Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo"

Transcrição

1 Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo Versão oracle CGCO/UFJF

2 Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo 1. Introdução O processo de desenvolvimento de aplicações com o MIOLO possui as seguintes etapas (<miolo> indica o diretório de instalação do Miolo): - Modelagem das classes e do banco de dados; - Criação da estrutura do módulo, com seus subdiretórios; - Definição do tema a ser utilizado (um já existente, ou a criação de um novo tema); - Criação de controles específicos para o módulo, caso seja necessário; - Criação do arquivo de configuração do módulo em <miolo>/modules/<modulo>/etc/module.conf; - Criação da classe handler em <miolo>/modules/<modulo>/handler/handler.class; - Criação do handler principal em <miolo>/modules/<modulo>/handler/main.inc; - Criação das classes de negócio em <miolo>/modules/<modulo>/classes caso existam; - Criação dos formulários em <miolo>/modules/<modulo>/forms caso existam; O objetivo deste texto é examinar cada uma destas etapas, de forma simplificada, servindo como um pequeno tutorial para criação de uma aplicação simples com o MIOLO. 2. Estudo de caso Para este tutorial estaremos adotando um modelo simples, que poderá ser expandido em futuros tutoriais. Trata-se de uma instituição de ensino que oferece vários cursos. É feito um cadastro dos dados pessoais dos alunos e a matrícula dos mesmos em um determinado curso. Para simplificar, cada aluno pode estar matriculado em apenas um curso. Um curso pode ter vários professores, e um professor pode estar associado a vários cursos. Um curso pertence a uma certa área e é ministrado em uma sala específica. 3. Modelagem das classes e do banco de dados As classes e o banco de dados usados nesta versão do tutorial foram modelados com a ferramenta Visual Paradigm.

3 4. Estrutura do módulo A estrutura do módulo pode ser criada através do módulo Wizard. Para este tutorial, você deverá criar o módulo curso. O módulo deverá conter os seguintes subdiretórios: - classes - classes/map - forms - grids - handlers - etc - html - html/images - sql 5. Classe handler O objetivo desta classe é incluir o código do handler específico refrenciado na URL. Seu código inicial é criado pelo Wizard. <miolo>/modules/curso/handlers/handler.class 6. Handler principal O objetivo deste handler é apresentar um panel para acesso aos objetos do sistema. O esqueleto deste handler é criado pelo Wizard e deve ser completado pelo desenvolvedor. <miolo>/modules/exemplo/handlers/main.inc 7. Criação das classes de negócio e mapeamento para persistência As classes/mapeamentos são criadas no diretório <miolo>/modules/curso/classes através do Wizard. O módulo wizard utiliza o arquivo XMI exportado a partir do VP para criar o esqueleto das classes de negócio e o mapeamento XML correspondente. 8. Arquivo de configuração do módulo O arquivo configuração do módulo (inicialmente vazio) é criado pelo Wizard e está localizado em: <miolo>/modules/curso/etc/module.conf

4 A configuração para este tutorial será: <?xml version="1.0" encoding="iso " standalone="yes" <conf> <db> <curso> <system>oracle8</system> <host>hera</host> <name>hera.cpd.ufjf.br/ufjf</name> <user>cursomiolo</user> <password>curso</password> <jdbc_driver>oracle.jdbc.driver.oracledriver</jdbc_driver> </curso> </db> <options> <startup>curso</startup> </options> <login> <check>0</check> </login> </conf> 9. Formulários CRUD Formulários CRUD (Create, Retrieve, Update, Delete) são usados para fazer manutenção e consultas nos dados referentes a uma classe de negócio, que estão armazenados no banco de dados. A estrutura básica para utilização de formulários CRUD é criada pelo Wizard, e deve ser customizada pelo desenvolvedor para cada classe específica. Cada classe possui um handler referente ao formulário CRUD. Este handler apenas executa o formulário base da classe. Através deste formulário base é que são acessados os métodos da classe (que atuam sobre todas as instâncias) e os métodos que atuam sobre uma instância específica, após esta ter sido selecionada. Esta estrutura busca refletir a modelagem das classes, uma vez que além dos métodos CRUD, outros métodos da classe podem ser implementados a partir do formulário base.

5 Exemplos para a classe CURSO

6 - Handler curso.inc Executado a partir do panel principal do modulo. URL: <?php // handler: module=curso action=<classe>:<comando> $theme->clearcontent(); $ui = $MIOLO->getUI(); // $action = <comando> a ser executado; assume find se nenhum objeto estiver // sendo editado ou main se um objeto foi selecionado $action = $context->shiftaction(); // instancia o formulário base $form = $ui->getform('curso','frmcursobase',$action,'curso'); $theme->setcontent($form); - Formulário Base frmcursobase.class Executado a partir do handler curso.inc. Localização: modules/curso/forms/curso/frmcursobase.class <?php class frmcursobase extends MActionPanelObject { // $action = <comando> a ser executado, passado na chamada em curso.inc function construct($action) { // $item contem o OID caso algum objeto tenha sido selecionado global $MIOLO, $item; // $close: para onde retornar quando o formulário base é fechado $close = $MIOLO->getActionURL('curso','main'); // $icon: ícone do formulário, caso exista $icon = $MIOLO->getUI()->getImage('curso','curso.png'); // instancia o panel para a classe parent:: construct('panel','curso', $close, $icon); // este formulário está em que modulo? $this->setbasemodule('curso'); // qual action para chegar neste formulário? $this->setbaseaction('curso'); // qual o diretório base para os formulários (em modules/<module>/forms/)? $this->setbaseformfolder('curso'); // instancia um objeto específico (OID = $item), ou apenas a classe $this->setbasebusiness('curso','curso', $item); // comandos relativos a classe (e não a uma instância específica) // $this->addcommand(<comando>,<formulário>,<título>); $this->addcommand('main','frmcurso',''); $this->addcommand('find','frmcursofind','pesquisar'); $this->addcommand('new','frmcursonew','inserir Novo'); // comandos relativos a uma instância específica // tratados pelo form principal (mcompound) $this->addcommand('data','frmcurso',''); $this->addcommand('del','frmcurso',''); // adiciona na tela o formulário relativo ao comando recebido $this->addform($action); /** * Retorna um MDataObject usado como parâmetro para as views da classe. * Deve ser customizado para cada classe.

7 */ public function getparams() { $params = new MDataObject(); // obtem um array de Areas $area = $this->manager->getbusiness('curso','area'); $params->areas = $area->listall()->chunkresult(); return $params; A figura a seguir apresenta o formulário base da classe Curso, com as ações Pesquisar e Inserir Novo, e o formulário de pesquisa (frmcursofind), que é incluído por default. - Formulário de Pesquisa frmcursofind.class Executado a partir do formulário base (frmcursobase), permite a busca e seleção (retrieve) de um objeto específico. Localização: modules/curso/forms/curso/frmcursofind.class <?php class frmcursofind extends MFormObject { public function createfields() { $filter = MUtil::NVL(MForm::getFormValue('nome'), '%'); $params = $this->base->getparams(); $params->query = $this->object->listall(strtoupper($filter), 'nome'); $params->href = $this->manager->getcurrenturl(); $params->id = $this->object->getoidname(); $params->link = $this->manager->getactionurl($this->module, $this->action, '#0#'); $this->getview($params); $this->defaultbutton = false; - View XML frmcurso.xml Definição dos campos (controles) do formulário em um arquivo XML. O Wizard cria uma view básica, que deve ser customizada pelo desenvolvedor. O nome do arquivo da view corresponde, de forma geral, ao nome da classe do formulário correspondente (com exceção de frm<classe>.xml, que é usado pelos formulários de inserção e edição de dados). A view pode acessar os parâmetros passados via código do formulário, através da variável $params. Localização: modules/curso/views/curso/frmcurso.xml <?xml version="1.0" encoding="iso " <!DOCTYPE mfd SYSTEM "../../etc/view.dtd"> <mfd>

8 <fields> <mhiddenfield id="idcurso" /> <mtextfield id="nome" label="nome do Curso" size="20" /> <mselection id="idarea" label="área" options="${$params->areas" /> </fields> <buttons> <mbutton id="btnpost" text="enviar" /> </buttons> </mfd> - View XML frmcursofind.xml <?xml version="1.0" encoding="iso " <!DOCTYPE mfd SYSTEM "../../etc/view.dtd"> <mfd> <fields> <mhcontainer> <mtextfield id="nome" label="nome do Curso" size="30" /> <mbuttonfind/> </mhcontainer> <mdatagrid id="cursofind" query="${$params->query" href="${$params->href" pagelength="15" index="0" > <mdatagridcolumn field="${$params->id" title="${$params->id" align="right" width="0%" visible="${false" /> <mdatagridhyperlink field="nome" title="nome do Curso" href="${$params- >link" width="100%" visible="${true" /> </mdatagrid> </fields> </mfd> - Formulário de Inserção frmcursonew.class Executado a partir do formulário base (frmcursobase), permite a inserção a criação de um novo objeto. Localização: modules/curso/forms/curso/frmcursonew.class frmcursonew estende da classe MFormObject, que tem como principais propriedades e métodos: $this->base : formulário base da classe (ex. frmcursobase) $this->module : nome do modulo corrente $this->action : campo action da URL corrente (usado para construção de outras URL) $this->object : instância do objeto selecionado (caso exista) $this->formfolder : nome do folder onde estão os formulários (definido em frmcursobase) $this->command : nome do comando corrente (sendo executado) public function getformname($command = '') - Obtém o nome do formulário associado a um comando. public function geturl($command = '', $oid = '', $args = '') - Constrói a URL relativa a um comando public function go($command = '', $oid = '') - Executa um redirect para a URL relativa a um comando <?php class frmcursonew extends MFormObject { public function createfields() { $params = $this->base->getparams(); $this->setfieldsfromxml($this->module, $this->getformname('main'), $params, $this->formfolder); public function btnpost_click() { $data = $this->getdata(); $this->object->setdata($data); try {

9 $this->object->save(); $this->go('main', $this->object->getoidvalue()); catch (Exception $e) { $this->adderror($e->getmessage()); - Formulário Principal frmcurso.class Executado a partir do formulário base (frmcursobase). É um MFormCompound, usado para acessar os dados e métodos de uma instância específica, previamente selecionada (cujo OID é passado na variável $item). Localização: modules/curso/forms/curso/frmcurso.class Um MFormCompound é um tipo de formulário que permite a composição de vários controles (labels, panels e forms), conforme a figura abaixo. array_info: usado para apresentar dados do objeto sendo exibido; array_panel: panel de ações para acessar os métodos relativos ao objeto sendo exibido; array_form: formulário(s) referente(s) à ações acessíveis via panel. Um MFormCompound tem como propriedades importantes: $this->base : formulário base da classe (ex. frmcursobase) $this->module : nome do modulo corrente $this->object : instância do objeto selecionado $this->oid : OID da instância do objeto selecionado

10 <?php class frmcurso extends MCompoundForm { public function construct($base) { $this->base = $base; parent:: construct(); $this->settitle($this->object->nome); public function createfields() { // info: atributos do objeto $this->addinformation(new MTextLabel('txtnome', $this->object->nome, 'Nome do Curso')); // panel: associa cada comando ao formulario correspondente $this->addpanel('panel'); $this->addpanelaction('panel', "data", 'frmcursodata', 'Editar', $this->getui()- >getimage($this->module, 'edit.png')); $this->addpanelaction('panel', "del", 'frmcursodel', 'Excluir', $this->getui()- >getimage($this->module, 'del.png')); // form: inclui o formulario correspondente ao comando recebido $this->addform(); - Formulário de Edição frmcursodata.class Executado a partir do formulário principal (frmcurso), permite a edição dos dados de um objeto previamente selecionado. Localização: modules/curso/forms/curso/frmcursodata.class frmcursodata também estende da classe MFormObject, cujas principais propriedades e métodos foram apresentadas anteriormente.

11 <?php class frmcursodata extends MFormObject { public function construct($base) { parent:: construct($base, 'Dados'); public function createfields() { $params = $this->base->getparams(); $this->setfieldsfromxml($this->module, $this->getformname('main'), $params, $this->formfolder); $this->setdata($this->object); public function btnpost_click() { $this->object->setdata($this->getdata()); $txt = "[ Nome do Curso: {$this->object->nome ] "; $txtalt = $txt. "alterado com sucesso."; $action_ok = $this->geturl('find'); try { $this->object->save(); $fields[] = MPrompt::Information($txtAlt, $action_ok); $this->setfields($fields); $buttons = array(); $this->setbuttons($buttons); catch (Exception $e) { $this->adderror($e->getmessage()); - Formulário de Exclusão frmcursodel.class Executado a partir do formulário principal (frmcurso), permite a exclusão do banco de dados de um objeto previamente selecionado. Localização: modules/curso/forms/curso/frmcursodel.class <?php class frmcursodel extends MFormObject { public function createfields() { $id = $this->object->getoidvalue(); $txt = "[ Nome do Curso: {$this->object->nome ] "; $txtexc = $txt. "excluído com sucesso"; $txtconf = "Tem certeza que deseja excluir ". $txt. "?"; $action_sim = $this->geturl('del', $id, array('conf' => 'sim')); $action_nao = $this->geturl('main', $id); $action_ok = $this->geturl('find'); $conf = MForm::getFormValue('conf'); if ($conf == 'sim') { try { $this->object->delete(); $fields[] = MPrompt::Information($txtExc, $action_ok); catch (Exception $e) {

12 $fields[] = MPrompt::Error($e->getMessage, $action_nao); else { $fields[] = MPrompt::Question($txtConf, $action_sim, $action_nao); $this->setfields($fields); $this->defaultbutton = false; 10. Lookup O lookup é uma janela de pesquisa que permite selecionar dados para preenchimento de um campo ou formulário. É composto por 4 elementos principais: a) handler lookup.inc b) classe business lookup.class c) método de pesquisa dentro da classe lookup.class d) controle visual no formulário a) handler lookup.inc O handler lookup.inc é responsável por tratar todas as solicitações para exibição de um lookup. Em uma aplicação composta por muitos módulos, geralmente o lookup.inc é colocado no módulo principal ou no módulo common da aplicação. Sua estrutura padrão é a seguinte: <?php // instancia o controle Lookup $lookup = new MLookup(); // importa a classe de negócio padrão lookup.class $ok = $MIOLO->Uses('/classes/lookup.class',$lookup->module); $MIOLO->Assert($ok,_M('Arquivo não encontrado.<br>'. 'Este arquivo deve implementar a classe '. 'contendo a função 'miolo',$lookup->module, $lookup->item)); // atualiza a configuração do modulo usado $MIOLO->conf->LoadConf($lookup->module); $page->addscript('m_lookup.js'); $page->settitle('janela de Pesquisa'); // instancia a classe de negócio $businessclass = "Business{$lookup->moduleLookup"; $object = new $businessclass(); // executa o método de pesquisa $lookupmethod = "Lookup{$lookup->item"; $object->$lookupmethod($lookup); // exibe o grid de lookup $page->setaction($lookup->href); $theme->setcontent($lookup->grid); O módulo que contém o handler lookup.inc é chamado basemodule. b) Classe business lookup.class A classe Business<Modulo>Lookup, definida no arquivo lookup.class, contém os métodos de lookup de cada modulo. Sua estrutura padrão é a seguinte: <?php class BusinessCursoLookup { function lookupaaa($lookup) { function lookupbbb($lookup) {

13 function lookupccc($lookup) { c) Métodos de pesquisa em lookup.class Os métodos de lookup de cada modulo são definidos dentro da classe Business<Modulo>Lookup. O objetivo dos métodos de lookup é definir: os campos usados para fazer a pesquisa, a pesquisa propriamente dita (com uma query ou um criteria) e o grid para exibição dos resultados. Sua estrutura padrão é a seguinte: function lookupcurso($lookup) { // obtem o valor do filtro (passado via formulario ou via janela de pesquisa) $filter = $lookup->getfiltervalue('filter'); if (!$filter) { $filter = $lookup->getfiltervalue(); // adiciona o campo do filtro na janela de pesquisa $lookup->addfilterfield( new MTextField('filter', $filter,'curso', 40)); // define as colunas do grid de resultados $columns = array( new MDataGridColumn('idCurso','ID','left', true, '0%',false), new MDataGridColumn('nome','Nome','left', true, '100%',true), ); // faz a consulta ao banco (via MSQL, MQuery, ou criteria) $curso = $this->getbusiness('curso','curso'); $query = $curso->listall('nome',$filter,'nome'); // exibe o grid (de acordo com o tipo de consulta feita) $lookup->setquerygrid($query, $columns, 'Pesquisa Curso', 15, 0); d) controle visual no formulário Para inclusão de um lookup no formulário podem ser usados 3 controles, dependendo da situação: - MLookupField: pode usar mais de um campo como filtro - MLookupTextfield: usa um campo MTextField como filtro - MLookupFieldValue: não permite que o usuário digite um filtro Cada controle visual tem os seguintes atributos: - basemodule: modulo onde está o handler lookup.inc - module: modulo onde está o arquivo lookup.class, com os métodos de pesquisa - item: indica o método da classe lookup.class a ser usado com o controle. O nome do método é Lookup<Item> - event: como a seleção deve ser tratada: - filler: preenche os campos indicados em 'related' com a resposta - method : chama um método específico - related : junto com event=filler indica quais campos serão preenchidos. A ordem dos campos DEVE SER igual à ordem das colunas no grid de lookup (use "none" quando não houver no formulário um campo correspondente a coluna do grid) - filter : quais campos cujos valores serão usados como filtros para o lookup <mlookuptextfield id="curso" label="curso" size="30" basemodule="curso" module="curso" item="curso" event="filler" related="idcurso,curso" filter="curso"/>

14 11. WebFlow A implementação MIOLO WebFlows está baseada na definição de um Diagrama de Atividades (UML2). O diagrama possui 3 elementos básicos: Ações (action), Fluxos (flow) e Decisões (decision). É necessário definir uma ação inicial (initialaction) e uma ação final (finalaction). A ação initial está associada a um fluxo inicial. A ação final está associada a um fluxo final (que encerra o webflow) e é representada por uma URL a ser executada no final do webflow. Cada ação é associada a um formulário da classe MFormFlow. Os dados do webflow estão armazenados na sessão, mas tem o escopo do webflow (ou seja, eles são removidos da sessão ao fim do webflow). Os dados estão armazenados em um objeto de valor (MDataObject). Estes dados podem ser acessados dentro dos formulários através dos métodos $this->getflowdata('nome_do_atributo') e $this->setflowdata ('nome_do_atributo','valor') - se o 'nome_do_atributo' não for informado, é retornado todo o objeto flowdata. Cada ação pode ter vários fluxos associados. Cada fluxo tem um nome e indica qual a ação seguinte será executada. As decisões são associadas a uma ação. Elas podem ser codificadas dentro dos formulários, indicando qual o fluxo seguinte a ser executado. Também podem ser codificadas como métodos no panel do webflow, sendo executado imediatamente após a execução da ação. Para cada ação podem ser executados métodos antes da execução da ação (onentry) e depois da execução da ação (onexit). O método onexit é executado após o método relativo à decisão (se houver algum). Toda tentativa de acessar uma ação sem que a ação inicial tenha sido executada redireciona o flow para a ação inicial, para evitar inconsistências no flowdata. Para definir a ação seguinte a ser executada, os formulários podem executar os seguintes métodos: - $this->geturl('nome_do_fluxo ou ação') : obtem a URL para execução da ação associada ao fluxo indicado - $this->go('nome_do_fluxo ou acao') : executa um redirect para a ação indicada ou para o fluxo associado a ação atual - $this->restarturl() : obtem a URL para a ação inicial - $this->restart() : volta para o ação inicial (os dados do webflow são reiniciados) - $this->finalizeurl() :obtem a URL para a ação final - $this->finalize(): executa a ação final (encerra o webflow e apaga o flowdata). - $this->previousurl(): obtem a URL para ação executada imediatamente antes da ação atual. - $this->nexturl(): obtem a URL para ação seguinte à ação atual (ação default - associada ao primeiro fluxo associado à ação). Neste tutorial será implementado um webflow simples, apenas para mostrar as principais funcionalidades. O webflow será implementado como uma ação da classe Curso.

Tutorial - Programando com o MIOLO

Tutorial - Programando com o MIOLO Tutorial - Programando com o MIOLO Conceitos Básicos Antes de iniciar a programação com o Miolo é fundamental compreender alguns conceitos básicos: - Uma aplicação no Miolo é constituída de um ou mais

Leia mais

Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo

Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo Versão 2009.1.postgres Framework MIOLO 2.5 Tutorial: Criando um módulo 1. Introdução O processo de desenvolvimento de aplicações com o MIOLO possui as seguintes

Leia mais

Autor: Ricardo Francisco Minzé Júnior - ricardominze@yahoo.com.br Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5.

Autor: Ricardo Francisco Minzé Júnior - ricardominze@yahoo.com.br Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5. Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5. Talvez a primeira vista você ache estranha a palavra Camada em programação, mas o que vem a ser Camada? Segundo o dicionário: Camada 1 - Qualquer matéria

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

Aplicabilidade: visão geral

Aplicabilidade: visão geral CURSO BÁSICO SAXES 2 Aplicabilidade: visão geral BI Comércio Indústria nf-e Serviços Software house Enterprise Business Bus Banco financeiro Instituição Sindicato ERP html Casos 3 6 Customização: importação

Leia mais

MIOLOv2. Ely Edison Matos ely.matos@ufjf.edu.br fev2005

MIOLOv2. Ely Edison Matos ely.matos@ufjf.edu.br fev2005 MIOLOv2 Ely Edison Matos ely.matos@ufjf.edu.br fev2005 OqueéoMIOLO? Framework para desenvolvimento de aplicações web Controles de interface com o usuário escritos em PHP e renderizados em HTML Autenticação

Leia mais

13 Conectando PHP com MySQL 13.1 Introdução

13 Conectando PHP com MySQL 13.1 Introdução 13 Conectando PHP com MySQL 13.1 Introdução Agora que você já tem uma idéia básica de comandos MySQL, poderemos ver como a linguagem PHP pode interagir com este banco de dados através de inúmeras funções.

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 8

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 8 Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 8 Celso Olivete Júnior olivete@fct.unesp.br na aula passada Orientação a Objetos Classes Objetos Construtores Destrutores 2 na aula passada Construtores

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Gabarito - Programação C# com Visual Studio - Intermediário - 05/08/2013 AULA 01. 1 Perguntas e Respostas

Gabarito - Programação C# com Visual Studio - Intermediário - 05/08/2013 AULA 01. 1 Perguntas e Respostas Gabarito - Programação C# com Visual Studio - Intermediário - 05/08/2013 1 Perguntas e s AULA 01 1- A ferramenta responsável pelo auto incremento chama- se Identity. (Sim) 2- A ferramenta responsável pelo

Leia mais

ARQUITETURA SISGRAD. Manual de Utilização. Versão: 2.0. Criação: 05 de julho de 2007 Autor: André Penteado

ARQUITETURA SISGRAD. Manual de Utilização. Versão: 2.0. Criação: 05 de julho de 2007 Autor: André Penteado ARQUITETURA SISGRAD Manual de Utilização Versão: 2.0 Criação: 05 de julho de 2007 Autor: André Penteado Última Revisão: 09 de outubro de 2009 Autor: Alessandro Moraes Controle Acadêmico - Arquitetura SISGRAD

Leia mais

Classes de Entidades Persistentes JDB

Classes de Entidades Persistentes JDB Classes de Entidades Persistentes JDB Brasil, Natal-RN, 07 de setembro de 2011 Welbson Siqueira Costa www.jdbframework.com Nota de Retificação: em 11/12/2011 a Listagem 3 desse tutorial sofreu uma pequena

Leia mais

Introdução. Nesta guia você aprenderá:

Introdução. Nesta guia você aprenderá: 1 Introdução A criação de uma lista é a primeira coisa que devemos saber no emailmanager. Portanto, esta guia tem por objetivo disponibilizar as principais informações sobre o gerenciamento de contatos.

Leia mais

Programação para Android. Aula 08: Persistência de dados SQL

Programação para Android. Aula 08: Persistência de dados SQL Programação para Android Aula 08: Persistência de dados SQL Persistência de dados Na maioria das aplicações precisamos ter algum tipo de persistência de dados. Para guardar informações de forma persistente

Leia mais

Aula 03 - Projeto Java Web

Aula 03 - Projeto Java Web Aula 03 - Projeto Java Web Para criação de um projeto java web, vá em File/New. Escolha o projeto: Em seguida, na caixa Categorias selecione Java Web. Feito isso, na caixa à direita selecione Aplicação

Leia mais

Tutorial de Metastorage

Tutorial de Metastorage Tutorial de Metastorage Desenvolvimento de aplicações com banco de dados em PHP usando a ferramenta Metastorage http://www.manuellemos.net/ Manuel Lemos mlemos@acm.org Novembro de 2005 Resumo Introdução

Leia mais

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte.

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Omondo EclipseUML Ricardo Rodrigues Lecheta Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Introdução Neste tutorial será apresentado

Leia mais

Curso de Iniciação ao Framework PHP Yii

Curso de Iniciação ao Framework PHP Yii Curso de Iniciação ao Framework PHP Yii Igor Rafael igor at dcc.ufmg.br 12 de agosto de 2011 Conteúdo Visão Geral Configuração Fundamentos Estudo de caso Visão Geral O que é um framework? Coleção de bibliotecas

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo. Manual de utilização do Cadastro de Eventos

Universidade Federal do Espírito Santo. Manual de utilização do Cadastro de Eventos Universidade Federal do Espírito Santo Manual de utilização do Cadastro de Eventos Núcleo de Processamento de Dados Outubro/2012 Apresentação O presente tutorial visa explicar como funciona o Cadastro

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas

Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Manual de padrões e convenções para desenvolvimento de sistemas PHP Versão Conteúdo 1.

Leia mais

Sisorc. Tutorial de Criação de Novos Módulos

Sisorc. Tutorial de Criação de Novos Módulos Sisorc Tutorial de Criação de Novos Módulos Banco de Dados Para criar um novo módulo é aconselhável que todas as tabelas destinadas a este módulo esteja dentro de um novo schema. Atualmente existem os

Leia mais

UC05 Manter Páginas. Diplomata CADASTRO. Versão 1.0

UC05 Manter Páginas. Diplomata CADASTRO. Versão 1.0 UC05 Manter Páginas Versão.0 Página / 0 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor.0 Criação do documento. Eduardo Gomes de Souza Página 3 / 0 SUMÁRIO. FINALIDADE... 4. REFERÊNCIAS... 4 3. GLOSSÁRIO...

Leia mais

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14

Guia do Usuário. idocsscan v.2.1.14 Guia do Usuário idocsscan v.2.1.14 2013 BBPaper_Ds - 2 - Sumário Introdução... 5 Instalação... 7 Inicializando a aplicação... 12 Barras de acesso e informações... 13 Teclas de atalho... 14 Barra de Ferramentas...

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL.

Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL. Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL. Procuraremos mostrar os principais procedimentos para fazer um cadastro de registros numa base de dados MySQL utilizando a linguagem

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Manual da Ferramenta Metadata Editor

Manual da Ferramenta Metadata Editor 4 de março de 2010 Sumário 1 Introdução 3 2 Objetivos 3 3 Visão Geral 3 3.1 Instalação............................. 3 3.2 Legenda.............................. 4 3.3 Configuração Inicial........................

Leia mais

Manual Integra S_Line

Manual Integra S_Line 1 Introdução O é uma ferramenta que permite a transmissão Eletrônica de Resultado de Exames, possibilitando aos Prestadores de Serviços (Rede Credenciada), integrarem seus sistemas com os das Operadoras

Leia mais

Rem Commodatum. Rem Commodatum - Versão 1.0. Manter Visitas Técnicas. Iteração 01 - Release 1.0. Versão do Documento: 1.0

Rem Commodatum. Rem Commodatum - Versão 1.0. Manter Visitas Técnicas. Iteração 01 - Release 1.0. Versão do Documento: 1.0 Rem Commodatum Rem Commodatum - Versão 1.0 Iteração 01 - Release 1.0 Manter Visitas Técnicas Versão do Documento: 1.0 Data Versão do Documento Histórico de Revisão Descrição Autor 20/09/2011 1.0 Elaboração

Leia mais

1 Criar uma entity a partir de uma web application que usa a Framework JavaServer Faces (JSF)

1 Criar uma entity a partir de uma web application que usa a Framework JavaServer Faces (JSF) Sessão Prática II JPA entities e unidades de persistência 1 Criar uma entity a partir de uma web application que usa a Framework JavaServer Faces (JSF) a) Criar um Web Application (JPAsecond) como anteriormente:

Leia mais

Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso

Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso Notas de Aula 05: Aplicação de um caso de uso Objetivos da aula: Aprender a aplicar a técnica de casos de uso em um pequeno problema real Identificar as variáveis relevantes a serem consideradas Modelar

Leia mais

PROJETO: PRODUTO 4 RELATÓRIO FINAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES

PROJETO: PRODUTO 4 RELATÓRIO FINAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome da Empresa: DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS (DIEESE) PROJETO: PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA BRA/IICA/03/005 PARTICIPAÇÃO SOCIAL NÚMERO DO CONTRATO: 205037 TEMA:

Leia mais

Como usar o SQLReactor para persistência de objetos PHP num banco de dados

Como usar o SQLReactor para persistência de objetos PHP num banco de dados PROGRAMAÇÃO Como usar o SQLReactor para persistência de objetos PHP num banco de dados Objetos PHP no banco A persistência de objetos PHP em bancos de dados não requer operações complicadas. Basta um mapeador

Leia mais

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Software cliente: browser e outros Protocolo HTTP Infraestrutura de transporte

Leia mais

Laboratório prático. Como desenvolver uma definição de lista e um receptor de evento no Visual Studio 2010

Laboratório prático. Como desenvolver uma definição de lista e um receptor de evento no Visual Studio 2010 Como desenvolver uma definição de lista e um receptor de evento no Visual Studio 2010 Laboratório prático Manual do laboratório SPCHOL300 SPCHOL300 Como compilar uma definição de lista e um receptor de

Leia mais

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9

DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9 DESENVOLVENDO SOLUÇÕES COM VISUAL FOXPRO 8 E 9 Í N D I C E Capítulo 1 - O Início de Tudo 1 Reunindo todas as informações necessárias 2 Instalando o Visual FoxPro 2 Configurando o Visual FoxPro 7 Capítulo

Leia mais

4 O Workflow e a Máquina de Regras

4 O Workflow e a Máquina de Regras 4 O Workflow e a Máquina de Regras O objetivo do workflow e da máquina de regras é definir um conjunto de passos e regras configuráveis. Ao longo de sua execução, um usuário consegue simplificar o seu

Leia mais

E-Commerce Master. Versão: 1.0 Data: 05/06/2013 Identificador do documento: EM

E-Commerce Master. Versão: 1.0 Data: 05/06/2013 Identificador do documento: EM E-Commerce Master Versão: 1.0 Data: 05/06/2013 Identificador do documento: EM Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 05/06/2013 Thyago Ferreira 1.0 05/06/2013 Vilmar de Sousa

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

CRUD GERAL E LOGIN Sumário

CRUD GERAL E LOGIN Sumário Sumário Construção de sistema Administrativo... 2 Sistema de Login... 2 Técnicas para Evitar Ataques... 3 Formulário de Login e Senha... 3 Controlar Sessão... 4 Criar Menu... 4 Pagina de LOGIN... 4 CRUD...

Leia mais

!" # # # $ %!" " & ' ( 2

! # # # $ %!  & ' ( 2 !"# # #$ %!" "& ' ( 2 ) *+, - 3 . / 4 !" 0( # "!#. %! $""! # " #.- $ 111.&( ( 5 # # 0. " % * $(, 2 % $.& " 6 # #$ %% Modelo (Encapsula o estado da aplicação) Implementado como JavaBeans Responde a consulta

Leia mais

PROJETO: PRODUTO 3 RELATÓRIO PARCIAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES

PROJETO: PRODUTO 3 RELATÓRIO PARCIAL DO DESENVOLVIMENTO E IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Nome da Empresa: DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIO-ECONÔMICOS (DIEESE) PROJETO: PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA BRA/IICA/03/005 PARTICIPAÇÃO SOCIAL NÚMERO DO CONTRATO: 205037 TEMA:

Leia mais

Persistência em Software Orientado a Objetos:

Persistência em Software Orientado a Objetos: Persistência em Software Orientado a Objetos: Abordagens Utilizando Frameworks OpenSource Marcelo Santos Daibert Orientador: Marco Antônio Pereira Araújo Co-Orientadora: Alessandreia Marta de Oliveira

Leia mais

O que é um framework?

O que é um framework? O que é um framework? Um framework, ou arcabouço, em desenvolvimento de software, é uma abstração que une códigos comuns entre vários projetos de software provendo uma funcionalidade genérica. (Wikipedia)

Leia mais

Módulo Básico. Assando Sites. Relacionamentos, Validação, Consultas e Páginas Dinâmicas. Assando Sites http://assando-sites.com.

Módulo Básico. Assando Sites. Relacionamentos, Validação, Consultas e Páginas Dinâmicas. Assando Sites http://assando-sites.com. Assando Sites Relacionamentos, Validação, Consultas e Páginas Dinâmicas Módulo 4 Dê adeus aos JOINs 1 Relações entre Models 1.1 Definição Relações O CakePHP te dá quatro formas de relacionar (ligar) os

Leia mais

Persistindo dados com TopLink no NetBeans

Persistindo dados com TopLink no NetBeans Persistindo dados com TopLink no NetBeans O que é TopLink? O TopLink é uma ferramenta de mapeamento objeto/relacional para Java. Ela transforma os dados tabulares de um banco de dados em um grafo de objetos

Leia mais

AMBIENTE WEB PARA GERÊNCIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BASEADO NO SCRUM

AMBIENTE WEB PARA GERÊNCIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BASEADO NO SCRUM AMBIENTE WEB PARA GERÊNCIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BASEADO NO SCRUM Por: Jhony Alceu Pereira Orientador: Prof.: Everaldo Artur Grahl FURB Fundação Universidade Regional de Blumenau BCC Bacharelado em Ciência

Leia mais

Repeater no GASweb. Regiões

Repeater no GASweb. Regiões Repeater no GASweb Por: Rodrigo Silva O controle de servidor Repeater é um container básico que permite a você criar uma lista de qualquer informação que deseja em uma página Web. Ele não tem uma aparência

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2.

1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. 1. Introdução pág.3 2. Apresentação do sistema Joomla! pág.4 3. Acessando a administração do site pág.4 4. Artigos 4.1. Criando um Artigo 4.2. Editando um Artigo 4.3. Excluindo um Artigo 4.4. Publicar

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI CRIANDO UMA AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIO UTILIZANDO O COMPONENTE QUERY A autenticação de usuários serve para

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA Página: 1/16 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA Módulo CBDS (Central de Banco de Dados Senior) A quem se destina: Todos que tiverem a necessidade de administrar os dados da base de dados da Senior Sistemas

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões Prof. MSc. Hugo Souza Se você precisar manter informações sobre seus usuários enquanto eles navegam pelo seu site, ou até quando eles saem

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart.

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. 16/08/2013 BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. Versão 1.0 19/12/2014 Visão Resumida Data Criação 19/12/2014 Versão Documento 1.0 Projeto

Leia mais

Sistema Hospitalar - Módulo Auditoria v.1.0

Sistema Hospitalar - Módulo Auditoria v.1.0 Sistema Hospitalar - Módulo Auditoria v.1.0 Manual do usuário Versão 01.02 [Este template faz parte integrante do Processo de Desenvolvimento de Sistemas da DTI (PDS-DTI) e deve ser usado em conjunto com

Leia mais

sobre rogério gonçalves gerente de projetos > digitale agência digital rogerio@digitale.com.br h7p://www.digitale.com.br h7p://leveme.

sobre rogério gonçalves gerente de projetos > digitale agência digital rogerio@digitale.com.br h7p://www.digitale.com.br h7p://leveme. sobre rogério gonçalves gerente de projetos > digitale agência digital rogerio@digitale.com.br h7p://www.digitale.com.br h7p://leveme.la/rogerio definição - é uma forma de programar e organizar um sistema

Leia mais

CPP. Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa. Manual do Software

CPP. Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa. Manual do Software CPP Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa Manual do Software Maio 2015 1 Sistema de Cadastro de Projetos de Pesquisa Manual do Software Manual de uso do software SCPP Sistema de Cadastro de Projetos

Leia mais

Integração TOTVS Microsiga Protheus e Fluig ECM

Integração TOTVS Microsiga Protheus e Fluig ECM 08/2013 Sumário Sumário... 2 1 Objetivo... 3 2 Integração manual... 3 2.1 Formulário... 3 2.1.1 ECM... 3 2.1.2 Protheus... 4 2.1.3 MVC... 5 2.1.4 Rotina Automática (Modelo 1)... 6 2.2 Processo... 7 2.3

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Ao projetar uma aplicação Web, é importante considerála como sendo formada por três componentes lógicos: camada

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

WampServer. O ícone do mesmo aparecerá no rodapé do monitor, próximo ao. Language => portuguese.

WampServer. O ícone do mesmo aparecerá no rodapé do monitor, próximo ao. Language => portuguese. 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

Minicurso de C# por François Dantas Oliveira. Agosto de 2009

Minicurso de C# por François Dantas Oliveira. Agosto de 2009 Minicurso de C# por François Dantas Oliveira Agosto de 2009 Conteúdo SQL Server Express INSERT UPDATE DELETE SELECT Visual C# 2008 Express Edition Conhecendo a IDE O que é programação orientada a eventos

Leia mais

PHP (Seções, Cookies e Banco de Dados)

PHP (Seções, Cookies e Banco de Dados) PHP (Seções, Cookies e Banco de Dados) André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Seções Basicamente, as seções são métodos que preservam determinados dados ativos enquanto o navegador do cliente estiver

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO. ifinanceiro versão 3.0.011

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO. ifinanceiro versão 3.0.011 MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO ifinanceiro versão 3.0.011 SUMÁRIO 1. Objetivo... 03 2. Metodologia... 03 3. Apresentação e Tela Inicial... 03 4. Menu Principal... 04 4.1 Cadastro de Empresas... 04 4.1.1

Leia mais

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada

GUIA DE USO FRAMEWORK APLANAR Versão 0.1 21/07/2014 Cópia distribuída e controlada GUIA DE USO SUMÁRIO 1. Utilizando o FrameWork Aplanar... 2 1.1 GRID... 2 1.1.1 Barra de menus:... 2 1.1.2 Barra de ferramentas:... 3 1.1.3 Barra de pesquisa:... 3 1.2 MENU ADMINISTRATIVO... 4 1.2.1 Usuário:...

Leia mais

Iniciando com Zend_Auth By Rob Allen, www.akrabat.com Document Revision 1.0.8 Copyright 2007

Iniciando com Zend_Auth By Rob Allen, www.akrabat.com Document Revision 1.0.8 Copyright 2007 Iniciando com Zend_Auth By Rob Allen, www.akrabat.com Document Revision 1.0.8 Copyright 2007 Este tutorial é destinado a oferecer uma bem básica introdução para o uso do componente Zend_Auth com o Zend

Leia mais

Tutorial: SIGRH Para o Servidor ou Seu Chefe Fazerem Consultas, Alterações ou Exclusões de Férias

Tutorial: SIGRH Para o Servidor ou Seu Chefe Fazerem Consultas, Alterações ou Exclusões de Férias Tutorial: SIGRH Para o Servidor ou Seu Chefe Fazerem Consultas, Alterações ou Exclusões de Férias Orientação para o Servidor e também para o Chefe da Unidade, fazerem consultas, alterações e exclusões

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Cenários do CEL. Acessar ao sistema

Cenários do CEL. Acessar ao sistema Cenários do CEL Acessar ao sistema Permitir que o usuário acesse ao Sistema de Léxicos e Cenários nas seguintes condições: logando-se, quando já estiver cadastrado; ou incluindo usuário independente, quando

Leia mais

PADRÕES DE DESENVOLVIMENTO SOLIS. Diagrama

PADRÕES DE DESENVOLVIMENTO SOLIS. Diagrama PADRÕES DE DESENVOLVIMENTO SOLIS 14.02.2005 Diagrama Classes Associações Inserções Herança Padrões de código Tags de PHP Identação Nome de constantes Nome de variáves, métodos, classes, atributos e funções

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes

Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Tarefa Orientada 5 Aplic. Manutenção de Facturas de Clientes Objectivos: Aplicação Manutenção de Facturas de Clientes Utilização de uma fonte de dados. Formulários Master/Detail. Adicionar consultas a

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

Internet e Programação Web

Internet e Programação Web COLÉGIO ESTADUAL PEDRO MACEDO Ensino Profissionalizante Internet e Programação Web 3 Técnico Prof. Cesar 2014 1. PHP e MySQL O MySQL é o gerenciador de banco de dados mais usado com o PHP. Existem muitas

Leia mais

MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET. Ministério do Esporte

MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET. Ministério do Esporte MANUAL JOOMLA 2.5 PORTAL INTERNET Ministério do Esporte SUMÁRIO 1.0 - Módulo Administração... 1 2.0 Banner randômico... 2 2.1 Adicionar novo slide... 2 2.2 Excluir slide... 6 3.0 Artigos... 7 3.1 Adicionar

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

Especificação de Caso de Uso

Especificação de Caso de Uso Versão: 1.1 Especificação de Caso de Uso UCCITES04 Versão: 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 03/09/2008 0.1 Criação do documento. Ana Ornelas 09/09/2008 0.2 Atualização gerais no documento.

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Bem vindos ao Curso de ASP.NET MVC 3 Razor e C#

Bem vindos ao Curso de ASP.NET MVC 3 Razor e C# Bem vindos ao Curso de ASP.NET MVC 3 Razor e C# Pré-requisitos: O curso de C# Csharp veja aqui e o curso de ASP.NET Básico veja aqui Valor R$129.00 compre aqui Veja o video do curso aqui Aprenda ASP.NET

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS LÍCIO SÉRGIO FERRAZ DE BRITO MARCELO AUGUSTO SANTOS TURINE

Leia mais

Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2

Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2 Criar uma aplicação JPA2 com EclipseLink e H2 1) Criar uma aplicação Java no NetBeans. File > New Project > Java, Java Application > Project name: JPA2 Finish. 2) Acrescentar ao Projeto NetBeans a biblioteca

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Revisão de PHP... 19. Capítulo 2 Melhorando o processamento de formulários... 46

Sumário. Capítulo 1 Revisão de PHP... 19. Capítulo 2 Melhorando o processamento de formulários... 46 9 Sumário O Autor... 8 Introdução... 15 Quem deve ler este livro... 15 Como este livro está organizado...16 Download do código-fonte do livro... 18 Capítulo 1 Revisão de PHP... 19 Iniciando em PHP... 19

Leia mais

Programação WEB II. Sessions e Cookies. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. Sessions e Cookies. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza Sessions e Cookies progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Cookies e Sessions Geralmente, um bom projeto

Leia mais

GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO: ENDNOTE BASIC

GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO: ENDNOTE BASIC GERENCIADOR BIBLIOGRÁFICO: ENDNOTE BASIC junho de 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. Gerenciador Bibliográfico 2 Gerenciadores bibliográficos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos Autor: Evandro Bastos Tavares Orientador: Antônio Claudio Gomez

Leia mais

Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans

Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans Prática em Laboratório N.02 Criando um serviço Web via NetBeans O objetivo deste exercício é criar um projeto apropriado para desenvolver um contêiner que você resolva utilizar. Uma vez criado o projeto,

Leia mais

WebWork 2. João Carlos Pinheiro. jcpinheiro@cefet-ma.br

WebWork 2. João Carlos Pinheiro. jcpinheiro@cefet-ma.br WebWork 2 João Carlos Pinheiro jcpinheiro@cefet-ma.br Versão: 0.5 Última Atualização: Agosto/2005 1 Agenda Introdução WebWork 2 & XWork Actions Views Interceptadores Validação Inversão de Controle (IoC)

Leia mais