FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO EXERCÍCIO DE 2005

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO EXERCÍCIO DE 2005"

Transcrição

1 BANIF S G P S, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede Social: Rua de João Tavira, 30 - Funchal Capital Social: Euros Matrícula Nº 3658 Conservatória do Registo Comercial do Funchal Pessoa Colectiva Nº FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO EXERCÍCIO DE 2005 Os lucros consolidados da Banif SGPS, SA, holding do Banif Grupo Financeiro, no exercício de 2005, totalizaram 60,9 milhões de euros, o que representa um acréscimo de cerca de 127% em relação ao ano anterior. No mesmo período, o Produto da Actividade registou um acréscimo de 23,2%, fixando-se em 301,4 milhões de euros. As contas consolidadas do Grupo Banif relativas a 31 de Dezembro de 2005 (valores ainda em revisão pelo auditor externo) foram preparadas de acordo com as Normas Internacionais de Relato Financeiro (IAS/IFRS), tendo sido re-expressas para as novas normas os valores comparativos constantes das demonstrações financeiras consolidadas de 31 de Dezembro de 2004, com excepção do disposto na IAS39 sobre Instrumentos Financeiros, conforme previsto no respectivo regime de transição. Calculados nos termos do Plano de Contas para o Sector Bancário, os resultados do Grupo Banif, apurados no exercício de 2004, haviam sido de 37,3 milhões de euros, o que significa que, relativamente a este valor, o Grupo Banif regista um crescimento de 63,3% em 2005 nos seus resultados, calculados estes de acordo com as IAS / IFRS. O Activo Líquido do Grupo Banif registou um crescimento de 16%, passando de 7.272,7 milhões de euros, no final de 2004, para milhões de euros no final do corrente exercício. 1

2 No período em análise o volume do Crédito Concedido sobre Clientes (líquido de imparidade) fixou-se nos 6.155,6 milhões de euros, superior em 11,7% ao valor registado no período homólogo de Os Recursos de Clientes cresceram 8,4%, passando de 5.559,0 milhões de euros em Dezembro de 2004 para 6.026,4 milhões de euros no final de 2005, em grande parte impulsionados pelo forte crescimento registado ao nível do número de clientes bancários do Grupo, em resultado das campanhas de captação de novos clientes desenvolvidas no 2º Semestre de 2004 e em O rácio de cobertura de crédito por recursos de clientes manteve-se dentro dos níveis dos últimos anos e próximo de 100% (104,4% em 31 de Dezembro de 2005 contra 101,3% no final de 2004). Por seu turno, o rácio de Crédito Vencido/Crédito Total situou-se em 1,66%, (1,63% em 2004) enquanto que o peso da Imparidade do Crédito no Crédito Vencido desceu ligeiramente de 133,4% para 129,7%. O referido crescimento da actividade do Grupo Banif também se fez sentir ao nível das principais componentes do Produto da Actividade, nomeadamente na Margem Financeira (+12,9% relativamente ao ano anterior), e nos Outros Proveitos líquidos de Serviços e Comissões ( + 48,6 %). De referir que os Custos de Funcionamento totalizaram 163,7 milhões de euros (um acréscimo de 4,9% relativamente ao exercício de 2004), enquanto as Provisões/Imparidades Líquidas do Exercício apresentaram um acréscimo de 10,9%, elevando-se a 47,1 milhões de euros. O Cash Flow de Exploração consolidado do Grupo Banif ascendeu a 137,6 milhões de euros (+ 55,4% relativamente ao exercício de 2004), enquanto o rácio Cost to Income (Custos de Transformação + Amortizações / Produto da Actividade) se reduziu no mesmo período de 69,5% para 59,7%. 2

3 Face ao resultado líquido obtido pelo Grupo Banif em 2005, de 60,9 milhões de euros, o correspondente ROE (Return on Equity) fixou-se nos 18,5% (contra 11% em 2004) enquanto o ROA (Return on Assets) atingiu os 0,77% (contra 0,61% no ano anterior), ambos os rácios calculados a valores médios dos Capitais Próprios e dos Activos do Grupo Banif. Relativamente aos Capitais Próprios do Grupo (excluindo Interesses Minoritários), o crescimento situou-se nos 25,3%, passando de 298,7 milhões de euros no final de 2004 para 374,3 milhões de euros no final de O Grupo Banif prosseguiu a sua política de expansão e diversificação das redes de distribuição, ao mesmo tempo que se empreenderam algumas medidas de racionalização das mesmas. O Grupo Banif contava em 31 de Dezembro de 2005 com um total de 337 pontos de venda (incluindo 207 agências bancárias em Portugal). No que diz respeito à actividade seguradora do Grupo Banif é de realçar o crescimento do volume de Prémios Emitidos (+32,5% relativamente ao ano anterior, com um total de 511,6 milhões de euros, destacando-se o ramo vida com um acréscimo de 53,8 % relativamente ao período homólogo do ano anterior). A quota de mercado da CSA sitou-se, no final de 2005, em 3,8%. No que respeita à actividade de banca de investimento, é de salientar o volume de títulos intermediados, que totalizou 4,8 mil milhões de euros. Por seu turno, a actividade de Gestão de Activos registou um forte crescimento, aumentando, em 2005, cerca de 51,3%, para atingir um volume total de activos sob gestão, no final do ano, de cerca de milhões de euros. A actividade do Grupo Banif deverá manter um crescimento moderado, ao nível da actividade bancária tradicional, e um continuado reforço das posições actualmente detidas pelo Grupo em actividades como a gestão de activos, 3

4 corporate finance, private banking, trading e corretagem, seguros e cartões de crédito, actividades estas que exigem menores esforços em termos de capitais próprios e nas quais ainda se reconhece ao Grupo Banif um forte potencial de crescimento. Relativamente às principais empresas pertencentes ao Grupo Banif destacam-se pelo seu contributo para o Resultado Líquido Consolidado de 2005, o Banif Banco Internacional do Funchal SA (com um resultado líquido de 26,1 milhões de euros), o Banco Comercial dos Açores (com um resultado líquido de 11,0 milhões de euros), a Companhia de Seguros Açoreana (com um resultado líquido de 14,1 milhões de euros e um contributo de 8,3 milhões de euros para o resultado consolidado do Grupo Banif), o Banif Banco de Investimento (com um resultado consolidado de 4,9 milhões de euros), o Banif (Cayman) Ltd (com um resultado de 2,6 milhões de euros) e o Banif - Banco Internacional do Funchal (Brasil),SA (com um resultado consolidado de 1,4 milhão de euros). A seguir incluimos, de forma comparada, os principais indicadores do Grupo Banif em base IAS / IFRS, e considerando em 2004, a consolidação da CSA nas contas consolidadas do Grupo Banif, pelo método da equivalência patrimonial. Lisboa, 23 de Fevereiro de

5 ANÁLISE COMPARATIVA Grupo Banif Expresso em milhares de Euros Variação Variação (1) absoluta % 1 Activo Líquido ,0% 2 Crédito Concedido Bruto ,7% 3 Recursos de Clientes ,4% 4 Capitais Próprios (*) ,3% 5 Margem Financeira (inclui Rendimentos de Instrumentos de Capital) ,9% 6 Lucros em Operações Financeiras (líq.) ,7% 7 Outros Proveitos (líq.) ,6% 8 Produto da Actividade ,2% 9 Custos com Pessoal ,0% 10 Gastos Gerais Administrativos ,9% 11 Cash Flow ,4% 12 Depreciações e Amortizações ,0% 13 Provisões e Imparidade (líq.) ,9% 14 Equivalência Patrimonial ,1% 15 Resultado antes de Impostos ,7% 16 Impostos ,5% 17 Interesses Minoritários ,1% 18 Resultado Consolidado do Exercício ,5% 19 Prémios de Seguros (Total) ,5% - Prémios Vida ,8% - Prémios Não Vida ,1% 20 Activos sob Gestão ,3% 21 Crédito Vencido / Crédito Total 1,66% 1,63% Imparidade de Crédito / Crédito Vencido 129,7% 133,4% ROE (**) 18,5% 11,0% ROA (**) 0,77% 0,61% Resultado Antes de Impostos e de Interesses Minoritários / Activo Líquido Médio (**) (***) 1,04% 0,78% Produto da Actividade / Activo Líquido Médio (**) (***) 3,78% 4,20% Resultado Antes de Impostos e de Interesses Minoritários / Capitais Próprios Médios (Incluindo Interesses Minoritários) (**) (***) 18,3% 12,2% Custos de Funcionamento + Depreciações e Amortizações / Produto da Actividade (***) 59,7% 69,5% Custos Com Pessoal / Produto da Actividade (***) 31,0% 37,5% - - (1) SConsolidação da CSA pelo Método da Equivalência Patrimonial (*) Deduzidos de Interesses Minoritários (**) Em 2004, os valores apresentados foram calculados no âmbito do PCSB (***) Nos termos da Instrução nº 16/2004 do Banco de Portugal 5

6 6

FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO 1º SEMESTRE DE 2005

FACTO RELEVANTE INFORMAÇÃO PRÉVIA RELATIVA À ACTIVIDADE E RESULTADOS OBTIDOS PELO GRUPO BANIF NO 1º SEMESTRE DE 2005 Banif SGPS, SA Sociedade com o capital aberto ao investimento do público Sede Social: Rua de João Tavira, 30-9 000 Funchal Capital Social: 200.000.000 Euros - Pessoa Colectiva n.º 511 029 730 Matrícula

Leia mais

Relatório de Actividades 1.º Trimestre de 2011

Relatório de Actividades 1.º Trimestre de 2011 Capa 2011 Relatório de Actividades 1.º Trimestre de 2011 Evolução da actividade, aspectos mais relevantes e resultados obtidos pelo Banif - Grupo Financeiro no 1.º Trimestre de 2011 Os resultados líquidos

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL/CONSOLIDADA (Não Auditada)

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL/CONSOLIDADA (Não Auditada) INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL/CONSOLIDADA (Não Auditada) (aplicável às entidades sujeitas à disciplina normativa contabilística das IAS / IFRS) BANCO BPI, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001 Banif - Banco Internacional do Funchal, SA e Grupo Banif Consolidado INFORMAÇÃO TRIMESTRAL relativa à actividade desenvolvida durante o 1º TRIMESTRE DE 2001 Banif - Banco Internacional do Funchal, SA Sociedade

Leia mais

GROUPAMA SEGUROS, SA RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

GROUPAMA SEGUROS, SA RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO GROUPAMA SEGUROS, SA RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXERCÍCIO DE 2008 ECONOMIA PORTUGUESA A economia portuguesa tem observado fracos crescimentos do Produto Interno Bruto, tendo atingido um valor

Leia mais

F. RAMADA INVESTIMENTOS, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

F. RAMADA INVESTIMENTOS, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta F. RAMADA INVESTIMENTOS, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto NIF 508 548 527 Capital social: 25.641.459 Euros Informação financeira anual 2013 (não auditada)

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS ANUAL 2015 FEVEREIRO 2016 Conferência de imprensa Disclaimer A informação constante neste documento foi preparada de acordo com as normas internacionais de relato financeiro

Leia mais

Grupo Reditus reforça crescimento em 2008

Grupo Reditus reforça crescimento em 2008 Grupo Reditus reforça crescimento em 2008 Nota Prévia Os resultados reportados oficialmente reflectem a integração do Grupo Tecnidata a 1 de Outubro de 2008, em seguimento da assinatura do contrato de

Leia mais

COMUNICADO. O Santander Totta alcançou 271,1 milhões de euros de Resultado Líquido no final do primeiro semestre de 2007, uma subida de 28,1%.

COMUNICADO. O Santander Totta alcançou 271,1 milhões de euros de Resultado Líquido no final do primeiro semestre de 2007, uma subida de 28,1%. Santander Totta, SGPS, SA Sede: Rua do Ouro, 88 1100-061 Lisboa Capital Social: 1.508.794.421,25 Matriculado na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Sob o n.º 14.901 Pessoa Colectiva n.º 507 096

Leia mais

Resultados consolidados do Banco BPI no 1.º semestre de 2011

Resultados consolidados do Banco BPI no 1.º semestre de 2011 www.ir.bpi.pt BANCO BPI, S.A. - Sociedade aberta Capital Social: 990 000 000 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede:

Leia mais

INFORMAÇÃO FINANCEIRA INTERCALAR (NÃO AUDITADA) 1º TRIMESTRE 2005

INFORMAÇÃO FINANCEIRA INTERCALAR (NÃO AUDITADA) 1º TRIMESTRE 2005 INFORMAÇÃO FINANCEIRA INTERCALAR (NÃO AUDITADA) 1º TRIMESTRE 2005 PORTUCEL - EMPRESA PRODUTORA DE PASTA E PAPEL, S.A. Sociedade Aberta Capital Social: 767.500.000 Euros NIPC: 503.025.798 Matriculada na

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO 1º TRIMESTRE DE 2003 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A.

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO 1º TRIMESTRE DE 2003 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. De acordo com o disposto no artigo 8º do Regulamento n.º 11/2000 da CMVM transcreve-se a EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO 1º TRIMESTRE DE 2003 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João

Leia mais

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Semapa - Sociedade de Investimento e Gestão, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, 14 10º -1050-121 Lisboa Capital Social: 118.332.445 Euros - NIPC e Mat. na C.R.C. de Lisboa sob

Leia mais

Resultados Operacionais melhoram em 73,5% e Resultados líquidos (antes de mais valias) 15%

Resultados Operacionais melhoram em 73,5% e Resultados líquidos (antes de mais valias) 15% INAPA INVESTIMENTOS, PARTICPAÇÕES E GESTÃO, SA ( Sociedade Aberta ) Sede: Rua do Salitre, n.º 142, 1269-064, Lisboa Capital social: 27 237 013 Matrícula n.º 500 137 994 (anteriormente 36 338) da Conservatória

Leia mais

Resultados consolidados do Banco BPI entre Janeiro e Setembro de 2010

Resultados consolidados do Banco BPI entre Janeiro e Setembro de 2010 www.ir.bpi.pt BANCO BPI, S.A. - Sociedade aberta Capital Social: 900 000 000 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede:

Leia mais

1.2 Situação patrimonial dos setores não financeiros

1.2 Situação patrimonial dos setores não financeiros .2 Situação patrimonial dos setores não financeiros No primeiro semestre de 203, prosseguiu o processo de ajustamento gradual dos desequilíbrios no balanço dos particulares 3 Nos primeiros seis meses de

Leia mais

COMUNICADO. - Informação Privilegiada - DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS RELATIVOS AO EXERCÍCIO DE 2014 (NÃO AUDITADOS)

COMUNICADO. - Informação Privilegiada - DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS RELATIVOS AO EXERCÍCIO DE 2014 (NÃO AUDITADOS) COMUNICADO - Informação Privilegiada - DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS RELATIVOS AO EXERCÍCIO DE 2014 (NÃO AUDITADOS) A "TEIXEIRA DUARTE, S.A." procede à publicação de informação sobre os resultados de 2014 através

Leia mais

ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010

ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 (Montante expressos em euros) As notas que se seguem foram preparadas de acordo com as Normas Contabilísticas de Relato Financeiro

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI ENTRE JANEIRO E SETEMBRO DE 2014

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI ENTRE JANEIRO E SETEMBRO DE 2014 BANCO BPI, S.A. Sociedade aberta Capital Social: 1 293 063 324.98 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede: Rua Tenente

Leia mais

CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009

CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009 CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009 Av. Vasco da Gama, 1410 4431-956 Telefone 22-7867000 Fax 22-7867215 Registada na C.R.C. de sob o nº 500239037 Capital Social: Euro 35.000.000 Sociedade Aberta

Leia mais

Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados dos Primeiros 9 Meses de 2013

Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados dos Primeiros 9 Meses de 2013 Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados dos Primeiros 9 Meses de 2013 No terceiro trimestre, reforçámos as nossas posições de liderança tanto na Polónia como em Portugal com aumento de quotas de mercado

Leia mais

COMUNICADO. Bank Millennium na Polónia apresenta Resultados de 2005

COMUNICADO. Bank Millennium na Polónia apresenta Resultados de 2005 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João I, 28, Porto Mat. CRC do Porto: 40.043 NIPC: 501.525.882 Capital Social Registado: 3.588.331.338 Euros COMUNICADO Bank Millennium na

Leia mais

X FÓRUM DA BANCA BANCA, SUPERVISÃO E FINANCIAMENTO DA ECONOMIA

X FÓRUM DA BANCA BANCA, SUPERVISÃO E FINANCIAMENTO DA ECONOMIA BANCA, SUPERVISÃO E FINANCIAMENTO DA ECONOMIA ÍNDICE I. Evolução da banca na última década II. Efeitos da crise financeira 2008-2010 III. Situação actual IV. Financiamento à economia V. Principais desafios

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE NO 1º SEMESTRE DE 2014/15

EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE NO 1º SEMESTRE DE 2014/15 SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD Sociedade Aberta Capital Social: 67 000 000 euros Capital Próprio: (118 030 000) euros aprovado em Assembleia Geral de 01 de Outubro de 2014 Sede Social: Estádio

Leia mais

Comunicado de Resultados

Comunicado de Resultados Comunicado de Resultados Resultados Consolidados 30 de Junho de 2007 Sonae Distribuição S.G.P.S., SA Em destaque A Sonae Distribuição apresentou ao longo do primeiro semestre de 2007 um crescimento de

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI EM 2014

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI EM 2014 BANCO BPI, S.A. Sociedade aberta Capital Social: 1 293 063 324.98 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede: Rua Tenente

Leia mais

GROUPAMA SEGUROS VIDA, SA

GROUPAMA SEGUROS VIDA, SA GROUPAMA SEGUROS VIDA, SA RELATÓRIO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EXERCÍCIO DE 2006 ECONOMIA PORTUGUESA Após o fraco crescimento da economia observado em 2005 (0.4 por cento) estima-se que o Produto Interno

Leia mais

ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO RESULTADOS 2011 ESTRUTURA FINANCEIRA PERSPETIVAS CALENDÁRIO FINANCEIRO 2012

ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO RESULTADOS 2011 ESTRUTURA FINANCEIRA PERSPETIVAS CALENDÁRIO FINANCEIRO 2012 23 ABRIL 2012 ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO RESULTADOS 2011 ESTRUTURA FINANCEIRA PERSPETIVAS CALENDÁRIO FINANCEIRO 2012 Este documento foi preparado pela Grupo Soares da Costa, SGPS, SA (Soares da Costa), unicamente

Leia mais

Resultados Líquidos melhoram 94%

Resultados Líquidos melhoram 94% INAPA INVESTIMENTOS, PARTICIPAÇÕES E GESTÃO, SA ( Sociedade aberta ) Sede: Rua do Salitre, 142, 1269 064 Lisboa Capital Social: 150 000 000 Euros Matrícula n.º 500 137 994 (anteriormente n.º 36 338) da

Leia mais

MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A. RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA INTERCALARES DO 1º TRIMESTRE DE 2006

MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A. RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA INTERCALARES DO 1º TRIMESTRE DE 2006 MOTA-ENGIL, S.G.P.S., S.A. RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA INTERCALARES DO 1º TRIMESTRE DE 2006 MOTA-ENGIL, SGPS, S.A. EDIFÍCIO MOTA TEL: 351 22 5190300 SOCIEDADE ABERTA RUA DO REGO LAMEIRO,

Leia mais

Fundação Denise Lester

Fundação Denise Lester Relatório e Contas 2010 Fundação Denise Lester Fundação Denise Lester 1/14 Balanço ACTIVO Notas Exercício findo a 31/12/2010 Exercício findo a 31/12/2009 Activo não corrente Activos fixos tangíveis 2.291.289,31

Leia mais

SOFINLOC, Instituição Financeira de Crédito, S. A. Sede: Rua General Firmino Miguel, N.5-14. - 1600 LISBOA NIPC 501 370 048 / C.R.C.

SOFINLOC, Instituição Financeira de Crédito, S. A. Sede: Rua General Firmino Miguel, N.5-14. - 1600 LISBOA NIPC 501 370 048 / C.R.C. SOFINLOC, Instituição Financeira de Crédito, S. A. Sede: Rua General Firmino Miguel, N.5-14. - 1600 LISBOA NIPC 501 370 048 / C.R.C. Lisboa nº 3 053 BALANÇO EM 31.12.2006 Valores em milhares de Euros Dez-06

Leia mais

COMUNICADO Resultados Consolidados do BCP no segundo trimestre de 2003

COMUNICADO Resultados Consolidados do BCP no segundo trimestre de 2003 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João I, 28, Porto Mat. CRC do Porto: 40.043 NIPC: 501.525.882 Capital Social Registado: 3.257.400.827 Euros COMUNICADO Resultados Consolidados

Leia mais

27 maio 2016. Informação financeira não auditada

27 maio 2016. Informação financeira não auditada Apresentação de Resultados 1T2016 27 maio 2016 Informação financeira não auditada Agenda 1. Destaques 2. Funding e Liquidez 3. Qualidade dos Ativos 4. Capital 5. Resultados 6. Side Bank 7. Sumário Apêndice:

Leia mais

Portucel Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A.

Portucel Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. Portucel Empresa Produtora de Pasta e Papel, S.A. Sociedade Aberta Matriculada sob o nº05888/20001204 na Conservatória do Registo Comercial de Setúbal Capital Social: 767 500 000 N.I.P.C. 503 025 798 Informação

Leia mais

Resultados Consolidados do Millennium bcp em 31 de dezembro de 2015

Resultados Consolidados do Millennium bcp em 31 de dezembro de 2015 1 de fevereiro de 2016 Resultados Consolidados do Millennium bcp em 31 de dezembro de 2015 Rendibilidade e eficiência Regresso dos lucros Lucro consolidado de 235 milhões de euros em 2015, comparando com

Leia mais

Resultados Consolidados do Millennium bcp em 31 de março de 2016

Resultados Consolidados do Millennium bcp em 31 de março de 2016 2 de maio de 2016 Resultados Consolidados do Millennium bcp em 31 de março de 2016 Rendibilidade e eficiência Reforço dos lucros recorrentes Evolução do negócio Balanço equilibrado Qualidade dos ativos

Leia mais

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Proveitos Operacionais de 60,8 milhões de euros (+ 8,1%) EBITDA de 5,6 milhões de euros (+ 11,1%) Margem EBITDA 9,2% (vs. 8,9%) Resultado

Leia mais

Comunicado de Resultados

Comunicado de Resultados Comunicado de Resultados Resultados trimestrais consolidados a 31 de Março de 2006 4 de Maio de 2006 Highlights Volume de negócios de 646 milhões de Euros crescimento de 9% em Portugal face a período homólogo

Leia mais

Banco de Portugal divulga estatísticas de balanço e taxas de juro dos bancos relativas a 2014

Banco de Portugal divulga estatísticas de balanço e taxas de juro dos bancos relativas a 2014 N.º 3 fevereiro 215 Banco de Portugal divulga estatísticas de balanço e taxas de juro dos bancos relativas a 21 O Banco de Portugal publica hoje, no Boletim Estatístico, as estatísticas de balanço e de

Leia mais

Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS. Informação não auditada.

Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS. Informação não auditada. Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 2015 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS Lisboa, 7 de Agosto de 2015 Informação não auditada. RESULTADOS CONSOLIDADOS: Janeiro

Leia mais

De acordo com o disposto no artigo 10.º do Regulamento n.º 5/2008 da CMVM transcreve-se o RELATÓRIO E CONTAS DO 1.º TRIMESTRE DE 2016

De acordo com o disposto no artigo 10.º do Regulamento n.º 5/2008 da CMVM transcreve-se o RELATÓRIO E CONTAS DO 1.º TRIMESTRE DE 2016 Reuters>bcp.Is Exchange>MCP Bloomberg>bcp pl ISIN PTBCP0AM00007 2016 Relatório e Contas 1.º Trimestre De acordo com o disposto no artigo 10.º do Regulamento n.º 5/2008 da CMVM transcreve-se o RELATÓRIO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 3M 2015 MAIO 2015 Disclaimer Este documento não representa uma oferta de valores mobiliários para venda nos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Japão ou em qualquer outra jurisdição.

Leia mais

CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO

CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO (5.ª Edição) Actualização N.º 5 Códigos Tributários Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 5 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006

Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006 Jerónimo Martins, SGPS, S.A. Resultados do Primeiro Trimestre de 2006 1. Sumário Para mais informação contactar: Cláudia Falcão claudia.falcao@jeronimomartins.pt (+351-21 752 61 05) Hugo Fernandes hugo.fernandes@jeronimomartins.pt

Leia mais

Banco BPI, S.A. Sucursal Offshore de Macau 2013

Banco BPI, S.A. Sucursal Offshore de Macau 2013 Banco BPI, S.A. Sucursal Offshore de Macau 2013 Síntese Financeira ao abrigo da Circular No. 026/B/2012-DSB/AMCM de 16/11/2012 Síntese Financeira ao abrigo da Circular N.º 026/B/2012-DSB/AMCM de 16/11/2012

Leia mais

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas)

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas) COMUNICADO 9M 2015 (Contas não auditadas) 30 novembro 2015 1 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial e as

Leia mais

Banco Popular Portugal, SA. Relatório e Contas

Banco Popular Portugal, SA. Relatório e Contas Banco Popular Portugal, SA Relatório e Contas 2013 Sumário Página Índice de Quadros e Figuras... 3 Informação Geral... 4 Órgãos Sociais... 5 O Banco Popular Portugal em números... 6 Relatório de Gestão...

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO 1º TRIMESTRE DE 2007

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO 1º TRIMESTRE DE 2007 INAPA INVESTIMENTOS, PARTICPAÇÕES E GESTÃO, SA ( Sociedade Aberta ) Sede: Rua do Salitre, n.º 142, freguesia de São Mamede, Lisboa Capital social: 150 000 000 NIPC: 500 137 994 Matrícula n.º 36 338 da

Leia mais

Ebitda consolidado do grupo totalizou 844 milhões numa base replacement cost ajustada (RCA).

Ebitda consolidado do grupo totalizou 844 milhões numa base replacement cost ajustada (RCA). RESULTADOS DO 1º SEMESTRE DE 2015 Duplicação da produção no Brasil e investimento nas refinarias impulsionam resultado líquido para 310 milhões Produção total (working interest) de petróleo e gás natural

Leia mais

Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário RELATÓRIO E CONTAS PARA O PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2010

Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário RELATÓRIO E CONTAS PARA O PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2010 2010 Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário RELATÓRIO E CONTAS PARA O PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2010 Demonstrações Financeiras Individuais Para o período findo a 30 de Junho de 2010

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros Informação financeira do exercício de 2014 (não

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros Informação financeira 1º trimestre de 2011 Resultado

Leia mais

Nota às demonstrações financeiras relativas ao semestre findo em 30 de Junho de 2010

Nota às demonstrações financeiras relativas ao semestre findo em 30 de Junho de 2010 1. Nota Introdutória Elementos identificativos: Denominação Fortis Lease Instituição Financeira de Crédito, SA NIF 507 426 460 Sede Social Objecto Social A Fortis Lease Portugal Instituição Financeira

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS (Não Auditado)

RELATÓRIO E CONTAS (Não Auditado) RELATÓRIO E CONTAS (Não Auditado) 3º Trimestre de 2014 Índice I - RELATÓRIO CONSOLIDADO DE GESTÃO... 4 1. Principais Indicadores Financeiros do Grupo... 4 2. Resumo da Atividade... 4 3. Indicadores Consolidados...

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS. Exercício de 2012

RELATÓRIO E CONTAS. Exercício de 2012 RELATÓRIO E CONTAS Exercício de 2012 BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71-6.º 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Fundo de Garantia do Crédito Agricola Mútuo Praça da Liberdade, 92 4001-806 PORTO

Leia mais

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta

COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta COFINA, S.G.P.S., S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO ANO DE 2006 Após

Leia mais

SAG GEST Soluções Automóvel Globais, SGPS, SA Sociedade Aberta

SAG GEST Soluções Automóvel Globais, SGPS, SA Sociedade Aberta SAG GEST Soluções Automóvel Globais, SGPS, SA Sociedade Aberta Estrada de Alfragide, nº 67, Amadora Capital Social: 169.764.398 Euros sob o número único de matrícula e de pessoa colectiva 503 219 886 COMUNICADO

Leia mais

Energia em movimento. Relatório de Contas Individuais 2014

Energia em movimento. Relatório de Contas Individuais 2014 Energia em movimento Relatório de Contas Individuais 2014 Energia em movimento Relatório de Contas Individuais 2014 www.galpenergia.com Relatório de Contas Individuais 2014 01 02 03 04 Contas individuais

Leia mais

Relatório de Gestão. Enquadramento Macroeconómico / Setorial

Relatório de Gestão. Enquadramento Macroeconómico / Setorial Relato Financeiro Intercalar 1º trimestre de 2014 = Contas Consolidadas = (Não Auditadas) Elaboradas nos termos do Regulamento da CMVM nº 5/2008 e de acordo com a IAS34 Relatório de Gestão Enquadramento

Leia mais

Decreto-Lei 187/2002, de 21 de Agosto-192 Série I-A

Decreto-Lei 187/2002, de 21 de Agosto-192 Série I-A Decreto-Lei 187/2002, de 21 de Agosto-192 Série I-A Procede à criação dos fundos de sindicação de capital de risco (FSCR) Decreto-Lei n.º 187/2002, de 21 de Agosto Nos termos da Resolução do Conselho de

Leia mais

Energia cria valor. Relatório de Contas Individuais 2015. Relatório de Governo Societário 2015 3

Energia cria valor. Relatório de Contas Individuais 2015. Relatório de Governo Societário 2015 3 Energia cria valor Relatório de Contas Individuais 2015 A Galp Relatório de Governo Societário 2015 3 Energia cria valor Relatório de Contas Individuais 2015 galp.com Página intencionalmente deixada em

Leia mais

1. Resultados do Exercício

1. Resultados do Exercício PARAREDE, SGPS, SA Sociedade Aberta Sede Social: Av. José Malhoa nº 21, 1070157 Lisboa Pessoa Colectiva nº 503.541.320 Capital Social de 125.087.500 Euros Matriculada na Conservatória do Registo Comercial

Leia mais

Banif - Banco Internacional do Funchal, S.A.

Banif - Banco Internacional do Funchal, S.A. PRIMEIRA ADENDA (datada de 9 de Janeiro de 2015) ao PROSPECTO DE BASE (datado de 24 de Novembro de 2014) Banif - Banco Internacional do Funchal, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua de João Tavira, 30, 9004-509

Leia mais

BOLETIM ANUAL DA ACTIVIDADE SEGURADORA

BOLETIM ANUAL DA ACTIVIDADE SEGURADORA BOLETIM ANUAL DA ACTIVIDADE SEGURADORA 27 Banco de Cabo Verde INDICE 1. Enquadramento..3 2. Caracterização do Sector..7 3. Aspectos Técnicos e Financeiros.. 8 3.1. Resseguro Cedido..1 3.2. Sinistralidade..1

Leia mais

PARTE I ESCOLHA MÚLTIPLA

PARTE I ESCOLHA MÚLTIPLA - SOLUÇÕES - 1 PARTE I ESCOLHA MÚLTIPLA 1. Considere os seguintes elementos A empresa XPTO adquiriu 80% da empresa Beta em 30.06.2003 por 300k. A empresa mãe manteve as suas reservas estáveis nos últimos

Leia mais

6. Fundos Autónomos Geridos pelo ISP

6. Fundos Autónomos Geridos pelo ISP 6. Fundos Autónomos Geridos pelo ISP i. Fundo de Garantia Automóvel Actividade Desenvolvida Em 2007 foram participados ao Fundo de Garantia Automóvel 5 515 acidentes, menos 12,8% do que em 2006. É de assinalar

Leia mais

PÁGINA INTENCIONALMENTE DEIXADA EM BRANCO

PÁGINA INTENCIONALMENTE DEIXADA EM BRANCO 1 Índice Volume II 5 Relatório do Conselho Geral e de Supervisão 12 Parecer do Conselho Geral e de Supervisão incluíndo declaração de conformidade 14 Relatório da Comissão para as Matérias Financeiras

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 05 Maio 2015 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério

Leia mais

Estrutura sectorial de Macau em 2014

Estrutura sectorial de Macau em 2014 Estrutura sectorial de Macau em 2014 Not.002/2016 Nos anos anteriores, a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) calculava e analisava o valor bruto de produção (VBP), o valor acrescentado

Leia mais

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO TRIMESTRE

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO TRIMESTRE - 1 - EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO TRIMESTRE No âmbito do processo de reestruturação do Grupo Cofina oportunamente divulgado e que envolveu a cisão da Cofina SGPS, S.A., na modalidade de cisão-simples prevista

Leia mais

COMUNICADO. APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS REFERENTES AO ANO DE 2006 (contas não auditadas)

COMUNICADO. APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS REFERENTES AO ANO DE 2006 (contas não auditadas) Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua dos Remolares, nº 14, 1200-371 Lisboa Portugal Capital Social 10.000.000 NIPC 500 255 342 Matrícula de Registo Comercial de Lisboa nº 5489 COMUNICADO

Leia mais

Nota informativa. Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo. Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro

Nota informativa. Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo. Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro Nota informativa Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de Janeiro Novo Regime Fiscal dos Organismos de Investimento Colectivo Decreto-Lei n.º 7/2015,

Leia mais

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 2º trimestre 2014

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 2º trimestre 2014 Análise de Conjuntura do Sector da Construção 2º trimestre 2014 Apreciação Global Os dados estatísticos disponíveis para o 2º trimestre de 2014 parecem confirmar finalmente, e pela primeira vez em muitos

Leia mais

Informação Intercalar

Informação Intercalar 1 Informação Intercalar Primeiro Trimestre 2016 (contas não auditadas) j Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, nº 17 6ºA, 1070-313 Lisboa Portugal Capital

Leia mais

COMUNICADO. Resultados Consolidados do 1º Semestre de 2007 (Não Auditados)

COMUNICADO. Resultados Consolidados do 1º Semestre de 2007 (Não Auditados) SAG GEST SOLUÇÕES AUTOMÓVEL GLOBAIS, SGPS, SA Sociedade Aberta Sede: Estrada de Alfragide, 67, Amadora Capital Social: 169.764.398,00 NIPC 503 219 886 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial

Leia mais

ATIVIDADE CONSOLIDADA DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS. em 31 de dezembro de 2014 Contas não auditadas

ATIVIDADE CONSOLIDADA DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS. em 31 de dezembro de 2014 Contas não auditadas ATIVIDADE CONSOLIDADA DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS em 31 de dezembro de 2014 Contas não auditadas 2 ATIVIDADE CONSOLIDADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 CGD 2013 CGD ATIVIDADE CONSOLIDADA EM 31 DE DEZEMBRO DE

Leia mais

Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados do Ano 2010

Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados do Ano 2010 Jerónimo Martins SGPS, S.A. Resultados do Ano 2010 Lisboa, 18 de Fevereiro de 2011 Fortes resultados numa envolvente marcada pelos desafios. Vendas consolidadas atingem 8,7 mil milhões de euros (crescimento

Leia mais

CARES - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. RELATÓRIO E CONTAS 2014

CARES - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. RELATÓRIO E CONTAS 2014 1 CARES - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. RELATÓRIO E CONTAS 2014 Relatório e Contas CARES 2014 Índice 2 ÍNDICE Órgãos Sociais Relatório do Conselho de Administração Demonstrações Financeiras Anexo às Demonstrações

Leia mais

GNB, Companhia de Seguros Vida, SA

GNB, Companhia de Seguros Vida, SA GNB, Companhia de Seguros Vida, SA Relatório e Parecer do Conselho Fiscal (Contas Individuais) Exmos. Senhores Accionistas 1. Cumprindo as disposições legais e estatutárias apresentamos, o nosso relatório

Leia mais

Relatório e Contas 2012 Caixa Central

Relatório e Contas 2012 Caixa Central Relatório e Contas 2012 Caixa Central Página 1 Relatório e Contas 2012 Caixa Central Página 2 Análise Financeira Relatório e Contas 2012 Caixa Central Página 3 Análise Financeira Demonstração de Resultados

Leia mais

Relatório e Contas 2013

Relatório e Contas 2013 Relatório e Contas ÍNDICE PRINCIPAIS INDICADORES 3 SÍNTESE DO ANO 5 ESTRATÉGIA EMPRESARIAL 5 QUALIDADE DE SERVIÇO 5 RECURSOS HUMANOS 5 SUSTENTABILIDADE 5 ANÁLISE ECONÓMICA E FINANCEIRA 6 PROPOSTA DE APLICAÇÃO

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros INFORMAÇÃO FINANCEIRA 1T 2010 Principais indicadores

Leia mais

Grupo Auto-Industrial

Grupo Auto-Industrial 23 de Julho de 2015 Grupo Auto-Industrial Emitente Rating de Emitente B Auto-Industrial, S.A. Curto Prazo Rating de Emissão Auto-Industrial, S.A. B CAM - Camiões Automóveis e Motores, S.A. Curto Prazo

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros Informação financeira do terceiro trimestre

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS DE

RELATÓRIO E CONTAS DE PORTUGAL RELATÓRIO E CONTAS DE 2008 Informação geral O Banco Popular Portugal, S.A. foi constituído em 2 de Julho de 1991, estando matriculado na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, sob o número

Leia mais

Contabilidade Financeira II 2008/2009

Contabilidade Financeira II 2008/2009 Contabilidade Financeira II 2008/2009 Enquadramento Contabilístico Enquadramento contabilístico Enquadramento geral Principais organismos Sites Lista das IAS/IFRS Principais alterações Estrutura conceptual

Leia mais

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009

IMPRESA. Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA Resultados 2º Trimestre 2009 IMPRESA SGPS SA Sociedade Aberta Capital Social Eur 84.000.000 Rua Ribeiro Sanches, 65 Número Fiscal 502 437 464 Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Lisboa,

Leia mais

ALVES RIBEIRO - INVESTIMENTOS FINANCEIROS, SGPS, S.A. ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 (Montantes em Euros, excepto quando expressamente indicado) 1. NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira

ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira ARC Ratings atribui notação a curto prazo de B, com tendência positiva, ao Grupo Visabeira EMITENTE Grupo Visabeira SGPS, S.A. RATING DE EMITENTE Médio e Longo Prazo BB+ (BB+, com tendência estável) B

Leia mais

COMUNICADO 1S 2015. COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas)

COMUNICADO 1S 2015. COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas) COMUNICADO 1S 2015 (Contas não auditadas) 31 agosto 2015 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial, e as suas

Leia mais

Relatório Tipo Dezembro de 20XX

Relatório Tipo Dezembro de 20XX Relatório Tipo Dezembro de 20XX Alvim & Rocha Consultoria de Gestão, Lda. Tel.: 22 831 70 05; Fax: 22 833 12 34 Rua do Monte dos Burgos, 848 Email: mail@alvimrocha.com 4250-313 Porto www.alvimrocha.com

Leia mais

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, nº 17 6A, 1070-313 Lisboa Portugal Capital

Leia mais

TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 5.476.537.589 6.035.355.458

TOTAL DO CAPITAL PRÓPRIO E DO PASSIVO 5.476.537.589 6.035.355.458 DEMONSTRAÇÕES DA POSIÇÃO FINANCEIRA CONSOLIDADA A 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Montantes expressos em euros) ATIVO Notas 31 dez 2013 31 dez 2012 ATIVOS NÃO CORRENTES: Ativos fixos tangíveis 10 1.827.164.403

Leia mais

Resultados Consolidados. Exercício de 2007

Resultados Consolidados. Exercício de 2007 Resultados Consolidados Exercício de 2007 21 de Abril de 2008 Sumário Overview 2007 Highlights Resultados Consolidados Evolução por Área de Negócio 21 de Abril de 2008 2 Overview 2007 Decréscimo do crescimento

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS

RESULTADOS CONSOLIDADOS 2012 RESULTADOS CONSOLIDADOS Lisboa, 8 de Fevereiro de 2013 A presente informação anual não foi sujeita a auditoria. Processo de Recapitalização A 31 de Dezembro de 2012 foi anunciada a aprovação por parte

Leia mais

Capítulo 2 ESTABILIDADE E SUPERVISÃO DO SISTEMA FINANCEIRO

Capítulo 2 ESTABILIDADE E SUPERVISÃO DO SISTEMA FINANCEIRO Capítulo 2 ESTABILIDADE E SUPERVISÃO DO SISTEMA FINANCEIRO Capítulo 2 - Estabilidade e Supervisão do Sistema Financeiro 1. Estabilidade do Sistema Financeiro O Banco de Cabo Verde tem, de entre as suas

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DE 25 DE JUNHO DE 2013 PONTO UM DA ORDEM DO DIA

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DE 25 DE JUNHO DE 2013 PONTO UM DA ORDEM DO DIA BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509, Funchal Capital social: 1.270.000.000,00

Leia mais

BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001

BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 2 RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 ASPECTOS MAIS RELEVANTES: SIGNIFICATIVO CRESCIMENTO DA ACTIVIDADE DESIGNADAMENTE A CAPTAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais