APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL. APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL NO ESPAÇO Dispositivo Legal Princípio da territorialidade...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL. APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL NO ESPAÇO Dispositivo Legal... 35 Princípio da territorialidade..."

Transcrição

1 Sumário Título I APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL Capítulo I APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL NO ESPAÇO Dispositivo Legal Princípio da territorialidade Capítulo II APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL NO TEMPO Classificação da leis penais Dispositivo Legal Atividade Princípio da imediata aplicação (tempus regit actum) O princípio da [ir]retroatividade da lei penal e seu alcance Título II INVESTIGAÇÃO PRELIMINAR Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL Conceito, natureza jurídica e finalidade Principais características do inquérito policial Roteiro investigatório providências preliminares atribuições da autoridade policial Outras atribuições da autoridade policial Atuação do advogado no inquérito policial Valor probatório dos elementos colhidos no inquérito policial Vícios do inquérito policial Capítulo II TERMO CIRCUNSTANCIADO Fundamento legal Conceito Atribuição para lavratura Autor do fato Liberação obrigatória Violência doméstica e familiar contra a mulher Lesão corporal no trânsito

2 Capítulo III PEÇAS PROFISSIONAIS Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Fundamento Legal Cabimento O que é notitia criminis Espécies de noticia criminis Notitia criminis x queixa-crime - distinção Prazo Legitimados a requerer a instauração de inquérito policial (ou oferecer notitia criminis ) Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de instauração de inquérito policial Seção II RECURSO AO CHEFE DE POLÍCIA Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a recorrer do despacho que indefere a instauração de inquérito policial Destinatário a quem se dirige Possibilidades do Chefe de Polícia Denominação das partes Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de recurso ao Chefe de Polícia Seção III REPRESENTAÇÃO Fundamento legal Cabimento Forma de identificar Lesão corporal Contravenção de vias de fato Prazo Legitimados a oferecer a representação Peculiaridades Destinatário - a quem se dirige Denominação dos sujeitos

3 Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Peculiaridades Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de representação Modelo de procuração Seção IV RETRATAÇÃO DA REPRESENTAÇÃO Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a se retratar Destinatário a quem se dirige Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de retratação Seção V REQUERIMENTO DE PROVIDÊNCIAS POLICIAIS E DE MEDIDAS PROTETIVAS DE URGÊNCIA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Fundamento legal Cabimento Legitimados a requerer a adoção das medidas protetivas de urgência Destinatário a quem se dirige Medida cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de adoção de providências Modelo de requerimento de medidas protetivas de urgência Título III AÇÃO PENAL Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Fundamento Constitucional Conceito / natureza jurídica / características Enquadramento da ação penal Condições da ação Gerais ou genéricas

4 Especiais ou específicas Classificação da ação penal Principiologia da ação penal Princípios da ação penal pública Princípios da ação penal privada Capítulo II PEÇA PROFISSIONAIS Seção I QUEIXA-CRIME Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a oferecer a queixa-crime Destinatário a quem se dirige Medidas cabíveis Queixa-crime x notitia criminis - distinção Denominação das partes Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Peculiaridades Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de queixa-crime Modelo de queixa-crime substitutiva da denúncia Seção II PEDIDO DE EXPLICAÇÃO EM JUÍZO (ou interpelação judicial) Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a requerer o pedido de explicação em juízo Destinatário a quem se dirige Denominação das partes Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de pedido de Explicações em Juízo Seção III HABILITAÇÃO COMO ASSISTENTE DE ACUSAÇÃO Fundamento legal Cabimento Direitos (poderes) do assistente Oitiva prévia do Ministério Público Prazo momento para admissão do assistente Legitimados a requerer a habilitação

5 Função (finalidade) do assistente Medida cabível Destinatário a quem se dirige Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de Habilitação de Assistente de Acusação Título IV AÇÃO CIVIL Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A infração penal e a obrigação de indenizar Disposições cíveis Disposições penais Natureza jurídica da sentença penal condenatória definitiva Independência das instâncias Mecanismos à disposição da vítima Legitimados Capítulo II AÇÃO DE EXECUÇÃO DE SENTENÇA PENAL CONDENATÓRIA (AÇÃO DE EXECUÇÃO EX DELICTO ) Previsão legal Pressuposto Apuração do valor Objeto de indenização Capítulo III AÇÃO CIVIL AUTÔNOMA EX DELICTO (AÇÃO ORDINÁRIA DE INDENIZAÇÃO) Previsão legal Possibilidade de suspensão da ação cível Competência Título V EXCEÇÕES, QUESTÕES INCIDENTAIS E MEDIDAS ASSECURATÓRIAS Capítulo I EXCEÇÕES Seção I EXCEÇÃO DE SUSPEIÇÃO Fundamento legal Cabimento - finalidade da exceção de suspeição Destinatário a quem se dirige Motivos ensejadores da suspeição do juiz (art. 254 do CPP)

6 Modos de arguição da suspeição / legitimados Prazo Denominação das partes Recurso cabível Processamento da suspeição e outras questões pertinentes Consequências ao excepto e ao excipiente Exceção de suspeição do membro do Ministério Público, peritos, jurados e autoridade policial Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de exceção de suspeição Seção II EXCEÇÃO DE INCOMPETÊNCIA Fundamento legal Cabimento - finalidade da exceção de incompetência Legitimados - quem pode opô-la Momento para oposição prazo Destinatário a quem se dirige Denominação das partes Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de exceção de incompetência Seção III EXCEÇÃO DE LITISPENDÊNCIA Fundamento legal Cabimento - configuração de litispendência Legitimados - quem pode opô-la Prazo Destinatário a quem se dirige Medidas cabíveis Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de exceção de litispendência

7 Seção IV EXCEÇÃO DE ILEGITIMIDADE DE PARTE Fundamento legal Cabimento Legitimados - quem pode opô-la Prazo Destinatário a quem se dirige Medidas cabíveis Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de exceção de ilegitimidade de parte Seção V EXCEÇÃO DE COISA JULGADA Fundamento legal Cabimento Diferença entre exceção de litispendência e exceção de coisa julgada Legitimados - quem pode opô-la Prazo Processamento Destinatário a quem se dirige Medidas cabíveis Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de exceção de coisa julgada Seção VI CONFLITO DE JURISDIÇÃO Fundamento legal Cabimento - configuração Espécies de conflitos Forma de suscitar o conflito processamento (arts. 115 e 116 do CPP) Legitimados Prazo Destinatário a quem se dirige Competência para resolver conflito de atribuições Conflito de jurisdição conflito de atribuição hierarquia de órgãos jurisdicionais Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para descobrir a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de conflito de jurisdição

8 Capítulo II QUESTÕES INCIDENTAIS Seção I INCIDENTE DE FALSIDADE DOCUMENTAL Fundamento legal Finalidade Legitimados a suscitar o incidente Forma de suscitar o incidente Endereçamento a quem se dirige? Recurso cabível Efeitos consequências jurídicas (art. 145, IV, e 148 CPP) Prazo Processamento Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de incidente de falsidade documental Seção II INCIDENTE DE INSANIDADE MENTAL Fundamento legal Oportunidade, cabimento e recurso Legitimidade Endereçamento a quem se dirige? Prazo Providências Local de execução da perícia Objetivo da perícia conclusões e consequências Normalidade no fato e normalidade no momento atual Normalidade no fato e incapacidade no momento atual Incapacidade no momento do fato Inimputável (incapacidade total) ao tempo do fato Art. 26, caput, CP Semi-imputável (incapacidade parcial) ao tempo do fato Art. 26, parágrafo único, CP Incapacidade superveniente à execução da pena Instauração no curso do inquérito policial O incidente e a Lei de Drogas Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de incidente de insanidade mental Seção III PEDIDO DE RESTITUIÇÃO DE COISAS APREENDIDAS Fundamento legal Cabimento Endereçamento a quem se dirige? Legitimados a pedir a restituição

9 Oitiva prévia do Ministério Público Coisas que interessam ao processo penal Coisas que podem ser apreendidas Pedido de restituição e incidente de restituição Dúvida sobre a quem restituir Coisas facilmente deterioráveis Medidas cabíveis Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de requerimento para restituição de coisa apreendida Capítulo III MEDIDAS ASSECURATÓRIAS Seção I PEDIDO DE ARRESTO Fundamento legal Cabimento O que é o pedido de arresto? Prazo Legitimados a requerer o arresto Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de pedido de arresto Seção II PEDIDO DE SEQUESTRO Fundamento legal Cabimento O que é o pedido de sequestro? Prazo Legitimados a requerer o sequestro Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de pedido de sequestro

10 Seção III EMBARGOS EM CASO DE SEQUESTRO Fundamento legal Cabimento O que são os embargos? Prazo Legitimados a opor embargos Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de embargos de terceiro (art. 129 do CPP) Seção IV PEDIDO DE ESPECIALIZAÇÃO DE HIPOTECA LEGAL Fundamento legal Cabimento O que é o pedido de especialização de hipoteca legal? Prazo Legitimados a requerer o sequestro Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de pedido de especialização de hipoteca legal Seção IV PEDIDO DE SUSPENSÃO DO PROCESSO EM RAZÃO DE QUESTÃO PREJUDICIAL Fundamento legal Cabimento O que é a uma questão prejudicial de modo a ensejar pedido de suspensão do processo? Prazo Legitimados a requerer a suspensão do processo em face de questão prejudicial Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de pedido de suspensão do processo em razão de questão prejudicial

11 Título VI DA PROVA Capítulo I TEORIA GERAL DA PROVA Fundamento legal Conceito Finalidade ou objeto da prova Fatos que independem de prova Classificação das provas Ônus da prova Princípios atinentes às provas Sistemas de valoração (apreciação) da prova no processo penal Fases do procedimento probatório Capítulo II DAS PROVAS EM ESPÉCIE Perícias em geral Exame de corpo de delito Interrogatório Judicial Confissão Palavra da vítima Prova testemunhal Reconhecimento de pessoas e coisas Acareação Prova documental Busca e apreensão Título VII SUJEITOS PROCESSUAIS Conceito Classificação O Juiz (arts. 251 a 256 do CPP) O Ministério Público (arts. 127 a 130 da CRFB) O acusado A defesa O curador O assistente de acusação Os peritos e intérpretes Os auxiliares da Justiça Título VIII PRISÃO E LIBERDADE PROVISÓRIA Capítulo I MEDIDAS CAUTELARES DIVERSAS DA PRISÃO Alteração legislativa Medidas cautelares diversas da prisão

12 Capítulo II PRISÕES PROVISÓRIAS Seção I PRISÃO EM FLAGRANTE Enquadramento legal Cabimento Espécies de flagrante Sujeitos do flagrante Por qualquer crime (imunidade absoluta) Por crime afiançável (imunidade relativa) Controle da legalidade da prisão judicialização do flagrante Seção II PRISÃO PREVENTIVA Enquadramento legal Cabimento - requisitos legais Pressupostos Condições de admissibilidade Fundamentos Descabimento Revogação - cláusula da imprevisão rebus sic stantibus Sistema recursal - medidas cabíveis Seção III PRISÃO PREVENTIVA-DOMICILIAR Enquadramento legal Cabimento Seção IV PRISÃO TEMPORÁRIA Enquadramento legal Cabimento Complementação do rol Duração da temporária Capítulo III LIBERDADE PROVISÓRIA Fundamento legal Hipóteses de cabimento Diferença entre liberdade provisória e relaxamento da prisão Espécies (modalidades) Hipóteses de inafiançabilidade Capítulo IV PEÇAS PROFISSIONAIS Seção I REVOGAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO DE MEDIDA CAUTELAR DIVERSA DA PRISÃO Fundamento legal Cabimento Instrumentos de defesa simples requerimento e hábeas-córpus

13 Prazo Destinatário a quem se dirige o pedido Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de revogação ou substituição de medida cautelar diversa da prisão Seção II REQUERIMENTO DE LIBERDADE PROVISÓRIA Fundamento constitucional Fundamento infraconstitucional Prazo Destinatário a quem se dirige o pedido Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de liberdade provisória Seção III RELAXAMENTO DE PRISÃO Fundamento legal Cabimento Medidas cabíveis Diferença entre relaxamento da prisão e liberdade provisória Prazo Destinatário a quem se dirige o pedido Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de relaxamento de prisão Seção IV REVOGAÇÃO DA PRISÃO PREVENTIVA Fundamento legal Cabimento Diferença entre revogação da prisão preventiva, relaxamento da prisão e liberdade provisória Prazo Destinatário a quem se dirige o pedido Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido

14 Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de revogação da preventiva Modelo de substituição da preventiva por prisão domiciliar Seção V REVOGAÇÃO DA PRISÃO TEMPORÁRIA Fundamento legal Cabimento Diferença entre relaxamento da prisão, liberdade provisória e revogação da prisão temporária Destinatário a quem se dirige o pedido Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de revogação da temporária Título IX PROCEDIMENTOS PENAIS Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Esclarecimento Inicial Conceito Procedimento comum Procedimentos especiais Procedimento comum ordinário Procedimento comum sumário Procedimento comum sumaríssimo Capítulo II PEÇAS PROFISSIONAIS Seção I RESPOSTA À ACUSAÇÃO Fundamento legal Cabimento O que é a resposta à acusação? Prazo Legitimados a apresentar a resposta à acusação Destinatário a quem se dirige Medida cabível Denominação das partes Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos A [in]viabilidade da rejeição da denúncia Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça

15 Estrutura da peça Modelo de Resposta à acusação Modelo resposta à acusação procedimento do Júri Seção II DEFESA PRELIMINAR DROGAS Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Denominação das partes Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de defesa preliminar de drogas Seção III DEFESA PRELIMINAR FUNCIONÁRIO PÚBLICO Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de defesa preliminar de funcionário público Seção IV DEFESA PRELIMINAR FORO POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Denominação da parte Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de defesa preliminar foro por prerrogativa de função

16 Seção V MEMORIAIS Fundamento legal Cabimento Júri O que são os memoriais? Prazo Legitimados a apresentar os memoriais Destinatário a quem se dirige Medida cabível Denominação das partes Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de memoriais procedimento comum Modelo memoriais procedimento do Júri Seção VI PEDIDO DE DESAFORAMENTO Fundamento legal Cabimento Descabimento Prazo Legitimados a pedir o desaforamento Destinatário a quem se dirige Oitiva prévia do juiz Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de desaforamento Seção VII PEDIDO DE IMEDIATO JULGAMENTO Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a pedir o imediato julgamento Destinatário a quem se dirige Oitiva prévia do juiz Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de pedido de imediato julgamento

17 Título X DAS NULIDADES Capítulo I TEORIA GERAL DAS NULIDADES Fundamento legal Considerações gerais Natureza jurídica Sistema de verificação das nulidades Classificação dos vícios processuais Princípios Capítulo II NULIDADES EM ESPÉCIE Esclarecimentos iniciais Por incompetência, por suspeição ou por suborno do juízo Por ilegitimidade da parte Por falta das fórmulas ou dos termos seguintes Momentos preclusivos Título XI RECURSOS Capítulo I RECURSO EM SENTIDO ESTRITO Fundamento legal Cabimento O que é o recurso em sentido estrito? Espécies de recurso em sentido estrito Prazo Legitimados a interpor recurso em sentido estrito Destinatário a quem se dirige Denominação dos sujeitos Medida cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado nas razões Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de recurso em sentido estrito - interposição Modelo de recurso em sentido estrito - razões Capítulo II CARTA TESTEMUNHÁVEL Fundamento legal Cabimento O que é a carta testemunhável? Denegação do recurso de apelação

18 Denegação do recurso especial ou extraordinário Objetivo da carta testemunhável Prazo Legitimados a apresentar a carta testemunhável Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de carta testemunhável - interposição Modelo de carta testemunhável - razões Capítulo III RECURSO DE APELAÇÃO Fundamento legal Cabimento O que é a apelação? Espécies de apelação Hipóteses de apelação Prazo Legitimados a interpor recurso de apelação Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado nas razões Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de apelação em caso de CONDENAÇÃO pelo procedimento COMUM - interposição Modelo de apelação em caso de CONDENAÇÃO pelo procedimento COMUM - razões Modelo de apelação em caso de CONDENAÇÃO pelo procedimento do JÚRI - interposição Modelo de apelação em caso de CONDENAÇÃO pelo procedimento do JÚRI - razões Modelo de apelação em caso de CONDENAÇÃO pelo procedimento do JECRIM - interposição Modelo de apelação em caso de CONDENAÇÃO pelo procedimento do JECRIM - razões Modelo de apelação supletiva (ASSISTENTE DE ACUSAÇÃO) em caso de ABSOLVIÇÃO pelo procedimento COMUM interposição Modelo de apelação supletiva (ASSISTENTE DE ACUSAÇÃO) em caso de ABSOLVIÇÃO pelo procedimento COMUM - razões Modelo de petição de apresentação de CONTRARRAZÕES de apelação no procedimento COMUM Modelo de CONTRARRAZÕES de apelação no procedimento COMUM

19 Capítulo IV EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Fundamento legal Cabimento O que é o recurso de embargos de declaração? Espécies de embargos Prazo Legitimados a interpor recurso de embargos de declaração Destinatário a quem se dirige Medida cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (peça única) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Modelo de embargos de declaração Capítulo V EMBARGOS INFRINGENTES E DE NULIDADE Fundamento legal Cabimento O que é o recurso de embargos infringentes e de nulidade? Distinção entre embargos infringentes e embargos de nulidade Prazo Legitimados a interpor os embargos Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de embargos infringentes - interposição Modelo de embargos infringentes - razões Capítulo VI RECURSO ESPECIAL Fundamento legal Cabimento O que é o recurso especial? Pressupostos do recurso especial Prazo Legitimados a interpor recurso especial Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos

20 Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de recurso especial - interposição Modelo de recurso especial - razões Capítulo VII RECURSO EXTRAORDINÁRIO Fundamento legal Cabimento O que é o recurso extraordinário? Pressupostos do recurso extraordinário Prazo Legitimados a interpor recurso extraordinário Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de recurso extraordinário - interposição Modelo de recurso extraordinário - razões Capítulo VIII AGRAVO Fundamento legal Cabimento O que é o agravo? Prazo Legitimados a interpor agravo Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de agravo - interposição Modelo de agravo - razões

21 Capítulo IX AGRAVO REGIMENTAL Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a interpor o agravo regimental Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça de interposição Estrutura da peça - razões Modelo de agravo regimental interposição Capítulo X EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a interpor embargos de divergência Destinatário a quem se dirige Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de embargos de divergência - interposição Modelo de recurso ordinário constitucional - razões Capítulo XI RECURSO ORDINÁRIO CONSTITUCIONAL Fundamento legal Cabimento Prazo Legitimados a interpor recurso ordinário Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de recurso ordinário constitucional - interposição Modelo de recurso ordinário constitucional - razões

22 Capítulo XII RECLAMAÇÃO Fundamento legal Cabimento O que é a reclamação? Prazo Legitimados a apresentar a reclamação Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça Modelo de reclamação Título XII AÇÕES AUTÔNOMAS DE IMPUGNAÇÃO Capítulo I HÁBEAS-CÓRPUS Fundamento legal Cabimento O que é hábeas-córpus? Prazo Legitimados a impetrar o hábeas-córpus Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Endereçamento a quem se dirige? Preâmbulo Modelo de hábeas-córpus Capítulo II MANDADO DE SEGURANÇA Fundamento legal Cabimento O que é o mandado de segurança? Prazo Legitimados a impetrar o mandado de segurança Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos

23 Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Endereçamento a quem se dirige? Preâmbulo Exposição dos fatos ou histórico dos fatos Mérito Pedido Parte final fechamento da peça Modelo de mandado de segurança Capítulo III JUSTIFICAÇÃO Fundamento legal Cabimento O que é a justificação? Prazo Legitimados a ajuizar a justificação Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Modelo de justificação Capítulo IV REVISÃO CRIMINAL Fundamento legal Cabimento O que é a revisão criminal? Prazo Legitimados a ajuizar a revisão criminal Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Endereçamento a quem se dirige? Preâmbulo Exposição dos fatos ou histórico dos fatos Mérito Pedido Parte final fechamento da peça: Modelo de revisão criminal

24 Capítulo V CORREIÇÃO PARCIAL Fundamento legal Cabimento O que é a correição parcial? Prazo Legitimados a interpor correição parcial Destinatário a quem se dirige Recurso cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado nas razões Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da peça - interposição Estrutura da peça - razões Modelo de correição parcial - interposição Modelo de correição parcial - razões Título XIII EXECUÇÃO DA PENA Capítulo I PEDIDO DE APLICAÇÃO DE LEI PENAL BENÉFICA Fundamento legal Cabimento Novatio legis in mellius lex mitior Hipóteses de lei penal benéfica Competência para a aplicação da lei benéfica Lex tertia (combinação de leis) Prazo Denominação da parte Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedido Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de aplicação de lei penal benéfica Capítulo II PEDIDO DE EXTINÇÃO DE PUNIBILIDADE Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Legitimado a requerer o benefício Denominação da parte Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Estrutura da peça Modelo de requerimento de extinção da punibilidade

25 Capítulo III PEDIDO DE SOMA OU UNIFICAÇÃO DE PENAS Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Legitimado a requerer o benefício Denominação da parte Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Estrutura da peça Modelo de requerimento de unificação das penas Capítulo IV PEDIDO DE PROGRESSÃO DE REGIME Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Legitimado a requerer o benefício Denominação da parte Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Estrutura da peça Modelo de requerimento de progressão de regime Capítulo V PEDIDO DE DETRAÇÃO PENAL Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Legitimado a requerer o benefício Denominação da parte Efeitos da detração Efeitos da detração Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de detração Capítulo VI PEDIDO DE REMIÇÃO DA PENA Fundamento legal Cabimento

26 Prazo Destinatário a quem se dirige Denominação da parte Forma de contagem do tempo Preso impossibilitado de prosseguir no trabalho ou estudo por acidente Falta grave Efeitos da remição Consequencia da declaração ou atestado falso de prestação de serviço para fim de instruir pedido de remição Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Estrutura da peça Modelo de requerimento de remição da pena Capítulo VII PEDIDO DE LIVRAMENTO CONDICIONAL Fundamento legal Cabimento Prazo Requisito formal art. 112, 1.º Destinatário a quem se dirige Legitimados Denominação da parte Condições obrigatórias art. 132, 1.º Condições facultativas art. 132, 2.º Causas de revogação obrigatória art. 86 do Código Penal Causas de revogação facultativa art. 87 do Código Penal Condição para a revogação Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Estrutura da peça Modelo de requerimento de livramento condicional Capítulo VIII PEDIDO DE INDULTO Fundamento legal Cabimento Prazo Destinatário a quem se dirige Legitimado a requerer o benefício Denominação da parte Vedação ao indulto Recurso cabível Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Estrutura da peça Modelo de requerimento de indulto

27 Capítulo IX REABILITAÇÃO CRIMINAL Fundamento legal Cabimento Pressuposto Negativa à reabilitação Prazo Destinatário a quem se dirige Legitimado a requerer a reabilitação Denominação da parte Revogação Recursos cabíveis Verbo a ser adotado no preâmbulo Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Estrutura da peça Modelo de requerimento de reabilitação Capítulo XI RECURSO DE AGRAVO EM EXECUÇÃO Fundamento legal Cabimento Efeito Prazo Legitimados a interpor recurso de agravo em execução Destinatário a quem se dirige Medida cabível Denominação dos sujeitos Verbo a ser adotado no preâmbulo (interposição) Verbo a ser adotado nas razões Verbo a ser adotado no pedido Pedidos Orientações para identificar a peça Orientações para a confecção da peça Estrutura da interposição Estrutura das razões Modelo de agravo em execução - interposição Modelo de agravo em execução - razões Título XIV GUIA DE SÚMULAS POR ASSUNTO Capítulo I SÚMULAS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Algemas Aplicação da lei penal Cheque sem fundos Competência Flagrante ilegal Hábeas-Córpus Persecução penal inquérito policial e ação penal Prescrição Recursos Suspensão condicional da pena e do processo

28 Capítulo II SÚMULAS DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Atos Processuais Competência Crimes Execução Penal Extinção da Punibilidade Impedimento do MP Penas Persecução Penal Prescrição e Decadência Prisão Prova Recursos Suspensão Condicional do Processo Título XV ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DE PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Exames de Ordem e Concursos Públicos Capítulo I ORIENTAÇÕES GERAIS Capítulo II ESTRUTURA BÁSICA DA PEÇA Capítulo III ENDEREÇAMENTOS Capítulo IV RELAÇÃO DAS PEÇAS MAIS USUAIS NO PROCESSO PENAL Capítulo V PRINCIPAIS TESES DEFENSIVAS PREJUDICIAL DE MÉRITO PRELIMINARES Capítulo VI PRINCÍPIOLOGIA INSTRUMENTAL Seção I PRINCÍPIOS PENAIS I. Princípios limitadores da função punitiva II. Princípios relacionados à penologia III. Princípios relacionados ao fato IV. Princípios relacionados ao agente do fato Seção II PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS I. Princípios de aplicação geral no processo penal II. Princípios relacionados à jurisdição III. Princípios relacionados à aplicação da Lei Processual IV. Princípios relacionados ao Juizado Especial Criminal

29 V. Princípios relacionados ao Tribunal do Júri VI. Princípios relacionados à Ação Penal Pública VII. Princípios relacionados à Ação Penal Privada VIII. Princípios relacionados aos Recursos IX. Princípios relacionados às Nulidades X. Princípios relacionados às Provas OBRAS DOS AUTORES

Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS )

Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Manual de Prática Penal Sumário Manual de Prática Penal Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Fundamento Legal... 33

Leia mais

CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO...

CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...19 DEDICATÓRIA...21 CAPÍTULO I - FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 23 1. Antecedentes históricos da função de advogado...23 2. O advogado na Constituição Federal...24 3. Lei de

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito

PLANO DE ENSINO. Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina Processo Penal I PLANO DE ENSINO Código

Leia mais

PLANO DE ENSINO. I Identificação Direito Processual Penal I. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 5º.

PLANO DE ENSINO. I Identificação Direito Processual Penal I. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 5º. PLANO DE ENSINO I Identificação Disciplina Direito Processual Penal I Código PRO0065 Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 5º II Ementário O direito processual penal. A norma: material

Leia mais

15/05/2013 MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE

15/05/2013 MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE Direito Processual Penal 2ª Fase OAB/FGV Professora Beatriz Abraão MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da... Vara Criminal da Comarca... (especificar

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO - 2014. 1.4 Série: 3ª Turmas: A e B Turno: Diurno

FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO - 2014. 1.4 Série: 3ª Turmas: A e B Turno: Diurno FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO - 2014 1. INFORMAÇÕES GERAIS: 1.1 Professor: Décio Antônio Piola 1.2 Departamento: Direito Público 1.3 Disciplina: Direito Processual Penal I 1.4 Série: 3ª

Leia mais

VALOR (R$) ou FORMA de CÁLCULO (Cód. Tributário RJ)

VALOR (R$) ou FORMA de CÁLCULO (Cód. Tributário RJ) TAXA JUDICIÁRIA: Classes processuais - Justiça Estadual (1º GRAU) Cód. VALOR (R$) ou FORMA de CÁLCULO (Cód. Tributário RJ) JUIZADOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE 547 Seção Cível 1385 Cartas 1450 Carta de

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina Processo Penal II Código

Leia mais

SUMÁRIO. CAPÍTULO II - Polícia Judiciária Militar... 17 1 Polícia Judiciária Militar... 17

SUMÁRIO. CAPÍTULO II - Polícia Judiciária Militar... 17 1 Polícia Judiciária Militar... 17 Direito Processual Penal Militar - 4ª Edição SUMÁRIO CAPÍTULO I Princípios... 13 1 Princípios aplicados no processo penal militar... 13 2 Lei do processo penal militar e sua aplicação... 15 3 Aplicação

Leia mais

Índice Sistemático do Novo Código de Processo Civil

Índice Sistemático do Novo Código de Processo Civil Índice Sistemático do Novo Código de Processo Civil LEI CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Parte Geral Livro I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS

Leia mais

Anexo Tabela única de classes da 2ª Região

Anexo Tabela única de classes da 2ª Região CLASSE 01000 AÇÕES ORDINÁRIAS Anexo Tabela única de classes da 2ª Região CORRESPONDÊNCIA NA TABELA ÚNICA DE CLASSES DO DA 01001 ORDINÁRIA / TRIBUTÁRIA 29 AÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIMENTO COMUM 07 ORDINÁRIO)

Leia mais

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA Regras Básicas para as Atividades de Prática Jurídica a partir do ano letivo de 2010 Visitas Orientadas 72 Horas 36 horas para atividades

Leia mais

Professor: Rodrigo J. Capobianco

Professor: Rodrigo J. Capobianco Professor: Rodrigo J. Capobianco 1. Critérios de Avaliação Independente dos critérios específicos de cada prova, a OAB sempre analisa os exames tendo base alguns fatores: 1. Critérios de Avaliação a)

Leia mais

Apostila Exclusiva Direitos Autorais Reservados www.thaisnunes.com.br 1

Apostila Exclusiva Direitos Autorais Reservados www.thaisnunes.com.br 1 Direito - Técnico do TRF 4ª Região É possível estudar buscando materiais e aulas para cada uma das matérias do programa do concurso de Técnico do TRF 4ª Região. Basta disciplina e organização. Sugestão

Leia mais

Tribunal de Justiça do Piauí TJ/PI Área Judiciária Carreira de Escrivão Judicial

Tribunal de Justiça do Piauí TJ/PI Área Judiciária Carreira de Escrivão Judicial Tribunal de Justiça do Piauí TJ/PI Área Judiciária Carreira de Escrivão Judicial ÍNDICE VOLUME 1 CONHECIMENTOS BÁSICOS LÍNGUA PORTUGUESA Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto

Leia mais

II ESPÉCIES: O título VI do Código de Processo Penal fala em Das questões e processos incidentes em sentido amplo, prevendo oito hipóteses, a saber:

II ESPÉCIES: O título VI do Código de Processo Penal fala em Das questões e processos incidentes em sentido amplo, prevendo oito hipóteses, a saber: PONTO QUESTÕES E PROCESSOS INCIDENTES I CONCEITO: Incidente é aquilo que sobrevém. Questão é discussão, controvérsia. Assim, questões incidentes são aquelas controvérsias que podem surgir no curso do processo

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2016

FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2016 FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA FADI 2016 Disciplina: Direito Processual Penal I Departamento III: Penal e Processo Penal Docente Responsável: Ricardo Barbosa Alves Carga Horária Anual: 100 h/a Tipo:

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

ÍNDICE SISTEMÁTICO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ÍNDICE SISTEMÁTICO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL PARTE GERAL LIVRO I - DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS TÍTULO ÚNICO - DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS CAPÍTULO I - DAS NORMAS

Leia mais

CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito

CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito CONTINUAÇÃO - RECURSOS NO PROCESSO PENAL, Recurso no Sentido Estrito Efeito suspensivo O RESE, como regra, não tem efeito suspensivo. Terá, apenas, quando a lei prever. O art. 584 do CPP 1 prevê 05 hipóteses

Leia mais

Questões de Processo Penal

Questões de Processo Penal Questões de Processo Penal 1º) As Contravenções Penais (previstas na LCP) são punidas com: a) ( ) Prisão Simples; b) ( ) Reclusão; c) ( ) Detenção; d) ( ) Não existe punição para essa espécie de infração

Leia mais

Teoria Questões comentadas Questões de concursos separadas por tópicos

Teoria Questões comentadas Questões de concursos separadas por tópicos PARA OS CONCURSOS DE ANALISTA E TÉCNICO DOS TRIBUNAIS Teoria Questões comentadas Questões de concursos separadas por tópicos LEONARDO BARRETO MOREIRA ALVES Promotor de Justiça do Ministério Público do

Leia mais

Súmulas em matéria penal e processual penal.

Súmulas em matéria penal e processual penal. Vinculantes (penal e processual penal): Súmula Vinculante 5 A falta de defesa técnica por advogado no processo administrativo disciplinar não ofende a Constituição. Súmula Vinculante 9 O disposto no artigo

Leia mais

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 Componente Curricular: DIREITO PROCESSUAL PENAL I Código: DIR-462 CH Total: 60h Pré-requisito:

Leia mais

3.12 Questões comentadas 3.13 Questões Cespe/UNB

3.12 Questões comentadas 3.13 Questões Cespe/UNB SUMÁRIO 1. NOÇÕES INICIAIS 1.1 Sistemas Processuais Penais 1.1.1 Sistema inquisitório 1.1.2 Sistema misto (ou híbrido) 1.1.3 Sistema acusatório 1.1.4 Modelo adotado no Brasil 1.2 Fontes do Processo Penal

Leia mais

SUJEITOS PROCESSUAIS: JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO

SUJEITOS PROCESSUAIS: JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO SUJEITOS PROCESSUAIS: JUIZ E MINISTÉRIO PÚBLICO Sujeitos processuais são as pessoas que atuam no processo, ou seja, autor, réu e juiz, existem outros sujeitos processuais, que podem ou não integrar o processo,

Leia mais

Sumário. Resumo Direito Constitucional

Sumário. Resumo Direito Constitucional Sumário 1. DIREITO CONSTITUCIONAL 1.1 Dos direitos e garantias fundamentais 1.1.1 Dos direitos e deveres individuais e coletivos 1.1.1.1 Extradição 1.1.2 Dos direitos sociais 1.1.3 Da nacionalidade 1.1.4

Leia mais

Ementário do curso de

Ementário do curso de Introdução ao Estudo de I Fase: I Carga Horária: 60 h/a Créditos: 04 A sociedade. e ordem jurídica. Conceito de justiça. e moral. Fontes do. Positivo. objetivo e subjetivo. Público e Privado. Capacidade

Leia mais

PROCEDIMENTO DA DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS ART. 6º E 7º

PROCEDIMENTO DA DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS ART. 6º E 7º PROCEDIMENTO DA AUTORIDADE POLICIAL DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS ART. 6º E 7º DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS CONHECIMENTO DA NOTITIA CRIMINIS delegado deve agir de acordo comoart.6º e 7º do CPP, (não exaustivo

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA

PLANO DE ENSINO EMENTA Faculdade Milton Campos Curso: Direito Departamento: Ciências Penais FACULDADE MILTON CAMPOS Disciplina: Direito Processual Penal II Carga Horária: 80 h/a Área: Direito PLANO DE ENSINO EMENTA Atos processuais:

Leia mais

1. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS NATUREZA DAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS:... DIFERENCIAÇÃO ENTRE SEQUESTRO E ARRESTO:... 2. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS EM ESPÉCIE

1. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS NATUREZA DAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS:... DIFERENCIAÇÃO ENTRE SEQUESTRO E ARRESTO:... 2. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS EM ESPÉCIE 1 PROCESSO PENAL PONTO 1: Medidas Assecuratórias PONTO 2: Medidas Assecuratórias em Espécie PONTO 3: Sequestro PONTO 4: Arresto 1. MEDIDAS ASSECURATÓRIAS NATUREZA DAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS:... DIFERENCIAÇÃO

Leia mais

Direito Processual Penal - Inquérito Policial

Direito Processual Penal - Inquérito Policial Direito Processual Penal - Inquérito Policial O inquérito policial é um procedimento administrativo préprocessual, de caráter facultativo, destinado a apurar infrações penais e sua respectiva autoria.

Leia mais

SÚMULAS ORGANIZADAS POR ASSUNTO, ANOTADAS E COMENTADAS

SÚMULAS ORGANIZADAS POR ASSUNTO, ANOTADAS E COMENTADAS SÚMULAS DO ORGANIZADAS POR ASSUNTO, ANOTADAS E COMENTADAS Superior Tribunal de Justiça Direito Administrativo Direito Civil Direito Constitucional Direito de Trânsito Direito do Consumidor Direito do Trabalho

Leia mais

PROCESSO PENAL RESUMO DE PROCESSO PENAL 1 Rosivaldo Russo

PROCESSO PENAL RESUMO DE PROCESSO PENAL 1 Rosivaldo Russo PROCESSO PENAL RESUMO DE PROCESSO PENAL 1 Rosivaldo Russo ESPÉCIES DE PRISÃO: 1. P. Penal sentença condenatória transitada em julgado 2. P. Processuais, cautelares ou provisórias antes da formação da culpa

Leia mais

I) DIREITO INDIVIDUAL E COLETIVO DO TRABALHO

I) DIREITO INDIVIDUAL E COLETIVO DO TRABALHO PROGRAMA ESPECÍFICO DA PROVA ORAL XX CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO I) DIREITO INDIVIDUAL E COLETIVO DO TRABALHO

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA VARA DO ÚNICO OFÍCIO DE BOCA DA MATA EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS

ESTADO DE ALAGOAS PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA VARA DO ÚNICO OFÍCIO DE BOCA DA MATA EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS ESTADO DE ALAGOAS PODER JUDICIÁRIO JUÍZO DE DIREITO DA VARA DO ÚNICO OFÍCIO DE BOCA DA MATA EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS O Doutor ANDRÉ GUASTI MOTTA, MM Juiz de Direito Titular da Comarca de Boca da

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL Apresentação O curso de Pós-graduação em Direito Processual Civil e Práticas Processuais qualifica o participante para a aprovação em concursos públicos,

Leia mais

SUMÁRIO. I - Introdução ao Direito Processual do Trabalho, 1

SUMÁRIO. I - Introdução ao Direito Processual do Trabalho, 1 SUMÁRIO I - Introdução ao Direito Processual do Trabalho, 1 1 Fontes do direito processual do trabalho, 2 1.1 Fontes materiais, 2 1.2 Fontes formais, 3 1.2.1 Fontes formais diretas, 3 1.2.2 Fontes formais

Leia mais

2. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO

2. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO 2. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO 2. 1 HIPÓTESES DE CABIMENTO - Decisão que rejeitar a denúncia ou queixa - Decisão que concluir pela incompetência do juízo - Decisão que julga procedente alguma das exceções,

Leia mais

12/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II

12/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II II 2ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 II Acessem!!!!!! www.rubenscorreiajr.blogspot.com 2 1 O : É o conjunto de atos cronologicamente concatenados (procedimentos), submetido a princípios e regras

Leia mais

O Novo Regime das Medidas Cautelares no Processo Penal

O Novo Regime das Medidas Cautelares no Processo Penal 202 O Novo Regime das Medidas Cautelares no Processo Penal Juliana Andrade Barichello 1 O objetivo deste trabalho é discorrer sobre os principais pontos das palestras, enfatizando a importância das alterações

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA ÍNDICE

LÍNGUA PORTUGUESA ÍNDICE LÍNGUA PORTUGUESA ÍNDICE CAPÍTULO 01... 11 Níveis de Análise da Língua... 11 Morfologia - 10 Classes de Palavras... 11 Artigo...11 Adjetivo...12 Advérbio...15 Conjunção...15 Interjeição...17 Numeral...17

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO Concurso Público n 01/2010 para provimento do carg o de Juiz do Trabalho Substituto do TRT/3ª Região PROVA ORAL PONTO N 01 Direito Individual e Coletivo do Trabalho Princípios do Direito do Trabalho. Direito

Leia mais

QUESTÕES E PROCESSOS PARTE II

QUESTÕES E PROCESSOS PARTE II QUESTÕES E PROCESSOS INCIDENTES PARTE II INCOMPATIBILIDADES E IMPEDIMENTOS: ART. 112 CPP- DUAS HIPÓTESES: ABSTENÇÃO: ARGUIÇÃO PELA PARTE: PROCESSO ESTABELECIDO PARA EXCEÇÃO DE SUSPEIÇÃO. ART. 252 E 253

Leia mais

ENUNCIADOS DA ASSESSORIA DE ASSUNTOS INSTITUCIONAIS DE 2009

ENUNCIADOS DA ASSESSORIA DE ASSUNTOS INSTITUCIONAIS DE 2009 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o procedimento nº 2009.000.30103, da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Planejamento Institucional, AVISA aos Membros

Leia mais

DIREITO PENAL ÍNDICE. CAPÍTULO 03... 34 Concurso de Crimes... 34 Concurso Material...34 Concurso Formal...34 Crime Continuado...35

DIREITO PENAL ÍNDICE. CAPÍTULO 03... 34 Concurso de Crimes... 34 Concurso Material...34 Concurso Formal...34 Crime Continuado...35 DIREITO PENAL ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Introdução ao Direito Penal e Aplicação da Lei Penal... 7 Introdução ao Estudo do Direito Penal...7 Teoria do Crime...8 Princípio da Legalidade (Anterioridade - Reserva

Leia mais

Concurso Virtual LTDA

Concurso Virtual LTDA Concurso Virtual LTDA Banca Virtual Simulado Virtual para Ingresso no Quadro Permanente dos Serviços Auxiliares do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro Edital Virtual O Presidente da Comissão

Leia mais

Constituição e Processo: direitos e garantias fundamentais de natureza processual.

Constituição e Processo: direitos e garantias fundamentais de natureza processual. PONTO Nº 01 Hermenêutica: interpretação, integração e aplicação do Direito do Trabalho. Métodos básicos de exegese. O papel da equidade. Eficácia das normas trabalhistas no tempo e no espaço. Revogação.

Leia mais

Direito Processual Penal Especial

Direito Processual Penal Especial FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA FREDERICO DE LACERDA DA COSTA PINTO Direito Processual Penal Especial Programa (Ano lectivo de 2013-2014, 2.º ciclo, 2.º semestre) Introdução 1. Objecto

Leia mais

ESTRUTURA DO CURSO PREPARATÓRIO PARA PROCESSO SELETIVO

ESTRUTURA DO CURSO PREPARATÓRIO PARA PROCESSO SELETIVO ESTRUTURA DO CURSO PREPARATÓRIO PARA PROCESSO SELETIVO As Aulas serão no Edf. Metrópole, Auditório do Terraço, R. Dr. José Peroba, no Costa Azul. 18/10 18hs às 22hs (total 4hs) PROFESSOR: JOSINALDO LEAL

Leia mais

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL 1 PROCESSO PENAL PROCESSO PENAL PONTO 1: Princípios dos Juizados Especiais Criminais PONTO 2: Objetivos PONTO 3: Competência PONTO 4: Fase Policial PONTO 5: Fase Judicial PONTO 6: Recursos PONTO 7: Atos

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1. INTRODUÇÃO 2. DA SOLUÇÃO DOS LITÍGIOS PERANTE O JUDICIÁRIO 2.1 Estrutura jurisdicional brasileira 2.2 Lide, processo e

Leia mais

OAB. INCIDENTES PROCESSUAIS Breve Conceito: matérias que devem ser resolvidas antes do julgamento da causa principal.

OAB. INCIDENTES PROCESSUAIS Breve Conceito: matérias que devem ser resolvidas antes do julgamento da causa principal. INCIDENTES PROCESSUAIS Breve Conceito: matérias que devem ser resolvidas antes do julgamento da causa principal. 1) QUESTÕES PREJUDICIAIS: versam sobre direito material (penal ou extrapenal) e que devem

Leia mais

Capítulo 1 Notas Preliminares...1

Capítulo 1 Notas Preliminares...1 S u m á r i o Capítulo 1 Notas Preliminares...1 1. Introdução... 1 2. Finalidade do Direito Penal... 2 3. A Seleção dos Bens Jurídico-Penais... 4 4. Códigos Penais do Brasil... 5 5. Direito Penal Objetivo

Leia mais

SUMÁRIO ORIENTAÇÕES AO EXAMINANDO...11 EXERCÍCIOS PRÁTICOS...21 3. REMUNERAÇÃO E SALÁRIO...27

SUMÁRIO ORIENTAÇÕES AO EXAMINANDO...11 EXERCÍCIOS PRÁTICOS...21 3. REMUNERAÇÃO E SALÁRIO...27 5 ORIENTAÇÕES AO EXAMINANDO...11 1. Provimento 144/11: o Novo Exame de Ordem...11 2. Pontos a serem destacados no edital do exame...13 2.1. Materiais/procedimentos permitidos e proibidos...13 2.2. Legislação

Leia mais

DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL PENAL I. Professor: João Guilherme Lages Mendes.

DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL PENAL I. Professor: João Guilherme Lages Mendes. UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ Coordenação do Curso de Direito DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL PENAL I. Professor: João Guilherme Lages Mendes. Assunto: Do Inquérito Policial. Noções Gerais. Características.

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORREGEDORIA-GERAL

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CORREGEDORIA-GERAL PORTARIA CGDP Nº 001, de 26 de janeiro de 2015. Altera o modelo do relatório mensal de atividade RMA para fins estatísticos no âmbito da Defensoria Pública. O CORREGEDOR GERAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO

Leia mais

Faculdade de Direito de Franca. Processo Penal II. I Plano de ensino. II - Programa

Faculdade de Direito de Franca. Processo Penal II. I Plano de ensino. II - Programa Faculdade de Direito de Franca Processo Penal II I Plano de ensino II - Programa 2015 2 I PLANO DE ENSINO 1. INFORMAÇÕES GERAIS: 1.1 Professor: Antonio Milton de Barros 1.2 Departamento: Direito Público

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS Direito Penal IV EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE DIREITO Dos crimes contra a pessoa (crimes contra a vida; lesões corporais; periclitação da vida e da saúde; crimes contra a honra; crimes

Leia mais

O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais; e

O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições legais; e RESOLUÇÃO Nº 20/2004 - CPJ Cria a CENTRAL DE ACOMPANHAMENTO DE INQUÉRITOS POLICIAIS E CONTROLE EXTERNO DA ATIVIDADE POLICIAL, no âmbito do Ministério Público do Estado de Mato Grosso e dá outras providências.

Leia mais

A EQUIPE DO DIREITO CONCENTRADO ESTÁ COM VOCÊ!

A EQUIPE DO DIREITO CONCENTRADO ESTÁ COM VOCÊ! Olá CONCENTRADOS! Como está a sua preparação para a 2ª fase da OAB? Muito estudo e dedicação? Sabemos como é difícil conseguir conciliar tudo nesta fase, o período é curto, a matéria longa e você precisa

Leia mais

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação Supervisão: Habermann Editora Capa: Kaloã Tuckmantel Habermann Diagramação: Habermann Editora Dados Internacionais de Catalogação na Publicação Soluções Práticas do Dia a Dia do Advogado - Doutrina, Legislação,

Leia mais

PROCESSO PENAL COMNENTÁRIOS RECURSOS PREZADOS, SEGUEM OS COMENTÁRIOS E RAZÕES PARA RECURSOS DAS QUESTÕES DE PROCESSO PENAL.

PROCESSO PENAL COMNENTÁRIOS RECURSOS PREZADOS, SEGUEM OS COMENTÁRIOS E RAZÕES PARA RECURSOS DAS QUESTÕES DE PROCESSO PENAL. PROCESSO PENAL COMNENTÁRIOS RECURSOS PREZADOS, SEGUEM OS COMENTÁRIOS E RAZÕES PARA RECURSOS DAS QUESTÕES DE PROCESSO PENAL. A PROVA FOI MUITO BEM ELABORADA EXIGINDO DO CANDIDATO UM CONHECIMENTO APURADO

Leia mais

MANUAL TEÓRICO DAS TABELAS PROCESSUAIS UNIFICADAS DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Diretoria de Modernização Judiciária

MANUAL TEÓRICO DAS TABELAS PROCESSUAIS UNIFICADAS DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Diretoria de Modernização Judiciária MANUAL TEÓRICO DAS TABELAS PROCESSUAIS UNIFICADAS DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Diretoria de Modernização Judiciária Aracaju, 29 de agosto de 2008 1 1 APRESENTAÇÃO Este Manual tem por escopo apresentar

Leia mais

ENUNCIADOS ELABORADOS PELA ASSESSORIA DE RECURSOS CONSTITUCIONAIS

ENUNCIADOS ELABORADOS PELA ASSESSORIA DE RECURSOS CONSTITUCIONAIS ENUNCIADOS ELABORADOS PELA ASSESSORIA DE RECURSOS CONSTITUCIONAIS ÁREA CRIMINAL CRIMES CONTRA OS COSTUMES 1. CRIMES CONTRA OS COSTUMES. ESTUPRO E ATENTADO VIOLENTO AO PUDOR. TODAS AS FORMAS. CRIMES HEDIONDOS.

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA PRIMEIRA REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO 2012 PONTOS DA PROVA ORAL

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA PRIMEIRA REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO 2012 PONTOS DA PROVA ORAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA PRIMEIRA REGIÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO 2012 PONTOS DA PROVA ORAL PONTO 1 Segurança e higiene do trabalho. Labor em circunstâncias

Leia mais

PROCESSO PENAL - DPU. PONTO 1: Inquérito policial. PONTO 2: Ação Penal

PROCESSO PENAL - DPU. PONTO 1: Inquérito policial. PONTO 2: Ação Penal PROCESSO PENAL aula I Professor: David Data: 20.01.1020 PONTO 1: Inquérito policial PONTO 2: Ação Penal Artigos 4º a 23º do CPP 1. CONCEITO/NATUREZA. Trata-se de espécie de procedimento administrativo,

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ EDITAL Nº 12/2015

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ EDITAL Nº 12/2015 1 EDITAL Nº 12/2015 2º Processo seletivo para ingresso ao quadro de estagiários da Defensoria Pública do Estado do Paraná, Comarca da Região Metropolitana de Curitiba Foro de Araucária. A DEFENSORIA PÚBLICA

Leia mais

ROTEIRO DE AULA TEORIA GERAL DAS PRISÕES CAUTELARES.

ROTEIRO DE AULA TEORIA GERAL DAS PRISÕES CAUTELARES. CURSO DIREITO DISCIPLINA PROCESSO PENAL II SEMESTRE 7º Turma 2015.1 ROTEIRO DE AULA TEORIA GERAL DAS PRISÕES CAUTELARES. 1. DO CONCEITO DE PRISAO A definição da expressão prisão para fins processuais.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto Lei/.htm Página 1 de 114 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941. Texto compilado

Leia mais

DEFESAS E RECURSOS PERANTE O TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

DEFESAS E RECURSOS PERANTE O TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado DEFESAS E RECURSOS PERANTE O TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado CONTRADITÓRIO E DEFESA PROCESSO VOLUNTÁRIO Ausência de partes: existem somente o interessado (responsável pela

Leia mais

O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE CONCURSO PARA INGRESSO NA CARREIRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA

O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE CONCURSO PARA INGRESSO NA CARREIRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA EDITAL Nº 018/2011 O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE CONCURSO PARA INGRESSO NA CARREIRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA,no uso de suas atribuições legais, torna público os Pontos da Prova Oral do Concurso

Leia mais

CAPÍTULO 11- Princípios aplicáveis ao processo do trabalho... 43

CAPÍTULO 11- Princípios aplicáveis ao processo do trabalho... 43 Sumário CAPÍTULO I - Prerrogativas profissionais... 15 1.1 Considerações iniciais... l6 1.2 Conceito... l6 1.3 Prerrogativas constitucionais e estatutárias... 16 1.3.1 Abuso de autoridade.................

Leia mais

Cód. barras: STJ00094821 (2013) PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM Juízo 1. INTRODUÇÃO... 21

Cód. barras: STJ00094821 (2013) PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM Juízo 1. INTRODUÇÃO... 21 Cód. barras: STJ00094821 (2013) SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM Juízo 1. INTRODUÇÃO... 21 2. DA SOLUÇÃO DOS LITíGIOS PERANTE O JUDICIÁRIO... 23 2.1 Estrutura jurisdicional

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2011

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2011 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2011 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL PENAL II PROFESSOR: GUSTAVO SENNA MIRANDA TURMA: 3º AI UNIDADES

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS CONSELHO SUPERIOR

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS CONSELHO SUPERIOR MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 090, DE 14 DE SETEMBRO DE 2009 (D.O.U. nº 203, seção 1, págs. 104 a 117, de 23 de outubro

Leia mais

Súmula Vinculante 5 - A FALTA DE DEFESA TÉCNICA POR ADVOGADO NO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR NÃO OFENDE A CONSTITUIÇÃO. DO de 16/5/2008, p. 1.

Súmula Vinculante 5 - A FALTA DE DEFESA TÉCNICA POR ADVOGADO NO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR NÃO OFENDE A CONSTITUIÇÃO. DO de 16/5/2008, p. 1. 11 DIREITO SUMULAR Noções de direito sumular: SÚMULAS VINCULANTES STF: Súmula Vinculante 5 - A FALTA DE DEFESA TÉCNICA POR ADVOGADO NO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR NÃO OFENDE A CONSTITUIÇÃO. DO

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I. Recomendações Iniciais, Relatório, Fundamentação e Dispositivo

SUMÁRIO. Parte I. Recomendações Iniciais, Relatório, Fundamentação e Dispositivo SUMÁRIO Parte I Recomendações Iniciais, Relatório, Fundamentação e Dispositivo 1. CONCEITO E RECOMENDAÇÕES INICIAIS 1.1 Rascunho 1.2 Apresentação do texto 1.3 Tempo de prova, simulação e prática 1.4 Redação

Leia mais

Parte I - Aspectos Históricos do Direito Processual do Trabalho, 1

Parte I - Aspectos Históricos do Direito Processual do Trabalho, 1 Parte I - Aspectos Históricos do Direito Processual do Trabalho, 1 Capítulo I - História Universal do Direito Processual do Trabalho, 3 1.1 França, 3 1.2 Alemanha, 6 1.3 Itália, 7 1.4 México, 8 1.5 Espanha,

Leia mais

MEDIDAS ASSECURATÓRIAS

MEDIDAS ASSECURATÓRIAS MEDIDAS ASSECURATÓRIAS Graciel Marques Tarão Assessor do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás 1. Introdução Inicialmente é preciso contextualizar o tema na Legislação Processual Penal. Dessa forma, o

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM DIREITO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM DIREITO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM DIREITO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Introdução ao Estudo do Direito 1º PERÍODO Direito e perfil da Introdução ao Estudo do Direito. Direito, Estado

Leia mais

C U S T A S P R O C E S S U A I S E M J U I Z A D O S E S P E C I A I S

C U S T A S P R O C E S S U A I S E M J U I Z A D O S E S P E C I A I S C U S T A S P R O C E S S U A I S E M J U I Z A D O S E S P E C I A I S (COM AS MODIFICAÇÕES INTRODUZIDAS PELA RESOLUÇÃO CONJUNTA TJ/CGJ Nº 01/2015, COM VIGÊNCIA A PARTIR DE 05/06/2015) Organização: Divisão

Leia mais

O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais,

O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais, RESOLUÇÃO N.º102 /97 - P.G.J. Estabelece normas para o exercício do controle externo da atividade de Polícia Judiciária pelo Ministério Público, previsto no artigo 129, inciso VII, da Constituição Federal

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Objectivos, métodos de trabalho, programa e bibliografia Ano lectivo de 2015-2016 (1.º Ciclo, 1.º Semestre) Regente: Frederico de Lacerda da Costa Pinto OBJECTIVOS 1. Conhecer

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL PORTUGUÊS

DIREITO PROCESSUAL PENAL PORTUGUÊS Germano Marques da Silva Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa DIREITO PROCESSUAL PENAL PORTUGUÊS VOL. I Universidade Católica Editora Lisboa, 2013 PREFÁCIO Este livro deveria

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO Nº 058, DE 25 DE MAIO DE 2009 Estabelece diretrizes para membros do Poder Judiciário e integrantes da Polícia Federal no que concerne ao tratamento de processos e procedimentos de investigação

Leia mais

(Tabela de correspondência de artigos com o código antigo)

(Tabela de correspondência de artigos com o código antigo) (Tabela de correspondência de artigos com o código antigo) CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL 49 LEI N.º 41/2013, DE 26 DE JUNHO 49 Artigo 1.º Objeto 49 Art. 2.º Remissões 49 Art. 3.º Intervenção oficiosa do juiz

Leia mais

A PRISÃO PREVENTIVA E AS SUAS HIPÓTESES PREVISTAS NO ART. 313 DO CPP, CONFORME A LEI Nº 12.403, DE 2011.

A PRISÃO PREVENTIVA E AS SUAS HIPÓTESES PREVISTAS NO ART. 313 DO CPP, CONFORME A LEI Nº 12.403, DE 2011. A PRISÃO PREVENTIVA E AS SUAS HIPÓTESES PREVISTAS NO ART. 313 DO CPP, CONFORME A LEI Nº 12.403, DE 2011. Jorge Assaf Maluly Procurador de Justiça Pedro Henrique Demercian Procurador de Justiça em São Paulo.

Leia mais

Sumário. Lista de abreviaturas 25. Apresentação 31. Introdução 35. 1. Origens e precedentes históricos do instituto. A legislação comparada 41

Sumário. Lista de abreviaturas 25. Apresentação 31. Introdução 35. 1. Origens e precedentes históricos do instituto. A legislação comparada 41 Sumário Lista de abreviaturas 25 Apresentação 31 Introdução 35 1. Origens e precedentes históricos do instituto. A legislação comparada 41 1.1. Do surgimento do Instituto 41 1.2. O Instituto na legislação

Leia mais

P O D E R J U D I C I Á R I O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO SECRETARIA DA COMISSÃO DE CONCURSO

P O D E R J U D I C I Á R I O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO SECRETARIA DA COMISSÃO DE CONCURSO P O D E R J U D I C I Á R I O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO SECRETARIA DA COMISSÃO DE CONCURSO XXI CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NA MAGISTRATURA DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO EDITAL nº 7/2008

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ AULA IX DIREITO PENAL II TEMA: MEDIDA DE SEGURANÇA E REABILITAÇÃO PROFª: PAOLA JULIEN O. SANTOS MEDIDA DE SEGURANÇA 1. Conceito: sanção penal imposta pelo Estado, na execução de uma sentença, cuja finalidade

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2011 2ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL E REABERTURA DE INSCRIÇÕES

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2011 2ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL E REABERTURA DE INSCRIÇÕES CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2011 2ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL E REABERTURA DE INSCRIÇÕES O Prefeito Municipal de Gurupi, através da Resolução nº 528/2012 do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins, e, no uso

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941.

DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941. DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941. Vide Lei nº 11.719, de 20.06.08 Código de Processo Penal. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da atribuição que Ihe confere o art. 180 da Constituição, decreta

Leia mais

EDITAL Nº. 05/2011. 3- Das condições do estágio:

EDITAL Nº. 05/2011. 3- Das condições do estágio: EDITAL Nº. 05/2011 Teste seletivo para ingresso ao quadro de estagiários de Pós-Graduação em Direito do Ministério Público do Estado do Paraná 14ª Promotoria de Justiça da Comarca de Maringá. A Promotora

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO. Ementário de Disciplinas Matriz curricular 154

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO. Ementário de Disciplinas Matriz curricular 154 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO Ementário de Disciplinas Matriz curricular 154 Língua Portuguesa e Comunicação Leitura, análise, interpretação

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Petição inicial: Queixa-crime. Endereçamento: Vara Criminal da Comarca de São Paulo SP. Vara criminal comum, visto que as penas máximas abstratas, somadas, ultrapassam dois anos. Como

Leia mais

SUMÁRIO. Parte 1 AUDIÊNCIA TRABALHISTA

SUMÁRIO. Parte 1 AUDIÊNCIA TRABALHISTA SUMÁRIO Parte 1 AUDIÊNCIA TRABALHISTA Capítulo 1 Procedimentos (Ritos) Ordinário, Sumaríssimo e Sumário 1.1. Rito Ordinário 1.2. Rito Sumaríssimo 1.3. Rito Sumário (ou Rito de Alçada) Capítulo 2 Ajuizamento

Leia mais

15. A decisão que põe fim aos embargos à execução de título judicial ou extrajudicial é sentença, contra a qual cabe apenas recurso inominado.

15. A decisão que põe fim aos embargos à execução de título judicial ou extrajudicial é sentença, contra a qual cabe apenas recurso inominado. Enunciados do Fórum de Juizados Especiais do Estado de São Paulo (FOJESP) TJ - DIMA 1 Enunciados do Fórum de Juizados Especiais do Estado de São Paulo(FOJESP), realizados nos dias 19 e 20 de março de 2010,

Leia mais