Programa de Pós-Graduação - Faculdade de Direito Universidade de Brasília. Sublinha: Filosofia Política, Teoria Constitucional e Democracia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Pós-Graduação - Faculdade de Direito Universidade de Brasília. Sublinha: Filosofia Política, Teoria Constitucional e Democracia"

Transcrição

1 Projeto de Pesquisa DIREITOS HUMANOS E MULTICULTURALISMO: IGUALDADE NA DIFERENÇA Prof. Dr. Guilherme Scotti Programa de Pós-Graduação - Faculdade de Direito Universidade de Brasília Linha de Pesquisa: Constituição e Democracia Sublinha: Filosofia Política, Teoria Constitucional e Democracia Apresentação A pesquisa buscará enfrentar a questão do papel do constitucionalismo na conciliação entre a pluralidade de formas de vida, em sua dimensão cultural, e o respeito pelos direitos Humanos ou fundamentais. Nos termos da Teoria Discursiva do Direito e da Democracia, as categorias argumentativas dos discursos éticos, morais e jurídicos desempenham papéis distintos na formação da opinião e da vontade na esfera pública, de tal forma que a dimensão prática da distinção e articulação dos conceitos trabalhados é, ao fim, fundamental para a efetividade dos direitos. Em um mundo contemporâneo marcado pelo recrudescimento de discursos fundamentalistas de toda ordem, sustenta-se a centralidade da categoria dos direitos fundamentais para o enfrentamento dos desafios multiculturais. Pluralismo e Laicidade se apresentam como categorias postas em xeque, e sua relevância será sustentada como chave interpretativa das análises críticas pretendidas. Parte-se aqui da concepção de que igualdade e liberdade os princípios constitucionais basilares - caracterizam-se hoje por significarem, grosso modo, e em permanente tensão respectivamente constitutiva entre si, quais diferenças não podem fazer diferença social e o respeito a essas diferenças enquanto liberdade. Assim, direitos fundamentais individuais podem revelar-se como coletivos e difusos. Ou, em outros termos, os direitos fundamentais fornecem a base móvel adequada a uma sociedade moderna que incorpora os riscos com os

2 quais se defronta mediante permanente mutação e assim, são elemento imprescindível para os processos de luta por reconhecimento. Desse modo, com a complexidade que hoje assumem os princípios jurídicos, sua universalidade requer contextualização e sensibilidade para as situações concretas e únicas de aplicação. Entende-se que as garantias constitucionais em relação à cultura (entendida aqui, de forma plural, como os complexos de identidades éticas, perpassando também dimensões religiosas e étnicas) devem preservar não uma suposta pureza cultural, mas o direito às condições de possibilidade de autoestima, do orgulho de pertencimento a uma identidade digna de valor. Os direitos fundamentais, nesse sentido, pretendem assumir o papel de elemento desestabilizador de usos, costumes e tradições naturalizados, a exigir que as eticidades se tornem reflexivas para que possam manter sua força enquanto elemento simbólico de reprodução social. Objetivos Identificar em discursos jurídicos institucionais, nos âmbitos legislativo, executivo e judicial, assim como na esfera pública política, como se dá a articulação de argumentos ético-culturais e argumentos normativos deontológicos, em especial quanto à atribuição de sentido aos princípios do pluralismo, da igualdade e da laicidade; Analisar criticamente, na perspectiva de um Estado Democrático de Direito pluralista, as decisões estatais identificadas como problemáticas ou exemplares no tratamento da complexidade da relação entre normas e valores (discursos axiológicos e deontológicos); Oferecer um instrumental teórico que facilite a posterior identificação e critica de discursos que ponham em risco direitos fundamentais por meio da confusão ou menoscabo de argumentos quanto aos papéis dos direitos individuais e das identidades éticas na formação de políticas públicas. Metodologia O desenvolvimento da pesquisa proposta requer, consoante o marco

3 teórico adotado, o emprego do instrumental reconstrutivo próprio da teoria discursiva, da teoria dos princípios e da argumentação deontológica. A reconstrução dos argumentos identificados como críticos nos discursos selecionados buscará, sem descuidar da perspectiva interna própria aos referenciais adotados, identificar os riscos, possibilidades interpretativas e conseqüências normativas dos atos estatais pertinentes. Combinará, portanto estudo de casos, revisão bibliográfica e estudos comparados. Referências Bibliográficas ANAYA, J.S. (2004). Indigenous peoples in international law. 2 ed. Oxford: Oxford University Press. ANAYA, J.S. (2013). The Human Rights of Indigenous Peoples: United Nations Developments, 35 U. Haw. L. Rev CARDOSO DE OLIVEIRA, R. (2001). A questão étnica: qual a possibilidade de uma ética global? As dimensões culturais da transformação global: uma abordagem antropológica. L. ARIZPE. Brasília, UNESCO: CARMONA CALDERA, C. (2013). Tomando los derechos colectivos en serio: el derecho a consulta previa del Convenio 169 de la OIT y las instituciones representativas de los pueblos indígenas. Revista Ius et Praxis 19(2). CARVALHO NETTO, M. d. and G. SCOTTI (2011). Os direitos fundamentais e a (in)certeza do direito: A produtividade das tensões principiológicas e a superação do sistema de regras. Belo Horizonte, Fórum. DWORKIN, R. (1986). Law's empire. Cambridge, Mass., Belknap Press. DWORKIN, R. (1996). Freedom's law : the moral reading of the American Constitution. Cambridge, Mass., Harvard University Press. DWORKIN, R. (2006). Is democracy possible here? : principles for a new political debate. Princeton, N.J., Princeton University Press. FEITOSA, S. F. (2010). Pluralismo moral e direito à vida: apontamentos bioéticos sobre a prática do infanticídio em comunidades indígenas no Brasil. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde. Brasília, UnB. Mestrado: 123. FIORAVANTI, M. (2001). Constitución. De la antigüedad a nuestros días. Madrid, Editoral Trotta. GALEOTTI, A. E. (2007). "Relativism, universalism, and applied ethics: the case of female circumcision." Constellations 14(1): GILLESPIE, D. and M. MELCHING (2010). "The transformative power of democracy and human rights in nonformal education: the case of Tostan." Adult Education Quarterly XX(X): GÜNTHER, K. (1993). The sense of appropriateness : application discourses in morality and law. Albany, State University of New York Press.

4 GUTMANN, A. (1993). "The Challenge of Multiculturalism in Political Ethics." Philosophy and Public Affairs 22(3): HABERMAS, J. (1997). Direito e democracia: entre facticidade e validade. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro. HABERMAS, J. (2002). A inclusão do outro - estudos de teoria política. São Paulo, Edições Loyola. HABERMAS, J. (2004). Verdade e justificação: ensaios filosóficos. São Paulo, Edições Loyola. HALL, S. (2003). A questão multicultural. Da diáspora: identidades e mediações culturais. S. Hall. Belo Horizonte, Editora UFMG: HALL, S. (2003). Significação, representação, ideologia: Althusser e os debates pós-estruturalistas. Da diáspora: identidades e mediações culturais. S. Hall. Belo Horizonte, Editora UFMG: HOLANDA, M. A. F. (2008). Quem são os humanos dos direitos? Sobre a criminalização do infanticídio indígena. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. Brasília, UnB. Mestrado: 157. HONNETH, A. (2001). "Recognition or redistribution? Changing perspectives on the moral order of society." Theory, Culture & Society 18(2-3): HONNETH, A. (2003). Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo, Editora 34. JONES, P. (1999). "Human rights, group rights, and peoples' rights." Human Rights Quarterly 21(1): KAYSER, H.E. (2010). Os direitos dos povos indígenas no Brasil: desenvolvimento histórico e o estágio atual. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Ed., KUKATHAS, C. (1992). "Are there any cultural rights?" Political Theory 20(1): KYMLICKA, W. (1995). Multicultural citizenship : a liberal theory of minority rights. Oxford; New York, Clarendon Press; Oxford University Press. KYMLICKA, W. (1999). Liberal complacencies. Is multiculturalism bad for women? S. M. OKIN. Princeton, New Jersey, Princeton University Press: KYMLICKA, W. (2007). Multicultural odysseys : navigating the new international politics of diversity. Oxford ; New York, Oxford University Press. LACERDA, R. F. (2007). Diferença não é incapacidade: gênese e trajetória histórica da concepção da incapacidade indígena e sua insustentabilidade nos marcos do protagonismo dos povos indígenas e do texto constitucional de Faculdade de Direito. Brasília, UnB. Mestrado: 447. LACLAU, Ernesto. Emancipations. London: Verso, MACKIE, G. (1996). "Ending Footbinding and Infibulation: a convention account." American Sociological Review 61: MAUS, I. (2000). "Judiciário como superego da sociedade: o papel da atividade jurisprudencial na "sociedade órfã"." Novos Estudos 58: OKIN, S. M. (1997). "Is multiculturalism bad for women?" Boston Review. OKIN, S. M. (2002). "'Mistresses of Their Own Destiny': Group Rights, Gender, and Realistic Rights of Exit." Ethics 112(2): 205. Phillips, A. (2007). Multiculturalism without culture. Princeton, Princeton University Press. ROSENFELD, M. (2010). The identity of the constitutional subject: Selfhood, citizenship, culture, and community. London and New York, Routledge.

5 SÁNCHEZ BOTERO, E. (2006). Entre el juez Salomón y el dios Sira : decisiones interculturales e interés superior del niño. Bogotá, Gente Nueva Editores. SANTOS, B. d. S. (2003). "Poderá o direito ser emancipatório?" Revista Crítica de Ciências Sociais 65: SEGATO, R. L. (2006). "Antropologia e direitos humanos: alteridade e ética no movimento de expansão dos direitos universais." Mana 12(1): SEGATO, R. L. (2007). Que cada povo trame os fios da sua história: em defesa de um estado restituidor e garantista da deliberação no foro étnico. Audiência pública da Comissão de Direitos Humanos. Brasília: 12. SEGATO, R. L. (2010). Género y colonialidad: en busca de claves de lectura y de un vocabulario estratégico descolonial. La Cuestión Descolonial (no prelo - manuscrito gentilmente cedido pela autora). A. b. y. J. M. a. N. Quijano. Lima, Universidad Ricardo Palma - Cátedra América Latina y la Colonialidad del Poder. SHACHAR, A. (2000). "On Citizenship and Multicultural Vulnerability." Political Theory 28(1): 64. SHELL-DUNCAN, B. (2008). "From Health to Human Rights: Female Genital Cutting and the Politics of Intervention." American Anthropologist 110(2): SINGER, P. (1993). Practical ethics. Cambridge, UK, Cambridge University Press. TALBOTT, W. J. (2005). Which rights should be universal? New York ; Oxford, Oxford University Press. WALDRON, J. (1992). "Minority cultures and the cosmopolitan alternative." University of Michigan Journal of Law Reform 25(3&4): WOODMAN, G. R. (1998). "Ideological combat and social observation: recent debate about legal pluralism." Journal of Legal Pluralism 42: 39.

PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO

PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento Programa de Pós-Graduação PLANO DE CURSO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM PODER LEGISLATIVO DISCIPLINA: Estudos Avançados em Direito

Leia mais

Direitos dos povos e comunidades tradicionais na Constituição Federal como direitos fundamentais

Direitos dos povos e comunidades tradicionais na Constituição Federal como direitos fundamentais Direitos dos povos e comunidades tradicionais na Constituição Federal como direitos fundamentais Paulo Gilberto Cogo Leivas Procurador Regional da República. Mestre e Doutor em Direito pela UFRGS. Coordenador

Leia mais

Objetivos da disciplina: discutir assuntos clássicos e contemporâneos essenciais ao Direito Constitucional e à sua compreensão.

Objetivos da disciplina: discutir assuntos clássicos e contemporâneos essenciais ao Direito Constitucional e à sua compreensão. UniCEUB Programa de Mestrado e Doutorado em Direito Professor José Levi Mello do Amaral Júnior jose.levi@uol.com.br Temas Fundamentais do Direito Constitucional 1 o semestre de 2015 Objetivos da disciplina:

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. IX Congresso da Rede Latino-Americana de Antropologia Jurídica

PROGRAMAÇÃO. IX Congresso da Rede Latino-Americana de Antropologia Jurídica IX Congresso da Rede Latino-Americana de Antropologia Jurídica SOCIEDADES PLURAIS E ESTADOS NACIONAIS: LIMITES E DESAFIOS PARA A EFETIVIDADE DE DIREITOS 29/09 a 02/10/2015 Pirenópolis Goiás Brasil PROGRAMAÇÃO

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO ACP-EU JOINT PARLIAMENTARY ASSEMBLY ASSEMBLEE PARLEMENTAIRE PARITAIRE ACP-UE Comissão dos Assuntos Políticos ACP-EU/101.753/B 19.03.2015 PROJETO DE RELATÓRIO sobre diversidade cultural e direitos humanos

Leia mais

Anaís Medeiros Passos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPOL UFRGS)

Anaís Medeiros Passos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPOL UFRGS) Anaís Medeiros Passos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPOL UFRGS) Liberalismo igualitário, libertarianismo, nacionalismo e cosmopolitismo:

Leia mais

Módulo I. DISCIPLINA Estado, Direito e Cidadania, em perspectiva comparada. DISCIPLINA Introdução aos Estudos sobre Segurança Pública

Módulo I. DISCIPLINA Estado, Direito e Cidadania, em perspectiva comparada. DISCIPLINA Introdução aos Estudos sobre Segurança Pública Módulo I Estado, Direito e Cidadania, em perspectiva comparada Ementa: Liberalismo, individualismo e cidadania na Europa Ocidental dos séculos XVII- XIX. Mecanismos de repressão e de controle da emergente

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Direito

Universidade de São Paulo Faculdade de Direito Universidade de São Paulo Faculdade de Direito SYLLABUS Código: DES0118 Disciplina: Direito constitucional I Departamento: DES Professor: Prof. Dr. Virgílio Afonso da Silva Créditos: 3 Horários: Turma

Leia mais

7 Referências Bibliográficas

7 Referências Bibliográficas 7 Referências Bibliográficas ALCHOURRÓN, C. E. e BULYGIN, E. Sobre el concepto de orden jurídico. In: ANÁLISIS LÓGICO Y DERECHO. Madri: Centro de estudios constitucionales, 1991.. Introducción a la metodología

Leia mais

CTCH Departamento de Educação

CTCH Departamento de Educação CTCH Departamento de Educação Projeto de pesquisa EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA E OS LIMITES DO LIBERALISMO POLÍTICO. PARTE II: DEMOCRACIA, JUSTIÇA, DIREITOS, VIRTUDES E IDENTIDADES. Aluno: Felipe Costa Sampaio

Leia mais

Pós-graduação em Direito do Estado Coordenadores: Prof. Sérgio Guerra Prof. Rafael Alves de Almeida PROGRAMA

Pós-graduação em Direito do Estado Coordenadores: Prof. Sérgio Guerra Prof. Rafael Alves de Almeida PROGRAMA Pós-graduação em Direito do Estado Coordenadores: Prof. Sérgio Guerra Prof. Rafael Alves de Almeida PROGRAMA OBJETIVO Oferecer uma perspectiva crítica das principais temáticas relacionadas ao poder estatal

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITO

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM DIREITO I Seminário Nacional de Justiça, Processo e Direitos Humanos Petrópolis, Rio de Janeiro/RJ, 08 e 09

Leia mais

Curso de Sustentabilidade em Projetos Culturais.

Curso de Sustentabilidade em Projetos Culturais. Curso de Sustentabilidade em Projetos Culturais. Sustentabilidade em Projetos Culturais: Criação e Dinamização de Redes e Mobilização de Recursos para a Cultura. 1 Diogo Reyes da Costa Silva. 2 Apresentação:

Leia mais

POR UMA CONCEPÇÃO MULTICULTURAL DOS DIREITOS HUMANOS: UMA ANÁLISE CRÍTICA DAS TENSÕES DIALÉTICAS

POR UMA CONCEPÇÃO MULTICULTURAL DOS DIREITOS HUMANOS: UMA ANÁLISE CRÍTICA DAS TENSÕES DIALÉTICAS FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS FDSM RENATA NASCIMENTO GOMES POR UMA CONCEPÇÃO MULTICULTURAL DOS DIREITOS HUMANOS: UMA ANÁLISE CRÍTICA DAS TENSÕES DIALÉTICAS POUSO ALEGRE - MG 2013 RENATA NASCIMENTO

Leia mais

PARA O AMAZONAS QUE NASCEU HUMANO

PARA O AMAZONAS QUE NASCEU HUMANO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ UNIVALI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA CENTRO DE EDUCAÇÃO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E JURÍDICAS - CEJURPS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM

Leia mais

ECONOMIA SOLIDÁRIA E CIDADANIA ATIVA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE BELO HORIZONTE Renata Adriana Rosa

ECONOMIA SOLIDÁRIA E CIDADANIA ATIVA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE BELO HORIZONTE Renata Adriana Rosa ECONOMIA SOLIDÁRIA E CIDADANIA ATIVA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE BELO HORIZONTE Renata Adriana Rosa Historiadora, Especialista em Políticas Públicas, responsável, nesta gestão, pela chefia de gabinete da

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Disciplina: PRI 5017 Política Externa Brasileira FLS 5903 Temas

Leia mais

Marco legal. da política indigenista brasileira

Marco legal. da política indigenista brasileira Marco legal da política indigenista brasileira A política indigenista no país tem como base a Constituição Federal de 1988, o Estatuto do Índio (Lei nº 6.001/1973) e instrumentos jurídicos internacionais,

