@profdecioterror Décio Terror Filho (32)

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "@profdecioterror Décio Terror Filho (32)"

Transcrição

1 @profdecioterror Décio Terror Filho (32)

2 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

3 Elementos de coesão: coesão recorrencial (repetir o vocábulo por motivo de ênfase ou estilo) Quem bebe cerveja alemã, não bebe outra cerveja; quem bebe cerveja dinamarquesa, bebe qualquer cerveja; quem bebe cerveja inglesa não gosta é de cerveja. Quem casa quer casa. coesão referencial (referência a algo expresso anteriormente ou posteriormente) César é gerente de uma empresa. Ele iniciou lá seus trabalhos aos 18 anos de idade. coesão sequencial (ligar palavras ou orações, também chamados de operadores argumentativos) O estudo me envolve e me conecta às ciências do mundo. Além disso, desperta minha sensibilidade às novidades, ao conhecimento, ao crescimento intelectual. Por isso, estudo é evolução, é prosperidade! Décio Terror

4 Questão 1: Prefeitura de Belo Horizonte 2015 Enfermeiro (banca IBFC)

5 Estrutura Frase Período Oração Décio Terror

6 Questão 2: SSAHMDCC 2015 Auditor (banca IBFC)

7 Questão 2: SSAHMDCC 2015 Auditor (banca IBFC)

8

9 Conjunções coordenativas 1) Aditivas: e, nem, tampouco, não só...mas também, não só...como também, senão também, tanto...como. 2) Adversativas: mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, senão, ao passo que, antes (=pelo contrário), já, não obstante, em todo caso. 3) Alternativas: ou, ou...ou, ora...ora, já...já, quer...quer, seja...seja. 4) Conclusivas: logo, portanto, por conseguinte, pois (colocada depois do verbo), por isso, então, assim, em vista disso. 5) Explicativas: porque, pois(anteposto ao verbo), porquanto, que. Décio Terror

10 Questão 4: Prefeitura Municipal de Várzea Grande 2016 Administrador (banca IBFC)

11 Questão 4: Prefeitura Municipal de Várzea Grande 2016 Administrador (banca IBFC)

12 Questão 5: DOCAS 2015 Engenheiro Civil (banca IBFC)

13

14 Principais conjunções e seus valores semânticos (subordinadas) 1) Causais: porque, pois, como (quando a oração adverbial estiver antecipada), já que, visto que, desde que, uma vez que, porquanto, na medida em que, que, etc: 2) Consecutivas: I - conjunção que precedida de tal, tão, tanto, tamanho. II locuções conjuntivas de maneira que, de jeito que, de ordem que, de sorte que, de modo que, etc: 3) Condicionais: se, caso, contanto que, desde que, salvo se, sem que (=se não), a não ser que, a menos que, dado que. 4) Concessivas: embora, conquanto, que, ainda que, mesmo que, ainda quando, mesmo quando, posto que, por mais que, por muito que, por menos que, se bem que, em que (pese), nem que, dado que, sem que (=embora não). 5) Comparativas: como, (tal) qual, tal e qual, assim como, (tal) como, (tão ou tanto) como, (mais) que ou do que, (menos) que ou do que, tanto quanto, que nem, feito (=como, do mesmo modo que), o mesmo que (=como). Décio Terror

15 6) Conformativas: como, conforme, segundo, consoante. 7) Proporcionais: à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto mais... tanto mais, quanto mais... tanto menos, quanto menos... tanto menos, quanto menos... tanto mais, quanto mais... mais, quanto menos... menos, tanto... quanto (como). 8) Finais: para que, a fim de que, que (= para que), porque (= para que): 9) Temporais: quando, enquanto, logo que, mal (= logo que), sempre que, assim que, desde que, antes que, depois que, até que, agora que, ao mesmo tempo que, toda vez que. Décio Terror

16 Questão 7: SEPLAG 2015 Professor (banca IBFC)

17 Questão 8: SSAHMDCC 2015 Auxiliar de Laboratório (banca IBFC)

18

19 Questão 10: CEP Assistente Administrativo (banca IBFC)

20

21 Detesto mentiras. Detesto que mintam para mim. Detesto gente mentirosa. Detesto gente que mente. Tenho certeza de que você será aprovado. Duvido de que você resolva esta questão. Esta é a casa a que fiz referência. Esta é a casa a que me referi. Décio Terror

