ANDRAGOGIA. A arte e ciência de auxiliar o adulto a aprender (Malcolm Knowles) Grandes Mestres dos tempos antigos. Acreditavam que a aprendizagem era

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANDRAGOGIA. A arte e ciência de auxiliar o adulto a aprender (Malcolm Knowles) Grandes Mestres dos tempos antigos. Acreditavam que a aprendizagem era"

Transcrição

1 ANDRAGOGIA do grego: andros adulto e gogos educar A construção do conhecimento como processo de aprendizagem ANDRAGOGIA A arte e ciência de auxiliar o adulto a aprender (Malcolm Knowles) Pressupostos da Aprendizagem de adultos É o descortinar de opiniões e relevância pessoal Cooperação e colaboração Processo tanto emocional quanto intelectual O recurso mais rico da aprendizagem é o próprio aprendiz Aprendizagem, às vezes é um processo doloroso Aprendizagem vem da experiência É muito original e individual Grandes Mestres dos tempos antigos Grandes Mestres dos tempos antigos Grandes Mestres dos tempos antigos LaoTsé Confúcio Aristóteles Platão Sócrates Cícero Jesus Professores De Adultos Acreditavam que a aprendizagem era um processo de investigação mental Chineses e Hebreus Gregos Romanos Inventaram o que chamamos de Estudo de Caso o aprendiz descreve uma situação, geralmente em forma de parábola e junto com o grupo explora suas características e possíveis soluções. Criaram o Diálogo Socrático o líder propõe uma pergunta ou dilema e o grupo reúne as idéias e experiências para buscar a solução. Apresentaram Desafios que forçavam os participantes do grupo a declarar sua posição e então defende-la. 1

2 Século VII - Europa Preparar meninos para o Sacerdócio (rituais, crenças, fé...) Século VII - Europa Nessa época os professores desenvolveram um conjunto de pressupostos sobre aprendizagem e estratégias de ensino Escolas organizadas para o ensino de crianças = Pedagogia Após a 1ª Guerra Mundial EUA e Europa Surgimento de idéias sobre as características distintas dos aprendizes adultos 2

3 The Meaning of Adult Education Eduard C. Lindeman, 1926 Teoria sistemática sobre aprendizagem de adultos CARACTERÍSTICAS DO TRABALHADOR DO SÉCULO XXI - UNESCO 1. Ser flexível e não especialista demais 2. Ter mais criatividade do que informação 3. Estudar durante toda a vida 4. Adquirir habilidades sociais e capacidade de expressão 5. Assumir responsabilidade 6. Ser empreendedor 7. Entender as diferenças culturais 8. Adquirir intimidade com as novas tecnologias Caminho da aprendizagem 1. Ajustar expectativas 2. Apresentar pressupostos de fundamentação 3. Colher contribuições 4. Correlacionar contribuições e fundamentação 5. Revelar e Exemplificar práticas 6. Sistematizar aprendizagem 3

4 1. Necessidade do saber 2. Auto-imagem 3. O papel da experiência Andragogia 4. Prontidão para o aprendizado 5. Orientação para o aprendizado 6. Motivação Os adultos precisam saber porque precisam aprender algo antes de Necessidade do saber começar a aprendê-lo. (...) quando os adultos decidem aprender algo sozinhos, eles investem energia considerável para investigar os benefícios que serão obtidos com esta aprendizagem e as conseqüências negativas de não aprendê-la. 4

5 Os adultos possuem um auto-conceito de serem responsáveis por suas próprias decisões, por suas próprias vidas. Uma vez que eles tenham chegado a este auto-conceito, eles desenvolvem uma profunda necessidade psicológica de serem vistos e tratados pelos outros como capazes de se auto-dirigirem. Eles se ressentem e resistem a situações nas quais percebem que os outros estão impondo suas vontades sobre eles. Auto-Imagem Isso traz um sério problema para a educação de adultos: tão logo o adulto comece a participar de uma atividade chamada educação, treinamento, ou qualquer outro sinônimo, eles regride ao condicionamento de suas experiências escolares anteriores, coloca o chapéu da dependência, cruza os braços, encosta-se na cadeira e diz me ensine. mais experiência > mais diferenças entre os participantes > individualização de ensino e estratégias de aprendizagem Experiências os recursos mais ricos para aprendizagem estão nos próprios aprendizes adultos > a ênfase da educação de adultos está nas técnicas experienciais Eu sou a minha experiência. Negá-la é me rejeitar" Os adultos ficam prontos para aprender as coisas das quais precisam saber e para as quais precisam se tornar capazes de realizar a fim de enfrentar as situações Prontidão da vida real. para Uma fonte particularmente rica de aprender prontidão para aprender são as tarefas de desenvolvimento associadas com a passagem de um estágio de desenvolvimento para o próximo. 5

6 Em comparação com a orientação para aprendizagem de crianças e jovens, baseada em disciplinas, os adultos são centrados na vida (ou centrados na tarefa ou problema). Orientação para a eles assimilam novos conhecimentos, aprendizagem percepções, habilidades, valores e atitudes de maneira mais eficaz quando estes são apresentados dentro de contextos de aplicação a situações da vida real. Intrínseca Interesse ou Compaixão Motivação Extrínseca Promessa ou Ameaça 6

ANDRAGOGIA E A APRENDIZAGEM DO ADULTO (ANDRAGOGY AND ADULT LEARNING)

ANDRAGOGIA E A APRENDIZAGEM DO ADULTO (ANDRAGOGY AND ADULT LEARNING) ANDRAGOGIA E A APRENDIZAGEM DO ADULTO (ANDRAGOGY AND ADULT LEARNING) 71 ROSANA ZANONI RIBEIRO MASCARENHAS a,*, MARCELO DE PAULA MASCARENHA RIBEIRO a a. INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ORÍGENES LESSA (ISEOL),

Leia mais

Andragogia. Soluções para o aprendizado de adultos. Maristela Alves

Andragogia. Soluções para o aprendizado de adultos. Maristela Alves Andragogia Soluções para o aprendizado de adultos Maristela Alves Seu dia-a-dia como instrutor...... Envolve ensinar novos conceitos e passar informações a pessoas adultas. Você já parou para pensar que

Leia mais

Andragogia, uma estratégia em T&D.

Andragogia, uma estratégia em T&D. Andragogia, uma estratégia em T&D. Por PAULA FRANCO Ensinar exige o reconhecimento de ser condicionado Gosto de gente porque, inacabado, sei que sou um ser condicionado, mas, consciente do inacabamento,

Leia mais

A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL

A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL A AVALIAÇÃO EM CONTEXTO DIFERENCIADO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL JOSÉ MATEUS DO NASCIMENTO zenmateus@gmail.com POLIANI SANTOS DA SILVA poliany_mme@hotmail.com MARIA AUXILIADORA DOS SANTOS MARINHO Campus IV(CCAE)

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

ESPAÇO TRANSFORMADOR. Institucionalizado para a Comunidade. Transformação Baseada na tomada de consciência, na descoberta e na mudança de atitudes e

ESPAÇO TRANSFORMADOR. Institucionalizado para a Comunidade. Transformação Baseada na tomada de consciência, na descoberta e na mudança de atitudes e ESPAÇO TRANSFORMADOR Transformação Baseada na tomada de consciência, na descoberta e na mudança de atitudes e comportamentos e especialmente na construção e aplicação dos conhecimentos apreendidos. Organização

Leia mais

Potencial PSI. Educação. www.potencialpsi.com.br

Potencial PSI. Educação. www.potencialpsi.com.br Educação O povo feliz é o povo que mais se preocupa com a educação de seus filhos, seja na educação intelectual seja na educação dos sentimentos. Umpovoinstruídoamaotrabalhoesabecomocrescercomele. Ao nascer,

Leia mais

PRINCÍPIOS DA ANDRAGOGIA COMO FERRAMENTA PARA A CRIAÇÃO DE UM AMBIENTE TRANSFORMADOR NAS ORGANIZAÇÕES Maria José Coelho

PRINCÍPIOS DA ANDRAGOGIA COMO FERRAMENTA PARA A CRIAÇÃO DE UM AMBIENTE TRANSFORMADOR NAS ORGANIZAÇÕES Maria José Coelho 1 PRINCÍPIOS DA ANDRAGOGIA COMO FERRAMENTA PARA A CRIAÇÃO DE UM AMBIENTE TRANSFORMADOR NAS ORGANIZAÇÕES Maria José Coelho RESUMO Este artigo tem como objetivo evidenciar nos modos de conversão de gestão

Leia mais

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL O BRINCAR, A BRINCADEIRA, O JOGO, A ATIVIDADE LÚDICA E A PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL Josiane Lima Zanata (Seduc) josianezanata@hotmail.com Ivani Souza Mello (UFMT) ivanimello1@hotmail.com

Leia mais

Seminário de Administração da FEAD abordou o tema Coaching de Carreira

Seminário de Administração da FEAD abordou o tema Coaching de Carreira Seminário de Administração da FEAD abordou o tema Coaching de Carreira O evento realizado na Unidade Saúde da FEAD, no último dia de 13 de novembro, contou com a presença da especialista em Coaching de

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA Ementário Relações Interpessoais e Ética Profissional Concepções sobre o Processo Inter-relacional no Trabalho; Competência Interpessoal; Qualidade de Vida no

Leia mais

1. Evolução histórica

1. Evolução histórica ANDRAGOGIA Ari Batista de Oliveira 1. Evolução histórica A Educação de Adultos é uma prática tão antiga quanto a história da raça humana, ainda que só recentemente ela tem sido objeto de pesquisa científica.

Leia mais

Seleção e Dinâmicas de Grupo. Professor Sonia Regina Campos

Seleção e Dinâmicas de Grupo. Professor Sonia Regina Campos Seleção e Dinâmicas de Grupo Professor Sonia Regina Campos Aula 3: Técnicas para Aplicação de Dinâmicas de Grupo Professor Sonia Regina Campos Dinâmicas de Grupo: As Bases para seu Desenvolvimento Organizações

Leia mais

INTEGRAÇÃO DOS PARADIGMAS CONTEMPORÂNEOS DA EDUCAÇÃO COM OS PILARES DA EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 1 E ABORDAGENS DA ANÁLISE TRANSACIONAL.

INTEGRAÇÃO DOS PARADIGMAS CONTEMPORÂNEOS DA EDUCAÇÃO COM OS PILARES DA EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 1 E ABORDAGENS DA ANÁLISE TRANSACIONAL. 1 INTEGRAÇÃO DOS PARADIGMAS CONTEMPORÂNEOS DA EDUCAÇÃO COM OS PILARES DA EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI 1 E ABORDAGENS DA ANÁLISE TRANSACIONAL Paradigmas da educação Competências Paradigmas contemporâneos

Leia mais

Metodologias educacionais para atração, desenvolvimento e engajamento de talentos. Prof. Wagner T. Cassimiro

Metodologias educacionais para atração, desenvolvimento e engajamento de talentos. Prof. Wagner T. Cassimiro Metodologias educacionais para atração, desenvolvimento e engajamento de talentos Prof. Wagner T. Cassimiro São Paulo, 14 de maio de 2015 Sumário Alinhando Educação Corporativa com o desenvolvimento de

Leia mais

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A escola católica será uma instituiçao com mística evangelizadora UMA ESCOLA A SERVIÇO DA PESSOA E ABERTA A TODOS UMA ESCOLA COM

Leia mais

********** É uma instituição destinada ao atendimento de crianças de 0 a 3 anos e faz parte da Educação Infantil. Integra as funções de cuidar e

********** É uma instituição destinada ao atendimento de crianças de 0 a 3 anos e faz parte da Educação Infantil. Integra as funções de cuidar e 1 CONCEPÇÃO DE CRECHE (0 A 3 ANOS): A Constituição Federal de 1988 assegura o reconhecimento do direito da criança a creche, garantindo a permanente atuação no campo educacional, deixando de ser meramente

Leia mais

O Ensino e a Aprendizagem na Universidade: os desafios do Ensino Superior. Adriana Padilha da Rosa

O Ensino e a Aprendizagem na Universidade: os desafios do Ensino Superior. Adriana Padilha da Rosa O Ensino e a Aprendizagem na Universidade: os desafios do Ensino Superior. Adriana Padilha da Rosa Licenciada em Pedagogia pela Universidade Tuiuti do Paraná/Br (1993) e Mestre em Administração pela Universidade

Leia mais

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA RESUMO Os educadores têm se utilizado de uma metodologia Linear, que traz uma característica conteudista; É possível notar que o Lúdico não se limita

Leia mais

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS

TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE TALENTOS "Felizaquelequetransfereo quesabee aprendeo queensina." Cora Coralina Se não sabes, aprende; se já sabes, ensina. Confúcio Tipo de Programa Objetivos Programas de Aperfeiçoamento Melhorar o nível de desempenho

Leia mais

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES Desde 1999 NOSSA MISSÃO AÇÕES DE TREINAMENTO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES MISSÃO Inspirar nossos clientes para a expansão de ideias e formação de relacionamentos saudáveis e duradouros no ambiente

Leia mais

AVANÇOS NAS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DA AVALIAÇÃO

AVANÇOS NAS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DA AVALIAÇÃO AVANÇOS NAS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DA AVALIAÇÃO 1 Jussara Hoffmann Sobre a avaliação Para se debater o sistema de avaliação das aprendizagens, primeiro é preciso compreender o termo avaliar com a amplitude

Leia mais

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária

Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Desenvolvimento de Competências Múltiplas e a Formação Geral na Base da Educação Superior Universitária Paulo Gabriel Soledade Nacif, Murilo Silva de Camargo Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E ESPORTE: CONTRIBUIÇÕES PARA A INCLUSÃO

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E ESPORTE: CONTRIBUIÇÕES PARA A INCLUSÃO EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E ESPORTE: CONTRIBUIÇÕES PARA A INCLUSÃO Priscila Reinaldo Venzke Luciano Leal Loureiro RESUMO Este trabalho é resultado da pesquisa realizada para a construção do referencial teórico

Leia mais

TUTOR EM EAD. Quem é? - Tutor/Educador. Educação à Distância - Profissional que acompanha o aluno nas aulas virtuais.

TUTOR EM EAD. Quem é? - Tutor/Educador. Educação à Distância - Profissional que acompanha o aluno nas aulas virtuais. TUTOR EM EAD Quem é? - Tutor/Educador - Competência em Educação à Distância - Profissional que acompanha o aluno nas aulas virtuais. SURGIMENTO Com a implantação da EAD surgiu a necessidade de um educador/tutor

Leia mais

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio.

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio. Proposta Pedagógica Visão: Ser um centro de excelência em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio que busca alcançar a utopia que tem de pessoa e sociedade, segundo os critérios do evangelho, vivenciando

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

O ADMINISTRADOR EMPREENDEDOR

O ADMINISTRADOR EMPREENDEDOR O ADMINISTRADOR EMPREENDEDOR Luis Antônio Tichs 1. RESUMO Neste trabalho aborda-se a importância do empreendedorismo e as características do empreendedor. Evidenciam-se ações estimuladoras do espírito

Leia mais

A FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORES NO PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO NA CIDADE DE CURITIBA

A FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORES NO PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO NA CIDADE DE CURITIBA A FORMAÇÃO DE ALFABETIZADORES NO PROGRAMA BRASIL ALFABETIZADO NA CIDADE DE CURITIBA BARTH, Glauce Maris P. 1 UFPR glaucebarth@pop.com.br HIDALGO, Sivonei Karpinski 2 UTFPR skhidalgo@ig.com.br Área Temática

Leia mais

P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA Capacitação professores JUNHO 2013 Módulo EDUCAÇÃO AMBIENTAL

P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA Capacitação professores JUNHO 2013 Módulo EDUCAÇÃO AMBIENTAL P.42 Programa de Educação Ambiental - PEA Capacitação professores JUNHO 2013 Módulo EDUCAÇÃO AMBIENTAL Curso Capacitação Professores Programa de Educação Ambiental nas Escolas Atendendo 03 escolas em Jacareacanga

Leia mais

FORMAÇÃO DE NOVAS LIDERANÇAS

FORMAÇÃO DE NOVAS LIDERANÇAS FORMAÇÃO DE NOVAS LIDERANÇAS 28 de novembro de 2013 ABORDAGEM FORMAÇÃO DE NOVAS LIDERANÇAS Contexto! Mundo! Organizações Ser Humano! Quem é? Liderança! Que liderança precisamos?! Como desenvolvê-la? CONTEXTO:

Leia mais

O Coaching Como Ferramenta Para Desenvolvimento Do Processo De Aprendizado

O Coaching Como Ferramenta Para Desenvolvimento Do Processo De Aprendizado 15 O Coaching Como Ferramenta Para Desenvolvimento Do Processo De Aprendizado 119 Vivendo e aprendendo... Essa máxima popular representa a importância do aprendizado em nossas vidas. O ato de aprender

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 5 Cultura Organizacional para Inovação Empreendedorismo de Negócios com Informática - Cultura Organizacional para Inovação 1 Conteúdo Intraempreendedorismo

Leia mais

Marcelo Hauaji de Sá Pacheco Médico Veterinário Vice-Reitor Acadêmico da UCB 2010

Marcelo Hauaji de Sá Pacheco Médico Veterinário Vice-Reitor Acadêmico da UCB 2010 Marcelo Hauaji de Sá Pacheco Médico Veterinário Vice-Reitor Acadêmico da UCB 2010 Motivação Todo comportamento humano é gerado por algo que o motiva Análise em Perspectivas Teorias Hedonistas Hedonismo

Leia mais

PROGRAMA DE ATENDIMENTO AOS ALUNOS COM ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTADOS DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL

PROGRAMA DE ATENDIMENTO AOS ALUNOS COM ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTADOS DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL PROGRAMA DE ATENDIMENTO AOS ALUNOS COM ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTADOS DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL PROGRAMA Caracteriza-se como um atendimento complementar oferecido aos alunos

Leia mais

A importância da Educação para competitividade da Indústria

A importância da Educação para competitividade da Indústria A importância da Educação para competitividade da Indústria Educação para o trabalho não tem sido tradicionalmente colocado na pauta da sociedade brasileira, mas hoje é essencial; Ênfase no Direito à Educação

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL PÓS-GRADUAÇÃO 2013. DESAFIO PROFISSIONAL Módulo C

EDUCAÇÃO INFANTIL PÓS-GRADUAÇÃO 2013. DESAFIO PROFISSIONAL Módulo C EDUCAÇÃO INFANTIL PÓS-GRADUAÇÃO 13 1. ENUNCIADO DESAFIO PROFISSIONAL Módulo C Criança, a Oralidade e a Cultura Escrita Expressão Artística na Educação Infantil Tecnologias Aplicadas a Educação Infantil

Leia mais

Quando quiser sair da apresentação, basta clicar neste ícone ( x ) no canto superior direito da tela.

Quando quiser sair da apresentação, basta clicar neste ícone ( x ) no canto superior direito da tela. Esta é uma apresentação navegável. Uma maneira prática de conhecer a Academia da Estratégia. Para navegar siga as instruções abaixo. Esperamos que a sua viagem seja UAU! Quando quiser sair da apresentação,

Leia mais

O brincar hoje: da colaboração ao individualismo

O brincar hoje: da colaboração ao individualismo O brincar hoje: da colaboração ao individualismo Profa. Dra. Maria Angela Barbato Carneiro Campo Grande/ Simpósio Internacional da OMEP Jul/ 2012 Este trabalho tem por objetivo discutir sobre o brincar

Leia mais

Agenda. A Tríade. Relacionamento e Comunicação

Agenda. A Tríade. Relacionamento e Comunicação São Paulo agosto 2012 A Tríade Corpo Relacionamento e Comunicação A busca de resultados através das pessoas Alma Mente 1 2 Agenda "Não há maior sinal de LOUCURA do que fazer uma coisa repetidamente e esperar

Leia mais

Folder. Missão e Visão de Futuro. Ações de Treinamento. Metodologia. (41) 3029-9676 www.selftreinamentos.com.br

Folder. Missão e Visão de Futuro. Ações de Treinamento. Metodologia. (41) 3029-9676 www.selftreinamentos.com.br Folder Missão e Visão de Futuro Ações de Treinamento Metodologia (41) 3029-9676 www.selftreinamentos.com.br Missão e Visão (41) 3029-9676 3029 www.selftreinamentos.com.br Ações de Treinamento Programas

Leia mais

Filosofia para crianças? Que história é essa?

Filosofia para crianças? Que história é essa? Filosofia para crianças? Que história é essa? P Isabel Cristina Santana Diretora do CBFC ara muitos provoca espanto a minha resposta quando me perguntam: qual é o seu trabalho? e eu respondo trabalho com

Leia mais

Ensino Fundamental I. Como ajudar as crianças (6 a 8 anos) em seus conflitos?

Ensino Fundamental I. Como ajudar as crianças (6 a 8 anos) em seus conflitos? Ensino Fundamental I Como ajudar as crianças (6 a 8 anos) em seus conflitos? 2015 Objetivo da reunião Este encontro tem o objetivo de comunicar mais claramente as ações desenvolvidas pela escola e favorecer

Leia mais

TCC2036. fevereiro de 2006. Pricila Kohls dos Santos. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS. pricilas.ead@pucrs.

TCC2036. fevereiro de 2006. Pricila Kohls dos Santos. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS. pricilas.ead@pucrs. 1 O PEDAGOGO EM MULTIMEIOS E INFORMÁTICA EDUCATIVA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A EFICÁCIA DA UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO TCC2036 fevereiro de 2006 Pricila Kohls dos Santos

Leia mais

Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural

Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural Uma Perspectiva Sócio-Histórica do Processo de Alfabetização com Conscientização do Contexto Sociocultural Camila Turati Pessoa (Universidade Federal de Uberlândia) camilatpessoa@gmail.com Ruben de Oliveira

Leia mais

ANDRAGOGIA E A DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR: NOVO LIDAR COM O APRENDIZADO DO ADULTO EM EAD. Ribeirão Preto - SP - Maio 2012

ANDRAGOGIA E A DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR: NOVO LIDAR COM O APRENDIZADO DO ADULTO EM EAD. Ribeirão Preto - SP - Maio 2012 1 ANDRAGOGIA E A DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR: NOVO LIDAR COM O APRENDIZADO DO ADULTO EM EAD. Ribeirão Preto - SP - Maio 2012 Categoria: C Setor Educacional: 3 Classificação as Áreas de Pesquisa em EaD

Leia mais

Empreendedores em Informática

Empreendedores em Informática Empreendedores em Informática Introdução Existem riscos e custos para um programa de ação. Mas eles são bem menores que os riscos e custos de longo alcance de uma acomodação confortável. John F. Kennedy

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico O Coordenador Pedagógico é o profissional que, na Escola, possui o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem

Leia mais

OS JOGOS DIDÁTICOS ONLINE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO FORMAL

OS JOGOS DIDÁTICOS ONLINE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO FORMAL ELIANE ROSA DO ORIÊNTE FABIANA DA SILVA BEZERRA FANÇA JEISEBEL MARQUES COUTINHO JÉSSICA MEIRE DE ALMEIDA GOMES JÚLIA DA SILVA MELIS OS JOGOS DIDÁTICOS ONLINE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO

Leia mais

PROJETO. A relação professor x aluno é de grande importância para a formação de um cidadão crítico e consciente no futuro.

PROJETO. A relação professor x aluno é de grande importância para a formação de um cidadão crítico e consciente no futuro. UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES Projeto: A vez do Mestre Curso: Psicopedagogia Aluna: Valeria Raquel dos Santos PROJETO Tema: Avaliação na Pré-escola. Problema: O processo de avaliação na pré-escola é utilizado

Leia mais

Equipe de Alta Performance

Equipe de Alta Performance Equipe de Alta Performance Como chegar a ser uma EAP? Intelectual Razão Cognição Meta Estratégia EQUIPE EAP (Time) BANDO GRUPO Emocional Motivação Relação Ajuda O que é uma Equipe? Éumgrupodepessoas: com

Leia mais

A Mediação no desenvolvimento de lideranças Professor Mediador Jorge Roberto de Oliveira Colégio Ressurreição São Paulo

A Mediação no desenvolvimento de lideranças Professor Mediador Jorge Roberto de Oliveira Colégio Ressurreição São Paulo A Mediação no desenvolvimento de lideranças Professor Mediador Jorge Roberto de Oliveira Colégio Ressurreição São Paulo São Paulo, 18 de agosto de 2012. A Metodologia do Programa MenteInovadora O que é

Leia mais

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2 Educação Matemática Prof. Andréa Cardoso 2013/2 UNIDADE I Educação Matemática e Ensino HISTÓRIA DA ESCOLA Quando e como surgiram as escolas? ESCOLA, do grego SKHOLE que significa LAZER EDUCAR, do latim

Leia mais

A POSSIBILIDADE DE ATUAÇÃO DO PEDAGOGO NA CONTEMPORANEIDADE

A POSSIBILIDADE DE ATUAÇÃO DO PEDAGOGO NA CONTEMPORANEIDADE A POSSIBILIDADE DE ATUAÇÃO DO PEDAGOGO NA CONTEMPORANEIDADE Ana Paula Moura da Silva (UNEAL / SENAI-AL) Israel Silva de Macêdo (SENAI-AL, UNIAFRA, FRM) Resumo Esta pesquisa apresenta uma reflexão sobre

Leia mais

Resiliência. Ana Paula Alcantara Maio de 2013. 4º CAFÉ DA GESTÃO Seplag/TJCE

Resiliência. Ana Paula Alcantara Maio de 2013. 4º CAFÉ DA GESTÃO Seplag/TJCE Resiliência Conceito Emprestado pela física à psicologia do trabalho, a resiliência é a capacidade de resistir às adversidades e reagir diante de uma nova situação. O conceito de resiliência tem origem

Leia mais

Ciclo de Audiências Públicas Comissão de Educação Senado Federal

Ciclo de Audiências Públicas Comissão de Educação Senado Federal Ciclo de Audiências Públicas Comissão de Educação Senado Federal Depoimento de Fredric M. Litto Presidente da ABED-Associação Brasileira de Educação a Distância Brasília, 5 de julho de 2007 ABED-Associação

Leia mais

Instituto Mundo Melhor 2013. A Educação para a Paz como caminho da infância

Instituto Mundo Melhor 2013. A Educação para a Paz como caminho da infância Instituto Mundo Melhor 2013 por um MUNDO MELHOR A Educação para a Paz como caminho da infância PROJETO O PROGRAMA INFÂNCIA MUNDO MELHOR O Projeto Infância Mundo Melhor investe na capacitação e na formação

Leia mais

O COMUNICADO OFICIAL DA ALIANÇA DOS JOVENS EMPREENDEDORES NA CÚPULA DE MOSCOU 2013 DO G20

O COMUNICADO OFICIAL DA ALIANÇA DOS JOVENS EMPREENDEDORES NA CÚPULA DE MOSCOU 2013 DO G20 O COMUNICADO OFICIAL DA ALIANÇA DOS JOVENS EMPREENDEDORES NA CÚPULA DE MOSCOU 2013 DO G20 A Aliança dos Jovens Empreendedores do G20 (G20 YEA) é uma rede global de jovens empreendedores e as organizações

Leia mais

MUDANÇAS! CLIMATICAS!

MUDANÇAS! CLIMATICAS! ! MUDANÇAS! CLIMATICAS! NA SALA DE AULA! Curso da UNESCO para professores secundários (fundamental II e ensino médio) sobre educação em mudança climática e desenvolvimento sustentável (EMCDS)! Quarto dia

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O USO DO MATERIAL DOURADO NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANOTAÇÕES DE ESTÁGIO

REFLEXÕES SOBRE O USO DO MATERIAL DOURADO NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANOTAÇÕES DE ESTÁGIO REFLEXÕES SOBRE O USO DO MATERIAL DOURADO NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANOTAÇÕES DE ESTÁGIO Ednaid Santos Faria 1 Tayná da Silva Vieira 2, Janaína de Azevedo Corenza 3 1 IFRJ/ednaidrja@hotmail.com

Leia mais

INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL. Adm. Wagner Siqueira wagners@cra-rj.org.br

INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL. Adm. Wagner Siqueira wagners@cra-rj.org.br INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL Adm. Wagner Siqueira wagners@cra-rj.org.br Dimensões O processo de condicionamento do comportamento humano nas organizações Pensar Normativa (valores) Cognitiva (conhecimentos)

Leia mais

MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO, NOVOS PERFIS E PAPÉIS PROFISSIONAIS

MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO, NOVOS PERFIS E PAPÉIS PROFISSIONAIS MUDANÇAS NO MUNDO DO TRABALHO, NOVOS PERFIS E PAPÉIS PROFISSIONAIS DA CHAMINÉ AO CHIP GRANDES FATORES DE MUDANÇA A (R) EVOLUÇÃO DO CONHECIMENTO AS TECNOLOGIAS DE BASE CIENTÍFICA AS NOVAS TECNOLOGIAS ORGANIZACIONAIS

Leia mais

P-06. Revendo o Treinamento Comportamental. Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br

P-06. Revendo o Treinamento Comportamental. Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br P-06 Revendo o Treinamento Comportamental Bernardo Leite - bernardo@rhestrategia.com.br www.bernardoleite.com.br Proposta Refletir e analisar a metodologia de treinamentos comportamentais. O que acontece

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA

PADRÃO DE RESPOSTA REDAÇÃO CONCURSO PÚBLICO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE DUQUE DE CAXIAS/RJ PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA PROFESSOR DE INFORMÁTICA EDUCATIVA 3. O tema: Capacitação e formação continuada como ingredientes indispensáveis ao sucesso do profissional da educação. A exposição e a defesa das ideias do autor do texto

Leia mais

Os objetivos principais do programa

Os objetivos principais do programa O que é o GELP? O GELP é uma parceria de líderes e consultores de organizações de ordem mundial. Todos colaborando em uma comunidade global, com equipes de líderes educacionais importantes, que estão seriamente

Leia mais

RESUMO. O recurso dos Jogos como ferramenta importante utilizada pelos bolsistas do PIBID para o ensino de matemática nas series iniciais.

RESUMO. O recurso dos Jogos como ferramenta importante utilizada pelos bolsistas do PIBID para o ensino de matemática nas series iniciais. RESUMO O recurso dos Jogos como ferramenta importante utilizada pelos bolsistas do PIBID para o ensino de matemática nas series iniciais. Kayte Katiane Linhares Pereira 1 Pedro Winícius de Almeida Gomes

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

O PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Ao finalizar este tema deverá ser capaz de: - Definir o conceito de aprendizagem - Diferenciar entre aprendizagem e ensino - Definir o conceito de motivação Ao finalizar este tema deverá ser capaz de:

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

Gestão de Mudanças Organizacionais e Projetos

Gestão de Mudanças Organizacionais e Projetos Gestão de Mudanças Organizacionais e Projetos Uma introdução 1 O Sucesso em Projetos Sabemos porque projetos fracassam, sabemos como prevenir o fracasso de projetos - - Martin Cobb Treasury Board of Canada

Leia mais

Suas atividades terão como horizonte a escola, de modo particular, a escola em que você atua!

Suas atividades terão como horizonte a escola, de modo particular, a escola em que você atua! PROJETO-INTERVENÇÃO O curso de formação de gestores escolares que estamos realizando orientase por dois eixos básicos: a) a educação compreendida como direito social a ser suprido pelo Estado; b) a gestão

Leia mais

Situando o uso da mídia em contextos educacionais

Situando o uso da mídia em contextos educacionais Situando o uso da mídia em contextos educacionais Maria Cecília Martinsi Dentre os pressupostos educacionais relevantes para a época atual, considera-se que as múltiplas dimensões do ser humano - intelectual,

Leia mais

PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS

PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS Profª. Msc. Clara Maria Furtado claramaria@terra.com.br clara@unifebe.edu.br PLANEJAMENTO Representa uma organização de ações em direção a objetivos bem definidos, dos recursos

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

COLÉGIO BATISTA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO COP / SOE I ENCONTRO PEDAGÓGICO DE EDUCAÇÃO INFANTIL / 2008 TEMA: DESENVOLVIMENTO INFANTIL: CONHECER PARA COMPREENDER, COMPREENDER PARA CONTRIBUIR CRESCIMENTO x

Leia mais

Expectativas e desafios do jovem no mercado de trabalho:

Expectativas e desafios do jovem no mercado de trabalho: ASSUNTO em pauta Expectativas e desafios do jovem no mercado de trabalho: comunicação entre jovem e empresa Velychko 30 REVISTA DA ESPM maio/junho de 2011 O jovem quer seu espaço no mercado de trabalho.

Leia mais

Para o jovem aluno que ingressa em nossa escola, ele conta com professores qualificados para melhor ensinar a pratica do kung fu de acordo com o seu

Para o jovem aluno que ingressa em nossa escola, ele conta com professores qualificados para melhor ensinar a pratica do kung fu de acordo com o seu A escola A Escola de kung fu tigre e dragão nasceu com o objetivo de aproximar esta tradicional arte milenar chinesa com o estilo de vida do jovem brasileiro. Com uma proposta dinâmica que mescla atividade

Leia mais

SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA

SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA SÓCRATES: O MESTRE GREGO E SEU SISTEMA PEDAGÓGICO REFLETINDO NA EDUCAÇÃO CONTEMPORÂNEA Luiz Fernando Bandeira de Melo lfbmelo@prove.ufu.br Vani Terezinha de Rezende Faculdade Católica de Uberlândia O método

Leia mais

Aprendizes do Futuro: como incorporar conhecimento e transformar realidades Eduardo Carmello

Aprendizes do Futuro: como incorporar conhecimento e transformar realidades Eduardo Carmello Aprendizes do Futuro: como incorporar conhecimento e transformar realidades Eduardo Carmello Para suportar as intensas mudanças nos próximos 10 anos, Aprendizes do Futuro compreendem que é necessário criar

Leia mais

LC Metodologia Coaching

LC Metodologia Coaching LC Metodologia Coaching Processo de desenvolvimento pessoal e profissional Maio de 2013 Apresentações (plasticina) e expectativas Qual é o seu herói / ídolo? Porquê? Inspiração / Origem do Coaching Método

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN INTERVENÇÃO EDUCATIVA INSTITUCIONAL PROJETO PSICOPEDAGÓGICO

FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN INTERVENÇÃO EDUCATIVA INSTITUCIONAL PROJETO PSICOPEDAGÓGICO FACULDADES INTEGRADAS SIMONSEN INTERVENÇÃO EDUCATIVA INSTITUCIONAL PROJETO PSICOPEDAGÓGICO Justificativa O conhecimento contemporâneo apresenta, entre outras características, as do crescimento acelerado,

Leia mais

Cultura Organizacional: Compreensão básica para a Gestão de Pessoas. Glaucia Falcone Fonseca

Cultura Organizacional: Compreensão básica para a Gestão de Pessoas. Glaucia Falcone Fonseca : Compreensão básica para a Gestão de Pessoas Glaucia Falcone Fonseca É importante verificar que há diversos grupos que compõem uma cultura. As subculturas, constituídas por grupos de pessoas com um padrão

Leia mais

pontuação Discursiva 02 questões 15 pontos 30 pontos Múltipla escolha 25 questões 2,8 pontos 70 pontos

pontuação Discursiva 02 questões 15 pontos 30 pontos Múltipla escolha 25 questões 2,8 pontos 70 pontos Caderno de Provas EDUCAÇÃO FÍSICA Edital Nº. 36/2011 REITORIA/IFRN 29 de janeiro de 2012 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome completo

Leia mais

A Sustentabilidade na Educação. Ensinar e aprender Devem ser sempre experiências surpreendentes! Educação Complementar e Gestão de Talentos

A Sustentabilidade na Educação. Ensinar e aprender Devem ser sempre experiências surpreendentes! Educação Complementar e Gestão de Talentos A Sustentabilidade na Educação Ensinar e aprender Devem ser sempre experiências surpreendentes! Educação Complementar e Oferecer apoio para o pleno desenvolvimento cognitivo dos alunos, alavancando seus

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores.

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. 2. Como acontecia a aprendizagem nas escolas no período medieval? Quem era apto

Leia mais

CONSTRUINDO PONTES ENTRE A FAMÍLIA E A ESCOLA (2)

CONSTRUINDO PONTES ENTRE A FAMÍLIA E A ESCOLA (2) CONSTRUINDO PONTES ENTRE A FAMÍLIA E A ESCOLA (2) Eliane Calheiros Cansanção Psicóloga e Psicopedagoga Este artigo tem como objetivo refletir sobre as relações entre a família e a escola, de forma a pensar

Leia mais

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2

Educação Matemática. Prof. Andréa Cardoso 2013/2 Educação Matemática Prof. Andréa Cardoso 2013/2 UNIDADE I Educação Matemática e Ensino HISTÓRIA DA ESCOLA Quando e como surgiram as escolas? ESCOLA, do grego SKHOLE que significa LAZER EDUCAR, do latim

Leia mais

ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL

ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL 1003 ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL Cristina Angélica Aquino de Carvalho Mascaro Carla Fernanda Siqueira Vanessa Cabral Amanda Carlou Andrade Santos Fundação

Leia mais

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR Já pensou um bairro inteirinho se transformando em escola a

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

DESENVOLVIMENTO INTEGRAL NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

DESENVOLVIMENTO INTEGRAL NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DESENVOLVIMENTO INTEGRAL NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR A BASE A Base Nacional Comum é um conjunto de conhecimentos e habilidades essenciais que cada estudante brasileiro tem o direito de aprender a

Leia mais

A PEDAGOGIA DE PROJETOS E A ESCOLA PARTICIPATIVA. Maria Helena Berlinck Martins Socióloga Especialista em gestão de projetos

A PEDAGOGIA DE PROJETOS E A ESCOLA PARTICIPATIVA. Maria Helena Berlinck Martins Socióloga Especialista em gestão de projetos A PEDAGOGIA DE PROJETOS E A ESCOLA PARTICIPATIVA Maria Helena Berlinck Martins Socióloga Especialista em gestão de projetos São Paulo, 3 de outubro de 2013 As Cem Linguagens da Criança Loris Malaguzzi

Leia mais

Receitas para a Escola e Família na. ou provocação? Orlanda Cruz

Receitas para a Escola e Família na. ou provocação? Orlanda Cruz Receitas para a Escola e Família na melhoria do processo educativo: verdade ou provocação? Orlanda Cruz Promovendo a Parentalidade Positiva Cruz Orlanda Parentalidade (positiva) Criar as condições (necessárias,

Leia mais

Desvendando os segredos da concorrência

Desvendando os segredos da concorrência Desvendando os segredos da concorrência Inteligência Competitiva Sady Ivo Pezzi Júnior 1 A sociedade do conhecimento é a primeira sociedade humana onde o crescimento é potencialmente ilimitado. O Conhecimento

Leia mais

Relato de aplicação de PBL em turma de pós-graduação. Disciplina Inteligência Competitiva Prof. Alexandre Salvador.

Relato de aplicação de PBL em turma de pós-graduação. Disciplina Inteligência Competitiva Prof. Alexandre Salvador. Relato de aplicação de PBL em turma de pós-graduação Disciplina Inteligência Competitiva Prof. Alexandre Salvador 1º Semestre 2015 A. Contexto e motivação Em 2014 me juntei à ESPM para lecionar a disciplina

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Instituto Educacional Santa Catarina. Faculdade Jangada. Atenas Cursos

Instituto Educacional Santa Catarina. Faculdade Jangada. Atenas Cursos Instituto Educacional Santa Catarina Faculdade Jangada Atenas Cursos Curso de Capacitação em AEE Aluna: Ivete D. Poleto De Cezare Vanini, 01 de Maio de 2015. 1 - Tema: Deficiência Intelectual 2 - Problema:

Leia mais