Uma liberdade que facilita a criatividade, mas também traz outras vantagens, nomeadamente:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uma liberdade que facilita a criatividade, mas também traz outras vantagens, nomeadamente:"

Transcrição

1 INTRODUÇÃO Uma liberdade que facilita a criatividade, mas também traz outras vantagens, nomeadamente: Melhor acessibilidade A estrutura dos documentos HTML, apenas baseados na estilização vis CSS, são mais amigos dos sistemas de consulta associados a utilizadores com necessidades especiais; Estruturas mais simples Uma das consequências da separação do design vs conteúdo, reside no facto de ter documentos HTML estruturalmente muito simples e, portanto, muito fáceis de editar; Páginas mais leves Estruturas simples e bem formatadas geram páginas mais leves e também mais simples de serem processadas pelos browsers. O resultado corresponde a sites mais rápidos a carregar, pois inclusive as CSS trabalham em cache; Redesigns facilitados Ao ter o documento responsável pelo design separado do conteúdo, há mais apetência e facilidade para alterar o layout do site ou alterar o aspecto de outros elementos, sem mexer sequer no documento principal; Conteúdos universais noutros media Com as CSS é possível estilizar o mesmo site para ter boa apresentação, tanto impresso como para projecção ou consulta via PDA ou telemóvel. Tudo isto novamente sem mexer no conteúdo, isto é, no documento HTML original. E quanto a desvantagens... deve haver alguma, senão porquê que todos não usam as CSS? É uma questão colocada frequentemente, sendo as reservas à sua utilização devidas sobretudo a factores de: Novidade Os criadores de sites têm desde sempre usado as tabelas e as mesmas funcionam. A tradição e algum imobilismo geram a atitude de para quê começar de novo com outra técnica, apesar de ser melhor, se com as tabelas faço visualmente o mesmo?. A não massificação do uso das CSS na criação de sites, deve-se sobretudo à resistência à mudança; Suporte e uniformidade Pessoalmente, considero estar aqui a principal força desmotivadora. As CSS são um conjunto de instruções interpretadas pelos browsers e alguns não suportam as principais funcionalidades ou têm comportamentos diferentes. Isto leva a que uma página com o aspecto que nós queremos no browser A, não tenha nada a ver com o que o browser B mostra. O principal culpado é o IE que está ultrapassadíssimo, apesar de ser líder de mercado. De qualquer modo o essencial está coberto e os resultados conseguem ser muito homogéneos. FCA Editora de Informática 7

2 CONTROLO DO (X)HTML VIA CSS Aqui o princípio é semelhante, simplesmente tem-se um pouco mais controlo e opções sobre o que é gerado antes ou depois de cada selector, tendo que se utilizar a property content em conjunto com o pseudo-element respectivo. Ainda não abordei a temática das properties, pelo que fica aqui um adiantamento ao tema, que é necessário para finalizar este tópico dos pseudo elements selectors. A property content serve para definir o tipo de conteúdo a gerar sempre que a condição que definirmos ocorrer. Imagine-se que queremos associar um separador para cada capítulo e que cada um desses capítulos se inicia com um elemento H2, obtendo o seguinte efeito visual no browser: Secção Temática: As especiarias na gastronomia nacional O código CSS respectivo seria: H2:before { content: Secção Temática: ; font-style: italic; display: block;} A vantagem consiste em: de cada vez que se adicionasse um novo tema associado ao elemento H2, seria sempre gerado automaticamente o separador Secção Temática sem nunca ter de o escrever. Mais tarde, alterações a esse título seriam efectuadas apenas uma vez e no ficheiro CSS, não no HTML. Outro exemplo útil pode ser o facto de se pretender associar um ícone a um hiperlink específico. Se num web site recorrermos muito a links para documentos pdf seria interessante poder associar o ícone do pdf ao respectivo link, sendo ainda mais interessante poder fazê-lo de uma forma automática. Ora, isso é possível graças aos pseudo-element selectors, neste caso ao pseudo- -element :after utilizado da seguinte forma: a.icon:after { content: url(icon_pdf.gif); } Neste exemplo combina-se uma class do género não solitário a um pseudo-element selector. FCA Editora de Informática 31

