JUSTIFICATIVA Em ritmo cada vez mais acelerado, a ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo. Tal revolução tem contribuído, tanto para a

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JUSTIFICATIVA Em ritmo cada vez mais acelerado, a ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo. Tal revolução tem contribuído, tanto para a"

Transcrição

1 JUSTIFICATIVA Em ritmo cada vez mais acelerado, a ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo. Tal revolução tem contribuído, tanto para a melhoria da vida das pessoas, quanto para o cometimento de delitos. Por essa razão, os avanços tecnológicos e as novas técnicas criadas devem ser constantemente usados para revolucionar a produção da prova material. Além disso, com a nova alteração do Código de Processo Penal, algumas atribuições foram acrescentadas ao Assistente Técnico. As alterações consistem de alguns pontos básicos (Lei 11690, de , artigo 159): 4º O assistente técnico atuará a partir de sua admissão pelo juiz e após a conclusão dos exames e elaboração do laudo pelos peritos oficiais, sendo as partes intimadas desta decisão; 5º Durante o curso do processo judicial, é permitido às partes, quanto à perícia: I - Requerer a oitiva dos peritos para esclarecerem a prova ou para responderem a quesitos, desde que o mandado de intimação e os quesitos ou questões a serem esclarecidas sejam encaminhados com antecedência mínima de 10 (dez) dias, podendo apresentar as respostas em laudo complementar; II - Indicar assistentes técnicos que poderão apresentar pareceres em prazo a ser fixado pelo juiz ou ser inquiridos em audiência.

2 Portanto, a criação de um curso de especialização para profissionais de nível superior, visa capacitá-los tecnicamente para atuar nesta área, sendo não apenas necessária, mas fundamental. Ao final do curso, o especialista em perícia criminal, será capaz de analisar laudos emitidos nas áreas abrangidas pelas matérias ministradas, estando tecnicamente apto a atuar como assistente técnico judicial. OBJETIVOS Promover o aprendizado multidisciplinar para o desempenho das atividades de Perícias (Perícias Gerais); Oferecer aos alunos conhecimentos metodológicos e pedagógicos para a docência no 3º grau em Unidades de Ensino Superior (Faculdades); Esclarecer a importância do curso, no sentido de que este possa servir de suporte ao profissional de perícia; Contribuir para a geração de novos conhecimentos na área das atividades periciais. PÚBLICO Profissionais de nível superior, graduados em qualquer área de concentração, que exerçam ou pretendam exercer atividades na perícia criminal ou cível. O curso destina-se ainda a todos que queiram prosseguir seus estudos e que tenham ambição profissional, alta capacidade de trabalho e desejam incrementar suas carreiras. FORMAÇÃO CURRICULAR DO ESPECIALISTA Criminalística; Fundamentos de Perícia Contábil na Criminalística; Documentoscopia I; Documentoscopia II; Grafoscopia I; Grafoscopia II; Fundamentos de Perícia e Comportamento Criminal; Metodologia do Trabalho Científico; Fundamentos de Biologia Forense; Locais de Crime I; Locais de Crime II; Fundamentos de Perícia Ambiental; Estrutura Legal-Processual da Prova Pericial; Química Forense I: Drogas de Abuso; Química Forense II: Análises Instrumentais; Fundamentos de Perícia Papiloscópica e Representação Facial Humana; Medicina Legal; Acidente de Trânsito I; Acidente de Trânsito II; Fundamentos de Computação Forense; Carga Horária 480 horas /aula COORDENAÇÃO José Walber Borges Pinheiro - Mestre em educação, bacharel em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Especialista em Docência Universitária, perito criminal federal classe especial. Ex-chefe do setor técnico-científico da Polícia Federal em Goiás. Professor da Academia Nacional de Polícia (ANP).

