XII CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIA PAPILOSCÓPICA E NECROPAPILOSCÓPICA ENCONTRO NACIONAL DE DIRETORES DOS INSTITUTOS DE IDENTIFICAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XII CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIA PAPILOSCÓPICA E NECROPAPILOSCÓPICA ENCONTRO NACIONAL DE DIRETORES DOS INSTITUTOS DE IDENTIFICAÇÃO"

Transcrição

1 XII CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIA PAPILOSCÓPICA E NECROPAPILOSCÓPICA E ENCONTRO NACIONAL DE DIRETORES DOS INSTITUTOS DE IDENTIFICAÇÃO UMA NOVA VISÃO COM A PAPILOSCOPIA NA IDENTIFICAÇÃO DIGITAL RIO BRANCO - ACRE DE 11 A 13 DE SETEMBRO DE 2013

2 SUMÁRIO 1... Apresentação Histórico Objetivo Justificativa Público Alvo Realização Apoio Programação do Evento07

3 APRESENTAÇÃO A Polícia Civil do Estado do Acre, A FENAPPI, Federação Nacional dos Profissionais em Papiloscopia e Identificação e a Associação dos Peritos Papiloscopistas do Estado do Acre APPAC promoverão a XII CONGRESSO DE PERÍCIA PAPILOSCÓPICA E NECROPAPILOCÓPICA e ENCONTRO NACIONAL DOS DIRETORES DE INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÂO, com o tema, UMA NOVA VISÃO COM A PAPILOSCOPIA NA IDENTIFICAÇÃO DIGITAL. Este grande evento será realizado em Rio Branco/AC, nos dias 11, 12 e 13 de setembro de 2013, que reunirá os profissionais da Papiloscopia de todo o País. A Identificação humana, como nos demais campo do conhecimento científico, é resultado de longas décadas de pesquisas e experiências, buscando sempre um elemento de singularidade, que leve a individualidade. Assim longos estudos foram realizados em busca de um método de identificação que pudesse ser utilizado, de acordo com a evolução do ser humano e as exigências de cada época. Neste ínterim desenvolveu-se vários métodos de identificação como a mutilação, ferrete, tatuagem, craniográfico, medidas antropométricas; alguns hoje usados como complementares, tais como o fotográfico, nome, antropométrico. O estudo não se exauriu, pois através da tecnologia biométrica, métodos automatizados, modernos e eficientes, vêm sendo adotados e aperfeiçoados: como através do DNA, da Retina, da voz, geometria das mãos. Todavia, o processo de identificação Papiloscópica continua sempre atual. A Papiloscopia, por ser uma ciência, está apoiada em princípios científicos que são seus esteios e suportes e lhes dão base para sua sustentabilidade. É produto de rigorosos estudos de especialistas que trilham os caminhos do conhecimento científico, utilizando-se de métodos sistemáticos e objetivos, que nasceram da observação e da dúvida, mas se consolidaram na certeza das leis demonstradas. Portanto, ainda hoje, a Papiloscopia é considerada como um dos principais métodos de identificação humana, sendo, econômico, prático e seguro, tanto na esfera civil, quanto na criminal. Seus princípios fundamentais (perenidade, imutabilidade e variabilidade) permitem identificar pessoas por meio das impressões digitais, com rigor científico, através de buscas seja em arquivos com milhões de individuais datiloscópica, coletadas em processo civil ou criminal, de identificação cadavérica, ou até mesmo de fragmentos papilares em locais de crime, potencializados pelos sistemas de automatização, que hoje se constituem em importante ferramenta ao profissional Papiloscopista. HISTÓRICO Em 05 de fevereiro de 1903, através do Decreto nº 4767, no Rio de Janeiro, na época Distrito Federal, introduz-se no Brasil a Identificação Papiloscópica. Este Decreto dispõe sobre a classificação datiloscópica, segundo o Sistema Datiloscópico de Vucetich, considerando a impressão digital como a prova mais concludente e positiva da identidade de um indivíduo.

4 O órgão de identificação do Acre foi instalado na década de 1930 quando foi criado o Serviço de Identificação, na expedição de Carteiras de Identidade, posteriormente em 1973, passando a chamar Departamento de Identificação. Atua nos serviços de identificação civil e criminal as quais são instrumentos de vital importância para a Polícia Civil, visto a imprescindibilidade dessas informações para a investigação policial e para instrução dos processos judiciais. No ano de 1984 passou a ser denominado Instituto de Identificação Raimundo Hermínio de Melo, quando a categoria era denominada como Datiloscopista. A partir da Lei Complementar nº 1.384/2001, a nomenclatura do cargo foi modificada para Papiloscopista, que veio novamente a ser alterada através da Lei Complementar nº 129/2004 para Perito Papiloscopista, que permanece até a presente data. Descrevemos como nossa principais atribuições a identificação civil, criminal, perícia papiloscopica em local de crime, retrato falado, sendo as mesmas de relevante importância a percepção penal definindo a autoria do delito. OBJETIVOS O XII Congresso Brasileiro de Identificação, Perícias Papiloscópicas e Necropapilocópicas, visam: Promover o crescimento da Papiloscopia e estimular novos conhecimentos; Atualização dos profissionais de identificação, implementando uma maior integração entre as Polícias Estaduais e a Polícia Federal; Apresentação de novas tecnologias na área papiloscópica e necropapiloscopia; Apresentação da normatização de procedimentos técnicos de local de crime, necropapiloscopia e DVI(Identificação de Vitimas de Desastres) elaborados pela SENASP/MJ; Promover a interação e o entendimento entre os Órgãos de identificação, e; Instruir os profissionais de instituições financeiras, comerciais e cartorárias que trabalhem com cadastro de pessoas. JUSTIFICATIVA Com o advento do XII Congresso Brasileiro de Identificação, Perícias Papiloscópicas e Necropapiloscópicas, serão ressaltadas na oportunidade, a importância e relevância das parcerias entre os Institutos de Identificação no atendimento rápido e eficiente a pedido de informação e solicitação de documentos Papiloscópico, para enriquecimento e engrandecimento destes órgãos e da Segurança Pública, aprimoramento das técnicas utilizadas tanto na pericia papiloscopica e necropapiloscopica bem como, estimular a padronização dos procedimentos em todos os estados da federação. Como resultado espera-se que este intercâmbio e normatização contribuam para diminuição da violência e criminalidade beneficiando a sociedade com a produção de provas de modo ágil e eficiente.

5 O cumprimento pleno da função social dos Institutos de Identificação do país deve ser objetivo de todos, orientado sempre pela eficácia policial ao proporcionar à população a capacidade do exercício pleno de sua cidadania. PÚBLICO-ALVO Federal; Profissionais em papiloscopia dos Institutos de Identificação dos Estados, do Distrito Federal e da Policia Serviços de Identificação da Polícia Militar e das Forças Armadas; Representantes do Ministério Público, do Poder Judiciário, Secretarias de Segurança Públicas dos Estados e Instituições que lidam com cadastros de clientes, contribuintes e estudantes de áreas afins. O CONGRESSO Local: Maison Borges Data: 11 a 13 de setembro de 2013 Inscrições: R$ 50,00 Capacidade: 400 pessoas REALIZAÇÃO Associação dos Peritos Papiloscopistas do Estado do Acre APPAC Federação Nacional dos Profissionais em Papiloscopia e Identificação FENAPPI Governo do Estado do Acre Secretaria de Policia Civil Secretaria de Segurança Pública Policia Técnica/Instituto de Identificação Prefeitura Municipal de Rio Branco APOIO

6 Ordem dos Advogados OAB Policia Militar Corpo de Bombeiros Tribunal de Justiça Ministério Público Secretaria de Turismo Cerimonial do Governador Centro de Atendimento OCA DETRAN 4º BIS Montreal Sindicato dos Servidores da Polícia Civil/AC SINPOL Associação do Papiloscopistas da Polícia Federal Faculdade UNINORTE Assembléia Legislativa Programação XII CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIAS PAPILOSCÓPICAS, NECROPAPILOSCÓPICAS e ENCONTRO NACIONAL DE DIRETORES DE INSTITUTOS DE IDENTIFICAÇÃO DIA 11 DE SETEMBRO DE 2013 (Quarta-feira) TARDE 16:00h às 18:00h CREDENCIAMENTO E ENTREGA DE MATERIAIS AOS CONGRESSISTAS 18:00 às 19:00h Abertura Oficial do Evento pelo Cerimonial Pronunciamento de Autoridades

7 Pronunciamento do Excelentíssimo Governador do Estado OU REPRESENTANTE LEGAL DO GOVERNO. 19:00 ás 20:00h INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO RAIMUNDO HERMINIO DE MELO: SERVIÇOS PRESTADOS Á SOCIEDADE ACREANA Palestrante: SANDRO ROBERTO CUNHA RODRIGUES Diretor do Instituto de Identificação 20:00 às 21:00 AS NOVAS POLÍTICAS DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA (SENASP) PARA A PERICIA OFICIAL E O PAPEL DA PAPILOSCOPIA NESTE CONTEXTO Palestrante: REGINA MIKI Secretaria Nacional de Segurança Pública 21:00h às 22:00h APRESENTAÇÃO CULTURAL 22:00h às 23:00h COQUETEL DIA 12 DE OUTUBRO DE 2013 (Quinta-feira)

8 MANHÃ 08:30h às 09:30h A IMPORTANCIA DA MODERNIZAÇÃO DOS INSTITUTOS DE IDENTIFICAÇÃO PARA A SEGURANÇA PUBLICA NO PAÍS Palestrante:NADIEL DIAS COSTA Diretor Adjunto do Instituto de Identificação 09:30h às 10:25h A IMPORTANCIA DA PAPILOSCOPIA PARA A INVESTIGACÃO Palestrante: Dr. CARLOS ALBERTO FONSECA Promotor de Justiça -MP-GO 10:30h às 10:50h INTERVALO 10:50h às 11:50h CASO: IDENTIFICAÇÃO DAS VÍTIMAS DA TRAGÉDIA NA BOATE KISS. Palestrante: EDMÉIA VIANA DE OLIVEIRA Papiloscopista do RS

9 12:00h às 14:00h INTERVALO - ALMOÇO LIVRE TARDE 14:00h às 15:00h RFH e suas aplicações Palestrante: JOYCE FERNANDES- Papiloscopista / GO PETTERSON VITURINO DE MORAIS Papiloscopista/DF Papiloscopista de Goiás 15:00h às 16:00h A PAPILOSCOPIA COMO CIÊNCIA INVESTIGATIVA Palestrante: DR. SILVANO ALVES RABELO Delegado de Policia Diretor da Academia de Policia do Acre 16:00h às 16:30h Coffee Break 16:35h às 17:40h

10 A EVOLUÇÃO DO RETRATO FALADO Palestrante: JEOVÁ BARROS DE OLIVEIRA Papiloscopista do Estado do PA DIA 13 DE SETEMBRO DE 2013 (Sexta-feira) MANHÃ 08:30h às 09:30h INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO DE RIO BRANCO E SUA IMPORTANCIA NO CONTEXTO DA PERÍCIA OFICIAL ACREANA Palestrante: EMYLSON FARIAS DA SILVA Secretario de Estado da Policia Civil Delegado Geral de Policia Civil. 09:30h às 10:30h NOVAS BIOMETRIAS APLICADAS A IDENTIFICAÇÃO HUMANA Palestrante:3M-Inteligência em Segurança-COGENT Palestrante:

11 10:30h às 10:50h INTERVALO 10:50h às 11:50h ANALISE MORFOMÉTRICA DE IMPRESSÕES PALMARES LATENTES EM FUNÇÃO DO TEMPO: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A PRÁTICA FORENSE Palestrantes: MS. RODRIGO MENESES DE BARROS Papiloscopista do DF 12:00h às 14:00h INTERVALO - ALMOÇO LIVRE TARDE 14:00h às 15:00h : O PAPILOSCOPISTA COMO PERITO OFICIAL Palestrantes: DEP. FEDERAL JOÃO CAMPOS (Relator da Lei Geral da Policia Civil) PSDB-GO ANTONIO MACIEL AGUIAR FILHO Presidente FENAPPI

12 15:00 as 16:00 - SISTEMA DE IDENTIFICAÇÃO NO PERÚ Palestrante: General Manuel Alberto Pacheco Ledesma Diretor Ejecutivo de Criminalistica Policia Nacional Del Perú 16:00H ÀS 16:30 COFFEE BREAK 16:30h às 17:30h A PERÍCIA PAPILOSCÓPICA COMO AUXILIAR DA JUSTIÇA E IMPLEMENTAÇÃO DE CIDADANIA Palestrante: Dr. SAMUEL MARTINS EVANGELISTA Desembargador TJ-AC 17:30h às 18:30h POP E PROCEDIMENTOS PARA A PERICIA PAPILOSCOPICA E NECROPAPILOSCOPICA EM SUAS DIVERSAS AREAS Palestrantes:CLEMIL JOSE DE ARAUJO Papiloscopista da PF SIMONE DE JESUS Papiloscopista do Estado de GO

13 18:30 às 19:30 WORKSHOP-LABORATORIO PAPILOSCOPICO 18:30h às 19:30h REUNIÃO DOS DIRETORES DOS INSTITUTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO BRASIL. 18:30h às 19:30h REUNIÃO DOS REPRESENTANTES DAS ASSOCIAÇÕES DOS PROFISSIONAIS EM PAPILOSCOPIA DOS ESTADOS, POLICIA FEDERAL E FENAPPI. 21:00h FESTA DE ENCERRAMENTO DO XII CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIAS PAPILOSCÓPICAS E NECROPAPILOSCÓPICAS. programação sujeita a alteração.

IV CONGRESSO NACIONAL DE NECROPAPILOSCOPIA, III ENCONTRO NACIONAL SOBRE PESSOAS DESAPARECIDAS E DESASTRES DE MASSA

IV CONGRESSO NACIONAL DE NECROPAPILOSCOPIA, III ENCONTRO NACIONAL SOBRE PESSOAS DESAPARECIDAS E DESASTRES DE MASSA IV CONGRESSO NACIONAL DE NECROPAPILOSCOPIA, III ENCONTRO NACIONAL SOBRE PESSOAS DESAPARECIDAS E DESASTRES DE MASSA e I ENCONTRO NACIONAL DOS DIRETORES DE INSTITUTO DE IDENTIFICAÇÃO 1 - OBJETIVOS Ampliar

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 8.239, DE 2014 Altera a Lei nº 12.037, de 1º de outubro de 2009, que trata da isenção da identificação criminal do civilmente

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA Autonomia da perícia Pec 499/10-altera o art. 144-CF(Dep. Paulo Pimenta) ec 325/09- órgão essencial a justiça(dep.

AUDIÊNCIA PÚBLICA Autonomia da perícia Pec 499/10-altera o art. 144-CF(Dep. Paulo Pimenta) ec 325/09- órgão essencial a justiça(dep. AUDIÊNCIA PÚBLICA Autonomia da perícia Pec 499/10-altera o art. 144-CF(Dep. Paulo Pimenta) ec 325/09- órgão essencial a justiça(dep. Valtenir Pereira) Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta

Leia mais

X CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIAS PAPILOSCÓPICAS E NECROPAPILOSCÓPICAS.

X CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIAS PAPILOSCÓPICAS E NECROPAPILOSCÓPICAS. X CONGRESSO BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO, PERÍCIAS PAPILOSCÓPICAS E NECROPAPILOSCÓPICAS. APRESENTAÇÃO A cidade do Recife PE, após haver sediado o III Congresso Brasileiro de Papiloscopia em 1996, orgulhosamente,

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE PROGRAMA JUSTIÇA COMUNITÁRIA ESCOLA DO PODER JUDICIÁRIO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO CONVÊNIO SICONV Nº 777045/2012 ANO 2014 05/08 a 22/08/2014 2 PODER JUDICIÁRIO DO ACRE

Leia mais

RICARDO S. PEREIRA LEGISLAÇÃO APLICADA

RICARDO S. PEREIRA LEGISLAÇÃO APLICADA RICARDO S. PEREIRA LEGISLAÇÃO APLICADA LEGISLAÇÕES 26 QUESTÕES ELABORADAS PELO PROFESSOR Legislações, Seleção e Elaboração das Questões: Prof. Ricardo S. Pereira Organização e Diagramação: Mariane dos

Leia mais

LEI Nº 2.525, DE 18 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 2.525, DE 18 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 2.525, DE 18 DE JUNHO DE 2009. CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia / / JANE APARECIDA FERREIRA =Responsável pelo placard= Dispõe sobre autorização

Leia mais

Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. R E S O L V E

Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. R E S O L V E Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. O Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso de suas atribuições legais. R E S O L V E Aprovar, no âmbito do Poder Judiciário Estadual, as Normas

Leia mais

I Congresso Nacional dos Policiais Rodoviários Federais

I Congresso Nacional dos Policiais Rodoviários Federais I Congresso Nacional dos Policiais Rodoviários Federais Discutir estratégias para o desenvolvimento de um padrão de excelência para a Polícia Rodoviária Federal frente às modernas demandas da Segurança

Leia mais

Formação/capacitação de profissionais da Execução penal Responsável: Escola Penitenciária/SEJUDH

Formação/capacitação de profissionais da Execução penal Responsável: Escola Penitenciária/SEJUDH Formação/capacitação de profissionais da Execução penal Responsável: Escola Penitenciária/ a- Atribuições s profissionais que atuam no Sistema penitenciário que são ligas a execução penal/: I - Profissional

Leia mais

Promoção de Arquivamento n.º 005.2016.54.1.1.1043822.2015.38276

Promoção de Arquivamento n.º 005.2016.54.1.1.1043822.2015.38276 INQUÉRITO CIVIL Nº 4152/2015 PROMOTORIA: 54ª PRODHSP. OBJETO: Apurar suposta ocorrência de desvio de função de servidores ocupantes do cargo de Investigador de Polícia Civil do Estado do Amazonas que realizam

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUTONOMIA DO CORPO DE BOMBEIROS DA BRIGADA MILITAR

ASSOCIAÇÃO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUTONOMIA DO CORPO DE BOMBEIROS DA BRIGADA MILITAR ASSOCIAÇÃO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL AUTONOMIA DO CORPO DE BOMBEIROS DA BRIGADA MILITAR ESSÊNCIA DA ATIVIDADE DE BOMBEIRO. A profissão Bombeiro é classificada como profissão natural,

Leia mais

GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA

GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Criar no ministério da justiça um ponto focal especializado nos direitos da pessoa com deficiência e estimular também

Leia mais

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. PROFI

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. PROFI PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. PROFI Os currículos e as fichas de cadastro deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico seguranca.cidada@mj.gov.br até o dia 16/03/2014.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA ORIENTAÇÕES BÁSICAS À GESTÃO MUNICIPAL: ORGANIZAÇÃO DA CONFÊRENCIA

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 06/2015-MP/PGJ/CGMP

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 06/2015-MP/PGJ/CGMP PROVIMENTO CONJUNTO Nº 06/2015-MP/PGJ/CGMP Dispõe sobre os instrumentos de controle de atuação funcional quanto à fiscalização periódica do controle externo da atividade policial, adequando-os, no que

Leia mais

I CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E LITERATURA Período de realização: 18 a 21/06/2013 PROGRAMAÇÃO

I CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E LITERATURA Período de realização: 18 a 21/06/2013 PROGRAMAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO DE TECNOLOGIA DE TERESINA - CET FRANCISCO ALVES DE ARAÚJO LTDA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TERESINA CET I CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E LITERATURA Período de realização: 18 a 21/06/2013

Leia mais

MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO

MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO ORIENTAÇÕES AOS ESTAGIÁRIOS 1) OS ESTAGIÁRIOS DEVERÃO FAZER OS PLANTÕES NO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA a) O estagiário do Núcleo de Prática Jurídica deverá comparecer, duas

Leia mais

Torre de Babel. Luis Flavio Sapori. Nota sobre a I Conseg

Torre de Babel. Luis Flavio Sapori. Nota sobre a I Conseg Nota sobre a I Conseg Luís Flávio Sapori é doutor em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro, professor e coordenador do curso de Ciências Sociais da Universidade Católica

Leia mais

Oficina ESMPU/Procuradoria da Justiça Militar em Porto Alegre-RS Crimes propriamente militares.

Oficina ESMPU/Procuradoria da Justiça Militar em Porto Alegre-RS Crimes propriamente militares. Oficina ESMPU/Procuradoria da Justiça Militar em Porto Alegre-RS Crimes propriamente militares. Evento realizado na Procuradoria da Justiça Militar em Porto Alegre/RS, no período de 12 à 14 de maio de

Leia mais

LEI FEDERAL CONCEDE ANISTIA PARA POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DA BAHIA QUE PARTICIPARAM DE MOVIMENTOS REIVINDICATÓRIOS

LEI FEDERAL CONCEDE ANISTIA PARA POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DA BAHIA QUE PARTICIPARAM DE MOVIMENTOS REIVINDICATÓRIOS LEI FEDERAL CONCEDE ANISTIA PARA POLICIAIS E BOMBEIROS MILITARES DA BAHIA QUE PARTICIPARAM DE MOVIMENTOS REIVINDICATÓRIOS Fabiano Samartin Fernandes * O Presidente da República sancionou a Lei n. 12.191,

Leia mais

Perícia Criminal CONVERSÃO DO CURSO REGULAR PARA PÓS-GRADUAÇÃO

Perícia Criminal CONVERSÃO DO CURSO REGULAR PARA PÓS-GRADUAÇÃO O Grupo Verbo Jurídico figura hoje como uma das instituições mais completas quando se trata de preparação para Concursos Públicos, também atuando no segmento editorial e de ensino. No ramo de ensino, destaca-se

Leia mais

JUSTIFICATIVA Em ritmo cada vez mais acelerado, a ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo. Tal revolução tem contribuído, tanto para a

JUSTIFICATIVA Em ritmo cada vez mais acelerado, a ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo. Tal revolução tem contribuído, tanto para a JUSTIFICATIVA Em ritmo cada vez mais acelerado, a ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo. Tal revolução tem contribuído, tanto para a melhoria da vida das pessoas, quanto para o cometimento

Leia mais

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências.

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências. Diário Oficial do Município - Belo Horizonte Ano XI - Nº: 2.273-01/01/2005 Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo Lei nº 9.011 de 1º de janeiro de 2005 - Anexos LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE

Leia mais

BRASIL Entrevista con el Sr. General Ex Raymundo De Cerqueira Filho Ministro Presidente del Tribunal Superior Militar Brasil

BRASIL Entrevista con el Sr. General Ex Raymundo De Cerqueira Filho Ministro Presidente del Tribunal Superior Militar Brasil DIALOGANDO SOBRE JUSTICIA MILITAR BRASIL Entrevista con el Sr. General Ex Raymundo De Cerqueira Filho Ministro Presidente del Tribunal Superior Militar Brasil 1. De acordo com as leis de seu País, qual

Leia mais

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.020-D DE 2007

REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.020-D DE 2007 REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.020-D DE 2007 Estabelece diretrizes gerais sobre medidas de prevenção e combate a incêndio e a desastres em estabelecimentos, edificações e áreas de reunião de público;

Leia mais

Relatório Final da VI Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa Piraí RJ.

Relatório Final da VI Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa Piraí RJ. PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAÍ SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO - CMI P.A.I. PONTO DE APOIO AO IDOSO Inaugurado numa quinta-feira, o novo ano no Calendário Gregoriano,

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Rose Carla Silva Correia OAB 32 745

CURRICULUM VITAE. Rose Carla Silva Correia OAB 32 745 CURRICULUM VITAE Rose Carla Silva Correia OAB 32 745 1) DADOS PESSOAIS: Nome: ROSE CARLA SILVA CORREIA Endereço: AV. VALTORNILO MACIEL, 478 MORADAS DA COLINA GUAÍBA CEP: 92 500 000 Fone: 051 30555036-051

Leia mais

A FILOSOFIA DE UMA POLÍCIA COMUNITÁRIA COMO RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS

A FILOSOFIA DE UMA POLÍCIA COMUNITÁRIA COMO RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS A FILOSOFIA DE UMA POLÍCIA COMUNITÁRIA COMO RESPEITO AOS DIREITOS HUMANOS Bruno Marques da SILVA 1 RESUMO: Este trabalho tem por objetivo fazer uma análise história e objetiva sobre as adaptações que as

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL POSGRAP Nº 14/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL POSGRAP Nº 14/2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL POSGRAP Nº 14/2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM CRIMINALIDADE VIOLENTA, CONTROLE SOCIAL E

Leia mais

ESTRATÉGIAS PARA GARANTIR O DIREITO A IDENTIDADE AS PESSOAS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE

ESTRATÉGIAS PARA GARANTIR O DIREITO A IDENTIDADE AS PESSOAS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE ESTRATÉGIAS PARA GARANTIR O DIREITO A IDENTIDADE AS PESSOAS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE TECNOLOGIAS APLICADAS AO REGISTRO CIVIL E IDENTIFICAÇÃO EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REGIÃO ESTRATÉGIAS DE GOVERNO

Leia mais

EDITAL. 1.2.1-integrar as noções de ética e de direitos humanos às estratégias gerenciais aplicadas na resolução de problemas de segurança pública;

EDITAL. 1.2.1-integrar as noções de ética e de direitos humanos às estratégias gerenciais aplicadas na resolução de problemas de segurança pública; UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIENCIAS HUMANAS REDE NACIONAL DE ALTOS ESTUDOS EM SEGURANÇA PÚBLICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DEFESA SOCIAL E MEDIAÇÃO DE CONFLITOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS SRH Nº. 005/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS SRH Nº. 005/2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS SRH Nº. 005/2015 VERSÃO: 01 DISPÕE SOBRE TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO DE PESSOAL NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL DE VENDA NOVA DO

Leia mais

MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS DE TURISMO DEPARTAMENTO DE PRODUTOS E DESTINOS

MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS DE TURISMO DEPARTAMENTO DE PRODUTOS E DESTINOS MINISTÉRIO DO TURISMO SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICAS DE TURISMO DEPARTAMENTO DE PRODUTOS E DESTINOS Categorização dos Municípios das Regiões Turísticas do Mapa do Turismo Brasileiro PERGUNTAS E RESPOSTAS

Leia mais

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 734/2012- PGJ, 27 DE ABRIL DE 2012 (Protocolado nº 59.120/12)

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 734/2012- PGJ, 27 DE ABRIL DE 2012 (Protocolado nº 59.120/12) A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 734/2012- PGJ, 27 DE ABRIL DE 2012 (Protocolado nº 59.120/12) Revogado pelo Ato (N) nº 970/2016 PGJ, de 28 de junho de 2016. Institui a Coordenadoria

Leia mais

CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA CADE TERMO DE REFERÊNCIA BRA/11/008

CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA CADE TERMO DE REFERÊNCIA BRA/11/008 Ministério da Justiça MJ Conselho Administrativo de Defesa Econômica CADE SEPN 515 Conjunto D, Lote 4 Ed. Carlos Taurisano, 4º andar Bairro Asa Norte, Brasília/DF, CEP 70770 504 Telefone: (61) 3221 8409

Leia mais

Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito

Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito 1º Seminário para a Municipalização do Trânsito Integração dos Órgãos Municipais ao Sistema Nacional de Trânsito SÉRGIO LUIZ PEROTTO Especialista em direito de trânsito Consultor de trânsito e mobilidade

Leia mais

PAULO FERNANDES VIANA: PATRONO CÍVICO DA POLÍCIA CIVIL DO PARÁ

PAULO FERNANDES VIANA: PATRONO CÍVICO DA POLÍCIA CIVIL DO PARÁ PAULO FERNANDES VIANA: PATRONO CÍVICO DA POLÍCIA CIVIL DO PARÁ Luciano Costa Delegado de polícia de carreira, mestre em Direito do Estado, professor assistente da Disciplina Direito Penal, da Faculdade

Leia mais

ANEXO V Edital nº 03508/2008

ANEXO V Edital nº 03508/2008 ANEXO V Edital nº 03508/2008 Projeto de integração das informações de mandado de prisão e processos dos Tribunais Regionais Federais e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios O objetivo

Leia mais

Data: 09 e 10 de agosto de 2013 Local: Auditório do Comando Geral da Polícia Militar

Data: 09 e 10 de agosto de 2013 Local: Auditório do Comando Geral da Polícia Militar Data: 09 e 10 de agosto de 2013 Local: Auditório do Comando Geral da Polícia Militar Realização Etapa P R O G R A M A Ç Ã O Data: 09 de agosto de 2013 - Sexta-Feira HORÁRIO LOCAL IV CONFERENCIA MUNICIPAL

Leia mais

PROCEDIMENTO DA DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS ART. 6º E 7º

PROCEDIMENTO DA DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS ART. 6º E 7º PROCEDIMENTO DA AUTORIDADE POLICIAL DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS ART. 6º E 7º DILIGÊNCIAS INVESTIGATÓRIAS CONHECIMENTO DA NOTITIA CRIMINIS delegado deve agir de acordo comoart.6º e 7º do CPP, (não exaustivo

Leia mais

LEI Nº 1.545, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2004. Publicado no Diário Oficial nº 1.832

LEI Nº 1.545, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2004. Publicado no Diário Oficial nº 1.832 LEI Nº 1.545, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2004. Publicado no Diário Oficial nº 1.832 Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios dos Policiais Civis e adota outras providências. O Governador do Estado

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO Nº 058, DE 25 DE MAIO DE 2009 Estabelece diretrizes para membros do Poder Judiciário e integrantes da Polícia Federal no que concerne ao tratamento de processos e procedimentos de investigação

Leia mais

Novos Rumos na Execução Penal

Novos Rumos na Execução Penal Novos Rumos na Execução Penal Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Categoria Tribunal Incentiva a criação e expansão de Associações de Proteção e Assistência aos Condenados Apacs no Estado de

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça Conselho Nacional de Justiça PROCEDIMENTO DE CONTROLE ADMINISTRATIVO Nº 200910000039388 RELATOR: REQUERENTE: REQUERIDO: CONSELHEIRO JOSÉ ADONIS CALLOU DE ARAÚJO SÁ JOSÉ FERREIRA LEITE, MARCELO SOUZA DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - DSAST - NUDES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - DSAST - NUDES O evento ocorreu em data e local previstos, com 47 participantes que assinaram a lista de presença (anexo 2). A programação (anexo 1) praticamente não sofreu alterações a não ser de ajustes na sequência

Leia mais

Sala 14 Ciências Humanas e da Natureza EM Integral. Escola Estadual Alexandre Von Humboldt

Sala 14 Ciências Humanas e da Natureza EM Integral. Escola Estadual Alexandre Von Humboldt O USO DAS CIÊNCIAS FORENSES COMO FERRAMENTA NA CONTEXTUALIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS DE QUÍMICA E MATEMÁTICA Sala 14 Ciências Humanas e da Natureza EM Integral Escola Estadual Alexandre Von Humboldt Professoras

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE APUÍ, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte.

O PREFEITO MUNICIPAL DE APUÍ, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte. LEI MUNICIPAL Nº 271, DE 28 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a extinção do cargo de Assessor Especial, a criação dos cargos Assessor de Relações Públicas I e II e reestruturação do Anexo I - B da Lei Municipal

Leia mais

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ 1 MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ INTRODUÇÃO Destina-se o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) a organizar, coordenar e supervisionar o estágio obrigatório para os quatro últimos semestres do curso,

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.656-A, DE 2015 (Do Sr. Cabo Daciolo)

PROJETO DE LEI N.º 1.656-A, DE 2015 (Do Sr. Cabo Daciolo) *C0055732A* C0055732A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.656-A, DE 2015 (Do Sr. Cabo Daciolo) Cria o Programa de Financiamento Habitacional para os Militares da Defesa Nacional e agentes de Segurança

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO DO PESSOAL

BOLETIM ADMINISTRATIVO DO PESSOAL SENADO FEDERAL Subsecretaria de Administração de Pessoal - SSAPES Serviço de Apoio Técnico - SEAPOT BOLETIM ADMINISTRATIVO DO PESSOAL Instituído pelo Ato da Comissão Diretora nº 1/68 e alterado pelos Atos

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO (CSPCCOVN)

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO (CSPCCOVN) COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO, VIOLÊNCIA E NARCOTRÁFICO (CSPCCOVN) PROJETO DE LEI Nº 1.524, DE 2003 (Apensos os Projetos de Lei n os 1.473/03 e 1.474/03) Torna obrigatória

Leia mais

SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP F O R T A L E Z A /CE - 1 9 E 2 0 D E N O V E M B R O D E 2014.

SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP F O R T A L E Z A /CE - 1 9 E 2 0 D E N O V E M B R O D E 2014. SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP F O R T A L E Z A /CE - 1 9 E 2 0 D E N O V E M B R O D E 2014. SENASP/MJ Encontro Nacional de Aviação de Segurança Pública 2014 SENASP/MJ Encontro Nacional

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 109, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 109, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO E SERVIÇOS DEPARTAMENTO NACIONAL DE REGISTRO DO COMÉRCIO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 109, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008. Dispõe

Leia mais

1H24 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II no Superior Tribunal de Justiça (e-jus) Unidade de Medida:

1H24 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II no Superior Tribunal de Justiça (e-jus) Unidade de Medida: Programa 0568 - Prestação Jurisdicional no Superior Tribunal de Justiça Número de Ações 11 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS GRUPO DE PESQUISA VIOLÊNCIA E CIDADANIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS GRUPO DE PESQUISA VIOLÊNCIA E CIDADANIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS GRUPO DE PESQUISA VIOLÊNCIA E CIDADANIA O Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Universidade Federal do

Leia mais

5 - Curso de Aperfeiçoamento em Crack e outras Drogas para Agentes dos Sistemas Judiciário, Policial e Ministério Público;

5 - Curso de Aperfeiçoamento em Crack e outras Drogas para Agentes dos Sistemas Judiciário, Policial e Ministério Público; EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA 1/ PARA ALUNOS DOS CURSOS DO CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA EM CRACK E OUTRAS DROGAS DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA A (SES), por meio DO Centro de Referência

Leia mais

RESOLUÇÃO N 23.219 INSTRUÇÃO N 296-67.2010.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL.

RESOLUÇÃO N 23.219 INSTRUÇÃO N 296-67.2010.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL RESOLUÇÃO N 23.219 INSTRUÇÃO N 296-67.2010.6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Arnaldo Versiani. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral.

Leia mais

COORDENAÇÃO EXECUTIVA NACIONAL Responsável pelas decisões estratégicas de natureza político-institucional do evento

COORDENAÇÃO EXECUTIVA NACIONAL Responsável pelas decisões estratégicas de natureza político-institucional do evento Mais Informações: III CONEPA Congresso Nacional de Execução de Penas e Medidas Alternativas Tema: Alternativas Penais: Prevenção à Criminalidade 28, 29 e 30 de novembro de 2007 Ouro Minas Palace Hotel

Leia mais

O que é Forense Computacional?

O que é Forense Computacional? O que é Forense Computacional? É a ciência que estuda a aquisição, preservação, recuperação e análise de dados armazenados em mídias computadorizadas e procura caracterizar crimes de informática de acordo

Leia mais

Apoio à Valorização da Diversidade no Acesso e na Permanência na Universidade

Apoio à Valorização da Diversidade no Acesso e na Permanência na Universidade Programa 1377 Educação para a Diversidade e Cidadania Objetivo Combater as desigualdades étnico-racial, de gênero, orientação sexual, geracional, regional e cultural no espaço escolar. Justificativa Público

Leia mais

Objetivos: Público Alvo: www.licidata.com.br gerencia@licidata.com.br (41) 3064-1100

Objetivos: Público Alvo: www.licidata.com.br gerencia@licidata.com.br (41) 3064-1100 VITÓRI A - ES 25 A 27 D E FEVEREIRO Objetivos: * Destacar os procedimentos gerenciais e operacionais que devem ser implementados para cumprir as recentes normativas sobre o assunto, em especial a IN 02/2008,

Leia mais

Serviços prestados nas Unidades Na Hora

Serviços prestados nas Unidades Na Hora Serviços prestados nas Unidades Na Hora Agência de Fiscalização do Distrito Federal Agefis 1. Cadastro de pessoa física e jurídica junto ao sistema da Agefis. 2. Cadastro e emissão de taxa de funcionamento

Leia mais

METAS CUMPRIDAS PCTI 2014/2015

METAS CUMPRIDAS PCTI 2014/2015 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO PROGRAMA DE COMBATE AO TRABALHO INFANTIL (PCTI) GESTÃO REGIONAL METAS CUMPRIDAS PCTI 2014/2015 7.1. INICIATIVAS RELATIVAS À SOCIEDADE DIVULGAÇÃO

Leia mais

MANUAL TEÓRICO DAS TABELAS PROCESSUAIS UNIFICADAS DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Diretoria de Modernização Judiciária

MANUAL TEÓRICO DAS TABELAS PROCESSUAIS UNIFICADAS DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Diretoria de Modernização Judiciária MANUAL TEÓRICO DAS TABELAS PROCESSUAIS UNIFICADAS DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Diretoria de Modernização Judiciária Aracaju, 29 de agosto de 2008 1 1 APRESENTAÇÃO Este Manual tem por escopo apresentar

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA:

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL POSGRAP Nº 10/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL POSGRAP Nº 10/2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL POSGRAP Nº 10/2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO E MODERNIZAÇÃO INSTITUCIONAL DA SEGURANÇA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA LEI Nº 272, DE 06 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a criação do Conselho Comunitário de Segurança Pública e Entidades Afins do Município de Barra do Choça e dá outras Providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Diógene Gomes Curado Filho PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS - PROPONENTE

Diógene Gomes Curado Filho PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS - PROPONENTE PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS - PROPONENTE Órgão/Entidade Proponente Governo do Estado de Mato Grosso CNPJ 00.989.587/0001-03 ENDEREÇO Avenida Tranversal, bloco B, Centro Político Administrativo,

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PRÁTICA JURÍDICA Em cumprimento ao disposto no art. 10 da Portaria de nº 1886 de 30 de dezembro de 1994, do Ministério da Educação, combinado

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador VALDIR RAUPP PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA, sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 321, de 2012, do Senador JOSÉ AGRIPINO, que dispõe sobre o Sistema

Leia mais

MANUAL DO ESTAGIÁRIO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - 2012

MANUAL DO ESTAGIÁRIO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - 2012 MANUAL DO ESTAGIÁRIO DO NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - 2012 Apresentação Sobre as diretrizes da Resolução nº 9, de 29 de

Leia mais

Programa 1017 Infraestrutura Pública

Programa 1017 Infraestrutura Pública Órgão 20570 Junta Comercial do Estado do Tocantins - JUCETIS Programa 1017 Infraestrutura Pública Ação 3033 Construção da Sede da JUCETIS Elaboração de projetos estruturais, arquitetônicos, hidro-sanitário

Leia mais

Serviço Requisito de qualificação N 0 de vagas. agroecologia e/ou Extensão Rural. agroecologia e/ou Extensão Rural.

Serviço Requisito de qualificação N 0 de vagas. agroecologia e/ou Extensão Rural. agroecologia e/ou Extensão Rural. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA ATUAREM NO PROJETO ASSESSORIA TÉCNICA PEDAGÓGICA (ATP) AO PROGRAMA DE ASSESSÓRIA TÉCNICA, SOCIAL E AMBIENTAL (ATES) NOS

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM RORAIMA PROCURADORIA REGIONAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM RORAIMA PROCURADORIA REGIONAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO RECOMENDAÇÃO Nº 005/2012/MPF/RR "O problema fundamental em relação aos direitos humanos, hoje, não é tanto o de justificá-los, mas de protegê-los. Trata-se de um problema não filosófico, mas político."

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MESTRADO EM GESTÃO SOCIAL, EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAL SELEÇÃO PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINA ISOLADA (ALUNO EXTERNO)

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MESTRADO EM GESTÃO SOCIAL, EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAL SELEÇÃO PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINA ISOLADA (ALUNO EXTERNO) 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA MESTRADO EM GESTÃO SOCIAL, EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO LOCAL SELEÇÃO PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINA ISOLADA (ALUNO EXTERNO) 2º SEMESTRE 2011 O Reitor do Centro Universitário UNA,

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO - 2014. 1.4 Série: 3ª Turmas: A e B Turno: Diurno

FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO - 2014. 1.4 Série: 3ª Turmas: A e B Turno: Diurno FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO - 2014 1. INFORMAÇÕES GERAIS: 1.1 Professor: Décio Antônio Piola 1.2 Departamento: Direito Público 1.3 Disciplina: Direito Processual Penal I 1.4 Série: 3ª

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO DE FORMADORES

CURSO FORMAÇÃO DE FORMADORES CURSO FORMAÇÃO DE FORMADORES Fonte: I Encontro com formadores-magistrados em junho de 2014 INFORMAÇÕES E ORIENTAÇÕES GERAIS Dezembro de 2014 Fortaleza CE 1. INFORMAÇÕES GERAIS Realização: Escola Nacional

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 84 DE 1999

PROJETO DE LEI Nº 84 DE 1999 PROJETO DE LEI Nº 84 DE 1999 (Do Sr. Luiz Piauhylino) Dispõe sobre os crimes cometidos na área de informática, suas penalidades e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 08.01.2016

C L I P P I N G DATA: 08.01.2016 C L I P P I N G DATA: 08.01.2016 Projeto da terceirização será discutido pelo Senado após tramitar 20 anos na Câmara Atualmente, a legislação brasileira só permite a contratação de mão de obra terceirizada

Leia mais

JOVEM HOMOSSEXUAL substituir por JOVENS GAYS, LÉSBICAS, BISSEXUAIS E TRANSGÊNEROS (GLBT) ou por JUVENTUDE E DIVERSIDADE SEXUAL

JOVEM HOMOSSEXUAL substituir por JOVENS GAYS, LÉSBICAS, BISSEXUAIS E TRANSGÊNEROS (GLBT) ou por JUVENTUDE E DIVERSIDADE SEXUAL JOVEM HOMOSSEXUAL substituir por JOVENS GAYS, LÉSBICAS, BISSEXUAIS E TRANSGÊNEROS (GLBT) ou por JUVENTUDE E DIVERSIDADE SEXUAL OBJETIVOS E METAS 1. Prover apoio psicológico, médico e social ao jovem em

Leia mais

O que significa? Atividades principais que constituem a prática:

O que significa? Atividades principais que constituem a prática: Título: Pauta Específica nos Juizados Especiais com Treinamento de Prepostos. Tema: Eficiência das estruturas da conciliação e mediação (Art. 3º, II, do Regulamento). Categoria: Tribunal Estadual (art.

Leia mais

SEMINÁRIO INTERNACIONAL: ATIVIDADE DE INTELIGÊNCIA E CONTROLE PARLAMENTAR FORTALECENDO A DEMOCRACIA

SEMINÁRIO INTERNACIONAL: ATIVIDADE DE INTELIGÊNCIA E CONTROLE PARLAMENTAR FORTALECENDO A DEMOCRACIA SEMINÁRIO INTERNACIONAL: ATIVIDADE DE INTELIGÊNCIA E CONTROLE PARLAMENTAR FORTALECENDO A DEMOCRACIA A atividade de inteligência é tão antiga quanto a própria humanidade, pois a busca pelo conhecimento

Leia mais

AGENDA DE ATIVIDADES 2011

AGENDA DE ATIVIDADES 2011 AGENDA DE ATIVIDADES 2011 JANEIRO Administração Financeira e Orçamentária (Promovido pela Enfam) Docente: Doutor Daniel Veloso Couri - Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008 SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008 INSTITUI O MANUAL PARA ANÁLISE DE ACUMULAÇÃO DE CARGOS, EMPREGOS E FUNÇÕES PÚBLICOS

Leia mais

Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2016 Edição N 810 Cardeno I

Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2016 Edição N 810 Cardeno I DECRETO N.º 210 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2016 Dispõe sobre a Atualização Cadastral dos Servidores Ativos da Administração Pública do Município de Banzaê e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE BANZAÊ,,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 36/2012. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova: ANEXO VII GRUPO OCUPACIONAL FISCO-CONTÁBIL

PROJETO DE LEI Nº 36/2012. A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Aprova: ANEXO VII GRUPO OCUPACIONAL FISCO-CONTÁBIL PROJETO DE LEI Nº 36/2012 Altera dispositivos da Lei n o 1.997, de 13 de março de 1996, que Dispõe sobre a reorganização das carreiras funcionais dos servidores públicos da Prefeitura do Município de Foz

Leia mais

Associação Brasileira de Imprensa. Regulamentação Profissional 19/11/2010

Associação Brasileira de Imprensa. Regulamentação Profissional 19/11/2010 Associação Brasileira de Imprensa Regulamentação Profissional Normas trabalhistas para o exercício do Jornalismo 07/04/1908 criação da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) no Rio de Janeiro. A ABI é

Leia mais

Fóruns Regionais de VISA: Política e práticas em vigilância sanitária

Fóruns Regionais de VISA: Política e práticas em vigilância sanitária Fóruns Regionais de VISA: Política e práticas em vigilância sanitária Brasília, 2010. Presidente da República Luís Inácio Lula da Silva Ministro da Saúde José Gomes Temporão Diretor Presidente da Anvisa

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

NORMAS REGULAMENTARES DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO NORMAS REGULAMENTARES DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA O Conselho Diretor da Faculdade de Direito (UFG), no uso de suas atribuições

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.614-B, DE 2010 (Do Sr. Otavio Leite)

PROJETO DE LEI N.º 7.614-B, DE 2010 (Do Sr. Otavio Leite) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.614-B, DE 2010 (Do Sr. Otavio Leite) Autoriza ao Guia de Turismo usar seu próprio veículo, sob sua condução, no desempenho de suas atividades profissionais, nos

Leia mais

AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. ARQUIVOLOGIA... 4 3. QUESTÕES COM COMENTÁRIOS... 11 4. QUESTÕES SEM COMENTÁRIOS... 14

AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. ARQUIVOLOGIA... 4 3. QUESTÕES COM COMENTÁRIOS... 11 4. QUESTÕES SEM COMENTÁRIOS... 14 AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. ARQUIVOLOGIA... 4 3. QUESTÕES COM COMENTÁRIOS... 11 4. QUESTÕES SEM COMENTÁRIOS... 14 Nessa aula veremos o seguinte tópico do Edital Conceitos fundamentais de

Leia mais

RELATÓRIO DA REDE DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS

RELATÓRIO DA REDE DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS RELATÓRIO DA REDE DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS Nome do Responsável: Valdir Monteiro Silva Cargo do Responsável: Coordenador da Comissão Eecutiva de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas Contatos

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 14/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA E CIDADANIA SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS

EDITAL DE ABERTURA 14/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA E CIDADANIA SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS EDITAL DE ABERTURA 14/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA E CIDADANIA SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS 1. DA REALIZAÇÃO A Rede Escola de Governo (REG), através da Fundação

Leia mais

NOTA AOS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL

NOTA AOS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL NOTA AOS SERVIDORES DA SEGURANÇA PÚBLICA DO DISTRITO FEDERAL A Secretaria de Estado de Administração Pública do Distrito Federal vem por meio desta informar e esclarecer acerca da proposta de reajustamento

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE

SECRETARIA DE ESTADO DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE SECRETARIA DE ESTADO DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Distrito Federal s/nº Ata da Reunião de Convocação para a primeira Reunião

Leia mais

Biotecnologia Ambiental

Biotecnologia Ambiental Ambiental 1º MÓDULO 27 28 29 (AGOSTO) Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira (27/08) Sexta-feira (28/08) Sábado (29/08) //Marco //Marco Ambiental 2º MÓDULO 17 18 19 (SETEMBRO) Segunda-feira

Leia mais

1 - PRODUÇÃO SIMBÓLICA E DIVERSIDADE CULTURAL. Foco: produção de arte e de bens simbólicos, promoção de

1 - PRODUÇÃO SIMBÓLICA E DIVERSIDADE CULTURAL. Foco: produção de arte e de bens simbólicos, promoção de 1. REGIMENTO INTERNO DA VI CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA CAPITULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A VI Conferência Municipal de Cultura de Porto Alegre, terá os seguintes objetivos: I Ser o foro amplo e permanente

Leia mais

O que é uma administração transparente?

O que é uma administração transparente? O que é uma administração transparente? Uma prefeitura transparente É quela que respeita o cidadão Expõe as suas contas para toda a população Uma prefeitura transparente É aquela que publica seus atos

Leia mais

C O N F I D E N C I A L

C O N F I D E N C I A L 1/14 Foto 5 X 7 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE PESSOAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NAS FILEIRAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO

Leia mais