Soluções analíticas em transporte Promovemos a eficiência, reduzimos o congestionamento e levamos as pessoas de maneira mais rápida onde desejam ir.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Soluções analíticas em transporte Promovemos a eficiência, reduzimos o congestionamento e levamos as pessoas de maneira mais rápida onde desejam ir."

Transcrição

1 Soluções analíticas em transporte Promovemos a eficiência, reduzimos o congestionamento e levamos as pessoas de maneira mais rápida onde desejam ir.

2 Soluções analíticas em transporte Promovemos a eficiência, reduzimos o congestionamento e levamos às pessoas de maneira mais rápida onde desejam ir. O transporte (movimento eficaz de pessoas e coisas) tem sido fundamental para a economia e a qualidade de vida em todo o mundo. A ineficiência custa dinheiro, aumenta as emissões que causam poluição e leva tempo para as pessoas. O problema é que a infraestrutura de transporte cresce mais lentamente do que a demanda. Os carros podem construir-se mais rapidamente do que as ruas. As cidades crescem mais rapidamente do que podem expandir-se as autopistas. Mesmo que houvesse uma oferta ilimitada de dinheiro e pessoal para a construção de ruas, várias áreas já estão construídas. Esta é a razão pela qual a indústria do transporte está consultando com especialistas em análise comercial para encontrar maneiras mais inteligentes de utilização dos recursos existentes, reduzir o congestionamento e melhorar a experiência das viagens. Basta pensar o impacto que seria se todos pudessem chegar onde precisam ir e encontrar um lugar para estacionar, cinco minutos antes cada dia. Claramente, as organizações que usam os dados existentes são aquelas que podem descobrir novas maneiras de operar com maior eficiência e sustentabilidade, e de melhorar a qualidade de vida das pessoas que servem. Compreensão das tendências A indústria do transporte não é principiante no mundo da análise de negócios ou da coleta de dados, mas, até recentemente, as fontes de dados não estavam ligadas. Os executivos da área de transporte público podiam determinar quantas pessoas tomavam um ônibus ou trem em um determinado dia, mas não sabiam nada sobre o passageiro individual. Era essa uma rota regular? Essa pessoa também dirigia um carro, às vezes? Eles não tinham acesso a este tipo de informação que podia ajudá-los a melhorar o desenho da rota ou o número de pessoas que usam o transporte. Cada forma de transporte opera dentro de um sistema independente, o que torna difícil ter uma visão geral. Nos últimos anos, várias cidades optaram por um sistema multimodal, o que lhes permite viajar sem problemas nos diferentes modos de transporte, incluindo ônibus, trem, bicicleta e veículos motorizados. Além disso, a utilização de novos meios de transporte, como compartilhar carros ou bicicletas, está crescendo continuamente. Dado que os novos sistemas de pagamento reduzem o atrito entre os meios de transporte, esta adopção continuará aumentando. Atualmente, há uma visão mais conectada das diferentes maneiras em que as pessoas se deslocam de um lugar a outro, portanto, cada meio pode desempenhar um papel ideal em todo o sistema de transporte. Essa modalidade múltipla exige uma coleta integral de dados. À medida que se integram mais partes no sistema de transporte, há disponível uma ampla variedade de fontes de dados, como câmeras, sensores de carros, GPS integrados e tecnologia de localização geográfica. A análise de transportes deverá cobrir os diferentes ecossistemas de dados para mostrar o potencial dos sistemas de transporte multimodal. O uso da tecnologia orientada ao consumidor também teve um enorme impacto na indústria do transporte. Os telefones inteligentes, e os planos de dados, estão disponíveis e são accessíveis para quase todas as pessoas nos diferentes níveis socioeconômicos. Os telefones, por si, tornam-se fontes de informação e veículos para enviar mensagens sobre horários e hora de chegada do transporte público, ou bem como carteiras eletrônicas para pagamentos. As cidades crescem mais rapidamente do que podem expandir-se as autopistas, criando a necessidade de encontrar maneiras mais inteligentes de reduzir o congestionamento e melhorar toda a experiência das viagens. 2

3 O que é ainda de maior importância, os dispositivos de computação móvel e de comunicação pessoal geram dados do consumidor quase em tempo real, sobre onde estão os indivíduos, para onde vão e como eles se sentem sobre a experiência. Quando explorados, estes dados permitem às agências fornecer melhores serviços e mais direcionados, reduzindo custos através de uma melhor utilização da infraestrutura disponível. Finalmente, a preocupação pelo futuro do meio-ambiente concentra-se na conservação da energia e o controle da poluição. Usando dados analíticos para entender o comportamento dos motoristas, as agências podem encontrar formas criativas de convencer aos motoristas a usar o transporte público ou para reduzir o congestionamento nas ruas e estacionamentos, a fim de proteger o meio ambiente ao mesmo tempo em que é mais conveniente para os clientes. Claramente, a análise passou da parte interna à parte externa da indústria de transportes, fornecendo metodologias para a previsão em tempo real. O conhecimento do cliente é um meio para a mobilidade sustentável e sem sobressaltos. Os dados estão ai, o desafio é usá-los de forma eficaz. Os pagamentos abertos oferecem novas oportunidades de mineração de dados. As agências de serviços de transporte público nos EUA têm um dilema: o orçamento é apertado e porque seu trabalho é fornecer um meio accessível para as pessoas irem de um lugar a outro, estão limitadas no que podem cobrar pela viagem. Portanto, as agências nunca conseguem receitas suficientes através da cobrança de bilhetes para executar as operações. No entanto, devem encontrar a maneira de gerenciar suas operações de forma mais eficaz. Esta necessidade levou à transferência de bilhetes de papel para cartões inteligentes e sistemas atuais de pagamento aberto, com os quais os passageiros podem embarcar no ônibus, passando o cartão de crédito através da máquina e sentar-se. Este sistema não só é conveniente para os clientes, eliminando o gasto do bilhete de papel, mas também coleta dados básicos, como hora, localização, número de cartão e meio de transporte. No entanto, se o pagamento aberto também é usado para o trem, trem ligeiro e estacionamento, e os dados dos diferentes meios de transporte são consolidados, as agências de transporte podem analisar esses dados para obter uma imagem mais clara de quem são os passageiros e como usam os serviços específicos. Se 30 % das pessoas tomam ônibus ou trem para ir trabalhar três vezes por semana, mas usam seus veículos para ir ao mesmo destino (como se evidencia através do estacionamento pago) duas vezes por semana, as agências podem oferecer promoções especiais para mudar esse hábito. Por exemplo, podem oferecer descontos no estacionamento para aqueles deste grupo que usam o transporte público quatro vezes por semana, ou algum outro incentivo. Se um organismo usa seus dados existentes para conhecer às pessoas que utilizam seus serviços, pode encontrar maneiras criativas para mudar esse hábito e melhorar assim o número de pessoas que usam o transporte público, reduzindo o congestionamento e a poluição. O mercado europeu tem uma alta taxa de uso de meios de transportes de massa, mas enfrentam uma necessidade semelhante de reduzir o congestionamento e de planejar as rotas de forma eficiente. Toda a infraestrutura é mais complexa, com muito mais opções de serviços de transporte público das que existem na maioria das cidades dos EUA. Os passageiros não só comparam em relação às formas mais tradicionais de transporte público, mas também com as opções como caminhar, andar de bicicleta ou alugar uma moto. Ao unir todos estes meios de transporte elaborados e analisar os dados, os operadores compreendem melhor as necessidades de seus usuários e em que condições, por exemplo, optam por caminhar nove quadras frente a alguma outra opção. As opções de pagamento aberto permitem aos passageiros usar seus cartões de crédito para subir nos ônibus rápida e facilmente. Mas, e se as opções de pagamento aberto estivessem disponíveis para outros meios de transporte? Os dados poderiam ser consolidados e analisados para compreender melhor os hábitos de transporte. 3

4 Otimização do transporte público com os dados das tarifas existentes. Os operadores de transporte público sempre devem procurar maneiras de aumentar a capacidade e otimizar o uso da infraestrutura (ajustando as rotas, a frequência do serviço e a localização dos pontos). Através da análise para determinar como as pessoas usam o transporte público e por que, as agências podem coletar dados para fazer os ajustes que otimizem os recursos disponíveis. Por exemplo, em vez de ter três ônibus parcialmente cheios fazendo a viagem, pode haver apenas um que realize a mesma rota. As estações do metrô vendem bilhetes de ida ou de ida e volta e isto nem sempre reflete as necessidades daqueles que usam o meio. Mediante a análise, um gerente da estação descobriu que 20% dos passageiros da estação viajavam de acordo com um padrão triangular. Essa descoberta levou a introduzir um bilhete de três viagens. É importante notar que vários fatores influenciam a decisão de um individuo para utilizar o transporte público, desde o tempo e o preço da viagem até o clima, o propósito da viagem e a disponibilidade de opções de transporte. Para criar um modelo de análise preciso, as agências de transporte devem considerar todas estas influências e considerar as incertezas inerentes à vida. Apoio ao crescimento do transporte sustentável. Uma das tendências de maior crescimento na indústria de transporte mundial, os sistemas multimodais de transporte público, funciona exclusivamente através da disponibilidade de estudos avançados. Este sistema permite a quem tenha cartões, acessar a bicicletas, carros elétricos ou outro meio de transporte, desde algum dos diferentes pontos que existem na cidade, e devolvê-los a outro ponto dentro de um prazo determinado. A aprovação do programa depende inteiramente de ter o número certo de veículos disponíveis no lugar certo e na hora certa. Aqui é onde a análise se torna importante. Considere o programa de bicicletas compartilhadas em uma cidade europeia projetado principalmente para pessoas que vão e voltam do trabalho. Embora o programa foi bem recebido, não se considerou um fato importante: o terreno da cidade era irregular e por isso em lugar de usar as bicicletas para ir e voltar do trabalho, os participantes do programa as usavam só em um sentido, a parte do trajeto que era ladeira abaixo. Isso ocasionou uma distribuição pouco uniforme das bicicletas e filas de passageiros decepcionados esperando em pontos onde não havia bicicletas. Com a análise avançada, os administradores do programa identificaram o lugar onde se encontravam as bicicletas e o local onde deviam estar em tempo real. Durante todo o dia usavam-se veículos elétricos para redistribuir as bicicletas nos diferentes locais, segundo o uso desse dia e outros padrões. À medida que a disponibilidade de veículos compartilhados, desde bicicletas a carros elétricos, continua aumentando, a análise terá um papel fundamental no sucesso destes programas através das previsões de demanda em tempo real. Uma tendência de muito crescimento na indústria global de transportes, sistemas de transporte público multimodal através da disponibilidade de estudos avançados. 4

5 Como manter aos motoristas em movimiento Claro que sempre haverá pessoas que preferem dirigir. Em vários casos, as agências não podem arcar com as despesas para construir ou expandir os caminhos, ou, literalmente, não há espaço disponível para isso. Agora, com a disponibilidade de análise em tempo real sobre o congestionamento nas rotas, as agências podem facilitar esse congestionamento abrindo pedágios de alta ocupação (high-occupancy toll, HOT). As agências controlam o tráfego a través de sistemas inteligentes de transporte. Se o congestionamento é iminente, podem ajustar os preços de forma dinâmica em rotas específicas, em minutos, com sinais eletrônicos que informam aos motoristas o custo e o tempo da viagem das rotas mais custosas e que estão menos congestionadas. Os motoristas que estão dispostos a pagar a conveniência podem usar o pedágio de alta ocupação, que não só lhes permite chegar mais rápido ao seu destino, mas que reduz o congestionamento nas outras rotas. Em Londres, Cingapura e Estocolmo usa-se um pedágio urbano para reduzir o congestionamento em áreas centrais da cidade. Em alguns casos, o objetivo é incrementar o fluxo de receita. Em outros, é uma forma de incentivar o uso do transporte público durante alguns dias de alto tráfego. A capacidade de tomar decisões com base na análise do uso das ruas é a razão por que esses programas são bem sucedidos. Aceleração da procura de vagas de estacionamento Todos os dias, os motoristas perdem tempo, gastam em combustível, aumentam o congestionamento e a poluição do ar, simplesmente circulando à procura de um lugar para estacionar na via pública. Nas grandes cidades, no horário de pico, entre 15 e 30 % do tráfego pode ser causado por pessoas que já chegaram ao seu destino, mas não conseguem um lugar para estacionar. A nova tecnologia, que combina câmeras, sensores e monitoramento geográfico com análise, pode ver se um determinado lugar está ocupado ou não e transmitir essa informação para um dispositivo no carro, tais como GPS ou telefone celular do motorista para guiá-lo ao lugar disponível mais próximo. Essa é uma maneira de reduzir o congestionamento. Outra é a implementação de opções de preços dinâmicos, dependendo da demanda por estacionamento. O uso da gestão da procura de estacionamento nas via pública pode ter vários benefícios. Em lugares onde os preços são baixos, há uma melhor utilização dos espaços existentes. Nos lugares onde os preços são altos, é mais fácil encontrar um lugar para aqueles que aceitam pagar um custo mais elevado. No entanto, ao contrário dos pedágios de alta ocupação, o preço de estacionamento muda regularmente, não em tempo real, mas de acordo com a demanda. O estacionamento na rua pode ser mais caro durante a semana de trabalho para incentivar o uso do transporte público. Ou pode estimular os motoristas a estacionar a três quadras de distância, em uma rua com muito espaço disponível e a um custo mais baixo, e logo depois orientá-los para essa área. As agências também podem estabelecer diferentes preços para residentes e visitantes, e logo modificá-los em eventos especiais ou em função da demanda do tráfego. Além de usar a análise para estabelecer preços, as agências também podem utilizar ferramentas para ver o impacto desses preços nos bairros afetados, o fluxo de tráfego e outros fatores que ajudam a tomada de decisões futuras. Esta é uma abordagem simples para os preços dinâmicos que existem atualmente, que escala a milhares de quadras, e é fácil de comunicar e eficaz para o seguimento de demandas passadas Esta abordagem é conhecida como termostato de ocupação, os preços aumentam quando a ocupação média do último mês foi significativamente acima da meta. Pelo contrário, os preços diminuem quando a ocupação do último mês ficou abaixo da meta. A análise preditiva é amplamente usada a fim de prever o planejamento de ruas ou mudança de rotas. Atualmente, a análise preditiva pode ser usada para permitir que os operadores de serviços de transporte público façam ajustes em tempo real. 5

6 No entanto, esta abordagem tem algumas limitações. Em primeiro lugar, a ocupação pode ter altas oscilações. Mais importante ainda, ignora como o fechamento de ruas nos dias de descanso terá impacto no trajeto e a consequente necessidade de estacionamento. Tampouco ajuda as agências a identificar os objetivos de ocupação adequados, dependendo de quanto valoram as pessoas valorizam estacionar na via pública em comparação com os estacionamentos em lugares fechados. Embora as agências possam criar modelos de como a demanda varia de acordo com o preço, este modelo deve refletir a forma como as pessoas escolhem os lugares de estacionamento, bem como levar em conta a flexibilidade que os motoristas têm sobre onde, quando e por quanto tempo eles ficam em um local específico. Com uma infinidade de opções disponíveis, estes cálculos são complexos em grandes cidades e requerem algoritmos que podem ser melhorados ao longo do tempo para aqueles que tomem a decisão possam visualizá-los e compreendê-los facilmente. Se considerarmos um quadro completo dos indivíduos que usam serviços de estacionamento, as agências podem criar novas formas de incentivá-los a usar o transporte público, estacionar em uma área diferente ou alterar o comportamento de alguma forma, a fim de reduzir o congestionamento e a poluição. Previsões mais precisas A análise preditiva é usada para o planejamento de rotas com base no crescimento projetado da população e dos prováveis cenários para antecipar o impacto do fechamento temporário de uma rua, a construção de uma nova estação ou a mudança de uma estrada. As agências também usam modelos de previsão para antecipar a reação dos passageiros ao aumento na tarifa para determinar possíveis desgastes ou identificar o que aconteceria se fosse cancelada uma rota específica ou se tivesse que ser reparada durante 15 minutos. Como resultado, os líderes de transporte público podem tomar decisões com menos surpresas no resultado final. Atualmente, a análise preditiva pode ser usada para permitir que os operadores e gestores da área de serviços de transporte público tomem decisões rapidamente sobre a distribuição de veículos ou serviços em tempo real. Por exemplo, há mais pessoas à espera de um ônibus específico do que esse ônibus pode transportar? Podem-se adicionar veículos extras rapidamente para controlar a situação. Há um acidente de tráfego em uma rota ou rodovia específica? A análise permite que aqueles que controlam saibam que têm que redirecionar esses veículos à medida que surgem os eventos para que os passageiros cheguem a seus destinos a tempo. A análise final Hoje, desafia-se à indústria do transporte para reduzir o congestionamento e a poluição, melhorar a segurança e levar às pessoas onde precisam ir de maneira mais rápida. Ao trabalhar com um parceiro que pode consolidar e analisar os volumes de dados dos diferentes meios de transporte é possível saber o que é preciso para enfrentar esses desafios, e fornecer meios de mobilidade sustentável e sem problemas para as pessoas em todo o mundo. 6

7 Quem somos? A Xerox é líder global em processos de negócios e serviços de tecnologia da informação. Por mais de 40 anos, temos transferido essa experiência para a indústria de transportes, trabalhamos com clientes em mais de 35 países para fornecer soluções confiáveis que produzem resultados. De fato, nós somos o maior fornecedor de inovadores serviços de mobilidade e serviços de transporte para governos do mundo inteiro. De coleta de passagens a soluções de cobrança, de processos administrativos a instalações de infraestrutura, fornecemos o sistema e os serviços que ajudam a resolver importantes problemas de transporte. De igual importância, investimos aproximadamente $1 bilhão de dólares em pesquisa e desenvolvimento a cada ano, com cientistas envolvidos em projetos de transporte em nossos diferentes centros de pesquisa em todo o mundo. Nosso trabalho de análise ajuda às agências a transformar seus dados em conhecimentos processáveis que permite melhorar a vida das pessoas, dando-lhes mais tempo no seu dia. Como parceiro comercial dos governos e as corporações mais complexas do mundo, oferecemos soluções inovadoras para que nossos clientes possam se concentrar no que mais importa: o negócio real. Inovação A inovação surge apenas quando faz a diferença para nossos clientes. O grupo de inovação da Xerox garante uma carteira equilibrada de projetos de pesquisa e tecnologia que respondem às necessidades das empresas de hoje, bem como cria opções para o futuro. Levamos nossa experiência ao mercado do transporte para ajudar a desenvolver a solução certa para o projeto. Como integradores tecnológicos, não estamos limitados a uma solução única. De fato, com quatro por cento da nossa receita investido em pesquisa e desenvolvimento a cada ano, somos capazes de atender suas necessidades atuais e antecipar-nos àquelas que virão no futuro. $1.5 bilhões de dólares investidos em pesquisa e desenvolvimento a cada ano (Xerox/Fuji Xerox) patentes em 2010 (Xerox/Fuji Xerox). Entre os 20 líderes das principais patentes. Mais de 100 novos produtos e 500 prêmios nos últimos três anos patentes no mundo. Nos laboratórios de pesquisa da Xerox, os cientistas de dados trabalham em projetos de inovação para tornar o transporte multimodal sustentável e sem sobressaltos. Aqui estão alguns exemplos desses projetos. 7

8 Simulação de dados para otimizar as redes de transportes públicos Os cientistas criaram um motor de criação de perfis de usuários utilizando sequências de validação de bilhetes anônimos para inferir a natureza de uma viagem. A primeira validação do bilhete representa o inicio ou o ponto de inicio; a segunda poderia ser o destino ou indicar que o passageiro mudou o tipo de transporte, pode ser de ônibus a bicicleta ou de trem a ônibus. Ao analisar as localizações e o horário da validação dos bilhetes, e combinando-os com dados de sondagem, o motor apresenta uma imagem clara sobre como usam as pessoas a infraestrutura de transporte e para onde se dirigem: ao trabalho, à escola, ao centro comercial ou a um encontro semanal regular. Esta imagem integral, que utiliza os dados das passagens existentes, permite às agências compreender melhor e responder às necessidades do usuário. Como complemento do motor de criação de perfis de usuários, um mecanismo de simulação de passageiros prevê decisões do viajante sob diferentes cenários para medir o impacto das mudanças específicas da infraestrutura. Utiliza decisões de prováveis viagens baseadas nos dados do motor de criação de usuários, dados demográficos, clima e a disponibilidade de outros meios de transporte. O objetivo é criar um mecanismo para a análise contínua de grandes quantidades de dados, visualizadas em um monitor que se mostre na cidade. Este conhecimento permite aos funcionários das áreas de transporte fazer os ajustes de acordo com às necessidades cambiantes das pessoas que servem. Motor de preços dinâmicos para o estacionamento na via pública Nos laboratórios, os pesquisadores criaram um tabuleiro de administração da cidade que é usado em conjunto com a abordagem existente termostato de ocupação de estacionamentos. Esta ferramenta única integra a informação sobre transporte público e estacionamento, combinando dados de sensores de estacionamento, inspetores de tráfego e sondagem e fatores em variáveis de clima, fechamento de ruas, dias de descanso e atividades comerciais locais para fornecer uma simulação, previsão, visualização e preços mais precisos. Com a utilização de novos modelos de seleção, recentemente inventados para a comercialização, que captam a heterogeneidade nas preferências das pessoas, as agências podem prever com maior precisão o valor de planejamento de preços específicos para os motoristas e alcançar melhores resultados. Detalhes de contato: Kenneth Mihalyov xerox.com Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox e Xerox and Design são marcas comerciais da Xerox Corporation nos Estados Unidos e em outros países. BRXXXX

soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos

soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos soluções inovadoras para desafios de negócios Manual explicativo do quadro do modelo de negócios passo a passo com exemplos O quadro do modelo de negócios O Business Model Canvas (Quadro do Modelo de Negócios)

Leia mais

Princípios da nova visão de Mobilidade Urbana Mobilidade Sustentável

Princípios da nova visão de Mobilidade Urbana Mobilidade Sustentável Princípios da nova visão de Mobilidade Urbana Mobilidade Sustentável Diminuir a necessidade de viagens motorizadas: Posicionando melhor os equipamentos sociais, descentralizando os serviços públicos, ocupando

Leia mais

Para não correntistas, as compras e saques no Brasil e exterior serão realizados na função crédito, a débito da fatura do cartão de crédito.

Para não correntistas, as compras e saques no Brasil e exterior serão realizados na função crédito, a débito da fatura do cartão de crédito. BRB MasterCard Gold O cartão BRB MasterCard Gold é um dos mais completos cartões de crédito internacionais do mercado. Aceito em mais de 32 milhões de estabelecimentos credenciados à Rede MasterCard.Conheça

Leia mais

Professor André Lemos (FACOM/UFBA) Resumo da Entrevista feita na Fundação Mário Leal Ferreira no dia 10/07/2015.

Professor André Lemos (FACOM/UFBA) Resumo da Entrevista feita na Fundação Mário Leal Ferreira no dia 10/07/2015. Professor André Lemos (FACOM/UFBA) Resumo da Entrevista feita na Fundação Mário Leal Ferreira no dia 10/07/2015. O professor André Lemos começa sua fala abordando a questão do planejamento de longo prazo

Leia mais

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO

PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO PROPOSTAS MOBILIDADE PROPOSTAS DE MÉDIO E LONGO PRAZO AGENDA DO DEBATE: Pedestres Bicicleta Transporte público: ônibus e trilhos Circulação viária carros, motos e caminhões Acessibilidade Educação e trânsito

Leia mais

IBM FlashSystem Atendendo ao pedido de desempenho no setor de telecomunicações

IBM FlashSystem Atendendo ao pedido de desempenho no setor de telecomunicações IBM Systems and Technology Group Abril de 2013 White Paper de Liderança em Ideias Inovadoras IBM FlashSystem Atendendo ao pedido de desempenho no setor de telecomunicações 2 IBM FlashSystem Atendendo ao

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

Resumo. Julho de 2013. documento

Resumo. Julho de 2013. documento documento Abrindo novas portas para o sucesso das cobranças Saiba como as organizações de cobranças de todo o mundo acompanham o ritmo dos clientes móveis e das prioridades de pagamentos em mudança Julho

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS - UMA VISÃO GERENCIAL

CUSTOS LOGÍSTICOS - UMA VISÃO GERENCIAL CUSTOS LOGÍSTICOS - UMA VISÃO GERENCIAL Data: 10/12/1998 Maurício Lima INTRODUÇÃO Um dos principais desafios da logística moderna é conseguir gerenciar a relação entre custo e nível de serviço (trade-off).

Leia mais

Modernização de Operações

Modernização de Operações Modernização de Operações O CAMINHO MAIS CLARO PARA PROTEGER O FUTURO Colocando Você no Caminho para a Modernização de Operações Valor Se você está lindando atualmente com problemas de obsolescência, ou

Leia mais

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola

Leia mais

A Curitiba de 2024. Entenda

A Curitiba de 2024. Entenda Emendas ao Plano Direitor propõem a paulistinização do trânsito em Curitiba Gazeta do Povo - Curitiba/PR - HOME - 04/10/2015-21:49:00 Modelo em gestão de mobilidade urbana para o restante do país nas décadas

Leia mais

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA

MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB SUPERINTENDÊNCIA DE TRANSPORTE E TRANSITO DE JOÃO PESSOA STTRANS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 001/2011 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2010/047142 ANEXO IV DIRETRIZES PARA A REESTRUTURAÇÃO

Leia mais

PESQUISA SOBRE CUSTO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO

PESQUISA SOBRE CUSTO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO PESQUISA SOBRE CUSTO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO Resultados da América Latina 2012 SUMÁRIO 3 METODOLOGIA 4 INTRODUÇÃO 5 AS 7 SÃO 9 NÃO 11 RECOMENDAÇÕES INFORMAÇÕES ESTÃO AUMENTANDO VERTIGINOSAMENTE... E ELAS

Leia mais

Startup reinventa mercado de imóveis com Lego da vida real

Startup reinventa mercado de imóveis com Lego da vida real 03/06/2016 06:00 Startup reinventa mercado de imóveis com Lego da vida real Saulo Suassuna Fernandes Filho, da Molegolar: empreendedor passou de empresa familiar para startup própria São Paulo - Quando

Leia mais

A cidadedo futuro. Marcus Quintella marcus.quintella@fgv.br

A cidadedo futuro. Marcus Quintella marcus.quintella@fgv.br A cidadedo futuro Marcus Quintella marcus.quintella@fgv.br O transporte público multimodal é chave para cidades eficientes e sustentáveis Integraçãoé a base da multimodalidade Fonte: Capima (capima.com.br)

Leia mais

Guia do Crédito Certo. Para entender e usar corretamente.

Guia do Crédito Certo. Para entender e usar corretamente. Guia do Crédito Certo Para entender e usar corretamente. Índice 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Conhecendo o crédito. 1 \ O que fazer para ter uma vida financeira saudável? 2 Para que serve o crédito? 5 O Crédito Certo

Leia mais

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas

Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Documento técnico de negócios Gerenciamento de nuvens híbridas Uma solução de gerenciamento de nuvens abrangente, segura e flexível Documento técnico de negócios Página 2 Frente às tendências significativas

Leia mais

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EM SEGURANÇA DO TRABALHO IMPORTÂNCIA INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO Quando do início de um empreendimento, de um negócio ou qualquer atividade; As expectativas e desejos de início são grandes:

Leia mais

WMS e TMS. A integração entre os sistemas de gerenciamento de armazéns e transportes é fundamental para a otimização dos fluxos de trabalho

WMS e TMS. A integração entre os sistemas de gerenciamento de armazéns e transportes é fundamental para a otimização dos fluxos de trabalho WMS e TMS A integração entre os sistemas de gerenciamento de armazéns e transportes é fundamental para a otimização dos fluxos de trabalho O que um jogador de futebol e uma bailarina profissional têm em

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VIAGENS POR BICICLETAS: PESQUISA SOBRE OS HÁBITOS DOS CICLISTAS

AVALIAÇÃO DE VIAGENS POR BICICLETAS: PESQUISA SOBRE OS HÁBITOS DOS CICLISTAS AVALIAÇÃO DE VIAGENS POR BICICLETAS: PESQUISA SOBRE OS HÁBITOS DOS CICLISTAS Pablo de Barros Cardoso Professor, Universidade do Grande Rio, Brasil Vânia Barcellos Gouvêa Campos Professora, Instituto Militar

Leia mais

VERSÃO PRELIMINAR. Notas sobre Redes de Proteção Social e Desigualdade

VERSÃO PRELIMINAR. Notas sobre Redes de Proteção Social e Desigualdade Notas sobre Redes de Proteção Social e Desigualdade 1) Nos últimos dez anos a renda media dos brasileiros que caiu a taxa de 0.6% ao ano, enquanto o dos pobres cresceu 0.7%, já descontados o crescimento

Leia mais

De olho no futuro. 10Minutos Energia

De olho no futuro. 10Minutos Energia 10Minutos Energia Como ganhar impulso no processo de transformação energética De olho no futuro Julho de 2015 Destaques Megatendências e disrupções estão tendo impactos profundos nas estratégias e no papel

Leia mais

Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA

Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA REVISANDO O CÁLCULO DO EVA QUAIS AS VANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DA MÉTRICA EVA? COMO FAZER OS AJUSTES NA AVALIAÇÃO DOS S / INVESTIMENTOS?

Leia mais

Conseguimos te ajudar?

Conseguimos te ajudar? Controlar suas finanças deve ser um hábito. Não com o objetivo de restringir seus sonhos de consumo, mas sim de convidá-lo a planejar melhor a realização da cada um deles, gastando o seu dinheiro de maneira

Leia mais

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários

Eleve a experiência do consumidor: como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Eleve a experiência : como criar uma situação de win-win entre a TI e seus usuários Introdução Soluções da CA Por que é necessário melhorar a experiência dos usuários com os serviços de TI? A consumerização

Leia mais

Logística Reversa - Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais

Logística Reversa - Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais Logística Reversa - Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais Leonardo Lacerda Introdução Usualmente pensamos em logística como o gerenciamento do fluxo de materiais do seu ponto

Leia mais

[ GUIA ] GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES

[ GUIA ] GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES [ GUIA ] GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES D e s c u b r a c o m o m a n t e r o c a p i t a l d a e m p r e s a s o b c o n t r o l e p a r a f a z e r o n e g ó c i o c r e s c e r. Uma boa gestão

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N

IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N IDC A N A L Y S T C O N N E C T I O N Robert Young Gerente de pesquisas de software para gerenciamento de sistemas empresariais C o m o r e p e n s a r o gerenciamento de ativo s d e T I n a e ra da "Internet

Leia mais

7 Ações para afastar a crise Utilizando o marketing para melhorar suas vendas.

7 Ações para afastar a crise Utilizando o marketing para melhorar suas vendas. Criamos uma pequena lista de ações ligados ao marketing na internet que nem chega a ser um diferencial. Será o mínimo para que você com seu negócio consiga se manter no mercado e continuar a gerar lucros.

Leia mais

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento.

A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. A importância do estudo das diferenças de percepção entre ciclistas e aspirantes para o planejamento. AUTORES ALVES, Felipe Alberto Martins¹; ANDRADE, Beatriz Rodrigues². ¹Universidade Federal do Ceará.

Leia mais

Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa!

Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa! Fluxo de Caixa O dia-a-dia das finanças em sua empresa! É muito frequente, no ambiente do SEBRAE-SP, o empresário chegar com muitas dúvidas sobre as finanças da sua empresa. E finanças, como sabemos, é

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

PLAYBOOK. Criando uma Infraestrutura de TI que se Adapta ao Seu Negócio

PLAYBOOK. Criando uma Infraestrutura de TI que se Adapta ao Seu Negócio PLAYBOOK P A R A M U D A N Ç A Criando uma Infraestrutura de TI que se Adapta ao Seu Negócio Durante décadas, os data centers foram sobre provisionados de duas à três vezes em uma tentativa de planejar

Leia mais

COMO REFORÇAR A SEGURANÇA DE SUA REDE A AMEAÇA ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÇA, COMO DEVE SER COM A SEGURANÇA

COMO REFORÇAR A SEGURANÇA DE SUA REDE A AMEAÇA ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÇA, COMO DEVE SER COM A SEGURANÇA COMO REFORÇAR A SEGURANÇA DE SUA REDE A AMEAÇA ESTÁ EM CONSTANTE MUDANÇA, COMO DEVE SER COM A SEGURANÇA PRÁTICAS RECOMENDADAS DE SEGURANÇA DE TI: ESTRATÉGIAS ESPECIALIZADAS PARA COLETA DE LOGS, ANÁLISE

Leia mais

ATENÇÃO. O Banco do Brasil apesar de não ser mais uma autoridade, ainda exerce atividades típicas de Banco Central.

ATENÇÃO. O Banco do Brasil apesar de não ser mais uma autoridade, ainda exerce atividades típicas de Banco Central. 1. BREVE HISTÓRICO DO SFN O SFN brasileiro é relativamente novo. Tem pouco mais de 50 anos. Foi criado em 1964. Mas isso não quer dizer que não existiam instituições financeiras anteriormente. Com a vinda

Leia mais

Gerenciamento inteligente de dados

Gerenciamento inteligente de dados Gerenciamento inteligente de dados Sanjeet Singh Grupo de produtos de armazenamento de dados da Dell ÍNDICE Índice RESUMO EXECUTIVO... 3 O GERENCIAMENTO DE DADOS DE HOJE... 3 VISÃO DA DELL: IDM... 4 OBJETIVOS

Leia mais

Fale com seus clientes quando seja mais conveniente para eles com o Genesys Web Callback

Fale com seus clientes quando seja mais conveniente para eles com o Genesys Web Callback Folheto de produto Genesys Web Callback Fale com seus clientes quando seja mais conveniente para eles com o Genesys Web Callback Não importa quão bom seja seu atendimento ao cliente, há momentos em que

Leia mais

A cor da qualidade: Como a Crayola usa dados para fornecer o giz de cera perfeito

A cor da qualidade: Como a Crayola usa dados para fornecer o giz de cera perfeito Especial - Lean Seis Sigma A cor da qualidade: Como a Crayola usa dados para fornecer o giz de cera perfeito Aqui temos uma caixa novinha com 64 gizes de cera. Escolha sua tonalidade favorita e depois

Leia mais

Afiliados. Uma visão geral da sua oportunidade de ser um Afiliado Uglii. Every Business Every Country

Afiliados. Uma visão geral da sua oportunidade de ser um Afiliado Uglii. Every Business Every Country Afiliados Uma visão geral da sua oportunidade de ser um Afiliado Uglii Every Business Every Country Copyright SISS 2011 Oportunidade para Afiliados 18 de janeiro de 2011 Página 1 de 11 Índice Sumário...

Leia mais

Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás GO ANEXO IV CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA

Prefeitura Municipal de Águas Lindas de Goiás GO ANEXO IV CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA ANEXO IV CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRÔNICA ANEXO IV. CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL E SISTEMA DE BILHETAGEM ELETRONICA CENTRO DE CONTROLE OPERACIONAL 1. INTRODUÇÃO - CCO

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. André Abe Patricia Stelzer

MOBILIDADE URBANA. André Abe Patricia Stelzer MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL André Abe Patricia Stelzer Atualmente, a mobilidade urbana é parte da política de desenvolvimento urbano sustentável. Trata do deslocamento de bens e pessoas e do atendimento

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1

Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 Laudon & Laudon MIS, 7th Edition. Pg. 1.1 13 OBJETIVOS OBJETIVOS COMO ENTENDER O VALOR EMPRESARIAL DOS SISTEMAS E COMO GERENCIAR A MUDANÇA Como nossa empresa pode medir os benefícios de nossos sistemas

Leia mais

Introdução à participação infantil

Introdução à participação infantil Seção 1 Introdução à participação 1.1 Uma visão bíblica da criança Em muitas culturas, as crianças são subestimadas. No entanto, Deus valoriza as crianças tanto quanto os adultos. Todos os seres humanos

Leia mais

TURCAMBIO TURCAMBIO TURCAMBIO TURCAMBIO TURCAMBIO

TURCAMBIO TURCAMBIO TURCAMBIO TURCAMBIO TURCAMBIO A TURCAMBIO, vem percorrendo uma trajetória de sucesso na região sul do nosso país desde 1987. No ano de 2012, fomos a primeira agência de turismo a receber autorização do Banco Central do Brasil para

Leia mais

Otimizada para Crescimento:

Otimizada para Crescimento: Quinta Pesquisa Anual de Mudança na Cadeia de Suprimentos RESUMO REGIONAL: AMÉRICA LATINA Otimizada para Crescimento: Executivos de alta tecnologia se adaptam para se adequar às demandas mundiais INTRODUÇÃO

Leia mais

GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS NET

GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS NET GUIA DE PRODUTOS E SERVIÇOS NET 1 SEJA BEM-VINDO à net! Caro cliente, Este guia foi desenvolvido para você conhecer um pouco mais sobre os produtos e serviços NET que estão à sua disposição. Aproveite

Leia mais

Razões para Investir em Fundos de Fundos de Private Equity

Razões para Investir em Fundos de Fundos de Private Equity Razões para Investir em Fundos de Fundos de Private Equity por Capital Dynamics* ambiente de private equity no Brasil tem mostrado uma melhoria significativa desde 2003, mesmo se comparado aos outros paises

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Caros colegas, orienta o modo como nossa organização trabalha para selecionar, desenvolver, motivar e valorizar o bem mais importante da Bausch + Lomb nossas

Leia mais

Análise Econômica do Mercado de Resseguro no Brasil

Análise Econômica do Mercado de Resseguro no Brasil Análise Econômica do Mercado de Resseguro no Brasil Estudo encomendado a Rating de Seguros Consultoria pela Terra Brasis Resseguros Autor: Francisco Galiza Sumário 1. Introdução... 3 2. Descrição do Setor...

Leia mais

CONCEITO BALANÇO PATRIMONIAL 24/8/2012. Renato Tognere Ferron

CONCEITO BALANÇO PATRIMONIAL 24/8/2012. Renato Tognere Ferron BALANÇO PATRIMONIAL Renato Tognere Ferron CONCEITO É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, o Patrimônio e o Patrimônio Líquido da Entidade.

Leia mais

3 Análise para a definição da estratégia

3 Análise para a definição da estratégia 3 Análise para a definição da estratégia O presente capítulo aborda os aspectos relacionados à transação sob dois prismas, sendo o primeiro o Transaction Cost Theory (TCT), no qual o foco é a análise dos

Leia mais

transporte lugar adequado morar, trabalhar e viver dignidade acesso à habitação mobilidade trânsito seguro serviços e equipamentos urbanos

transporte lugar adequado morar, trabalhar e viver dignidade acesso à habitação mobilidade trânsito seguro serviços e equipamentos urbanos INFRAESTRUTURA VIÁRIA, APRESENTANDO O SISTEMA DE TELEFÉRICO NO COMPLEXO DO ALEMÃO COMO ALTERNATIVA, BEM SUCEDIDA PARA TRANSPORTE MASSIVO PARA BAIXA RENDA. O transporte por teleférico para o complexo do

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

COMPETÊNCIAS DO CLIENTE: INCORPORAÇÃO NO MODELO DE NEGÓCIOS THOMAS STOB JUNIOR

COMPETÊNCIAS DO CLIENTE: INCORPORAÇÃO NO MODELO DE NEGÓCIOS THOMAS STOB JUNIOR COMPETÊNCIAS DO CLIENTE: INCORPORAÇÃO NO MODELO DE NEGÓCIOS THOMAS STOB JUNIOR RESUMO Este artigo defende a idéia de que na nova economia as empresas precisam incorporar a experiência do cliente a seus

Leia mais

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil Página 1 de 5 Sobre a Revista Ed 24 - fev 04 Home Medical Infocenter Med Atual Edição Atual Serviços Global Home Brasil Home Busca Mapa do Site Fale Conosco Edição Atual Edição Atual Matéria de Capa Artigo

Leia mais

Por: Pedro Arlindo, Anabela Mabota, António Paulo, Cynthia Donovan e David Tschirley 1

Por: Pedro Arlindo, Anabela Mabota, António Paulo, Cynthia Donovan e David Tschirley 1 24 de Março de 2004 flash No 38 P Resultados das Pesquisas do SIMA-DEST e Departamento de Análise de Políticas MADER-Direcção de Economia Mudanças nos Padrões de Consumo na Zona Sul: Que Opções Alimentares

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

Como erguer um piano sem fazer força

Como erguer um piano sem fazer força A U A UL LA Como erguer um piano sem fazer força Como vimos na aula sobre as leis de Newton, podemos olhar o movimento das coisas sob o ponto de vista da Dinâmica, ou melhor, olhando os motivos que levam

Leia mais

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RISCOS FISCAIS

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RISCOS FISCAIS SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA Subsecretaria de Política Fiscal Órgão da SEFAZ PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RISCOS FISCAIS Breves reflexões sobre o tema. George Santoro BREVE HISTÓRICO: DO ESTADO BUROCRÁTICO

Leia mais

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA Toyota do Brasil Pós-venda Capítulo 1 - O que o Cliente espera do Serviço de Pós-Venda Capítulo 2 - A Filosofia do Serviço de Pós-Venda Toyota Definindo a Filosofia

Leia mais

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal.

Como Capacitar sua Força de Vendas. Não é Automação. É Pessoal. Como Capacitar sua Força de Vendas Não é Automação. É Pessoal. 2 Como capacitar Sua Força de Vendas: Não É Automação. É Pessoal. Como capacitar Sua Força de Vendas Não É Automação. É Pessoal. O digital

Leia mais

A medida da lei de cotas para o ensino superior

A medida da lei de cotas para o ensino superior Versão 2, 1/12/2008 A medida da lei de cotas para o ensino superior Simon Schwartzman Qual o verdadeiro alcance da lei de cotas para o ensino superior aprovada pelo Congresso Nacional no Dia da Consciência

Leia mais

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 3/3 A pequena empresa é um mercado massivo em importante crescimento, que alcançou uma maturidade em termos de oportunidade

Leia mais

DESAFIOS PARA A MOBILIDADE URBANA JOÃO BRAGA

DESAFIOS PARA A MOBILIDADE URBANA JOÃO BRAGA DESAFIOS PARA A MOBILIDADE URBANA JOÃO BRAGA Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano Recife Caso você fosse o gestor, quais seriam suas principais intervenções no trânsito do Recife? SE A SITUAÇÃO

Leia mais

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo.

Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Vigilância IP Axis. Infinitas possibilidades para a vigilância por vídeo. Desafios da vigilância por vídeo hoje O mercado de vigilância por vídeo está crescendo, impulsionado por preocupações de segurança

Leia mais

Módulo 5. Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios

Módulo 5. Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios Módulo 5 Implementação do BSC para um negócio específico, definição de objetivos, apresentação de casos reais e exercícios Implementando BSC para um negócio específico O BSC é uma estrutura para desenvolvimento

Leia mais

Os rumos do Email Marketing

Os rumos do Email Marketing Marketing Os rumos do Email Marketing Confira alguns pontos que podem fazer a diferença na utilização desta ferramenta, como um maior investimento na equipe De 1 a 3 de fevereiro, tive a oportunidade de

Leia mais

Prática e Gerenciamento de Projetos. Prof. MS Galvez Gonçalves

Prática e Gerenciamento de Projetos. Prof. MS Galvez Gonçalves Prática e Gerenciamento de Projetos Prof. MS Galvez Gonçalves PMI PMI (Project Management Institute) fundado em 1969 é uma instituição sem fins lucrativos. Missão:fomentar o profissionalismo e a ética

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRANUS COMO APOIO À ENGENHARIA DE TRÁFEGO E TRANSPORTE URBANO

UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRANUS COMO APOIO À ENGENHARIA DE TRÁFEGO E TRANSPORTE URBANO UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE TRANUS COMO APOIO À ENGENHARIA DE TRÁFEGO E TRANSPORTE URBANO 1. INTRODUÇÃO Atualmente a tecnologia vem se desenvolvendo cada vez mais rápido para suprir as necessidades da população.

Leia mais

Mais automóveis e menos espaço. Essa é a equação em quase todas as cidades. Por esta razão, os sistemas de estacionamento robotizados, que aproveitam

Mais automóveis e menos espaço. Essa é a equação em quase todas as cidades. Por esta razão, os sistemas de estacionamento robotizados, que aproveitam Mais automóveis e menos espaço. Essa é a equação em quase todas as cidades. Por esta razão, os sistemas de estacionamento robotizados, que aproveitam o espaço disponível mais eficientemente, são uma alternativa

Leia mais

A roda: a maior invenção tecnológica

A roda: a maior invenção tecnológica A roda: a maior invenção tecnológica A roda parece ter sido inventada, há cerca de 6000 anos, na Mesopotâmia. Foi uma invenção de importância extraordinária, não só porque promoveu uma revolução no campo

Leia mais

Mapa 11: Itinerários das Linhas Diametrais - por Grupo de Operação. Ribeirão Preto - SP/2010

Mapa 11: Itinerários das Linhas Diametrais - por Grupo de Operação. Ribeirão Preto - SP/2010 200000 205000 210000 215000 220000 Mapa 11: Itinerários das Linhas Diametrais - por Grupo de Operação. Ribeirão Preto - SP/2010 7660000 7665000 195000 Legenda Linhas Diametrais Rápido D Oeste (4) 7655000

Leia mais

2 Fundamentação Conceitual

2 Fundamentação Conceitual 2 Fundamentação Conceitual 2.1 Computação Pervasiva Mark Weiser define pela primeira vez o termo Computação Ubíqua ou Computação Pervasiva (Ubiquitous Computing) em (10). O autor inicia o trabalho com

Leia mais

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP.

Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. Comparativo entre câmeras analógicas e Câmeras IP. VANTAGENS DAS SOLUÇÕES DE VIGILÂNCIA DIGITAL IP É verdade que o custo de aquisição das câmeras digitais IP, é maior que o custo de aquisição das câmeras

Leia mais

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver SESSÃO: 255-S0 DATA: 27/08/15 FL: 1 DE 5 O SR. TONINHO VESPOLI (PSOL) - Boa tarde novamente a todos e a todas. Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Leia mais

IBM System Storage. Projeta suas informações de negócios importantes com soluções de segurança de informações da IBM

IBM System Storage. Projeta suas informações de negócios importantes com soluções de segurança de informações da IBM IBM System Storage Projeta suas informações de negócios importantes com soluções de segurança de informações da IBM As organizações sempre se esforçaram para gerenciar o crescimento exponencial de informações

Leia mais

Sobre vinte centavos: como se calculam tarifas de ônibus no Brasil e que modelo devemos buscar?

Sobre vinte centavos: como se calculam tarifas de ônibus no Brasil e que modelo devemos buscar? Sobre vinte centavos: como se calculam tarifas de ônibus no Brasil e que modelo devemos buscar? Rodrigo Ribeiro Novaes 1 As manifestações populares que tomaram as principais cidades brasileiras no último

Leia mais

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos

10.1. Estratégias para desenvolvimento de novos produtos Módulo 10. Planejamento de novos produtos Uma economia sofrendo as conseqüências de um mercado globalizado, onde a concorrência não dorme nem perdoa atrasos ou percalços. Esta é o macro ambiente onde estão

Leia mais

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA PROGRAMA DE SÓCIOS PROGRAMA DE SÓCIOS CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA DESDE 1898 PROGRAMA DE SÓCIOS - INTRODUÇÃO Um programa de sócios forte e eficiente é atualmente a principal saída dos clubes brasileiros

Leia mais

junho/june 2012 - Revista O Papel

junho/june 2012 - Revista O Papel sérgio brito Por Luiz Bersou, diretor do Instituto Épico de Administração : luizbersou@bcaconsultoria.com.br Gestão por Ponto Flutuante H Gráfico 1 enry Ford, diz a história, propunha-se a fabricar carros

Leia mais

A Finep mais abrangente

A Finep mais abrangente _O MOVIMENTO Saiba mais sobre as novas propostas de atuação da Finep, na ENTREVISTA com Glauco Arbix entre outros objetivos, ele quer que a agência seja reconhecida como instituição financeira pelo Banco

Leia mais

para tornar sua viagem mais Barata

para tornar sua viagem mais Barata 8 Passos para tornar sua viagem mais Barata Este E-book foi escrito para você, que gosta de viajar, mas sempre vê o dinheiro como um problema. Bruna Buhatem TERMINAL 00:00 DEPATURE TERMINAL ZONE DESTINATION

Leia mais

Central de Cases EXPRESSO XYZ: o que é inovação? www.espm.br/centraldecases

Central de Cases EXPRESSO XYZ: o que é inovação? www.espm.br/centraldecases Central de Cases EXPRESSO XYZ: o que é inovação? www.espm.br/centraldecases Central de Cases EXPRESSO XYZ: o que é inovação? Preparado pelo Prof. Marcus S. Piaskowy, da ESPM-SP. Recomendado para as disciplinas

Leia mais

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 117 GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo*

ipea políticas sociais acompanhamento e análise 7 ago. 2003 117 GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo* GASTOS SOCIAIS: FOCALIZAR VERSUS UNIVERSALIZAR José Márcio Camargo* Como deve ser estruturada a política social de um país? A resposta a essa pergunta independe do grau de desenvolvimento do país, da porcentagem

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília AVALIAÇÃO DA ADOÇÃO DE BPM NO BRASIL: ERROS, APRENDIZADOS E BOAS PRÁTICAS Leandro Jesus INVESTIR EM PROCESSOS:

Leia mais

Produtividade. Sem tempo a

Produtividade. Sem tempo a Produtividade Sem tempo a A NDREA MARQUES/ FOTONAUTA perder Contax investe em tecnologias Microsoft para facilitar o trabalho de seus operadores e garantir que eles atendam os clientes com mais agilidade

Leia mais

AS INTERFACES DO PLANEJAMENTO URBANO COM A MOBILIDADE

AS INTERFACES DO PLANEJAMENTO URBANO COM A MOBILIDADE AS INTERFACES DO PLANEJAMENTO URBANO COM A MOBILIDADE Quando focalizamos a condição de sermos moradores de um aglomerado, isso nos remete a uma posição dentro de um espaço físico, um território. Esse fato,

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? As ofertas de cloud pública proliferaram e a cloud privada popularizou-se. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

Instrumentos de ação: Sistema de Produto-Serviço

Instrumentos de ação: Sistema de Produto-Serviço Instrumentos de ação: Sistema de Produto-Serviço ou Product-Service System (PSS) ÁUREA RAPÔSO Doutoranda em Engenharia Industrial (PEI/UFBA) Professora e Pesquisadora do IFAL Campus Maceió Bolsista CAPES

Leia mais

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Mobilidade Urbana Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Apresentação A política de desenvolvimento urbano é estratégica para a promoção de igualdade de oportunidades, para a desconcentração

Leia mais

Relatório de Boas Práticas

Relatório de Boas Práticas Relatório de Boas Práticas Nome da empresa: WEG EQUIPAMENTOS ELETRICOS S/A CNPJ: 07.175.725/0010-50 Responsável pela prática: Natalino Petry Cargo / Função: Chefe da seção QPOP E-Mail: natalinop@weg.net

Leia mais

Filósofos. A história administração. Filósofos. Igreja Católica e Organização Militar. Revolução Industrial

Filósofos. A história administração. Filósofos. Igreja Católica e Organização Militar. Revolução Industrial Uninove Sistemas de Informação Teoria Geral da Administração 3º Semestre Prof. Fábio Magalhães Blog da disciplina: http://fabiotga.blogspot.com A história administração A história da Administração é recente,

Leia mais

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM UBERLÂNDIA, MG

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM UBERLÂNDIA, MG ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM UBERLÂNDIA, MG Luciano Nogueira José Aparecido Sorratini ANÁLISE DA VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE REDE SEMIPÚBLICA DE

Leia mais