TERMINAIS DE USO PRIVATIVO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMINAIS DE USO PRIVATIVO"

Transcrição

1 EXPANSÃO DO SISTEMA DESEMPENHO PORTUÁRIO E DA COLETA ELETRÔNICA DAS ESTATÍSTICAS DA MOVIMENTAÇÃO PORTUÁRIA TERMINAIS DE USO PRIVATIVO Brasília, 17 de dezembro de 2007

2 MODELOS DE ENVIO DE DADOS Formulário na Internet O envio é feito por meio de formulários que serão disponibilizados no site da ANTAQ. Preenchimento é dividido em três etapas 1- Campos referentes à identificação da embarcação e à atracação; 2- Campos referentes às Cargas soltas e Contêineres; 3- Campos referentes às cargas conteinerizadas.

3 MODELOS DE ENVIO DE DADOS Arquivo XML O formato XML(Extensible Markup Language) é o padrão mundial para manipulação de dados instituido pelo W3C (Word Wide WebConsortium), é amplamente utilizado e adere aos padrões do governo eletrônico.

4 DESCRIÇÃO DO ARQUIVO DE INTEGRAÇÃO Remetente CNPJ - CNPJ da empresa autorizada; RazaoSocial - Razão Social da Autoridade Portuária; ResponsavelEnvio - Nome da pessoa física responsável pelo envio do arquivo; TipoRemetente - Informar o Tipo do Remetente como : (16) Terminal de Uso Privativo; DataHoraEnvio - Informar a Data e Hora de geração do arquivo;

5 DESRIÇÃO DO ARQUIVO DE INTEGRAÇÃO Atracação CodigoTerminal - Código do terminal, heptagrama fornecido pela ANTAQ; NumeroAtracacao - Número atribuído à viagem do navio pela Autoridade Portuária; LocalAtracacao - Código do local da atracação (berço), segundo tabela padronizada, disponível para cadastro no site da ANTAQ; IMON - Código do navio segundo tabela padronizada internacional; NumeroInscricaoCapitania - Código do navio quando não possui IMON; Navegacao - Informar o tipo da navegação: Navegacao Interior(1), Cabotagem(3) ou Longo Curso(5); TipoOperacao - Informar o tipo da operação: Movimentação da Carga(1), Passageiro(2), Apoio Portuário(3), Marinha(4), Abastecimento(5) ou Reparo/Manutenção(6);

6 DESCRIÇÃO DO ARQUIVO DE INTEGRAÇÃO Atracação CnpjAgente - CNPJ do Agente Marítimo; CnpjOperador - CNPJ do Operador Portuário responsável pela operação; DataHoraChegada - Data e Hora da Chegada da embarcação no porto; DataHoraAtracacao - Data e Hora da atracação da embarcação no porto; DataHoraDesatracacao Data e Hora da desatracação da embarcação no porto; DataHoraInicioOperacao - Data e Hora do inicio da Operação; DataHoraTerminoOperacao - Data e Hora do Término da Operação; TempoEspera Informar o tempo de espera de não responsabilidade do terminal; ParalisacaoPorto - Informar o tempo de paralisação de responsabilidade do terminal/terminal; ParalisacaoOperador - Informar o tempo de paralisação entre o início e o término da operação;

7 DESCRIÇÃO DO ARQUIVO DE INTEGRAÇÃO Carga CodigoCarga - Código de mercadoria - Nomenclatura Comum do Mercosul (Código NCM). Disponível para download no site da ANTAQ. Exceção para contêineres. Utilize códigos disponíveis no site; PropriedadeCarga Classificar a carga como própria (1) ou de terceiros (3); NaturezaCarga - Classificar a carga em Granel Sólido(1), Granel Líquido(2), Carga Geral (3); Sentido - Informar o sentido da Operação: Quando Longo Curso: Importação(1), Exportação(2). Quando Cabotagem: Desembarque (1), Embarque (2); Navegacao - Informar o tipo da navegação: Navegação Interior (1),Cabotagem(3), Longo Curso(5);

8 DESCRIÇÃO DO ARQUIVO DE INTEGRAÇÃO Carga BigramaPaisOrigem - Informar o código do país de origem; TrigramaPortoOrigem - Informar o código do porto de origem; CodigoTerminalOrigem - Informar o código do terminal de origem; BigramaPaisDestino - Informar o código do país de destino; TrigramaPortoDestino - Informar o código do porto de destino; CodigoTerminalDestino - Informar o código do terminal de destino; QuantidadeConteiner - Quantidade de contêineres; PesoCargaBruta - Peso total da tara do conteiner somado a sua carga, em toneladas;

9 DESCRIÇÃO DO ARQUIVO DE INTEGRAÇÃO Carga Conteinerizada As informações referente a carga Conteinerizada devem ser informados apenas quando houver a especificação de contêineres cheios. CodigoCargaConteinerizada - Código de mercadoria - Nomenclatura Comum do Mercosul (Código NCM), disponível no site da ANTAQ; PesoCargaLiquida - Peso líquido da carga, em toneladas;

10 PLANILHAS DISPONIBILIZADAS NO SITE DA ANTAQ CADASTRAMENTO DOS LOCAIS DE ATRACAÇÃO(BERÇOS) Nome do Terminal Código do TUP Código do local de atracação Denominação do berço Especialização PECÉM BR CE PIER 1 CARGA GERAL CADASTRAMENTO DE LOGIN'S PARA ACESSO AO SISTEMA Nome completo do Usuário Código do TUP Telefone de Contato Função(Cargo) PEDRO SILVA BR CE 001 yahoo. Com. Br (85) ESTATÍSTICO Planilha disponibilizada no site da ANTAQ

