Prof. Maria Alice Z. Coelho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Maria Alice Z. Coelho www.eq.ufrj.br/biose/courses.html"

Transcrição

1 Prof. Maria Alice Z. Coelho

2

3 MICRO

4 microscópio de Robert Hooke ( ) microscópios primitivos de uma lente feitos por van Leeuwenhoek ( )

5 Fatia fina de cortiça, com suas células (desenho por Robert Hooke) Seções longitudinais e transversais de um nervo Desenhos por van Leeuwenhoek (1719) Bactéria Escherichia coli vista no microscópio ótico (a) e eletrônico (b).

6

7

8

9 Baseada nos reinos: Botânica - Reino Vegetal Zoologia - Reino Animal Microbiologia compreende: Bacteriologia bactérias Micologia fungos Protozoologia protozoários Ficologia algas Virologia vírus Baseada na organização celular: Biologia da célula citologia (estudo da célula) fisiologia (estudo das funções) Biologia das populações: Taxonomia nomenclatura e classificação Ecologia relação entre o ser vivo e o meio ambiente Evolução adaptações dos seres vivos e mutações Genética estuda a herança biológica

10

11

12 Organização: A célula é a forma mais simples da organização biológica: única célula (organismos unicelulares) mais de uma célula (organismos pluricelulares) Metabolismo: soma total de todos os processos químicos que ocorrem na matéria viva Anabolismo: são as reações de síntese Catabolismo: são as reações degradativas Irritabilidade: resposta a estímulos externos ou mudanças no meio ambiente Crescimento: excesso de processos sintéticos Ciclo vital: nascimento, crescimento, reprodução, envelhecimento e morte

13 Características culturais nutrientes exigidos; Características morfológicas dimensões das células, seus arranjos, a diferenciação e a identificação de suas estruturas; Características metabólicas a maneira pela qual o microrganismo desenvolve os processos químicos vitais, caminhos metabólicos; Características químicas identificação dos principais constituintes químicos das células, purificação e caracterização dos constituintes; Características antigênicas detecção de componentes especiais das células que fornecem evidências de semelhanças entre as espécies. Inoculação e pesquisa de anticorpos; Características genéticas análise da composição do DNA e a relação entre o DNA isolado de diferentes microrganismos. Livros de Referência (Manual Bergey)

14 Reino grupo de filos (Monera) Filo grupo de classes ou divisões (Schyzophyta) Divisão ou Classe grupo de ordens (Schyzomycetes) Ordem grupo de famílias relacionadas (Eubacteriales) Família grupo de gêneros relacionados (Lactobacilaceae) Gênero grupo de espécies relacionadas (Lactobacillus) Espécie organismos de um mesmo tipo (L. delbruekii)

15

16 Esquema Geral de um Processo Fermentativo

17 Produtos gerados pela Microbiologia Industrial

18

19 COLONIAS DE DISTINTOS MICRORGANISMOS - Sistemas Naturais

20 DILUÇÕES SERIADAS/ SUCESSIVAS

21 Técnica de esgotamento por estrias descrito como esgotamento do material contido numa alça ou agulha de semeadura por meio de estrias na superfície do meio.

22 Técnica da semeadura em superfície o inóculo é espalhado na superfície do ágar com o auxílio de uma alça de vidro, alça de Digralsky.

23 Método de pour-plate uma suspensão de células é misturada com agar fundido a 45 C, que se verte em uma placa de Petri. Quando o ágar se solidifica, as células são nele imobilizadas e crescem, formando colônias.

24 Culturas Obtidas por Isolamento a partir de Diferentes Diluções

25 Leis de Perlman para a Microbiologia Aplicada: O Microrganismo tem sempre razão: é um amigo é um parceiro sensível Não há microrganismos estúpidos Os microrganismos são (ou serão) capazes de fazer seja o que for Os microrganismos são mais espertos, mais sábios, mais energéticos do que os químicos, os engenheiros, etc. Se cuidarmos bem os nossos amigos micróbios, eles tomarão conta do nosso futuro (e viveremos felizes para sempre)... A. N. Glazer, H. Nikaido (1998) Microbial Biotechnology, Fundamentals of Applied Microbiology. W. H. Freeman and Company, NY, pp 9-47

26 This document was created with Win2PDF available at The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only. This page will not be added after purchasing Win2PDF.

CURSO DE TECN OLOGI A DO VÁCUO

CURSO DE TECN OLOGI A DO VÁCUO FATEC-SP CURSO DE TECN OLOGI A DO VÁCUO Prof. Me. Francisco Tadeu Degasperi Janeiro de 2005 Agradeço a colaboração do Tecnólogo Alexandre Cândido de Paulo Foi Auxiliar de Docente do LTV da Fatec-SP Atualmente

Leia mais

Este é um manual de procedimentos básicos padronizados para os Formulários on-line da Coleta Seletiva.

Este é um manual de procedimentos básicos padronizados para os Formulários on-line da Coleta Seletiva. MANUAL DE PROCEDIMENTOS Formulários on-line SISTEMAS INTEGRADOS MANUAL DE PROCEDI MENTOS PADRÃO Formulários on-line Este é um manual de procedimentos básicos padronizados para os Formulários on-line da

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PLANO DE TRABALHO INDIVIDUAL ATIVIDADES EM DESENVOLVIMENTO ENSINO ORIENTAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PLANO DE TRABALHO INDIVIDUAL ATIVIDADES EM DESENVOLVIMENTO ENSINO ORIENTAÇÃO Amilton Giácomo Tomasi DECF 2007/2 EFETIVO Mestre 40 Estatutário Contabilidade Gerencial ADM/Empresarial (vespertino) 2º 4 ESTÁGIO 02 ADM/Empresarial 7º e 8º 02 Secretário de Comunicação Portaria Reitoria

Leia mais

Site: http://www.parcelias.com.br/online/faet. Código da autorizada: Login: master Senha:

Site: http://www.parcelias.com.br/online/faet. Código da autorizada: Login: master Senha: Nosso novo Sistema de Garantia está em funcionamento no endereço abaixo, favor acessar o site e cadastrar as Ordens de Serviços para que possamos encaminhar os seus pedidos de Garantia. Site: http://www.parcelias.com.br/online/faet

Leia mais

CITOLOGIA *ESTUDA A CÉLULA *MENOR PORÇÃO ORGANIZADA DOS SERES VIVOS *UNIDADE DE CONSTITUIÇÃO DOS SERES VIVOS * ALICERCE DA BIOLOGIA

CITOLOGIA *ESTUDA A CÉLULA *MENOR PORÇÃO ORGANIZADA DOS SERES VIVOS *UNIDADE DE CONSTITUIÇÃO DOS SERES VIVOS * ALICERCE DA BIOLOGIA CITOLOGIA Prof. Jefferson Almeida *ESTUDA A CÉLULA *MENOR PORÇÃO ORGANIZADA DOS SERES VIVOS *UNIDADE DE CONSTITUIÇÃO DOS SERES VIVOS * ALICERCE DA BIOLOGIA Histórico 1591 Inventado o microscópio por 2

Leia mais

Apresentação. Atuando em diversos ramos do direito, nosso Escritório tem como meta oferecer. O Escritório

Apresentação. Atuando em diversos ramos do direito, nosso Escritório tem como meta oferecer. O Escritório Um Escritório de Advocacia, atualmente, tem que estar preparado para atender as mais diversas situações do mundo moderno. Para tanto, focalizamos como nossos preceitos, que os serviços oferecidos sejam:

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO)

EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO) EXERCÍCIOS DE CIÊNCIAS (7 ANO) 1- Uma das etapas do ciclo de vida é o processo da reprodução. O comportamento reprodutivo varia muito entre os seres vivos e é por meio dele que uma espécie de ser vivo

Leia mais

MANUAL DE CADASTRO DE PROJETOS DO ESCOLA DE FÁBRICA

MANUAL DE CADASTRO DE PROJETOS DO ESCOLA DE FÁBRICA MANUAL DE CADASTRO DE PROJETOS DO ESCOLA DE FÁBRICA 2 ÍNDICE 1. Acessando o Sistema...03 2. Cadastrando da Unidade Gestora...05 2.1. Adicionando Curso ao Projeto...07 2.2. Montando a Infra-Estrutura do

Leia mais

METODOLOGIA DE PROJETO

METODOLOGIA DE PROJETO METODOLOGIA DE PROJETO DE INTERIORES AULA 13: ELEMENTOS CONSTRUTIVOS. 1ª PARTE Disciplina do Curso Superior em Design de Interiores da UNAES/Anhanguera Educacional Arq. Urb. Octavio F. Loureiro Data: 8

Leia mais

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BIOLOGIA NO ENEM: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO O ENEM, Exame Nacional do Ensino Médio, em sua versão 2012, apresentará uma redação e 180 questões objetivas, divididas nas quatro áreas do conhecimento: - Ciências

Leia mais

Parede celular. Membrana celular

Parede celular. Membrana celular 1. A célula como Unidade Básica de Vida A célula é a unidade básica da vida, uma vez que todos os seres vivos são formados por células. De acordo com o número de células, os seres vivos podem classificar-se

Leia mais

INSS INFORMÁTICA INSS INFORMÁTICA INSS INFORMÁTICA INSS INFORMÁTICA ENCONTRO 2/7. PROF PAULO MAXIMO, MSc pmaximo@gmail.com

INSS INFORMÁTICA INSS INFORMÁTICA INSS INFORMÁTICA INSS INFORMÁTICA ENCONTRO 2/7. PROF PAULO MAXIMO, MSc pmaximo@gmail.com ENCONTRO 2/7 PROF PAULO MAXIMO, MSc pmaximo@gmail.com 1 Network Network HUB USB WiFi 2 Roteador Backbone Switch WiFi IP Protocolos TCP/IP HTTP FTP SMTP POP3 IP IPV4 a.b.c.d 0 a 255 3 IP REDES ESPECIAIS

Leia mais

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre

Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Exercícios para Prova 1 de Biologia 1 Trimestre Pessoal a matéria da prova de Biologia é dos Módulos 1 a 5 (Edgard) e Módulo 1 (Ricardo). Parte I O Gabarito está na última folha. 1. Ordene as categorias

Leia mais

Uma revolução cultural no mundo empresarial do Brasil! (2)

Uma revolução cultural no mundo empresarial do Brasil! (2) Uma revolução cultural no mundo empresarial do Brasil! (2) José Carlos Cavalcanti Professor de Economia da UFPE, ex-secretário executivo de Tecnologia, Inovação e Ensino Superior de Pernambuco (http://jccavalcanti.wordpress.com)

Leia mais

CITOLOGIA E FISIOLOGIA DA CÉLULA BACTERIANA. Prof a. Dr a. Vânia Lúcia da Silva

CITOLOGIA E FISIOLOGIA DA CÉLULA BACTERIANA. Prof a. Dr a. Vânia Lúcia da Silva CITOLOGIA E FISIOLOGIA DA CÉLULA BACTERIANA Prof a. Dr a. Vânia Lúcia da Silva A primeira pessoa a relatar a observação de estruturas com um microscópio foi o inglês Robert Hooke em 1665 - microscópio

Leia mais

As produções e interações ficarão registradas no Moodle.

As produções e interações ficarão registradas no Moodle. Disciplina: Carga Horária: 60horas Modalidade: a distância Regime: semestral Professor: Luís Felipe Schilling Esta disciplina tem por objetivo oportunizar a prática de planejamento, modelagem, implementação

Leia mais

CONHEÇA O GOOGLE APPS

CONHEÇA O GOOGLE APPS CONHEÇA O GOOGLE APPS O QUE É GOOGLE APPS? É um serviço do Google baseada na internet (web), que utiliza o seu domínio de internet (Ex: empresa.com) em diversas aplicações tais como: Google mail Google

Leia mais

SOB MEDIDA TEVAH WEB

SOB MEDIDA TEVAH WEB SOB MEDIDA TEVAH WEB Caro usuário, você está tendo acesso a um guia do Sob Medida TEVAH versão WEB. A seguir você poderá verificar as formas de utilização adequadas, para um resultado positivo deste processo.

Leia mais

Microscópio de Robert Hooke Cortes de cortiça. A lente possibilitava um aumento de 200 vezes

Microscópio de Robert Hooke Cortes de cortiça. A lente possibilitava um aumento de 200 vezes CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula é a Citologia (do grego: cito = célula; logos = estudo). A invenção do microscópio no final do século XVI revolucionou a Biologia. Esse instrumento possibilitou

Leia mais

Manual de Uso APARELHO DE GI NÁSTI CA TOTAL GYM 1000 -------------------------------------------------------DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Manual de Uso APARELHO DE GI NÁSTI CA TOTAL GYM 1000 -------------------------------------------------------DESCRIÇÃO DO PRODUTO Manual de Uso APARELHO DE GI NÁSTI CA TOTAL GYM 1000 -------------------------------------------------------DESCRIÇÃO DO PRODUTO ATENÇÃO Mantenha cabelo, dedos, roupa, animais de estimação e crianças longe

Leia mais

Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 8º Ano

Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 8º Ano Educadora: Daiana Araújo C. Curricular:Ciências Naturais Data: / /2013 Estudante: 8º Ano O termo célula foi usado pela primeira vez pelo cientista inglês Robert Hooke, em 1665. Por meio de um microscópio

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS Prof. Dr. Constantino de Gaspari Gonçalves Exemplo de Aplicação do ABC

ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS Prof. Dr. Constantino de Gaspari Gonçalves Exemplo de Aplicação do ABC Exemplo de Aplicação do ABC A indústria de Confecções Pano Bom Ltda produz três tipos de produtos: Camisas, Calças, Blusas. O quadro abaixo apresenta as quantidades produzidas e seus respectivos preços.

Leia mais

VÍRUS E BACTÉRIAS. Disciplina: Ciências Série: 6ª série EF - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Vírus e Bactérias

VÍRUS E BACTÉRIAS. Disciplina: Ciências Série: 6ª série EF - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Vírus e Bactérias Disciplina: Ciências Série: 6ª série EF - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Vírus e Bactérias VÍRUS E BACTÉRIAS Vírus e bactérias foram, por muito tempo, juntamente com seres unicelulares

Leia mais

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES. CONTEÚDO ESPECÍFICO Biologia: visão geral e origem da vida

CONTEÚDOS ESTRUTURANTES. CONTEÚDO ESPECÍFICO Biologia: visão geral e origem da vida Colégio Estadual Antônio M. Ceretta Ensino Fundamental, Médio e Profissional Plano de Trabalho Docente - Ano 2015 Disciplina: Biologia Professora: Katia Lazaretti Série: 1ª Série Período: 1 trimestre ESTRUTURANTES

Leia mais

CONTROLE DE PRODUTO NÃO CONFORME. Aprovação: Olavo R. Tomasini

CONTROLE DE PRODUTO NÃO CONFORME. Aprovação: Olavo R. Tomasini Aprovação: Olavo R. Tomasini CONTROLE DE PRODUTO NÃO Código: PR 19 Revisão: 03 Página: 1 de 7 Data: 10/10/09 Arquivo: PR 19_03.doc Rubrica: 1 OBJETIVO Estabelecer a sistemática adotada para a identificação,

Leia mais

A biodiversidade em diferentes ambientes. http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm

A biodiversidade em diferentes ambientes. http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm A biodiversidade em diferentes ambientes http://www.prof2000.pt/users/ccaf/exercicios/ecossistemas/biomas.htm Unidade básica da vida a célula Quem foi Robert Hooke? Por volta de 1667, o cientista inglês

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS

CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS 1. BUSCA DE OPORTUNIDADES E INICIATIVAS - faz as coisas antes de solicitado ou antes de ser forçado pelas circunstâncias; - age para expandir o negócio em novas áreas, produtos ou serviços; - aproveita

Leia mais

MICROBIOLOGIA. Profa. Dra. Paula A. S. Bastos

MICROBIOLOGIA. Profa. Dra. Paula A. S. Bastos MICROBIOLOGIA Profa. Dra. Paula A. S. Bastos MICROBIOLOGIA Ementa O curso de Microbiologia destina-se ao auxílio do conhecimento básico e aplicado, colaborando na formação acadêmica e profissional do futuro

Leia mais

Instalação do Portal PMS Ambiente : Controladoria Data da publicação : 18/11/09 Países : Brasil Autor Wilker Valladares

Instalação do Portal PMS Ambiente : Controladoria Data da publicação : 18/11/09 Países : Brasil Autor Wilker Valladares Instalação do Portal PMS Ambiente : Controladoria Data da publicação : 18/11/09 Países : Brasil Autor Wilker Valladares O objetivo deste documento é capacitar o analista a instalar e configurar o Portal

Leia mais

A Inovação Aprendizagem e crescimento dos funcionários treinando-os para melhoria individual, numa modalidade de aprendizagem contínua.

A Inovação Aprendizagem e crescimento dos funcionários treinando-os para melhoria individual, numa modalidade de aprendizagem contínua. Balanced Score Card A Tecnologia da Informação é considerada fundamental para os vários setores, tanto no nível operacional como estratégico. Muitas das razões para Tecnologia da Informação fazer parte

Leia mais

IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações. IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações

IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações. IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações Uma guerra pela internet: O maior ciberataque da história tira a Estônia da rede. O suspeito é a Rússia -Nas últimas três semanas, a Estônia, um dos três estados bálticos, sofreu três ondas sucessivas

Leia mais

Tema 5. Crescimento e renovação celular. UNIDADE 1. Crescimento e renovação celular

Tema 5. Crescimento e renovação celular. UNIDADE 1. Crescimento e renovação celular Tema 5. Crescimento e renovação celular Crescimento e renovação celular Distinção entre DNA e RNA quanto às suas características estruturais e funcionais. Reconhecimento de que os organismos necessitam

Leia mais

Crescimento Microbiano

Crescimento Microbiano Crescimento Microbiano Fatores que influem no crescimento Temperatura ph Oxigênio Agitação Pressão osmótica Temperatura Para todos os microrganismos existem três temperaturas cardeais: Temperatura mínima

Leia mais

O NÚMERO DE BACTÉRIAS

O NÚMERO DE BACTÉRIAS O NÚMERO DE BACTÉRIAS A CONTAGEM EM PLACAS A contagem em placas é um dos métodos mais utilizados para determinar qual o número de microrganismos viáveis em um meio líquido. Quando a concentração é baixa,

Leia mais

CENTRO DE EVENTOS DE JATAÍ - Memorial Justificativo

CENTRO DE EVENTOS DE JATAÍ - Memorial Justificativo CENTRO DE EVENTOS DE JATAÍ - Memorial Justificativo A busca por espaços de lazer e entretenimento para a população de Jataí, cidade de médio porte em franca expansão urbana, localizada no Sudoeste goiano,

Leia mais

A experiência de um Laboratório Regional de Prótese Dentária administrado sob o contrato de gestão celebrado entre a Casa de Saúde Santa Marcelina e a Prefeitura do Município de São Paulo Adoracion de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROCESSO SELETIVO BIOLOGIA ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Perceber e utilizar os códigos intrínsecos da Biologia. Relacionar o conhecimento das diversas disciplinas para o entendimento

Leia mais

Curso de Licenciatura em Ciências Naturais e Matemática. Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Licenciatura em Ciências Naturais e Matemática. Formação Geral 1º e 2º anos Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Semestre Cultura Brasileira História da Educação Inglês I Leitura e Produção de Textos Letramento Digital Matemática Sociedade, Tecnologia e Inovação 2º Semestre

Leia mais

O QUE É SER VIVO? Matéria bruta. Ser vivo vida o que existe. ou Ser in animado ativo prefixo de negação o que existe

O QUE É SER VIVO? Matéria bruta. Ser vivo vida o que existe. ou Ser in animado ativo prefixo de negação o que existe Seres Vivos O QUE É SER VIVO? Ser vivo vida o que existe Matéria bruta ou Ser in animado ativo prefixo de negação o que existe O que é vida? Em 1959 Norman Horowitz afirmou que a vida caracteriza-se por

Leia mais

Mateus. Título aqui 1 COMPORTAMENTO, MANEJO E BEM- ESTAR DE OVINOS E CAPRINOS MÁQUINAS ANIMAIS TIRAR O MÁXIMO DE CADA ANIMAL

Mateus. Título aqui 1 COMPORTAMENTO, MANEJO E BEM- ESTAR DE OVINOS E CAPRINOS MÁQUINAS ANIMAIS TIRAR O MÁXIMO DE CADA ANIMAL COMPORTAMENTO, MANEJO E BEM- ESTAR DE OVINOS E CAPRINOS MÁQUINAS ANIMAIS Mateus J.R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia - FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP mpcosta@fcav.unesp.br Grupo de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Teoria Celular. Em 1838-39, o botânico Schleiden e o zoólogo Schwann formularam a Teoria Celular.

Teoria Celular. Em 1838-39, o botânico Schleiden e o zoólogo Schwann formularam a Teoria Celular. Teoria Celular Teoria Celular Em 1838-39, o botânico Schleiden e o zoólogo Schwann formularam a Teoria Celular. Segundo esta teoria, todos os seres vivos são constituídos por células e, apesar da enorme

Leia mais

O sistema nervoso autônomo (SNA) é responsável pelo controle da maior parte das

O sistema nervoso autônomo (SNA) é responsável pelo controle da maior parte das 12 1 INTRODUÇÃO O sistema nervoso autônomo (SNA) é responsável pelo controle da maior parte das funções corporais involuntárias, entre elas, a freqüência cardíaca (FC). Os componentes simpático e parassimpático

Leia mais

A SECRETÁRIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES. Ana Paula Vitorino. por ocasião do

A SECRETÁRIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES. Ana Paula Vitorino. por ocasião do INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA A SECRETÁRIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES Ana Paula Vitorino por ocasião do Workshop Livro Verde Para uma nova cultura de Mobilidade Urbana Hotel Sheraton Porto 18 de Fevereiro

Leia mais

A tabela-verdade...de, É muito fácil...cil, É só lembrar...ar, Do VoVo FeFe, E se Você Foi, se Você Foi, Então Foi. Propriedades da condicional

A tabela-verdade...de, É muito fácil...cil, É só lembrar...ar, Do VoVo FeFe, E se Você Foi, se Você Foi, Então Foi. Propriedades da condicional PROF TABELAS-VERDADE e V F F F V F F F F VoVo FeFe ou V F V F V V F F F Propriedades da condicional Recíprocas(amor,cupido,flecha) flechinha vai, flechinha vem Inversas(inverte VF, FV, ne ga ) nega tudo

Leia mais

Painel 2: 2: As As transformações do do ambiente de de negócios e o impacto sobre a estratégia e gestão de de empresas do do mercado de de construção

Painel 2: 2: As As transformações do do ambiente de de negócios e o impacto sobre a estratégia e gestão de de empresas do do mercado de de construção Painel 2: 2: As As transformações do do ambiente de de negócios e o impacto sobre a estratégia e gestão de de empresas do do mercado de de construção Apresentação Eng. Eng. Luiz Luiz Augusto Augusto Milano

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA PLANO DE AULA BIOLOGIA 1º ANO/EM

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA PLANO DE AULA BIOLOGIA 1º ANO/EM MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA COLÉGIO MILITAR DE BRASÍLIA Prof. Salomão profsalomao@gmail.com PLANO DE AULA BIOLOGIA 1º ANO/EM Sem Mês Início Término CH 1ª FEV 7 11 3 ASSUNTO: ASPECTOS

Leia mais

Seção Técnica de Ensino 2/8

Seção Técnica de Ensino 2/8 Escolha a única respost a certa, conform e o enunciado da quest ão, assinalandoa corretamente no CARTÃO- RESPOSTA. 01. O número natural mais próximo de ( A ) 2 ( B ) 3 ( C ) 4 ( D ) 5 ( E ) 6 3 4 7 3 5

Leia mais

O MUNDO MICROBIANO E SUA INTERFACE COM A SAÚDE

O MUNDO MICROBIANO E SUA INTERFACE COM A SAÚDE O MUNDO MICROBIANO E SUA INTERFACE COM A SAÚDE Prof. Francis Moreira Borges Dep. Microbiologia Porque estudar Microbiologia? Cerca de metade da biomassa do planeta é constituída por microrganismos, sendo

Leia mais

A descoberta da célula

A descoberta da célula A descoberta da célula O que são células? As células são a unidade fundamental da vida CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos (célula)

Leia mais

Ubiquidade de microorganismos. Introdução. Materiais Necessários

Ubiquidade de microorganismos. Introdução. Materiais Necessários dução Os microorganismos (fungos, bactérias e vírus) são chamados assim por terem um tamanho bastante reduzido. Eles são tão pequenos que não conseguimos enxergá-los a olho nu, mas apenas utilizando microscópio

Leia mais

Módulo 18 Avaliando desempenho

Módulo 18 Avaliando desempenho Módulo 18 Avaliando desempenho Raimar Richers definiu marketing como sendo entender e atender os clientes. Esta é uma definição sucinta e feliz que podemos usar para definir avaliação de desempenho como

Leia mais

Abril 2009* Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta- feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado

Abril 2009* Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta- feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Abril 2009* Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta- feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado 1 2 3 4 5 6 Maringá/PR 7 *Belém / PA Goiânia / GO Presidente Prudente / SP Rio de Janeiro / RJ São José dos Campos

Leia mais

Contratos Internacionais de Compra e Venda & Incoterms

Contratos Internacionais de Compra e Venda & Incoterms Contratos Internacionais de Compra e Venda & Incoterms O contrato internacional é formal, bilateral, consensual, oneroso e comutativo, o que pressupõe agentes autônomos, livre formação de suas vontades

Leia mais

MANUAL DO WEBSIGOM ÍNDICE

MANUAL DO WEBSIGOM ÍNDICE MANUAL DO WEBSIGOM ÍNDICE 1. Procedimentos de utilização pela empresa cliente... 01 2. Funcionalidades do WebSigom... 02 2.1. Cadastro... 03 2.2. Inserir um novo usuário... 03 2.3. Consultar os dados de

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO

TERMO DE COMPROMISSO TERMO DE COMPROMISSO O CENTRO DE ESTUDOS OCTÁVIO DIAS DE OLIVEIRA FACULDADE UNIÃO DE GOYAZES FIRMA O PRESENTE TERMO DE COMPROMISSO COM A AGÊNCIA GOIANA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS PÚBLICOS AGANP. O Centro

Leia mais

Gest ão em Cooper at i vi smo

Gest ão em Cooper at i vi smo Gest ão em Cooper at i vi smo Dirceu Granado de Souza Dinâmica Patrimonial Consult & Assess Empresarial 1 A Contabilidade como Ciências; Princípios Fundamentais de Contabilidade e Normas Brasileiras de

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA MICROBIOLOGIA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA MICROBIOLOGIA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA MICROBIOLOGIA Conceito de Microbiologia A célula c e a Classificação dos Microorganismos Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará Microbiologia e Imunologia Profa. Jedna Kato

