2. FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS... 4

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2. FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS... 4"

Transcrição

1 1. PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS FICHA 1 - REQUALIFICAÇÃO DO PARQUE DESPORTIVO E DE LAZER DA VILA DE SOSA FICHA 2 - REFORMULAÇÃO DO PROJECTO DO ESTÁDIO MUNICIPAL FICHA 3 - AMPLIAÇÃO E RECUPERAÇÃO DA CASA MUSEU DE SANTO ANTÓNIO FICHA 4 - PARQUE DESPORTIVO E DE LAZER DE CALVÃO FICHA 5 - PARQUE DE LAZER DE SANTO ANDRÉ FICHA 6 - UOPG (UNIDADES OPERATIVAS DE PLANEAMENTO E GESTÃO) FICHA 7 - ÁREAS DE URBANIZAÇÃO PROGRAMADA INDUSTRIAIS FICHA 8 - BENEFICIAÇÃO DO CAMINHO DOS CAVALEIROS FICHA 9 - BENEFICIAÇÃO DO CAMINHO DA PEDRICOSA PONTE FAREJA QUINTA DA MÓNICA EN FICHA 10 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM RIO TINTO FICHA 11 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS NA GAFANHA DA BOA HORA FICHA 12 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM CARREGOSA FICHA 13 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM COVÃO DO LOBO FICHA 14 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM PONTE DE VAGOS FICHA 15 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM FONTE DE ANGEÃO FICHA 16 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM CALVÃO FICHA 17 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM SANTO ANTÓNIO FICHA 18 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM SANTO ANDRÉ FICHA 19 - BENEFICIAÇÃO DA ESTRADA DA PONTE DO AREÃO / ESTRADÃO DE CALVÃO FICHA 20 - REQUALIFICAÇÃO DA PRAIA DA VAGUEIRA E DEFESA DO CORDÃO DUNAR FICHA 21 - RECUPERAÇÃO DO PALÁCIO DO VISCONDE DE VALDEMOURO FICHA 22 - NOVA PONTE SOBRE O RIO BOCO (QUINTÃ) FICHA 23 - EQUIPAMENTO DE APOIO SOCIAL E ADMINISTRATIVO À ZI DE VAGOS ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 1

2 1. PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO A operacionalização do Plano Director Municipal de Vagos passa, entre outros aspectos, pela execução de um conjunto de propostas para a área abrangida pelo Plano, as quais são materializáveis em investimentos dando lugar, por um lado, à elaboração de um Programa de Investimentos que sistematiza todas as propostas e enuncia o seu faseamento temporal e, por outro lado, à identificação dos meios de financiamento mobilizáveis para a execução das propostas e, bem assim, à indicação das entidades a envolver na implementação deste Plano Director Municipal. A 1ª Revisão do Plano Director Municipal, na sequência da reflexão associada ao processo técnico de elaboração, procedeu à definição de vários projectos estratégicos que corporizam os grandes objectivos que presidem à formulação deste PDM, como sejam o correcto ordenamento físico das infra-estruturas, a preservação de elementos naturais e o equilíbrio biofísico, bem como o enquadramento e a valorização das potencialidades existentes. Nessa perspectiva, seleccionaram-se os seguintes projectos, harmonizados numa lógica de coerência interna, relevando o conjunto de acções que importa concretizar na óptica global do PDM de Vagos: Estes projectos são apresentados em fichas compostas pelos seguintes itens explicativos e de fundamentação: a) Descrição / objectivos específicos do projecto; b) Entidades interessadas / a envolver; c) Estimativa do custo total do investimento; d) Programação temporal; e) Prioridade de execução; f) Programação dos investimentos; g) Fontes de financiamento. 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 2

3 CRONOGRAMA E PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer da vila de Sosa , , , Reformulação do projecto do Estádio Municipal , , , , Ampliação e recuperação da Casa Museu de Santo António , , , Parque Desportivo e de Lazer de Calvão , , , , Parque de Lazer de Santo André , , , , , UOPG (Unidades Operativas de Planeamento e Gestão) Áreas de Urbanização Programada Industriais Beneficiação do Caminho dos Cavaleiros , , , , , Beneficiação do Caminho da Pedricosa Ponte Fareja Quinta da Mónica EN , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Rio Tinto , , , , , , , ,00 Drenagem de Águas Residuais e Pluviais Gafanha da Boa Hora , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Carregosa , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Covão do Lobo , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Ponte de Vagos , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Fonte de Angeão , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Calvão , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Santo António , , , , , , , Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Santo André , , , , , , , Beneficiação da Estrada da Ponte do Areão/Estradão de Calvão , , , , Requalificação da Praia da Vagueira e Defesa do Cordão Dunar , , , , Recuperação do Palácio do Visconde de Valdemouro , , , , Nova Ponte sobre o Rio Boco (Quintã) , , , Equipamento de Apoio Social e administrativo à ZI de Vagos , , TOTAL , , , , , , , ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 3

4 Para além dos projectos enunciados, a Câmara Municipal de Vagos prevê ainda executar os projectos que de seguida se enunciam: 1. No domínio dos Equipamentos Colectivos 1 : Centro Educativo de Vagos; Centro Educativo das Gafanhas; Centro Educativo Sul; Centro Educativo da Carregosa; Centro Educativo de Calvão; Zona desportiva do complexo social da BETEL; Recuperação do Pavilhão Gimnodesportivo de Vagos; Rede de Parques Infantis; Recuperação do parque de merendas da Gafanha da Boa Hora; Biblioteca Municipal; Forum Municipal; Casa do Munícipe; 2. No domínio da Requalificação Urbana: Requalificação Urbanística da Praça da República; Arranjo Envolvente ao Centro Social de Santa Catarina; Requalificação Urbanística do Centro Religioso da Vila de Sosa; Requalificação Urbanística do espaço interior entre o Pavilhão e piscinas Municipais; Arranjo Urbanístico do Largo da Feira e Casa da Cultura e Desporto de Salgueiro; Arranjo urbanístico do largo do Cruzeiro do Fontão; Requalificação Urbanística em Covão do Lobo; Requalificação Urbana do centro de Santa Catarina; Recuperação da Casa dos Magistrados; Núcleo de Palheiros da Praia da Vagueira Requalificação Urbanistica do Centro da Vila; 3. No domínio da Rede Viária e Acessibilidades: Via de Cintura Externa de Vagos; Via de Cintura Interna; Beneficiação da EM592 e da ligação Praia da Vagueira à Praia do Areão; Beneficiação da EM591 (ligação Gafanha da Vagueira à Gafanha do Areão); 1 O investimento no Centros Educativos (conforme Carta Educativa do concelho) estima-se que correspondam a cerca de ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 4

5 Beneficiação da Estrada Florestal n.º 1; Beneficiação da EM598 (Santo André a Rines); Beneficiação da EM585 (Ouca a Covão do Lobo); Estrada de ligação de Fonte de Angeão ao nó da A17 em Calvão; Nova Ponte sobre o Canal de Mira entre as Praias da Vagueira e da Costa Nova; Beneficiação da estrada de Carvalhais a Calvão; Beneficiação da EM (Lombomeão, Lomba, Vigia e Calvão); Ligação da Zona Escolar e Desportiva de Vagos à Rua Padre Vicente Maria da Rocha; Beneficiação da Estrada e do Pontão dos Cardais; Ligação entre a Av. João Grave e a EN109 em Vagos; Beneficiação da EM585 (Fontão a Salgueiro); Beneficiação da Rua da Fonte em Vagos; Beneficiação da Ponte de Fareja; 4. No domínio das Infraestruturas Urbanas: Ampliação da Rede de Drenagem de Águas Residuais em Salgueiro ampliação; Rede de Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Boco e Ouca; Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Lavandeira; Reforço da Rede de Água à vila de Vagos; Infraestruturas do PP da Gafanha da Boa Hora; Beneficiação e Ampliação das redes de Águas Residuais e Pluviais da vila de Vagos; Recuperação das redes de drenagem de águas residuais e pluviais da vila de Sosa; 5. Outros Projectos: Pontão de Sto André; Parque Empresarial de Soza (Zona Industrial de Soza); Zona Industrial de Ponte de Vagos; Zona Industrial de Covão do Lobo; Zona Industrial das Gândaras; Zona Turistica de Vagos; Plano de Pormenor das Paredes da Torre; 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 5