Leia mais

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço Joaquim Filipe Peres de Castro Resumo: Palavras-chave Códigos JEL Abstract: Keywords JEL Codes 67 estudos regionais

Leia mais

A APLICAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DO CAMPO

A APLICAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DO CAMPO A APLICAÇÃO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO DE COMUNICAÇÃO PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DAS RELAÇÕES DO CAMPO Sérgio Ricardo Moreira de SOUZA; NETO, João da Cruz Gonçalves (PPGDA/FD/UFG) Palavras-chave: Reforma

Leia mais

REFERENCIAL CP. Cidadania e Profissionalidade

REFERENCIAL CP. Cidadania e Profissionalidade REFERENCIAL CP Cidadania e Profissionalidade Cidadania e Profissionalidade Nesta Área, pretende-se evidenciar, reconhecer e certificar competências-chave da e na cidadania democrática resultado da aprendizagem

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS DIREITOS CULTURAIS PARA FORMAÇÃO DA PERSONALIDADE E CIDADANIA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

A IMPORTÂNCIA DOS DIREITOS CULTURAIS PARA FORMAÇÃO DA PERSONALIDADE E CIDADANIA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES 1 A IMPORTÂNCIA DOS DIREITOS CULTURAIS PARA FORMAÇÃO DA PERSONALIDADE E CIDADANIA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Gina Vidal Marcílio Pompeu Nardejane Martins Cardoso ** O ordenamento jurídico brasileiro, especificamente

Leia mais

Aspectos Políticos da Adoção das IFRS no Brasil

Aspectos Políticos da Adoção das IFRS no Brasil Aspectos Políticos da Adoção das IFRS no Brasil Pesquisa em andamento para qualificação de doutorado Paulo Frederico Homero Junior paulo.junior@usp.br Doutorando do PPGCC/FEA/USP Orientador: Prof. Dr.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º AM076- ANTROPOLOGIA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: CS013 CS013- ANTROPOLOGIA CAMPOS DA ANTROPOLOGIA. PROBLEMAS E CONCEITOS BÁSICOS: CULTURA, ETNOCENTRISMO, ALTERIDADE E RELATIVISMO. NOÇÕES DE MÉTODOS/PRÁTICAS

Leia mais

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*.

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*. EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pela Universidade Federal de Viçosa são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, referentes a cada Departamento, seguidas de um número de três

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA DISCIPLINA: TEORIA POLÍTICA II PROFESSOR: RICARDO BORGES/ CELSO ANTÔNIO COELHO VAZ CRÉDITO:? CARGA

Leia mais

Educação para a Cidadania linhas orientadoras

Educação para a Cidadania linhas orientadoras Educação para a Cidadania linhas orientadoras A prática da cidadania constitui um processo participado, individual e coletivo, que apela à reflexão e à ação sobre os problemas sentidos por cada um e pela

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Meio ambiente equilibrado e sadio - Um Direito Fundamental Uélton Santos* Art. 225, CF. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e

Leia mais

*Revista Eletrônica do CEAF. Porto Alegre - RS. Ministério Público do Estado do RS. Vol. 1, n. 2, fev./maio 2012*

*Revista Eletrônica do CEAF. Porto Alegre - RS. Ministério Público do Estado do RS. Vol. 1, n. 2, fev./maio 2012* *Revista Eletrônica do CEAF. Porto Alegre - RS. Ministério Público do Estado do RS. Vol. 1, n. 2, fev./maio 2012* CUSTO DO NÃO INVESTIMENTO NA INFÂNCIA E NA JUVENTUDE Mário Luiz Ramidoff Promotor de Justiça

Leia mais

Licenciaturas ENSINO PÚBLICO. 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa

Licenciaturas ENSINO PÚBLICO. 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa 1 Licenciaturas ENSINO PÚBLICO 1-ISCTE Instituto Universitário de Lisboa A licenciatura em Ciência Política, com ramos em Ciência Política e em Políticas Públicas, tem a duração de três anos, correspondentes

Leia mais

A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA

A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA A EDUCAÇÃO QUILOMBOLA Moura (2001) nos traz um desafio preocupante, não só a partir do debate sobre a melhoria estrutural das escolas em comunidades quilombola, da qualificação continuada dos professores,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE (UFF) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA (PPGS) SELEÇÃO DE MESTRADO 2014/2015 PRÉ-PROJETO DE DISSERTAÇÃO LINHA

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE (UFF) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA (PPGS) SELEÇÃO DE MESTRADO 2014/2015 PRÉ-PROJETO DE DISSERTAÇÃO LINHA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE (UFF) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA (PPGS) SELEÇÃO DE MESTRADO 2014/2015 PRÉ-PROJETO DE DISSERTAÇÃO LINHA DE PESQUISA: PODER, ESTADO E CONFLITO TÍTULO: AS DISPUTAS

Leia mais

Maurício Piragino /Xixo Escola de Governo de São Paulo. mauxixo.piragino@uol.com.br

Maurício Piragino /Xixo Escola de Governo de São Paulo. mauxixo.piragino@uol.com.br Democracia Participativa e Direta: conselhos temáticos e territoriais (Conselhos Participativos nas Subprefeituras); Iniciativa Popular, Plebiscitos e Referendo" Maurício Piragino /Xixo Escola de Governo

Leia mais

Juliana Granja de Albuquerque

Juliana Granja de Albuquerque Juliana Granja de Albuquerque AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE NO DISTRITO FEDERAL A participação efetiva da juventude na PPJ no DF Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor

Leia mais

I RELATÓRIO. N o 141.998/2015-AsJConst/SAJ/PGR

I RELATÓRIO. N o 141.998/2015-AsJConst/SAJ/PGR N o 141.998/2015-AsJConst/SAJ/PGR Relator: Ministro Dias Toffoli Requerente: Procurador-Geral da República Interessada: Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia Governador do Estado de Rondônia CONSTITUCIONAL.

Leia mais

GESTÃO PÚBLICA COMPARTILHADA EM PROJETOS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UM ESTUDO ANALÍTICO SOBRE OS PROCESSOS DE ACCOUNTABILITY NA PÓS-GRADUAÇÃO

GESTÃO PÚBLICA COMPARTILHADA EM PROJETOS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UM ESTUDO ANALÍTICO SOBRE OS PROCESSOS DE ACCOUNTABILITY NA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO PÚBLICA COMPARTILHADA EM PROJETOS DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA: UM ESTUDO ANALÍTICO SOBRE OS PROCESSOS DE ACCOUNTABILITY NA PÓS-GRADUAÇÃO Luiz Alberto Rocha Lira UNIMEP-Piracicaba, SPA luiz.lira@capes.gov.br

Leia mais

CH Total: 36h SEMESTRE DE ESTUDO: Eletiva TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 168

CH Total: 36h SEMESTRE DE ESTUDO: Eletiva TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 168 DISCIPLINA: Direitos Humanos CH Total: 36h SEMESTRE DE ESTUDO: Eletiva TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 168 1. EMENTA: Origem e evolução histórica dos Direitos Humanos. Dignidade humana e os Direitos

Leia mais

Gênero: Temas Transversais e o Ensino de História

Gênero: Temas Transversais e o Ensino de História Gênero: Temas Transversais e o Ensino de História Thayane Lopes Oliveira 1 Resumo: O tema Relações de gênero compõe o bloco de Orientação Sexual dos temas transversais apresentados nos parâmetros curriculares

Leia mais

TRANSCRIÇÃO PROF. MIRACY

TRANSCRIÇÃO PROF. MIRACY TRANSCRIÇÃO PROF. MIRACY Somos um programa da faculdade de direito da UFMG. minha fala talvez, vai ser por isso um pouco diferenciada das demais abordarei não direito do trabalho em si e ou as suas transformações

Leia mais

IX Conferência Ibero-americana de Cultura Montevidéu, 13 e 14 de julho de 2006 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PROJETO

IX Conferência Ibero-americana de Cultura Montevidéu, 13 e 14 de julho de 2006 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PROJETO IX Conferência Ibero-americana de Cultura Montevidéu, 13 e 14 de julho de 2006 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PROJETO 1 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PREÂMBULO Os Chefes de Estado e de Governo dos países

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO: REPENSANDO A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE LÍNGUA INGLESA

NOVAS TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO: REPENSANDO A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE LÍNGUA INGLESA NOVAS TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO: REPENSANDO A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE LÍNGUA INGLESA Maria Elisabete Mariano dos SANTOS *, Edemilson J.R. BRANDÃO ** Universidade de Passo Fundo - Passo Fundo/RS. Resumo:

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS Curso de Licenciatura em Ciência Política

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS Curso de Licenciatura em Ciência Política Programa I Introdução Razão de ser: a União Europeia (UE), o sistema político internacional e a geoestratégia da UE. O alargamento. O que é a UE. O factor democrático. Ideais, Valores, Princípios e Objectivos

Leia mais

DEMOCRACIA E POLÍTICAS PÚBLICAS: O PAPEL DO JUDICIÁRIO NO ESTADO SOCIAL DE DIREITO

DEMOCRACIA E POLÍTICAS PÚBLICAS: O PAPEL DO JUDICIÁRIO NO ESTADO SOCIAL DE DIREITO REVISTA DE DIREITO DO UNIFOA 121 DEMOCRACIA E POLÍTICAS PÚBLICAS: O PAPEL DO JUDICIÁRIO NO ESTADO SOCIAL DE DIREITO Democracy and Public policies: the role of the Courts in a promotional State Flávio Campestrin

Leia mais

O Sistema Internacional de Proteção dos Direitos Humanos nas Questões Indígenas: influência no sistema jurídico brasileiro 1

O Sistema Internacional de Proteção dos Direitos Humanos nas Questões Indígenas: influência no sistema jurídico brasileiro 1 - SEPesq O Sistema Internacional de Proteção dos Direitos Humanos nas Questões Indígenas: influência no sistema jurídico brasileiro 1 Gilberto Schafer 2 1. Introdução O presente projeto de pesquisa tem

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA

PLANO DE ENSINO EMENTA Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Introdução ao Direito I Curso: Direito Carga Horária: 64 Departamento: Direito Privado Área: Direito Civil PLANO DE ENSINO EMENTA Acepções, enfoques teóricos

Leia mais

Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades. Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado

Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades. Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado Gestão de impactos sociais nos empreendimentos Riscos e oportunidades Por Sérgio Avelar, Fábio Risério, Viviane Freitas e Cristiano Machado A oferta da Promon Intelligens considera o desenvolvimento de

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL: O ESTATUTO JURÍDICO DO POLÍTICO FEDERAL CONSTITUTION: THE LEGAL STATUS OF POLITICAL

CONSTITUIÇÃO FEDERAL: O ESTATUTO JURÍDICO DO POLÍTICO FEDERAL CONSTITUTION: THE LEGAL STATUS OF POLITICAL FEDERAL CONSTITUTION: THE LEGAL STATUS OF POLITICAL Recebido para publicação em abril de 2012. RESUMO: Trata-se o presente artigo, de forma breve, de algumas concepções existentes sobre Constituição, dando

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Médio ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias Componente Curricular: Inglês Série: 2ºC,

Leia mais

Política de direitos humanos

Política de direitos humanos Política de direitos humanos Galp Energia in NR-002/2014 1. ENQUADRAMENTO Na sua Política de Responsabilidade Corporativa, aprovada em 2012, a GALP ENERGIA estabeleceu os seguintes compromissos em matéria

Leia mais

PROGRAMA. DIREITO CONSTITUCIONAL I (Introdução à Teoria da Constituição) Professor Doutor José Melo Alexandrino

PROGRAMA. DIREITO CONSTITUCIONAL I (Introdução à Teoria da Constituição) Professor Doutor José Melo Alexandrino PROGRAMA DIREITO CONSTITUCIONAL I (Introdução à Teoria da Constituição) Professor Doutor José Melo Alexandrino (1.º ano 1.º Semestre Turma B) 2015/2016 INTRODUÇÃO 1. O objecto e o método do Direito constitucional

Leia mais

ARTIGO: TRATADOS INTERNACIONAIS SOBRE DIREITOS HUMANOS E

ARTIGO: TRATADOS INTERNACIONAIS SOBRE DIREITOS HUMANOS E ARTIGO: TRATADOS INTERNACIONAIS SOBRE DIREITOS HUMANOS E O ORDENAMENTO INTERNO Luís Fernando de Souza Pastana 1 RESUMO: este artigo visa observar a relação existente entre os tratados internacionais sobre

Leia mais

A CLP e a difícil tarefa de fazer leis populares

A CLP e a difícil tarefa de fazer leis populares Marcos Augusto de Queiroz A CLP e a difícil tarefa de fazer leis populares Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências do curso de Especialização em

Leia mais

A HERMENÊUTICA DIATÓPICA COMO MECANISMO DE DIÁLOGO INTERCULTURAL PARA A FORMAÇÃO DE UM ESTADO TRANSFORMADOR

A HERMENÊUTICA DIATÓPICA COMO MECANISMO DE DIÁLOGO INTERCULTURAL PARA A FORMAÇÃO DE UM ESTADO TRANSFORMADOR A HERMENÊUTICA DIATÓPICA COMO MECANISMO DE DIÁLOGO INTERCULTURAL PARA A FORMAÇÃO DE UM ESTADO TRANSFORMADOR CONSIDERAÇÕES INICIAIS Isabelle Maris Pelegrini 1 Orientador: Dr. José Luiz Quadros de Magalhães

Leia mais

CULTURA E IDENTIDADES: AS BAIANAS QUE VENDEM ACARAJÉ, EM SALVADOR

CULTURA E IDENTIDADES: AS BAIANAS QUE VENDEM ACARAJÉ, EM SALVADOR CULTURA E IDENTIDADES: AS BAIANAS QUE VENDEM ACARAJÉ, EM SALVADOR Maria Cleyber Negreiros Barbosa da Cunha (Universidade de Coimbra. Faculdade de Economia) INTRODUÇÃO Este artigo tem como objetivo sensibilizar

Leia mais

Helen Nicholson i utiliza o termo Applied Drama ii, título de seu mais recente livro:

Helen Nicholson i utiliza o termo Applied Drama ii, título de seu mais recente livro: TEATRO EM COMUNIDADES: QUESTÕES DE TERMINOGIA Márcia Pompeo Nogueira Universidade do Estado de Santa Catarina Palavras-chave: teatro em comunidades, teatro aplicado, teatro popular. No Brasil ainda não

Leia mais

GESTÃO ESCOLAR: PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NA ESCOLA. Marleide Rodrigues da Silva Perrude

GESTÃO ESCOLAR: PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NA ESCOLA. Marleide Rodrigues da Silva Perrude GESTÃO ESCOLAR: PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE NA ESCOLA. Marleide Rodrigues da Silva Perrude RESUMO Temos por objetivo nesta pesquisa, analisar, sob uma perspectiva histórica, o modelo de gestão da escola

Leia mais

Esporte, Paz e Desenvolvimento Humano

Esporte, Paz e Desenvolvimento Humano Encontro de Capacitação Programa Segundo Tempo Esporte, Paz e Desenvolvimento Humano Brasília, 12 de abril de 2007 O Esporte no contexto das ações da UNESCO A ONU incumbiu a UNESCO de coordenar o tratamento

Leia mais

A efetividade das sentenças da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Brasil

A efetividade das sentenças da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Brasil IX Salão de Iniciação Científica PUCRS A efetividade das sentenças da Corte Interamericana de Direitos Humanos no Brasil Gabriela Bratkowski Pereira, Elias Grossmann (orientador) Faculdade de Direito,

Leia mais

Licenciaturas ENSINO PÚBLICO. 1. ISCTE Instituto Universitário de Lisboa. Análise de Dados em Ciências Sociais: Inferencial 2º S 6.

Licenciaturas ENSINO PÚBLICO. 1. ISCTE Instituto Universitário de Lisboa. Análise de Dados em Ciências Sociais: Inferencial 2º S 6. Licenciaturas ENSINO PÚBLICO 1. ISCTE Instituto Universitário de Lisboa A licenciatura em Ciência Política, com ramos em Ciência Política e em Políticas Públicas, tem a duração de três anos, correspondentes

Leia mais

material dado com autoridade. Com isso, coloca-se, sobretudo, a questão, como essas valorações podem ser fundamentadas racionalmente.

material dado com autoridade. Com isso, coloca-se, sobretudo, a questão, como essas valorações podem ser fundamentadas racionalmente. Laudatio Robert Alexy nasceu em Oldenburg em 1945. Nesta cidade também realizou os seus estudos até o ensino secundário. No semestre de verão de 1968 ele iniciou o estudo da ciência do direito e da filosofia.

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Professor: Dra. Vanessa Borges de Almeida (borgesalmeida@unb.br)

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Professor: Dra. Vanessa Borges de Almeida (borgesalmeida@unb.br) UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS E TRADUÇÃO (LET) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA APLICADA FONE: (61) 3107-7618 - TELEFAX: (61) 3307-7619 E-mail:

Leia mais

Sobre o patriotismo constitucional. Flávio Azevedo Reis. Mestre em Filosofia e Doutorando. Orientador: Prof. Dr. Ricardo Ribeiro Terra

Sobre o patriotismo constitucional. Flávio Azevedo Reis. Mestre em Filosofia e Doutorando. Orientador: Prof. Dr. Ricardo Ribeiro Terra Sobre o patriotismo constitucional. Flávio Azevedo Reis Mestre em Filosofia e Doutorando Orientador: Prof. Dr. Ricardo Ribeiro Terra Departamento de Filosofia, FFLCH-USP 1) Resumo: O objetivo deste trabalho

Leia mais

Autor (1); S, M, R INTRODUÇÃO

Autor (1); S, M, R INTRODUÇÃO PROJETOS EDUCATIVOS E AS RELAÇÕES ÉTNICOS-RACIAIS: DIÁLOGOS ENTRE OS SABERES PRODUZIDOS NOS ESPAÇOS EDUCATIVOS NÃO- FORMAIS E O SISTEMA DE ENSINO BÁSICO ESCOLAR INTRODUÇÃO Autor (1); S, M, R Universidade

Leia mais

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE)

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) Identificação Disciplina: (CCP 945) Horário: quarta-feira (09:00 às 13:00 horas) Professor: Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE)

Leia mais

GLADIADORES E TRANSGRESSÃO SOCIAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE UMA NOVA ABORDAGEM SOCIAL *

GLADIADORES E TRANSGRESSÃO SOCIAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE UMA NOVA ABORDAGEM SOCIAL * GLADIADORES E TRANSGRESSÃO SOCIAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE UMA NOVA ABORDAGEM SOCIAL * Renata Senna Garraffoni ** Estudar o banditismo e a transgressão social na Antigüidade Clássica é um desafio,

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO NOS CURSOS DE LETRAMENTO DE JOVENS E ADULTOS NÃO ESCOLARIZADOS

A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO NOS CURSOS DE LETRAMENTO DE JOVENS E ADULTOS NÃO ESCOLARIZADOS A CONSTRUÇÃO DO CURRÍCULO NOS CURSOS DE LETRAMENTO DE JOVENS E ADULTOS NÃO ESCOLARIZADOS Sylvia Bueno Terzi Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP O objetivo do trabalho é apresentar e discutir o

Leia mais

VIOLÊNCIA DE GÊNERO: A NECESSIDADE DO SEU RECONHECIMENTO

VIOLÊNCIA DE GÊNERO: A NECESSIDADE DO SEU RECONHECIMENTO VIOLÊNCIA DE GÊNERO: A NECESSIDADE DO SEU RECONHECIMENTO Jézica Neres Fonseca Buniotti; Suellen Regina Vedovato. Maria Inez Barboza Marques (orientadora) marques@sercomtel.com.br (UNESPAR/Campus Paranavaí/PR)

Leia mais

RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA FILOSOFIA POLÍTICA MODERNA (SÉCULOS XVI-XVIII)

RELAÇÕES INTERNACIONAIS NA FILOSOFIA POLÍTICA MODERNA (SÉCULOS XVI-XVIII) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA POLÍTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA Rafael Salatini de Almeida RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Leia mais

ASPECTOS DO DIREITO CONSTITUCIONAL SUA EVOLUÇÃO ATRAVÉS DO TEMPO

ASPECTOS DO DIREITO CONSTITUCIONAL SUA EVOLUÇÃO ATRAVÉS DO TEMPO ASPECTOS DO DIREITO CONSTITUCIONAL SUA EVOLUÇÃO ATRAVÉS DO TEMPO Woille Aguiar Barbosa 1 1. RESUMO Neste trabalho, é apresentado um panorama das diversas concepções do constitucionalismo, através de um

Leia mais

A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMO REFERÊNCIA PARA A GESTÃO DA EAD

A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMO REFERÊNCIA PARA A GESTÃO DA EAD 1 A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMO REFERÊNCIA PARA A GESTÃO DA EAD São Luís MA Maio/2012 Categoria: C Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro: D / Meso: H / Micro: M Natureza:

Leia mais

1. Que os Estados partes fortaleçam o Instituto de Políticas Públicas de Direitos

1. Que os Estados partes fortaleçam o Instituto de Políticas Públicas de Direitos 20 Propostas para oaprofundamento da Democracia e da Participação Social no MERCOSUL Preâmbulo Nós, os movimentos e organizações da sociedade civil do MERCOSUL reunidos em Brasília, de 4 a 6 de dezembro

Leia mais

Grupo de Estudos de Inglês Aeronáutico (GEIA) Considerações sobre a escala de níveis de proficiência linguística para controladores de tráfego aéreo

Grupo de Estudos de Inglês Aeronáutico (GEIA) Considerações sobre a escala de níveis de proficiência linguística para controladores de tráfego aéreo Grupo de Estudos de Inglês Aeronáutico (GEIA) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA APLICADA Universidade Estadual de Campinas Considerações sobre a escala de níveis de proficiência linguística para

Leia mais

ÁREA: Ciências Econômicas Especulação afeta o preço das commodities agrícolas?

ÁREA: Ciências Econômicas Especulação afeta o preço das commodities agrícolas? ÁREA: Ciências Econômicas Especulação afeta o preço das commodities agrícolas? Eduardo Minga 1 Alexandre Florindo Alves 2 José Luiz Parré 3 Dentro do universo das commodities, um de seus subgrupos que

Leia mais

Práticas musicais no contexto urbano de João Pessoa

Práticas musicais no contexto urbano de João Pessoa Práticas musicais no contexto urbano de João Pessoa Luis Ricardo Silva Queiroz Universidade Federal da Paraíba e-mail: luisrsq@uol.com.br Anne Raelly Pereira de Figueirêdo Universidade Federal da Paraíba

Leia mais

Declaração da Cidade de Quebec

Declaração da Cidade de Quebec Declaração da Cidade de Quebec Nós, os Chefes de Estado e de Governo das Américas, eleitos democraticamente, nos reunimos na Cidade de Quebec, na III Cúpula, para renovar nosso compromisso em favor da

Leia mais

A ORGANIZAÇÃO SINDICAL E O PROJETO ACE: CONSTRUÇÃO OU DESCONSTRUÇÃO?

A ORGANIZAÇÃO SINDICAL E O PROJETO ACE: CONSTRUÇÃO OU DESCONSTRUÇÃO? Maíra Neiva Gomes 1 A ORGANIZAÇÃO SINDICAL E O PROJETO ACE: CONSTRUÇÃO OU DESCONSTRUÇÃO? 1. Introdução O intuito deste pequeno estudo é analisar o projeto de lei apresentado pelo Sindicato dos Trabalhadores

Leia mais

Gestão, administração e mediação de conflitos: que possibilidades? 2. Razões Justificativas da acção: Problemas/Necessidades de Formação Identificados

Gestão, administração e mediação de conflitos: que possibilidades? 2. Razões Justificativas da acção: Problemas/Necessidades de Formação Identificados 1. Designação da Acção de Formação Gestão, administração e mediação de conflitos: que possibilidades? 2. Razões Justificativas da acção: Problemas/Necessidades de Formação Identificados O conflito como

Leia mais

A ideia de constituição

A ideia de constituição A ideia de constituição A Revolução Federal Filosofia politica e debate constitucional na fundação dos E.U.A Viriato Soromenho-Marques II Capítulo; pág.41 Apresentação de Rojer Rafael Tomás Soares Nº 36267

Leia mais

Possibilidade relativa

Possibilidade relativa Page 1 of 7 criticanarede.com ISSN 1749-8457 30 de Setembro de 2003 Metafísica e lógica filosófica Possibilidade relativa Três concepções Desidério Murcho Segundo a concepção de Bob Hale (1997) e Ian McFetridge

Leia mais

DEMOCRACIA, DIREITOS HUMANOS E GLOBALIZAÇÃO

DEMOCRACIA, DIREITOS HUMANOS E GLOBALIZAÇÃO DEMOCRACIA, DIREITOS HUMANOS E GLOBALIZAÇÃO Fernando Marques Pena "(...) As pessoas e os grupos sociais têm o direito a ser iguais quando a diferença os inferioriza, e o direito a ser diferentes quando

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA IV 1º semestre de 2018 Disciplina Optativa Destinada: alunos de filosofia e de outros departamentos Código: FLF0505 Pré-requisito: FLF0113 e FLF0114 Prof. Alberto Ribeiro G.

Leia mais

REQUISITOS DA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA GLOBAL

REQUISITOS DA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA GLOBAL REQUISITOS DA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA GLOBAL Clarificação: Do referencial teórico da educação para cidadania global. Remover ambiguidades. Mínimo Essencial: A cidadania econômica não pode ser realizada

Leia mais

EMENTA CONTÉUDO. 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação

EMENTA CONTÉUDO. 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DE FILOSOFIA DISCIPLINA: TÓPICOS DE EPISTEMOLOGIA: REFLEXÃO E ENTENDIMENTO HORÁRIO: SEGUNDA-FEIRA, DAS 14 ÀS 18h - CARGA-HORÁRIA: 68 h EMENTA Em

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 416/2006

RESOLUÇÃO Nº 416/2006 RESOLUÇÃO Nº 416/2006 Regulamenta o Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africanas e dá outras providências. O Conselho de Educação do Ceará CEC, no uso de suas atribuições legais no uso de suas

Leia mais

DIVERSIDADE E INCLUSÃO: O ÍNDIO NOS CURRÍCULOS ESCOLARES

DIVERSIDADE E INCLUSÃO: O ÍNDIO NOS CURRÍCULOS ESCOLARES DIVERSIDADE E INCLUSÃO: O ÍNDIO NOS CURRÍCULOS ESCOLARES MOREIRA, Maria G. de Almeida¹ Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Iporá ¹geraldamoreira44@gmail.com RESUMO O presente texto

Leia mais

Informática jurídica aplicada ao processo eletrônico - 20 horas aula Professora Mestre Marilée Tatta Silva

Informática jurídica aplicada ao processo eletrônico - 20 horas aula Professora Mestre Marilée Tatta Silva ANEXO: ESPECIALIZAÇÃO EM PODER JUDICIÁRIO OBJETIVO DO CURSO Oferecer aos participantes formação multidisciplinar nas áreas jurídicas e de gestão, concentrando-se especialmente, no oferecimento de instrumentos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS (ESP-MG):

DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS (ESP-MG): DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS (ESP-MG): (RE)FAZENDO CAMINHOS BELO HORIZONTE, MG Dezembro de 2015 Desenvolvimento Institucional da ESP-MG: antecedentes

Leia mais

LEVANDO OS PRINCÍPIOS A SÉRIO: EFICIÊNCIA COMO PRINCÍPIO JURÍDICO * TAKING PRINCIPLES SERIOUSLY: EFFICIENCY AS A LEGAL PRINCIPLE

LEVANDO OS PRINCÍPIOS A SÉRIO: EFICIÊNCIA COMO PRINCÍPIO JURÍDICO * TAKING PRINCIPLES SERIOUSLY: EFFICIENCY AS A LEGAL PRINCIPLE LEVANDO OS PRINCÍPIOS A SÉRIO: EFICIÊNCIA COMO PRINCÍPIO JURÍDICO * TAKING PRINCIPLES SERIOUSLY: EFFICIENCY AS A LEGAL PRINCIPLE RESUMO Clélio Gomes dos Santos Júnior Ronald Dworkin e Richard Posner sempre

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

PLANO DE ENSINO I - IDENTIFICAÇÃO DADOS DO CURSO

PLANO DE ENSINO I - IDENTIFICAÇÃO DADOS DO CURSO PLANO DE ENSINO I - IDENTIFICAÇÃO DADOS DO CURSO MESTRADO ACADÊMICO EM DIREITO CONSTITUCIONAL Área de Concentração: Constituição e Sociedade. Modalidade: Presencial DADOS DA DISCIPLINA Disciplina: Teoria

Leia mais

A experiência brasileira em matéria de liberdade sindical à luz do pensamento de Maritain.

A experiência brasileira em matéria de liberdade sindical à luz do pensamento de Maritain. 1 A liberdade sindical como direito humano pela Declaração Universal dos Direitos do Homem da ONU e direito fundamental pela OIT a partir da visão de Jacques Maritain em suas obras Os direitos do homem

Leia mais