3 CONTROLO DO (X)HTML VIA CSS Temos então o elemento [lang a definir que se trata de um attribute selector do tipo particular, neste caso seleccionando e estilizando com um sublinhado todos os elementos do documento HTML com o atributo lang, cujo valor se inicie por pt, podendo ou não conter outros elementos a seguir (que neste caso são separados por hífenes e não por espaço como no exemplo anterior do tipo parcial). No exemplo do código XHTML descrito, somente os 2 primeiros parágrafos seriam estilizados com o sublinhado (underline) Afectar vários selectors em simultâneo Por vezes queremos atribuir um mesmo estilo a vários elementos. Nestas situações, dava jeito poder fazê-lo com uma instrução apenas e afectar um número determinado de elementos do documento. Esta acção é possível de executar recorrendo aos seguintes selectors: Selector groups Os selector groups não são propriamente selectors. Apesar de serem assim designados, são na prática selectors agrupados, aos quais se atribui as mesmas declarations, constituindo uma forma de reduzir e agrupar o código CSS, simplificando o trabalho e minimizando erros. Tipos de selectors CSS Os diferentes selectors permitem seleccionar o seguinte: Type Elementos de HTML; Class - classes criadas pelo autor; ID - IDs criados pelo autor; Descendant Elementos que na hierárquica descendem de outros elementos HTML; Link pseudo-class - Estádios em que se podem encontrar as hiperligações ou outros elementos; Pseudo-element Estádios específicos de certos elementos do documento; Dynamic pseudo-class - Estádios virtuais de certos elementos do documento; Selector groups grupos de elementos/selectors; Language pseudo-class Elementos associados a códigos de países; Child Elementos hierárquicamente 1 nível abaixo (pai-filho); First-child - Elementos hierárquicamente 1 nível abaixo e que surjam primeiro(pai-filho primogénito); Adjacent - Elementos que surjam adjacentes um ao outro; Attribute - Elementos que correspondam a certos atributos gerais ou específicos; Universal Todos os elementos HTML. FCA Editora de Informática 41

4 FORMATAÇÃO E ESTILO DAS COMPONENTES DO SITE Unidades de medida Os values associados a unidades de medida, são aqueles que nos permitem definir tamanhos e dimensões. O quadro seguinte apresenta um resumo das unidades usadas nas CSS, indicando igualmente se se tratam de unidades do tipo absoluto ou relativo, factor muito importante no webdesign.! " #$ % &! ' # &! '! ' Desenvolvendo sobre as unidades de medida dos values, de acordo com as áreas já indicadas, temos: Tamanho Podem ser de dois tipos: relativo ou absoluto. Em termos ideais, deve-se sempre privilegiar o uso de tamanhos relativos, pois ao contrário do mundo físico, no design para sites não conseguimos controlar verdadeiramente o nosso produto final, pois cada utilizador pode ter resoluções de monitor diferentes, bem como alterar as dimensões do texto, modificando bastante a nossa criação original. Tal não acontece no design tradicional, onde um A4 é sempre um A4. Deste modo, o recurso à unidade em é o mais comum entre os CSS designers. Em termos de conceito, 1em corresponde a 100% do tamanho base da fonte, portanto, 1.5em corresponde a 150%, 2em a 200% e 0.6em a 60% e assim por diante. FCA Editora de Informática 47

5 CSS CRIAÇÃO INOVADORA DE SITES É possível misturar vários tipos de medidas (ex: percentagens com pixels) ou medidas com keywords, assim como usar valores negativos. Não é uma property com inerência e por predefinição assume como ponto de origem, o valor das keywords top left, isto é Uso criativo das imagens A capacidade de colocar imagens como fundo de qualquer elemento do documento HTML é bastante poderosa em termos de design, pois permite efectuar alguns malabarismos interessantes, nomeadamente: Colocar fotos como complemento ao design geral; Substituir os símbolos das listas; Utilizar símbolos mesmo sem listas; Usar para fins decorativos; Criação de menus com efeitos de swap image. A primeira situação é bastante simples e basea-se no uso da property backgroundimage, ou na sua versão abreviada de somente background. Se porventura pretendermos criar um banner como o da figura 6.5, isso seria conseguido da seguinte forma: Fig Banner obtido por posicionamento CSS e 2 imagens Na prática - Criação de um banner /* Este seria o código XHTML de base: */ <div id= caixaglobal > <div id= picleft ></div> <div id= picright ></div> </div> /* No qual se aplicaria a seguinte CSS para o estilizar: */ 72 FCA Editora de Informática

6 ARRUMAÇÃO DOS CONTEÚDOS margin: 30px margin: 25px margin: 10px margin: 50px caixa02 Janela do Browser caixa01 margin: 20px caixa03 margin: 30px margin: 30px margin: 6em margin: 30px margin: 20% Figura Diferentes margens atribuídas alteraram o posicionamento dos elementos Padding (Espacejamento) Qualquer elemento pode ter um espacejamento associado, significando isto o espaço entre o ponto de origem do elemento e o ponto de origem do conteúdo. A grande diferença entre as properties padding e a margin, resulta do facto da margin deslocar o seu ponto de origem enquanto que o padding desloca apenas o seu conteúdo. Recorrendo ao exemplo anterior, do elemento parent na posição 10 e o child também na 10, se atribuirmos um padding de 5, o elemento child continua a estar na posição 10, mas o seu conteúdo desloca-se para a posição 15. Esta diferença é extremamente útil e pertinente, quando se usam imagens de fundo ou bordas. Relativamente às properties do padding, estas são: padding-top Espaço no topo; padding-right Espaço à direita; padding-bottom Espaço em baixo; padding-left Espaço à esquerda. FCA Editora de Informática 77

7 LAYOUT DAS PÁGINAS Não é uma property inerente, tendo como padrão a keyword none, permitindo por defeito, elementos flutuantes lado a lado. Esta property, pode ser muito útil para criar layouts, principalmente para as caixas destinadas a actuarem como cabeçalhos ou rodapés, pois regra geral actuam como elementos à parte ficando de fora de qualquer float. Na figura 8.2 temos um típico layout web, com um cabeçalho, seguido de um menu à esquerda e os conteúdos respectivos à direita. Um rodapé no mesmo estilo do cabeçalho remata o layout. Quer dizer, esse seria o objectivo. O que acontece é que o rodapé não só não remata o layout como se sobrepõe à caixa de conteúdos do menu. Isto acontece porque esta caixa do menu tem atribuída um float:left; e permite esta situação. Este float não pode ser, no entanto retirado, caso contrário o texto da direita, que consta dentro de outra caixa distinta, viria para baixo do menu e não ficaria ao seu lado, como se pretende. BIBLIOGRAFIA TEMAS CSS Livros FCA HTML XHTML JAVASCRIPT CLEAR traduz-se em limpar, que significa tirar a uma coisa o que a suja. Em sentido figurado quer dizer: comer todo o conteúdo de... deixar sem vintém, ganhar tudo a outrem. Se for utilizado um guardanado, limpar significa, limpar os beiços as mãos. Haverá alguma semelhança com o CLEAR? Visite também: Figura O rodapé devido ao float assenta sobre o menu de navegação Como resolver então o problema causado pelo float, mas usando-o na mesma, pois é necessário? Já devem ter calculado que é com a property clear. Neste caso, ela será atribuída à caixa que contém o rodapé, da seguinte forma: Na prática - Sintaxe da property clear com o value both clear: both; FCA Editora de Informática 87

8 LAYOUT DAS PÁGINAS Overflow Podendo nós definir o comprimento e altura de um elemento, o que acontece quando o conteúdo ultrapassa essas medidas? Para definir o comportamento do browser nesta ocasião, devemos utilizar a property overflow. Values Tem como values as keywords: visible Dimensiona o tamanho do elemento à dimensão do conteúdo; hidden Corta o conteúdo excedente de acordo com medidas especificadas; scroll Corta o conteúdo excedente de acordo com medidas especificadas, mas adiciona barras de scroll horizontalmente e verticalmente, sejam ou não necessárias; auto Corta o conteúdo excedente de acordo com medidas especificadas, mas adiciona barras de scroll horizontalmente e verticalmente, somente se for necessário e aquela que for necessária (horizontal ou vertical) para visualizar o conteúdo excedente. Por predefinição o valor do overflow é visible e não é uma property com inerência. Cuidado que ao surgirem as barras de scroll as dimensões da caixa são ajustadas, pelo que pode haver omissão de conteúdos ou redesign do layout devido ao espaço extra do(s) scroll(s). Aliquam elit quam, condimentum et, imperdiet id, molestie eget, risus. Aliquam posuere nonummy overflow: hidden; Aliquam elit quam, condimentum et, imperdiet id, molestie eget, risus. Aliquam posuere nonummy quam. Sed dapibus, lectus sed venenatis facilisis. overflow: visible; Aliquam elit quam, condimentum et, imperdiet id, molestie eget, risus. Aliquam posuere nonummy overflow: scroll; Aliquam elit quam, condimentum et, imperdiet id, molestie eget, risus. Aliquam posuere nonummy overflow: auto; Figura Exemplo do que acontece às caixas de acordo com o tipo de overflow definido FCA Editora de Informática 91

9 WEBDESIGN EXCLUSIVAMENTE VIA CSS Como sabemos, o float permite que as caixas partilhem a mesma linha horizontal, mas somente possibilitam as keywords left e right, pelo que as soluções são restritas. Ou alinhamos todas as caixas, ou juntamos 2, ou pomos uma para cada lado, como na Figura Basicamente são estas as opções que o float permite. Vejamos outro exemplo de layout (Figura 10.4). box04 box02 box01 box03 Figura Manipulação do layour base com recurso a CSS P Este layout resulta do mesmo CSS, com as seguintes alterações: BODY {background: black;} #box01 { background: white; width: 800px; height: 1600px; margin: 0 auto; border: solid 0.2em fuchsia; } #box02 { background: green; width: 400px; height: 50px; FCA Editora de Informática 111

10 IMAGENS, NAVEGAÇÃO E MENUS série de problemas que podem ser não propriamente resolvidos mas grandemente aliviados pelas CSS. Como? Podem-se fazer interessantes menus via CSS, com a vantagem de serem fáceis de actualizar ou alterar, pois a sua base é apenas código HTML. E se se trabalhar com includes shtml, php ou outros, uma simples alteração no HTML base pode ser facilmente multiplicada pelas inúmeras páginas do site. No Capítulo 15, irei usar um elegante menu via CSS, no entanto, este irá recorrer a uma imagem para gerar um efeito de swap, pelo que apesar de simples, face ao resultado, não é muito indicado para alterações, pois implica sempre no mínimo rectificar as respectivas 2 imagens associadas. A solução para este caso passa uma vez mais pelo uso criativo das listas que podem gerar com facilidade e elegância um menu do tipo drop-down como este: HOME SERVIÇOS PRODUTOS LINKS Figura Aspecto possível de um menu temático Este é o primeiro estádio do menu. Ao passar o rato por cima de um dos temas (à excepção do Home) o mesmo expande-se dando origem ao seguinte menu completo: HOME SERVIÇOS PRODUTOS LINKS Templates de sites Vídeo on-line Duplicação de DVD Flash Templates Figura O mouse hover permite expandir o submenu Um simples e poderoso menu deste tipo é facilmente conseguido via CSS, através de uma formatação correcta do documento HTML. Vejamos como, analisando em primeiro lugar o código XHTML que lhe dá origem: FCA Editora de Informática 147

LABORATÓRIO WEB 2009-2010 / 4º SEMESTRE

LABORATÓRIO WEB 2009-2010 / 4º SEMESTRE LABORATÓRIO WEB 2009-2010 / 4º SEMESTRE INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA - ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - LICENCIATURA AUDIOVISUAL E MULTIMÉDIA AULA 17 A. CSS: LAYOUT DAS PÁGINAS - POSICIONAMENTO

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Recursos avançados com CSS Uma vez entendido o uso básico e treinado muito, chegou

Leia mais

CSS Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata

CSS Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata CSS Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata Conjunto de instruções que controla a aparência de uma página Web 1. Regra CSS seletor { propriedade1: valor; propriedade2: valor; 2. Aplicação 2.1

Leia mais

HTML. (Hypertext Markup Language Linguagem de Marcação de Hipertexto)

HTML. (Hypertext Markup Language Linguagem de Marcação de Hipertexto) HTML (Hypertext Markup Language Linguagem de Marcação de Hipertexto) CSS - Cascading Style Sheets CSS serve para definir propriedades de apresentação/formatação a aplicar em tags HTML. A sua utilização

Leia mais

#Aula Nº 3 Estilo CSS webstandards.samus.com.br webstandards.samus.com.br/aulas/aula3.pdf Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.

#Aula Nº 3 Estilo CSS webstandards.samus.com.br webstandards.samus.com.br/aulas/aula3.pdf Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com. #Aula Nº 3 Estilo CSS webstandards.samus.com.br webstandards.samus.com.br/aulas/aula3.pdf Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #Objetivo Apresentar os conceitos de utilização do CSS, Sintaxe, Seletores

Leia mais

Aula 5 Cabeçalhos, Imagens e Links

Aula 5 Cabeçalhos, Imagens e Links Roteiro Aula 5 Cabeçalhos, Imagens e Links Efeitos em cabeçalhos Imagens e CSS Links Curso: Técnico em Informática / 2º Módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Efeitos

Leia mais

Layouts de páginas com HTML e CSS

Layouts de páginas com HTML e CSS Layouts de páginas com HTML e CSS Layouts de Páginas com CSS.... 2 Layout com tamanho Líquido... 2 Layout com tamanho Fixo... 3 Desenvolvendo um layout com tamanho fixo.... 5 Layouts de Páginas com CSS.

Leia mais

Posicionamento e Layout com CSS

Posicionamento e Layout com CSS Posicionamento e Layout com CSS Esquemas de posicionamento: absolute e relative Construção de layouts com divs e regras CSS Existem quatro tipos de posicionamento em CSS: estático, relativo, absoluto

Leia mais

Observações importantes:

Observações importantes: Fundação CECIERJ - Vice Presidência de Educação Superior a Distância Curso de Tecnologia em Sistemas de Computação Disciplina Criação de Páginas de WEB AD1 1 semestre de 2014. Observações importantes:

Leia mais

CSS. Sérgio Nunes. Comunicações Digitais e Internet Ciências da Comunicação, U.Porto 2012/13

CSS. Sérgio Nunes. Comunicações Digitais e Internet Ciências da Comunicação, U.Porto 2012/13 CSS Sérgio Nunes Comunicações Digitais e Internet Ciências da Comunicação, U.Porto 2012/13 1 Objetivos Conhecer as origens e os objetivos da linguagem CSS. Conhecer a estrutura base de uma regra CSS. Compreender

Leia mais

Definindo um Layout de Website sem Tabelas Vou apresentar nesse post como fazer o código do layout de um website sem utilizar

Definindo um Layout de Website sem Tabelas Vou apresentar nesse post como fazer o código do layout de um website sem utilizar Definindo um Layout de Website sem Tabelas Vou apresentar nesse post como fazer o código do layout de um website sem utilizar tabelas (tableless), e utilizando muito . Para continuar lendo esse post,

Leia mais

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 3: Layout básico e Div's: técnicas com uso de ID's e Classes Objetivos Compreender a importância do uso de Elementos de Div no desenvolvimento de Layouts de página; Explorar e aplicar o uso de

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

TABLELESS E PROJETO ESTRUTURAL

TABLELESS E PROJETO ESTRUTURAL Barra Lateral 1 Barra Lateral 2 Barra Lateral 2 Barra Lateral Barra Lateral DISCIPLINA: FUNDAMENTOS E TECNOLOGIA EM WEB Professora: Adriana Silva TABLELESS E PROJETO ESTRUTURAL O termo TABLELESS refere-se

Leia mais

Mudança de formatos no HTML. CSS - Cascading Style Sheets. A prioridade para o efeito cascata. A prioridade para o efeito cascata

Mudança de formatos no HTML. CSS - Cascading Style Sheets. A prioridade para o efeito cascata. A prioridade para o efeito cascata Mudança de formatos no HTML título CSS - Cascading Style Sheets e os problemas do HTML Para mudar a cor de uma única linha de uma página seria relativamente fácil.

Leia mais

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Manual de Utilização Site Manager Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Índice 1. Acesso ao Site Manager...3 2. Construção/Alteração do Menu Principal...4 3. Inserção/ Alteração de Conteúdos...7 4. Upload

Leia mais

Aula 03: Noções Fundamentais do CSS, Formatação de Fonte e Inserção de Imagens

Aula 03: Noções Fundamentais do CSS, Formatação de Fonte e Inserção de Imagens Aula 03: Noções Fundamentais do CSS, Formatação de Fonte e Inserção de Imagens Tag para inserir imagens e HTML O modelo CSS Noções fundamentais e funcionamento do CSS Incluindo estilos em uma página Sintaxe

Leia mais

CSS é a abreviatura para Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata

CSS é a abreviatura para Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata CSS CSS é a abreviatura para Cascading Style Sheets Folhas de Estilo em Cascata CSS é uma linguagem para estilos (formatação) que define o layout de documentos HTML. CSS controla fontes, cores, margens,

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET

Como Começar? Criação Páginas. Etapas. Apresentação INTERNET Como Começar? Criação Páginas Apresentação Etapas Como começar Para que um site tenha sucesso é necessário um correcto planeamento do mesmo. Todos os aspectos de desenho de um site devem ser pensados de

Leia mais

Web design & HTML. avançado

Web design & HTML. avançado Web design & HTML avançado Helder da Rocha Rev.: WDHT-03-2000/04 A4 (ASIT) Copyright 1998, 1999, 2000 por Helder Lima Santos da Rocha. Todos os direitos reservados. Os direitos do autor sobre esta obra

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO AO MACROMEDIA DREAMWEAVER MX 2004 O Macromedia Dreamweaver MX 2004 é um software que permite a criação de páginas de Internet profissionais, estáticas

Leia mais

Ferramentas como, por exemplo, linhas de conexão, formas automáticas, sombras pendentes, WordArt, etc.

Ferramentas como, por exemplo, linhas de conexão, formas automáticas, sombras pendentes, WordArt, etc. Ambiente de trabalho Ambiente de trabalho Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. Nos dias de hoje, é importante poder comunicar com outras

Leia mais

Programação para Internet

Programação para Internet Programação para Internet Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

CAUETEC INFORMÁTICA Rua Serra Talhada, 153 Vila Diana - 04835-150 São Paulo. Fone: 3441-6836 Site: www.cauetec.com.br E-mail: cauetec@cauetec.com.

CAUETEC INFORMÁTICA Rua Serra Talhada, 153 Vila Diana - 04835-150 São Paulo. Fone: 3441-6836 Site: www.cauetec.com.br E-mail: cauetec@cauetec.com. 3 de 13 Índice 1. Mapa CSS e legenda das principais imagens que compõe as paginas...4 a. Conhecimentos desejáveis:...4 b. Modelos Clássico e Fundo Fixo:...4 c. Para o designer o que muda entre o modelo

Leia mais

Compêndio códigos. {css}

Compêndio códigos. {css} Compêndio códigos {css} ADVERTÊNCIA: A que se segue é apenas uma lista com as propriedades de CSS, não pretende de modo algum ser um manual. Pressupõe, portanto, que já se saiba de antemão o signi cado

Leia mais

Microsoft Power Point - Manual de Apoio

Microsoft Power Point - Manual de Apoio Microsoft Power Point - Manual de Apoio Pág. 1 de 26 Apresentação e introdução O ambiente de trabalho do Power Point. Abrir, guardar e iniciar apresentações. Obter ajuda enquanto trabalha. Principais barras

Leia mais

Aula 4 Modelo CSS. Efeito cascata. Ordem em cascata. Declarações normais e importantes. Exemplo. Especificidade de um seletor 30/08/2013

Aula 4 Modelo CSS. Efeito cascata. Ordem em cascata. Declarações normais e importantes. Exemplo. Especificidade de um seletor 30/08/2013 Efeito cascata Aula 4 Modelo CSS Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Fontes das folhas de estilo Autor Usuário Agente do usuário

Leia mais

Módulo 1 Microsoft Word 2007 ( 4 Horas)

Módulo 1 Microsoft Word 2007 ( 4 Horas) No final deste módulo o formando deverá estar apto a: Enunciar a definição do Microsoft Word 2007; Reconhecer as principais vantagens da utilização; Distinguir as diferentes áreas do ambiente de trabalho

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Microsoft Word Folha

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva Conceitos Fundamentais de Microsoft Word Professor Rafael www.facebook.com/rafampsilva Introdução É um editor de texto ou processador de texto? editores de texto: editam texto (assim como uma máquina de

Leia mais

APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO WEB

APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO WEB Programação Web - CSS 1 PROFESSOR LUIS NÍCOLAS DE AMORIM TRIGO APOSTILA DE PROGRAMAÇÃO WEB CSS CASCADING STYLE SHEETS (FOLHAS DE ESTILO EM CASCATA) Programação Web - CSS 2 INTRODUÇÃO CSS, também conhecido

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Introdução Nesta sexta e penúltima edição da Coletânea de Análises de Email Marketing em Clientes de Email, apresentamos os estudos dos clientes

Leia mais

EXEMPLO. h1 {font-family: arial, verdana, sans-serif;} h2 {font-family: "Times New Roman", serif;}

EXEMPLO. h1 {font-family: arial, verdana, sans-serif;} h2 {font-family: Times New Roman, serif;} Fontes A propriedade font-family é usada para definir uma lista de fontes e sua prioridade para apresentação de um elemento em uma página. Se a primeira fonte da lista não estiver instalada na máquina

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online Ivo Gomes Análise aos websites dos Museus Nacionais Em colaboração com o Público Digital Análise aos websites dos Museus Nacionais O Público Digital pediu

Leia mais

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Introdução Nesta quinta edição da Coletânea de Análises de Email Marketing em Clientes de Email, apresentamos o estudo do Windows Mail, um cliente

Leia mais

Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML

Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML Objetivos Detalhar conceitos sobre TAGS HTML: elementos, atributos, elemento vazio, links. Implementar páginas de internet com uso da linguagem HTML; Ferramentas Necessárias

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

4.14 - Imagens: src único atributo que não pode ser omitido neste TAG Nota: img

4.14 - Imagens: <img src=...> src <img src=tecnologia.jpg> único atributo que não pode ser omitido neste TAG Nota: img 4.14 - Imagens: O TAG utilizado para a inclusão de imagens em páginas html é o: O atributo src especifica o local onde está a imagem e o seu nome. Nas páginas pessoais é mais comum o uso

Leia mais

Trabalho Prático 1 Relatório Final

Trabalho Prático 1 Relatório Final Licenciatura em Engenharia Informática Departamento de Informática Desenvolvimento de Aplicações para a Web Ano lectivo 2012 / 2013 Trabalho Prático 1 Relatório Final Realizado por Antero Pires, n.º 33065

Leia mais

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011 Manual Profissional BackOffice Mapa de Mesas v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar ZSRest Backoffice... 3 4. Confirmar desenho de mesas... 4 b) Activar mapa de mesas... 4 c) Zonas... 4 5. Desenhar

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML

Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML Faça essa atividade de forma individual ou em dupla, faça o máximo de questões que conseguir. Pesquise na Web o significado das tags e utilize-as para alcançar

Leia mais

4.14 - Imagens: SRC único atributo que não pode ser omitido neste tag Nota: img

4.14 - Imagens: <IMG SRC=...> SRC <IMG SRC=tecnologia.jpg> único atributo que não pode ser omitido neste tag Nota: img 4.14 - Imagens: O tag utilizado para a inclusão de imagens em páginas html é o: O atributo SRC especifica o local aonde está a imagem e o seu nome. Nas páginas pessoais é mais comum o uso

Leia mais

Apostila CSS - Introdução à folha de estilos

Apostila CSS - Introdução à folha de estilos Apostila CSS - Introdução à folha de estilos Este documento é propriedade intelectual do Núcleo de Educação a distância da NRsystem e distribuído sob os seguintes termos: 1. As apostilas publicadas pelo

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Guião Páginas WWW com o editor do Microsoft Office Word 2003 1. Introdução. 2. Abrir uma página Web. 3. Guardar

Leia mais

Microsoft PowerPoint 2003

Microsoft PowerPoint 2003 Página 1 de 36 Índice Conteúdo Nº de página Introdução 3 Área de Trabalho 5 Criando uma nova apresentação 7 Guardar Apresentação 8 Inserir Diapositivos 10 Fechar Apresentação 12 Abrindo Documentos 13 Configurar

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Acessibilidade Web. Ivo Gomes

Acessibilidade Web. Ivo Gomes Acessibilidade Web Ivo Gomes 1 O que é a Acessibilidade Web? Permi'r que todos os u'lizadores tenham acesso ao site. Independentemente de terem alguma necessidade especial. Independentemente de terem algum

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

Administração da disciplina

Administração da disciplina Administração da disciplina Agrupamento Vertical de Escolas de Tarouca Documento disponível em: http://avetar.no-ip.org 1.Acesso e utilização da plataforma:. Seleccione a opção Entrar, que se encontra

Leia mais

CSS (Style Sheets - Folhas de Estilo)

CSS (Style Sheets - Folhas de Estilo) Anuncie nesse espaço da Aprendendo HomePage, clique aqui e veja como e porque. CSS (Style Sheets - Folhas de Estilo) CSS é a mesma coisa que Style Sheets e que Folhas de Estilo. Vc já deve ter visto esses

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

1. Como criar uma conta

1. Como criar uma conta Tutorial MediaWiki 1. Como criar uma conta Para criar uma conta clique no botão, disponível canto superior direito, "Entrar". Será então mostrada a página de entrada na conta onde terá de introduzir os

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com http://www.kusumoto.com.br Apresentação Carga horária mensal:

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site...

Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... Instruções para Administração do Site do Jornal de Oleiros... 2 Recomendações e Sugestões Técnicas... 2 Aceder à Zona de Administração do Site... 2 Gerir Notícias no Site... 4 Inserir uma Notícia no Site...

Leia mais

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical

Spelling Tabelas Apagar linhas numa tabela Merge e Split numa tabela Alinhamento vertical da tabela Introduzir texto na vertical Word II Título: Iniciação ao WORD 2003. Nível: 1 Duração: 2 Tempos Objectivo: Iniciar o estudo da aplicação Microsoft Office Word. Dar a conhecer algumas ferramentas do Microsoft Office Word. Microsoft

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

Para iniciar a construção de WebQuest no Servidor PHP de webquests do Centro de Competência CRIE do CAPAG, aceda ao seguinte url:

Para iniciar a construção de WebQuest no Servidor PHP de webquests do Centro de Competência CRIE do CAPAG, aceda ao seguinte url: C e n tro d e C ompetênci a CRIE d o CA PAG Versão Beta 4 E l a b o r a d o p o r : M a r i a d e B a l s a m ã o M e n d e s G u i ã o d e P H P W e b Q u e s t V a m o s C r i a r W e b q u e s t s?

Leia mais

neste tutorial, iremos abordar as folhas de estilo em cascata, mais conhecidas como cascading style sheets. por que usar css?

neste tutorial, iremos abordar as folhas de estilo em cascata, mais conhecidas como cascading style sheets. por que usar css? neste tutorial, iremos abordar as folhas de estilo em cascata, mais conhecidas como cascading style sheets. por que usar css? O html inclui uma tag para praticamente todos os elementos de design comumente

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Imagens

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Imagens IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage SeçãodoCorpo Imagens ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger SeçãodoCorpo Imagens Índice

Leia mais

Design para internet. Resolução. - No Design Gráfico quanto maior o DPI melhor. - Na web não é bem assim.

Design para internet. Resolução. - No Design Gráfico quanto maior o DPI melhor. - Na web não é bem assim. Resolução - No Design Gráfico quanto maior o DPI melhor. - Na web não é bem assim. Resolução Exemplo de imagem com diferentes resoluções de Pontos/Pixels por polegada". Em uma imagem digital quanto mais

Leia mais

PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES SEJA BEM VINDO VERSÃO 1.4 10/01/2013 UDS SOLUÇÕES DIGITAIS

PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES SEJA BEM VINDO VERSÃO 1.4 10/01/2013 UDS SOLUÇÕES DIGITAIS VERSÃO 1.4 10/01/2013 UDS SOLUÇÕES DIGITAIS PROGRAMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES Instruções, métodos e recomendações para desenvolvimento de sistemas na UDS. 1 Sumário Apresentação... 3 Estrutura de pastas:...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

CSS - Background, Color e Fontes. Prof. Bruno Medeiros bruno.medeiros@sc.senai.br http://www.bruno.dump.com.br

CSS - Background, Color e Fontes. Prof. Bruno Medeiros bruno.medeiros@sc.senai.br http://www.bruno.dump.com.br Web Introdução Design CSS - Background, Color e Fontes Prof. Bruno Medeiros bruno.medeiros@sc.senai.br http://www.bruno.dump.com.br O que veremos... CSS Cores e fundos Fontes Cores e fundos Algumas propriedades

Leia mais

ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA PLANIFICAÇÃO DE UNIDADE. 2 Processamento de Texto

ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA PLANIFICAÇÃO DE UNIDADE. 2 Processamento de Texto ESCOLA S/3 ARQ. OLIVEIRA FERREIRA DEPARTAMENTO DAS CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS SUBDEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA 9º ANO DO ENSINO BÁSICO 2008/2009 DISCIPLINA: TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PLANIFICAÇÃO

Leia mais

Banner Flutuante. Dreamweaver

Banner Flutuante. Dreamweaver Banner Flutuante Dreamweaver Começamos com um arquivo em branco no Dreamweaver MX. Para que o banner apareça sobre a página, precisamos inserir uma camada a mais no arquivo HTML. Selecione o menu Inserir

Leia mais

Grafismo Internet e Intranet. Índice:

Grafismo Internet e Intranet. Índice: Grafismo Internet e Intranet Índice: 1 Introdução...3 2 Solução...4 3 Internet...5 3.1 Estrutura básica...5 3.2 Componentes...8 3.2.1 Logo... Error! Bookmark not defined. 3.2.2 Banner...9 3.2.3 Login...

Leia mais

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Introdução O Gmail possui duas versões distintas para seu webmail: uma mais recente, que é a versão atual utilizada pelos usuários de Gmail, e

Leia mais

Construindo Sites com. CSS e (X)HTML. sites controlados por folhas de estilo em cascata. Maurício Samy Silva. Novatec

Construindo Sites com. CSS e (X)HTML. sites controlados por folhas de estilo em cascata. Maurício Samy Silva. Novatec Construindo Sites com CSS e (X)HTML sites controlados por folhas de estilo em cascata Maurício Samy Silva Novatec Sumário Agradecimentos...13 Sobre o autor...14 Introdução...16 Para quem foi escrito este

Leia mais

Universidade Da Beira Interior

Universidade Da Beira Interior 1 Universidade Da Beira Interior Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Estudo da Tecnologia jquery Tiago Simões m3965 João Pereira m3873 12 De Março de 2011 2 Conteúdo 1. Apresentação da tecnologia...

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

QUEM FEZ O TRABALHO?

QUEM FEZ O TRABALHO? Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA 1 QUEM FEZ O TRABALHO? Com as tagsaprendidas hoje, faça uma página HTML sobre você com as seguintes informações: Seu nome

Leia mais

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar a iniciação ao OneNote 1 O MICROSOFT OFFICE ONENOTE 2003 OPTIMIZA A PRODUTIVIDADE AO PERMITIR QUE OS UTILIZADORES CAPTEM, ORGANIZEM

Leia mais

REGRAS DE ESCRITA PARA A WEB

REGRAS DE ESCRITA PARA A WEB REGRAS DE ESCRITA PARA A WEB ESTRUTURA BÁSICA... 2 ESCRITA PARA A WEB 1... 2 Layout para a web... 3 Classificação... 5 Navegação... 5 Design e layout do site... 7 1 Adaptado de: in MCGOVERN, Gerry, NORTON,

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

Conversão do POC para o SNC

Conversão do POC para o SNC Manual do Utilizador Conversão do POC para o SNC Data última versão: 18.02.2010 Versão: 128 Data criação: 3.12.2009 Faro R. Dr. José Filipe Alvares, 31 8005-220 FARO Telf. +351 289 899 620 Fax. +351 289

Leia mais

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores

CGA Directa. Manual do Utilizador. Acesso, Adesão e Lista de Subscritores CGA Directa Manual do Utilizador Acesso, Adesão e Lista de Subscritores Versão 1.00 de 10 de Março de 2008 Índice Pág. Introdução 3 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Acesso Acesso 4 Adesão Adesão 5 2.1

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática

FrontPage Express. Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática FrontPage Express Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática O que é o FrontePage Express Para aceder ao programa que vai

Leia mais

Guia da Internet. Página 1

Guia da Internet. Página 1 Guia da Internet Utilização da Internet Introdução... 2 Alguns conceitos básicos... 2 Endereços (URL)... 2 Páginas Web... 3 Abrir o Internet Explorer... 3 O ecrã do Internet Explorer... 4 A Barra de Ferramentas

Leia mais

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage.

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage. Objectivos: Identificar os elementos do Ambiente de trabalho do Microsoft FrontPage Criar um website Fechar um website Abrir um website Modos de visualização de um website Criar, eliminar, abrir e fechar

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

Prof. Vania Gimenez- Aula de Hoje Caro aluno- Este material é só um apoio as aulas, os livros devem ser utilizados para o aprimoramento de seu estudo.

Prof. Vania Gimenez- Aula de Hoje Caro aluno- Este material é só um apoio as aulas, os livros devem ser utilizados para o aprimoramento de seu estudo. Prof. Vania Gimenez- Aula de Hoje Caro aluno- Este material é só um apoio as aulas, os livros devem ser utilizados para o aprimoramento de seu estudo. Como defino e escrevo uma classe? Classe é um seletor

Leia mais

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS

NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS 1 NOÇÕES ELEMENTARES DE BASES DE DADOS Este primeiro capítulo aborda conceitos elementares relacionados com bases de dados. Os conceitos abordados neste capítulo são necessários para trabalhar adequadamente

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt * O leitor consente, de forma expressa, a incorporação e o tratamento dos seus dados nos ficheiros automatizados da responsabilidade do Centro Atlântico, para os fins comerciais e operativos do mesmo.

Leia mais

Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 4/6/2011 1

Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 4/6/2011 1 Professor: Paulo Macos Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 4/6/2011 1 Do inglês, Cascading Style Sheet, ou folha de estilo em cascata. É uma linguagem

Leia mais

OpenOffice.orgWriter

OpenOffice.orgWriter OpenOffice.orgWriter Permite criar e editar texto e objectos gráficos em cartas, relatórios, documentos e páginas da web utilizando o Writer. BARRA DE MENUS: Ficheiro Editar Ver Inserir Formatar Tabela

Leia mais

CSS Luciano Otávio de Assis CSS

CSS Luciano Otávio de Assis CSS CSS O HTML tem suas limitações quando se tratar de se construir layout. É certo, você tem seis diferentes tipos s títulos e de 6 diferentes tamanhos de fontes. Quando você trabalha com tabelas, você tem

Leia mais

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU 1 1. Como logar no sistema como usuário autenticado Para logar no sistema como usuário autenticado é necessário digitar /user na frente

Leia mais

Módulo: Criação de Páginas WEB

Módulo: Criação de Páginas WEB Módulo: Criação de Páginas WEB 50 Horas - Sessão 05/13 TEXTO ANIMADO O comando MARQUEE orienta o browser a definir o efeito de texto/imagem a passar no ecrã. Deve ser utilizado quando queremos dar destaque

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais