PROCESSO DE REDUÇÃO E REORGANIZAÇÃO DE ESTOQUE KANBAN EM UMA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS: ESTUDO DE CASO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO DE REDUÇÃO E REORGANIZAÇÃO DE ESTOQUE KANBAN EM UMA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS: ESTUDO DE CASO"

Transcrição

1 7º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE FABRICAÇÃO 7 th BRAZILIAN CONGRESS ON MANUFACTURING ENGINEERING 20 a 24 de maio de 2013 Penedo, Itatiaia RJ - Brasil May 20 th to 24 th, 2013 Penedo, Itatiaia RJ Brazil PROCESSO DE REDUÇÃO E REORGANIZAÇÃO DE ESTOQUE KANBAN EM UMA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS: ESTUDO DE CASO Bianca Siqueira Martins Domingos, 1 Rosinei Batista Ribeiro, 1 José Glênio Medeiros de Barros, 3 Nelson Tavares Matias, 3 Antônio Henriques de Araújo Júnior, 2 Marcelo Gonzaga, 4 1 Faculdades Integradas Teresa D Ávila - FATEA, Av. Peixoto de Castro, 539. Vila Celeste, Lorena/SP 2 Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA, Av. Paulo Erlei Alves Abrantes, Três Poços, Volta Redonda/RJ 3 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rodovia Presidente Dutra, km 298, Polo Industrial, Resende/RJ 4 Liebherr Brasil Guindastes e Máquinas Operatrizes LTDA., Rua Dr. Hans Liebherr, 1. Vila Bela - Guaratinguetá/SP Resumo: A finalidade desta pesquisa é a redução de perdas por excesso de inventário e movimentação desnecessária no estoque kanban em uma indústria multinacional fabricante de máquinas e equipamentos, localizada no estado de São Paulo. A justificativa deste projeto fundamenta-se em que o conceito da filosofia kanban está intrinsecamente ligado à minimização de flutuações no estoque, consequentemente a redução deste é um dos pilares do kanban. Os objetivos da pesquisa é analisar a cadeia de suprimentos, considerando o processo atual, mapeando todo o armazenamento e mobilidade de materiais visando detectar a quantidade de peças em processo de lean. A metodologia baseia-se nas seguintes etapas: Diagnóstico da cadeia de suprimentos de insumos individuais para fabricação e montagem de máquinas e guindastes, coleta de dados dos itens na relação fornecedor/manufatura, aplicação do sistema de produção enxuta no recebimento, distribuição, mobilidade, armazenamento e as conseqüências da montagem. Palavras-chave: logística, lean, estoque kanban, cadeia de suprimentos, reorganização 1. INTRODUÇÃO O presente estudo trata da redução (lean) e reorganização do estoque kanban da linha de escavadeiras e pá carregadeiras da linha de montagem da planta Guaratinguetá da Liebherr Brasil Guindastes e Máquinas Operatrizes LTDA. O objetivo deste estudo é o mapeamento do estoque kanban a fim de identificar itens que demandam caixas de armazenamento menores e a eliminação de itens que não são mais utilizados, visando tornar o estoque mais enxuto, maximizando espaço para implantação de novos itens. Após a realização deste processo, será executada a reorganização de todos os itens do estoque, seguindo critérios de acessibilidade dos montadores dos carros de peças kanban e divisão por peças. Este processo impactará de forma positiva sobre os tempos de montagem, evitando perdas por movimentação desnecessária, excesso de inventário e perda por espera. Na prática, o sistema kanban trabalha com a suposição de uma determinada quantidade de peças nos estoques, que habitualmente é localizado próximo à linha de produção ou estações de trabalho. A quantidade de itens do estoque varia devido a vários fatores, entre eles: Variedade de produtos produzidos, nível de utilização de determinados itens, lead time de entrega de peças, etc. Após a entrega, ocorre o abastecimento do estoque e a disponibilização destes itens para a produção. O uso deste esquema é variado, com a possibilidade de uso de diferentes símbolos de identificação e uso e e- kanban. A implantação do estoque kanban na empresa estudada foi motivada devido a problemas com localização dos itens no layout, desorganização e perdas por movimentação desnecessária (Colaboradores tinham de localizar os itens), inclusive perda das peças. Em outras palavras, este sistema permite o acompanhamento do estoque por controle visual, organizando e garantindo o estoque necessário para atender a programação de produção sem faltas ou excessos.

2 2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA O sistema kanban, fruto do Sistema Toyota de Produção (STP), integrada ao sistema Just in Time, surge com o objetivo de controlar de forma efetiva a periodicidade de uso de peças e controle de quantidade em estoque, inserido na cadeia de suprimentos da organização. O termo kanban, em uma leitura etimológica, significa anotação visível ou placa visível, enfatizando o controle visual, sendo que este é um dos principais pilares do sistema. Segundo Fernandes e Godinho Filho (2007), o Kanban pode ser definido como um sistema de coordenação voltado a ordens de compra e produção, controlando a produção dos produtos necessários, na quantidade e momento necessários. Na óptica de Turner et al. (2012), a ideia fundamental do kanban é a utilização de sinais visuais para sincronizar o fluxo de trabalho com a capacidade produtiva, evitando desperdícios com a interrupção do trabalho, minimizando inventário em excesso e prevenindo retrabalhos. Na prática, o sistema kanban trabalha com a suposição de uma determinada quantidade de peças nos estoques, que habitualmente é localizado próximo à linha de produção ou estações de trabalho. A quantidade de itens do estoque variam devido a vários fatores, entre eles: Variedade de produtos produzidos, nível de utilização de determinados itens, lead time de entrega de peças, etc. Após a entrega, ocorre o abastecimento do estoque e a disponibilização destes itens para a produção. O uso deste esquema é variado, com a possibilidade de uso de diferentes símbolos de identificação e uso e e-kanban. Para Murino et al. (2011), o estoque kanban pode ser facilmente visualizado por um quadro kanban, dividido por tipos diferentes de produtos em 3 diferentes zonas: Zona verde: Representa o custo mais alto de produção. Esta área possui prioridade baixa no processamento produtivo; Zona branca (ou amarela): Representa um fluxo produção normal. Tem a mesma prioridade que a zona verde, mas é um sinal de atenção, revelando a possibilidade de ir para a zona vermelha; Zona vermelha: Representa um sinal de emergência. Isso significa que o estoque esgotou-se para um determinado fluxo de produção e necessita ser reposto imediatamente. Em conexão direta, a filosofia Lean Thinking (Mentalidade Enxuta) atua como auxiliar ao sistema Kanban, identificando pontos de melhoria dos fluxos de valor primários e de suporte aos processos. Segundo Bonaccorsi et al. (2011), a aplicação do lean thinking torna possível a associação de qualidade com redução de custos, com foco em cinco conceitos fundamentais: 1) Especificar o que cria valor, da perspectiva do consumidor; 2) Identificação do fluxo de valor, isto é, todas as atividades até a geração do produto final; 3) Suporte ao fluxo contínuo, minimizando filas e interrupções; 4) Aprimorar e dar suporte ao sistema puxado de produção, e; 5) Esforço para a perfeição. Em suma, esta pesquisa propõe a aplicação da filosofia Lean Thinking em alguns itens previamente identificados pelo mapeamento do estoque kanban 3. METODOLOGIA 3.1. Descrição do Objeto de Estudo O estoque kanban da empresa Liebherr está localizado nas laterais da linha de montagem, constituídos de estrutura porta paletes e caixas tipo bin. As estruturas porta paletes são estruturas de 3000 mm. de comprimento, 1500 mm. de altura e profundidade que oscila entre 1500 mm. e 1800 mm., sendo montadas sobre elementos de fixação, proporcionando flexibilidade em modificações futuras. Essas estruturas permitem ao Kanban: Fácil localização, pois há disposição homogênea de itens; Permite distribuição First In/First Out (FIFO), em que o material abastecido primeiro é requisitado primeiro; Aquisição e re-abastecimento de materiais em plano levemente inclinado, e fácil acesso de caixas; Possui 3 andares, tornando possível a repartição linear; Pela localização, o acesso de materiais fora de planejamento é evitado; Capacidade de peso de 1500 kg. entre as longarinas (andares); Extremamente resistente a impactos externos. Este processo tem por base um abastecimento e controle de estoque de materiais por trás e aquisição pela frente, Figura 1 (a) e (b).

3 (a) (b) Figura 1. Fluxo Estrutura porta palete de 3 andares, com plano levemente inclinado, disposto entre duas colunas do galpão. As caixas de armazenamento tipo bin são caixas plásticas retangulares, com espessura que varia entre 5 e 10 mm., com apoios para estruturas verticais e carros de abastecimento. Possuem fácil controle visual, pois tem chanfros na parte frontal, facilitando o controle de estoque. Na implantação do estoque kanban, foram considerados fatores como: Relação do tamanho da caixa e o tamanho do item a ser armazenado, quantidade de itens utilizados mensalmente, entre outros. As caixas estão condicionadas em um total de 43 estruturas. A relação entre o tamanho da caixa e o tamanho do item a ser armazenado foi definido por meio de um processo de litragem na implantação do estoque kanban, e as quantidades de itens utilizados durante o mês variam conforme a demanda, delimitados pelo PCP (Planejamento e Controle de Produção). O processo de redução passaram pelas seguintes etapas: 4. RESULTADOS E DISCUSSÃO Figura 2. Fluxograma do processo de redução do estoque kanban Inicialmente, foi executado o mapeamento de todos os itens pertencentes à linha amarela (Pá carregadeiras e escavadeiras) e a linha branca (Máquinas de mineração), sendo objetos de análise o tipo de caixa de armazenamento dos insumos, a capacidade de armazenamento da caixa, verificação da nacionalidade do item (Auxilliar ao processo de nacionalização de itens kanban), verificação de itens em que a caixa pode ser reduzida e conferência que abrangeu possíveis correções de nomes de itens, número de localização, entre outros dados. Todos esses dados são identificados por meio de uma etiqueta fixada em todas as caixas e suas respectivas localizações nas prateleiras, Figura 3.

4 Figura 3. Etiqueta de identificação de item do estoque Kanban O mapeamento demandou um total de 16 horas para ser executado. Após esta etapa, o mapeamento foi analisado sob a óptica de alguns critérios, como exemplo, o tempo de pedido de cada item. Para itens nacionais, tomou-se como base o prazo de duração do estoque kanban de 1 mês, já os itens importados demandam 3 meses ou mais. Ao final do mapeamento percebeu-se a necessidade de aquisição de uma caixa com o tamanho menor que a caixa 1, visto que 735 itens que pertenciam à caixa de armazenamento tamanho 1 demandavam uma caixa ainda menor. O próximo passo do processo de redução do estoque kanban foi a aquisição de aproximadamente 300 caixas tamanho 0, com capacidade de armazenamento de 0,5 lt, Figura 4 (a) e (b). Figura 4 (a) e (b). Caixa tamanho 0. A quantidade de itens total em estoque kanban é de 2040 itens, sendo que a quantidade de itens contemplados pelo mapeamento foi de 1600 (desconsiderou-se os adesivos, pois utilizam um estoque kanban a parte), com ao todo 200 itens que se enquadram no processo de redução de estoque, Figura 5. Figura 5. Total de itens Kanban com tamanho de caixa reduzido.

5 Pode-se observar durante o processo de redução que a quantidade de itens nacionais é menor que os itens importados, pois o tempo de duração do estoque de itens nacionais é de, no máximo, 1 mês. Figuras 6 e 7. Figura 6. Comparativo da redução de itens nacionais em estoque kanban. Figura 7. Comparativo da redução de itens importados em estoque kanban. Com este processo foi possível a implantação de itens em espera no sistema kanban e a eliminação de espaço desnecessário nas prateleiras, facilitando o pedido de insumos e o abastecimento do estoque, tornando o processo mais enxuto, ágil, versátil, otimizado e sincronizado, agindo diretamente contra o desperdício por excesso de inventário e redução de custos. Houve uma redução de espaço utilizado significativa com a transferência de itens da caixa tamanho 1 para a nova caixa 0 e eliminação de caixas bin desnecessárias, Figura 8 (a), (b), (c) e (d) e 7. (a) (b)

6 (c) (d) Figura 8 (a), (b), (c) e (d). Comparativo entre caixas bin modelos 1 e 0. Figura 9. Caixas eliminadas no processo de redução do estoque kanban. A etapa posterior à redução de espaço do estoque kanban foi a reorganização das caixas bin nos porta paletes.como parâmetro, tomou-se as seguintes condições: Aparência e distribuição homogênea das caixas bin; Melhor acessibilidade do montador do carrinho kanban; Classificação e divisão de itens por tipos; Agente facilitador no processo de conferência. O processo de reorganização ocorrerá de forma contínua, alterando a localização dos itens no estoque físico e realocando-os em uma melhor posição, sendo sempre alterados no sistema a fim de prevenir divergências entre estoque físico sistema, Figura 10 (a) e (b). Figura 10 (a) e (b). Estoque kanban Liebherr parafusos reorganizados.

7 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS Este estudo teve por finalidade expor um processo de redução de espaço do estoque kanban por meio da redução do tamanho das caixas de alguns itens e posteriormente reordená-lo por categorias. Com este processo de lean no estoque kanban foi possível executar a implantação de itens em espera no sistema e houve a eliminação de espaço desnecessário nas prateleiras, agindo como facilitador no processo de pedido de peças/itens e o abastecimento do estoque, tornando o processo mais enxuto e agindo diretamente contra o desperdício por excesso de inventário e redução de custos. Nesta fase houve a redução do tamanho da caixa de 13% dos itens, sendo aproximadamente 86 itens de fornecedores nacionais e o restante dos itens são importados. O processo de reorganização e reordenação abrangerá 100% dos itens, realocando-os de forma estratégica visando melhor acessibilidade por parte dos colaboradores. O processo de lean demandou a aquisição de um novo tipo de caixa, a caixa 0, com dimensões menores que a caixa tipo 1, abrangendo a transferência de aproximadamente 100 itens. 6. AGRADECIMENTOS Os autores agradecem ao CNPq pela concessão da bolsa na categoria PIBITI e PIBIC-EM / Processos: / e / e à empresa Liebherr Brasil Guindastes e Máquinas Operatrizes. 7. REFERÊNCIAS BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos: logística empresarial. São Paulo: Bookman, 5ª, BERTAGLIA, P. R. Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento. São Paulo: Saraiva, 2ª Ed, BONACCORSI, A; CARMIGNANI, G; ZAMMORI, F. Service value stream management (SVSM): developing lean thinking in the service industry. Italy: Journal of Service Science and Management, 2011, 4, BULLER, L. S. Logística empresarial. Curitiba: IESDE (Edição Digital), CHRISTOPHER, M. Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. São Paulo: Cengage Learning, FERNANDES, F. C. F; GODINHO F. M. Sistemas de coordenação de ordens: revisão, classificação, funcionamento e aplicabilidade. Revista Gestão & Produção, São Carlos, v.14, n.2, LAGE J. M. Evolução e avaliação da utilização do sistema kanban e de suas adaptações: survey e estudos de caso. São Carlos, p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção), Departamento de Engenharia de Produção, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). MARTINS, P. & LAUGENI, F. Administração da Produção. São Paulo: Saraiva, MATTA, A.; DALLERY, Y.; DI MASCOLO, M. Analysis of assembly systems controlled With kanbans. European Journal of Operational Research, Amsterdam, v. 166, n. 2, MONCZKA, R. M. Purchasing and Supply Chain Management. 4. Ed. Mason, OH: South Western, MURINO, T., NAVIGLIO, G.; ROMANO, E.; ZOPPOLI, P. Single stage multi product kanban system. Optimization and parametric analysis. Italy: Proceedings of the 8 WSEAS International Conference on System Science and Simulation in Engeneering, MURIS, L. J.; GODINHO, M. Adaptações ao sistema kanban: revisão, classificação, análise e avaliação. Revista Gestão & Produção, volume 15, número 1, páginas Abril TURNER, R.; INGOLD, D.; LANE, J. A. Effectiveness of kanban approaches in systems engeneering within rapid response environments. St. Louis, MO: New Challenges in Systems Engineering and Architecting Conference on Systems Engineering Research (CSER), TURNER, R.; WADE, J. Lean systems engeneering within system design activities. Los Angeles, CA: Proceedings of the 3 Lean System and Software Conference, May 2-6, WARD, A. Sistema lean de desenvolvimento de produtos e processos - col. técnico & produção. Paraná: Editora Hemus, 1ª Ed, DIREITOS AUTORAIS Os autores são os únicos responsáveis pelo conteúdo do material impresso incluído no seu trabalho. Os trabalhos escritos em português ou espanhol devem incluir (após direitos autorais) título, os nomes dos autores e afiliações, o resumo e as palavras chave, traduzidos para o inglês e a declaração a seguir, devidamente adaptada para o número de autores.

8 7º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE FABRICAÇÃO 7 th BRAZILIAN CONGRESS ON MANUFACTURING ENGINEERING 20 a 24 de maio de 2013 Penedo, Itatiaia RJ - Brasil May 20 th to 24 th, 2013 Penedo, Itatiaia RJ Brazil REORGANIZATION AND REDUCTION PROCESS IN A KANBAN INVENTORY IN AN INDUSTRY OF MACHINERY AND EQUIPMENT: A CASE STUDY Bianca Siqueira Martins Domingos, 1 Rosinei Batista Ribeiro, 1 José Glênio Medeiros de Barros, 3 Nelson Tavares Matias, 3 Antônio Henriques de Araújo Júnior, 2 Marcelo Gonzaga, 4 1 Faculdades Integradas Teresa D Ávila - FATEA, Av. Peixoto de Castro, 539. Vila Celeste, Lorena/SP 2 Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA, Av. Paulo Erlei Alves Abrantes, Três Poços, Volta Redonda/RJ 3 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Rodovia Presidente Dutra, km 298, Polo Industrial, Resende/RJ 4 Liebherr Brasil Guindastes e Máquinas Operatrizes LTDA., Rua Dr. Hans Liebherr, 1. Vila Bela - Guaratinguetá/SP Abstract. The purpose of this research is to reduce losses by excess of inventory and unnecessary movimentaion in the kanban inventory in a multinational industry of industrial machinery and equipment, located at the state of Sao Paulo. The resasons of this project are based on the concept that the kanban philosophy is intrinsically linked to minimize fluctuations in the inventory, thus reducing this is one of the pillars of kanban. The objectives of this research are to analyze the supply chain, considering the current process, mapping it and the materials mobility throughout the storage of materials in order to detect the amount of parts in the lean process. The methodology is based on the following steps: Diagnosis of the supply chain of individual inputs for manufacturing and assembly of machines and cranes, collection of items data in the relationship supplier / manufacturing application of lean production system in the receipt, distribution, mobility, storage and the consequences of the assembly. Keywords: logistics, lean, kanban inventory, supply chain, reorganization. 1. INTRODUCTION The present study deals with the reduction (lean) and reorganization of the kanban stock of the line of excavators and shovel loaders assembly line of the Guaratinguetá plant Liebherr Cranes and Machinery Brazil LTDA. The objective of this study is the mapping of the kanban inventory to identify items that require storage bins and the removal of smaller items that are no longer used, in order to make the stock more "lean", maximizing space for deployment of new items. After completion of this process, the reorganization of all inventory items is done, according to criteria of affordability of car assemblers and parts division by kanban parts. This process will impact positively on the assembly time by avoiding unnecessary losses due to handling, excess inventory and waiting losses. In practice, the kanban system works with the assumption of a certain number of parts in the inventory, which is usually located near the production line or workstations. The amount of inventory items vary due to several factors, including: Variety of products produced, level of use of certain items, lead time parts delivery, etc.. After delivery, there is a supply of the inventory and availability of these items for production. The use of this regimen varies, with the possibility of using different symbols for the identification and use and e-kanban. The implantation of kanban stock in the company studied was motivated due to problems with location of items in the layout, disorganization and loss by unnecessary movement (Employees had to find items), including loss of parts. In other words, this system allows the monitoring of stock by visual control, organizing and ensuring the inventory needed to meet the production schedule without faults or excesses. 2. LITERARTURE REVIEW The kanban system, fruit of the Toyota Production System (TPS), integrated into the Just in Time system, comes with the objective of effectively controlling the frequency of use of parts and control inventory quantity, inserted in the supply chain organization. The term kanban in an etymological reading, means visible annotation or visible sign,

9 emphasizing visual control, and this is one of the main pillars of the system. According to Fernandes and Mendes Filho (2007), Kanban can be defined as a system aimed at coordinating purchase orders and production, controlling the production of products needed in quantity and when needed. With a view to Turner et al. (2012), the fundamental idea of kanban is to use visual signals to synchronize the workflow with productive capacity, avoiding waste with the work stoppage, minimizing inventory excess and preventing rework. In practice, the kanban system works with the assumption of a certain parts number in inventory, which is usually located near the production line or workstations. The amount of inventory items vary due to several factors, including: Variety of products produced, level of use of certain items, lead time parts delivery, etc.. After delivery, there is a supply of inventory and availability of these items for production. The use of this regimen is varied, with the possibility of using different symbols for the identification and use and e-kanban. To Murine et al. (2011), the stock kanban can be easily viewed by a frame kanban, divided by different types of products in three different areas: Green Zone: Represents the higher cost of production. This area has low priority in the production process; Zone white (or yellow): Represents a normal production flow. It has the same priority as the green zone, but is a warning signal, indicating the possibility of going into the red zone; Red zone: Represents an emergency signal. This means that the stock was sold out for a specific production flow and needs to be replaced immediately. In direct connection, the Lean Thinking acts as an aid to the kanban system, identifying areas for improvement of primary value streams and processes support. According to Bonaccorsi et al. (2011), the application of lean thinking makes it possible to associate quality with cost reduction, focusing on five key concepts: 1) Specify what creates value from the perspective of consumers, 2) Identify the value stream, ie all activities to the generation of the final product, 3) support streaming, minimizing queues and interruptions; 4) Improve and support the pull system of production, and 5) Effort to perfection. In short, this research proposes the application of Lean Thinking on some items previously identified by kanban inventory mapping. 3. METODOLOGY 3.1. Description of the Object of Study The kanban stock of the company Liebherr is located on the sides of the assembly line, consisting of structures that contain the pallets and bin boxes. The structures that contain the pallets have 3000 mm. length, 1500 mm. height and depth ranging between 1500 mm. and 1800 mm., being mounted on fixation elements, providing flexibility for future modifications. These structures allow the Kanban: Easy location because there is a homogeneous arrangement of items; allows distribution First In / First Out (FIFO), in which the material supplied first is ordered first; Acquisition and re-supply of materials in slightly inclined surface, and easy access to boxes; It has three floors, making possible the linear allocation; Through the location, access to materials outside of planning is avoided; Max weight of 1500 kg. between the struts (floors); Extremely resistant to external impacts. This process is based on a supply and inventory control from behind and acquisition by the front, Figure 1 (a) and (b).

10 (a) (b) Figure 1. Structure that contains pallets flow with 3 levels, in slightly inclined surface, placed between two columns of the shed. The storage bin boxes are rectangular plastic boxes with a thickness ranging between 5 and 10 mm, with support for vertical structures and supply cars. They have an easy visual control, it has bevels on the front, facilitating inventory control. In the implementation of kanban inventory were considered factors such as: Relationship of box size and the size of the item to be stored, monthly amount of items used, among others. The boxes are conditioned on a total of 43 structures. The relationship between the size of the box and the size of the item to be stored is defined through a meterage process, in the deployment of the Kanban stock, and quantities of items used during the month vary according to demand, delimited by PCP (Planning and Control Production).The reduction process started by the following steps: 4. RESULTS AND DISCUSSION Figure 2. Flowchart of the process of reducing Kanban stock Initially, we performed the mapping of all items belonging to the yellow line (Wheel loaders and excavators) and white (mining machinery), being objects of analysis the type of storage box of supplies, the storage capacity of the box, checking the nationality of the item (helping the process of nationalization of kanban items), checking the box in which items can be reduced and checking covering possible corrections of names of items, location number, among other data. All these data are identified by a tag attached to all the boxes and their respective locations on the shelves, Figure 3.

11 Figure 3. Identification tag Kanban stock item The mapping required a total of 16 hours to run. After this step, the mapping was examined under some criteria, for example, the order time of each item. For domestic items, was taken as the base term of one month in kanban inventory, as the imported items require three months or more. At the end of the mapping was realized the need to purchase a box with a size smaller than the box 1, since 735 items that belonged to the supply box size 1 required a smaller storage box. The next step of reducing the kanban stock was the acquisition of 300 boxes size "0", with a storage capacity of 0.5 l, Figure 4 (a) and (b). Figure 4 (a) and (b). Box size "0". The total number of items in kanban stock is 2040 items, and the number of items covered by the mapping was 1600 (disregarded up the stickers because they use other Kanban stock), with a total of 200 items that fit in the process of inventory reduction, Figure 5. Kanban total items Reduced items

12 Figure 5. Total Kanban items with box size s reduced. It can be observed during the process of reducing the inventory that the number of national items is smaller than the imported items, for the duration of the national inventory item is not more than 1 month. Figures 6 and 7. National total items National total items with reduced box size Figure 6. Comparison of the reduction of national items in kanban stock. Kanban total items Total of imported items with reduced box size Figure 7. Comparison of the reduction of imported items in kanban stock. With this process it was possible the deployment of items waiting in the kanban system and the elimination of unnecessary space on the shelves, facilitating the application of inputs and supply of stock, making the process more "lean", agile, versatile, optimized and synchronized, acting directly against waste by inventory excess and cost reduction. There was a significant reduction of space used to transfer items from a box size 1 to the new box "0" and eliminating unnecessary bin boxes, Figure 8 (a), (b), (c) and (d) and 9. (a) (b)

13 (c) (d) Figure 8 (a), (b), (c) and (d). Comparison between bin model boxes size 1 size "0". Figure 9. Eliminated Boxes in the process of reducing kanban inventory A further step to reduce space in kanban inventory was the reorganization of the bin boxes in the structures that contains pallet. As a parameter, were taken the following conditions: Appearance and homogeneous distribution of the bin boxes; Better accessibility for the assembler of kanban car; Classification and division by types of items; Facilitator agent in the checking process. The reorganization process will occur continuously, changing the location of items in the physical inventory and reallocating them in a better position, always being changed in the system to prevent discrepancies between physical inventory - system, Figure 10 (a) and (b). 5. FINAL CONCLUSIONS Figure 10 (a) and (b). Liebherr kanban stock - screws rearranged. This study aimed to expose a process of reducing kanban inventory space by reducing the size of the boxes of some items and then rearrange it into categories. With this process in lean kanban inventory was possible to execute the

14 deployment of items waiting in the system and there was the elimination of unnecessary space on the shelves, acting as facilitator in the order of parts / items and supply of stock, making the process more "lean "and acting directly against the waste of excess inventory and cost reduction. At this stage there was a reduction in the size of the boxes in 13% of the items, with approximately 86 items from domestic suppliers and the rest of the items were imported. The process of reorganization and realignment will cover 100% of the items, replacing them strategically in order to better accessibility for the employees. The lean process required the purchase of a new type of box, the box labeled "0", with dimensions smaller than the box type 1, including the transference of approximately 100 items. 6. ACKNOWLEDGEMENTS The authors thank CNPq for the granted scholarship in the category PIBITI and PIBIC-EM / Processes: / and / and the Brazilian company Liebherr Cranes and Machinery. 7. REFERENCES BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos: logística empresarial. São Paulo: Bookman, 5ª, BERTAGLIA, P. R. Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento. São Paulo: Saraiva, 2ª Ed, BONACCORSI, A; CARMIGNANI, G; ZAMMORI, F. Service value stream management (SVSM): developing lean thinking in the service industry. Italy: Journal of Service Science and Management, 2011, 4, BULLER, L. S. Logística empresarial. Curitiba: IESDE (Edição Digital), CHRISTOPHER, M. Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. São Paulo: Cengage Learning, FERNANDES, F. C. F; GODINHO F. M. Sistemas de coordenação de ordens: revisão, classificação, funcionamento e aplicabilidade. Revista Gestão & Produção, São Carlos, v.14, n.2, LAGE J. M. Evolução e avaliação da utilização do sistema kanban e de suas adaptações: survey e estudos de caso. São Carlos, p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção), Departamento de Engenharia de Produção, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). MARTINS, P. & LAUGENI, F. Administração da Produção. São Paulo: Saraiva, MATTA, A.; DALLERY, Y.; DI MASCOLO, M. Analysis of assembly systems controlled With kanbans. European Journal of Operational Research, Amsterdam, v. 166, n. 2, MONCZKA, R. M. Purchasing and Supply Chain Management. 4. Ed. Mason, OH: South Western, MURINO, T., NAVIGLIO, G.; ROMANO, E.; ZOPPOLI, P. Single stage multi product kanban system. Optimization and parametric analysis. Italy: Proceedings of the 8 WSEAS International Conference on System Science and Simulation in Engeneering, MURIS, L. J.; GODINHO, M. Adaptações ao sistema kanban: revisão, classificação, análise e avaliação. Revista Gestão & Produção, volume 15, número 1, páginas Abril TURNER, R.; INGOLD, D.; LANE, J. A. Effectiveness of kanban approaches in systems engeneering within rapid response environments. St. Louis, MO: New Challenges in Systems Engineering and Architecting Conference on Systems Engineering Research (CSER), TURNER, R.; WADE, J. Lean systems engeneering within system design activities. Los Angeles, CA: Proceedings of the 3 Lean System and Software Conference, May 2-6, WARD, A. Sistema lean de desenvolvimento de produtos e processos - col. técnico & produção. Paraná: Editora Hemus, 1ª Ed, RESPONSIBILITY NOTICE The author(s) is (are) the only responsible for the printed material included in this paper.

Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC

Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC Junior Saviniec Ferreira; Letícia Stroparo Tozetti Faculdade Educacional de Araucária RESUMO O problema de estoque elevado é cada vez menos frequente

Leia mais

MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE REPROCESSO NO SETOR DE PRODUÇÃO DE CALDOS ALIMENTÍCIOS NA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO (ERA).

MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE REPROCESSO NO SETOR DE PRODUÇÃO DE CALDOS ALIMENTÍCIOS NA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO (ERA). MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE REPROCESSO NO SETOR DE PRODUÇÃO DE CALDOS ALIMENTÍCIOS NA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO (ERA). Poços de Caldas / MG 2014 MARCELO DE LIMA BRAZ REDUÇÃO DA QUANTIDADE

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA APLICAÇÃO DA LEAN CONSTRUCTION EM CONSTRUTORAS DAS CIDADES DE SÃO CARLOS E SÃO PAULO - SP

DIAGNÓSTICO DA APLICAÇÃO DA LEAN CONSTRUCTION EM CONSTRUTORAS DAS CIDADES DE SÃO CARLOS E SÃO PAULO - SP DIAGNÓSTICO DA APLICAÇÃO DA LEAN CONSTRUCTION EM CONSTRUTORAS DAS CIDADES DE SÃO CARLOS E SÃO PAULO - SP Henrique de Albuquerque Francisco (1) ; Sheyla Mara Baptista Serra (2) ; Itamar Aparecido Lorenzon

Leia mais

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps Mariane Alves Dal Santo marianedalsanto@udesc.br Francisco Henrique de Oliveira chicoliver@yahoo.com.br Carlos Loch cloch@ecv.ufsc.br Laboratório de Geoprocessamento GeoLab Universidade do Estado de Santa

Leia mais

Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores

Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores Campos extraídos diretamente Título Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores Huang, Chin-Yu and Lin, Chu-Ti Ano de publicação 2006 Fonte de publicação

Leia mais

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Raquel Jauffret Guilhon Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

Braskem Máxio. Maio / May 2015

Braskem Máxio. Maio / May 2015 Maio / May 2015 Braskem Máxio Braskem Máxio Braskem Maxio é um selo que identifica resinas de PE, PP ou EVA dentro do portfólio da Braskem com menor impacto ambiental em suas aplicações. Esta exclusiva

Leia mais

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS Ana Helena da Silva, MCI12017 Cristiana Coelho, MCI12013 2 SUMMARY 1. Introduction 2. The importance of IT in Organizations 3. Principles of Security 4. Information

Leia mais

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Licenciatura em Engenharia Informática Degree in Computer Science Engineering Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Performance analysis of large distributed

Leia mais

Lean manufacturing, é uma filosofia de gestão focada na redução de desperdícios;

Lean manufacturing, é uma filosofia de gestão focada na redução de desperdícios; AGENDA 1. LEAN MANUFACTURING 2. TOYOTA WAY 3. O QUE É STARTUP? 4. LEAN STARTUP 5. LEAN STARTUP X LEAN MANUFACTURING 6. CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LEAN MANUFACTURING Lean manufacturing,

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

PROJETO LEAN SIX SIGMA PARA ADEQUAÇÃO E CONTROLE DE WORK IN PROCESS (WIP) EM UMA INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS

PROJETO LEAN SIX SIGMA PARA ADEQUAÇÃO E CONTROLE DE WORK IN PROCESS (WIP) EM UMA INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS PROJETO LEAN SIX SIGMA PARA ADEQUAÇÃO E CONTROLE DE WORK IN PROCESS (WIP) EM UMA INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA DO PÓLO INDUSTRIAL DE MANAUS FÁBIO ANDRÉ DE FARIAS VILHENA (UFPA) vilhena.fabio@hotmail.com JOSÉ

Leia mais

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA CT CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE PETRÓLEO - PPGCEP DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Logistics / Supply Chain

Logistics / Supply Chain Deixar descongelar o produto durante cerca de 60minutos Colocar o creme no saco de pasteleiro Efectuar um corte inclinado até meio da bola, na sua parte superior (logo a seguir á emenda) Cortar o bico

Leia mais

Projecto: +INOV-custos / Project: +INOV-costs

Projecto: +INOV-custos / Project: +INOV-costs 1 OBJETIVO / OBJECTIVE 2 FASES / PHASES 3 RESULTADOS SUNVISOR / SUNVISOR RESULTS 4 RESULTADOS CARTER / CARTER RESULTS Grupo industrial especializado en la gestión de procesos de alto valor añadido 1 Objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais

ESTUDO DE CASO: REORGANIZAÇÃO DO LAYOUT DA CÉLULA DE CORTE DE CHAPAS DE UMA EMPRESA

ESTUDO DE CASO: REORGANIZAÇÃO DO LAYOUT DA CÉLULA DE CORTE DE CHAPAS DE UMA EMPRESA Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia CONTECC 2015 Centro de Eventos do Ceará - Fortaleza - CE 15 a 18 de setembro de 2015 ESTUDO DE CASO: REORGANIZAÇÃO DO LAYOUT DA CÉLULA DE CORTE

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

Contribution of the top boat game for learning production engineering concepts

Contribution of the top boat game for learning production engineering concepts Contribution of the top boat game for learning production engineering concepts Carla Sena Batista, Fabiana Lucena Oliveira, Enily Vieira do Nascimento, Viviane Da Silva Costa Novo Research Problem: How

Leia mais

Desenvolvimento de Embalagem metálica Rack para Indústria Metalúrgica: Estudo de Caso.

Desenvolvimento de Embalagem metálica Rack para Indústria Metalúrgica: Estudo de Caso. Desenvolvimento de Embalagem metálica Rack para Indústria Metalúrgica: Estudo de Caso. Lourival Oliveira Neto 1, Rosinei Batista Ribeiro 1,2,3, Nelson Matias Tavares 1,4, Rinaldo César M. Motta 1,5 1 Faculdades

Leia mais

Tutorial OPENCIM. Parte 2

Tutorial OPENCIM. Parte 2 Laboratório CIM - Computer Integrated Manufacturing 1 Tutorial OPENCIM Parte 2 Máquinas, peças e equipamentos Laboratório CIM - Computer Integrated Manufacturing 2 Página em branco Laboratório CIM - Computer

Leia mais

RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS

RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS Escola de Engenharia Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

INTRODUÇÃO A LE L A E N A N M AN A U N FA F C A TURI R NG N

INTRODUÇÃO A LE L A E N A N M AN A U N FA F C A TURI R NG N INTRODUÇÃO A LEAN MANUFACTURING O queé LEAN? Uma filosofia de produção que enfatiza o minimização da quantidade de todos os recursos (inclusive tempo) usados nas várias atividades da empresa. Envolve a

Leia mais

Melhorias adquiridas com a implantação de um software APS no setor de PCP para equipamento de decapagem de bobinas de aço

Melhorias adquiridas com a implantação de um software APS no setor de PCP para equipamento de decapagem de bobinas de aço Melhorias adquiridas com a implantação de um software APS no setor de PCP para equipamento de decapagem de bobinas de aço Meire Aleixo Silvestre dos Reis Faculdade Educacional Araucária - Bacharel em Engenharia

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ANALYSIS OF APPLICATION OF PHILOSOPHY IN LEAN CONSTRUCTION COMPANIES

Leia mais

XLVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL

XLVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaensch Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Leia mais

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption.

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption. Maio / May 2015 Resinas da linha Grades Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption RP 141 RP 347 RP 340S RP 340R RP 149 H 105 Produtividade Higher Productivity H 202HC CP 191XP VA8010SUV Redução

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion Fazemos parte do processo de retalho de moda com o objetivo de aumentar as suas vendas Desde a fundação em 1980 que somos um operador ativo e inovador,

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO - UNINOVE PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO - UNINOVE PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO - UNINOVE PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ANÁLISE DO IMPACTO PRODUTIVO DA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE COLETA DE DADOS EM TEMPO REAL INTEGRADO COM ERP DANNIEL

Leia mais

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS 1 de 7 26/6/2009 16:33 SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS Suelen Neves Boschetto, Flávio Neves Jr CPGEI Universidade Tecnológica

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

O ENDEREÇAMENTO NA ARMAZENAGEM DE MATERIAIS NUMA EMPRESA GRÁFICA

O ENDEREÇAMENTO NA ARMAZENAGEM DE MATERIAIS NUMA EMPRESA GRÁFICA O ENDEREÇAMENTO NA ARMAZENAGEM DE MATERIAIS NUMA EMPRESA GRÁFICA Andresa Ranzani 1 ; Marco Antonio Gandolfo Rodrigues 2 ; Gilmerson Inácio Gonçalves 3 123 Faculdade de Tecnologia de Jahu FATEC-JAHU Marco-gan@hotmail.com

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE LINS PROF. ANTONIO SEABRA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA DANIEL ALVES PEREIRA JULIO CESAR JUSTINO UM ESTUDO EXPLORATÓRIO

Leia mais

booths remain open. Typical performance analysis objectives for the toll plaza system address the following issues:

booths remain open. Typical performance analysis objectives for the toll plaza system address the following issues: booths remain open. Typical performance analysis objectives for the toll plaza system address the following issues: What would be the impact of additional traffic on car delays? Would adding Simulação

Leia mais

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING MANUFATURA ENXUTA DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING A ORIGEM DA PALAVRA LEAN O termo LEAN foi cunhado originalmente no livro A Máquina que Mudou o Mundo de Womack, Jones e Roos, publicado nos EUA em 1990.

Leia mais

LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS

LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS LEAN APLICADO À CADEIA DE SUPRIMENTOS INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING SUPPLY CHAIN (INCLUI LOGÍSTICA) 2 2 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING 3 INTRODUÇÃO AO LEAN MANUFACTURING Pensar fora da caixa... Lean

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA TÍTULO: UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES DEDICADOS PARA O DESENVOLVIMENTO E ELABORAÇÃO DO MAPEAMENTO DO FLUXO DE VALOR (MFV) EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO ENXUTA LEAN PRODUCTION CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

ESTUDO DO SETOR DE SUPRIMENTOS DE UMA CONSTRUTORA COM ABORDAGEM NO LEAN OFFICE

ESTUDO DO SETOR DE SUPRIMENTOS DE UMA CONSTRUTORA COM ABORDAGEM NO LEAN OFFICE ESTUDO DO SETOR DE SUPRIMENTOS DE UMA CONSTRUTORA COM ABORDAGEM NO LEAN OFFICE ROSSITI, Ivan Sanchez Malo (1); SERRA, Sheyla Mara Baptista (2) (1) Universidade Federal de São Carlos, telefone: (15) 991032605,

Leia mais

Flavia Medeiros dos Anjos. Reorganização e Compressão de Dados Sísmicos DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Flavia Medeiros dos Anjos. Reorganização e Compressão de Dados Sísmicos DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Flavia Medeiros dos Anjos Reorganização e Compressão de Dados Sísmicos DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Programa de Pós-Graduação em Informática Rio de Janeiro, agosto de 2007 Flavia

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH Duolao Wang; Ameet Bakhai; Angelo Del Buono; Nicola Maffulli Muscle, Tendons and Ligaments Journal, 2013 Santiago A. Tobar L., Dsc. Why to determine the

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

Infraestrutura, Gestão Escolar e Desempenho em Leitura e Matemática: um estudo a partir do Projeto Geres

Infraestrutura, Gestão Escolar e Desempenho em Leitura e Matemática: um estudo a partir do Projeto Geres Naira da Costa Muylaert Lima Infraestrutura, Gestão Escolar e Desempenho em Leitura e Matemática: um estudo a partir do Projeto Geres Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

Livia Pires Chaves. Gestão de Estoque na Indústria de Manutenção de Motores Aeronáuticos: Estudo de Caso. Dissertação de Mestrado

Livia Pires Chaves. Gestão de Estoque na Indústria de Manutenção de Motores Aeronáuticos: Estudo de Caso. Dissertação de Mestrado Livia Pires Chaves Gestão de Estoque na Indústria de Manutenção de Motores Aeronáuticos: Estudo de Caso Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de

Leia mais

Logística Lean: Conceituação e aplicação em uma empresa de cosmético.

Logística Lean: Conceituação e aplicação em uma empresa de cosmético. Priscila de Andrade Ramos Boisson Logística Lean: Conceituação e aplicação em uma empresa de cosmético. Dissertação de Mestrado (Opção profissional) Dissertação apresentada como requisito parcial para

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

Introduction to Network Design and Planning

Introduction to Network Design and Planning Introduction to Network Design and Planning Joao.Neves@fe.up.pt 1 In the Beginning... The project of a Network was the result of the inspiration of a guru or an "artist" (after all was considered an art...)

Leia mais

Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias

Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias Dayves Pereira Fernandes de Souza Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

a partnership for new applications of virtual and augmented reality targeting the automotive industry Portugal Fraunhofer Gesellschaft Agreement

a partnership for new applications of virtual and augmented reality targeting the automotive industry Portugal Fraunhofer Gesellschaft Agreement a partnership for new applications of virtual and augmented reality targeting the automotive industry Portugal Fraunhofer Gesellschaft Agreement Porto, 18th April 2007 Outline 1. Presentation of CEIIA

Leia mais

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências www.mysql.com MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures)

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS

TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO TUTORIA INTERCULTURAL NUM CLUBE DE PORTUGUÊS SANDRA MARIA MORAIS VALENTE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO Área de

Leia mais

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP Teresinha das Graças Coletta 1, Maria Helena Di Francisco 2, Fabio Muller Guerrini³, Thyerre de Castro Ramazzi 4 1 Mestrado, Escola de

Leia mais

Elaboração de um Software para a gestão de ferramentas manuais utilizando conceitos da ferramenta Kanban

Elaboração de um Software para a gestão de ferramentas manuais utilizando conceitos da ferramenta Kanban Elaboração de um Software para a gestão de ferramentas manuais utilizando conceitos da ferramenta Kanban Maísa Gomes Carneiro (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) E-mail: maisa_mgc@hotmail.com

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual IPortalMais: a «brainware» company FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Mozilla Thunderbird Doc.: Jose Lopes Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17 Rev.:

Leia mais

Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning

Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning Estratégia Corporativa Logistics/Supply Chain Strategy and Planning If you don t know where you want to go, any path will do. Estratégia é o processo onde planos são formulados para posicionar a empresa

Leia mais

Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio

Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio Sales and Operations Planning S&OP, Integrated Business Planning - IBP, Planejamento Integrado do Negócio Novembro de 2009 STEFANO JR, Wilson Principal - Oliver Wight Together We Make a Difference wstefano@oliverwight.com

Leia mais

PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA ESTEIRA NO SETOR DE CORTE E DOBRA DE UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA

PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA ESTEIRA NO SETOR DE CORTE E DOBRA DE UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA ESTEIRA NO SETOR DE CORTE E DOBRA DE UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA José de Souza (ISI SIM) souza.jose@senairs.org.br Clayton André Oliveira da Motta (ISI SIM) clayton.motta@senairs.org.br

Leia mais

AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA 5S NA CELESC

AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA 5S NA CELESC AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA 5S NA CELESC Danilo Silvio Aurich, Eng.Eletricista, MBA. CELESC-Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. Rodovia SC 404, Km 03, Itacorubi, Florianópolis, SC 88034/900

Leia mais

DIAGNÓSTICO AMBIENTAL COMO FERRAMENTA PARA INTRODUÇÃO DE NOVAS PRÁTICAS NA COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS RESIDENCIAIS

DIAGNÓSTICO AMBIENTAL COMO FERRAMENTA PARA INTRODUÇÃO DE NOVAS PRÁTICAS NA COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS RESIDENCIAIS DIAGNÓSTICO AMBIENTAL COMO FERRAMENTA PARA INTRODUÇÃO DE NOVAS PRÁTICAS NA COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS RESIDENCIAIS Lígia Maria Ribeiro Lima Universidade Estadual da Paraíba ligiauepb@gmail.com Isabel Thais

Leia mais

INSTRUMENTO DE CONTROLE E REGISTRO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS ESTUDO DE CASO EM DUAS CONSTRUTORAS GOIANAS

INSTRUMENTO DE CONTROLE E REGISTRO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS ESTUDO DE CASO EM DUAS CONSTRUTORAS GOIANAS INSTRUMENTO DE CONTROLE E REGISTRO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS ESTUDO DE CASO EM DUAS CONSTRUTORAS GOIANAS Maria Carolina Gomes de Oliveira Brandstetter (1) ; André Carvalho Alves (2) ; Bruno Nunes Silva

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO APLICADOS NO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO APLICADOS NO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO APLICADOS NO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO ENTERPRISE RESOURCE PLANNING APPLIED IN THE MANUFACTURING PLANNING AND CONTROL José Eduardo Freire 1 Ruchele Marchiori Coan

Leia mais

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA CRISTINA ZAK RIBEIRO ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA São Paulo 2007 CRISTINA ZAK RIBEIRO

Leia mais

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE

PRINCE2 FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING SOLUTIONS WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE PYLCROW Portugal LISBOA Email: info.pt@pylcrow.com Telefone: +351 21 247 46 00 http://www.pylcrow.com/portugal WWW.PYLCROW.COM PORTUGAL - BRAZIL - MOZAMBIQUE FOUNDATION AND PRACTITIONER INNOVATIVE LEARNING

Leia mais

ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS NO FLUXO DE VALOR UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA DE ELETRODOMÉSTICOS

ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS NO FLUXO DE VALOR UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA DE ELETRODOMÉSTICOS ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS NO FLUXO DE VALOR UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA DE ELETRODOMÉSTICOS Rodrigo Ramos Alves denes@netpar.com.br Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná CEFET-PR Av.

Leia mais

A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing

A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing Marcello de Lima Azambuja A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing Dissertação de Mestrado Dissertation presented to the Postgraduate Program in Informatics of the Departamento

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS A LOGISTICA REVERSA APLICADA NO ÓLEO LUBRIFICANTE E SEUS RESÍDUOS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS A LOGISTICA REVERSA APLICADA NO ÓLEO LUBRIFICANTE E SEUS RESÍDUOS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS A LOGISTICA REVERSA APLICADA NO ÓLEO LUBRIFICANTE E SEUS RESÍDUOS ALINE THAIS MARQUEZIM ELOÁ PLETITSCH FIGUEIREDO JULIÊ GALIPI

Leia mais

WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439

WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439 Page 1 of 10 WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439 CONTENTS Massage System with Controller Please note: the above image shows a white unit and a blue unit. The white unit is supplied inside the blue unit

Leia mais

Engenharia de Requisitos. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br

Engenharia de Requisitos. Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br Engenharia de Requisitos Professor: Dr. Eduardo Santana de Almeida Universidade Federal da Bahia esa@dcc.ufba.br O Documento de Requisitos Introdução The requirements for a system are the descriptions

Leia mais

TORNANDO O LAYOUT ENXUTO COM BASE NO CONCEITO DE MINI-FÁBRICAS NUM AMBIENTE DE MULTI- PRODUTOS: UM ESTUDO DE CASO

TORNANDO O LAYOUT ENXUTO COM BASE NO CONCEITO DE MINI-FÁBRICAS NUM AMBIENTE DE MULTI- PRODUTOS: UM ESTUDO DE CASO TORNANDO O LAYOUT ENXUTO COM BASE NO CONCEITO DE MINI-FÁBRICAS NUM AMBIENTE DE MULTI- PRODUTOS: UM ESTUDO DE CASO Alessandro Lucas da Silva Mestrando em Engenharia de Produção - EESC USP Av. Trabalhador

Leia mais

APLICAÇÃO DE MODELOS DE PREVISÃO DE DEMANDA PARA A GESTÃO DE ESTOQUES DE UM PROCESSO PRODUTIVO DE UMA INDÚSTRIA MADEIREIRA

APLICAÇÃO DE MODELOS DE PREVISÃO DE DEMANDA PARA A GESTÃO DE ESTOQUES DE UM PROCESSO PRODUTIVO DE UMA INDÚSTRIA MADEIREIRA 2 Tekhne e Logos, Botucatu, SP, v.6, n.1, Junho, 2015. APLICAÇÃO DE MODELOS DE PREVISÃO DE DEMANDA PARA A GESTÃO DE ESTOQUES DE UM PROCESSO PRODUTIVO DE UMA INDÚSTRIA MADEIREIRA DEMAND FORECAST MODELS

Leia mais

Ana Paula Gamberali Nóbrega. Aplicação do VMI para melhoria de indicadores de desempenho logístico

Ana Paula Gamberali Nóbrega. Aplicação do VMI para melhoria de indicadores de desempenho logístico Ana Paula Gamberali Nóbrega Aplicação do VMI para melhoria de indicadores de desempenho logístico Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre

Leia mais

Manual de normas gráficas Graphic guidelines handbook 2008

Manual de normas gráficas Graphic guidelines handbook 2008 Manual de normas gráficas Graphic guidelines handbook 2008 Introdução Introduction Este documento fornece as normas para a correcta utilização e reprodução da Identidade Visual da Cavalum SGPS, S.A. Serve

Leia mais

Stressing with Real Time Load to Installation the Stay Cable in the Brasilia Bridge

Stressing with Real Time Load to Installation the Stay Cable in the Brasilia Bridge Stressing with Real Time Load to Installation the Stay Cable in the Brasilia Bridge Pedro Afonso de Oliveira Almeida Fernando Rebouças Stucchi Professor of Department of Structure and Geotechnical Engineering,

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Redução de estoques em processos na linha de terminais móveis de pagamento eletrônico Renata da Silva Alves (Eng. De Produção - FAJ) alvesresilva@gmail.com Prof. Me. Eduardo Guilherme Satolo (Eng. De Produção

Leia mais

Desenvolvimento Ágil 1

Desenvolvimento Ágil 1 Desenvolvimento Ágil 1 Just-in-Time Custo = Espaço + Publicidade + Pessoal De que forma poderiamos bater a concorrência se um destes factores fosse zero? 2 Just-in-time Inventory is waste. Custo de armazenamento

Leia mais

Peter Øye, CEO & President, Markleen AS. Response and Containment systems

Peter Øye, CEO & President, Markleen AS. Response and Containment systems Peter Øye, CEO & President, Markleen AS Response and Containment systems What we do: Markleen supplies complete Oil Spill Response Systems for PSVs to NOFO and Petrobras standards. Oil Booms Skimmer Fast

Leia mais

Universidade de São Paulo USP Departamento de Engenharia de Produção EESC Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Universidade de São Paulo USP Departamento de Engenharia de Produção EESC Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção Universidade de São Paulo USP Departamento de Engenharia de Produção EESC Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção APLICAÇÃO DOS ESTILOS DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO DE EQUIPES :um estudo de

Leia mais

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation

DevOps. Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013. Accelerating Product and Service Innovation DevOps Carlos Eduardo Buzeto (@_buzeto) IT Specialist IBM Software, Rational Agosto 2013 1 O desenvolvedor O mundo mágico de operações Como o desenvolvedor vê operações Como operações vê uma nova release

Leia mais

2012 State of the Industry Survey

2012 State of the Industry Survey 2012 State of the Industry Survey Contact Information Por favor, preencha suas informações de contato (* indicates required information) Nome * Título * Title Razão Social completa da Empresa/Organização

Leia mais

Ontology Building Process: The Wine Domain

Ontology Building Process: The Wine Domain Ontology Building Process: The Wine Domain João Graça, Márcio Mourão, Orlando Anunciação, Pedro Monteiro, H. Sofia Pinto, and Virgílio Loureiro Summary Context Ontology Wine Domain Existing Wine Ontologies

Leia mais

Automatic machines for ladder and stepladder production

Automatic machines for ladder and stepladder production Automatic machines for ladder and stepladder production We provide solutions for: Bending / Driling / Punching / Riveting / Assembly Small Stepladder Aluminium Stepladder Extension Ladder Ladder Folding

Leia mais

DE MICRO, PEQUENO E MÉDIO PORTES

DE MICRO, PEQUENO E MÉDIO PORTES 1 ANÁLISE DAS SOLUÇÕES DE SISTEMAS ERP PARA EMPRESAS DE MICRO, PEQUENO E MÉDIO PORTES Anilton Francisco de Morais Junior 1 anilton.francisco@gmail.com Ilou Silva Granzoto 2 Ilou.granzoto@gmail.com Carlos

Leia mais

Cyclic loading. Yield strength Maximum strength

Cyclic loading. Yield strength Maximum strength Cyclic Test Summary Results SAFECAST Project Yield strength Maximum strength Cyclic loading Yield displacement (d y ) Ultimate displacement Total energy dissipated by the connection Total energy dissipated

Leia mais

APLICAÇÃO DO KANBAN NO CONTROLE DE ESTOQUE EM UMA FARMÁCIA E EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA

APLICAÇÃO DO KANBAN NO CONTROLE DE ESTOQUE EM UMA FARMÁCIA E EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA APLICAÇÃO DO KANBAN NO CONTROLE DE ESTOQUE EM UMA FARMÁCIA E EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA Ana Raquel de Rodrigues Ferro 1 ; Pedro Hubner Favoreto 2 ; Sergio Alexandre de Castro 3 123 FATEC-JAHU Curso Tecnologia

Leia mais

ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE

ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE ICS-GT INTEGRATED CONTROL SYSTEM FOR GAS TURBINE ICS Gas Turbine Complete Control ICS-GT control system is an plc-based, integrated solution for gas turbine control and protection. The ICS-GT control system

Leia mais

APLICAÇÃO DO MAPEAMENTO DE FLUXO DE VALOR VERDE NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL

APLICAÇÃO DO MAPEAMENTO DE FLUXO DE VALOR VERDE NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL APLICAÇÃO DO MAPEAMENTO DE FLUXO DE VALOR VERDE NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL Caio Luciano Migliato Faculdade de Engenharia Ambiental e Sanitária CEATEC Centro de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias

Leia mais

Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos

Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos Riscos e Vantagens na Gestão Global da Cadeia de Suprimentos Risks and Advantages of Global Supply Chain Management Luiz Evangelista Gerente de Gestão de Ativos Asset Management Manager CHEP do Brasil

Leia mais

:: FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF ::

:: FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF :: :: FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF :: [Download] FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF - Looking for Ferramentas Mrp Aplicadas Books? Now, you will be thankful that at this time Ferramentas

Leia mais

Neutron Reference Measurements to Petroleum Industry

Neutron Reference Measurements to Petroleum Industry LABORATÓRIO NACIONAL DE METROLOGIA DAS RADIAÇÕES IONIZANTES IRD- Instituto de Radioproteção e Dosimetria Neutron Reference Measurements to Petroleum Industry Karla C. de Souza Patrão, Evaldo S. da Fonseca,

Leia mais

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações Livro de actas do XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações 20 e 21 de Maio de 2011 Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

SATA 3.5. hd:basic. hdd enclosure caixa externa para disco rígido

SATA 3.5. hd:basic. hdd enclosure caixa externa para disco rígido SATA 3.5 hd:basic hdd enclosure caixa externa para disco rígido hd:basic USER S GUIDE SPECIFICATIONS HDD support: SATA 3.5 Material: Aluminium Input connections: SATA HDD Output connections: USB 2.0

Leia mais

Análise da acuracidade de estoques: um estudo da aplicação do método do inventário rotativo na empresa Alfa

Análise da acuracidade de estoques: um estudo da aplicação do método do inventário rotativo na empresa Alfa Análise da acuracidade de estoques: um estudo da aplicação do método do inventário rotativo na empresa Alfa Izadora Pereira (UNIFEBE) Izadorapereira@unifebe.edu.br André Luís Almeida Bastos (UNIFEBE/FURB/ESNT)

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais