PPP s em Projetos de Infraestrutura 8º Encontro de Logística e Transportes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PPP s em Projetos de Infraestrutura 8º Encontro de Logística e Transportes"

Transcrição

1 PPP s em Projetos de Infraestrutura 8º Encontro de Logística e Transportes Maio, 2013

2 Índice Contexto do Surgimento da LEI das PPPs Comparação Fazer uma PPP não é fácil Características e Requisitos das PPPs Aporte de Recursos Segmentos e Projetos PPPs em Logística 2

3 Contexto do Surgimento da LEI das PPPs Déficit de infraestrutura Lei nº / /93: limitação de prazo 8.987/95: restrição a serviços públicos autossustentáveis Falta de garantias do Poder Público Escassez de recursos públicos Falta de incentivos Ausência de bons projetos n Concessão Patrocinada: Exclusiva para serviços públicos Adicionalmente à tarifa cobrada dos usuários, há uma contraprestação pecuniária do parceiro público ao parceiro privado Concessão Administrativa: Serviços cujo usuário direto ou indireto é a Administração Pública Remuneração exclusivamente através de contraprestação pecuniária pelo Poder Concedente 3

4 Comparação Ganhos de eficiência Mecanismos de gestão contratual Atratividade à iniciativa privada Custos elevados Processo (em tese) mais demorado Gasto de verbas do orçamento 4

5 Fazer uma PPP não é fácil Riscos Os riscos do Projeto devem ser alocados de forma ótima, com o parceiro que melhor poderá suportálos. Os riscos mais evidentes são: (i) políticos; (ii) financeiros; (iii) de construção; (iv) de operação/ manutenção; (v) de mercado, receitas e demanda; e (vi) legais/regulatórios. Capital Um bom plano de financiamento é composto de uma adequada distribuição entre equity e dívidas, além de considerar os riscos do projeto, taxa de alavancagem e fontes de financiamento. Parceiros Fatores como a credibilidade do Governo e sua competência são essenciais para uma boa parceria. Deve-se criar um ambiente favorável a investimentos, estruturado arcabouço jurídicoregulatório, uma entidade coordenadora e o devido acompanhamento estatal. A escolha do parceiro privado é também essencial, comprovando sua capacidade técnica e financeira, o que se verifica com o adequado e eficiente procedimento licitatório. 5

6 Características e Requisitos das PPPs Valor do contrato / investimento superior a R$ ,00 Prazo entre 05 e 35 anos Criação de SPE (Sociedade de Propósito Específico) para implantação e gestão do projeto Contraprestação variável, vinculada à performance Contraprestação obrigatoriamente precedida da disponibilização do serviço objeto da PPP: O parceiro privado é sempre remunerado pelo serviço, ainda que tenha execução de obra ou fornecimento e instalação de bens (vantagem ou entrave?) Aporte de recursos Repartição objetiva dos riscos entre o parceiro público e o privado, inclusive referentes a caso fortuito, força maior, fato do príncipe e álea econômica extraordinária Solução de controvérsias: Arbitragem e mediação Processos de Manifestação de Interesse 6

7 Aporte de Recursos Medida Provisória 575/12 (Lei nº /12): Aporte de Recursos: Possibilidade de pagamento do investimento conforme andamento da obra (pagamento pode ser realizado ao longo de todo o período contratual?) Neutralidade fiscal (não é isenção nem benefício fiscal) Correção de ineficiência do modelo de PPP no fluxo de caixa da SPE Projetos mais baratos ao Poder Público Previsão contratual de cronograma e marcos de pagamento Sem impacto na Lei de Responsabilidade Fiscal 7

8 Segmentos e Projetos LOGÍSTICA E TRANSPORTE MG-050 Pontes, túneis, portos, ferrovias SANEAMENTO Projetos Sabesp Saneamento em diversos municípios (água e esgoto) Lixo: coleta, tratamento de resíduos e energia MOBILIDADE URBANA Linhas 4 e 6 Metrô Paulista / Salvador CPTM / EMTU Metrôs, trens, VLTs (RJ) e BRTs INFRAESTRUTURA SOCIAL Saúde (Hospital do Subúrbio; Brasília; Belo Horizonte; SP; Clínicas; FURP) Educação (Escolas em MG) Poder Judiciário (fóruns) Segurança: presídios (MG, PE, SP) Meio Ambiente: administração de parques e unidades de conservação Poupa-tempo Habitação: PPP região da Luz (casas populares) URBANIZAÇÃO E BENS PÚBLICOS Porto Maravilha Iluminação Pública Estádios de Futebol e Centros Esportivos TI Datacenters 8

9 PPPs em Logística Qual a relação do setor de transportes e logística com as PPP? Avanço significativo das PPP (especialmente concessões administrativas) Modais de transporte podem ser desenvolvidos também via PPP Modais mais maduros ou autossustentáveis não demandam contraprestação pública, não obstante tenderem à captura de outros benefícios trazidos com as PPP Necessidade de melhoria nas alternativas de financiamento e garantias nos projetos de PPP Gradual aprimoramento das modelagens de projetos Solução de ineficiências tributárias Conscientização dos parceiros 9

10 PPP s em Projetos de Infraestrutura 8º Encontro de Logística e Transportes Maio, 2013

SEMINÁRIO PPP SALVADOR BAHIA 2014

SEMINÁRIO PPP SALVADOR BAHIA 2014 SEMINÁRIO PPP SALVADOR BAHIA 2014 BF CAPITAL TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 1 A imagem não pode ser exibida. Talvez o computador não tenha memória suficiente para abrir a imagem ou talvez ela esteja corrompida.

Leia mais

Prof. Murillo Sapia Gutier. www.murillogutier.com.br

Prof. Murillo Sapia Gutier. www.murillogutier.com.br Prof. Murillo Sapia Gutier www.murillogutier.com.br é acordo firmado entre Administração Pública e pessoa do setor privado; Objetivo: implantação ou gestão de serviços públicos, com eventual execução de

Leia mais

Operações Estruturadas sob o Conceito de Parceria Público Privado -PPP

Operações Estruturadas sob o Conceito de Parceria Público Privado -PPP Operações Estruturadas sob o Conceito de Parceria -PPP Premissas: Modelos apresentados são meramente exemplificativos; Não há comprometimento do BB na concessão de crédito ou prestação de garantia; Trata-se

Leia mais

Gestão de contratos de PPP

Gestão de contratos de PPP Gestão de contratos de PPP Workshop Aperfeiçoando as PPP no Brasil Bruno Ramos Pereira Salvador 26 de fevereiro de 2014 Estrutura Apresentação do PPP Brasil CenáriodasPPPsnoBrasil Contexto Riscos e desafios

Leia mais

9º Encontro Nacional SINAENCO Novas formas de contratação 1º. de dezembro de 2011

9º Encontro Nacional SINAENCO Novas formas de contratação 1º. de dezembro de 2011 A Estruturadora Brasileira de Projetos tem por missão desenvolver, com imparcialidade e transparência, projetos de infraestrutura que contribuam para o desenvolvimento econômico e social brasileiro criando

Leia mais

TIPOS DE RELACIONAMENTO COM A INICIATIVA PRIVADA E FORMAS DE ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS

TIPOS DE RELACIONAMENTO COM A INICIATIVA PRIVADA E FORMAS DE ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS TIPOS DE RELACIONAMENTO COM A INICIATIVA PRIVADA E FORMAS DE ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS terça-feira, 10 de novembro de 2015 Objetivo Apresentar os alguns dos tipos de relacionamento estabelecidos entre a

Leia mais

Formação em Parcerias Público Privadas. Desenvolvimento de uma carteira de projetos

Formação em Parcerias Público Privadas. Desenvolvimento de uma carteira de projetos Formação em Parcerias Público Privadas Desenvolvimento de uma carteira de projetos Novembro de 2013 1. Contexto Atual 2. Análise das Demandas do Setor Público 3. Como Estruturar um Procedimento 4. Como

Leia mais

Fundamentos de Parcerias Público-Privadas (PPPs)

Fundamentos de Parcerias Público-Privadas (PPPs) Fundamentos de Parcerias Público-Privadas (PPPs) Organização: Unidade de Parcerias Público-Privadas - Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (SEP) Vitória, 26.11.2010 Objetivos do Curso Apresentar

Leia mais

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA: UM EXCELENTE NEGÓCIO PARA VOCÊ, UMA ÓTIMA AÇÃO PARA SÃO PAULO.

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA: UM EXCELENTE NEGÓCIO PARA VOCÊ, UMA ÓTIMA AÇÃO PARA SÃO PAULO. PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA: UM EXCELENTE NEGÓCIO PARA VOCÊ, UMA ÓTIMA AÇÃO PARA SÃO PAULO. São Paulo State Government São Paulo State Government PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTO. Nossa proposta é ampliar

Leia mais

A atuação da EBP no desenvolvimento da infraestrutura

A atuação da EBP no desenvolvimento da infraestrutura A Estruturadora Brasileira de Projetos tem por missão desenvolver, com imparcialidade e transparência, projetos de infraestrutura que contribuam para o desenvolvimento econômico e social brasileiro criando

Leia mais

ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 008/2008 NOME DA INSTITUIÇÃO: COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS - CPTM

ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 008/2008 NOME DA INSTITUIÇÃO: COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS - CPTM ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 008/2008 NOME DA INSTITUIÇÃO: COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS - CPTM AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO: AVISO

Leia mais

LEI Nº 9.038, DE 14 DE JANEIRO DE 2005. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.038, DE 14 DE JANEIRO DE 2005. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.038, DE 14 DE JANEIRO DE 2005 Dispõe sobre o Programa Municipal de Parcerias Público- Privadas. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Proposta preliminar para discussão com. Versão de 23 de abril de 2004. Potenciais Parceiros Privados

Proposta preliminar para discussão com. Versão de 23 de abril de 2004. Potenciais Parceiros Privados Proposta preliminar para discussão com Versão de 23 de abril de 2004 Potenciais Parceiros Privados Apresentação O Governo do Estado de Minas Gerais, com a publicação da Lei nº 14.868, de 16 de dezembro

Leia mais

Em R$ milhões. empresas empresas. fiscal. fiscal 5.723 5.440 4.824 3.469 1.398 15.769 16.474 15.797 1.281 1.634 11.535 8.067 6.491 5.266 22.197 21.

Em R$ milhões. empresas empresas. fiscal. fiscal 5.723 5.440 4.824 3.469 1.398 15.769 16.474 15.797 1.281 1.634 11.535 8.067 6.491 5.266 22.197 21. Evolução dos Investimentos Em R$ milhões 20.593 22.197 21.237 15.004 4.824 5.723 5.440 7.772 6.900 1.281 1.634 6.491 5.266 9.465 1.398 8.067 3.469 11.535 15.769 16.474 15.797 empresas empresas fiscal fiscal

Leia mais

OPORTUNIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO DA INFRAESTRUTURA BRASILEIRA

OPORTUNIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO DA INFRAESTRUTURA BRASILEIRA OPORTUNIDADES PARA O DESENVOLVIMENTO DA INFRAESTRUTURA BRASILEIRA 1) ATUALIZAR LEIS SOBRE CONTRATOS ADMINISTRATIVOS (RDC E OUTRAS LEIS) A) ENGENHARIA NACIONAL E PROJETOS A.1 Estabelecer critérios diferenciados

Leia mais

O FINANCIAMENTO E AS GARANTIAS EM PROJETOS DE PPP

O FINANCIAMENTO E AS GARANTIAS EM PROJETOS DE PPP O FINANCIAMENTO E AS GARANTIAS EM PROJETOS DE PPP Outubro 2015 QUEM SOMOS E NOSSA EXPERIÊNCIA 9º maior escritório do Brasil Estamos entre os três melhores escritórios brasileiros na área de direito público,

Leia mais

SEMINÁRIO REGIONAL NORDESTE CONCESSÕES E PARCERIAS

SEMINÁRIO REGIONAL NORDESTE CONCESSÕES E PARCERIAS SEMINÁRIO REGIONAL NORDESTE CONCESSÕES E PARCERIAS Dificuldades na Constituição de Garantias nos Financiamentos de Projetos Fortaleza, Outubro de BF CAPITAL TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 1 A BF Capital

Leia mais

PARCERIAS PÚBLICO- PRIVADAS III Fórum Brasileiro sobre a Reforma do Estado Carlos Ari Sundfeld SITUANDO O TEMA DA PPP escassez de recursos orçamentários para projetos de alto custo déficit de projetos

Leia mais

Formas de Atuação. Operações Diretas. Operações Indiretas. Contratadas diretamente com o BNDES. Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES

Formas de Atuação. Operações Diretas. Operações Indiretas. Contratadas diretamente com o BNDES. Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES Julho de 2013 Formas de Atuação Operações Diretas Contratadas diretamente com o BNDES Operações Indiretas Instituições financeiras credenciadas pelo BNDES EMPRESÁRIO Informação e Relacionamento Instituição

Leia mais

X Seminário Nacional Metroferroviário: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana. Março/2014

X Seminário Nacional Metroferroviário: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana. Março/2014 X Seminário Nacional Metroferroviário: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana Março/2014 Características dos investimentos no setor Montante elevado de recursos Longo prazo de implantação Modicidade

Leia mais

PPP em Saneamento: Fatores críticos de sucesso

PPP em Saneamento: Fatores críticos de sucesso PPP em Saneamento: Fatores críticos de sucesso Rubens Teixeira e Leonardo Grilo Workshop Parcerias Público-Privadas em Saneamento Básico Secretaria de Estado de Economia e Planejamento - Unidade PPP Novembro

Leia mais

DESMISTIFICANDO AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS

DESMISTIFICANDO AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS DESMISTIFICANDO AS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS UMA IMPORTANTE ALTERNATIVA PARA O AVANÇO DA INFRAESTRUTURA BRASILEIRA Daniel R. Figueiredo Especialista em Estruturação de Projetos de PPP e Concessões 26/08/2015

Leia mais

Abril/2016. Perspectivas para o setor de infraestrutura no Estado do Rio de Janeiro

Abril/2016. Perspectivas para o setor de infraestrutura no Estado do Rio de Janeiro Abril/2016 Perspectivas para o setor de infraestrutura no Estado do Rio de Janeiro Sumário Quem somos Cenário PPPs e Concessões Desafios do atual modelo Proposta da AEERJ Projetos do ERJ : pontos críticos

Leia mais

Programa de Engenharia de Transportes COPPE/UFRJ

Programa de Engenharia de Transportes COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Transportes COPPE/UFRJ O financiamento de sistemas de transporte coletivo público envolve: As fontes de recursos de capital para investimento e A recuperação do capital investido

Leia mais

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RISCOS FISCAIS

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RISCOS FISCAIS SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA Subsecretaria de Política Fiscal Órgão da SEFAZ PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS RISCOS FISCAIS Breves reflexões sobre o tema. George Santoro BREVE HISTÓRICO: DO ESTADO BUROCRÁTICO

Leia mais

Contratos Teoria Geral dos Contratos

Contratos Teoria Geral dos Contratos Ailton Cardozo Contratos Teoria Geral dos Contratos A) Contrato Conceito B) Visão Liberal (pacta sunt servanda) x Visão Social ( proporcionalidade e razoabilidade) C) O Direito Público x Direito Privado

Leia mais

O mercado de PPP na visão do setor público

O mercado de PPP na visão do setor público O mercado de PPP na visão do setor público Formação em PPPs Bruno Ramos Pereira 05/11/2013 8h30 às 9h Estrutura Apresentação do programa Formação em PPPs Cenário das PPPs no Brasil Perspectivas Apresentação

Leia mais

MODELAGEM DA PARCERIA PÚBLICO- PRIVADA PARA GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE UBERABA

MODELAGEM DA PARCERIA PÚBLICO- PRIVADA PARA GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA NO MUNICÍPIO DE UBERABA MODELAGEM DA PARCERIA PÚBLICO- PRIVADA PARA GESTÃO DA NO MUNICÍPIO DE UBERABA Aspectos legais para o pagamento da contraprestação. Lei 11.079/04 Estabelece as diretrizes para os contratos de PPP Artigo

Leia mais

Atuação do BNDES na Estruturação e Financiamento de concessões/ppps. Rio de Janeiro, 25 de setembro de 2015

Atuação do BNDES na Estruturação e Financiamento de concessões/ppps. Rio de Janeiro, 25 de setembro de 2015 Atuação do BNDES na Estruturação e Financiamento de concessões/ppps Rio de Janeiro, 25 de setembro de 2015 Roteiro 1. Área de Estruturação de Projeto do BNDES - AEP 2. Financiamento de PPPs pela Área Social

Leia mais

SEMINARIO 10 ANOS DA LEI DE PPP

SEMINARIO 10 ANOS DA LEI DE PPP SEMINARIO 10 ANOS DA LEI DE PPP Manifestações de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) A experiência de São Paulo Companhia Paulista de Parcerias CPP Secretaria da Fazenda Salvador - Setembro/2014 Visão

Leia mais

O papel das parcerias público-privadas

O papel das parcerias público-privadas Smart Cities Fórum Brasil Mecanismos para implementar os projetos de cidades inteligentes no Brasil O papel das parcerias público-privadas privadas (PPPs PPPs) Bruno Pereira 23 de setembro de 2014 12h-13h

Leia mais

PPPS E ILUMINAÇÃO PÚBLICA SOB

PPPS E ILUMINAÇÃO PÚBLICA SOB PPPS E ILUMINAÇÃO PÚBLICA SOB A GESTÃO DOS MUNICÍPIOS Caso não haja nova prorrogação, por determinação da ANEEL, até 31/12/2014, as distribuidoras de iluminação pública deverão concluir a transferência

Leia mais

Os Contratos de Parceria Público - Privada

Os Contratos de Parceria Público - Privada Os Contratos de Parceria Público - Privada 1 Apresentação O Projeto de Lei das PPP S que foi aprovado pelo Congresso Nacional em 2005 tem por objetivo de garantir recursos privados para a execução e operação

Leia mais

LEI Nº 9.548, DE 22 DE ABRIL DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA, Estado de Goiás, aprova e eu, PREFEITO MUNICIPAL, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.548, DE 22 DE ABRIL DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA, Estado de Goiás, aprova e eu, PREFEITO MUNICIPAL, sanciono a seguinte Lei: 1 Gabinete do Prefeito LEI Nº 9.548, DE 22 DE ABRIL DE 2015 Institui o Programa Municipal de Parcerias Público-Privadas, cria a Comissão Gestora de Parcerias Público-Privadas de Goiânia e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL PUBLICADA NO DOE Nº 2.137, DE 31-03-06 LEI Nº 1424, DE 14 DE MARÇO DE 2006.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL PUBLICADA NO DOE Nº 2.137, DE 31-03-06 LEI Nº 1424, DE 14 DE MARÇO DE 2006. PUBLICADA NO DOE Nº 2.137, DE 31-03-06 LEI Nº 1424, DE 14 DE MARÇO DE 2006. Faço saber que: Institui o Programa de Parcerias Público- Privadas do Município de Palmas, Estado do Tocantins, e dá outras providências.

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... PRIMEIRA PARTE A ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO

SUMÁRIO. Introdução... PRIMEIRA PARTE A ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E o ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO SUMÁRIO Abreviaturas... Nota à 2 1 edição... xix xxi Prefácio....................................... xxiii Introdução.................................... 1 PRIMEIRA PARTE A ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E

Leia mais

Gestão de Contratos de PPP. Bancabilidade, Financiamento e Garantias

Gestão de Contratos de PPP. Bancabilidade, Financiamento e Garantias Gestão de Contratos de PPP Bancabilidade, Financiamento e Garantias Roteiro da Apresentação Bloco 1 Alinhamento Conceitual Aspectos Legais dos Financiamentos Evolução da modelagem (BNB) Bloco 2 Riscos

Leia mais

A Experiência do BNDES na Estruturação de Projetos

A Experiência do BNDES na Estruturação de Projetos A Experiência do BNDES na Estruturação de Projetos 1 Roteiro 1. Importância da Estruturação de um Projeto Identificação do Projeto Elaboração dos Estudos Procedimento Licitatório Execução 2. Como selecionar

Leia mais

Políticas Públicas e Parcerias com o Terceiro Setor. Claudia Costin

Políticas Públicas e Parcerias com o Terceiro Setor. Claudia Costin Políticas Públicas e Parcerias com o Terceiro Setor Claudia Costin Percepção recente sobre o Poder Público no Brasil Estado Brasileiro colocado em cheque por motivos éticos, dada a configuração clientelista

Leia mais

Política Nacional de Mobilidade Urbana e Construção do Plano de Mobilidade

Política Nacional de Mobilidade Urbana e Construção do Plano de Mobilidade Ministério das Cidades SeMOB - Secretaria Nacional de Transportes e da Mobilidade Urbana Política Nacional de Mobilidade Urbana e Construção do Plano de Mobilidade Porto Alegre RS Abril de 2015 Política

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Atratividade do Brasil: avanços e desafios Fórum de Atratividade BRAiN Brasil São Paulo, 03 de junho de 2011 Luciano Coutinho Presidente O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia

Leia mais

Projetos de PPP na STM. Jurandir Fernandes Secretário dos Transportes Metropolitanos

Projetos de PPP na STM. Jurandir Fernandes Secretário dos Transportes Metropolitanos Projetos de PPP na STM Jurandir Fernandes Secretário dos Transportes Metropolitanos São Paulo, 18/03/2013 Regiões metropolitanas do Estado de São Paulo América do Sul Brasil A.U. Jundiaí R.M Vale R.M.

Leia mais

Danilo Roque Pasin Coordenador do Ramo Infraestrutura do Sistema OCB. Guarujá, Outubro de 2013.

Danilo Roque Pasin Coordenador do Ramo Infraestrutura do Sistema OCB. Guarujá, Outubro de 2013. Contexto das Cooperativas de Eletrificação no Brasil Danilo Roque Pasin Coordenador do Ramo Infraestrutura do Sistema OCB Guarujá, Outubro de 2013. Conceito de Infraestrutura É o conjunto de atividades

Leia mais

Reunião da Comissão da Indústria

Reunião da Comissão da Indústria Reunião da Comissão da Indústria Imobiliária da Câmara Brasileira da Indústria da Construção CII/CBIC São Paulo, 19 de Junho de 2015. Carteira Administrada Residencial FGTS Segregação das Funções Agente

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Parcerias Público-Privadas

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS. Parcerias Público-Privadas SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS Parcerias Público-Privadas Setembro 2015 Ambiência INDÚSTRIA NAVAL ESTAGNAÇÃO DA ECONOMIA DÉFICIT PRIMÁRIO INFLAÇÃO EM ALTA PN PETROBRAS

Leia mais

XIV SIMPÓSIO NACIONAL DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS

XIV SIMPÓSIO NACIONAL DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS XIV SIMPÓSIO NACIONAL DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS DIMENSÃO DO PROJETO BÁSICO NA CONCESSÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS PRECEDIDOS DA EXECUÇÃO DE OBRA PÚBLICA Cezar Augusto Pinto Motta TCE-RS / Ibraop Pedro

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE AGENTES PÚBLICOS MUNICIPAIS. Kleide Maria Tenffen Fiamoncini Assessora Jurídica da Amavi

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE AGENTES PÚBLICOS MUNICIPAIS. Kleide Maria Tenffen Fiamoncini Assessora Jurídica da Amavi PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE AGENTES PÚBLICOS MUNICIPAIS Kleide Maria Tenffen Fiamoncini Assessora Jurídica da Amavi De serviço público: Lei 8.987/95 De uso de bem público: Leis municipais Conceito de serviço

Leia mais

PROJETO DE LEI DAS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS

PROJETO DE LEI DAS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS PROJETO DE LEI DAS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS 9 PROJETO DE LEI Institui normas gerais para licitação e contratação de parceria público-privada, no âmbito da administração pública. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 492. O GOVERNADOR DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

LEI COMPLEMENTAR Nº 492. O GOVERNADOR DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte LEI COMPLEMENTAR Nº 492 Institui o Programa de Parcerias Público- Privadas do Estado do Espírito Santo e dá outras providências. Lei: O GOVERNADOR DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

CONCESSÕES TERESINA, 8 DE JULHO DE 2015

CONCESSÕES TERESINA, 8 DE JULHO DE 2015 CONCESSÕES TERESINA, 8 DE JULHO DE 2015 Premissas da Exposição 1- Não há relação entre o objeto da exposição, o debate ideológico e a defesa de segmentos políticos específicos 2- Não será realizada a defesa

Leia mais

BNDES Pró-estruturação de Projetos

BNDES Pró-estruturação de Projetos BNDES Pró-estruturação de Projetos Guia para Consultorias Junho de 2016 Agenda 1 2 3 O papel dos bancos de desenvolvimento na preparação de projetos de infraestrutura Estudo IFC/BNDES sobre Estruturação

Leia mais

A contabilização das PPP pelo Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP), publicado pela STN. Henrique Ferreira Souza Carneiro

A contabilização das PPP pelo Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP), publicado pela STN. Henrique Ferreira Souza Carneiro A contabilização das PPP pelo Manual Contabilida Aplicada ao Setor Público (MCASP), publicado pela STN Henrique Ferreira Souza Carneiro Contexto: Padronização Contábil - MCASP 1. Procedimentos Contábeis

Leia mais

PROJETO DE LEI N 3476/04 EMENDA DE PLENÁRIO N

PROJETO DE LEI N 3476/04 EMENDA DE PLENÁRIO N PROJETO DE LEI N 3476/04 Dispõe sobre incentivos à inovação. EMENDA DE PLENÁRIO N Acrescente-se ao PL os seguintes dispositivos, renumerando os atuais Capítulo VII como IX e os artigos 24 a 27 como 37

Leia mais

A PPP PARA UNIVERSALIZAR OS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO

A PPP PARA UNIVERSALIZAR OS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO A PPP PARA UNIVERSALIZAR OS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO Yves Besse - junho 2010 Visão do setor privado abcon Fundação 1996 ABCON e 2001 SINTERCON Objetivo Promover a participação das empresas privadas no

Leia mais

PROJETO ARENA FONTE NOVA. São Paulo, 27 de novembro de 2014

PROJETO ARENA FONTE NOVA. São Paulo, 27 de novembro de 2014 São Paulo, 27 de novembro de 2014 CONTRATOS PPP/BA CONTRATOS ASSINADOS % EM RELAÇÃO A RCL 2014 2015 2016 2017 2018 Contrato n 30/2010 - Hospital do Subúrbio 0,655% 0,635% 0,613% 0,592% 0,571% Contrato

Leia mais

METODOLOGIA PARA ANÁLISE DA REVISÃO ORDINÁRIA DA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA FIRMADA ENTRE O MUNICÍPIO DE RIO CLARO E A FOZ DE RIO CLARO S/A.

METODOLOGIA PARA ANÁLISE DA REVISÃO ORDINÁRIA DA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA FIRMADA ENTRE O MUNICÍPIO DE RIO CLARO E A FOZ DE RIO CLARO S/A. METODOLOGIA PARA ANÁLISE DA REVISÃO ORDINÁRIA DA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA FIRMADA ENTRE O MUNICÍPIO DE RIO CLARO E A FOZ DE RIO CLARO S/A. A Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos

Leia mais

Financiamentos para Empreendimentos Públicos de Saneamento e Urbanização

Financiamentos para Empreendimentos Públicos de Saneamento e Urbanização 8º ENAENCO Financiamentos para Empreendimentos Públicos de Saneamento e Urbanização ROGÉRIO DE PAULA TAVARES Superintendente Nacional Saneamento e Infra-estrutura São Paulo, 29 de novembro de 2007 Fonte:

Leia mais

MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS

MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS À MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS UM TRAJETO DE DISCUSSÃO QUE CHEGA A SUA ETAPA DECISIVA Foram seis anos de debate com os setores artísticos, acúmulo interno e gestão do atual modelo de fomento à cultura.

Leia mais

INVESTIMENTO PRIVADO AGOSTO 2011

INVESTIMENTO PRIVADO AGOSTO 2011 AGOSTO 2011 O Papel da Iniciativa Privada tem sido crescente Reconhece-se que isso tem contribuído para que os transportes cumpram melhor os objectivos essenciais a que se destinam. Considera-se como objectivo

Leia mais

ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS

ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS ANEXO III PROPOSTA ECONÔMICO FINANCEIRA DA SABESP PARA A REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA - RMBS MUNICÍPIO DE SANTOS 1 Sumário 1. Equilíbrio econômico-financeiro metropolitano...3 2. Proposta econômico-financeira

Leia mais

Financiamento de Parcerias Público-Privadas - experiência brasileira

Financiamento de Parcerias Público-Privadas - experiência brasileira Financiamento de Parcerias Público-Privadas - experiência brasileira Janeiro, 2014 Agenda Introdução Potenciais fatores para sucesso das PPPs Principais desafios Potenciais catalisadores Modelos de concessão

Leia mais

Oportunidades em Infr In aes aes rutura rutur 8º FÓRUM PERSPECTIV PERSPECTIV S 2014 Novembro 2013

Oportunidades em Infr In aes aes rutura rutur 8º FÓRUM PERSPECTIV PERSPECTIV S 2014 Novembro 2013 Oportunidades em Infraestrutura 8º FÓRUM PERSPECTIVAS 2014 8º FÓRUM PERSPECTIVAS 2014 Novembro 2013 1 ATIVOS DE INFRAESTRUTURA x INVESTIDOR INSTITUCIONAL 2 EXPERIÊNCIA ASSET CAIXA 3 OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO

Leia mais

Programa Minas PCH Viabilizando Investimentos em PCH no Estado de Minas Gerais

Programa Minas PCH Viabilizando Investimentos em PCH no Estado de Minas Gerais Viabilizando Investimentos em PCH no Estado de Minas Gerais Criação Instituído através do Decreto Estadual Nº 43.914 e lançado pela Cemig através de Chamada Pública. Objeto da Chamada: Convocação de Empresas

Leia mais

balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades

balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades balanço 1Oº março >> junho 2014 A gente FAZ um brasil de oportunidades Metrô de Salvador Linha 1 Trecho Lapa - Acesso Norte Salvador BA apresentação O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) completa

Leia mais

EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. 6 a 8 de fevereiro de 2012

EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. 6 a 8 de fevereiro de 2012 EIXO 3 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Disciplina: D 3.3 Fundamentos do Direito Público (20h) (Aula 4: Parcerias na Administração Pública) Professores: Eduardo Xavier e Wellington Márcio Kublisckas 6 a 8 de fevereiro

Leia mais

P.P.P. PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS O porque das Parcerias Público Privadas Impossibilidade de obtenção de recursos públicos A crise da economia

P.P.P. PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS O porque das Parcerias Público Privadas Impossibilidade de obtenção de recursos públicos A crise da economia P.P.P. PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS O porque das Parcerias Público Privadas Impossibilidade de obtenção de recursos públicos A crise da economia causada pelo endividamento público Limitação provocada pela

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.868, DE 31 DE MARÇO DE 2012. Define as bases referenciais para valoração dos honorários por serviços prestados por economistas profissionais e por empresas prestadoras

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTO PÚBLICO Atualizado em 16/10/2015 ORÇAMENTO PÚBLICO O orçamento anual da União é composto pelos orçamentos: Fiscal, da Seguridade Social e de Investimento

Leia mais

PAINEL 2014 PACTO PELA INFRAESTRUTURA NACIONAL E EFICIÊNCIA LOGÍSTICA TEMA: CENÁRIOS PARA INVESTIMENTOS

PAINEL 2014 PACTO PELA INFRAESTRUTURA NACIONAL E EFICIÊNCIA LOGÍSTICA TEMA: CENÁRIOS PARA INVESTIMENTOS PAINEL 2014 PACTO PELA INFRAESTRUTURA NACIONAL E EFICIÊNCIA LOGÍSTICA TEMA: CENÁRIOS PARA INVESTIMENTOS BRASÍLIA, 03 DE SETEMBRO DE 2014 Luis Henrique T. Baldez Presidente Executivo OBJETIVOS E PRINCÍPIOS

Leia mais

LOCAÇÃO DE ATIVOS UMA NOVA MODALIDADE DE CONTRATAR OBRAS PÚBLICAS. Aldo Dórea Mattos i

LOCAÇÃO DE ATIVOS UMA NOVA MODALIDADE DE CONTRATAR OBRAS PÚBLICAS. Aldo Dórea Mattos i LOCAÇÃO DE ATIVOS UMA NOVA MODALIDADE DE CONTRATAR OBRAS PÚBLICAS Aldo Dórea Mattos i Ante a realidade do grande déficit de infraestrutura do país e a dificuldade de obtenção de recursos por parte do governo,

Leia mais

Iniciativa JESSICA em Portugal

Iniciativa JESSICA em Portugal Iniciativa JESSICA em Portugal 1 Nota introdutória ria Balanço o da situação actual nos Estados Membros 2008-9 anos cruciais para o lançamento do JESSICA dum ponto de vista político, legal e técnico Multiplicação

Leia mais

Veja a íntegra da lei 12.587/2012. Lei nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012.

Veja a íntegra da lei 12.587/2012. Lei nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012. A presidente Dilma Rousseff sancionou com vetos a lei nº 12.587/2012, que institui no país as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, publicada no DOU (Diário Oficial da União), nesta quarta-feira

Leia mais

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Infraestrutura. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Infraestrutura Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Mattos Filho é o one-stop-shop em questões regulatórias e transacionais para investidores,

Leia mais

Agencias De Fomento e Garantias em Contratos de Parcerias Público Privadas: perspectivas e possibilidades

Agencias De Fomento e Garantias em Contratos de Parcerias Público Privadas: perspectivas e possibilidades Agencias De Fomento e Garantias em Contratos de Parcerias Público Privadas: perspectivas e Marcus Vinicius Macedo Pessanha Sócio Coordenador de Direito Regulatório Escritório Nelson Wilians e Advogados

Leia mais

EGON BOCKMANN MOREIRA

EGON BOCKMANN MOREIRA EGON BOCKMANN MOREIRA Advogado. Doutor em Direito. Prof. Faculdade de Direito UFPR Prof. Visitante da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Prof. Convidado da Faculdade de Direito da Universidade

Leia mais

Negócios nos Trilhos-Encontrem 2006

Negócios nos Trilhos-Encontrem 2006 eixos de atuação Negócios nos Trilhos-Encontrem 2006 São Paulo - novembro de 2006 eixos de atuação SISTEMAS METRO-FERROVIÁRIOS IMPORTÂNCIA DO SETOR METRO-FERROVIÁRIO melhorias urbanas e eficiência como

Leia mais

DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014

DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014 Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014 Institui a Política Municipal de Estímulo à Inovação e ao Desenvolvimento de Startups na Cidade

Leia mais

EMENTA: Dispõe sobre as Parcerias

EMENTA: Dispõe sobre as Parcerias LEI N LEGISLATIVO EMENTA: Dispõe sobre as Parcerias Público-Privadas (PPP) no município de Santa Cruz do Capibaribe. A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE, ESTADO

Leia mais

MBA PPPs e Concessões Programa do Curso

MBA PPPs e Concessões Programa do Curso MBA PPPs e Concessões Programa do Curso (Versão preliminar - para consulta pública) MÓDULO BÁSICO (108 horas) O objetivo do Módulo Básico é criar uma base de conhecimento comum para todos os participantes

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ARRENDAMENTOS E RECOMPOSIÇÃO DO EQUILÍBRIO ECONÔMICOFINANCEIRO DOS CONTRATOS DE ARRENDAMENTO

PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ARRENDAMENTOS E RECOMPOSIÇÃO DO EQUILÍBRIO ECONÔMICOFINANCEIRO DOS CONTRATOS DE ARRENDAMENTO Resolução ANTAQ nº 3.320 / 2013: PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ARRENDAMENTOS E RECOMPOSIÇÃO DO EQUILÍBRIO ECONÔMICOFINANCEIRO DOS CONTRATOS DE ARRENDAMENTO 1 Será sempre precedido da elaboração

Leia mais

Programa Mais Educação Avaliação de Impacto e Estudo Qualitativo

Programa Mais Educação Avaliação de Impacto e Estudo Qualitativo Programa Mais Educação Avaliação de Impacto e Estudo Qualitativo *** Esta apresentação propõe-se a trazer um breve panorama do trabalho realizado e, para isso, omite diversos pontos metodológicos e de

Leia mais

Relatório Gerencial do 3º Trimestre de 2014 CSHG Realty Development FIP. list.imobiliario@cshg.com.br

Relatório Gerencial do 3º Trimestre de 2014 CSHG Realty Development FIP. list.imobiliario@cshg.com.br CSHG Realty Development FIP list.imobiliario@cshg.com.br Com objetivo de participar do investimento em projetos de desenvolvimento imobiliário nos segmentos de shopping centers, edifícios corporativos

Leia mais

Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009

Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009 Inovações nas infraestruturas de transporte Felipe Jens Odebrecht Investimentos em Infraestrutura 29 de novembro de 2009 Agenda Organização ODEBRECHT Desafios para o Crescimento Sustentável da América

Leia mais

Painel OBRAS PÚBLICAS: NOVO PATAMAR DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E PROJETO

Painel OBRAS PÚBLICAS: NOVO PATAMAR DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E PROJETO Painel OBRAS PÚBLICAS: NOVO PATAMAR DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E PROJETO 83º ENIC Encontro Nacional da Indústria da Construção SP, 11 de agosto de 2011 CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO De 1986 a 2003,

Leia mais

Rev. Data Resp. Téc/Proj. Resp. Téc/Concess. ANTT Verificado. - ANTT Aprovado - ANTT

Rev. Data Resp. Téc/Proj. Resp. Téc/Concess. ANTT Verificado. - ANTT Aprovado - ANTT Código RT-BR0000364-000-0.000-0-0P3-Y05-400 Rev. 00 Emissão: 14/04/2015 Folha 1 / 62 Resp. Técnico / Projetista: Resp. Técnico / Concessionária: Lote: Edital de Chamamento Público Nº 4/2014 Rodovia: BR-364

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE A HIDROVIA DO PARNAÍBA. PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA E A HIDROVIA DO PARNAÍBA Alternativas de Estruturação

SEMINÁRIO SOBRE A HIDROVIA DO PARNAÍBA. PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA E A HIDROVIA DO PARNAÍBA Alternativas de Estruturação SEMINÁRIO SOBRE A HIDROVIA DO PARNAÍBA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA E A HIDROVIA DO PARNAÍBA Alternativas de Estruturação 06 de maio de 2009 PARCERIA PUBLICO-PRIVADA AGENDA 1. PROCESSO DE ESTRUTURAÇÃO DAS

Leia mais

INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR. Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo

INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR. Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo Brasília / DF 16-17 de Agosto de 2011 ÁREAS ATENDIDAS SETORES DA INFRAESTRUTURA

Leia mais

Modelo de Negócio para um Novo Programa Nuclear. Otavio Mielnik. INAC International Nuclear Atlantic Conference

Modelo de Negócio para um Novo Programa Nuclear. Otavio Mielnik. INAC International Nuclear Atlantic Conference Modelo de Negócio para um Novo Programa Nuclear Otavio Mielnik Coordenador de Projetos São Paulo - 7 outubro 2015 INAC International Nuclear Atlantic Conference SUMÁRIO Modelos de Negócio em Programas

Leia mais

Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia

Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia Iniciativa Nacional de Inovação em Biotecnologia Visão Atual e 2021 3º CB APL 29 de novembro de 2007. Brasília - DF 1 CONTEXTO Fórum de Competitividade de Biotecnologia: Política de Desenvolvimento da

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador ELMANO FÉRRER

PARECER Nº, DE 2015. RELATOR: Senador ELMANO FÉRRER PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA (CI), sobre o PLS nº 475, de 2013, de autoria da Senadora Lídice da Mata, que dispõe sobre a concessão de subvenção econômica nas operações

Leia mais

A Importância do Planejamento e da Estruturação de Projetos nas Obras Públicas

A Importância do Planejamento e da Estruturação de Projetos nas Obras Públicas A Importância do Planejamento e da Estruturação de Projetos nas Obras Públicas Pinheiro IBRE/FGV IE/UFRJ Porto Alegre, 11 Dezembro 2014 Estrutura Déficit brasileiro de infraestrutura não está melhorando

Leia mais

1.1 Aumento do número de empresas na cidade (17 sugestões);

1.1 Aumento do número de empresas na cidade (17 sugestões); Caro (a) Colaborador (a) Em primeiro lugar, agradecemos seus comentários apresentados na consulta pública que organizamos, a respeito da próxima licitação de dois lotes de serviços de transportes coletivos

Leia mais

O QUE É PPP? O QUE É CONCESSÃO PLENA?

O QUE É PPP? O QUE É CONCESSÃO PLENA? APRESENTAÇÃO A iniciativa para realização de parcerias com o setor privado já é praticada em diversos países. O conceito de Parcerias Público-Privadas foi introduzido no Reino Unido em 1992, apresentando-se

Leia mais

Infraestrutura, Segurança e PPPs

Infraestrutura, Segurança e PPPs www.pwc.com Infraestrutura, Segurança e PPPs Dezembro, 2011 Agenda - Características de uma PPP - Alguns Projetos de PPP no Brasil - Exemplos de PPP em Infraestrutura e Segurança 2 Características de uma

Leia mais

Mobilidade Urbana Planos e Estratégias do GESP

Mobilidade Urbana Planos e Estratégias do GESP Mobilidade Urbana Planos e Estratégias do GESP Mancha Urbana da MMP e Sistema Viário PIB da MMP 2009/2010 (em milhões correntes) PIB 2009 PIB 2010 29.758 55.595 27.886 39.993 34.178 6.303 4.790 RMSP RMC

Leia mais

ANEXO 1 PROJETO BÁSICO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL DE ENTIDADES CIVIS DE DEFESA DO CONSUMIDOR

ANEXO 1 PROJETO BÁSICO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL DE ENTIDADES CIVIS DE DEFESA DO CONSUMIDOR ANEXO 1 PROJETO BÁSICO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E ORGANIZACIONAL DE ENTIDADES CIVIS DE DEFESA DO CONSUMIDOR I - OBJETIVO GERAL Realização de Módulos do programa de capacitação

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM REGIÕES METROPOLITANAS REDE INTEGRADA DE TRANSPORTE - RIT ASPECTOS INSTITUCIONAIS PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA

MOBILIDADE URBANA EM REGIÕES METROPOLITANAS REDE INTEGRADA DE TRANSPORTE - RIT ASPECTOS INSTITUCIONAIS PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA MOBILIDADE URBANA EM REGIÕES METROPOLITANAS REDE INTEGRADA DE TRANSPORTE - RIT ASPECTOS INSTITUCIONAIS PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA ENTIDADES ENVOLVIDAS URBANIZAÇÃO DE CURITIBA S.A Av. Presidente Affonso Camargo,

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais