https://intranet.marinha.pt/ordens/oa1/2007/anxg_oa121_07.html

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "https://intranet.marinha.pt/ordens/oa1/2007/anxg_oa121_07.html"

Transcrição

1 Page 1 of 8 OA1 21/ PAA 8 (B) - X ANEXO G CLASSFCAÇÃO E SELECÇÃO DOS CANDDATOS AO REGME DE CONTRATO (RC): - ORDENAMENTO DOS CANDDATOS CONSDERADOS COMO APTOS APÓS O CONJUNTO DE OPERAÇÕES DE RECRUTAMENTO: Despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada nº 21/07, de 9 de Maio: Considerando a necessidade de, no âmbito do processo de recrutamento para a prestação de serviço em regime de contrato (RC), ordenar os candidatos que foram considerados aptos no âmbito do processo de classificação e selecção, à prestação de serviço militar neste regime. Nos termos do nº 5, do artigo 25º, do Regulamento da Lei do Serviço Militar, aprovado pelo Decreto-Lei nº 289/2000 1, de 14 de Novembro, determino: O ordenamento dos candidatos à prestação de serviço militar em RC que, tendo sido sujeitos a provas e exames de classificação e selecção, previstos nos artigos 24º e 25º do Regulamento da Lei do Serviço Militar, forem considerados aptos, processa-se, em função da categoria e classe a que se candidatam, nos termos dos anexos ao presente despacho que dele fazem parte integrante. É revogado o Despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, nº 28/03 2, de 28 de Março. 1 2 O Decreto-Lei nº 289/2000, de 14 de Novembro, foi publicado na OA1 47/ ANEXO C. O Despacho nº 28/03, de 28 de Março, foi publicado na OA1 15/ ANEXO F. Lista dos Anexos: Anexo A: Anexo B: Anexo C: Anexo D: Anexo E: Ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de oficial, nas classes de TSN (Técnicos superiores navais) ou TN (Técnicos navais). Ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de sargento, na classe de TN, nos ramos de electrotecnia (ELT) e de programador de informática (PN). Ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de praça, em todas as classes com excepção das classes de Fuzileiros (FZ) e de Mergulhadores (U). Ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de oficial e de praça, na classe de Fuzileiros (FZ). Ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de praça, na classe de Mergulhadores (U). ANEXO A Ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de oficial, nas classes de TSN ou TN, considerados aptos após as provas de de classificação e selecção. O ordenamento dos candidatos é feito em função do regime de prestação de serviço e classe a que se candidataram e das licenciaturas, bacharelatos ou áreas de licenciatura/bacharelato previstos em cada concurso que vier a ser iniciado e processa-se nos seguintes termos: 1. O ordenamento é feito por ordem decrescente da classificação que resultar da aplicação da seguinte fórmula: C = (HL + + TPS + DF) / 4

2 Page 2 of 8 HL: Habilitação literária do candidato (nota de licenciatura ou de bacharelato que releve para os efeitos do concurso em presença, entre zero e vinte, em valores inteiros); : dade do candidato, de acordo com a seguinte dade do candidato, em 31 de Dezembro do ano de incorporação: 20 anos 4 21 anos 4 22 anos 3 23 anos 3 24 anos 2 25 anos 2 26 anos 1 27 anos 1 TPS: Classificação da capacidade psicotécnica do candidato, de acordo com a seguinte TPS FAVORÁVEL 3 FAVORÁVEL COM RESERVAS 1 DF: Destreza física do candidato, de acordo com a seguinte Classificação da destreza física: DF (a) G1 Favorável 3 G2 Favorável com reservas 1 Condicionado (a) 0 O candidato considerado CONDCONADO nas provas de destreza física mantém-se em concurso até homologação final dos resultados. ANEXO B O ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de sargento, na classe de TN, nos ramos de electrotecnia (ELT) e de programador de informática (PN) considerados aptos após as provas de classificação e selecção. O ordenamento dos candidatos processa-se nos seguintes termos: 1. O ordenamento é feito por ordem decrescente da classificação que resultar da aplicação da seguinte fórmula: C = (HL + + NCL + TPS + DF) / 5 HL: Habilitação literária do candidato, de acordo com a seguinte Habilitação literária considerada HL para efeitos do concurso: 12º ano de escolaridade ou superior 20 11º ano de escolaridade 15 : dade do candidato, de acordo com a seguinte dade do candidato, em 31 de Dezembro do ano de incorporação: 18 anos 5 19 anos 5 20 anos 4 21 anos 4

3 Page 3 of 8 22 anos 3 23 anos 3 24 anos 2 NCL: Classificação obtida no teste de avaliação do Nível de Conhecimento de Língua nglesa, aproximada às décimas e determinada nos seguintes termos: NCL = ECL / 5 Onde ECL representa a classificação no Teste de Diagnóstico de Língua nglesa em valores inteiros de percentagem. Os candidatos com uma classificação inferior a 60% são considerados inaptos. TPS: Classificação da capacidade psicotécnica do candidato, de acordo com a seguinte TPS FAVORÁVEL 6 FAVORÁVEL COM RESERVAS 2 DF: Destreza física do candidato, de acordo com a seguinte Classificação da destreza física: DF G1 Muito Favorável 3 G2 Favorável com reservas 1 Condicionado (a) 0 (a) O candidato considerado Condicionado nas provas de destreza física mantém-se em concurso até homologação final dos resultados. ANEXO C O ordenamento dos candidatos ao ingresso na categoria de praça, em todas as classes com excepção dos FZ e U, considerados aptos após as provas de classificação e selecção. O ordenamento dos cidadãos processa-se nos seguintes termos: 1. O ordenamento é feito, para cada classe, por ordem decrescente da classificação que resultar da aplicação da seguinte fórmula: C = (HL + + TPS + DF) / 4 HL: Habilitação literária do candidato, de acordo com a seguinte Habilitação literária considerada para HL efeitos do concurso: 12º ano de escolaridade ou superior 10 11º ano de escolaridade 8 10º ano de escolaridade 6 9º ano de escolaridade 4 8º ano de escolaridade 3 7º ano de escolaridade 2 6º ano de escolaridade 1

4 Page 4 of 8 : dade do candidato, de acordo com a seguinte dade do candidato, em 31 de Dezembro do ano de incorporação: 18 anos 4 19 anos 4 20 anos 3 21 anos 3 22 anos 2 23 anos 2 24 anos 1 Classificação da capacidade psicotécnica do candidato, de acordo com a seguinte

5 Page 5 of 8

6 Page 6 of 8 TPS: TPS FAVORÁVEL 3 FAVORÁVEL COM RESERVAS 1 DF: Destreza física do candidato, de acordo com a seguinte Classificação da destreza física: DF G1 Favorável 3 G2 Favorável com reservas 1 Condicionado (a) 0 (a) O candidato considerado Condicionado nas provas de destreza física mantém-se em concurso até homologação final dos resultados. ANEXO D O ordenamento dos candidatos ao ingresso nas categorias de oficial e de praça, na classe de FZ, considerados aptos após as provas de classificação e selecção. O ordenamento dos candidatos processa-se nos seguintes termos: 1. O ordenamento é feito, para cada categoria, por ordem decrescente da classificação que resultar da aplicação da seguinte fórmula: C = (HL + + TPS + DF) / 4 HL: Habilitação literária do candidato, de acordo com a seguinte Habilitação literária considerada para HL efeitos do concurso: 12º ano de escolaridade ou superior 10 11º ano de escolaridade 8 10º ano de escolaridade 6 9º ano de escolaridade 4 8º ano de escolaridade 3 7º ano de escolaridade 2 6º ano de escolaridade 1 : dade do candidato, de acordo com a seguinte dade do candidato, em 31 de Dezembro do ano de incorporação: 18 anos 4 19 anos 4 20 anos 3 21 anos 3 22 anos 2 23 anos 2 24 anos 1 TPS: Classificação da capacidade psicotécnica do candidato, de acordo com a seguinte TPS FAVORÁVEL 3 FAVORÁVEL COM RESERVAS 1

7 Page 7 of 8 DF: Destreza física do candidato, de acordo com a seguinte Classificação da destreza física: DF (Valor a considerar) G1 Muito favorável 3 G2 Favorável 2 G3 Favorável com reservas 1 ANEXO E O ordenamento dos candidatos ao ingresso nas categorias de praça, na classe de U, considerados aptos após as provas de classificação e selecção. O ordenamento dos candidatos processa-se nos seguintes termos: 1. O ordenamento é feito por ordem decrescente da classificação que resultar da aplicação da seguinte fórmula: C = (HL + + TPS + DFB) / 4 HL: Habilitação literária do candidato, de acordo com a seguinte Habilitação literária considerada para HL efeitos do concurso: 12º ano de escolaridade ou superior 10 11º ano de escolaridade 8 10º ano de escolaridade 6 9º ano de escolaridade 4 8º ano de escolaridade 3 7º ano de escolaridade 2 6º ano de escolaridade 1 : dade do candidato: de acordo com a seguinte dade do candidato, em 31 de Dezembro do ano de incorporação: 18 anos 4 19 anos 4 20 anos 3 21 anos 3 22 anos 2 23 anos 2 24 anos 1 TPS: Classificação da capacidade psicotécnica do candidato, de acordo com a seguinte TPS FAVORÁVEL 3 FAVORÁVEL COM RESERVAS 1 DFB: Destreza física básica do candidato: classificação, de 10 a 20, aproximada às décimas, referente às provas que integram a componente básica da avaliação da destreza física, segundo a seguinte fórmula:

8 Page 8 of 8 DFB = (NAT + EXT + ABD + ELEV + CORR) / 5 NAT EXT ABD ELEV CORR = classificação relativa à prova de natação; = classificação relativa à prova de extensões de braços; = classificação relativa à prova de flexões de abdominais; = classificação relativa à prova de elevações na barra; = classificação relativa à prova de corrida; As classificações supra mencionadas são obtidas a partir da tabela seguinte, recorrendo-se sempre que necessário à interpolação directa entre os seus valores: NATAÇÃO EXTENSÕES DE ABDOMNAS ELEVAÇÕES CORRDA (200 metros) BRAÇOS Tempo Class. Quant. Class. Quant. Class. Quant. Class. Tempo Class. (mmss) (mmss) ANEXO - G 1 Ordens Capa Índice Data

https://intranet.marinha.pt/ordens/oa1/2007/anxh_oa121_07.html

https://intranet.marinha.pt/ordens/oa1/2007/anxh_oa121_07.html Page 1 of 15 OA1 21/17-05-07 PAA 8 (B) - XI PAA 13 (A) - VI ANEXO H CLASSIFICAÇÃO E SELECÇÃO DOS CANDIDATOS AO REGIME DE CONTRATO (RC): - AVALIAÇÃO DA DESTREZA FÍSICA E DA CAPACIDADE PSICOLÓGICA DOS CANDIDATOS:

