Piso técnico. Piso técnico soluções técnicas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Piso técnico. Piso técnico soluções técnicas"

Transcrição

1 Piso técnico Piso técnico soluções técnicas 1

2 O conteúdo desta publicação é protegido pela Lei de Propriedade Intelectual, Real Decreto 1 / Qualquer reprodução, no todo ou em parte, sem autorização expressa do Grupo Porcelanosa pode ser sancionada, nos termos do Código Penal. 2 3

3 Índice Piso técnico elevado Zonas de aplicação Painéis de madeira Painéis de sulfato Estrutura Características acústicas del ste Instalação do STE Piso técnico elevado de exteriores Azulejos Estrutura Características Instalación Cli-ker n Vantagens Componentes Instalação Cli-ker n exterior Vantagens Características Componentes Instalação como obter um orçamento butech?

4 Pavimento técnico elevado O pavimento técnico elevado é um sistema que surge da necessidade de ocultar o grande número de instalações que existem nas zonas de trabalho, salas técnicas e outros lugares onde existe uma grande densidade de fios, tubagens e conduções de diversos tipos. A criação do pleno técnico permite ocultar e conduzir ordenadamente todas estas instalações debaixo do pavimento. Zonas de aplicação do producto A utilização do pavimento técnico elevado está altamente recomendada naquelas zonas onde existam muitas instalações ou onde se preveja implantar um sistema de refrigeração por meio de máquinas de ar. Algumas aplicações comuns do pavimento técnico elevado costumam ser: escritórios, bibliotecas, museus, escolas, centros comerciais, centrais telefónicas ou eléctricas, salas de controlo, laboratórios, centrais de processamento de dados, etc. Vantagens do pte Melhoria estética do espaço graças à ocultação das instalações debaixo do pavimento. Maior rendimento no assentamento face a pavimentações tradicionais (40 m2/dia aprox.). Mobilidade do sistema em caso de mudança de escritórios. Fácil acesso às instalações mediante ventosas. Possibilidade de variar a direcção das instalações depois de assentar o pavimento. Permite trocar peças de uma forma simples, mudar as localizações de trabalho, etc. Vantagens face a outros sistemas de pavimento técnico Grande capacidade de carga mecânica. Possibilidade de combinar diferentes estruturas, segundo a necessidade de cada zona Excelente resistência e reacção ao fogo sob ensaios de laboratório. Tolerâncias dimensionais muito baixas, entre +0,1 e -0,2 mm, que permitem uma perfeita troca dos painéis. Núcleos fabricados a partir de materiais de elevadas performances e com altíssimas densidades. Homologação de qualidade UNE EN ISO 9001 que certifica um controlo de qualidade em cada uma das etapas do processo. Possibilidade de incluir como revestimento superior qualquer acabamento da Porcelanosa Grupo com formato 60 x 60 e outra série de acabamentos não cerâmicos, como laminados de plástico, linóleo, vinil, granito, alumínio, aço, alcatifa, parqué, etc. (Pesquisar outros formatos) Protecção das peças mediante um folheado de material plástico, para evitar lascas nos bordos. Alto número de complementos para ofrecer um produto acabado. 6 7

5 Painéis com núcleo de aglomerado de madeira Está formado por madeira aglomerada ligada por resinas de altas prestações, disponível na espessura de 38 mm e com revestimento inferior em alumínio ou aço galvanizado, pelo que atribui ao painel propriedades ligeiramente diferentes em cada caso. O perímetro de todos os painéis está coberto com material de plástico para evitar o lascamento das peças. Características mecânicas Quadro Propriedades técnicas 38M1A 38M1F Teste padrão EN Tipo de traves Tipo de traves Protecção perimetral Painel 38M1 Revestimento superior Núcleo de aglomerado Revestimento inferior Painel formado por material com núcleo de aglomerado de madeira com uma espessura de 38 mm ligado por resinas de altas prestações. Revestimento inferior 38M1A: Com lâmina de alumínio de 0,15 o 0,05 mm de espessura para criar uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, e ao mesmo tempo formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. Revestimento inferior 38M1F: Para aumentar a rigidez flexional e a resistência mecânica total, o painel forma-se com uma chapa de aço galvanizado de 0,5 mm de espessura, na parte inferior. Isto permite, além de obter uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. O perímetro está coberto com material plástico anti-rangido com uma espessura de 1 mm de ABS para o revestimento superior em cerâmica e com uma espessura de 0,45 mm de ABS para o resto de revestimentos superiores. Protecção perimetral U.M. SIN L M P SIN L M P Cobertura: A V D G C Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Cobertura: F L Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Cobertura: T R S Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Nota: a carga de ruptura é obtida multiplicando por 2 a carga máxima permitida. características físicas (sem incluir material de revestimento): Teste padrão U.M. Tolerância Dimensões nominais mm x x 600 Espessura mm Diferença diagonais mm Máx. 0.4 Inclinação borda ºC ±15` 3º Densidade Kg/m 3 ±5% 720 Peso Kg ±5% 9.8 Resistência eléctrica transversal EN 1081 Ω Máx M1A 38M1F Resistência ao fogo EN Clase B fl Clase B fl Reacção ao fogo EN Revestimento superior A = Lâmina de alumínio F = Lâmina de aço galvanizado L = Laminado plástico V = Vinil D = Linóleo G = Borracha C = Carpete P = Parquê T = Cerâmica R = Pedra recomposta S = Granito Natural 8 9

6 Painel 38M2 Painel formado por um núcleo de madeira aglomerada com uma espessura de 38 mm ligado por resinas de altas prestações. Revestimento inferior 38M2A: Com lâmina de alumínio de 0,15 o 0,05 mm de espessura para criar uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, e ao mesmo tempo formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. Revestimento inferior 38M2F: Para aumentar a rigidez flexional e a resistência mecânica total, no painel aplica-se uma chapa de aço galvanizado de 0,5 mm de espessura, na parte inferior. Isto permite, além de obter uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. O perímetro está coberto com material plástico anti-rangido com uma espessura de 1 mm de ABS para o revestimento superior em cerâmica e com uma espessura de 0,45 mm de ABS para o resto de revestimentos superiores. Características físicas (sem incluir material de revestimento): Teste padrão U.M. Tolerância Dimensões nominais mm x x 600 Espessura mm Diferença diagonais mm Máx. 0.4 Inclinação borda ºC ±15` 3º Densidade Kg/m3 ±5% 650 Peso Kg ±5% 8.9 Resistência eléctrica transversal EN 1081 Ω Máx M2A 38M2F Resistência ao fogo EN Clase B fl Clase B fl Reacção ao fogo EN Revestimento superior A = Lâmina de alumínio F = Lâmina de aço galvanizado L = Laminado plástico V = Vinil D = Linóleo G = Borracha C = Carpete P = Parquê T = Cerâmica R = Pedra recomposta S = Granito Natural Características mecánicas: Quadro Propriedades técnicas 38M2A 38M2F Teste padrão EN Tipo de traves Tipo de traves U.M. SIN L M P SIN L M P Cobertura: A V D G C Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Cobertura: F L Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Cobertura: T R S Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Nota: a carga de ruptura é obtida multiplicando por 2 a carga máxima permitida

7 Painéis com núcleo de sulfato cálcico Está formado por uma alma mineral de uma única camada a base de sulfato de cálcio de alta densidade. Está disponível com espessuras de 15, 29 e 34 mm, e com revestimento inferior de alumínio ou chapa de aço galvanizado. Da mesma forma que nos painéis de madeira, o perímetro de todos os painéis está coberto com material de plástico para evitar o lascamento das peças. Características mecánicas: Quadro Propriedades técnicas 30SA 30SF Teste padrão EN Tipo de traves Tipo de traves Painel 30S Protecção perimetral Revestimento superior Núcleo sulfato cálcico Revestimento inferior Formado por um núcleo de mineral de uma única camada a base de sulfato de cálcio de alta densidade, com espessura de 30 mm, ligado com fibras de elevada resistência mecânica e totalmente livre de partículas de madeira. Revestimento inferior 30SA: Com lâmina de alumínio de 0,15 o 0,05 mm de espessura no lado inferior para criar uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, e ao mesmo tempo formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. Revestimento inferior 30SF: Para aumentar a rigidez flexional e a resistência mecânica total, o painel forma-se com uma lâmina de chapa de aço galvanizado de 0,5 mm de espessura, na parte inferior. Isto permite, além de obter uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. Protecção perimetral U.M. SIN L M P SIN L M P Cobertura: A V D G C Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Cobertura: F L Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 2,5 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Cobertura: T R S Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Nota: a carga de ruptura é obtida multiplicando por 2 a carga máxima permitida. O perímetro está coberto com material plástico anti-rangido com uma espessura de 1 mm de ABS para o revestimento superior em cerâmica e com uma espessura de 0,45 mm de ABS para o resto de revestimentos superiores. Características físicas (sem incluir material de revestimento): Teste padrão U.M. Tolerância Dimensões nominais mm x x 600 Espessura mm Diferença diagonais mm Máx. 0.4 Inclinação borda ºC ±15` 3º Densidade Kg/m 3 ±5% Peso Kg ±5% 16.2 Resistência eléctrica transversal EN 1081 Ω Máx Resistência ao fogo EN Clase B fl Clase B fl Reacção ao fogo EN SA 30SF Revestimento superior A = Lâmina de alumínio F = Lâmina de aço galvanizado L = Laminado plástico V = Vinil D = Linóleo G = Borracha C = Carpete P = Parquê T = Cerâmica R = Pedra recomposta S = Granito Natural 12 13

8 Painel 15K Formado por material de suporte mineral de uma camada inerte de espessura nominal 12.5 mm. Revestimento superior formado por laje inteira de material lapídeo natural (mármore ou granito), espessura nominal 20 mm, rectificado, polido e chanfrado. A elaboração do painel inclui a rectificação de precisão para garantir as tolerâncias de dimensão tanto no perímetro como na espessura do painel, para garantir uma perfeita modularidade. Revestimento inferior 15KF: Para aumentar a rigidez flexional e a resistência mecânica total, o painel forma-se com uma lâmina de chapa de aço galvanizado de 0,5 mm de espessura, na parte inferior. Isto permite, além de obter uma excelente barreira contra o fogo e a humidade, formar uma armadura equipotencial para manter as características de continuidade eléctrica do piso. O perímetro não está coberto com material plástico anti-rangido, mas também se pode mecanizar com esta cobertura com uma espessura de 0,45 mm de ABS. Características físicas (sem incluir material de revestimento): Teste padrão U.M. Tolerância Dimensões nominais mm x 594 Espessura mm Diferença diagonais mm Máx. 0.4 Inclinação borda ºC ±15` 4º Densidade Kg/m 3 ±5% Peso Kg ±5% 4.8 Revestimento superior S = Granito Natural Resistência eléctrica transversal EN 1081 Ω Máx KF Resistência ao fogo EN Clase B fl Reacção ao fogo EN Características mecánicas: Quadro Propriedades técnicas 15KF Teste padrão EN Tipo de traves U.M. SIN L M P Cobertura: S Carga concentrada no centro do lateral do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do lateral do painel kn Carga concentrada no centro do painel (deflexão 1 mm) kn Carga máx. Permitida no centro do painel kn Carga uniformemente distribuída kn/m Classe segundo a EN Nota: La carga de rotura se obtiene multiplicando por 2 la carga máxima permitida

9 Estrutura A estrutura é composta de pedestais e traves, encarregues de sustentar o pavimento e dar-lhe a altura e rigidez necessárias. Pedestais O pedestal é apresentado em duas versões: Pedestais Elementos realizados completamente em aço galvanizado, encarregados de dar ao pavimento a altura necessária para o projecto a realizar, estes elementos incorporam na sua cabeça umas juntas plásticas anti-ruído com quatro espigas de posicionamento. Entre as suas qualidades destacamos a de ser facilmente regulável em altura graças a um perno roscado. Travessas As travessas, assim como os pedestais, estão fabricados totalmente em aço galvanizado e utilizam-se para dotar o pavimento de uma maior estabilidade e resistência. Na sua parte superior incorpora umas tiras plásticas anti-ruído ao longo de toda a sua superfície. Estas Travessas são aparafusadas na cabeça do pedestal Versão com casquilho roscado para alturas reduzidas (valores nominais de 55,70 e 85 mm) Versão com tubo para alturas superiores (a partir de 100 mm nominais). Em ambas as versões, o pedestal é feito totalmente com aço galvanizado (3μ de espessura mínima, cor branca) em todas as superfícies (vistas e não vistas) e incluídas as partes cortadas, mediante banho galvânico a base de iões Cr3+ electrodepositados. Modelo (altura nominal) Versões Com casquilho roscado Com tubo Altura nominal mm de 220 a 620 mm com passo 40 mm Rango nominal de ajuste de altura mm ± 10 ± ± 20 ± ± 40 ± 50 Carga axial admissível com factor de segurança 2 (ref. UNI EN 12825)(*) kn (*): A carga axial admissível indicada é a carga até a primeira deformação. A carga de ruptura ou de colapso é obtida multiplicando a carga axial admissível pelo factor de segurança equivalente a 2. As alturas nominais e o passo dos pedestais têm sido seleccionados para obter um maior solapamento entre dois pedestais sucessivos, usando um perno roscado longo. Por causa disto, tem sido obtida uma gama maior de ajuste da altura para cada tipo de pedestal (nominal -/ + 50 mm) com a possibilidade de se adaptar melhor aos desníveis do piso, sem ter de recorrer constantemente a medições sistemáticas. Do ponto de vista das prestações, apresenta uma grande resistência à flexão com carga vertical e/ou excêntrica, graças a um perno roscado de secção M16, um tubo de 20 mm de diâmetro de 2 mm de espessura, calibrado internamente para obter um acoplamento com tolerâncias menores e, consequentemente, menores folgas e um acoplamento directo entre o perno roscado do disco de base e o tubo, sem a necessidade de interpor elementos plásticos deformáveis. Para garantir a continuidade eléctrica do pedestal, o disco de base tem sido perfurado para alojar o parafuso e a porca para a conexão eléctrica. No disco de base foram adicionados 4 orifícios de 8,5 mm e 3 orifícios de 6,5 mm, à altura do nervuras radiais, para permitir e facilitar a injecção de adesivos fluidos no reverso da base quando o pedestal já está instalado. Quando necessário, e com uma simples intervenção sem ferramentas especiais, a estrutura oferece a possibilidade de adaptar a altura do pedestal encurtando o tubo se for necessário. >100 mm <100 mm Com casquilho roscado Com tubo 16 17

10 Pedestais psa É fornecido em uma única versão com ajuste abaixo da cabeça, para cobrir uma gama de alturas nominais do pavimento acabado de um mínimo de 110 mm até um máximo de 500 mm. A altura nominal do pavimento acabado é conseguida somando a espessura do painel à altura nominal do pedestal. O pedestal é totalmente de aço com tratamento superficial galvanizado, de 3μ de espessura mínimo, mediante banho galvânico a base de iões de crómio electrodepositados, aplicado a todas as superfícies. O pedestal consta de dois elementos principais: a cabeça rebitada com o perno roscado e o disco de base com o tubo rebitado. Os pedestais são fornecidos com juntas para a cabeça, de plástico semi-rígido estampado, preto, condutor, que desempenham uma função anti-vibratória, de estanquidade ao ar e centrado do painel. Modelo (altura nominal) Versões Com ajuste por debaixo da cabeça Altura nominal mm Rango nominal de ajuste de altura mm ±15 ±15 ±30 ±30 ±30 ±40 ±40 ±40 ±40 Carga axial admissível com factor de segurança 2 (ref. UNI EN 12825)(*) kn (*): a carga axial admissível indicada é a carga até a primeira deformação. A carga de ruptura ou de colapso é obtida multiplicando a carga axial admissível pelo factor de segurança equivalente a 2. Especifica-se que o piso técnico elevado obteve a certificação PSA Medium Grade com a seguinte configuração: Paine 35SF. Estrutura com pedestal de 410 mm de altura nominal, regulado à máxima altura de 450 mm, e traves de conexão de tipo P. Portanto, para alturas superiores a 450 mm e com painéis ou estruturas de outro tipo, a certificação obtida não é aplicável. Vista de conjunto do pedestal A seguir, reproduz-se uma vista de conjunto do pedestal acima indicado

11 Referências KEA Descrição SAP KEA Descrição SAP B PEDESTAL H = 55 MM (-10/+10) B PEDESTAL H = 500 MM (-50/+50) Juntas para cabeça de pedestal Junta para a cabeça do pedestal, de plástico semi-rígido estampado, não condutora (resistência eléctrica R>1010 Ohm) de cor branca opaca, espessura nominal 2,5mm, e de forma quadrada com ângulos arredondados. Cada ângulo é composto por um dente de aderência para centrar e engatar à cabeça da base de fixação. Na parte superior, contém quatro dentes para o posicionamento e a centragem dos painéis. A junta actua também atenuando os ruídos. O seu peso nominal é 5 gr. B PEDESTAL H = 70 MM (-15/+15) B PEDESTAL H = 85 MM (-15/+20) B PEDESTAL H = 100 MM (-20/+20) B PEDESTAL H = 130 MM (-30/+30) B PEDESTAL H = 150 MM (-30/+35) B PEDESTAL H = 190 MM (-40/+40) B PEDESTAL H = 220 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 260 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 300 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 340 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 380 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 420 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 460 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 540 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 580 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 620 MM (-50/+50) B PEDESTAL H = 75 MM (-15/+15) PSA B PEDESTAL H = 95 MM (-15/+15) PSA B PEDESTAL H = 120MM (-30/+30) PSA B PEDESTAL H = 130MM (-30/+30) PSA B PEDESTAL H = 150MM (-30/+30) PSA B PEDESTAL H = 170MM (-30/+30) PSA B PEDESTAL H = 310MM (-40/+40) PSA B PEDESTAL H = 420MM (+50/-50) PSA B PEDESTAL H = 460MM (+50/-50) PSA Juntas para cabeça de pedestal PSA De plástico semi-rígido estampado de cor preta, condutora com resistência eléctrica R<104 Ω; está perfilada e provida de 4 dentes na superfície inferior para um melhor alojamento autocentrado na cabeça e 4 dentes de faca na superfície superior para colocar e centras os painéis. O número de raios (4 ou 8) depende da configuração escolhida. A forma especial e a espessura variável (a partir de 2 mm mínimo nos extremos de cada raio) adaptam-se perfeitamente à cabeça do pedestal para garantir um maior conforto na pisada. A junta desempenha também uma função anti-vibratória. Junta para cabeça sem traves Junta para cabeça sem traves L, M y P Tipo trave: S. Tipo de junta: 8 raggi. Espessura secção (pz/m2): 3.3 Tipo trave: L, M y P. Tipo de junta: 4 raggi. Espessura secção (pz/m2): 3.3 Referências KEA Descrição SAP B junta de pedestal 4r. PSA B junta de pedestal 8r. PSA B junta de pedestal

12 Traves butech pode fornecer dois tipos diferentes de traves: Traves básicas de conexão em sentido ortogonal (versões L, M ou P ) Traves adicionais de conexão em sentido diagonal (versões D ou X ). Todas as traves são fabricadas mediante estampado em frio de chapa de aço galvanizado (mínimo 3μ de espessura), com perfil especial e estão criadas para melhorar a resistência mecânica e garantir tolerâncias reduzidas dós módulos e a sua facilidade de troca. O seu bloqueio nos raios mediante parafusos métricos autorroscantes garante a continuidade eléctrica do sistema e dá uma grande estabilidade à estrutura. Travesaños versión P. Pesados. A viga transversal pesada ( P ) obteve-se por médio de uma perfilaria de aço galvanizado que incrementa as suas prestações com respeito aos modelos L e M (material: Dx51D+Z150 segundo EN com galvanizado em quente de espessura mínima 15μ). São de secção fechada (30 mm de largura, 30 mm de altura e 1 mm de espessura) e 600 gr. e peso. Os extremos são compostos por um sistema de engate especial que permite uma colocação óptima e rápida sobre os raios da cabeça dos pedestais. A viga transversal contém um orifício para a conexão de ligação à terra. Traves versão L (leves) A viga transversal leve ( L ) obteve-se por médio de serigrafia em frio a partir de chapa de aço galvanizado (material Dx51D + Z 150 segundo EN com galvanizado em quente de espessura mínima 15 μ). São de secção aberta (30 mm de largura, 21 mm de altura, espessura 0,8 mm) e 220 gr. de peso. A viga transversal contém em ambas as extremidades o sistema snap-on, um sistema de engate especial que permite a sua colocação óptima e rápida sobre os raios da cabeça dos pedestais, desse modo se assegura a continuidade eléctrica do sistema. Secção trave P 30x30x1 mm Comprimento VARIABLE Peso Unitário 580 gr Quantidade nominal 5,7 pz/m 2 Quantidade nominal parafusos 11,4 pz/m 2 Secção trave L Comprimento Peso Unitário 30x21x0,8 mm VARIABLE 220 gr. Travesaños de conexión en diagonal (versiones D o X ) Todas as traves são fornecidas com juntas especiais de plástico extrudido preto com função anti-vibratória e de estanquidade ao ar. Não têm bordas afiadas, especialmente perigosas durante a manipulação e a montagem, que podem danificar as capas dos cabos que passam por baixo. Quantidade nominal 5,7 pz/m 2 Quantidade nominal parafusos 11,4 pz/m 2 Secção trave D Comprimento Peso Unitário 20x40x1 mm 792 mm 0,73 Kg Traves versão M (médios) A viga transversal média ( M ) obteve-se por médio de serigrafia em frio a partir de chapa de aço galvanizado (material Dx51D + Z 150 segundo EN com galvanizado em quente de espessura mínima 15 μ). São de secção aberta (30 mm de largura e 38 mm de altura, espessura 0,8 mm), e 390 gr. de peso. Têm nervuras longitudinais, também nas paredes verticais e as abas na parte inferior, que aumentam as prestações com relação à flexão, em comparação com o tipo anterior L, e melhoram a forma de controlar as deformações. Além do orifício para a conexão de ligação à terra, os extremos são compostos por um sistema de engate especial snap-on que permite uma colocação óptima e rápida sobre os raios da cabeça dos pedestais para o bloqueio com o parafuso assegurando deste modo a continuidade eléctrica do sistema. Quantidade nominal 2,8 pz/m 2 Quantidade nominal parafusos 5,6 pz/m 2 Secção trave X 20x40x1 mm Comprimento 368 mm Peso Unitário 0,34 Kg Quantidade nominal 11,1 pz/m 2 Quantidade nominal parafusos 22,2 pz/m 2 Secção trave M 30x38x0,8 mm Comprimento VARIABLE Peso Unitário 390 gr Quantidade nominal 5,7 pz/m 2 Quantidade nominal parafusos 11,4 pz/m 2 Referências KEA Descrição SAP B tornillos para travesaños l/m/p B travesaño ligero 598x B travesaño medio 598x B travesaño pesado 598X Parafusos para traves L/M/P Os parafusos, fabricados em aço galvanizado, se usam para conectar a trave à cabeça do pedestal para dar uma maior rigidez e segurança ao sistema

13 Junta para traves De plástico extrudido, de cor preta, de 1 mm de espessura, não condutora, com função antivibratória e de estanqueidade ao ar. A junta aplica-se na trave com uma simples pressão manual. Tipos de estrutura A estrutura oferece várias opções de configuração, que se podem realizar usando ao mesmo tempo traves ortogonais e diagonais, aumentando assim a estabilidade e a capacidade mecânica do pavimento. Usam-se traves de tipo leve, médio e pesado que são colocadas nos raios da cabeça dos pedestais. A trave diagonal D ou X (em forma de cruz) pode ser utilizada com qualquer trave ortogonal (L, M ou P). Junta para traves tipo L, M Y P Dimensões da secção Comprimento nominal 30x8 mm 546 mm Quantidade nominal 5,7 pz/m 2 Configuração Configuração zonas perimetrais Junta para traves tipo X Y D Tipo S Sem traves. Gama mm. Traves tipo D Dimensões da secção 20x8 mm Comprimento nominal 783 mm Quantidade nominal 2,8 pz/m 2 Traves tipo X Tipo L Traves leves. Gama mm. Dimensões da secção Comprimento nominal 20x8 mm 358 mm Quantidade nominal 11,2 pz/m 2 Tipo M Traves médias. Gama mm. Referências KEA Descrição SAP B junta de travesaños PSA B junta de travesaños l/m/p Tipo P Traves pesadas. Gama mm

14 26 27

15 Características acústicas do PTE O comportamento acústico de uma divisão está relacionado com a capacidade fono-isolante de cada um dos seus elementos e entre os mesmos do pavimento. As características que influem no acondicionamento acústico de um pavimento técnico elevado são o material de revestimento, a natureza do material e densidade do núcleo do painel e altura da câmara debaixo do pavimento. O PTE da butech utiliza os materiais idóneos e com as densidades necessárias para garantir as melhores performances acústicas, com núcleos de densidades de até kg/m3. Para oferecer o máximo conforto e um bom isolamento acústico, a butech leva a cabo estritos ensaios acústicos dos pavimentos, segundo a norma DIN que analisa quatro casos distintos: atenuação de ruído aéreo, atenuação do ruído de passos, atenuação do ruído aéreo horizontal e atenuação do ruído aéreo vertical. Transmissão horizontal do ruído Nos dados apresentados aparecem as medidas tomadas dentro de um edifício real de acordo com a normativa em vigor (EN ISO ), a fim de avaliar o efeito da redução do piso de acesso modular em relação à transmissão horizontal do ruído aéreo (ou quanto uma pessoa em um andar de um edifício percebe o ruído ambiente presente em um andar adjacente). Nesse caso, as medidas são tomadas com um piso de acesso modular já instalado. Os níveis de pressão de ruído são tomados nos dois andares adjacentes e a atenuação de ruído aéreo horizontal exposto na norma pelo parâmetro Dnfw, medido em db (decibéis). Quanto maior for este valor maior será a redução em relação ao objecto para verificar e, portanto, maior será a redução na transmissão de ruído aéreo de um andar ao adjacente. Os dados a seguir foram recolhidos dos painéis: O primeiro diagrama mostra os valores de Dnfw obtidos em diferentes configurações estruturais, painéis de 38M1A e 35SA. As condições observadas foram diferentes dependendo de se havia traves ou não, se houve uma lâmina de isolamento acústico colocada entre o suporte e o azulejo, e se foi colada ou não (é obrigatório colar as peças se foram instaladas sem traves). Por outro lado, também foi considerada a instalação de uma partição acústica sob o piso. NOTA: a altura dos suportes era de 300 mm para todas as configurações. Atenuação de ruído aéreo horizontal (Dnfw) dependendo da configuração do piso de acesso Estrutura sem traves Estrutura com traves Estrutura P com lâmina de isolamento acústico SEM colar Estrutura P com lâmina de isolamento acústico colada Como a situação anterior + partição acústica sob o piso O quadro abaixo permite obter os factores de correcção de db, quais precisam de ser adicionados ou removidos para painéis com várias cobertas, começando com aqueles sem revestimento (os que estão no primeiro quadro). Tipo de revestimento Factor de correcção [db] Vinil (V), caucho (G), linóleo (D) 1 Laminado (L), Aço (F) -1 Pedra natural (S) e reconstruída (R), Grés (T) -1 Parquê (P)

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial

Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Parabond 700 Adesivo estrutural elástico de elevada aderência e resistência inicial Produto: Parabond 700 é um adesivo de alta qualidade, cura rápida, permanentemente elástico, à base de MS polímero, com

Leia mais

Pavimento Fichas de Aplicação

Pavimento Fichas de Aplicação Fichas de Aplicação Virocfloor Virodal Viroc Bruto Revestimento de Técnico Sons de Percussão Painel Sandwich Consulte o Dossier Técnico Viroc disponível em www.viroc.pt, na página de Downloads. Outros

Leia mais

Manual de aplicação de Painel Ondutherm

Manual de aplicação de Painel Ondutherm 1. Painel Sandwich Ondutherm O isolamento térmico de uma cobertura é fundamental para a correcta performance térmica do edifício. Este tem sido um aspecto muito menosprezado ao longo dos últimos anos.

Leia mais

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais.

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais. Parabond Zinco Produto elástico para todo tipo de metais. Produto: Parabond Zinco é um elastómero de alta qualidade, de rápido endurecimento, permanentemente elástico, à base de MS polímero com elevada

Leia mais

PISOS ELEVADOS. Pisos Elevados

PISOS ELEVADOS. Pisos Elevados 1 Sistema de Piso Elevado DataFloor Durabilidade e flexibilidade Branco Mesclado O sistema de piso elevado DataFloor foi desenvolvido para proporcionar máxima flexibilidade no uso do espaço em ambientes

Leia mais

CONSTRUÇÃO MODULAR. Rev A 1-7-2011

CONSTRUÇÃO MODULAR. Rev A 1-7-2011 CONSTRUÇÃO MODULAR SM Rev A 1-7-2011 1 A U.E.M. Unidade de Estruturas Metálicas, SA com 15 anos de actividade, inicialmente direccionada para a fabricação e comercialização dos módulos pré-fabricados que,

Leia mais

www.catari.net uma marca diferente.

www.catari.net uma marca diferente. www.catari.net uma marca diferente. cofragem modular perfeita! Com uma vasta gama de dimensões, permite solucionar todas as suas necessidades de cofragem vertical, em qualquer tipo de construção. O combro

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montagem Paredes com estrutura metálica W11 Construção A paredes consistem de uma estrutura metálica revestida com uma mais s de gesso, aparafusadas de ambos os lados. A estrutura metálica

Leia mais

Soluções Recomendadas

Soluções Recomendadas Cement Wood Board Soluções Recomendadas Fachadas Fichas de Aplicação Fachadas Ventiladas Sistema de s Fachadas Aplicação: Exterior Estrutura de suporte: Madeira ou metal Fixação: s de cabeça externa Espessura:

Leia mais

Sistemas de Impermeabilização

Sistemas de Impermeabilização Sistemas de Impermeabilização Projecto de Construção CET Seia Eng. Sá Neves Eng. Sá Neve Sistema invertido ou tradicional : Os sistemas em cobertura invertida são os mais aconselháveis devido a maior durabilidade

Leia mais

Acústica em Reabilitação de Edifícios

Acústica em Reabilitação de Edifícios Reabilitação 09- Parte 8 - Desempenho Acústico de - Soluções Construtivas e Problemas típicos na Execução Reabilitação 09- Conteúdo da apresentação: Problemas típicos de soluções construtivas correntes

Leia mais

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES EMPRESA A Axxio Pisos Elevados é fruto do compromisso permanente com a satisfação de seus clientes e com a inovação, com o intuito de que todos os serviços sejam cada vez mais ágeis e seguros. Para isso

Leia mais

veneza Armário de automação IP 55

veneza Armário de automação IP 55 Armário de automação IP 55 Armário de automação IP 55 veneza A solução flexível para compor A oferta da Hager acaba de ser ampliada com a nova série veneza, a solução ideal para realizar armários de automação,

Leia mais

Knauf Folheto Técnico 06/2011

Knauf Folheto Técnico 06/2011 Knauf Folheto Técnico 06/2011 Tetos e Forros Removíveis Knauf Soluções à altura de sua criatividade Acabamento impecável, facilidade de uso e rapidez de instalação que elevam a qualidade e o conforto dos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

Ambientes de banho. piscinas. chuveiros cerâmicas

Ambientes de banho. piscinas. chuveiros cerâmicas imperbox Ambientes de imperbox é um impermeabilizante em pasta pronto a utilizar, especialmente recomendado para a impremeabilização em interiores de gesso cartonado. Compatível com adesivos à base de

Leia mais

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF

Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF Orientações para Instalação do SISTEMA C da AMF O SISTEMA C é o tipo de sistema estrutural para forros removíveis mais utilizado no mundo, combinando rapidez e simplicidade na instalação com preço econômico.

Leia mais

quadro plus Armário de distribuição principal IP 55

quadro plus Armário de distribuição principal IP 55 Armário de distribuição principal quadro plus Para uma maior flexibilidade até 600 A A oferta quadro plus da Hager é a solução ideal para realizar armários de distribuição principal para edifícios terciários

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

Construction. Peças em fibras de carbono para reforço estrutural ao corte. Descrição do produto

Construction. Peças em fibras de carbono para reforço estrutural ao corte. Descrição do produto Ficha de Produto Edição de Maio de 2011 Nº de identificação: 04.002 Versão nº 1 Sika CarboShear L Peças em fibras de carbono para reforço estrutural ao corte Construction Descrição do produto Utilizações

Leia mais

Rubifloor. pisos vinílicos

Rubifloor. pisos vinílicos Rubifloor pisos vinílicos live beyond routine Rubifloor é o piso vinílico perfeito para proporcionar equilibrio a diversos ambientes. Simula elementos naturais com fidelidade, para além de contar com um

Leia mais

Baixa densidade Produto económico

Baixa densidade Produto económico R PN 0 PK 0 PA 0 EFINIÇÃO: Paineis semi-rígidos (0 kg/m ) de espessura uniforme, constituídos de fibras de lã de rocha aglutinadas com resina sintética termo-endurecida, - PN 0 sem revestimento. - PK 0

Leia mais

F i c h a T é c n i c a. S i s t e m a d e p e r f i s d e s l i z a n t e. PremiDoor

F i c h a T é c n i c a. S i s t e m a d e p e r f i s d e s l i z a n t e. PremiDoor F i c h a T é c n i c a S i s t e m a d e p e r f i s d e s l i z a n t e PremiDoor C a r a c t e r í s t i c a s d o s i s t e m a 1. Moldura de 168 mm com três câmaras-de-ar e folha corrediça elevadora

Leia mais

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança KNAUF SAFEBOARD HOMOLOGADO IRD-CNEN Nº 140312 Knauf Folheto Técnico 08 / 2014 Knauf Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança Estabilidade e blindagem de ambientes submetidos à radiação

Leia mais

DEFORMAÇÃO A FRIO UMA ALTERNATIVA MAIS ROBUSTA

DEFORMAÇÃO A FRIO UMA ALTERNATIVA MAIS ROBUSTA SCAFFOLDING DEFORMAÇÃO A FRIO UMA ALTERNATIVA MAIS ROBUSTA TESTE DE CARGA: ALUFASE Vs SOLDADURA Carga (Toneladas) / Deformação (mm) 7 6 O sistema de deformação a frio provou ser 3 vezes mais forte que

Leia mais

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Tópicos Abordados: 1. Porta Paletes Seletivo (convencional): 2. Drive-in / Drive-thru Objetivo: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento

Leia mais

Elementos de montagem concept xps. concept xps. un./palete 150 150 120 100 68 40 24

Elementos de montagem concept xps. concept xps. un./palete 150 150 120 100 68 40 24 Painéis Painéis Painel Os painéis são painéis de poliestireno extrudido preparados para a colocação de revestimentos cerâmicos, mosaicos ou pedra natural com adesivos de base cimentícia. A leveza e a facilidade

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PISO ELEVADO ACECOFLOOR PLACA CC1250

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PISO ELEVADO ACECOFLOOR PLACA CC1250 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PISO ELEVADO ACECOFLOOR PLACA CC1250 Dimensões: Pesos: Tolerâncias: Resistências: 600 mm X 600 mm (medida nominal) (59,98cm X 59,98cm) 30 mm de espessura (medida nominal) Peso de

Leia mais

Fachadas Fichas de Aplicação

Fachadas Fichas de Aplicação Fichas de Aplicação Ventiladas - Sistema de s Ventiladas - Viroclin Ventiladas - Virocnail Ventiladas - Sistema Misto Consulte o Dossier Técnico Viroc disponível em www.viroc.pt, na página de Downloads.

Leia mais

A EMPRESA O NOSSO OBJECTIVO

A EMPRESA O NOSSO OBJECTIVO A VERDADE DO AÇO A EMPREA A PERFITEC dedica-se à produção e comercialização de painéis andwich para coberturas e fachadas de edifícios comerciais, industriais e residenciais. Produz ainda vários perfis

Leia mais

LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200

LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200 LANÇAMENTO MARÇO 2015 CHUMBADOR QUÍMICO WIT-P 200 Descrição do produto O Chumbador Químico WIT-P 200 possui excelente propriedade de fixação e ancoragem em substratos maciços e ocos, com rápido tempo

Leia mais

Nº2 JUNHO 2002 PAREDES DIVISÓRIAS DE PAINÉIS LEVES

Nº2 JUNHO 2002 PAREDES DIVISÓRIAS DE PAINÉIS LEVES Nº2 JUNHO 2002 PAREDES DIVISÓRIAS DE PAINÉIS LEVES Catarina Aguiar Bentes A monografia apresentada foi realizada no âmbito da cadeira de Tecnologias da Construção de Edifícios do 11º Mestrado em Construção

Leia mais

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO -

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Material elaborado pelo departamento técnico da OfficeBrasil Desenvolvimento de Projetos e Produtos Última atualização: Março de 2013 Belo Horizonte, MG Linha Ohra

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

Schlüter -KERDI-BOARD Base de aplicação, placa de construção, impermeabilização conjunta

Schlüter -KERDI-BOARD Base de aplicação, placa de construção, impermeabilização conjunta Base de aplicação, placa de construção, impermeabilização conjunta A base universal para a aplicação de cerâmica No ponto! Seja no caso de mosaicos ou cerâmicas de grande formato, o que é decisivo para

Leia mais

politech Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes

politech Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Ficha técnica politech politech é um adesivo à base de poliuretano, bicomponente, do tipo R2 T, segundo a norma EN 12004, adequado para colocações sobre suportes deformáveis. Especialmente recomendado

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Colectores planos Suporte de instalação 6 720 643 442 (2010/03) PT 6720616592.00-1.SD Indice Indice 1 Esclarecimento dos símbolos e indicações de segurança...............................

Leia mais

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO 1/5 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO Caro Cliente, Agradecemos a sua preferência pelo nosso Pavimento Par-ky com folha de madeira natural. É essencial que leia estas instruções cuidadosamente antes de iniciar

Leia mais

Arval. Painéis Sandwich de Cobertura

Arval. Painéis Sandwich de Cobertura Arval Arval Índice Página Painel-Espuma de poliuretano 2-6 Hairisol 1000 C Ondatherm 900 C 2-3 4-5 Exemplos de Aplicação 6 Painel - Lã de rocha 7 Promistyl Feu 3005T 7 Aplicação 8-9 Peças de remate 10-13

Leia mais

CHAPAS E ACESSÓRIOS P177

CHAPAS E ACESSÓRIOS P177 Chapas onduladas P177 As chapas de fibrocimento fazem parte da paisagem tradicional do nosso país há mais de 60 anos. De norte a sul é comum encontrá-las nos locais mais recônditos e nas mais variadas

Leia mais

Soluções REHAU PARA A REABILITAÇÃO. www.rehau.pt. Construção Automóvel Indústria

Soluções REHAU PARA A REABILITAÇÃO. www.rehau.pt. Construção Automóvel Indústria Soluções REHAU PARA A REABILITAÇÃO Uma APLICAÇÃO PARA CADA NECESSIDADE www.rehau.pt Construção Automóvel Indústria A REABILITAÇÃO, UMA SOLUÇÃO COM SISTEMAS PARA O AQUECIMENTO E O ARREFECIMENTO POR SUPERFÍCIES

Leia mais

Construction. SikaFuko Eco-1. Tubo de injecção para selagem de juntas de betonagem em estruturas estanques. Descrição do produto.

Construction. SikaFuko Eco-1. Tubo de injecção para selagem de juntas de betonagem em estruturas estanques. Descrição do produto. Ficha de Produto Edição de Maio de 2011 Nº de identificação: 07.209 Versão nº 1 SikaFuko Eco-1 Tubo de injecção para selagem de juntas de betonagem em estruturas estanques Descrição do produto Tubo de

Leia mais

Estantes para picking

Estantes para picking M7 Estantes para picking Sistema de armazenagem de produtos para picking manual que segue o princípio homem a produto. Principais vantagens: - Possibilidade de armazenar produtos de carga média e grande.

Leia mais

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FORMAS E ARMADURAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I CUSTO DA ESTRUTURA (SABBATINI, et. Al, 2007) CUSTO DOS ELEMENTOS DA ESTRUTURA

Leia mais

Manual de Instalção Version n. 01 of 14/06/2013

Manual de Instalção Version n. 01 of 14/06/2013 Manual Técnico Manual de Instalção Version n. 01 of 14/06/2013 pag. 2 Index Index... 2 Introdução e informações gerais... 3 Guia Flexível... 3 DESCRIÇÃO... 3 MATERIAL... 3 CERTIFICADOS... 3 MEDIDAS...

Leia mais

Filtros & Mantas FILTROS: UNIVENT ABSOLUTOS DE MALHA CARVÃO ACTIVADO METÁLICOS DE BOLSAS ABSOLUTOS ENVAIR MARCAIR ZETAIR DESCARTÁVEIS

Filtros & Mantas FILTROS: UNIVENT ABSOLUTOS DE MALHA CARVÃO ACTIVADO METÁLICOS DE BOLSAS ABSOLUTOS ENVAIR MARCAIR ZETAIR DESCARTÁVEIS FILTROS: Apresentamos uma variada gama de Filtros e Mantas Filtrantes para diversas aplicações: cozinhas industriais e domésticas. ESPUMA Filtros Univent Absolutos... Página 2 Filtros De Malha... Página

Leia mais

Elegância e beleza valorizando o projeto arquitetônico.

Elegância e beleza valorizando o projeto arquitetônico. Elegância e beleza valorizando o projeto arquitetônico. A telha Modulada contribui de forma marcante para compor a harmonia dos telhados residenciais. Possui as vantagens de um produto funcional, resistente

Leia mais

ETERMAX. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.

ETERMAX. www.eternit.com.br. Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel. ETERMAX www.eternit.com.br Eternit S.A. - R. Dr. Fernandes Coelho, 85-8º and. - São Paulo - SP - CEP 05423-040 - Tel.: (11) 3038-3838 Qualidade aliada à versatilidade Atende às mais variadas soluções arquitetônicas,

Leia mais

1/5. be-16. Bancada laboratório 2 CUBAS 50x40x25cm (L=180cm) eco. Componentes. Código de listagem. Atenção. Revisão Data Página 1 04/04/14

1/5. be-16. Bancada laboratório 2 CUBAS 50x40x25cm (L=180cm) eco. Componentes. Código de listagem. Atenção. Revisão Data Página 1 04/04/14 /5 2/5 3/5 4/5 DESCRIÇÃO Constituintes Tampo de granito polido (L=65cm, e=2cm), cinza andorinha ou cinza corumbá, com moldura perimetral (3,5x2cm) e frontão (7x2cm), conforme detalhe. Alvenaria de apoio

Leia mais

CHAPAS NATUROCIMENTO P177. Desde 1999 a Cimianto integrou na sua gama standard o NaturoCimento. A sua composição não inclui amianto.

CHAPAS NATUROCIMENTO P177. Desde 1999 a Cimianto integrou na sua gama standard o NaturoCimento. A sua composição não inclui amianto. Chapas NaturoCimento P177 Desde 1999 a Cimianto integrou na sua gama standard o NaturoCimento. A sua composição não inclui amianto. As características técnicas do produto bem como as suas performances

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO

MANUAL DE INSTALAÇÃO DE BATENTES E PORTAS CORTA-FOGO INSTALAÇÃO DOS BATENTES A instalação dos batentes é simples porém, são necessários alguns cuidados básicos para obter uma porta em perfeitas condições: Para a fixação do batente, levantam-se as grapas

Leia mais

Catálogo de Produtos. Engenharia de Acesso Andaimes Acessórios Fabricação e Venda

Catálogo de Produtos. Engenharia de Acesso Andaimes Acessórios Fabricação e Venda Catálogo de Produtos Engenharia de Acesso Andaimes Acessórios Fabricação e Venda Acoplation Indústria e Comércio Ltda Fundada em 1997, visa atender a demanda de mercado na fabricação de andaimes, estruturas

Leia mais

RESINA POLIURETANO SEMI-FLEXIVEL

RESINA POLIURETANO SEMI-FLEXIVEL RESINA POLIURETANO SEMI-FLEXIVEL Raposo, S.A. Lider na Vanguarda Desde finais de 1982, os nossos técnicos têm vindo a liderar a tecnologia avançada na aplicação de produtos epoxy. Construída com a sua

Leia mais

Memorial Descritivo 01/2013 - V01

Memorial Descritivo 01/2013 - V01 Memorial Descritivo P.SQ.07 01/2013 - V01 ÍNDICE Piso em Aço - Modelo AX-1000 Piso em aço Chapa Inferir Estampada Chapa Superior Lisa Concreto Sistema Estrutural Cruzeta Chapa Superior Chapa de Reforço

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação

KIT Porta IPUMIRIM. Manual técnico e instruções de instalação Manual técnico e instruções de instalação KIT Porta IPUMIRIM Este manual de instalação do Kit Faqueadas Ipumirim vai auxiliar e orientar construtores e consumidores com as informações necessárias com relação

Leia mais

MESAS E BANCOS DOBRÁVEIS

MESAS E BANCOS DOBRÁVEIS MESAS E BANCOS DOBRÁVEIS 2012 www.qualyline.es A melhor qualidade, directamente do FABRICANTE ÍNDICE ÍNDICE... PAG. 2 FABRICANTE EUROPEU. PAG. 3 FABRICO DOS TAMPOS. PAG. 4 FABRICO DAS FERRAGENS.. PAG.

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Acumulador combinado Logalux P750 S Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem e da manutenção 6 720 619 324-03/2001 PT Ficha técnica Para a montagem

Leia mais

Made in Italy. O caixilho para portas de correr embutidas. LEGNOLEGNO CONSORZIO. www.eurocassonetto.com - info@eurocassonetto.com

Made in Italy. O caixilho para portas de correr embutidas. LEGNOLEGNO CONSORZIO. www.eurocassonetto.com - info@eurocassonetto.com Made in Italy O caixilho para portas de correr embutidas. www.eurocassonetto.com - info@eurocassonetto.com CONSORZIO LEGNOLEGNO Porque Eurocassonetto. CONSORZIO LEGNOLEGNO Para economizar espaço e para

Leia mais

~Tecnodeck TECNODECK CARACTERISTICAS TECNICAS. Densidade g/em3 1,30. Absorc;ao de humidade (peso) 0,30. (Volume) 0,17 Resistencia it traccao Mpa 22,5

~Tecnodeck TECNODECK CARACTERISTICAS TECNICAS. Densidade g/em3 1,30. Absorc;ao de humidade (peso) 0,30. (Volume) 0,17 Resistencia it traccao Mpa 22,5 ~Tecnodeck TECNODECK CARACTERISTICAS TECNICAS Densidade g/em3 1,30 Absorc;ao de humidade (peso) 0,30 % (Volume) 0,17 Resistencia it traccao Mpa 22,5 Modulo de ruptura Mpa 22,0 Resisteneia it flexao Mpa

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MÓVEIS PARA SECRETARIA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS RUA ASSIS BRASIL, 11, CENTRO CARLOS BARBOSA GENERALIDADES O presente documento tem por objetivo: Instruir as condições que

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

Índice. Página. 1.1. Redes de Segurança... 2 1.2. Guarda-corpos... 4 1.3. Andaimes metálicos... 4 1.4. Bailéus... 5

Índice. Página. 1.1. Redes de Segurança... 2 1.2. Guarda-corpos... 4 1.3. Andaimes metálicos... 4 1.4. Bailéus... 5 !""#$!""%&'( Índice Página 1.1. Redes de Segurança... 2 1.2. Guarda-corpos..... 4 1.3. Andaimes metálicos...... 4 1.4. Bailéus........ 5 EPC 1/6 EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO COLECTIVA (texto provisório) 1.1

Leia mais

CHAPAS COLABORANTES PERFIL AL65

CHAPAS COLABORANTES PERFIL AL65 CHAPAS COLABORANTES PERFIL AL65 ÍNDICE Introdução....................................................... 2 Características mecânicas dos diferentes materiais das lajes mistas...... 3 Condições de apoio................................................

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES Prof. Marco Pádua A cobertura é uma fase importante da edificação. Não só a questão estética deve ser considerada, como a escolha dos elementos, a posição

Leia mais

Manual de Manutenção e Limpeza 01/2013 - V01

Manual de Manutenção e Limpeza 01/2013 - V01 Manual de Manutenção e Limpeza M.SQ.02 01/2013 - V01 ÍNDICE TERMO DE GARANTIA Termo de Garantia Termo de Recebimento Tabelas de resistências Manutenção e cuidados com o revestimento do piso 1- Geral 2-

Leia mais

Instalação dos Forros Suspensos Armstrong

Instalação dos Forros Suspensos Armstrong Instalação dos Forros Suspensos Armstrong Instalação de forros suspensos Armstrong O sistema de forro modular de fibra mineral Armstrong é funcional, atrativo e proporciona fácil acesso ao plenum. Este

Leia mais

SISTEMA LISROLL. www.lismarca.pt CATÁLOGO TÉCNICO

SISTEMA LISROLL. www.lismarca.pt CATÁLOGO TÉCNICO SISTEMA LISROLL www.lismarca.pt CATÁLOGO TÉCNICO 2 MAIS DO QUE UM ESTORE AJUSTÁVEL, UMA PERSIANA AJUSTÁVEL... Índice Características Especificações técnicas Ficha técnica Motores Certificados pág. 4 pág.

Leia mais

ESCADAS DESMONTÁVEIS

ESCADAS DESMONTÁVEIS ESCADAS DESMONTÁVEIS ESCADAS DESMONTÁVEIS anos de GARANTIA nas escadas Fakro dispőe de uma ampla gama de escadas fabricadas em diferentes materiais. As escadas de madeira estăo disponíveis em dois, três

Leia mais

Base de duche Concept XPS standard

Base de duche Concept XPS standard Ficha técnica Base de duche Concept XPS standard Sistema de impermeabilização integral para bases de duche construídas. A base de duche Concept XPS é um sistema prefabricado para bases de duche construídas.

Leia mais

SEGURANÇA NA MONTAGEM DE ANDAIMES E ESCORAMENTOS IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO.

SEGURANÇA NA MONTAGEM DE ANDAIMES E ESCORAMENTOS IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO. SEGURANÇA NA MONTAGEM DE ANDAIMES E ESCORAMENTOS IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO. ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 1.1 HISTÓRIA 1.2 ORGANIGRAMA

Leia mais

Ralos lineares. Características do ralo linear de parede

Ralos lineares. Características do ralo linear de parede Ficha técnica Ralos lineares O ralo linear da butech é um ralo para bases de duche construídas, com saída horizontal. Caracteriza-se por um bandeja amplo em torno da grelha, o que facilita a ligação à

Leia mais

Hahn Türband 4. Para portas representativas funcionais e de edifícios. Novo: com inovadora Fixação de Dobradiça

Hahn Türband 4. Para portas representativas funcionais e de edifícios. Novo: com inovadora Fixação de Dobradiça Hahn Türband 4 Para portas representativas funcionais e de edifícios Novo: com inovadora Fixação de Dobradiça 1 2 3 4 6 7 8 9 J 1 2 3 4 5 6 7 8 9 J 2 Hahn Türband 4 Dobradiça de enroscar com óptica de

Leia mais

Técnica de escoamento

Técnica de escoamento Catálogo 2011/2012 Técnica de escoamento Advantix Sumidouros 2 Código EAN O código EAN é composto pelo número do fabricante 4015211 e pelo número do artigo, como neste exemplo 305611. A alteração dos últimos

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Portaria 029/2015 EMENTA: Normatiza a padronização do mobiliário existente do CRF-ES e dá outras providências. O Presidente do CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO - CRF/ES, no uso

Leia mais

OPENSPACE é uma marca registada da empresa GOSIMAT - Comércio e Indústria, da. 11 \ 2007 CAIXIHOS E SISTEMAS PARA PORTAS DE CORRER www.openspace.eu 10ANOS DE GARANTIA Nos tempos actuais o espaço habitacional

Leia mais

O melhor perfil para azulejo ao seu alcance

O melhor perfil para azulejo ao seu alcance 05 PERFIS PARA AZULEJO O melhor perfil para azulejo ao seu alcance VANTAGENS Utilização de matéria-prima rigorosamente virgem. Baixo teor de carga, modificador de impacto e estabilizantes de elevada qualidade

Leia mais

Barramento Elétrico Blindado KSL70

Barramento Elétrico Blindado KSL70 Barramento Elétrico Blindado KSL70 PG: 2 / 19 ÍNDICE PÁG. 1.0 DADOS TÉCNICOS 03 2.0 - MÓDULO 04 3.0 SUSPENSÃO DESLIZANTE 05 4.0 TRAVESSA DE SUSTENTAÇÃO 06 5.0 EMENDA DOS CONDUTORES E DOS MÓDULOS 07 6.0

Leia mais

THERMOCUT 230/E. Instruções de Serviço

THERMOCUT 230/E. Instruções de Serviço Instruções de Serviço PT CARO CLIENTE! Para poder manusear o aparelho cortador de arame quente THERMOCUT da PROXXON em segurança e de acordo com as regras de funcionamento, solicitamos-lhe que leia atentamente

Leia mais

SISTEMA SEMI-INDEPENDENTE

SISTEMA SEMI-INDEPENDENTE F SISTEMA SEMI-INDEPENDENTE renolit waterproofing EXCELLENCE IN ROOFING 1 SISTEMA SEMI-INDEPENDENTE INFORMAÇÃO DO PRODUTO alkorplan F 35276 Membrana sintética de impermeabilização, à base de PVC-P, armada

Leia mais

Aquecimento Ventilaçгo Ar Condicionado

Aquecimento Ventilaçгo Ar Condicionado Aquecimento Ventilaçгo Ar Condicionado 2015 Esta gama de produtos está destinada às tubagens flexíveis e rígidas para ventilação, ar condicionado e aquecimento. Tubos flexíveis Alumínio Compacto - página

Leia mais

ISOVER 2015 Isolamentos e Complementos

ISOVER 2015 Isolamentos e Complementos 205 Isolamentos e Complementos Refrigeração e Climatização A ISOVER é a marca líder em produtos e soluções de isolamento sustentáveis. A Isover faz parte do Grupo Saint-Gobain, líder mundial em soluções

Leia mais

porcelanato interno ficha técnica do produto

porcelanato interno ficha técnica do produto 01 DESCRIÇÃO: votomassa é uma argamassa leve de excelente trabalhabilidade e aderência, formulada especialmente para aplicação de revestimentos cerâmicos e s em áreas internas. 02 CLASSIFICAÇÃO TÉCNICA:

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO. Rua do Calvário, 123 Apartado 48 4905-909 BARROSELAS PORTUGAL +351 258 770 360 + 351 258 770 369 info@metrotile.com.

MANUAL DO PRODUTO. Rua do Calvário, 123 Apartado 48 4905-909 BARROSELAS PORTUGAL +351 258 770 360 + 351 258 770 369 info@metrotile.com. MANUAL DO PRODUTO Rua do Calvário, 123 Apartado 48 4905-909 BARROSELAS PORTUGAL +351 258 770 360 + 351 258 770 369 info@metrotile.com.pt www.metrotile.com.pt O PRODUTO Manual do Produto Pagina 2/37 O sistema

Leia mais

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1 - INTRODUÇÃO. A escolha do material a empregar (tipo de tubulação) nas redes coletoras de esgotos sanitários é função das características dos esgotos,

Leia mais

Manual Técnico Fibrapiso

Manual Técnico Fibrapiso Manual Técnico dos Pisos Laminados Fibrapiso O Fibrapiso possui um sistema de classificação, que estabelece requisitos práticos para áreas e níveis de utilização, indicando onde o piso laminado melamínico

Leia mais

PORTÃO SECCIONADO 2P

PORTÃO SECCIONADO 2P PORTÃO SECCIONADO 2P 1: MODELO RESIDENCIAL : 5000 x 3000 mm ( largura x altura ) Altura mínima de padieira calha dupla ( HPcdmin) : 200 mm Altura mínima Padieira calha simples ( HPcsmin): 375 mm Largura

Leia mais

FACHADA. Perfil de encaixe. Guia de utilização

FACHADA. Perfil de encaixe. Guia de utilização FACHADA Perfil de encaixe Guia de utilização Descripción del sistema Vantagens Estética, Durabilidade e nobreza do VMZINC. Sistema por módulos segundo as exigências do projecto. Garantia do líder mundial

Leia mais

O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 70 a 250 cm. www.geoplast.it

O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 70 a 250 cm. www.geoplast.it O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 7 a 25 cm www.geoplast.it ELEVETOR O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 7 a 25 cm ELEVETOR é um sistema combinado de cofragens

Leia mais

Pisos Elevados Knauf A opção dos profissionais que têm os pés no chão

Pisos Elevados Knauf A opção dos profissionais que têm os pés no chão Knauf Folheto Técnico 10/2008 Pisos Elevados Knauf A opção dos profissionais que têm os pés no chão Os Pisos Elevados Knauf atendem plenamente às necessidades de desempenho técnico e segurança dos ambientes

Leia mais

Bastidores para fibra óptica

Bastidores para fibra óptica Apresentação A gama de armários para fibra óptica Olirack foi concebida para a instalação, protecção e isolamento de terminadores e repartidores ópticos. A fibra óptica é um filamento feito de vidro ou

Leia mais

Pedra Natural em Fachadas

Pedra Natural em Fachadas Pedra Natural em Fachadas SELEÇÃO, APLICAÇÃO, PATOLOGIAS E MANUTENÇÃO Real Granito, S.A. Índice Características típicas dos diferentes tipos de Rochas Ensaios para a caracterização de produtos em Pedra

Leia mais

SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR. O sistema de acabamento leve para isolamento térmico e protecção de paredes

SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR. O sistema de acabamento leve para isolamento térmico e protecção de paredes SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR O sistema de acabamento leve para isolamento térmico e protecção de paredes O SISTEMA DE ISOLAMENTO TÉRMICO DA VIERO O sistema de isolamento térmico da VIERO

Leia mais

Recuperadores de Energia RIS H/V...3.2. Recuperadores de Energia RECUP...3.6. Recuperadores de Energia RIS P...3.8

Recuperadores de Energia RIS H/V...3.2. Recuperadores de Energia RECUP...3.6. Recuperadores de Energia RIS P...3.8 Índice Recuperadores de Energia Recuperadores de Energia Recuperadores de Energia RIS H/V...3.2 Recuperadores de Energia RECUP...3.6 Recuperadores de Energia RIS P...3.8 Unidade de Fluxos Cruzados EBF...3.11

Leia mais

05 PRATELEIRAS MEDIDAS EM MM: 920 (Largura) x 1980 (Altura) x 400 (Profundidade)

05 PRATELEIRAS MEDIDAS EM MM: 920 (Largura) x 1980 (Altura) x 400 (Profundidade) ESTANTE MULTIUSO 05 PRATELEIRAS MEDIDAS EM MM: 920 (Largura) x 1980 (Altura) x 400 (Profundidade) Estante multiuso, totalmente confeccionada em chapa de aço de baixo teor de carbono,com acabamento pelo

Leia mais

Soluções para reabilitação energética em coberturas inclinadas

Soluções para reabilitação energética em coberturas inclinadas Inverno Verão Menor perda de calor Menor ganho de calor Óptima temperatura interior COBERTURAS INCLINADAS Janeiro 2010 Soluções para reabilitação energética em coberturas inclinadas Lã Mineral Natural

Leia mais

Soluções em Lajes Alveolares

Soluções em Lajes Alveolares Soluções em Lajes Alveolares Oferecer Soluções Inovadoras e bom atendimento é o nosso compromisso Presente no mercado da construção civil desde de 1977, o Grupo Sistrel vem conquistando o mercado brasileiro

Leia mais