Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB"

Transcrição

1 Resolução da 5ª reunião do CC - eleito no 12º Congresso Lutar pelo êxito do governo Dilma e reforçar o papel do PCdoB A maioria da nação enalteceu a eleição de Dilma Rousseff para a presidência da República e, agora, aguarda com expectativa a posse e o início de seu governo. Vigora entre os brasileiros a confiança de que sua primeira presidente por sua história, concepções e competência tudo fará para que o país dê novos passos no sentido de tornar-se uma nação desenvolvida, cada vez mais soberana e democrática, respeitada no mundo e, sobretudo, capaz de garantir ao povo uma qualidade de vida crescentemente melhor. A aliança liderada por ela e pelo presidente Lula conquistou perto de 70% das 513 cadeiras da Câmara dos Deputados, a maioria no Senado Federal e elegeu dezessete governadores. Esta terceira grande vitória do povo tem importância elevada, estratégica, pois assegura a continuidade da obra realizada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e possibilita a luta por conquistas ainda mais promissoras para o próximo quadriênio. Esse êxito também ecoa positivamente numa realidade mundial instável na qual as grandes potências tentam jogar o ônus da crise capitalista sobre os ombros dos demais países. Em especial na América Latina, a vitória de Dilma foi bem recebida, pois estimula seu atual ciclo progressista. O Partido Comunista do Brasil desde o início engajou-se de corpo inteiro pela vitória de Dilma. Ajudou a construir a aliança de partidos e movimentos sociais que respaldou a candidata, apresentou ideias programáticas e opiniões sobre a condução política da jornada, indicou quadros para a coordenação da campanha e, por todo o país, seus candidatos e militantes abraçaram com garra a bandeira de Dilma. De igual modo, batalhou pela vitória de seus demais aliados aos governos estaduais e ao Senado Federal. Catorze governadores e vinte e oito senadores eleitos tiveram o apoio decidido dos comunistas. Prioridades do novo governo e participação do PCdoB O PCdoB tem atuado na transição para o novo governo. Nesse processo sublinha ser necessário dar nitidez ao projeto com o qual a presidente foi eleita e definir as prioridades que serão enfrentadas. Entre elas, se destacam: enfrentar a guerra cambial assegurando os interesses nacionais, concluir a votação do marco regulatório do Pré-Sal com o regime de partilha, mais recursos para a saúde, ampliar e fortalecer a educação pública de qualidade, medidas para melhorar a segurança pública, inclusive com a aprovação da PEC-300 que dispõe sobre o piso salarial do setor, aumento real do salário-mínimo e redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais. Ao realçar a importância da aliança ampla formada tanto à vitória quanto à governabilidade,

2 ressalta que, dada a heterogeneidade da mesma, impõe-se construir um bloco de forças de esquerda e progressistas com o objetivo de se constituir um polo político avançado e consequente, capaz de impulsionar a aplicação do programa e de contribuir para uma condução exitosa da luta política que envolve as diferentes dimensões do exercício do governo. O Partido aplicou desde o confronto de 1989 suas energias para que o país viesse a trilhar o caminho do seu fortalecimento enquanto nação soberana, próspera e democrática através de um novo projeto nacional de desenvolvimento que promovesse a produção de riqueza e a distribuição de renda. Com as vitórias de 2002 e 2006, aceitou o convite do presidente Lula e lideranças da legenda comunista assumiram responsabilidades institucionais em seus dois governos. O trabalho realizado por elas se somou ao conjunto e contribuiu para o êxito alcançado. Agora que uma nova etapa da construção do projeto nacional se apresenta, o PCdoB poderá participar do governo Dilma com o objetivo de contribuir para seu sucesso. O Partido tem, entre seus quadros, lideranças com perfil político e currículo técnico à altura desse desafio. PCdoB obteve boa colheita eleitoral O Partido desde 2002 alterou sua tática eleitoral, a um só tempo se propôs crescer tanto nas disputas proporcionais à Câmara dos Deputados e demais Casas Legislativas quanto nas disputas majoritárias que regem as eleições ao Senado Federal, a prefeituras e governos estaduais. Em relação às eleições de 2006 para a Câmara dos Deputados o Partido cresceu a votação absoluta em 40,83%, somando Atingiu a porcentagem de 2,85% do total de sufrágios já validados, índice que em 2002 fora de 2,25%. Houve um incremento proporcional em relação a 2006 de 37,08%. Ampliou a bancada de 13 para 15 cadeiras. Destacam-se, entre outros, alguns êxitos alcançados. Com 6 deputadas eleitas, constituirá proporcionalmente a maior bancada feminina entre todas as legendas. Manuela D Ávila, reeleita com mais de 482 mil votos, foi a mais votada no Rio Grande do Sul e a campeã de votos entre as mulheres eleitas para a Câmara dos Deputados. Também no mesmo Rio Grande, elegemos Assis Melo, grande liderança sindical operária de Caxias do Sul. Luciana Santos, ex-prefeita de Olinda e vice-presidente nacional do PCdoB, conquistou por Pernambuco seu primeiro mandato federal. Aldo Rebelo, reeleito pela sexta vez consecutiva, é uma das mais respeitadas lideranças do Congresso Nacional. E, também, sublinha-se o resultado na Bahia, maior colégio eleitoral do Nordeste, onde conquistou três cadeiras à Câmara dos Deputados e três mandatos estaduais. Nas Assembleias Legislativas, aumentou de 12 para 18 representantes, podendo este número ainda crescer devido a pendências jurídicas.