22

23 Questão 13: SAEB JUCEB 2015 Analista de Registro (banca IBFC)

24 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

25 Questão 14: Prefeitura Municipal Várzea Grande 2016 Agente Administrativo (banca IBFC)

26

27

28 Questão 15: Prefeitura Municipal de Várzea Grande 2016 Administrador (banca IBFC)

29 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

30

31 Questão 17: EMDEC 2016 Assistente Administrativo (banca IBFC) Todas as palavras listadas abaixo são acentuadas em função da mesma regra, EXCETO: a) cérebro (4 ) b) esqueléticas (5 ) c) método (5 ) d) incorrigíveis (5 )

32 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

33 Questão 18: Prefeitura Municipal Várzea Grande 2016 Agente Administrativo (banca IBFC)

34 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

35 Colocação pronominal Décio Terror

36 sujeito verbo complemento Joaquim acidentou-se. ênclise Décio Terror

37 sujeito verbo complemento próclise Joaquim se acidentou. Décio Terror

38 sujeito verbo complemento mesóclise Joaquim acidentar-se-ia, se não estivesse com o equipamento adequado. Décio Terror

39

40

41 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

42 Questão 21: Prefeitura Municipal de Várzea Grande 2016 Agente Administrativo (banca IBFC)

43 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

44

45

46

47

48

49 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

50 Questão 27: EMDEC 2016 Assistente Administrativo (banca IBFC) A regência do verbo ir em Sonhar é como ir ao cinema, segue a exigência da norma padrão da língua. Assinale a opção em que essa exigência NÃO está sendo respeitada, ilustrando uma transgressão à norma. a) Preferimos televisão a cinema. b) Esse comportamento implicará advertência. c) Nós lembramos de tudo que aconteceu. d) O candidato aspirava a um bom resultado.

51

52 Questão 29: DOCAS 2015 Assistente Administrativo (banca IBFC)

53 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais na construção de textos (níveis: fonológico, morfológico, sintático, semântico e textual/discursivo). Relações de sentido entre orações e segmentos de texto valores da coordenação e da subordinação. Conotação e denotação figuras de linguagem. Acentuação gráfica (conforme o atual Acordo Ortográfico). Estrutura e formação de palavras valor semântico dos morfemas. Emprego das diversas classes de palavras. Variação linguística e adequação (vocabular, sintática) às situações de uso. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal o fenômeno da crase. Colocação de termos na oração. Emprego dos sinais de pontuação a pontuação expressiva. Coerência e coesão textual valor semântico e emprego de conectivos.

54 Predicado Nominal: VL + predicativo Predicado Verbal: VTD + OD VTI + OI VTDI + OD + OI VI Os alunos saíram da prova confiantes. Os alunos, confiantes, saíram da prova. Confiantes, os alunos saíram da prova. Os alunos saíram da prova confiantes. Os atletas correm felizes. Julguei insensata sua conduta. Predicado verbo-nominal: PV + predicativo

55 Questão 30: DOCAS 2015 Assistente Administrativo (banca IBFC)

56 Questão 31: Prefeitura de Petrópolis 2015 Educação (banca IBFC)

57 Questão 32: SSAHMDCC 2015 Auxiliar de Laboratório (banca IBFC)

58

59

60

61 @profdecioterror Décio Terror Filho (32)

@profdecioterror Décio Terror Filho (32)

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) @profdecioterror Décio Terror Filho (32) 98447 5981 Concordância verbal Regência verbal 1. O candidato realizou a prova. VTD + OD 2. duvidou do gabarito. VTI + OI 3. enviou recursos à banca examinadora.

Leia mais

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) Décio Terror

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) Décio Terror @profdecioterror Décio Terror Filho (32) 98447 5981 Décio Terror Português: Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego

Leia mais

Aula 00. Professor: Décio Terror DEMO

Aula 00. Professor: Décio Terror DEMO Aula 00 Professor: Décio Terror Olá, pessoal! O concurso do TCM RJ está chegando, por isso preparamos um resumão de Língua Portuguesa em vídeo para você revisar tudo o que pode cair na prova!! Sou o professor

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS FRASE SIMPLES E FRASE COMPLEXA A frase pode ser constituída por uma ou mais orações. Uma oração é a unidade gramatical organizada à volta de um verbo. FRASE SIMPLES E

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

Drummond escreveu poemas e entrou para a história.