11

12 CRONOGRAMA 28/12/ Prazo para entrega das planilhas eletrônicas com dados cadastrais dos Locais de Atracações. - Informar nome completo e para geração de Login e Senha das pessoas ficarão responsáveis pelo acesso e envio dos dados ao Sistema Desempenho Portuário. 10/01/ Todos os cadastros recebidos já estarão incluídos em nossa base. 01/02/ Previsão para o início do envio dos dados (REFERENTES A JANEIRO/2008) TELEFONES E S PARA CONTATOS RENELSON REIS - FONE:(61) GIORDANO AZEVEDO - FONE: (61)

EXPANSÃO DO SISTEMA DESEMPENHO PORTUÁRIO E DA COLETA ELETRÔNICA DAS ESTATÍSTICAS DA MOVIMENTAÇÃO PORTUÁRIA

EXPANSÃO DO SISTEMA DESEMPENHO PORTUÁRIO E DA COLETA ELETRÔNICA DAS ESTATÍSTICAS DA MOVIMENTAÇÃO PORTUÁRIA Agência Nacional de Transportes Aquaviários Superintendência de Portos - SPO Gerência de Gestão e Desempenho Portuário - GDP EXPANSÃO DO SISTEMA DESEMPENHO PORTUÁRIO E DA COLETA ELETRÔNICA DAS ESTATÍSTICAS

Leia mais

ESTATÍSTICAS PORTUÁRIAS

ESTATÍSTICAS PORTUÁRIAS ESTATÍSTICAS PORTUÁRIAS 600 Milhões de toneladas 500 400 397 424 433 437 466 479 300 253 275 284 280 295 311 200 144 149 150 157 171 168 100 0 2010 2011 2012 2013 2014 2015 Porto TUP Movimentação Fonte:

Leia mais

Manual de Posicionamento On-line

Manual de Posicionamento On-line Manual de Posicionamento On-line Índice Solicitação de cadastro de senha... 3 Acessando as funcionalidades do site... 4 Alterar senha... 5 Posicionamento *... 5 * Apenas usuários cadastrados como despachante

Leia mais

Solicitação de cadastro de senha...2 Acessando as funcionalidades do site...3 Alterar senha...4 Posicionamento*...5

Solicitação de cadastro de senha...2 Acessando as funcionalidades do site...3 Alterar senha...4 Posicionamento*...5 Manual de Posicionamento On-line Índice Solicitação de cadastro de senha...2 Acessando as funcionalidades do site...3 Alterar senha...4 Posicionamento*...5 * Apenas usuários cadastrados como despachante

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia

Parecer Consultoria Tributária Segmentos PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

CENÁRIO DA CABOTAGEM BRASILEIRA 2010 A 2012

CENÁRIO DA CABOTAGEM BRASILEIRA 2010 A 2012 Gerência de Desenvolvimento e Regulação da Navegação Marítima e de Apoio CENÁRIO DA CABOTAGEM BRASILEIRA 2010 A 2012 MAIO/2013 (ANTAQ) Diretoria Colegiada Pedro Brito Diretor-Geral Substituto Fernando

Leia mais

- Nota Fiscal Eletrônica -

- Nota Fiscal Eletrônica - Manual Portal de Clientes e Transportadores - Nota Fiscal Eletrônica - ÍNDICE. INTRODUÇÃO 3. OBJETIVO 3.2 ABRANGÊNCIA 3 2. FUNCIONALIDADES 3 2. CADASTRO DE CLIENTES NO PORTAL 3 2.2 CONSULTA NOTAS FISCAIS

Leia mais

Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br

Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br Rev. 00 Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br Login: CNPJ do Exportador ou Despachante. Senha: Fornecido pela CCAB e impressa no protocolo de entrega de documentos. Possibilidade de troca da

Leia mais

Sistema Qualicell na Internet

Sistema Qualicell na Internet Sistema Qualicell na Internet Área do Lojista (Estabelecimento) I) Acesso Acessar o Site www.qualicell.com.br e clicar em Área do Lojista 1 Para acessar o Sistema Qualicell, é necessário informar o Login

Leia mais

Manual Avaliador (Parecerista)

Manual Avaliador (Parecerista) Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) Manual Avaliador (Parecerista) Equipe de Apoio às Publicações Digitais Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC-SP 2013 Há revistas que liberam o cadastramento

Leia mais

Intermodal 2015 CABOTAGEM NO BRASIL

Intermodal 2015 CABOTAGEM NO BRASIL Intermodal 2015 CABOTAGEM NO BRASIL São Paulo, 07 de abril de 2015 Fernando Fonseca Diretor da ANTAQ Definição legal da navegação de cabotagem BAHIA Art. 2º, IX navegação de cabotagem: a realizada entre

Leia mais

Cadastros. Cadastro do Emitente

Cadastros. Cadastro do Emitente Página1 Cadastros O sistema dispõe de algumas vantagens interessantes e importantes no processo de emissão da NF-e, como é o caso dos cadastros. A principal funcionalidade é auxiliar o usuário no preenchimento

Leia mais

Por tonelada líquida de registro (TLR) de embarcação destinada ao transporte de passageiros, turismo e recreio, na área do Porto Organizado

Por tonelada líquida de registro (TLR) de embarcação destinada ao transporte de passageiros, turismo e recreio, na área do Porto Organizado Tabela I Utilização da Infraestrutura de Acesso Aquaviário (Taxas devidas pelo armador ou agente) No. Espécie Incidência Valor() 1. Carregamento, descarga ou baldeação, por tonelada ou fração 3,73 2. Carregamento,

Leia mais

SAV - SISTEMA DE AGENDAMENTO DE VEÍCULOS

SAV - SISTEMA DE AGENDAMENTO DE VEÍCULOS SAV - SISTEMA DE AGENDAMENTO DE VEÍCULOS Introdução ao SAV Prezado Cliente SAV - Sistema de Agendamento de Veículos visa prover as empresas de transporte de um rápido, eficiente e consistente nível de

Leia mais

CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica

CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica Vê Portaria n. 027/2010-SEFAZ, que dispõe sobre as especificações técnicas da

Leia mais

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015.