3 Em razão do esforço de lançar maior número de candidatos, inclusive com sete chapas próprias às Assembleias Legislativas, o Partido conseguiu votos o que corresponde a 2,43% do total, índice que em 2006 fora de 1,57%. Teve neste ano quase 1 milhão de votos a mais que em Quarto lugar na votação ao Senado Quanto ao Senado, em relação a 2002, agora em 2010, o Partido quase dobrou a votação com votos, o que corresponde a 7,37% do total, índice que em 2002 fora de 4%. Com este resultado significativo, o PCdoB, entre todas as legendas, foi a quarta mais votada para o Senado Federal. Assim, supera o seu rendimento de 2006 quando ficou em quinto lugar. Elegeu Vanessa Grazziotin, a primeira senadora do Amazonas, estado estratégico da Amazônia brasileira. Passou a contar, portanto, com duas cadeiras no Senado. Na jornada ao Senado outras candidaturas do PCdoB merecem reverência, mas destaca-se o grande feito de Netinho de Paula. Mesmo enfrentando uma campanha sórdida de preconceito social e até de racismo, empolgou o povo alcançando 7 milhões e 773 mil votos em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país. Com Flávio Dino, candidato ao governo do Maranhão, o PCdoB inaugurou com brilhantismo sua primeira disputa nesta esfera. A candidatura de Flávio por muito pouco não foi para o segundo turno. Foi um feito político e um notável avanço. Este resultado positivo faz parte de um processo cumulativo com um crescimento gradativo e contínuo que nas eleições seguintes e nas batalhas políticas que estão por vir lhe permitirá participar com mais influência e possibilidades de maiores vitórias. Os balanços dos comitês estaduais contendo a sistematização do desempenho partidário em cada unidade da Federação irão oferecer dados e elementos sobre os êxitos e revezes presentes no resultado eleitoral dos comunistas. O PCdoB pode avançar muito mais Lutar pelo êxito do governo Dilma será o objetivo prioritário do PCdoB e no curso desta jornada o Partido buscará elevar sua força e avançar seu papel político. A legenda colheu resultados políticos positivos nas urnas em outubro. Aumentou suas fileiras e ganhou lideranças expressivas. Novas vitórias podem ser construídas a partir de agora. A presença ativa nos movimentos sociais, nas esferas institucionais de governo, na luta de ideias programáticas e as eleições de 2012 serão bases promissoras para isso. Força militante mais extensa e organizada em todos esses terrenos é parte inseparável da

4 caminhada. O fator partido é decisivo para o projeto estratégico do PCdoB em termos de orientação política, unidade e força da militância, solidez ideológica. Se o partido não desempenha bem seu papel, as vitórias são efêmeras. Para tal, é preciso instituir em toda sua extensão a política de quadros do 12º Congresso e perseguir uma vida militante mais intensa em organizações partidárias mais definidas e estáveis. Sua realização exige o papel de liderança do conjunto da direção, em primeiro lugar do Comitê Central e de sua Comissão Política Nacional. Estão dadas as condições para alcançar 500 mil membros ou mais no partido até o 13º Congresso. Neste sentido, apresenta-se para o debate a proposta de 400 mil membros até 2012, priorizando os municípios com mais de 100 mil habitantes e cidades-polo. O rumo é assegurar vida militante desde a base; o caminho é o fortalecimento das direções intermediárias nas grandes cidades do país. Para tornar realidade esta fértil potencialidade o trabalho partidário deve implementar de imediato as seguintes diretivas: - Realizar filiações massivas e de lideranças políticas expressivas da sociedade em todos os setores, a partir dos eleitos, dos que foram candidatos e nos segmentos sociais alcançados pela campanha do Partido. - Preparar desde já o projeto eleitoral em todos os estados, com a redefinição do espectro político pós-eleitoral, tomando de imediato iniciativas para construir candidaturas levando em conta não somente as condições de apoios políticos amplos e bases materiais de sustentação, como também a força do fator partido como parte das condições essenciais de viabilidade eleitoral. - Focar os esforços de crescimento e estruturação nas capitais e maiores cidades do país, municípios-polo ou onde temos prefeituras, em articulação com o projeto eleitoral Realizar encontro nacional dos secretários de organização das trezentas maiores cidades onde o Partido está organizado. - Elevar a atuação política do movimento social na luta pelos avanços e conquistas. Em 2011 terá papel destacado em função das pressões e contrapressões sobre o novo governo. Uma pauta precisará ser formada nacionalmente para unificar esforços. A questão envolve também a maior adesão do partido à sua base social, o que tem a ver com a disputa de prefeituras em Fortalecer os instrumentos da luta de ideias como parte da luta política e social. Instituir

5 programas de formação especial para as novas lideranças eleitorais do partido e novos filiados, bem como a seleção dos quadros do curso nacional. Retomar a distribuição do programa socialista (até 1 milhão previstos). Implantar a Carteira Nacional Militante-CNM Realizar nova pesquisa de imagem do partido na sociedade. - Realizar com êxito, no ano próximo, a Conferência Nacional sobre a Questão da Mulher. Essa experiência avançada do PCdoB e os êxitos conquistados dão ensejo a aprofundá-la e projetar ainda mais o papel da mulher brasileira na luta por um novo projeto nacional de desenvolvimento. - Aplicar a Política de Quadros no curso das Conferências estaduais de 2011, focando os quadros intermediários. Ação sob responsabilidade dos Comitês Estaduais, integrados ao sistema nacional. - Realizar por iniciativa das Fundações seminário com os partidos aliados para debater alternativas que contribuam para avanço do desenvolvimento. Transformar a esperança em realidade É grande a responsabilidade do futuro governo, bem como das forças políticas e sociais que o apoiam. Dilma tomará posse com o mandato do povo, que respalda o atual caminho e ordena que por ele o Brasil avance. A oposição conservadora persistirá avessa ao progresso da nação e aos direitos dos trabalhadores e, renitente, tudo fará para obstruir e impedir as realizações. O PCdoB se empenhará pelo êxito do governo Dilma e está convicto de que ele, apoiado na força do povo e na aliança política e social vencedora, poderá transformar persistentemente a esperança em realidade. São Paulo, 28 de novembro de O Comitê Central do Partido Comunista do Brasil - PCdoB

Documento aprovado na Conferência Estadual do Maranhão em 2011

Documento aprovado na Conferência Estadual do Maranhão em 2011 Documento aprovado na Conferência Estadual do Maranhão em 2011 Impulsionar o governo Dilma a aproveitar a janela de oportunidade aberta pela crise para fazer avançar o Projeto Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL SUGESTÕES

ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL SUGESTÕES ELEIÇÕES 2008 A RELAÇÃO ENTRE VEREADORES, ADMINISTRAÇÕES PETISTAS E O MOVIMENTO SINDICAL 1) INTRODUÇÃO SUGESTÕES Ao longo dos seus vinte e oito anos e com a experiência de centenas de administrações que

Leia mais

PROGRAMA DA CHAPA PARTIDO E GOVERNO COM O POVO PARA O PT CONTINUAR LIDERARANDO UM NOVO CICLO DE TRANSFORMAÇÕES NO BRASIL E EM GUARULHOS

PROGRAMA DA CHAPA PARTIDO E GOVERNO COM O POVO PARA O PT CONTINUAR LIDERARANDO UM NOVO CICLO DE TRANSFORMAÇÕES NO BRASIL E EM GUARULHOS PROGRAMA DA CHAPA PARTIDO E GOVERNO COM O POVO PARA O PT CONTINUAR LIDERARANDO UM NOVO CICLO DE TRANSFORMAÇÕES NO BRASIL E EM GUARULHOS "As manifestações são parte indissociável do nosso processo de ascensão

Leia mais

PESQUISA RELATÓRIO 1/2 PESQUISA PRESIDENTE GOVERNADOR - SENADOR CONTRATANTE DA PESQUISA: PARTIDO DA REPÚBLICA-PR MINAS GERIAS ESTADO: MINAS GERAIS

PESQUISA RELATÓRIO 1/2 PESQUISA PRESIDENTE GOVERNADOR - SENADOR CONTRATANTE DA PESQUISA: PARTIDO DA REPÚBLICA-PR MINAS GERIAS ESTADO: MINAS GERAIS PESQUISA RELATÓRIO 1/2 PESQUISA PRESIDENTE GOVERNADOR - SENADOR CONTRATANTE DA PESQUISA: PARTIDO DA REPÚBLICA-PR MINAS GERIAS ESTADO: MINAS GERAIS PERÍODO DE REALIZAÇÃO DOS TRABALHOS: 12 A 19 DE SETEMBRO

Leia mais

Renato Rabelo: "A prioridade, agora, são as reformas"

Renato Rabelo: A prioridade, agora, são as reformas 15 de Novembro de 2014-12h03 Renato Rabelo: "A prioridade, agora, são as reformas" A direção do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) está reunida em São Paulo desde a última sexta-feira (14) com o objetivo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SECRETARIADO NACIONAL DA MULHER

REGIMENTO INTERNO DO SECRETARIADO NACIONAL DA MULHER REGIMENTO INTERNO DO SECRETARIADO NACIONAL DA MULHER PREÂMBULO O Estatuto do PSDB, aprovado em 1988, previu em sua Seção V, art. 73, 2º a criação do Secretariado da Mulher como parte integrante da Executiva

Leia mais

A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff

A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff A perspectiva de reforma política no Governo Dilma Rousseff Homero de Oliveira Costa Revista Jurídica Consulex, Ano XV n. 335, 01/Janeiro/2011 Brasília DF A reforma política, entendida como o conjunto

Leia mais

02 out - POLÍTICA: Dilma anuncia redução de oito ministérios, com salários menores e corte de cargos Sex, 02 de Outubro de 2015 13:43

02 out - POLÍTICA: Dilma anuncia redução de oito ministérios, com salários menores e corte de cargos Sex, 02 de Outubro de 2015 13:43 A nova configuração ministerial, finalizada ontem (1 ) com a ajuda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, inclui a extinção e fusão de pastas e a realocação de titulares dos ministérios. Brasília

Leia mais

De sindicalização, tendo como foco principal a juventude trabalhadora; Pela inclusão da Filosofia e da Sociologia no currículo do ensino básico;

De sindicalização, tendo como foco principal a juventude trabalhadora; Pela inclusão da Filosofia e da Sociologia no currículo do ensino básico; PLANO DE LUTAS DA CUT/SP CALENDÁRIO DE ATOS PÚBLICOS 24/05 Ato em Brasília pela estabilidade do serviço público. Dia Nacional de lutas em defesa do funcionário público admitido em caráter temporário. Estabilidade

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Da Sra. Professora Dorinha Seabra Rezende) Dispõe sobre o preenchimento de vagas por mulheres nas eleições proporcionais. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Acrescente-se

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DO IV SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES

RELATÓRIO SÍNTESE DO IV SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES RELATÓRIO SÍNTESE DO IV SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES O IV Simpósio Nacional do (Cebes), realizado no dia 31 de outubro de 2015, no Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), no Rio de Janeiro, teve como objetivo

Leia mais

REFORMA SINDICAL QUADRO COMPARATIVO

REFORMA SINDICAL QUADRO COMPARATIVO REFORMA SINDICAL QUADRO COMPARATIVO Substitutivo do deputado Tarcísio Zimmerman (PT/RS), relator dos projetos que tratam da reforma sindical na Comissão de Trabalho, e o anteprojeto de relações sindicais

Leia mais

PARECER DO RELATOR * RELATÓRIO *

PARECER DO RELATOR * RELATÓRIO * PARECER DO RELATOR (Sr. Rodrigo Maia) * RELATÓRIO * Em síntese, as propostas constitucionais ora em análise têm por escopo alterar o sistema político-eleitoral em vigor, de modo a ajustar o sistema eleitoral

Leia mais

VEREADORA DRA. CRISTINA LOPES AFONSO

VEREADORA DRA. CRISTINA LOPES AFONSO A P E N A S Q U A N D O S O M O S I N S T R U Í D O S P E L A R E A L I D A D E É Q U E P O D E M O S M U D Á - L A B E R T O L T B R E C H T VEREADORA DRA. CRISTINA LOPES AFONSO 1 Eu sou aquela mulher

