ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA VIFIN/GEREI CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA EM RELAÇÕES COM INVESTIDORES.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA VIFIN/GEREI CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA EM RELAÇÕES COM INVESTIDORES."

Transcrição

1 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA VIFIN/GEREI CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA EM RELAÇÕES COM INVESTIDORES. 1. DO OBJETIVO: Prestação de serviço de Consultoria em Relacionamento com Investidores RI, auxiliando na adequação das atividades de RI às Instruções CVM (480 e 481), bem como às determinações e pronunciamentos do Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado (CODIM), contribuindo para a projeção de uma identidade da companhia e para a construção de uma reputação corporativa para a Instituição, minimizando os riscos de penalidades impostas por órgãos fiscalizadores. 2. DA DEFINIÇÃO DO OBJETO: O objeto pretendido para o processo licitatório é a contratação de serviços de Consultoria em Relacionamento com Investidores RI, por um período de 12 (doze) meses, prorrogáveis até o limite legal, contemplando o desenvolvimento completo do site de RI e sua manutenção; elaboração de apresentações institucionais; elaboração Fact Sheets (sumário de informações corporativas); organização de reuniões com analistas de mercado; Desenvolvimento de ferramenta de mailing list; e Teleconferências. 3. ESCOPO DOS SERVIÇOS A Contratada deverá fornecer ao BRB os seguintes produtos e serviços: Elaboração/diagramação do Relatório Anual do BRB; Elaboração ou revisão de Press Releases de Resultados Financeiros, com periodicidade trimestral; Desenvolvimento, manutenção e gestão de Website de RI; Fornecimento de um Website ou Portal de Governança, com o intuito de auxiliar na comunicação entre os órgãos estatutários do BRB (Conselho de Administração, Conselho Fiscal, Conselho Gestor, etc); Desenvolvimento de apresentações Institucionais, com periodicidade trimestral; Elaboração ou revisão de Fact sheets (sumário de informações corporativas), com periodicidade trimestral; Assessoramento para reuniões com analistas de mercado; Teleconferências, com periodicidade trimestral; Desenvolvimento de ferramenta de mailing list. Vale ressaltar que os materiais desenvolvidos pela empresa também devem ser disponibilizados em língua inglesa, quando solicitados pelo BRB. 1

2 4. ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS Os serviços estão descritos na tabela abaixo, podendo ser realizados totalmente pela empresa ou em formato de consórcio. Serviço Relatório Anual Press Releases Website* Portal de Governança Apresentações Institucionais Fact Sheets Reuniões com Analistas de Mercado Periodicidade/ Quantidade Anual (01) Trimestral (04) Diária Diária Trimestral (04) Trimestral (04) Semestral (02) Especificação Elaboração/diagramação do Relatório Anual do BRB, em consonância com o estabelecido pela Lei 6.404/76, Instruções da CVM e com o Pronunciamento de Orientação nº 13 do CODIM. Elaboração de conteúdo; Revisão ortográfica e gramatical; Elaboração de gráficos e tabelas; Diagramação; Versão em língua inglesa quando solicitado pelo Banco. Desenvolvimento de layout e ferramentas de funcionalidade de website de Relacionamento com Investidores, respeitando a identidade visual da Instituição; Manutenção e gestão do website; Atualização automática de documentos enviados ao Mercado; Inclusão e Manutenção de Informações históricas dos últimos três anos; Atendimento às Instruções 480 e 481 da CVM e aos pronunciamentos do CODIM; Versão em língua inglesa de todo o conteúdo do site de RI. Desenvolvimento de layout e ferramentas de funcionalidade de website/portal de Governança Corporativa, respeitando a identidade visual da instituição; Repositório de informações, para armazenamento de informações sobre a companhia em diversos formatos, calendários, s de alerta e possibilidade de votação à distância, com acesso remoto pela internet e protegido por senha de acesso, com definição de perfis adequados a cada membro de órgão estatutário. Elaboração de Apresentações Institucionais em PowerPoint, de acordo com as solicitações da Instituição; Diagramação; Versão em língua inglesa quando solicitado pelo BRB. Elaboração de conteúdo; Revisão ortográfica e gramatical; Diagramação; Versão em língua inglesa quando solicitado pelo BRB. Desenvolvimento de material para distribuição em reuniões com analistas de mercado. Teleconferências Trimestral Organização e coordenação de teleconferências, em 2

3 Mailing List Mensal português e em inglês, incluindo elaboração do speech (discurso), da apresentação em PowerPoint e transcrição do áudio, com apoio presencial de consultor para acompanhamento do evento. Criação e gestão de mailing list para envio automático de s pela Instituição, com opção de rejeição e descadastramento automático de s. *O Website de RI deverá ser mantido obedecendo a identidade visual do BRB, bem como a estrutura de menu deverá obedecer o seguinte mapa e conteúdo subordinado referentes ao Site de RI atual A Companhia Histórico e Perfil Corporativo Estratégia e Vantagens Competitivas Setor Bancário no Brasil Missão, Visão e Valores Conglomerado Operações (Banco Múltiplo) Premiações e Destaques Ações estratégicas Dados Cadastrais Informações Corporativas Estrutura Organizacional (organograma) Composição societária Posição Acionária Rede de Atendimento Governança Corporativa Visão Geral Administração Estatuto Social Atas de Reunião Atos e Fatos Relevantes e Comunicados Relatório de Sustentabilidade Código de Conduta/Ética Política de Divulgação Política de Gestão de Risco Política Social Empresarial Sustentabilidade Informações Financeiras Demonstrações Financeiras ano a ano Demonstrações Contábeis IFRS Informações Trimestrais Ratings Releases de Resultados Fact Sheet Documentos Entregues à CVM 3

4 Apresentações e Teleconferências Calendário de Obrigações Ações Histórico de Ações Cotações e Índices Evolução das Ações Dividendos Recompra de Ações Contato Serviços aos Investidores Relações com Investidores (criação da Gerência) Atendimento Notícias Perguntas Mais Freqüentes Central de Downloads Solicitação de Informações Cadastre-se / Mailing List Títulos Outras Informações Glossário Fatores de Risco Notas Legais Política de Privacidade Termos e Condições de Uso Fale com RI 5.1 PLATAFORMA TECNOLÓGICA ATUAL A aplicação a ser adquirida será inserida no ambiente informado a seguir e, eventualmente, efetuará algum tipo de integração com outras aplicações ali já instaladas PLATAFORMA TECNOLÓGICA CENTRALIZADA MAINFRAME UNISYS Esta plataforma é utilizada para processamento de sistemas corporativos HARDWARE BÁSICO: a) Produção: Unisys modelo Libra 690 b) Homologação / Desenvolvimento: Unisys modelo Libra 690 c) Backup: Unidade de Fita Robotizada Storagetek compatível com hardware Unisys baseado em Sistema Operacional MCP SOFTWARE BÁSICO: a) Sistema Operacional: MCP versão 54.1 ou superior. b) Gerenciador de Banco de Dados: DMSII. c) Linguagens de programação: Algol e Cobol 74 4

5 d) Ambiente de desenvolvimento: SADS. e) Linguagem de produção: WFL (Work Flow Language) f) Sistema Gerenciador de Fitoteca BLLIB (Unisys) g) Monitor de Transações mainframe: COMS h) Ferramenta de Schedule: Opcon/XPS PLATAFORMA TECNOLÓGICA ABERTA MIDRANGE Utilizada para processamento de sistemas corporativos em baixa plataforma. A estratégia definida e que o BRB vem seguindo é a utilização de ambiente virtualizado. Dessa forma, todo sistema a ser adquirido deverá ser compatível com os sistemas operacionais informados nos itens abaixo, sobre ambiente virtualizado VMWare VSphere (ESX) 4.1 ou superior HARDWARE BÁSICO a) Processadores : Dual-Core, Hexa-core e Deca-Core b) Servidores Unisys ES7000 Modelo 600 Single Core, 4 Xeon X64 (2,83Ghz) (16GB RAM); c) Servidores Unisys ES7000 Modelo One Dual Core, 4 Xeon Dual Core X64 (2,66Ghz) (16GB RAM); d) Servidores Unisys ES7000 Modelo 7600R, sistema particionável com 4 células eletricamente independentes, 16 processadores Intel Xeon X7460 Hexacore de 2.66 Ghz com 16MB de memória cache e 1066 Mhz de FSB, 256 GB de memória por célula, 3 discos internos de 146 GB 15K RPM controladora RAID em RAID 1 + hotspare. e) Servidores Unisys ES7000 Modelo 7600R G3, sistema particionável com 4 células eletricamente independentes, 16 processadores Intel Xeon E Decacore de 2.4 Ghz com 30MB de memória cache e 1066 Mhz de FSB, 128 GB de memória por célula, 3 discos internos de 300 GB 15K RPM controladora RAID em RAID 1 + hotspare SOFTWARE BÁSICO a) Sistema Operacional: Windows Datacenter 2008, MS Windows 2000, 2003 e 2008 Server, MS Windows 2000 Advanced Server; b) Software para virtualização: VMWARE vsphere 5.1; c) Gerenciadores de Banco de Dados: Oracle versão 10g, 11g ou superior e SQL Server 2000/2008 ou superior; d) Ferramenta de Mensageria: Websphere Application Server e MQ Serires 7.0 da IBM; e) Sistema de Backup baseado no padrão: CA-ArcServe 12.5; f) Sistema de proteção anti-vírus: padrão McAfee versão 5; g) Sistema Operacional de Rede: padrão 2000, 2003 Server ou superior. h) Sistema de Correio Eletrônico: MS-Exchange Server versão 2000 ou superior. i) Sistema de Intranet/Internet: MS-Internet Information Server 6.0 ou superior SOFTWARE BÁSICO PLATAFORMA SOFTWARE LIVRE a) Sistema Operacional Linux CentOS 5 e superior b) SGBD MysSQL 5.0 e superior c) Servidor de Aplicações Jboss/Tomcat PLATAFORMA TECNOLÓGICA ABERTA INTEL/AMD Servidores em Rede baseados no padrão INTEL Xeon (ou superior) mono e multiprocessados e/ou AMD Opteron mono e multiprocessados. Utilizada para processamento de demais sistemas negociais e ambientes de testes e homologação HARDWARE BÁSICO 5

6 a) Servidor DELL Power Edge 1950, 2 Xeon Dual Core X64 (1,66 Ghz) (4GB RAM), 2 Xeon Quad Core X64 (1,66 Ghz) (4 GB RAM); b) Servidor ITAUTEC Tipo 2: 2 Xeon Dual Core X64 (1,86 Ghz) (4GB RAM), 2 Xeon Quad Core X64 (1,60 Ghz) (4GB RAM); c) Servidor ITAUTEC Tipo 3: 1 Xeon Dual Core X64 (1,66 Ghz) (2GB RAM); d) Servidor ITAUTEC Tipo 4: 1 Xeon Dual Core X64 (1,66 Ghz) (2GB RAM), 1 Xeon Quad Core X64 (1,60 Ghz) (2GB RAM) SOFTWARE BÁSICO a) Sistema Operacional de Rede: padrão Windows 2000, 2003 Server ou superior; b) Sistema de proteção anti-vírus e anti-spam: padrão McAfee versão ; c) Sistema de Backup baseado no padrão: CA-ArcServe Backup12.5 ou superior; d) Sistema de Correio Eletrônico: MS-Exchange Server versão 2000 ou superior; e) Sistema de Intranet/Internet: MS-Internet Information Server 6.0 ou superior e Apache Tomcat; f) Correio: Outlook Express/Microsoft Outlook; g) Servidor de Aplicações: Websphere, Jboss; h) Ferramenta de Mensageria: Websphere Aplication Server, IBM WebSphere MQ Series versão 7 ; i) Ferramenta Scheduler: Opcon; j) Ferramenta ETL: Powercenter; k) Controle de Versões: Subversion 1.6 ou superior; l) Emulador de Terminais Unisys: Plenus e TRM; m) Gerenciador de Conteúdo: ACMS (Áton Content Management System); n) Escritório: Open Office(BR Office, Libre Office); Microsoft Office 97, SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCOS DE DADOS PARA A PLATAFORMA ABERTA: a) Oracle 11g sobre Oracle Unbreakable Linux 64 bits, 10g sobre Windows e 64bits, b) Microsoft SQL Server 2000/2008; c) MySQL 5.0 e superior PLATAFORMA TECNOLÓGICA DE STORAGE CORPORATIVO Utilizado para armazenamento e atualização de dados transacionais, negociais e backup. a) Subsistema de Discos EMC² Symmetrix Enterprise Storage modelo DMX4-950 b) Subsistema de Discos EMC² Clariion modelo CX4-120F c) Subsistema de Discos EMC² Data Domain modelo DD860 para backup ESTAÇÕES DE TRABALHO As estações de trabalho onde os softwares são operados estão configuradas conforme definido nos itens a seguir. Caso o aplicativo seja acessado pelas agências ou demais pontos de atendimento, o mesmo também deverá ser compatível com o Microsoft Terminal Services Client (MSTSC) já que grande parte dos aplicativos são instalados de maneira centralizada HARDWARE BÁSICO a) Processador Intel Pentium G850 dual (2.9 ghz) b) 2 GB de memória RAM c) LAN 100Mbits d) Vídeo Off board 256MBytes 6

7 e) Mouse ótico e teclado padrão PS/2 f) HD SATA 500GBytes g) Entrada/saída de som padrão 3,5 h) Entradas USB desativadas i) Monitores de vídeo 15 e 19 resolução mínima 1024 x SOFTWARE BÁSICO a) Sistema Operacional : Windows XP Professional SP3 ou superior b) Navegador: Microsoft Internet Explorer 8.0, Mozilla Firefox 5.0 ou superior c) Sistema de proteção anti-vírus e anti-spam: padrão McAfee versão ; d) Correio: Outlook Express/Microsoft Outlook 2000; e) Emulador de Terminais Unisys: Octus Plenus e TRM; f) Automação de Escritório: Open Office(BR Office, Libre Office); Microsoft Office 97, REQUISITOS DE ARQUITETURA TECNOLÓGICA DESEJADA Arquitetura de Infra-estrutura Apesar do ambiente do BRB ser heterogêneo e possuir diversas versões de SGBDs, Sistemas Operacionais e outras ferramentas, a aplicação deverá, obrigatoriamente, ter sua execução plena sobre um dos seguintes ambientes: Hardware a) Conforme especificado no item Plataforma Tecnológica Aberta Midrange sobre ambiente virtualizado VMWare VSphere (ESX) 4.1 ou superior b) Conforme especificado no item Plataforma Tecnológica Aberta INTEL/AMD c) Conforme especificado no item Plataforma Tecnológica de Armazenamento - Storage Corporativo Software Básico a) Sistema Operacional CentOS 6.3 ou superior (preferencial) ou Windows Server 2k8 b) Software para virtualização: VMWARE vsphere 4.1; c) Gerenciadores de Banco de Dados Oracle 11g sobre Oracle Unbreakable Linux 64 bits ou superior e SQL Server 2008 ou superior d) Ferramenta de Mensageria: MQ Series 7.0 da IBM; e) Sistema de Backup baseado no padrão: CA-ArcServe 12.5; f) Sistema de proteção anti-vírus: padrão McAfee versão 5; g) Sistema Operacional de Rede: 2003 Server ou superior. h) Sistema de Correio Eletrônico: MS-Exchange Server versão 2003 ou superior. i) Sistema de Intranet/Internet: Jboss 7 ou superior j) Sistema de proteção anti-vírus e anti-spam: padrão McAfee versão ; Estações de Trabalho As estações de trabalho onde os softwares são operados estão configuradas conforme definido no item Estações de Trabalho. Caso o aplicativo seja acessado pelas agências ou demais pontos de atendimento, o mesmo também deverá ser compatível com o 7

8 Microsoft Terminal Services Client instalados de maneira centralizada. (MSTSC) já que grande parte dos aplicativos são 5.3 REQUISITOS ADICIONAIS a) A aplicação deverá ter sido desenvolvida em JAVA versão 7. b) Todas as funcionalidades do software devem ser executadas via navegador web Internet Explorer 8 e superior e Mozilla Firefox 5 e superior, sem a necessidade de instalação de softwares na estação do usuário (como applets, plugins, drivers, etc.); c) Sistema deverá ter licença de uso para acesso ilimitado, tanto em quantidade de usuários quanto em conexões simultâneas; d) O sistema proposto não deverá necessitar de nenhum runtime, plugin ou componente pago separadamente; e) A solução deve ser escalável. Possuir compatibilidade com mecanismos de balanceamento de carga e cluster; f) A solução deverá ser compatível com a arquitetura 64 bits; g) Possuir manuais do usuário on-line, com possibilidade de impressão, e documentação técnica do software em idioma português do Brasil; h) Possuir interface gráfica em idioma português do Brasil para usuário final e para o usuário administrador; i) Permitir customizações, de forma a atender a especificidades do BRB; j) O fornecedor deverá comprovar que o sistema oferecido para o BRB já está implementado e em funcionamento em pelo menos duas empresas ou órgãos de grande porte por mais de um ano; k) Possuir funções de segurança e auditoria, com registro das operações realizadas no sistema (LOG); l) Controle para níveis de acesso (perfis) por Grupos e por Usuários com base no Active Directory (AD) da Microsoft versão 2000 e superior, possibilitando limitações/permissões. 6.1 REQUISITOS DE SEGURANÇA AUDITORIA Geração de Informações para Auditoria I - A solução deverá ser capaz de gerar uma trilha de auditoria, com pelo menos os seguintes eventos: a) Início e finalização das funções de auditoria (Requisito desejável). b) Início e finalização de login. c) Históricos de acessos. d) Eventos de negócio da solução. II - A solução deverá armazenar no mínimo as seguintes informações na trilha de auditoria: a) Data e hora do evento, tipo do evento, identidade do usuário, resultado (sucesso ou falha). b) Informações relevantes para o negócio. III - A solução deverá prover assinatura digital das trilhas de auditoria (Requisito desejável). Associação com a identidade do usuário 8

9 I - A solução deverá associar cada evento auditável com a identidade do usuário que ocasionou o evento. Revisão da auditoria I - A solução deverá prover ao administrador (ou outros usuários autorizados) a capacidade de ler todas as informações das trilhas de auditoria. II - A solução deverá apresentar a trilha de auditoria de modo que seja compreensível para o usuário. Restrição de revisão de auditoria I - A solução deverá proibir a leitura das trilhas de auditoria por usuários não autorizados explicitamente IDENTIFICAÇÃO, AUTENTICAÇÃO E AUTORIZAÇÃO Identificação I - A solução deverá prover chave de identificação única para cada usuário. II - A solução deverá prover mecanismo seguro de recuperação de senha, quando aplicável. III - A solução deverá gerar uma senha de primeiro acesso de qualidade. IV - A solução deverá permitir a identificação por certificado digital (Requisito desejável). Autenticação I - A solução deverá requerer autenticação antes de qualquer ação. II - A solução deverá ter suporte para mais de um fator de autenticação, ex: smartcart (Requisito desejável). III - A solução deverá prover mecanismos seguro de tratamento de erros de autenticação. V - A solução deverá prover canal seguro de comunicação para autenticação. VI - A solução deverá permitir a utilização de senhas de qualidade. VIII - A solução deverá prover mecanismos para mitigar ataques de força-bruta (Requisito desejável). IX - A solução deverá solicitar a troca da senha sempre no primeiro acesso do usuário. X - A solução não deverá possuir credenciais de acesso presentes em código-fonte. XI - A solução não deverá possuir credenciais de acesso em texto claro em arquivos de configuração diversos (Requisito desejável). Autorização I - A solução deverá dispor de um modelo de controle de acesso baseado em grupos. II - A solução deverá prover mecanismos de customização possibilitando a criação de perfis de acesso, por meio do relacionamento de funcionalidades com grupos (Requisito desejável) ARMAZENAMENTO DE DADOS A solução deverá prover mecanismos de criptografia de usuário e senha para conexão com base de dados (Requisito desejável). A solução deverá suportar diferentes Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados - SGDBs (Requisito desejável). A solução deverá prover mecanismos de criptografia para informações sensíveis armazenadas em banco de dados (Requisito desejável). 9

10 DESENVOLVIMENTO SEGURO A solução deverá prover análise e validação no uso de plugins, com o intuito de prevenir furos no algoritmo que possa trafegar dados não confiável. A solução não deverá permitir redirecionamento de URL ou qualquer mecanismo de redirecionamento que não seja autorizado pelo usuário da aplicação. A solução deverá prover uso de algoritmos HASH com SALT, no intuito de propiciar maior segurança, por dificultar ataque de força bruta. A solução deverá impedir ataques do tipo: SQL Injection ou OS Command Injection. A solução deverá impedir ataques do tipo: Buffer Overflow ou Interger Overflow. A solução deverá impedir ataques do tipo: XSS e CRSF. A solução deverá impedir ataques do tipo: Path Tranversal (permite o atacante acessar diretórios fora do escopo) CANAL SEGURO DE COMUNICAÇÃO A solução deverá prover suporte para canal seguro de comunicação em todas as suas funcionalidades. A solução não deverá trafegar dados sensíveis em texto claro. A solução deverá ser compatível ou prover solução de canal seguro SSL 3.0/TLS 1.0. A solução deverá ter suporte a certificados digitais com chave igual ou superior a 1024 bits CÓPIAS DE SEGURANÇA A solução deverá ser capaz de realizar cópia de segurança: 1º. das configurações básicas para seu funcionamento. 2º. das informações de negócio. A solução deverá armazenar os arquivos em banco de dados a fim de garantir confidencialidade dos dados TRATAMENTO DE ERROS E FALHAS A solução deverá prover mecanismos para tratamento de erros de forma segura. A solução deverá prover mecanismos para depuração de erros, através de: 1º. exibição de código do erro, possibilitando a rastreabilidade do erro por equipe de suporte (Requisito desejável). 2º. geração de registros (logs) para posterior detecção de erro. A solução deverá prover mecanismos de falha segura, garantindo a integridade e confidencialidade das informações CRIPTOGRAFIA As funções que implementem funções de hash/criptografia devem estar em conformidade com os algoritmos elencados no padrão NIST - FIPS (Requisito desejável). As funções que implementem assinatura digital devem estar em conformidade com os algoritmos elencados no padrão NIST - FIPS (Requisito desejável) GERENCIAMENTO DE SESSÃO A solução deverá prover token ou ID de sessão único por usuário e garantia de identificação aleatória considerável. A solução deverá desconectar o usuário autenticado após período de tempo 10

11 predeterminado. A solução deverá prover mecanismo explícito para que o usuário faça logoff. A solução baseada na web, deverá prover cookies de identificação/autenticação com atributos de segurança (Requisito desejável). A solução deverá prover mecanismo para limitar quantidade de sessões permitidas por usuário ao mesmo tempo (Requisito desejável) BANNER DE SEGURANÇA A solução deverá prover mecanismos de exibição de banner de segurança personalizado da instituição (Requisito desejável) WEBSERVICES A solução deverá ser capaz de suportar protocolo WS-Security ou equivalente, para utilização de webservices (Requisito desejável) DOCUMENTAÇÃO A solução deverá prover documentação ampla de operação e manutenção ARMAZENAMENTO DE REGISTROS DIVERSOS (LOGS) A solução deverá prover mecanismo customizável de rotacionamento de logs (Requisito desejável). A solução deverá prover mecanismos de integração com sistemas de logs de sistemas operacionais (Requisito desejável). 7. DA GARANTIA DO SERVIÇO: Durante o período de vigência, a Contratada deverá prestar serviços de manutenção, esclarecendo dúvidas e corrigindo eventuais falhas que impossibilitem o uso normal dos serviços contratados. Caso uma solução apresentada e/ou artefato, referentes a um serviço contratado, sejam alterados pelo BRB ou por sua autorização, a garantia cessará apenas para estes produtos. 8. LOCAL E ENTREGA: Os serviços deverão ser entregues para a Gerência de Relacionamento com Investidores (GEREI) na sede do Banco de Brasília S/A BRB, no endereço SBS, Quadra 01, Bloco E, Ed. Brasília, 8º andar, Brasília-DF, ou por meio eletrônico, de acordo com a demanda. 9. DO TERMO DE ACEITE: O BRB emitirá, através da Gerência de Relações com Investidores GEREI, os Termos de Recebimento Provisório e Definitivo dos Serviços. Os Termos de Recebimento dos serviços somente serão firmados após a autorização de encerramento da requisição, mediante solicitação da CONTRATADA. O BRB firmará cada um dos Termos de Recebimento em até 5 (cinco) dias úteis, após o recebimento da respectiva solicitação. Os produtos gerados serão considerados aceitos após análise minuciosa a ser realizada pela equipe técnica do BRB. 11

12 10. MODELO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS: O modelo de prestação de serviços, objeto da contratação, será por demanda, solicitado pelo demandante, detalhadas minuciosamente as atividades e executada pela CONTRATADA 10.1 Forma de Execução: Os serviços somente deverão ser executados após a expressa e obrigatória autorização do BRB. Todos os serviços deverão ser executados e documentados obedecendo aos critérios estabelecidos em metodologia a ser indicada pela Contratada e referenciada pelo BRB. O BRB disponibilizará um profissional responsável por fornecer todas as informações necessárias ao consultor da Contratada. 11. DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA: É responsabilidade da Contratada a execução dos serviços em estreita observância da legislação vigente para contratações públicas, as especificações técnicas contidas no edital e seus anexos, bem como em suas propostas técnicas e comercial, assumindo integralmente as seguintes obrigações: 11.1 Apresentar o curriculum vitae do profissional indicado para a prestação de serviços, como as respectivas comprovações de habilitação; 11.2 Entregar os scripts, programas fontes, assim como todos os componentes, materiais e produtos gerados durante a prestação dos serviços, bem como toda documentação pertinente; 11.3 Utilizar padrões definidos pelo BRB (nomenclaturas, rotinas de desenvolvimento, testes etc.); 11.4 Realizar o projeto no prazo definido, cumprindo rigorosamente com todas as programações e atividades objeto do contrato; 11.5 Transferir todo o conhecimento específico utilizado no desenvolvimento e manutenção dos sistemas produzidos na execução dos serviços para o BRB Participar com representante, credenciado a decidir em seu nome, de todas reuniões e atividades de coordenação, planejamento, acompanhamento e avalização, que venham a ser convocadas pelo BRB; 11.7 Prover o pessoal necessário para garantir a execução dos serviços, sem interrupção, seja por motivo de férias, descanso semana, licença, falta ao serviço, demissão e outros análogos, obedecidas as disposições da legislação trabalhista vigente; 11.8 Atender às solicitações de serviços de acordo com especificações técnicas, procedimentos de controle administrativos e cronogramas que venham ser estabelecidos pelo BRB; 11.9 Acatar as orientações do BRB, sujeitando-se a mais ampla e irrestrita fiscalização, prestando os esclarecimentos solicitados e atendendo às reclamações formuladas; 12

13 11.10 Registrar problemas e obstáculos identificados durante a execução dos serviços e informá-los, tempestivamente e formalmente, ao BRB; Tratar como "confidenciais" quaisquer informações, dados, processos, fórmulas ou códigos a que tenha acesso para execução do objeto, utilizando-os apenas para as finalidades previstas no termo de referência, não podendo revelá-los ou facilitar sua revelação a terceiros. O descumprimento da obrigação assumida, implicará em sanções administrativas e judiciais contra a Contratada, previstas no Contrato e, cumulativamente, na legislação pertinente; Comunicar por escrito, quando verificar condições inadequadas de execução dos serviços ou a iminência de fatos que possam prejudicar a perfeita prestação do serviço, apresentando razões justificadoras, que serão objeto de apreciação pelo BRB; Substituir, sempre que exigido pelo BRB e independente de justificativa, qualquer prestação de serviço cuja permanência ou comportamento sejam julgados prejudiciais, inconvenientes ou insatisfatórios à disciplina da repartição ou ao interesse da Administração Pública; Apresentar os documentos fiscais de cobrança em conformidade com o estabelecido no Contrato; Manter, durante toda a execução do Contrato, as condições de habilitação e qualificação exigidas para a contratação; Reparar, corrigir, remover, reconstruir ou substituir, às suas expensas, no total ou em parte, o objeto deste termo de referência em que se verificarem vícios, defeitos ou incorreções resultantes da execução do serviço; Responsabilizar-se pelos danos causados diretamente à Administração ou a terceiros, decorrentes de sua culta ou dolo na execução do Contrato, não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade à fiscalização e ao acompanhamento do BRB; Responsabilizar-se, sem qualquer espécie de solidariedade por parte do BRB, pelas obrigações de natureza fiscal, previdenciária, trabalhista, acidentária e civil, em relação ao pessoal que alocar para a prestação dos serviços objeto deste termo de referência, ainda que verificados nas dependências do BRB; Responsabilizar-se por quaisquer acidentes que venham a ser vítimas os seus empregados ou preposto quando em serviço, sobretudo aos direitos que as leis trabalhistas e previdenciárias lhes assegurarem e demais exigências legais para o exercício das atividades; Responder pelas despesas resultantes de quaisquer ações, demandas decorrentes de danos seja por culpa ou quaisquer de seus empregados e prepostos, obrigando-se, igualmente, por quaisquer responsabilidades decorrentes de ações judiciais de terceiros, que lhes venham a ser exigidas por força de Lei, ligadas ao cumprimento do Contrato; Cumprir, às suas próprias expensas, todas as cláusulas contratuais que definam suas obrigações; e Determinar a seus técnicos que sigam rigorosamente as normas de segurança estabelecidas pelo BRB. BRB BANCO DE BRASÍLIA S/A Gerência de Relacionamento com Investidores / GEREI 13

14 14

Aquisição de Solução de Gestão e Controle de Contas Privilegiadas por Cofre de Senhas com Gravação de Sessão.

Aquisição de Solução de Gestão e Controle de Contas Privilegiadas por Cofre de Senhas com Gravação de Sessão. ANEXO nº_ Termo de Referência Aquisição de Solução de Gestão e Controle de Contas Privilegiadas por Cofre de Senhas com Gravação de Sessão. Brasília, de de. Projeto Básico SUSEM/GERTI nº 001/2016 1 Sumário

Leia mais

SISTEMA PARA CONTROLE DE PASSIVO DE FUNDOS E CLUBES DE INVESTIMENTOS

SISTEMA PARA CONTROLE DE PASSIVO DE FUNDOS E CLUBES DE INVESTIMENTOS TERMO DE REFERÊNCIA SISTEMA PARA CONTROLE DE PASSIVO DE FUNDOS E CLUBES DE INVESTIMENTOS Brasília, Janeiro/2013. Projeto Básico DIRAF/SURAF/GECAP nº 2013/001 1 1 DEFINIÇÃO DO OBJETO Sistema para Controle

Leia mais

Termo de Referência. Ferramenta de Apoio ao Núcleo de Métricas de Software

Termo de Referência. Ferramenta de Apoio ao Núcleo de Métricas de Software Termo de Referência Ferramenta de Apoio ao Núcleo de Métricas de Software Brasília, julho/2013 1 TERMO DE REFERÊNCIA SUSIS/GEREN - 2013/013 Brasília, 26 de julho de 2013. Assunto: AQUISIÇÃO DE FERRAMENTA

Leia mais

REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO TECNOLÓGICA (HARDWARES E SOFTWARES) PARA MONITORAMENTO E GERENCIAMENTO DO ATENDIMENTO AO CLIENTE

REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO TECNOLÓGICA (HARDWARES E SOFTWARES) PARA MONITORAMENTO E GERENCIAMENTO DO ATENDIMENTO AO CLIENTE REGISTRO DE PREÇOS PARA FUTURA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO TECNOLÓGICA (HARDWARES E SOFTWARES) PARA MONITORAMENTO E GERENCIAMENTO DO ATENDIMENTO AO CLIENTE Dezembro/2014 Página 1 de 86 1. DEFINIÇÃO DO OBJETO

Leia mais

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC-008/2008 1 ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO 1. INFORMAÇÕES GERAIS E CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: PREGÃO PRESENCIAL Nº 001/2009 1 ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS: 1.1. FORMAÇÃO ACADÊMICA EXIGIDA PARA TODOS OS PERFIS

Leia mais

ANEXO nº 01 Termo de Referência SUPRO/GEROP - 2014/002 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO nº 01 Termo de Referência SUPRO/GEROP - 2014/002 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO nº 01 Termo de Referência SUPRO/GEROP - 2014/002 TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE INFORMÁTICA PARA AS ATIVIDADES DE OPERAÇÃO, MONITORAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO À

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Infraestrutura Básica

Infraestrutura Básica Índice Introdução Características do Mastersaf Componentes do MasterSAF Servidor de Banco de Dados (obrigatório) Estações de Trabalho (obrigatório) Servidor de Arquivos (opcional) Servidor de Aplicações

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

1.1. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS & CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

1.1. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS & CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1. Anexo III - Requisitos Técnicos e de Segurança A SOLUÇÃO deverá atender obrigatoriamente aos requisitos não funcionais e às características técnicas descritos nos itens deste anexo. Os requisitos não

Leia mais

Servidor de OpenLAB Data Store A.02.01 Lista de Preparação do Local. Objetivo do Procedimento. Responsabilidades do cliente

Servidor de OpenLAB Data Store A.02.01 Lista de Preparação do Local. Objetivo do Procedimento. Responsabilidades do cliente Servidor Lista de Preparação de OpenLAB do Data Local Store A.02.01 Objetivo do Procedimento Assegurar que a instalação do Servidor de OpenLAB Data Store pode ser concluída com sucesso por meio de preparação

Leia mais

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica.

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica. Classificação: RESOLUÇÃO Código: RP.2007.077 Data de Emissão: 01/08/2007 O DIRETOR PRESIDENTE da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia - PRODEB, no uso de suas atribuições e considerando

Leia mais

Processo Nº 25545/2014 RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS

Processo Nº 25545/2014 RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Processo Nº 25545/2014 RESPOSTAS A QUESTIONAMENTOS Brasília/DF, 18 de junho de 2014. Objeto Consultoria para desenvolvimento de metodologias e sistemáticas de inteligência para acompanhamento das famílias

Leia mais

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Softland Sistemas seguinte documento (abreviado para PAS) apresenta os padrões de serviços prestados pela Softland Sistemas Versão 1.0 06 de janeiro de 2010

Leia mais

Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira

Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira Requisitos dos postos de usuário para utilizar os aplicativos da Adquira 30/08/2007 Autor: Carlos Torrijos Martín Versão 1.10 1.- Introdução 3 2.- Requisitos Hardware dos equipamentos 4 3.- Requisitos

Leia mais

Manual de Instalação PIMSConnector em Windows

Manual de Instalação PIMSConnector em Windows Manual de Instalação PIMSConnector em Windows Julho/2015 Sumário 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Pré-requisitos instalação/implantação/utilização... 4 3. JBOSS... 6 3.1. Instalação... 6 3.2.

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES Prezado Senhor, Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Item 1.1.2 - Onde podemos encontrar os procedimentos,

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA AA 01/2014 BNDES QUESTIONAMENTO 08

CONSULTA PÚBLICA AA 01/2014 BNDES QUESTIONAMENTO 08 CONSULTA PÚBLICA AA 01/2014 BNDES QUESTIONAMENTO 08 Questionamento 08.1: 1) Considerando que o item 13.1.11. do Anexo I dispõe sobre a possibilidade de fiscalização nos serviços executados. (i) A proponente

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

Manual de Instalação PIMSConnector em Linux

Manual de Instalação PIMSConnector em Linux Manual de Instalação PIMSConnector em Linux Julho/2015 Sumário 1. Contexto de negócio (Introdução)... 3 2. Pré-requisitos instalação/implantação/utilização... 4 3. JBOSS... 6 3.1. Instalação... 6 3.2.

Leia mais

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

O Certificado Digital é um documento eletrônico que permite a identificação segura do autor de uma transação feita na Internet.

O Certificado Digital é um documento eletrônico que permite a identificação segura do autor de uma transação feita na Internet. Prezado(a) cliente, Você acaba de adquirir um Certificado Digital ICP BRASIL. O Certificado Digital é um documento eletrônico que permite a identificação segura do autor de uma transação feita na Internet.

Leia mais

Requisitos técnicos dos produtos Thema

Requisitos técnicos dos produtos Thema Requisitos técnicos dos produtos Thema 1 Sumário 2 Apresentação...3 3 Servidor de banco de dados Oracle...4 4 Servidor de aplicação Linux...4 5 Servidor de terminal service para acessos...4 6 Servidor

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS 1.1. PERFIL DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA: 1.1.1.DESCRIÇÃO DO PERFIL: O profissional desempenhará

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907 Uma ferramenta de inventario que automatiza o cadastro de ativos informáticos em detalhe e reporta qualquer troca de hardware ou software mediante a geração de alarmes. Beneficios Informação atualizada

Leia mais

Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis

Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis 1. Pré-requisitos para Servidores - até 2 licenças: 1.1 Plano Básico: Processador: 3.0 GHz ou superior. Recomenda-se 3.2 GHz Dual-Core.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DO LICENCIAMENTO ATLASSIAN JIRA Outubro de 2013 1 1 OBJETO Prestação de Serviço de Manutenção da licença

Leia mais

OBJETIVOS DA APRESENTAÇÃO

OBJETIVOS DA APRESENTAÇÃO Institucional OBJETIVOS DA APRESENTAÇÃO Apresentar as vantagens de se trabalhar com Thin Clients Apresentar como funciona a tecnologia Server Based Computing, Virtualização de Desktop e Aplicativos EVOLUÇÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS ERRATA E REABERTURA PROCESSO LICITATÓRIO N 097/2011 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL RP N 061/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE SISTEMA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS CENTRALIZADOS (STORAGE) E DE SISTEMA DE CÓPIA DE SEGURANÇA

Leia mais

DF-e MANAGER 2.6 Pré-requisito de Instalação Novembro de 2015

DF-e MANAGER 2.6 Pré-requisito de Instalação Novembro de 2015 DF-e MANAGER 2.6 Pré-requisito de Instalação Novembro de 2015 Copyright 2015 Synchro Solução Fiscal Brasil 1 1. Introdução Este documento tem como objetivo citar os requisitos de software e hardware para

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. Ata de Registro de Preços para Subscrição de Software Sistema Operacional da Plataforma Linux.

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. Ata de Registro de Preços para Subscrição de Software Sistema Operacional da Plataforma Linux. ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Ata de Registro de Preços para Subscrição de Software Sistema Operacional da Plataforma Linux. DIT/GIS TR ARP Licenças de Software Sistema Operacional Linux.doc 1/ 6 TERMO DE

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Solução Tecnológica para a gestão da Carteira de Crédito Imobiliário

Solução Tecnológica para a gestão da Carteira de Crédito Imobiliário Termo de Referência Solução Tecnológica para a gestão da Carteira de Crédito Imobiliário Brasília, abril/2013 1 de 48 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO DO OBJETO...4 2. DETALHAMENTO DO OBJETO...4 3. FUNDAMENTAÇÃO DA

Leia mais

Ajuda da pesquisa acerca da Governança de TI da Administração Pública Federal

Ajuda da pesquisa acerca da Governança de TI da Administração Pública Federal Ajuda da pesquisa acerca da Governança de TI da Administração Pública Federal 1. Há planejamento institucional em vigor? Deverá ser respondido SIM caso o Órgão/Entidade possua um planejamento estratégico

Leia mais

Ferramentas desenvolvidas internamente não atendem às necessidades de crescimento, pois precisam estar sendo permanentemente aperfeiçoadas;

Ferramentas desenvolvidas internamente não atendem às necessidades de crescimento, pois precisam estar sendo permanentemente aperfeiçoadas; APRESENTAÇÃO O Myself é um sistema de gerenciamento de conteúdo para websites desenvolvido pela Genial Box Propaganda. Seu grande diferencial é permitir que o conteúdo de seu website possa ser modificado

Leia mais

TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web

TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web Página 01 TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web Página 02 Plataforma O TOPLAB foi projetado para funcionar na web, nasceu 'respirando

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA)

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) Código do Serviço: 3005001 Nome do Serviço: Data de Publicação: 30/04/2013 Entrada em Vigor: SAN AUTENTICAÇÃO 01/06/2013 Versão: 1.0000 Status: Publicado

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 2011 1 1. APRESENTAÇÃO No momento de sua concepção não haviam informações detalhadas e organizadas sobre os serviços de Tecnologia da

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Este documento tem por objetivo definir a Política de Privacidade da Bricon Security & IT Solutions, para regular a obtenção, o uso e a revelação das informações pessoais dos usuários

Leia mais

ANEXO IV CRITÉRIOS DE JULGAMENTO. O julgamento da presente licitação levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos:

ANEXO IV CRITÉRIOS DE JULGAMENTO. O julgamento da presente licitação levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos: 1 - PONTUAÇÃO TÉCNICA ANEXO IV CRITÉRIOS DE JULGAMENTO O julgamento da presente licitação levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos: FATORES DE PONTUAÇÃO PESO Desempenho

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR

TERMO DE REFERÊNCIA - TR TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 014/2009 ANEXO II 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico assistido ao PRODERJ, sob demanda, para o desenvolvimento e implantação de soluções

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI)

CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº xx, de XX de XXXXXXX de 2011.

Leia mais

Termos de Serviço Hospedagem de sites e Revenda

Termos de Serviço Hospedagem de sites e Revenda Termos de Serviço Hospedagem de sites e Revenda CONTRATADA: Estado Virtual, sociedade com razão social Estado Virtual Soluções Corporativas Ltda e sede em SRTVS Quadra 701 Bloco O Sala 676 Ed. Multi Empresarial

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Portal de Fornecedores Não-Revenda

Portal de Fornecedores Não-Revenda Portal de Fornecedores Não-Revenda Introdução ao Portal e Requisitos Técnicos Consulte nesta orientação os processos iniciais para cadastro e acesso ao Portal de Fornecedores Não Revenda assim como os

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na contratação de empresa para realizar pesquisas do perfil do turista do evento Natal Luz

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

Processo de declaração de conformidade de software PEM

Processo de declaração de conformidade de software PEM Processo de declaração de conformidade de software PEM Dezembro, 2012 Versão 1,0 Os direitos de autor deste trabalho pertencem à SPMS e a informação nele contida é confidencial. Este trabalho não pode

Leia mais

SIORP Sistema de Informação de Órgão Publico 2012

SIORP Sistema de Informação de Órgão Publico 2012 Portfólio 2012. O que é? SIORP Sistema de Informação de Órgão Público é um sistema cujo elemento principal é a informação. Seu objetivo é armazenar, tratar e fornecer informações de tal modo a apoiar as

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

DAS CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS

DAS CARACTERÍSTICAS MÍNIMAS TERMO DE REFERÊNCIA DO OBJETO Contratação de empresa especializada para elaboração de projeto, fornecimento de materiais e instalação de Circuito Fechado de TV (CFTV) para o Museu da Língua Portuguesa.

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-server Versão: 4.5 Versão do Doc.: 1.0 Autor: César Dehmer Trevisol Data: 13/12/2010 Aplica-se à: Clientes e Revendas Alterado por: Release Note: Detalhamento de Alteração

Leia mais

Portal Petronect. Objetivo. Requisitos Mínimos - Hardware

Portal Petronect. Objetivo. Requisitos Mínimos - Hardware Requisitos Mínimos Objetivo Este documento tem como objetivo disponibilizar informações ao fornecedor de modo a auxiliar a utilização do Portal Petronect, tornando a Navegação mais rápida e eficiente Requisitos

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.20.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

ANEXO I PROJETO BÁSICO

ANEXO I PROJETO BÁSICO ANEXO I PROJETO BÁSICO APRESENTAÇÃO O Conselho Regional de Nutricionistas 3ª Região congrega em sua jurisdição os Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, com sede a Av. Brigadeiro Faria Lima Lima, 1.461,

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 5 Portabilidade para Servidor de Aplicação... 6 Portabilidade

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Grupo PETRA S.A. Departamento de Tecnologia da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Início da Vigência: 01/Maio/2010 Propriedade do Grupo PETRA S.A. 1. INTRODUÇÃO Este documento foi elaborado

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

Manual Técnico Instalação do Sistema Vixen Ponto de Venda Point Of Sale

Manual Técnico Instalação do Sistema Vixen Ponto de Venda Point Of Sale Manual Técnico Instalação do Sistema Vixen Ponto de Venda Point Of Sale www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido,

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Setembro 2008 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

Requisitos Mínimos para Navegar no Portal Progredir

Requisitos Mínimos para Navegar no Portal Progredir Requisitos Mínimos para Navegar no Portal MT-411-00001-4 Última Atualização : 04/07/2013 Requisitos Mínimos para Navegar no Portal Objetivo: Este documento tem como objetivo disponibilizar informações

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS:

ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: ANEXO II PERFIL DOS ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1 FORMAÇÃO, CONHECIMENTOS E HABILIDADES EXIGIDOS E DESEJÁVEIS: 1.1 CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO MULTIPLATAFORMA DO BRB:

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

FLEXPAG - Política de Privacidade

FLEXPAG - Política de Privacidade FLEXPAG - Política de Privacidade A infocusweb/flexpag tem um compromisso com o respeito à sua privacidade. Política de Privacidade Nós reconhecemos que ao optar por nos informar alguns de seus dados pessoais,

Leia mais

EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER

EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER EMULADOR 3270 VIA WEB BROWSER Host On-Demand - HOD Versão 6.0 Fev/2002 Suporte Técnico: Central de Atendimento SERPRO CAS 0800-782323 Gilson.Pereira@serpro.gov.br Marcio.Nunes@serpro.gov.br O que é o serviço

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

EMULAÇÃO 3270 VIA WEB BROWSER

EMULAÇÃO 3270 VIA WEB BROWSER EMULAÇÃO 3270 VIA WEB BROWSER https://acesso.serpro.gov.br Jose.gomes@serpro.gov.br Divisão de Suporte Tecnológico SERPRO - Regional Brasília 0xx61-411 9007 Emulação 3270 via Web Browser O serviço de Emulação

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas;

ATA DE REUNIÃO. 1) Recebimento de eventuais questionamentos e/ou solicitações de esclarecimentos Até 18/02/2009 às 18:00 horas; ATA DE REUNIÃO CONSULTA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO WEB-EDI Troca Eletrônica de Dados. Local Dataprev Rua Cosme Velho nº 06 Cosme Velho Rio de Janeiro / RJ. Data: 06/03/2009 10:30 horas. Consolidação

Leia mais

Ponto Secullum 4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FUNCIONALIDADES FICHA TÉCNICA. Ficha Técnica

Ponto Secullum 4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FUNCIONALIDADES FICHA TÉCNICA. Ficha Técnica ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Ponto Secullum 4 Sistema Operacional: compatível com Windows 98 ou superior Banco de Dados: Access, SQL Server ou Oracle; Computador Requerido: Processador com 500Mhz, Memória Ram

Leia mais

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br DIGIMAN MANDADO JUDICIAL ELETRÔNICO Arquitetura WTB Tecnologia 2009 www.wtb.com.br Arquitetura de Software O sistema DIGIMAN é implementado em três camadas (apresentação, regras de negócio e armazém de

Leia mais

SOLUÇÃO INTEGRADA DE SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL

SOLUÇÃO INTEGRADA DE SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL ANEXO I Termo de Referência SOLUÇÃO INTEGRADA DE SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL TERMO DE REFERÊNCIA SUANE/CESER E SUSEG/GELIC - 2012/001 1 1. DEFINIÇÃO DO OBJETO 1.1 Produtos: 1.1.1 Fornecimento de solução

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003. Professor Claudio Damasceno

Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003. Professor Claudio Damasceno Administração de Sistemas Operacionais Windows Server 2003 Professor Claudio Damasceno Conteúdo Programático Introdução Hardware x Sistema Operacional Instalação do Windows Server 2003 Administração de

Leia mais

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica 1. Arquitetura da Aplicação 1.1. O Banco Postal utiliza uma arquitetura cliente/servidor WEB em n camadas: 1.1.1. Camada de Apresentação estações de atendimento, nas

Leia mais

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web AÇÕES IMPORTANTES Ao tentar acessar o Cadastro Web por meio da certificação digital, é fundamental realizar

Leia mais

Declaração do Escopo do Projeto. SysTrack

Declaração do Escopo do Projeto. SysTrack Declaração do Escopo do Projeto SysTrack Nome do Projeto: SysTrack Versão do Documento: 1.0 Elaborado por: André Ricardo, André Luiz, Daniel Augusto, Diogo Henrique, João Ricardo e Roberto Depollo. Revisado

Leia mais

1. P03 Dispositivos de Acesso. Configuração Mínima de Softwares para Estações de Trabalho P03.001

1. P03 Dispositivos de Acesso. Configuração Mínima de Softwares para Estações de Trabalho P03.001 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P03.001 Revisão v. 2014 2. PUBLICAÇÃO Órgão IplanRio Diretoria DOP Diretoria de Operações Setor GSA - Gerência de Suporte e Atendimento 1 de 6 epingrio@iplanrio.rio.rj.gov.br

Leia mais

PROJETO BÁSICO CALL CENTER

PROJETO BÁSICO CALL CENTER PROJETO BÁSICO CALL CENTER 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na descrição dos serviços que serão prestados por empresa especializada em serviços de Call

Leia mais

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO 1. LICENCIAMENTO 1.1. Todos os componentes da solução devem estar licenciados em nome da CONTRATANTE pelo período de 36 (trinta e seis) meses; 1.2. A solução deve prover suporte técnico 8 (oito) horas

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 SERVIÇOS BÁSICOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) ABRIL/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC jdbc_response série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3

Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3 Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3 Última Atualização 26/05/2015 Portal Petronect Objetivo: Este documento tem como objetivo disponibilizar informações ao fornecedor de modo a auxiliar

Leia mais

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 Aos Custodiantes de Valores Mobiliários ( custodiantes ) Assunto: Adaptação à Instrução CVM Nº 542/2013 Prezados Senhores, 1. Nos termos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

www.cingo.com.br www.cingo.com.br

www.cingo.com.br www.cingo.com.br www.cingo.com.br Cingo Release 2.6 Release 2.6 Cingo Release 2.6 Com o objetivo de tornar a experiência de navegação e a dinâmica de gestão muito mais natural e objetiva, o Cingo CODES trás uma nova experiência

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

A R P O BPMN++ MODELER KLUG PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE. Verificar requisitos para instalação. Testar instalação do software

A R P O BPMN++ MODELER KLUG PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE. Verificar requisitos para instalação. Testar instalação do software A R P O KLUG BPMN++ MODELER PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE Verificar requisitos para instalação Iniciar procedimento de instalação Executar procedimento de instalação Efetuar primeiro

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA Referência: CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 - BNDES Data: / / Licitante: CNPJ:

Leia mais