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE OBTENÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DESPACHO N.º 09/2009

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE OBTENÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DESPACHO N.º 09/2009 MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE OBTENÇÃO DE RECURSOS HUMANOS DESPACHO N.º 09/2009 MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS CONCURSO DE ADMISSÃO DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA CONCURSO PARA ADMISSÃO DE VOLUNTÁRIOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO NOS QUADROS PERMANENTES NA CATEGORIA DE PRAÇAS DA CLASSE DE MÚSICOS NORMAS DO CONCURSO Marinha Sistema

Leia mais

ANEXO C DESPACHO DO ALMIRANTE CHEFE DO ESTADO-MAIOR DA ARMADA, N.º 38/13, DE 7 DE NOVEMBRO: ATRIBUIÇÃO DO GRAU DE MESTRE A OFICIAIS DOS CURSOS DA ESCOLA NAVAL A adequação do Processo de Bolonha às antigas

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO DE CADETES DA MARINHA

CONCURSO DE ADMISSÃO DE CADETES DA MARINHA CONCURSO DE ADMISSÃO DE CADETES DA MARINHA 2014 EDITAL EDITAL ESCOLA NAVAL CONCURSO DE ADMISSÃO DE CADETES DA MARINHA 2014 Nos termos do Regulamento da Escola Naval, está aberto, de 2 de junho a 25 de

Leia mais

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência A Portaria n 401/2007, de 5 de Abril, aprova o Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO - INSPECÇÃO-GERAL DE FINANÇAS

ANÚNCIO DE CONCURSO - INSPECÇÃO-GERAL DE FINANÇAS ANÚNCIO DE CONCURSO - INSPECÇÃO-GERAL DE FINANÇAS A Direcção Geral da Administração Pública e a Inspecção-Geral de Finanças (IGF), através da Direcção Geral do Planeamento, Orçamento e Gestão do Ministério

Leia mais

Importante - Tempo estimado de atendimento: Procedimentos:

Importante   - Tempo estimado de atendimento: Procedimentos: As inscrições para os concursos são realizadas na Capitania dos Portos do Piauí. Importante: O exame de seleção não tem caráter de concurso público para ingresso na Marinha Mercante ou na Marinha do Brasil

Leia mais

Ministério da Defesa Nacional Marinha. Escola Naval REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DISCENTES DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA NAVAL

Ministério da Defesa Nacional Marinha. Escola Naval REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DISCENTES DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA NAVAL Ministério da Defesa Nacional Marinha Escola Naval REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DOS DISCENTES DOS CICLOS DE ESTUDOS DA ESCOLA NAVAL Dezembro 2015 Índice por artigos CAP I Princípios gerais 1 Corpo discente

Leia mais

http://intranet.marinha.pt/ordens/oa1/2005/anxe_oa134_05.html

http://intranet.marinha.pt/ordens/oa1/2005/anxe_oa134_05.html Page 1 of 7 OA1 34/17-08-05 PAA 2(D) XI ANEXO E MEDIDAS DE PROTECÇÃO DA MATERNIDADE E PATERNIDADE DOS MILITARES DA MARINHA: - DETERMINAÇÃO: ------- Despacho do Chefe do Estado-Maior da Armada, nº 54/05,

Leia mais

Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES (Cód. 150459) AVISO

Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES (Cód. 150459) AVISO AVISO Nº5 2015/2016 Assunto: Contratação de Técnicos para prestar funções nas Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no ano letivo 2015/2016 Para os devidos efeitos, e no cumprimento do disposto

Leia mais

GRUPOS DE RECRUTAMENTO

GRUPOS DE RECRUTAMENTO Contratação de Escola 2015/2016 (Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de Junho) GRUPOS DE RECRUTAMENTO Aviso n.º 03-2015/2016 Nos termos no nº 4 do artigo 39 do Decreto -Lei n.º 132/2012, de 27 de junho, alterado

Leia mais

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ANO LECTIVO 2008/2009 O Presidente do Conselho Directivo da Escola Náutica Infante D. Henrique,

Leia mais

Cronograma para Concurso Público de Ingresso Instituto de Preços e Concorrência. Dezembro de 2014

Cronograma para Concurso Público de Ingresso Instituto de Preços e Concorrência. Dezembro de 2014 Cronograma para Concurso Público de Ingresso Instituto de Preços e Concorrência Dezembro de 2014 Enquadramento O GAPREC pretende proceder à contratação de 31 (trinta e um) técnicos, sendo 10 (dez) para

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso externo de Ingresso para preenchimento de um posto de trabalho na categoria de Técnico de Informática do Grau 1, Nível 1, da carreira

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior nos Cursos Ministrados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior nos Cursos Ministrados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior nos Cursos Ministrados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro TÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito O presente

Leia mais

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU N.º 41 12-10-2009 BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU I SÉRIE 1535 澳 門 特 別 行 政 區 REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU 50/2009 Ordem Executiva n.º 50/2009 Usando da faculdade conferida

Leia mais

Decreto-Lei n.º 329/98 de 2 de Novembre. Regime de frequência da disciplina de Educação Moral e Religiosa

Decreto-Lei n.º 329/98 de 2 de Novembre. Regime de frequência da disciplina de Educação Moral e Religiosa Decreto-Lei n.º 329/98 de 2 de Novembre Regime de frequência da disciplina de Educação Moral e Religiosa A Constituição da República Portuguesa consagra no seu artigo 41.º a inviolabilidade da liberdade

Leia mais

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Letivo 2013/2014

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Letivo 2013/2014 Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais (Decreto-Lei nº393-b/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-lei nº64/2006, de 21 de março, pelo Decreto-Lei nº88/2006, de 23 de maio, e pela

Leia mais

Concursos e mobilidade. 5/6 de junho de 2014

Concursos e mobilidade. 5/6 de junho de 2014 Concursos e mobilidade 5/6 de junho de 2014 Regime de seleção, recrutamento e mobilidade do PD A satisfação das necessidades de pessoal docente das escolas é suprida através dos concursos: interno e externo

Leia mais

2,5% de vagas fixadas anualmente para o ensino superior público. Este direito mantém-se pelo número de anos igual aos de serviço

2,5% de vagas fixadas anualmente para o ensino superior público. Este direito mantém-se pelo número de anos igual aos de serviço APOIO À OBTENÇÃO DE HABILITAÇÕES ACADÉMICAS e Estatuto do CCEM Aplica-se a Lei que estabelece o Estatuto do trabalhadorestudante trabalhador-estudante uniformizam (art. 2º e 3º) restrições Cursos de ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIRECÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERNANDO PESSOA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIRECÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERNANDO PESSOA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIRECÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FERNANDO PESSOA Procedimento concursal comum de recrutamento para quatro postos de trabalho para

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015 Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015 REG.CTC.08.01 Página 1 de 6 Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior da Escola

Leia mais

Incentivos Condições Aplicação Dimensão Observações APOIO À OBTENÇÃO DE HABILITAÇÕES ACADÉMICAS Estatuto do

Incentivos Condições Aplicação Dimensão Observações APOIO À OBTENÇÃO DE HABILITAÇÕES ACADÉMICAS Estatuto do Incentivos Condições Aplicação Dimensão Observações APOIO À OBTENÇÃO DE HABILITAÇÕES ACADÉMICAS Estatuto do trabalhadorestudante (art. 2.º e 3.º) RC/RV e CCEM uniformizam restrições Aplica-se a Lei que

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 56 20 de março de 2014 7670-(13) CAPÍTULO II Parte geral. CAPÍTULO I Do objeto. SECÇÃO I Das funções

Diário da República, 2.ª série N.º 56 20 de março de 2014 7670-(13) CAPÍTULO II Parte geral. CAPÍTULO I Do objeto. SECÇÃO I Das funções Diário da República, 2.ª série N.º 56 20 de março de 2014 7670-(13) Despacho n.º 4205-B/2014 Regulamento das carreiras de oficial bombeiro, de bombeiro voluntário e bombeiro especialista Através do Despacho

Leia mais

DECRETO-LEI N.º 393-B/99, de 2 de Outubro. Regula os Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior

DECRETO-LEI N.º 393-B/99, de 2 de Outubro. Regula os Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior DECRETO-LEI N.º 393-B/99, de 2 de Outubro Regula os Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior O regime geral de acesso e ingresso no ensino superior resultante do novo quadro estabelecido

Leia mais

Regulamento das Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos Maiores de 23 Anos.

Regulamento das Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos Maiores de 23 Anos. Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril Regulamento n.º 100/2006 (Diário da República II Série de 16 de Junho de 2006) Regulamento das Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO EBTT 2013

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO EBTT 2013 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO EBTT 2013 C R O N O G R A M A E DOS TEMAS DA ETAPA DA PROVA DIDÁTICA Elementos de Máquina, Processos de Fabricação, Projetos de Máquina,

Leia mais

Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) AVISO

Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) AVISO Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) AVISO 1 O Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) é um organismo da Administração Central do Estado conforme disposto no decreto-lei nº 125/2004

Leia mais

Decreto Legislativo Regional nº. 003/2001

Decreto Legislativo Regional nº. 003/2001 Decreto Legislativo Regional nº. 003/2001 REVALORIZAÇÃO DAS CARREIRAS DO PESSOAL TÉCNICO CONTABILISTA E DE AUXILIAR DE CONTABILIDADE DA DIRECÇÃO REGIONAL DO ORÇAMENTO E TESOURO O Decreto Regulamentar Regional

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEDERNEIRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEDERNEIRAS PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015 EXTRATO DO EDITAL Nº 001/2015 O Município de Pederneiras, Estado de São Paulo, torna público a realização de Processo Seletivo regido pelo presente Edital, para a contratação

Leia mais

AVISO N.º 1/2015-16. Atividade Nº de ofertas Nº de horas semanais Atividade Física e Desportiva

AVISO N.º 1/2015-16. Atividade Nº de ofertas Nº de horas semanais Atividade Física e Desportiva AVISO N.º 1/2015-16 Recrutamento e contratação de profissionais/técnicos para a dinamização das Atividades de Enriquecimento Curricular, nas escolas do 1.º ciclo do Agrupamento de Escolas André Soares,

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Regulamento n.º 185/2006 Regulamento de provas de avaliação da capacidade para

Leia mais

Decreto-Lei n.º 97/2001 de 26 de Março

Decreto-Lei n.º 97/2001 de 26 de Março Decreto-Lei n.º 97/2001 de 26 de Março O presente diploma, procedendo à revisão das carreiras de informática, procura perspectivar a função informática à luz da actual realidade informática, quer do ponto

Leia mais

ÍNDICE DE QUADROS CAPÍTULO 1 - RECURSOS HUMANOS

ÍNDICE DE QUADROS CAPÍTULO 1 - RECURSOS HUMANOS ÍNDICE DE QUADROS CAPÍTULO 1 - RECURSOS HUMANOS Quadro 1: Contagem dos trabalhadores por grupo/cargo/carreira, segundo a modalidade de vinculação e género Quadro 2: Contagem dos trabalhadores por grupo/cargo/carreira,

Leia mais

REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO. Capítulo I.

REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO. Capítulo I. Regulamentos REGULAMENTO PARA A GESTÃO DE CARREIRAS DO PESSOAL NÃO DOCENTE CONTRATADO NO ÂMBITO DO CÓDIGO DO TRABALHO DA UNIVERSIDADE DO PORTO Aprovado pelo Conselho de Gestão na sua reunião de 2011.01.20

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO

REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO Recrutamento para a O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os normativos de Recrutamento Centralizado,

Leia mais

N. o 246 21-10-1999 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A

N. o 246 21-10-1999 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 7023 MAPA IV Anexo a que se refere o n. o 1 do artigo 10. o Consultor... MAPA V Assessor do tesouro. Anexo a que se refere o n. o 1 do artigo 11. o Técnico especialista principal... Chefe de secção...

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) EDITAL MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. N. o 184 11-8-1998 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. N. o 184 11-8-1998 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 184 11-8-1998 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 3907 seguem as atribuições e competências que lhes são conferidas pelos respectivos estatutos, aprovados, respectivamente, pelos Decretos-Leis n. os 74/95,

Leia mais

AVISO. Contratação de Escola 2014/2015 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO

AVISO. Contratação de Escola 2014/2015 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO AVISO Contratação de Escola 2014/2015 (ao abrigo do Decreto-Lei n.º132/2012, de 27 de junho, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 83-A/2014, de 23 de maio) CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO

Leia mais

NOVAS OPORTUNIDADES Cursos do Ensino Artístico Especializado Dança a e Canto Gregoriano

NOVAS OPORTUNIDADES Cursos do Ensino Artístico Especializado Dança a e Canto Gregoriano NOVAS OPORTUNIDADES Cursos do Ensino Artístico Especializado Domínio da Música, M Dança a e Canto Gregoriano Aprender Compensa DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO Equipa Multidisciplinar

Leia mais

LEI DO SERVIÇO MILITAR (LSM) (Lei n.º 174/99, de 21 de Setembro) CAPÍTULO I Princípios gerais

LEI DO SERVIÇO MILITAR (LSM) (Lei n.º 174/99, de 21 de Setembro) CAPÍTULO I Princípios gerais CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 1.º Conceito e natureza do serviço militar 1 - A defesa da Pátria é direito e dever fundamental de todos os portugueses. 2 - O serviço militar integra-se no contributo

Leia mais

Regulamento dos Mestrados Integrados da Academia da Força Aérea

Regulamento dos Mestrados Integrados da Academia da Força Aérea Regulamento dos Mestrados Integrados da Academia da Força Aérea 1 Preâmbulo O Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, alterado e republicado pelo Decreto-Lei N.º 115/2013, de 7 de agosto, que estabelece

Leia mais

Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho

Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho (PREÂMBULO) Artigo 1.º Objeto O presente diploma procede à alteração do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho. Artigo 2.º Alterações

Leia mais

2132 DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE N. o 32 15 de Fevereiro de 2005

2132 DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE N. o 32 15 de Fevereiro de 2005 2132 DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE N. o 32 15 de Fevereiro de 2005 Pelo que fica expresso, é muito grato ao Ministro de Estado e da Defesa Nacional dar público reconhecimento pela forma exemplar, dedicada,

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010

Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010 Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril Diário da República, 2.ª série N.º 89 7 de Maio de 2010 Regulamento n.º 416/2010 Regulamento das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a

Leia mais

174/1999 21 1999 DR 221/1999 - I SÉRIE-A Nº

174/1999 21 1999 DR 221/1999 - I SÉRIE-A Nº Exército Português /(*,6/$d 2 '(,17(5(66( 0,/,7$5 Lei n. 174/99 de 21 de Setembro LEI DO SERVIÇO MILITAR A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, para

Leia mais

Aviso. 1. Tipo, prazo e validade

Aviso. 1. Tipo, prazo e validade Aviso Faz-se público que, por despacho do Ex. mo Senhor Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, de 22 de Outubro de 2013, se acha aberto o concurso comum, de ingresso externo, de prestação de provas,

Leia mais

Decreto Regulamentar n. 22/94 de 1 de Setembro

Decreto Regulamentar n. 22/94 de 1 de Setembro Decreto Regulamentar n. 22/94 de 1 de Setembro Na sequência da publicação da Lei Orgânica da Marinha torna-se necessário estabelecer as competências e definir a organização da Superintendência dos Serviços

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 150 4 de agosto de 2015 21575. Comando de Pessoal da Força Aérea. Comando Aéreo

Diário da República, 2.ª série N.º 150 4 de agosto de 2015 21575. Comando de Pessoal da Força Aérea. Comando Aéreo Diário da República, 2.ª série N.º 150 4 de agosto de 2015 21575 ASPIRANTE 07671611 SORAIA FILIPA DOS SANTOS CO- ELHO ASPIRANTE 04745205 RUI FILIPE VIEIRA DA SILVA BRITO ASPIRANTE 17411003 JULIANA CRISTINA

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Código da publicitação do procedimento Código de candidato CARACTERIZAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO (A preencher pela

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA 3874 Diário da República, 1.ª série N.º 135 16 de julho de 2014 Artigo 13.º Unidades orgânicas flexíveis 1 O número máximo de unidades orgânicas flexíveis da SG é fixado em 16. 2 As unidades orgânicas

Leia mais

ABERTURA DO ANO OPERACIONAL 19 DE NOVEMBRO 2015

ABERTURA DO ANO OPERACIONAL 19 DE NOVEMBRO 2015 1 ABERTURA DO ANO OPERACIONAL 19 DE NOVEMBRO 2015 Senhor Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Senhor Almirante Saldanha Lopes meu ilustre antecessor Senhor General Chefe da Casa Militar de Sua Exa.

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento, I.P. AVISO

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento, I.P. AVISO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento, I.P. AVISO Procedimento concursal comum, para constituição de relação jurídica de emprego público por

Leia mais

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS DE MESTRADO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento

Leia mais

Oportunidades de ingresso a candidatos de Nível Fundamental

Oportunidades de ingresso a candidatos de Nível Fundamental O ingresso aos Cursos de Formação Militar, com planos de carreira, na Marinha do Brasil só é possível mediante concursos público militar abertos a candidatos desde os 15 anos até a idade máxima de 35 anos,

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO PROCEDIMENTO CONCURSAL CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO DO PROCESSO Código da publicitação do procedimento Código de candidato CARACTERIZAÇÃO DO POSTO DE TRABALHO Carreira Categoria

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013)

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013) EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (2ª Edição 2011/2013) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

CET. Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial

CET. Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial CET Cursos de Especialização Tecnológica Gestão Administrativa de Recursos Humanos Secretariado de Direção e Comunicação Empresarial Técnicas de Turismo Ambiental Gestão Comercial GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

6934-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 291 18-12-1998 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Artigo 2. o. Decreto-Lei n.

6934-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 291 18-12-1998 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Artigo 2. o. Decreto-Lei n. 6934-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 291 18-12-1998 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Decreto-Lei n. o 404-A/98 de 18 de Dezembro Com o acordo salarial de 1996 e compromissos de médio e longo

Leia mais

Candidatura ao Ensino Superior

Candidatura ao Ensino Superior Candidatura ao Ensino Superior Para concluir o ensino secundário, os alunos têm que obter aprovação a todas as disciplinas do plano de estudos do respetivo curso. Nas disciplinas não sujeitas à realização

Leia mais

LEI Nº 4.375, DE 17 DE AGOSTO DE 1964

LEI Nº 4.375, DE 17 DE AGOSTO DE 1964 LEI Nº 4.375, DE 17 DE AGOSTO DE 1964 Lei do Serviço Militar. TÍTULO III DO RECRUTAMENTO PARA O SERVIÇO MILITAR CAPÍTULO III DA CONVOCAÇÃO Art. 17. A classe convocada será constituída dos brasileiros que

Leia mais

本 普 通 晉 級 開 考 以 審 查 文 件 有 限 制 的 方 式 為 經 濟 局 編 制 內 人 員 而 設 投 考 報 名 表 應 自 本 通 告 之 公 告 在 澳 門 特 別 行 政 區 公 報 刊 登 之 日 緊 接 第 一 個 工 作 日 起 計 十 天 內 遞 交

本 普 通 晉 級 開 考 以 審 查 文 件 有 限 制 的 方 式 為 經 濟 局 編 制 內 人 員 而 設 投 考 報 名 表 應 自 本 通 告 之 公 告 在 澳 門 特 別 行 政 區 公 報 刊 登 之 日 緊 接 第 一 個 工 作 日 起 計 十 天 內 遞 交 通 告 按 照 經 濟 財 政 司 司 長 於 二 零 一 三 年 十 月 三 十 一 日 的 批 示, 以 及 根 據 第 14/2009 號 法 律 公 務 人 員 職 程 制 度 第 23/2011 號 行 政 法 規 公 務 人 員 的 招 聘 甄 選 及 晉 級 培 訓 及 第 231/2011 號 行 政 長 官 批 示 的 規 定, 現 通 過 以 審 查 文 件 方 式 進 行 限

Leia mais

ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Perfil / Vagas. Previsão de Vagas. Formação Académica

ANÚNCIO DE CONCURSO. 1. Perfil / Vagas. Previsão de Vagas. Formação Académica ANÚNCIO DE CONCURSO O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública e de acordo com os novos procedimentos do Recrutamento Centralizado estabelecidos na Directiva

Leia mais

Seleção de um(a) docente do GR 330 Inglês para lecionar. no Agrupamento de Escolas de Arganil. Ano letivo 2014/2015.

Seleção de um(a) docente do GR 330 Inglês para lecionar. no Agrupamento de Escolas de Arganil. Ano letivo 2014/2015. Seleção de um(a) docente do GR 330 Inglês para lecionar no Agrupamento de Escolas de Arganil Ano letivo 2014/2015 Aviso de abertura Nos termos do n.º 4 do artigo 39.º do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27

Leia mais

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Nos termos do Regulamento Específico Saúde

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIOS PROFISSIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL DO ESTADO PEPAC INSTRUÇÕES DE PARAMETRIZAÇÃO DOS ESTÁGIOS. Informações gerais

PROGRAMA DE ESTÁGIOS PROFISSIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL DO ESTADO PEPAC INSTRUÇÕES DE PARAMETRIZAÇÃO DOS ESTÁGIOS. Informações gerais PROGRAMA DE ESTÁGIOS PROFISSIONAIS NA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL DO ESTADO PEPAC INSTRUÇÕES DE PARAMETRIZAÇÃO DOS ESTÁGIOS I Informações gerais As entidades promotoras que disponibilizam estágios ao abrigo

Leia mais

10 - EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA

10 - EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA 10 - EDUCAÇÃO MORA E REIGIOSA CATÓICA Curso / Habilitação Grau Condições especiais Escalão Diploma egal Ciências Religiosas Pela Universidade Católica Portuguesa ou por universidade católica estrangeira,

Leia mais

EDITAL Nº 14/2011-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS SUPERIORES DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPI JOÃO CÂMARA E MACAU 2º SEMESTRE DE 2011

EDITAL Nº 14/2011-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS SUPERIORES DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPI JOÃO CÂMARA E MACAU 2º SEMESTRE DE 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº 14/2011-PROEN/IFRN PROCESSO

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n.

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n. UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Resolução n.º 94/2006 Por resolução do conselho directivo da Faculdade de Ciências

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso, Mudança de Par/Instituição/Curso

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso, Mudança de Par/Instituição/Curso Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso, Mudança de Par/Instituição/Curso A Portaria nº 181-D/2015, de 19 de junho, aprova o Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição

Leia mais

Considerando o disposto no Decreto-Lei n.º 88/2006, de 23 de maio, que regula os cursos de especialização tecnológica.

Considerando o disposto no Decreto-Lei n.º 88/2006, de 23 de maio, que regula os cursos de especialização tecnológica. Regulamento do Concurso Especial de Acesso aos Cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para Titulares de Cursos Médios, Superiores e Pós- Secundários Tendo por base

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Nos termos do disposto no artigo 50.º da Lei n.º 12 -A/2008 de 27 de Fevereiro, faz -se público que, por deliberação de 29 de Outubro de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALDEVEZ

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALDEVEZ AVISO DE ABERTURA Nº 01-2013/2014 CONTRATAÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALIZADOS Decreto-Lei nº 132/2012, de 27 de junho Contratação de Escola com vista ao suprimento de necessidades temporárias de pessoal especializado,

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL Decreto-Lei n.o 236/99 de 25 de Junho

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL Decreto-Lei n.o 236/99 de 25 de Junho ESTATUTO DOS MILITARES DAS FORÇAS ARMADAS (EMFAR) (Decreto-Lei n.º 236/99, de 25JUN, com as alterações e rectificações introduzidas pela Declaração de Rectificação n.º 10-BI/99, de 31JUL, Lei n.º 25/2000,

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR ##ATO ANEXO II SÍNTESE DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR ##ATO ANEXO II SÍNTESE DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR ##ATO ANEXO II SÍNTESE DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Carreira Carreira de Pesquisa em Ciência e Tecnologia Carreira de Desenvolvimento

Leia mais

CONCURSOS 2015. Decreto Lei 83-A/2014 de 23 de Maio Declaração de Aviso de Abertura n.º 2505-B/2015 de 6 de Março

CONCURSOS 2015. Decreto Lei 83-A/2014 de 23 de Maio Declaração de Aviso de Abertura n.º 2505-B/2015 de 6 de Março CONCURSOS 2015 Legislação aplicável: Decreto Lei 83-A/2014 de 23 de Maio Declaração de Aviso de Abertura n.º 2505-B/2015 de 6 de Março Regula os Concursos Interno e Externo de Portugal Continental. Concurso

Leia mais

Regulamento dos concursos especiais para acesso e ingresso ao ensino superior na Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado

Regulamento dos concursos especiais para acesso e ingresso ao ensino superior na Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DR. JOSÉ TIMÓTEO MONTALVÃO MACHADO Regulamento dos concursos especiais para acesso e ingresso ao ensino superior na Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão

Leia mais

Área Metropolitana do. Porto 2007-2013. Programa Territorial de Desenvolvimento

Área Metropolitana do. Porto 2007-2013. Programa Territorial de Desenvolvimento Área Metropolitana do Porto 2007-2013 Programa Territorial de Desenvolvimento Modernização do Governo Electrónico e melhoria da relação das empresas e dos cidadãos com a Administração Desconcentrada e

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA HORAS DE LIMPEZA

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA HORAS DE LIMPEZA AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA HORAS DE LIMPEZA 1. Em cumprimento com o previsto no n.º 1 do artigo 19.º da Portaria n.º 83-A/2009 de 22 de janeiro, torna-se público que se encontra aberto, pelo prazo

Leia mais

Aviso. O concurso comum é válido até um ano, a contar da data da publicação da lista classificativa final.

Aviso. O concurso comum é válido até um ano, a contar da data da publicação da lista classificativa final. Aviso Faz-se público que, por despacho do Exmo. Senhor Secretário para os Transportes e Obras Públicas, de 8 de Maio de 2013, e nos termos definidos na Lei n. o 14/2009 Regime das carreiras dos trabalhadores

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal agosto 2015

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal agosto 2015 DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal agosto 2015 Ofertas de emprego em Beja Anúncio: A Visatempo, Empresa de Gestão de Recursos Humanos e Trabalho Temporário Recruta SERVENTES

Leia mais

EDITAL Nº. 10/2014-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2014

EDITAL Nº. 10/2014-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO 1º SEMESTRE LETIVO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE ACESSO DISCENTE

Leia mais

PROPOSTA LEGISLATIVA PARA A CARREIRA DOS BOMBEIROS PROFISSIONAIS SAPADORES

PROPOSTA LEGISLATIVA PARA A CARREIRA DOS BOMBEIROS PROFISSIONAIS SAPADORES ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE BOMBEIROS PROFISSIONAIS PROPOSTA LEGISLATIVA PARA A CARREIRA DOS BOMBEIROS PROFISSIONAIS SAPADORES ELABORADA NO ÂMBITO DO GRUPO DE TRABALHO ENTRE A ANBP E A SECRETARIA DE ESTADO

Leia mais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Artigo 1.º Objeto e âmbito de aplicação O Presente Regulamento, nos termos dos artigos 11º, Condições de Ingresso, e 24º,

Leia mais

PROCESSO R 2113/06 (A4)

PROCESSO R 2113/06 (A4) PROCESSO R 2113/06 (A4) Data: 27 de Outubro de 2006 Entidade visada: Ministério da Educação Assunto: Carreira docente. Prestação de serviço militar em regime de contrato. Regulamento de incentivos. Contagem

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO

INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 4.ª EDIÇÃO DO PEPAL INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA E INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE SELECÇÃO 1 Índice 1. DESTINATÁRIOS DO PEPAL...3 2. CANDIDATURAS DOS ESTAGIÁRIOS...4 2.1.

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA. Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA. Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA ECONOMIA Portaria n.º 1502/2002 de 14 de Dezembro A Resolução do Conselho de Ministros n.º 103/2002, de 17 de Junho, publicada em 26 de Julho, que aprovou o PPCE - Programa

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO MINUTA DE EDITAL N 468/IFC/2014, de 31 de outubro de 2014. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense IFC, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

8/2012 Lei n.º 8/2012 Remunerações Acessórias das Forças e Serviços de Segurança

8/2012 Lei n.º 8/2012 Remunerações Acessórias das Forças e Serviços de Segurança 8/2012 Lei n.º 8/2012 Remunerações Acessórias das Forças e Serviços de Segurança Assembleia Legislativa da Região Administrativa Especial de Macau 8/2012 Lei n.º 8/2012 Remunerações Acessórias das Forças

Leia mais

Carreiras e Quadros de Pessoal dos Serviços da Assembleia da República

Carreiras e Quadros de Pessoal dos Serviços da Assembleia da República Carreiras e Quadros de Pessoal dos Serviços da Assembleia da República Resolução da Assembleia da República n.º 8/98, de 18 de Março 1, (Declaração de Rectificação n.º 11/98, de 8 de Junho) com as alterações

Leia mais

OFICIAIS PILOTO DE AVIAÇÃO COMERCIAL (M/F)

OFICIAIS PILOTO DE AVIAÇÃO COMERCIAL (M/F) REFª 0310/TA/OV OFICIAIS PILOTO DE AVIAÇÃO COMERCIAL (M/F) REQUISITOS MÍNIMOS DE CANDIDATURA: - Idade mínima de 21 anos máxima de 40 anos (inclusive); - Licença de Piloto Comercial de Avião, com qualificações

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2015 ÍNDICE 1. Quem pode candidatar-se 3 2. Como candidatar-se 3 3. Opções de candidatura 5 4. Exames/Provas de ingresso 6 5. Pré-requisitos 7 6. Contingentes especiais 8 7. Preferências regionais 13 8. Preferências

Leia mais

EMEMDA DE REDAÇÃO. Deputado OSMAR SERRAGLIO Relator JUSTIFICAÇÃO

EMEMDA DE REDAÇÃO. Deputado OSMAR SERRAGLIO Relator JUSTIFICAÇÃO COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.844-C DE 2011 Dispõe sobre os requisitos para ingresso nos cursos de formação de militares de carreira do Exército. EMEMDA

Leia mais

Reitoria. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-40/2015

Reitoria. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-40/2015 Reitoria despacho RT-40/2015 Por proposta dos Serviços Académicos da Universidade do Minho, é homologado, para o ano letivo de 2015/16, o Regulamento dos Concursos Especiais para Acesso ao Ensino Superior

Leia mais

CAPÍTULO III INGRESSO E ACESSO NA CARREIRA. Artigo 11. (Normas Gerais de Ingresso e Acesso na Carreira)

CAPÍTULO III INGRESSO E ACESSO NA CARREIRA. Artigo 11. (Normas Gerais de Ingresso e Acesso na Carreira) CAPÍTULO III INGRESSO E ACESSO NA CARREIRA Artigo 11 (Normas Gerais de Ingresso e Acesso na Carreira) 1- O ingresso em qualquer uma das carreiras previstas no presente regulamento efectuase na categoria

Leia mais

REGULAMENTO ESTUDANTE INTERNACIONAL

REGULAMENTO ESTUDANTE INTERNACIONAL REGULAMENTO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL REGULAMENTO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL Considerando o Estatuto do Estudante Internacional, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 36/2014, de 10 de março, é aprovado o presente

Leia mais