Membros:Graziele, Ana Beatriz,Ana e Evillyn

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Membros:Graziele, Ana Beatriz,Ana e Evillyn"

Transcrição

1 TEXTOS INFORMATIVOS

2

3 O que é energia? Tudo o que acontece á nossa volta é provocado pela energia. Os tipos de energia são: Hidráulica, Eólica, Solar, Nuclear, Térmica e Fóssil. Membros:Graziele, Ana Beatriz,Ana e Evillyn

4 A energia hidrelétrica é a energia que vem do movimento das águas,usando o potencial hidráulico de um rio.

5 A energia Eólica é a energia obtida pelo movimento do ar,isto é pelo vento.

6 A energia solar é a capacitação de energia luminosa que vem diretamente do sol, logo após esse processo ela se transforma em energia.

7 A energia nuclear é a energia concentrada no núcleo do átomo,ou seja,é a energia que possibilita os prótons e nêutrons ficarem juntos.

8 A matéria é formada por átomo e molécula que estão em permanente estados de agitação térmica,e a temperatura é um calor numérico a expressa.

9 Energia hidráulica ou energia hídrica é a energia obtida a partir da energia potencial de uma massa de água. Manifesta se na natureza através da força das águas como: rios e lagos. Pode ser aproveitada por meio de um desnível ou queda de água.o uso dessa energia renovável é a forma mais apropriada de gerar energia sem poluir o meio ambiente. Ela é a mais utilizada no Brasil, porém causa impacto ambiental, porque para construir as usina hidrelétrica para construir represas é usina é sempre é necessário alagar áreas enormes,até mesmo cidade. Porém não soltam gases poluentes no ar. Ela pode ser utilizada de duas maneiras acumulando a água em uma barragem e depois abrindo-se as compostas da barragem para que a água passe pelas turbinas transformando energia mecânica em energia elétrica.a outra maneira é obrigar a água a passar através de diques pelas turbinas, fazendo com que as lâminas girem é haja produção de energia elétrica.

10 A energia eólica é o tipo de energia limpa e renovável,ou seja,não solta poluentes na natureza.é formada pela força do vento. Esse tipo de energia é considerada uma das mais competitivas, pois seu custo é relativamente baixo, e o retorno acontece a curto prazo. Além de ser uma energia limpa que não polui o meio ambiente. A energia eólica não pode ser usada em qualquer lugar, porque para que uma turbina ou até mesmo um cata-ventos girar com intensidade suficiente é necessário que seja em uma região com ventos fortes, pois a energia eólica é produzida a partir da força do vento. Esse tipo de energia não está disponível em muitos lugares.

11 Energia hidráulica ou energia hídrica é a energia obtida a partir da energia potencial de uma massa de água. Manifesta se na natureza através da força das águas como: rios e lagos. Pode ser aproveitada por meio de um desnível ou queda de água.o uso dessa energia renovável é a forma mais apropriada de gerar energia sem poluir o meio ambiente. Ela é a mais utilizada no Brasil, porém causa impacto ambiental, porque para construir as usina hidrelétrica para construir represas é usina é sempre é necessário alagar áreas enormes,até mesmo cidade. Porém não soltam gases poluentes no ar. Ela pode ser utilizada de duas maneiras acumulando a água em uma barragem e depois abrindo-se as compostas da barragem para que a água passe pelas turbinas transformando energia mecânica em energia elétrica.a outra maneira é obrigar a água a passar através de diques pelas turbinas, fazendo com que as lâminas girem é haja produção de energia elétrica.

12 A energia solar provém do sol. O sol sempre foi uma fonte de energia renovável e limpa, pois não solta gases poluentes que causam o efeito estufa. Ela pode ser usada para produzir energia elétrica, é usada também para aquecer a água do chuveiro, da pia e acender lâmpadas. A energia solar é guardada em uma caixa que quando nós ligamos os aparelhos eletrônicos a caixa libera a energia necessária para fazer funcioná-los. É mais utilizada no Japão, Estados Unidos e na Alemanha, porque lá eles tem condições financeiras, e aqui no Brasil é pouco utilizada porque nós não temos muitas condições, pois é muito caro.

13 A energia solar provém do sol. O sol sempre foi uma fonte de energia renovável e limpa, pois não solta gases poluentes que causam o efeito estufa. Ela pode ser usada para produzir energia elétrica, é usada também para aquecer a água do chuveiro, da pia e acender lâmpadas. A energia solar é guardada em uma caixa que quando nós ligamos os aparelhos eletrônicos a caixa libera a energia necessária para fazer funcioná-los. É mais utilizada no Japão, Estados Unidos e na Alemanha, porque lá eles tem condições financeiras, e aqui no Brasil é pouco utilizada porque nós não temos muitas condições, pois é muito caro.

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

Energia. Fontes e formas de energia

Energia. Fontes e formas de energia Energia Fontes e formas de energia Energia está em tudo que nos rodeia! Nestas situações associa-se energia à saúde ou à actividade. Energia está em tudo que nos rodeia! Diariamente, ouvimos ou lemos frases

Leia mais

Energia e Desenvolvimento Humano

Energia e Desenvolvimento Humano Aula 19 A energia elétrica de cada dia Página 321 O consumo de energia aumentou gradativamente ao longo das etapas de desenvolvimento. Este aumento está relacionado com o crescimento populacional e o desenvolvimento

Leia mais

UNIDADE: DATA: 03 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 5.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 03 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 5.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / / 03 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0

Leia mais

GERAÇÃO DE ENERGIA. Eletricidade Geração de Energia Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo

GERAÇÃO DE ENERGIA. Eletricidade Geração de Energia Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo GERAÇÃO DE ENERGIA Eletricidade Geração de Energia Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina Tipos de Geração de Energia

Leia mais

ENERGIA. Em busca da sustentabilidade

ENERGIA. Em busca da sustentabilidade ENERGIA Em busca da sustentabilidade Quais formas de energia você consegue identificar nesta cena? Características de uma boa fonte de combustível i) Fornecer grande quantidade de energia por unidade de

Leia mais

Modelos de Gestão Novas Demandas e Ambientes para o Gestor Contemporâneo

Modelos de Gestão Novas Demandas e Ambientes para o Gestor Contemporâneo Modelos de Gestão Novas Demandas e Ambientes para o Gestor Contemporâneo Modernidade trouxe vantagens e prejuízos Poluição causada pelas organizações afeta diretamente a natureza Criação de Leis para minimizar

Leia mais

A PILHA ELÉTRICA VOLTAGEM CORRENTE ELÉTRICA

A PILHA ELÉTRICA VOLTAGEM CORRENTE ELÉTRICA VOLTAGEM A PILHA ELÉTRICA 3.1- A PILHA ELÉTRICA Fizeram muita coisa conosco. Construíram máquinas que nos tiravam dos átomos da superfície de um corpo e nos colocavam na superfície de um outro corpo. Com

Leia mais

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 Aquecimento Global

Leia mais

Caminhos da Engenharia Brasileira Instituto de Engenharia As vantagens do Brasil Da geografia ao modelo de concessões

Caminhos da Engenharia Brasileira Instituto de Engenharia As vantagens do Brasil Da geografia ao modelo de concessões Caminhos da Engenharia Brasileira Instituto de Engenharia As vantagens do Brasil Da geografia ao modelo de concessões 14 de agosto de 2012 (Paulo Pedrosa- Presidente Executivo) Quem somos Fundada em agosto

Leia mais

Energia e Meio Ambiente

Energia e Meio Ambiente INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Energia e Meio Ambiente Rodrigo Valle Cezar O que é Energia INSTITUTO BRASIL SOLIDÁRIO Tudo o que existe no mundo é energia. A luz O calor A matéria Os Átomos As estrelas A

Leia mais

Produção de Energia Alternativa

Produção de Energia Alternativa Produção de Energia Alternativa Prof.Pedro Araújo Realizado por: - Diogo Fernandes nº27097 - Gonçalo Paiva nº26743 - José Silva nº27144 Introdução A produção de energias alternativas, tem vindo a ganhar

Leia mais

Universidade Eduardo Mondlane Faculdade de Engenharia

Universidade Eduardo Mondlane Faculdade de Engenharia Universidade Eduardo Mondlane Faculdade de Engenharia Departamento de Engenharia Mecânica Energias Renováveis 4 o Ano Prof. Doutor Engenheiro Jorge Nhambiu Aula 1 Recursos energéticos, situação actual

Leia mais

CONCURSO DE BOLSAS MATEMÁTICA 6º ANO DO FUNDAMENTAL Como funciona a energia solar?

CONCURSO DE BOLSAS MATEMÁTICA 6º ANO DO FUNDAMENTAL Como funciona a energia solar? CONCURSO DE BOLSAS MATEMÁTICA 6º ANO DO FUNDAMENTAL Como funciona a energia solar? Eliza Kobayashi (novaescola@fvc.org.br) Protótipo do Solar Impulse HB-SIA, avião movido a energia solar. Foto: Divulgação

Leia mais

CONCURSO DE BOLSAS 2015 MATEMÁTICA - 6º ANO DO FUNDAMENTAL. Como funciona a energia solar?

