UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA APLICAÇÃO DA GESTÃO DE PORTFÓLIO EM EMPRESAS DE PETRÓLEO E GÁS Por: Luciana Elizabeth Bandeira da Silva Ferreira Orientador Prof. Nelsom Magalhães Rio de Janeiro 2012

2 2 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO DE PORTFÓLIO EM EMPRESAS DE PETRÓLEO E GÁS - PRODUÇÃO Apresentação de monografia à AVM Faculdade Integrada como requisito parcial para obtenção do grau de especialista em gestão de projetos Por. Luciana Elizabeth Bandeira da Silva Ferreira

3 3 AGRADECIMENTOS Agradeço a Deus por estar sempre guiando meus passos a bons caminhos, aos amigos que sempre me fortaleceram nos momentos difíceis, ao meu orientador, que dispôs de sua paciência e dedicação e aos meus pais, pelo apoio emocional e incentivo ao crescimento pessoal e profissional.

4 4 DEDICATÓRIA Dedico este trabalho ao meu pai, pelo apoio e carinho sempre a mim dispensados, pelos valores a mim apresentados que me fizeram me tornar quem sou e pelo incentivo à busca de meu crescimento pessoal e profissional, sempre oferecendo apoio no que fosse necessário.

5 5 RESUMO Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de analisar as práticas de gestão de portfólio de projetos de modo a garantir que a seleção e priorização de projetos em uma organização estejam alinhadas ao seu objetivo estratégico. Para tanto, foi realizada investigação exploratória, através de pesquisa bibliográfica. O cenário motivador deste estudo foram as empresas de produção de petróleo e gás, onde cada mudança efetuada na plataforma de produção que altere sua planta original é considerada como projeto. Devido à complexidade das atividades de uma plataforma, existem grandes solicitações de serviços de manutenção, prevenção, infraestrutura e otimização operacional tanto internamente quanto externamente (através de órgãos reguladores). Estas solicitações determinam prazos que, em sua maioria, não são possíveis postergações, pois podem comprometer a integridade da unidade/plataforma e gerar algum malefício ao ser humano e/ou ao meio ambiente. Diante do exposto, este trabalho de pesquisa visa contribuir com a implantação da gestão de portfólio, em conjunto com a implementação de um escritório de projetos, diante da necessidade de maior decisão na seleção de projetos, alocação de recursos para maximização do valor do portfólio em alinhamento às estratégias do negócio e manter um número adequado de projetos para a quantidade de recursos disponíveis.

6 6 METODOLOGIA Este plano de pesquisa foi embasado em estudo bibliográfico, entre livros e artigos, onde os autores enfatizam que a gestão de portfólio de projetos é capaz de proporcionar um processo estruturado, mas flexível na introdução de novos projetos e reavaliação de projetos existentes. Além disso, serve para otimizar a comunicação através da organização, na priorização e seleção de projetos, na utilização e alocação de recursos, sempre alinhados aos objetivos estratégicos. Os livros e artigos pesquisados enfatizam a priorização de projetos e a definição da alocação de recursos disponíveis, além de relatarem a necessidade de monitoramento e controle de desempenho dos projetos. Neste trabalho, também foi verificada a eficiência do escritório de projetos para a realização de projetos do portfólio, de forma a selecionar, avaliar e priorizar projetos sem intervenção dos gerentes funcionais, que buscam a realização dos projetos prioritários de seu departamento e muitas vezes não se observa se estes projetos estão alinhados aos objetivos estratégicos da organização.

7 7 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 08 CAPÍTULO I - GERENCIAMENTO DE PROJETOS 09 CAPÍTULO II - GESTÃO DE PORTFÓLIO 12 CAPÍTULO III ESCRITÓRIO DE PROJETOS 22 CONCLUSÃO 25 BIBLIOGRAFIA CONSULTADA 26 ÍNDICE 28 FOLHA DE AVALIAÇÃO 29

8 8 INTRODUÇÃO Este estudo referencia a aplicação do gerenciamento de portfólio em empresas de produção de petróleo e gás. Neste tipo de empresa, as atividades de uma plataforma de produção são de complexidade alta e demandam várias solicitações de manutenção, prevenção, infraestrutura e otimização operacional, que surgem internamente, pelas necessidades operacionais e externamente, através de órgãos reguladores. Em sua maioria, essas solicitações se tornam projetos, que normalmente tem prazo determinado sem possibilidade de postergação, por envolverem a integridade da plataforma, do ser humano e do meio ambiente. Para Cooper et al. (2000), gestão de portfólio é um processo dinâmico de decisão no qual a lista de projetos ativos é constantemente atualizada e revisada. Os projetos são avaliados, selecionados e priorizados, existindo projetos que podem ser acelerados, finalizados ou ter sua prioridade reduzida e recursos são alocados e realocados para os projetos ativos. Com base na grande quantidade de projetos e poucos recursos, este trabalho foi motivado pela necessidade de melhor decisão na priorização de projetos, de modo a alocar recursos para maximização do valor do portfólio, alinhar o portfólio à estratégia do negócio e manter um número adequado de projetos para a quantidade de recursos disponíveis. O primeiro capítulo traz uma breve descrição de projetos e os conceitos do gerenciamento de projetos nas organizações, para melhor entendimento sobre o tema estudado. O segundo capítulo apresenta análise/conceito sobre gestão de portfólio, referenciando a importância do alinhamento estratégico na seleção e priorização de projetos e como apoio ao desenvolvimento da gestão de portfólio, o capítulo 3 aborda os conceitos de escritório de projetos como aliado ao processo, embasado nas abordagens de importantes publicações da área e suas contribuições para o entendimento de sua aplicabilidade às empresas de produção de petróleo e gás.

9 9 CAPÍTULO I GERENCIAMENTO DE PROJETOS O CONCEITO...Deus é maior que todos os obstáculos Definição de Projeto De acordo com Dinsmore (Dinsmore; 2003; p.1), um projeto é um empreendimento único, com início e fim determinados, que utiliza recursos e é conduzido por pessoas, visando atingir objetivos predefinidos. O PMBOK (PMI, 2009; p.10), associa o projeto como meio de atingir o plano estratégico de uma organização e acrescenta ainda que normalmente os projetos são autorizados como resultado de uma ou mais das seguintes considerações estratégicas: Demanda de mercado Oportunidade/ Necessidade estratégica de negócio Solicitação do cliente Avanço tecnológico Requisito legal Knutson (Dinsmore;2009;p.1), diz que projetos são a principal força motriz de muitas organizações em variadas indústrias e podem ser entendidos como os esforços de transformação da sociedade (Dinsmore; 2009; p.1). Estes esforços de transformação vem aumentando e as exigências do ambiente externo nas organizações têm crescido a cada ano, fazendo com que haja mais demandas, oportunidades e ameaças do que tempo e recursos. Este

10 10 cenário tem feito com que as empresas se preocupem em aplicar a gestão de projetos em seus departamentos Conceitos de Gerenciamento de projetos Vargas diz que: Gerenciamento de projetos é um conjunto de ferramentas gerenciais que permitem que a empresa desenvolva um conjunto de habilidades, incluindo conhecimento e capacidades individuais, destinados ao controle de eventos não repetitivos, únicos e complexos, dentro de um cenário de tempo, custo e qualidade predeterminados. (Vargas; 2009; p.7) Segundo o PMI (Project Institute Management; 2008; p.6), o gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos. O gerenciamento de projetos é realizado através da aplicação e integração apropriadas dos 42 processos agrupados logicamente abrangendo os 5 grupos: Iniciação; Planejamento; Execução; Monitoramento e controle e Encerramento O PMI indica ainda que, gerenciar um projeto inclui: Identificação de requisitos; Adaptação às diferentes necessidades, preocupações e expectativas das partes interessadas à medida que o projeto é planejado e realizado; Balanceamento das restrições conflitantes do projeto que incluem, mas não se limitam a: escopo, cronograma, orçamento, recursos e risco.

11 11 Com base nas informações apresentadas, podemos afirmar que o gerenciamento de projetos está diretamente ligado aos fatores ambientais da empresa, tanto internamente quanto externamente, podendo estes fatores influenciar o sucesso de um projeto, positiva e negativamente. Dentre estes fatores podemos citar alguns, como por exemplo: Condições de mercado Padrões governamentais ou do setor Clima político Cultura organizacional Recursos humanos Tolerância a risco das partes interessadas Infraestrutura Os fatores apresentados fazem com que ocorra a cada dia o crescimento da carteira de projetos em uma empresa, porém, grande parte das organizações ainda gerencia seus projetos de forma individualizada e de curto prazo, com recursos limitados. Portanto, para melhor entendimento e gerenciamento da carteira de projetos, abordaremos no capítulo seguinte os conceitos da gestão de portfólio e suas contribuições para o planejamento e execução dos projetos em alinhamento às estratégias da empresa.

12 12 CAPÍTULO II GESTÃO DE PORTFÓLIOS: CONCEITO Antes de iniciarmos a abordagem sobre gestão de portfólio, é importante esclarecermos a diferença entre projetos, programas e portfólios, explicitados no item a seguir Projetos, programas e Portfólios Segundo o PMBOK (PMI, 2008; p.7), em organizações de gerenciamento de projetos maduras, o gerenciamento de projeto existe em um contexto mais amplo regido pelo gerenciamento de programas e gerenciamento de portfólios. Conforme ilustra a Figura 1, as estratégias e prioridades organizacionais estão vinculadas e possuem relações entre portfólios e programas, bem como entre programas e projetos individuais. O planejamento organizacional impacta o projeto através de uma priorização de projetos baseada em risco, financiamento e no plano estratégico da organização. O planejamento organizacional pode orientar o financiamento e dar suporte aos projetos componentes com base nas categorias de risco, linhas específicas de negócios ou tipos gerais de projetos, como infraestrutura e melhoria de processos internos.

13 13 Figura Interações de gerenciamento de projetos, programas e portfólio (PMBoK - PMI, 2008; p.8) Para conceituar que, projetos, programas e portfólios têm abordagens diferentes, o PMBOK (PMI; 2008; p.9) elaborou um quadro comparativo exposto da Tabela 1, a seguir.

14 14 Tabela 1 Resumo comparativo entre projetos, programas e portfólios (PMI; 2008; p.9) Com as informações apresentadas no Item 1.1 e o comparativo tabelado na Tabela 1, podemos perceber a diferença entre projetos, programas e portfólios, bem como o comportamento de cada um deles em referência ao escopo, mudança, planejamento, gerenciamento, sucesso e monitoramento. É importante que os envolvidos no processo de gerenciamento de projetos e portfólios esteja atento a cada uma dessas variáveis, para que os objetivos desta gestão não perca seu sentido/foco. O foco deste estudo é a aplicabilidade da gestão de portfólios, conceituado no item a seguir.

15 Conceito de Portfólio e Gestão de Portfólio Existem várias definições sobre portfólio, uma delas, exposta no PMBOK, é a seguinte: Portfólio refere-se a um conjunto de projetos ou programas e outros trabalhos, agrupados para facilitar o gerenciamento eficaz desse trabalho a fim de atingir os objetivos estratégicos do negócio. Os projetos ou programas do portfólio podem não ser necessariamente interdependentes ou diretamente relacionados. A partir dessa mescla, a empresa pode escolher gerenciar projetos relacionados como um programa. (PMI, 2008; p.8) Ainda de acordo com o PMBOK (PMI, 2008, p.9), o gerenciamento de portfólios se refere ao gerenciamento centralizado de um ou mais portfólios, que inclui identificação, priorização, autorização, gerenciamento e controle de projetos, programas e outros trabalhos relacionados, para atingir objetivos estratégicos específicos de negócios. O gerenciamento de portfólios se concentra em garantir que os projetos e programas sejam analisados a fim de priorizar a alocação de recursos, e que o gerenciamento do portfólio seja consistente e esteja alinhado às estratégias organizacionais. Segundo Archer, Ghasemzadeh (1999) e Miguel (2005), gestão de portfólio de projetos consiste em uma atividade periódica relacionada à seleção de um conjunto de projetos a partir de iniciativas correntes e de propostas de novos projetos que convergem com os objetivos estratégicos do negócio, levando-se em consideração as restrições organizacionais como, por exemplo, os recursos disponíveis. (Revista Gestão de Projetos; 2010, p.6) De acordo com Blichfeldt e Eskerod (2007) e Killen et al. (2008b), as organizações normalmente se encontram em meio a diversos projetos, das mais diversas naturezas, portanto, uma tarefa crítica aos gestores é como direcionar recursos a essas iniciativas de modo a garantir que o mais importante está sendo devidamente priorizado. Esse é o papel da gestão do portfólio. (Revista Gestão de Projetos; 2010; p.6)

16 16 O autor ao qual este trabalho monográfico mais se baseia, além das citações do PMBOK e Dinsmore, é Cooper, o qual o ensinamento mais se aplica no conteúdo desta pesquisa. Segundo Cooper et al. (2001): Gestão de portfólio: é um processo dinâmico de decisão no qual a lista de projetos ativos é constantemente atualizada e revisada. Os projetos são avaliados, selecionados e priorizados; existindo projetos que podem ser acelerados, finalizados ou ter sua prioridade reduzida e recursos são alocados e realocados para os projetos ativos. (Revista Produção; 2005; p.419) Cooper afirma ainda, que a gestão de portfólio está fortemente relacionada com a estratégia do negócio e à otimização da utilização de recursos, favorecendo o adequado balanceamento dos escassos recursos em cada um dos projetos, de acordo com suas referidas prioridades. Segundo Cooper e Edgett (2001), são quatro as metas mais importantes para a gestão de portfólio de projetos : 1. Maximizar o valor de portfólio, de modo a selecionar novos projetos com o objetivo de aumentar o valor associado ao portfólio de acordo com os objetvos do negócio. 2. Balanceamento do portfólio, cujo o objetivo é equilibrar o portfólio de projetos, levando-se em consideração determinados parâmetros. Normalmente neste tópico são utilizadas ferramentas de representação gráfica, como exemplo, o gráfico de bolhas. 3. Alinhamento às estratégias do negócio, onde espera-se que as prioridades estratégicas sejam o principal critério para seleção e condução das iniciativas. 4. Selecionar a quantidade certa de projetos, usando métodos que favoreçam o adequado balanceamento da proporção entre a quantidade de projetos iniciados e a quantidade de recursos disponíveis para desenvolvimento. (Revista Gestão de Projetos; 2010; p.6)

17 17 Com base no exposto, podemos afirmar que os projetos que compõem o portfólio foram ou serão criteriosamente avaliados quanto ao grau de importância para a organização, em atendimento aos objetivos estratégicos e melhor alocação de recursos. Porém, não é tarefa simples de se realizar. Os conceitos apresentados não são eficientes sozinhos. Cada área de uma empresa tem seus objetivos particulares e nem sempre estes objetivos estão alinhados aos objetivos da empresa como um todo. Para melhor compreensão, veremos mais adiante, no capítulo 3, como um escritrório de projetos pode contribuir para a realização destas atividades e cumprimento dos objetivos estratégicos da empresa, mas antes, no item a seguir, o estudo aborda a contribuição de alguns autores para a avaliação/ seleção e priorização de projetos Avaliação de Projetos Seleção e Priorização De modo a tornar mais simples e organizado o processo de seleção do portfólio, os autores Archer e Ghasemzadeh (1999, p.420), elaboraram um fluxo utilizando técnicas de avaliação de projetos em três fases, onde a primeira consiste nas análises do ambiente interno e externo, considerando fatores financeiro-econômicos. A segunda fase considera a avaliação individual de projetos novos e já em desenvolvimento de acordo com os critérios já estabelecidos. Já a terceira fase faz a avaliação do portfólio, ou seja, dos projetos com um todo e as relações entre eles.

18 18 Figura 2: 2-3. Seleção de Portfólio de Projetos, adaptada de Archer e Ghasemzadeh, 1999 (Fonte: Revista Produção, v.15, n.3, p. 420). Outro exemplo que ilustra o processo de avaliação e seleção de projetos é apresentado por Rabechini Jr. e Carvalho (2006), na Figura 3: 2-3, onde as ideias geradas são rigidamente selecionadas de modo que o resultado final esteja alinhado à estratégia do negócio.

19 19 Figura 3: 2-3 O processo de avaliação e seleção de projetos (Rabechini Jr. e Carvalho, 2006). Fonte: MÉTODO DE APOIO MULTICRITÉRIO À DECISÃO NA SELEÇÃO E PRIORIZAÇÃO DE PORTFÓLIO DE PROJETOS; Anais do 13O Encontro de Iniciação Científica e PósGraduação do ITA XIII ENCITA; 2007; p.4) Nas diversas literaturas pesquisadas para este estudo, foi possível notar vários métodos indicados para o processo de seleção e priorização de projetos. Como por exemplo: Métodos financeiros (árvore de decisão, índices de produtividade, entre outros); Qsort; Diagramas de bolhas; Modelos de score; Métodos de estratégia de negócio; Técnica PERT; Análise SWOT; Métodos de Apoio Multicritério à Decisão, entre outros. Em resumo, podemos concluir que o processo de priorização de projetos nada mais é que, avaliar dentro do objetivo estratégico da empresa,

20 20 quais projetos devem ser classificados como prioridade maior dentro do portfólio, de acordo com os critérios preestabelecidos que mais trarão ganho para organização, como: investimentos, redução de custos, segurança, regularização da empresa para algum órgão controlador, entre outros. Vale lembrar que estes critérios preestabelecidos devem partir do nível estratégico da empresa. Os representantes da empresa de nível mais alto devem deixar claro ao gestor do portfólio, que no estudo em questão indicamos o responsável pelo escritório de projetos (Project Management Office - PMO), quais são os objetivos e metas do portfólio de projeto, para que seja feita de forma correta e seleção e priorização da carteira, bem como o nivelamento de seus recursos. Existem algumas barreiras para a definição do portfólio já identificadas por alguns autores. Uma dessas abordagens indica a falta de alinhamento estratégico; independência quanto às necessidades técnicas e/ou comerciais; informação incompleta para decisão da formação da carteira; baixa qualidade da carteira; falta de compreensão da organização com relação à carteira. (Cooper et al., Revista Produção; 2005; p.418). Em um cenário onde as mudanças são constantes, os objetivos estratégicos sofrem alterações e existe controle de órgãos reguladores, faz-se necessário observar e gerenciar tanto os resultados/projetos de curto prazo quanto preparar-se para as mudanças futuras. Portanto, para que seja iniciado o gerenciamento de portfólio de projetos, podemos antes avaliar se os projetos já existentes são pertinentes para o alcance dos objetivos estratégicos da empresa no cenário atual e futuro; se estes projetos estão sendo/foram implementados em tempo suficiente; se os recursos da empresa estão sendo utilizados/alocados corretamente e se os projetos estão alinhados entre si. Com a gestão de portfólio implementada, é possível priorizar projetos de maior complexidade e/ou relevância. No contexto das empresas de exploração de Petróleo e gás, onde cada mudança efetuada na planta original de uma plataforma é considerada como projeto e estas mudanças são demandadas tanto pelos objetivos de otimização operacional da empresa quanto por exigências dos órgãos

21 21 reguladores e, em sua maioria com prazo preestabelecidos e sem possibilidade de postergação, podemos considerar que a gestão do portfólio em conjunto com a implementação de um escritório de projetos (PMO - corporativo) pode auxiliar na seleção e organização dos projetos mais importantes para a empresa, pensando na organização e seus objetivos como um todo, sem interferência dos departamentos que, normalmente, tendem a solicitar a priorização de seus projetos, sem a verificação se estes estão, de fato, relacionados aos objetivos estratégicos da empresa. Nos capítulos anteriores foram relatados alguns dos principais empecilhos para o sucesso na realização de um projeto em uma organização de demandas constantes. No capítulo a seguir, observaremos as contribuições que a implantação de um PMO pode proporcionar a este e outros tipos de empresas com múltiplos projetos, fazendo uma adequada gestão de portfólio.

22 22 CAPÍTULO III ESCRITÓRIO DE PROJETOS - PMO - Project Managment Office 3.1. Conceitos do PMO Um escritório de projetos (Project management Office, PMO) é um corpo ou entidade organizacional à qual são atribuídas várias responsabilidades relacionadas ao gerenciamento centralizado e coordenado dos projetos sob seu domínio. As responsabilidades de um PMO podem variar desde fornecer funções de suporte ao gerenciamento de projetos até ser responsável pelo gerenciamento direto de um projeto (PMI, 2008, p.11). Ainda de acordo com o PMBOK (PMI, 2008, p.11), um PMO pode receber uma autoridade delegada para atuar como parte interessada integral e um importante deliberante durante o início de cada projeto, fazer recomendações ou encerrar projetos, ou ainda tomar outras medidas conforme a necessidade para manter os objetivos de negócios consistentes. Além disso, o PMO pode estar envolvido na seleção, no gerenciamento e na mobilização de recursos de projetos compartilhados ou dedicados. Já Kerzner (2006), afirma que para que o PMO cumpra seu papel estratégico dentro da empresa, os executivos devem orientar os gerentes de projetos a: adquirir os melhores recursos disponíveis e tentar aperfeiçoá-los; fornecer um bom ambiente de trabalho para toda equipe e garantir que todos os recursos estejam sendo aplicados com eficiência e eficácia. (Parágrafo construído em consulta ao autor Kerzner; 2006; p.268 e 269)

23 Tipos de PMO PMO: O autor Kerzner (2006; p.274) indica em sua literatura, três tipos de Funcional - que gerencia um conjunto crítico de recursos dentro de um setor para alocação em projetos específicos daquele mesmo setor da organização. Grupo de clientes - que objetiva a melhoria da comunicação com estes. Clientes ou Projetos comuns são agrupados e acabam funcionando como uma organização temporária dentro da própria organização. Corporativo - que atende toda a corporação e concentra-se em questões estratégicas e corporativas. Em um estudo de caso feito com o SEBRAE, um grupo de estudantes afirma que de acordo com os autores Englund, Graham e Dinsmore (2003), para que seja definido o tipo ideal de PMO, é indicada a avaliação de quatro fatores: o tamanho da organização e sua dispersão geográfica, quais os resultados esperados do PMO, quais os obstáculos existentes à sua implementação e quais particularidades da organização que podem facilitar ou atrapalhar a implementação do PMO. (Estudo de Implantação de um Escritório de Projetos no SEBRAE-BA. P.50) Para o estudo em questão, o tipo de escritório de projetos que mais se adequaria ao tipo de empresa seria o corporativo, onde os interesses da empresa como um todo podem ser priorizados de forma adequada sem tratar de interesses específicos dos projetos de cada área da organização. Com os itens apresentados, foi possível observar que o escritório de projetos, se implementado corretamente, pode contribuir significativamente para o sucesso no planejamento e controle dos projetos na organização, alinhados aos objetivos estratégicos, dando suporte aos gerentes de projetos de várias maneiras, como exposto no PMBOK (PMI, 2008, p.11):

24 24 Gerenciamento de recursos compartilhados entre todos os projetos administrados pelo PMO; Identificação e desenvolvimento de metodologia, melhores práticas e padrões de gerenciamento de projetos; Orientação, aconselhamento, treinamento e supervisão; Monitoramento da conformidade com as políticas, procedimentos e modelos padrões de gerenciamento de projetos por meio de auditorias do projeto; Desenvolvimento e gerenciamento de políticas, procedimentos, formulários e outras documentações compartilhadas do projeto (ativos de processos organizacionais) e Coordenação das comunidades entre projetos. Por fim, é importante ressaltar que os conceitos apresentados neste estudo monográfico são de extrema importância para uma boa gestão de portfólio nas grandes empresas, especialmente no segmento referenciado na pesquisa, de produção de Petróleo e Gás, onde a carteira de projetos se renova a cada instante, porém, estes conceitos e técnicas sozinhos não possuem muita eficiência. Estes devem estar interligados e precisam ser comprados pela alta gerência. Para que o escritório de projetos funcione adequadamente, os executivos devem fornecer todo apoio/autonomia para este processo de gerenciamento de portfólio, além de esclarecer suas metas e evidenciar os objetivos estratégicos da empresa como um todo, sem permissão de interferência dos gerentes funcionais que tendem a defender seus projetos (de suas áreas), de modo que possam ser selecionados e priorizados os projetos que de fato, agreguem valor à organização.

25 25 CONCLUSÃO Este estudo não pretende encerrar a discussão a respeito deste tema, que é de grande complexidade e ainda não é tão reconhecido nas empresas, mas sim fornecer conceitos de referência na gestão de projetos em organizações que possuem uma gama de projetos, de modo a aumentar sua vantagem competitiva no mercado. A partir da pesquisa bibliográfica realizada, pôde-se observar que a gestão de portfólio pode ser grande aliada às organizações para que seus objetivos estratégicos sejam alcançados, porém, ficou explicita a necessidade de apoio da alta gerência para que ocorra um bom funcionamento na gestão da carteira de projetos. Na pesquisa apresentada, em conjunto com a gestão de portfólio, foi indicada a implementação de um escritório de projetos do tipo corporativo, que visa os objetivos da empresa como um todo, em nível estratégico. Podendo assim, de modo coerente avaliar, selecionar, priorizar e alocar recursos aos projetos que agreguem valor à organização em alinhamento às suas estratégias, de modo a permitir o sucesso na realização dos projetos. Foi possível notar, que em grande parte das empresas, o sucesso de um projeto é atribuído à sua conclusão deste dentro dos requisitos estabelecidos pelo gerente do projeto ou gerente funcional, como: prazo, custo recursos. Porém, muitas vezes não se analisa se o projeto que foi concluído nessas condições realmente traz ganhos à organização no que se refere aos objetivos estratégicos. E foi nesse sentido que esta pesquisa buscou sustentar a importância da gestão de portfólio em referência ao alinhamento estratégico da organização.

26 26 BIBLIOGRAFIA CONSULTADA ARCHER, N.P.; GHASEMZADEH. Na Integrade framework for Project portfólio selection. International Journal of Project Management, London, p , BLICHFIELDT, B. S.; ESKEROD, P. Project Portfolio Managment There s more to it tan what managment enacts. International Journal of Project Management, p , COOPER, R.; Edgett, S. J. Kleinschmidt, E.J., Portfolio Management for New Product Development. R & D Management, COOPER, R. G., Edgett, S. J. Kleinschmidt, E. J. New Problems, New Solutions: Making Portfolio Management more effective ResearchTechnology Management, DINSMORE, Paul.C. Como se tornar um profissional de gerenciamento de Projetos. 1. Ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, p.1, DINSMORE, Paul.C. Manual de gerenciamento de Projetos. 3. Ed. Rio de Janeiro: Brasport, p.1 (By Knutson), KERZNER, Harold: Gestão de projetos: as melhores práticas, 2. Ed. Porto Alegre: Bookman, KILLEN, C.P.; HUNT, R. A.; KLEINSCHMIDT, E. J. Learning investiments and organizational capabilities: Case studies on the development of project portfolio

27 27 management capabilities. International Journal of Managing Projects in Business, v. 1, n.3, p , 2008a. MIGUEL, P.A.C; Implementação da gestão do portfólio de novos produtos: um estudo de caso. Produção, São Paulo, p , PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos. 4 ed; Pennsylvania: Project Management Inst-id, 2008a. RABECHINI JR., R.; MAXIMINIANO, A. C. A.; MARTINS, V. A. A adoção do gerenciamento do portfolio como uma alternativa gerencial: o caso de uma empresa prestadora de serviço de interconexão eletrônica, Produção, São Paulo, p , VIANA VARGAS, Ricardo. Gerenciamento de Projetos: Estabelecendo diferenciais competitivos. 6. Ed. Rio de Janeiro: Brasport, p. 7, 2005.

28 28 ÍNDICE FOLHA DE ROSTO 2 AGRADECIMENTO 3 DEDICATÓRIA 4 RESUMO 5 METODOLOGIA 6 SUMÁRIO 7 INTRODUÇÃO 8 CAPÍTULO I GERENCIAMENTO DE PROJETOS Definições de projeto Conceitos de Gerenciamento de Projetos 10 CAPÍTULO II GESTÃO DE PORTFÓLIOS Projetos, programas e portfólios Conceitos de Portfólio e Gestão de Portfólio Avaliação de projetos seleção e priorização 17 CAPÍTULO III ESCRITÓRIO DE PROJETOS Conceitos de PMO Tipos de PMO 23 CONCLUSÃO 25 BIBLIOGRAFIA CONSULTADA 26 ÍNDICE 28

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de Aula 02 1 2 O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de alcançar melhor desempenho, melhores resultados

Leia mais

Trilhas Técnicas SBSI - 2014

Trilhas Técnicas SBSI - 2014 brunoronha@gmail.com, germanofenner@gmail.com, albertosampaio@ufc.br Brito (2012), os escritórios de gerenciamento de projetos são importantes para o fomento de mudanças, bem como para a melhoria da eficiência

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1

ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 ONDE OS PROJETOS FALHAM? Manuel da Rocha Fiúza BRANCO, Jr 1 RESUMO Diversos profissionais relatam dificuldades em coordenar adequadamente projetos sob sua responsabilidade. Muitos fatores que influenciam

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

2. Gerenciamento de projetos

2. Gerenciamento de projetos 2. Gerenciamento de projetos Este capítulo contém conceitos e definições gerais sobre gerenciamento de projetos, assim como as principais características e funções relevantes reconhecidas como úteis em

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto

Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto Gerenciamento de Projetos Modulo II Ciclo de Vida e Organização do Projeto Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com PMBoK Organização do Projeto Os projetos e o gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

INTRODUÇÃO A PROJETOS

INTRODUÇÃO A PROJETOS INTRODUÇÃO A PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GESTÃO DE PROJETOS Gestão Ágil de projetos Gestão de projetos com PMBOK GESTÃO ÁGIL DE PROJETOS GESTÃO ÁGIL

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE A Aplicação do Gerenciamento de Risco nos Projetos de Implantação de ERP - Protheus. Por: Gisele Santos Ribeiro Orientador

Leia mais

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS ISSN 1984-9354 GUIA PMBOK PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Emerson Augusto Priamo Moraes (UFF) Resumo Os projetos fazem parte do cotidiano de diversas organizações, públicas e privadas, dos mais diversos

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge 58 4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge No Brasil, as metodologias mais difundidas são, além do QL, o método Zopp, o Marco Lógico do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Mapp da

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS O que é um Projeto? Regra Início e fim definidos Destinado a atingir um produto ou serviço único Escopo definido Características Sequência clara e lógica de eventos Elaboração

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Gerenciamento de Portfólio

Gerenciamento de Portfólio Qualidade, Processos e Gestão de Software Prof. Alexandre Vasconcelos e Prof. Hermano Perrelli Fabricio Araújo Gerenciamento de Portfólio Projetos? Projetos? Portifólios? Projetos? Projetos Programas Portfólio

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Termo de Abertura do Projeto. Identificando as Partes Interessadas

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS Professora: Valéria Vargens Email: valeriapitagoras@gmail.com Projetos Temporário Original Multifuncional Atividades Permanente Repetitivo Funcional Características distintivas:

Leia mais

Gerência de Projetos

Gerência de Projetos Gerência de Projetos Escopo Custo Qualidade Tempo CONCEITO PROJETOS: são empreendimentos com objetivo específico e ciclo de vida definido Precedem produtos, serviços e processos. São utilizados as funções

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão

Desenvolve Minas. Modelo de Excelência da Gestão Desenvolve Minas Modelo de Excelência da Gestão O que é o MEG? O Modelo de Excelência da Gestão (MEG) possibilita a avaliação do grau de maturidade da gestão, pontuando processos gerenciais e resultados

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Anderson Valadares

GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Anderson Valadares GESTÃO DE PROJETOS Prof. Anderson Valadares Projeto Empreendimento temporário Realizado por pessoas Restrições de recursos Cria produtos, ou serviços ou resultado exclusivo Planejado, executado e controlado

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE A ESTRUTURA DA GESTÃO DE PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br SUMÁRIO Importância do Gerenciamento de Projetos. Benefícios do Gerenciamento de Projetos Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto

Gerenciamento de integração de projeto Objetivos do Conteúdo Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Prover capacitação para: - Identificar os processos de Gerenciamento de Projetos;

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

A experiência na Implantação do Escritório de Projetos do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso.

A experiência na Implantação do Escritório de Projetos do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso. A experiência na Implantação do Escritório de Projetos do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso. Vivian D. de Arruda e S. Pires Coordenadora de Planejamento do TJ/MT 23 de outubro de 2012 ESTRATÉGIAS

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão

Leia mais

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos Gestão de Projetos Empresariais Objetivos: Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos de processos

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS Ana Carolina Freitas Teixeira¹ RESUMO O gerenciamento de projetos continua crescendo e cada

Leia mais

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos

Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos Gerenciamento de Riscos do Projeto Eventos Adversos 11. Gerenciamento de riscos do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos 11.1 Planejamento de gerenciamento de riscos

Leia mais

PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO ESTRATÉGIA CICLO PDCA CICLO PDCA 09/04/2015 GESTÃO DE ESCOPO GERENCIAMENTO DE PROJETOS ACT

PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO ESTRATÉGIA CICLO PDCA CICLO PDCA 09/04/2015 GESTÃO DE ESCOPO GERENCIAMENTO DE PROJETOS ACT UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL PLANEJAMENTO 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS SUBMETIDA E APROVADA A PROPOSTA DO PROJETO PROCESSO DE PLANEJAMENTO GESTÃO DE Processo fundamental

Leia mais

Ambientação nos conceitos

Ambientação nos conceitos Ambientação em Gestão de Projetos Maria Lúcia Almeida Ambientação nos conceitos Gestão de áreas funcionais e gestão de projetos Qualquer um pode ser gerente de projetos? Qual a contribuição da gestão de

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DO PROJETO

GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DO PROJETO GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO DO PROJETO Estevanir Sausen¹, Patricia Mozzaquatro² ¹Acadêmico do Curso de Ciência da Computação ²Professor(a) do Curso de Ciência da Computação Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ)

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Gestão de Portfólio de Projetos

Gestão de Portfólio de Projetos Dez/2010 Gestão de de Projetos Prof. Américo Pinto FGV, IBMEC-RJ, PUC-RJ, COPPEAD Email: contato@americopinto.com.br Twitter: @americopinto Linkedin: Americo Pinto Website: www.americopinto.com.br Por

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

Novidades do Guia PMBOK 5a edição

Novidades do Guia PMBOK 5a edição Novidades do Guia PMBOK 5a edição Mauro Sotille, PMP O Guia PMBOK 5 a edição (A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fifth Edition), em Inglês, vai ser lançado oficialmente pelo

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

PMBOK 4ª Edição I. Introdução

PMBOK 4ª Edição I. Introdução PMBOK 4ª Edição I Introdução 1 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos 2 O que é o PMBOK? ( Project Management Body of Knowledge

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Pós Graduação Lato Sensu Especialização São Paulo Berrini Os projetos têm presença obrigatória e alta importância no contexto da gestão da moderna empresa. Caminho de condução

Leia mais

Boas Práticas em Gerenciamento de Projetos Material utilizado nas aulas de Pós-graduação do Centro de Informática 2010.2

Boas Práticas em Gerenciamento de Projetos Material utilizado nas aulas de Pós-graduação do Centro de Informática 2010.2 O que é um? s: Tradicional e/ou Ágil? Cristine Gusmão, PhD Tem início e fim bem determinados Things are not always what they seem. Phaedrus, Escritor e fabulista Romano O projeto é uma sequência única,

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Conceitos de Governança de TI Fatores motivadores das mudanças Evolução da Gestão de TI Ciclo da Governança

Leia mais

Aula Anterior. Capítulo 2

Aula Anterior. Capítulo 2 Capítulo 2 Clique Ciclo para de Vida editar e o estilo do Organização título do mestre Projeto O Ciclo de vida do projeto Características do ciclo de vida do projeto Relações entre o ciclo de vida do projeto

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos Capítulo 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 2 1.1 DEFINIÇÃO DE PROJETOS O projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 2 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos (ref. capítulos 1 a 3 PMBOK) TC045 Gerenciamento de Projetos Sergio Scheer - scheer@ufpr.br O que é Gerenciamento de Projetos? Aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro Gerenciamento de Projetos Douglas Farias Cordeiro Conceito de Organização Uma organização pode ser descrita como um arranjo sistemático, onde esforços individuais são agregados em prol de um resultado

Leia mais

Implementação de estratégias

Implementação de estratégias Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Disciplina Gestão Estratégica e Serviços 7º Período Administração 2013/2 Implementação de estratégias Agenda: Implementação de Estratégias Visão Corporativa sobre

Leia mais

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE A ESTRUTURA DA GESTÃO DE PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br IMPORTÂNCIA DO GERENCIAMENTO DE PROJETO Gerenciamento de Projetos GP é o caminho para atingir

Leia mais

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos Planejamento de Projeto Gestão de Projetos O gerenciamento de projetos consiste na aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas adequadas às atividades do projeto, a fim de cumprir seus

Leia mais

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE

PMI-SP PMI-SC PMI-RS PMI PMI-PR PMI-PE ESTUDO DE BENCHMARKING EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2009 Brasil Uma realização dos Chapters Brasileiros do PMI - Project Management Institute PMI-SP PMI-RJ PMI-AM PMI-SC PMI-BA ANEXO 1 PMI-RS PMI PMI-CE

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO DE PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: UMA PERSPECTIVA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO DE PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: UMA PERSPECTIVA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO DE PROGRAMAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: UMA PERSPECTIVA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE PROJETOS Luis Fernando Vitorino 1, Moacir José dos Santos 2, Monica Franchi Carniello

Leia mais

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade III QUALIDADE DE SOFTWARE Normas de qualidade de software - introdução Encontra-se no site da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) as seguintes definições: Normalização

Leia mais

O Valor da TI. Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação. Conhecimento em Tecnologia da Informação

O Valor da TI. Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação O Valor da TI Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report

Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Perfil Caliper Gerencial e Vendas The Inner Leader and Seller Report Avaliação de: Sr. José Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: 11/06/2014 Perfil Caliper Gerencial e Vendas

Leia mais

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos

Workshop PMBoK. Gerenciamento de Recursos Humanos Workshop PMBoK Gerenciamento de Recursos Humanos Paulo H. Jayme Alves Departamento de Inovação Tecnológica - DeIT Janeiro de 2009 1 Envolvimento da equipe Os membros da equipe devem estar envolvidos: Em

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas

Leia mais

Gerenciamento de projetos prof. Mário Garcia

Gerenciamento de projetos prof. Mário Garcia Gerenciamento de projetos prof. Mário Garcia MBA em Gestão de Energia PROPPEX Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Centro Universitário Fundação Santo André Gerenciamento de projetos prof.

Leia mais

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.

PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail. PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS SEGUNDO O PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 Processos Processos, em um projeto, é um conjunto de ações e atividades

Leia mais

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos

Roteiro SENAC. Análise de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos. Planejamento do Gerenciamento de Riscos SENAC Pós-Graduação em Segurança da Informação: Análise de Riscos Parte 2 Leandro Loss, Dr. Eng. loss@gsigma.ufsc.br http://www.gsigma.ufsc.br/~loss Roteiro Introdução Conceitos básicos Riscos Tipos de

Leia mais

Redução no custo e prazo de desenvolvimento de novos produtos; Aumento no tempo de vida dos novos produtos; Aumento de vendas e receita; Aumento do

Redução no custo e prazo de desenvolvimento de novos produtos; Aumento no tempo de vida dos novos produtos; Aumento de vendas e receita; Aumento do Revisão 1 Redução no custo e prazo de desenvolvimento de novos produtos; Aumento no tempo de vida dos novos produtos; Aumento de vendas e receita; Aumento do número de clientes e de sua satisfação; Aumento

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS PMO PROJETOS PROCESSOS MELHORIA CONTÍNUA PMI SCRUM COBIT ITIL LEAN SIX SIGMA BSC ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS DESAFIOS CULTURAIS PARA IMPLANTAÇÃO DANIEL AQUERE DE OLIVEIRA, PMP, MBA daniel.aquere@pmpartner.com.br

Leia mais

Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades

Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades Aula 2 Governança do projeto Papéis e Responsabilidades Objetivos da Aula: Nesta aula, iremos conhecer os diversos papéis e responsabilidades das pessoas ou grupos de pessoas envolvidas na realização de

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis Vamos nos conhecer e definir as diretrizes de nosso curso??? www.eadistancia.com.br

Leia mais

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1

Alinhamento Estratégico. A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 Conhecimento em Tecnologia da Informação Alinhamento Estratégico A importância do alinhamento entre a TI e o Negócio e o método proposto pelo framework do CobiT 4.1 2010 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

GTI Governança de TI

GTI Governança de TI GTI Governança de TI Planejamento, implantação e gerenciamento da Governança de TI Governança de TI FERNANDES & ABREU, cap. 5 1 Implantação empreendimento de longo prazo. Requisitos básicos: Liderança

Leia mais