICITAÇÃO 5 CONTRATAÇÃO DIRETA ENUNCIADO DE SÚMULA N. 89. Quem ordenar despesa pública sem a observância do prévio procedimento licitatório, quando este for exigível, poderá ser responsabilizado civil, penal e administrativamente,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO PROAPEX.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO PROAPEX. UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS DE EXTENSÃO PROAPEX. EDITAL Nº 005/2015/UEPB/PROEX/PROAPEX PROCESSO SELETIVO DO PROAPEX COTA 2015-2016

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N o 6.099, DE 12 DE SETEMBRO DE 1974. Dispõe sobre o tratamento tributário das operações de arrendamento mercantil e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL

AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL REGULAMENTO DE COMPRAS A AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL ADES, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede na Av. Dom Luís, 685, sala 101 Bairro Meireles CEP 60.160-230

Leia mais

A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS

A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS C.C.P TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPITIRO SANTO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO INFORMAÇÃO Nº 182/09/PDPE

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO INFORMAÇÃO Nº 182/09/PDPE INFORMAÇÃO Nº 182/09/PDPE LICITAÇÃO. INEXIGIBILIDADE. CONTRATO DE LICENÇA DE USO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO E MANUTENÇÃO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR. SUBSTITUIÇÃO DE SOFTWARES E AQUISIÇÃO

Leia mais

PROCESSO N o : 10.231/00 INFORMAÇÃO N o : 124/00 INTERESSADO: Prefeitura Municipal de PARAMOTI-CE

PROCESSO N o : 10.231/00 INFORMAÇÃO N o : 124/00 INTERESSADO: Prefeitura Municipal de PARAMOTI-CE PROCESSO N o : 10.231/00 INFORMAÇÃO N o : 124/00 INTERESSADO: Prefeitura Municipal de PARAMOTI-CE Trata o presente protocolado de consulta apresentada pela Prefeitura Municipal de Paramoti, subscrita pela

Leia mais

Fortalecimento do mercado interno. Isonomia tratar iguais como iguais e

Fortalecimento do mercado interno. Isonomia tratar iguais como iguais e COMPRAS GOVERNAMENTAIS COMO POLÍTICA INDUTORA DO DESENVOLVIMENTO LOCAL José Lusmá (Poty) jsantos@tce.pb.gov.br br Fortalecimento do mercado interno (competição); Isonomia tratar iguais como iguais e diferentes

Leia mais

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV. (Requisição de Pequeno Valor)

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV. (Requisição de Pequeno Valor) BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV (Requisição de Pequeno Valor) Hugo Soares Porto Fonseca O caput do art. 100 da Constituição Federal 1 determina que os pagamentos de valores devidos pelas Fazendas Federal,

Leia mais

Adoção do instituto jurídico do credenciamento para prestação de consultas médicas

Adoção do instituto jurídico do credenciamento para prestação de consultas médicas Adoção do instituto jurídico do credenciamento para prestação de consultas médicas CONSULTA N. 811.980 EMENTA: Consulta Prefeitura Municipal I. Realização de sistema de credenciamento para prestação de

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TECNISA S.A., OU A ELES REFERENCIADOS, POR POTENCIAIS OU EFETIVOS DETENTORES DE INFORMAÇÃO

Leia mais

TERMO DE ABERTURA DE PROCESSO LICITATÓRIO

TERMO DE ABERTURA DE PROCESSO LICITATÓRIO Processo Licitatório 7/2014 FL. 1 de 7 TERMO DE ABERTURA DE PROCESSO LICITATÓRIO PELO PRESENTE TERMO CONSIDERANDO estar autorizada verba orçamentária para a aquisição de computadores, no valor de até R$

Leia mais

PORTARIA n 072 /2014/GAB/SEDAM Porto Velho-RO, de de 2014.

PORTARIA n 072 /2014/GAB/SEDAM Porto Velho-RO, de de 2014. PORTARIA n 072 /2014/GAB/SEDAM Porto Velho-RO, de de 2014. Estabelece procedimento para conversão de multas simples em serviços de preservação, melhoria e recuperação da qualidade do meio ambiente, e dá

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 057/2009

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 057/2009 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 057/2009 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

Assunto: Solicitação para procedimento de baixa contábil em bem patrimonial roubado.

Assunto: Solicitação para procedimento de baixa contábil em bem patrimonial roubado. Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 539/92 - Plenário - Ata 52/92 Processo nº TC-015.497/91-7 Responsável: Rubens Puppin (Chefe da Residência de Vitória - 9º-D/DNPM) Unidade: Departamento

Leia mais

LIMITES À REALIZAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS EM ANO ELEITORAL

LIMITES À REALIZAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS EM ANO ELEITORAL LIMITES À REALIZAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS EM ANO ELEITORAL 1. INTRODUÇÃO Em anos de eleições municipais, estaduais e federais, devem ser observadas várias limitações à realização de

Leia mais

INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA

INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA ILMO (A). SR.(A) PREGOEIRO (A) DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO MINISTÉRIO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE RE URSOS LOGÍSTICOS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 63, DE 1º DE SETEMBRO DE 2010 Estabelece normas de organização e de apresentação dos relatórios de gestão e das peças complementares que constituirão os processos de contas

Leia mais

Região. Parecer Jurídico

Região. Parecer Jurídico Tel. 48 3251-9974 - e-mail: prt12.ag@mpt.gov.br Processo PRT-12 3 Região n. 2.12.000.004256/2014-78 Assunto: Empresa: Inexigibilidade de Licitação - Renovação das Assinaturas dos Periódicos on-iine Web

Leia mais

Resposta à Impugnação

Resposta à Impugnação GECOL/SSEAF, 11 de outubro de 2011. Assunto: Contratação de Fábrica de Software Resposta à Impugnação Diante da Impugnação recebida às 16h39 de 10/10/2011, do Edital do Pregão Eletrônico nº 22/2011, esta

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO Referência: Processo n. 99901.000350/2013-11 Assunto: Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores CHRISTINE SANTINI (Presidente), CLAUDIO GODOY E LUIZ ANTONIO DE GODOY.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores CHRISTINE SANTINI (Presidente), CLAUDIO GODOY E LUIZ ANTONIO DE GODOY. fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000230468 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0015157-53.2013.8.26.0003, da Comarca de São Paulo, em que é apelante SUL AMÉRICA COMPANHIA DE SEGURO

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 497/GDGSET.GP, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 497/GDGSET.GP, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 497/GDGSET.GP, DE 24 DE SETEMBRO DE 2014 Institui no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho o Termo Circunstanciado Administrativo (TCA). O PRESIDENTE

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS OFICIAIS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL,

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS OFICIAIS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL, CONTRATO Nº 13/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PUBLICAÇÃO DE MATÉRIAS EM JORNAL DE CIRCULAÇÃO DIÁRIA E LOCAL, QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SERGIPE (COREN/SE) E A

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2010 (Do Sr. Guilherme Campos - DEM/SP)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2010 (Do Sr. Guilherme Campos - DEM/SP) PROJETO DE LEI Nº, DE 2010 (Do Sr. Guilherme Campos - DEM/SP) Estabelece o direito ao reembolso dos gastos efetuados por pessoas jurídicas para cumprimento de obrigações acessórias instituídas pela Secretaria

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina PREGÃO N. 070/201 /2014 PAE N. 24.230 230/201 2014 A empresa MEPAS apresentou impugnação ao edital do Pregão n. 070/2014, cujo objeto consiste no Registro de Preços para eventual aquisição de materiais

Leia mais

DECRETO Nº 45.992, DE 22 DE JUNHO DE 2005

DECRETO Nº 45.992, DE 22 DE JUNHO DE 2005 DECRETO Nº 45.992, DE 22 DE JUNHO DE 2005 Dispõe sobre o Conselho Municipal de Informática, o Sistema de Tecnologia da Informação, a aquisição e a contratação de bens e serviços de informática. JOSÉ SERRA,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Comunicação Social Secretaria de Gestão, Controle e Normas Departamento de Normas

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Comunicação Social Secretaria de Gestão, Controle e Normas Departamento de Normas PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria de Comunicação Social Secretaria de Gestão, Controle e Normas Departamento de Normas NOTA TÉCNICA Nº 04/2012/DENOR/SGCN/SECOM-PR Brasília, 20 de abril de 2012. Referência:

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E A ESCOLA DE SAMBA BAMBAS DA ORGIA 006/2007-SEPLAN MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ/MF sob o n 87.612.537/0001-90

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

Lei Ordinária Nº 5.519 de 13/12/2005 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Lei Ordinária Nº 5.519 de 13/12/2005 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Lei Ordinária Nº 5.519 de 13/12/2005 Dispõe sobre a qualificação de entidades como organizações sociais, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ, FAÇO saber que o Poder Legislativo decreta

Leia mais

PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA SETOR DE COMPRAS E LICITAÇÃO

PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA SETOR DE COMPRAS E LICITAÇÃO TOMADA DE PREÇOS Nº 004/2012 CONTRATO Nº 12/2012 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE CELEBRAM A CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA, E A EMPRESA DATAVOX TELEINFORMÀTICA LTDA. A, doravante denominada CMP ou CONTRATANTE,

Leia mais

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010

ESTADO DO ACRE DECRETO Nº 5.966 DE 30 DE DEZEMBRO DE 2010 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas, empresas de pequeno porte e equiparadas nas contratações de bens, prestação de serviços e execução de obras, no âmbito

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 129/2015

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 129/2015 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 129/2015 Referência : Processo MPDFT nº 08191.011638/2014-91. Assunto : Administrativo. Proposta

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 525/2008 TCE PLENO

RESOLUÇÃO Nº. 525/2008 TCE PLENO RESOLUÇÃO Nº. 525/2008 TCE PLENO 1. Processo nº: 03755/2007 2. Classe de Assunto: Procedimento Licitatório Dispensa 3. Origem: Secretaria da Saúde SESAU 4. Responsável: Eugênio Pacceli de Freitas Coelho

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 17/9/2009, Seção 1, Pág. 26. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 17/9/2009, Seção 1, Pág. 26. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 17/9/2009, Seção 1, Pág. 26. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Ministério Público Federal/Procuradoria da

Leia mais