Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida"

Transcrição

1 Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Um adolescente entre 16 e 18 anos de idade, que assalta e mata alguém, é mais ou menos culpado do que um adulto que assalta e mata outra pessoa? Ele deve ir para a cadeia da mesma forma que um adulto, conforme prevê o Código Penal? Essas perguntas tomaram conta de todo o Brasil desde o último dia 7 de fevereiro, quando o menino João Hélio Fernandes Vieites, de seis anos de idade, foi arrastado pelo asfalto, até a morte, por sete quilômetros, num subúrbio do Rio de Janeiro, preso pelo cinto de segurança do carro. A mãe e a irmã de João escaparam com vida. Um dos acusados de participação no crime tem 16 anos de idade. O adolescente recebeu da Justiça a medida socioeducativa mais grave permitida pela legislação: a internação em regime fechado em um instituto para jovens em conflito com a lei. Como sempre acontece quando a opinião pública sente-se chocada por um crime que tem a participação de um menor de idade, a redução da maioridade penal está há quase dois meses de volta à pauta do Congresso Nacional, da Imprensa e das entidades de atendimento à criança e ao adolescente. Especialistas divergem sobre a eficiência da mudança, que prevê o ingresso no sistema prisional para quem comete crime a partir dos 16 anos de idade. Mas independente do resultado da discussão, é notório que o acesso à Educação, à Saúde e à Assistência Social desde a infância reduz as chances de os jovens ingressarem na marginalidade e no crime. Consciente disso, a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) mantém diversos projetos que ajudam a influenciar de forma positiva o futuro de adolescentes e jovens. Entre as ações está o Programa Jovem Aprendiz que, desde 1981, já formou 280 adolescentes em cursos profissionalizantes na área de Administração. O Programa atende estudantes entre 14 e 24 anos de idade, que recebem bolsa-auxílio e fazem curso. O Jovem Aprendiz busca

2 atender moradores da Vila das Torres, comunidade carente ao lado do Câmpus Curitiba da PUCPR. Mas cerca de 20% das vagas são para jovens de outras áreas da cidade. A eficiência do Programa Jovem Aprendiz fica visível quando comparada às vidas de dois jovens com sonhos iguais, mas com realidades diferentes. Um deles cumpre medida socioeducativa e sonha em ser médico, outro acaba de se formar e já faz planos de se especializar para ocupar um lugar melhor no mercado de trabalho. Manhã do dia 7 de março. Às 10 horas, mais uma cerimônia de formatura de turma acontece na PUCPR. Cleomar Rodrigues Lemos, de 25 anos, é um dos formandos que acaba de receber o diploma do curso seqüencial em Projeto e Desenvolvimento de Sistemas Corporativos. Em 1995, ele ingressou no programa Jovem Aprendiz. Durante quatro anos, Lemos freqüentou aulas profissionalizantes pela manhã e colocava os ensinamentos em prática, à tarde, em trabalhos desenvolvidos dentro da própria Universidade. No final de 1998, quando concluiu o programa, Lemos foi contratado pela PUCPR como auxiliar de eletrotécnica, função que exerce até hoje. A convivência com os alunos e o dia-a-dia na Universidade despertaram em Lemos a vontade de continuar estudando. O programa Jovem Aprendiz foi fundamental na minha vida. Caso contrário, eu poderia ter crescido em outro universo, cercado de outras pessoas e talvez seguido outro caminho. Hoje, eu estou feliz e quero desenvolver um trabalho na área em que me formei dentro da própria Universidade, conta. Manhã do dia 9 de março. Às 7h30, L. A. P., de 17 anos, acorda. Às 8h30 ajuda na limpeza, toma café da manhã e, por volta das 9h30, começa os estudos. A rotina aparentemente comum esconde uma triste história. Depois de ter praticado diversos assaltos, o adolescente cumpre medida socioeducativa de seis meses no Centro de Socioeducação de Fazenda Rio Grande, na

3 Região Metropolitana de Curitiba. No local, os 29 meninos de 12 a 18 anos de idade estudam, têm acesso à saúde, oficinas de artes, futebol e cumprem as regras. Quando têm um bom comportamento, ainda garantem o direito de dar um passeio ou visitar a família no fim de semana. Para L.A.P., a falta de oportunidades levou-o ao crime. Queria ter as coisas e não podia, me sentia pior por isso. Procurava emprego e nunca conseguia. Aí passei a ficar na rua com as más companhias e comecei a roubar, conta o jovem, que garante ter deixado para trás a frase Loka Vida, tatuada no braço. O menino, que não concluiu o Ensino Fundamental, pensa no futuro. Quero estudar. Um dia sonho em ser médico, conta. Raio X do crime De acordo com o Instituto de Ação Social do Paraná (Iasp), atualmente, cerca de 700 adolescentes cumprem medidas socioeducativas em unidades mantidas pelo Instituto. Dados de 2005 demonstram que a maioria dos adolescentes em conflito com a lei não freqüentava a escola. Do total de 496 internados, entre 16 e 17 anos de idade, 40% não completaram o Ensino Fundamental e 11%, apesar da idade avançada, ainda estavam cursando o Ensino Fundamental. Deste total, 38% praticaram roubo, 16% homicídio e 9% crime sob efeito de drogas. A maioria deles morava apenas com um dos pais. O mesmo perfil também se repete nos casos de internação provisória, em Para a advogada e professora da PUCPR, Jimena Aranda Oliva, que já dirigiu por dois anos um projeto de semiliberdade para adolescentes em conflito com a lei, a violência não vai diminuir com a redução da maioridade penal. Faltam medidas integradas em todas as esferas do Governo. Faltam investimentos em medidas preventivas. Acesso à Educação, à Saúde e à Assistência Social. A redução da maioridade penal é apenas ilusória. Esse não é um problema de segurança pública, mas de políticas públicas. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) já prevê a resposta e medidas socioeducativas, que têm

4 caráter pedagógico, de ressocialização. Não adianta mexer na lei e sim colocar em prática o que já existe, defende. Para Jimena, o Estatuto, criado em 1990, significou um avanço. Antes do ECA, as unidades de internação para os adolescentes eram regidas pelo Código de Menores, do tipo Febem (unidade de internação de São Paulo, famosa pelas rebeliões). Apesar das modificações, as unidades ainda precisam ser adaptadas. Com equipes técnicas mais capacitadas e estruturadas para acolher um número menor de adolescentes, diz a professora. De acordo com o ECA, crimes como roubo e assassinato podem ser punidos com internação de três anos. Sendo que, dependendo do caso, o juiz pode encaminhar o adolescente que já cumpriu os três anos internado para uma unidade de semiliberdade, onde ele poderá cumprir mais três anos de medida socioeducativa. Um período maior que esse seria muito, considerando proporcionalmente o tempo de vida vivido pelo adolescente que pode ter 13 ou 15 anos, explica Jimena. Outro lado Já o desembargador João Kopytowski, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), defende o endurecimento penal como única forma capaz de garantir o cumprimento da lei pelos menores infratores, que se sentem protegidos pela ECA. Hoje, eles debocham da Justiça brasileira, porque sabem que vão cumprir penas mínimas por qualquer crime que cometam, considera. Kopytowski defende a redução da maioridade penal para 16 anos e pede mudanças no ECA, como aumento da medida de internação de três para seis anos e aumento da pena para adultos que usem menores como escudo em crimes. O endurecimento penal tem que ser para todos, diz. Universidade em ação O curso de Direito da PUCPR acaba de firmar convênio com a Vara de Adolescentes Infratores da Comarca de Curitiba. O Projeto Comunitário

5 Adolescente e Cidadania Medidas Socioeducativas em Ação vai possibilitar aos alunos do curso o contato com a rotina de uma Vara Especializada. Segundo a professora Jimena Oliva, uma das coordenadoras desse projeto, o estudante vai ter a oportunidade de perceber a condição social do adolescente. Com esse contato, o aluno vai entender o quanto é importante o acesso à Cidadania e o quanto a inclusão social pode modificar a vida de um adolescente, geralmente excluído da sociedade, explica. Arte social Também os alunos Élida Oliveira, Rafael Bonfim e Luiz Ronaldo Vaca, do curso de Jornalismo da PUCPR, estão contribuindo para a recuperação de adolescentes em situação de risco social. Eles são os autores do projeto Entre luzes e sombras adolescência auto-retratada: o universo do adolescente infrator relatado em texto e imagem, selecionado pela Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI) e pela Fundação Kellogg para receber uma bolsa do Programa de Cooperação para a Qualificação de Estudantes de Jornalismo (InFormação). O adolescente L.A.P., entrevistado pela Vida Universitária, é um dos cinco adolescentes que participam desse projeto. No próximo mês, os três estudantes de Jornalismo vão lançar um curtametragem sobre a rotina dos adolescentes no Centro de Socioeducação de Fazenda Rio Grande e um livro com fotografias feitas pelos adolescentes, que vai contar em detalhes como funciona a Justiça em casos que envolvam menores de idade. Eles fazem parte de um grupo freqüentemente esquecido. Queremos mostrar que são adolescentes de verdade, que estiveram na criminalidade, mas que podem mudar suas vidas. Não são apenas futuros bandidos, como muita gente pensa, explica Élida Oliveira. Capacitando educadores A marginalidade das ruas também toma conta das salas de aula. Agressões físicas, verbais e discriminação são cada vez mais comuns nas escolas brasileiras. Com o objetivo de formar professores capazes de superar a exclusão e traçar um perfil da violência nas instituições de ensino no Estado, a PUCPR também promove o projeto O Observatório de Violências

6 nas Escolas-Brasil/PUCPR-Paraná, vinculado ao Observatório de Violência nas Escolas-Brasil, uma parceria entre a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e a Universidade Católica de Brasília. O objetivo é incentivar a pesquisa, o ensino e a extensão, propor recomendações às políticas públicas e desenvolver estratégias de prevenção e combate à violência escolar. Coordenado pela professora do Mestrado em Educação, Ana Maria Eyng, o trabalho da PUCPR é realizado por duas estudantes bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic). Em 2005, o projeto foi ampliado e, com o objetivo de potencializar as ações de pesquisa, a PUCPR firmou uma parceria com a Vara da Infância e da Juventude e com o Ministério Público do Estado do Paraná, que enviam mensalmente as fichas dos adolescentes em conflito com a lei. Com esse material, o grupo está montando um perfil do adolescente em conflito com a lei e já tem um banco de dados com nomes.

Carta de Princípios dos Adolescentes e Jovens da Amazônia Legal

Carta de Princípios dos Adolescentes e Jovens da Amazônia Legal Carta de Princípios dos Adolescentes e Jovens da Amazônia Legal A infância, adolescência e juventude são fases fundamentais no desenvolvimento humano e na formação futura dos cidadãos. No plano social,

Leia mais

PROJETO DE LEI N, DE 2014. (Do Senhor NELSON MARQUEZELLI)

PROJETO DE LEI N, DE 2014. (Do Senhor NELSON MARQUEZELLI) PROJETO DE LEI N, DE 2014. (Do Senhor NELSON MARQUEZELLI) Altera a Lei N 8069, de 13 de julho de 1990, que instituiu o Estatuto da Criança e do Adolescente quanto a punibilidade do menor infrator. O Congresso

Leia mais

VESTIBULAR REVALIDAÇÃO 2015 Data: 31/07/2015

VESTIBULAR REVALIDAÇÃO 2015 Data: 31/07/2015 VESTIBULAR REVALIDAÇÃO 2015 Data: 31/07/2015 Nome: MOISÉS MOREIRA RODRIGUES CPF: 640.46451068 Nota: REDAÇÃO Com base na temática proposta abaixo, elabore uma redação seguindo rigorosamente as orientações:

Leia mais

ANO XXIII 27/07/2015. Superintendência de Comunicação Integrada CLIPPING. Nesta edição: Clipping Geral Infância e Juventude Meio Ambiente Procon-MG

ANO XXIII 27/07/2015. Superintendência de Comunicação Integrada CLIPPING. Nesta edição: Clipping Geral Infância e Juventude Meio Ambiente Procon-MG ANO XXIII 153 27/07/2015 Superintendência de Comunicação Integrada CLIPPING Nesta edição: Clipping Geral Infância e Juventude Meio Ambiente Procon-MG o tempo - mg - p. 03 e 04-27.07.2015 2 cont... o tempo

Leia mais

Evento O evento teve início com a participação da artista e produtora cultural Tuka Villa- Lobos, que falou sobre a contribuição e a importância das

Evento O evento teve início com a participação da artista e produtora cultural Tuka Villa- Lobos, que falou sobre a contribuição e a importância das Projeto Soma A promoção da integração entre arte, cultura, educação e esporte é a ferramenta adotada pelo Projeto Soma para combater o bullying e o preconceito nas escolas públicas do Distrito Federal

Leia mais

REDUÇÃO DE ROUBOS: DESAFIO PARA A SEGURANÇA PÚBLICA

REDUÇÃO DE ROUBOS: DESAFIO PARA A SEGURANÇA PÚBLICA REDUÇÃO DE ROUBOS: DESAFIO PARA A SEGURANÇA PÚBLICA Definição do crime de roubo Art. 157 Código Penal - ROUBO: Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência à

Leia mais

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 SENHOR DO BONFIM - BAHIA 2015 1 ATIVIDADES: DESCRIÇÃO A correta utilização

Leia mais

Educação Ambiental: uma modesta opinião Luiz Eduardo Corrêa Lima

Educação Ambiental: uma modesta opinião Luiz Eduardo Corrêa Lima Educação Ambiental: uma modesta opinião Luiz Eduardo Corrêa Lima Professor Titular de Biologia /FATEA/Lorena/SP Monitor de Educação Profissional/SENAC/Guaratinguetá/SP leclima@hotmail.com. RESUMO 48 Nos

Leia mais

MÓDULO II Introdução ao Estatuto da Criança e do Adolescente AULA 04

MÓDULO II Introdução ao Estatuto da Criança e do Adolescente AULA 04 MÓDULO II Introdução ao Estatuto da Criança e do Adolescente AULA 04 Por Leonardo Rodrigues Rezende 1 1. Apresentação O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa 24 anos este ano, mas sua história

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Valéria Araújo Quando crianças, adolescentes, jovens e familiares do distrito da Brasilândia

Leia mais

Lançamento de dados da Pesquisa IBOPE - OPP043 OIT / ANDI / FÓRUM NACIONAL

Lançamento de dados da Pesquisa IBOPE - OPP043 OIT / ANDI / FÓRUM NACIONAL Lançamento de dados da Pesquisa IBOPE - OPP043 OIT / ANDI / FÓRUM NACIONAL A opinião pública sobre trabalho infantil Veja abaixo destaques da pesquisa IBOPE de opinião pública sobre trabalho infantil e

Leia mais

Prova de qualidade. Sistema de gestão do SESI Por um Brasil Alfabetizado faz a diferença EDUCAÇÃO

Prova de qualidade. Sistema de gestão do SESI Por um Brasil Alfabetizado faz a diferença EDUCAÇÃO Prova de qualidade Sistema de gestão do SESI Por um Brasil Alfabetizado faz a diferença Algumas ações simples, mas de grande eficiência, podem explicar por que alunos do SESI Por um Brasil Alfabetizado

Leia mais

AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO.

AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO. AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO. ÍNDICE APRESENTAÇÃO...04 MISSÃO E VISÃO DO SISTEMA FIEB... 06 VALORES... 08 OBJETIVOS DO PROGRAMA... 12 APROVEITAMENTO INTERNO... 14

Leia mais

Quem somos: Movimento CONTRA a Redução da Maioridade Penal

Quem somos: Movimento CONTRA a Redução da Maioridade Penal Quem somos: Movimento CONTRA a Redução da Maioridade Penal Tema de luta histórica de entidades governamentais e não governamentais campanhas, grupos, redes, pastorais, conselhos ligadas, sobretudo aos

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária Ano 2015 Título do Projeto: Convivência Social Tipo de Projeto: projeto

Leia mais

Veículo: Site Pauta Social Data: 02/12/2009

Veículo: Site Pauta Social Data: 02/12/2009 Veículo: Site Pauta Social Data: 02/12/2009 Seção: Pautas Pág.: www.pautasocial.com.br Assunto: Projeto Pescar 2/12/2009 PROJETO PESCAR SABIN CAPACITA E FORMA CIDADÃOS Programa promove cidadania e capacitação