Leia mais

O TEMA DAS POLÍTICAS SOCIAIS NO DEBATE POLÍTICO ELEITORAL BRASILEIRO

O TEMA DAS POLÍTICAS SOCIAIS NO DEBATE POLÍTICO ELEITORAL BRASILEIRO O TEMA DAS POLÍTICAS SOCIAIS NO DEBATE POLÍTICO ELEITORAL BRASILEIRO Pela primeira vez desde 1984 uma das grandes figuras da política moderna no Brasil, Luis Ignácio Lula da Silva, não será candidato a

Leia mais

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST 10 a 14 de fevereiro de 2014 Entre os dias 10 e 14 de fevereiro de 2014, ocorrerá, em Brasília/DF, o 6º Congresso Nacional do MST, para o qual são esperados

Leia mais

QUARTA CONSTITUIÇÃO (A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NOVO)

QUARTA CONSTITUIÇÃO (A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NOVO) QUARTA CONSTITUIÇÃO (A CONSTITUIÇÃO DO ESTADO NOVO) NOME...Constituição dos Estados Unidos do Brasil DATA...10 de Novembro de 1937 ORIGEM...Outorgada DURAÇÃO...9 anos PREÂMBULO O Presidente da República

Leia mais

CENTRO ACADÊMICO IAG PAULO MARQUES DOS SANTOS C.A.P.M.S. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO E SEUS FINS

CENTRO ACADÊMICO IAG PAULO MARQUES DOS SANTOS C.A.P.M.S. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO E SEUS FINS CENTRO ACADÊMICO IAG PAULO MARQUES DOS SANTOS C.A.P.M.S. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO E SEUS FINS Artigo 1º. O Centro Acadêmico IAG Paulo Marques dos Santos C.A.P.M.S. dos estudantes de Geofísica

Leia mais

HISTÓRICO DE REFORMAS A QUE SE REFERE A EXPRESSÃO

HISTÓRICO DE REFORMAS A QUE SE REFERE A EXPRESSÃO HISTÓRICO DE REFORMAS A QUE SE REFERE A EXPRESSÃO REFORMA POLÍTICA NAS DISCUSSÕES EM CURSO NO CONGRESSO NACIONAL MÁRCIO NUNO RABAT Consultor Legislativo da Área XIX Ciência Política, Sociologia Política,

Leia mais

Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff

Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff 31/10/2010 23h56 - Atualizado em 01/11/2010 11h24 Leia a íntegra do pronunciamento da presidente eleita Dilma Rousseff Em Brasília, ela fez primeiro discurso após anúncio do resultado da eleição. Ela afirmou

Leia mais

PARTIDO DOS TRABALHADORES DIRETÓRIO ESTADUAL DO CEARÁ

PARTIDO DOS TRABALHADORES DIRETÓRIO ESTADUAL DO CEARÁ REUNIÃO DA EXECUTIVA ESTADUAL RESOLUÇÃO PT CEARÁ: DIRETRIZES PARA O MODO PETISTA DE GOVERNAR O CEARÁ Após 32 (trinta e dois) anos da primeira disputa ao governo do estado, com a candidatura do inesquecível

Leia mais

Documento aprovado na Conferência Estadual de Santa Catarina em 2011. DOCUMENTO DA 15ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DO PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL PCdoB/SC

Documento aprovado na Conferência Estadual de Santa Catarina em 2011. DOCUMENTO DA 15ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DO PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL PCdoB/SC Documento aprovado na Conferência Estadual de Santa Catarina em 2011 DOCUMENTO DA 15ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DO PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL PCdoB/SC CONSTRUIR UM PARTIDO DO TAMANHO DE NOSSAS IDÉIAS I SITUAÇÃO

Leia mais

SERRA PRESIDENTE - AÇÕES PRÁTICAS NO 2º TURNO

SERRA PRESIDENTE - AÇÕES PRÁTICAS NO 2º TURNO - 1 - SERRA PRESIDENTE - AÇÕES PRÁTICAS NO 2º TURNO Sílvia Rita Souza¹ Iniciamos uma nova etapa eleitoral. Estamos no 2º turno e isso devemos ao potencial e densidade eleitoral do nosso candidato José

Leia mais

RESOLUÇÃO POLITICA CEN 17-09-15

RESOLUÇÃO POLITICA CEN 17-09-15 RESOLUÇÃO POLITICA CEN 17-09-15 Reunida em São Paulo no dia 17 de setembro de 2015, a Comissão Executiva Nacional analisou a conjuntura recente do País e aprovou a seguinte resolução política: A oposição

Leia mais

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Aline Bruno Soares Rio de Janeiro, julho de 2010. Desde seu início, o ano de 2010 tem se mostrado marcante em relação

Leia mais

presidente Brasil Por Nízea Coelho

presidente Brasil Por Nízea Coelho a PRIMEIRA presidente do Brasil Por Nízea Coelho 1 Lula é um fenômeno no mundo Historiador, mestre e futuro doutor. Este é Leandro Pereira Gonçalves, professor de História do Centro de Ensino Superior

Leia mais

6 Considerações finais

6 Considerações finais 6 Considerações finais O percurso desta dissertação girou em torno da proposta de situar a questão da iniciativa popular legislativa nas dinâmicas da Assembleia Nacional Constituinte e da Constituição

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. O conteúdo da matéria vem disciplinado no primeiro artigo, restando ao seguinte a formulação da cláusula de vigência.

PARECER Nº, DE 2015. O conteúdo da matéria vem disciplinado no primeiro artigo, restando ao seguinte a formulação da cláusula de vigência. PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 515, de 2015, das Senadoras Fátima Bezerra e Vanessa Grazziotin e do Senador

Leia mais

Carta de Princípios do Orçamento Participativo de Guimarães

Carta de Princípios do Orçamento Participativo de Guimarães Carta de Princípios do Orçamento Participativo de Guimarães A Câmara Municipal de Guimarães considera que os orçamentos participativos são um instrumento e um símbolo da importância da participação dos

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

Disciplina: Geografia 9º ano Turma: Professora: Renata Sampaio Ficha: 02 Bimestre: 3º

Disciplina: Geografia 9º ano Turma: Professora: Renata Sampaio Ficha: 02 Bimestre: 3º Disciplina: Geografia 9º ano Turma: Professora: Renata Sampaio Ficha: 02 Bimestre: 3º Apresentação: Esta ficha atende a dois objetivos principais: 1. Oferecer os conteúdos básicos a respeito dos objetivos

Leia mais

COLEÇÃO LER E SER - Parecer Técnico Penildon Silva Filho

COLEÇÃO LER E SER - Parecer Técnico Penildon Silva Filho COLEÇÃO LER E SER - Parecer Técnico Penildon Silva Filho Dois assuntos atualmente recebem muita atenção dos educadores e gestores em Educação: o acompanhamento da evolução do Índice de Desenvolvimento

Leia mais

Carta Programa Gestão de Políticas Públicas

Carta Programa Gestão de Políticas Públicas Carta Programa Gestão de Políticas Públicas Prof. José Renato de Campos Araújo (coordenador) Prof. José Carlos Vaz (suplente) 1. CONTEXTO A chapa formada pelos professores José Renato de Campos Araújo

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 47, DE 2003 (PEC nº 64, de 2007, apensada)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 47, DE 2003 (PEC nº 64, de 2007, apensada) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N O 47, DE 2003, DO SENADO FEDERAL, QUE ALTERA O ART. 6 O DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, PARA INTRODUZIR A ALIMENTAÇÃO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 100 Discurso na cerimónia do dia

Leia mais

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade.

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade. Olá, sou Rita Berlofa dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Brasil, filiado à Contraf e à CUT. Quero saudar a todos os trabalhadores presentes e também àqueles que, por algum motivo, não puderam

Leia mais

Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia

Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia Reformas Políticas: aperfeiçoando e ampliando a Democracia Pedro Pontual Pesquisador da Equipe de Participação Cidadã/Observatório dos Direitos do Cidadão do Instituto Pólis Apresentação O Observatório

Leia mais

A GESTÃO DEMOCRÁTICA PARTICIPATIVA NO ATUAL GOVERNO DO ESTADO¹

A GESTÃO DEMOCRÁTICA PARTICIPATIVA NO ATUAL GOVERNO DO ESTADO¹ A GESTÃO DEMOCRÁTICA PARTICIPATIVA NO ATUAL GOVERNO DO ESTADO¹ MOUSQUER, Maria Elizabete Londero ² ; RUVIARO, Lidiane ³;WESLING, Fabricia; CESAR, Josiane Canto; ¹ Trabalho de Pesquisa UFSM ² Orientadora

Leia mais

I - aplicar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), de forma seriada, em cada um dos três anos dessa etapa;

I - aplicar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), de forma seriada, em cada um dos três anos dessa etapa; COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N o 6.003, de 2013 Altera os arts. 9º, 35 e 36 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, de diretrizes e bases da educação nacional. Autor: Deputado IZALCI Relator:

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E A FIDELIDADE PARTIDÁRIA:

O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E A FIDELIDADE PARTIDÁRIA: O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E A FIDELIDADE PARTIDÁRIA: RETORNO À EMENDA N 1/69? Por Francisco de Guimaraens 1 Introdução O presente ensaio tem por finalidade analisar criticamente os principais aspectos jurídicos

Leia mais

1. Garantir a educação de qualidade

1. Garantir a educação de qualidade 1 Histórico O Pacto pela Juventude é uma proposição das organizações da sociedade civil, que compõem o Conselho Nacional de Juventude, para que os governos federal, estaduais e municipais se comprometam

Leia mais

Pronunciamento proferido pelo Deputado Edson Ezequiel (PMDB-RJ).

Pronunciamento proferido pelo Deputado Edson Ezequiel (PMDB-RJ). Pronunciamento proferido pelo Deputado Edson Ezequiel (PMDB-RJ). Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Ocupo a tribuna para agradecer a população do Estado do Rio de Janeiro, muito particularmente

Leia mais

SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS

SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS RESOLUÇÃO No- 1, DE 9 DE JUNHO DE 2015 Aprova o Regimento Interno do Conselho Nacional dos Direitos Humanos - CNDH. O PLENÁRIO DO CONSELHO

Leia mais

PPS. Seminário em Brasília. O PPS e a nova realidade política do Brasil. Para entender os desafios do PPS é preciso entender o que pretende o PT...

PPS. Seminário em Brasília. O PPS e a nova realidade política do Brasil. Para entender os desafios do PPS é preciso entender o que pretende o PT... 1 PPS Seminário em Brasília de junho de 11 www.institutoanalise.com alberto.almeida@institutoanalise.com O PPS e a nova realidade política do Brasil 2 Para entender os desafios do PPS é preciso entender

Leia mais

A participação e os compromissos do ensino privado

A participação e os compromissos do ensino privado artigo Cecília Farias Diretora do Sinpro/RS e presidente do Conselho Estadual de Educação do Rio Grande do Sul (CEEd/RS). A participação e os compromissos do ensino privado com o Plano Nacional de Educação

Leia mais

Estratégia eleitoral e consolidação situacionista nas eleições brasileiras: o caso do pleito de 2010.

Estratégia eleitoral e consolidação situacionista nas eleições brasileiras: o caso do pleito de 2010. Estratégia eleitoral e consolidação situacionista nas eleições brasileiras: o caso do pleito de 2010. Resumo Estudos políticos, sócio - jurídicos e institucionais Maurício Ferreira da Silva Universidade

Leia mais

8ª MARCHA DA CLASSE TRABALHADORA POR MAIS DIREITOS E QUALIDADE DE VIDA. Pelo desenvolvimento com soberania, democracia e valorização do trabalho

8ª MARCHA DA CLASSE TRABALHADORA POR MAIS DIREITOS E QUALIDADE DE VIDA. Pelo desenvolvimento com soberania, democracia e valorização do trabalho 8ª MARCHA DA CLASSE TRABALHADORA POR MAIS DIREITOS E QUALIDADE DE VIDA Pelo desenvolvimento com soberania, democracia e valorização do trabalho A s Centrais Sindicais (CGTB, CUT, CTB, FS, NCST e UGT),

Leia mais

PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO.

PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO. 1 PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO. Propostas para construir um Pernambuco para os trabalhadores Introdução As eleições, com financiamento de empresas, tornam-se um jogo de cartas marcadas,

Leia mais

Entrevista. Dra. Nadine Gasman. Humberto Santana Junior 1

Entrevista. Dra. Nadine Gasman. Humberto Santana Junior 1 Entrevista Humberto Santana Junior 1 Dra. Nadine Gasman Nadine Gasman é a Representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, médica e possui nacionalidade mexicana e francesa. Possui mestrado em Saúde

Leia mais

DEMOCRACIA. O desafio democrático e a integração econômica. Síntese das conferências e discussões da sexta-feira, 19 de setembro de 1997

DEMOCRACIA. O desafio democrático e a integração econômica. Síntese das conferências e discussões da sexta-feira, 19 de setembro de 1997 DEMOCRACIA O desafio democrático e a integração econômica Síntese das conferências e discussões da sexta-feira, 19 de setembro de 1997 Presidente: Sr. Isidro Muñoz Rivera Presidente do Congresso do Estado

Leia mais

Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra

Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra Governo novo, ideias novas. Hoje, dia do médico, nossa saudação a todos os profissionais que exercem a nobre missão de cuidar da vida do próximo. É por

Leia mais

Proposta de Reforma Política

Proposta de Reforma Política Proposta de Reforma Política Proposta de Reforma Política - 2 de 7 Senhores Parlamentares, agradecemos a cordialidade em nos receber e a oportunidades para que falemos nesta casa sobre um tema crucial

Leia mais

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue:

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue: Brasília, 7 de setembro de 2015 Reunião com Ministério da Educação (MEC) e com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) realizada dia 04/09/2015 e Contraproposta da FASUBRA ao Governo Na

Leia mais

IMPLANTANDO O ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS NA REDE ESTADUAL DE ENSINO

IMPLANTANDO O ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS NA REDE ESTADUAL DE ENSINO ORIENTAÇÕES PARA A GARANTIA DO PERCURSO ESCOLAR DO ALUNO NA CONVIVÊNCIA DOS DOIS REGIMES DE ENSINO: ENSINO FUNDAMENTAL COM DURAÇÃO DE OITO ANOS E ENSINO FUNDAMENTAL COM DURAÇÃO DE NOVE ANOS. IMPLANTANDO

Leia mais

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9.1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO INDÍGENA 9.1.1 Objetivos gerais A Constituição Federal assegura às comunidades indígenas o direito de uma educação escolar diferenciada e a utilização

Leia mais

Democracia Burguesa e Apatia Política. Se, como apontou Marx, existe uma relação entre o nível de participação

Democracia Burguesa e Apatia Política. Se, como apontou Marx, existe uma relação entre o nível de participação Democracia Burguesa e Apatia Política Luciano Cavini Martorano 1 Se, como apontou Marx, existe uma relação entre o nível de participação popular e a plenitude da transformação social, o socialismo deveria

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL O ELEITOR E A REFORMA POLÍTICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL O ELEITOR E A REFORMA POLÍTICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL O ELEITOR E A REFORMA POLÍTICA JUNHO DE 2007 Dados Técnicos Pesquisa Pesquisa de opinião pública nacional Universo Eleitores e potenciais eleitores brasileiros que

Leia mais

(Projeto de Lei nº 763, de 2011, Projeto de Lei nº 925, de 2011, e Projeto de Lei nº 3.795, de 2012, apensos)

(Projeto de Lei nº 763, de 2011, Projeto de Lei nº 925, de 2011, e Projeto de Lei nº 3.795, de 2012, apensos) COMISSÃO DE CULTURA PROJETO DE LEI N o 7.755, DE 2010 (Projeto de Lei nº 763, de 2011, Projeto de Lei nº 925, de 2011, e Projeto de Lei nº 3.795, de 2012, apensos) Dispõe sobre a profissão de artesão e

Leia mais

A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada

A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada A governança para a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada Tópicos de abordagem Conceito brasileiro de Segurança Alimentar e Nutricional Organização de um Sistema Nacional de Segurança Alimentar

Leia mais

Verificação do Cumprimento e Avaliação dos Indicadores do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Indústria da Construção

Verificação do Cumprimento e Avaliação dos Indicadores do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Indústria da Construção Verificação do Cumprimento e Avaliação dos Indicadores do Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Indústria da Construção JUSTIFICATIVA O método de verificação e avaliação dos

Leia mais

TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE

TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE TESE AO 7º CONGRESSO DO SINDPEFAETEC: SINDPEFAETEC INDEPENDENTE, CLASSISTA E DE LUTA PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA, GRATUITA, DEMOCRÁTICA E DE QUALIDADE Conjuntura Internacional A crise do capitalismo, iniciada

Leia mais

Mais vida militante para um Partido do tamanho de nossas ideias. Material de subsídio para o 7º encontro Nacional sobre Questões de Partido

Mais vida militante para um Partido do tamanho de nossas ideias. Material de subsídio para o 7º encontro Nacional sobre Questões de Partido Mais vida militante para um Partido do tamanho de nossas ideias Material de subsídio para o 7º encontro Nacional sobre Questões de Partido 15 a 17 de abril de 2011 EXPEDIENTE Partido Comunista do Brasil

Leia mais

Ebserh, a crise dos planos de saúde e o financiamento de campanha eleitoral

Ebserh, a crise dos planos de saúde e o financiamento de campanha eleitoral Ebserh, a crise dos planos de saúde e o financiamento de campanha eleitoral Gibran Jordão Segundo dados do próprio Tribunal superior Eleitoral (TSE), as empresas de Plano de Saúde privado doaram nas eleições

Leia mais

Propostas para uma Política Municipal de Migrações:

Propostas para uma Política Municipal de Migrações: Ao companheiro Fernando Haddad Novo Prefeito de São Paulo, Propostas para uma Política Municipal de Migrações: Saudamos o novo prefeito de São Paulo, por sua expressiva eleição e desde já desejamos que

Leia mais

Quatro grandes temas nos convocaram a este Encontro, na busca de uma nova etapa de integração latino-americana e caribenha.

Quatro grandes temas nos convocaram a este Encontro, na busca de uma nova etapa de integração latino-americana e caribenha. Declaração final do XIII Encontro De 12 a 14 de janeiro de 2007, em San Salvador, El Salvador, com a Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN) como anfitriã, desenvolveu-se o XIII Encontro

Leia mais

EXPOSIÇÃO NO ENCONTRO INTERNACIONAL DO 39º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DA FRANÇA CGT ÊLE DE RÉ, FRANÇA, 29.04.

EXPOSIÇÃO NO ENCONTRO INTERNACIONAL DO 39º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DA FRANÇA CGT ÊLE DE RÉ, FRANÇA, 29.04. EXPOSIÇÃO NO ENCONTRO INTERNACIONAL DO 39º CONGRESSO DA FEDERAÇÃO NACIONAL DAS INDÚSTRIAS QUÍMICAS DA FRANÇA CGT ÊLE DE RÉ, FRANÇA, 29.04.2014 Boa tarde companheiras e companheiros, Primeiramente a Central

Leia mais

Três exemplos de sistematização de experiências

Três exemplos de sistematização de experiências Três exemplos de sistematização de experiências Neste anexo, apresentamos alguns exemplos de propostas de sistematização. Estes exemplos não são reais; foram criados com propósitos puramente didáticos.

Leia mais

O Sr. ÁTILA LIRA (PSB-OI) pronuncia o seguinte. discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores. Deputados, estamos no período em que se comemoram os

O Sr. ÁTILA LIRA (PSB-OI) pronuncia o seguinte. discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores. Deputados, estamos no período em que se comemoram os O Sr. ÁTILA LIRA (PSB-OI) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, estamos no período em que se comemoram os vinte anos de promulgação da Constituição Cidadã de

Leia mais

INSTRUMENTOS DE TRATAMENTO DE CONFLITOS DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

INSTRUMENTOS DE TRATAMENTO DE CONFLITOS DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 INSTRUMENTOS DE TRATAMENTO DE CONFLITOS DAS RELAÇÕES DE TRABALHO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL Marcela Tapajós e Silva Painel

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005, DE 2014

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005, DE 2014 ESTUDO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS DA LEI Nº 13.005, DE 2014 Ana Valeska Amaral Gomes Paulo Sena Consultores Legislativos da Área XV Educação, Cultura e Desporto Nota

Leia mais

Resolução TSE n. 23.404 (27-02-2014) Capítulo VII artigos 33 a 48

Resolução TSE n. 23.404 (27-02-2014) Capítulo VII artigos 33 a 48 HORÁRIO ELEITORAL 2014 RESOLUÇÃO TSE 23404 Resolução TSE n. 23.404 (27-02-2014) Capítulo VII artigos 33 a 48 Capítulo VII Da Propaganda Eleitoral Gratuita no Rádio e na Televisão Art. 33 A propaganda eleitoral

Leia mais

MCM Consultores Associados. Cenário Político. Amaury de Souza ABINEE

MCM Consultores Associados. Cenário Político. Amaury de Souza ABINEE MCM Consultores Associados Cenário Político Amaury de Souza ABINEE 3 de novembro de 2011 Cenário Político O GOVERNO DILMA APESAR DE SUA POPULARIDADE, A PRESIDENTE DILMA ENFRENTA DIFICULDADES PARA GOVERNAR:

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) Determina que empresas de direito público, no âmbito federal, ao patrocinarem clubes de futebol, destinem 5% do valor do patrocínio para ser utilizado em

Leia mais

Compromisso com um plano de governo

Compromisso com um plano de governo Anexo 2 Compromisso com um plano de governo A partir de uma iniciativa da Rede Nossa São Paulo, a capital paulista aprovou, em fevereiro de 2008, a Emenda nº 30 à Lei Orgânica do Município de São Paulo

Leia mais

Carta Verde das Américas 2013

Carta Verde das Américas 2013 Carta Verde das Américas 2013 CONSIDERANDO que o Planeta Terra não tem recursos inesgotáveis que possam sustentar um consumo desordenado, sem consciência socioambiental! Que, em função disso, precisamos

Leia mais

SENHORAS E SENHORES RERESENTANTES DOS DIFERENTES ÓRGAOS E ENTIDADES. SENHORAS E SENHORES TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO DESTE CENTRO.

SENHORAS E SENHORES RERESENTANTES DOS DIFERENTES ÓRGAOS E ENTIDADES. SENHORAS E SENHORES TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO DESTE CENTRO. SENHORAS AUTORIDADES PRESENTES NESTE ATO DE POSSE. SENHORAS E SENHORES RERESENTANTES DOS DIFERENTES ÓRGAOS E ENTIDADES. SENHORAS E SENHORES TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO DESTE CENTRO. CAROS ESTUDANTES E DEMAIS

Leia mais

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família,

Leia mais

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE Com o objetivo de estimular o debate democrático, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) apresenta à sociedade brasileira sua Agenda Propositiva para a Saúde

Leia mais

Como está a desigualdade de gênero entre os estados brasileiros?

Como está a desigualdade de gênero entre os estados brasileiros? Como está a desigualdade de gênero entre os estados brasileiros? Luísa Cardoso 1 Medir de forma multidimensional o quão desigual é a situação das mulheres em relação aos homens é uma iniciativa empreendida

Leia mais

MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO: DESIGUALDADES SALARIAIS ENTRE GÊNEROS NA ATUALIDADE.

MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO: DESIGUALDADES SALARIAIS ENTRE GÊNEROS NA ATUALIDADE. Anais do IV Seminário Eniac 2012 IV Encontro Da Engenharia Do Conhecimento Eniac IV Encontro De Iniciação Científica Eniac PROJETO DE PESQUISA MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO: DESIGUALDADES SALARIAIS ENTRE

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015

MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015 MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015 DISCURSO DO MINISTRO NELSON BARBOSA POR OCASIÃO DA SOLENIDADE DE TRANSMISSÃO DE CARGO Senhoras e Senhores, Em primeiro

Leia mais

A juventude em luta no país inteiro!

A juventude em luta no país inteiro! A USP é uma universidade pública, gratuita e de qualidade? A resposta para esta questão está em disputa na Universidade de São Paulo. De um lado, sucessivas reitorias fecham as portas da universidade à

Leia mais

A CONSTITUIÇÃO DO FÓRUM PERMANENTE DA PESSOA IDOSA NA REGIÃO DOS CAMPOS GERAIS

A CONSTITUIÇÃO DO FÓRUM PERMANENTE DA PESSOA IDOSA NA REGIÃO DOS CAMPOS GERAIS 8. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA A CONSTITUIÇÃO DO FÓRUM PERMANENTE DA PESSOA IDOSA NA REGIÃO DOS CAMPOS GERAIS Maria Iolanda de Oliveira 1 Rita de

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

AVALIAÇÃO DO GOVERNO Indicadores CNI Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Popularidade cresce no segundo semestre Mas presidente Dilma encerra primeiro mandato com popularidade menor que no seu início A popularidade da

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 1. Concepções e diretrizes políticas para áreas; Quando falamos de economia solidária não estamos apenas falando de geração de trabalho e renda através de empreendimentos

Leia mais

DEFENDER A VIDA É NOSSA BANDEIRA SAÚDE É UM DIREITO

DEFENDER A VIDA É NOSSA BANDEIRA SAÚDE É UM DIREITO DEFENDER A VIDA É NOSSA BANDEIRA SAÚDE É UM DIREITO JANDIRA Feghali: 30 ANOS DE LUTA PELA SAÚDE Há 30 anos, a luta dos profissionais da área e a luta pelo SUS no Brasil tem uma combatente respeitada e

Leia mais

ESTATUTO DO PARTIDO DOS TRABALHADORES Versão II Com modificações aprovadas pelo Diretório Nacional em 05/outubro/2007 ÍNDICE

ESTATUTO DO PARTIDO DOS TRABALHADORES Versão II Com modificações aprovadas pelo Diretório Nacional em 05/outubro/2007 ÍNDICE VERSÃO II APROVADA PELO DIRETÓRIO NACIONAL EM 05/10/2007 ÍNDICE TÍTULO I DO PARTIDO, SEDE, OBJETIVO E FILIAÇÃO... 4 CAPÍTULO I DA DURAÇÃO, SEDE E FORO... 4 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS E ATUAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha?

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha? Entrevista exclusiva concedida por escrito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao jornal Gazeta do Povo, do Paraná Publicada em 08 de fevereiro de 2009 Jornalista: O Brasil ainda tem

Leia mais

Pronatec Senac Online

Pronatec Senac Online Pronatec Senac Online Introdução 3ª edição Nesta terceira edição, serão apresentados os dados do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) referentes ao mês de março de 2013. Esses

Leia mais

Desenvolvimento Integral na Primeira Infância

Desenvolvimento Integral na Primeira Infância apresentam Desenvolvimento Integral na Primeira Infância Agenda de ações para a região da América Latina Resultados da Oficina Construindo uma Agenda Regional para o Desenvolvimento na Primeira Infância,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 48 Discurso na cerimónia de posse

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E SUAS 20 METAS. Palestra: Campo Grande MS 27.03.2015

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E SUAS 20 METAS. Palestra: Campo Grande MS 27.03.2015 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E SUAS 20 METAS. Palestra: Campo Grande MS 27.03.2015 MILTON CANUTO DE ALMEIDA Consultor Técnico em: Financiamento, Planejamento e Gestão da Educação, Plano de Carreira e Previdência

Leia mais

IGUALDADE DE GÊNERO: UM BREVE HISTÓRICO DA LUTA PELO VOTO FEMININO NO BRASIL

IGUALDADE DE GÊNERO: UM BREVE HISTÓRICO DA LUTA PELO VOTO FEMININO NO BRASIL IGUALDADE DE GÊNERO: UM BREVE HISTÓRICO DA LUTA PELO VOTO FEMININO NO BRASIL Camila Assis Lemes (bolsista PIBIC/Fundação Araucária), Isabela Candeloro Campoi (Orientadora), Universidade Estadual do Paraná-

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATORA: Senadora MARTA SUPLICY

PARECER Nº, DE 2012. RELATORA: Senadora MARTA SUPLICY PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 238, de 2011, da Senadora Vanessa Grazziotin, que dispõe sobre a imunização de mulheres

Leia mais

PARA ONDE VAMOS? Uma reflexão sobre o destino das Ongs na Região Sul do Brasil

PARA ONDE VAMOS? Uma reflexão sobre o destino das Ongs na Região Sul do Brasil PARA ONDE VAMOS? Uma reflexão sobre o destino das Ongs na Região Sul do Brasil Introdução Mauri J.V. Cruz O objetivo deste texto é contribuir num processo de reflexão sobre o papel das ONGs na região sul

Leia mais