3 CORPO DOCENTE Alexandre Moreira Vaz - Bacharel em Ciências da Computação, especialista em docência universitária, técnico em Telecomunicações. Perito criminal federal primeira classe. Atuou como policial rodoviário federal, instrutor de Microsoft Solution Providers. Instrutor da Academia Nacional de Polícia (ANP). Andréia Magalhães de Oliveira - Mestre em Ecologia e Produção Sustentável, graduada em Economia, especialista em docência universitária pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/GO). Brasílio Caldeira Brant Papiloscopista da Policial Federal classe especial. Especialista em perícia Papiloscópica, identificação civil e criminal pela Academia Nacional de Policia (ANP). Especialista em retrato falado pelo Instituto de Identificação de Brasilia. Instrução em tecnologia na cena do crime e coleta de evidência Carolina do Norte/USA. Professor de Identificação Papiloscópica pela ANP. Camila Kafino - Graduada em Geologia, especialista em Geoprocessamento, mestre em Sensoriamento Remoto pela Universidade de Brasília (UnB). Especialista em docência universitária. Perita criminal federal, com experiência em exames de Local de Crime Ambiental em diversos biomas. Atualmente lotada no setor técnico-científico da Superintendência da Policia Federal em Goiás. Fernando José de Jesus - Doutor em Psicologia Social e Básica pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha). Bolsista do governo britânico, estágio de pós-doutorado na Universidade de Liverpool (Inglaterra). Bacharel em Ciências Contábeis e Psicologia. Habilitação básica em Química, técnico em Contabilidade. Ex-perito criminal federal classe especial - Área Contábil. Ex-coordenador de ensino e coordenador de Altos Estudos de Segurança Pública da Academia Nacional de Polícia (ANP). Especialista em Auditoria Contábil, Inteligência Estratégica, Gerenciamento de Projetos e em Gerenciamento Estratégico. Pós-graduando MBA em Gestão Empresarial. Palestrante, escritor, tem artigos publicados em congressos, encontros e revistas técnicas. Geraldo Bertolo. Bacharel em Direito e Ciências Contábeis, Pós-graduado em Auditoria Governamental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atuou como perito criminal federal, chefe do Serviço de Criminalística da Polícia Federal no RS, diretor do Instituto Nacional de Criminalística do Departamento de Polícia Federal (DPF), em Brasília, diretor técnicocientífico do DPF, representante do Brasil, junto à Academia Ibero-Americana de Criminalística e Estudos Forenses (AICEF). Responsável pelo desenvolvimento e implantação do Sistema de Identificação Nacional do DPF. Helder Marques Vieira da Silva - Mestre em Biologia Marinha, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Mestre em Ciências Biológicas e pós-graduado em Genética pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Especialista em docência universitária. Perito criminal federal, com experiência em exames de Local de Crime Ambiental na Amazônia Legal. Atualmente lotado no setor técnico científico da Superintendência de Polícia Federal em Goiás. Coautor em trabalhos científicos sobre o uso da Entomologia Forense em locais de crime. Jeferson Evangelista Corrêa - Médico, cirurgião geral com Residência em cirurgia, especialista em Administração Hospitalar. Perito criminal federal de Medicina, da Polícia Federal, responsável pela área de Medicina Forense do Instituto Nacional de Criminalística (INC). Possui título de especialista em Medicina Legal pela Associação Médica Brasileira (AMB) e Associação Brasileira de Medicina Legal (ABML). Jorilson da Silva Rodrigues - Bacharel em Direito. Pós-graduado em Gestão de Políticas de Segurança Pública. Mestrando em Segurança da Informação. Tecnólogo em Processamento de Dados. Perito criminal federal (classe especial - área informática). Cofundador e ex-chefe do setor

4 de perícia em Informática do Departamento de Polícia Federal (DPF). Coordenador-geral de Tecnologia da Informação, do Ministério da Justiça. Chefe de Delegação Brasileira em Viagem a Inglaterra e Escócia, França, EUA, Israel, na área de Governo Eletrônico. Coordenador do Grupo de Trabalho de Informática e Comunicação do Mercosul, âmbito da Reunião de Ministros de Justiça e Interior. Palestrante em eventos nacionais e internacionais, com livros e artigos publicados. José Walber Borges Pinheiro - Mestre em Educação, bacharel em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Especialista em docência universitária, perito criminal federal (classe especial). Ex-chefe do setor técnico-científico da Polícia Federal em Goiás. Professor da Academia Nacional de Polícia (ANP). Ricardo Batista Borges - Mestre em Química Orgânica pela Universidade de Campinas (Unicamp). Especialista em docência universitária. Bacharel em Química pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), perito criminal federal desde Formado pela Academia Nacional de Polícia (ANP). Samuel Feuerharmel. Graduação em Farmácia, modalidade Análises Clínicas. Especialista em docência universitária. Oficial da reserva do Corpo de Saúde da Marinha do Brasil. Perito criminal federal (primeira classe). Professor dos cursos de formação de Peritos Criminais Federais da Academia Nacional de Polícia (ANP), em Brasília. Membro conteudista da Equipe de Formação do curso de especialização em Documentoscopia, da Academia Nacional de Polícia (ANP). DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA Cópia do diploma de graduação autenticado em cartório; Cópia RG e CPF/ CNH/ ID Profissional DURAÇÃO / PERIODICIDADE 20 Meses (Aulas em um final de semana por mês) Sexta: das 18h às 23h; Sábado: das 8h às 19h; Domingo: das 8h às 13h. PROGRAMA BANCO DE TALENTOS *Professores Titulares. Sujeito a alteração. Comprometido com o seu sucesso profissional, o IPOG criou o Banco de Talentos, que conta com a assessoria de carreira para prepara-lo e inserí-lo nas melhores oportunidades de trabalho. O programa funciona por meio de uma plataforma online onde cadastramos seu currículo, tornando-o acessível a renomadas empresas de todo o Brasil que buscam profissionais qualificados. INFORMAÇÕES E MATRÍCULAS IPOG Instituto de Pós- Graduação Rua T-55, Qd. 96, Lt. 11, N. 580 IPOG Instituto de Pós-Graduação Rua José Alexandre Buaiz, 190 Enseada do Suá Vitória-ES Fone: (27)

5

PÓS-GRADUAÇÃO EM: PERÍCIAS FORENSES

PÓS-GRADUAÇÃO EM: PERÍCIAS FORENSES JUSTIFICATIVA PÓS-GRADUAÇÃO EM: PERÍCIAS FORENSES A ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo, tanto para a melhoria da vida das pessoas quanto para o cometimento de delitos. Assim, as novas

Leia mais

LEI Nº 11.690, DE 9 DE JUNHO DE

LEI Nº 11.690, DE 9 DE JUNHO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM: JUSTIFICATIVA PERÍCIAS FORENSES A ciência e a tecnologia estão revolucionando o mundo, tanto para a melhoria da vida das pessoas quanto para o cometimento de delitos. Assim, as novas

Leia mais

FORMAÇÃO CURRICULAR DO ESPECIALISTA

FORMAÇÃO CURRICULAR DO ESPECIALISTA APRESENTAÇÃO Com a constante e crescente evolução do sistema brasileiro de saúde, percebe-se um grande aumento da demanda por profissionais médicos mais qualificados, principalmente no que diz respeito

Leia mais

Curso de Perícia Ambiental

Curso de Perícia Ambiental Objetivos O Curso de Perícia do Instituto Caetano Andrade foi elaborado em parceria com a Associação Brasileira de Direito e Cidadania com o propósito de formar Peritos Judiciais para atuarem na área junto

Leia mais

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. PROFI

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. PROFI PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. PROFI Os currículos e as fichas de cadastro deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico seguranca.cidada@mj.gov.br até o dia 16/03/2014.

Leia mais

Programa de Pós Graduação FAPAM

Programa de Pós Graduação FAPAM TÍTULO: CIÊNCIAS AMBIENTAIS Programa de Pós Graduação FAPAM APRESENTAÇÃO: O curso aborda, de modo inovador, as questões ambientais cotidianas e emergentes. O curso no nível conceitual e prático faz uma

Leia mais

Perícia Criminal CONVERSÃO DO CURSO REGULAR PARA PÓS-GRADUAÇÃO

Perícia Criminal CONVERSÃO DO CURSO REGULAR PARA PÓS-GRADUAÇÃO O Grupo Verbo Jurídico figura hoje como uma das instituições mais completas quando se trata de preparação para Concursos Públicos, também atuando no segmento editorial e de ensino. No ramo de ensino, destaca-se

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Ambiental da IES tem por missão a graduação de Engenheiros Ambientais

Leia mais

Curso de Pós-Graduação MBA em Gestão, Auditoria e Perícia Ambiental

Curso de Pós-Graduação MBA em Gestão, Auditoria e Perícia Ambiental Curso de Pós-Graduação MBA em Gestão, Auditoria e Perícia Ambiental I - Objetivos: Formar profissionais habilitados para desempenhar as funções de Gestão, Auditoria e Perícia Ambiental. II - Público Alvo:

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica Psicologia Jurídica. Psicologia Jurídica, Forense, Judiciária e Criminal

Pontifícia Universidade Católica Psicologia Jurídica. Psicologia Jurídica, Forense, Judiciária e Criminal Pontifícia Universidade Católica Psicologia Jurídica Psicologia Jurídica, Forense, Judiciária e Criminal A Psicologia Jurídica corresponde a toda aplicação do saber psicológico às questões relacionadas

Leia mais

1. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO/LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO

1. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO/LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO 1. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO/LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ORGANIZACIONAL: PESSOAS E PROJETOS SOCIAIS 1.1 Nome do Curso e Área de Conhecimento Nome do Curso: Gestão Organizacional: pessoas e projetos

Leia mais

MESTRADO EM CRIMINOLOGIA

MESTRADO EM CRIMINOLOGIA MESTRADO EM CRIMINOLOGIA INSCRIÇÕES: 2014 E 2015 UNIVERSIDADES COMPROMETIDAS COM A QUALIDADE: UCES Universitá Di Roma La Sapienza e UCES Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales, elevados padrões

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 19, DE 16 DE JULHO DE 2012

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 19, DE 16 DE JULHO DE 2012 1 EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 19, DE 16 DE JULHO DE 22 22/FNDE, A SER REALIZADO NO MUNICÍPIO DE SANTA INÊS. A Direção-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM AUDITORIA EM SERVIÇOS DE SAÚDE - BH Unidade

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM AUDITORIA EM SERVIÇOS DE SAÚDE Unidade

Leia mais

PERÍCIA X AUDITORIA PLANEJAMENTO PERÍCIA AUDITORIA ESCOPO DO TRABALHO PERÍCIA AUDITORIA. Departamento de Ciências Contábeis.

PERÍCIA X AUDITORIA PLANEJAMENTO PERÍCIA AUDITORIA ESCOPO DO TRABALHO PERÍCIA AUDITORIA. Departamento de Ciências Contábeis. PERÍCIA X AUDITORIA Prof Geraldo de Oliveira geraldodeoliveira@hotmail.com.br (27)9972.5760-32235100 PLANEJAMENTO Prevê o tempo a ser alocado, a quantidade de horas, o valor financeiro, forma de pagamento

Leia mais

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho.

Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Aula 13 Meios de prova no Processo do Trabalho. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto da causa, transmitindo esses conhecimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC EDITAL Nº 008/2013 - IFRO EDITAL

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.051/05 Aprova a NBC P 2.6 Responsabilidade e Zelo. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas Brasileiras

Leia mais

REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS

REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE RELAÇÕES EMPRESARIAIS E COMUNITÁRIAS PR REGULAMENTO DE PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO DA CAPÍTULO I DO CONCEITO E OBJETIVOS Art. 1º - A extensão universitária é

Leia mais

Edital nº 021/2015. Formação: Superior em Administração Titulação mínima: Especialização

Edital nº 021/2015. Formação: Superior em Administração Titulação mínima: Especialização Edital nº 021/2015 O Diretor da MULTIVIX Cachoeiro torna pública a abertura de inscrições para o processo seletivo docente 2016/01 para os cursos de graduação, no período de 30 de setembro a 30 de outubro

Leia mais

PROCESSO N.º 267/2008 PROTOCOLO N.º 9.610.908-3 PARECER N.º 422/08 APROVADO EM 04/06/08

PROCESSO N.º 267/2008 PROTOCOLO N.º 9.610.908-3 PARECER N.º 422/08 APROVADO EM 04/06/08 PROTOCOLO N.º 9.610.908-3 PARECER N.º 422/08 APROVADO EM 04/06/08 CÂMARA DE PLANEJAMENTO INTERESSADO: COLÉGIO CENECISTA PRESIDENTE KENNEDY EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO, PROFISSIONAL E NORMAL

Leia mais

DIFERENCIAIS DO CURSO

DIFERENCIAIS DO CURSO APRESENTAÇÃO O curso de pós-graduação em Ciências e Legislação do Trabalho foi criado e desenvolvido com o objetivo de proporcionar aos operadores do Direito do Trabalho um conhecimento amplo da área,

Leia mais

O que é Forense Computacional?

O que é Forense Computacional? O que é Forense Computacional? É a ciência que estuda a aquisição, preservação, recuperação e análise de dados armazenados em mídias computadorizadas e procura caracterizar crimes de informática de acordo

Leia mais

PROGRAMA OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL CAPES Nº 049/2012 ANEXO I. Informações requeridas para a inscrição do projeto no SICAPES

PROGRAMA OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL CAPES Nº 049/2012 ANEXO I. Informações requeridas para a inscrição do projeto no SICAPES PROGRAMA OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO EDITAL CAPES Nº 049/2012 ANEXO I Informações requeridas para a inscrição do projeto no SICAPES ABA / CAMPOS ABA 1: IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Título Duração do projeto Tipo

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM CARDIOLOGIA HEMODINÂMICA

Leia mais

PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA FORENSE

PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA FORENSE CURSO PÓS GRADUADO EM PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA FORENSE 16 DE ABRIL DE 2016 a 11 DE MARÇO DE 2017 LOCAL: AUDITÓRIO DO CENTRO HOSPITALAR TONDELA VISEU, E.P.E. Candidaturas: 10 DE MARÇO A 21 DE MARÇO, 2016

Leia mais

Oferta Escolar 2015/2016

Oferta Escolar 2015/2016 Oferta Escolar 2015/2016 Ana Carina Pereira Serviço de Psicologia e Orientação 9º ano e agora? Oferta Escolar de Ensino Secundário: Cursos Científico-Humanísticos Curso Profissional Curso Vocacional de

Leia mais

Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Educação. Conselhos de Fiscalização das Profissões Regulamentadas

Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Educação. Conselhos de Fiscalização das Profissões Regulamentadas Página 1 de 5 Nº 1639 - Sexta feira, 16 de agosto de 2013 Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Educação PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 12, DE 15 DE AGOSTO DE 2013 - Institui, em âmbito nacional,

Leia mais

TÍTULO VII DA PROVA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

TÍTULO VII DA PROVA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS TÍTULO VII DA PROVA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 155. No juízo penal, somente quanto ao estado das pessoas, serão observadas as restrições à prova estabelecidas na lei civil. Art. 156. A prova da

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ UESC EDITAL UESC Nº 10 ABERTURA DE INSCRIÇÕES SELEÇÃO DE ALUNOS ESPECIAIS PARA DISCIPLINA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA/PPGE, MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO, OFERECIDA

Leia mais

SELEÇÃO DE ORIENTADORES DE APRENDIZAGEM - TUTORIA A DISTÂNCIA -

SELEÇÃO DE ORIENTADORES DE APRENDIZAGEM - TUTORIA A DISTÂNCIA - SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS FACULDADE DE BIOLOGIA CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MODALIDADE A DISTÂNCIA SELEÇÃO DE ORIENTADORES DE

Leia mais

ASPECTOS CONTROVERTIDOS DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Edwar Abreu Gonçalves

ASPECTOS CONTROVERTIDOS DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Edwar Abreu Gonçalves ASPECTOS CONTROVERTIDOS DAS PERÍCIAS TRABALHISTAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Edwar Abreu Gonçalves EDWAR ABREU GONÇALVES Formação Acadêmica: 1. Engenheiro Civil. 2. Engenheiro de Segurança do Trabalho.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 1

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 1 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia

Leia mais

MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE

MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE INSCRIÇÕES: 2014 E 2015 UNIVERSIDADE COMPROMETIDA COM A QUALIDADE: UCES - Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales, elevados padrões e compromisso

Leia mais

Pós graduação em Psicologia das Organizações DESCRITIVO DE CURSO

Pós graduação em Psicologia das Organizações DESCRITIVO DE CURSO Pós graduação em Psicologia das Organizações DESCRITIVO DE CURSO 1. Apresentação O curso de Pós Graduação Lato Sensu em Psicologia Aplicada às Organizações da Pos Global visa à formação profissional de

Leia mais

CONCURSOS PÚBLICOS DA FUNDAÇÃO ZOOBOTÂNICA DO RIO GRANDE DO SUL - 2014. Carga Horária Semanal. Salário Inicial Requisitos obrigatórios

CONCURSOS PÚBLICOS DA FUNDAÇÃO ZOOBOTÂNICA DO RIO GRANDE DO SUL - 2014. Carga Horária Semanal. Salário Inicial Requisitos obrigatórios CONCURSOS PÚBLICOS DA FUNDAÇÃO ZOOBOTÂNICA DO RIO GRANDE DO SUL - 2014 ANEXO 1 retificado - Quadro demonstrativo dos Concursos, dos vencimentos básicos, das vagas, da reserva de vagas para candidatos com

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS INTRODUÇÃO Com a constante e crescente evolução do sistema brasileiro de saúde, tem-se percebido um grande aumento da demanda por profissionais médicos mais qualificados, principalmente no que diz respeito

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA Unidade

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas Escola de Aperfeiçoamento do Servidor PLANO DE CURSO

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas Escola de Aperfeiçoamento do Servidor PLANO DE CURSO PLANO DE CURSO CURSO: CAPACITAÇÃO SOBRE MANUAL DE 2º GRAU APLICÁVEL AOS RECURSOS CRIMINAIS. APLICAÇÃO DA PENA. QUESTÕES JURISPRUDENCIAIS APLICÁVEIS AO DIREITO PENAL, DIREITO PROCESSUAL PENAL E LEGISLAÇÃO

Leia mais

JUSTIFICATIVA Desde a década 1980 existe um crescente aumento no setor de Design de Interiores, o qual possui atualmente um faturamento anual de mais

JUSTIFICATIVA Desde a década 1980 existe um crescente aumento no setor de Design de Interiores, o qual possui atualmente um faturamento anual de mais JUSTIFICATIVA Desde a década 1980 existe um crescente aumento no setor de Design de Interiores, o qual possui atualmente um faturamento anual de mais de 20 bilhões de reais. Este crescente mercado carece

Leia mais

CURRICULUM VITAE. NOME: Moisés de Mendonça FILIAÇÃO: Ramiro Camelo de Mendonça

CURRICULUM VITAE. NOME: Moisés de Mendonça FILIAÇÃO: Ramiro Camelo de Mendonça CURRICULUM VITAE NOME: Moisés de Mendonça FILIAÇÃO: Ramiro Camelo de Mendonça Alvina Tereza de Mendonça DATA DE NASCIMENTO: 27/12/1962 NÚMERO DE IDENTIDADE: 12.850 CPF: 277.503.901-87 TÍTULO DE ELEITOR:

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE Unidade Dias

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Modalidade a Distância

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Modalidade a Distância CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Modalidade a Distância ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Administração Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço de Funcionamento do Curso: Rua Yvette

Leia mais

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CATÁLOGO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ATOS LEGAIS DO CURSO: Nome do Curso: Administração Nome da Mantida: Centro Universitário de Rio Preto Endereço de Funcionamento do Curso: Rua Yvette Gabriel Atique, 45

Leia mais

Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR

Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR Diretoria de Educação a Distância - IFPR Descrição das atividades desenvolvidas pelos bolsistas vinculados à Diretoria de Educação a Distância do Instituto

Leia mais

ANEXO I RESOLUÇÃO Nº 13, DE 23 DE MAIO DE 2014. REQUERIMENTO. RSC I RSC II RSC III Data de ingresso no Ifes: Nº de documentos de comprovação:

ANEXO I RESOLUÇÃO Nº 13, DE 23 DE MAIO DE 2014. REQUERIMENTO. RSC I RSC II RSC III Data de ingresso no Ifes: Nº de documentos de comprovação: ANEXO I RESOLUÇÃO Nº 13, DE 23 DE MAIO DE 2014. REQUERIMENTO Nome do Servidor: SIAPE: Lotação: Email: Telefone: Graduação: Titulação: Nível de RSC pretendido (marque com x o perfil pretendido) RSC I RSC

Leia mais

EDITAL Nº 028 DE 11 DE JUNHO DE 2013. Processo de Seleção para Pós-Graduação Lato Sensu em Geoprocessamento Ambiental

EDITAL Nº 028 DE 11 DE JUNHO DE 2013. Processo de Seleção para Pós-Graduação Lato Sensu em Geoprocessamento Ambiental INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CÂMPUS COLORADO DO OESTE EDITAL Nº 028 DE 11 DE JUNHO DE 2013 Processo de Seleção para Pós-Graduação Lato Sensu em Geoprocessamento Ambiental

Leia mais

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF.

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. A Secretária de Gestão de Pessoas, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 20/12/2004, seção 1, pág.29. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Nacional

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O REGIMENTO GERAL DA UFRGS:

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O REGIMENTO GERAL DA UFRGS: PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O REGIMENTO GERAL DA UFRGS: 1. Qual a finalidade dos Órgãos Especiais de Apoio? Cumprir objetivos especiais de coordenação e integração com as comunidades interna e externa

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA COORDENADORIA DE GRADUAÇÃO REGIMENTO INTERNO 2012 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA COORDENADORIA

Leia mais

LIDERANÇA APLICADA: casos e experiências práticas. Ingresso Janeiro 2016. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias

LIDERANÇA APLICADA: casos e experiências práticas. Ingresso Janeiro 2016. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias LIDERANÇA APLICADA: casos e experiências práticas Ingresso Janeiro 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias LIDERANÇA APLICADA O desenvolvimento de habilidades de liderança tem sido

Leia mais

EDITAL. 1.2.1-integrar as noções de ética e de direitos humanos às estratégias gerenciais aplicadas na resolução de problemas de segurança pública;

EDITAL. 1.2.1-integrar as noções de ética e de direitos humanos às estratégias gerenciais aplicadas na resolução de problemas de segurança pública; UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIENCIAS HUMANAS REDE NACIONAL DE ALTOS ESTUDOS EM SEGURANÇA PÚBLICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DEFESA SOCIAL E MEDIAÇÃO DE CONFLITOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

Faz os seguintes questionamentos:

Faz os seguintes questionamentos: PARECER CFM nº 9/16 INTERESSADO: 1ª Vara da Fazenda da Comarca de Joinville/SC ASSUNTO: Dúvidas quanto à necessidade de especialidade médica para realização de exame pericial e determinação de capacidade

Leia mais

Manual da Pós-graduação em Contabilidade e Auditoria Tributária. Redação: Prof.a Dra. Melissa Lucchi

Manual da Pós-graduação em Contabilidade e Auditoria Tributária. Redação: Prof.a Dra. Melissa Lucchi Manual da Pós-graduação em Contabilidade e Auditoria Tributária Redação: Prof.a Dra. Melissa Lucchi São José dos Campos Março de 2016 SUMÁRIO 1 SOBRE O CURSO... 3 2 PÚBLICO-ALVO... 3 3 POR QUE FAZER PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE INSTRUTORES PARA CURSOS DE CAPACITAÇÃO - PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA UFPR

EDITAL DE SELEÇÃO DE INSTRUTORES PARA CURSOS DE CAPACITAÇÃO - PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA UFPR UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS UNIDADE DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAS Edital EDITAL Nº 02/2013 PROGEPE/CDP/UCAP

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

MESTRADO EM ESTUDOS AMBIENTAIS

MESTRADO EM ESTUDOS AMBIENTAIS MESTRADO EM ESTUDOS AMBIENTAIS INSCRIÇÕES: 2014 E 2015 UNIVERSIDADE COMPROMETIDA COM A QUALIDADE: UCES Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales, elevados padrões e compromisso com a Excelência

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO PRONATEC EDITAL Nº 045/2015 IFRO/CAMPUS JI-PARANÁ

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO PRONATEC EDITAL Nº 045/2015 IFRO/CAMPUS JI-PARANÁ EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO PRONATEC EDITAL Nº 045/2015 IFRO/CAMPUS JI-PARANÁ O Diretor Geral do Campus JI-PARANÁ, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia IFRO, no uso de

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM CARDIOLOGIA HEMODINÂMICA

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE OCEANOGRAFIA

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE OCEANOGRAFIA DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE OCEANOGRAFIA INTRODUÇÃO A Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação SESu/MEC designou uma Comissão de especialistas no Ensino de Geologia e Oceanografia

Leia mais

MESTRADO EM DIPLOMACIA E POLÍTICA EXTERIOR PROGRAMA INTERNACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

MESTRADO EM DIPLOMACIA E POLÍTICA EXTERIOR PROGRAMA INTERNACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM DIPLOMACIA E POLÍTICA EXTERIOR PROGRAMA INTERNACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE COMPROMETIDA COM A QUALIDADE: UCES Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales, elevados

Leia mais

ORIENTAÇÕES AO CANDIDATO

ORIENTAÇÕES AO CANDIDATO Pós-Graduação em Auditoria e Gestão em Sistemas Integrados de Saúde ORIENTAÇÕES AO CANDIDATO Central de Atendimento ao Candidato (62) 3224-8931 ou 3224-7241 comunicacao@institutoconscienciago.com.br w

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE - BH Unidade

Leia mais

MINUTA DA PROPOSTA DO PROJETO DO CURSO DE CAPACITAÇÃO E INSTRUTORIA DE MEDIAÇÃO, CONCILIAÇÃO EXTRAJUDICIAIS E ARBITRAGEM.

MINUTA DA PROPOSTA DO PROJETO DO CURSO DE CAPACITAÇÃO E INSTRUTORIA DE MEDIAÇÃO, CONCILIAÇÃO EXTRAJUDICIAIS E ARBITRAGEM. MINUTA DA PROPOSTA DO PROJETO DO CURSO DE CAPACITAÇÃO E INSTRUTORIA DE MEDIAÇÃO, CONCILIAÇÃO EXTRAJUDICIAIS E ARBITRAGEM. LAURO DE FREITAS NOVEMBRO/2015 1- JUSTIFICATIVA Diante das demandas processuais

Leia mais

HUMANAS. Página na web: www.fea.ufjf.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Apresentação:

HUMANAS. Página na web: www.fea.ufjf.br CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Apresentação: HUMANAS ADMINISTRAÇÃO Os alunos de Administração da UFJF graduam-se na modalidade Bacharelado e podem escolher entre as opções de especialização: Administração de Empresas e Administração Pública. O curso

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM CARDIOLOGIA HEMODINÂMICA

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 9 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM AUDITORIA EM SERVIÇOS

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM EM CARDIOLOGIA HEMODINÂMICA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARA CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DA EDUCAÇÃO SUPERIOR E PROFISSIONAL

GOVERNO DO ESTADO DO CEARA CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DA EDUCAÇÃO SUPERIOR E PROFISSIONAL INTERESSADA: Universidade Regional do Cariri URCA EMENTA: Reconhece o Programa Especial de Formação Pedagógica ofertado pela Universidade Regional do Cariri URCA, nas áreas de Física, Matemática e Biologia,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO ENFERMAGEM EM TERAPIA INTENSIVA - BH Unidade

Leia mais

EDITAL Nº 005 de 08 outubro de 2014

EDITAL Nº 005 de 08 outubro de 2014 EDITAL Nº 005 de 08 outubro de 14 O SUPERINTENDENTE da Fundação Pró-IFF, no uso de suas atribuições legais, faz saber que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado, por tempo determinado,

Leia mais

Um perfil interligado às novas tendências

Um perfil interligado às novas tendências informativo ADMINISTRAÇÃO Diretrizes do Provão mostram o que a sociedade espera dos futuros profissionais de Administração Qual o perfil ideal para o estudante ao concluir a graduação? Quais habilidades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DE GESTÃO ESCOLAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DE GESTÃO ESCOLAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO DE GESTÃO ESCOLAR EDITAL Nº008/PROPESPG SELEÇÃO PARA PROFESSORES TUTORES DO CURO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA QUALIDADE EM SAÚDE - CURITIBA

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA Unidade Dias e Horários Período

Leia mais

William Nascimento Santos

William Nascimento Santos William Nascimento Santos Curriculum Vitae Dados pessoais Nome: WILLIAM NASCIMENTO SANTOS Filiação: Genésio José dos Santos e Anália Batista do Nascimento Nascimento: 23/01/1967 Montes Claros/MG Brasil

Leia mais

EDITAL Nº 46/2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL MODALIDADE EAD

EDITAL Nº 46/2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL MODALIDADE EAD EDITAL Nº 46/2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL MODALIDADE EAD O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia, por

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA PARA O ENSINO EM SAÚDE Unidade

Leia mais

ÍNDICE. Esta é uma previsão trimestral de cursos a serem realizados nos Centros de Educação Profissional de Assú. Nossa Missão...