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. 1 SOCIEDADE DE PORTOS E HIDROVIAS DO PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. RESOLUÇÃO Nº 4.093-ANTAQ, DE 07/05/2015. (ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviário) PORTO

Leia mais

Manual Agendamento de Importação Cheio e Carregamento Expresso

Manual Agendamento de Importação Cheio e Carregamento Expresso Manual Agendamento de Importação Cheio e Carregamento Expresso Sumário 1. Objetivo... 3 2. Introdução... 3 3. Agendamento Importação... 4 3.1 Reservar Janela de Agendamento... 6 3.2 Excluir Janela de Agendamento...

Leia mais

Sistema de Licitações On-Line UNIPAMPA Versão 1.0 MANUAL DO PREGOEIRO 2010

Sistema de Licitações On-Line UNIPAMPA Versão 1.0 MANUAL DO PREGOEIRO 2010 MANUAL DO PREGOEIRO 2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Equipe de Desenvolvimento Diego Luís Kreutz Diretor do NTIC Émerson Oliveira Rizzatti Administrador

Leia mais

1. Entrar no site www.sefaz.rs.gov.br 2. Clicar em Login (canto superior direito)

1. Entrar no site www.sefaz.rs.gov.br 2. Clicar em Login (canto superior direito) 1. Entrar no site www.sefaz.rs.gov.br 2. Clicar em Login (canto superior direito) 3. Escolher a opção e-cac 4. Inserir seu CPF e Senha a. Salienta-se: senha incorreta 3 vezes bloqueia o usuário. 5. Clicar

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES Manual de Procedimentos 2004 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVOS...3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO...3

Leia mais

PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO

PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO APLICATIVO FUNDO CASA O Fundo Socioambiental CASA desenvolveu um Aplicativo (para Desktop - Windows) para Apresentação de Projetos. O Aplicativo Fundo CASA tem como objetivo facilitar o envio de Projetos

Leia mais

TPP WEB (TEC Plus Planilha versão WEB) 1 ACESSO AO SISTEMA

TPP WEB (TEC Plus Planilha versão WEB) 1 ACESSO AO SISTEMA 1 ACESSO AO SISTEMA Depois de efetuar o login clique no menu TEC Plus Planilha: 2 PLANILHA Para inserir uma planilha nova, clique no botão Abrir novo registro (quinto botão do rodapé da figura abaixo):

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa 1 TRIBUTADA. MANUAL PARA EMISSÃO. 2014. INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa - NF-e avulsa implementada pela Secretaria de Estado da Fazenda do

Leia mais

Navegação de Cabotagem no Brasil. João Guilherme Araujo. Novembro/2013

Navegação de Cabotagem no Brasil. João Guilherme Araujo. Novembro/2013 Navegação de Cabotagem no Brasil João Guilherme Araujo Novembro/2013 Agenda Porque falar de Cabotagem? Cabotagem no Brasil Pontos Favoráveis e Desfavoráveis Números da Cabotagem no Brasil Cabotagem de

Leia mais

Radar TISS Versão 2014

Radar TISS Versão 2014 Radar TISS Versão 2014 O que é o Radar TISS? 1. Público Alvo: Operadoras de planos privados de assistência à saúde com registro ativo na ANS em 01 de outubro de 2014, exceto as classificadas como Administradoras

Leia mais

Controle de Carga e Facilitação do Fluxo Logístico no Comércio Internacional. Siscomex Carga. PROCOMEX Brasília março de 2007

Controle de Carga e Facilitação do Fluxo Logístico no Comércio Internacional. Siscomex Carga. PROCOMEX Brasília março de 2007 Controle de Carga e Facilitação do Fluxo Logístico no Comércio Internacional Siscomex Carga PROCOMEX Brasília março de 2007 Cenário Contemporâneo Crescimento do comércio internacional; Preocupação com

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CONCEITOS BÁSICOS... 2 3. SAGE ALERTA NCM... 3 4. NCM PORTAL DE RELACIONAMENTO... 12 1.1. O que é NCM... 2 2.1.

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CONCEITOS BÁSICOS... 2 3. SAGE ALERTA NCM... 3 4. NCM PORTAL DE RELACIONAMENTO... 12 1.1. O que é NCM... 2 2.1. Sage Alerta NCM Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CONCEITOS BÁSICOS... 2 1.1. O que é NCM... 2 3. SAGE ALERTA NCM... 3 2.1. 2.2. 2.3. 2.4. Cadastro NCM... 3 Destino NCM... 5 NCMs Monitoradas... 6 Painel de

Leia mais

Manual. Manifestação Destinatário

Manual. Manifestação Destinatário Manual Manifestação Destinatário Sr.Farmacista Evite fraudes em seu CNPJ 1 Você dono de um estabelecimento sabe que hoje o governo disponibiliza gratuitamente para você um programa onde é possível visualizar

Leia mais

Informativo de Versão 18.12

Informativo de Versão 18.12 Informativo de Versão 18.12 Índice ERP Posto... 2 Cadastro Contrato de Abastecimento (Chamado 21982)... 2 Resulth Business... 3 Entrada de Produtos (Chamado 24400)... 3 ERP Faturamento... 4 Consulta Preço

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO

MANUAL DE INTEGRAÇÃO MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA EXIBIÇÃO DA CARGA TRIBUTÁRIA EM CUPONS E NOTAS FISCAIS LEI 12.741/2012 Versão 0.0.5 Padrões técnicos de comunicação entre sistemas empresariais de emissão de cupons e notas fiscais

Leia mais

As Dificuldades para o Transporte de Carga Geral na Cabotagem Brasileira

As Dificuldades para o Transporte de Carga Geral na Cabotagem Brasileira As Dificuldades para o Transporte de Carga Geral na Cabotagem Brasileira A matriz brasileira de transporte de cargas é distorcida quando comparada à de países com extensões e características geográficas

Leia mais

Correspondente no País Passo a Passo - Certificação CC1 Veículos -

Correspondente no País Passo a Passo - Certificação CC1 Veículos - Correspondente no País Passo a Passo - Certificação CC1 Veículos - Setembro de 2013 Certificação CC1 - Veículos Informações Importantes Este modelo de Certificação é uma ação promocional, sem custo para

Leia mais

MANIFESTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS FISCAIS (MDF-e) NO TRC

MANIFESTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS FISCAIS (MDF-e) NO TRC MANIFESTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS FISCAIS (MDF-e) NO TRC 1 Conceito do MDF-e: MDF-e é o documento emitido e armazenado eletronicamente por contribuinte credenciado pela Secretaria da Fazenda como emitente

Leia mais

APPAWEB DESCRIÇÃO DA INTERFACE DE CONCLUSÃO DA OPERAÇÃO NO PONTO DE DESTINO

APPAWEB DESCRIÇÃO DA INTERFACE DE CONCLUSÃO DA OPERAÇÃO NO PONTO DE DESTINO APPAWEB DESCRIÇÃO DA INTERFACE DE CONCLUSÃO DA OPERAÇÃO NO PONTO DE DESTINO Versão 1.2 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor [Categoria] 1.0 Versão Original Fabrício R. Ferreira/OPENPORT 10/09/2015

Leia mais

Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica

Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Versão Revisão Data Responsável Revisores 1 0 23/10/2007 Fabiano Moreira Ramos Helder da Silva Andrade 1.10 0 28/03/2008 Fabiano Moreira Ramos

Leia mais

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda Versão para atualização do Gerpos Retaguarda A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível.

Leia mais

Manual de solicitação para envio de equipamento em garantia. Bosch Sistemas de Segurança

Manual de solicitação para envio de equipamento em garantia. Bosch Sistemas de Segurança Manual de solicitação para envio de equipamento em garantia Bosch Sistemas de Segurança 2 Manual Sistema de Garantia Bosch Sistemas de Segurança Acesso ao Sistema Para acessar o sistema, entre no site

Leia mais

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual

Escritório Virtual - Apresentação. Acesso ao Portal do Escritório Virtual Página2 Escritório Virtual - Apresentação O escritório Virtual visa uma aproximação entre o escritório e seus clientes, possibilitando encurtar caminhos para envio e recebimento de arquivos e informações

Leia mais

PORTO DE VITÓRIA Abaixo estão as Tabelas com as tarifas referentes à utilização da infra-estrutura portuária dos portos da Codesa.

PORTO DE VITÓRIA Abaixo estão as Tabelas com as tarifas referentes à utilização da infra-estrutura portuária dos portos da Codesa. PORTO DE VITÓRIA Abaixo estão as Tabelas com as tarifas referentes à utilização da infra-estrutura portuária dos portos da Codesa. - TABELA I - Proteção e Acesso ao Porto - TABELA II - Instalações de Acostagem

Leia mais

0800-728-2001 (Capitais e Interior) 0800-729-2001 (Demais Localidades) 0800-727-2001 (Capitais e Interior) Golden Fone (SAC)

0800-728-2001 (Capitais e Interior) 0800-729-2001 (Demais Localidades) 0800-727-2001 (Capitais e Interior) Golden Fone (SAC) Golden Fone (SAC) 0800-728-2001 (Capitais e Interior) Central Técnica 4004-2001 (Regiões Metropolitanas do Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília e São Luís) 0800-729-2001

Leia mais

TABELA I. Por tonelada de porte bruto das embarcações que adentrarem ao Porto com outros fins que não a movimentação de cargas, atracadas ou não.

TABELA I. Por tonelada de porte bruto das embarcações que adentrarem ao Porto com outros fins que não a movimentação de cargas, atracadas ou não. TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DE PROTEÇÃO E ACESSO AQUAVIÁRIO PORTUÁRIA TAXAS DEVIDAS PELO ARMADOR 1. Por Tonelagem de Porte Bruto das Embarcações Por unidade 1.1 Na movimentação de contêineres

Leia mais

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015 1. Entrar no site do Colégio: www.riobranco.org.br a) Digitar o Login, que é o número da Matrícula do Aluno (Seta 1) Dica: O número da matrícula pode ser localizado na carteirinha, boletim do aluno, ou

Leia mais

Art. 2º O Anexo de que trata o Art. 1º não entrará em vigor, devendo ser submetido à audiência pública.

Art. 2º O Anexo de que trata o Art. 1º não entrará em vigor, devendo ser submetido à audiência pública. RESOLUÇÃO No- 1.314-ANTAQ, DE 26 DE MARÇO DE 2009 Aprova a proposta de norma para disciplinar o afretamento de embarcação por empresa brasileira de navegação para o transporte de carga no tráfego de longo

Leia mais

ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS

ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS JULHO DE 2013 DC/SCM/GCE, 02/09/2013 Companhia Docas do Estado de São Paulo CODESP Av. Rodrigues Alves, s/ nº - Santos/SP - CEP 11015-900 Site:http://www.portodesantos.com.br

Leia mais

Considerando que a referida Resolução demanda ao IBAMA determinadas atividades fundamentais para a sua implementação; resolve:

Considerando que a referida Resolução demanda ao IBAMA determinadas atividades fundamentais para a sua implementação; resolve: INSTRUÇÃO NORMATIVA IBAMA Nº 1, DE 18 DE MARÇO DE 2010 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA, nomeado pela Portaria nº 383 da Ministra de Estado

Leia mais

Sistema Pamcard - Contrato de Frete Especificação de Integração. Contrato de Frete

Sistema Pamcard - Contrato de Frete Especificação de Integração. Contrato de Frete Sistema Pamcard - Contrato de Frete Especificação de Integração Contrato de Frete "O presente documento é de propriedade da Roadcard Soluções Integradas em Meios de Pagamentos S.A e está protegido pelas

Leia mais

Proposta Comercial. SGVO - Sistema de Gerenciamento de Vendas Online Software de Gestão (CadastrandoCupom.com.br)

Proposta Comercial. SGVO - Sistema de Gerenciamento de Vendas Online Software de Gestão (CadastrandoCupom.com.br) Av Washington Luis,774 Santo Amaro, 04662-001 São Paulo (SP) Fone: (11)2364-4998 http:// egsweb@egsweb.com.br Proposta Comercial SGVO - Sistema de Gerenciamento de Vendas Online Software de Gestão (CadastrandoCupom.com.br)

Leia mais

Tesche & Vasconcelos - Ciaf. Emissão primeira NF-e pelo Ciaf-800

Tesche & Vasconcelos - Ciaf. Emissão primeira NF-e pelo Ciaf-800 Emissão primeira NF-e pelo Ciaf-800 Para emissão da primeira Nota Fiscal eletrônica pelo Ciaf-800 a mesma deve ser obrigatoriamente uma nota de teste. Para que possa efetuar esta emissão faça o seguinte

Leia mais

Boletim Informativo Portuário

Boletim Informativo Portuário Boletim Informativo Portuário As estatísticas de movimentação portuária do segundo trimestre de 2014 mostram que os portos organizados e terminais de uso privado 1 movimentaram 244,2 milhões de toneladas

Leia mais

Desenvolvimento BM-1109 Etiqueta SIGEP Sistema de Gerenciamento de Postagem Versão 2009 Release 69

Desenvolvimento BM-1109 Etiqueta SIGEP Sistema de Gerenciamento de Postagem Versão 2009 Release 69 Desenvolvimento BM-1109 Etiqueta SIGEP Sistema de Gerenciamento de Postagem Versão 2009 Release 69 Autor Jaciara Processo: Vendas Nome do Processo: Configurar Etiqueta SIGEP online ou off-line Acesso Utilitários/Comercial/Transportadoras

Leia mais

Câmara Temática de Infraestrutura e Logística CTLOG 10 de junho de 2015 Brasília - DF

Câmara Temática de Infraestrutura e Logística CTLOG 10 de junho de 2015 Brasília - DF Câmara Temática de Infraestrutura e Logística CTLOG 10 de junho de 2015 Brasília - DF André Mello Vice Presidente Executivo da ABAC Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem Junho/2015 Agenda Apresentação

Leia mais

TARIFA PORTUÁRIA Navegação de Longo Curso e Cabotagem

TARIFA PORTUÁRIA Navegação de Longo Curso e Cabotagem TARIFA PORTUÁRIA Navegação de Longo Curso e Cabotagem BASE LEGAL: RESOLUÇÃO ANTAQ Nº 4093, DE 07 DE MAIO DE 2015 PUBLICADA NO DIARIO OFICIAL DA UNIÃO EM 08 DE MAIO DE 2015 VIGÊNCIA: A PARTIR DE 12/05/2015

Leia mais

AJUDA IMPORTAÇÃO NFe GERENCIADOR e PORTAL NFe PREMIUM CONTABILIDADE

AJUDA IMPORTAÇÃO NFe GERENCIADOR e PORTAL NFe PREMIUM CONTABILIDADE AJUDA IMPORTAÇÃO NFe GERENCIADOR e PORTAL NFe PREMIUM CONTABILIDADE 1º - Acesse o programa NF-e Prosoft Gerenciador, através de um duplo clique com o mouse, que esta na tela de seu computador, ícone igual

Leia mais

COMUNICADO IMPORTANTE

COMUNICADO IMPORTANTE COMUNICADO IMPORTANTE Rio de Janeiro, 17 de julho de 2009. Sr. Responsável pelo recebimento das Notas Fiscais REF.: NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-e) Prezado Cliente, Informamos que, a partir do dia 1º de

Leia mais

Marcelo Luiz Alves Fernandez Secretaria da Fazenda de São Paulo

Marcelo Luiz Alves Fernandez Secretaria da Fazenda de São Paulo Controle de fluxo de carga Manifesto de transporte, as perspectivas de implantação em nível nacional e o compartilhamento das informações com os demais sistemas do Governo Federal Marcelo Luiz Alves Fernandez

Leia mais

1.1. Prestação dos seguintes serviços nos âmbitos nacional e internacional:

1.1. Prestação dos seguintes serviços nos âmbitos nacional e internacional: CONTRATO Nº 12/2010 - ANEXO Nº 08 TELEGRAMA VIA INTERNET e CARTA VIA INTERNET 1. Definições 1.1. Prestação dos seguintes serviços nos âmbitos nacional e internacional: a) Telegrama canal de acesso: Internet