CONCURSO DE BOLSAS 2015 MATEMÁTICA - 6º ANO DO FUNDAMENTAL. Como funciona a energia solar? CONCURSO DE BOLSAS 2015 MATEMÁTICA - 6º ANO DO FUNDAMENTAL Nome do(a) Aluno(a):... Leia o texto I para responder às questões de 1 a 4. TEXTO I: Como funciona a energia solar? Eliza Kobayashi (novaescola@c.org.br)

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS: VANTAGENS E DESVANTAGENS

ENERGIAS RENOVÁVEIS: VANTAGENS E DESVANTAGENS ENERGIAS RENOVÁVEIS: VANTAGENS E DESVANTAGENS 1. BIOMASSA O termo biomassa refere-se a uma série de produtos e sub-produtos agrícolas e florestais, assim como resíduos diversos de origem animal e humana

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DISCIPLINA: FÍSICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO

Leia mais

Carolina Luiza Rizental Machado

Carolina Luiza Rizental Machado Carolina Luiza Rizental Machado INTRODUÇÃO A energia termoelétrica é aquela gerada a partir da queima de algum combustível, tanto de fontes renováveis, quando de fontes não renováveis; As usinas termoelétricas

Leia mais

Classificação dos Sistemas Fotovoltaicos

Classificação dos Sistemas Fotovoltaicos Só Elétrica Indústria e Comércio de Equipamentos Elétricos Rua Duque de Caxias, 796 Centro Joaçaba CEP: 89600-000 Fone: (49) 3522-2681 Um sistema fotovoltaico é uma fonte de potência elétrica, na qual

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PRANCHA DE CABELOS CADENCE CHIARO PRO

MANUAL DO USUÁRIO PRANCHA DE CABELOS CADENCE CHIARO PRO MANUAL DO USUÁRIO PRANCHA DE CABELOS CADENCE CHIARO PRO Obrigado por adquirir a Prancha de cabelos Chiaro PRO um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É Muito importante ler atentamente este

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Para produzir energia elétrica e

Para produzir energia elétrica e Produção de energia elétrica A UU L AL A uma notícia de jornal: Leia com atenção o texto a seguir, extraído de Seca agrava-se em Sobradinho e ameaça causar novo drama social no Nordeste Para produzir energia

Leia mais

Tempo de Ciências. SUGESTÃO DE AVALIAÇÃO Temas 1 e 2

Tempo de Ciências. SUGESTÃO DE AVALIAÇÃO Temas 1 e 2 Tempo de Ciências 6 SUGESTÃO DE AVALIAÇÃO Temas 1 e 2 Avaliação Ciências da Natureza NOME: N o TURMA: ESCOLA: PROFESSOR: DATA: 1. Complete as lacunas do texto a seguir com as palavras do quadro abaixo.

Leia mais

4º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome:

4º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome: Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- Imagine que o quadriculado abaixo seja uma representação da composição do ar. No total, são 100 quadradinhos. PINTE, de acordo com a legenda, a quantidade

Leia mais

Localização Estoques Hídricos

Localização Estoques Hídricos ÁGUA USO RACIONAL FUNDAÇÃO RELICTOS Ciclo da Água Estado Físico da Água. Localização Estoques Hídricos Água no Mundo Água no Nosso Corpo 74% do nosso corpo também é constituído de água. Assim como a água

Leia mais

Princípios 6 Transformação de energia solar em eletricidade 6 Modelo solar com um módulo solar 7

Princípios 6 Transformação de energia solar em eletricidade 6 Modelo solar com um módulo solar 7 Bem-vindo ao mundo da linha PROFI fischertechnik 3 Energia no dia a dia 3 Óleo, carvão, energia nuclear 4 Água e vento 4 Energia solar 5 A energia 5 Energia solar 6 Princípios 6 Transformação de energia

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 9 ANO

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 9 ANO EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 9 ANO 1- Com a finalidade de diminuir a dependência de energia elétrica fornecida pelas usinas hidroelétricas no Brasil, têm surgido experiências bem sucedidas no uso de

Leia mais

ECOGERMA 2013 ENERGIAS RENOVÁVEIS COMPLEMENTAM A MATRIZ ENERGÉTICA... MAS PODEM NÃO SUPRIR A DEMANDA

ECOGERMA 2013 ENERGIAS RENOVÁVEIS COMPLEMENTAM A MATRIZ ENERGÉTICA... MAS PODEM NÃO SUPRIR A DEMANDA ECOGERMA 2013 ENERGIAS RENOVÁVEIS COMPLEMENTAM A MATRIZ ENERGÉTICA... MAS PODEM NÃO SUPRIR A DEMANDA Lineu Belico dos Reis 27 de junho de 2013 MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL Perspectivas e Estratégias Estudos

Leia mais

Conteúdos Atividades de revisão da 1ª avaliação do 4º bimestre - Ciências Humanas

Conteúdos Atividades de revisão da 1ª avaliação do 4º bimestre - Ciências Humanas Conteúdos Atividades de revisão da 1ª avaliação do 4º bimestre - Ciências Humanas Conteúdos 1ª Avaliação do 4º bimestre Área de Ciências Humanas Habilidades Revisar os conteúdos da Área de Ciências Humanas

Leia mais

DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR

DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR DICAS COMBATE AO DESPERDÍCIO DE COMBATE AO DESPERDÍCIO DE ENERGIA ELÉTRICA NO LAR ENERGIA ELÉTRICA NO LAR O consumo de energia elétrica vem aumentando no Brasil em virtude do desenvolvimento econômico

Leia mais

ENERGIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES. Condigital: Mídias Digitais para a Educação

ENERGIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES. Condigital: Mídias Digitais para a Educação ENERGIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES Condigital: Mídias Digitais para a Educação ENERGIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES CONTEXTO ENERGIA E SUAS TRANSFORMAÇÕES Não eras assim tão conhecida, Mas, todos de ti sempre dependeram.