6 2. FICHAS DE PROJECTO NO ÂMBITO DA REVISÃO DO PDM DE VAGOS 2.1 FICHA 1 - REQUALIFICAÇÃO DO PARQUE DESPORTIVO E DE LAZER DA VILA DE SOSA Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer da Vila de Sosa O projecto localizado para a envolvente do campo de futebol existente, prevê um parque de merendas, um espaço de jogo e recreio. Prevê, ainda, a recuperação das captações existentes, do lavadouro, a construção de um tanque, a recuperação e beneficiação das instalações correspondentes ao campo de futebol existente e um pavilhão desportivo multifunções com área entre 2500 e 3000 m 2. Câmara, Junta de Freguesia e AD Sosense ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2010 Duração do projecto (meses): 36 Prioridade da execução 2 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 4 Ano 5 Ano 5 Total Projecto , Instalação dos equipamentos , , , Total , , , Autarquia, Administração Central, QCA IV 2 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 6

7 2.2 FICHA 2 - REFORMULAÇÃO DO PROJECTO DO ESTÁDIO MUNICIPAL Reformulação do projecto do Estádio Municipal Reformulação do projecto do estádio municipal com pista de atletismo e todas as outras pistas referentes às várias modalidades do atletismo e futebol. Autarquia e Associações Desportivas ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2010 Duração do projecto (meses): 18 Prioridade da execução 3 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos Total Autarquia; Secretaria de Estado do Desporto, QCA IV 3 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 7

8 2.3 FICHA 3 - AMPLIAÇÃO E RECUPERAÇÃO DA CASA MUSEU DE SANTO ANTÓNIO Ampliação e recuperação da Casa Museu de Santo António Restauro da casa museu e construção de um novo edifício destinado às associações culturais da freguesia de Santo António de Vagos (Rancho Folclórico e Rádio Vagos FM) Autarquia e Associações Culturais ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2008 Duração do projecto (meses): 24 Prioridade da execução 4 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 2 Ano 3 Ano 4 Total Projecto 2.500, Instalação dos equipamentos , , , Total , , , Autarquia; QCA IV; Administração Central 4 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 8

9 2.4 FICHA 4 - PARQUE DESPORTIVO E DE LAZER DE CALVÃO Parque Desportivo e de Lazer de Calvão Requalificação da área adjacente ao Campo de Futebol de Calvão, com a construção de uma área de Lazer, um circuito de manutenção, campo polidesportivo ao ar livre, a limpeza e requalificação paisagística do Barreiro e a construção de uma rotunda no entroncamento da EM 594. Câmara Municipal; Junta de Freguesia; Grupo Desportivo de Calvão ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2008 Duração do projecto (meses): 18 Prioridade da execução 5 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Total Projecto Instalação dos equipamentos Total Autarquia e QCA IV 5 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 9

10 2.5 FICHA 5 - PARQUE DE LAZER DE SANTO ANDRÉ Parque de Lazer de Santo André Tratamento da zona desde a Igreja Velha até à área junto ao lavadouro de modo a que assuma funções de parque de Lazer com zona de merendas, estacionamento, espelho de água, restauro de azenha existente, requalificação da vala, e de espaços públicos, e arranjos exteriores envolventes da Junta de Freguesia e da Igreja Velha de Santo André. Câmara Municipal, Junta de Freguesia de Santo André ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2009 Duração do projecto (meses): 18 Prioridade da execução 6 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Projecto Instalação dos equipamentos Total Autarquia e QCA IV 6 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 10

11 2.6 FICHA 6 - UOPG (UNIDADES OPERATIVAS DE PLANEAMENTO E GESTÃO) UOPG (Unidades Operativas de Planeamento e Gestão) Espaços de intervenção com uma planeada ou pressuposta coerência, que requerem uma abordagem integrada e de conjunto, com programas diferenciados, para tratamento a um nível de Planeamento mais detalhado, com vista à sua execução. Câmara Municipal, NEVA ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2008 Duração do projecto (meses): 36 Prioridade da execução 7 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 2 Ano 3 Ano 4 Total Projecto Total Autarquia 7 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 11

12 2.7 FICHA 7 - ÁREAS DE URBANIZAÇÃO PROGRAMADA INDUSTRIAIS Áreas de Urbanização Programada Industriais Áreas Industriais destinadas a estabelecimentos industriais das tipologias 3 e 4 e as suas funções complementares. Câmara Municipal, NEVA ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2010 Duração do projecto (meses): 48 Prioridade da execução 8 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 4 Ano 5 Ano 6 Total Projecto Instalação dos equipamentos Total Autarquia e QCA IV 8 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 12

13 2.8 FICHA 8 - BENEFICIAÇÃO DO CAMINHO DOS CAVALEIROS Beneficiação do Caminho dos Cavaleiros Construção de nova via estruturante aproveitando o Caminho dos Cavaleiros, esta via faz a ligação entre da Zona Industrial de Vagos ao IP5 e às Zonas Industriais da Mota e de Mira. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses): 36 Prioridade da execução 9 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Total Instalação dos equipamentos Total Autarquia, IEP e QCA III 9 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 13

14 2.9 FICHA 9 - BENEFICIAÇÃO DO CAMINHO DA PEDRICOSA PONTE FAREJA QUINTA DA MÓNICA EN 109 Beneficiação do Caminho da Pedricosa Ponte Fareja Quinta da Mónica EN 109 Construção de via panorâmica nas margens do rio Boco aproveitando o caminho da Pedricosa (Ponte de água fria) à Ponte Fareja e a continuação pelo lado nascente do Rio, fazendo-se a ligação à EN 109 em Quintã. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 10 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia 10 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 14

15 2.10 FICHA 10 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM RIO TINTO Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Rio Tinto Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais na localidade de Rio Tinto. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses): 18 Prioridade da execução 11 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 11 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 15

16 2.11 FICHA 11 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS NA GAFANHA DA BOA HORA Drenagem de Águas Residuais e Pluviais na Gafanha da Boa Hora Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais na Gafanha da Boa Hora. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 12 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 12 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 16

17 2.12 FICHA 12 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM CARREGOSA Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Carregosa Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais na localidade de Carregosa. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses): 18 Prioridade da execução 13 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 13 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 17

18 2.13 FICHA 13 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM COVÃO DO LOBO Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Covão do Lobo Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais em Covão do Lobo. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses): 18 Prioridade da execução 14 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 14 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 18

19 2.14 FICHA 14 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM PONTE DE VAGOS Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Ponte de Vagos Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais em Ponte de Vagos. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 15 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 15 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 19

20 2.15 FICHA 15 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM FONTE DE ANGEÃO Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Fonte de Angeão Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais na localidade em Fonte de Angeão. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 16 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos Total Autarquia e QCA IV 16 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 20

21 2.16 FICHA 16 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM CALVÃO Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Calvão Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais em Calvão. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 17 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 17 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 21

22 2.17 FICHA 17 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM SANTO ANTÓNIO Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Santo António Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais na freguesia de Santo António. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 18 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 18 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 22

23 2.18 FICHA 18 - DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS E PLUVIAIS EM SANTO ANDRÉ Drenagem de Águas Residuais e Pluviais em Santo André Construção de uma nova rede de drenagem de águas residuais e pluviais na freguesia de Santo André. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 19 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , , , , , Total , , , , , , , Autarquia e QCA IV 19 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 23

24 2.19 FICHA 19 - BENEFICIAÇÃO DA ESTRADA DA PONTE DO AREÃO / ESTRADÃO DE CALVÃO Beneficiação da Estrada da Ponte do Areão / Estradão de Calvão Beneficiação e reimplantação parcial da via de ligação entre o Estradão de Calvão e a Ponte do Areão. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2010 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 20 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos Total Autarquia e DGF 20 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 24

25 2.20 FICHA 20 - REQUALIFICAÇÃO DA PRAIA DA VAGUEIRA E DEFESA DO CORDÃO DUNAR Requalificação da Praia da Vagueira e Defesa do Cordão Dunar Requalificação da Praia da Vagueira e defesa do Cordão Dunar. Câmara Municipal, APA ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 21 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Total Projecto Instalação dos equipamentos Total Autarquia e Administração Central 21 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 25

26 2.21 FICHA 21 - RECUPERAÇÃO DO PALÁCIO DO VISCONDE DE VALDEMOURO Recuperação do Palácio do Visconde de Valdemouro Recuperação do edifício do Visconde de Valdemouro antigos Paços do Concelho. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2010 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 22 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 4 Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos Total Autarquia e QCA IV 22 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 26

27 2.22 FICHA 22 - NOVA PONTE SOBRE O RIO BOCO (QUINTÃ) Nova Ponte sobre o Rio Boco (Quintã) Construção de Nova Ponte sobre o Rio Boco entre os lugares de Boco e de Quintã. Câmara Municipal ( ) Ano previsto para o início do projecto: 2011 Duração do projecto (meses):? Prioridade da execução 23 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 5 Ano 6 Ano 7 Total Instalação dos equipamentos , , , Total , , , Autarquia 23 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 27

28 2.23 FICHA 23 - EQUIPAMENTO DE APOIO SOCIAL E ADMINISTRATIVO À ZI DE VAGOS Equipamento de Apoio Social e administrativo à ZI de Vagos Construção de um novo equipamento de apoio à actividade Industrial (sede do NEVA, salas de formação, salas de exposição, infantário, agência bancária, posto CTT) na Zona Industrial de Vagos. Câmara Municipal, NEVA ) Ano previsto para o início do projecto: 2007 Duração do projecto (meses): 12 Prioridade da execução 24 : 1, 2, 3 Fases do projecto Ano 1 Ano 2 Total Instalação dos equipamentos Total Autarquia e QCA III 24 Prioridade 1 a realizar impreterivelmente nos próximos 2 anos, Prioridade 2 a realizar daqui a 3-4 anos, Prioridade 3 a realizar posteriormente 1ª revisão do PDM de Vagos - Volume II Programa de Execução e Plano de Financiamento 28

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO VAGOS DO ANO 2009

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO VAGOS DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 674.458,82 124.591,58 1.509.000,00 1.509.000,00 2.617.000,00 2.662.000,00 995.000,00 8.582.050,40 1.1. Serviços gerais de 674.458,82 124.591,58 1.504.000,00 1.504.000,00 2.617.000,00

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS

PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS Datas Despesas Anos Seguintes 1. FUNÇÕES GERAIS 938.000 688.000 250.000 125.786 108.000 1.171.786 1.1 SERVIÇOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 938.000 688.000 250.000 125.786 108.000 1.171.786 1.1.1 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S - F U N C. P L A N O DOTAÇÕES INICIAIS Município de Resende DO ANO 2007

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S - F U N C. P L A N O DOTAÇÕES INICIAIS Município de Resende DO ANO 2007 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS: 411'507,69 411'507,69 425'500,00 425'500,00 425'500,00 1'688'007,69 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 369'507,69 369'507,69 389'000,00 389'000,00 389'000,00 1'536'507,69 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

45.761,92 61.02 45.761,92 45.761,92 75.000,00 45.761,92 7.500,00 730.800,00 864.800,00 134.000,00 730.800,00 75.000,00 75.000,00

45.761,92 61.02 45.761,92 45.761,92 75.000,00 45.761,92 7.500,00 730.800,00 864.800,00 134.000,00 730.800,00 75.000,00 75.000,00 Pagina : 1 1. Funções gerais 2.391.613,00 2.641.653,00 5.033.266,00 711.967,19 711.967,19 29.77 14.15 1.1. Serviços gerais de administração pública 2.301.613,00 2.441.653,00 4.743.266,00 637.867,59 637.867,59

Leia mais

PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS Inicial ANO FINANCEIRO DE 2010 Câmara Municipa l DATAS DAS DELIBERAÇÕES Asse mbleia Municipal Revisã o Alteração Observações: E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U

Leia mais

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1

E N T I D A D E EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2008 MUNICIPIO DE REDONDO. Pagina : 1 Pagina : 1 1. Funções gerais 610.500,00 610.500,00 334.850,49 334.850,49 54.85 54.85 1.1. Serviços gerais de administração pública 525.500,00 525.500,00 334.640,59 334.640,59 63.68 63.68 1.1.1. Administracao

Leia mais

MUNICIPIO DE ILHAVO DO ANO 2010

MUNICIPIO DE ILHAVO DO ANO 2010 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 1.851.000,00 1.851.000,00 860.000,00 280.000,00 2.991.000,00 1.1. Serviços gerais de administração pública 1.601.000,00 1.601.000,00 610.000,00 2.241.000,00 1.1.1. 1.1.1.1.

Leia mais

Município de Ourique Resumo Orçamental das Grandes Opções do Plano para 2013

Município de Ourique Resumo Orçamental das Grandes Opções do Plano para 2013 0102 020214 Estudos, pareceres, projectos e consultadoria 1 1.1 2010/5007 Agenda 21-Local 1 1.2 2011/5005 Plano Municipal de Emergência-Protecção Civil 6.000,00 6.000,00 0102 020225 s serviços 1 1.1 2012/5001

Leia mais

PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DE MAGOS

PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DE MAGOS INAG INSTITUTO DA ÁGUA PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DE MAGOS VOLUME II ELEMENTOS QUE ACOMPANHAM O PLANO PARTE II PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE INVESTIMENTO MAIO 2007 Trabalho elaborado pela HIDROPROJECTO,

Leia mais

Revisão do Plano Diretor Municipal de Carrazeda de Ansiães Fase 4 Plano Diretor Municipal Volume III Programa de Execução

Revisão do Plano Diretor Municipal de Carrazeda de Ansiães Fase 4 Plano Diretor Municipal Volume III Programa de Execução Revisão do Plano Diretor Municipal de Carrazeda de Ansiães Fase 4 Plano Diretor Municipal Volume III Programa de Execução Janeiro 2015 E17093 RR - Planning, Lda. Av. Gomes Freire, n.º 18 2760 066 Caxias

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE MONTALEGRE DO ANO 2008

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE MONTALEGRE DO ANO 2008 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 1.060.000,00 1.060.000,00 1.060.000,00 1.1. Serviços gerais de 990.000,00 990.000,00 990.000,00 administração pública 1.1.1. Administracao geral 990.000,00 990.000,00 990.000,00

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) O plano plurianual de investimentos para 2009 tem subjacente um planeamento financeiro que perspectiva a execução dos

Leia mais

Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO

Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DA FRENTE RIBEIRINHA DE VIANA DO CASTELO - NÚCLEO DO CABEDELO SÍNTESE METODOLÓGICA Polis Litoral Norte CONCURSO PARA A ELABORAÇÃO

Leia mais

Programação de equipamentos colectivos

Programação de equipamentos colectivos Programação de equipamentos colectivos Definição e tipologia Conceitos associados à programação de equipamentos Critérios de programação, dimensionamento e localização; exemplos Instituto Superior Técnico/Departamento

Leia mais

5.11 Vagos. 5.11.1 Forças motoras

5.11 Vagos. 5.11.1 Forças motoras 5.11 Vagos O concelho de Vagos, com uma área de aproximadamente 165 km 2 possui onze freguesias: Calvão, Covão do Lobo, Fonte de Angeão, Gafanha da Boa Hora, Ouca, Ponte de Vagos, Sosa, Vagos, Santo António

Leia mais

Município da Figueira da Foz

Município da Figueira da Foz Município da Figueira da Foz G.O.P.-Grans Opções do Plano 2012 2015. P.P.I. Plano Plurianual Investimentos. A.M.R. Actividas Mais Relevantes Orçamento Municipal 2012 CÓDIGO MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ

Leia mais

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos (signação da autarquia local) do Plano Plurianual Investimentos 11 SERVIÇOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 11 111 ADMINISTRAÇÃO GERAL 11 111 2002/1 REMODELAÇÃO E AMPLIAÇÃO DO EDIFICIO DA ABEGOARIA 11

Leia mais

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos do Plano Plurianual de Investimentos 01 FUNÇÕES GERAIS 01 001 Administração geral 01 001 2007/3 Instalações municipais de Vale Pedras de Ano Anos seguintes Anos Anteriores Ano 01 001 2007/3 3 Construção

Leia mais

Julho de 2008. Plano de Urbanização da Zona Industrial e Logística de Sines PROPOSTA DE PLANO PROGRAMA DE EXECUÇÃO E FINANCIAMENTO

Julho de 2008. Plano de Urbanização da Zona Industrial e Logística de Sines PROPOSTA DE PLANO PROGRAMA DE EXECUÇÃO E FINANCIAMENTO Julho de 2008 Plano de Urbanização da Zona Industrial e Logística de Sines PROPOSTA DE PLANO PROGRAMA DE EXECUÇÃO E FINANCIAMENTO Coordenador do Plano: Prof. Manuel da Costa Lobo Julho de 2008 Coordenação

Leia mais

BALANÇO ANO 2010 ENTIDADE M. V.N.Cerveira MUNICIPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA PAG. 1 EXERCÍCIOS CÓDIGO DAS N N - 1 CONTAS

BALANÇO ANO 2010 ENTIDADE M. V.N.Cerveira MUNICIPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA PAG. 1 EXERCÍCIOS CÓDIGO DAS N N - 1 CONTAS BALANÇO ANO 2010 ENTIDADE M. V.N.Cerveira MUNICIPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA PAG. 1 EXERCÍCIOS CÓDIGO DAS N N - 1 CONTAS ACTIVO AB A/P AL AL Imobilizado: Bens de domínio público 451 Terrenos e recursos

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICÍPIO DE ÍLHAVO DO ANO 2015

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICÍPIO DE ÍLHAVO DO ANO 2015 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 995.500,00 995.500,00 50.000,00 50.000,00 50.000,00 1.145.500,00 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 995.500,00 995.500,00 50.000,00 50.000,00 50.000,00 1.145.500,00

Leia mais

MUNICíPIO DE MORTÁGUA

MUNICíPIO DE MORTÁGUA MUNICíPIO DE MORTÁGUA Opções do Plano Orçamento MUNICíPIO DE MORTÁGUA Opções do Plano Município Mortágua Grans Opções do Plano do ano (valores em euros) Obj. Prog. Projecto Ano / Nº Acção Código Classificação

Leia mais

A Visão do Município de Cascais

A Visão do Município de Cascais A Visão do Município de Cascais Presente e Futuro Do Ordenamento da Orla Costeira Sessão de Debate sobre os Planos da Orla Costeira ARH do Tejo I.P. Torres Vedras - 11 de Dezembro de 2009 CASCAIS Município

Leia mais

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DE CARCAVELOS SUL

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DE CARCAVELOS SUL PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DE CARCAVELOS SUL Março de 2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS GERAIS E COMPLEMENTARES DO

Leia mais

P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE CARRAZEDA DE ANSIÃES DO ANO 2013 PÁGINA : 1

P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE CARRAZEDA DE ANSIÃES DO ANO 2013 PÁGINA : 1 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 40.000,00 177.879,00 177.879,00 217.879,00 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 40.000,00 177.879,00 177.879,00 217.879,00 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1.1.1. ADMINISTRAÇÃO GERAL 40.000,00 177.879,00

Leia mais

RELATÓRIO SANTA VITÓRIA SANTA VITÓRIA 1/19. VERSÃO FINAL. Julho de 2013

RELATÓRIO SANTA VITÓRIA SANTA VITÓRIA 1/19. VERSÃO FINAL. Julho de 2013 1/19 Relatório População Na freguesia de Santa Vitória, para além da sede de freguesia, existe outro aglomerado urbano com importância que possui PU definido no âmbito do PDM de Beja actualmente em vigor

Leia mais

PUC PLANO DE URBANIZAÇÃO DOS CANHAS TERMOS DE REFERÊNCIA RELATÓRIO DE FUNDAMENTAÇÃO

PUC PLANO DE URBANIZAÇÃO DOS CANHAS TERMOS DE REFERÊNCIA RELATÓRIO DE FUNDAMENTAÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE PONTA DO SOL DIVISÃO DE AMBIENTE E URBANISMO SPU PUC PLANO DE URBANIZAÇÃO DOS CANHAS UOPG 3 TERMOS DE REFERÊNCIA RELATÓRIO DE FUNDAMENTAÇÃO OUTUBRO 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. NOTAS

Leia mais

PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DO DIVOR

PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DO DIVOR INAG INSTITUTO DA ÁGUA PLANO DE ORDENAMENTO DA ALBUFEIRA DO DIVOR PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO ÍNDICE GERAL DOS ELEMENTOS COMPLEMENTARES PEÇAS ESCRITAS: Relatório Síntese dos Estudos de

Leia mais

DECLARAÇÃO AMBIENTAL DA PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PARCIAL AO PLANO DE PORMENOR DA GAFANHA DA BOA HORA/FLORESTA

DECLARAÇÃO AMBIENTAL DA PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PARCIAL AO PLANO DE PORMENOR DA GAFANHA DA BOA HORA/FLORESTA DECLARAÇÃO AMBIENTAL DA PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PARCIAL AO PLANO DE PORMENOR DA GAFANHA DA BOA HORA/FLORESTA Setembro de 2011 QUEROVENTO Serviços em Ambiente, Lda. AAE da Proposta de Alteração Parcial ao

Leia mais

Plano de Pormenor da Margem Direita da Foz do Rio Jamor Programa de Execução e Plano de Financiamento Janeiro 2014

Plano de Pormenor da Margem Direita da Foz do Rio Jamor Programa de Execução e Plano de Financiamento Janeiro 2014 PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO DO PLANO PORMENOR DA MARGEM DIREITA DA FOZ DO RIO JAMOR - OEIRAS Câmara Municipal de Oeiras ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 2 OBJECTIVOS DO PP... 2 2.1 Objectivos

Leia mais

Município de Nisa. Balancete das Grandes Opções do Plano por Objectivos e Programas para o ano de 2011. No periodo de 01-01-2011 a 30-09-2011

Município de Nisa. Balancete das Grandes Opções do Plano por Objectivos e Programas para o ano de 2011. No periodo de 01-01-2011 a 30-09-2011 1 Funções Gerais 641.160,00 623.375,67 17.784,33 609.638,87 491.604,67 363.182,89 128.421,78 1 1,1 Administração Geral 577.940,00 571.093,15 6.846,85 557.356,35 449.322,15 324.728,79 124.593,36 1 1,1 2001/1

Leia mais

MUNICIPIO DE VINHAIS DO ANO 2015 PÁGINA : 1

MUNICIPIO DE VINHAIS DO ANO 2015 PÁGINA : 1 PÁGINA : 1 1. FUNCOES GERAIS 4.670.218,46 1.262.000,00 1.262.000,00 761.000,00 201.000,00 201.000,00 7.095.218,46 1.1. SERVICOS GERAIS DE 4.670.218,46 1.262.000,00 1.262.000,00 761.000,00 201.000,00 201.000,00

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO

PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES PARA A VILA DE ARCOZELO ANO ECONÓMICO DE 2010 GRANDES OPÇÕES DO PLANO PARA O QUADRIÉNIO 2009 2013 É tempo de um novo mandato autárquico, resultante das eleições do passado

Leia mais

Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Núcleo Histórico de Sines. Proposta de Termos de Referência

Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Núcleo Histórico de Sines. Proposta de Termos de Referência Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Núcleo Histórico de Sines Proposta de Termos de Referência Câmara Municipal de Sines Divisão de Planeamento, Ordenamento do Território e Ambiente OUTUBRO

Leia mais

1.1.1. 0103/070109 04 2002 142 AQUISICAO E REPARACAO DE OUTRA 100.0 CM 2014/01/01 2014/12/31 9 5.000,00 5.000,00 5.000,00

1.1.1. 0103/070109 04 2002 142 AQUISICAO E REPARACAO DE OUTRA 100.0 CM 2014/01/01 2014/12/31 9 5.000,00 5.000,00 5.000,00 MUNICIPIO SAO DO ANO 2014 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 114.600,00 114.600,00 114.600,00 1.1. Serviços gerais de 52.200,00 52.200,00 52.200,00 administração pública 1.1.1. Administracao geral 52.200,00

Leia mais

Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra

Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra O Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra estabelece a concepção do espaço urbano, para a área de intervenção do Plano, dispondo, designadamente,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA

DEPARTAMENTO DE OBRAS E GESTÃO DE INFRA-ESTRUTURAS MUNICIPAIS FICHA TÉCNICA PARTAMENTO OBRAS E GESTÃO FICHA TÉCNICA 1. INTIFICAÇÃO Construção do Campo Polivalente do Clube da Cruz de Cristo Coselhas 2. LOCALIZAÇÃO Coselhas Freguesia de Santo António dos Olivais 3. SCRIÇÃO GERAL

Leia mais

Orçamento Inicial para 2010

Orçamento Inicial para 2010 RECEITAS Económica Designação Previsão RECEITAS CORRENTES 7.527.796,00 01 Impostos directos 791.550,00 0102 Outros 791.550,00 010202 Imposto municipal sobre imóveis 230.000,00 010203 Imposto único de circulação

Leia mais

GAPTEC. Estudos de Orientação Para o Planeamento do Concelho de Odivelas. Relatório Final Volume II. Maio 2003

GAPTEC. Estudos de Orientação Para o Planeamento do Concelho de Odivelas. Relatório Final Volume II. Maio 2003 GAPTEC Departamento de Planeamento Estratégico Divisão do Plano Director Municipal Estudos de Orientação Para o Planeamento do Concelho de Odivelas Maio 2003 Relatório Final Volume II EQUIPA Coordenadores

Leia mais

Plano PluriAnual de Investimentos do ano 2011

Plano PluriAnual de Investimentos do ano 2011 Municipio Monforte Plano PluriAnual Investimentos do ano (b)=+ finido não finido +++ 1. FUNÇÕES GERAIS 1. 111 Administração Geral 1. 111 2010/41 Requalif. Edif. para Centro ATL e instalções apoio e dinamização

Leia mais

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos do Plano Plurianual de Investimentos 01 EDUCAÇÃO 01 01 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E ENSINO BÁSICO 01 01 /1 Infraestruturas de 01 01 /1 1 Centro Escolar de Caria 0102 07010305 E 100 01/ 12/2016 735.00 735.00

Leia mais

Plano de Pormenor de Reabilitação Urbana de Santa Catarina TERMOS DE REFERÊNCIA

Plano de Pormenor de Reabilitação Urbana de Santa Catarina TERMOS DE REFERÊNCIA Plano de Pormenor de Reabilitação Urbana de Santa Catarina Câmara Municipal de Sines Departamento de Gestão Territorial Divisão de Planeamento, Ordenamento do Território e Ambiente Novembro de 2012 Índice

Leia mais

PLANOS DE ORDENAMENTO DA ORLA COSTEIRA. POOC SintraSado no. Concelho de Sesimbra

PLANOS DE ORDENAMENTO DA ORLA COSTEIRA. POOC SintraSado no. Concelho de Sesimbra PLANOS DE ORDENAMENTO DA ORLA COSTEIRA POOC SintraSado no Concelho de Sesimbra POOC Sintra / Sado no Concelho de Sesimbra 1 - O litoral de Sesimbra 2 - A elaboração do Plano 3 - A publicação e o Plano

Leia mais

Universidade Eduardo Mondlane

Universidade Eduardo Mondlane Universidade Eduardo Mondlane - Pobreza Urbana Intercâmbio entre a Ciência e a Prática - 16 Abril de 2008 Governação Municipal Participativa e a Redução da Pobreza Fernando Vieira 1 2 Estrutura e Objectivo

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009

MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA PESQUEIRA DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 200.000,00 200.000,00 200.000,00 1.1. 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. ADMINISTRAÇÃO GERAL 180.000,00 180.000,00 180.000,00 1.1.1. 01 2005 ADMINISTRAÇÃO GERAL 55.000,00

Leia mais

Projectar o Algarve no Futuro

Projectar o Algarve no Futuro Projectar o Algarve no Futuro Os Novos Desafios do Algarve Região Digital paulo.bernardo@globalgarve.pt 25 Maio 2007 Auditório Portimão Arena Um mundo em profunda mudança O Mundo enfrenta hoje um processo

Leia mais

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE PAREDES DE COURA DO ANO 2013

E N T I D A D E P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE PAREDES DE COURA DO ANO 2013 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 1.510.800,00 1.510.800,00 27.300,00 1.538.100,00 1.1. Serviços gerais de 1.469.600,00 1.469.600,00 1.469.600,00 administração pública 1.1.1. Administração geral 1.469.600,00

Leia mais

Exmº. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lagos

Exmº. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lagos REGISTO DE ENTRADA Requerimento n.º de / / Processo n.º / Pago por Guia n.º,. Ao Serviço O Funcionário, Exmº. Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lagos COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS DE EDIFICAÇÃO EM

Leia mais

Termos de Referência do Plano de Urbanização do Vale dos Socorridos ÍNDICE

Termos de Referência do Plano de Urbanização do Vale dos Socorridos ÍNDICE ÍNDICE 1- Introdução... 2 2 - Enquadramento Legal do Plano... 2 3 - Enquadramento Territorial da Área de Intervenção... 3 4 - Base Programática para o Desenvolvimento da Solução Urbanística... 5 4.1 Caracterização

Leia mais

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DO ANO 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO

E N T I D A D E DOTAÇÕES INICIAIS P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DO ANO 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 30.951,63 10.509,00 960.567,00 960.567,00 42.565,00 1.044.592,63 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 30.951,63 10.509,00 960.567,00 960.567,00 42.565,00 1.044.592,63 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Leia mais

Documentos Gráficos: Cartas, Mapas e Desenhos de Arquitetura

Documentos Gráficos: Cartas, Mapas e Desenhos de Arquitetura A Secretaria Regional do Turismo e Transportes, através do Centro de Informação e Documentação divulga, nesta página, uma listagem de documentos gráficos, que compõem, na generalidade, o núcleo documental

Leia mais

Dotar o território de instrumentos de planeamento de gestão compatíveis com a preservação e conservação dos recursos;

Dotar o território de instrumentos de planeamento de gestão compatíveis com a preservação e conservação dos recursos; 1. Medida 3.5.: Apoio ao Desenvolvimento do Sistema Ambiental e do Ordenamento 2. Descrição Esta medida contempla o apoio aos investimentos a realizar nos domínios do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento

Leia mais

ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) ( 10 = 7-9 ) (11=4+5-6-7) (12)a

ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1. (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7) (8) (9) ( 10 = 7-9 ) (11=4+5-6-7) (12)a MAPA DO CONTROLO ORÇAMENTAL DA RECEITA ANO 2006 ENTIDADE CMVM - MUNICIPIO DE VIEIRA DO MINHO PÁG. 1 CLA SIFICAÇÃO ECONÓMICA PREVISÕES RECEITAS POR RECEITAS LIQUIDAÇÕES RECEITAS REEMBOLSOS/RESTITUIÇÕES

Leia mais

Perfil de Água Balnear fluvial do Agroal

Perfil de Água Balnear fluvial do Agroal Perfil de Água Balnear fluvial do Agroal Identificação da Água Balnear Nome da Água Balnear AGROAL Código da Água Balnear PTCD8N Ano de Identificação 2000 Categoria/Tipo Água balnear interior em rio/ Depósitos

Leia mais

N.º 4 Setembro/14 BOLETIM. Informação das Actividades da Junta de Freguesia

N.º 4 Setembro/14 BOLETIM. Informação das Actividades da Junta de Freguesia N.º 4 Setembro/14 BOLETIM Informação das Actividades da Junta de Freguesia Introdução A presente Informação aos membros da Assembleia de Freguesia de Abrunheira, Verride e Vila Nova da Barca, refere-se

Leia mais

III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo

III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo III.2. Do Plano de Acção à Subvenção Global: A contratualização com Associação de Municípios no âmbito do INAlentejo A contratualização com associações de municípios no âmbito dos Programas Operacionais,

Leia mais

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO Projecto final Projecto final Plano de Pormenor para a Unidade de Planeamento UP1de Santo Amador - Moura PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO Janeiro de 2010 1. INTRODUÇÃO De acordo com o prescrito

Leia mais

Guião Orientador sobre a metodologia de abordagem dos transportes nos PMOT

Guião Orientador sobre a metodologia de abordagem dos transportes nos PMOT Guião Orientador sobre a metodologia de abordagem dos transportes nos PMOT Luís Jorge Bruno Soares António Perez Babo Robert Stussi Maria Rosário Partidário Bruno Lamas brunosoares@brunosoaresarquitectos.pt

Leia mais

ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA CENTRO HISTÓRICO DE SINTRA PROGRAMA ESTRATÉGICO. Resumo Não Técnico

ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA CENTRO HISTÓRICO DE SINTRA PROGRAMA ESTRATÉGICO. Resumo Não Técnico ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA CENTRO HISTÓRICO DE SINTRA PROGRAMA ESTRATÉGICO Resumo Não Técnico GABINETE DE REABILITAÇÃO URBANA março de 2015 Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território

Leia mais

Memoria Descritiva DPQ ESTUDO PRELIMINAR CENTRO GÍMNICO. DRAFT21 URBANISMO & ARQUITECTURA Lda 25-03-2013

Memoria Descritiva DPQ ESTUDO PRELIMINAR CENTRO GÍMNICO. DRAFT21 URBANISMO & ARQUITECTURA Lda 25-03-2013 DPQ 25-03-2013 PLANO DE PORMENOR DO ESPAÇO DE REESTRUTURAÇÃO URBANÍSTICA DE CARCAVELOS-SUL DRAFT21 URBANISMO & ARQUITECTURA Lda Memoria Descritiva ESTUDO PRELIMINAR CENTRO GÍMNICO Índice 1 Introdução 2

Leia mais

DOCUMENTO ORIENTADOR 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE MEALHADA

DOCUMENTO ORIENTADOR 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE MEALHADA DOCUMENTO ORIENTADOR 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE MEALHADA [APROVADA EM ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE 10 DE ABRIL DE 2015 E PUBLICADA EM DIÁRIO DA REPÚBLICA ATRAVÉS DO AVISO N.º 4234/2015, DE 20

Leia mais

P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE PONTA DO SOL DO ANO 2009

P L A N O P L U R I A N U A L D E I N V E S T I M E N T O S DOTAÇÕES INICIAIS MUNICIPIO DE PONTA DO SOL DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 84.620,00 84.620,00 84.620,00 1.1. Serviços gerais de administração pública 29.620,00 29.620,00 29.620,00 1.1.1. Administracao geral 29.620,00 29.620,00 29.620,00 1.1.1. SO/0707

Leia mais

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo

A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento. Participativo Cecília Branco Programa Urbal Red 9 Projecto Orçamento Participativo Reunião de Diadema Fevereiro 2007 A Participação Voluntária No Planeamento, Execução E Controlo Social Do Orçamento Participativo Município

Leia mais

prestação de contas 2011

prestação de contas 2011 prestação de contas 2011 índice mapa de controlo orçamental da receita mapa de controlo orçamental da despesa 4 8 execução do plano plurianual de investimentos fluxos de caixa 12 17 resumo dos fluxos

Leia mais

Aviso. Procedimento de Formação de Contrato para Planeamento. Elaboração do Plano de Pormenor da Ranha_UOPG16

Aviso. Procedimento de Formação de Contrato para Planeamento. Elaboração do Plano de Pormenor da Ranha_UOPG16 Aviso Procedimento de Formação de Contrato para Planeamento Elaboração do Plano de Pormenor da Ranha_UOPG16 Rui Rio, Presidente da Câmara Municipal do Porto, torna público que a Câmara Municipal, na 32.ª

Leia mais

FICHA DE CANDIDATURA AO PROGRAMA 2

FICHA DE CANDIDATURA AO PROGRAMA 2 A p o i o à A c ç ã o D e s p o r t i v a n o C o n c e l h o d e C o r u c h e Designação: Programa de Apoio a Infra- Estruturas FICHA DE CANDIDATURA AO PROGRAMA 2 Tipologia das Acções No âmbito desta

Leia mais

SISTEMATIZAÇÃO DAS PROPOSTAS... 2

SISTEMATIZAÇÃO DAS PROPOSTAS... 2 ÍNDICE SISTEMATIZAÇÃO DAS PROPOSTAS... 2 PROGRAMA DE EXECUÇÃO... 8 PLANO DE FINANCIAMENTO... 10 1 SISTEMATIZAÇÃO DAS PROPOSTAS Interessa sistematizar as medidas previstas no âmbito da Proposta de Reordenamento

Leia mais

Fase 1 Agosto de 2007 RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO SELECTIVO. Universidade de Aveiro

Fase 1 Agosto de 2007 RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO SELECTIVO. Universidade de Aveiro Fase 1 Agosto de 2007 RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO SELECTIVO O relatório foi elaborado pela equipa da UA Celeste Coelho (coordenação) Fátima Alves Filomena Martins Teresa Fidélis Sandra Valente Cristina Ribeiro

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO AO MOVIMENTO ASSOCIATIVO A Câmara Municipal de Serpa no âmbito da sua politica para as áreas sócio-cultural e desportiva, considera o movimento associativo como parceiro

Leia mais

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO Volume II 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE PENAMACOR. JULHO de 2015

PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO Volume II 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE PENAMACOR. JULHO de 2015 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE PENAMACOR PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO Volume II JULHO de 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE PENAMACOR 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE PENAMACOR

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE COMODATO PRIMEIRO: DOMINGOS BRAGANÇA SALGADO, casado, natural da freguesia de Pinheiro, do concelho de Guimarães, com domicílio

MINUTA DE CONTRATO DE COMODATO PRIMEIRO: DOMINGOS BRAGANÇA SALGADO, casado, natural da freguesia de Pinheiro, do concelho de Guimarães, com domicílio MINUTA DE CONTRATO DE COMODATO PRIMEIRO: DOMINGOS BRAGANÇA SALGADO, casado, natural da freguesia de Pinheiro, do concelho de Guimarães, com domicílio profissional nos Paços do Concelho sito no Largo José

Leia mais

1.827.036,84 + IVA E APROVAÇÃO DE MINUTA DO CONTRATO...

1.827.036,84 + IVA E APROVAÇÃO DE MINUTA DO CONTRATO... PONTO 1 APROVAÇÃO DA ACTA DA REUNIÃO ANTERIOR.... PONTO 2 PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA ASSUNTOS DE INTERESSE CONCELHIO.... PONTO 3 - INFORMAÇÃO PRESTADA PELO CHEFE DE DIVISÃO DE OBRAS MUNICIPAIS ENG.º

Leia mais

1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA PROGRAMA DE EXECUÇÃO

1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA PROGRAMA DE EXECUÇÃO 1ª REVISÃO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL DE CONDEIXA-A-NOVA PROGRAMA DE EXECUÇÃO Outubro 2014 ÍNDICE 1. PRINCÍPIOS GENÉRICOS 4 2. OBJECTIVOS PROGRAMÁTICOS DE URBANIZAÇÃO 5 3. PROGRAMAÇÃO E FINANCIAMENTO

Leia mais

Município de Leiria Câmara Municipal

Município de Leiria Câmara Municipal Divisão Jurídica e Administrativa (DIJA) DELIBERAÇÃO DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE 24 DE NOVEMBRO DE 2015 Serviço responsável pela execução da deliberação Departamento de Planeamento de Gestão Urbanística

Leia mais

RESUMO NÃO TÉCNICO CÂMARA MUNICIPAL DE VAGOS PLANO DE PORMENOR PARQUE EMPRESARIAL DE SOZA PARCELA B ELEMENTOS PARA PERÍODO DE DISCUSSÃO PÚBLICA

RESUMO NÃO TÉCNICO CÂMARA MUNICIPAL DE VAGOS PLANO DE PORMENOR PARQUE EMPRESARIAL DE SOZA PARCELA B ELEMENTOS PARA PERÍODO DE DISCUSSÃO PÚBLICA ELEMENTOS PARA PERÍODO DE DISCUSSÃO PÚBLICA CÂMARA MUNICIPAL DE VAGOS PLANO DE PORMENOR PARQUE EMPRESARIAL DE SOZA PARCELA B VOLUME 3 RESUMO NÃO TÉCNICO (VERSÃO NOVEMBRO 2013) Este Relatório foi convertido

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE ALCABIDECHE. Índice. Actividades de Tempos Livres... 4. Colectividades... 7. Acção Social... 8. Salubridade e Cemitério...

JUNTA DE FREGUESIA DE ALCABIDECHE. Índice. Actividades de Tempos Livres... 4. Colectividades... 7. Acção Social... 8. Salubridade e Cemitério... 1 Índice Introdução... 2 Educação... 3 Actividades de Tempos Livres... 4 Cultura... 5 Desporto... 6 Colectividades... 7 Acção Social... 8 Salubridade e Cemitério... 10 Toponímia... 11 Obras... 12 Rede

Leia mais

LEI 31/2009, DE 3 DE JULHO, NA REDACÇÃO DA LEI 40/2015, DE 1 DE JUNHO

LEI 31/2009, DE 3 DE JULHO, NA REDACÇÃO DA LEI 40/2015, DE 1 DE JUNHO LEI 31/2009, DE 3 DE JULHO, NA REDACÇÃO DA LEI 40/2015, DE 1 DE JUNHO COORDENADOR DE PROJECTO, DIRECTOR DE OBRA E DIRECTOR DE FISCALIZAÇÃO DE OBRA, ELABORAÇÃO DE PROJECTOS DE ENGENHARIA ESPECIFÍCOS, E

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ESPINHO POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE ESPINHO

CÂMARA MUNICIPAL DE ESPINHO POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE ESPINHO CÂMARA MUNICIPAL DE ESPINHO POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE ESPINHO O significativo crescimento do trânsito em todo o Concelho justifica a necessidade premente de alargar a Postura a toda a sua área de

Leia mais

Homenagem aotrabalhador Madeirense

Homenagem aotrabalhador Madeirense 2013 Homenagem aotrabalhador Madeirense Local: Avenida Sá Carneiro Horas: 09h00 Descrição: Hino da Região, junto do Monumento ao Trabalhador Madeirense, pelo Coro Juvenil da Secretaria Regional da Educação

Leia mais

MUNICIPIO DE BRAGANÇA DO ANO 2009

MUNICIPIO DE BRAGANÇA DO ANO 2009 PÁGINA : 1 1. FUNÇÕES GERAIS 430.500,00 385.500,00 45.000,00 300.000,00 730.500,00 1.1. Serviços Gerais de 428.000,00 383.000,00 45.000,00 300.000,00 728.000,00 Administração Pública 1.1.1. Administração

Leia mais

Câmara Municipal de Barcelos

Câmara Municipal de Barcelos Câmara Municipal de Barcelos Reunião ordinária do executivo 17 de janeiro de 2014 Lista completa das deliberações 1. Atribuição de subsídio para refeição escolar, com efeitos retroativos à data do pedido

Leia mais

câmara municipal prestação de contas 2010

câmara municipal prestação de contas 2010 prestação de contas 2010 1 ÍNDICE Mapa de Controlo orçamental da receita ------------------------------------------------------- 2 Mapa de controlo orçamental da despesa -----------------------------------------------------

Leia mais

Expansão do Parque Empresarial de Lanheses

Expansão do Parque Empresarial de Lanheses Expansão do Parque Empresarial de Lanheses Estudo de Impacte Ambiental Volume III Relatório elaborado para: GestinViana Edifício de Apoio à Doca de Recreio 4900 Viana do Castelo IMA 12.05-03/26 FEVEREIRO

Leia mais

FREGUESIA DAS DOZE RIBEIRAS

FREGUESIA DAS DOZE RIBEIRAS FREGUESIA DAS DOZE RIBEIRAS MUNICÍPIO DE ANGRA DO HEROÍSMO FLUXOS DE CAIXA APROVAÇÃO PARA O ANO FINANCEIRO DE 2009 Datas das Deliberações Junta de Freguesia / / Assembleia de Freguesia / / Órgão Executivo

Leia mais

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS:

RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: RESUMO DAS OBRAS VISITADAS: Bairro da Laje, freguesia de Porto Salvo: - Parque Urbano Fase IV Os Arranjos Exteriores do Parque Urbano Fase IV do bairro da Laje, inserem-se num vasto plano de reconversão

Leia mais

Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo

Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo Agenda 21 Local de Figueiró dos Vinhos 3ª Sessão do Fórum Participativo 22 de Fevereiro de 2010 Índice Índice PARTE I SÍNTESE DO 2º FÓRUM PARTICIPATIVO (10 minutos) PARTE II SÍNTESE DA ESTRATÉGIA DA SUSTENTABILIDADE

Leia mais

TROÇO IC2 BATALHA SUL / PORTO (IC1) PLANO DE ACÇÃO RESUMO NÃO TÉCNICO

TROÇO IC2 BATALHA SUL / PORTO (IC1) PLANO DE ACÇÃO RESUMO NÃO TÉCNICO ESTRADAS DE PORTUGAL, S.A. TROÇO IC2 BATALHA SUL / PORTO (IC1) PLANO DE ACÇÃO RESUMO NÃO TÉCNICO Lisboa, Abril de 2015 Esta página foi deixada propositadamente em branco 2 ESTRADAS DE PORTUGAL, S.A. TROÇO

Leia mais

Eng.º José Pinto Leite

Eng.º José Pinto Leite Dia 27 de Maio Investimento e sustentabilidade Eng.º José Pinto Leite Programa Polis Congresso LIDER A 09 Sustentabilidade e o POLIS José Manuel Pinto Leite IST 27/05/2009 1 Sustentabilidade e o POLIS

Leia mais

EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2011. Até ao mês de Rectificação

EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS ANO CONTABILÍSTICO 2011. Até ao mês de Rectificação EXECUÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DE S ANO CONTABILÍSTICO 2011 Pagina : 1 1. FUNÇOES GERAIS 239.200,00 505.000,00 744.200,00 177.311,45 177.311,45 74.13 23.83 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE ADMINISTRAÇAO PUBLICA 232.200,00

Leia mais

3 de julho de 2013. Gabinete do Presidente Nota de Imprensa Nº 62. Reunião de Câmara - 03 de julho de 2013

3 de julho de 2013. Gabinete do Presidente Nota de Imprensa Nº 62. Reunião de Câmara - 03 de julho de 2013 3 de julho de 2013 Nota de Imprensa Nº 62 assunto(s) Reunião de Câmara - 03 de julho de 2013 Apresentamos por este meio, sobre as principais deliberações da Reunião do Executivo da Câmara Municipal de

Leia mais

A TRANSPORTAR... 40.275,19 98.800,00 81.800,00 18.000,00 18.000,00 18.000,00 193.075,19

A TRANSPORTAR... 40.275,19 98.800,00 81.800,00 18.000,00 18.000,00 18.000,00 193.075,19 PÁGINA : 1 DESPESAS D (PREVISÃO) 1. FUNÇOES GERAIS 132.059,77 470.000,00 470.000,00 157.250,00 107.500,00 62.700,00 929.509,77 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE 93.277,77 410.000,00 410.000,00 147.250,00 97.500,00

Leia mais

NÚMERO DESCRIÇÃO. 2 Planta das segundas muralhas de Setúbal, com data do Século XVIII;

NÚMERO DESCRIÇÃO. 2 Planta das segundas muralhas de Setúbal, com data do Século XVIII; ÍNDICE DE FIGURAS 1 Planta das primeiras muralhas de Setúbal, com data do Século XVI; Fonte: SOARES, J.; SILVA, C. T. Quintas de Setúbal: Valores Culturais, DEPA, Setúbal, 1985, p.6. 2 Planta das segundas

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA Governo Provincial da Huíla. INVEST HUÍLA 2015 Fórum de Negócios e Oportunidades de Investimento OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO

REPÚBLICA DE ANGOLA Governo Provincial da Huíla. INVEST HUÍLA 2015 Fórum de Negócios e Oportunidades de Investimento OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO REPÚBLICA DE ANGOLA Governo Provincial da Huíla INVEST HUÍLA 2015 Fórum de Negócios e s de Investimento OPORTUNIDADES SECTOR IMOBILIÁRIO Construção SECTOR IMOBILIÁRIO Construção ÍNDICE IH.IM017 Boulevard

Leia mais

Proposta de Regulamento de Apoio e Financiamento do Associativismo Desportivo

Proposta de Regulamento de Apoio e Financiamento do Associativismo Desportivo Proposta de Regulamento de Apoio e Financiamento do Associativismo Desportivo Dezembro 2007 Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito e objecto 1. O presente regulamento visa definir as normas e

Leia mais

Carta Educativa de Almeida. Câmara Municipal de Almeida

Carta Educativa de Almeida. Câmara Municipal de Almeida Carta Educativa de Almeida Câmara Municipal de Almeida Junho de 2007 FICHA TÉCNICA ENTIDADE PROMOTORA Associação de Municípios da Cova da Beira Gestor de Projecto: Carlos Santos ENTIDADE FORMADORA E CONSULTORA

Leia mais

Homenagem aotrabalhador Madeirense

Homenagem aotrabalhador Madeirense Homenagem aotrabalhador Madeirense Local: Avenida Sá Carneiro Horas: 09h00 Descrição: Hino da Região, junto do Monumento ao Trabalhador Madeirense, pelo Coro Juvenil da Secretaria Regional da Educação

Leia mais

Agenda 21 Local do Concelho de Redondo. Síntese do Diagnostico do Concelho

Agenda 21 Local do Concelho de Redondo. Síntese do Diagnostico do Concelho Agenda 21 Local do Concelho de Redondo Síntese do Diagnostico do Concelho Redondo 2004 INTRODUÇÃO O presente documento constituí uma Síntese do Diagnóstico do concelho, elaborado no âmbito da Agenda 21Local

Leia mais

Investir na Educação, Construir o Futuro. Filomena Pinheiro Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mealhada

Investir na Educação, Construir o Futuro. Filomena Pinheiro Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mealhada Investir na Educação, Construir o Futuro Filomena Pinheiro Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mealhada Caracterização do Concelho de Mealhada - Área: 111 Km 2 - População: 22 099 habitantes - Território

Leia mais

MODIFICAÇÕES AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS

MODIFICAÇÕES AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS MODIFICAÇÕES AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS Página : 1 1. FUNÇOES GERAIS 1.1. SERVIÇOS GERAIS DE ADMINISTRAÇAO PUBLICA 1.1.1. ADMINISTRAÇAO GERAL 1.1.1. 01 2002 I 1 AQUISIÇAO/REPARAÇAO DE OUTRO MATERIAL

Leia mais

ANEXO TURISMO SUSTENTÁVEL BASES PARA A DEFINIÇÃO DE UM PROGRAMA DE VER PLANTA CASAS E MONTES AGRÍCOLAS ESTRATÉGIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL -

ANEXO TURISMO SUSTENTÁVEL BASES PARA A DEFINIÇÃO DE UM PROGRAMA DE VER PLANTA CASAS E MONTES AGRÍCOLAS ESTRATÉGIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL - ANEXO BASES PARA A DEFINIÇÃO DE UM PROGRAMA DE TURISMO SUSTENTÁVEL VER PLANTA CASAS E MONTES AGRÍCOLAS ESTRATÉGIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL - ANEXO AO RELATÓRIO 3 ANEXO AO RELATÓRIO 3_ PROGRAMA DE EXECUÇÃO

Leia mais