Ricardo Basílio 5º 40 horas/aula Natalício Batista Jr.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ricardo Basílio 5º 40 horas/aula Natalício Batista Jr."

Transcrição

1 Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda Marketing II Ricardo Basílio 5º 40 horas/aula Natalício Batista Jr. A disciplina Marketing II tem por finalidade possibilitar ao aluno compreender qual é o papel da gestão de produtos e de marcas para que ele possa determinar as estratégias mais adequadas para lançar e sustentar produtos e marcas. Estudos e medidas que possam determinar a estratégia de lançamento, sustentação e relançamento de novos produtos no mercado visando seu êxito em vendas. Conhecimento dos recursos de marketing, com foco no produto, no preço, nos canais de distribuição, rede de valor e logística de mercado. Aprendizado e entendimento do assunto no enfoque de conceito mercadológico para bens e serviços. Possibilitar ao aluno a plena compreensão do papel estratégico da gestão de produtos e marcas para o sucesso de um negócio. Conhecer conceitos importantes da gestão de produtos e marcas, como brand equity, identidade e imagem de marca, satisfação e lealdade de marca.

2 Aulas expositivas incentivando a participação dos alunos através do diálogo. Leituras orientadas (com discussões) de capítulos de livros de gestão de produtos e marcas; artigos de revistas especializadas e estudos de caso Apresentação do Plano de Ensino Classificação de produto e níveis de produto Níveis de produto Ciclo de vida de produto/marca Relação de produto e marca Desenvolvimento de novos produtos Elaboração de preço / Adequação de preço Iniciativas à mudança de preço Exercício em sala de aula nº 1 Avaliação do 1º bimestre A importância dos canais de marketing e seus papéis Decisões de projetos de canais de marketing Conflitos de canais Tipos de varejo Tendências do varejo Exercício em sala de aula nº 2 Gestão de Marcas Parte 1 Gestão de Marcas Parte 2 Avaliação do 2º bimestre Entrega de avaliações, notas finais e feedback a respeito da disciplina

3 Exercício nº 1 Avaliação Bimestral 2 3 Exercício nº 2 Avaliação Bimestral 2 3 IRIGARAY, Hélio A. et alli. Gestão e desenvolvimento de produtos e marcas. Rio de Janeiro: FGV, KELLER, Kevin L. Gestão Estratégica de Marcas. São Paulo: Prentice Hall Brasil, PINHEIRO, Eduardo; GULLO, J. Comunicação Integrada de Marketing - Gestão dos Elementos de Comunicação. São Paulo: Atlas, ALVARO, Guillermo. Branding: Design e Estratégias de Marcas. São Paulo: Mais Grupo, KUMAR, Nirmalya. Estratégia de Marcas Próprias. M.Books, RIES, Al; RIES, Laura. A Origem das Marcas. M.Books, TROIANO, Jaime. As marcas no divã. Rio de Janeiro: Editora Globo, ROBERTS, Kevin. O futuro além das marcas. São Paulo: M.Books, Solicita-se que sejam desligados celulares e que, em hipótese alguma, sejam feitas ou atendidas ligações durante a aula. Solicita-se que os alunos evitem entrar e sair da sala durante a aula. Caso haja reclamação por parte dos alunos sobre entradas e saídas da sala de aula, estas serão proibidas. É permitido o uso de laptop durante a aula exclusivamente para anotações. Aluno que o utilizar para outros fins que não os relacionados ao tema da aula será repreendido e proibido de usar o laptop nas aulas seguintes. Aluno que atrapalhar as aulas por inapropriado comportamento será oralmente advertido e poderá ser convidado a se retirar da sala de aula caso continue a comportar-se inadequadamente. Neste caso, a coordenação do Curso será informada e tomará as providências segundo o Regimento disciplinar da IES.

4 Subseção IV Da avaliação do desempenho escolar dos cursos de graduação Art. 62. Será considerado aprovado o aluno que atender, concomitantemente, os seguintes requisitos: I frequência mínima de setenta e cinco por cento das aulas e demais atividades escolares programadas e constantes do horário de aulas e do calendário escolar; II nota final de aproveitamento igual ou superior a seis, correspondente à média ponderada das duas notas bimestrais, que serão totalizadas aplicando-se peso dois à primeira nota bimestral e peso três à segunda nota bimestral para efeito da citada média ponderada. Subseção IV Da avaliação do desempenho escolar dos cursos de graduação 2º - Será concedida segunda chamada de verificação de aproveitamento, disposta no 1º deste artigo, ao aluno que não comparecer no dia da avaliação, requerer no prazo previsto em calendário escolar e efetuar o pagamento da respectiva taxa. 3º - Será deferida apenas uma segunda chamada por disciplina no semestre. Caso venha a perder mais de uma avaliação de uma mesma disciplina no semestre, prevalecerá a 2ª solicitação, ou seja, terá direito a realizar apenas a segunda chamada equivalente a avaliação não realizada do 2º bimestre. A avaliação da segunda chamada contemplará o conteúdo integral ministrado no semestre letivo.

5 ALTERAÇÃO DO REGIME ESCOLAR EM VIGOR A PARTIR DE JANEIRO/2011 Art São merecedores de tratamento especial os alunos matriculados nos cursos sequenciais, de graduação ou de pós-graduação, portadores de afecções congênitas ou adquiridas, infecções, traumatismos ou outras condições mórbidas, determinando distúrbios agudos ou agudizados, caracterizados por incapacidade física relativa, incompatível com a frequência aos trabalhos escolares, além da mulher em estado de gravidez, a partir do oitavo mês de gestação, desde que se verifique a conservação das condições intelectuais e emocionais necessárias para o prosseguimento da atividade escolar em novos moldes. 1º - O pedido de Licença Médica será aceito, desde que enquadrado em um período mínimo de 15 (quinze) dias, destinado a repouso, tratamento e/ou quaisquer outras prescrições médicas. 2º - O aluno ou seu representante terá um prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas, após o início da Licença Médica, devidamente atestada pelo médico, para apresentar-se na Secretaria-Geral e dar entrada no competente requerimento, cujo despacho dará ciência de todos os procedimentos que lhe são cabíveis durante o tempo em que perdurar a licença. 3º - As ausências decorrentes do regime especial deverão ser compensadas pela elaboração de trabalhos desenvolvidos pelo aluno durante o período da licença, a partir de temas determinados pelos professores. 4.º O pedido de regime especial deve ser instruído com o competente atestado médico. O retorno do aluno às atividades presenciais só poderá ser solicitado com o atestado médico de alta expedido, preferivelmente, pelo mesmo profissional. 2 de fevereiro de 2012

RESOLUÇÃO CAS Nº. 25, DE 6 DE AGOSTO DE 2009.

RESOLUÇÃO CAS Nº. 25, DE 6 DE AGOSTO DE 2009. RESOLUÇÃO CAS Nº. 25, DE 6 DE AGOSTO DE 2009. Regulamenta o processo de dependência e atendimento especial e dá outras providências. O PRESIDENTE DO CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR DO CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

REGULAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO PÓS-GRADUAÇÃO TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PARCERIA TECNOLÓGICA COM O COMPLEXO DE ENSINO RENATO SARAIVA (CERS) Art. 1º - Os cursos de Pós - Graduação

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL SISTEMA DE AVALIAÇÃO DISCENTE

REGULAMENTO INSTITUCIONAL SISTEMA DE AVALIAÇÃO DISCENTE UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. REGULAMENTO INSTITUCIONAL SISTEMA DE AVALIAÇÃO DISCENTE São Paulo 2012 Art. 1º. A avaliação dos resultados de aprendizagem, parte integrante

Leia mais

Centro Universitário do Maranhão UNICEUMA Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPE

Centro Universitário do Maranhão UNICEUMA Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPE RESOLUÇÃO CEPE nº 076/2009 Atualiza as Normas de Avaliação do Desempenho Acadêmico no UniCEUMA, e dá outras providências acadêmicas. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão do Centro Universitário

Leia mais

PORTARIA CE Nº 37 de 05 de dezembro de 2012.

PORTARIA CE Nº 37 de 05 de dezembro de 2012. PORTARIA CE Nº 37 de 05 de dezembro de 2012. Regulamenta o procedimento de concessão de exercícios domiciliares aos alunos do Curso de Graduação em Engenharia Industrial Madeireira do Campus Experimental

Leia mais

ESTÁCIO DE SÁ PÓS - GRADUAÇÃO NACIONAL. REGULAMENTO nº 02/2014 TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

ESTÁCIO DE SÁ PÓS - GRADUAÇÃO NACIONAL. REGULAMENTO nº 02/2014 TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESTÁCIO DE SÁ PÓS - GRADUAÇÃO NACIONAL REGULAMENTO nº 02/2014 TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Art. 1º - Os cursos de Pós - Graduação lato sensu estão distribuídos

Leia mais

ESTÁCIO DE SÁ. PÓS - GRADUAÇÃO REGULAMENTO nº 02/2014 TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

ESTÁCIO DE SÁ. PÓS - GRADUAÇÃO REGULAMENTO nº 02/2014 TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESTÁCIO DE SÁ PÓS - GRADUAÇÃO REGULAMENTO nº 02/2014 TÍTULO I DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Art. 1º - Os cursos de Pós - Graduação lato sensu estão distribuídos em 5

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE PROCESSO DE REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES E ABONOS DE FALTAS

REGULAMENTO SOBRE PROCESSO DE REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES E ABONOS DE FALTAS REGULAMENTO SOBRE PROCESSO DE REGIME DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES E ABONOS DE FALTAS Aprovado no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e Conselho de Administração Superior (CAS) em 30 de junho de

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO ESTÁCIO - IESAM REGULAMENTO Nº 01/2015

PÓS GRADUAÇÃO ESTÁCIO - IESAM REGULAMENTO Nº 01/2015 PÓS GRADUAÇÃO ESTÁCIO - IESAM REGULAMENTO Nº 01/2015 1. DAS DIRETRIZES GERAIS PARA OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 1.1. O Instituto de Estudos Superiores da Amazônia, conforme estabelecido na Seção

Leia mais

RESOLUÇÃO PRÓ-REITORIA EPE Nº 04 DE 09 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO PRÓ-REITORIA EPE Nº 04 DE 09 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO PRÓ-REITORIA EPE Nº 04 DE 09 DE OUTUBRO DE 2014 Ratifica as disposições da Resolução DAC nº 01 de 01/02/2014, que estabelece as disposições sobre a Frequência nos cursos de graduação do CENTRO

Leia mais

Faculdade Escola Paulista de Direito

Faculdade Escola Paulista de Direito Faculdade Escola Paulista de Direito MANUAL DO ALUNO Este manual tem por finalidade informar à comunidade universitária as normas e os procedimentos acadêmicos institucionais da Faculdade Escola Paulista

Leia mais

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR AMADEUS FACULDADE AMADEUS GUIA ACADÊMICO ARACAJU/SE

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR AMADEUS FACULDADE AMADEUS GUIA ACADÊMICO ARACAJU/SE SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR AMADEUS FACULDADE AMADEUS GUIA ACADÊMICO ARACAJU/SE SUMÁRIO 1. A INSTITUIÇÃO 04 1.1. ÓRGÃOS DA FACULDADE 04 2. MISSÃO 04 3. CURSOS OFERECIDOS 04 4. INFORMAÇÕES ACADÊMICAS 04

Leia mais

INFORMATIVO SOBRE JUSTIFICATIVA DE FALTAS

INFORMATIVO SOBRE JUSTIFICATIVA DE FALTAS INFORMATIVO SOBRE JUSTIFICATIVA DE FALTAS I - FALTAS O aluno que não tiver 75% de frequência mínima às atividades reprovará automaticamente na disciplina de estágio, independente de eventual aprovação

Leia mais

Caminhando com você. www.uniesp.edu.br/fran Pedro de Toledo, 1149 Rancharia /SP (18) 3265-5100 / 3265-5038 Manual do Aluno

Caminhando com você. www.uniesp.edu.br/fran Pedro de Toledo, 1149 Rancharia /SP (18) 3265-5100 / 3265-5038 Manual do Aluno Caminhando com você www.uniesp.edu.br/fran Pedro de Toledo, 1149 Rancharia /SP (18) 3265-5100 / 3265-5038 Manual do Aluno 2013 Transferência O aluno poderá requerer sua transferência para outra Instituição

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, DE CURTA DURAÇÃO E DE EDUCAÇÃO CONTINUADA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, DE CURTA DURAÇÃO E DE EDUCAÇÃO CONTINUADA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, DE CURTA DURAÇÃO E DE EDUCAÇÃO CONTINUADA Dispõe sobre o regulamento dos cursos de pósgraduação lato sensu, de curta duração e de educação continuada

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR Bom Jesus do Itabapoana - RJ 2015 1 SUMÁRIO I. DA CONCEITUAÇÃO... 3 II. DA APLICABILIDADE DO REGIME ESPECIAL DE ATENDIMENTO DOMICILIAR. 3 III. DO DIREITO AO REGIME

Leia mais

REGULAMENTO UNIFICADO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIÃO SOCIAL CAMILIANA CAPÍTULO I

REGULAMENTO UNIFICADO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIÃO SOCIAL CAMILIANA CAPÍTULO I REGULAMENTO UNIFICADO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA UNIÃO SOCIAL CAMILIANA CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO, NATUREZA, FINALIDADES E OBJETIVOS DOS CURSOS Art. 1º - Os Cursos de Pós-Graduação Lato

Leia mais

Guia dos Ingressantes

Guia dos Ingressantes Guia dos Ingressantes São Paulo 2014 Parabéns por ter ingressado na FATEC IPIRANGA - Faculdade de Tecnologia pertencente ao Centro Paula Souza. A partir de agora, você faz parte do corpo discente de uma

Leia mais

REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO TÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADE CAPÍTULO I DO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA Art. 1º. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Guia do Aluno São Paulo 2014

Guia do Aluno São Paulo 2014 Guia do Aluno São Paulo 2014 Parabéns por ter ingressado na FATEC IPIRANGA - Faculdade de Tecnologia pertencente ao Centro Paula Souza. A partir de agora, você faz parte do corpo discente de uma instituição

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA (Licenciatura)

REGULAMENTO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA (Licenciatura) ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS - RJ REGULAMENTO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA (Licenciatura) Versão 2014 2 ESCOLA DE CIÊNCIAS SOCIAIS-FGV/CPDOC FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

Leia mais

MARKETING EM TURISMO PROF. BIBI METODOLOGIA DAS AULAS 2012

MARKETING EM TURISMO PROF. BIBI METODOLOGIA DAS AULAS 2012 MARKETING EM TURISMO PROF. BIBI METODOLOGIA DAS AULAS 2012 EMENTA Conceitos. Estudo dos fundamentos de marketing e de turismo. Estudo do macroambiente de marketing turístico e meio ambiente. Análise das

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: INTRODUÇÃO AO MARKETING Código: Série: 1º Obrigatória (X) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 80 horas Período Letivo: 2015 Obs: Objetivos O objetivo da disciplina

Leia mais

REGULAMENTO ACADÊMICO DOS CURSOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO DO IFGOIAS

REGULAMENTO ACADÊMICO DOS CURSOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO DO IFGOIAS REGULAMENTO ACADÊMICO DOS CURSOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO DO IFGOIAS Goiânia 2010 REGULAMENTO ACADÊMICO DOS CURSOS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE

Leia mais

ROTINAS ACADÊMICAS REGULAMENTO DA GRADUAÇÃO:

ROTINAS ACADÊMICAS REGULAMENTO DA GRADUAÇÃO: ROTINAS ACADÊMICAS REGULAMENTO DA GRADUAÇÃO: Normas e Procedimentos 1 de 21 DISPENSA/JUSTIFICATIVA DE FREQÜÊNCIA AS AULAS ABONO DE FALTA 2 de 21 A FREQÜÊNCIA DO ALUNO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO É OBRIGATÓRIA?

Leia mais

PORTARIA CE Nº 03 de 29 de Janeiro de 2010.

PORTARIA CE Nº 03 de 29 de Janeiro de 2010. PORTARIA CE Nº 03 de 29 de Janeiro de 2010. Regulamenta as atividades acadêmicas do Curso de Graduação em Engenharia Industrial Madeireira do Campus Experimental de Itapeva. O Coordenador Executivo da

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Institui o Regulamento dos cursos de Pós-graduação lato sensu em da Escola de Direito de Brasília EDB, mantida pelo Instituto Brasiliense de Direito

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. Caríssimo professor, Caríssima professora:

1. APRESENTAÇÃO. Caríssimo professor, Caríssima professora: MANUAL DO PROFESSOR 1. APRESENTAÇÃO Caríssimo professor, Caríssima professora: Temos a honra e o privilegio de poder contar com V. Sa. como nosso (a) parceiro (a), acreditamos que cada membro do corpo

Leia mais

Aprova as Normas Acadêmicas dos Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

Aprova as Normas Acadêmicas dos Cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio. 1 de 21 29/01/2014 12:23 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS RESOLUÇÃO CEPE-01/14, de 24 de janeiro de 2014. Aprova as Normas Acadêmicas

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA PARAÍBA MANUAL DO ESTUDANTE

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA PARAÍBA MANUAL DO ESTUDANTE FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA PARAÍBA MANUAL DO ESTUDANTE João Pessoa - PB 2 APRESENTAÇÃO Prezado (a) estudante A Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba tem o prazer de tê-lo(s) como aluno(s). Objetivando

Leia mais

MANUAL DO ALUNO Versão 04

MANUAL DO ALUNO Versão 04 Manual do Aluno Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro FAETERJ-Rio de Janeiro 1 Conteúdo APRESENTAÇÂO GERAL... 4 APRESENTAÇÃO... 4 MARCO LEGAL... 4 MISSÃO DA INSTITUIÇÃO... 5 VISÃO

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR MENSAGEM DA DIRETORA GERAL. SEJAM MUITO BEM VINDOS! Dra. Aparecida Najar

MANUAL DO PROFESSOR MENSAGEM DA DIRETORA GERAL. SEJAM MUITO BEM VINDOS! Dra. Aparecida Najar MANUAL DO PROFESSOR MENSAGEM DA DIRETORA GERAL É com muita alegria que estamos iniciando um novo período letivo. Para aqueles que estão iniciando e também para nossos Mestres veteranos, votos de boas vindas,

Leia mais

SUMÁRIO. Regimento da Matrícula...03. Reingresso do Aluno por Processo Seletivo Especial...04. Trancamento e Cancelamento de Matrícula...

SUMÁRIO. Regimento da Matrícula...03. Reingresso do Aluno por Processo Seletivo Especial...04. Trancamento e Cancelamento de Matrícula... SUMÁRIO Regimento da Matrícula...03 Reingresso do Aluno por Processo Seletivo Especial...04 Trancamento e Cancelamento de Matrícula...05 Transferências e Aproveitamento de Estudos...05 Critérios de Avaliação

Leia mais

MANUAL DO CURSO. ESPM - Campus Vila Olímpia. Rua Gomes de Carvalho, 1195 Vila Olímpia São Paulo - SP. Informações

MANUAL DO CURSO. ESPM - Campus Vila Olímpia. Rua Gomes de Carvalho, 1195 Vila Olímpia São Paulo - SP. Informações MBA em Marketing ESPM MANUAL DO CURSO ESPM - Campus Vila Olímpia Rua Gomes de Carvalho, 1195 Vila Olímpia São Paulo - SP Informações Central de Candidatos: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às

Leia mais

FACULDADE CAPIVARI - FUCAP MANUAL DO PROFESSOR

FACULDADE CAPIVARI - FUCAP MANUAL DO PROFESSOR FACULDADE CAPIVARI - FUCAP MANUAL DO PROFESSOR Capivari de Baixo, 2014 2 SUMÁRIO 1 PROCEDIMENTOS RELACIONADOS À FUNÇÃO... 4 1.1 DOCUMENTOS PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTE... 4 1.2 ATRIBUIÇÕES DOS PROFESSORES...

Leia mais

MANUAL DO ALUNO 2014

MANUAL DO ALUNO 2014 MANUAL DO ALUNO 2014 APRESENTAÇÃO Caro Acadêmico, Agradecemos por você ter escolhido o IESG para sua formação profissional. No Manual do Aluno você encontrará informações importantes e necessárias para

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Informativo 2015

CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Informativo 2015 CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS Informativo 2015 PRESIDENTE DA SOPECE Prof. Luiz Alfredo Moraes Pinto Ferreira DIRETOR DA FCHPE Prof. Msc. Sílvio Albuquerque Santos VICE-DIRETOR DA FCHPE - Prof.

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

MANUAL DO ALUNO 2014 I OBJETIVOS GERAIS

MANUAL DO ALUNO 2014 I OBJETIVOS GERAIS MANUAL DO ALUNO 2014 I OBJETIVOS GERAIS O objetivo deste manual é, fundamentalmente, o de esclarecer a todo o nosso Corpo Docente sobre as normas gerais de funcionamento de nossa Instituição de Ensino,

Leia mais

INSTITUTO BATISTA DE ENSINO SUPERIOR DE ALAGOAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO CAPÍTULO I

INSTITUTO BATISTA DE ENSINO SUPERIOR DE ALAGOAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO CAPÍTULO I INSTITUTO BATISTA DE ENSINO SUPERIOR DE ALAGOAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente regulamento propõe a uniformização

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista PLANO DE ENSINO DISCIPLINA SÉRIE PERÍODO LETIVO CARGA HORÁRIA Gestão de Marketing 2ª. Série 2014 I EMENTA Função e cenário mercadológico. Inter-relacionamento da função mercadológica com as demais funções

Leia mais

1. DA ORGANIZAÇÃO DOS CURSOS

1. DA ORGANIZAÇÃO DOS CURSOS MANUAL DO ACADÊMICO Este manual é destinado aos alunos com o objetivo de que possam conhecer, pormenorizadamente, toda a sistemática de funcionamento do curso, consoante planejamento para o período escolar

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DA FIPP

REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DA FIPP REGULAMENTO INTERNO DOS CURSOS DA FIPP BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM

Leia mais

ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS

ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS ORIENTAÇÕES ACADÊMICAS 2 Há, em todas as unidades da UnG, quadros e murais nos quais são publicados horários de provas, resoluções, portarias, editais, etc. que orientam os alunos

Leia mais

Legislação Universitária de Interesse do Estudante. Aspectos da legislação universitária que dizem respeito ao estudante de graduação.

Legislação Universitária de Interesse do Estudante. Aspectos da legislação universitária que dizem respeito ao estudante de graduação. Legislação Universitária de Interesse do Estudante Aspectos da legislação universitária que dizem respeito ao estudante de graduação. Calendário Escolar O Calendário Escolar que é fixado através de Portaria

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA Resolução nº 01/ 2010 Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Dispõe sobre a elaboração e apresentação do Trabalho de Conclusão

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÂ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

À Comunidade Acadêmica

À Comunidade Acadêmica GUIA ACADÊMICO À Comunidade Acadêmica A Faculdade Integrada de Santa Maria - FISMA, cuja denominação foi aprovada pela Portaria Nº 1.563, de 22/10/2009, da Secretaria de Educação Superior do Ministério

Leia mais

e-mail: professor@luisguilherme.adm.br / www.luisguilherme.adm.br FONE: (62) 9607-2031

e-mail: professor@luisguilherme.adm.br / www.luisguilherme.adm.br FONE: (62) 9607-2031 INSTITUTO UNIFICADO DE ENSINO SUPERIOR OBJETIVO - IUESO PLANO DE ENSINO CURSO: Administração PROF. Luis Guilherme Magalhães SÉRIE: 7º e 8º Período TURNO: Matutino DISCIPLINA: Gestão Mercadológica CARGA

Leia mais

NORMAS ACADÊMICAS E FINANCEIRAS FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DO ALTO SÃO FRANCISCO - FASF

NORMAS ACADÊMICAS E FINANCEIRAS FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DO ALTO SÃO FRANCISCO - FASF NORMAS ACADÊMICAS E FINANCEIRAS FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DO ALTO SÃO FRANCISCO - FASF HOMOLOGADO PELO CONSELHO SUPERIOR EM 25/02/2013 RESOLUÇÃO 01/2013 ÍNDICE 1 - TERMINOLOGIA E CONCEITUAÇÃO...

Leia mais

INSTRUÇÃO n º 07/10-SEED/DAE/CDE. A Coordenadoria de Documentação Escolar, no uso de suas atribuições e considerando:

INSTRUÇÃO n º 07/10-SEED/DAE/CDE. A Coordenadoria de Documentação Escolar, no uso de suas atribuições e considerando: SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR COORDENADORIA DE DOCUMENTAÇÃO ESCOLAR INSTRUÇÃO n º 07/10-SEED/DAE/CDE Estabelece as

Leia mais

Manual do Aluno 2011

Manual do Aluno 2011 Manual do Aluno 2011 Sumário: 1 - Sistema Acadêmico 3 2 - Atos e procedimentos acadêmicos 2.1 - Matrícula 2.2 - Inscrição em disciplinas 2.3 - Disciplinas eletivas 2.4 - Troca de turno 2.5 - Curso de disciplinas

Leia mais

REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQÜENTE Modalidade a Distância DA UTFPR

REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQÜENTE Modalidade a Distância DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA DOS CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA

Leia mais

REGIMENTO GERAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO (UNICENTRO BELAS ARTES)

REGIMENTO GERAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO (UNICENTRO BELAS ARTES) REGIMENTO GERAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO (UNICENTRO BELAS ARTES) SUMÁRIO TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 04 TÍTULO II - DAS ATRIBUIÇÕES COMUNS 04 TÍTULO III - DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 1.044, DE 21 DE OUTUBRO DE 1969

DECRETO-LEI Nº 1.044, DE 21 DE OUTUBRO DE 1969 DECRETO-LEI Nº 1.044, DE 21 DE OUTUBRO DE 1969 Dispõe sobre o tratamento excepcional para os alunos portadores das afecções que indica. OS MINISTROS DA MARINHA DE GUERRA, DO EXÉRCITO E DA AERONÁUTICA MILITAR,

Leia mais

REGULAMENTO 1- DOS OBJETIVOS E DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGULAMENTO 1- DOS OBJETIVOS E DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGULAMENTO 1- DOS OBJETIVOS E DA ORGANIZAÇÃO GERAL 1.1 - O Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Comunicação: Imagens e Culturas Midiáticas constitui-se em atividade de Ensino do Departamento de Comunicação

Leia mais

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1

EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL VESTIBULAR FLORENCE AGENDADO SEMESTRE LETIVO 2016.1 EDITAL N 15 2016 PROCESSO SELETIVO 2016.1 A Diretora Geral do Instituto Florence de Ensino Superior, no uso de suas atribuições regimentais, torna

Leia mais

Art. 2 Revogadas as disposições em contrário, a presente Resolução passa a vigorar a partir de 12 de abril de 1996.

Art. 2 Revogadas as disposições em contrário, a presente Resolução passa a vigorar a partir de 12 de abril de 1996. RESOLUÇÃO N 008, DE 17 DE ABRIL DE 1996, DO DIRETOR DA FMTM. Fixa diretrizes e normas para os Cursos da Central de Idiomas Modernos - CIM. O DIRETOR DA FACULDADE DE MEDICINA DO TRIÂNGULO MINEIRO, no uso

Leia mais

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA - UNIPAMPA. Capítulo I - Dos Objetivos e Prazos

REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA - UNIPAMPA. Capítulo I - Dos Objetivos e Prazos REGIMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA - UNIPAMPA Capítulo I - Dos Objetivos e Prazos Art. 1 - O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da Universidade Federal

Leia mais

O regime adotado pela Faculdade Metodista Granbery é o seriado semestral. A matrícula é feita por períodos e renovada semestralmente.

O regime adotado pela Faculdade Metodista Granbery é o seriado semestral. A matrícula é feita por períodos e renovada semestralmente. INFORMAÇÕES ACADÊMICAS BÁSICAS 1. CURRÍCULO Para cada curso de graduação é organizado um currículo. O currículo abrange uma sequência de disciplinas/módulos hierarquizados(as) por períodos letivos, cuja

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 103/2008

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 103/2008 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 103/2008 Assunto: Aprova o Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu do Centro Universitário UNA. O Conselho de Ensino,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO N o 15/2011, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO Aprova as Normas Gerais da Graduação da Universidade Federal de Uberlândia, e dá outras providências. O CONSELHO DE GRADUAÇÃO DA, no uso da competência que

Leia mais

FACULDADE DARCY RIBEIRO. Manual do Aluno FTDR. Fortaleza Ceará

FACULDADE DARCY RIBEIRO. Manual do Aluno FTDR. Fortaleza Ceará FACULDADE DARCY RIBEIRO Manual do Aluno FTDR Fortaleza Ceará SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 5 2. CURSOS... 5 3. PROCEDIMENTOS... 5 4. CARTEIRAS ESTUDANTIS... 12 5. DIREITOS E DEVERES DO ALUNO... 13 6. REGIME

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA (Cursos da Educação Básica e de Graduação)

REGULAMENTAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA (Cursos da Educação Básica e de Graduação) REGULAMENTAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICA (Cursos da Educação Básica e de Graduação) SUMÁRIO TÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I - DA NATUREZA DOS CURSOS... 3 TÍTULO II - DA ORGANIZAÇÃO ACADÊMICA...

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: Marketing Aplicado aos Negócios Código: Série: 3ª Série Obrigatória ( x ) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 80 horas Período Letivo: 2015 Obs: Objetivo Geral: Apresentar

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE CURTA DURAÇÃO 2º SEMESTRE/2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE CURTA DURAÇÃO 2º SEMESTRE/2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE CURTA DURAÇÃO 2º SEMESTRE/2015 ABERTURA A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) torna pública a abertura das inscrições para os

Leia mais

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF REGULAMENTO N. 005/2015 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE PESQUISA NUPES DA FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR - GARÇA/SP Vanessa Zappa, Diretora da FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR E FORMAÇÃO INTEGRAL FAEF GARÇA/SP,

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2014.2

PLANO DE ENSINO 2014.2 Gestão de Estoque Semestre: 2º Ementa Conteúdo Bibliografia Básica: Bibliografia Complementar: Critério de Avaliação PLANO DE ENSINO 2014.2 Carga Horária: 50h Introdução ao conceito, objetivos e controles

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Administração Disciplina: Administração Mercadológica II Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6 1 - Ementa (sumário, resumo) Administração dos canais

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO EXPERIMENTAL I e II DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

REGULAMENTO DO PROJETO EXPERIMENTAL I e II DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTO DO PROJETO EXPERIMENTAL I e II DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO O Conselho de Administração, Ensino, Pesquisa e Extensão Consaepe, considerando as suas atribuições RESOLVE aprovar o Regulamento dos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento estabelece as regras e os procedimentos para

Leia mais

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU DO COLEGIADO DE CURSO

REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU DO COLEGIADO DE CURSO REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR VALE DO IGUAÇU DO COLEGIADO DE CURSO Art. 1º O colegiado de curso é órgão consultivo da Coordenação de Curso, destinado a subsidiar a

Leia mais

PLANO DE CURSO CURSO: CURSO SUPERIOR DE

PLANO DE CURSO CURSO: CURSO SUPERIOR DE CURSO: CURSO SUPERIOR DE PERÍODO: 3º TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO DISCIPLINA: Marketing no Agronegócio PROFESSOR: Josele França e Braga SEMESTRE: 1 ANO: 2014 CRÉDITOS: 04 h/a C/H: 80 h/a semestral EMENTA

Leia mais

Faculdade São Francisco de Piumhi FASPI

Faculdade São Francisco de Piumhi FASPI Faculdade São Francisco de Piumhi FASPI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS - PCCS DOCENTE Piumhi- MG Fevereiro / 2011 1 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES....03 CAPÍTULO II - DO QUADRO

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos Faculdade Presidente Antônio Carlos de Teófilo Otoni MANUAL ACADÊMIC O

Fundação Presidente Antônio Carlos Faculdade Presidente Antônio Carlos de Teófilo Otoni MANUAL ACADÊMIC O MANUAL ACADÊMIC O 1 Sumário 1 Histórico da Faculdade Presidente Antônio Carlos 3 2 Cursos Oferecidos de Graduação 6 3 Direito e Deveres do Acadêmico 8 4 Informações e Procedimentos Acadêmicos 9 5 FIES

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA Capítulo I Definições e Finalidade Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Leia mais

Ji-Paraná (RO), 2005.

Ji-Paraná (RO), 2005. REGIMENTO GERAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI-PARANÁ Ji-Paraná (RO), 2005. Av. Eng. Manfredo Barata Almeida da Fonseca, nº 762 C. Postal 61 - Jardim Aurélio Bernardi - CEP 76.907-438 Ji-Paraná

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL 02/2011

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL 02/2011 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL 02/2011 A Supervisão Acadêmica de Tutores do Grupo Educacional UNINTER torna público

Leia mais

MANUAL DO ACADÊMICO - 2015

MANUAL DO ACADÊMICO - 2015 MANUAL DO ACADÊMICO - 2015 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES 1.1 - A matrícula deve ser renovada semestralmente. O período para a renovação de matrícula para o 1º semestre será até o dia 31 de janeiro de 2014,

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria no 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria no 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria no 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: MARKETING APLICADO A ENGENHARIA Código: ENGP - 587 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA A UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO - UCB divulga o processo seletivo para

Leia mais

MBA EXECUTIVO FACULDADE ESAMC SOROCABA. Ministério da Ed. Secretaria de. Revisão 2015 ALUNO R.A. C.P.F.

MBA EXECUTIVO FACULDADE ESAMC SOROCABA. Ministério da Ed. Secretaria de. Revisão 2015 ALUNO R.A. C.P.F. Ministério da Ed Secretaria de MBA EXECUTIVO REGULAMENTO INTERNO DO MBA Revisão 2015 ALUNO R.A. C.P.F. Data de Ingresso Data de assinatura: Declaro que nessa data Recebi o REGULAMENTO INTERNO DO MBA FACULDADE

Leia mais

PLANO DE ENSINO. As atividades da disciplina estão orientadas no sentido de alcançar os seguintes objetivos abaixo relacionados:

PLANO DE ENSINO. As atividades da disciplina estão orientadas no sentido de alcançar os seguintes objetivos abaixo relacionados: I IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO Curso Bacharelado em Administração Disciplina GADM11 - Fundamentos de Marketing Pré-Requisitos: Não há Professor Marcos Severo II EMENTA Período 5º CH. Semanal 04h/a Ano/Sem

Leia mais

FACULDADE DARCY RIBEIRO. Manual do Aluno FADR

FACULDADE DARCY RIBEIRO. Manual do Aluno FADR FACULDADE DARCY RIBEIRO Manual do Aluno FADR Fortaleza Ceará SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. CURSOS... 3 2. PROCEDIMENTOS... 3 3. CARTEIRAS ESTUDANTIS... 10 4. DIREITOS E DEVERES DO ALUNO... 11 5. REGIME

Leia mais

PRESSUPOSTOS, REGRAS E PROCEDIMENTOS 2015 ENSINO MÉDIO

PRESSUPOSTOS, REGRAS E PROCEDIMENTOS 2015 ENSINO MÉDIO São Paulo, 26 de novembro de 2014. PRESSUPOSTOS, REGRAS E PROCEDIMENTOS 2015 ENSINO MÉDIO O Colégio Santa Maria acredita que responsabilidade social e liberdade se aprendem e se exercitam na interação

Leia mais

FACULDADE EFICAZ MANUAL DO ALUNO

FACULDADE EFICAZ MANUAL DO ALUNO FACULDADE EFICAZ MANUAL DO ALUNO MARINGÁ PR 2015 PALAVRA DA DIREÇÃO Caro Estudante, A Faculdade Eficaz agradece a sua escolha e a confiança depositada em nossa instituição. Tenha certeza de que você fez

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFGD

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFGD REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFGD 1 SUMÁRIO CAPITULO I DO ANO LETIVO E DOS HORÁRIOS DE AULAS...3 SEÇÃO I - DO ANO LETIVO...3 SEÇÃO II - DA LISTA DE OFERTA DE DISCIPLINAS...3 SEÇÃO III -

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC REGULAMENTO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC REGULAMENTO 1 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC REGULAMENTO São Paulo 2015 1 2 Diretor da Faculdade de Administração Prof. Silvio Passarelli Coordenação Prof. Ms. Fernando Limongeli Gurgueira Prof Luiz Eduardo de

Leia mais

MANUAL DO ALUNO. Boa Leitura! INSTITUTO DIMENSÃO Pós- Graduação e Extensão Universitária

MANUAL DO ALUNO. Boa Leitura! INSTITUTO DIMENSÃO Pós- Graduação e Extensão Universitária MANUAL DO ALUNO O objetivo deste manual é facilitar a comunicação da Instituição com seus alunos. Ele responde a maioria das dúvidas frequentemente levantadas e catalogadas. Aqui você encontrará as informações

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO - DIREITO

FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO - DIREITO FACULDADES INTEGRADAS BARROS MELO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO - DIREITO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento disciplina o funcionamento do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) e o Estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/PRODUÇÃO VEGETAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA/PRODUÇÃO VEGETAL EDITAL PROPEG Nº 016 /2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA, ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL, EM NÍVEL DE DOUTORADO A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

Calendário de Avaliações 2014

Calendário de Avaliações 2014 Calendário de Avaliações 2014 1º SEMESTRE TUTORES E COORDENADORES DE POLO 10 a 25 04 08 10 e 11 17 05 a 28 19 20 21 Janeiro Período para o aluno de pós-graduação (totalmente on-line) agendar, através do

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE POUSO ALEGRE REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE DE ESTUDOS Art. 1º O aproveitamento de estudos é o resultado do reconhecimento da equivalência de uma ou mais disciplinas, componente(s)

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Faculdade de Tecnologia de Americana Curso Superior de Tecnologia em Logística REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Americana, SP 2015 SUMÁRIO 1 SOBRE O TRABALHO

Leia mais