Leia mais

Escola E. B. 2º e 3º ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Ana Bonifácio nº 1 Débora Mendes nº8 Diana Vicente nº 9-8ºB

Escola E. B. 2º e 3º ciclos do Paul. Trabalho elaborado por: Ana Bonifácio nº 1 Débora Mendes nº8 Diana Vicente nº 9-8ºB Escola E. B. 2º e 3º ciclos do Paul Trabalho elaborado por: Ana Bonifácio nº 1 Débora Mendes nº8 Diana Vicente nº 9-8ºB Índice Notícia de Centrais Nucleares no Reino Unido. A energia está em tudo o que

Leia mais

14/02/2014 O QUE É ENERGIA? HISTÓRICO FONTES DE ENERGIA. Não Renováveis: Renováveis:

14/02/2014 O QUE É ENERGIA? HISTÓRICO FONTES DE ENERGIA. Não Renováveis: Renováveis: O QUE É ENERGIA? Definição em Física: energia é a capacidade de realizar trabalho, porém esse significado não retrata com exatidão a definição de energia devido as suas limitações conceituais. Assim, a

Leia mais

TERRESTRE: PRODUÇÃO DO ECOSSISTEMA

TERRESTRE: PRODUÇÃO DO ECOSSISTEMA PLANO DE TRABALHO DOCENTE Adaptação do PTD: Nivalda Lomba, Silvana Perle e Aline Bertollo Área: Ciências Ano: 4 Ano Período: CELESTE: PRODUÇÃO DO UNIVERSO 1.3. Sol Terra: Movimentos da Terra: - Rotação:

Leia mais

MÓDULO DA AULA TEMÁTICA / BIOLOGIA E FÍSICA / ENERGIA

MÓDULO DA AULA TEMÁTICA / BIOLOGIA E FÍSICA / ENERGIA MÓDULO DA AULA TEMÁTICA / BIOLOGIA E FÍSICA / ENERGIA FÍSICA 01. Três especialistas fizeram afirmações sobre a produção de biocombustíveis. Para eles, sua utilização é importante, pois estes combustíveis.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201

MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201 MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201 Obrigado por adquirir a Pipoqueira Cadence POP201, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções,

Leia mais

Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções. Sertã, 06 de Junho 2011

Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções. Sertã, 06 de Junho 2011 Seminário Eficiência Energética : Políticas, Incentivos e Soluções Promover a eficiência energética É tornar o mundo melhor e mais assustentável tá e ADENE Agência para a Energia Paulo Nogueira Auditório

Leia mais

a Energia em casa Da usina até sua casa

a Energia em casa Da usina até sua casa a Energia em casa Da usina até sua casa Para ser usada nas cidades, a energia gerada numa hidrelétrica passa por uma série de transformações A eletricidade é transmitida de uma usina até os centros de

Leia mais

COLÉGIO MARISTA DOM SILVÉRIO ENSINO MÉDIO FORMAS DE ENERGIA. Belo Horizonte, abril de 2000 DEDICATÓRIA

COLÉGIO MARISTA DOM SILVÉRIO ENSINO MÉDIO FORMAS DE ENERGIA. Belo Horizonte, abril de 2000 DEDICATÓRIA COLÉGIO MARISTA DOM SILVÉRIO ENSINO MÉDIO FORMAS DE ENERGIA Belo Horizonte, abril de 2000 DEDICATÓRIA Dedico esse trabalho para todos aqueles que me ajudaram, e para as pessoas que se esforçam para economizar

Leia mais

Fontes de Energia e Meio Ambiente

Fontes de Energia e Meio Ambiente UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA - UFJF INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS ICE DEPARTAMENTO DE QUÍMICA QUÍMICA ANALÍTICA AMBIENTAL Fontes de Energia e Meio Ambiente Alunos: Arina Estefânia Gomes Flávia Campos

Leia mais

CIDADE SUSTENTÁVEL: A ENERGIA EÓLICA COMO ALTERNATIVA 1

CIDADE SUSTENTÁVEL: A ENERGIA EÓLICA COMO ALTERNATIVA 1 CIDADE SUSTENTÁVEL: A ENERGIA EÓLICA COMO ALTERNATIVA 1 Bruno Arcanjo² Caio Sanches² Felipe Brito² Louise Emily² Kelvin Pedroza² Marluce Bianchi 2 Thallis Barros² Rafael Pedroza² Lucas Xavier³ RESUMO Essa

Leia mais

RTPROJETO PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AQUECEDORES SOLARES EM RESIDÊNCIAS POPULARES

RTPROJETO PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AQUECEDORES SOLARES EM RESIDÊNCIAS POPULARES 1 RTPROJETO PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AQUECEDORES SOLARES EM RESIDÊNCIAS POPULARES João. L. B. ZAMPERIN 1, Simone L. ANDRADE 2, Camila P. C. GABRIEL 3, Luis R. A. GABRIEL FILHO 4 RESUMO: Neste trabalho analisamos

Leia mais

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem. Bertold Brecht

Do rio que tudo arrasta se diz que é violento Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem. Bertold Brecht Do rio que tudo arrasta se diz que é violento Mas ninguém diz violentas as margens que o comprimem Bertold Brecht Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 3 Usinas Hidrelétricas

Leia mais

II - A geração de energia elétrica. Projeto

II - A geração de energia elétrica. Projeto MÓDULO DIDÁTICO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Impactos ambientais da produção de energia elétrica Idéias básicas do módulo: Princípio de funcionamento das usinas geradoras de energia elétrica. Impactos ambientais

Leia mais

O homem transforma o ambiente

O homem transforma o ambiente Acesse: http://fuvestibular.com.br/ O homem transforma o ambiente Vimos até agora que não dá para falar em ambiente sem considerar a ação do homem. Nesta aula estudaremos de que modo as atividades humanas

Leia mais

CO-PROCESSAMENTO. Para um futuro com melhor qualidade de vida!

CO-PROCESSAMENTO. Para um futuro com melhor qualidade de vida! CO-PROCESSAMENTO Para um futuro com melhor qualidade de vida! Todos os direitos reservados - 1999 XÔÔÔ, RESÍDUOS! O cimento sempre esteve ligado ao desenvolvimento da sociedade, afinal, com ele se constroem

Leia mais

CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES CADERNO 9 PROF.: Célio Normando CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

Leia mais

O Sol, a nossa fonte de energia

O Sol, a nossa fonte de energia TRANSFORMAÇÕES E TRANSFERÊNCIAS DE ENERGIA Autores: Arjuna C. Panzera Dácio G. Moura O Sol, a nossa fonte de energia Tópico n º 11 do CBC de Ciências Habilidades Básicas recomendadas no CBC: Descrever

Leia mais

Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo A Energia e suas Fontes Fontes de Energia Renováveis Fontes de Energia Não-Renováveis Conclusões Energia: Capacidade de realizar trabalho Primeira Lei da Termodinâmica: No

Leia mais

Caracterização dos sistemas solares térmicos instalados nas residências do programa Minha Casa Minha Vida no município de Teresina

Caracterização dos sistemas solares térmicos instalados nas residências do programa Minha Casa Minha Vida no município de Teresina Caracterização dos sistemas solares térmicos instalados nas residências do programa Minha Casa Minha Vida no município de Teresina Mateus de Melo Araujo (Aluno de ICV), Marcos Antonio Tavares Lira (Orientador,

Leia mais

Empresa. Produtos. Bicicletas Elétricas

Empresa. Produtos. Bicicletas Elétricas Empresa Eletro Transport é uma empresa no ramo de veículos elétricos e equipamentos geradores de energia renovável. Conta com toda a infra-estrutura de pesquisa e estatísticas da D7 Group em Londres que

Leia mais

Prepare o local para a instalação

Prepare o local para a instalação Em uma época em que a economia de energia é algo importante para todos, ter um aquecedor de água a gás é mais do que uma questão de conforto, é algo que beneficia seu bolso e contribui com a sociedade.

Leia mais

Os impactos ambientais de maior incidência no país

Os impactos ambientais de maior incidência no país Os impactos ambientais de maior incidência no país Segundo a Pesquisa de Informações Básicas Municipais Perfil dos Municípios Brasileiros/MUNIC 2008, realizada regularmente pelo Instituto Brasileiro de

Leia mais

PRANCHA DE CABELOS MODELLE CADENCE PAC167

PRANCHA DE CABELOS MODELLE CADENCE PAC167 PRANCHA DE CABELOS MODELLE CADENCE PAC167 Obrigado por adquirir a Prancha de Cabelo Modelle Cadence, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É Muito importante ler atentamente este manual de

Leia mais

EFICIÊNCIA HÍDRICA. Relatório de experiência realizada no Colégio xxxxxxxxx de Campo de Ourique. Experiência de 13/09 a 09/11 de 2010

EFICIÊNCIA HÍDRICA. Relatório de experiência realizada no Colégio xxxxxxxxx de Campo de Ourique. Experiência de 13/09 a 09/11 de 2010 EFICIÊNCIA HÍDRICA Relatório de experiência realizada no Colégio xxxxxxxxx de Campo de Ourique Experiência de 13/09 a 09/11 de 2010 Novembro de 2010 1. Introdução A água é um bem essencial à vida e indispensável

Leia mais

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz Efeitos da Corrente Elétrica Prof. Luciano Mentz 1. Efeito Magnético Corrente elétrica produz campo magnético. Esse efeito é facilmente verificado com uma bússola e será estudado no eletromagnetismo. 2.

Leia mais

O que é Energia eólica?

O que é Energia eólica? Energia Eólica Introdução A energia eólica é a energia obtida pelo movimento do ar (vento). É uma abundante fonte de energia, renovável, limpa e disponível em todos os lugares. Os moinhos de vento foram

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Os organismos retiram constantemente da natureza os elementos químicos de que necessitam, mas esses elementos sempre retornam ao ambiente. O processo contínuo de retirada e de devolução de elementos químicos

Leia mais

27/09/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

27/09/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração simultânea de oito usinas termelétricas a biomassa de cana no estado de São Paulo Barra Bonita - SP, 27 de setembro de 2010 Bem, primeiro, eu quero dizer

Leia mais

S13. A casa ideal. Marco Silva S13

S13. A casa ideal. Marco Silva S13 S13 A casa ideal Marco Silva S13 A Casa Ideal Quando sonhamos com a casa ideal, pensamos num lugar bonito, agradável, luminoso, quente no Inverno e fresco no Verão, com o ar puro, de fácil manutenção,

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches

Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches Anexo XXXIII Peça teatral com fantoches Amanda (entra procurando os amigos) Lucas!? Juninho!? Chico!? Onde estão vocês? Ai meu Deus. Preciso encontrar alguém por aqui. (para o público) Ei pessoal, vocês

Leia mais

Fontes energéticas e impacto ambiental

Fontes energéticas e impacto ambiental Fontes energéticas e impacto ambiental 1- INTRODUÇÃO: Aquecimento global - Projeção + 1 1990-2035 + 2 2035-2100 + 2,5-3 C em 110 anos Era do gelo até hoje: + 6 C Ano CONSEQÜÊNCIAS do AUMENTO do EFEITO

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Comparação da eficiência ambiental de caldeira operada com gás natural e caldeira operada com casca de coco babaçu Gustavo Godoi Neves (Eng. de Produção - FAJ) gustavo_g_n@hotmail.com Dra Ângela Maria

Leia mais

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia

Disciplina: Fontes Alternativas de Energia Disciplina: Fontes Alternativas de Parte 1 Fontes Renováveis de 1 Cronograma 1. Fontes renováveis 2. Fontes limpas 3. Fontes alternativas de energia 4. Exemplos de fontes renováveis 1. hidrelétrica 2.

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Caderno de Provas TECNOLOGIA EM ENERGIA RENOVÁVEL Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome completo

Leia mais

FONTES E FORMAS DE ENERGIA

FONTES E FORMAS DE ENERGIA FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS FUNDAÇÃO CECIERJ / CONSÓRCIO CEDERJ PROFESSOR/CURSISTA: DAVID SOUZA DE MELO COLÉGIO: TUTOR (A): SÉRIE: 9º ANO 3º BIMESTRE / 2012 FONTES E FORMAS

Leia mais

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3 Ano PRODUÇÃO DE ENERGIA. Prof. Claudimar Fontinele

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3 Ano PRODUÇÃO DE ENERGIA. Prof. Claudimar Fontinele Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3 Ano PRODUÇÃO DE ENERGIA Prof. Claudimar Fontinele Imagens (em sentido horário): (a) Ceinturion / GNU Free Documentation License; (b) Thomas

Leia mais

5 tempos = 329 slides

5 tempos = 329 slides 5 tempos = 329 slides 5 tempos = 329 slides ENERGIA ELÉTRICA Prof. Marco Antonio Licenciatura Plena em Física- UFRJ E-mail: marcaoitu@gmail.com OBJETIVOS CONHECER A ESTRUTURA BÁSICA DE UM SISTEMA DE PRODUÇÃO

Leia mais

DEFINIÇÃO: Matriz energética é toda a energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos.

DEFINIÇÃO: Matriz energética é toda a energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos. R O C H A DEFINIÇÃO: Matriz energética é toda a energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos. O petróleo e seus derivados têm a maior participação na

Leia mais

KI-78-09-820-PT-C. O Mistério do Sol

KI-78-09-820-PT-C. O Mistério do Sol KI-78-09-820-PT-C O Mistério do Sol O Mistério do Sol Serviço das Publicações ISBN 978-92-79-12503-4 AVISO LEGAL A Comissão Europeia, ou qualquer pessoa agindo em seu nome, não pode ser responsabilizada

Leia mais

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: mudanças importantes no clima que se têm vindo a verificar no mundo ao longo dos tempos

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: mudanças importantes no clima que se têm vindo a verificar no mundo ao longo dos tempos ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: mudanças importantes no clima que se têm vindo a verificar no mundo ao longo dos tempos Causas: emissões de gases poluentes do meio ambiente (gases com efeito de estufa GEE) devido

Leia mais

Fontes Alternativas de Energia Elétrica : Potencial Brasileiro, Economia e Futuro

Fontes Alternativas de Energia Elétrica : Potencial Brasileiro, Economia e Futuro Fontes Alternativas de Energia Elétrica : Potencial Brasileiro, Economia e Futuro André Luccas Eccard de Souza Nascimento* Jhennifer Campos Lubanco** Thayara Abreu Moreira*** Resumo Desde que foi descoberta,

Leia mais

Questionário para contratação do Seguro de Riscos Operacionais / Nomeados. Geração de Energia (Danos Materiais)

Questionário para contratação do Seguro de Riscos Operacionais / Nomeados. Geração de Energia (Danos Materiais) Questionário para contratação do Seguro de Riscos Operacionais / Nomeados Geração de Energia (Danos Materiais) 1 Dados do Segurado: Nome: CNPJ: 2 Local de Risco: 3 Valores em Risco Danos Materiais: Lucros

Leia mais

Vazão. 7.1 Introdução

Vazão. 7.1 Introdução Cap. 7 Medição de 7.1 Introdução Vazão Existem diversos tipos de medidores de vazão de escoamento, sendo que a escolha de um tipo dependerá das condições necessárias ao sistema, como por exemplo, a faixa

Leia mais

Energias Renováveis (ER) Sustentabilidade Económica e Ambiental

Energias Renováveis (ER) Sustentabilidade Económica e Ambiental Seminário de Boa Governação das Energias Renováveis Energias Renováveis (ER) Sustentabilidade Económica e Ambiental Madival Alva das Neves Meteorologista (Direção Geral do Ambiente) São Tomé, 30 de junho,

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 9 º ANO 2010 QUESTÃO 1 Com a finalidade de diminuir

Leia mais

Mudanças Climáticas e Economia. Secretaria de Acompanhamento Econômico SEAE

Mudanças Climáticas e Economia. Secretaria de Acompanhamento Econômico SEAE Mudanças Climáticas e Economia Secretaria de Acompanhamento Econômico SEAE Junho de 2009 Aquecimento global como falha de mercado O clima tem forte relação com a atividade econômica: Interação mais conhecida

Leia mais

Tipos de Energia. Gravitacional; Elétrica; Magnética; Nuclear.

Tipos de Energia. Gravitacional; Elétrica; Magnética; Nuclear. Fontes de Energia Tipos de Energia Gravitacional; Elétrica; Magnética; Nuclear. Fontes de Energia Primaria fontes que quando empregadas diretamente num trabalho ou geração de calor. Lenha, para produzir

Leia mais

Identificando os tipos de fontes energéticas

Identificando os tipos de fontes energéticas Identificando os tipos de fontes energéticas Observe a figura abaixo. Nela estão contidos vários tipos de fontes de energia. Você conhece alguma delas? As fontes de energia podem ser renováveis ou não-renováveis,

Leia mais

A questão energética. Capítulo 28

A questão energética. Capítulo 28 A questão energética Capítulo 28 Balanço energético mundial Energia é a capacidade de produzir trabalho; Aumento da capacidade produtiva Aumento do consumo Necessidade de novas fontes de energia Ciclos

Leia mais

AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2 O BIMESTRE

AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2 O BIMESTRE REELABORAÇÃO DA AVALIAÇÃO BIMESTRAL Nome: Nº 5 a Série/6 o ano: Data: 27/06/ 2007 Professor(a): Amanda M. M. Ciente Nota: (Valor: 10,0) 2 o Bimestre CONTEÚDO: Assinatura do Responsável AVALIAÇÃO BIMESTRAL

Leia mais

Combustíveis. Radioativos

Combustíveis. Radioativos Combustíveis Radioativos Introdução Os combustíveis radioativos São compostos de elementos químicos instáveis que liberam energia térmica t através s de ondas eletromagnéticas ticas (alfa, beta e gama).

Leia mais

Projeto Energia Eólica

Projeto Energia Eólica Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha Cursos Técnicos em Eletrônica e Mecânica Projeto Energia Eólica Carolina Salvadori 3111 Felipe Gustavo Colombo 4111 Paloma Oliveira Batista 4111

Leia mais

A água poderá concentrar uma vibração positiva ou negativa, dependendo do seu emprego.

A água poderá concentrar uma vibração positiva ou negativa, dependendo do seu emprego. Sua utilidade é variada. Serve para os banhos de amacis, para cozinhar, para lavar as guias, para descarregar os maus fluídos, para o batismo. Dependendo de sua procedência (mares, rios, chuvas e poços),

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 5º ANO

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 5º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 5º ANO 2010 Questão 1 PROVA DE CIÊNCIAS 5 ANO Em torno

Leia mais

ENERGIAS ALTERNATIVAS

ENERGIAS ALTERNATIVAS ENERGIAS ALTERNATIVAS (I.F./2006) Introdução O homem utiliza no seu quotidiano muitos produtos que derivam do petróleo, como por exemplo, os fertilizantes, o vestuário, a pasta de dentes, plásticos, pneus

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Estado da Educação Ciências E Programa de Saúde 18 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Grandes realizações são possíveis quando se dá atenção aos pequenos

Leia mais

Fique ligado na energia!

Fique ligado na energia! A U A UL LA 3 Fique ligado na energia! Todos os processos vitais do planeta - circulação das águas e dos ventos, a fotossíntese, entre outros - dependem de energia. A principal fonte de energia na Terra

Leia mais

Condições de Instalação e Uso

Condições de Instalação e Uso [M06 11102011] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança. Condições de Instalação

Leia mais

Apague velhos. Acenda uma grande. hábitos. idéia.

Apague velhos. Acenda uma grande. hábitos. idéia. Apague velhos hábitos. Acenda uma grande idéia. Crise Energética Por que todos falam em crise energética? Porque a crise energética sul-americana deixou de ser um cenário hipotético para se transformar

Leia mais

Consumo de energia elétrica e impactos ambientais

Consumo de energia elétrica e impactos ambientais Consumo de energia elétrica e impactos ambientais Aida Rotava Paim* Claudina Salete Valicheski** Deyvid Junior Debastiani*** Joelson Oselame Matiello**** Lucas Dal Pra Marques***** O trabalho apresenta

Leia mais

Endereço electrónico: dgc@dg.consumidor.pt ; Sítio web: http://www.consumidor.pt

Endereço electrónico: dgc@dg.consumidor.pt ; Sítio web: http://www.consumidor.pt Frigorifico O frigorífico é o electrodoméstico mais consumidor de energia das habitações portuguesas. É responsável por praticamente 32% do consumo de electricidade. Este equipamento tem etiqueta energética.

Leia mais

EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE. 1.0 Introdução

EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE. 1.0 Introdução EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE 1.0 Introdução O presente trabalho é resultado de uma visão futurística acerca da preservação do meio ambiente e da manutenção da vida. Alguns anos de estudo e pesquisas na área

Leia mais

[R]evolução energética:

[R]evolução energética: Ricardo Baitelo* [R]evolução energética: perspectivas para uma energia global sustentável As fortes suspeitas de que o ser humano é o agente responsável pela crise do aquecimento global foram categoricamente

Leia mais

Aula 4 Matriz Elétrica Brasileira

Aula 4 Matriz Elétrica Brasileira AULA Fundação 4 MATRIZ Universidade ELÉTRICA Federal de Mato Grosso do Sul 1 Matriz Energética Aula 4 Matriz Elétrica Brasileira Prof. Márcio Kimpara Universidade Federal de Mato Grosso do Sul FAENG /

Leia mais

é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em

é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em Módulo: Responsabilidade Socioambiental Educador: Flavio Furtado. O que é compostagem? é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em restos de origem animal ou vegetal

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. MODELO: NL4000A - 127v MODELO: NL4000B - 220v

MANUAL DE INSTRUÇÕES. MODELO: NL4000A - 127v MODELO: NL4000B - 220v MANUAL DE INSTRUÇÕES MODELO: NL4000A - 127v MODELO: NL4000B - 220v Leia atentamente este Manual, antes de usar seu MASSAGEADOR. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. WWW.G-LIFE.COM.BR SAC:

Leia mais

PARADIGMAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO E ECOEFICIÊNCIA: UM ESTUDO DO IMPACTO DA DISPONIBILIDADE DA AGUA POTÁVEL E GERAÇÃO DE ENERGIA

PARADIGMAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO E ECOEFICIÊNCIA: UM ESTUDO DO IMPACTO DA DISPONIBILIDADE DA AGUA POTÁVEL E GERAÇÃO DE ENERGIA ISSN 1984-9354 PARADIGMAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO E ECOEFICIÊNCIA: UM ESTUDO DO IMPACTO DA DISPONIBILIDADE DA AGUA POTÁVEL E GERAÇÃO DE ENERGIA Carlos Eduardo Ribeiro de Barros Barateiro (UFF) Gilson

Leia mais

Projeto Gerador Eólico. Lucas Barros de Assis /Jácson de Oliveira Miguel Schuh Alles / Nathan Silveira Schneider

Projeto Gerador Eólico. Lucas Barros de Assis /Jácson de Oliveira Miguel Schuh Alles / Nathan Silveira Schneider Projeto Gerador Eólico Lucas Barros de Assis /Jácson de Oliveira Miguel Schuh Alles / Nathan Silveira Schneider Justificativa O Brasil é rico em correntes de vento. Fonte infinita. Água tende a não ser

Leia mais