Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008"

Transcrição

1 Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008

2 Índice 1. Acesso ao Sistema Página Acessar o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP com Login (CPF) e senha Página Acessar o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP com Certificação Digital Página 6 2. Viagem Nacional Página Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Página Consultar Proposta de Concessão de Diárias e Passagens Página Verificar Status da Proposta de Concessão de Diárias e Passagens Página Verificar Histórico da Proposta de Concessão de Diárias e Passagens Página Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com escala/conexão Página Viagem Internacional Página Reserva Passagem Página Prestação de Contas Página Prestação de Contas Página Devolução de Valores Página Ajustar PCDP Página Prorroga Viagem Página Complementa Viagem Página 75 2

3 1. Acesso ao Sistema 1.1. Acessar o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP com Login (CPF) e senha Para acessar o Sistema o usuário deve acessar o endereço A tela apresentada será a seguinte: Esta mensagem Seu certificado digital não foi encontrado aparece para todos os usuários do SCDP que acessam por login (CPF) e senha. Para o primeiro acesso, o usuário deverá clicar no campo Clique aqui para trocar a senha. O Sistema apresentará a seguinte tela: 3

4 Neste campo, Login, deve ser digitado o seu CPF. NOVAXXXX Neste campo, Senha, deve ser digitada a senha que foi fornecida para o seu primeiro acesso. No campo Nova Senha você deverá digitar uma senha de sua livre escolha. Essa senha poderá ser numérica, alfa, ou alfanumérica. Atenção: sua senha deve conter no mínimo 8 (oito) dígitos e no máximo 15 (quinze). NOVAXXXX A senha escolhida e digitada por você no campo Nova Senha deverá ser repetida no campo Repetir Nova Senha. Após esse passo, você deverá clicar no campo OK. 4

5 Após efetuar a troca da senha você visualizará a tela contendo o nome do seu órgão de exercício, o seu nome, a data e o ano de exercício. A primeira tela traz ainda as seguintes funcionalidades: Solicitação; Aprovação; Execução; Prestação de Contas; Consultas Tabelas; Gestão; Ajuda; e Sair com Segurança. Seja bem vindo! Você está no SCDP. 5

6 A partir de agora você passará a conhecer todas as funcionalidades do ambiente de treinamento do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Esteja à vontade para navegar no SCDP Acessar o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP com Certificação Digital O acesso por meio da Certificação Digital é realizado com o Token conectado na entrada USB do computador. Com o Token conectado ao computador, o usuário deve abrir o navegador e na barra de endereço digitar o endereço do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Treinamento: gov.br Produção: Ao digitar o endereço do Sistema com o Token conectado, o Site da web irá requerer a autenticação do cliente. Para confirmar a autenticação bastar acionar o botão OK. 6

7 Ao acionar o botão OK, será solicitado o PIN (senha). O usuário deverá digitar o PIN e acionar o botão Login. Depois de digitado o PIN o usuário terá acesso ao SCDP para executar as funções nas quais está habilitado. IMPORTANTE: Não basta o usuário ter a Certificação Digital para acessar o SCDP; ele tem que estar devidamente habilitado pelo gestor setorial a utilizar as funções do Sistema. 7

8 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os seguintes módulos: Cadastra/Altera Viagem; Cancela Viagem; Passagem...; Emite Formulário; e Viagens Realizadas Antes de passarmos para a próxima etapa, vamos ler a definição desses módulos. Cadastra/Altera Viagem Módulo que permite incluir e alterar os dados da viagem do proposto. Cancela Viagem Módulo que permite cancelar uma viagem que ainda não foi executada financeiramente ou não teve ainda seus bilhetes de passagem emitidos. Passagem... Módulo que permite incluir, cancelar e reenviar para a agência de viagem os dados da reserva da passagem do proposto. Emite formulário Módulo que permite realizar o download de um formulário, para preenchimento manual, como medida de contingência. Viagens Realizadas Módulo que permitir cadastrar as viagens que foram realizadas antes da utilização do sistema SCDP, ou que não puderam ser registradas por algum motivo. 8

9 Para cadastrar uma viagem, você precisa fazer a opção pela funcionalidade Solicitação módulo Cadastra/Altera Viagem. O Sistema irá abrir uma tela para cadastrarmos uma nova viagem ou alterar uma viagem já cadastrada. Como não temos nenhuma viagem cadastrada, vamos acionar o botão Novo. Após clicar no botão Novo o Sistema nos mostrará a tela onde constarão o nome do Solicitante (pessoa responsável por incluir os dados da viagem), o Tipo de Proposto e o CPF. 9

10 O Sistema nos permite selecionar o Tipo de Proposto dessa viagem. Os tipos de proposto que existem no SCDP são: Servidor; Convidado; Colaborador Eventual; Assessor Especial; Outros; Participante Comitiva; Equipe de Apoio; Dependente; e Militar. Aqui cabe uma explicação sobre os tipos de proposto. Tipo de Proposto Servidor Convidado Colaborador Eventual Requisito Possuir exercício no órgão que irá cadastrar a viagem e estar cadastrado no SIAPE. Não possuir exercício no órgão que executará a viagem, porém tem que pertencer a outro órgão da Administração Pública e ter cadastro no SIAPE. Não possuir vínculo com a Administração Pública. Assessor Especial Acompanhar Ministro em viagem. Outros Não possuir CPF. Participante Comitiva Equipe de Apoio Dependente Militar de Acompanhar o Presidente da República em suas viagens. Responsáveis por fazer a segurança do Presidente da República em suas viagens. Dependente de servidor público. Pertencer a algum dos Comandos Militares e não possuir cadastro no SIAPE. 10

11 Nesse campo deverá ser informado o CPF do servidor que irá viajar e, em seguida, deve ser acionado o botão Pesquisar para que o SCDP vá ao SIAPE recuperar os dados funcionais. Depois de acionado o botão Pesquisar o SCDP irá mostrar os dados do servidor recuperados no SIAPE. Os campos com o fundo branco poderão ser alterados para esta viagem. Caso o servidor queira alterar algum desses dados, que por algum motivo estão desatualizados, deverá fazê-lo na sua Unidade Pagadora. Depois de conferir os dados do servidor, o solicitante deverá acionar o botão Salvar. Obs.: Caso não seja esse o servidor que irá viajar, o solicitante deverá acionar o botão Fechar e iniciar um novo cadastramento com o CPF correto. 11

12 Depois de salvar os dados, o SCDP irá mostrar o nome do proposto em negrito e sublinhado. Caso haja algum anexo a ser incluído (folder, ofício, memorando, fax, etc), o solicitante deverá acionar o botão Anexos. Depois de acionado o botão Anexos, o solicitante deverá acionar o botão Procurar.... Depois de acionado o botão Procurar....o solicitante deve pesquisar no diretório o arquivo a ser adicionado. 12

13 Após escolher o arquivo, o solicitante deverá selecionar o tipo de documento e acionar o botão Anexar. Após acionar o botão Anexar o SCDP retornará a seguinte mensagem: Documento anexado com sucesso!. Para visualizar o anexo o solicitante deve clicar no campo Documentos anexados e selecionar o documento para visualização. 13

14 Depois de feita a seleção, o solicitante deve acionar o botão Abrir para poder visualizar o anexo. Depois de incluído os dados do proposto, o solicitante deverá acionar a aba Roteiros. 14

15 O SCDP mostrará uma tela que solicitará informações sobre o período de afastamento do proposto, os locais de origem e destino, se haverá pagamento de diárias e o meio de transporte que será utilizado para o deslocamento. Neste campo Início da Permanência o solicitante deverá informar o dia no qual o proposto irá iniciar sua viagem. Nesse campo Local de Origem o solicitante deverá informar a cidade de onde o proposto irá partir. Há duas formas de consultar o nome da cidade: 1ª) Digitar, no campo Local de Origem, o nome da cidade e teclar ENTER para que o Sistema retorne com os nomes encontrados e o solicitante faça a seleção; ou 15

16 2ª) Clicar no botão (localizado no canto direito) e o Sistema abrirá uma janela para que o solicitante faça a seleção da cidade refinando a consulta por país, UF e Cidade. O campo Final da Permanência deverá ser preenchido tendo em mente a seguinte pergunta: Até quando o proposto irá ficar no local de destino?. Assim fica mais fácil preencher esse campo. O campo Local de Destino deve ser preenchido da mesma forma que o campo Local de Origem : Caso a viagem do proposto tenha pagamento de diárias, o solicitante deverá marcar o Box e escolher o percentual. 16

17 Se houver passagens, o solicitante deverá marcar o box Passagens e selecionar o meio de transporte. Caso o meio de transporte escolhido tenha sido o Aéreo, o solicitante deve escolher também a Classe de vôo. O box Adicional Embarque/Desembarqu e deverá ser marcado se no local de destino houver missão. Caso haja alguma restrição para esse trecho, o solicitante deve informar nesse campo. Depois de preenchidas as observações do trecho, o solicitante deve clicar em Incluir. 17

18 Após a inclusão do primeiro trecho, o Sistema retorna essa tela para que o solicitante possa incluir quantos trechos forem necessários para essa viagem. No nosso exemplo vamos incluir mais um trecho. Para isso vamos acionar o botão Novo. Após acionar o botão Novo o SCDP mostrará a tela para preenchermos com informações desse trecho. No nosso caso, vamos marcar a caixa de Retorno para informarmos o trecho de volta. Basta que o solicitante confirme a classe do vôo e acione o botão Incluir. 18

19 Depois de cadastrados os trechos de ida e volta, acionaremos a aba Complemento para darmos continuidade ao cadastramento da viagem. Depois de clicar na aba Complemento o Sistema mostrará a seguinte tela. O primeiro passo é selecionarmos o Motivo da Viagem. 19

20 O próximo passo é informamos a Descrição do Motivo da Viagem. Caso seja uma viagem com menos de 10 dias de antecedência, devemos informar a justificativa para viagem urgente. Depois selecionaremos os recursos para o pagamento das diárias e os recursos para o pagamento das passagens. Depois de incluídas as informações na tela do complemento, devemos acionar o botão Salvar para salvarmos as informações referentes a essa viagem. 20

21 Depois de salvarmos as informações referentes à viagem, iremos acionar o botão Calcular para conferirmos os cálculos das diárias e dos descontos que serão realizados. Obs.: O cálculo nessa etapa só poderá ser realizado para viagens nacionais; nas viagens internacionais, o cálculo deverá ser realizado na etapa do Representante Administrativo. Após a conferência do cálculo, o próximo passo será encaminhar a viagem para o Representante Administrativo incluir as informações sobre as reservas dos vôos. Lembrete: O SCDP encaminhará a solicitação de viagem para o Representante Administrativo caso haja necessidade do preenchimento dos dados referentes à passagem; caso não, enviará direto ao Proponente para a primeira aprovação. Depois de encaminhada a solicitação o SCDP irá gerar um número para a Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP. Esse número é seqüencial por órgão. 21

22 2.2. Consultar Proposta de Concessão de Diárias e Passagens Para consultar uma PCDP devemos fazer a opção pela funcionalidade Consultas e pelo módulo Situação da Solicitação. O usuário poderá fazer a consulta de várias formas: 1ª) Informar o número da PCDP e acionar o botão OK ; ou 22

23 2ª) Selecionar a PCDP por meio do menu cortina; ou 3ª) Realizar a consulta por meio da Seleção de parâmetros. 23

24 Após informarmos o número da PCDP e acionarmos o botão OK o Sistema nos retorna a tela com as informações da viagem do Proposto Ao serem acionados, os campos em negrito nos retornam mais informações sobre a PCDP Verificar Status da Proposta de Concessão de Diárias e Passagens Ao acionarmos o campo Clique aqui para verificar o status da viagem o Sistema nos em que posição está a nossa PCDP. Nesse caso a PCDP está Aguardando Reserva de Passagem. 24

25 Verificar Histórico da Proposta de Concessão de Diárias e Passagens Ao acionarmos o campo Clique aqui para ver o histórico da viagem o Sistema nos mostra a data, a hora, a ação que foi executada e o Responsável. 25

26 2.3. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com escala/conexão. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os seguintes módulos: Cadastra/Altera Viagem; Cancela Viagem; Passagem...; Emite Formulário; e Viagens Realizadas O Sistema irá abrir uma tela para cadastrarmos uma nova viagem ou alterar uma viagem já cadastrada. Como não temos nenhuma viagem cadastrada, vamos acionar o botão Novo. 26

27 Após clicar no botão Novo o Sistema nos mostrará a tela onde constarão o nome do Solicitante (pessoa responsável por incluir os dados da viagem), o Tipo de Proposto e o CPF. O Sistema nos permite selecionar o Tipo de Proposto dessa viagem. Os tipos de proposto que existem no SCDP são: Servidor; Convidado; Colaborador Eventual; Assessor Especial; Outros; Participante Comitiva; Equipe de Apoio; Dependente; e Militar. Nesse campo deverá ser informado o CPF do servidor que irá viajar e, em seguida, deve ser acionado o botão Pesquisar para que o SCDP vá ao SIAPE recuperar os dados funcionais. 27

28 Depois de acionado o botão Pesquisar o SCDP irá mostrar os dados do servidor recuperados no SIAPE. Os campos com o fundo branco poderão ser alterados para esta viagem. Caso o servidor queira alterar algum desses dados, que por algum motivo estão desatualizados, deverá fazê-lo na sua Unidade Pagadora. Depois de conferir os dados do servidor, o solicitante deverá acionar o botão Salvar. Obs.: Caso não seja esse o servidor que irá viajar, o solicitante deverá acionar o botão Fechar e iniciar um novo cadastramento com o CPF correto. Depois de salvar os dados, o SCDP irá mostrar o nome do proposto em negrito e sublinhado. Caso haja algum anexo a ser incluído (folder, ofício, memorando, fax, etc), o solicitante deverá acionar o botão Anexos. 28

29 Depois de incluído os dados do proposto, o solicitante deverá acionar a aba Roteiros. O SCDP mostrará uma tela que solicitará informações sobre o período de afastamento do proposto, os locais de origem e destino, se haverá pagamento de diárias e o meio de transporte que será utilizado para o deslocamento. Neste campo Início da Permanência o solicitante deverá informar o dia no qual o proposto irá iniciar sua viagem. Nesse campo Local de Origem o solicitante deverá informar a cidade de onde o proposto irá partir. 29

30 Há duas formas de consultar o nome da cidade: 1ª) Digitar, no campo Local de Origem, o nome da cidade e teclar ENTER para que o Sistema retorne com os nomes encontrados e o solicitante faça a seleção; ou 2ª) Clicar no botão (localizado no canto direito) e o Sistema abrirá uma janela para que o solicitante faça a seleção da cidade refinando a consulta por país, UF e Cidade. O campo Final da Permanência deverá ser preenchido com a mesma data do Início da Permanência, pois nesse exemplo trata-se de uma escala/conexão em São Paulo. Quando incluímos no campo Final da Permanência a mesma data :do campo Início da Permanência, o Sistema abre um campo com o propósito de informarmos que se trata ou não de uma Escala/Conexão 30

31 Ao informarmos Sim no campo Escala/Conexão o Sistema inibe as caixas de Diárias, de Adicional de Embarque/Desembarque, de Ressarcimento Posterior e de Suprimento de Fundos. Deixa aberta apenas a caixa de Passagens para captar essa informação. Nesse exemplo informamos o Meio de Transporte aéreo. Após incluirmos a informação da escala ou conexão, acionaremos o botão incluir. 31

32 Após a inclusão do primeiro trecho, o Sistema retorna a tela com o botão Novo para que o solicitante possa incluir quantos trechos forem necessários para a viagem. No nosso exemplo vamos incluir mais um trecho: a cidade aonde o proposto terá missão. Após acionar o botão Novo o SCDP mostrará a tela para preenchermos com informações desse trecho. Nesse novo trecho, iremos preencher os campos Final da Permanência (até quando o proposto irá ficar no destino) e o Local de Destino, e marcar Diárias 100%, Passagens, Meio de Transporte Aéreo e Classe de Vôo Econômica. Depois de incluídas todas as informações desse trecho, basta acionar o botão Incluir para salvar as informações. 32

33 Nosso roteiro, Brasília (DF) para Recife (PE) ficou da seguinte forma: Um trecho Brasília (DF) para São Paulo (SP) referente a uma conexão e um trecho São Paulo (SP) para Recife (PE). Agora vamos acionar o botão Novo para incluirmos as informações referentes ao retorno. No retorno do Proposto, haverá também uma escala/conexão em São Paulo (SP). Depois de incluídas todas as informações desse trecho, basta acionar o botão Incluir para salvar as informações. 33

34 Nosso roteiro, até agora, ficou da seguinte forma: Um trecho Brasília (DF) para São Paulo (SP) referente a uma conexão, um trecho São Paulo (SP) para Recife (PE) e um trecho Recife (PE) para São Paulo (SP) referente a outra conexão. Agora sim, iremos marcar a caixa de Retorno para retornarmos ao primeiro local de origem. 34

35 Nosso roteiro ficou da seguinte forma: Um trecho Brasília (DF) para São Paulo (SP) referente a uma conexão, um trecho São Paulo (SP) para Recife (PE), um trecho Recife (PE) para São Paulo (SP) referente a outra conexão e o trecho São Paulo (SP) para Brasília (DF) referente ao retorno à sede. O próximo passo é acionar a aba Complemento. 35

36 Vamos preencher os campos da tela do complemento conforme demonstrado nas páginas 19 e 20. Depois de preenchidas as informações referentes ao complemento da viagem, iremos acionar o botão Salvar. 36

37 Depois de salvar a viagem, vamos acionar o botão Calcular para verificarmos o Demonstrativo de Cálculo. 37

38 Após a conferência do cálculo, o próximo passo será encaminhar a viagem para o Representante Administrativo incluir as informações sobre as reservas dos vôos. Depois de encaminhada a solicitação o SCDP irá gerar um número para a Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP. Esse número é seqüencial por órgão. 38

39 3. Viagem Internacional Para cadastrar uma viagem internacional, acesse através do menu Solicitação/ Cadastra/Altera Viagem. Acione o botão Novo, para cadastrar uma nova viagem. 39

40 Selecione o Tipo de Proposto, e informe o Nome ou o CPF, conforme o Sistema exija. Logo após clique em Pesquisar. Confira os dados do Proposto, clique em Salvar, depois clique na aba Roteiros para cadastrar os trechos. 40

41 Informe a Data e o local de origem/destino, se por acaso não achar a cidade ou não souber o nome dela, clique no botão..., e procure a cidade pelo campo País e Cidade, selecione a cidade e clique em Selecionar. Informe o percentual das diárias e o meio de transporte. Nota-se que em trecho internacional, o proposto não tem direito a Adicional de Embarque/Desembarque. Logo após clique em Incluir. Se necessário informe no Campo Condições/Restrições para Este Trecho uma condição ou restrição para o trecho. 41

42 Clique em Novo para cadastrar mais o trecho de retorno ou outros trechos se necessário. Para cadastrar o trecho de retorno, marque a opção Retorno, o sistema automaticamente irá completar o campo da Data e Local de Destino, escolha o meio de transporte e clique em Incluir. Nota-se o sistema disponibiliza o campo Justificativa caso a data de retorno à sede seja diferente da partida, este campo serve para justificar se o dia da chegada será diferente da partida, no caso observe que o campo da data do Local de Destino pode ser alterado, seria correto alterá-lo se o proposto saísse num dia e chegasse no outro. 42

43 Acesse a aba Complemento. Nesta aba será finalizado o cadastramento da viagem internacional. Marque a opção COM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO ou SEM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO. COM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO Se o Proposto não tiver vínculo com a Administração Pública Federal, ou se o Servidor da Administração Pública Federal não for regido pela LRJU. O Órgão publicará no Diário Oficial da União uma nomeação/designação para o Proposto viajar ao exterior. SEM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO Servidores da Administração Pública Federal regidos pela LRJU. Acesse o link [Sobre com nomeação/designação] e [Sobre sem nomeação/designação] para esclarecimento. Nota-se que o Sistema se auto-explica ao passar o mouse por cima da opção desejada. 43

44 Enquadramento COM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO, escolher o tipo de missão: Permanente, Transitória ou Eventual SEM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO Escolher o tipo da viagem: Com Ônus, o proposto receberá Diárias, Passagem e Salário. Com Ônus Limitado, o proposto receberá apenas o Salário. Sem Ônus, o Proposto não receberá Diárias, Passagem e Salário. Acesse o botão... para a escolha da opção. Nota-se que o sistema se auto-explica ao passar o mouse por cima da opção. COM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO SEM NOMEAÇÃO/DESIGNAÇÃO 44

45 Escolha a Natureza da Viagem : Permanente: O Proposto irá permanecer no exterior. Transitória: O Proposto sempre está em transito ao País de Destino. Eventual: O Proposto eventualmente irá para uma missão internacional e ao termino irá voltar ao seu País. Escolha o Tipo da Solicitação conforme explicado no Enquadramento. 45

46 Escolha a Classe de Diária, acesse o link [Sobre as classes de diárias] para escolher a classe em que o Cargo do Proposto de enquadra. 46

47 O Sistema traz no campo Cotação do Dólar a média das últimas cotações geradas no sistema, como informação para o Sistema realizar o Cálculo. A Cotação atualizada será informada no momento da Execução Financeira. Para finalizar o cadastramento de uma Proposta de Viagem Internacional, escolha a Opção de Moeda, Motivo da Viagem, preencha as justificativas e escolha os Empenhos. Se necessário acesse Anexos para anexar um documento, clique em Salvar. E clique em Encaminhar. Nota-se que a funcionalidade Calcular só poderá ser feita na Reserva de Passagem após informarem os horários dos vôos para que o Sistema possa efetuar o cálculo. 47