Leia mais

NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE FOMENTO SBOT

NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE FOMENTO SBOT NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO FUNDO DE FOMENTO SBOT ARTIGO 1 o : O FUNDO DE FOMENTO foi concebido para auxiliar as Regionais da SBOT no cumprimento total ou parcial de projetos educacionais e/ou institucionais

Leia mais

TARIFAS DO PORTO DO RIO DE JANEIRO Operações Portuárias

TARIFAS DO PORTO DO RIO DE JANEIRO Operações Portuárias DOCAS DO RIO AUTORIDADE PORTUARIA TARIFAS DO PORTO DO RIO DE JANEIRO Operações Portuárias TABELA I UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA - PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO - TABELA II UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS. Versão 2.1 NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Utilização Envio de arquivos RPS Versão 2.1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LAYOUT DO ARQUIVO... 4 3. TRANSMITINDO O ARQUIVO... 5 4. CONSULTANDO

Leia mais

TARIFA DO PORTO DE SUAPE

TARIFA DO PORTO DE SUAPE SUAPE COMPLEXO INDUSTRIAL PORTUÁRIO TARIFA DO PORTO DE SUAPE Homologada pela RESOLUÇÃO Nº 4.091, DE 7 DE MAIO DE 2015 (D.O.U. de 08.05.15) TABELA 1 UTILIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA MARÍTIMA (Taxas devidas

Leia mais

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e?

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar,

Leia mais

LAYOUT DO ARQUIVO EXPORTADO PARA INTERVENIENTES

LAYOUT DO ARQUIVO EXPORTADO PARA INTERVENIENTES LAYOUT DO ARQUIVO EXPORTADO PARA INTERVENIENTES 1 2 INTRODUÇÃO... 3 TIPOS DE REGISTROS... 4 LAY-OUTS... 4 DADOS DA ESCALA.... 5 DADOS DO MANIFESTO.... 5 DADOS DO CONTEINER VAZIO.... 6 DADOS DO CE MERCANTE....

Leia mais

Identificação via informação de código do porto de origem do conhecimento, conforme tabela constante do sistema.

Identificação via informação de código do porto de origem do conhecimento, conforme tabela constante do sistema. ADVERTÊNCIA Informamos que os textos das normas constantes deste material são digitados ou digitalizados, não sendo, portanto, textos oficiais. São reproduções digitais de textos publicados na internet

Leia mais

Importação de lote SUFRAMA

Importação de lote SUFRAMA Importação de lote SUFRAMA DFe Manager 1.8 Agosto de 2008 Confidencial: Documento de uso restrito a clientes e parceiros Synchro Atualização: 05/08/2008 Índice 1. Descrição da Funcionalidade para geração

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA No-2, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA No-2, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014 INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA No-2, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014 Regulamenta o art. 4º da Instrução Normativa Interministerial n 14 de 26 de

Leia mais

Partilha do ICMS Venda a Consumidor Fora do Estado Janeiro/2016

Partilha do ICMS Venda a Consumidor Fora do Estado Janeiro/2016 Partilha do ICMS Venda a Consumidor Fora do Estado Janeiro/2016 Fique atento às novidades de 2016 DIFAL E CEST Nota Técnica 2015/003 - ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final. Agora

Leia mais

ANO XXIII - 2012-1ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 TRIBUTOS FEDERAIS ICMS - SC

ANO XXIII - 2012-1ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 TRIBUTOS FEDERAIS ICMS - SC ANO XXIII - 2012-1ª SEMANA DE JUNHO DE 2012 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2012 TRIBUTOS FEDERAIS DAS - EMISSÃO COMPLEMENTAR Introdução - Casos de Emissão do DAS Complementar - Geração do DAS Após o Vencimento

Leia mais

Na primeira vez de usar:

Na primeira vez de usar: MANUAL DE USUÁRIO EV2014 Na primeira vez de usar: Veja a figura de estrutura de programa: CLIENTES DESTINATARIO PRODUTOS 2. PEDIDOS CÓDIGO DE TRIBUTOS 1.CADASTRO DE BANCO DE DADOS 3. NOTA FISCAL ELETRÔNICA

Leia mais

Indicator. Manual do Sistema de Acompanhamento de Desempenho Operacional Utilizando Excel

Indicator. Manual do Sistema de Acompanhamento de Desempenho Operacional Utilizando Excel Indicator Manual do Sistema de Acompanhamento de Desempenho Operacional Utilizando Excel ÍNDICE Introdução... 1 Preparação das Planilhas de Apuração... 1 Montando as Planilhas... 3 Para o berço 4... 3

Leia mais

Acesso a NFA-e para não contribuinte:

Acesso a NFA-e para não contribuinte: Acesso a NFA-e para não contribuinte: Através da pagina da Secretaria de Estado da Fazenda (www.sef.sc.gov.br) o contribuinte não credenciado no Sistema de Administração Tributária (S@T) poderá emitir

Leia mais

A partir de agora nossa comunicação será muito freqüente e se dará através de e-mails e do site Aerotur: www.aerotur.com.br/aeroteen.

A partir de agora nossa comunicação será muito freqüente e se dará através de e-mails e do site Aerotur: www.aerotur.com.br/aeroteen. Caros Passageiros e Pais, SEJAM BEM VINDOS À AEROTUR DISNEY 2012! A Viagem já começou no momento em que você fez a sua inscrição e nós temos a certeza de que todos vivem momentos de muitos sonhos, expectativas

Leia mais

Manual do Gate Expresso e Rodoviário

Manual do Gate Expresso e Rodoviário Manual do Gate Expresso Rodoviário e Ferroviário Página 1 Índice: 1. Objetivo... 2 2. Consulta Grupo Mercadoria (Booking, BL)... 3 3. Tela do Gate Expresso... 3 3.1 Item Gate Expresso... 5 3.2 Tela de

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DA PLANILHA

MANUAL DE PREENCHIMENTO DA PLANILHA MANUAL DE PREENCHIMENTO DA PLANILHA PLAN2_ESTOQUES_DENTRO_E_FORA_DO_ESTADO.XLS 1 1- INTRODUÇÃO A planilha PLAN2_ESTOQUES_DENTRO_E_FORA_DO_ESTADO.XLS registra os estoques, conforme a Figura 1 abaixo: Figura

Leia mais

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor Movimentos - Entrada de Nota Fiscal Para realizar a entrada de nota fiscal no sistema, verifica-se primeiro as opções, existem vários meios para dar entrada em uma Nota Fiscal: Com Pedido de Compra é quando

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 01/2013 As presentes instruções aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

ANEXO IX - DOS DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS E AUXILIARES

ANEXO IX - DOS DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS E AUXILIARES ANEXO IX - DOS DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS E AUXILIARES CAPÍTULO I DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NF-e DANFE Art. 1º A Nota Fiscal Eletrônica - NF-e, modelo 55, poderá ser

Leia mais

Tutorial para envio de frequência de estagiários pelo SEI

Tutorial para envio de frequência de estagiários pelo SEI Tutorial para envio de frequência de estagiários pelo SEI Tutorial para envio de frequência de estagiários pelo SEI: Acessar o SEI - O estagiário deverá acessar o SEI pelo endereço eletrônico: http://sei.enap.gov.br

Leia mais

Manual para Cadastro de Nota Fiscal e Outros Documentos de Exportação. ÍNDICE

Manual para Cadastro de Nota Fiscal e Outros Documentos de Exportação. ÍNDICE ÍNDICE ÍNDICE... 1 Objetivo... 2 Requisitos Mínimos do Sistema... 2 Acesso ao sistema... 2... 3 CADASTRO DA NOTA FISCAL... 3 Grupo Booking... 4 Campo... 4... 4 Grupo Cliente... 5... 6 Grupo Documentos...

Leia mais

DF-e Manager Manual de uso Arquivos Gerados Novembro de 2015

DF-e Manager Manual de uso Arquivos Gerados Novembro de 2015 DF-e Manager Manual de uso Arquivos Gerados Novembro de 2015 Copyright 2015 Synchro Solução Fiscal Brasil Conteúdo 1. Introdução... 1 2. Relatórios... 1 2.1. Relatório de Valores Totais por NF-e... 1 2.2.

Leia mais

Emissão e autorização da NF-e 2. Quais são as validações realizadas pela Secretaria de Fazenda na autorização de uma NF-e?

Emissão e autorização da NF-e 2. Quais são as validações realizadas pela Secretaria de Fazenda na autorização de uma NF-e? O QUE MUDA COM A NF-e 1. Como funciona o modelo operacional da NF-e? De maneira simplificada, a empresa emissora de NF-e, previamente credenciada segundo as normas ditadas pela Secretaria de Fazenda de

Leia mais

PRODAV 03/2015 Passo a passo para inscrição do projeto

PRODAV 03/2015 Passo a passo para inscrição do projeto PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO NA CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2015 Para acessar o Sistema de Inscrição da CHAMADA PÚBLICA BRDE/FSA PRODAV 03/2015, clique em http://ancine.brde.com.br/ancine/login.asp

Leia mais

TARIFA PORTUÁRIA DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU-CANDEIAS

TARIFA PORTUÁRIA DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU-CANDEIAS SECRETARIA DE PORTOS DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA TARIFA PORTUÁRIA DOS PORTOS DE SALVADOR E ARATU-CANDEIAS TAXAS, PREÇOS, FRANQUIAS E OBSERVAÇÕES Resolução Nº 4.093 ANTAQ 07/05/2015 Vigência 15/05/2015

Leia mais

Procedimentos Operacionais de Nota Fiscal Eletrônica no Oryon. Este documento explica como operar o Oryon com a utilização de Nota Fiscal Eletrônica.

Procedimentos Operacionais de Nota Fiscal Eletrônica no Oryon. Este documento explica como operar o Oryon com a utilização de Nota Fiscal Eletrônica. Procedimentos Operacionais de Nota Fiscal Eletrônica no Oryon Este documento explica como operar o Oryon com a utilização de Nota Fiscal Eletrônica. 1º Passo Verificar parte cadastral: Para conseguir emitir

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 07/2015 Orientações Gerais Sobre o Recadastramento Manual Prático de Acesso Versão 05/2016 1 1 ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE RECADASTRAMENTO SIGA as determinações dispostas na Instrução

Leia mais

1. Instalação e Registro

1. Instalação e Registro 1. Instalação e Registro 1.1. Instalando o Controle de Transportadoras Para instalar o Controle de Transportadoras, acesse o site da Bsoft (www.bsoft.com.br), entre na seção de Downloads e baixe o instalador

Leia mais

Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015.

Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015. Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados.

Leia mais

TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias Comerciais

TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias Comerciais DOCAS DO RIO AUTORIDADE PORTUARIA TARIFAS DO PORTO DE ANGRA DOS REIS Operações Portuárias Comerciais TABELA I - PROTEÇÃO E ACESSO AO PORTO - TABELA II - INSTALAÇÕES DE ACOSTAGEM - TABELA III - INSTALAÇÕES

Leia mais

Grupo de Recursos... 118 Recursos/Mão-de-Obra para Produção... 120 Características... 121 Importadores... 123 Importar pessoas...

Grupo de Recursos... 118 Recursos/Mão-de-Obra para Produção... 120 Características... 121 Importadores... 123 Importar pessoas... Versão 1.0 1 ÍNDICE Apresentação... 4 Acessando o izfinance... 5 Realizando um novo cadastro... 5 Bem-Vindo ao izfinance... 6 Identificação de Usuário... 7 Minha Empresa... 8 Cadastro da Empresa... 9 Guia

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DO TERMINAL PORTUÁRIO DO PECÉM Vigência: 01 DE JULHO DE 2015

TABELA DE PREÇOS DO TERMINAL PORTUÁRIO DO PECÉM Vigência: 01 DE JULHO DE 2015 TABELA DE PREÇOS DO Vigência: 01 DE JULHO DE 2015 TABELA A - PREÇOS DOS SERVIÇOS PRESTADOS OU DISPONIBILIZADOS PELA CEARÁPORTOS 100.000 SERVIÇOS OPERACIONAIS O prestador de serviço credenciado deverá pagar

Leia mais

Manual de Utilização do Portal

Manual de Utilização do Portal Manual de Utilização do Portal Principal Pré Atendimento: Cadastro de Usuários ativos no Plano, através do número do cartão. Pacientes: Consulta de Usuários do Plano já cadastrados pelo Prestador. Atendimento:

Leia mais

Tutorial para emissão de NF-e

Tutorial para emissão de NF-e Tutorial para emissão de NF-e Conteúdo 1.Configuração do Módulo de NF-e... 2 1.1.Códigos Fiscais... 3 1.2.Contas Contábeis... 4 1.3.Conta corrente... 6 2.Emissão de NF-e... 8 2.1.Gerar NF-e... 9 2.2.NF-e

Leia mais

A Marinha Mercante do Brasil Painel II Perspectivas de Crescimento do Setor Marítimo para a Dinamarca e para o Brasil Abril / 2015

A Marinha Mercante do Brasil Painel II Perspectivas de Crescimento do Setor Marítimo para a Dinamarca e para o Brasil Abril / 2015 A Marinha Mercante do Brasil Painel II Perspectivas de Crescimento do Setor Marítimo para a Dinamarca e para o Brasil Abril / 2015 Informações sobre o Syndarma Fundado em 5 de outubro de 1934, é a representação

Leia mais

Seminário de Portos e Vias Navegáveis: Um olhar sobre a infraestrutura Brasília, 22 de setembro de 2011

Seminário de Portos e Vias Navegáveis: Um olhar sobre a infraestrutura Brasília, 22 de setembro de 2011 PAINEL Navegação Marítima de Cabotagem A experiência do armador nacional como investidor em navios no Brasil Seminário de Portos e Vias Navegáveis: Um olhar sobre a infraestrutura Brasília, 22 de setembro

Leia mais

b) os textos devem ter no máximo 42.000 caracteres com espaços (incluindo títulos, resumo, abstract, notas de rodapé, referências bibliográficas);

b) os textos devem ter no máximo 42.000 caracteres com espaços (incluindo títulos, resumo, abstract, notas de rodapé, referências bibliográficas); Orientações sobre as normas de submissão de trabalhos e procedimentos para realizar inscrição e submissão de trabalhos. Orientações sobre as normas de submissão de trabalhos É responsabilidade de cada

Leia mais

Obrigatoriedade do código de Barras nos Produtos

Obrigatoriedade do código de Barras nos Produtos Código: PT-130517 Módulo: PRODUTOS Data: 17/05/2013 Revisão: 17/05/2013 Assunto: Obrigatoriedade do código de Barras nos Produtos GTIN - "Global Trade Item Number" Número Global de Item Comercial na Nota

Leia mais

FATURAMENTO ELETRÔNICO

FATURAMENTO ELETRÔNICO TUTORIAL FATURAMENTO ELETRÔNICO TISS epro-social 17/11/2009 Índice Introdução... 2 Faturamento Eletrônico... 3 Troca de Informações de Saúde Suplementar - TISS... 4 Formas de Comunicação e Arquivos...

Leia mais

Jd Soft Informática Ltda F o n e : ( 0 4 8 ) 3 2 4 7-0 0 0 1

Jd Soft Informática Ltda F o n e : ( 0 4 8 ) 3 2 4 7-0 0 0 1 INFORMATIVO DPPH Nº 023 30/10/2014. MANTER EM DIA AS ATUALIZAÇÕES O programa DOWNLOAD JD é o nosso portal oficial onde são publicadas as versões e os manuais de atualização e de informação para o usuário.

Leia mais

ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS

ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO COMERCIAL SCM / GCE ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS - MAIO DE 2009 Companhia Docas do Estado de São Paulo CODESP Av. Rodrigues Alves, s/ nº - Santos/SP - CEP

Leia mais

Programa Validador de Lotes de DMS-e Manual de uso do Programa Validador de Arquivo XML para DMS-e

Programa Validador de Lotes de DMS-e Manual de uso do Programa Validador de Arquivo XML para DMS-e Programa Validador de Lotes de DMS-e Manual de uso do Programa Validador de Arquivo XML para DMS-e Este manual destina-se a orientar os contribuintes em como validar arquivos XML para a remessa de lotes

Leia mais

PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO

PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO 1. SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS TERMINAL DE VILA VELHA TVV PROCESSOS DE IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO O Terminal de Vila Velha disponibiliza um modelo padrão para solicitação

Leia mais