Pericia Forense Computacional Nivelamento AGRADECIMENTOS... 1 SOBRE ESTA OBRA... 2 INTRODUÇÃO... 3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "www.peritoforense.com.br Pericia Forense Computacional Nivelamento AGRADECIMENTOS... 1 SOBRE ESTA OBRA... 2 INTRODUÇÃO... 3"

Transcrição

1 1022 AGRADECIMENTOS... 1 SOBRE ESTA OBRA... 2 INTRODUÇÃO... 3 Definições... 7 Como se Tornar um Hacker FORENSE COMPUTACIONAL CRIMINALÍSTICA CRIMES CRIMES COMPUTACIONAIS Uma visão jurídica (OAB) O PERITO FORENSE COMPUTACIONAL REVISÃO LITERÁRIA EM FORENSE COMPUTACIONAL EVIDÊNCIA DIGITAL ETAPAS DA INVESTIGAÇÃO... 28

2 1023 LEGISLAÇÃO FERRAMENTAS FORENSE COLETAS DE DADOS EM DISPOSITIVOS DE MEMÓRIA FERRAMENTAS PARA ARQUIVOS MICROSOFT OUTROS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Segurança Crescimento do Risco Necessidades de Segurança Padrões de Segurança na Internet Alvos dos Hacker na Internet Técnicas Utilizadas Quem são as ameaças Aspectos Importantes na Segurança de Sistemas Autenticação Criptografia Técnicas de Invasão Ferramentas de segurança Legislação no Brasil Demais aspectos FERRAMENTAS DE SEGURANÇA... 73

3 1024 Introdução Simplifique Tipos de Ferramenta Ferramentas de segurança de hosts Ferramentas de segurança de rede CRACK TRIPWIRE TIGER SWATCH STROBE ISS GABRIEL/COURTNEY Conclusão O UNIVERSO COMPUTACIONAL Segurança Física: Segurança Lógica: Senhas Regras para Usuários e Senhas HACKER'S Atitudes de um Hacker Habilidades básicas WINDOWS 95/98/XP/W7, W8 E NT/2000/2003/2008/

4 1025 Windows 95/98/Win7/Win Configurando as Senhas do Windows 95/98/Win7 e Win8 de forma eficiente Método de Invasão (quando as senhas não são configuradas eficientemente) Windows Server Workgroup Domínio Vulnerabilidade do Windows NT Conhecendo um pouco Sobre o Registro do Windows Tipos de Dados do Registry (Registro) Procurando informações no Registry Editando o Registry CONHECENDO O NETBIOS O que é NetBios Serviço de Nomes no NetBios Vulnerabilidades NetBios (NAT) O Comando NBTSTAT Introdução aos Comandos NET Seção e Ataque NetBios usando Net View e Net Use Uma seção de Ataque NetBios usando NAT.EXE Protocolos possíveis em uma Rede Windows NetBIOS Extended User Interface NetBEUI NWLink TCP/IP Bug's do Windows Bug no Autorun Insegurança no Windows Invadindo Windows

5 1026 REDE NOVELL E SEUS BUGS Entendendo o NetWare 4.x e 5.x Compreendendo o NDS Contas Fantasmas Redução de Memória Destruição de Login's Logins Padrões Mudando Senhas em Rede NetWare Novell Hacking Netware Capturador de Teclas (em Delphi) UNIX Linux Implementando Segurança no Linux Logando e Configurando TCP Wrappers VÍRUS O que é um Vírus? Como os Vírus Operam Vírus de disco Vírus de Arquivo Vírus Multi-partite Vírus Tipo DIR-II

6 1027 Porque os vírus são escritos O que é um Vírus de Macro Como Criar um vírus de macro Tipos de Vírus de Macro Funcionamento do Vírus de Macro do Word Como evitar o Vírus de Macro Remover vírus do Word Como identificar e limpar um vírus de MACRO sem ter antivírus Como Eliminar Seqüelas dos Vírus Exemplos de WordBasic Controle do Aplicativo Verificando quais aplicativos estão sendo executados Ativando uma Janela Fechando uma Janela Ocultando uma Janela Voltando a Exibir uma Janela Executando um Aplicativo Copiar Macros Criando um Vírus Infect Autoclose Autoopen Autoexec Libvírus Destruct Arquivosalvarcomo Arquivoimprimir Arquivoimprimirpadrao Imprearq

7 1028 Conclusão Criando Pseudo Vírus com JavaScrip Abrir a mesma Home Page infinitamente Exibir continuamente uma mensagem na tela "Bomba" pega Lammer Criando um Vírus em Pascal Problemas: Possíveis soluções Outras questões O Código do Vírus Criando um Trojan com Java Aprendendo a construir um trojan Trojan T Criando um Trojan em Delphi (Similar ao Back Orifice) Como este Trojan Funciona A Infecção Conectando a parte Cliente Comandos Fonte em Delphi 4/5 da parte Cliente Fonte em Delphi 4/5/6 da parte Servidora TCP/IP Pilha Visão Geral do Protocolo Principais Protocolos DNS (Domain Name System) DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) SMTP (Simple Mail Transfer Protocol)

8 1029 POP3 (Post Office Protocol 3) NNTP (Network News Tranport Protocol) ICMP (Internet Control Message Protocol) Portas e Protocolos Utilitários do TCP/IP Ipconfig NetStat ARP Ping FTP (File Transfer Protocol) TraceRT (Trace Route) Telnet Como usar Telnet em um Computador de Windows Telnet em Visual Basic ATAQUES D.O. S (DENIAL OF SERVICE) Ataque OOB Ataques Teardrop I, II, Newtear, Bonk, Boink Land Attack Ataque Smurf SYN Flooder IRC O que é IRC Mais um pouco de IRC Quem são os OPs

9 1030 Principais Comandos Como funciona Noções gerais Termos mais utilizados no IRC Comandos básicos: Comandos avançados: Noções aprofundadas O Bot Modos de um canal Setando os modos de um canal Modos do usuário Setando os modos de um usuário: O Hacker no IRC Take Over Guerra Básica Flood Colisão de Nicks Tomando Canais Guerra Avançada Nuke Bombas ICMP Botnet/Floodnet HACKEANDO O PC

10 1031 Password da BIOS Password do Windows Password do screen saver do Windows Crackeando Passwords de Windows Server COMO PROTEGER SEU COMPUTADOR OU UMA PEQUENA REDE Configurar Segurança no Browser Netscape Navigator 4.x Netscape Navigator 3.x Internet Explorer FIREWALL O que são Seus Componentes Como Proteger seu Servidor Web com um Firewall Firewalls e a Política de Segurança Packet Filters Regras de filtragem em screening router Operações de Packet Filter Vantagens e Desvantagens dos Packet Filters Ações Screening Router Riscos na filtragem Múltiplos roteadores Bastion host Tipos Especiais

11 1032 Criando um Bastion Host Proxy Systems Funcionamento do Proxy Server Vantagens e Desvantagens Desvantagens Screened Host Screened Subnet Estratégias de Segurança Criando uma screened subnet Tipos de Firewall Arquitetura firewall baseada em proxy Arquitetura Baseada em Firewall Central UMA VISÃO GERAL DOS FIREWALLS PESSOAIS Introdução Personal firewalls Opções disponíveis Aplicativos freeware FERRAMENTAS DE IDS Introdução O Sistema de Defesa dos Humanos e as Ferramentas de IDS Intrusão: O que vem a ser? O Intruso A Classificação das Intrusões A Detecção de uma Intrusão

12 1033 A Anatomia de uma Ferramenta de IDS O Modelo Conceitual de uma Ferramenta de IDS A Comunicação entre Componentes ROTEADORES Introdução Os Três As (AAA) Componentes Básico do Hardware O Processo de Inicialização do Roteador O Fluxo dos Dados Controle do Tráfego com ACL Como Funciona a ACL O Fluxo dos Pacotes Através das Listas de Acesso Tipos de Listas de Acesso Identificando as Listas de Acesso Implementando ACL O Funcionamento do Wildcard em Roteadores Cisco Como Configurar Roteadores Cyclades para Bloquear Spam Como Configurar Roteadores Cisco para Bloquear Spam Como Configurar Exchange para Bloquear Spam SNIFFER

13 1034 O que é Sniffer Como detectar um ataque de um sniffer Exemplo de um Port Sniffer em Visual Basic O código fonte do Sniffer em Visual Basic SSL - SECURE SOCKET LAYER Criptografia SSL Serviços SSL TÉCNICAS DE ATAQUE O que é Script Kiddie Ameaça Metodologia Ferramentas Criando um Port Scanner (em Delphi) Como Proteger-se TÉCNICAS CRACKERS PARA INVASÃO DE REDES Vulnerabilidade Perfil de um Cracker Forma de Conexão Mais Adotada Entendendo as Vulnerabilidades da Rede Técnicas usadas Pelos Invasores Para Ocultar a Sua Localização

14 1035 Coleta de Informações Identificando Componentes de Rede Confiáveis Identificando Componentes Vulneráveis de Uma Rede Tirando Vantagens Dos Componentes Vulneráveis de Uma Rede Quando o Acesso a Componentes Vulneráveis Da Rede é Obtido Fazendo a Transferência De Informações Sigilosas Explorando Outros Hosts e Redes Confiáveis Instalando Farejadores Tomando Redes Como os Hackers/Crackers invadem uma Rede Dial-Up Falhas mais comuns TÉCNICAS ADOTADAS PELOS CRACKERS PARA ENTRAR EM REDES CORPORATIVAS E REDES PRIVADAS QUEM É VULNERÁVEL? O Perfil de um Cracker de Sistemas Típico A Estrutura de uma Rede ENTENDENDO AS VULNERABILIDADES DESTES SISTEMAS DE REDE O ATAQUE A COLETA DE INFORMAÇÕES IDENTIFICANDO COMPONENTES DE REDE CONFIÁVEIS IDENTIFICANDO COMPONENTES VULNERÁVEIS DE UMA REDE TIRANDO VANTAGENS DOS COMPONENTES VULNERÁVEIS DE UMA REDE QUANDO O ACESSO A COMPONENTES VULNERÁVEIS DA REDE É OBTIDO ABUSOS E PRIVILÉGIOS EM UM ACESSO UMA REDE

15 1036 COOKIES O que são Cookies O Perigo Solução ICQ Invadindo o ICQ º Passo - Como se conectar a maquina º Passo - Leitura e salvamento de um arquivo (exemplo: win.ini) º Passo - Como roubar senhas desse users Segurança no ICQ Principais problemas com o ICQ Utilização de versão desatualizada Comportamento do usuário Receber um pedido de inclusão de alguém desconhecido Receber correntes e boatos (hoaxes) de algum usuário da lista de contatos Tentativa de enviar um arquivo Existência de versões novas do ICQ Ataques locais Ataques remotos Configuração segura do ICQ Configurações básicas Configuração do menu Security & Privacy Configuração do menu Connections Aplicativos para ICQ

16 1037 NUKES E TROJANS Nukes História Como utilizar um Nuke OOB Bug (o bug da porta 139) Pinga Bom WinNuke Nukando IPs Descobrindo IP/HOST de um provedor Protegendo-se de nukes Trojan Horse ou Cavalo de Tróia Principais Trojans BACK ORIFICE (BO) O que é o NETBUS Novidades do NetBus Fácilidades para iniciantes Múltiplos gerenciadores Informações do sistema e lista de senhas Identificação e limpeza do sistema IP Spoofing Como é um ataque IP Spoofing Proteção de senha Como se Prevenir BACKDOORS O que realmente são BackDoors O que são Sockets de Troie

17 1038 Como Limpar o Back Oriffice e Backdoors Detalhes do funcionamento do programa: Um pouco mais sobre BackDoors Trojan do ICKILLER Trojan de Games Checagem de Ocupação de Portas TCP e UDP Verifica se a Conexão da Internet Desliga todas as Conexões da Internet Ativas PREVENINDO-SE DA INVASÃO Principais Problemas Acessos indevidos, internos e externos Vulnerabilidade de softwares Usuários sem conhecimentos necessários Vírus de computador Ataques de Hackers, ex-funcionários ou funcionários insatisfeitos Cultura dos usuários de não se preocuparem com segurança Plano de continuidade de negócios inexistente ou nunca testado Não existência de cópias de segurança das informações Uso de notebooks Pirataria Detectando o Problema Eliminando o Problema Medidas de Segurança Controle de acessos Política de segurança Auditorias permanentes Política de Backup s

18 1039 Treinamento e disseminação do conhecimento Atualização e legalização de softwares Atualização de Antivírus Plano de continuidade de negócios Firewall Segurança na Sala dos Servidores Implantação das Medidas de Segurança em uma Empresa Quadro inicial Controle de Acessos Política de Segurança Auditorias Política de Backups Treinamento e Disseminação de Informações Atualização e Legalização de softwares Atualização de Antivírus Plano de Continuidade de Negócios Implantação do Firewall Segurança na sala dos servidores CRIPTOGRAFIA Algoritmos Criptográficos Esquemas Simétricos Esquemas Criptográficos Assimétricos Autenticação de Esquemas Assimétricos Protocolo Desafio Certificação dos Usuários Assinatura Digital + Certificado Esquema Híbrido ( RSA + simétrico ) SET - Secure Electronic Transaction SSL - Secure Sockets Layer

19 1040 Complementação ao Nível das Aplicações Virtual Private Network TIPOS DE ATAQUE Ataque do Texto Cifrado ( Cyphrtext-Only ) Ataque do Texto Conhecido ( Known-Plaintext ) Ataque Adaptativo do Texto Escolhido ( Adaptative-Choosen-Plaintext ) Ataque do Texto Cifrado Escolhido ( Choosen-Ciphertext ) Ataque de Chave Escolhida ( Choosen-Key ) Métodos da criptografia tradicional Usando Cifras de Substituição Cifras de Transposição Códigos e Máquinas de Cifragem Criptografia Computacional de Chave Única Modo do Livro de Códigos ( Eletronic Code Book - ECB ) Modo de Encadeamento de Blocos ( Cipher Block Chaining - CBC ) Modo de Realimentação de Cifra ( Cipher Feedback - CFB ) Modo de Encadeamento de Blocos ( Block Chaining ) Modo de Encadeamento Propagado (Propagating Cipher Block Chaining-PCBC) Código simples de criptografia de dados em Pascal Código simples de criptografia de dados em C SEGURANÇA NO Chave Privada e Chave Pública NAVEGANDO ANONIMAMENTE - ANONIMIDADE Como saber o IP - em Delphi WINDOWS SERVER

20 1041 TCP/IP com Windows Server Histórico Classes de endereços Mascara da rede Endereçamento Vantagens do DHCP Vantagens do WINS Vantagens do DNS Definição de Windows DNA Papel da camada de apresentação Papel da camada de Lóg. de Negócio Papel da camada de Acesso a Dados Principais benefícios do Windows DNA Confiabilidade do Windows DNA PROTEGENDO SEU WINDOWS SERVER BACKDOORS O básico As dicas TCP/IP Contas Serviços Teste sua segurança Patches O bom e velho firewall Spywares

21 1042 GOVERNOS E SEGURANÇA DIGITAL BIBLIOGRAFIA

Índice. Agradecimentos 5 Sobre o Autor 5 Sobre esta Obra 7. Definições 10 Como se tornar um Hacker? 12. 2. Segurança da Informação 13

Índice. Agradecimentos 5 Sobre o Autor 5 Sobre esta Obra 7. Definições 10 Como se tornar um Hacker? 12. 2. Segurança da Informação 13 Índice Agradecimentos 5 Sobre o Autor 5 Sobre esta Obra 7 1. Introdução 9 Definições 10 Como se tornar um Hacker? 12 2. Segurança da Informação 13 Segurança 14 Necessidades de Segurança 14 Padrões de Segurança

Leia mais

Gerência de Redes Segurança

Gerência de Redes Segurança Gerência de Redes Segurança Cássio D. B. Pinheiro cdbpinheiro@ufpa.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar o conceito e a importância da Política de Segurança no ambiente informatizado, apresentando

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício O que é Firewall Um Firewall é um sistema para controlar o aceso às redes de computadores, desenvolvido para evitar acessos

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. O processo de Navegação na Internet A CONEXÃO USUÁRIO

Leia mais

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers

Ataques e Intrusões. Invasões Trashing e Engenharia Social. Classificação de Hackers Ataques e Intrusões Professor André Cardia andre@andrecardia.pro.br msn: andre.cardia@gmail.com Ataques e Intrusões O termo genérico para quem realiza um ataque é Hacker. Essa generalização, tem, porém,

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Palestra sobre Segurança de Redes - Windows NT

Palestra sobre Segurança de Redes - Windows NT Palestra sobre Segurança de Redes - Windows NT Workshop: "Internet, Windows NT e Segurança de Rede" Realizada em 13/05/1998 Palestrante: Fabio C. Cunha Microsoft Systems Engineer fccunha@flipflip.usp.br

Leia mais

Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma

Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma loja específica Manter um Antivírus atualizado; Evitar

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Sistemas de Detecção de Intrusão

Sistemas de Detecção de Intrusão Sistemas de Detecção de Intrusão Características Funciona como um alarme. Detecção com base em algum tipo de conhecimento: Assinaturas de ataques. Aprendizado de uma rede neural. Detecção com base em comportamento

Leia mais

Hardening de Servidores

Hardening de Servidores Hardening de Servidores O que é Mitm? O man-in-the-middle (pt: Homem no meio, em referência ao atacante que intercepta os dados) é uma forma de ataque em que os dados trocados entre duas partes, por exemplo

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. /Redes/Internet/Segurança

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. /Redes/Internet/Segurança APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA www.brunoguilhen.com.br A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Segurança e Vulnerabilidades em Aplicações Web jobona@terra.com.br Definição: Segurança Segundo o dicionário da Wikipédia, o termo segurança significa: 1. Condição ou estado de

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Sérgio Cabrera Professor Informática 1

Sérgio Cabrera Professor Informática 1 1. A tecnologia que utiliza uma rede pública, como a Internet, em substituição às linhas privadas para implementar redes corporativas é denominada. (A) VPN. (B) LAN. (C) 1OBaseT. (D) 1OBase2. (E) 100BaseT.

Leia mais

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso:

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso: MALWARE Spyware É o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. Seguem

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Componentes de um sistema de firewall - I

Componentes de um sistema de firewall - I Componentes de um sistema de firewall - I O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um único elemento de software instalado num

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores 8. Segurança de Rede DIN/CTC/UEM 2008 : o que é? Dispositivo que permite conectividade segura entre redes (interna e externa) com vários graus de confiabilidade Utilizado para implementar e impor as regras

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Segurança na Internet Aula 4. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Segurança na Internet Aula 4. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Segurança na Internet Aula 4 Profa. Rosemary Melo Segurança na Internet A evolução da internet veio acompanhada de problemas de relacionados a segurança. Exemplo de alguns casos de falta

Leia mais

EAD. Controles de Acesso Lógico. Identificar os controles de acesso lógico a serem implementados em cada uma das situações possíveis de ataque.

EAD. Controles de Acesso Lógico. Identificar os controles de acesso lógico a serem implementados em cada uma das situações possíveis de ataque. Controles de Acesso Lógico 3 EAD 1. Objetivos Identificar os controles de acesso lógico a serem implementados em cada uma das situações possíveis de ataque. Usar criptografia, assinatura e certificados

Leia mais

Exercícios da Parte II: Segurança da Informação Walter Cunha PSI

Exercícios da Parte II: Segurança da Informação Walter Cunha PSI Exercícios da Parte II: Segurança da Informação Walter Cunha PSI 1. (CESGRANRIO/Analista BNDES 2008) NÃO é uma boa prática de uma política de segurança: (a). difundir o cuidado com a segurança. (b). definir

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

Firewall. Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales

Firewall. Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales Firewall Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales O que é Firewall? Firewall pode ser definido como uma barreira de proteção, que controla o tráfego de dados entre seu computador e a Internet (ou entre a

Leia mais

Hackers. Seus dados podem ser inúteis, mas seu computador em si pode ainda ser um recurso valioso.

Hackers. Seus dados podem ser inúteis, mas seu computador em si pode ainda ser um recurso valioso. Firewalls Hackers Gostam de alvos fáceis. Podem não estar interessados nas suas informações. Podem invadir seu computador apenas por diversão. Para treinar um ataque a uma máquina relativamente segura.

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação 1 Agenda Sistemas de Firewall 2 1 SISTEMAS DE FIREWALL 3 Sistemas de Firewall Dispositivo que combina software e hardware para segmentar e controlar o acesso entre redes de computadores

Leia mais

Segredos do Hacker Ético

Segredos do Hacker Ético Marcos Flávio Araújo Assunção Segredos do Hacker Ético 2 a Edição Visual Books Sumário Prefácio... 21 Introdução... 23 1 Entendendo o Assunto... 25 1.1 Bem-vindo ao Obscuro Mundo da Segurança Digital...25

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Firewalls Prof. João Henrique Kleinschmidt Middleboxes RFC 3234: Middleboxes: Taxonomy and Issues Middlebox Dispositivo (box) intermediário que está no meio do caminho dos

Leia mais

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura.

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. Módulo 14 Segurança em redes Firewall, Criptografia e autenticação Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. 14.1 Sistemas

Leia mais

Firewalls. Firewalls

Firewalls. Firewalls Firewalls Firewalls Paredes Corta-Fogo Regula o Fluxo de Tráfego entre as redes Pacote1 INTERNET Pacote2 INTERNET Pacote3 Firewalls Firewalls Barreira de Comunicação entre duas redes Host, roteador, PC

Leia mais

Firewalls. O que é um firewall?

Firewalls. O que é um firewall? Tópico 13 Firewall Ferramentas de defesa - Firewall. Princípios de projeto de firewall. Sistemas confiáveis. Critérios comuns para avaliação de segurança da tecnologia da informação. 2 Firewalls O que

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Tópicos Motivação; Características; Histórico; Tipos de detecção de intrusão; Detecção de intrusão baseada na rede; Detecção

Leia mais

Firewall. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática

Firewall. Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes. Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Firewall Professor: João Paulo de Brito Gonçalves Disciplina: Serviços de Redes Campus Cachoeiro Curso Técnico em Informática Firewall (definições) Por que do nome firewall? Antigamente, quando as casas

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo

Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo Conectando-se à Internet com Segurança Soluções mais simples. Sistemas de Segurança de Perímetro Zona Desmilitarizada (DMZ) Roteador de

Leia mais

DNS DOMAIN NAME SYSTEM

DNS DOMAIN NAME SYSTEM FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ 2007 Índice 1 DNS DOMAIN NAME SYSTEM 3 2 PROXY SERVER 6 3 DHCP DYNAMIC HOST CONFIGURATION PROTOCOL 7 4 FIREWALL 8 4.1 INTRODUÇÃO 8 4.2 O QUE É FIREWALL 9 4.3 RAZÕES PARA UTILIZAR

Leia mais

Execícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Filtros de Pacotes Criptografia SSL

Execícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Filtros de Pacotes Criptografia SSL Execícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour Filtros de Pacotes Criptografia SSL Exercício 1 Configure as regras do filtro de pacotes "E" para permitir que os computadores da rede interna

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Vulnerabilidade do software Softwares comerciais contém falhas que criam vulnerabilidades na segurança Bugs escondidos (defeitos no

Leia mais

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza FIREWALL Prof. Fabio de Jesus Souza fabiojsouza@gmail.com Professor Fabio Souza O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um

Leia mais

Hardening de Servidores O que é Mitm? Hardening

Hardening de Servidores O que é Mitm? Hardening Hardening de Servidores O que é Mitm? O man-in-the-middle (pt: Homem no meio, em referência ao atacante que intercepta os dados) é uma forma de ataque em que os dados trocados entre duas partes, por exemplo

Leia mais

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br ricardo.souza@ifpa.edu.br

Segurança de Redes de Computadores. Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br ricardo.souza@ifpa.edu.br Segurança de Redes de Computadores Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br O conceito de Hardening caracteriza medidas e ações que visam proteger um determinado sistema de invasores Dentre

Leia mais

Nível de segurança de uma VPN

Nível de segurança de uma VPN VPN Virtual Private Network (VPN) é uma conexão segura baseada em criptografia O objetivo é transportar informação sensível através de uma rede insegura (Internet) VPNs combinam tecnologias de criptografia,

Leia mais

Mecanismos para Controles de Segurança

Mecanismos para Controles de Segurança Centro Universitário de Mineiros - UNIFIMES Sistemas de Informação Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação Mecanismos para Controles de Segurança Mineiros-Go, 12 de setembro de 2012. Profª. Esp.

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Professor: Cleber Schroeder Fonseca cleberfonseca@charqueadas.ifsul.edu.br 8 1 SEGURANÇA EM REDES DE COMPUTADORES 2 Segurança em redes de computadores Consiste na provisão de políticas

Leia mais

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização

Senha Admin. Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Manual do Nscontrol Principal Senha Admin Nessa tela, você poderá trocar a senha do administrador para obter acesso ao NSControl. Inicialização Aqui, você poderá selecionar quais programas você quer que

Leia mais

Segurança em Sistemas de Informação Tecnologias associadas a Firewall

Segurança em Sistemas de Informação Tecnologias associadas a Firewall Algumas definições Firewall Um componente ou conjunto de componentes que restringe acessos entre redes; Host Um computador ou um dispositivo conectado à rede; Bastion Host Um dispositivo que deve ser extremamente

Leia mais

O processo de ataque em uma rede de computadores. Jacson R.C. Silva

O processo de ataque em uma rede de computadores. Jacson R.C. Silva <jacsonrcsilva@gmail.com> O processo de ataque em uma rede de computadores Jacson R.C. Silva Inicialmente, se conscientizando... É importante ter em mente os passos que correspondem a um ataque Porém,

Leia mais

Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples

Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples Laboratório 11.2.3b Listas de acesso estendidas para DMZ simples Objetivo Situação Neste laboratório, será explorado o uso de listas de acesso estendidas para criação de uma Zona Desmilitarizada (DMZ).

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas Segurança de Redes de Computadores Adriano J. Holanda

Auditoria e Segurança de Sistemas Segurança de Redes de Computadores Adriano J. Holanda Auditoria e Segurança de Sistemas Segurança de Redes de Computadores Adriano J. Holanda Segurança na rede Segurança na rede refere-se a qualquer atividade planejada para proteger sua rede. Especificamente

Leia mais

Wilson Oliveira. Segurança da Informação Técnicas e Soluções

Wilson Oliveira. Segurança da Informação Técnicas e Soluções Wilson Oliveira Segurança da Informação Técnicas e Soluções Portugal/2001 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização

Leia mais

Ameaças, riscos e vulnerabilidades. Prof. Anderson Maia. Objetivos. ameaças mais comuns na internet;

Ameaças, riscos e vulnerabilidades. Prof. Anderson Maia. Objetivos. ameaças mais comuns na internet; Ameaças, riscos e vulnerabilidades Prof. Anderson Maia Objetivos è compreender o funcionamento de algumas ameaças mais comuns na internet; è entender como tais ameaças podem ser exploradas por meio das

Leia mais

e Uso Abusivo da Rede

e Uso Abusivo da Rede SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br REDES TIPOS DE REDE LAN (local area network) é uma rede que une os micros de um escritório, prédio, ou mesmo um conjunto de prédios próximos, usando

Leia mais

Sumário Instalando o Windows 2000 Server... 19

Sumário Instalando o Windows 2000 Server... 19 O autor... 11 Agradecimentos... 12 Apresentação... 13 Introdução... 13 Como funcionam as provas de certificação... 13 Como realizar uma prova de certificação... 13 Microsoft Certified Systems Engineer

Leia mais

Aula Exercício Informática

Aula Exercício Informática Aula Exercício Informática Fiscal ESAF 2006 - Curso AprovaSat Curso Aprovação www.cursoaprovacao.com.br PROF. SERGIO ALABI L F 2006 WWW.ALABI.NET CONCURSO@ALABI.NET 1. Os servidores de diretório responsáveis

Leia mais

Políticas de Segurança de Sistemas

Políticas de Segurança de Sistemas Políticas de Segurança de Sistemas Profs. Hederson Velasco Ramos Henrique Jesus Quintino de Oliveira Estudo de Boletins de Segurança O que é um boletim de segurança? São notificações emitidas pelos fabricantes

Leia mais

Segurança na Rede Local Redes de Computadores

Segurança na Rede Local Redes de Computadores Ciência da Computação Segurança na Rede Local Redes de Computadores Disciplina de Desenvolvimento de Sotware para Web Professor: Danilo Vido Leonardo Siqueira 20130474 São Paulo 2011 Sumário 1.Introdução...3

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Segurança da Informação. Guilherme Pereira Carvalho Neto. Portas e Serviços

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Segurança da Informação. Guilherme Pereira Carvalho Neto. Portas e Serviços Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Segurança da Informação Guilherme Pereira Carvalho Neto Portas e Serviços Goiânia 2015 Relatório de portas e serviços na rede Relatório produzido com base em dados colhidos

Leia mais

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Agenda Segurança o que é? Informação o que é? E Segurança da Informação? Segurança da Informação na UFBA

Leia mais

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s):

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s): Professor(es): Fernando Pirkel Descrição da(s) atividade(s): Definir as tecnologias de redes necessárias e adequadas para conexão e compartilhamento dos dados que fazem parte da automatização dos procedimentos

Leia mais

54-Analise as seguintes afirmações relacionadas aos conceitos básicos de Segurança da Informação: IP spoofing NAT NAT ( Network Address Translator )

54-Analise as seguintes afirmações relacionadas aos conceitos básicos de Segurança da Informação: IP spoofing NAT NAT ( Network Address Translator ) 54-Analise as seguintes afirmações relacionadas aos conceitos básicos de Segurança da Informação: I. O IP spoofing é uma técnica na qual o endereço real do atacante é mascarado, de forma a evitar que ele

Leia mais

Segurança de Redes. Aula 3 Elementos de Segurança de Redes Prof. Fred Sauer, D.Sc. fsauer@gmail.com

Segurança de Redes. Aula 3 Elementos de Segurança de Redes Prof. Fred Sauer, D.Sc. fsauer@gmail.com Segurança de Redes Aula 3 Elementos de Segurança de Redes Prof. Fred Sauer, D.Sc. fsauer@gmail.com 1 Sumário Conceitos básicos de Segurança (proteção, contramedidas) Firewall Filtros de Pacotes Stateful

Leia mais

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina;

Aula prática. Objetivo IPCONFIG. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br. Informa a configuração atual de rede da máquina; Aula prática Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Objetivo Nesta aula, você aprenderá a utilizar alguns utilitários de rede que podem ajudá-lo a identificar problemas na rede. No windows existem

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA Módulo A REDES DE COMPUTADORES Protocolos de Rede FALANDO A MESMA LÍNGUA Um protocolo pode ser comparado a um idioma, onde uma máquina precisa entender o idioma de outra máquina

Leia mais

4. (ESAF/CGU 2008) Considerando uma comunicação segura entre os usuários A e B, garantir confidencialidade indica que

4. (ESAF/CGU 2008) Considerando uma comunicação segura entre os usuários A e B, garantir confidencialidade indica que Exercícios da Parte I: Segurança da Informação Walter Cunha A informação 1. (CESPE/SERPRO 2008) O impacto causado por um incidente de segurança é proporcional ao tipo de vulnerabilidade encontrada em um

Leia mais

Edilberto Silva - www.edilms.eti.br

Edilberto Silva - www.edilms.eti.br Baseado no material dos profs.: Márcio D avila / FUMEC Mauro Sobrinho / Unieuro Mehran Misaghi / SOCIESC Edilberto Silva edilms@yahoo.com / www.edilms.eti.br Sumário Tecnologias e Afins Servidores Redes

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

INE 5223 Informática para Secretariado

INE 5223 Informática para Secretariado 4. AMBIENTE INTERNET UFSC Prof.: Achilles Colombo Prudêncio 4. Ambiente Internet UFSC 4.2. Utilização de Recursos da Internet O uso dos recursos da Internet vem sendo comentado sempre, em todos os tópicos

Leia mais

Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede

Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede CAMADA DE APLICAÇÃO Professora: Juliana Cristina de Andrade E-mail: professora.julianacrstina@gmail.com Site: www.julianacristina.com

Leia mais

Segurança de Sistemas e Internet Firewalls. Marcos Aguinaldo Forquesato Centro de Computação UNICAMP

Segurança de Sistemas e Internet Firewalls. Marcos Aguinaldo Forquesato Centro de Computação UNICAMP Segurança de Sistemas e Internet Firewalls Marcos Aguinaldo Forquesato Centro de Computação UNICAMP Por que você precisa de segurança? Para proteger sua rede contra a invasão de pessoas não autorizadas

Leia mais

Objetivos deste capítulo

Objetivos deste capítulo 1 Objetivos deste capítulo Identificar a finalidade de uma política de segurança. Identificar os componentes de uma política de segurança de rede. Identificar como implementar uma política de segurança

Leia mais

Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO:

Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO: Exercícios de Segurança de Informação Ameaças lógicas Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO: 1) Vírus de macro infectam arquivos criados por softwares que utilizam

Leia mais

Os riscos que rondam as organizações

Os riscos que rondam as organizações Os riscos que rondam as organizações Os potenciais atacantes O termo genérico para identificar quem realiza o ataque em um sistema computacional é hacker. Os hackers, por sua definição original, são aqueles

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Capítulo 7: IDS e Honeypots Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 Introdução IDS = Intrusion Detection Systems (Sistema de Detecção de Invasão) O IDS funciona sobre

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções.

Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções. Acesse a página inicial do NET Antivírus + Backup : www.netcombo.com.br/antivirus. Teremos 3 opções. Esse box destina-se ao cliente que já efetuou o seu primeiro acesso e cadastrou um login e senha. Após

Leia mais

Cartilha dos Trojan Horses

Cartilha dos Trojan Horses C00 Março de 1999 Cartilha dos Trojan Horses O que são os Trojan Horses? A lenda do "Cavalo de Tróia" diz que um grande cavalo de madeira foi presenteado pelos gregos aos troianos, como sinal de que estavam

Leia mais

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 INTERNET INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 OBJETIVOS Apresentar definições e aspectos envolvidos Diferenciar por abrangência Apresentar tecnologias de segurança Apresentar usos e métodos de busca

Leia mais

CISSP - MCSE CNE CCSE/I CCQE CCAE

CISSP - MCSE CNE CCSE/I CCQE CCAE HITECH Hacker Toys Anderson Ramos IT Security Consultant aramos@hitech.com.br CISSP - MCSE CNE CCSE/I CCQE CCAE Introdução Serão abordadas durante a palestra os ataques mais comuns e algumas ferramentas

Leia mais

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1

Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW. Free Powerpoint Templates Page 1 Segurança na Web Prof. Roberto Franciscatto 4º Semestre - TSI - CAFW Page 1 Quando você conecta sua rede doméstica ou corporativa a internet, tudo o que está além da sua rede é literalmente o fim do mundo

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

Riscos, Ameaças e Vulnerabilidades. Aécio Costa

Riscos, Ameaças e Vulnerabilidades. Aécio Costa Riscos, Ameaças e Vulnerabilidades Aécio Costa Riscos, Ameaças e Vulnerabilidades Independente do meio ou forma pela qual a informação é manuseada, armazenada, transmitida e descartada, é recomendável

Leia mais

Aspectos de Segurança na Internet: Evolução e Tendências Atuais

Aspectos de Segurança na Internet: Evolução e Tendências Atuais Aspectos de Segurança na Internet: Evolução e Tendências Atuais NIC BR Security Office nbso@nic.br http://www.nic.br/nbso.html Cristine Hoepers cristine@nic.br Klaus Steding-Jessen jessen@nic.br COMDEX

Leia mais

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada

Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Processo para transformar a mensagem original em uma mensagem ilegível por parte de uma pessoa não autorizada Criptografia Onde pode ser usada? Arquivos de um Computador Internet Backups Redes

Leia mais

Prof. Ricardo Beck Noções de Informática Professor: Ricardo Beck

Prof. Ricardo Beck Noções de Informática Professor: Ricardo Beck Noções de Informática Professor: Ricardo Beck Prof. Ricardo Beck www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 14 Como Funciona a Internet Basicamente cada computador conectado à Internet, acessando ou provendo

Leia mais

Técnico de Informática. Modulo II Segurança de Redes. Profª. Vanessa Rodrigues. Firewall

Técnico de Informática. Modulo II Segurança de Redes. Profª. Vanessa Rodrigues. Firewall Técnico de Informática Modulo II Segurança de Redes Profª. Vanessa Rodrigues Firewall Introdução Mesmo as pessoas menos familiarizadas com a tecnologia sabem que a internet não é um "território" livre

Leia mais

Walter Cunha Tecnologia da Informação Segurança

Walter Cunha Tecnologia da Informação Segurança Walter Cunha Tecnologia da Informação Segurança ESAF 2008 em Exercícios 37 (APO MPOG 2008) - A segurança da informação tem como objetivo a preservação da a) confidencialidade, interatividade e acessibilidade

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Segurança em Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 de agosto de 2009 Motivação Segurança em A maioria é causada pelo ser humano e intencional Inicialmente os hackers eram adolescentes

Leia mais

Segurança na Internet

Segurança na Internet Segurança na Internet Muito do sucesso e popularidade da Internet é por ela ser uma rede global aberta Por outro lado, isto faz da Internet um meio não muito seguro É difícil identificar com segurança

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Tópicos Motivação Utilização cada vez maior da Internet e a criação de ambientes cooperativos, levam a uma crescente preocupação

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Introdução ao protocolo TCP/IP Camada de aplicação Camada de transporte Camada de rede IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 É o protocolo mais usado da atualidade 1 :

Leia mais

Abin e PF. Informática Complemento. Prof. Rafael Araujo

Abin e PF. Informática Complemento. Prof. Rafael Araujo Criptografia Criptografia é a ciência e arte de escrever mensagens em forma cifrada ou em código. É parte de um campo de estudos que trata das comunicações secretas, usadas, dentre outras finalidades,

Leia mais