O BATISMO: ORDENANÇA OU SACRAMENTO?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O BATISMO: ORDENANÇA OU SACRAMENTO?"

Transcrição

1 O BATISMO: ORDENANÇA OU SACRAMENTO? Pr. Elinaldo Renovato de Lima Entre os pentecostais, o batismo em águas é considerado uma ordenança deixada por Cristo à igreja ao lado da Santa Ceia. Evita-se o uso do termo sacramento, aplicado ao batismo em águas como forma de não confundir-se com o que é ensinado pela Igreja Católica a respeito dos sacramentos. Há quem utilize os termos ordenança e sacramento de modo sinônimo, sem a conotação a eles atribuída pelo Catolicismo romano. Contudo, se analisarmos o significado verdadeiro do batismo em águas, poderemos entender que a aplicação dos termos não é só terminológica, mas sobretudo teológica. Certamente, cada igreja ou grupo evangélico há de optar pelo termo que melhor expresse o entendimento bíblico e teológico que tem do ato batismal. A fim de entendermos o assunto, desejamos abordar alguns aspectos bíblicos e históricos, tanto dos sacramentos quanto do batismo em águas. O SIGNIFICADO DO SACRAMENTO Segundo Horton (p. 568), o termo "sacramento" (que provém de sacramentum, em latim) é mais antigo e aparentemente de uso mais generalizado que o termo "ordenança". Na verdade, a palavra "sacramento" não existe nas Bíblia. Sua origem é bem estranha às Escrituras. Nos tempos antigos, referia-se a uma certa quantia, depositada em dinheiro, perante o tribunal, por duas partes em litígio. O vencedor da questão tinha sua parte devolvida. O perdedor tinha sua parte confiscada, ao que tudo indica para ser oferecida aos deuses do paganismo. Era o sacramentum. Com o passar do tempo, a palavra sofreu duas evoluções semânticas, de acordo com Berkhof (p. 622): "(a) no uso militar do termo, em que denotava o juramento pelo qual um soldado prometia solenemente obediência ao seu comandante". Note-se, aí, que os cristãos aproveitam essa idéia de obediência, pois, no batismo, o fiel promete obedecer a Cristo, através da profissão de fé. "(b) no sentido especificamente religioso que o termo adquiriu quando a Vulgata o empregou para traduzir o grego mysterion." Parece que daí vem a idéia católica de que o batismo tem algo sobrenatural, místico, infundindo graça ao batizando. Entre os cristãos primitivos o termo "sacramento" significavam doutrinas, "selos", "sinais" ou mesmo "mistérios". VISÃO SACRAMENTALISTA DO BATISMO No século terceiro, havia ensinamentos, procurando provar que o batismo, como sacramento, era "o único meio de obter a remissão de pecados". Tertuliano dizia que "o batismo liberta-nos do poder do diabo e nos torna membros da igreja como corpo de Cristo. Até crianças pequenas, ele pressupõe, estando contaminadas com o pecado, devem ser batizadas. Seu ensino usual é que o Espirito é recebido no batismo, quando o convertido é ' batizado em Cristo, na água e no Espírito Santo" (Kelly, p. 157). Cirilo de Alexandria ensinava que "o batismo purifica-nos de todas as impurezas, tornando-nos templo santo de Deus", enquanto Jerônimo reconhecia que "pecados, impurezas e blasfêmias de toda espécie são removidos na pia batismal, sendo que o resultado é a criação de um homem inteiramente novo" (Op. cit., p. 326). Agostinho chegava a entender que o batismo eliminava todos os pecados, fossem eles contraídos consciente ou inconscientemente. Tais entendimentos, ainda que oriundos de ensinamentos transmitidos por homens eruditos, e reconhecidos como intérpretes famosos das Escrituras, não estavam nem estão em acordo com o verdadeiro sentido que a Palavra de Deus dá ao batismo em águas. A Igreja Católica Romana adotou esses ensinos, pregando que "o sacramento é algum rito instituído por Cristo ou pela Igreja, como sinal externo e visível de alguma graça interna e invisível" (Champlin e Bentes, p. 33). Mais que isso, segundo Berkhof, a Igreja Católica considera o "sacramento" como algo que "contém tudo que é necessário para a salvação dos pecadores, não precisando de interpretação e, portanto, tornam a Palavra completamente supérflua como meio de graça...". Por

2 isso, "Os católicos romanos afirmam que o batismo é absolutamente necessário para todos, para a salvação..." (Idem, p. 623). Para esses, os sacramentos são em número de sete, sendo eles o "batismo", "a confirmação" (crisma), "a penitência", "a santa eucaristia", "as santas ordens" (ordenação de sacerdotes), "o matrimônio" e a "extrema-unção", todos eles transmitindo de alguma forma algum tipo de graça santificante ou salvífica. O QUE É UMA ORDENANÇA? A palavra vem do latim, de ordo(inis), relativa a ordinari, "ordenar". Daí, é que se deriva a palavra ordinans(antis), "ordenança", significando "uma regra autoritária, um decreto, uma lei, um rito religioso, uma disposição ou posição, um desígnio" (Champlin, p. 615). No AT, a páscoa e a circuncisão eram ordenanças de elevado significado espiritual. Havia ordenança, no sentido da investidura de reis em suas funções; profetas eram ungidos ou ordenados para o ministério. No Novo Testamento, vemos que os apóstolos foram ordenados pelo Senhor (Ver Jo 15.16). Em At 6.6, os diáconos foram ordenados para o serviço de socorro aos necessitados. Nesse aspecto, a ordenação é um rito de consagração ou separação de obreiros. Ordenança tem o sentido de "ordem", "mandamento", "determinação". O sacramento pode ser entendido como uma ordenança. Berkhof assim o define: "Sacramento é uma santa ordenança, instituída por Cristo, na qual, mediante sinais perceptíveis, a graça de Deus em Cristo e os benefícios da aliança da graça são representados, selados e aplicados aos crentes, e estes, por sua vez, expressam sua fé e sua fidelidade a Deus" (grifo nosso). Os evangélicos em geral aceitam apenas dois sacramentos ou ordenanças, deixados por Cristo, que são o batismo (cf. Mc 16.16) e a Santa Ceia (Lc ; 1 Co ,25), que em si não transmitem graça ao participante dos mesmos, sendo, contudo, expressões representativas da obediência dos mesmos à vontade de Deus. A ORDENANÇA DO BATISMO EM ÁGUAS Como o batismo em águas foi determinado por Jesus (Mc 16.16), os evangélicos em geral assumem que esse rito sagrado é uma ordenança especial, deixada por Cristo à sua igreja. A idéia do batismo como sacramento, no sentido exagerado que lhe é dado, levou certos crentes do quarto e do quinto séculos a entenderem o rito batismal como um sacramento, transmitindo graça salvífica. Os católicos romanos ensinam que o batismo (feito por aspersão) não é só um mandamento, uma ordenança. É um sacramento, no sentido de transmitir a graça salvadora a quem é batizado. Com isso, querem dizer que uma pessoa não pode ser salva se não for batizada, nem mesmo uma criança inocente. Daí, porque batizam criancinhas. Tal sentido, aplicado ao batismo, não tem a aceitação dos evangélicos, muito menos dos pentecostais, por carecer de base bíblica para sua efetivação. Na verdade, como acentua Horton (p. 569), "as ordenanças, determinadas por Cristo e celebradas por causa do seu mandamento e exemplo, não são vistas pela maioria dos pentecostais e evangélicos como capazes de produzir por si mesmas uma mudança espiritual, mas como símbolos ou formas de proclamação daquilo que Cristo já levou a efeito espiritualmente nas suas vidas". Com esse sentido, o batismo tem muita importância na vida do crente fiel. Nada justifica a negligência em buscá-lo com santo interesse. Sua realização não significa salvação. Mas sua omissão pode significar um estado de desobediência, velada ou não, que impede o crente de atender à ordenança do Senhor. O BATISMO NÃO TRANSMITE SALVAÇÃO. Além da igreja Católica, há certos grupos luteranos e anglicanos, bem como seitas, como os "Testemunhas de Jeová" e Mórmons, que se baseiam numa teologia sacramentalista, segundo a

3 qual o batismo é necessário por transmitir a salvação. Muitos chegam a dizer que "fora do batismo não há salvação". Contudo, o batismo em si, como ato simbólico, não tem a virtude de transmitir a salvação, pelos seguintes motivos: 1) Somos salvos pela graça de Deus e não por obras ou ritos externos (cf. Ef 2.8,9). Jesus disse à mulher samaritana que os verdadeiros adoradores haveriam de adorar ao Pai "em espírito e em verdade" (Jo 4.23,24). 2) A salvação resulta da fé individual em Cristo, sendo esta instrumento suficiente para a regeneração (Jo 5.24; 3.36; At 16.31). 3) O batismo não dá origem à fé, e só deve ser ministrado a quem já demonstra tê-la (At 2.41; 9.37; 16.14, ). 4) A Bíblia revela o caso de pessoas que não tiveram oportunidade de batizar-se e foram salvas, a exemplo dos fiéis do AT e do ladrão que aceitou a Cristo no Gólgota. Alguns irmãos, nas igrejas, indagam: "Jesus não disse que quem crê e for batizado será salvo?". E acrescentam: "Para que serve, então, o batismo, se ele não salva?". A Bíblia não pode contradizer-se. A salvação não é por obras, mas pela fé em Jesus. O batismo, como ordenança, segundo Horton (p. 570), tem os seguinte propósitos simbólicos: 1) Identificação com cristo. "para os crentes,... simboliza a identificação com Cristo. No batismo, o recém convertido testifica que estava em Cristo, quando Cristo foi condenado pelo pecado, que foi sepultado com Ele e que ressuscitou para a nova vida nele". 2) Morte para a velha vida. "O batismo indica que o crente morreu para o velho modo de viver e entrou na ' novidade da vida', mediante a redenção em Cristo. O ato do batismo nas águas não leva a efeito essa identificação com Cristo, ' mas a pressupõe e a simboliza". 3) Identificação com a Igreja. "O batismo nas águas também significa que os crentes se identificaram com o corpo de Cristo, a Igreja. Os crentes batizados são admitidos na comunidade da fé e, com sua atitude, testificam publicamente diante do mundo sua lealdade a Cristo, juntamente com o povo de Deus". Desse modo, o batismo não salva, mas confirma a fé. É sinal legítimo, exterior, da obediência, da vida de quem já é salvo (Ver Gl 3.27; 1 Co 12.13). É um ato de fé genuína, que precisa ser acompanhada de obras de salvo, indispensáveis ao bom testemunho cristão (Ver Rm 2.6; Tg 2.14; Mt 5.16; Ef 2.10). Deve ser um ato natural, em seqüência à conversão. Entre os crentes, nos primórdios da Igreja, dificilmente se encontrava alguém que não houvesse sido batizado em águas, algumas vezes logo após a aceitação a Cristo (cf. At 8.37,38; 16.33; 18.8). Aliás, é interessante que se busque a razão pela qual um crente, com muitos anos de convertido, não seja batizado em águas. Nada justifica tal situação, a não ser que um impedimento de ordem espiritual, moral ou legal subsista. Neste caso, a pessoa precisa de orientação e ajuda na busca da solução de seu problema. Em algumas igrejas, as pessoas só podem assumir cargos ou funções eclesiásticas se forem "membros do Corpo de Cristo", condição que se completa, na comunidade cristã, após o batismo em águas. FORMAS OU MÉTODOS DE BATISMO. Segundo os historiadores cristãos, três são as formas possíveis de batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A Igreja Católica e algumas denominações evangélicas, utilizam o método de batizar por aspersão. Este consiste na aspersão de um pouco de água sobre a cabeça do batizando, normalmente de crianças. Muitos dizem que esse deve ser o método de batizar as pessoas enfermas ou próximas à morte, quando se torna inviável levá-las a um tanque ou lugar onde haja bastante água, ou por não ser indicado mergulhar seus corpos em água. Num antigo documento (100 A. D.), denominado "Didaquê", havia instruções para a ministração do

4 batismo, orientando que, em princípio, deveria ser por imersão, mas não havendo água suficiente, poder-se-ia derramar água fria (ou morna) sobre a cabeça da pessoa, três vezes, "em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Este era o método por afusão. Os evangélicos em geral aceitam a idéia de que o batismo deve ser feito por imersão (mergulhar em água), seguido de emersão (sair dá água), visto que esse ato simboliza o "sepultamentoressurreição" do batizando. Tal entendimento tem base em Rm 6.3,4, que diz: "Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?" De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida". Os que defendem essa forma de batismo são chamados de "imersionistas". Há quem não aceite a imersão como única forma de batismo, alegando que as palavras gregas bapto e baptizo não significam só "imergir", mas, também, "lavar", "banhar-se" e "purificar mediante lavamento" (Berkhof, p. 635). Com isso, aceitam as formas por afusão e aspersão. Entretanto, mesmo havendo outros sentidos para as palavras originais, "...o próprio simbolismo que diz respeito ao modo é aquele que projeta a idéia de imersão"... "visto que a 'imersão' concorda mais com o sentido e com o simbolismo do batismo, do que qualquer outro modo, do ponto de vista simbólico lingüístico e histórico, não erram aqueles que batizam por imersão" (Champlin, p. 461). Criticando os que defendem formas diferentes da imersão, esse autor diz que "tentar furtar à palavra baptizo de seu sentido básico, 'imergir', é ridículo, uma violência à língua e à história do termo". Sem dúvida alguma, se o batismo é um simbolismo da fé, da obediência e da nova vida em Cristo, devemos zelar para que esse ato não venha perder sua característica peculiar de representativo de algo que é tão real e importante, como ordenança deixada pelo Senhor (Mt 28.19). Se algo já é simbólico, e a forma de praticá-lo afasta-se daquilo que representa, menos significativo poderá tornar-se. A FÓRMULA DO BATISMO Os cristãos em geral utilizam a forma trinitária de batizar alguém, fazendo-o como Jesus ordenou em Mt 28.19b: "Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo". No original grego, tal expressão é eis to onoma tou patros kai tou hyou kai tou hagiou pneumatos, significando "para uma relação com o nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo". Segundo Horton (p. 570), "os crentes neotestamentários eram batizados 'para dentro' do nome do Senhor Jesus (At 8.16)". Isto porque a preposição eis, no grego, quer dizer "para dentro de", podendo significar, também, "em relação a". Assim, o batizando é introduzido em Cristo, no seu nome, ficando debaixo de seu senhorio. Para tanto, necessária se faz uma profissão de fé autêntica, mediante a qual a pessoa a ser batizada confirma sua convicção de ser um verdadeiro discípulo de Cristo. Certos grupos ou denominações procuram utilizar outra fórmula, afirmando que os crentes devem ser batizados somente no nome de Jesus, baseados em alguns versículos bíblicos, tais como At 2.38, quando Pedro diz que as pessoas se arrependessem para serem batizadas "em nome de Jesus Cristo" (epi toi onomai Iesou Christou) e At 10.48, quando o apóstolo orientou que os da casa de Cornélio fossem "batizados em nome do Senhor" (en onomati Kyriou Iesou). Em At 8.16, vemos novos convertidos que "somente eram batizados em nome do Senhor Jesus"; em At 19.5, diz-se que "os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus". Note-se que, nas quatro referências, não há uma fórmula, pois há diferença entre as duas primeiras e as duas últimas. Esses textos são invocados pelos unicistas para justificar o batismo "só no nome de Jesus". Deve-se notar, no entanto, que, naquelas ocasiões, não estava sendo ministrado o ato batismal em si, mas apenas uma determinação para que se realizasse o batismo dos recém convertidos, ou referência ao batismo já realizado. As seitas unicistas utilizam esses textos bíblicos para defender a idéias do batismo "só no nome de Jesus", pois eles pregam que a fórmula ditada por Jesus não inclui "o nome", e sim, "as funções diferentes de Deus", como Pai, como Filho e como Espírito Santo, o que é uma heresia absurda. Segundo o Pastor Esequias Soares (p. 37), as passagens bíblicas invocadas pelos unicistas "não

5 tratam da fórmula batismal, e sim de atos ou eventos de batismo...se elas revelassem a fórmula batismal, seriam iguais, pois a fórmula é padronizada. Aquelas pessoas eram batizadas na autoridade do nome de Jesus". Desse modo, entendemos que a fórmula trinitária, ditada por Jesus, antes de se despedir dos seus discípulos, é a mais correta e adequada para a ministração do ato batismal. QUEM DEVE SER BATIZADO O batismo não tem o sentido místico que lhe é atribuído por alguns (sacramentalistas), mas não pode ser reduzido a um simples ritual ou ato formal. Há quem procure o batismo, em alguma igreja, pelo fato de desejar ter um cargo ou função; há jovens que procuram batizar-se para poder namorar com alguém ou imitar seus colegas. Isso não tem o menor sentido bíblico, e perde o valor diante de Deus. É necessário que haja um testemunho sincero de uma nova vida em Cristo, para que o simbolismo do batismo seja verdadeiro. Um velho pastor dizia: "se não tivermos cuidado, no dia do batismo, podemos levar ao tanque um pecador enxuto, e sair de lá um pecador molhado". Com isso, advertia para o cuidado em se fazer uma profissão de fé criteriosa, buscando-se, também evidências de que o candidato ao batismo desse demonstração de que é de fato uma nova criatura em Cristo, e não apenas alguém interessado em cumprir um ritual. O batismo é uma importante ordenança de Cristo à sua igreja, mas não transmite salvação BATISMO DE CRIANÇAS? Para os que vêm o batismo como um "sacramento", ou um ato que transmite graça santificante, não só adultos mas crianças devem ser batizadas. Entretanto, de acordo com a Palavra de Deus, não se vê, na Bíblia, um só caso de batismo infantil (pedobatismo) ou de pessoas não convertidas. Os que defendem o batismo de crianças, dizem que ele eqüivaleria ao rito da circuncisão, no AT, em que as criancinhas, com oito dias de nascidas, já eram submetidas àquela prática cruenta, como forma de pertencerem ao povo de Deus. Tal idéia não tem base bíblica, pois em At. 2.38, os que foram batizados, após ouvir a mensagem do evangelho, eram todos judeus, portanto circuncidados. Se o batismo eqüivalesse á circuncisão, não haveria necessidade de levá-lo a efeito. Um outro argumento dos que defendem o batismo de crianças reside no fato de algumas famílias inteiras terem sido batizadas, havendo, certamente, crianças entre seus integrantes, como registrado em At 16.15; e 1 Co Trata-se, no entanto, de suposição, que não pode servir de base doutrinária. Há, ainda, quem alegue possuir a criança o pecado original, e que este exige perdão, que só pode ser obtido através do batismo. Tal assertiva peca por falta de base escriturística. O perdão do pecado se obtém através da lavagem do sangue de Jesus (1 Jo 1.7) e não pelas águas do batismo. Além disso, a Bíblia nos dá a entender que as crianças em idade tenra, quando ainda não podem discernir entre o bem e o mal, não carregam em si a culpa do pecado, nem mesmo do pecado original, pois este não é uma doença contagiosa, que passe de pai para filho. A criança tem, na verdade, em si as conseqüências daquele pecado, mas não a responsabilidade por ele. Jesus, ao receber as criancinhas em seus braços, disse aos seus discípulos: "Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais, porque dos tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo que qualquer que não receber o reino de Deus como menino de maneira nenhuma entrará nele'. (Mc 10.14,15). Assim, na condição de criancinhas, elas não precisam ser batizadas para Ter acesso ao "reino de Deus", pois já lhes pertence, em seu estado de pureza, simplicidade e inocência. É NECESSÁRIA A "FÉ ATIVA" A nosso ver, o argumento maior contrário ao pedobatismo é o fato de as crianças, que não atingem a idade da razão, quando sabem o bem e o mal, não possuem o que se chama "fé ativa", que é requisito básico para o batismo. A fé éconditio sine qua non (condição indispensável) para a submissão ao rito batismo (Ver Mc 16.16; At 10.47,48; 16.15,31,34). Dessa forma, só podem ser batizados os adultos, que podem exercer a "fé ativa", em consonância

6 com a Palavra de Deus; os novos convertidos, que demonstrem haver absorvido uma verdadeira convicção de sua salvação e disposição em obedecer as doutrinas fundamentais da Palavra de Deus; é interessante que, em cada igreja local, haja uma classe de Discipulado, para que os recém - conversos sejam devidamente instruídos acerca dos fundamentos da fé cristã, e possam ser conduzidos ao batismo sem dúvidas ou má compreensão do verdadeiro significado do que é ser um seguidor de Cristo; deve-se entender, no entanto, que por "adulto" não se veja apenas pessoas com mais de vinte e cinco anos de idade; cremos que a categoria de "adulto" para efeito do batismo, deve incluir, também, os adolescentes, a partir dos 12 anos, e os jovens em geral, desde que tenham tido um bom nível de discipulado no lar e/ou na igreja, notadamente através da Escola bíblica Dominical. BIBLIOGRAFIA BERKHOF, Louis. Teologia sistemática. São Paulo, Luz para o Caminho, CHAMPLIN & BENTES. Enciclopédia de Bíblia, teologia e filosofia. São Paulo, Candeia, HORTON, Stanley. Teologia sistemática. Rio, CPAD, KELLY, J. N. Doutrinas centrais da fé cristã. São Paulo, Edições Vida Nova, S0ARES, Esequias. Lições Bíblicas, 2. Trim Seitas e Heresias. Rio, CPAD, (Publicado na Revista Obreiro, de fevereiro de 1999, pela CPAD).

O batismo nas águas. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

O batismo nas águas. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. O batismo nas águas Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. (Mt 28:19 NVI) OBJETIVO Apresentar ao aluno o sentido bíblico do batismo

Leia mais

O ENSINO CATÓLICO SOBRE O BATISMO

O ENSINO CATÓLICO SOBRE O BATISMO 1 IGREJA BATISTA DE BROTAS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL TEMA: IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA - PARTE IV - LIÇÃO 17 ÊNFASE: BATISMO E CONFIRMAÇÃO TEXTO: MARCOS 7:8 AUTORIA: PR. ISAÍAS ALEXANDRIA COSTA INTRODUÇÃO

Leia mais

O Que é o Batismo com o Espírito Santo Deivinson Bignon

O Que é o Batismo com o Espírito Santo Deivinson Bignon O Que é o Batismo com o Espírito Santo Deivinson Bignon Todos os direitos reservados 2007 2 O Que é o Batismo com o Espírito Santo INTRODUÇÃO Eis um assunto muito polêmico no meio evangélico! Alguns profetas

Leia mais

BATISMO E SANTA CEIA

BATISMO E SANTA CEIA BATISMO E SANTA CEIA INTRODUÇÃO (Seria interessante que neste dia houvesse a celebração de uma cerimônia batismal, ou então uma santa ceia...) O cristianismo é uma religião de poder! E o apóstolo S. Paulo

Leia mais

BATISMO HISTÓRIA E SIGNIFICADO

BATISMO HISTÓRIA E SIGNIFICADO BATISMO HISTÓRIA E SIGNIFICADO 1 INTRODUÇÃO Jesus mandou seus discípulos: Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

agora a algumas questões Quem pode receber o

agora a algumas questões Quem pode receber o Pe. Henrique Soares da Costa Já vimos, nos artigos teologia do Batismo, isto é, do agora a algumas questões precedentes, os principais aspectos da significado deste sacramento. Respondamos, práticas. Quem

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

O Batismo Bíblico. Raymond C. Kelcy. g randes ensinamentos da Bíblia

O Batismo Bíblico. Raymond C. Kelcy. g randes ensinamentos da Bíblia g randes ensinamentos da Bíblia O Batismo Bíblico Raymond C. Kelcy Um dos grandes tópicos do Novo Testamento é o batismo. A palavra batismo, incluindo seus derivados, é mencionada mais de cem vezes no

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

AS BASES BIBLICAS DA TEOLOGIA 1º AS BASES BÍBLICAS DA UNÇÃO 2º A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE À LUZ DA BÍBLIA INTRODUÇÃO A unção na Bíblia pode ser vista

AS BASES BIBLICAS DA TEOLOGIA 1º AS BASES BÍBLICAS DA UNÇÃO 2º A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE À LUZ DA BÍBLIA INTRODUÇÃO A unção na Bíblia pode ser vista AS BASES BIBLICAS DA TEOLOGIA 1º AS BASES BÍBLICAS DA UNÇÃO 2º A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE À LUZ DA BÍBLIA INTRODUÇÃO A unção na Bíblia pode ser vista de modo abrangente, tanto no sentido espiritual como

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Lição 11. Batismo nas águas. Comuidade Ev. Amanhecer com Jesus QUESTIONAMENTOS: O batismo salva? O batismo como mandamento

Lição 11. Batismo nas águas. Comuidade Ev. Amanhecer com Jesus QUESTIONAMENTOS: O batismo salva? O batismo como mandamento Lição 11 Batismo nas águas Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17)

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) Tivemos esta manhã a alegria de testemunhar vários baptismos bíblicos. Existem outras coisas e outras cerimónias às quais se dá o nome de baptismo. Existe até uma seita,

Leia mais

A VIDA COM DEUS. Batismo nas Águas

A VIDA COM DEUS. Batismo nas Águas A VIDA COM DEUS Batismo nas Águas Comunidade Evangélica Um Novo Tempo Deus é Fiel Presb. Marcos P. Gomes Igreja Zona Norte São Paulo 2014 1 INTRODUÇÃO A elaboração desta apostila tem como objetivo principal

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Lição 10 Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Introdução: O Apóstolo Paulo estava trabalhando algumas discrepâncias doutrinárias na Igreja de Corinto e, especificamente,

Leia mais

O SENHOR JESUS CRISTO

O SENHOR JESUS CRISTO O SENHOR JESUS CRISTO I. SUA EXISTÊNCIA A) Provada pelo Antigo Testamento: (Mq 5.2; Is 9:6 Pai da Eternidade ) B) Provada pelo Novo Testamento: 1) João 1.1, em comparação com o versículo 14. 2) Jo 8.58

Leia mais

Um Catecismo Batista Livre

Um Catecismo Batista Livre Um Catecismo Batista Livre Paul V. Harrison* A palavra mais comum no Novo Testamento traduzida como ensinar é a palavra grega didasko, do qual se deriva a palavra didática. Outra palavra grega traduzida

Leia mais

PRINCÍPIOS DE LITURGIA

PRINCÍPIOS DE LITURGIA PRINCÍPIOS DE LITURGIA PRINCÍPIOS DE LITURGIA - PREÂMBULO - Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, nós, legítimos representantes da Igreja Presbiteriana do Brasil, reunidos em Supremo Concílio,

Leia mais

2 Timóteo 4.3 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres, segundo os seus próprios desejos, Verdade Aplicada O

Leia mais

2015 O ANO DO DISCIPULADO

2015 O ANO DO DISCIPULADO IGREJA DE CRISTO NO BRASIL MINISTÉRIO ICRV 2015 O ANO DO DISCIPULADO NOSSA FUNDAÇÃO A Igreja de Cristo no Brasil foi fundada em 13 de dezembro de 1932, na cidade de Mossoró RN. Como organização denominacional,

Leia mais

Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9. I A primeira ideia do texto é o apelo à firmeza da fé.

Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9. I A primeira ideia do texto é o apelo à firmeza da fé. 1 Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9 Introdução: Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Não se deixem levar pelos diversos ensinos estranhos. É bom que o nosso coração seja

Leia mais

SANTA CEIA O EVANGELHO VISÍVEL

SANTA CEIA O EVANGELHO VISÍVEL SANTA CEIA O EVANGELHO VISÍVEL Pastor Jarbas Hoffimann, Vila Mauá, Ijuí-RS, 17 de julho de 2005. 29º Curso de Crescimento Espiritual Meio da Graça A Santa Ceia é um dos Meios da Graça, usados por Deus

Leia mais

AD Campinas- SP. Lição 2

AD Campinas- SP. Lição 2 TEXTO ÁUREO Escola Bíblica Dominical AD Campinas- SP Lição 2 12 de Abril de 2009 A Superioridade da Mensagem da Cruz "Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos,

Leia mais

O SENHOR É A NOSSA BANDEIRA. William Soto Santiago Sábado, 28 de Fevereiro de 2015 Vila Hermosa -Tabasco México

O SENHOR É A NOSSA BANDEIRA. William Soto Santiago Sábado, 28 de Fevereiro de 2015 Vila Hermosa -Tabasco México O SENHOR É A NOSSA BANDEIRA William Soto Santiago Sábado, 28 de Fevereiro de 2015 Vila Hermosa -Tabasco México Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br

Leia mais

Classe Adultos. Esperança e Glória para os Salvos

Classe Adultos. Esperança e Glória para os Salvos Classe Adultos Esperança e Glória para os Salvos OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Explicar o real significado da Escatologia Bíblica. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: I. Definir

Leia mais

Tema Geral da IELB: Igreja comunica a Vida! Cristo para todos! Enfoque 2014: Comunicando sempre: Jesus a fonte da água viva.

Tema Geral da IELB: Igreja comunica a Vida! Cristo para todos! Enfoque 2014: Comunicando sempre: Jesus a fonte da água viva. Introdução Falar sobre água, na Bíblia, é tocar num assunto vital, tendo em vista o clima daquela região. Água, mesmo em uso metafórico, é uma imagem bem impactante, num clima semiárido. No entanto, o

Leia mais

Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados

Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados 1º Mistério Luminoso Janeiro 2015 Batismo de Nosso Senhor Introdução: Vamos dar inicio à meditação reparadora dos primeiros sábados, que nos foi indicada

Leia mais

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que este programa tem por objetivo estudar a Palavra de Deus, comentando detalhadamente os 1 seus diversos textos, no

Leia mais

Compartilhando a Sua Fé

Compartilhando a Sua Fé Livrinho 2 Pàgina 4 Lição Um Compartilhando a Sua Fé O Propósito desta Lição Agora que você descobriu a alegria de pecados perdoados e de uma nova vida em Cristo, sem dúvida quer que os seus familiares

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

Estudo Sobre A Ceia Do Senhor: Livre Ou Restrita?

Estudo Sobre A Ceia Do Senhor: Livre Ou Restrita? Estudo Sobre A Ceia Do Senhor: Livre Ou Restrita? Pr. Pedro Almeida 1. Textos: 1- Mt. 26:26-29 2- Mc. 14:22-26 3- Lc. 22:14-20 4- At. 2:42 5- At. 20:7 6-1Co. 10:1-4 7-1Co. 10:15-22 8-1Co. 11:17-34 2. Introdução:

Leia mais

Igreja Internacional da Graça de Deus

Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Internacional da Graça de Deus 1 O Batismo nas Águas Igreja Internacional da Graça de Deus Fevereiro de 2010 São Paulo - Brasil 2 Nova Vida com Jesus J esus respondeu : - Na verdade, na verdade

Leia mais

Assunto: Estudo das várias leis que estavam em operação no tempo de Cristo. 1) Lei Romana = Lei que os cidadãos obedeciam

Assunto: Estudo das várias leis que estavam em operação no tempo de Cristo. 1) Lei Romana = Lei que os cidadãos obedeciam Lição 1 Leis no tempo de Cristo Assunto: Estudo das várias leis que estavam em operação no tempo de Cristo 1) Lei Romana = Lei que os cidadãos obedeciam 2) Lei Civil do A.T. = Tinha a ver com os costumes

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula IV - Introdução ao Novo Testamento e o caráter Literário dos evangelhos A ORIGEM DO NOME A expressão traduzida

Leia mais

FÉ SALVAÇÃO BAPTISMO - COMUNHÃO - CEIA ORAÇÃO - MEDITAÇÃO

FÉ SALVAÇÃO BAPTISMO - COMUNHÃO - CEIA ORAÇÃO - MEDITAÇÃO FÉ SALVAÇÃO BAPTISMO - COMUNHÃO - CEIA ORAÇÃO - MEDITAÇÃO Samuel Pereira 2005 CAPITULO II SALVAÇÃO Fundamentos base para uma vida cristã 1 O QUE É A SALVAÇÃO? Eis a palavra cujo significado para muitos

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA I. E. S.O.S JESUS

ESCOLA BÍBLICA I. E. S.O.S JESUS Data: 03/03/08 COMO A MORTE ENTROU NO MUNDO PECADO Significa errar o alvo, rebelião, desobediência. etc. HERMENEUTICA A arte de interpretar o sentido das palavras em leis, textos, Romanos, 5 : 12 12 Portanto,

Leia mais

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO 4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO O batismo nas águas é um dos passos importantes nos primeiros princípios da doutrina de Cristo. Ele não é apenas uma forma ou cerimônia sem sentido, mas uma experiência

Leia mais

JESUS CRUCIFICADO CUMPRINDO AS ESCRITURAS. William Soto Santiago Sexta-feira, 3 de Abril de 2015 Calli Colômbia. Receba Literaturas Gratuitamente:

JESUS CRUCIFICADO CUMPRINDO AS ESCRITURAS. William Soto Santiago Sexta-feira, 3 de Abril de 2015 Calli Colômbia. Receba Literaturas Gratuitamente: 16 JESUS CRUCIFICADO CUMPRINDO AS ESCRITURAS Receba Literaturas Gratuitamente: William Soto Santiago Sexta-feira, 3 de Abril de 2015 Calli Colômbia CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO cder@mgconecta.com.br

Leia mais

O NOVO NASCIMENTO. Texto base: Jo 3: 1 a 21

O NOVO NASCIMENTO. Texto base: Jo 3: 1 a 21 O NOVO NASCIMENTO Texto base: Jo 3: 1 a 21 I. INTRODUÇÃO II. QUEM ERA NICODEMOS? Povo de Deus JUDEU MEMBRO DO SINÉDRIO FARISEU COM POSSES Instruído na Lei de Deus e Tradição Oral. Conhecido por ser puro,

Leia mais

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br 34 Lição 5 A Quem deve ser batizado? Antes de subir ao céu, o Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crê e for batizado

Leia mais

Como Preparar Mensagens Bíblicas

Como Preparar Mensagens Bíblicas Como Preparar Mensagens Bíblicas INTRODUÇÃO Há alguns anos, o número de rapazes e moças que subiam ao púlpito para pregar era maior que o de hoje. Na sua simplicidade, falavam do amor de Deus, da Salvação

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

"como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus" VIDA RELACIONAL COM DEUS: SERVO-SENHOR

como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus VIDA RELACIONAL COM DEUS: SERVO-SENHOR EBD 03: 21 de setembro, inverno de 2014 ESTAÇÃO 3: VIDA ESPIRITUAL ÊNFASE DO MÊS: Derretendo o gelo nas relações com Deus - Pr. Walmir Vargas A SÓS COM DEUS DA FAMÍLIA LIBERDADE "como servos de Cristo,

Leia mais

João Batista: Preparando o caminho para Jesus

João Batista: Preparando o caminho para Jesus Lição 3 12 a 19 de julho João Batista: Preparando o caminho para Jesus Sábado à tarde Ano Bíblico: Pv 8 11 VERSO PARA MEMORIZAR: Em verdade vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior

Leia mais

COMO SE TORNAR UM CRISTÃO FIEL. Apêndice 5. A Igreja de Jesus: Organização

COMO SE TORNAR UM CRISTÃO FIEL. Apêndice 5. A Igreja de Jesus: Organização 274 Apêndice 5 A Igreja de Jesus: Organização A maneira exata como a igreja se organiza é de pouco interesse para muitos. No entanto, organização é um assunto de importância vital. A organização da igreja

Leia mais

EBA- IBCU Out e Nov 12 Wagner Fonseca João Mengaldo

EBA- IBCU Out e Nov 12 Wagner Fonseca João Mengaldo EBA- IBCU Out e Nov 12 Wagner Fonseca João Mengaldo Origem do Pentecostalismo Credo do Montanismo, 170 d.c.: Porta-vozes do Espírito Santo Fim do mundo próximo Nova Jerusalém, na Frígia Ascetismo rigoroso

Leia mais

EPÍSTOLA DE PAULO AOS GÁLATAS

EPÍSTOLA DE PAULO AOS GÁLATAS Aula 02 EPÍSTOLA DE PAULO AOS GÁLATAS Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão (Gl 5:1). A Epístola aos Gálatas foi escrita

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE À LUZ DA BÍBLIA

A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE À LUZ DA BÍBLIA A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE À LUZ DA BÍBLIA Pr. Elinaldo Renovato de Lima INTRODUÇÃO Nos últimos anos, tem sido apregoada aos quatro cantos do mundo um ensino exagerado sobre a prosperidade cristã. Segundo

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus

Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas. Aprendendo com Jesus Prof. José Joaquim Fundador da Sociedade das Comunidades Catequéticas Aprendendo com Jesus Apresentação É com a maior confiança na compreensão e aceitação dos nossos queridos catequistas que levo a público

Leia mais

O cristianismo que vivemos

O cristianismo que vivemos O cristianismo que vivemos TEXTO BÍBLICO BÁSICO Lucas 12.16-21,0-2 16 - E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; 17 - E arrazoava ele entre si, dizendo:

Leia mais

Geração João Batista. Mc 1:1-8

Geração João Batista. Mc 1:1-8 Geração João Batista Mc 1:1-8 Conforme acabamos de ler, a Bíblia diz que João Batista veio ao mundo com o objetivo de "preparar o caminho do Senhor" - V3. Ele cumpriu a sua missão, preparou tudo para que

Leia mais

2. Fé Cristã e Filosofias: enfocando a necessidade da apologia cristã no ambiente escolar e Universitário

2. Fé Cristã e Filosofias: enfocando a necessidade da apologia cristã no ambiente escolar e Universitário 2. Fé Cristã e Filosofias: enfocando a necessidade da apologia cristã no ambiente escolar e Universitário Apresentação dos participantes (nome; Escola, faculdade ou Univerdidade) Quem é o seu Deus? E qual

Leia mais

A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA

A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA Ap 21.9-11 - E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro.10

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

SOBERANIA DE DEUS E A RESPONSABILIDADE HUMANA NA EVANGELIZAÇÃO

SOBERANIA DE DEUS E A RESPONSABILIDADE HUMANA NA EVANGELIZAÇÃO SOBERANIA DE DEUS E A RESPONSABILIDADE HUMANA NA EVANGELIZAÇÃO E disse-lhes (Jesus): "Vão pelo mundo todo e preguem o Evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer

Leia mais

Perdão Marca de Maturidade

Perdão Marca de Maturidade Perdão Marca de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Mateus 18.15-22 15 - Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; 16 - Mas, se não te ouvir,

Leia mais

O SER DE DEUS E A TRINDADE

O SER DE DEUS E A TRINDADE O SER DE DEUS E A TRINDADE INTRODUÇÃO 1. O que é a disciplina? É o estudo sobre a Pessoa de Deus como é revelada na Bíblia e na Revelação Geral. 2. Importância: - Conhecer quem é Deus é fundamental para

Leia mais

AD Campinas- SP. Lição 5

AD Campinas- SP. Lição 5 Escola Bíblica Dominical AD Campinas- SP Lição 5 03 de Maio de 2009 A Imoralidade em Corinto TEXTO ÁUREO "Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito,

Leia mais

HAMARTIOLOGIA A DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA A DOUTRINA DO PECADO Pr. Jorge Luiz Silva Vieira P á g i n a 1 A origem do pecado: HAMARTIOLOGIA A DOUTRINA DO PECADO Deus não pode pecar Ele é Santo (I Pe 1.16; I Jo 1.5) e não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta

Leia mais

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN "Pr. Williams Costa Jr.- Pastor Bullón, por que uma pessoa precisa se batizar? Pr. Alejandro Bullón - O Evangelho de São Marcos 16:16 diz assim: "Quem crer e for batizado,

Leia mais

O Papel da Mulher Cristã

O Papel da Mulher Cristã O Papel da Mulher Cristã Hoje as mulheres estão bem mais interessadas em carreiras profissionais e menos desejosas do papel no lar. Porém cada um tem a sua importância. Qual será então, o papel da mulher

Leia mais

Por Rogério Soares Coordenador Estadual da RCC São Paulo Grupo de Oração Kénosis

Por Rogério Soares Coordenador Estadual da RCC São Paulo Grupo de Oração Kénosis Grupos de Oração sem a experiência do Batismo no Espírito Santo, exercício dos carismas e o cultivo da vivência fraterna, revelam uma face desfigurada da RCC. Reflitamos a esse respeito tendo por base

Leia mais

Primeira Carta de João

Primeira Carta de João Primeira Carta de João Seminário Bíblico Palavra da Vida Teologia Bíblica do Novo Testamento 1 08.12.2010 Prof. Carlos Osvaldo CardosoPinto 1 Questões de Introdução Autoria Anônima conforme o texto. Indícios

Leia mais

Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal

Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 12 de abril de 2009 igrejabatistaagape.org.br Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal. A celebração

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

SEU NOME SERÁ CHAMADO DE "EMANUEL"

SEU NOME SERÁ CHAMADO DE EMANUEL Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel. Isaías 7.14 Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

1º VESTIBULAR BÍBLICO DA UMADUP. Livro de João

1º VESTIBULAR BÍBLICO DA UMADUP. Livro de João Upanema/RN, 03 de Agosto de 2013 1º VESTIBULAR BÍBLICO DA Livro de João Leia com atenção as instruções abaixo: 1. Verifique se o caderno de prova contém 30 (trinta) questões. Em caso negativo, comunique

Leia mais

MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA

MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA 1 40 dias vivendo para Jesus 12/05/2013 At 1 4 Um dia, quando estava com os apóstolos, Jesus deu esta ordem: Fiquem em Jerusalém e esperem até que o Pai

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

PÁSCOA (Lv. 23:5) 1. O que é a Páscoa: 2. O Dia da Páscoa: Calendário Lunar Judaico e seus meses correspondentes no Calendário Solar ou Juliano

PÁSCOA (Lv. 23:5) 1. O que é a Páscoa: 2. O Dia da Páscoa: Calendário Lunar Judaico e seus meses correspondentes no Calendário Solar ou Juliano PÁSCOA (Lv. 23:5) 1. O que é a Páscoa: Páscoa no hebraico é pessach que significa passagem ou passar por cima: "...é a páscoa do Senhor" (Ex.12:11), "Porque o Senhor passará para ferir os egípcios..."

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

Ademir Ifanger A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO

Ademir Ifanger A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO Ademir Ifanger A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO 2 C o m u n i d a d e V i v e n d o e m d i s c i p u l a d o A COMUNIDADE VIVENDO EM DISCIPULADO A d e m i r I f a n g e r 3 Índice I. Espiritualidade

Leia mais

O Segredo da Igreja Gloriosa

O Segredo da Igreja Gloriosa O Segredo da Igreja Gloriosa por John Walker Qualquer pessoa que lê atenciosamente o livro de Atos dos Apóstolos achará uma grande diferença entre a igreja atual e a igreja primitiva. Se quisermos, hoje,

Leia mais

24. Creio no Filho único de Deus. O Senhor 441-455. Texto 441-455 PRIMEIRA PARTE SEGUNDA SEÇÃO CAPÍTULO II: CREIO EM JESUS CRISTO, FILHO ÚNICO DE DEUS

24. Creio no Filho único de Deus. O Senhor 441-455. Texto 441-455 PRIMEIRA PARTE SEGUNDA SEÇÃO CAPÍTULO II: CREIO EM JESUS CRISTO, FILHO ÚNICO DE DEUS 24. Creio no Filho único de Deus. O Senhor 441-455 INTRODUÇÃO O comportamento, a mensagem, a pessoa de Jesus e toda a sua história, especialmente a o mistério pascal não podem ser explicados nem corretamente

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE INTRODUÇÃO O Colégio Episcopal da Igreja Metodista, no exercício de sua competência, estabelecida no art. 66, incisos 1, 2 e 32, da Lei Ordinária, normatizando o Capítulo

Leia mais

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus.

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus. Anexo 2 Primeiro momento: contar a vida de Jesus até os 12 anos de idade. Utilizamos os tópicos abaixo. As palavras em negrito, perguntamos se eles sabiam o que significava. Tópicos: 1 - Maria e José moravam

Leia mais

O NASCIMENTO DO SALVADOR

O NASCIMENTO DO SALVADOR Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz no culto de natal na Igreja Batista Novo Coração, em 20 de dezembro de 2015. Evangelho de Lucas 2.8-20: 8 Havia pastores que estavam nos campos próximos

Leia mais

Pregação proferida pelo pastor João em 03/02/2011. Próxima pregação - Efésios 4:1-16 - A unidade do corpo de Cristo.

Pregação proferida pelo pastor João em 03/02/2011. Próxima pregação - Efésios 4:1-16 - A unidade do corpo de Cristo. 1 Pregação proferida pelo pastor João em 03/02/2011. Próxima pregação - Efésios 4:1-16 - A unidade do corpo de Cristo. Amados Irmãos no nosso Senhor Jesus Cristo: É devido à atuação intima do Espírito

Leia mais

COMO E ONDE OS DONS DE PODER SE MANIFESTAM

COMO E ONDE OS DONS DE PODER SE MANIFESTAM DONS DE PODER Lição 4-27 de Abril de 2014 Texto Áureo: I Coríntios 2.4 A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito

Leia mais

Deus: Origem e Destino Atos 17:19-25

Deus: Origem e Destino Atos 17:19-25 1 Deus: Origem e Destino Atos 17:19-25 Domingo, 7 de setembro de 2014 19 Então o levaram a uma reunião do Areópago, onde lhe perguntaram: "Podemos saber que novo ensino é esse que você está anunciando?

Leia mais

LIÇÃO 1 - COMEÇANDO A VIDA CRISTÃ

LIÇÃO 1 - COMEÇANDO A VIDA CRISTÃ 2015 MDA REDE JOVEM Tornar-se um cristão espiritualmente maduro é a ação de maior valor que podemos fazer por nós mesmos. LIÇÃO 1 - COMEÇANDO A VIDA CRISTÃ Jesus foi maior evangelista que o mundo já viu.

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

EXISTE O INFERNO? Introdução

EXISTE O INFERNO? Introdução EVANGELISMO PESSOAL EXISTE O INFERNO 1 EXISTE O INFERNO? Introdução A. Um dos temas religiosos mais carregados de emoção é o tema do Inferno. Que sucede depois da morte física? Há algo mais além do túmulo

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS)

QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS) QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS) 1. O que é Revelação segundo a Bíblia? Revelação segundo a Bíblia é trazer a luz aquilo que estava oculto, no que se refere ao programa de Deus

Leia mais

Compreendendo a Pessoa do! Espírito Santo!

Compreendendo a Pessoa do! Espírito Santo! h"p://www.youtube.com/watch?v=asb6gd- ayz0 Pneuma é a palavra grega para respiração, na Teologia Cristã, Pneumatologia é o estudo do Espírito Santo. No princípio Deus criou o céu e a terra. Era a terra

Leia mais

Terceira viagem Missionária de Paulo ITQ-Vila Ema Prof.Baroni

Terceira viagem Missionária de Paulo ITQ-Vila Ema Prof.Baroni Terceira viagem Missionária de Paulo ITQ-Vila Ema Prof.Baroni Éfeso foi uma das grandes cidades dos jônicos na Ásia Menor, situada no local onde o rio Cayster desagua no Egeu. Foi fundada por colonos provenientes

Leia mais

A Alma Católica dos Evangélicos no Brasil

A Alma Católica dos Evangélicos no Brasil A Alma Católica dos Evangélicos no Brasil Augustus Nicodemus Foi um dos preletores da 22ª conferência Fiel - Brasil. Os evangélicos no Brasil nunca conseguiram se livrar totalmente da influência do Catolicismo

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS INTRODUÇÃO O Colégio Episcopal da Igreja Metodista, no exercício de sua competência estabelecida no art. 66, incisos 1, 2 e 32, da Lei Ordinária,

Leia mais

Etapas da maturidade de Eliseu

Etapas da maturidade de Eliseu Etapas da maturidade de Eliseu TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 2.5-11 5 - Então os filhos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu, e lhe disseram: Sabes que o SENHOR hoje tomará o teu senhor

Leia mais

AS ORDENANÇAS DA IGREJA

AS ORDENANÇAS DA IGREJA AS ORDENANÇAS DA IGREJA O Cristianismo no Novo Testamento não é uma religião ritualista; a essência do Cristianismo é o contato direto do homem com Deus por meio do Espírito. Portanto, não há uma ordem

Leia mais