BuscaLegis.ccj.ufsc.br

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BuscaLegis.ccj.ufsc.br"

Transcrição

1 BuscaLegis.ccj.ufsc.br Atuação estratégica dos departamentos jurídicos Marco Antonio P. Gonçalves A atuação estratégica de departamentos jurídicos é um dos principais temas de interesse dos advogados que atuam no universo corporativo. Nas empresas que possuem um departamento jurídico, fato comum às grandes empresas brasileiras e multinacionais, o porte do departamento e o seu grau de interação com a gestão do negócio variam bastante. Em meio a situações diversas, as práticas empregadas pelos gestores jurídicos são as mais variadas. Essa grande diversidade se fez presente na conferência Gestão Empresarial do Departamento Jurídico, promovida nos dias 5 e 6 de dezembro de 2007 pela IBC Brasil, no Rio de Janeiro. Foram dois dias de evento com representantes de departamentos jurídicos de grandes empresas, cada um discorrendo sobre um determinado tema e trazendo sua experiência prática para os demais presentes. No geral, todos já atuam estrategicamente, em maior ou menor grau, e enfrentam os mais variados desafios, tais como: gestão efetiva de contratos; evolução para uma atuação preventiva; mapeamento preciso do risco jurídico; demonstração dos resultados gerados pelo departamento; definição e uso de indicadores de desempenho; uso de tecnologia para uma melhor gestão interna e de escritórios externos; e interação com as demais áreas do negócio. No quesito tecnologia, cabe ressaltar que foram vários os palestrantes que falaram sobre os sistemas tecnológicos adotados na gestão de seus departamentos, mostrando claramente a importância dada à tecnologia da informação para uma gestão cada vez mais eficiente. Sob certos aspectos, a conferência do Rio também trouxe um pouco do que vários 1

2 departamentos jurídicos apresentaram durante o Legal IT Forum, promovido nos dias 22 e 23 de novembro de 2007 em São Paulo, também pela IBC Brasil. Antonio Francisco Lima de Rezende, Diretor Jurídico da Souza Cruz, foi o primeiro palestrante do evento e falou sobre a atuação estratégica do departamento jurídico, mostrando como acompanhar os objetivos do negócio de modo a ter uma atuação estratégica e, antes de tudo, preventiva. Antonio afirmou que os departamentos jurídicos cresceram em importância devido aos cenários cada vez mais complexos que se apresentam para as corporações. Como resposta, a advocacia empresarial evoluiu de um estilo convencional, reativo e orientado à prevenção de riscos, para um estilo estratégico, orientado ao negócio e calcando em uma atuação proativa e inovadora. Um dos principais objetivos reside em compreender o negócio profundamente e conhecer quais riscos a empresa está disposta a correr em nome do crescimento. Na Souza Cruz, todo advogado é focado em negócios e já passou dois meses conhecendo as operações da empresa. Além do conhecimento em direito empresarial, os advogados que atuam na empresa devem efetivamente gostar de negócios. Trata-se de um requisito essencial. Antonio explicou que o departamento atua dentro do conceito de parceiro de negócios junto às demais áreas funcionais da empresa e espera que os escritórios externos encarem o relacionamento da mesma forma, ou seja, como uma parceria de negócios. Nesse sentido, Antonio salientou que trabalha com metas, bonificações e penalidades para os escritórios externos, de modo a forçar uma atuação proativa. Debórah Meirelles Rosa Brasil, Diretora Jurídica da Ampla, deu seqüência ao evento falando sobre o modelo de gestão adotado em seu departamento. Com uma atuação corretiva e preventiva junto às diversas áreas da empresa, o Jurídico busca resultados através de uma atuação em conjunto com as demais diretorias e do envolvimento na definição de estratégias tanto nas atividades processuais e institucionais. Déborah destacou que seu departamento atua como um facilitador dos negócios na empresa. Para tanto, conta com uma equipe bastante qualificada, para qual existe um plano de carreira orientado a competências técnicas específicas e comportamentais que também valem para os prepostos. 2

3 O departamento jurídico da Ampla atua de forma bastante integrada com os escritórios externos, o que significa dizer que os advogados externos se envolvem não só com o departamento jurídico, como com outras áreas da empresa. Dentro desse tema, Déborah afirmou que o menor preço nem sempre traz o melhor resultado para a companhia, um aspecto importante a ser considerado, uma vez que reduzir os custos com os escritórios externos está longe de ser a única opção para mostrar valor para a alta direção. Certamente um envolvimento em projetos estratégicos, dentre outras possibilidades, tem tudo para demonstrar a real importância de um departamento jurídico de atuação integrada ao negócio. O Diretor Jurídico da Carvalho Hosken, Antônio Ricardo Corrêa, realizou uma apresentação voltada para a gestão de escritórios externos, na qual reforçou o conceito de que a relação entre departamento jurídico e escritórios externos deve ser uma parceria, onde ambos os lados devem fazer a sua parte. Afinal, muitas empresas não se entendem como negócio e não sabem aonde querem chegar. Nesse sentido, Antonio afirmou que uma empresa precisa, primeiro, alinhar seus objetivos internos para, depois, procurar um escritório externo que se mostre compatível com seus objetivos e interesses. Ao final da palestra, Antonio comentou sobre os sistemas informatizados que seu departamento usa para melhor gerir processos, ações judiciais e contratos e enfatizou a importância da geração de relatórios objetivos para amparar a tomada de decisão. Afirmou que o seu departamento trabalha com uma previsão do passivo até Ricardo Lupion, Diretor Jurídico da Ipiranga, abordou o relacionamento com os clientes internos em sua palestra, contando um pouco dos vários desafios enfrentados no sentido de sensibilizar as demais áreas para a importância do trabalho desempenhado pelo departamento jurídico. O caminho adotado inicialmente, e que não deu certo, foi o de tentar mudar o resto da empresa e não o Jurídico, caminho também compartilhado por muitos escritórios externos, e que está longe de ser a melhor opção. De maneira geral, o departamento jurídico deve compreender o negócio e se adaptar a ele, o mesmo valendo também para o escritório externo que deve seguir exatamente o mesmo raciocínio. Ricardo 3

4 explicou que obtiveram resultados positivos ao investir em treinamentos para os advogados, no sentido de aprofundar o conhecimento de negócios e romper com a maneira tradicional de pensar dos advogados. Também promoveram treinamentos com gestores, no sentido de sensibilizá-los para os aspectos jurídicos dos vários negócios da empresa. Por fim, Ricardo falou sobre o sistema de emissão de contratos usado por seu departamento e suas diversas funcionalidades. Fernanda Costa Lopes, advogada integrante do departamento jurídico da RGE - Rio Grande Energia (Grupo CPFL), realizou uma palestra objetiva sobre os indicadores de desempenho adotados por seu departamento. Na célula do departamento que cuida do contencioso, foi instituído um indicador de eficiência dos escritórios externos que atendem a RGE. Fernanda explicou que esse indicador é composto por: processos encerrados por acordo; processos encerrados por sentença; processos entrantes; encaminhamento da solicitação de pagamento de condenação no prazo para pagamento; e encaminhamento de notas fiscais de honorários e ressarcimento de despesas no prazo para pagamento. A partir desses dados é calculada a eficiência dos prestadores externos e cabe ressaltar que todos os escritórios externos, atuando em regiões distintas, têm acesso a essas informações regularmente, de modo a gerar um certo grau de competitividade em prol de uma maior eficiência do Jurídico. O advogado José Nilton Cardoso de Alcantara, do escritório Soares & Alcantara Advogados Associados, encerrou as atividades do dia com uma interessante palestra sobre ferramentas tecnológicas para departamentos jurídicos. José Nilton fez um breve relato sobre a evolução dos departamentos jurídicos até o modelo atual, ressaltando a importância da sinergia na participação do Jurídico nos negócios e todas as demais características de uma atuação amplamente estratégica, tais como: redução dos problemas internos; gerenciamento dos escritórios externos; proatividade no desenvolvimento de soluções alinhadas ao negócio; e geração de informações externas para dar segurança na tomada de decisões. Nesse sentido, José Nilton apresentou as alternativas de sistemas disponíveis no mercado e fez inúmeras considerações, chamando a atenção para o fato de que alguns sistemas comercializados para escritórios e departamentos jurídicos, na prática, não se 4

5 adequam corretamente a ambos os cenários, um aspecto relevante a ser considerado no momento da avaliação. Continuando, José Nilton fez uma exposição detalhada das diferentes fases envolvidas na implantação de um sistema de gestão e ressaltou a importância de realizar um projeto piloto para quebrar as resistências. Chamou a atenção especialmente para a fase inicial, uma das mais importantes do projeto, por ser aquela onde idealmente deve-se definir o que se deseja de um sistema. Para tanto, torna-se passo obrigatório mapear e racionalizar os fluxos de processos internos e externos existentes. Por fim, abordou os muitos benefícios do uso da tecnologia, reforçando a mensagem de outros palestrantes do evento que falaram um pouco sobre os sistemas adotados em seus departamentos e os resultados obtidos. Enfim, todos os benefícios podem ser congregados em apenas um: o Jurídico deixa de ser centro de custo para tornar-se unidade estratégica do negócio. O segundo dia do evento começou com a palestra de Joel Fernandes P. da Fonseca, Diretor Jurídico da Xerox do Brasil, que falou sobre gestão de riscos. Joel definiu os diferentes tipos de riscos e salientou a importância do Jurídico efetivamente conhecer o negócio para melhor avaliar os possíveis riscos envolvidos. Joel enfatizou que o departamento jurídico não é o administrador do negócio e não deve decidir por ele, mas sim apresentar as melhores alternativas do ponto de vista legal. Nesse sentido, falou sobre controles e sobre a importância da participação do Jurídico nas atividades da empresa ser devidamente documentada. Dentro de um processo de sensibilização e obtenção de resultados, o departamento de Joel promove workshops internos como, por exemplo, o sobre risco trabalhista, uma ação proativa que tem efetivamente ajudado na minimização do passivo trabalhista. Joel também comentou que todos os projetos da empresa precisam passar por seu departamento, não só por causa dos riscos, mas também por questões de auditoria. Joel finalizou sua palestra ressaltando o sucesso obtido com o uso de arbitragem, adotada com sucesso desde 2003 e que tem apresentado excelentes resultados. O trabalho preventivo realizado na área trabalhista, aliado ao uso de arbitragem, tem evitado que casos trabalhistas cheguem à Justiça. 5

6 Henrique Freire, Diretor Jurídico da Amil, deu seqüência ao segundo dia do evento falando sobre como o seu departamento jurídico evoluiu e está estruturado, ressaltando as mudanças decorrentes da abertura de capital realizada pela empresa em 2007, que imprimiu fortes mudanças ao negócio. A empresa optou por ter um Jurídico forte, do porte de um escritório médio, e com estrutura administrativa para dar total apoio aos seus advogados. Henrique afirmou que seu departamento objetiva garantir o melhor resultado ao menor custo, afirmando que eles evitam trabalhar com grandes escritórios e tornar a empresa refém de escritórios externos. Em termos de equipe, um plano de carreira está sendo estabelecido de modo a valorizar e preparar o bom colaborador, mas Henrique foi enfático ao afirmar que não é possível envolver uma pessoa que não deseja ser integrada. Desagregadores não devem ter espaço no departamento. Voltando ao tema tecnologia, Pedro Villa, Diretor Jurídico da Katoen Natie do Brasil, relatou a implantação do sistema que adotou para a gestão de seu departamento. Pedro ressaltou que o seu departamento foi o primeiro da empresa no mundo, um desafio que o levou a buscar uma ferramenta de gerenciamento que permitisse lidar com toda a demanda jurídica e gerar relatórios gerenciais para auxiliar na gestão do negócio. Após a definição das demandas efetivas do departamento, um sistema tecnológico foi implantando em tempo curtíssimo, contando com o apoio e envolvimento de todos desde sua concepção, o que certamente ajudou a mostrar os benefícios envolvidos. Pedro apresentou inúmeros gráficos que fazem parte dos relatórios gerenciais, que ele gera a partir das informações do sistema, que permitem gerir com um grau de precisão altíssimo todas as questões do seu departamento. Destaque especial para os gráficos sobre controle de processos, que permitem uma gestão muito precisa da divisão de trabalho entre os escritórios terceirizados. A última palestra do evento foi realizada por Eulália Moura, Diretora Jurídica do Grupo Icatu Hartford, que discorreu sobre o processo de reestruturação do departamento que assumiu em 2003 que, na verdade, era praticamente inexistente. O antigo departamento não tinha crédito junto às outras áreas, atuava de forma totalmente reativa e carecia de um controle adequado de custos. Os desafios certamente foram muitos e Eulália contou um pouco das mudanças implementadas ao longo dos anos seguintes, que começaram com a 6

7 formação de uma equipe e reuniões com os escritórios externos. Até então, todos os escritórios recebiam honorários de sucesso, o que precisou ser revisto para garantir uma retomada no controle dos custos do departamento. Alguns escritórios, como resultado de não aceitarem a nova realidade, foram devidamente substituídos. Como resultado de todas as mudanças empreendidas, Eulália salientou que em 2007 o departamento já estava integrado à organização, centralizando todos os assuntos jurídicos e com forte participação nos negócios da empresa. Atualmente nada mais é feito sem passar pelo Jurídico, uma situação oposta à de Eulália encerrou sua palestra afirmando que o advogado interno deve trazer para si a responsabilidade para com o Jurídico, pois ele conhece o negócio e seu histórico (ou pelo menos deveria). Em suma, todos os palestrantes contribuíram para o sucesso do evento, cada um com sua experiência e suas idéias, agregando muito valor para todos os presentes, a maioria proveniente de departamentos jurídicos e também em busca de respostas para os desafios enfrentados no cotidiano. Foram muitas as perguntas e os debates gerados para cada uma das palestras e todos os presentes certamente saíram do evento com novas idéias. Disponível em: Acesso em: 07 de outubro de

PRODUTOS DO COMPONENTE 3. 3.1 - Modelo de Gestão Organizacional Formulado e Regulamentado

PRODUTOS DO COMPONENTE 3. 3.1 - Modelo de Gestão Organizacional Formulado e Regulamentado PRODUTOS DO COMPONENTE 3 3.1 - Modelo de Gestão Organizacional Formulado e Regulamentado A estruturação do atual modelo de gestão, caracterizou-se pela necessidade de alinhar permanentemente os órgãos

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O admirável e inevitável mundo novo da advocacia empresarial Marco Antonio P. Gonçalves Há 200 anos nascia Charles Darwin, famoso por seu pioneiro trabalho e pela célebre frase "não

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS.

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. BARBOSA, Roger Eduardo 1 Resumo Neste artigo analisaremos como o planejamento estratégico na gestão de pessoas nas

Leia mais

Ajudando você a fazer a diferença!

Ajudando você a fazer a diferença! Diretores da Lannes Consulting Luciano Lannes Consultor Organizacional e Palestrante com foco no Trabalho em Equipe e o processo de aprendizagem organizacional, visa o desenvolvimento empresarial e a educação

Leia mais

10º ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA

10º ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA 10º ENCONTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO RODOVIÁRIA JOINVILLE/SC - BRASIL - 4 a 7 de outubro de 2005 Local: Centreventos Cau Hansen PADRÕES INTERNACIONAIS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS APLICADOS À CONSERVAÇÃO

Leia mais

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Núcleo Maranhão

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Núcleo Maranhão 1 INTRODUÇÃO Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Núcleo Maranhão Este documento tem como objetivo relatar ao Diretor do Departamento de Desenvolvimento e Desempenho Institucional (DDI/SEGEP)

Leia mais

TÍTULO: UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

TÍTULO: UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS TÍTULO: UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NA GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE CENECISTA DE SETE LAGOAS

Leia mais

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital

A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital A influência da Tecnologia da Informação e Telecomunicação na Contabilidade - A Era do Contador Digital Núcleo Interdisciplinar de Estudos Independentes Brayan Christian B. de Oliveira Abril 2012 Introdução

Leia mais

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade 1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade Curitiba 30 de outubro de 2012 Agenda Sustentabilidade: Várias Visões do Empresariado Desenvolvimento sustentável;

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE Atualizado em 03/12/2015 GESTÃO DA QUALIDADE As ideias principais que baseiam o significado atual da qualidade são, basicamente, as seguintes: Atender às expectativas,

Leia mais

Manual dos Indicadores de Acompanhamento do Pacto Empresarial Contra Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras

Manual dos Indicadores de Acompanhamento do Pacto Empresarial Contra Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras VAMOS ACABAR COM A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES NAS RODOVIAS BRASILEIRAS parceria estratégica parceria técnica Manual dos Indicadores de Acompanhamento do Pacto Empresarial Contra Exploração

Leia mais

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar especial gestão Padrão exclusivo para sua empresa nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes. A frase consagrada de Albert Einstein não poderia ser mais clara: quer

Leia mais

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS RECIFE DEZ/2014 ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS Artigo científico apresentado em

Leia mais

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 1. INTRODUÇÃO Gilson da Silva Cardoso Antonio Carlos Francisco Luciano Scandelari O mundo está experimentando

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

O Círculo de Kaizen para a sustentação do Lean. I. Círculo de Kaizen: objetivos, estrutura, vínculos com os negócios e benefícios

O Círculo de Kaizen para a sustentação do Lean. I. Círculo de Kaizen: objetivos, estrutura, vínculos com os negócios e benefícios O Círculo de Kaizen para a sustentação do Lean Marino Kishida* As empresas que iniciaram a jornada lean frequentemente empolgam-se com os ganhos iniciais de produtividade, produção, qualidade, redução

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos desta unidade: Ao final desta

Leia mais

Quem somos. Diretrizes

Quem somos. Diretrizes Quem somos LETANG ADVOGADOS ASSOCIADOS é um escritório de advocacia que conta com a experiência de seus sócios e associados a fim de oferecer consultoria e assessoria preventivas, e o suporte necessário

Leia mais

Governança Corporativa ao Alcance de Todos

Governança Corporativa ao Alcance de Todos Autor: Charles Holland* Governança Corporativa ao Alcance de Todos Segundo o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa IBGC, governança corporativa são as práticas e os relacionamentos entre acionistas/quotistas,

Leia mais

O UniBH quer ser seu parceiro em seu projeto de vida!

O UniBH quer ser seu parceiro em seu projeto de vida! Pósgraduação 2016 O UniBH quer ser seu parceiro em seu projeto de vida! Estamos na era do conhecimento: não existe mais data para encerrar os estudos para atender a um mercado em constantes mudanças. Para

Leia mais

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna

A importância dos. RECURSOS HUMANOS na empresa moderna A importância dos RECURSOS HUMANOS na empresa moderna Organizações: cenário atual Empresas vêm passando por impactos revolucionários: Dimensão globalizada Aumento da competitividade Mudanças constantes

Leia mais

Caro(a)s voluntário(a)s. é

Caro(a)s voluntário(a)s. é Os Caro(a)s voluntário(a)s. é com satisfação que apresentamos cinco na temática do empreendedorismo que vocês poderão implementar junto aos alunos das escolas parceiras: Introdução ao Mundo dos Negócios,

Leia mais

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios

Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios Novos Tempos - Novas Oportunidades - Novo Negócios O que é a Câmara? Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América 01 A Câmara de Comércio do Mercosul e União Latino América (CCM-ULA) é uma Instituição

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 97 Discurso no banquete oferece/do

Leia mais

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS

AFETA A SAÚDE DAS PESSOAS INTRODUÇÃO Como vai a qualidade de vida dos colaboradores da sua empresa? Existem investimentos para melhorar o clima organizacional e o bem-estar dos seus funcionários? Ações que promovem a qualidade

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O especialista em inovação Bruno Moreira analisa as dificuldades que impedem um maior nível de colaboração por parte das empresas brasileiras

Leia mais

Cursos livres EAD GUIA BÁSICO PARA USO CORPORATIVO. www.webaula.com.br

Cursos livres EAD GUIA BÁSICO PARA USO CORPORATIVO. www.webaula.com.br Cursos livres EAD GUIA BÁSICO PARA USO CORPORATIVO www.webaula.com.br Índice 3 introdução 3 introdução 3 O que são cursos livres, afinal? 4 Características dos cursos livres 5 Vantagens dos cursos livres

Leia mais

Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 2

Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo Silvério POLIDORIO 2 COMO QUEBRAR PARADIGMAS SEM CAUSAR UM IMPACTO NEGATIVO NO PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DO MARKETING DE RELACIONAMENTO, CRM E DBM EMPRESARIAL: UM ESTUDO DE CASO Laudinei Rossi Barbatto JUNIOR 1 Gilson Rodrigo

Leia mais

As 12 boas práticas da Gestão de Dados Moderna

As 12 boas práticas da Gestão de Dados Moderna As 12 boas práticas da Gestão de Dados Moderna Bergson Lopes contato@bergsonlopes.com.br www.bergsonlopes.com.br Dados do Palestrante Bergson Lopes Rego, PMP é especialista em Gestão de Dados, Gerenciamento

Leia mais

CAMINHO PARA DESENVOLVER UMA AGENDA DE ADAPTAÇÃO EM MUDANÇAS CLIMÁTICAS NAS EMPRESAS. Junho 2013

CAMINHO PARA DESENVOLVER UMA AGENDA DE ADAPTAÇÃO EM MUDANÇAS CLIMÁTICAS NAS EMPRESAS. Junho 2013 CAMINHO PARA DESENVOLVER UMA AGENDA DE ADAPTAÇÃO EM MUDANÇAS CLIMÁTICAS NAS EMPRESAS Junho 2013 PROPÓSITO Aqui apresentamos o caminho para as empresas adotarem uma estratégia em adaptação às mudanças climáticas,

Leia mais

Organizações de fato, Relações Públicas de direito 13/06/2007

Organizações de fato, Relações Públicas de direito 13/06/2007 Organizações de fato, Relações Públicas de direito 13/06/2007 Mitchell Figueiredo de Azevedo* Introdução A guerra travada no atual mercado globalizado impõe às organizações uma forma mais "agressiva" de

Leia mais

Três caminhos para melhores processos decisórios: O que você deve saber Agora Sumário executivo

Três caminhos para melhores processos decisórios: O que você deve saber Agora Sumário executivo Três caminhos para melhores processos decisórios: O que você deve saber Agora Technology Evaluation Centers Três caminhos para melhores processos decisórios: O que você deve saber Agora Todos os dias,

Leia mais

Objetivos. Discutir as novas tendências de mercado; Ampliar a visão de Gestão; Compreender os múltiplos papéis do Gestor;

Objetivos. Discutir as novas tendências de mercado; Ampliar a visão de Gestão; Compreender os múltiplos papéis do Gestor; Gestão de Pessoas Objetivos Discutir as novas tendências de mercado; Ampliar a visão de Gestão; Compreender os múltiplos papéis do Gestor; Discernir sobre os efeitos e benefícios da comunicação; Fomentar

Leia mais

Escritório de Projetos

Escritório de Projetos Escritório de Projetos Agenda Conceito de Escritório de Projetos Por que implementar um Escritório de Projetos? Implementando um Escritório de Projetos Funções do Escritório de Projetos Modelo de Maturizade

Leia mais

Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 04 O PROJETO DE MELHORIA DOS PROCESSOS

Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 04 O PROJETO DE MELHORIA DOS PROCESSOS Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 04 O PROJETO DE MELHORIA DOS PROCESSOS 3.4 O PROJETO DE MELHORIA DE PROCESSOS 3.4.1 - CONCEITO DE PROJETO

Leia mais

RELATÓRIO de ATIVIDADES

RELATÓRIO de ATIVIDADES RELATÓRIO de ATIVIDADES 2005 SUMÁRIO Declaração da Equipe Missão Visão 1. Objetivo do relatório 2. Modelo Operacional em 2005 Captação de recursos Atividades Geradoras de Recursos Financeiros (Fund Raising)

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade

Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade Estruturando o modelo de RH: da criação da estratégia de RH ao diagnóstico de sua efetividade As empresas têm passado por grandes transformações, com isso, o RH também precisa inovar para suportar os negócios

Leia mais

Karla Juliana Lopes. Plano de Candidatura. Diretoria de Gestão de Pessoas. Viçosa MG. Julho de 2015.

Karla Juliana Lopes. Plano de Candidatura. Diretoria de Gestão de Pessoas. Viçosa MG. Julho de 2015. Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal de Viçosa Viçosa (MG) - CEP 36570-000 CNPJ: 07.245.367/0001-14 Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Universidade Federal

Leia mais

ESTUDO DE CASO 1: ROBERT BOSCH

ESTUDO DE CASO 1: ROBERT BOSCH ESTUDO DE CASO 1: ROBERT BOSCH Dados fornecidos por Carlos Alberto Maziero, coordenador de planejamento de carreira e desenvolvimento organizacional (Central, Campinas, SP); Antonio Marcos Vicentini, assessor

Leia mais

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você

O que a Postura Consultiva tem a ver com Você O que a Postura Consultiva tem a ver com Você Marcelo Egéa M* O que é postura consultiva Criar e sustentar uma marca é um trabalho que exige o máximo de todos na empresa. Alguns têm contato direto com

Leia mais

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão de Projetos Aperfeiçoamento/GPPP1301 T132 09 de outubro de 2013 Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de s em pequenas empresas Heinrich

Leia mais

O ESCRITÓRIO. História do Escritório

O ESCRITÓRIO. História do Escritório O ESCRITÓRIO História do Escritório A Monteiro, Neves & Vilela Advogados é resultado da fusão dos escritórios Monteiro & Neves Advogados e Vilela Advogados ocorrida no ano de 2011 e que fora motivada pela

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

Recuperação Judicial de Empresas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Recuperação Judicial de Empresas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine Governança, risco e compliance Chega de redundâncias 24 KPMG Business Magazine Programa Risk University transmite aos executivos uma visão abrangente dos negócios A crise financeira de 2008 ensinou algumas

Leia mais

Como planejar a sua carreira profissional

Como planejar a sua carreira profissional 1 Como planejar a sua carreira profissional Normalmente, as crises e os momentos difíceis pelos quais todos nós vivenciamos, são excelentes momentos para repensarmos as nossas decisões e ações. Talvez

Leia mais

Health Innovation. 54 HEALTHCARE Management 36 julho agosto 2015 healthcaremanagement.com.br

Health Innovation. 54 HEALTHCARE Management 36 julho agosto 2015 healthcaremanagement.com.br Health Innovation 54 HEALTHCARE Management 36 julho agosto 2015 healthcaremanagement.com.br Inovação na Saúde Um vasto território a ser explorado Ainda há uma longa estrada a ser percorrida quando o assunto

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

BSC Balance Score Card

BSC Balance Score Card BSC (Balance Score Card) BSC Balance Score Card Prof. Gerson gerson.prando@fatec.sp.gov.br Uma das metodologias mais visadas na atualidade éobalanced ScoreCard, criada no início da década de 90 por Robert

Leia mais

Automação de back-office Estratégia e gestão financeira Melhoria de processos e indicadores

Automação de back-office Estratégia e gestão financeira Melhoria de processos e indicadores Automação de back-office Estratégia e gestão financeira Melhoria de processos e indicadores 01 A Inside foi fundada com o objetivo de levar fundamentos de estratégia e gestão às empresas que buscam crescer

Leia mais

VANTAGEM COMPETITIVA PARA EMPRESA INSTALADORA EM CERTIFICAÇÃO QUALINSTAL CATEGORIA: CERTIFICAÇÃO QUALINSTAL

VANTAGEM COMPETITIVA PARA EMPRESA INSTALADORA EM CERTIFICAÇÃO QUALINSTAL CATEGORIA: CERTIFICAÇÃO QUALINSTAL VANTAGEM COMPETITIVA PARA EMPRESA INSTALADORA EM CERTIFICAÇÃO QUALINSTAL CATEGORIA: CERTIFICAÇÃO QUALINSTAL Marcelo Matsusato INTRODUÇÃO Desde 2003 a TECNISA já possui a certificação ISO 9001 preocupada

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Sobre o Leite, Tosto e Barros

Sobre o Leite, Tosto e Barros Sobre o Leite, Tosto e Barros Escritório de advocacia full-service, listado entre os 20 maiores da América Latina e entre os 15 maiores do Brasil. Com mais de 20 anos de tradição, possui sede em São Paulo,

Leia mais

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2

Janeiro 2009. ELO Group www.elogroup.com.br Página 2 de um Escritório - O Escritório como mecanismo para gerar excelência operacional, aumentar a visibilidade gerencial e fomentar a inovação - Introdução...2 Visão Geral dos Papéis Estratégicos... 3 Papel

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÓS-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS Conceituação e Estudos de Caso BRENO BASTOS MIGUEZ 15653 FERNANDA HELENA COSTA

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Superar desafios para alcançar um

Superar desafios para alcançar um Mulheres que estão à frente de seu tempo Profundas conhecedoras de seguros, as advogadas Maria Helena Gurgel Prado e Maria Amélia Saraiva comandam escritório com uma visão moderna As duas Marias comemoram

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Este material resulta da reunião de fragmentos do módulo I do Curso Gestão Estratégica com uso do Balanced Scorecard (BSC) realizado pelo CNJ. 1. Conceitos de Planejamento Estratégico

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA HUMANOS CRESCIDOS PALESTRAS 11 3672-6822 11 8067-9041. www.santagente.com.br

EDUCAÇÃO PARA HUMANOS CRESCIDOS PALESTRAS 11 3672-6822 11 8067-9041. www.santagente.com.br EDUCAÇÃO PARA HUMANOS CRESCIDOS PALESTRAS Sobre a Santa Gente Mudamos o formato das palestras convencionais com o propósito de vender inovação com inovação. Utilizamos a música como ferramenta de facilitação

Leia mais

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Camila Lopes Ferreir a (UTFPR) camila@pg.cefetpr.br Dr. Luiz Alberto Pilatti (UTFPR) lapilatti@pg.cefetpr.br

Leia mais

Empreendedorismo Corporativo

Empreendedorismo Corporativo Empreendedorismo Corporativo Estratégia para a Sistematização da Inovação e o Crescimento das Organizações José Dornelas www.josedornelas.com.br Empreendedorismo + Inovação = Prosperidade Empreendedorismo

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda.

Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Micro-Química Produtos para Laboratórios Ltda. Resumo Com a globalização e os avanços tecnológicos, as empresas estão operando num ambiente altamente competitivo e dinâmico. As organizações que quiserem

Leia mais

Anais da Jornada Científica Integração: Educação, Sociedade e Tecnologia

Anais da Jornada Científica Integração: Educação, Sociedade e Tecnologia MARKETING DE RELACIONAMENTO UTILIZADO COMO FERRAMENTA PARA APRIMORAR A RELAÇÃO ENTRE O PÚBLICO INTERNO: ESTUDO DE CASO REALIZADO NA EMPRESA DALCAR NA CIDADE DE BACABAL MA MOURA, Íthalo Bruno Grigório de

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC

Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Gestão do Conhecimento e Governo Como sensibilizar os órgãos governamentais para implementarem a GC Elisabeth Gomes elisabeth.gomes@sbgc.org.br Diretora de relações com o governo - SBGC 2º Fórum de Gestão

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

Aula 10. Delegação X Empowerment

Aula 10. Delegação X Empowerment Aula 10 Delegação X Empowerment Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela.cartoni@veris.edu.br DELEGAÇÃO X EMPOWERMENT Delegar significa orientar o colaborador para que execute uma determinada atividade no lugar

Leia mais

Balanço Social 2007. 1 - Apresentação. 1.1 Carta do Diretor Executivo. Índice. 1 - Apresentação. 2 - Empresa. 3 - Qualidade.

Balanço Social 2007. 1 - Apresentação. 1.1 Carta do Diretor Executivo. Índice. 1 - Apresentação. 2 - Empresa. 3 - Qualidade. 1 - Apresentação Balanço Social Índice 1 - Apresentação 1.1 Carta do Diretor Executivo 1.2 Perfil do Empreendimento 1.3 Nossos Produtos e Serviços 1.4 Abrangência de Atuação 1.5 Setores de Atuação 2 -

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015

MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015 MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 21/12/2015 DISCURSO DO MINISTRO NELSON BARBOSA POR OCASIÃO DA SOLENIDADE DE TRANSMISSÃO DE CARGO Senhoras e Senhores, Em primeiro

Leia mais

ADVOCACIA CRIATIVA. Hotel Laghetto Viverone Moinhos Porto Alegre, 06 de Novembro de 2015 Leonardo Barém Leite

ADVOCACIA CRIATIVA. Hotel Laghetto Viverone Moinhos Porto Alegre, 06 de Novembro de 2015 Leonardo Barém Leite X CONGREJUR (2015) ADVOCACIA CRIATIVA Hotel Laghetto Viverone Moinhos Porto Alegre, 06 de Novembro de 2015 Leonardo Barém Leite Advocacia criativa de uma forma geral e global... Como posso ajudar mais

Leia mais

PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015. AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV.

PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015. AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV. PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015 AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV.: CK AX0003/00-Q5-RL-1001-15 2 ÍNDICE PÁG. 1 - INTRODUÇÃO...

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília AVALIAÇÃO DA ADOÇÃO DE BPM NO BRASIL: ERROS, APRENDIZADOS E BOAS PRÁTICAS Leandro Jesus INVESTIR EM PROCESSOS:

Leia mais

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento

Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. 14.1. Treinamento é investimento Módulo 14 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas 14.1. Treinamento é investimento O subsistema de desenvolver pessoas é uma das áreas estratégicas do Gerenciamento de Pessoas, entretanto em algumas organizações

Leia mais

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos

Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos Março de 2010 UM NOVO PARADIGMA PARA AS AUDITORIAS INTERNAS Por que sua organização deve implementar a ABR - Auditoria Baseada em Riscos por Francesco De Cicco 1 O foco do trabalho dos auditores internos

Leia mais

A COMUNICAÇÃO EM GESTÃO DE RISCOS E OS PARADIGMAS DO PENSAMENTO SISTÊMICO

A COMUNICAÇÃO EM GESTÃO DE RISCOS E OS PARADIGMAS DO PENSAMENTO SISTÊMICO A COMUNICAÇÃO EM GESTÃO DE RISCOS E OS PARADIGMAS DO PENSAMENTO SISTÊMICO Adm. Marlene Carnevali, PMP, PMI_RMP 1 Adm. Marlene Carnevali, PMP, PMI-RMP marlene@prorisks.com.br www.prorisks.com.br Neste artigo

Leia mais

Competências organizacionais

Competências organizacionais GESTÃO DO PROCESSO JUDICIAL Capacidade de coordenar e controlar as atividades processuais, entregando com eficiência e presteza a tutela jurisdicional. EXCELÊNCIA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Capacidade para

Leia mais

jul-09 Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1

jul-09 Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1 jul-09 Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes 1 FURB Pedro Paulo H. Wilhelm & Maurício C. Lopes jul-09 Erro Tentativa A V A L I A Ç Â O Problema TOMADA DE DECISÃO Uma visão sistêmica Processo decisório

Leia mais

O ADVOGADO GESTOR. A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Peter Drucker

O ADVOGADO GESTOR. A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Peter Drucker O ADVOGADO GESTOR Ari Lima A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo. Peter Drucker A competitividade atualmente no setor jurídico tem exigido uma nova postura profissional dos advogados. Tanto para

Leia mais

EDUCAÇÃO ESCOLAR: GESTOR OU ADMINISTRADOR?

EDUCAÇÃO ESCOLAR: GESTOR OU ADMINISTRADOR? EDUCAÇÃO ESCOLAR: GESTOR OU ADMINISTRADOR? Maria Rafaela de Oliveira FECLESC-UECE Renata Leite Moura FECLESC-UECE RESUMO Este trabalho apresenta algumas reflexões acerca da Educação Escolar e dos desafios

Leia mais

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br Agenda 3ª EDIÇÃO 22 de Setembro 2015 Hotel Grand Mercure São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO O E-LEARNING COMO FERRAMENTA

Leia mais

Junte-se ao clube ISO 14001!

Junte-se ao clube ISO 14001! Ano 10 Edição nº 94 QUALY DROPS ECS agosto de 2014 ECS Assessoria e Consultoria Técnica S/C Ltda Fones: (11) 2783-0136 / 2614-3262 ecsconsultoria@ecscon.com.br www.ecscon.com.br A norma ISO 14001 é hoje

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL

CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL CINCO DICAS PARA PLANEJAR E CONTROLAR AS METAS DA SUA EQUIPE COMERCIAL INTRODUÇÃO Não importa qual o tamanho da empresa: ela precisa saber aonde quer chegar. Para isso é preciso traçar um caminho e a melhor

Leia mais

Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira

Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira Dicas fundamentais para você decidir pelo curso ideal para a sua qualificação profissional 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> A importância da

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Executando o Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Realizar Aquisições Realizar a Garantia de Qualidade Distribuir Informações Gerenciar as

Leia mais

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EM SEGURANÇA DO TRABALHO IMPORTÂNCIA INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO Quando do início de um empreendimento, de um negócio ou qualquer atividade; As expectativas e desejos de início são grandes:

Leia mais

Os sócios e colaboradores do K.A acreditam na advocacia tradicional, pautada no profundo conhecimento do negócio da clientela.

Os sócios e colaboradores do K.A acreditam na advocacia tradicional, pautada no profundo conhecimento do negócio da clientela. O Escritório O Kauffman e Abid Sociedade de Advogados ( K.A ) foi fundado em 2012 por profissionais com histórico consolidado em bancas nacionais, vasta experiência em suas respectivas áreas de atuação

Leia mais

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RESULTADOS PESQUISA COM COMITÊS Definição e significado do PGQP para os comitês: Definições voltadas para ao Programa Significado do PGQP Qualificação das organizações

Leia mais

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria

A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores da Alegria Agentes Financiadores Notícias e atualidades sobre Agentes Financiadores nacionais e internacionais página inicial A técnica a serviço da aproximação com os doadores: Marketing de relacionamento nos Doutores

Leia mais

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação.

Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado, com larga e comprovada experiência em suas áreas de atuação. Curso Formação Efetiva de Analístas de Processos Curso Gerenciamento da Qualidade Curso Como implantar um sistema de Gestão de Qualidade ISO 9001 Formação Profissional em Auditoria de Qualidade 24 horas

Leia mais

Financial Services. Precisão competitiva. Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros

Financial Services. Precisão competitiva. Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros Financial Services Precisão competitiva Metodologias específicas e profissionais especializados na indústria de seguros Nossa experiência na indústria de seguros A indústria de seguros vem enfrentando

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

Planejamento Estratégico Setorial para a Internacionalização

Planejamento Estratégico Setorial para a Internacionalização Unidade de Projetos de Termo de Referência para elaboração e desenvolvimento de Planejamento Estratégico Setorial para a Internacionalização Agosto de 2009 Elaborado em: 4/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil

Leia mais

Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA VECTOR

Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA VECTOR Como e por que criar uma para sua empresa A PERSONA Quem trabalha com marketing, publicidade ou já anunciou na mídia, certamente foi questionado alguma vez sobre quem é o público-alvo da empresa. Isso

Leia mais

O Desafio de Inovar em um Ambiente em Contínua Evolução

O Desafio de Inovar em um Ambiente em Contínua Evolução O Desafio de Inovar em um Ambiente em Contínua Evolução Dorgival Olavo Guedes Neto 1 Pesquisador Associado do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais-UFMG Doutor em

Leia mais

Desenvolvimento de novos negócios na advocacia

Desenvolvimento de novos negócios na advocacia Desenvolvimento de novos negócios na advocacia 07/10/2008 Marco Antonio P. Gonçalves goncalves@marketingjuridico.com.br Marco Antonio P. Gonçalves.Administrador especializado em gestão e marketing para

Leia mais