ÍNDICE. Esta é uma previsão trimestral de cursos a serem realizados nos Centros de Educação Profissional de Assú. Nossa Missão... Esta é uma previsão trimestral de cursos a serem realizados nos Centros de Educação Profissional de Assú. O Senac reserva-se o direito de não realizar o curso cujas matrículas não atinjam o mínimo requerido

Leia mais

DOUTORADO EM PSICOLOGIA

DOUTORADO EM PSICOLOGIA DOUTORADO EM PSICOLOGIA INSCRIÇÕES: 2014 E 2015 UNIVERSIDADE COMPROMETIDA COM A QUALIDADE: UCES - Universidad de Ciencias Empresariales y Sociales, elevados padrões e compromisso com a Excelência Acadêmica.

Leia mais

EDITAL N 59 DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL N 59 DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL N 59 DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA DIVERSIDADE E INCLUSÃO SOCIAL MODALIDADE EAD O Instituto Federal

Leia mais

Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com

Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro Conselho Nacional de Educação - CNE incolarum@hotmail.com 1 Luiz Roberto Liza Curi Sociólogo Doutor em Economia Conselheiro do Conselho Nacional de Educação Diretor LEYA

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO REGULAMENTAÇÃO Resolução CNE/CES nº 1/2007, Diário Oficial da União, Brasília, 08/06/2007, Seção 1, pág. 9 Estabelece normas para o funcionamento

Leia mais

Apresentação. Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Apresentação. Núcleo de Referência em Educação Ambiental Apresentação Núcleo de Referência em Educação Ambiental O Núcleo de Referência em Educação Ambiental NUREDAM surgiu em 1998, no âmbito do Projeto de Educação Ambiental do Programa de Despoluição da Baía

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS DISCIPLINA: PERÍCIA CONTÁBIL

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO O Reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, no uso de

Leia mais

EDITAL 2 / 2015 DO PET ODONTOLOGIA SELEÇÃO DE NOVOS INTEGRANTES

EDITAL 2 / 2015 DO PET ODONTOLOGIA SELEÇÃO DE NOVOS INTEGRANTES EDITAL 2 / 2015 DO PET ODONTOLOGIA SELEÇÃO DE NOVOS INTEGRANTES O tutor do Programa de Educação Tutorial - PET, do Curso de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia, no uso de suas atribuições

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO ENFERMAGEM EM TERAPIA INTENSIVA - RIO Unidade

Leia mais

UFRJ CCS - FACULDADE DE MEDICINA

UFRJ CCS - FACULDADE DE MEDICINA UFRJ CCS - FACULDADE DE MEDICINA Critérios para a Avaliação Docente referente à Promoção para as categorias de PROFESSOR TITULAR, ASSOCIADO, ADJUNTO, ASSITENTE E AUXILIAR do Departamento de FISIOTERAPIA

Leia mais

COORDENAÇÃO Lorí Crízel

COORDENAÇÃO Lorí Crízel COORDENAÇÃO Lorí Crízel Arquiteto e Urbanista graduado pela Universidade Católica RS; Mestre em Conforto Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ; Professor Substituto do Curso de Arquitetura

Leia mais

Nome da Ação 1.2: Descrição da Ação 1.2: Nome da Ação 1.3: Descrição da Ação 1.3: Nome da Ação 1.4: Descrição da Ação 1.4:

Nome da Ação 1.2: Descrição da Ação 1.2: Nome da Ação 1.3: Descrição da Ação 1.3: Nome da Ação 1.4: Descrição da Ação 1.4: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Cassilândia 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Interdisciplinar Obs.: Para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE INSTRUTORES CGDP/SRH Nº 01/2011 CREDENCIAMENTO DE INSTRUTORES PARA CURSOS DO PROGRAMA

Leia mais

GEOCIÊNCIAS ÁREA: TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009. Coordenador: Roberto Dall Agnol Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação

GEOCIÊNCIAS ÁREA: TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009. Coordenador: Roberto Dall Agnol Coordenador-Adjunto: Ministério da Educação Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: GEOCIÊNCIAS TRIÊNIO DE AVALIAÇÃO 2007-2009 2009 COORDENAÇÃO 2008-2010 2010 Coordenador: Roberto

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ONCOLOGIA - CURITIBA Unidade

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 14.519, DE 8 DE ABRIL DE 2014. (publicada no DOE n.º 67, 2.ª edição, de 08 de abril de 2014) Reestrutura o

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº XXXX DE XX DE XXXXXX DE 201X ALTERA A LEI Nº 6720, DE 25 DE MARÇO DE 2014, QUE INSTITUI PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CORREDORIA INTERNA DA POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CRIMINALÍSTICA

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CORREDORIA INTERNA DA POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CRIMINALÍSTICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CORREDORIA INTERNA DA POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CRIMINALÍSTICA CURSO DE AUXILIAR DE INVESTIGAÇÃO E PERICIA CRIMINAL CAuxIPC C U R R Í C U L O 1. DURAÇÃO DO CURSO

Leia mais