48 Viagem Encaminhada com sucesso! 48

49 4. Reserva Passagem Para cadastrar dados de reserva de passagem, você precisa fazer a opção pela funcionalidade Passagem módulo Reserva Passagem. O Sistema irá abrir uma tela com uma lista de propostas de viagens, que foram solicitadas e que necessitam incluir dados de reserva. Para acessar a proposta, basta clicar no nome do proposto. 49

50 Após clicar no nome do Proposto, você terá acesso à tela para inserir dados de reserva referente à viagem que foi cadastrada pelo solicitante. Clique na seqüência em cada circulo (001, 002, etc.) para selecionar o trecho e inserir dados de reserva para cada um. Após clicar no circulo uma vez, ficará disponível um formulário para inserção de dados de reserva. 50

51 No campo Hora Local de Origem, o Representante Administrativo deve preencher o horário de saída da origem. No campo Hora Local de Destino, o Representante Administrativo deve preencher o horário de Chegada no destino. 51

52 No campo Nº Vôo, você deve digitar o número do vôo correspondente ao trecho. No campo Hora Local de Destino, você deve preencher o horário de Chegada no destino. 52

53 Nos campos Tipo de bilhete e Classe, você não precisa mudar, pois estas informações já foram inseridas pelo Solicitante. Neste campo você deverá selecionar a companhia que realmente o proposto vai viajar, informar também o valor da tarifa praticada e o valor da taxa de embarque. 53

54 Neste você deverá selecionar a companhia e o valor da Menor Tarifa que foi cotada com a Agência de Viagens. E neste você deverá selecionar a companhia e o valor da Maior Tarifa que foi cotada com a Agência de Viagens. 54

55 Aqui você poderá informar o local de embarque e desembarque para as localidades que tem mais de um aeroporto. Não é um campo obrigatório. Neste campo você poderá inserir alguma observação ou justificativa relativa ao trecho que está sendo cadastrado. 55

56 Após inserir dados de reserva, você poderá clicar no botão Incluir Reserva para definir a reserva do trecho. No botão Devolver PCDP você poderá devolver esta proposta para o Solicitante, isto é para que ele possa mudar dados da solicitação inicial. 56

57 Quando você clica no botão Incluir Reserva, os círculos do roteiro de reservas são fechados e aparecerá as reservas que foram estabelecidas. Neste box você vai selecionar a agência de viagens cadastrada para o seu Órgão. Neste momento você vai visualizar os recursos de viagens para passagens, onde poderá ser alterados o projeto/atividade e os empenhos se for necessário. Você também poderá visualizar o saldo dos empenhos e do teto orçamentário. 57

58 Depois de inseridos dados de reserva, selecionado a agência de viagens e os recursos de viagens para passagens, você já pode encaminhar a PCDP para as devidas aprovações. Você também terá informações sobre o cálculo de diárias o botão Calcular. 58

59 5. Prestação de Contas 5.1. Prestação de Contas Permite ao Solicitante visualizar todos os valores previstos em uma viagem, informar os valores realmente gastos, confirmando as despesas previstas com as realizadas, e alterar os trechos cadastrados na viagem inicial, adequando-a à situação de fato. Para iniciar a prestação de contas, o Solicitante tem em mãos a documentação necessária para a comprovação da viagem, isto é, os canhotos dos cartões de embarque, mais o Relatório de Viagem, nas viagens ao exterior. Se houver alguma norma interna que trate deste assunto, esta também deve ser atendida. Em seguida, acesse a funcionalidade PRESTAÇÃO DE CONTAS e selecione a PCDP, por meio das opções: - Todas; - Pelo número; - Pelo nome do Proposto. Selecionada a PCDP, responda a pergunta: A viagem foi realizada? Sim Não Se o Proposto afastou-se da sua localidade Sede, responda SIM. Caso contrário, a viagem não foi iniciada, responda NÃO e justifique o motivo da não realização. Clique OK. 59

60 Digitalizar os documentos de comprovação da viagem, salvar em Meus Documentos e anexar à PCDP. Clicar em Anexos. Para anexar o documento clicar em Procurar -> Selecionar o Documento -> Nomear o Documento -> Definir o Tipo de Documento -> Anexar. Visualizar o anexo para confirmar se está correto. Se necessário, preencher o campo de Observações. Anexados os documentos comprobatórios da viagem e esta tenha ocorrido conforme o planejamento inicial, o Solicitante acrescenta as Observações e Justificativas que se fizerem necessárias, clica na tecla Encaminhar e envia a PCDP para a aprovação da Prestação de Contas pelo Proponente. 60

61 Caso tenha ocorrido alguma alteração imprevista no transcorrer da viagem, esta deve ser inserida na PCDP. Para adaptar a PCDP à realidade dos fatos, o Solicitante tem que clicar na tecla Trechos. A funcionalidade Trechos disponibiliza o roteiro da viagem ao Solicitante para que sejam feitas as alterações na PCDP, ajustando-a ao que foi realizado. Clicar no trecho para proceder as alterações. Se não forem necessárias as alterações clicar na tecla Cancelar. Nesta opção, é possível ao Solicitante Alterar e Excluir o trecho, bem como Incluir um novo. Ao realizar estas alterações, automaticamente o SCDP recalcula os valores da viagem, gerando o valor a Reembolsar ou a Devolver. Se o valor é a Reembolsar, a PCDP volta para o fluxo de aprovações. Se a Devolver, a PCDP vai para o módulo de Devolução de Valor. Realizadas as alterações, o Solicitante Salva e Encaminha a PCDP. 61

62 Na Prestação de Contas é possível informar, no campo Restituição, o pagamento de despesas relacionadas com a viagem (passagens, remarcação de bilhetes, etc). Ressaltamos que este campo é apenas informativo e que o pagamento deve ser feito em processo externo ao SCDP. Na Prestação de Contas é possível fazer o pagamento de despesas extras, relacionadas a diárias. Para isto, calcular o valor a pagar e lançar no campo Reembolso de Despesas Extras, justificar o motivo e clicar em Atualizar. Ao Encaminhar a PCDP vai para o fluxo de aprovações. Feitos os ajustes devidos, anexados os documentos e lançadas as observações e justificativas necessárias, o Solicitante confirma que o Proposto devolveu os comprovantes das despesas, do bilhete da viagem e os comprovantes de embarques. Em seguida, clicar no campo Encaminhar, para a aprovação da Prestação de Contas pelo Proponente. 62

63 5.2. Devolução de Valores Módulo disponível para os perfis Solicitante e Coordenador Financeiro. O Solicitante, que tem a atribuição de realizar a Prestação de Contas, recebe a GRU, confere a autenticidade do pagamento, digitaliza o documento e anexa ao processo e dá baixa na dívida gerada. O Coordenador Financeiro acompanha as viagens, e seus propostos, que possuem valores a devolver, dentro do seu órgão de atuação, tomando as providências necessárias para a efetividade do processo. Por decisão interna de cada instituição, este procedimento pode ser atribuído apenas ao Solicitante, apenas ao Coordenador Financeiro ou dividido entre ambos. Para informar os valores devolvidos, após o recebimento da GRU e da verificação de sua autenticidade, o Solicitante acessa a funcionalidade Prestação de Contas -> Devolução de Valores. Selecionar a PCDP que será dada a baixa do valor, clicando no campo respectivo. 63

64 Conferir o valor a devolver com o valor devolvido, digitalizar a GRU, salvar na pasta Meus Documentos (ou outra) e anexar ao processo. Clicar em Anexos. Para anexar, clicar em Procurar -> Selecionar Arquivo -> Abrir -> Nomear documento -> Definir tipo de documento (GRU) ->Anexar. Em seguida Visualizar o documento para confirmar a anexação. Anexada a GRU, anotar o número que identifique o recolhimento, fazer as observações que forem pertinentes e Encaminhar a PCDP para a aprovação do Proponente. 64

65 Para a correção da PCDP, clicar em Corrigir e enviá-la novamente para o módulo Prestação de Contas. 65

66 5.3. Ajustar PCDP Esse módulo serve para retornar a PCDP ao fluxo, caso a prestação de contas já tenha sido iniciada indevidamente. Clique no módulo de prestação de contas e depois em Ajustar PCDP Você pode localizar a PCDP tanto pelo número da PCDP, quanto pelo nome do proposto. Após selecionar uma das opções e informar a PCDP desejada, clique em OK 66

67 Justificar o porque do reposicionamento e clica em confirma. Você confirma o ajuste da PCDP e clica em OK. 67

68 A PCDP foi reposicionada no início da prestação de contas. 68

69 6. Prorroga Viagem Módulo disponível para o perfil de Solicitante. O módulo Prorroga Viagem, apenas permite antecipar ou prorrogar a data de início e de termino da viagem. Para que este módulo possa ser utilizado, a viagem deverá estar entre o dia do inicio e do termino, depois de efetuada a Execução Financeira. Apenas no dia que a viagem for iniciada, o sistema permite que prorrogue o dia do inicio, já o dia do termino pode ser antecipado ou prorrogado, antes da mesma já estiver terminada. Para prorrogar uma viagem, o Solicitante deverá acessar o módulo através do menu Solicitação/ Viagem.../ Prorroga Viagem. O Sistema irá abrir uma tela com uma lista de propostas possíveis para a fazer a Prorrogação. Para acessar clique no nome do proposto desejado. Nota-se que ao lado do nome o Sistema informa o número da PCDP. 69

70 O Sistema irá abrir uma janela com os dados do Proposto, Roteiros e o Complemento da viagem, assim como o Cadastra/Altera Viagem. Verifique os dados do Proposto e clique em salvar. Após ter feito isto clique na aba Roteiros. O Sistema irá mostrar os trechos da viagem. Clique no trecho que irá Prorrogar. Nota-se que o trecho referente ao início da viagem só poderá ser prorrogado o início da permanência se a prorrogação for feita apenas no dia do início da viagem. 70

71 Após ter escolhido o trecho que irá ser feita a prorrogação, o Sistema apenas disponibiliza o campo de datas para ser alterado. Escolha a data da prorrogação e clique em salvar. Depois de feito a prorrogação do trecho, verifique se a data dos demais trechos está correta e clique novamente em salvar. 71

72 Após o cadastramento da prorrogação dos trechos, acesse a aba Complemento, preencha a justificativa da prorrogação no campo Entre com a justificativa para prorrogar/antecipar a viagem. Depois clique em salvar. Nota-se que sem a justificativa o sistema não deixará encaminhar a PCDP. Clique em Calcular para verificar o cálculo, na nova janela que abrirá, Demonstrativo de Cálculo. 72

73 Depois de feita a verificação do cálculo, clique em Encaminhar. 73

74 Ao encaminhá-la o número da PCDP ganhará o número do processo feito, no caso -1P que significa que foi feita uma prorrogação. Nota-se que ao consultar a PCDP deverá sempre utilizar o formato número/ano-prorrogação. 74

75 7. Complementa Viagem Módulo disponível para o perfil de Solicitante. O módulo Complementa Viagem, permite incluir novos trechos e também alterar as datas se preciso. Para que este módulo possa ser utilizado, a viagem deverá estar entre o dia do inicio e do termino, depois de efetuada a Execução Financeira. Para complementar uma viagem, o Solicitante deverá acessar o módulo através do menu Solicitação/ Viagem.../ Complementa Viagem. Selecione a PCDP desejada, clicando no nome do proposto. 75

76 Confira os dados do proposto e clique em Salvar, logo depois clique na aba Roteiros. Para Complementar a viagem, exclua o trecho do retorno, clicando no X vermelho ao lado do trecho. 76

77 Depois de excluir o trecho de retorno, o sistema disponibilizará o botão Novo, clique neste botão para cadastrar o novo trecho. Ao clicar em Novo o sistema disponibilizará um novo trecho a ser cadastrado. Nota-se que diferente da Prorrogação, o sistema disponibiliza o campo de Origem e Destino e também o campo de Data para ser alterado. Insira a data e o novo Local de Destino do trecho, escolha o percentual das Diárias e o meio de transporte, verifique se haverá Adicional de Embarque/Desembarque e depois clique em Incluir. 77

78 Feito isso, o Sistema irá disponibilizar os trechos existentes e o trecho da complementação. Agora clicando em Novo, inclua o trecho de retorno, ou outros trechos se houve necessidade. Se o trecho a incluir for o de retorno, marque a opção Retorno que o sistema automaticamente irá preencher os campos de Data e Local de Destino. Se o trecho a incluir for outro trecho de complementação, repita o processo feito no trecho anterior. 78

79 Após ter marcado Retorno escolha o meio de transporte e clique em incluir. Depois do cadastramento do trecho de retorno, o Sistema não irá disponibilizar a opção Novo, clique na aba Complemento, que será o ultimo passo para finalizar o cadastramento da complementação. Nota-se que o Sistema disponibiliza o botão Desfazer Alterações apenas clique nesta opção se deseja desfazer todo o cadastramento que foi feito na complementação, assim os trechos voltaram a ser como foi cadastrado na Solicitação Inicial. 79

80 Ao clicar em Complemento, escreva a justificativa da complementação no campo Entre com a justificativa para prorrogar/antecipar a viagem. Depois clique em salvar. Nota-se que sem a justificativa o sistema não deixará encaminhar a PCDP. Novamente verifique se o cálculo está correto acessando o botão Calcular e depois clique em Encaminhar. 80

81 Ao encaminhá-la assim como a prorrogação, o número da PCDP ganhará o número do processo feito, no caso -1C que significa que foi feita uma prorrogação. Nota-se que ao consultar a PCDP deverá sempre utilizar o formato número/ano-complementação. 81

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (ABRIL 2009) Índice 1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP...3 1.1.Viagem Nacional...6 1.2.

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008 (Módulo Prestação de Contas)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008 (Módulo Prestação de Contas) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Fevereiro de 2008 (Módulo Prestação de Contas) Índice 1. Prestação de Contas Página 3 1.1. Prestação de Contas Página 3 1.2. Devolução

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP FAQ PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 CADASTRAMENTO DE VIAGEM 1.1 Como reativar uma PCDP já cancelada? 1.2 -

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Solicitante (AGOSTO 2010) Índice 1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP...03 1.1.Viagem Nacional...06

Leia mais

3. Viagem Internacional

3. Viagem Internacional 3. Viagem Internacional Para cadastrar uma viagem internacional, acesse através do menu Solicitação/ Cadastra/Altera Viagem. Acione o botão Novo, para cadastrar uma nova viagem. Selecione o Tipo de Proposto,

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Prestação de Contas (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Prestação de Contas (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Prestação de Contas (ABRIL 2009) Índice 1. Prestação de Contas...3 1.1. Devolução de Valores...7 1.2. Ajustar PCDP...10 1. Prestação

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Representante Administrativo (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Representante Administrativo (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Representante Administrativo (AGOSTO 2010) Índice 1. Reserva Passagem...03 1.1. Remarcação de Bilhete...13 2 1. Reserva Passagem

Leia mais

Manual Operacional para o Gestor Setorial do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Maio de 2008

Manual Operacional para o Gestor Setorial do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Maio de 2008 Manual Operacional para o Gestor Setorial do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Maio de 2008 Índice 1. Acesso ao Sistema Página 3 1.1 Acessar o Sistema de Concessão de Diárias e Passagens

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Acesso ao Sistema (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Acesso ao Sistema (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Acesso ao Sistema (ABRIL 2009) Índice 1. Acesso ao Sistema...3 1.1. Perfis de Acesso...4 1.2. Acessar o Sistema de Concessão de

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Acesso ao Sistema (AGOSTO 2010)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Acesso ao Sistema (AGOSTO 2010) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Acesso ao Sistema (AGOSTO 2010) Índice 1. Acesso ao Sistema...03 1.1. Perfis de Acesso...04 1.2. Acessar o Sistema de Concessão

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP FAQ Perguntas e Respostas Freqüentes Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 - Quais as exigências legais para cadastramento de uma solicitação de

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades (ABRIL 2009)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades (ABRIL 2009) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Autoridades (ABRIL 2009) Índice 1. Aprovação...3 1.1. Proponente / Autoridade Concedente...3 1.2. Autoridade Superior...6 1.3. Ordenador

Leia mais

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA

MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA MANUAL DO OFICIAL DE JUSTIÇA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO Janeiro 2012 Conteúdo Elaboração do projeto... 3 1. Acesso ao Sistema... 4 2. Tipo de Certificado... 4 2.1. Navegador padrão para acessar

Leia mais

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I.

Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. Manual do Usuário ipedidos MILI S.A. - D.T.I. MILI S.A. - D.T.I. Índice 1 ACESSANDO O PORTAL IPEDIDOS... 3 1.1 Login...5 1.2 Tela Principal, Mensagens e Atendimento On-line...6 2 CADASTRAR... 10 2.1 Pedido...10

Leia mais

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens.

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Este Manual foi adaptado pela Coordenadoria da Escola dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso e DAPI Departamento de Aprimoramento da 1ª Instância Autores Conselho

Leia mais

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS

SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS SLTI / MP SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS MANUAL DO USUÁRIO Versão: 22/11/2004 SUMÁRIO SUMÁRIO...i SISTEMA DE CONCESSÃO DE DIÁRIAS E PASSAGENS...1 1. CONCEITOS...1 1. 1. DEFINIÇÃO...1 1. 2.

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP. Perfil: Solicitante de Passagem Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens SCDP Perfil: Solicitante de Passagem Novembro - 2014 1 Sumário Introdução...3 Etapa de Reserva de Passagem...4 1 Reserva de Passagem...4

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária (SIS 1.0)

Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária (SIS 1.0) Parte:Manual Atualização: OriginalPágina 1 Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária () Instalação Se houver alguma versão do FireBird Instalada na máquina desinstale antes de

Leia mais

MOODLE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA

MOODLE NA PRÁTICA PEDAGÓGICA Carmen Mathias Agosto - 2009 I. CADASTRO 1. Acessar o site de treinamento (teste): http://moodle_course.unifra.br/ 2. Faça o login, clicando em acesso no lado direito superior da tela: 3. Coloque seu nome

Leia mais

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas

Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas 2013 Cadastro de Usuários e Agendamento de Consultas Cris Podologia 1 Conteúdo 1) Cadastro... 3 2) Agendamento... 8 3) Atualização e Complemento do Cadastro... 13 a) Perfil... 15 b) Endereço... 15 4) Recuperação

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

1 Atualização... ERP 8.8.2

1 Atualização... ERP 8.8.2 DEAK SISTEMAS 2 MANUAL - Deak Frente de Caixa 8.8.2 Sumário I 1 - Introdução 4 II 2 - Instalação 4 1 Atualização... ERP 8.8.2 8 III 3 - Configurações 9 1 3.1... - Cadastros de Bancos 10 2 3.2... - Cadastro

Leia mais

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL

MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL MANUAL PARA SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL Agosto / 2015 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 IMPORTANTE ANTES DE SOLICITAR O CERTIFICADO DIGITAL... 3 SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL... 4 APRESENTAÇÃO DOS

Leia mais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Procedimentos Departamento de Projetos Contratos e Convênios Pró-Reitoria de Administração Manual para Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15

MANUAL. Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE. Versão 2.2.15 MANUAL Certificado de Origem Digital PERFIL ENTIDADE Versão 2.2.15 Sumário 1. Inicializando no sistema... 4 2. Perfil de Emissores do Sistema... 4 3. Analisando os certificados emitidos... 5 3.1. Certificados

Leia mais

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras

SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço. Passo a Passo Gestor de Compras SRP Sistema de Controle de Ata de Registro de Preço Passo a Passo Gestor de Compras Como acessar Como Acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Como Acessar

Leia mais

Prestação de Contas Eletrônica

Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO Prestação de Contas Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/17 Sumário 1- ACESSO... 3 2- TELA DE INÍCIO... 4 3- CADASTRAMENTO...

Leia mais

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia

Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia Manual do FACGTO - Autorizador Online Odontologia 1 Acessar o endereço: http://facgtounafisco.facilinformatica.com.br 1.2 - Será exibida a página abaixo, selecionar o Tipo de acesso (Clínica (CNPJ) e/ou

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Painel de recebíveis e Painel de linhas de crédito Versão 1.0 1 As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis

Leia mais

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Início Portal Coordenador... 2 2.1. Novos Pedidos... 2 2.2. Pendências... 3 2.3. Menu... 4 2.4. Sair... 4 3. Saldo de Projetos... 5 4. Extrato

Leia mais

Manual do Usuário - Cliente Externo

Manual do Usuário - Cliente Externo Versão 3.0 SGCL - Sistema de Gestão de Conteúdo Local SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O MANUAL... 4 3. FUNCIONALIDADES GERAIS DO SISTEMA... 5 3.1. Acessar a Central

Leia mais

Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância

Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância Página1 Apresentação Projeto ECA na Escola - Plataforma de Educação à Distância Olá Participante do Projeto ECA na Escola, Este tutorial pretende auxiliá-lo na navegação na Plataforma de Educação à Distância

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO DE SOLICITAÇÃO DE FORMULÁRIOS (SASF) USUÁRIOS MUNICIPAIS VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação. Secretaria de Estado da Fazenda Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão Versão 0.

Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação. Secretaria de Estado da Fazenda Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão Versão 0. Manual de Orientação GCT Gestão de Contratação Versão 0.1 SUMÁRIO 1. CATÁLOGO DE MATERIAIS E SERVIÇOS...3 1.1. CONSULTA AO CATÁLOGO POR DIGITAÇÃO...5 1.2. CONSULTA AO CATÁLOGO POR LISTAGEM...8 2. CATÁLOGO

Leia mais

Manual de Treinamento Serviços de Manutenção Ticket Car. Operações via POS/TEF

Manual de Treinamento Serviços de Manutenção Ticket Car. Operações via POS/TEF Manual de Treinamento Serviços de Manutenção Ticket Car Operações via POS/TEF Cartão Ticket Car CIU - Cartão de Identificação do Usuário ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... 04 POS Ticket Car :

Leia mais

Internet Banking. Outubro - 2012

Internet Banking. Outubro - 2012 Internet Banking Outubro - 2012 1 Índice 1. Início... Pg. 4 2. Menu Home... Pg. 5 3. Menu Conta Corrente... Pg. 7 3.1 Extratos Conta Corrente... Pg. 8 3.2 Extratos de Tarifas...Pg. 9 3.3 Informações Complementares...

Leia mais

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS

ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO SECRETARIA DE FINANÇAS / DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO ORIENTAÇÃO AO TOMADOR DE SERVIÇO, QUANTO A RETENÇÃO DO ISS Olá Tomadores de Serviço, a Prefeitura Municipal

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE. Versão: 01.08

MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE. Versão: 01.08 MANUAL DE INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO SISTEMA DE PAGAMENTO ONLINE Versão: 01.08 Índice Instalação do Sistema...03 Tela inicial do Sistema...10 Módulos...11 Conteúdo do Menu Arquivo...11 Finalizar...11 Inclusão

Leia mais

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0

MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE MÓDULO DE DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS DECORE MANUAL Versão 2.0 Spiderware Consultoria em Informática Rua Mayrink Veiga, 11 / 804 Rio de Janeiro RJ CEP 20090-050 Tel. 0 (XX)

Leia mais

O QUE É A CENTRAL DE JOGOS?

O QUE É A CENTRAL DE JOGOS? O QUE É A CENTRAL? A Central de Jogos consiste de duas partes: Um site na Internet e um programa de computador (Central) que deve ser instalado em sua máquina. No site www.centraldejogos.com.br, você pode

Leia mais

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG

MALOTE DIGITAL. Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG MALOTE DIGITAL Autores Conselho Nacional de Justiça TRE-MG Adaptações TJMT Lise Mangabeira Escola dos Servidores Reginaldo Cardoso DAPI Ruy Castrilon D.A. Readaptações TCE MT (Download do manual no site

Leia mais

Manual Operacional do Assessor Jurídico

Manual Operacional do Assessor Jurídico Manual Operacional do Assessor Jurídico SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS - MÓDULO COMPRAS - EMISSÃO DE PARECER JURÍDICO PARA PROCESSOS DE COMPRA COM EDITAL OU DE DISPENSA DE LICITAÇÃO

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo:

GUIA DE ORIENTAÇÃO. 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: GUIA DE ORIENTAÇÃO 1- Para acessar o sistema é necessário seguir os passos abaixo: 1.1 - ACESSAR O SITE DA PREFEITURA: 1.2 - CLICAR NA OPÇÃO: SERVIÇOS >> NOTA FISCAAL ELETRÔNICA 1.3 - Aguarde carregar

Leia mais

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011

Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/2011 Orientações para Pagamento de Diárias e Prestação de Contas Versão nº 05, 06/04/20 Sumário I - REQUISIÇÃO DE DIÁRIA / PAGAMENTO DE DIÁRIA... Solicitante (Servidor que irá realizar a viagem)... Aprovador

Leia mais

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Maio de 2008 (Módulo Aprovação)

Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Maio de 2008 (Módulo Aprovação) Manual Operacional do Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP Maio de 2008 (Módulo Aprovação) Índice 1. Aprovação Página 3 1.1 Proponente / Autoridade Concedente Página 3 1.2. Autoridade Superior

Leia mais

Manual do Emissor RPS

Manual do Emissor RPS Manual do Emissor RPS Fly E-Nota 1/14 Índice 1.Instalação...3 1.1.Pré-requisitos da instalação...3 1.2.Baixar e instalar do Emissor RPS...3 1.3.Carregar as configurações do prestador...4 1.4.Instalação

Leia mais

Gerenciamento de Deslocamentos e Viagens

Gerenciamento de Deslocamentos e Viagens MANUAL: Gerenciamento de Deslocamentos e Viagens Administrador do Sistema de Viagens Versão: 1.0 Sumário Apresentação... 1 1. Acesso ao sistema... 2 2. Perfis do sistema... 2 3. Configurando o sistema

Leia mais

Espaço do Coordenador

Espaço do Coordenador Espaço do Coordenador Guia de utilização Versão 2.5 PARTE 6: Pedidos de pessoal 2 SUMÁRIO 8.4 PEDIDOS DE PESSOAL... 6 8.4.1 CLT... 7 8.4.2 ESTAGIÁRIO... 17 8.4.3 AUTÔNOMO... 26 8.4.4 VALE ALIMENTAÇÃO/REFEIÇÃO...

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Manual da Loja Virtual. Objetivo: Como anunciar produtos e acompanhar as vendas. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início Através deste manual, veremos como anunciar e

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Software Planejamento Tributário

Software Planejamento Tributário Software Planejamento Tributário Bem vindo ao segundo manual de instalação do software de Planejamento Tributário, este irá lhe mostrar os passos para o término da instalação e configuração do software

Leia mais

1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA. 3 2. PRIMEIRO LOGIN. 8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA. 12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA. 14 5. EXCLUIR DADOS. 15 6.

1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA. 3 2. PRIMEIRO LOGIN. 8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA. 12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA. 14 5. EXCLUIR DADOS. 15 6. Índice 1. INSTALAÇÃO DO SISTEMA...3 2. PRIMEIRO LOGIN...8 3. ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA...12 4. DESINSTALAÇÃO DO SISTEMA...14 5. EXCLUIR DADOS...15 6. APRESENTAÇÃO DO EXTRANET...17 6.1 Sistema DESCONECTADO...18

Leia mais

PORTAL WISSEN OPERADORA 2011 GUIA PRÁTICO OPERACIONAL. Portal Wissen

PORTAL WISSEN OPERADORA 2011 GUIA PRÁTICO OPERACIONAL. Portal Wissen PORTAL WISSEN OPERADORA 2011 GUIA PRÁTICO OPERACIONAL Portal Wissen Onde encontro? INTRODUÇÃO...3 Acessando o Sistema...4 Pagina Inicial do sistema...5 FUNCIONAMENTO DO SISTEMA...6 Iniciando um File (Compra

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Manual CeC CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Manual CeC Atualizado em 21/02/2013 APRESENTAÇÃO Este manual apresenta a estrutura e a forma de utilização do módulo Cadastro eletrônico de Contribuintes CeC, o

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME)

MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) MANUAL DE EMISSÃO E INSTALAÇÃO DO CERTIFICADO TIPO A1 (GOOGLE CHROME) VERSÃO 10 Atualizado em 30/12/2015 Página 1 de 30 A renovação online do certificado somente poderá ser feita uma única vez (e-cpf)

Leia mais

Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância

Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância Página1 Apresentação Curso Online A Escola no Combate ao Trabalho Infantil Plataforma de Educação à Distância Olá Participante do Curso A Escola no Combate ao Trabalho Infantil (ECTI), Este tutorial pretende

Leia mais

Roteiro elaborado com o objetivo de auxiliar os convenentes no registro das prestações de contas no SIGPC Contas Online.

Roteiro elaborado com o objetivo de auxiliar os convenentes no registro das prestações de contas no SIGPC Contas Online. FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE Roteiro de orientações ao convenente para prestação de contas do Programa Caminho da Escola no SiGPC Contas Online Roteiro elaborado com o objetivo de

Leia mais

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia

LGTi Tecnologia. Manual - Outlook Web App. Soluções Inteligentes. Siner Engenharia LGTi Tecnologia Soluções Inteligentes Manual - Outlook Web App Siner Engenharia Sumário Acessando o Outlook Web App (Webmail)... 3 Email no Outlook Web App... 5 Criar uma nova mensagem... 6 Trabalhando

Leia mais

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica

Manual de Rotinas para Usuários. Advogados da União. Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS. Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Manual de Rotinas para Usuários Advogados da União Procuradoria da União no Estado do Ceará PU/CE SAPIENS Sistema da AGU de Inteligência Jurídica Versão 1.0 2015 1 INTRODUÇÃO 3 1.1 O QUE É O SAPIENS? 3

Leia mais

DEAMB DIVISÃO DE EMERGÊNCIAS AMBIENTAIS

DEAMB DIVISÃO DE EMERGÊNCIAS AMBIENTAIS DIVISÃO DE INFORMAÇÃO E SISTEMATIZAÇÃO DEAMB DIVISÃO DE EMERGÊNCIAS AMBIENTAIS MANUAL DO LICENCIAMENTO ON-LINE DE FONTES MÓVEIS DE POLUIÇÃO TRANSPORTE DE PRODUTOS E/OU RESÍDUOS PERIGOSOS VERSÃO 2015 INTRODUÇÃO

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL.

O Sistema foi inteiramente desenvolvido em PHP+Javascript com banco de dados em MySQL. Nome do Software: Gerenciador de Projetos Versão do Software: Gerenciador de Projetos 1.0.0 1. Visão Geral Este Manual de Utilização do Programa Gerenciador de Projetos via Web, tem por finalidade facilitar

Leia mais

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NO SITE DO IAMAR IMPORTANTE:

PASSO A PASSO PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS NO SITE DO IAMAR IMPORTANTE: IMPORTANTE: Recomendamos que o formulário seja preenchido com calma e bastante atenção. Quanto mais claras e detalhadas forem as informações mais chances seu projeto terá de ser compreendido na íntegra

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

GUIA PARA NOVOS NO ELO7: MEIOS DE PAGAMENTO 1

GUIA PARA NOVOS NO ELO7: MEIOS DE PAGAMENTO 1 GUIA PARA NOVOS NO ELO7: MEIOS DE PAGAMENTO 1 ÍNDICE 1. Meios de Pagamento disponíveis 1.1 Notificação de Pagamento 03 03 2. Moip 2.1 Benefícios 2.2 Como criar uma conta no Moip 2.2.1. Verificação da conta

Leia mais

MANUAL DE GABINETES SAJ/SG5

MANUAL DE GABINETES SAJ/SG5 MANUAL DE GABINETES SAJ/SG5 Seção de Implantação de Sistemas Divisão de Sistemas Judiciais de Segundo Grau Diretoria de Tecnologia da Informação DTI/TJSC suporte: saj2grau@tjsc.jus.br Índice: Página 1.

Leia mais

* COMO ACESSAR O SISTEMA?

* COMO ACESSAR O SISTEMA? * OBJETIVO: Possibilitar que os usuários autorizados da SEDUC PA, cadastrem processos e/ou documentos acompanhando o andamento dos mesmos até a sua finalização ou cancelamento. Através deste módulo haverá

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO Acesse o site www.teubilhete.com.br, selecione a opção Teu Online, e clique no botão, preencha o formulário com os dados de sua empresa. Reúna duas vias impressas do Contrato

Leia mais

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos Página 1 de 23 SUMÁRIO 1. Pré-requisitos do computador para instalação do sistema Faróis Vinco Pedidos... 2 2. Instalação do... 3 3. Executando o sistema pela primeira vez... 5 4. Menus do sistema... 6

Leia mais

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site.

Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Orientações para os procedimentos de cadastro e inscrição em nosso site. Atenção: Os dados que aparecem nas imagens abaixo, são meramente ilustrativos, naturalmente os dados que devem ser visualizados,

Leia mais

Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes do Banco do Nordeste Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes Cobrança BNB

Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes do Banco do Nordeste Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes Cobrança BNB Pág. 1 Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes Cobrança BNB Pág. 2 Instalação o o o o Baixar o Setup v3.5.38.exe disponível no site do BNB Executando o aplicativo aparecerá a imagem abaixo Clique

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS

PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS PROCESSO DE LICITAÇÃO E COMPRA DIRETA DO SISTEMA DE GESTÃO DE MATERIAIS E SERVIÇOS GMS Este manual não tem a pretensão de esgotar as dúvidas acerca dos procedimentos de compras de materiais e/ou serviços

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

ROTEIRO PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DIGITAL A1

ROTEIRO PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DIGITAL A1 ROTEIRO PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DIGITAL A1 Informações importantes sobre a emissão do Certificado A1: 1. Todos os certificados do tipo A1 emitidos no computador/usuário são gerados em um único Repositório

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.2. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.2 ExpressoMG 16/12/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1

Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente. Versão 1.1 Ajuda On-line - Sistema de Relacionamento com o Cliente Versão 1.1 Sumário Sistema de Relacionamento com Cliente 3 1 Introdução... ao Ambiente do Sistema 4 Acessando... o Sistema 4 Sobre a Tela... do Sistema

Leia mais

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença.

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Tutorial Report Express Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Índice Apresentação Pág. 3 Passo 1 Pág. 4 Instalação do MasterDirect Integrações Passo 2 Pág. 8 Exportar clientes Linha Contábil

Leia mais

Guia de Atualização do Projudi

Guia de Atualização do Projudi 1 TRIBUNAL de JUSTIÇA do ESTADO da BAHIA Corregedoria Geral da Justiça do Estado da Bahia Coordenação dos Juizados Especiais Guia de Atualização do Projudi Sistema de Processo Eletrônico TJ-BA Salvador

Leia mais

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2

Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Monitor de Comercialização - Proponente MT-212-00056-2 Última Atualização: 08/01/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Painel de Lances V Envio de Lances VI Prorrogação

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR Roteiro para utilização do GEP Versão de referência: GEP V1.00 Índice analítico I Apresentação... 2 I.1 Controles básicos do sistema;... 2 I.2 Primeiro acesso... 2 I.3 Para trocar a senha:... 3 I.4 Áreas

Leia mais

GERANDO RECIBOS ELEITORAIS

GERANDO RECIBOS ELEITORAIS GERANDO RECIBOS ELEITORAIS O prestador de contas deve acessar o Sistema de Requisição de Recibos Eleitorais (SRE), disponível na página de internet deste Tribunal (http://www.trerj.gov.br/site/eleicoes/2014/,

Leia mais