EMENTA CONTÉUDO. 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EMENTA CONTÉUDO. 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DE FILOSOFIA DISCIPLINA: TÓPICOS DE EPISTEMOLOGIA: REFLEXÃO E ENTENDIMENTO HORÁRIO: SEGUNDA-FEIRA, DAS 14 ÀS 18h - CARGA-HORÁRIA: 68 h EMENTA Em geral, as investigações em Epistemologia têm se concentrado na discussão sobre a natureza e a possibilidade do conhecimento, entendido, quase sempre, de acordo com a definição clássica, como crença verdadeira justificada. Nesses termos, o conhecimento seria um estado ou disposição verdadeira (uma vez que não poderia existir um conhecimento baseado numa crença falsa) e justificada (uma vez que só deveria contar como conhecimento aquelas crenças verdadeiras que o sujeito tenha razões para acreditar ou que não foram adquiridas pela simples sorte). Nesse contexto, houve muita discussão em torno de argumentos céticos que apresentavam desafios às teorias epistemológicas. Um exemplo disso são os cenários céticos como, por exemplo, aqueles argumentos que colocavam o sujeito numa situação na qual ele está impedido de decidir se está ou não justificado a acreditar em alguma crença mesmo que seja verdadeira (e.g. o argumento do sonho, o argumento do gênio maligno, o argumento do cérebro numa cuba). Houve, porém, pouca atenção ao problema do valor do conhecimento: independente de ser possível ou não, o que tornaria o conhecimento algo mais valioso ou importante do que a simples crença? Em razão da grande influência de duas importantes teorias epistemológicas, o Confiabilismo [Reliabilism] e a Epistemologia da Virtude [Virtue Epistemology], o problema do valor epistêmico passou a ocupar a agenda do debate epistemológico. Com este curso, irei apresentar, de um lado, aquelas formulações que têm motivado a investigação sobre o valor epistêmico e, do outro, discutirei o fato de que as recentes discussões acerca do valor do conhecimento tem começado a explorar o argumento segundo o qual não é o conhecimento que tem um valor epistêmico especial, mas sim um outro estado epistêmico, a saber o entendimento. À luz do debate em torno do confiabilismo e das virtudes intelectuais, alguns epistemólogos passaram a demonstrar uma explícita insatisfação com o foco contemporâneo exclusivo na definição de conhecimento e no combate ao desafio cético. Muitos filósofos sustentam que a epistemologia deveria passar a se interessar pela noção de entendimento, argumentando que o entendimento teria mais valor do que conhecimento, uma vez que essa noção envolve aspectos como apresentação de razões que tornam um processo de produção de crenças mais confiável, um sentido de reflexividade e responsabilidade, uma ideia de compreensão do mundo e uma ideia de realização cognitiva. CONTÉUDO 1. Justificação Epistêmica 1.1 O debate externismo/internismo acerca da justificação epistêmica 1.2 Confiabilismo e justificação 2. Epistemologia confiabilista da virtude 2.1 Do Confiabilismo à Epistemologia da Virtude 2.2 Uma epistemologia de dois níveis : agência epistêmica e conhecimento reflexivo 2.3 Conhecimento, habilidade e realização 3. Entendimento e o Valor Epistêmico 3.1 Habilidade, realização e valor epistêmico 3.2 Do conhecimento ao entendimento 3.3 Entendimento, explicação e reflexão

2 AVALIAÇÃO O estudante deverá apresentar um seminário (peso 5,0) e um ensaio (peso 5,0) ao final do curso. REFERÊNCIAS (DE LEITURA OBRIGATÓRIA) I. JUSTIFICAÇÃO EPISTÊMICA (1) CHISHOLM, Roderick M. (1989). Epistemic Justification. In: Theory of Knowledge. Third edition. Englewood Cliffs, NJ : Prentice-Hall, pp II. O DEBATE EXTERNISMO/INTERNISMO ACERCA DA JUSTIFICAÇÃO EPISTÊMICA (2) GRECO, John (2005). Justification is not Internal. In: STEUP, Matthias & SOSA, Ernest (eds.). Contemporary Debates in Epistemology. Malden, MA; Oxford : Blackwell, pp (3) FELDMAN, Richard (2005). Justification is Internal. In: STEUP, Matthias & SOSA, Ernest (eds.). Contemporary Debates in Epistemology. Malden, MA; Oxford : Blackwell, pp III. DO CONFIABILISMO À EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE (4) SOSA, Ernest (1991). Reliabislism and Intellectual Virtue. In: Knowledge in Perspective: Selected Essays in Epistemology. Cambridge : Cambridge University Press, pp IV. CONFIABILISMO E O PROBLEMA DO VALOR (5) GOLDMAN, Alvin & OLSSON, Erik J. (2009). Reliabilism and the Value of Knowledge. In: HADDOCK, A., MILLAR, A. & PRITCHARD, D. (eds.) (2009). Epistemic Value. Oxford : Oxford University Press, pp V. UMA EPISTEMOLOGIA DE DOIS NÍVEIS, AGÊNCIA EPISTÊMICA E CONHECIMENTO REFLEXIVO (6) SOSA, Ernest (1997b). Reflective Knowledge in the Best Circles. In: Journal of Philosophy, vol. 94, n. 8, pp VI. HABILIDADE E REALIZAÇÃO (7) GRECO, John (2009). Knowledge and Success from Ability. In: Philosophical Studies, Vol. 142, pp (8) PRITCHARD, Duncan (2011). The Geneaology of the Concepto o Knowledge and Anti-luck Virtue Epistemology. In: TOLKSDORF, Stefan (ed.). Conceptions of Knowledge. Berlin, Boston : Gruyter, pp VII. DO CONHECIMENTO AO ENTENDIMENTO (1) (9) ZAGZEBSKI, Linda T. (2001). Recovering In: STEUP, Matthias (ed.). Knowledge, Truth, and Duty: Essays on Epistemic Justification, Responsibility, and Virtue. Oxford : Oxford University Press, pp

3 VIII. DO CONHECIMENTO AO ENTENDIMENTO (2) (10) ELGIN, Catherine (2006). From Knowledge to In: HETHERINGTON, Stephen (ed.) Epistemology Futures. New York: Oxford University Press, pp IX. DO CONHECIMENTO AO ENTENDIMENTO (3) (11) KVANVIG, Jonathan L. (2003). Knowledge and In: The Value of Knowledge and the Pursuit of Understanding. Cambridge : Cambridge University Press, X. DO CONHECIMENTO AO ENTENDIMENTO (4) (12) PRITCHARD, Duncan (2009). Knowledge, Understanding and Epistemic Value. In: O HEAR, Anthony (ed.). Epistemology. Royal Institute of Philosophy Supplement: 64. Cambridge : Cambridge University Press, pp XI. ENTENDIMENTO E REFLEXÃO (13) SILVA FILHO, Waldomiro (2014). Entendimento e Reflexão. REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES 1 [I] KVANVIG, Jonathan L. (2011). Epistemic Justification. In: In: BERNECKER, Sven & PRITCHARD, Duncan (eds.). The Routledge Companion to Epistemology. London, New York : Rotledge, pp [II] SARTWELL, Crispin (1992). Why Knowledge Is Merely True Belief. In: The Journal of Philosophy, Vol. 89, No. 4, pp [III] GRECO, John (1999). Agent Reliabilism. In: Philosophical Perspectives, n. 13, pp [IV] RIGGS, Wayne D. (2002). Reliability and the Value of Knowledge. In: Philosophy and Phenomenological Research, Vol. LXIV, No 1 (January), pp [IV]BROGAARD, Berit (2006). Can Virtue Reliabilism Explain the Value of Knowledge?. In: Canadian Journal of Philosophy, Vol. 36, N. 3, pp [V] SOSA, Ernest (1997a). How to Resolve the Pyrrhonian Problematic: A Lesson from Descartes. In: Philosophical Studies, n. 85, pp [VI] PRITCHARD, Duncan (2012). Anti-Luck Virtue Epistemology. In: Journal of Philosophy, Vol. 109, N. 3, pp [VI] TOLKSDORF, Stefan (2011). Knowledge, Abilities, and Epistemic Luck: What is Anti-luck Virtue Epistemology and What Can it Do?. In: TOLKSDORF, Stefan (ed.). Conceptions of Knowledge. Berlin, Boston : Gruyter, pp [VI] GRIMM, Stephen R. (2011). In: BERNECKER, Sven & PRITCHARD, Duncan (eds.). The Routledge Companion to Epistemology. London, New York : Rotledge, pp [VI] GRIMM, Stephen R. (2001). Ernest Sosa, Knowledge and In: Philosophical Studies, No. 106, pp O numerais romanos entre colchetes indicam o tema de que trata a referência.

4 [VIII] GRIMM, Stephen R. (2006). Is Understanding a Species of Knowledge? In: British Journal of Philosophy of Science, Vol. 57, pp [IX] KVANVIG, Jonathan L. (2009). The Value of In: HADDOCK, A., MILLAR, A. & PRITCHARD, D. (eds.). Epistemic Value. Oxford : Oxford University Press, pp [IX] ELGIN, Catherine (2009). Is Understanding Factive? HADDOCK, Adrian, MILLAR, Alan & PRITCHARD, Duncan (eds.) (2009). Epistemic Value. Oxford : Oxford University Press, pp [X] PRITCHARD, Duncan (2010). Knowledge and In: PRITCHARD, D., MILLAR, A. and HADDOCK, A. The Nature and Value of Knowledge: Three Investigations. Oxford : Oxford University Press, pp

5 CRONOGRAMA N. DATA TEMA REFERÊNCIA 01 17/03 Apresentação do programa 02 Justificação Epistêmica (1) CHISHOLM (1989). Epistemic Justification. 03 Externismo/internismo (2) GRECO (2005). Justification is not Internal (3) FELDMAN (2005). Justification is Internal 04 Do Confiabilismo à Epistemologia da Virtude (4) SOSA (1991). Reliabislism and Intellectual Virtue. 05 Confiabilismo e o problema do valor (5) GOLDMAN & OLSSON (2009). Reliabilism and the Value of Knowledge 06 Agência epistêmica e conhecimento reflexivo (6) SOSA (1997b). Reflective Knowledge in the Best Circles. 07 Habilidade e realização (7) GRECO (2009). Knowledge and Success from Ability (8) PRITCHARD, (2011). The Genealogy of the Concept of Knowledge and Anti- Luck Virtue Epistemology. 08 Do conhecimento ao entendimento (1) (9) ZAGZEBSKI (2001). Recovering 09 Do conhecimento ao entendimento (2) (10) ELGIN (2006). From Knowledge to 10 Do conhecimento ao entendimento (3) (11) KVANVIG, (2003). Knowledge and 11 Do conhecimento ao entendimento (4) (12) PRITCHARD (2009). Knowledge, Understanding and Epistemic Value. 12 Entendimento e reflexão (13) SILVA FILHO (2014). Entendimento e Reflexão. 13- Seminários Entrega das avaliações

CONHECIMENTO E VIRTUDE: COMENTÁRIO SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1

CONHECIMENTO E VIRTUDE: COMENTÁRIO SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1 1 CONHECIMENTO E VIRTUDE: COMENTÁRIO SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1 Waldomiro Silva Filho (UFBA, CNPq) SOSA, Ernest. Epistemologia da virtude: crença apta e conhecimento reflexivo, v. I. Trad.

Leia mais

O problema do mundo externo*

O problema do mundo externo* O problema do mundo externo* George Pappas Tradução: Jaimir Conte Um mundo externo, como os filósofos têm usado o termo, não é algum planeta distante externo à Terra. O mundo externo tampouco é, estritamente

Leia mais

Possibilidade relativa

Possibilidade relativa Page 1 of 7 criticanarede.com ISSN 1749-8457 30 de Setembro de 2003 Metafísica e lógica filosófica Possibilidade relativa Três concepções Desidério Murcho Segundo a concepção de Bob Hale (1997) e Ian McFetridge

Leia mais

Waldomiro Silva Filho, (UFBA) 2

Waldomiro Silva Filho, (UFBA) 2 RESENHA DOI: PESSOAS EPISTEMICAMENTE VIRTUOSAS: RESENHA SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1 Waldomiro Silva Filho, (UFBA) 2 waldojsf@ufba.br SOSA, ERNEST. EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE: CRENÇA APTA

Leia mais

RAFAEL RIBEIRO SILVA PROJETO DE PESQUISA Linha de Pesquisa: Metafísica e Epistemologia

RAFAEL RIBEIRO SILVA PROJETO DE PESQUISA Linha de Pesquisa: Metafísica e Epistemologia RAFAEL RIBEIRO SILVA PROJETO DE PESQUISA Linha de Pesquisa: Metafísica e Epistemologia Salvador 2010 RAFAEL RIBEIRO SILVA ASCE SÃO SEMÂ TICA E O PRI CÍPIO DO CO TEXTO A OBRA DE MICHAEL DUMMETT Salvador

Leia mais

PESSOAS EPISTEMICAMENTE VIRTUOSAS: SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1

PESSOAS EPISTEMICAMENTE VIRTUOSAS: SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1 PESSOAS EPISTEMICAMENTE VIRTUOSAS: SOBRE EPISTEMOLOGIA DA VIRTUDE DE E. SOSA 1 Waldomiro Silva Filho (UFBA, CNPq) SOSA, Ernest. Epistemologia da Virtude: Crença Apta e Conhecimento Reflexivo, vol I. Trad.

Leia mais

História e Sistemas da Psicologia

História e Sistemas da Psicologia 1 História e Sistemas da Psicologia 1. Resumo descritivo 1.1. Elementos básicos Curso Unidade Curricular Área Científica Ano / Semestre ECTS Horas de Contacto Professores responsáveis Docentes 1.2. Síntese

Leia mais

FALIBILISMO E A FALÁCIA DE CONTRAFACTUAIS EPISTÊMICOS SEGUNDO STEPHEN HETHERINGTON

FALIBILISMO E A FALÁCIA DE CONTRAFACTUAIS EPISTÊMICOS SEGUNDO STEPHEN HETHERINGTON 53 FALIBILISMO E A FALÁCIA DE CONTRAFACTUAIS EPISTÊMICOS SEGUNDO STEPHEN HETHERINGTON Fallibilism and the epistemic counterfactuals fallacy according to Stephen Hetherington Sérgio Luís Barroso de Carvalho

Leia mais

Contextualismo e anti-contextualismo

Contextualismo e anti-contextualismo Contextualismo e anti-contextualismo Referências: Cappelen, Herman, and Lepore, Ernie, Insensitive Semantics, Oxford, Blackwell, 2005. Kaplan, David, Demonstratives, in Almog, J., Perry, J., and Wettstein,

Leia mais

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA SPADA, Nina. Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Estrangeira: uma entrevista com Nina Spada. Revista Virtual de Estudos da Linguagem - ReVEL. Vol. 2, n. 2, 2004. Tradução de Gabriel de Ávila Othero.

Leia mais

VIRTUDE EPISTÊMICA E NORMATIVIDADE

VIRTUDE EPISTÊMICA E NORMATIVIDADE VIRTUDE EPISTÊMICA E NORMATIVIDADE Doraci Engel 1 O conceito de virtude epistêmica foi introduzido no debate contemporâneo da filosofia por Ernest Sosa, descrevendo a noção aristotélica de virtude intelectual,

Leia mais

FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1 FORMULÁRIO DE CRIAÇÃO DE DISCIPLINA CD-01 1 NOME DO PROGRAMA: PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS 2 Proposta de Criação de disciplina Exclusão de disciplina da grade curricular Mudança de denominação

Leia mais

WITTGENSTEIN E A NOÇÃO MINIMALISTA DA VERDADE 1. INTRODUÇÃO

WITTGENSTEIN E A NOÇÃO MINIMALISTA DA VERDADE 1. INTRODUÇÃO WITTGENSTEIN E A NOÇÃO MINIMALISTA DA VERDADE PEREIRA, Julio Henrique Carvalho ; DO CARMO, Juliano Santos Universidade Federal de Pelotas juliohenrique-pereira@hotmail.com Universidade Federal de Pelotas

Leia mais

1 Para informações mais detalhadas sobre os dados históricos aqui citados consultar Johnston... 2 Citar nosso texto da Memnon.

1 Para informações mais detalhadas sobre os dados históricos aqui citados consultar Johnston... 2 Citar nosso texto da Memnon. Análise Aplicada do Comportamento (ABA): Contribuições para a intervenção com Autismo. Cíntia Guilhardi (Gradual, USP) Claudia Romano (Gradual, PUC-SP) Leila Bagaiolo (Gradual, USP) Temos pelo menos duas

Leia mais

DEONTOLOGISMO EPISTÊMICO: UMA ABORDAGEM SUBJETIVISTA

DEONTOLOGISMO EPISTÊMICO: UMA ABORDAGEM SUBJETIVISTA 11 DEONTOLOGISMO EPISTÊMICO: UMA ABORDAGEM SUBJETIVISTA Felipe M. Müller SÍNTESE Das coisas que podem ser ditas sobre a noção de justificação epistêmica, a melhor delas é que ela é uma condição necessária

Leia mais

Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular:

Outros docentes e respectivas horas de contacto na unidade curricular: 3.3.1. Unidade curricular: Teoria do Conhecimento 3.3.2. Docente responsável e respectivas horas de contacto na unidade curricular (preencher o nome completo): Maria Adriana Sequeira da Silva Graça 30

Leia mais

ANEXO I ALUNO ESPECIAL Horário Disciplinas 2014/I

ANEXO I ALUNO ESPECIAL Horário Disciplinas 2014/I MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ANEXO I ALUNO ESPECIAL Horário Disciplinas 2014/I DIA CÓDICRED DISCIPLINA PROFESSORES SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA Prédio ICHS - Sala 15. Prédio ICHS - Sala

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA IV 1º semestre de 2018 Disciplina Optativa Destinada: alunos de filosofia e de outros departamentos Código: FLF0505 Pré-requisito: FLF0113 e FLF0114 Prof. Alberto Ribeiro G.

Leia mais

O suposto intelectualismo coerentista: diferenciando níveis de conhecimento para não retornar ao mito do dado

O suposto intelectualismo coerentista: diferenciando níveis de conhecimento para não retornar ao mito do dado O suposto intelectualismo coerentista: diferenciando níveis de conhecimento para não retornar ao mito do dado Jonatan W. Daniel 1 Introdução A rejeição ao que Sellars chamou mito do dado conduz à concepção

Leia mais

Estratégia Empresarial

Estratégia Empresarial Estratégia Empresarial Adquirir uma visão atualizada e integrada do sistema e contexto de direção estratégica da organização. Compreender o conteúdo da estratégia empresarial. Desenvolver competências

Leia mais

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE)

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) Identificação Disciplina: (CCP 945) Horário: quarta-feira (09:00 às 13:00 horas) Professor: Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE)

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL N 15/2010 UNEMAT DEPARTAMENTO DE LETRAS - CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CÁCERES-MT A UNIVERSIDADE DO

Leia mais

Disciplina: Tópicos em Linguística Aplicada: Metáfora, Metonímia e Blending na Língua e Cultura

Disciplina: Tópicos em Linguística Aplicada: Metáfora, Metonímia e Blending na Língua e Cultura Disciplina: Tópicos em Linguística Aplicada: Metáfora, Metonímia e Blending na Língua e Cultura Docente: Prof. Dr. Enrique Huelva Unternbäumen Semestre: 1/2015 Metáfora, metonímia e blending (integração

Leia mais

Sobre Conhecimento e Certeza

Sobre Conhecimento e Certeza Sobre Conhecimento e Certeza About Knowledge and Certainty Juliano Santos do Carmo 1 Resumo: O objetivo deste trabalho é mostrar alguns pressupostos envolvidos na noção de certeza e seu papel na epistemologia.

Leia mais

CRENÇAS DE GRADUANDOS DE INGLÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA SOBRE A PRÓPRIA PRONÚNCIA

CRENÇAS DE GRADUANDOS DE INGLÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA SOBRE A PRÓPRIA PRONÚNCIA CRENÇAS DE GRADUANDOS DE INGLÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA SOBRE A PRÓPRIA PRONÚNCIA Neide Cesar CRUZ Universidade Federal de Campina Grande Resumo: Este estudo de pequeno porte focaliza as crenças que graduandos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA DA UFBA DOUTORADO EM FILOSOFIA FELIPE ROCHA LIMA SANTOS CONHECIMENTO,

Leia mais

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica.

1. Ementa completa e atualizada: Unidade de Aprendizagem 2 Saúde Global e Política Externa Brasileira: Uma Perspectiva Histórica. Relatório Final da Coordenação da Unidade de Aprendizagem 2 Curso de Especialização em Saúde Global e Diplomacia da Saúde Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca Fiocruz 1. Ementa completa e atualizada:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Professor: Dra. Vanessa Borges de Almeida (borgesalmeida@unb.br)

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Professor: Dra. Vanessa Borges de Almeida (borgesalmeida@unb.br) UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS E TRADUÇÃO (LET) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA APLICADA FONE: (61) 3107-7618 - TELEFAX: (61) 3307-7619 E-mail:

Leia mais

Exemplo de Vê Epistemológico. O uso de analogias para gerar mudanças conceituais 1. Leonardo Sartori Porto

Exemplo de Vê Epistemológico. O uso de analogias para gerar mudanças conceituais 1. Leonardo Sartori Porto Exemplo de Vê Epistemológico O uso de analogias para gerar mudanças conceituais 1 Leonardo Sartori Porto Nosso projeto de pesquisa visa investigar se o uso de analogias no ensino de ciências pode facilitar

Leia mais

Quine e Davidson. Tradução radical, indeterminação, caridade, esquemas conceituais e os dogmas do empirismo

Quine e Davidson. Tradução radical, indeterminação, caridade, esquemas conceituais e os dogmas do empirismo Quine e Davidson Tradução radical, indeterminação, caridade, esquemas conceituais e os dogmas do empirismo Historiografia e Filosofia das Ciências e Matemática ENS003 Prof. Valter A. Bezerra PEHFCM UFABC

Leia mais

Modelos de Desenho Curricular

Modelos de Desenho Curricular Modelos de Desenho Curricular Introdução Quando se planificam aulas, parte-se, frequentemente, de uma concepção restrita de currículo que tende a preocupar-se apenas em definir o programa, isto é, em decidir

Leia mais

EPISTEMOLOGIA E CIÊNCIA EM MARKETING

EPISTEMOLOGIA E CIÊNCIA EM MARKETING EPISTEMOLOGIA E CIÊNCIA EM MARKETING Cassio Sclovsky Grinberg 1. Introdução: Diversas disciplinas enfrentam questões acerca do verdadeiro caráter científico por elas incorporado. Algumas disciplinas vem

Leia mais

Online Collaborative Learning Design

Online Collaborative Learning Design "Online Collaborative Learning Design" Course to be offered by Charlotte N. Lani Gunawardena, Ph.D. Regents Professor University of New Mexico, Albuquerque, New Mexico, USA July 7- August 14, 2014 Course

Leia mais

Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais

Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais PROCESSO DE AVALIAÇÃO EM CONTEXTOS INCLUSIVOS PT Avaliação para a Aprendizagem e Alunos com Necessidades Educativas Especiais O objectivo deste artigo é disponibilizar uma síntese das questões-chave que

Leia mais

Naturalismo epistemológico: qual é a disputa, afinal?

Naturalismo epistemológico: qual é a disputa, afinal? Naturalismo epistemológico: qual é a disputa, afinal? Doraci Engel É próprio das controvérsias filosóficas, que posições inicialmente antagônicas e bem demarcadas, sejam substituídas, no decorrer do debate,

Leia mais

CURRICULUM VITÆ. Licenciatura em Economia da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, concluída em Julho de 1996.

CURRICULUM VITÆ. Licenciatura em Economia da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, concluída em Julho de 1996. CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS Nome: Nascimento: Nacionalidade: Morada: Manuel Emílio Mota de Almeida Delgado Castelo Branco 30 de Dezembro de 1971, Porto (Portugal) Portuguesa Faculdade de Economia do

Leia mais

TEXTO PARA DISCUSSÃO N 328 REDES E POLARIZAÇÃO URBANA E FINANCEIRA: UMA EXPLORAÇÃO INICAL PARA O BRASIL

TEXTO PARA DISCUSSÃO N 328 REDES E POLARIZAÇÃO URBANA E FINANCEIRA: UMA EXPLORAÇÃO INICAL PARA O BRASIL TEXTO PARA DISCUSSÃO N 328 REDES E POLARIZAÇÃO URBANA E FINANCEIRA: UMA EXPLORAÇÃO INICAL PARA O BRASIL Marco Crocco Ricardo Machado Ruiz Anderson Cavalcante Março de 2008 Ficha catalográfica 333.73981

Leia mais

Como redigir artigos científicos SÉTIMA AULA 03/10/11. Resultados. Apresentando dados numéricos. Tabela ou gráfico

Como redigir artigos científicos SÉTIMA AULA 03/10/11. Resultados. Apresentando dados numéricos. Tabela ou gráfico Como redigir artigos científicos Antônio Augusto Moura da Silva SÉTIMA AULA e Conclusões Resumo e título Apresentando dados numéricos Só reportar resultados que respondam à sua questão Não há necessidade

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Propriedade Industrial

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Propriedade Industrial INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico / / Aprovação do Conselho Técnico-Científico / / Ficha de Unidade Curricular

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Ensino Técnico Habilitação Profissional: Profissional Nível

Leia mais

VIRTUDES EPISTÊMICAS NA EPISTEMOLOGIA DE ALVIN PLANTINGA

VIRTUDES EPISTÊMICAS NA EPISTEMOLOGIA DE ALVIN PLANTINGA VIRTUDES EPISTÊMICAS NA EPISTEMOLOGIA DE ALVIN PLANTINGA EPISTEMIC VIRTUES IN ALVIN PLANTINGA S EPISTEMOLOGY Felipe Mendes Sozzi Miguel 1 RESUMO: Este artigo investiga o papel que virtudes epistêmicas

Leia mais

Anaís Medeiros Passos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPOL UFRGS)

Anaís Medeiros Passos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPOL UFRGS) Anaís Medeiros Passos Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGPOL UFRGS) Liberalismo igualitário, libertarianismo, nacionalismo e cosmopolitismo:

Leia mais

O comportamento do comprador de automóveis novos

O comportamento do comprador de automóveis novos O comportamento do comprador de automóveis novos Fauze Najib Mattar Este artigo relata parte dos resultados obtidos numa pesquisa junto a 302 compradores de veículos novos. A pesquisa foi conduzida seguindo

Leia mais

APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DA GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DA GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS APLICAÇÃO DE FERRAMENTAS DA GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTE NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Herlander MATA-LIMA Professor Auxiliar, DME/UMa Web: http://dme.uma.pt/hlima ATENÇÃO Qualquer referência a este documento

Leia mais

O USO DE GEOTECNOLOGIA NA ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA ÁREA METROPOLITANA DE SÃO PAULO - BRASIL

O USO DE GEOTECNOLOGIA NA ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA ÁREA METROPOLITANA DE SÃO PAULO - BRASIL O USO DE GEOTECNOLOGIA NA ANÁLISE DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA ÁREA METROPOLITANA DE SÃO PAULO - BRASIL Profa. Dra. Magda Adelaide Lombardo Universidade Estadual Paulista / Universidade de São Paulo lombardo@rc.unesp.br

Leia mais

TERMODINÂMICA E TRANSFERÊNCIA DE CALOR

TERMODINÂMICA E TRANSFERÊNCIA DE CALOR TERMODINÂMICA E TRANSFERÊNCIA DE CALOR Período: 2015/2 PLANO DE ENSINO Professora Regente: Dra. Maria Laura Gomes Silva da Luz Código: 570065 Cursos: Créditos: 06 Ano: 2015 Engenharia Agrícola (5 o semestre

Leia mais

Coaching Report. Canto dos Diretores APRESENTANDO PARCEIROS FUNDADORES: OLEG GORODNITSKIY OONAGH HARPUR PETER KOVNER PAM MCLEAN LAWRENCE SCHECTER

Coaching Report. Canto dos Diretores APRESENTANDO PARCEIROS FUNDADORES: OLEG GORODNITSKIY OONAGH HARPUR PETER KOVNER PAM MCLEAN LAWRENCE SCHECTER Coaching Report Outubro de 2014 Canto dos Diretores Uma das oportunidades mais emocionantes que tive em mais de duas décadas de coaching de liderança surgiu quando me pediram que fosse coach de um grupo

Leia mais

Professor: Juan Avila. juan.avila@ufabc.edu.br. http://professor.ufabc.edu.br/~juan.avila

Professor: Juan Avila. juan.avila@ufabc.edu.br. http://professor.ufabc.edu.br/~juan.avila Professor: Juan Avila E-mail: juan.avila@ufabc.edu.br Site: http://professor.ufabc.edu.br/~juan.avila Bibliografia HIBBELER, R. C., Structural Analysis, Prentice Hall, 7th Edition, 2008. TIMOSHENKO, S.,

Leia mais

FORMANDO PEDAGOGOS PARA ENSINAR CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

FORMANDO PEDAGOGOS PARA ENSINAR CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL FORMANDO PEDAGOGOS PARA ENSINAR CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Erika Zimmermann 1 Universidade de Brasília Faculdade de Educação Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino Paula Cristina

Leia mais

Uma leitura crítica da teoria do Pós-desenvolvimento

Uma leitura crítica da teoria do Pós-desenvolvimento Uma leitura crítica da teoria do Pós-desenvolvimento Ana Fantasia (CEsA.UL)e Pedro Pereira Leite (CES.UC) Neste trabalho efetuamos uma leitura crítica do artigo Post-development as a concept and social

Leia mais

Programa de RN Modelo Holístico. Reabilitação Neuropsicológica. Um programa de dia. Centro de Reabilitação Profissional de Gaia 1/7

Programa de RN Modelo Holístico. Reabilitação Neuropsicológica. Um programa de dia. Centro de Reabilitação Profissional de Gaia 1/7 Reabilitação Neuropsicológica Um programa de dia 1/7 Este programa de reabilitação é dirigido a pessoas lesão cerebral adquirida, em idade activa e constitui-se como um programa de transição entre a reabilitação

Leia mais

Dias, Paulo (2004). Comunidades de aprendizagem e formação on-line. Nov@ Formação, Ano 3, nº3, pp.14-17

Dias, Paulo (2004). Comunidades de aprendizagem e formação on-line. Nov@ Formação, Ano 3, nº3, pp.14-17 Comunidades de aprendizagem e formação on-line Paulo Dias Universidade do Minho pdias@iep.uminho.pt Introdução Comunicar e aprender em rede constituem dois aspectos de uma das mais profundas mudanças em

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão de Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística Qualificação:

Leia mais

CRENÇAS E EXPERIENCIAS DOS ALUNOS DE LINGUA INGLESA DO IFMG

CRENÇAS E EXPERIENCIAS DOS ALUNOS DE LINGUA INGLESA DO IFMG CRENÇAS E EXPERIENCIAS DOS ALUNOS DE LINGUA INGLESA DO IFMG OLIVEIRA, Shirlene Bemfica de Oliveira 1 CARMO, Kamila Oliveira do 2 LEITE, Gabriela Maria Ferreira Leite 3 OLIVEIRA, Tatiane Morandi de 4 ROSSI,

Leia mais

Linguagem: produtividade e sistematicidade

Linguagem: produtividade e sistematicidade Linguagem: produtividade e sistematicidade Referências: Chomsky, Noam, Syntactic Structures, The Hague, Mouton, 1957. Chomsky, Noam, Aspects of the Theory of Syntax, Cambridge (Mas.), The MIT Press, 1965.

Leia mais

Palavras-chave: Ensino de Biologia, Contextualização, História e Filosofia da Ciência, Ensino.

Palavras-chave: Ensino de Biologia, Contextualização, História e Filosofia da Ciência, Ensino. AS DIFICULDADES DA CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA NO ENSINO DE BIOLOGIA Vânia Darlene Rampazzo Bachega Oliveira (Professora do Ensino Médio Público do Estado do Paraná - Londrina) Marcos Rodrigues da Silva

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO ESCOLA DE COMUNICAÇÃO Nome da Disciplina: Projeto Experimental I Código: ECA 484 Créditos: 4 (quatro) Cursos para os quais é oferecida: Publicidade e Propaganda Carga Horária por Período: 60h Período,

Leia mais

Metáfora. Companion to the Philosophy of Language, Oxford, Blackwell, 1998, pp

Metáfora. Companion to the Philosophy of Language, Oxford, Blackwell, 1998, pp Metáfora Referências: Aristóteles, Retórica, Lisboa, INCM, 2005. Black, Max, More about metaphor, in Ortony, Andrew (ed.), Metaphor and Thought (2 nd ed.), Cambridge, Cambridge University Press, 1993,

Leia mais

HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE

HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE Prof. Pablo Antonio Lago Hegel é um dos filósofos mais difíceis de estudar, sendo conhecido pela complexidade de seu pensamento

Leia mais

AGENDA DA PROFESSORA PROGRAMA PRELIMINAR

AGENDA DA PROFESSORA PROGRAMA PRELIMINAR LINHA DE PESQUISA: CURSO...: DISCIPLINA...: TÍTULO...: PROFESSOR...: TESTUDOS DE ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES CMCD-AE BUSINESS ETHICS: PRINCÍPIOS E CASOS BUSINESS ETHICS: PRINCÍPIOS E CASOS MARIA CECILIA COUTINHO

Leia mais

A brincadeira e o desenvolvimento da alfabetização precoce. Comentários sobre o artigo de Christie e Roskos

A brincadeira e o desenvolvimento da alfabetização precoce. Comentários sobre o artigo de Christie e Roskos A brincadeira e o desenvolvimento da alfabetização precoce. Comentários sobre o artigo de Christie e Roskos Tema Brincar JAMES E. JOHNSON, PhD Pennsylvania State University, EUA (Publicado on-line, em

Leia mais

Oposições Aspectuais em Português Língua Segunda

Oposições Aspectuais em Português Língua Segunda 1º Encontro de Pós-Graduação em Linguística Oposições Aspectuais em Português Língua Segunda O caso dos falantes de Russo em contexto de imersão Catarina Pereira da Silva Tema reconhecimento de oposições

Leia mais

UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ATRIBUTOS DE SUSTENTABILIDADE DA ÁREA DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGA NA BASE DE DADOS WEB OF SCIENCE

UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ATRIBUTOS DE SUSTENTABILIDADE DA ÁREA DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGA NA BASE DE DADOS WEB OF SCIENCE UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DOS ATRIBUTOS DE SUSTENTABILIDADE DA ÁREA DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGA NA BASE DE DADOS WEB OF SCIENCE Samantha Avance Pereira Ramos Patricia Alcantara Cardoso UMA

Leia mais

CURRICULUM VITÆ. June 2007 Present: Assistant Professor, Faculdade de Economia da Universidade do Porto.

CURRICULUM VITÆ. June 2007 Present: Assistant Professor, Faculdade de Economia da Universidade do Porto. CURRICULUM VITÆ PERSONAL DATA Full name: Birth: Nationality: Address: Manuel Emílio Mota de Almeida Delgado Castelo Branco 30 December 1971, Porto (Portugal) Portuguese Faculdade de Economia da Universidade

Leia mais

TRABALHO LABORATORIAL NO ENSINO DAS CIÊNCIAS: UM ESTUDO SOBRE AS PRÁTICAS DE FUTUROS PROFESSORES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA

TRABALHO LABORATORIAL NO ENSINO DAS CIÊNCIAS: UM ESTUDO SOBRE AS PRÁTICAS DE FUTUROS PROFESSORES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA TRABALHO LABORATORIAL NO ENSINO DAS CIÊNCIAS: UM ESTUDO SOBRE AS PRÁTICAS DE FUTUROS PROFESSORES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA DOURADO, LUÍS Instituto de Educação e Psicologia, Universidade do Minho. Palavras

Leia mais

O ETERNO DESAFIO DO CONHECIMENTO *

O ETERNO DESAFIO DO CONHECIMENTO * Philo Artigo Pensar-Revista Eletrônica da FAJE v.4 n.2 (2013): 206-226 O ETERNO DESAFIO DO CONHECIMENTO * The Eternal Challenge of Knowledge Davi Mendes Caixeta ** Resumo O desejo pelo conhecimento faz

Leia mais

O D ES E A S FI F O I O D EN E TR T O O D A

O D ES E A S FI F O I O D EN E TR T O O D A O DESAFIO DENTRO DA SALA DE AULA Cenário Atual Pesquisa realizada com executivos da América Latina : Principais carências na formação: a) Dificuldade para se expressar; b) Dificuldade em pensar de forma

Leia mais

Versão pdf da entrada. Ceticismo URI: da edição de 2013 do. 2012-2015 FCT Project PTDC/FIL-FIL/121209/2010

Versão pdf da entrada. Ceticismo URI: da edição de 2013 do. 2012-2015 FCT Project PTDC/FIL-FIL/121209/2010 Versão pdf da entrada CetiCismo URI: da edição de 2013 do Compêndio em Linha de problemas de filosofia analítica 2012-2015 FCT Project PTDC/FIL-FIL/121209/2010 Editado por João Branquinho e Ricardo Santos

Leia mais

Palavras-Chave: Contextualismo. Paradoxo do Prefácio. Paradoxo Cético.

Palavras-Chave: Contextualismo. Paradoxo do Prefácio. Paradoxo Cético. CONTEXTUALISMO, PARADOXO CÉTICO E PARADOXO DO PREFÁCIO Tiegue Vieira Rodrigues 1 RESUMO: Embora controversa, o contextualismo epistêmico alega oferecer a melhor explicação para alguns fenômenos analisados

Leia mais

ASPECTOS COGNITIVOS DA TOMADA DE DECISÃO NO MERCADO DE SMARTHPHONES RAFAEL MELLO OLIVEIRA 1 RAFAEL ALFONSO BRINKHUES 2 ANTONIO CARLOS GASTAUD MAÇADA 3

ASPECTOS COGNITIVOS DA TOMADA DE DECISÃO NO MERCADO DE SMARTHPHONES RAFAEL MELLO OLIVEIRA 1 RAFAEL ALFONSO BRINKHUES 2 ANTONIO CARLOS GASTAUD MAÇADA 3 ASPECTOS COGNITIVOS DA TOMADA DE DECISÃO NO MERCADO DE SMARTHPHONES RAFAEL MELLO OLIVEIRA 1 RAFAEL ALFONSO BRINKHUES 2 ANTONIO CARLOS GASTAUD MAÇADA 3 Tema: Estratégia RESUMO: Conhecer os aspectos cognitivos

Leia mais

Ecoinovação e Gestão do Conhecimento: Como estas práticas estão relacionadas?

Ecoinovação e Gestão do Conhecimento: Como estas práticas estão relacionadas? Ecoinovação e Gestão do Conhecimento: Como estas práticas estão relacionadas? Ligia Maria Moura Madeira Thais Elaine Vick Marcelo Seido Nagano EESC/USP Contexto As empresas vêm adotando estratégias e práticas

Leia mais

Kant Uma Filosofia de Educação Atual?

Kant Uma Filosofia de Educação Atual? juliana_bel@hotmail.com O presente trabalho retoma as principais ideias sobre a pedagogia do filósofo Immanuel Kant dentro de sua Filosofia da Educação, através dos olhos de Robert B. Louden, professor

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FILOSOFIA GERAL 2º Semestre de 2017 Disciplina Obrigatória Destinada: alunos do curso de Filosofia Código: FLF0114 Sem pré-requisito Prof. Alex de Campos Moura Prof. Caetano Ernesto Plastino Prof. Evan

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003034A - Língua Inglesa III

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina 0003034A - Língua Inglesa III Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003034A - Língua Inglesa III Docente(s) Marcelo Concário Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

Filosofia, investigação e ensino na universidade

Filosofia, investigação e ensino na universidade Filosofia, investigação e ensino na universidade Desidério Murcho King s College London desiderio.murcho@kcl.ac.uk I Congresso Internacional sobre Filosofia na Universidade VI Simpósio Sul Brasileiro sobre

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA III 1º semestre de 2013 Disciplina Optativa Destinada: alunos de filosofia e de outros departamentos Código: FLF0463 Pré-requisito: FLF0113 e FLF0114 Prof. Alberto Ribeiro G.

Leia mais

VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ADQUIRIDO E DESENVOLVIDO NO RAMO DE CONFECÇÕES EM JARAGUÁ

VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ADQUIRIDO E DESENVOLVIDO NO RAMO DE CONFECÇÕES EM JARAGUÁ VALORIZAÇÃO DO CONHECIMENTO ADQUIRIDO E DESENVOLVIDO NO RAMO DE CONFECÇÕES EM JARAGUÁ Verônica Cordeiro Rocha Agente Local de Inovação atuante na região do interior da cidade de Jaraguá e Ceres do Programa

Leia mais

Título: Teoria do conhecimento histórico: Explicação, Compreensão e Narração

Título: Teoria do conhecimento histórico: Explicação, Compreensão e Narração Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de História Disciplina: FLH0401 Teoria da História II Profa. Dra. Sara Albieri Título: Teoria do conhecimento histórico: Explicação, Compreensão

Leia mais

29 - A obsessão de John Hunter

29 - A obsessão de John Hunter 29 - A obsessão de John Hunter Joffre Marcondes de Rezende SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros REZENDE, JM. À sombra do plátano: crônicas de história da medicina [online]. São Paulo: Editora Unifesp,

Leia mais

A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMO REFERÊNCIA PARA A GESTÃO DA EAD

A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMO REFERÊNCIA PARA A GESTÃO DA EAD 1 A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMO REFERÊNCIA PARA A GESTÃO DA EAD São Luís MA Maio/2012 Categoria: C Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro: D / Meso: H / Micro: M Natureza:

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA CASOS PARA O ENSINO EM ADMINISTRAÇÃO

PLANO DE DISCIPLINA CASOS PARA O ENSINO EM ADMINISTRAÇÃO Universidade Federal da Paraíba UFPB Centro de Ciências Sociais Aplicadas - CCSA Programa de Pós-graduação em Administração PPGA Professores: Anielson Barbosa da Silva Contatos: anielson@uol.com.br Créditos/Nº

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Vendas FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco Graduação em Engenharia da Computação Centro de Informática 2015.2 Verificação do impacto da ação do professor nas PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno David Benko

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e comunicação CURSO: TÉCNICO EM MANUTENÇÃO E SUPORTE EM INFORMÁTICA FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais

Estimativa & Planejamento de Projeto de Software.

Estimativa & Planejamento de Projeto de Software. Estimativa & Planejamento de. Capítulo I Sobre a Disciplina de Estimativas & Planejamento de Prof. M. Sc. Índice dos Capítulos. 2 1 Sobre a disciplina estimativas e planejamento de projetos. 2 Conceitos

Leia mais

Gestão Estratégica de Custos sob a ótica da Teoria Ator-rede

Gestão Estratégica de Custos sob a ótica da Teoria Ator-rede Discussões Metodológicas Tese de Doutorado Qualificada Gestão Estratégica de Custos sob a ótica da Teoria Ator-rede Simone Alves da Costa Orientador: Welington Rocha 1 Contextualização A Gestão Estratégica

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO. (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO. (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA DIREITO INTERNACIONAL ECONÓMICO (Programa e bibliografia geral seleccionada) 5º Ano Ano Lectivo 2002/2003 Coordenador Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira Regente

Leia mais

Etnografia é, ao mesmo tempo, ciência e arte. Frameworks Analíticos (Analytical Frameworks) Cognição Distribuída (Distributed Cognition ou DCog)

Etnografia é, ao mesmo tempo, ciência e arte. Frameworks Analíticos (Analytical Frameworks) Cognição Distribuída (Distributed Cognition ou DCog) Etnografia é, ao mesmo tempo, ciência e arte. Frameworks Analíticos (Analytical Frameworks) Ciência nos métodos analíticos durante a análise dos dados, na constante comparação, no rigor das provas, etc;

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência

Leia mais

Palavras-Chave: Fusão e Aquisição, Comportamento do Consumidor, Produto, Satisfação, Lealdade.

Palavras-Chave: Fusão e Aquisição, Comportamento do Consumidor, Produto, Satisfação, Lealdade. Nome do Aluno: Clara Montagnoli Neves Nome do Orientador: Carla Ramos Tema: Estudo do impacto no comportamento do consumidor resultante de fusão ou aquisição de empresas. Palavras-Chave: Fusão e Aquisição,

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR. R$ 54 bilhões VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS

PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR. R$ 54 bilhões VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS Os dados mostram uma estrutura agrária ainda concentrada no país: os estabelecimentos não familiares, apesar de representarem 15,6% do total dos estabelecimentos, ocupavam 75,7% da área ocupada. A área

Leia mais

IMPLICAÇÕES DO ESTUDO DAS INTERACÇÕES VERBAIS PARA O ESTUDO DA LINGUAGEM E DA COMUNICAÇÃO. Adriano Duarte Rodrigues

IMPLICAÇÕES DO ESTUDO DAS INTERACÇÕES VERBAIS PARA O ESTUDO DA LINGUAGEM E DA COMUNICAÇÃO. Adriano Duarte Rodrigues IMPLICAÇÕES DO ESTUDO DAS INTERACÇÕES VERBAIS PARA O ESTUDO DA LINGUAGEM E DA COMUNICAÇÃO Adriano Duarte Rodrigues Nesta última sessão do nosso curso, vou tentar esboçar algumas das mais importantes implicações

Leia mais

3) A primeira crítica importante: a visão de Michels

3) A primeira crítica importante: a visão de Michels Curso: Mestrado e Doutorado em Administração Pública e Governo Disciplina: O Conceito de Burocracia: Teorias e História Professor: Fernando Luiz Abrucio 2º de 2015 Ementa O objetivo da disciplina é discutir

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EMENTA E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. EMENTA (Síntese do Conteúdo)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EMENTA E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. EMENTA (Síntese do Conteúdo) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EMENTA E CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Código: EASD023 Pág/Pág: 01/05 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE A DISTÂNCIA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Gestão e Negócios Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Extensão Arlindo Bittencourt Código: 091.2 Município: São Carlos-SP Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação

Leia mais

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências

Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Avaliação em filosofia: conteúdos e competências Desidério Murcho Universidade Federal de Ouro Preto desiderio@ifac.ufop.br 1 Immanuel Kant O jovem que completou a sua instrução escolar habituou- se a

Leia mais

IV ENEBIO e II EREBIO da Regional 4 Goiânia, 18 a 21 de setembro de 2012

IV ENEBIO e II EREBIO da Regional 4 Goiânia, 18 a 21 de setembro de 2012 CONCEPÇÕES DE GRADUANDOS DE CURSOS DE LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS SOBRE CIÊNCIA, MÉTODO CIENTÍFICO E ENSINO DE CIÊNCIAS. Leonardo Henrique Montalvão (Programa FaunaCO Licenciando em Ciências

Leia mais

IACR ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O REALISMO CRÍTICO XII CONFERÊNCIA INTERNACIONAL da IACR Texto de Priscila Silva Araújo.

IACR ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O REALISMO CRÍTICO XII CONFERÊNCIA INTERNACIONAL da IACR Texto de Priscila Silva Araújo. IACR ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O REALISMO CRÍTICO XII CONFERÊNCIA INTERNACIONAL da IACR Texto de Priscila Silva Araújo. Rorty e o realismo como instrumento da emancipação humana Alguns filósofos 1

Leia mais