Drummond escreveu poemas e entrou para a história. Conjunção Pode-se definir a conjunção como um termo invariável, de natureza conectiva que pode criar relações de sentido (nexos) entre palavras ou orações. Usualmente, as provas costumam cobrar as relações

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1 PERÍODO COMPOSTO PROFESSORA: FERNANDA SANTOS 1 CONJUNÇÃO É a palavra ou locução invariável que liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. Exemplos: ANÁLISE DO QUE Todos os alunos disseram que

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Conjunção é a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. Locução Conjuntiva - Duas ou mais palavras empregadas com

Leia mais

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM Sumário Apresentação 11 Lista de abreviações 13 Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM O homem, a linguagem e o conhecimento ( 1-6) O processo da comunicação humana ( 7-11) Funções da

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino Fundamental Língua Portuguesa 2) Inferir o sentido

Leia mais

Artigo, Preposição, Conjunção

Artigo, Preposição, Conjunção Língua Portuguesa Artigo, Preposição, Conjunção Artigo Certa vez, ao passar por uma rua, encontrei uma menina chorando. A rua estava muito movimentada e a menina, sozinha, pediu-me auxílio. Definidos:

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. FRASE NOMINAL: enunciado sem verbo. Pois não, senhor... ; senhoras e senhores,... FRASE VERBAL/ORAÇÃO: enunciado COM verbo. Ivo viu a uva.... O

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M. PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Cheguei atrasado, PORQUE o trânsito estava caótico. Oração assindética Conjunção coordenativa Oração coordenada

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma CONJUNÇÕES As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma relação de dependência ou de simples coordenação.

Leia mais

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula

Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula Anexo B Relação de Assuntos Pré-Requisitos à Matrícula MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO EXÉRCITO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO PREPARATÓRIA E ASSISTENCIAL 6º ANO Ensino

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

Sumário PARTE 1. Gramática

Sumário PARTE 1. Gramática PARTE 1 Gramática Capítulo 1 Fonologia... 25 1. Introdução... 25 1.1 Conceitos básicos da fonologia... 25 1.2 Outros Conceitos Fonológicos... 26 1.3 Polêmicas... 29 2. Divisão silábica... 31 3. Ortografia...

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 1. Compreensão de textos diversos: Textos verbais e não verbais;

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Índice CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS LIÇÃO 1 FONÉTICA...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 4 1.4. Encontro vocálico... 5 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS GRAMÁTICA ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS As orações coordenadas e subordinadas fazem parte do período composto, ou seja, o período em que temos duas ou mais orações.

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO ORAÇÕES COORDENADAS

PERÍODO COMPOSTO ORAÇÕES COORDENADAS PERÍODO COMPOSTO ORAÇÕES COORDENADAS Conjunções Subordinativas Observe as principais conjunções e locuções. 1) Causais (orações subordinadas adverbiais): porque, como (porque), pois, pois que, por isso

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Compreensão de texto contemporâneo... 3 Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto...9 Reconhecimento do uso significativo dos diferentes recursos gramaticais

Leia mais

Os critérios do ENEM Competências

Os critérios do ENEM Competências Os critérios do ENEM Competências PROFESSORA: VANESSA MENEZES Vocês sabem o que cada competência avalia? Competência 1 Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita. Requisitos básicos do texto

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS

NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; APOSTO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS ORAÇÕES DESLOCADAS OU OU ADJUNTOS. INTERCALADAS;

Leia mais

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66 ÍNDICE 1 TEXTO E DISCURSO 4 1.1. Coesão e coerência textual organização de parágrafos 4 1.2. Pontuação 7 1.3. Discurso direto / discurso indireto 10 1.4. Frase ativa / frase passiva 13 CONSOLIDAÇÃO: EXERCÍCIOS

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Variedades linguísticas 2 1.6 Funções da

Leia mais

STJ Iraélcio Ferreira Macedo Néli Luiza Cavalieri Fetzner Nelson Carlos Tavares Junior. LiÇÕES DE GRAMÁTICA APLICADAS AO TEXTO JURíDICO

STJ Iraélcio Ferreira Macedo Néli Luiza Cavalieri Fetzner Nelson Carlos Tavares Junior. LiÇÕES DE GRAMÁTICA APLICADAS AO TEXTO JURíDICO STJ00100136 Iraélcio Ferreira Macedo Néli Luiza Cavalieri Fetzner Nelson Carlos Tavares Junior LiÇÕES DE GRAMÁTICA APLICADAS AO TEXTO JURíDICO Coordenadora Néli Luiza Cavalieri Fetzner 4 a edição revista.

Leia mais

BOLSÃO 2017 / 6º ANO

BOLSÃO 2017 / 6º ANO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está BOLSÃO 2017 / 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba número de sílabas / divisão

Leia mais

Programa Anual LÍNGUA PORTUGUESA

Programa Anual LÍNGUA PORTUGUESA Programa Anual LÍNGUA PORTUGUESA A proposta Na proposta do Material Didático Positivo, o ensino da Língua Portuguesa é entendido como a própria linguagem posta em ação. Esse pressuposto faz com que as

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Modalidades da língua 2 1.6 Funções da

Leia mais

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração.

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Veja: Ex.1: Você quer açúcar ou adoçante? Ex.2: Preste atenção ou saia da sala. Classificação: a- Conjunções coordenativas:

Leia mais

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. CONJUNÇÃO É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. De acordo com o tipo de relação que estabelecem, as conjunções podem ser classificadas em coordenativas

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Período Composto Período Composto Coordenação Subordinação Orações subordinadas São orações sintaticamente dependentes uma das outras. As orações subordinadas

Leia mais

Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS PARTE II ACENTUAÇÃO ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 43

Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS PARTE II ACENTUAÇÃO ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 43 Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 1. Introdução... 19 2. Entenda as bancas... 19 3. Editais... 19 3.1. TRT 4 Rio Grande do Sul FCC 2015... 19 3.2. TRF 1 FCC (prova aplicada em 2014)... 20 3.3. RECEITA

Leia mais

PORTUGUÊS III Semestre

PORTUGUÊS III Semestre Universidad Nacional Autónoma de México Facultad de Filosofía y Letras Colegio de Letras Modernas Letras Portuguesas PORTUGUÊS III Semestre 2019-1 Profa. Cristina Díaz Padilla Horário: segunda a sexta

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO TCM/RJ TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO

CONTROLE DE CONTEÚDO TCM/RJ TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO CONTROLE DE CONTEÚDO TCM/RJ TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO 1 Compreensão de texto contemporâneo. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 2 Reconhecimento de modos de

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 6º ano Usar a Língua Portuguesa como língua materna, para integrar e organizar o mundo e a própria identidade com visão empreendedora e como pensador capaz de

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO SENADO FEDERAL ANALISTA LEGISLATIVO PROCESSO LEGISLATIVO

CONTROLE DE CONTEÚDO SENADO FEDERAL ANALISTA LEGISLATIVO PROCESSO LEGISLATIVO CONTROLE DE CONTEÚDO SENADO FEDERAL ANALISTA LEGISLATIVO PROCESSO LEGISLATIVO PORTUGUÊS 1 Leitura, compreensão e análise de textos. Inferência (informações explícitas e implícitas). Tipologia textual:

Leia mais

Mapeamento dos Critérios de Correção de Redação e correspondência com Matrizes de Referência para Avaliação

Mapeamento dos Critérios de Correção de Redação e correspondência com Matrizes de Referência para Avaliação Mapeamento dos e correspondência com Para cada aspecto avaliado há uma ou mais habilidades correspondentes das Matrizes que o aluno precisa desenvolver Para desenvolver a competência escritora: o Crie

Leia mais

Diferentes gêneros narrativos Medidas de Capacidade. Elementos de coerência e coesão Medidas de Massa Ortografia Gráficos e Tabelas

Diferentes gêneros narrativos Medidas de Capacidade. Elementos de coerência e coesão Medidas de Massa Ortografia Gráficos e Tabelas Salvador 06 de Novembro de 2018 4ª UNIDADE / 6ª ANO A e B Leitura e análise de textos variados. Verbos regulares; Advérbio e Locução adverbial; Frase, oração, período; Sujeito e Predicado Emprego do X

Leia mais

Programação Anual. 7 ọ ano (Regime 9 anos) 6 ạ série (Regime 8 anos) VOLUME VOLUME

Programação Anual. 7 ọ ano (Regime 9 anos) 6 ạ série (Regime 8 anos) VOLUME VOLUME Programação Anual 7 ọ ano (Regime 9 anos) 6 ạ série (Regime 8 anos) 1 ọ 2 ọ 1. Amarrando as idéias COESÃO Introdução ao conceito de coesão Introdução aos mecanismos básicos de coesão Ordem das palavras

Leia mais

Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS PARTE II ACENTUAÇÃO ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 45

Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS PARTE II ACENTUAÇÃO ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA... 45 Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 1. Introdução... 19 2. Entenda as bancas... 19 3. Editais... 19 3.1. TRT 20 - FCC (2016)... 19 3.2. TRE SP - FCC (2016)... 20 3.3. TRE PE - CESPE (2016)... 20 3.4.

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS Prof. Marcos Lima Língua portuguesa, 9ºano FRASE COMPLEXA Numa frase complexa há duas (ou mais) orações ligadas por uma conjunção (ou locução conjuncional). Ex: Fui à

Leia mais

Formulário de Resposta aos Recursos CONCURSO IBGE 2004

Formulário de Resposta aos Recursos CONCURSO IBGE 2004 Formulário de Resposta aos Recursos CONCURSO IBGE 2004 CARGO: TECNOLOGISTA JR I / LETRAS PORTUGUÊS / INGLÊS QUESTÃO NÚMERO: 07 O gabarito oficial está correto, letra E. Na opção E a estrutura é de subordinação,

Leia mais

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO CAPÍTULO I ORTOGRAFIA... 29 1. Ditongo... 31 2. Formas variantes... 35 3. Homônimos e parônimos... 36 4. Porque, por que, por quê, porquê... 44 5. Hífen... 45 6. Questões desafio... 50 CAPÍTULO

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

26. Lista das conjunções (Aulas 2 e 3: conjunções) Pelo seu significado e pelo nome da conjunção Conjunções são palavras usadas para ligar duas orações na mesma frase. Coordenativas As conjunções coordenativas

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna... 9/3 Semântica:

Leia mais

Conteúdo edital TRF 2ª Região 2016: Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.

Conteúdo edital TRF 2ª Região 2016: Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. Conteúdo edital TRF 2ª Região 2016: Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. Domínio da ortografia oficial. Domínio dos mecanismos de coesão

Leia mais

CONTEÚDOS PARA O 3º. TESTE DE INGRESSO Dezembro 2018 MATEMÁTICA (ingresso em 2019) INGRESSO NO 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDOS PARA O 3º. TESTE DE INGRESSO Dezembro 2018 MATEMÁTICA (ingresso em 2019) INGRESSO NO 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDOS PARA O 3º. TESTE DE INGRESSO Dezembro 2018 MATEMÁTICA (ingresso em 2019) INGRESSO NO 7º. ANO/2019 DO ENSINO FUNDAMENTAL Frações decimais e números decimais; Operações com frações; Operações com

Leia mais

PORTUGUÊS com DUDA NOGUEIRA ANATEL / julho 2014

PORTUGUÊS com DUDA NOGUEIRA ANATEL / julho 2014 1 Edital SISTEMATIZADO ANATEL - Língua Portuguesa Edital: http://www.cespe.unb.br/concursos/anatel_14/arquivos/ed_1_abertura.pdf Olá, guerreiros! Em primeiro lugar, vamos aos tópicos exigidos nas últimas

Leia mais

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex. Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.: "Ou paga ou eu mando sangrá-lo devagarinho" (Graciliano Ramos).

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª. Raquel Freitas Sampaio ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando

Leia mais

Expressão 1 conjunção Expressão 2. Ex.: Comprei um carro hoje, mas vou vendê-lo amanhã.

Expressão 1 conjunção Expressão 2. Ex.: Comprei um carro hoje, mas vou vendê-lo amanhã. Expressão 1 conjunção Expressão 2 Ex.: João e Maria foram à praia. S V C ADJ. ADV. conjun ção S V C ADJ. ADV. Ex.: Comprei um carro hoje, mas vou vendê-lo amanhã. CONJUNÇÕES COORDENATIVAS Aditivas Estabelecem

Leia mais

Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari.

Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari. Português Conjunções Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português CONJUNÇÕES PARTE 1 1. (CESPE SDS-PE 2016) É importante, pois, que o médico estabeleça o momento de ocorrência do

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDO 6 º ANO 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Elementos narrativos. Uso do diálogo. Paragrafação. 2) Texto: Leitura

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE III)

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE III) INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE III) Veja como as preposições influenciam os sentidos atribuídos pelos verbos: Vender ao mercado/vender no mercado Lutar contra/lutar por Brotar

Leia mais

Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS PARTE II ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA ACENTUAÇÃO... 31

Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS PARTE II ORTOGRAFIA E SEMÂNTICA ACENTUAÇÃO... 31 Sumário PARTE I ENTENDA AS BANCAS... 19 1. INTRODUÇÃO... 19 2 ENTENDA AS BANCAS... 19 3. EDITAIS... 19 3.1. TRE RJ - CONSULPLAN (2017)... 19 3.2. TRE PR - FCC (2017)... 20 3.3. TRT SC FGV (2017)... 20

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais.

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais. Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel Orações Subordinadas Adverbiais Caicó RN 2018 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS SÃO

Leia mais

Conselho Editorial: Capa: Diagramação: Copyright:

Conselho Editorial: Capa: Diagramação: Copyright: Rua Mato Grosso, 175 Pituba, CEP: 41830-151 Salvador Bahia Tel: (71) 3363-8617 / Fax: (71) 3363-5050 E-mail: fale@editorajuspodivm.com.br Conselho Editorial: Dirley da Cunha Jr., Leonardo de Medeiros Garcia,

Leia mais

ELIANE FONTANA LÍNGUA PORTUGUES + REDAÇÃO DISCURSIVA

ELIANE FONTANA LÍNGUA PORTUGUES + REDAÇÃO DISCURSIVA ELIANE FONTANA LÍNGUA PORTUGUES + REDAÇÃO DISCURSIVA Língua Portuguesa Língua Portuguesa: Interpretação de texto. Argumentação. Pressupostos e subentendidos. Níveis de linguagem. Articulação do texto:

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

Frase simples e frase complexa

Frase simples e frase complexa Frase simples e frase complexa Orações coordenadas e subordinadas 1 I. Frase simples O O José telefonou à Joana. A A senhora traz umas flores. Eu saio. O O meu vizinho foi ao médico. Cada uma destas frases

Leia mais

FACULDADE SENAC MINAS PROCESSO SELETIVO - VESTIBULAR ANEXO I PROGRAMA DAS PROVAS

FACULDADE SENAC MINAS PROCESSO SELETIVO - VESTIBULAR ANEXO I PROGRAMA DAS PROVAS ANEXO I PROGRAMA DAS PROVAS 1. LÍNGUA PORTUGUESA 1.1. Coerência e coesão do texto; 1.2. Articulação sintática do texto: operadores argumentativos: oposição, causa, condição, fim e conclusão; 1.3. Idéia

Leia mais

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO Classificação Aditivas (adição, soma): e, nem, mas, também. Adversativas ( oposição, contraste): mas, porém, contudo, todavia, entretanto. Classificação Alternativas (

Leia mais

Gêneros e Tipologia textuais e seus elementos constituintes (1).

Gêneros e Tipologia textuais e seus elementos constituintes (1). Aula Demonstrativa Compreensão e interpretação de textos verbais e não verbais. Análise de discursos no plano das relações entre Linguagem, Comunicação e Sociedade. Produção e recepção textuais nas práticas

Leia mais

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso PREPOSIÇÃO Preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações. Quando esta ligação acontece, normalmente

Leia mais

A CASA DO SIMULADO DESAFIO QUESTÕES MINISSIMULADO 85/360

A CASA DO SIMULADO DESAFIO QUESTÕES MINISSIMULADO 85/360 1 DEMAIS SIMULADOS NO LINK ABAIXO CLIQUE AQUI REDE SOCIAL SIMULADO 85/360 PORTUGUÊS INSTRUÇÕES TEMPO: 30 MINUTOS MODALIDADE: CERTO OU ERRADO 30 QUESTÕES CURTA NOSSA PÁGINA MATERIAL LIVRE Este material

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

Ensino Fundamental SÉRIE PORTUGUÊS MATEMÁTICA PRODUÇÃO DE TEXTO

Ensino Fundamental SÉRIE PORTUGUÊS MATEMÁTICA PRODUÇÃO DE TEXTO Processo de Admissão de Novos Estudantes 2018 Conteúdo programático Ensino Fundamental SÉRIE PORTUGUÊS MATEMÁTICA PRODUÇÃO DE TEXTO 1º LETRAMENTO - Reconhecimento de diferentes portadores textuais - Identificação

Leia mais

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles:

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles: PERÍODO SIMPLES Período simples é um enunciado de sentido completo construído com uma oração absoluta, ou seja, apenas um verbo. O período é um enunciado de sentido completo formado por duas ou mais orações.

Leia mais

Disciplina Professores Natureza Trimestre/Ano Data da entrega Bônus 0,2 Português 1 Cláudia Roteiro de estudos 2º/ /08/

Disciplina Professores Natureza Trimestre/Ano Data da entrega Bônus 0,2 Português 1 Cláudia Roteiro de estudos 2º/ /08/ Nome Nº Ano/Série 2º Ensino Médio Turma Disciplina Professores Natureza Trimestre/Ano Data da entrega Bônus 0,2 Português 1 Cláudia Roteiro de estudos 2º/2017 01/08/2017 -------- Introdução: Querido(a)

Leia mais

Livro Eletrônico Aula Questões de Português - Banca Cespe 2018

Livro Eletrônico Aula Questões de Português - Banca Cespe 2018 Livro Eletrônico Aula 00 1000 Questões de Português - Banca Cespe 2018 Professor: Décio Terror Aula 00: Apresentação Olá! É com muito prazer que convido vocês a participarem do nosso curso em PDF: 1000

Leia mais

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo.

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. Análise linguística formação do modo imperativo. Identificar e compreender a formação do modo imperativo do verbo.

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas Adverbiais Orações Subordinadas Adverbiais A oração subordinada adverbial desempenha a função de adjunto adverbial: indica uma circunstância em que ocorre a ação do verbo da oração à qual se liga. Observe: Normalmente

Leia mais

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe do Período Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DO PERÍODO Coordenativas: Ligam orações independentes, ou seja, que possuem sentido completo. 1. Aditivas:

Leia mais

Ortografia Aulas # CURSOS - EDITAIS ESPECÍFICOS TJ PR TJPR CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa AULA 11 ORTOGRAFIA

Ortografia Aulas # CURSOS - EDITAIS ESPECÍFICOS TJ PR TJPR CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa AULA 11 ORTOGRAFIA LÍNGUA PORTUGUESA Ortografia Aulas # CURSOS - EDITAIS ESPECÍFICOS TJ PR TJPR CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa AULA 11 ORTOGRAFIA Acentuação gráfica Aulas Cursos VIP (Teoria & Questões) #02 - Língua

Leia mais

Sumário. Apresentação da coleção Prefácio Nota da autora Capítulo II

Sumário. Apresentação da coleção Prefácio Nota da autora Capítulo II Sumário Sumário Apresentação da coleção... 17 Prefácio... 19 Nota da autora... 21 Capítulo I Fatores importantes para produzir um texto... 23 1. A importância da leitura para produção textual... 23 2.

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Função do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro

Função do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro Tribunal de Contas Função do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro O Tribunal de Contas é o órgão responsável pela fiscalização da aplicação dos recursos públicos por parte dos governantes. O

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2017 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA HABILIDADES CONTEÚDOS Identificar padrões numéricos ou princípios

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto.

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Conjunção As conjunções são vocábulos de função estritamente gramatical

Leia mais

Duda Nogueira. Mais de 450. questões. Questões comentadas de LÍNGUA PORTUGUESA FGV

Duda Nogueira. Mais de 450. questões. Questões comentadas de LÍNGUA PORTUGUESA FGV Duda Nogueira Mais de 450 questões Questões comentadas de LÍNGUA PORTUGUESA FGV 2018 Editais sistematizados 1. TRT SC FGV (2017) Cargos: Analista e Técnico Itens do edital No livro Onde encontrar 1 Compreensão

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM DATA DA PROVA: /12/2016 CONTEÚDO:

ROTEIRO DE ESTUDOS DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM DATA DA PROVA: /12/2016 CONTEÚDO: DISCIPLINA: QUÍMICA RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2º EM 1) Balanceamento pelo método das tentativas; 2) Leis de Lavoisier e Proust; 3) Cálculo estequiométrico; 4) Estudo dos gases; 5) Soluções Estudo das concentrações;

Leia mais

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento.

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. COERÊNCIA Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. Subi a porta e fechei a escada. Tirei minhas orações e recitei meus sapatos.

Leia mais

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo

PORTUGUÊS. Relação aula x conteúdo CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS AULAS CURSO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ (UFCCE) - ASSISTENTE ADMINISTRATIVO - REGULAR Poderá haver substituições de professores, ficando a critério da coordenação pedagógica

Leia mais