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO

MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO CONVÊNIO Nº / QUE ENTRE SI CELEBRAM CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE GUANAMBI CESG, MANTENEDOR DA FACULDADE GUANAMBI FG, POR MEIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO DE DIREITO DA FACULDADE

Leia mais

Módulo 17 Estratégias mercadológicas

Módulo 17 Estratégias mercadológicas Módulo 17 Estratégias mercadológicas Todas as empresas para terem sucesso no mercado a longo prazo precisam de uma estratégia. Segundo Peter Druker, as estratégias são os planos de vôos das empresas. Analisando

Leia mais

1 DEFERIDO 1 INDEFERIDO São Luís, 29 de fevereiro de 2008

1 DEFERIDO 1 INDEFERIDO São Luís, 29 de fevereiro de 2008 Edital nº 001/2007, de 21/12/2007. CARGO: PROFESSOR ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIES FINAIS CIÊNCIAS QUESTÃO: 31 O conteúdo referente a esta questão não consta no conteúdo programático do edital. Que seria referente

Leia mais

CIÊNCIAS DESCRITORES

CIÊNCIAS DESCRITORES CIÊNCIAS DESCRITORES 1. BIMESTRE - 2015 4.º ANO Identificar a permeabilidade nos diferentes tipos de solo. Identificar a presença de água no interior do corpo dos seres vivos. Identificar as condições

Leia mais

Introdução à Biologia Celular e Molecular. Profa. Luciana F. Krause

Introdução à Biologia Celular e Molecular. Profa. Luciana F. Krause Introdução à Biologia Celular e Molecular Profa. Luciana F. Krause Níveis de organização Desenvolvimento da Teoria Celular Século XVII desenvolvimento das lentes ópticas Robert Hooke (1665) células (cortiça)

Leia mais

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial;

- Aspectos limitadores: Produção com custo alto; Orçamentos mal elaborados; Dificuldade na análise e avaliação; Inadequação ao perfil empresarial; MARKETING ESPORTIVO E CULTURAL EAD MÓDULO XIX - RESUMO A evolução do ser humano no decorrer da história está associada diretamente ao conceito de cultura, que engloba os costumes e as experiências repassadas

Leia mais

FEDERAÇÃO NACIONAL DAS AUTO E MOTOESCOLAS E CFCs DIRETORIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO EDITAL DE CONCURSO II PRÊMIO FENEAUTO DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

FEDERAÇÃO NACIONAL DAS AUTO E MOTOESCOLAS E CFCs DIRETORIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO EDITAL DE CONCURSO II PRÊMIO FENEAUTO DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO FEDERAÇÃO NACIONAL DAS AUTO E MOTOESCOLAS E CFCs DIRETORIA EXECUTIVA DE EDUCAÇÃO EDITAL DE CONCURSO II PRÊMIO FENEAUTO DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO O presidente da Federação Nacional das Auto e Motoescolas

Leia mais

Prática 2: Cultura de Microrganismos

Prática 2: Cultura de Microrganismos Prática 2: Cultura de Microrganismos Introdução Os microrganismos tal como outros organismos vivos necessitam de obter os nutrientes apropriados do seu meio ambiente. Assim se queremos cultivar e manter

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Obrigado por adquirir este produto. Por favor, leia essas instruções cuidadosamente para garantir melhores resultados do seu aparelho. SOBRE O PRODUTO A MINIMAXX é a menor câmera de

Leia mais

Uso de Microorganismos na Produção de Álcool.

Uso de Microorganismos na Produção de Álcool. Uso de Microorganismos na Produção de Álcool. Microorganismos são fontes ricas de produtos naturais, podem ser usadas como combustíveis, produtos químicos: polímeros e drogas. A habilidade de manipular

Leia mais

LANÇAMENTO DO LIVRO: GLP NO BRASIL PERGUNTAS FREQÜENTES. 5 de dezembro de 2006 Sede do IBP

LANÇAMENTO DO LIVRO: GLP NO BRASIL PERGUNTAS FREQÜENTES. 5 de dezembro de 2006 Sede do IBP LANÇAMENTO DO LIVRO: GLP NO BRASIL PERGUNTAS FREQÜENTES 5 de dezembro de 2006 Sede do IBP Distribuidoras associadas Cartilha, por quê? Existe a identificação de que o GLP sofre preconceitos fortes e de

Leia mais

TOTAL: 215 créditos ou 3225 horas Conteúdos biológicos: 107+24+28+14= 173 créditos ou 2595 horas.

TOTAL: 215 créditos ou 3225 horas Conteúdos biológicos: 107+24+28+14= 173 créditos ou 2595 horas. Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas- Período Integral NÚCLEO BÁSICO BA281 Anatomia Humana Geral 04 BB281 Bioquímica de Proteínas 04 BB381 Metabolismo 04 BC182 Biologia Celular I 04 BC282 Biologia

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE CAMPO PARA LEVANTAMENTOS GNSS

PROCEDIMENTOS DE CAMPO PARA LEVANTAMENTOS GNSS Leandro,D.; Huinca,S.C.M e Krueger, C.P. LABORATÓRIO DE GEODÉSIA ESPACIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROCEDIMENTOS DE CAMPO PARA LEVANTAMENTOS GNSS Autoras: Doutoranda Diuliana Leandro, MSc. Doutoranda

Leia mais

Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história.

Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história. SISTEMA DE QUALIDADE EAD MÓDULO XIX - RESUMO Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história. Posteriormente, ocorreu a Revolução Industrial, em que a subsistência

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP Curso de Graduação em Enfermagem Autorização em 04/12/00 Parecer No. 1115/00

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de SP Curso de Graduação em Enfermagem Autorização em 04/12/00 Parecer No. 1115/00 PROGRAMA DA DISCIPLINA DE MICROBIOLOGIA Plano de Ensino Ano Letivo 2012 1º Semestre CHEFE DA DISCIPLINA: Profª Dra. Lycia Mara Jenné Mímica COORDENADOR DO CURSO: CORPO DOCENTE: Profª. Alessandra Navarini

Leia mais

Preparo de Materiais em microbiologia,meios de cultura usados no laboratório, técnicas de semeadura e Colorações

Preparo de Materiais em microbiologia,meios de cultura usados no laboratório, técnicas de semeadura e Colorações Preparo de Materiais em microbiologia,meios de cultura usados no laboratório, técnicas de semeadura e Colorações Prof (a) Dr Luciana Debortoli de Carvalho Preparo de materiais Meios de Cultura O crescimento

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá Programa Escola da Família Projeto APE Ações Preventivas na Escola

Diretoria de Ensino Região de Guaratinguetá Programa Escola da Família Projeto APE Ações Preventivas na Escola Janeiro Calendário da Saúde e do Meio Ambiente 01 Dia Internacional da Paz / Confraternização Universal 02 - Dia do Sanitarista 02 - Dia da Abreugrafia 04 - Dia do Hemofílico 11 Dia do Controle da Poluição

Leia mais

AULA 1 ORGANIZAÇÃO CELULAR DOS SERES VIVOS

AULA 1 ORGANIZAÇÃO CELULAR DOS SERES VIVOS AULA 1 ORGANIZAÇÃO CELULAR DOS SERES VIVOS Apesar da diversidade entre os seres vivos, todos guardam muitas semelhanças, pois apresentam material genético (DNA) em que são encontradas todas as informações

Leia mais

XV COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS IBAPE/SP 2009

XV COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS IBAPE/SP 2009 XV COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS IBAPE/SP 2009 ANÁLISE COMPARATIVA DOS USOS DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS ORBITAIS COM DIFERENTES RESOLUÇÕES ESPACIAIS. JUSSARA D'AMBROSIO

Leia mais

PROGRAMA ESTRUTURANTE NOSSAS CIDADES PREFEITURA PARCEIRA AÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA PROJETO: EQUIPAMENTAÇÃO DE SALAS VERDES NOS MUNICÍPIOS

PROGRAMA ESTRUTURANTE NOSSAS CIDADES PREFEITURA PARCEIRA AÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA PROJETO: EQUIPAMENTAÇÃO DE SALAS VERDES NOS MUNICÍPIOS PROGRAMA ESTRUTURANTE NOSSAS CIDADES PREFEITURA PARCEIRA AÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL INTEGRADA PROJETO: EQUIPAMENTAÇÃO DE SALAS VERDES NOS MUNICÍPIOS PROPONENTE Secretaria Estadual do Meio Ambiente INTRODUÇÃO

Leia mais

INSS CESGRANRIO JAN/2005 5. FCC ABRIL 2006 1. Atualizada 18/06/2007 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1

INSS CESGRANRIO JAN/2005 5. FCC ABRIL 2006 1. Atualizada 18/06/2007 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1 FCC ABRIL 2006 1. CESGRANRIO JAN/2005 5. 6. 2. 7. 3. 8. 9. 4. Atualizada 18/06/2007 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1 [[[[ INSS 10. CESGRANRIO JAN 2005

Leia mais

Mix público-privado. ABRES, RJ, dezembro de 2009

Mix público-privado. ABRES, RJ, dezembro de 2009 Mix público-privado ABRES, RJ, dezembro de 2009 Pressupostos Constituição do campo da Economia da Saúde Aperfeiçoamento do conhecimento sobre a realidade material por uma concepção científica do mundo

Leia mais

METODOLOGIA DE PROJETO

METODOLOGIA DE PROJETO METODOLOGIA DE PROJETO DE INTERIORES AULA 06: PERSPECTIVA LINEAR DE 1 PONTO. MÃO LIVRE Disciplina do Curso Superior em Design de Interiores da UNAES/Anhanguera Educacional Arq. Urb. Octavio F. Loureiro

Leia mais

Psicologia. História e. Epistemologia da Psicologia. História e. Epistemologia da Psicologia

Psicologia. História e. Epistemologia da Psicologia. História e. Epistemologia da Psicologia Semestre: 1º Semestre História e Epistemologia da Igor Malheiro 08 60, Ciência e Profissão Igor Malheiro 27 40 e Direitos Humanos Priscila Drummond 109A 40 Fisioanatomia Karla Catarine 24 80 Filosofia

Leia mais

Centro de Ensino Médio Setor Leste Disciplina: Biologia Professor: João Couto Aluno: Bruce do Souza Melo Turma: 2 N. -Taxonomia-

Centro de Ensino Médio Setor Leste Disciplina: Biologia Professor: João Couto Aluno: Bruce do Souza Melo Turma: 2 N. -Taxonomia- Centro de Ensino Médio Setor Leste Disciplina: Biologia Professor: João Couto Aluno: Bruce do Souza Melo Turma: 2 N -Taxonomia- Taxionomia Os biólogos têm especial interesse pelo estudo dos organismos

Leia mais

Ficha de Exercícios A Célula (VERSÃO CORRIGIDA) Ano lectivo: 10º ano Turma: Data:

Ficha de Exercícios A Célula (VERSÃO CORRIGIDA) Ano lectivo: 10º ano Turma: Data: Ficha de Exercícios A Célula (VERSÃO CORRIGIDA) Ano lectivo: 10º ano Turma: Data: 1- A célula é uma importante estrutura do mundo vivo. Todos os seres vivos começam por existir sob a forma de célula. Alguns

Leia mais

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO: EDITAL N.º 010/2015 Processo seletivo para ingresso ao quadro de estagiários da Defensoria Pública do Estado do Paraná em Piraquara - PR A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

Leia mais

O que é Intraempreendedorismo?

O que é Intraempreendedorismo? O que é Intraempreendedorismo? INOVAÇÃO Intraempreendedorismo é aplicado às organizações. o empreendedorismo VISIONÁRIO Assim como o empreendedorismo, envolve: Reconhecimento de oportunidades Design e

Leia mais

Nilson do Rosário Costa 1, Ana Paula Coelho 2, Maria Thereza Fortes 3 e Vanina Matos 4

Nilson do Rosário Costa 1, Ana Paula Coelho 2, Maria Thereza Fortes 3 e Vanina Matos 4 IX Encontro Nacional da Associação Nacional de Economia da Saúde, Rio de Janeiro, dez/2009. A posição regional das empresas no mercado de planos privados de assistência à saúde Nilson do Rosário Costa

Leia mais

Manual dos procedimentos de Cálculo do ICMS Substituição Tributária pela WEB

Manual dos procedimentos de Cálculo do ICMS Substituição Tributária pela WEB Manual dos procedimentos de Cálculo do ICMS Substituição Tributária pela WEB Versão 1.0 Considerações preliminares Estaremos iniciando a fase de homologação (teste) nos Postos Fiscais Porto XV de novembro

Leia mais

O executivo ou especialista na área de marketing deve identificar três níveis de sistemas:

O executivo ou especialista na área de marketing deve identificar três níveis de sistemas: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EAD MÓDULO IV A EMPRESA COMO SISTEMA Para o estudioso na área de marketing trabalhar melhor o planejamento nas organizações, ele precisa conhecer a empresa na sua totalidade e

Leia mais

Portugal, Destino de Golfe

Portugal, Destino de Golfe Um olhar pelo golfe mundial Os principais problemas da indústria Propostas de acção Um olhar pelo golfe mundial O golfe é o desporto organizado que se joga há mais tempo em todo o mundo. Primeiro Clube

Leia mais

Leeuwenhoek construiu vários microscópios de uma única lente, chamados microscópios simples. Hooke utilizou um microscópio composto, formado por duas

Leeuwenhoek construiu vários microscópios de uma única lente, chamados microscópios simples. Hooke utilizou um microscópio composto, formado por duas 1 Leeuwenhoek construiu vários microscópios de uma única lente, chamados microscópios simples. Hooke utilizou um microscópio composto, formado por duas lentes de aumento: a ocular (voltada para o olho

Leia mais

CURSO DE BIOMEDICINA TURMA 380116

CURSO DE BIOMEDICINA TURMA 380116 CURSO DE BIOMEDICINA TURMA 380116 MATEMÁTICA APLICADA 25/05 14h00 às 15h40 ANATOMIA HUMANA 26/05 14h00 às 15h40 QUÍMICA GERAL & FÍSICO-QUÍMICA 27/05 14h00 às 15h40 Até dia 10/06 BIOMEDICINA, ÉTICA &LEGISLAÇÃO

Leia mais

1. Ambiente e Arranjos Institucionais 2. Regulação Econômico-Prudencial 3. Características do Mercado Produto Demanda Oferta (padrão de competição)

1. Ambiente e Arranjos Institucionais 2. Regulação Econômico-Prudencial 3. Características do Mercado Produto Demanda Oferta (padrão de competição) Dez anos de regulamentação A necessidade de uma reforma institucional na saúde suplementar do Brasil por Denise Alves Baptista APRESENTAÇÃO Dez anos de regulamentação A necessidade de uma reforma institucional

Leia mais

SOFTWARE DE GESTÃO ESCOLAR

SOFTWARE DE GESTÃO ESCOLAR SOFTWARE DE GESTÃO ESCOLAR Apresentação O Escolinha 4, apresenta-se como uma rica aplicação de gestão de escolas, trazendo consigo inúmeras vantagens de modos a deixar os gestor de instituições de educação

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE CIÊNCIAS 6 ano 1 volume CONTEÚDOS OBJETIVOS 1.Astronomia: estudando o céu Estrelas e constelações Sistema Solar e exploração do Universo - Movimentos da - Terra e da Lua Reconhecer

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro. Plano de Trabalho. Gestão 2012 2015. Rodrigo Leitão Diretor

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro. Plano de Trabalho. Gestão 2012 2015. Rodrigo Leitão Diretor Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Plano de Trabalho Gestão 2012 2015 Diretor Candidato ao cargo de Diretor-Geral do Campus Uberaba do IFTM Professor Rodrigo Afonso

Leia mais

Profa. Josielke Soares josisoares@ig.com.br

Profa. Josielke Soares josisoares@ig.com.br Profa. Josielke Soares josisoares@ig.com.br A célula é a menor unidade estrutural básica do ser vivo. A palavra célula foi usada pela primeira vez em 1667 pelo inglês Robert Hooke. Com um microscópio muito

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ 202

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ 202 Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Medianeira PLANO DE ENSINO CURSO ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ 2 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DISCIPLINA/UNIDADE CURRICULAR Resolução 075/09

Leia mais