RELATÓRIO DE TREINAMENTOS DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ATIVIDADE PARLAMENTAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE TREINAMENTOS DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ATIVIDADE PARLAMENTAR"

Transcrição

1 RELATÓRIO DE TREINAMENTOS DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ATIVIDADE PARLAMENTAR Goiânia Abril/2015

2 Descrição do Evento A, em parceria com a Secretaria de Tecnologia e Informação, promoveu treinamento para utilização do Sistema de Gerenciamento de Atividade Parlamentar - SGAP, nos dia 13, 20 e 27 de março de 2015, sendo este voltado especialmente para servidores de gabinetes de Deputados da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. O treinamento em comento, teve como objetivo permitir que os servidores de gabinetes da Assembleia Legislativa pudessem conhecer e se tornarem aptos a operar o Sistema de Gerenciamento de Atividade Parlamentar - SGAP, qualificando o assessoramento prestado pelos servidores aos Deputados e contribuindo para o aprimoramento do serviço público prestado aos cidadãos que buscam os gabinetes. Inicialmente, foram previstas seis turmas com capacidade máxima para 20 pessoas por turma, sendo três no período matutino, das 9 às 10 horas, e três no vespertino, das 15 às 16 horas. Mesmo sendo previstas seis turmas, inicialmente, fez-se necessário uma nova programação para atender a demanda apresentada. Decidiu-se, então, que nos dias 20 e 27 seriam oferecidas duas turmas por período, perfazendo 4 por dia e totalizando 10 turmas, realizando até 13 inscrições por turma, havendo, à época, onze computadores no laboratório. Em relação ao horário pré-estabelecido, houve uma ampliação em 30 minutos, aumentando o tempo de para exposição do conteúdo e, especialmente, o tempo destinado ao esclarecimento de dúvidas. O treinamento foi apresentado por meio de aulas práticas no laboratório de informática da, com a realização de exercícios que simulem a atividade cotidiana de trabalho e explorem as funcionalidades do sistema, permitindo que os servidores em treinamento acompanhem as instruções, utilizando simultaneamente, o próprio sistema, em uma dinâmica pedagógica que supõe o aprender fazendo. 2

3 O treinamento contou com dois instrutores, ambos servidores efetivos da Assembleia Legislativa, lotados na Secretaria de Tecnologia da Informação, sendo eles, Renato Alves Figueiredo e Igino Lucas Oliveira, que atuaram respectivamente nos turnos matutino e vespertino. A capacitação, inicialmente, ocorreu nas dependências da Secretaria de Recursos Humanos, localizada na Assembleia Legislativa, anexo IV, sendo o Laboratório de Informática transferido no dia 25 de março de 2015 para a Sede da Escola do legislativo, localizada na Alameda dos Buritis, n. 358, Centro, Goiânia-GO. O treinamento em comento, pretendeu dar continuidade aos eventos promovidos pela escola em fevereiro e março do corrente ano, tendo como objetivo aprimorar e auxiliar os trabalhos nos Gabinetes. O treinamento iniciou-se com a breve fala do chefe da Seção Pedagógica, Miguel D. Gusmão Filho, abordando a necessidade do evento para o melhor desempenho dos servidores em seus gabinetes, realizando alguns comentários sobre o papel da e sobre atividades previstas. Após esse primeiro momento, os instrutores iniciaram o curso apresentando uma visão geral sobre o sistema, tratando da garantia do sigilo das informações e a importância do SGAP para melhorar o desempenho das atividades de gabinete. Os participantes foram capacitados para lidar com diferentes situações, a exemplo do cadastramento e do gerenciamento de funcionários, de solicitantes, de solicitações recebidas e enviadas, de processo e da importação e exportação de dados ao SGAP. Mesmo sendo as turmas heterogêneas, em idade e em grau de familiaridade com o programa, os instrutores deixaram as turmas bem à vontade para fazerem perguntas, demonstrando acessibilidade, clareza e também domínio de conteúdo. Ao final do treinamento, foram realizadas dinâmicas, apresentando situações hipotéticas, isto é, propondo problemas que poderiam acontecer no dia-adia dos gabinetes, e que o SGAP auxiliaria na solução das mencionadas situações, explicando logo em seguida como poderiam ser resolvidos facilmente. Pode-se observar que no último dia de treinamento foi necessário, devido 3

4 a mudança do laboratório e a redução do número de computadores, de onze para seis máquinas, a realização do curso em dupla por alguns dos participantes. Em todo o curso, os instrutores demonstraram profissionalismo para com os alunos, tirando a dúvidas e aguardando o tempo necessário para que todos pudessem realizar as atividades propostas. Mesmo com a realização de 114 inscrições, ao longo de todo treinamento, houve um número considerável de pessoas que não compareceram, resultando apenas em 65 servidores capacitados, ou seja, 43% dos inscritos não compareceram. Avaliação dos participantes Ao final de cada atividade, foram entregues questionários de avaliação, não identificáveis, podendo ser preenchidos voluntariamente pelos participantes, garantindo o anonimato e a livre manifestação dos presentes, contando com três grupos de questões, o primeiro grupo avaliou individualmente cada um dos instrutores, o segundo tratou de aspectos gerais do evento, comentados a seguir, enquanto o terceiro e último grupo de questões dedicou-se a autoavaliação dos participantes. Ao todo, foram respondidos sessenta e quatro questionários. 4

5 De acordo com essa pesquisa, a avaliação geral dos palestrantes foi amplamente positiva, nos diversos quesitos analisados. Mesmo estes tendo sido avaliados separadamente, esse relatório publicará apenas a avaliação geral agregada dos instrutores, aproveitando, portanto, as demais informações internamente para orientar atividades futuras da Escola. Em relação à opinião agregada dos participantes do curso, 84% avaliaram como ótima a atuação dos instrutores e 13% como boa, o que totalizou uma atuação positiva de 97% da opinião dos consultados. O percentual dos quesitos não respondidos foi de 3%, não havendo registro de opinião negativa. Gráfico 1: Avaliação geral dos palestrantes % 84% 3% Quanto aos aspectos gerais, além da avaliação da organização geral do evento, foram oferecidos seis outros campos para serem analisados, a saber: a) Relevância do conteúdo abordado para sua atividade; b) Acomodações (temperatura, iluminação e conforto); c) Cumprimento dos horários estabelecidos; d) Material de apoio digital; e) Divulgação do evento; f) Participação do público. De um modo geral, toda a avaliação foi positiva, havendo ampla maioria de manifestações que sinalizam para os conceitos ótimo ou bom. Quanto à avaliação 5

6 da organização geral do evento, observou-se que 98% dos participantes avaliaram positivamente, sendo que 73% avaliaram como ótimo e 25% como bom. Não houve uma manifestação sequer por opções negativas, ruim ou péssimo, tendo apenas 2% dos participantes não respondido este quesito. Gráfico 2: Organização geral do evento % 73% 2% A relevância do conteúdo abordado foi reconhecida pela grande maioria dos pesquisados, sinalizando para eficiência na focalização do público-alvo. Com avaliação positiva no quesito em comento de 98% dos participantes da pesquisa, houve a indicação de 67% com a máxima avaliação e 31% como bom. O percentual de avaliação regular foi de 2%. Gráfico 3: Relevência do conteúdo abordado para sua atividade % 31% 67% Como pode ser observado no gráfico 4, o item acomodação, tratando-se do Laboratório de Informática da, foi bem avaliado, analisando 6

7 temperatura, iluminação e conforto, com 94% das avaliações como positiva, sendo a acomodação do mencionado laboratório considerada ótima por 69% das pessoas que participaram da pesquisa e 25% avaliaram a acomodação como boa, uma vez que 6% dos respondentes avaliaram como regular Gráfico 4: Acomodação (temperatura, iluminação e conforto) 6% 25% 69% Segundo os participantes da pesquisa, como pode ser observado no gráfico 5, a maior parte novamente indicou a predominância de avaliação positiva, com cerca de 96,9% da opinião apresentada, sendo que destes, 75% avaliaram como ótimo o material distribuído e cerca de 21,9% como bom. Houve o registro de avaliação regular com aproximadamente 1,6% nesse quesito e 1,5% sem s para o questionamento. 80, 60, 40, 20, 0, Gráfico 5: Material de apoio digital (manual SGAP) 0, 0, 1,6% 21,9% 75, 1,5% Além da utilização do Portal da Assembleia Legislativa na divulgação do evento, considerando o público-alvo almejado, foi realizada a divulgação de folhetos 7

8 em todos os 41 gabinetes em 12 de março, além da divulgação em 09 de março, durante o Curso Básico Sobre a Atividade Parlamentar. Como pode ser verificado no Gráfico 6, a divulgação do evento foi considerada positiva por cerca de 95,3% dos respondentes, sendo 57,8% dessa manifestação indicativa de uma ótima divulgação e 37,5% como boa. A divulgação do evento foi considerada regular por cerca de 3,1% dos presentes e ruim por 1,6%. Gráfico 6: Divulgação do evento 80, 60, 40, 20, 0, 0, 1,6% 3,1% 37,5% 57,8% 0, A participação do público no evento, considerando a sua metodologia em exposições e esclarecimento de dúvidas, foi avaliada pelo público que respondeu o questionário como positiva para 97%, sendo que 61% considerou a participação como ótima e 36% como boa. Houve 3% que considerou regular. Gráfico 7: Participação do público % 36% 61% A pontualidade pretendida pela organização do evento, que contou com a solicitude dos instrutores e participantes do evento, teve avaliação positiva para a 8

9 ampla maioria das pessoas, cerca de 95%. O cumprimento do horário foi avaliado como ótimo por 73%, como bom por 22% e regular por 5%, não houve manifestação negativa, isto é, péssimo ou ruim Gráfico 8: Cumprimento dos horários estabelecidos 5% 22% 73% Considerando os dados mencionados, pode-se perceber que o Treinamento para o Sistema de Gerenciamento de Atividade Parlamentar-SGAP atingiu o objetivo proposto satisfatoriamente, isto é, permitiu que servidores de gabinetes da Assembleia Legislativa pudessem conhecer e se tornar aptos à operarem o mencionado sistema, contribuindo para qualificar o assessoramento prestado pelos servidores aos Deputados e o aprimoramento do serviço público oferecido aos cidadãos que buscam os gabinetes. Goiânia, 07 de abril de Deputado Hélio de Sousa Presidente da Carlos Henrique Santillo Diretor da 9

10 Miguel D. Gusmão Filho Chefe da Seção Pedagógica Maurício Paranaguá Chefe da Seção de Projetos Especiais Hernesto Lins Pimentel Carneiro Chefe da Seção Administrativa Equipe Técnica Anadrielle Garcez Berft André Assumpção Aires Anelisa Mendonça Lemes Angelita Martins Garcia Arnaldo Perigo de Souza Cinthia Rodrigues Lopes Débora Cristina Pinheiro de Morais Denise Xavier Lemes Enésia Sirlhe de Oliveira Fabrizzio Cabral de Lacerda Gilca de Carvalho Giuseppe Galileu Guedes Vecci Glauce Aparecida Correa Dutra João Afonso A. Aires Fonseca Josyelly Xavier Santana Kelley Marques Lara Rodrigues Campos Leandro Caldeira Brito Luan Henrique Furtado Santos Marcia Coutinho Rodrigues Maria Angélica dos Santos Araújo Melissa Gonçalves Brandão Natália Borges Naves Paulo Gonçalves Rosa Neto Paulo Henrique de Oliveira Souza Suraya Said Badreddine Thaynara Ferreira Câmara 10

RELATÓRIO DO TREINAMENTO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS

RELATÓRIO DO TREINAMENTO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS RELATÓRIO DO TREINAMENTO DO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PROCESSOS E DOCUMENTOS Goiânia Setembro/2015 Descrição do Evento A, em parceria com a Secretaria de Tecnologia e Informação, promoveu no dia 28 de

Leia mais

RELATÓRIO DE CURSO BÁSICO DE DIGITAÇAO

RELATÓRIO DE CURSO BÁSICO DE DIGITAÇAO RELATÓRIO DE CURSO BÁSICO DE DIGITAÇAO Goiânia Agosto/2015 Descrição do Evento A promoveu entre os dias 17 e 21 de agosto de 2015 curso básico de digitação, voltado para todos os servidores da Assembleia

Leia mais

RELATÓRIO DA PALESTRA DIREÇÃO DEFENSIVA E LEGISLAÇAÕ DE TRÂNSITO.

RELATÓRIO DA PALESTRA DIREÇÃO DEFENSIVA E LEGISLAÇAÕ DE TRÂNSITO. RELATÓRIO DA PALESTRA DIREÇÃO DEFENSIVA E LEGISLAÇAÕ DE TRÂNSITO. Goiânia Março/2015 Descrição geral do evento A promoveu em 25 de março de 2015, às 15h, no auditório da, palestra sobre Direção Defensiva

Leia mais

QUINTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE A ESCOLA DA PROVIDÊNCIA JARDIM NOVO MUNDO

QUINTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE A ESCOLA DA PROVIDÊNCIA JARDIM NOVO MUNDO QUINTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE A ESCOLA DA PROVIDÊNCIA JARDIM NOVO MUNDO Goiânia Setembro/2015 1 - Aspectos Gerais da visita O evento teve início às 8:30 com a chegada dos alunos

Leia mais

DÉCIMA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE ALUNOS DO CURSO RELAÇÕES INTERNACIONAIS, DA PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

DÉCIMA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE ALUNOS DO CURSO RELAÇÕES INTERNACIONAIS, DA PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE ALUNOS DO CURSO RELAÇÕES INTERNACIONAIS, DA PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PUC-GO. Goiânia Novembro/2015 1- Aspectos Gerais da

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS ESCOLA DO LEGISLATIVO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS ESCOLA DO LEGISLATIVO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS ESCOLA DO LEGISLATIVO RELATÓRIO DO CURSO DE PROCESSO LEGISLATIVO E COMISSÕES PARLAMENTARES Goiânia Dezembro de 2015 1.Descrição geral da atividade A em parceria

Leia mais

QUARTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE A ESCOLA SESI VILA CANAÃ

QUARTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE A ESCOLA SESI VILA CANAÃ + QUARTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO RECEBE A ESCOLA SESI VILA CANAÃ Goiânia Agosto /2015 Descrição geral da visita. A, atendendo a solicitação dos alunos da Escola SESI Vila Canaã, que participa

Leia mais

RELATÓRIO DE CAPACITAÇAO DE CHEFES E SERVIDORES NO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS

RELATÓRIO DE CAPACITAÇAO DE CHEFES E SERVIDORES NO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS RELATÓRIO DE CAPACITAÇAO DE CHEFES E SERVIDORES NO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS Goiânia Junho/2015 1. Apresentação A, em parceria com as Secretarias de Tecnologia da Informação e de Recursos Humanos, promoveu

Leia mais

RELATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA

RELATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA RELATÓRIO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA Goiânia agosto/2015 Descrição do Evento A Escola do Legislativo promoveu nos dias 28 de agosto e 1 de setembro do corrente ano a atividade de capacitação sobre

Leia mais

RELATÓRIO DO CURSO DE INTRODUÇÃO A SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

RELATÓRIO DO CURSO DE INTRODUÇÃO A SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO RELATÓRIO DO CURSO DE INTRODUÇÃO A SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Goiânia Agosto/2015 Descrição geral do Curso A em parceria com a Seção Especial de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt)

Leia mais

Relatório do curso de Finanças Pessoais e Eliminação de Dívidas

Relatório do curso de Finanças Pessoais e Eliminação de Dívidas Assembleia Legislativa do Estado de Goiás Relatório do curso de Finanças Pessoais e Eliminação de Dívidas Goiânia Abril de 2016 1. Descrição geral da atividade A, da Assembleia Legislativa do Estado de

Leia mais

Relatório da Oficina de Gestão de Compras na Administração Pública

Relatório da Oficina de Gestão de Compras na Administração Pública Assembleia Legislativa do Estado de Goiás Relatório da Oficina de Gestão de Compras na Administração Pública Goiânia Maio de 2016 1. Descrição geral da atividade A, em parceria com a Comissão Permanente

Leia mais

SEXTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO QUALIFICA OS PARTICIPANTES DO PROJETO EMANCIPAR

SEXTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO QUALIFICA OS PARTICIPANTES DO PROJETO EMANCIPAR SEXTA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO QUALIFICA OS PARTICIPANTES DO PROJETO EMANCIPAR Goiânia Outubro/2015 Descrição geral do Seminário A execução do projeto Escola no Legislativo, realizada no

Leia mais

SEGUNDA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO E O PROJETO ESTAGIÁRIO CIDADÃO

SEGUNDA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO E O PROJETO ESTAGIÁRIO CIDADÃO SEGUNDA EDIÇÃO DO PROJETO ESCOLA NO LEGISLATIVO E O PROJETO ESTAGIÁRIO CIDADÃO Goiânia Junho/2015 Descrição Geral do Seminário A iniciou, no dia 25 de junho de 2015, o Projeto Estagiário Cidadão, com palestras

Leia mais

RELATÓRIO DA PALESTRA DE FUNDAMENTOS E PRINCÍPIOS DO DIREITO ADMINISTRATIVO

RELATÓRIO DA PALESTRA DE FUNDAMENTOS E PRINCÍPIOS DO DIREITO ADMINISTRATIVO RELATÓRIO DA PALESTRA DE FUNDAMENTOS E PRINCÍPIOS DO DIREITO ADMINISTRATIVO Goiânia Outubro/2015 Descrição geral do evento A de Goiás, em atividade de promoção e divulgação de convênio de Cooperação Técnica

Leia mais

RELATÓRIO SEMESTRAL DE ATIVIDADES

RELATÓRIO SEMESTRAL DE ATIVIDADES RELATÓRIO SEMESTRAL DE ATIVIDADES Goiânia julho/2015 1 SUMÁRIO 1) Apresentação. 2) Atividades Administrativas. 3) Atividades Pedagógicas. 4) Atividades em Projetos Especiais. 5) Conclusão. 1) Apresentação

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA DE LIBRAS

RELATÓRIO DA OFICINA DE LIBRAS RELATÓRIO DA OFICINA DE LIBRAS Goiânia 1 Descrição geral do evento Outubro/2015 A promoveu no dia 25 de setembro de 2015 a Oficina de Língua Brasileira de Sinais - Libras, realizada no auditório da própria

Leia mais

CURSO DE REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DE INSTRUTOR DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO

CURSO DE REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DE INSTRUTOR DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO CURSO DE REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DE INSTRUTOR DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO FORTALEZA/CE Realização: 13 a 1 de setembro de 2010. RELATÓRIO CONSOLIDADO Página 1 de 28/12/2010 1. Dados

Leia mais

SUMÁRIO RELAÇÃO DE PONTUAÇÃO.3 01 AVALIAÇÃO DOS COORDENADORES PELA DIREÇÃO.4 02 AVALIAÇÃO DO CORPO DOCENTE PELOS COORDENADORES.21 14.22 14.

SUMÁRIO RELAÇÃO DE PONTUAÇÃO.3 01 AVALIAÇÃO DOS COORDENADORES PELA DIREÇÃO.4 02 AVALIAÇÃO DO CORPO DOCENTE PELOS COORDENADORES.21 14.22 14. SUMÁRIO RELAÇÃO DE PONTUAÇÃO...3 01 AVALIAÇÃO DOS COORDENADORES PELA DIREÇÃO......4 02 AVALIAÇÃO DO CORPO DOCENTE PELOS COORDENADORES...5 03 AVALIAÇÃO DA DIREÇÃO PELA COORDENAÇÃO...6 04 AVALIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS

Leia mais

O PROCESSO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CURSO ON-LINE CONTABILIDADE PARA PROFISSIONAIS NÃO CONTADORES

O PROCESSO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CURSO ON-LINE CONTABILIDADE PARA PROFISSIONAIS NÃO CONTADORES 1 O PROCESSO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO CURSO ON-LINE CONTABILIDADE PARA PROFISSIONAIS NÃO CONTADORES 100-TC-B5 05/2005 Daniela Karine Ramos Ilog Tecnologia, dadaniela@gmail.com B - Conteúdos

Leia mais

Relatório Simplificado

Relatório Simplificado Relatório Simplificado Pesquisa de opinião entre Secretários(as) de Comissões Seção de Assessoramento Temático Diretoria Legislativa A presente pesquisa é resultado de demanda derivada de discussão realizada

Leia mais

Cursos de Língua Inglesa T&HMS

Cursos de Língua Inglesa T&HMS Cursos de Língua Inglesa T&HMS Acreditamos que a educação é essencial para o desenvolvimento das nações. Trabalhamos em conjunto com os alunos para contribuir para o desenvolvimento de líderes empresariais

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas Apresentação 11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas Identificação do órgão: Supremo Tribunal Federal Unidade: Secretaria de Recursos Humanos / Coordenadoria de Desenvolvimento

Leia mais

E-learning para servidores públicos de nível médio

E-learning para servidores públicos de nível médio 554.ART 04 24.06.05 19:13 Page 113 E-Learning para servidores públicos de nível médio E-learning para servidores públicos de nível médio Silvio Miyazaki* Marcelo Amaral Gonçalves de Mendonça** RESUMO Analisar

Leia mais

ANEXO I. PROJETO DE -- Selecione --

ANEXO I. PROJETO DE -- Selecione -- MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE -- Selecione -- 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: INCLUSÃO DIGITAL NA EDUCAÇÃO ESPECIAL 1.2 Câmpus de Origem: Júlio

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO POR MEIO DA WEB

ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO POR MEIO DA WEB ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO POR MEIO DA WEB 1 Com finalidade de auxiliar nas respostas às perguntas formuladas ou de esclarecer alguma dúvida sobre questões que não foram expressas

Leia mais

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA - UNISANTA RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA

UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA - UNISANTA RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA - UNISANTA RELATÓRIO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NAI É preciso avaliar para aprimorar CONSIDERAÇÕES INICIAIS A UNISANTA desenvolveu,

Leia mais

PROMOVENDO ATIVIDADES RELACIONADAS À HIGIENE PESSOAL NO ENSINO FUNDAMENTAL

PROMOVENDO ATIVIDADES RELACIONADAS À HIGIENE PESSOAL NO ENSINO FUNDAMENTAL PROMOVENDO ATIVIDADES RELACIONADAS À HIGIENE PESSOAL NO ENSINO FUNDAMENTAL Renata Fonseca Bezerra¹, Eliete Alves de Sousa¹, Paloma Rodrigues Cunha¹, Larissa Costa Pereira¹, Francisco Cleiton da Rocha²

Leia mais

RECURSOS HUMANOS CONCEITUAÇÃO 01 01/02 NORMAS GERAIS 02 01/02 PLANEJAMENTO DA PROGRAMAÇÃO DE CAPACITAÇÃO 04 01/05

RECURSOS HUMANOS CONCEITUAÇÃO 01 01/02 NORMAS GERAIS 02 01/02 PLANEJAMENTO DA PROGRAMAÇÃO DE CAPACITAÇÃO 04 01/05 IN-13-2 SUBSISTEMA ÍNDICE 1 ASSUNTO FOLHA CONCEITUAÇÃO 1 1/2 NORMAS GERAIS 2 1/2 CLASSIFICAÇÃO, INSTRUTORES E PAGAMENTO DE EVENTOS 3 1/3 PLANEJAMENTO DA PROGRAMAÇÃO DE CAPACITAÇÃO 4 1/5 OPERACIONALIZAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DA I FEIRA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR - ASSIS CHATEAUBRIAND

REGULAMENTO DA I FEIRA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR - ASSIS CHATEAUBRIAND REGULAMENTO DA I FEIRA DE ENSINO, EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFPR - ASSIS CHATEAUBRIAND Data de realização do evento: 07 de outubro de 2015 CAPÍTULO I DA REALIZAÇÃO Art. 1 A I Feira de Ensino, Extensão,

Leia mais

PESQUISA INSTITUCIONAL CAMPUS RIO DE JANEIRO. Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio

PESQUISA INSTITUCIONAL CAMPUS RIO DE JANEIRO. Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio PESQUISA INSTITUCIONAL CAMPUS RIO DE JANEIRO Cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio PESQUISA INSTITUCIONAL IFRJ - CAMPUS RIO DE JANEIRO CURSO TÉCNICO EM BIOTECNOLOGIA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO 1 Capa

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo

Leia mais

Introdução. Laboratórios de informática

Introdução. Laboratórios de informática Descrição da infraestrutura física destinada aos cursos, incluindo laboratórios, equipamentos instalados, infraestrutura de informática e redes de informação. Introdução Relação de laboratórios, oficinas

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO Secretaria-Geral da Presidência Instituto Serzedello Corrêa

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO Secretaria-Geral da Presidência Instituto Serzedello Corrêa ISC comemora resultados recordes em 2008 Nos últimos 4 anos o ISC dobrou o número de eventos promovidos e de matrículas efetivadas, atendendo, em média, 1.389 servidores e 637 convidados por ano Apurados

Leia mais

Monitoria como instrumento para a melhoria da qualidade do ensino em Farmacotécnica

Monitoria como instrumento para a melhoria da qualidade do ensino em Farmacotécnica Monitoria como instrumento para a melhoria da qualidade do ensino em Farmacotécnica MORAIS, W. A. 1 ; SOARES, D. S. 2 ; BARBOZA, I. R. 3 ; CARDOSO, K. O. A 4 ; MORAES, D. A. 5 ; SOUZA, F. V. A 6. Resumo

Leia mais

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF.

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. A Secretária de Gestão de Pessoas, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

port 617-2007 - ANVISA - ATENDIMENTO AO PÚBLICO - POLÍTICA - REGRAS

port 617-2007 - ANVISA - ATENDIMENTO AO PÚBLICO - POLÍTICA - REGRAS port 617-2007 - ANVISA - ATENDIMENTO AO PÚBLICO - POLÍTICA - REGRAS PORTARIA ANVISA Nº 617, DE 30 DE AGOSTO DE 2007 DOU 03.09.2007 Dispõe sobre a Política de Atendimento ao Público da Agência Nacional

Leia mais

Comércio Exterior. Cursos Completos

Comércio Exterior. Cursos Completos Comércio Exterior Relação de Cursos Cursos Completos Curso Completo de Comércio Exterior: Este curso inclui o conteúdo de quase todos os cursos que oferecemos na área de comércio exterior. Este curso é

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 02/2014

CHAMADA PÚBLICA 02/2014 CHAMADA PÚBLICA 02/2014 CHAMADA PÚBLICA PARA CURSOS DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA O (IFG) faz saber, pela presente Chamada Pública, que estarão abertas no período de 06 a 20 de agosto de 2014, as inscrições

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS CURSO: Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários TURNO: Noturno DISCIPLINA: Gestão Mercadológica de Vendas SEMESTRE: 3º semestre

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2012 PROJETO ALFABETIZAÇÃO CIDADÃ

PLANO DE AÇÃO 2012 PROJETO ALFABETIZAÇÃO CIDADÃ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX DIRETORIA DE PROGRAMAS SOCI PLANO DE AÇÃO 2012 PROJETO ALFABETIZAÇÃO CIDADÃ Gestora do Projeto: Gleice Amélia Gomes Lemos 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 JUSTIFICATIVA... 4 RECURSOS

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011/02

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011/02 Curso de Bacharelado em ENFERMAGEM COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011/02 DISCENTES: CATEGORIAS & DIMENSÕES AVALIADAS: Desempenho docente, Coordenação do

Leia mais

NOTA TÉCNICA. Goiânia, outubro de 2014. Coordenada pelo Analista/ Pesquisador Legislativo Hernesto Lins P. Carneiro, Presidente da AALEGO.

NOTA TÉCNICA. Goiânia, outubro de 2014. Coordenada pelo Analista/ Pesquisador Legislativo Hernesto Lins P. Carneiro, Presidente da AALEGO. NOTA TÉCNICA O vencimento-base do cargo de Analista Legislativo da Alego nos contextos nacional e local: uma análise comparativa entre os cargos de Analista, Assistente e Procurador Coordenada pelo Analista/

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013 14870896 ANA CATARINA DE JESUS RIBEIRO Não colocada 14583084 ANA CATARINA DA ROCHA DIAS Não colocada 14922639 ANA CATARINA SOARES COUTO Colocada em 7230 Instituto Politécnico do Porto - Escola Superior

Leia mais

O CURSO DE GESTÃO PÚBLICA DA UFSCar SOB O OLHAR DOS ALUNOS DA TURMA 2013 DO POLO DE FRANCA (SP)

O CURSO DE GESTÃO PÚBLICA DA UFSCar SOB O OLHAR DOS ALUNOS DA TURMA 2013 DO POLO DE FRANCA (SP) 1 O CURSO DE GESTÃO PÚBLICA DA UFSCar SOB O OLHAR DOS ALUNOS DA TURMA 2013 DO POLO DE FRANCA (SP) São Carlos - SP - maio/2015 Daniela Salgado Gonçalves da Silva - UFSCar - danisalgadoead@gmail.com Glauco

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG. GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG. GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SEPLAG GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS Alberto Pinto Coelho SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Renata Maria Paes de Vilhena SUBSECRETÁRIA DE

Leia mais

Pesquisa de satisfação da Direh ANO 2011

Pesquisa de satisfação da Direh ANO 2011 Pesquisa de satisfação da Direh ANO 211 Relatório de ampla divulgação III Pesquisa de Satisfação da Direh/211 1 Pesquisa de satisfação da Direh - ANO 211 Organizado por: Coordenação Integrada da Qualidade

Leia mais

O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS

O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS O USO DE PROJETOS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS Andreza Olivieri Lopes Carmignolli1 UNESP Eva Poliana Carlindo2 UNESP Grupo de Trabalho Didática: Teorias, Metodologias e Práticas Agência Financiadora: não

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO ESPECIALIZADO EM PROGRAMAÇÃO. Lucas Schwendler; Darlei Feix; Andreia Sias Rodrigues

NÚCLEO DE APOIO ESPECIALIZADO EM PROGRAMAÇÃO. Lucas Schwendler; Darlei Feix; Andreia Sias Rodrigues NÚCLEO DE APOIO ESPECIALIZADO EM PROGRAMAÇÃO Lucas Schwendler; Darlei Feix; Andreia Sias Rodrigues Curso: Técnica integrado Informática Instituição: Instituto Federal Sul-Rio-Grandense Campus Venâncio

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO 1 SUMÁRIO Lista de Anexos... 3 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 5 3. DEFINIÇÕES... 5 4. OBJETIVOS... 6 5. PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIAS...

Leia mais

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 1SEM2015 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 1SEM2015 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE ANCHIETA DE ENSINO SUPERIOR DO PARANÁ RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 1SEM2015 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Constituída em atendimento à Lei nº 10.861/2004, regulamentada pela Portaria

Leia mais

SIAPNet e Portal do Cidadão Instrumentos de controle das contas públicas

SIAPNet e Portal do Cidadão Instrumentos de controle das contas públicas SIAPNet e Portal do Cidadão Instrumentos de controle das contas públicas Já conhecidos do público em geral, os sítios do SIAPNet e mais recentemente do Portal do Cidadão têm se demonstrado ótimos instrumentos

Leia mais

IF SUDESTE MG REITORIA

IF SUDESTE MG REITORIA 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 8 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLÉGIO DE DIRIGENTES DO

Leia mais

Regulamenta o Programa de Estágio de Estudantes na Câmara Municipal de São Paulo.

Regulamenta o Programa de Estágio de Estudantes na Câmara Municipal de São Paulo. ATO 994/07 Regulamenta o Programa de Estágio de Estudantes na Câmara Municipal de São Paulo. Considerando a Lei Federal nº 6.494, de 07/12/1977, que dispõe sobre o estágio de estudantes de ensino superior,

Leia mais

O que significa? Atividades principais que constituem a prática:

O que significa? Atividades principais que constituem a prática: Título: Pauta Específica nos Juizados Especiais com Treinamento de Prepostos. Tema: Eficiência das estruturas da conciliação e mediação (Art. 3º, II, do Regulamento). Categoria: Tribunal Estadual (art.

Leia mais

CAMPUS DE UNIÃO DA VITÓRIA Divisão de Extensão e Cultura

CAMPUS DE UNIÃO DA VITÓRIA Divisão de Extensão e Cultura CAMPUS DE UNIÃO DA VITÓRIA Divisão de Extensão e Cultura EDITAL Nº. 001/2016 Processo Seletivo de Bolsistas de Extensão Universitária USF Vagas Remanescentes A Divisão de Extensão e Cultura, em conformidade

Leia mais

A pesquisa foi realizada no período de 24/09 a 30/10 do ano de 2012, disponibilizada por e- mail e 24h por dia no ambiente da intranet do TJPE.

A pesquisa foi realizada no período de 24/09 a 30/10 do ano de 2012, disponibilizada por e- mail e 24h por dia no ambiente da intranet do TJPE. APRESENTAÇÃO Este documento fornece um resumo do relatório da Pesquisa de Satisfação que foi realizada no Tribunal de Justiça de Pernambuco em 2012 sobre os serviços prestados pela SETIC. PERÍODO DE REALIZAÇÃO

Leia mais

III-506 - APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS PRODUZIDOS PELA CRECHE LAR CORDEIRINHOS DE DEUS EM BELÉM ESTADO DO PARÁ

III-506 - APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS PRODUZIDOS PELA CRECHE LAR CORDEIRINHOS DE DEUS EM BELÉM ESTADO DO PARÁ III-506 - APROVEITAMENTO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS PRODUZIDOS PELA CRECHE LAR CORDEIRINHOS DE DEUS EM BELÉM ESTADO DO PARÁ Camila Araújo Paiva (1) Ana Renata Abreu de Moraes Isabela Lopes da Silva Graduando

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 44/15, de 09/12/2015. CAPÍTULO I AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

... ... ANÁLISE DOS REGISTROS DE ACIDENTES 2013 PROGRAMA. Ação integrante do Projeto Comissão de Saúde / Programa Unimed Vida

... ... ANÁLISE DOS REGISTROS DE ACIDENTES 2013 PROGRAMA. Ação integrante do Projeto Comissão de Saúde / Programa Unimed Vida ~........................................ ANÁLISE DOS REGISTROS DE ACIDENTES 213 PROGRAMA Unimed..........................Vida.............. Ação integrante do Projeto Comissão de Saúde / Programa Unimed

Leia mais

QUANTO É? PALAVRAS-CHAVE: Aulas investigativas, lúdico, aprendizagem. INTRODUÇÃO

QUANTO É? PALAVRAS-CHAVE: Aulas investigativas, lúdico, aprendizagem. INTRODUÇÃO QUANTO É? Danielle Ferreira do Prado - GEEM-UESB RESUMO Este trabalho trata sobre um trabalho que recebeu o nome de Quanto é? que foi desenvolvido depois de vários questionamentos a cerca de como criar

Leia mais

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL SECRETARIA DE NAVEGAÇÃO AÉREA CIVIL Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR EDITAL Nº 005/2014 SENAV/SAC-PR A Secretaria de Navegação

Leia mais

Avaliação Geral Institucional

Avaliação Geral Institucional Avaliação Geral Institucional COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA Cursos Superiores de Graduação: - ADM - CCO Tecnólogo em - HOT Ano: 29-1 Capivari de Baixo, Julho de 29 SUMÁRIO Introdução...3 Avaliação

Leia mais

SISTEMA DE SERVIÇOS DE INFRA-ESTRUTURA DA UFRGS

SISTEMA DE SERVIÇOS DE INFRA-ESTRUTURA DA UFRGS SISTEMA DE SERVIÇOS DE INFRA-ESTRUTURA DA UFRGS Instituição: UFRGS Autores: Ricardo Vieira, José Luis Machado e Álvaro Juscelino Lanner Área: Sistema de Informações Introdução. O trabalho aqui proposto

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA O CURSO DE EXTENSÃO CINE EDUCAÇÃO HORÁRIOS

CHAMADA PÚBLICA PARA O CURSO DE EXTENSÃO CINE EDUCAÇÃO HORÁRIOS CHAMADA PÚBLICA PARA O CURSO DE EXTENSÃO CINE EDUCAÇÃO O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG) Câmpus Cidade de Goiás faz saber, pela presente Chamada Pública, que estarão

Leia mais

Relatório da 2ª Pauta Concentrada de 2012 DPVAT

Relatório da 2ª Pauta Concentrada de 2012 DPVAT Relatório da 2ª Pauta Concentrada de 2012 DPVAT Setembro, 2012 Relatório da 2ª Pauta Concentrada de 2012 - DPVAT O presente documento revela os resultados da V Semana de Conciliação de 2012 do Centro Judiciário

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE EAD

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE EAD MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO NÚCLEO

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO UNITY 3D AVANÇADO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO UNITY 3D AVANÇADO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO UNITY 3D AVANÇADO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD) para participação

Leia mais

Art.2º O Correio Eletrônico Institucional será composto por 3 (três) tipos de serviços de e-mail distintos: I pessoal; II setorial; e III - lista.

Art.2º O Correio Eletrônico Institucional será composto por 3 (três) tipos de serviços de e-mail distintos: I pessoal; II setorial; e III - lista. DECRETO nº 1784, de 13 de fevereiro de 2012 Disciplina a criação de e-mail institucional para todos os servidores da Administração Direta do Poder Executivo do Município de Contagem. A PREFEITA DO MUNICÍPIO

Leia mais

SIGRH. Módulo Capacitação. Manual do Usuário

SIGRH. Módulo Capacitação. Manual do Usuário SIGRH Módulo Capacitação Manual do Usuário Apresentação O presente manual tem como objetivo auxiliar e orientar os servidores acerca dos procedimentos pora a realização de inscrições nos eventos de capacitação

Leia mais

EDITAL Nº 011/2015. 1.1 As matrículas serão efetuadas na sede da FEAPI - Rua Camboriú, 509 Fazenda - Itajaí - SC.

EDITAL Nº 011/2015. 1.1 As matrículas serão efetuadas na sede da FEAPI - Rua Camboriú, 509 Fazenda - Itajaí - SC. EDITAL Nº 011/2015 Fixa datas e estabelece as orientações para realização da Matrícula nos Cursos de Qualificação profissional da FEAPI, oferecidos à Comunidade para o segundo semestre do ano de 2015.

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão EDITAL Nº. 251/2015 - CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 18/2015 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA INSCRIÇÕES DE ESTAGIÁRIOS, PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA E PREENCHIMENTO DAS VAGAS DE ESTÁGIO NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DELIMITAÇÃO DA AÇÃO

APRESENTAÇÃO DELIMITAÇÃO DA AÇÃO APRESENTAÇÃO Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe Diretoria de Gestão de Pessoas tânia@tjse.jus.br REMOÇÃO LEGAL Gestão de Pessoas Tânia Denise de Carvalho Dória Fonseca Diretora de Gestão de Pessoas

Leia mais

Em breve deveremos informar um e-mail que a ANTT vai disponibilizar para que as empresas possam tirar dúvidas sobre o assunto.

Em breve deveremos informar um e-mail que a ANTT vai disponibilizar para que as empresas possam tirar dúvidas sobre o assunto. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE TRANSPORTE TERRESTRE DE PASSAGEIROS SAUS Quadra 1 Bloco J Edifício CNT 8º andar Entrada 10/20 Torre A / CEP 70070-944 Brasília DF T.: + 55 (61) 3322-2004 F.: + 55

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 301/CDEP.SEGPES.GDGSET.GP, DE 24 DE JUNHO DE 2016

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 301/CDEP.SEGPES.GDGSET.GP, DE 24 DE JUNHO DE 2016 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 301/CDEP.SEGPES.GDGSET.GP, DE 24 DE JUNHO DE 2016 Dispõe sobre a participação de servidores do Tribunal Superior do Trabalho em ações de educação corporativa

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/02 CURSO DE BACHARELADO EM COMÉRCIO EXTERIOR

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/02 CURSO DE BACHARELADO EM COMÉRCIO EXTERIOR CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/02 CURSO DE BACHARELADO EM COMÉRCIO EXTERIOR CATEGORIAS & DIMENSÕES AVALIADAS:

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012/02

RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012/02 Curso de Bacharelado em SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012/02 CATEGORIAS & DIMENSÕES AVALIADAS: Discentes: Desempenho Docente, Coordenação

Leia mais

PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009

PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009 PROJETOS DA ADMINISTRAÇÃO PARA O BIÊNIO 2008/2009 LINHAS DE AÇÃO PROJETOS DESCRIÇÃO EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS / CELERIDADE Locação do 2º prédio na esquina da Av. Augusto de Lima com rua Mato

Leia mais

ATA DA 141ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA

ATA DA 141ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA ATA DA 141ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA Local: Sala do Conselho de Consumidores da Ampla, Edifício Sede da Ampla, Praça Leoni Ramos nº 1 bl. 02/4º andar - São Domingos Niterói,

Leia mais

Concurso "V Prata da Casa" Edição 2015 Cadastro da Boa Prática

Concurso V Prata da Casa Edição 2015 Cadastro da Boa Prática Concurso "V Prata da Casa" 3º Edição 2015 Cadastro da Boa Prática Nome do Participante Jefferson Luiz Tesseroli Silvério Cargo Assessor Jurídico - DAS4 Cidade CURITIBA - PARANÁ Título da Boa Prática IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Dúvidas Freqüentes IMPLANTAÇÃO. 1- Como aderir à proposta AMQ?

Dúvidas Freqüentes IMPLANTAÇÃO. 1- Como aderir à proposta AMQ? Dúvidas Freqüentes IMPLANTAÇÃO 1- Como aderir à proposta AMQ? A adesão é realizada através do preenchimento e envio do Formulário de Cadastramento Municipal no site do projeto. O gestor municipal da saúde

Leia mais

ATA DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA CONFEDERAÇÃO DE VOO LIVRE DO BRASIL.

ATA DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA CONFEDERAÇÃO DE VOO LIVRE DO BRASIL. ATA DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA CONFEDERAÇÃO DE VOO LIVRE DO BRASIL. Aos treze dias do mês de Dezembro de 2015, Conforme Edital de Convocação anexo, na Av. Prefeito Mendes de Morais, S/N, na sede

Leia mais

REGULAMENTO PARA O 2º CONCURSO DE PLANOS DE AULA TEMA: CIÊNCIAS E O SANEAMENTO BÁSICO

REGULAMENTO PARA O 2º CONCURSO DE PLANOS DE AULA TEMA: CIÊNCIAS E O SANEAMENTO BÁSICO REGULAMENTO PARA O 2º CONCURSO DE PLANOS DE AULA TEMA: CIÊNCIAS E O SANEAMENTO BÁSICO 1 INTRODUÇÃO O saneamento básico é imprescindível para o desenvolvimento de um meio ambiente saudável, melhoria da

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO WORKFLOW DIGITAL ENTENDENDO A PÓS-PRODUÇÃO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO WORKFLOW DIGITAL ENTENDENDO A PÓS-PRODUÇÃO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO WORKFLOW DIGITAL ENTENDENDO A PÓS-PRODUÇÃO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do Porto Digital

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS UFU RELATÓRIO FINAL DE AÇÕES EXTENSIONISTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS UFU RELATÓRIO FINAL DE AÇÕES EXTENSIONISTAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE ETENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS UFU RELATÓRIO FINAL DE AÇÕES ETENSIONISTAS 1. IDENTIFICAÇÃO CAMPUS: FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL-

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU agosto / 2010 1 REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Sumário TÍTULO I - DA NATUREZA E DAS FINALIDADES... 3 CAPÍTULO I - DA CONSTITUIÇÃO

Leia mais

SELO ASSOHONDA CONCESSIONÁRIA CIDADÃ

SELO ASSOHONDA CONCESSIONÁRIA CIDADÃ REGULAMENTO 1. Da instituição do Prêmio A ASSOHONDA, através da sua Comissão de Responsabilidade Social, estabelece a partir de 1º de janeiro de 2008, o prêmio anual Selo ASSOHONDA Concessionária Cidadã,

Leia mais

Curso de bacharelado em engenharia de produção

Curso de bacharelado em engenharia de produção CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO PARCIAL DA AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010/01 Curso de bacharelado em engenharia de produção CATEGORIAS & DIMENSÕES AVALIADAS:

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MP-GO 2009-2022

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MP-GO 2009-2022 A Gestão Estratégica do Ministério Público de Goiás (MP-GO) é o novo paradigma de gestão institucional voltado para a instrumentalização técnica e conceitual de todas as unidades e órgãos, administrativos

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO CEJUSC-BSB Pauta Concentrada Seguro DPVAT. Maio de 2013

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO CEJUSC-BSB Pauta Concentrada Seguro DPVAT. Maio de 2013 RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO CEJUSC-BSB Pauta Concentrada Seguro DPVAT Maio de 2013 Setembro/2013 Apresentação O presente documento revela os resultados da Pauta Concentrada Seguro DPVAT do Centro

Leia mais

Aprimoramento através da integração

Aprimoramento através da integração Aprimoramento através da integração Uma parceria para implementar uma solução de aprendizagem em tempo recorde Visão Geral Com mais de 70 anos de excelência na produção de conhecimento no Brasil, a Fundação

Leia mais

INSTRUÇÃO/CEAF Nº 001/2013

INSTRUÇÃO/CEAF Nº 001/2013 INSTRUÇÃO/CEAF Nº 001/2013 Estabelece regras a serem observadas na elaboração de Planos de Trabalho para realização de convênios de cooperação técnica que venham ser firmados entre o Ministério Público

Leia mais

Curso DIREITO. Disciplina DIREITO ADMINISTRATIVO. Turno/Horário. Professor. Número de Créditos

Curso DIREITO. Disciplina DIREITO ADMINISTRATIVO. Turno/Horário. Professor. Número de Créditos Disciplina DIREITO ADMINISTRATIVO Professor Ilza Maria da Silva Facundes Carga Horária Semanal Curso DIREITO Carga Horária Semestral Teórica Prática Total Teórica Prática Total 0 h/a - 0 h/a 7 h/a - 7

Leia mais

Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação

Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação 2013 Fevereiro / Limeira SP Sumário 1. Identificação da Instituição... 4 2.

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 2/2014/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 2/2014/CM PROVIMENTO N. 2/2014/CM Atualiza a política de gratificação por encargo de curso ministrado/desenvolvido pelos magistrados e servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso que atuarem como instrutores

Leia mais

Experiência: IMPLANTAÇÃO DO PRÉ-ATENDIMENTO NA AGÊNCIA DOS CORREIOS ADOLFINA DE PINHEIROS EM SÃO PAULO

Experiência: IMPLANTAÇÃO DO PRÉ-ATENDIMENTO NA AGÊNCIA DOS CORREIOS ADOLFINA DE PINHEIROS EM SÃO PAULO Experiência: IMPLANTAÇÃO DO PRÉ-ATENDIMENTO NA AGÊNCIA DOS CORREIOS ADOLFINA DE PINHEIROS EM SÃO PAULO Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos ECT Ministério das Comunicações Responsável: Lenice Venâncio

Leia mais

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05 OBSERVADOR ano 45 n 517 nov/dez de 2015 Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06 Treinamento Pedra e Buriti concluem mais duas escolas de formação p.02 Comunicação Jornal Observador: 45 anos de história

Leia mais

A INCLUSÃO DOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS EDUCATIVAS NAS SÉRIES INICIAIS SOB A VISÃO DO PROFESSOR.

A INCLUSÃO DOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS EDUCATIVAS NAS SÉRIES INICIAIS SOB A VISÃO DO PROFESSOR. A INCLUSÃO DOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS EDUCATIVAS NAS SÉRIES INICIAIS SOB A VISÃO DO PROFESSOR. Autores: FRANCISCO MACHADO GOUVEIA LINS NETO e CELIA MARIA MARTINS DE SOUZA Introdução Atualmente,

Leia mais

I Encontro de Integração dos Servidores da Defensoria Pública com foco no atendimento Humanizado - Área metropolitana. Data: 11/02/2011 Outros comentários (pontos fortes e melhorias que poderão ser feitas)

Leia mais