Leia mais

ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados

ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados Necessidade de readequar o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ao cotidiano Por Cristiane Aparecida de Oliveira Associada Criminalista de Almeida Guilherme Advogados Associados Considerações Iniciais

Leia mais

Vida Universitária Junho 2007 Ano XVII Nº 173

Vida Universitária Junho 2007 Ano XVII Nº 173 Futuro do planeta depende de mudanças de atitude e políticas públicas No dia 16 de maio, o francês Yves Mathieu, um dos mil multiplicadores treinados pelo ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore,

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família AGENDA DA FAMÍLIA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Copyright 2009 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Todos os direitos

Leia mais

MULHERES NO CÁRCERE. Palavras-chaves: Mulheres no cárcere. Detentas. Sistema carcerário feminino brasileiro.

MULHERES NO CÁRCERE. Palavras-chaves: Mulheres no cárcere. Detentas. Sistema carcerário feminino brasileiro. MULHERES NO CÁRCERE Esther Castro e Silva Resumo Se a situação da mulher em liberdade é de frequente discriminação, opressão e descaso por parte do Estado, quando o assunto é prisão feminina, ou mulheres

Leia mais

MULHERES DA PAZ. Capacitação para cultivar a paz nas comunidades

MULHERES DA PAZ. Capacitação para cultivar a paz nas comunidades MULHERES DA PAZ Capacitação para cultivar a paz nas comunidades República Federativa do Brasil Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministério da Justiça Ministro da Justiça Tarso Genro Secretaria

Leia mais

BANCO DE BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO

BANCO DE BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO BANCO DE BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO Prática ADOLESCENTES INFRATORES: APOIO PARA REINSERÇÃO À COMUNIDADE. Área de Atuação: Políticas Sociais e Cidadãos Responsáveis: José Alexandre dos Santos e Franciely Priscila

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

INCLUSÃO SOCIAL E A POLÍTICA PÚBLICA DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV).

INCLUSÃO SOCIAL E A POLÍTICA PÚBLICA DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV). INCLUSÃO SOCIAL E A POLÍTICA PÚBLICA DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV). Maria Mabel Nunes de Morais; Raiany Augusto Carvalho; Samara Pereira de Sousa; Édja Larissa Simão de Lacerda; Maria

Leia mais

Sistema Penitenciário Regional Rio de Janeiro Escola de Gestão Penitenciária RJ 7 a 9 de dezembro de 2005

Sistema Penitenciário Regional Rio de Janeiro Escola de Gestão Penitenciária RJ 7 a 9 de dezembro de 2005 Relatório-síntese do I Seminário de Articulação Nacional e Construção de Diretrizes para a Educação no Sistema Penitenciário Regional Rio de Janeiro Escola de Gestão Penitenciária RJ 7 a 9 de dezembro

Leia mais

O QUE MAIS ESTRESSA O CARIOCA? FEVEREIRO

O QUE MAIS ESTRESSA O CARIOCA? FEVEREIRO Enquete Algumas reportagens e matérias dão conta que o Brasil é o segundo país mais estressado do mundo e o trabalho é apontado como uma das principais causas desse mal. Porém, nem só de trabalho vive

Leia mais

RESOLUÇÃO N 124/2006. O Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Complementar n 352/95,

RESOLUÇÃO N 124/2006. O Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Complementar n 352/95, RESOLUÇÃO N 124/2006 O Conselho Municipal de Assistência Social de Porto Alegre, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Complementar n 352/95, RESOLVE: Aprovar a utilização das definições de Programas

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

A importância do papel do engenheiro de produção na formação do menor aprendiz

A importância do papel do engenheiro de produção na formação do menor aprendiz A importância do papel do engenheiro de produção na formação do menor aprendiz Iris Rafaelle Bispo Sales (UFPE) iris.sales@gmail.com Maurílio José dos Santos (UFPE) producao@ufpe.br Roseane Teixeira de

Leia mais

assistência social na aplicação de medidas sócio-educativas

assistência social na aplicação de medidas sócio-educativas O uso da Metodologia de Atendimento Sistêmico na interseção das áreas judiciárias e de assistência social na aplicação de medidas sócio-educativas Sônia Vieira Coelho - 2012 A Metodologia de Atendimento

Leia mais

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ESTATUDO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (*) ANGELA GUADAGNIN A sociedade de forma organizada conquistou na constituição que os direitos das crianças e adolescentes fossem um dever a ser implantado e respeitado

Leia mais

Experiência na formação de estudantes do curso profissionalizante normal

Experiência na formação de estudantes do curso profissionalizante normal Experiência na formação de estudantes do curso profissionalizante normal Vanessa Fasolo Nasiloski 1 Resumo O presente texto tem como objetivo central relatar a experiência de ensino desenvolvida com os

Leia mais

7º Prêmio VIVALEITURA Edição Lúcia Jurema

7º Prêmio VIVALEITURA Edição Lúcia Jurema 7º Prêmio VIVALEITURA Edição Lúcia Jurema TÍTULO JUSTIFICATIVA Pontes da Leitura por Ravel Andrade de Sousa As atividades descritas neste projeto foram por mim realizadas na Sala de Leitura, a partir do

Leia mais

PROGRAMA EU SORRIO PARA O APRENDIZ

PROGRAMA EU SORRIO PARA O APRENDIZ PROGRAMA EU SORRIO PARA O APRENDIZ JUSTIFICATIVA Um dos grandes desafios enfrentados em nossa sociedade está ligado à profissionalização e empregabilidade. As mudanças, o desenvolvimento, a informatização

Leia mais

Este número. A quem serve reduzir a maioridade penal?

Este número. A quem serve reduzir a maioridade penal? CONT A-COENTE A análise da conjuntura econômica na visão e linguagem do sindicalismo classista e dos movimentos sociais Boletim mensal de conjuntura econômica do ILAESE Ano 05, N 57 - Julho de 2015 A quem

Leia mais

Concurso Público para Admissão ao Bacharelado

Concurso Público para Admissão ao Bacharelado Concurso Público para Admissão ao Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública da Polícia Militar do Estado de São Paulo Assinatura do Candidato 2. Prova de Escolaridade (Parte II) INSTRUÇÕES

Leia mais

Boletim do Instituto 3M de Inovação Social

Boletim do Instituto 3M de Inovação Social Boletim do Instituto 3M de Inovação Social Curso CURSO DE REPARAÇÃO AUTOMOTIVA PARA JOVENS O Instituto 3M de Inovação Social promove, a partir de novembro, um curso profissionalizante de reparação automotiva.

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLECENTE PROF. GUILHERME MADEIRA DATA 30.07.2009 AULA 01 e 02

ESTATUTO DA CRIANÇA E ADOLECENTE PROF. GUILHERME MADEIRA DATA 30.07.2009 AULA 01 e 02 TEMAS TRATADOS EM SALA ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PARTE CIVIL 1) Objeto art. 2º do ECA: a) Criança = 12 anos incompletos. b) Adolescente = 12 e 18 anos. Atenção: Pode o ECA ser aplicado à

Leia mais

A Responsabilidade Social na Câmara dos Deputados

A Responsabilidade Social na Câmara dos Deputados A Responsabilidade Social na Câmara dos Deputados Responsabilidade Social Iniciativas associadas à promoção: da ética da cidadania da transparência do desenvolvimento sustentável Programas sociais e de

Leia mais

Projeto ViraVida oferece alternativas para jovens e adolescentes em situação de exploração sexual

Projeto ViraVida oferece alternativas para jovens e adolescentes em situação de exploração sexual Projeto ViraVida oferece alternativas para jovens e adolescentes em situação de exploração sexual Desde 2008, o Conselho Nacional do SESI, em parceria com o empresariado, promove a inserção desse público

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DR.SOLON TAVARES PLANO DE AÇÃO PARA DIREÇÃO DA ESCOLA TRIÊNIO 2016/2018 LÚCIO RENATO DE OLIVEIRA

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DR.SOLON TAVARES PLANO DE AÇÃO PARA DIREÇÃO DA ESCOLA TRIÊNIO 2016/2018 LÚCIO RENATO DE OLIVEIRA ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DR.SOLON TAVARES PLANO DE AÇÃO PARA DIREÇÃO DA ESCOLA TRIÊNIO 2016/2018 LÚCIO RENATO DE OLIVEIRA GUAIBA 2015 APRESENTAÇÃO Lúcio Renato de Oliveira Licenciatura

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS DE BOTUCATU

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS DE BOTUCATU TÍTULO: AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO PROGRAMA ADOLESCENTE APRENDIZ EXECUTADO PELO TERCEIRO SETOR, NA VIVENCIA ATUAL DOS BENEFICIÁRIOS QUANTO À SUPERAÇÃO DE DIFICULDADES COTIDIANAS E DE INSERÇÃO AO TRABALHO.

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Grupo Atitude Vila Macedo

Mostra de Projetos 2011. Grupo Atitude Vila Macedo Mostra de Projetos 2011 Grupo Atitude Vila Macedo Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Centro de Referência

Leia mais

Relato de experiência do Projeto A Paz que tenho em Casa desenvolvido no Centro de Referência de Assistência Social CRAS Vila Rosa Palmeira/PR

Relato de experiência do Projeto A Paz que tenho em Casa desenvolvido no Centro de Referência de Assistência Social CRAS Vila Rosa Palmeira/PR 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE AMAR NOSSAS NOTÍCIAS. Ir. Adma recebe Prêmio Internacional Don Pino Puglisi

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE AMAR NOSSAS NOTÍCIAS. Ir. Adma recebe Prêmio Internacional Don Pino Puglisi ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE AMAR NOSSAS NOTÍCIAS Ir. Adma recebe Prêmio Internacional Don Pino Puglisi No dia 31 de outubro foi realizada, no Consulado Geral da Itália, a entrega do Prêmio Internacional Don

Leia mais

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2 1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD E A FORMAÇÃO COMPLEMENTAR NO CURSO DE MAGISTÉRIO PRESENCIAL: AS PERCEPÇÕES DOS ESTUDANTES Formação e Gestão em Processos Educativos Josiane

Leia mais

VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO

VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR: UMA ANÁLISE A PARTIR DA ESCOLA CAMPO Franscimere Cordeiro de Souza franscimere@gmail.com Nayara Katiucia de Lima Domingues Dias nanalima1923@hotmail.com Maria Geralda de Almeida

Leia mais

Há 25 anos a Multiway apresenta o que existe de mais moderno em projetos de tecnologia

Há 25 anos a Multiway apresenta o que existe de mais moderno em projetos de tecnologia Há 2 anos a Multiway apresenta o que existe de mais moderno em projetos de tecnologia Com vasta experiência em integração e redes, a empresa investe no setor de segurança desde 2004. Primeiro na área de

Leia mais

Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1439 ESPAÇO DE RESSOCIALIZAÇÃO: ATENÇÃO AO EGRESSO E À FAMÍLIA, COMARCA DE APUCARANA, PR

Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1439 ESPAÇO DE RESSOCIALIZAÇÃO: ATENÇÃO AO EGRESSO E À FAMÍLIA, COMARCA DE APUCARANA, PR Doi: 10.4025/7cih.pphuem.1439 ESPAÇO DE RESSOCIALIZAÇÃO: ATENÇÃO AO EGRESSO E À FAMÍLIA, COMARCA DE APUCARANA, PR Latif Antonia Cassab Márcia Josefina Beffa Amanda da Costa Mattos Bruna Balthazar de Paula

Leia mais

A educação brasileira continua a ser um triste pesadelo

A educação brasileira continua a ser um triste pesadelo A educação brasileira continua a ser um triste pesadelo Por (*) Nelson Valente Há uma relação inequívoca entre pobre e falta de educação, podendo com isso gerar o fenômeno da violência. Os exemplos existem

Leia mais

PROJETO FRALDINHA - NATAL/RN - BRASIL

PROJETO FRALDINHA - NATAL/RN - BRASIL PROJETO FRALDINHA - NATAL/RN - BRASIL Enquanto eu não vir uma criança, um jovem e um idoso degustando uma lágrima de felicidade eu não estarei feliz. Helder e Nivaldo Projeto Fraldinha Através do esporte

Leia mais

01 Direito da Criança e do Adolescente

01 Direito da Criança e do Adolescente 01 Direito da Criança e do Adolescente Constitui-se em um direito dos pais ou responsáveis, assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, a) adentrar no prédio escolar até as salas de aula em qualquer

Leia mais

Educação Sexual e Metodologia

Educação Sexual e Metodologia Educação Sexual Marcos Ribeiro Educação Sexual e Metodologia...Não saco nada de Física Literatura ou Gramática Só gosto de Educação Sexual E eu odeio Química... Legião Urbana Essa discussão não é recente.

Leia mais

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Fundação Euclides da Cunha FEC/Data UFF Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

Seminário Nacional Aplicação de Medidas Socioeducativas a Adolescentes Infratores

Seminário Nacional Aplicação de Medidas Socioeducativas a Adolescentes Infratores Seminário Nacional Aplicação de Medidas Socioeducativas a Adolescentes Infratores Comissão Especial PL 7197/02 Câmara dos Deputados Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania. Brasília, 04/11/13 A

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Sugestão de Atividades Pedagógicas: Projeto Maria da Penha vai às Escolas

Sugestão de Atividades Pedagógicas: Projeto Maria da Penha vai às Escolas Sugestão de s Pedagógicas: Projeto Maria da Penha vai às Escolas Ficha Técnica GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS GOVERNADOR DO ESTADO Antonio Augusto Junho Anastasia VICE- GOVERNADOR DO ESTADO Alberto

Leia mais

FORMAÇÃO DE MONITORES RELACIONANDO EDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL EM MUSEUS DE CIÊNCIA

FORMAÇÃO DE MONITORES RELACIONANDO EDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL EM MUSEUS DE CIÊNCIA POSTER FORMAÇÃO DE MONITORES RELACIONANDO EDUCAÇÃO FORMAL E NÃO FORMAL EM MUSEUS DE CIÊNCIA Nome do Grupo de Trabalho: Educação Popular Número do Grupo de Trabalho: 06 Autora: ISABEL APARECIDA MENDES Co-autora

Leia mais

semana nacional do trânsito educando nossos condutores e pedestres, visto que o trânsito da cidade é precário.

semana nacional do trânsito educando nossos condutores e pedestres, visto que o trânsito da cidade é precário. SEJA VOCÊ A MUDANÇA NO TRÂNSITO PROJETO: Leticia Garroni Felix Martins Justificativa: O projeto está na sua 3 edição e foi criado para apoiar a semana nacional do trânsito educando nossos condutores e

Leia mais

Atividades sugeridas e elaboradas pela autora

Atividades sugeridas e elaboradas pela autora Maria Helena Pires Martins Atividades sugeridas e elaboradas pela autora Caro(a) Professor(a) EU E OS OUTROS As regras da convivência Caro(a) Professor(a) Solicite à Editora Moderna o Guia dos professores

Leia mais

Os planos de aula que estão descritos a seguir estão orientados para os seguintes objetivos educacionais: Identificar situações que envolvam risco;

Os planos de aula que estão descritos a seguir estão orientados para os seguintes objetivos educacionais: Identificar situações que envolvam risco; Caro Professor, A BM&FBOVESPA preparou para você algumas sugestões de planos de aula. Compreendem atividades que podem ser desenvolvidas em sala de aula para o tratamento de temas econômicos e financeiros.

Leia mais

MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS

MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS À MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS UM TRAJETO DE DISCUSSÃO QUE CHEGA A SUA ETAPA DECISIVA Foram seis anos de debate com os setores artísticos, acúmulo interno e gestão do atual modelo de fomento à cultura.

Leia mais

A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI

A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI A PERCEPÇÃO DE GRADUANDOS EM PEDAGOGIA SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR EM UMA FACULDADE EM MONTE ALEGRE DO PIAUÍ - PI Kássia Hellem Tavares da Silva (*), Lorrane de Castro Miranda, Israel

Leia mais

Egressos e mercado de trabalho. Sonora Édio Araújo : 00:26/00:45

Egressos e mercado de trabalho. Sonora Édio Araújo : 00:26/00:45 Egressos e mercado de trabalho Imagens externas de presídios no Rio de Janeiro. Imagem Édio Araújo Cooperativa eu quero Liberdade. Gráfico e imagens de apoio. Imagem Maíra Fernandes Presidente do conselho

Leia mais

Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO

Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO Curso de Disseminação da Metodologia do PAIR CLIPPING DIÁRIO 22 de Outubro de 2012 Veículo: Rede Andi Brasil Editoria: Clipping Tema: Crianças e drogas RS: Traficantes usam crianças para transportar drogas

Leia mais

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO PROJETO VIVA A VIDA Este documento se propõe a estabelecer normas de inserção e execução de estágio em Serviço Social no Projeto Viva a Vida, de acordo com a Resolução 533/2008

Leia mais

Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil

Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil O Mapa do Encarceramento: os jovens do Brasil é mais uma publicação do Plano Juventude Viva, que reúne ações de prevenção para reduzir a vulnerabilidade de jovens

Leia mais

Rua do Atendimento Protetivo. Municipalino:

Rua do Atendimento Protetivo. Municipalino: Rua do Atendimento Protetivo Municipalino: Esta é a Rua do Atendimento Protetivo. Esta rua tem como missão fundamental resgatar os direitos das crianças e dos adolescentes que foram violados ou ameaçados

Leia mais

PROJETO GERAÇÃO DE TRABALHO E RENDA COM CIDADANIA

PROJETO GERAÇÃO DE TRABALHO E RENDA COM CIDADANIA PROJETO GERAÇÃO DE TRABALHO E RENDA COM CIDADANIA APRESENTAÇÃO A Fundação de Amparo à Doença e à Pobreza Fundap, atua na recuperação de dependentes de álcool e drogas, atendendo a uma população que, independentemente

Leia mais

Assistência Social. Casa dos Irmãos Samaritanos

Assistência Social. Casa dos Irmãos Samaritanos Assistência Social Casa dos Irmãos Samaritanos Justificativa Carência de oferta de atividades recreativas e culturais na localidade. Pela análise da ficha social, bem como pelas visitas domiciliares, verificamos:

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2012 PROJETO ALFABETIZAÇÃO CIDADÃ

PLANO DE AÇÃO 2012 PROJETO ALFABETIZAÇÃO CIDADÃ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX DIRETORIA DE PROGRAMAS SOCI PLANO DE AÇÃO 2012 PROJETO ALFABETIZAÇÃO CIDADÃ Gestora do Projeto: Gleice Amélia Gomes Lemos 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 JUSTIFICATIVA... 4 RECURSOS

Leia mais

Teotônio Vilela II reforma parques pág. 3. Festa da criança no CEI São Rafael pág. 3. Nesta edição: CEI Vila Maria 2. CAA São Camilo II 2

Teotônio Vilela II reforma parques pág. 3. Festa da criança no CEI São Rafael pág. 3. Nesta edição: CEI Vila Maria 2. CAA São Camilo II 2 Abrigos da esperança Os abrigos Ipiranga e Capela do Socorro são referência em educação de crianças e jovens em situação de risco. Ambos atendem a 20 jovens, contam com 17 colaboradores cada e desenvolve

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

PROBLEMATIZAÇÃO DA E. M. MARIA ARAÚJO DE FREITAS - GOIÂNIA TEMA GERADOR

PROBLEMATIZAÇÃO DA E. M. MARIA ARAÚJO DE FREITAS - GOIÂNIA TEMA GERADOR PROBLEMATIZAÇÃO DA E M MARIA ARAÚJO DE FREITAS - GOIÂNIA TEMA GERADOR FALAS SIGNIFICATIVAS A violência cresce muito São as drogas e estruturas familiares, porque os pais tem que sair para o trabalho e

Leia mais

Campanha Clarear Relatório 1º semestre 2013

Campanha Clarear Relatório 1º semestre 2013 Campanha Clarear Relatório 1º semestre 2013 Campanha Clarear A Campanha Clarear éuma parceria da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e 5 entidades filantrópicas do estado, com o objetivo de viabilizar

Leia mais

À Comissão Julgadora do Prêmio Destaque ABF-AFRAS de Responsabilidade Social

À Comissão Julgadora do Prêmio Destaque ABF-AFRAS de Responsabilidade Social São Paulo, 11 de abril de 2008 À Comissão Julgadora do Prêmio Destaque ABF-AFRAS de Responsabilidade Social É com grande satisfação que o CNA participa do Prêmio Destaque ABF-AFRAS de Responsabilidade

Leia mais

Contexto. Educação para o mundo do trabalho. Por Mozart Neves Ramos - Todos Pela Educação em 01/03/2013

Contexto. Educação para o mundo do trabalho. Por Mozart Neves Ramos - Todos Pela Educação em 01/03/2013 META NACIONAL 11 - Educação Profissional- Triplicar as matrículas da Educação Profissional Técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público. Contexto

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

Objeto: Projeto de Lei nº 8.231/2014

Objeto: Projeto de Lei nº 8.231/2014 Nota Técnica n. 20/2015 SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA Objeto: Projeto de Lei nº 8.231/2014 Projeto de Lei nº 8.231/2014, de autoria do Deputado Hauler Cruvinel, que altera a Lei nº 8.069/90

Leia mais

TJDFT na mídia. Eles defendem a descriminalização das drogas

TJDFT na mídia. Eles defendem a descriminalização das drogas 1 de 7 24/4/2013 15:16 TJDFT na mídia http://tjdft.myclipp.inf.br Segunda-feira, 22 de Abril de 2013 Revista Isto É/SP Comportamento Seg, 22 de Abril de 2013. 08:43:00. REVISTA ISTO É COMPORTAMENTO TJDFT

Leia mais

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5

B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 B R A S I L EMERGENTE E X P E C T A T I V A D E V I D A E C O N S U M O E M 2 0 1 5 O I N V E S T I M E N T O P E L A L Ó G I C A D A D E M A N D A R E N A T O M E I R E L L E S r e n a t o @ d a t a p

Leia mais

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Estou muito honrado com o convite para participar deste encontro, que conta

Leia mais

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Conversando sobre a REALIDADE social do BRASIL Propostas Educação Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Partido da Social Democracia Brasileira Presidente: Senador Aécio Neves Instituto Teotônio Vilela Presidente: José

Leia mais

SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS

SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS Minhas áreas de atuação são, pela ordem de número de eventos: Gestão de Projetos; Gestão de Ativos; Gestão de Segurança Industrial e Gestão Estratégica de empresas. Considero-me,

Leia mais

POR QUE FAZER ENGENHARIA FÍSICA NO BRASIL? QUEM ESTÁ CURSANDO ENGENHARIA FÍSICA NA UFSCAR?

POR QUE FAZER ENGENHARIA FÍSICA NO BRASIL? QUEM ESTÁ CURSANDO ENGENHARIA FÍSICA NA UFSCAR? POR QUE FAZER ENGENHARIA FÍSICA NO BRASIL? QUEM ESTÁ CURSANDO ENGENHARIA FÍSICA NA UFSCAR? Póvoa, J. M, Ducinei Garcia Departamento de Física - Universidade Federal de São Carlos Via Washington Luiz, Km

Leia mais

Teresina, 08 de junho de 2015.

Teresina, 08 de junho de 2015. Faculdade Estácio CEUT Coordenação do Curso de Bacharelado em Direito Disciplina: História do Direito Professor: Eduardo Albuquerque Rodrigues Diniz Turma: 1 B Alunas: Alice Brito, Larissa Nunes, Maria

Leia mais

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas Apresentação 11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas Identificação do órgão: Supremo Tribunal Federal Unidade: Secretaria de Recursos Humanos / Coordenadoria de Desenvolvimento

Leia mais

Encontro: Cozinha Experimental ENCONTRO: FORMANDO LIDERES NA E. E. FLÁVIO WARKEN. ENCONTRO: Contagem de Carboidrato e Rótulos

Encontro: Cozinha Experimental ENCONTRO: FORMANDO LIDERES NA E. E. FLÁVIO WARKEN. ENCONTRO: Contagem de Carboidrato e Rótulos ENTIDADE: ADIFI ASSOCIAÇÃO DOS DIABÉTICOS DE FOZ DO IGUAÇU ENDEREÇO: Av. Hildemar de Leite França nº 278 Vila A Tel: (45) 3028-2526 CNPJ: 04.808.932/0001-16 PROJETO: DOCE DESAFIO 2015 RECURSOS A CAPTAR

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR CAMPUS DE PARANAVAÍ

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR CAMPUS DE PARANAVAÍ EDITAL Nº 001/2015 NEDDIJ Processo Seletivo para Bolsistas Programa de Extensão Universidade sem Fronteiras (USF) Programa Paraná Inovador Incubadora dos Direitos Sociais Núcleo de Estudos e Defesa de

Leia mais

A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS

A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS Gisllayne Rufino Souza UFPB gisllayne.souza@gmail.com Profa. Dra. Marlene Helena de Oliveira França UFPB/Centro de Educação/Núcleo

Leia mais

ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DA INFANCIA E JUVENTUDE

ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DA INFANCIA E JUVENTUDE 1 1. TÍTULO: Programa de Estágio para Alunos do Ensino Médio nas Promotorias de Justiça do Ministério Público do Estado do Pará. 2. IDENTIFICAÇÃO Ministério Público do Estado do Pará, CNPJ 05054960/0001-58,

Leia mais

Clipping de Notícias Educacionais

Clipping de Notícias Educacionais Clipping 24/09/2010 SEMERJ www.semerj.org.br semerj@semerj.org.br Clipping de Notícias Educacionais Caso sua instituição ainda não seja associada ao SEMERJ, visite nosso site e descubra as vantagens em

Leia mais

Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes

Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO PNQS 2012 Relatório de Descrição de Prática de Gestão Uma alternativa para chegar mais perto dos clientes Categoria: Inovação da Gestão em Saneamento IGS Setembro

Leia mais

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica?

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? Categories : Copa Pública Date : 18 de setembro de 2012 Maria Aparecida Menezes Vieira, a Cida, de 46 anos, há mais de 20 anos faz ponto na rua Afonso

Leia mais

Módulo 02 Professor Paulo Afonso Garrido de Paula 1

Módulo 02 Professor Paulo Afonso Garrido de Paula 1 Módulo 02 Professor Paulo Afonso Garrido de Paula 1 Vídeo Aula 1 2 O Direito da Criança e do Adolescente Vamos tratar do direito da criança e do adolescente. Uma primeira observação: quando se afirma a

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

PESQUISADORES. Pesquisadores

PESQUISADORES. Pesquisadores Pesquisadores Objetivos 2 Conhecer a opinião dos pesquisadores apoiados pela FAPESP sobre o tema Ciência e Tecnologia. 3 Principais resultados Principais resultados 4 Melhores recursos financeiros e credibilidade

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais