UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Por: Estela Maria Morais dos Santos Orientador: Luiz Cláudio Lopes Alves - D.Se Rio de Janeiro 2009

2 2 UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES OBJETIVOS: Esta publicação tem como objetivo o enfoque na excelência do administrador de Recursos Humanos em recrutar e selecionar candidatos com competência. ESTELA MARIA MORAIS DOS SANTOS

3 3 AGRADECIMENTOS Agradeço a Deus e a minha família pelo incentivo.

4 4 DEDICATÓRIA Dedico a minha filha pelo apoio e compreensão quando não pude dar atenção nas suas atividades escolares.

5 RESUMO 5 O processo de recrutamento e seleção visa atrair candidatos que possuam requisitos mínimos do cargo a ser preenchido. Este trabalho é de extrema importância para o sucesso das organizações visando aprimorar através de técnicas utilizadas e ferramentas, qualidade no trabalho do RH. É essencial um bom trabalho do administrador de Recursos Humanos, motivando seus funcionários e atuando de maneira eficaz, sendo flexível as mudanças considerando o mercado de trabalho bastante competitivo, direcionando o candidato no lugar certo de acordo com seu perfil tendo uma boa equipe de trabalho com resultados satisfatórios atendendo assim a finalidade da empresa. Portanto o Processo de Recrutamento e Seleção é considerado ferramenta de extrema importância dentro das empresas para o seu crescimento. É importante ressaltar que para facilitar o processo de recrutamento na empresa, precisamos estar com a descrição dos cargos definidos para que o recrutador saiba por quem está procurando. Com isto utilizamos vários recursos como diversos tipos de formulário, testes, além de uma ativa participação do administrador de Recursos Humanos, havendo uma interação do mesmo, fazendo assim dos funcionários do Setor de Recursos Humanos de uma importância atuação para o sucesso, através de motivação e trabalho em equipes. Estes funcionários devem ter uma preocupação com a propagação da tecnologia como parte do RH, com isto devem adquirir tecnologia própria em determinadas áreas, treinamento dos supervisores, transformando as próprias chefias em divulgadores de treinamento. Devem estar dispostos a assumir erros e acertos, aproveitando os mesmos como oportunidades para adquirir qualidade. Desta forma a organização deverá através métodos e trabalhos de equipes direcionar a melhor forma para conduzir entrevista e recrutar

6 6 funcionários que tenham o perfil conforme discriminação dos cargos, para que assim finalmente através do recrutamento possa passar por um processo de seleção adequando o candidato certo no lugar certo atuando de acordo com suas aptidões e atingindo o objetivo da empresa.

7 7 METODOLOGIA A metodologia utilizada para preparar essa monografia foi feita através de pesquisa bibliográfica, obtida através de livros, artigos e visita ao site da internet

8 8 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 9 CAPÍTULO I PROCESSOS DE RECRUTAMENTO 11 CAPÍTULO II PROCESSO DE SELEÇÃO 19 CAPÍTULO III A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL DO RH 26 CONCLUSÃO 32 BIBLIOGRAFIA 34

9 9 INTRODUÇÃO Esta monografia tem como objetivo apresentar o tema de Processo de Recrutamento e Seleção dentro de uma organização usando técnica, procedimentos e ferramentas para chegar ao objetivo principal, que é o sucesso das organizações através do recrutamento e seleção de profissional com perfil adequado a vaga. Mostra também a importância de um profissional de recursos Humano responsável pelo Recrutamento e Seleção capaz de executar tal tarefa com competência, habilidade e diversificação, dentro deste processo muito importante para o sucesso da Organização. No conceito de recrutamento, apresenta os diferentes tipos de recrutamento com as suas vantagens e desvantagens, sempre levando em conta o papel do administrador em informar aos candidatos o perfil exigido para ocupar o cargo, O administrador é responsável pela busca de uma quantidade que atenda ao objetivo final. Após o recrutamento se faz a seleção através de vários instrumentos de análise que tem como finalidade escolher um candidato que se encaixe no perfil da vaga oferecido.

10 10 O responsável pelo Processo de Recrutamento e Seleção deve apresentar um profundo conhecimento na área onde necessita ser preenchida, baseado neste conhecimento faz-se testes específicos, como simulação de situação, etc.. No que diz respeito a entrevista, o entrevistador elabora perguntas voltadas para a área em questão, conduzindo assim em uma melhor seleção, extraindo o que é mais importante para atender a descrição do cargo solicitado,conforme o perfil do candidato avaliado, Cada vez mais as Empresas inovam em Recursos Humanos, exigindo do setor de Recursos Humanos uma melhor performance no que diz respeito a estratégia e a excelência, devido a grande competitividade para atingir resultados de qualidade em relação ao mercado. Por isso esta monografia enfoca na excelência do administrador de Recursos Humanos em recrutar e selecionar os candidatos com competência.

11 CAPÍTULO I 11 OS PROCESSOS DE RECRUTAMENTO O processo de recrutamento e seleção é considerado ferramentas importantes dentro das organizações, cabendo ao administrador de recursos humanos o papel importante de esclarecer aos profissionais de Rh responsável pelo recrutamento, o perfil do candidato oferecendo subsídio para o processo de seleção. O processo de recrutamento e seleção é uma rotina no preenchimento de vagas que deve ser bem conduzido pelo profissional do Rh. No entanto se mal conduzido reflete negativamente. Precisamos ressaltar a grande importância do departamento de Recursos Humanos dentro das Organizações, gerenciando admissão, benefícios, motivação. Salários, entre outros e demissão. Sob esse ponto de vista, é necessário que existam profissionais qualificados e experientes para atuar nestas áreas. Caso a organização queira passar por mudanças e renovação deverá atrair pessoas com tal perfil devido a constante competição que estão sujeitas. A busca se dá no mercado de trabalho através de várias ferramentas, Para que se possa facilitar essa busca, as organizações precisam ter definidos a descrição de cargos, para que o recrutador saiba o que está procurando. Utilizando diversos tipos de formulários para candidatura, solicitação de empregos e variados tipos de currículos.é um setor de extrema importância, pois é onde tudo começa: a busca pelo novo colaborador que irá contribuir para o crescimento e desenvolvimento da organização.

12 12 No processo de recrutamento as pessoas estão empenhadas em um continuo processo de atrair uns aos outros. O recrutamento é o processo de atrair ao emprego candidatos com as características e habilidades adequadas para preencher as vagas abertas (DUBRIN, 1998, p.151). O recrutamento visa selecionar candidatos altamente qualificados para ocupar cargos dentro de uma organização, tendo como finalidade atrair um número satisfatório, e adequado à organização. Esse recrutamento se faz através de várias técnicas de divulgação externa e ou interna. O recrutamento é feito a partir das necessidades presentes e futuras de recursos humanos da organização (CHIAVENATO, 2000). É uma atividade que tem por objetivo imediato atrair candidatos, dentre os quais serão selecionados os futuros participantes da organização (CHIAVENATO,2000). O recrutamento requer um cuidadoso planejamento, que constitui uma seqüência de três fases: pesquisa interna das necessidades, pesquisa externado mercado e definição das técnicas de recrutamento a utilizar (CHIAVENATO, 2000). A função do recrutamento é de suprir a seleção de recursos humanos para seu funcionamento. O recrutamento constitui no elo de ligação entre a organização e o mercado de trabalho.

13 13 Recrutamento é um conjunto de técnicas procedimentos que visa atrair candidatos potencialmente qualificados e capazes de ocupar em procurar empregados para a organização a fim de preencher vagas em vários departamentos do setor (CHIAVENATO, 2002,,p 195) Segundo Chiavenato (2002) a função do recrutamento é a de suprir a seleção de candidatos qualificados para o funcionamento da organização, atraindo candidatos no mercado de Recursos Humanos para abastecer seu processo seletivo, O Recrutamento pode ser dividido em três formas, segundo CHIAVENATO(1995) :recrutamento interno, recrutamento externo e recrutamento misto. 1.1 Recrutamento interno. É a possibilidade de crescimento dos funcionários dentro da organização. O recrutamento interno é o preenchimento das vagas por meio de promoção ou transferência de funcionários da organização; É a valorização dos recursos humanos internos (PONTES, 1996,P 78) É a melhor forma de motivar os empregados de uma organização porque propicia a promoção de função na própria organização. As organizações que utilizam esse método de recrutamento só admitem empregados para começar nas funções iniciais com a possibilidade de serem promovidos futuramente. O preenchimento da vagas que surgem se dá através do remanejamento do empregado por meio de promoção (remanejamento vertical) ou transferência (remanejamento horizontal) ou transferência com promoção (remanejamento diagonal)

14 14 No recrutamento interno ocorre: Promoção de pessoal; Transferência de pessoal; Transferência com promoção de pessoal; Programa de desenvolvimento de pessoal; Planos de carreiras de pessoal.. Em resumo, recrutamento interno é um processamento (ou transformação) de recursos humanos (CHIAVENATO, 1995). É preciso que haja um bom sistema de avaliação de qualificação e do potencial das pessoas para promover essa pessoa até o seu nível de competência. Exige uma intensa coordenação e integração do órgão de recrutamento com toda organização, para saber o desempenho do candidato no cargo atual e uma possível promoção no plano de carreiras da organização. O recrutamento interno se aplicado eficazmente oferece algumas vantagens e também desvantagens. 1.1,1 Vantagens do recrutamento interno: Maior rapidez e menores custos de recrutamento e seleção e treinamento do pessoal; Conhecimento do desempenho anterior do funcionário; Estimula-se a preparação para promoção surgindo um clima sadio de progresso profissional;

15 15 Aumento da motivação dos funcionários para uma boa performance; Desenvolvimento de uma competição sadia entre os funcionários. Cria a valorização do potencial humano da organização, incentivando a fidelidade dos funcionários à empresa Desvantagens do recrutamento interno Quando efetuado continuamente, pode levar os empregados a uma progressiva limitação às políticas e diretrizes da organização, ou seja, os empregados convivendo apenas com os problemas e com situações de sua organização, adaptam-se a eles e perdem a criatividade e atitude de inovações. A empresa pode importar soluções de outras organizações, mas terá que adapta-la para os padrões de sua cultura organizacional (CHIAVENATO,2002).. Causa conflito de interesse, ressentimento dos funcionários não promovidos. Pode bloquear a entrada de novas idéias, experiências e expectativas. Redução da criatividade e inovação do trabalho se a organização não oferecer oportunidades de crescimento, levando os funcionários procurar oportunidades fora da organização. 1.2 Recrutamento externo. O recrutamento externo funciona com candidatos vindo de fora, Havendo uma vaga, a organização procura preenche-la com pessoas estranhas, ou seja, com candidatos externos atraídos pelas técnicas de recrutamento (CHIAVENATO, 2000, p 212)

16 16 A empresa busca candidato disponível no mercado de trabalho..através de fontes de recrutamento externo. Técnicas de recrutamento são métodos que a organização aborda ou divulga a existência de uma oportunidade de trabalho na organização. A agência de recrutamento é uma organização especializada em recrutamento de pessoal que visam atender pequenas e nédias empresas. Seu custo é muito elevado, porem sejam recompensados pelos fatores de tempo e rendimento.(chiavenato,2000) As técnicas de recrutamento externo se fazem através de meios de comunicações como por exemplos:: Agências de recrutamento; Anúncios em jornais, revistas, etc; Cartazes ou anúncios na portaria da empresa; Contatos com sindicatos ou associações de classe; Apresentação de candidatos por parte dos funcionários da empresa; Arquivo de candidatos que se apresentaram em outros recrutamentos e foram escolhidos; Contatos com universidades, escolas, centro de integração empresa escola, etc Vantagens do recrutamento externo

17 17 Aumento do nível de conhecimento e habilidades não disponível na organização; Criação de novas idéias de melhoramentos. Redução de custos de desenvolvimento de pessoal; Candidatos recrutados já altamente qualificados; Enriquecimentos e renovação dos recursos humanos da organização; Inovação das equipes de trabalho Desvantagens do recrutamento externo. Custos mais caros, devido as despesas imediatas com anúncios, despesas operacionais, encargos sociais, etc ; Mais demorado que o recrutamento interno; Menos seguro que o recrutamento interno, devido ser o candidato externo desconhecido; Gera frustração do pessoal interno,afetando negativamente a motivação dos funcionários; Exige esquemas de socialização organizacional para os novos funcionários. 1.3 Recrutamento misto Uma empresa não faz apenas um recrutamento interno ou externo, ambos se complementam surgindo o Recrutamento Misto, pois ao se fazer um recrutamento interno, o individuo é deslocado para a vaga precisando ser substituído em sua posição atual.

18 18 Em virtude das vantagens e desvantagens do recrutamento interno e recrutamento externo, a solução tem sido o recrutamento misto, ou seja, aquele que aborde tanto fontes internas como fontes externas de recursos humanos. sistemas: O recrutamento misto pode ser adotado em três alternativas de a) Inicialmente, recrutamento externo seguido de recrutamento interno. Não encontrando candidatos externos à altura, lança mão de seu próprio pessoal, não considerando de inicio, os critérios acerca das qualificações necessárias; b) Inicialmente recrutamento interno, seguido de recrutamento externo. Primeiramente a empresa dá prioridade a seus empregados no preenchimento da vaga existente. Não havendo candidatos à altura, parte-se para o recrutamento externo. c) Recrutamento externo e recrutamento interno, concomitantemente. A empresa está mais preocupada com o preenchimento da vaga existente, uma boa política de pessoal dá preferência aos candidatos internos sobre os externos, criando condições de sadia competição profissional.

19 CAPÍTULO II 19 PROCESSO DE SELEÇÃO Segundo Chiavenato (1999) o recrutamento de pessoas é uma atividade de atração de candidatos, divulgação e de comunicação de vagas, e, portanto, é uma atividade tipicamente positiva e convidativa; a seleção é, ao contrário, uma atividade de escolha de pessoas, de classificação e de decisão, e, portanto restrita e abstrativa. Assim da mesma forma que o objetivo do recrutamento é abastecer o processo seletivo; o objetivo da seleção é escolher e classificar os candidatos mais adequados às necessidades do cargo e da organização. Segundo Chiavenato (1983) a Seleção de Recursos Humanos pode ser definida singelamente como a escolha do homem certo para o cargo certo, ou, mais amplamente entre os candidatos recrutados aqueles mais adequados aos cargos existentes da organização visando manter ou aumentar a eficiência e o desempenho no quadro de pessoal. Assim sendo a Seleção de pessoal deve solucionar dois problemas básicos: a) Adequação do homem ao cargo; b) Eficiência do homem ao cargo; Sendo assim, Todo critério de seleção de pessoal fundamenta-se em dados e informações a respeito do cargo a ser preenchido. As exigências de seleção baseiam-se nas especificações do cargo cuja finalidade é dar maior objetividade e precisão a seleção de Pessoal para um determinado Cargo.

20 20 A seleção é importante, pois, as pessoas possuem diferenças individuais e uma variedade humana enorme. As diferenças individuais entre pessoas tanto no plano físico como no psicológico levam as pessoas a terem comportamento, reações e desempenhos diferentes, daí então o verdadeiro sentido de ser fazer seleção, pois, se todos fossem iguais seria desnecessário o processo de seleção ( CHIAVENATO, 1999, p. 107). Podemos dizer que a seleção é a escolha dos recrutados, ou seja, é o momento de decisão A base para seleção está na comparação e na escolha, devendo apoiar-se em padrões ou critérios para alcançar uma validade. O padrão é a característica do cargo a ser preenchido, onde o ponto de partida é a colheita de dados sobre o cargo. Assim para selecionar adequadamente deve-se adotar critérios. (Gestão de Pessoas, Gil, 2001). É necessário conhecer a política de seleção da organização e dos cargos que deseja preencher. Cabe ao profissional de seleção identificar essas políticas no caso de existir e proceder a descrição dos cargos a serem preenchidos. Todo processo de seleção é único e deve ser entendido como uma ferramenta de marketing interno e externo que a organização pode utilizar a seu favor, dependendo de como é realizado. Ele não termina com a contratação do candidato, pois o mesmo precisa ser apresentado, integrado e acompanhado nos primeiros dias ou meses na empresa. O objetivo desse acompanhamento é de se evitar o desligamento. Caso ocorra, é fundamental que seja avaliado os motivos do fracasso, antes de começar novamente outro processo de seleção. Contudo o processo de seleção é de suma importância da administração, que tem como principal função: planejar as necessidades de

21 21 pessoal, recrutar, selecionar, treinar e desenvolver empregados capacitados e recompensando-os pelo desempenho. È isso que deseja e tenta conseguir a área de Recrutamento e Seleção das organizações. A equipe de seleção precisa estar alinhada ao negócio da empresa, isto é, os selecionadores devem entender que a contratação de cada profissional corresponderá ao atendimento da necessidade da organização. Deve-se demonstrar comprometimento com a qualidade dos profissionais selecionados e não apenas com a quantidade. A empresa procura profissionais dinâmicos, comprometidos e, principalmente, atualizados com as novas tecnologias do mercado e que estejam em busca de desafios e oportunidades de crescimento. Dentre as fases de seleção, encontram-se: Entrevista com o profissional de RH. Em todos os casos são avaliadas as competências, as experiências e a aderência ao perfil desejado. Realização de dinâmicas de grupo com participação dos gestores e a aplicação de exercícios situacionais que se torna um complemento fundamental para avaliação das competências em situações próximas à realidade que o candidato encontrará no ambiente organizacional. Análise das referências de mercado. Realização de testes técnicos e também comportamentais, que serve para avaliação das exigências técnicas do perfil. Entrevistas técnicas com gestor, onde é feita uma avaliação da experiência e do conhecimento técnico que o profissional traz consigo.

22 22 Convém que especifique a descrição dos cargos a serem preenchidos.. Com essas informações pode - se identificar as atribuições requeridas para o desempenho no cargo que pretende selecionar os candidatos. Devendo o responsável pela processo de seleção responder perguntas como: a) Que conhecimento a pessoa deve ter? b) Que experiência é necessária? c) Que aptidões são necessárias? d) Quais as características pessoais são necessárias? e) Quais as circunstâncias pessoais que devem ser consideradas? Baseado na descrição dos cargos, o selecionador define o perfil do candidato adequado para preenchê-lo. 2.1 Método de Seleção Análise dos Currículos É a primeira fase do processo de seleção, e visa fazer uma préavaliação dos candidatos. Após fazer a pré-seleção, os currículos são analisados cuidadosamente para depois passar para a fase sequinte de seleção, onde serão medidos os conhecimentos, habilidades e atitudes de cada um Testes Escritos

23 23 Avalia o conhecimento geral do candidato para a vaga a ser preenchida, mas não avalia a competência para o perfil do cargo Testes Práticos São os mais indicados para avaliar as habilidades dos candidatos. Estes testes devem ser preparados e acompanhados pelo requisitante que tenha qualificação para o mesmo Testes Psicológicos Os testes psicológicos são uma importante ferramenta para os psicólogos hoje seja atuando na área de recursos humanos, na área clínica, na área escolar, ou outra área onde possam estar inseridos. Diferentes testes permitem uma investigação normatizada de traços de personalidade, inteligência, atenção e comportamentos em geral, o que possibilita a comparação de seus resultados entre os indivíduos. No entanto, certos cuidados devem ser tomados quando da utilização dos testes na seleção. Antes de tudo, deve-se escolher um teste adequado para o processo. O que o teste para a seleção deve tentar descobrir são as características necessárias para a boa execução das tarefas da vaga. Não devem ser usados os testes que não são aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia, por vários motivos, como falta de fundamentação teórica, estudos de precisão e validade, e de estudos de adaptação para o Brasil. O psicólogo deve estudar e conhecer bem o contexto de aplicação do teste, tanto para aplicar, quanto para corrigir e interpretar. Além disso, somente

24 24 estes profissionais podem aplicar os testes psicológicos, devido a esta necessidade de estudo e entendimento de seus mecanismos. Aliás, em uma época em que o papel do psicólogo na área de recursos humanos é muito discutido, é bom lembrar que esta é uma das contribuições que este profissional traz para a área, apesar de definitivamente não ser a única. O psicólogo organizacional nunca deve utilizar somente testes neste processo, já que eles revelam só algumas facetas do indivíduo, mas eles são muito relevantes como fonte complementar de informação Entrevista A entrevista é, de longe. o procedimento mais amplamente usado no processo de seleção, pois o contato pessoal é uma das melhores formas de se extrair conclusões da pessoa que irá inserir no processo de trabalho da empresa (DESSLER, 1998) É uma das etapas mais importantes do processo de seleção, tem por finalidade adquirir informações profissionais e pessoais. Nesta etapa verifica se: as experiências anteriores do candidato, observa o temperamento, interesse e seus aspectos pessoais relacionados com o cargo a ser preenchido. A entrevista é uma ferramenta gerencial fundamental. É um procedimento de obter informações verbais e perguntas verbais, uma entrevista é uma maneira de prevê futuros desempenhos no trabalho com base nas respostas verbais dos candidatos. (Administração de Recursos Humanos Dessler Gary, 2003). Uma entrevista é dita como boa pela sua maneira de conduzi la, implicando vários pontos, como por exemplos:

25 25 a) Deve ser realizada em ambiente agradável, confortável e silenciosa. b) Deve ser de natureza particular, onde estarão presente apenas o entrevistador e o entrevistado. c) A sala de espera deve ter poltronas e cadeiras suficientes para evitar a espera em pé, suprida de jornais e revistas. Toda entrevista tem um propósito que deve ser determinado antecipadamente, ou seja, o que procura e o que pode obter da entrevista é o que deve ser determinado antes do início da entrevista.

26 CAPÍTULO III 26 A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL DE RH Os cuidados que a área de recursos humanos deve ter ao promover um processo seletivo é que a equipe de seleção precisa estar alinhada ao negócio da organização, ou seja, os selecionadores devem ter contato com as tarefas a qual o candidato irá desempenhar e com isso conseguirá perceber as qualidades e competências da pessoa que se enquadra à vaga. O processo de recrutamento e seleção deve ser feito com muito cuidado, pois as conseqüências de um processo errado são grandes tais como: insatisfação por parte dos funcionários, diminuição da produtividade, absenteísmo. Tudo isso implica em custos para a organização. Para obtermos eficácia no processo seletivo é essencial que o perfil de competência a ser identificado esteja bem ajustado à demanda do detector de vaga. É preciso que o gestor tenha orientação técnica ferramentas para realizar um trabalho com excelentes resultados. e domínio das Ao longo das décadas houve uma grande mudança progressiva na forma de gerenciar pessoas. Essa evolução e uma mudança drástica de mercado e tecnologia fizeram com que as organizações tivessem que se adaptar a um novo mundo. Um mundo mais competitivo que valoriza o atendimento, a produção e os resultados. Essa valorização e a busca por resultados só são possíveis pela alta tecnologia que o homem desenvolveu ao longo desses anos e também pela mudança de paradigma de enxergar os

27 27 colaboradores como recursos organizacionais. Embora nem todas as organizações tenham alcançado esse dois níveis. O mundo também está cada vez mais exigente, a legislação e o direito do consumidor garantem novas vertentes que antes não eram idealizadas, tornando cada vez mais importante o atendimento e personalização Em função da terceirização de muitas atividades as organizações começaram a requerer departamento pessoal. Empresas inovaram em termos de Recursos Humanos e tiveram mudanças significativas no setor de recursos humanos. Houve mudanças mesmo em pequenas e médias empresas. Algumas organizações exigiram dos administradores de recursos humanos atuação estratégica,. No âmbito geral das empresas, na última década esta mudança, tem gerado inúmeras indagações a cerca do papel a ser desempenhado pelo profissional de recursos humanos. No entanto, nunca as empresas dependeram tanto dos recursos humanos, ou seja, das pessoas que compõem a organização. Com a competitividade que os gerentes enfrentam nos dias atuais, exigem excelência organizacional, as quais são direcionadas pelo modo como as empresas agem para fazer com que suas tarefas sejam realizadas e como tratam seu pessoal. (Gestão de Pessoas-Gil-2001) CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL Com a globalização as organizações vêem-se obrigadas a acompanhar um processo de mudanças cada vez mais freqüente. Para isto o administrador

28 28 deve estar atento às transformações e participarem deste processo que a cada dia se torna mais comum. O profissional de RH deve estar sempre flexível às mudanças O profissional de RH deve saber como utilizar as ferramentas e instrumentos para administrar e adequar a pessoa certa no lugar certo, é de fundamental importância para a vida de toda e qualquer organização, pois tem como objetivo o bem estar completo dos funcionários. É necessário que existam profissionais qualificados e experientes para atuar na área de recrutamento e seleção, pois, o mercado está cada vez mais exigente. O profissional de Recursos Humanos desempenha papéis importantes dentro da organização, que são por exemplos: -Comunicar-se de maneira eficaz com a administração, gerências intermediárias, empregadas, clientes, líderes sindicais, etc... -Adotar critérios, elaborando instrumentos para recrutamento e seleção e adaptação de pessoas na empresa. - Elaborar projetos para treinamento e desenvolvimento de pessoas. - Definir Padrões para avaliação desempenho das pessoas. -Avaliar cargos e funções na organização identificando os requisitos dos seus ocupantes, definindo seus níveis de remuneração. -Motivar, utilizando estratégias para que, as pessoas aumente os níveis de interesse, sentindo-se satisfeitas. - Liderar reuniões e conduzir equipes -Negociar com clientes, assessorando funcionários nas negociações e organizações sindicais. - Implantar e acompanhar programas de qualidade; -Apoiar o progresso profissional do funcionário.

29 29 -Buscar programas inovadores que envolvam conflito potencial ou real, visando melhorar o status, e não uma atitude conservadora mantendo programas que já deram certo em outras organizações. -Ter a mentalidade de prestador de serviços, procurando a satisfação de sua clientela. -Procurar antecipar soluções para os problemas que ocorrem periodicamente, buscando a minimizar os efeitos negativos. -Estar sempre presente na abertura e encerramento de eventos, valorizando a atividade do RH, responsabilizando as chefias pela implantação do que foi desenvolvido, publicando palestras internas e externas sobre o que sua empresa está fazendo em treinamento. -Preocupação com a propagação da tecnologia como parte do RH, fazendo ver os usuários o que observar em congressos, convenções, revistas técnicas, empresas concorrentes. -Orientação para adquirir tecnologia própria em determinadas áreas, especialmente naquelas que a necessidade de conhecimento da organização é muito grande, treinamento dos supervisores, transformando as próprias chefias em divulgadores de treinamento. -Respeitar e estabelecer as metas e objetivos, visando prazos, custos, etc, cumprindo pelo menos 80% do que foi planejado. -Estar disposto a assumir a responsabilidade dos erros e acertos de sua unidade, aproveitando os mesmos como oportunidade para treinamento, dando oportunidades aos subordinados o direito de errar. (Gestão de Pessoas- Gil 2001 O que o profissional de recursos humanos precisa saber/conhecer junto ao solicitante da vaga em aberto?

30 30 Selecionar pessoas não é uma tarefa fácil. Selecionar pessoas é comparar seres completamente desiguais. Para tal, o profissional de recursos humanos deve cercar-se de cuidados, para diminuir a subjetividade na hora da comparação. O profissional de recursos humanos deve dispor de um conjunto de elementos a fim de tornar este processo menos subjetivo e mais eficiente. Estes cuidados passam por: Ter a descrição do cargo da vaga em aberto; Conhecer os pré-requisitos da vaga em aberto; Conhecer os principais desafios esperados pela área solicitante; Ter a percepção correta do perfil comportamental esperado/ desejado; Conhecer a cultura, os valores e os princípios, não só da empresa, mas da área, bem como da equipe da vaga em aberto; Conhecer (e entender) a missão, a visão, os objetivos estratégicos, os princípios da empresa para não contratar um estranho no ninho ; e Buscar sempre a participação do solicitante da vaga. Sem esta participação o processo seletivo ficará comprometido. Saber sugerir e apresentar ao contratante as observações e orientações sobre os melhores profissionais encontrados para a vaga. A maior contribuição que um profissional de recursos humanos pode dar a sua organização é selecionar corretamente esse novo colaborador. Do contrário, isto pode acarretar um desgaste e um prejuízo incalculáveis à organização, bem como desperdícios inimagináveis. Tais como:

31 31 Retrabalho. Já que a pessoa contratada não tem o perfil para o cargo; Dinheiro e valioso tempo de treinamento focado na pessoa errada; Tempo dos Supervisores orientando o recém-contratado; O processo da tarefa sofrerá de falta de fluidez, visto que o novo colaborador não tem o perfil necessário ao correto desempenho. Isto gerará, na equipe de trabalho como um todo, baixa produtividade; Possíveis problemas no atendimento ao cliente externo.

32 CONCLUSÃO 32 Esta monografia tem como objetivo mostrar a importância do profissional de Recursos Humanos dentro de uma organização no processo de recrutamento e seleção, pois é de responsabilidade desse profissional o fracasso do processo feito erroneamente. Um colaborador depois de passar pelo processo de seleção e alocado em local errado, se torna insatisfeito com a tarefa desenvolvida, ficando desestimulado, causando assim um clima desagradável dentro da empresa, não contribuindo com a qualidade da empresa. É necessário que administrador de Recursos Humanos seja uma pessoa com uma visão futurista, flexível, que tenha liderança, que tenha um amplo conhecimento da política da empresa, que esteja familiarizado com seus funcionários e que tenha competência. O administrador deve atender aos objetivos da organização, buscando sempre o melhor : usando técnicas e ferramentas para melhor adequar o candidato ao perfil do cargo vago. Candidato bem alocado é um candidato satisfeito, que contribuirá juntamente com os outros colaboradores na qualidade da organização sendo capaz de competir com o mercado que se tornou muito competitivo com a globalização. Logo a área de Recursos Humanos deve se preocupar com a excelência do administrador, que a cada dia aumenta sua importância no processo de

33 33 recrutamento e seleção. Acredito que as empresas que não se preocuparem com a área de recrutamento e seleção, terão como conseqüência sérios problemas na organização de seu processo e uma baixa qualidade quanto ao objetivo da empresa. Assim para finalizar devemos entender que a tarefa de recrutar e selecionar profissionais é estratégica. A atividade deve ser entregue a área de recursos humanos que deve estar preparado para assumir tal desafio. O recrutar e selecionar pessoas no mercado é uma atividade com metodologia própria e não pode ser encarada como um evento pontual subjetivo e sem importância.

34 BIBLIOGRAFIA 34 Recrutamento e seleção, Rio de Janeiro acesso em 07/04/2009 A importância de um recrutamento e seleção de pessoas eficaz. Acesso em 14/04/2009 Qualidade sobre Recursos Humanos, Rio de Janeiro 2005 acesso em 18/05/2009 CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos. 7ª Edição. São Paulo: Editora Compacta Atlas DESSLER, Gary, Administração de Recursos Humanos: Editora Afiliada DUBRIN, A. Princípios de Administração. 4 Edição. Rio de Janeiro. Editora LTC, 1998 FRANÇA, Ana Cristina Limongi, et e al - As pessoas na Organização. São Paulo. Editora Gente GIL, Antonio Carlos, Gestão de Pessoas: Editora Compacta Atlas PONTES, B. R. Administração de cargos e salários. São Paulo: LTR, 1997

35 ÍNDICE 35 INTRODUÇÃO 9 CAPÍTULO I 11 OS PROCESSOS DE RECRUTAMENTO Recrutamento interno ,1 Vantagens do recrutamento interno Desvantagens do recrutamento interno Recrutamento externo Vantagens do recrutamento externo Desvantagens do recrutamento externo Recrutamento misto 17 CAPÍTULO II 19 PROCESSO DE SELEÇÃO Métodos de seleção Análise dos Currículos Testes escritos Testes práticos Testes psicológicos Entrevistas 24 CAPÍTULO III 26 A IMPORTÂNCIA DO PROFISSIONAL DO RH 26 CONCLUSÃO 32 BIBLIOGRAFIA 34

36 36 FOLHA DE AVALIAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES Pós-Graduação Latu Sensu Título: O Processo de Recrutamento e Seleção nas Organizações Autor: Estela Maria Morais dos Santos Data da Entrega: 01 de agosto de Avaliado por: Conceito:, de de 200

37 37

38 38

39 39

40 40

41 41

A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS

A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS Juliana da Silva, RIBEIRO 1 Roberta Cavalcante, GOMES 2 Resumo: Como a cultura organizacional pode influenciar no processo de agregar

Leia mais

Os cinco subsistemas de Gestão de Pessoas

Os cinco subsistemas de Gestão de Pessoas Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Os cinco subsistemas de Gestão de Pessoas Trabalho de Gestão de Pessoas Alunos: Nilce Faleiro Machado Goiânia,4 de dezembro de 2015 1 Sumário Capa...1 Sumário...2 Introdução...3

Leia mais

TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS.

TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS. TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS. MICHEL, Murillo Docente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias murillo@faef.br RESUMO O presente

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS.

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. BARBOSA, Roger Eduardo 1 Resumo Neste artigo analisaremos como o planejamento estratégico na gestão de pessoas nas

Leia mais

Recrutamento e Seleção de Pessoal

Recrutamento e Seleção de Pessoal Gestão de RH Prof. Roberto Huck Recrutamento e Seleção de Pessoal Roteiro da Teleaula 1.Conceito de Recrutamento; 2. As Fases do Recrutamento; 3.Avaliação do Processo de Recrutamento; 4.Conceito de Seleção;

Leia mais

Gestão de pessoas: revisão de conceitos

Gestão de pessoas: revisão de conceitos Glaucia Falcone Fonseca Chegamos ao final de nosso curso e vale a pena fazer uma retrospectiva sobre os principais aspectos da gestão de pessoas, algo tão importante no atual mundo do trabalho, caracterizado

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

Recrutamento e seleção

Recrutamento e seleção Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem Recrutamento e seleção Fernanda Maria Togeiro Fugulin RECRUTAMENTO Fase que antecede a seleção, de divulgação, em que se deverá atrair candidatos potencialmente

Leia mais

Gestão Estratégica de Pessoas

Gestão Estratégica de Pessoas Gestão Estratégica de Pessoas MBA FGV 1 Grandes Decisões sobre Pessoas Fatores que Garantem o Resultado As Tendências e Perspectivas de Gestão de Pessoas em Saúde Gestão de Pessoas e o Balanced Score Card

Leia mais

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir.

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir. 1. A administração de recursos humanos, historicamente conhecida como administração de pessoal, lida com sistemas formais para administrar pessoas dentro da organização. A administração de recursos humanos

Leia mais

Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas. Professora: Sonia Regina Campos

Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas. Professora: Sonia Regina Campos Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas Professora: Sonia Regina Campos Recrutamento Pontos Importantes que Antecedem R&S Planejamento junto às competências

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 5. Contextualização. Captação de Pessoas. Captação de pessoas: recrutamento e seleção

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 5. Contextualização. Captação de Pessoas. Captação de pessoas: recrutamento e seleção Gestão de Recursos Humanos Aula 5 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Captação de pessoas: recrutamento e seleção Empregabilidade Estratégias de recrutamento e seleção Processos de orientação

Leia mais

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2 O desempenho do processo de recrutamento e seleção e o papel da empresa neste acompanhamento: Um estudo de caso na Empresa Ober S/A Indústria E Comercio Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ

Leia mais

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas As pessoas devem ser tratadas como parceiros da organização. ( Como é isso?) Reconhecer o mais importante aporte para as organizações: A INTELIGÊNCIA. Pessoas:

Leia mais

TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP

TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS Guilherme Yuji FUKUMOTO 1 Gabriel Samorano MARINS 2 Roberta CAVALCANTE 3 RESUMO: Recrutamento e Seleção de Pessoal nada mais é que uma ferramenta funcional de todas as

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC de São José do Rio Pardo Código: 150 Código: 150 Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Qualificação Técnica de Nível Médio de

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SKYLACK

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SKYLACK QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SKYLACK Jéssica Fernanda Torres 1 Larissa Custódio Grosseli 2 Solange Suffi Barbosa 3 Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO A qualidade de vida no

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026 1/7 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão dos Indicadores 02 Revisão geral do documento 03 Item 4.1: Foi inserida uma aprovação final da Diretoria após o Gestor

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: RECURSOS HUMANOS DESENVOLVENDO O CAPITAL HUMANO CONSCRIPTION AND SELECTION: HUMAN RESOURCES DEVELOPING THE HUMAN CAPITAL

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: RECURSOS HUMANOS DESENVOLVENDO O CAPITAL HUMANO CONSCRIPTION AND SELECTION: HUMAN RESOURCES DEVELOPING THE HUMAN CAPITAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: RECURSOS HUMANOS DESENVOLVENDO O CAPITAL HUMANO CONSCRIPTION AND SELECTION: HUMAN RESOURCES DEVELOPING THE HUMAN CAPITAL Fabiana Custódio e Silva * Murilo Sérgio Vieira Silva **

Leia mais

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL Por quê o lado humano dos negócios está emergindo como uma indispensável vantagem competitiva? Era Industrial Taylor e Fayol Era do Conhecimento Tecnologia

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA Como é sabido existe um consenso de que é necessário imprimir qualidade nas ações realizadas pela administração pública. Para alcançar esse objetivo, pressupõe-se

Leia mais

Um breve histórico sobre a psicologia organizacional e as possíveis atuações do psicólogo nesta área.

Um breve histórico sobre a psicologia organizacional e as possíveis atuações do psicólogo nesta área. Um breve histórico sobre a psicologia organizacional e as possíveis atuações do psicólogo nesta área. A história da psicologia organizacional é uma criação do século XX, com seu inicio no final do século

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

ADMINISTRAÇÃO GERAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Atualizado em 14/10/2015 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Recrutamento é um conjunto de técnicas e procedimentos que visa a atrair candidatos potencialmente qualificados

Leia mais

RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ATUAÇÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS

RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ATUAÇÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS Centro de Educação Superior Barnabita CESB 1 RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ATUAÇÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS Clara de Oliveira Durães 1 Profª. Pollyanna

Leia mais

Dilbert, Google imagens. Kirlla Cristhine Almeida Dornelas, Doutora em Psicologia Docente

Dilbert, Google imagens. Kirlla Cristhine Almeida Dornelas, Doutora em Psicologia Docente Dilbert, Google imagens Selecionando pessoas Gestão de pessoas II Kirlla Cristhine Almeida Dornelas, Doutora em Psicologia Docente Por que selecionar pessoas? ѱ Devemos selecionar porque existe uma variabilidade

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Departamento de Engenharia. Administração e Finanças para Engenharia. Departamento de Pessoal (DRH)

Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Departamento de Engenharia. Administração e Finanças para Engenharia. Departamento de Pessoal (DRH) Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Administração e Finanças para Engenharia Departamento de Pessoal (DRH) Grupo: Thahenne O. Ribeiro Paulo Victor M. Cordeiro Eduardo Borges

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS

UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS UNIVERSIDADE PAULISTA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Prof. Cassimiro Nogueira Junior PESSOAS CAPITAL HUMANO CAPITAL INTELECTUAL GRAU DE CONHECIMENTO: PRODUTIVOS E RECONHECIDOS

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: UMA ABORDAGEM METODOLÓGICA Por: Ana Lucia Rosa Santana Orientadora: Profª. Aleksandra Sliwowska Rio

Leia mais

REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011

REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011 REMUNERAÇÃO ESTRATÉGICA SETEMBRO 2.011 AS EMPRESAS Mapa Estratégico Menos níveis hierárquicos Foco no Cliente Novas Lideranças Gestão por processos O RH parceiro da estratégia Terceirizações Foco no core

Leia mais

REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL 1. Objetivos 1.1 - Desta normatização Estabelecer diretrizes e critérios que viabilizem os processos de recrutamento e seleção, atraindo profissionais com capacidade

Leia mais

Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego

Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego Terça-feira, 10 de dezembro de 2013 Atualizado em 10/12/2013 08h00 Veja 10 fatores a serem avaliados ao receber proposta de emprego Profissional deve pesar salário, plano de carreira, horário, entre outros.

Leia mais

Palavras-chaves: Recrutamento e seleção, rotatividade de pessoal.

Palavras-chaves: Recrutamento e seleção, rotatividade de pessoal. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NA CONTRATAÇÃO DE NOVAS PESSOAS: meios para diminuição da rotatividade de funcionários Carla Leticia Souza Orientador: ProfºDnd. Augusto Aparecido Mazier. Resumo: o objetivo deste

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. 11 4963-5400 / 11 4963-6242 www.gruposec.com.br

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. 11 4963-5400 / 11 4963-6242 www.gruposec.com.br APRESENTAÇÃO COMERCIAL Porque o GrupoSec? Grande parte do combustível das empresas são os seus colaboradores. Para contratá-los e mantê-los treinados e eficientes é trabalhoso e custa caro? E se dissermos

Leia mais

Questões de Concurso Público para estudar e se preparar... Prefeitura Olinda - Administrador. 1. Leia as afirmativas a seguir.

Questões de Concurso Público para estudar e se preparar... Prefeitura Olinda - Administrador. 1. Leia as afirmativas a seguir. Questões de Concurso Público para estudar e se preparar... Prefeitura Olinda - Administrador 1. Leia as afirmativas a seguir. I. O comportamento organizacional refere-se ao estudo de indivíduos e grupos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETECPAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Auxiliar Administrativo

Leia mais

Karla Juliana Lopes. Plano de Candidatura. Diretoria de Gestão de Pessoas. Viçosa MG. Julho de 2015.

Karla Juliana Lopes. Plano de Candidatura. Diretoria de Gestão de Pessoas. Viçosa MG. Julho de 2015. Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal de Viçosa Viçosa (MG) - CEP 36570-000 CNPJ: 07.245.367/0001-14 Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Universidade Federal

Leia mais

Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE Curso: Ciência da Computação Disciplina: Ambiente de Negócios e Marketing

Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE Curso: Ciência da Computação Disciplina: Ambiente de Negócios e Marketing Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE Curso: Ciência da Computação Disciplina: Ambiente de Negócios e Marketing Recursos Humanos cynaracarvalho@yahoo.com.br Conceitos A gestão

Leia mais

Como planejar e executar um treinamento

Como planejar e executar um treinamento Como planejar e executar um treinamento Treinamento: uma breve conceituação Não há possibilidade de nos desenvolvermos economicamente e, consequentemente, elevarmos o nosso nível social, sem aumentarmos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE CONFLITO: ESTUDO DE CASO NO CAPRINOS CULINÁRIA REGIONAL. Anderson Augusto Farias de Goes, Rodrigo Guimarães anderson.goes@hotmail.

GERENCIAMENTO DE CONFLITO: ESTUDO DE CASO NO CAPRINOS CULINÁRIA REGIONAL. Anderson Augusto Farias de Goes, Rodrigo Guimarães anderson.goes@hotmail. GERENCIAMENTO DE CONFLITO: ESTUDO DE CASO NO CAPRINOS CULINÁRIA REGIONAL Anderson Augusto Farias de Goes, Rodrigo Guimarães anderson.goes@hotmail.com INTRODUÇÃO No respectivo trabalho, iremos abordar um

Leia mais

O TRABALHO DE UMA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL COM UMA FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE. Eliane Pereira Messias¹; Sérgio Domingues²

O TRABALHO DE UMA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL COM UMA FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE. Eliane Pereira Messias¹; Sérgio Domingues² 439 O TRABALHO DE UMA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL COM UMA FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE Eliane Pereira Messias¹; Sérgio Domingues² Resumo: Este trabalho apresenta o resultado de uma entrevista realizada

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão em Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em

Leia mais

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS RECIFE DEZ/2014 ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS Artigo científico apresentado em

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS. CESPE Prof. Marcelo Camacho

GESTÃO DE PESSOAS. CESPE Prof. Marcelo Camacho GESTÃO DE PESSOAS CESPE Prof. Marcelo Camacho PROGRAMAÇÃO DAS AULAS PROGRAMAÇÃO DAS AULAS OBJETIVOS, DESAFIOS E CARACTERÍSTICAS DA GESTÃO DE PESSOAS Segundo Chiavenato as práticas e políticas de Gestão

Leia mais

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO Cecília, Pereira¹ Rosalina, Batista¹ Cruz, Paulo Emílio² RESUMO Através deste artigo iremos abordar de forma objetiva,

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DE ESTOQUES EX-PROJECT RESUMO INTRODUÇÃO

SISTEMAS DE GESTÃO DE ESTOQUES EX-PROJECT RESUMO INTRODUÇÃO SISTEMAS DE GESTÃO DE ESTOQUES EX-PROJECT Antonio Evangelino de Carvalho Soares Cintia Silvia Victor dos Santos Claudinei Candido Vieira Érica Natália Martins Silva Kátia Ribeiro dos Santos Marco Túlio

Leia mais

OS DESAFIOS DA GESTÃO DE PESSOAS NO SETOR PÚBLICO(*)

OS DESAFIOS DA GESTÃO DE PESSOAS NO SETOR PÚBLICO(*) OS DESAFIOS DA GESTÃO DE PESSOAS NO SETOR PÚBLICO(*) Joilson Oliveira Malta Administrador público e Assistente técnico da Diretoria Legislativa da Câmara Municipal de Salvador Mat.2031 Este artigo tem

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS DE SAÚDE-CAO/S 2011 GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS. Instrutor Cap OZEAS FERREIRA

GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS DE SAÚDE-CAO/S 2011 GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS. Instrutor Cap OZEAS FERREIRA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS DE SAÚDE-CAO/S 2011 GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Instrutor Cap OZEAS FERREIRA ABORDAGEM GERAL SOBRE GESTÃO DE PESSOAS OBJETIVO DA DISCIPLINA A DISCIPLINA BUSCA DEMONSTRAR

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR

UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki

Leia mais

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-ALVO: Os Cursos Técnicos são destinados a todos que estão cursando o 2º ano ou já completaram o Ensino Médio e que desejam aprender uma profissão, entrar no mercado de trabalho ou buscar uma melhor

Leia mais

PONTO DE VISTA SEM TÍTULO, JAZIEL DA SILVA LINS. PAPEL RECICLADO S/ EUCATEX. por Marcelo de Andrade Pinheiro FGV-EAESP

PONTO DE VISTA SEM TÍTULO, JAZIEL DA SILVA LINS. PAPEL RECICLADO S/ EUCATEX. por Marcelo de Andrade Pinheiro FGV-EAESP PONTO DE VISTA Extraindo o melhor de recursos humanos SEM TÍTULO, JAZIEL DA SILVA LINS. PAPEL RECICLADO S/ EUCATEX. O imperativo categórico de uma organização é o resultado. A mesma exigência de desempenho

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL. QUAIS AS VANTAGENS DESTE PROCESSO PARA UMA ORGANIZAÇÃO?

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL. QUAIS AS VANTAGENS DESTE PROCESSO PARA UMA ORGANIZAÇÃO? Resumo: O texto cita algumas evoluções no processo de recrutamento e seleção realizado pelas empresas. Avalia a importância dos recursos humanos, no contexto organizacional. Palavras-Chave: 1. Incentivo

Leia mais

A importância do líder para os projetos e para as organizações.

A importância do líder para os projetos e para as organizações. Instituto de Educação Tecnológica Pós-Graduação Gestão de Projetos - Turma nº150 21 de Agosto e 2015 A importância do líder para os projetos e para as organizações. Dêmille Cristine da Silva Taciano Analista

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PROF. WALTENO MARTINS PARREIRA JÚNIOR CONTEÚDO E OBJETO DE ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PROF. WALTENO MARTINS PARREIRA JÚNIOR CONTEÚDO E OBJETO DE ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO PROF. WALTENO MARTINS PARREIRA JÚNIOR CONTEÚDO E OBJETO DE ESTUDO DA ADMINISTRAÇÃO Administração do latim ad(direção, tendência para) e minister(subordinação

Leia mais

PRÁTICAS, FUNÇÕES E TÉCNICAS DE RECURSOS HUMANOS

PRÁTICAS, FUNÇÕES E TÉCNICAS DE RECURSOS HUMANOS INTRODUÇÂO Como as pessoas constituem o mais importante ativo de que dispõem as organizações, devem ser recrutadas e selecionadas com a maior competência possível, já que falhas nesse processo podem comprometer

Leia mais

AULA 11 Marketing de Serviços

AULA 11 Marketing de Serviços AULA 11 Marketing de Serviços Pessoal de serviço da linha de frente: fonte de fidelidade de clientes e vantagem competitiva A linha de frente é uma fonte importante de diferenciação e vantagem competitiva.

Leia mais

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA ESTRUTURA MATRICIAL ENQUANTO FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA ESTRUTURA MATRICIAL ENQUANTO FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL VANTAGENS E DESVANTAGENS DA ESTRUTURA MATRICIAL ENQUANTO FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL Franclin Michel Vasconcelos GONÇALVES 1 Lucas De Paiva ANDRADE 2 Pillar Caldeira SETIN 3 Nadia bosso FERNANDES

Leia mais

MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO

MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO Considerando que o ser humano é formado por características de personalidade únicas e complexas, o seu comportamento no trabalho e em outros lugares,

Leia mais

RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF.

RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF. RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF. Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline

Leia mais

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 1. INTRODUÇÃO Gilson da Silva Cardoso Antonio Carlos Francisco Luciano Scandelari O mundo está experimentando

Leia mais

Recrutamento e Seleção

Recrutamento e Seleção Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Recursos Humanos OFICINA DE RECURSOS HUMANOS CRS Recrutamento e Seleção Data: 02 de maio de 2012 Local: CEFOR SP Responsável: Por que estamos aqui? Redes

Leia mais

BENEFÍCIOS E INCENTIVOS NA EMPRESA SKYLACK

BENEFÍCIOS E INCENTIVOS NA EMPRESA SKYLACK BENEFÍCIOS E INCENTIVOS NA EMPRESA SKYLACK Jéssica Fernanda Torres 1 Larissa Custódio Grosseli 2 Solange Suffi Barbosa 3 Edson Leite Lopes Gimenez 4 RESUMO A qualidade de vida no trabalho começa com o

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos desta unidade: Ao final desta

Leia mais

AS COMPETÊNCIAS EXIGIDAS PELO MERCADO DE TRABALHO COM BASE NO BANCO DE DADOS DA EMPRESA INOVAR ABRH. 1

AS COMPETÊNCIAS EXIGIDAS PELO MERCADO DE TRABALHO COM BASE NO BANCO DE DADOS DA EMPRESA INOVAR ABRH. 1 AS COMPETÊNCIAS EXIGIDAS PELO MERCADO DE TRABALHO COM BASE NO BANCO DE DADOS DA EMPRESA INOVAR ABRH. 1 PERUFO, Larissa 2 ;CATTELAN, Verônica Dalmolin 2 ; CANEDA, Ronald 2 ; NORO, GREICE 3 ; BRONZATTI,

Leia mais

O processo envolve quatro questões básicas:

O processo envolve quatro questões básicas: Planejamento de RH O planejamento de recursos humanos coleta e utiliza informações para apoiar as decisões sobre os investimentos que devem ser feitos com atividades de RH O processo envolve quatro questões

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA O PAPEL DA CONSULTORIA NO R&S Por: Kleber Willer Teixeira Orientador Prof. Carlos Cereja Rio de Janeiro 2012 2 UNIVERSIDADE

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DAS ESCOLAS DA COMUNIDADE FACULDADE CENECISTA DE CAPIVARI - FACECAP CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

CAMPANHA NACIONAL DAS ESCOLAS DA COMUNIDADE FACULDADE CENECISTA DE CAPIVARI - FACECAP CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO CAMPANHA NACIONAL DAS ESCOLAS DA COMUNIDADE FACULDADE CENECISTA DE CAPIVARI - FACECAP CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL: UMA ABORDAGEM TEÓRICA ELISA BOZZA FERRAZ CALZA

Leia mais

DIVERSAS FORMAS DE AGREGAR VALOR AO SALÁRIO

DIVERSAS FORMAS DE AGREGAR VALOR AO SALÁRIO Tatiane Schmitt Pinto DIVERSAS FORMAS DE AGREGAR VALOR AO SALÁRIO RESUMO O presente artigo trata sobre o tema Diversas formas de agregar valor ao salário, onde buscou se os conceitos de diferentes formas

Leia mais

DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO

DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO Esta pesquisa tem como objetivo abordar o tema voltado para a avaliação do desempenho humano com os seguintes modelos: escalas gráficas, escolha forçada, pesquisa de campo, métodos

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

Profa. Dra. Ana Paula Gonçalves Serra prof.anapaula@saojudas.br

Profa. Dra. Ana Paula Gonçalves Serra prof.anapaula@saojudas.br Modelos de Processo Pessoal e de Equipe na Melhoria da Qualidade em Produção de Software Profa. Dra. Ana Paula Gonçalves Serra prof.anapaula@saojudas.br Agenda Importância das Pessoas / Constatações Compromisso

Leia mais

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 13/10/2009

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 13/10/2009 Versão: 2 Pág: 1/5 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 13/10/2009 DE ACORDO Dr. Renato de Lacerda Diretor Técnico 13/10/2009 APROVADO POR Dr. Jose Carlos dos

Leia mais

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE A ESTRUTURA DA GESTÃO DE PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br SUMÁRIO Importância do Gerenciamento de Projetos. Benefícios do Gerenciamento de Projetos Gerenciamento

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

TÍTULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT): ESTUDO DE CASO EM UMA CONCESSIONÁRIA DE MOTOS EM JALES-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO

TÍTULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT): ESTUDO DE CASO EM UMA CONCESSIONÁRIA DE MOTOS EM JALES-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO TÍTULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT): ESTUDO DE CASO EM UMA CONCESSIONÁRIA DE MOTOS EM JALES-SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de gestão, mais especificamente o item 2 do edital: Gestão de Pessoas

Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de gestão, mais especificamente o item 2 do edital: Gestão de Pessoas Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de gestão, mais especificamente o item 2 do edital: Gestão de Pessoas AULA 2 Administração de Recursos Humanos O papel do gestor

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Bloco Seleção = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 23Jul2015 1 Estrutura do Sistema RH1000 Gerenciar e administrar Sistema RH1000 Planejamento Estratégico

Leia mais

GABARITO OFICIAL(preliminar)

GABARITO OFICIAL(preliminar) QUESTÃO RESPOSTA COMENTÁRIO E(OU) REMISSÃO LEGAL 051 A 052 A 053 A RECURSO Recrutar faz parte do processo de AGREGAR OU SUPRIR PESSOAS e é o ato de atrair candidatos para uma vaga (provisão). Treinar faz

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Gino Rezaghi Código: 191 Município: Cajamar Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação: AUXILIAR

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA.

GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA. GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA. René Descartes Dualismo: Corpo e mente Cogito ergo sun O trabalho deu origem as organizações

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA

ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA ADMINISTRAÇÃO DA INFORMÁTICA A informação sempre esteve presente em todas as organizações; porém, com a evolução dos negócios, seu volume e valor aumentaram muito, exigindo uma solução para seu tratamento,

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE GESTÃO DE PESSOAS

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE GESTÃO DE PESSOAS UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE GESTÃO DE PESSOAS Por: Fellipe Lucius Soares de Lima Orientadora Prof. Mary Sue Pereira Rio de Janeiro 2009 2 UNIVERSIDADE

Leia mais

CURSO: GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

CURSO: GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS CURSO: GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS INTRODUÇÃO Repousa nas mãos dos profissionais do setor de gente e gestão (GG), antigo setor de recursos humanos (RH), a responsabilidade de cuidar da maior riqueza

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

Tenha um plano de cargos e salários consistente

Tenha um plano de cargos e salários consistente ESTRUTURAÇÃO DE CARGOS E SALÁRIOS Tenha um plano de cargos e salários consistente Cícero C Nunes c²n c2n@posicional.com Consultoria Técnica em Remuneração POSICIONAL.COM Consultoria Empresarial Ltda. Araraquara/SP

Leia mais

Responda as questões que orientam o sucesso na disciplina via web. Gestão de Pessoas. Qual o objetivo da disciplina?

Responda as questões que orientam o sucesso na disciplina via web. Gestão de Pessoas. Qual o objetivo da disciplina? Responda as questões que orientam o sucesso na disciplina via web Quem é a professora responsável? Qual o objetivo da disciplina? Como estudar e obter nota para aprovação? Qual é a bibliografia básica?

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

SUBSISTEMAS DA GESTÃO DE

SUBSISTEMAS DA GESTÃO DE FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROJETO INTEGRADOR SUBSISTEMAS DA GESTÃO DE PESSOAS - MÓDULO II - GESTÃO DE PESSOAS DANIEL BOFF BORGES GOIÂNIA - NOVEMBRO 2015 Sumário

Leia mais

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 01. Conceitualmente, recrutamento é: (A) Um conjunto de técnicas e procedimentos

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL 1 OBJETIVO Definir as premissas para captação, seleção e contratação de recursos humanos, objetivando suprir as demandas das vagas previstas no Instituto Sócrates Guanaes ISG, incluídas aquelas oriundas

Leia mais

Como planejar a sua carreira profissional

Como planejar a sua carreira profissional 1 Como planejar a sua carreira profissional Normalmente, as crises e os momentos difíceis pelos quais todos nós vivenciamos, são excelentes momentos para repensarmos as nossas decisões e ações. Talvez

Leia mais

1.1. Estabelecer uma sistemática de avaliação individual de desempenho para os empregados da ABDI.

1.1. Estabelecer uma sistemática de avaliação individual de desempenho para os empregados da ABDI. de 9. OBJETIVO.. Estabelecer uma sistemática de avaliação individual de desempenho para os empregados da ABDI.. APLICAÇÃO.. Este procedimento se aplica a todos os empregados da ABDI.. DEFINIÇÕES.. Avaliação

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NOS SERVIÇOS PÚBLICOS RESUMO. Palavras-chave Avaliação de desempenho. Administração. Eficiência.

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NOS SERVIÇOS PÚBLICOS RESUMO. Palavras-chave Avaliação de desempenho. Administração. Eficiência. 1 A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NOS SERVIÇOS PÚBLICOS Leandro Henrique Borges RESUMO O presente trabalho visa a importância da avaliação periódica de desempenho na administração pública para

Leia mais

Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing

Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing Gustavo Malavota Administrador Vendedor Palestrante Professor de Marketing Gustavo Malavota Módulo Consultoria Diretor de Planejamento Experiência Profissional: SENAC-Rio em 2007 como especialista e coordenador

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 A IMPORTÂNCIA DAS PESSOAS E DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DAS ORGANIZAÇÕES: UM ESTUDO DE CASO NA CÂMARA MUNICIPAL DE IPAMERI - GOIÁS. MÁRCIO FERNANDES 1, MARTA MARIA DE SOUZA 2, DÉBORA

Leia mais