UNIDADE 1 ESTÁTICA PATRIMONIAL Aula 01 Introdução - A linguagem da contabilidade

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIDADE 1 ESTÁTICA PATRIMONIAL Aula 01 Introdução - A linguagem da contabilidade"

Transcrição

1 UNIDADE 1 ESTÁTICA PATRIMONIAL Aula 01 Introdução - A linguagem da contabilidade Professora M. Sc. Crísley do Carmo Dalto Graduação em Ciências Contábeis (UFES) Especialista em Contabilidade Gerencial (UFES) Mestre em Ciências Contábeis- Contabilidade Gerencial (FUCAPE)

2 Qual a importância da Contabilidade na gestão das empresas? Qual a linguagem da contabilidade? Qual é o cenário atual da contabilidade? Qual o papel do contador hoje? Qual o objeto, objetivos e finalidades da Contabilidade? Quais as técnicas contábeis utilizadas? Quais são os usuários da informação contábil?

3 Origem da Contabilidade- Breve Histórico Pré-história: utilizava-se de pedrinhas para contabilizar o rebanho. O pastor colocava uma pedrinha para identificar cada ovelha. Quando faltava alguma, ele voltava para procurar. De maneira empírica, então, o homem passou a registrar através de pinturas e marcas nas paredes e tetos da caverna, utilização de ossos e pedras para controlar o acúmulo de suas posses.

4 Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa? Lucas (14:28-29) Logo, a partir do momento em que o homem tornouse proprietário de alguma coisa, já utilizou um sistema de controle de seu patrimônio. Dia-a-dia: Quando planejamos comprar algumas coisa, fazer um curso... Precisamos calcular nossos gastos mensais, ou seja: ESTAMOS RECORRENDO À CONTABILIDADE!!! Necessidade de utilização de registros para identificar os bens, os direitos, as dívidas!!! A riqueza líquida!

5 Exercício 1 Luís da Silva, pessoa física, possui hoje um carro no valor de $7.000,00; uma poupança de $1.200; uma casa no valor de $22.000,00; e nenhuma dívida. George Washington, pessoa física, seu amigo, também hoje tem um carro no valor de $35.000; um apartamento no valor de $75.000; nenhum dinheiro na poupança, um cheque especial negativo no valor de $12.000; dívida de $ com o carro e outra dívida no valor do financiamento do imóvel no valor de $ Calcule a riqueza líquida que ambos possuem! Aponte os aspectos qualitativos e quantitativos!

6 O Cenário Contábil atual A competitividade empresarial é um assunto comum nos dias atuais. De maneira geral, existe uma preocupação intensa por parte das empresas na permanência ou na inserção nesse mercado competitivo. Toda a empresa precisa de informações para o seu bom gerenciamento. Garantir a sobrevivência em mercados cada vez mais competitivos, a empresa deve perseguir e alcançar níveis de qualidade, eficiência e produtividade, eliminando desperdícios e reduzindo custos. Para tanto, torna-se indispensável que a contabilidade disponibilize aos gestores uma série de informações precisas, tempestivas e atualizadas que possa apoiar eficazmente o processo decisório. (MARTINS, 2001).

7 A Contabilidade na Linguagem dos Negócios A Contabilidade é a linguagem dos negócios porque é a forma normalizada de tratar e apresentar a informação financeira das empresas. Permite por isso a comparabilidade do património e do desempenho entre empresas. A Contabilidade, sob a ótica gerencial passa a ter um papel fundamental pois, ajudam os administradores para que eles possam optar pela melhor maneira de controlar, economizar, investir e planejar, obtendo assim informações mais detalhadas. Processo de identificar, mensurar, acumular, analisar, preparar, interpretar e comunicar informações que auxiliem os gestores a atingir objetivos organizacionais (HORNGREN, SUDEM e STRATTON, 2004).

8 Logo, o que torna a contabilidade importante nas organizações? Mensuração econômica das transações Relatórios estruturados Consistência nas informações Sistematização de avaliação das operações do sistema da empresa.

9 DECISÕES sobre PRODUÇÃO DECISÕES sobre MARKETING DECISÕES sobre INVESTIMENTOS DECISÕES sobre FINANCIAMENTOS DECISÕES sobre CUSTOS

10 Conceito, Contabilidade como Ciência. Contabilidade é uma ciência que possibilita, por meio de suas técnicas, o controle permanente do Patrimônio das empresas (RIBEIRO, 2005). A Contabilidade refere-se ao processo de representar uma realidade econômica e comunicá-la aos usuários da informação (SILVA e TRISTÃO, 2005). A Contabilidade é objetivamente, um sistema de informação e avaliação destinado a prover seus usuários com demonstrações e análises de natureza econômica, financeira, física e de produtividade, com relação à entidade objetivo de contabilização (ILDÍCIBUS, MARTINS e GLEBCKE, 2003); (ILDÍCIBUS, 2010)

11 A contabilidade, na sua condição de ciência social, cujo objeto é o patrimônio, busca, por meio de apreensão, da quantificação, da classificação, do registro, da eventual sumarização, da demonstração, da análise e relato das mutações sofridas pelo Patrimônio da Entidade particularizada, a geração de informações quantitativas e qualitativas sobre ela, expressas tanto em termos físicos quanto monetários (CFC, RESOLUÇÃO 785, de 28/07/1995).

12 COLETA DE DADOS ECONÔMICOS MENSURAÇÃO MONETÁRIA E CODIFICAÇÃO (REGISTRO) TRANSMISSÃO COMUNICAÇÃO (RELATÓRIOS) INTERPRETAÇÃO TOMADA DE DECISÃO

13 As informações geradas pela contabilidade devem propiciar aos seus usuários base segura às suas decisões, pela compreensão do estado em que se encontram a Entidade, seu desempenho, sua evolução, riscos e oportunidades que oferece (CFC, RESOLUÇÃO 785, de 28/07/1995). A informação contábil se expressa por diferentes meios como demonstrações contábeis, escrituração ou registros permanentes e sistemáticos, documentos, livros, planilhas, listagens, notas explicativas, mapas, pareceres, laudos, diagnósticos, descrições críticas ou quaisquer outros utilizados no exercício profissional ou previstos em legislação (CFC, RESOLUÇÃO 785, de 28/07/1995)

14 Objeto da Contabilidade; Finalidade; Usuários da Informção Contábil e seus interesses. OBJETO: PATRIMÔNIO DAS ENTIDADES FINALIDADE: Controlar o patrimônio e suas variações. Finalidade de planejamento Finalidade de controle Finalidade de auxílio no processo decisório FUNÇÃO: Função Administrativa e Função Econômica Função Administrativa : controlar o Patrimônio nos aspectos qualitativos e quantitativos. Função Econômica: Apurar o resultado OBJETIVO: Permitir a cada grupo principal de usuários a avaliação da situação econômica e financeira da entidade, em um determinado momento (estático) e fazer análises para tendências futuras. Prover os usuários com o máximo de informações sobre o patrimônio e suas variações.

15 PROCESSAMENTO DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL Relatórios internos (auditoria, planejamento e controle) e externos (obrigação societária)

16 Investidores/ acionistas/ futuros investidores: situação econômico- financeira da empresa, capacidade de geração de lucros. Fornecedores de bens e serviços de crédito: capacidade de pagamento da empresa pagadora. Bancos: capacidade de pagamento para aprovar empréstimos. Governo (fisco): arrecadação, dados estatísticos (dimensionamento da economia) Sindicatos: produtividade x reajuste salarial Outros interessados: concorrentes, clientes, funcionários, administradores.

17 Relatórios gerenciais Relatórios internos: relatórios internos para uso no planejamento e controle das atividades de rotina; relatórios internos para serem usados no planejamento estratégico, ou seja, na tomada de decisões e na formulação de políticas globais e de planos de longos prazo.

18 Demonstrações Financeiras Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA) Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) Demonstrações de Fluxo de Caixa (DFC) Demonstração das Mutações do Patrimônio Liquido (DMPL) Demonstração do Valor Adicionado (DVA)

19 Técnicas Contábeis: Escrituração Contábil: registra os fatos contábeis nos livros. Demonstrações Contábeis ou Financeiras: Elaboradas ao final do exercício social. Representam a situação patrimonial e financeira da empresa. Auditoria: Revisão dos registros contábeis, realizadas por auditores contábeis Análise das Demonstrações Contábeis: avalia a situação patrimonial, econômica e financeira dos elementos patrimoniais. Perícia: Mostra a veracidade dos fatos de forma imparcial e merecedora de fé, tornando-se meios de prova para o juiz de direito resolver as questões propostas

20 Metodologia Contábil Documentos AUDITORIA Escrituração Balancete Demonstrações Financeiras Análise de Balanços

21 Exercício Social Período de tempo correspondente ao conjunto de operações realizadas pela companhia e seus efeitos patrimoniais, em que, ao seu final, a entidade elaborará os relatórios contábeis. Poderá coincidir ou não com o ano civil. Tem duração de 01 (um) ano. Data do término fixada em estatuto. Podem ser elaborados demonstrativos mensais, trimestrais ou semestrais para atender a legislação fiscal ou aos acionistas.

22 Áreas ou ramos da Contabilidade; Campo de aplicação da contabilidade Áreas ou ramos da Contabilidade: Contabilidade Geral, Contabilidade de Custos, Contabilidade bancária, Contabilidade Pública, Contabilidade de Seguros, Contabilidade Agropecuária, Contabilidade Imobiliária, Análise das Demonstrações Contábeis, Auditoria (interna e externa e independente), Perícia Contábil, Controladoria. Campo de aplicação da Contabilidade : São as aziendas!! Aziendas= Patrimônio + gestão

23 Titular do patrimônio Pessoa Física: pessoa natural, é todo ser humano, é todo indivíduo sem qualquer exceção. A existência da pessoa física termina com a morte. Pessoa Jurídica: É a união de indivíduos, que através de um contrato reconhecido por Lei, formam uma nova pessoa, com personalidade distinta de seus membros. Pode ter fins lucrativos ( indústrias, comércios...) ou não (cooperativas, associações culturais, religiosas...)

24 Desenvolvimento De Atividades de interesse comum Lucrativa Não Lucrativa Objetivo econômico Fundações Autarquias Associações União Estados Municípios Objetivo social

25 PALAVRAS-CHAVE- GLOSSÁRIO Conceitos de Contabilidade Objeto da contabilidade Usuários da contabilidade Finalidades da contabilidade Objetivos da contabilidade Importância da contabilidade para as empresas Sistema de informação Usuários da informação contábil Evidenciação contábil Exercício Social

26 Orientação para estudo Efetuar leitura e resumo da Unidade 1- EQUIPE DE PROFESSORES DA USP. Contabilidade Introdutória. 11ª ed. São Paulo: Atlas, E demais referências, conforme Plano de Ensino. Fixar exercícios da Unidade 1- EQUIPE DE PROFESSORES DA USP. Contabilidade Introdutória. 11ª ed. São Paulo: Atlas, (respostas do Livro no Portal do aluno). Fixar conteúdo com a execução de Lista de Exercícios proposta pela professora (Portal do aluno). Leitura complementar: Artigos científicos postados no AVA. A Importância da Contabilidade A Contabilidade no processo de gestão empresarial. A contabilidade, ciência e tecnologia.

27 Ser um empreendedor é executar os sonhos, mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas, mesmo não tendo forças. É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola. É tomar atitudes que ninguém tomou. É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória. É não esperar uma herança, mas construir uma história... Quantos projetos você deixou para trás? Quantas vezes seus temores bloquearam seus sonhos? Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la. Augusto Cury

CONTABILIDADE BÁSICA

CONTABILIDADE BÁSICA CONTABILIDADE BÁSICA Professora M. Sc. Crísley do Carmo Dalto Graduação em Ciências Contábeis (UFES) Especialista em Contabilidade Gerencial (UFES) Mestre em Ciências Contábeis- Contabilidade Gerencial

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS

GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS AMORTIZAÇÃO: Representa a conta que registra a diminuição do valor dos bens intangíveis registrados no ativo permanente, é a perda de valor de capital aplicado na aquisição

Leia mais

mhtml:file://c:\documents and Settings\6009\Meus documentos\glossário DE T...

mhtml:file://c:\documents and Settings\6009\Meus documentos\glossário DE T... Page 1 of 6 Portal de Obras Legislação Guias e Cursos Downloads GLOSSÁRIO DE TERMOS CONTÁBEIS Compilado pela Equipe do Portal de Contabilidade AMORTIZAÇÃO: Representa a conta que registra a diminuição

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Graduação em Ciências Contábeis com Ênfase em Controladoria Aline Fernanda de Oliveira Castro Michelle de Lourdes Santos A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE

Leia mais

FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS

FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: Ciências Contábeis MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2014.1 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Contabilidade Intermediária I FASE: 3ª fase FASE:

Leia mais

III.2 CONTABILIDADE PÚBLICA Função: Operação dos Ciclos de Gestão

III.2 CONTABILIDADE PÚBLICA Função: Operação dos Ciclos de Gestão III.1 CONTABILIDADE DO AGRONEGÓCIO 1. Identificar as formas de exploração da atividade agropecuária e as suas formas de gestão. 2. Estruturar o Plano de Contas de acordo com a legislação vigente. 3. Mensurar

Leia mais

Professor conteudista: Hildebrando Oliveira

Professor conteudista: Hildebrando Oliveira Contabilidade Professor conteudista: Hildebrando Oliveira Sumário CONTABILIDADE Unidade I 1 CONCEITO DE CONTABILIDADE...1 2 OBJETO DA CONTABILIDADE...2 3 O BALANÇO PATRIMONIAL...3 4 A CONTA...4 O RESULTADO...6

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Resumo Demonstrações contábeis são informações e dados que as empresas oferecem ao fim de cada exercício, com a finalidade de mostrar aos acionistas, ao governo e todos os interessados,

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2015)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2015) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (Currículo iniciado em 2015) ADMINISTRAÇÃO 102 h/a 1975 Breve histórico e fundamentos da administração. Perspectivas da administração: clássica,

Leia mais

CONTABILIDADE GERENCIAL

CONTABILIDADE GERENCIAL PROF. EDENISE AP. DOS ANJOS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 5º PERÍODO CONTABILIDADE GERENCIAL As empresas devem ser dirigidas como organismos vivos, como entidades em continuidade, cujo objetivo é a criação de

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.1 CONTABEIS - Campus Mossoró) 3ª série

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.1 CONTABEIS - Campus Mossoró) 3ª série ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.1 CONTABEIS - Campus Mossoró) 3ª série CONTABILIDADE INTRODUTORIA II DIREITO TRIBUTARIO LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA ORÇAMENTO PUBLICO TEORIA DA CONTABILIDADE CONTEÚDO

Leia mais

A CONTABILIDADE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL

A CONTABILIDADE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL A CONTABILIDADE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO EMPRESARIAL Gestão Empresarial Márlio Lúcio Ribeiro Gomes Coorientador: Prof. Evânio de Carvalho Cruz Universidade do Vale do Sapucaí RESUMO Este trabalho tem

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA PEDRO ROGÉRIO GARCIA - FATTEP FUNDAÇÃO ADOLPHO BÓSIO DE EDUCAÇÃO NO TRANSPORTE - FABET JAQUELINE VANESSA MORCHE

FACULDADE DE TECNOLOGIA PEDRO ROGÉRIO GARCIA - FATTEP FUNDAÇÃO ADOLPHO BÓSIO DE EDUCAÇÃO NO TRANSPORTE - FABET JAQUELINE VANESSA MORCHE 0 FACULDADE DE TECNOLOGIA PEDRO ROGÉRIO GARCIA - FATTEP FUNDAÇÃO ADOLPHO BÓSIO DE EDUCAÇÃO NO TRANSPORTE - FABET JAQUELINE VANESSA MORCHE IMPORTANCIA DA CONTABILIDADE NA GESTÃO EMPRESARIAL Concórdia -

Leia mais

CONTABILIDADE MÓDULO 3

CONTABILIDADE MÓDULO 3 CONTABILIDADE MÓDULO 3 Índice 1. Demonstrações financeiras...3 2. O balanço patrimonial...3 3. Ponto de reflexão: o princípio da entidade...4 4. Conta...4 2 1. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Os dados coletados

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. A importância da profissão contábil para o mundo dos negócios

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. A importância da profissão contábil para o mundo dos negócios CIÊNCIAS CONTÁBEIS A importância da profissão contábil para o mundo dos negócios A Contabilidade é a linguagem internacional dos negócios. A Contabilidade é, também, a Ciência que registra a riqueza das

Leia mais

APLICAÇÃO DOS MÉTODOS DE CUSTEIO: VARIÁVEL E POR ABSORÇÃO, PARA O PROCESSO DECISÓRIO GERENCIAL DOS CUSTOS

APLICAÇÃO DOS MÉTODOS DE CUSTEIO: VARIÁVEL E POR ABSORÇÃO, PARA O PROCESSO DECISÓRIO GERENCIAL DOS CUSTOS APLICAÇÃO DOS MÉTODOS DE CUSTEIO: VARIÁVEL E POR ABSORÇÃO, PARA O PROCESSO DECISÓRIO GERENCIAL DOS CUSTOS ANACLETO G. 1 1. INTRODUÇÃO Este estudo tem a finalidade de apuração dos resultados aplicados pelos

Leia mais

Fundação Biblioteca Nacional ISBN 978-85-7638-769-5

Fundação Biblioteca Nacional ISBN 978-85-7638-769-5 Contabilidade Itamar Miranda Machado Contabilidade 1.ª edição 2007 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor

Leia mais

FTAD - Formação técnica em Administração Módulo - Contabilidade e Finanças. Prof. Moab Aurélio

FTAD - Formação técnica em Administração Módulo - Contabilidade e Finanças. Prof. Moab Aurélio FTAD - Formação técnica em Administração Módulo - Contabilidade e Finanças Prof. Moab Aurélio CONTABILIDADE E FINANÇAS ACI ATIVIDADE CURRICULAR INTERDISCIPLINAR Competências a serem trabalhadas... Planejamento

Leia mais

Adoção do IFRS no Brasil, uma verdadeira revolução contábil

Adoção do IFRS no Brasil, uma verdadeira revolução contábil NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC T 1 - ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (Conforme Anexo da Resolução CFC 1.121/2008) Adoção do IFRS no Brasil, uma

Leia mais

DIFERENÇAS ENTRE CONTABILIDADE GERENCIAL E CONTABILIDADE FINANCEIRA

DIFERENÇAS ENTRE CONTABILIDADE GERENCIAL E CONTABILIDADE FINANCEIRA Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre as principais características da Contabilidade Gerencial e suas diferenças em relação à Contabilidade Financeira, que é o outro nome da Contabilidade Geral. Trata-se

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS página 1 07. Onde é classificado o Subgrupo Estoques no plano de contas? 01. São acontecimentos que ocorrem na empresa e que não provocam alterações no Patrimônio: A) Atos Administrativos

Leia mais

FAPAS Contabilidade Geral Tema I - Patrimônio Candidato: Prof. Alexandre Silva de Oliveira, Dr.

FAPAS Contabilidade Geral Tema I - Patrimônio Candidato: Prof. Alexandre Silva de Oliveira, Dr. Candidato: Plano de Aula FAPAS Prof. OLIVEIRA, A. S., Dr. 1) 2) Justificativa da Aula Passiv o O estudo do patrimônio é a espinha dorsal da Teoria da Contabilidade. (Iudícibus e Marion, 2002, p. 141).

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2003-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2003-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

O SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL UTILIZADO NOS EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA:

O SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL UTILIZADO NOS EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA: O SISTEMA DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL UTILIZADO NOS EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA: uma analise dos modelos utilizados pelos Empreendimentos Econômicos solidários incubados pelo PITCPES/UFPA Ailton Castro

Leia mais

Contabilidade bem básica

Contabilidade bem básica Contabilidade bem básica Instruções simples para que você possa compreender todo o conteúdo do site. A contabilidade é uma base para os demais. Conceitos de contabilidade básica O que é contabilidade?

Leia mais

Contabilidade Empresarial. Teória da Contabilildade

Contabilidade Empresarial. Teória da Contabilildade Contabilidade Empresarial Teória da Contabilildade Evolução histórica Objetivos da Contabilidade Teória da Contabilildade Usos da informação contábil e campo de atuação da contabilidade; Características

Leia mais

3. 0 - Nível de Conhecimento dos Profissionais de Contabilidade no Brasil

3. 0 - Nível de Conhecimento dos Profissionais de Contabilidade no Brasil 1.0 - Introdução à Lei 11.638/07 Países com pouca tradição em mercados de capitais têm a tendência de sofrer, mais do que os demais, influências exógenas (externas) nos seus processos de desenvolvimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CT460- CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: CT002 CT002- INICIACAO AS CIENCIAS CONTABEIS HISTÓRIA DA CONTABILIDADE, ELEMENTOS INTRODUTÓRIOS DE CONTABILIDADE: OBJETO DE ESTUDO

Leia mais

Disciplina: CONTABILIDADE GERENCIAL

Disciplina: CONTABILIDADE GERENCIAL Disciplina: CONTABILIDADE GERENCIAL 7º Período Professor: Fernando de Araújo Uberlândia / 1ºSemestre / 2012 PLANO DE ENSINO EMENTA Análise das demonstrações contábeis, indicadores de endividamento e situação

Leia mais

UMA CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA EM EMPRESAS DE PEQUENO PORTE

UMA CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA EM EMPRESAS DE PEQUENO PORTE UMA CONTRIBUIÇÃO AO ESTUDO DA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA EM EMPRESAS DE PEQUENO PORTE Paulo Henrique Rezende da Silva Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual de Maringá. E-mail:

Leia mais

1-DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS 1.1 OBJETIVO E CONTEÚDO

1-DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS 1.1 OBJETIVO E CONTEÚDO 2 -DEMONSTRATIVOS CONTÁBEIS BÁSICOS. OBJETIVO E CONTEÚDO Os objetivos da Análise das Demonstrações Contábeis podem ser variados. Cada grupo de usuários pode ter objetivos específicos para analisar as Demonstrações

Leia mais

A IMPORTÃNCIA DO CAPITAL DE GIRO E ALGUMAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DE CAPITAL DE GIRO

A IMPORTÃNCIA DO CAPITAL DE GIRO E ALGUMAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DE CAPITAL DE GIRO A IMPORTÃNCIA DO CAPITAL DE GIRO E ALGUMAS SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DE CAPITAL DE GIRO Este artigo cientifico, apresenta de maneira geral e simplificada, a importância do capital de giro para as empresas,

Leia mais

Aulas 13 e 14 BALANÇO PATRIMONIAL

Aulas 13 e 14 BALANÇO PATRIMONIAL Aulas 13 e 14 Prof. José Antônio B. Xavier Exigência Legal: O Balanço Patrimonial é previsto pela lei 6.404/76 e suas alterações como uma demonstração financeira obrigatória a ser apresentada ao final

Leia mais

Aula 2 Contextualização

Aula 2 Contextualização Planejamento Financeiro Aula 2 Contextualização Profa. Claudia Abramczuk Definição da quantidade de capital para investimento Movimentações financeiras constituem o patrimônio da empresa O bom planejamento

Leia mais

Aula 2 - Técnicas contábeis e Demonstrações Financeiras. Prof Adelino Correia

Aula 2 - Técnicas contábeis e Demonstrações Financeiras. Prof Adelino Correia Tema: Técnicas Contábeis e Demonstrações Financeiras MATERIAL DE APOIO - ENVIADO PELO PROFESSOR Índice 1. Síntese Técnicas Contábeis e Demonstrações Financeiras 2. Simulado 3. Gabarito Aula 2 - Técnicas

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA - ESADE CURSO DE CONTABILIDADE. Santina Cardoso Leal. Estágio II: Intervenção

ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA - ESADE CURSO DE CONTABILIDADE. Santina Cardoso Leal. Estágio II: Intervenção ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA - ESADE CURSO DE CONTABILIDADE Santina Cardoso Leal Estágio II: Intervenção Trabalho obrigatório da disciplina de Estágio II Pré requisito para a conclusão

Leia mais

Análise Completa/Edital e Provas de Contabilidade AFRFB 2009 a 2014. Olá, Futuros Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil! Sejam bemvindos.

Análise Completa/Edital e Provas de Contabilidade AFRFB 2009 a 2014. Olá, Futuros Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil! Sejam bemvindos. Análise Completa/Edital e Provas de Contabilidade AFRFB 2009 a 2014 Olá, Futuros Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil! Sejam bemvindos. É com uma grande satisfação que estamos aqui hoje para

Leia mais

Ferramentas da Contabilidade. Tipos de Auditoria. Tipos de Auditoria. Tipos de Auditoria. Objetivo da Auditoria Contábil

Ferramentas da Contabilidade. Tipos de Auditoria. Tipos de Auditoria. Tipos de Auditoria. Objetivo da Auditoria Contábil Ferramentas da Contabilidade Tipos de Auditoria Escrituração Contabilidade de Custos Análise das Demonstrações Contábeis Auditoria * Balanço Patrimonial -- BP, BP, Demonstração do do Resultado do do Exercício

Leia mais

BACEN Contabilidade Apostila Alexandre Américo

BACEN Contabilidade Apostila Alexandre Américo BACEN Contabilidade Apostila Alexandre Américo 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 1. CONCEITO DE CONTABILIDADE NOÇÕES INTRODUTÓRIAS: conceitos iniciais, terminologia

Leia mais

Prof. Me. Alexandre Saramelli. Unidade III ESTRUTURA DAS

Prof. Me. Alexandre Saramelli. Unidade III ESTRUTURA DAS Prof. Me. Alexandre Saramelli Unidade III ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Estrutura das demonstrações contábeis Dividida em quatro Unidades: Unidade I 1. Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados

Leia mais

QUALIDADE DA INFORMAÇÃO Sem Precisar Trocar o Sistema da Sua Empresa

QUALIDADE DA INFORMAÇÃO Sem Precisar Trocar o Sistema da Sua Empresa PERFIL Nome: SILVIO LUIZ DO PRADO Contato: (062) 8201-2226 - Goiânia GO E-mail: silvio.controller@terra.com.br Skype: silvio.prado1 Profissão: Contador CRC-GO 60645 Formação: Bacharel em Ciências Contábeis

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL.

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL. 1 CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BREVE ESTUDO SOBRE DUAS AREAS ATUANTES DO CONTADOR, AUDITOR E PERITO CONTÁBIL. BELO HORIZONTE 2011 2 1 INTRODUÇÃO Com o grande crescimento da economia no Brasil, a contabilidade

Leia mais

Universidade Federal do Pará. Centro Sócio Econômico. Curso Ciências Contábeis. Disciplina: Administração Financeira. Professor: Héber Lavor Moreira.

Universidade Federal do Pará. Centro Sócio Econômico. Curso Ciências Contábeis. Disciplina: Administração Financeira. Professor: Héber Lavor Moreira. Universidade Federal do Pará. Centro Sócio Econômico. Curso Ciências Contábeis. Disciplina: Administração Financeira. Professor: Héber Lavor Moreira. Silvanda de Jesus Aleixo Ferreira 0201002501 Belém-PA

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR EXERCÍCIOS 1. De acordo com alguns doutrinadores, a Contabilidade é: a) Uma ciência de aplicação a diversos ramos da atividade humana; b) Uma forma de atender às obrigações fiscais e trabalhistas impostas

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO Olá, pessoal! Hoje trago uma aula sobre a Demonstração do Valor Adicionado DVA, que foi recentemente tornada obrigatória para as companhias abertas pela Lei 11.638/07, que incluiu o inciso V ao art. 176

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA: UM INSTRUMENTO AO PROCESSO DECISÓRIO

DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA: UM INSTRUMENTO AO PROCESSO DECISÓRIO DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA: UM INSTRUMENTO AO PROCESSO DECISÓRIO Priscila Rubbo 1 Paulo Roberto Pegoraro 2 Resumo: O demonstrativo do fluxo de caixa tem como finalidade a projeção das entradas e saídas

Leia mais

Escolha o eu! Para cada objetivo, um percurso.

Escolha o eu! Para cada objetivo, um percurso. Trilhas Para cada objetivo, um percurso. Escolha o eu! O Projeto Trilhas da Escola de Negócios é voltado para estudantes de todos os cursos da PUCPR que tenham o desejo de desenvolver competências em áreas

Leia mais

http://www.grupoempresarial.adm.br/contab_geral/prof_lima.htm

http://www.grupoempresarial.adm.br/contab_geral/prof_lima.htm DEMONSTRAÇÕES CONTABEIS Representam um conjunto de informações que devem ser obrigatoriamente divulgadas, anualmente, segundo a lei 6404/76, pela administração de uma sociedade por ações e representa a

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Contabilidade Gerencial PROFESSOR - PAULO NUNES

FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Contabilidade Gerencial PROFESSOR - PAULO NUNES FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - Contabilidade Gerencial PROFESSOR - PAULO NUNES 1 1. Conceito e caracterização CONTABILIDADE GERENCIAL A Contabilidade

Leia mais

FLUXO DE CAIXA: IMPORTANTE FERRAMENTA PARA AS DECISÕES EMPRESARIAIS Cristiane Aparecida MOTA 1 Hiroshi Wilson YONEMOTO 2 Marcela de Souza CABRAL 3

FLUXO DE CAIXA: IMPORTANTE FERRAMENTA PARA AS DECISÕES EMPRESARIAIS Cristiane Aparecida MOTA 1 Hiroshi Wilson YONEMOTO 2 Marcela de Souza CABRAL 3 1 FLUXO DE CAIXA: IMPORTANTE FERRAMENTA PARA AS DECISÕES EMPRESARIAIS Cristiane Aparecida MOTA 1 Hiroshi Wilson YONEMOTO 2 Marcela de Souza CABRAL 3 RESUMO: Este trabalho tem a intenção de demonstrar a

Leia mais

CÓDIGO CRÉDITOS PERÍODO PRÉ-REQUISITO TURMA ANO INTRODUÇÃO

CÓDIGO CRÉDITOS PERÍODO PRÉ-REQUISITO TURMA ANO INTRODUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE GESTÃO E NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ADMINISTRAÇÃO E ECONOMIA DISCIPLINA: ESTRUTURA E ANÁLISE DE CUSTO CÓDIGO CRÉDITOS PERÍODO PRÉ-REQUISITO

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia Processos Gerenciais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia Processos Gerenciais 01 ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO Fase: VI (Tec. em ) Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 EMENTA: Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o

Leia mais

Unidade Ribeirão Preto -SP

Unidade Ribeirão Preto -SP Unidade Ribeirão Preto -SP Gestão Estratégica de Controladoria O papel da controladoria na gestão estratégica de uma empresa Curriculum Luís Valíni Neto Técnico Contábil Administrador de Empresas pela

Leia mais

GERENCIAMENTO FINANCEIRO: um estudo em micro e pequenas empresas do Norte e Noroeste Paranaense RESUMO

GERENCIAMENTO FINANCEIRO: um estudo em micro e pequenas empresas do Norte e Noroeste Paranaense RESUMO GERENCIAMENTO FINANCEIRO: um estudo em micro e pequenas empresas do Norte e Noroeste Paranaense Roberson Chaves Vitor - FAFIJAN Gislaine Oliveira Souza - FAFIJAN Jocimar Aparecido Dutra - FAFIJAN Eliane

Leia mais

Objetivo: Controladoria, Gerente Administrativa / Financeira, Contadora Geral, Consultoria, Auditoria, Perícia, Analista Contábil.

Objetivo: Controladoria, Gerente Administrativa / Financeira, Contadora Geral, Consultoria, Auditoria, Perícia, Analista Contábil. LUZIA RIBEIRO DA CONCEIÇÃO (31) 9973 2802 luzicon@yahoo.com.br Objetivo: Controladoria, Gerente Administrativa / Financeira, Contadora Geral, Consultoria, Auditoria, Perícia, Analista Contábil. Síntese

Leia mais

Sistema de contas. Capítulo 2 Sistema de contas

Sistema de contas. Capítulo 2 Sistema de contas Sistema de contas Capítulo 2 Sistema de contas SUMÁRIO: 1. Conceito 2. Teoria das contas 2.1. Teoria personalística (ou personalista) 2.2. Teoria materialística (ou materialista) 2.3. Teoria patrimonialista

Leia mais

3 Administração de Materiais

3 Administração de Materiais 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 534, DE 29 DE JANEIRO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 02 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

MÓDULO III Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM FINANÇAS III.1 GESTÃO DE ATIVIDADES FINANCEIRAS

MÓDULO III Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM FINANÇAS III.1 GESTÃO DE ATIVIDADES FINANCEIRAS MÓDULO III Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM FINANÇAS III.1 GESTÃO DE ATIVIDADES FINANCEIRAS Função: Gestão de Atividades Financeiras 1. Analisar índices e projeções financeiras.

Leia mais

Autarquia Educacional do Vale do São Francisco AEVSF Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina FACAPE Comissão de Concursos

Autarquia Educacional do Vale do São Francisco AEVSF Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina FACAPE Comissão de Concursos EDITAL 02/2015 - ANCI RETIFICA EDITAL 01/2015-ANCI A comissão da FACAPE organizadora do Concurso Público para Analista de Controle Interno da prefeitura municipal de Petrolina, no uso de suas atribuições

Leia mais

O ORÇAMENTO PÚBLICO E ALGUMAS DAS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA CONTABILIDADE PÚBLICA EM FACE DA PADRONIZAÇÃO CONTÁBIL

O ORÇAMENTO PÚBLICO E ALGUMAS DAS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA CONTABILIDADE PÚBLICA EM FACE DA PADRONIZAÇÃO CONTÁBIL O ORÇAMENTO PÚBLICO E ALGUMAS DAS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA CONTABILIDADE PÚBLICA EM FACE DA PADRONIZAÇÃO CONTÁBIL FERREIRA, Adilson Bicas RESUMO As reformas administrativas que o País sofreu ao longo do

Leia mais

Contabilidade Empresarial

Contabilidade Empresarial 2 Contabilidade Empresarial Aderbal Nicolas Müller Antonio Gonçalves Oliveira Introdução Entre os agentes econômicos, ativos participantes da economia das nações, temos as organizações empresariais, que

Leia mais

A CONTABILIDADE E SUA IMPORTÂNCIA PARA UM GRUPO DE EMPRESAS COMERCIAIS 1

A CONTABILIDADE E SUA IMPORTÂNCIA PARA UM GRUPO DE EMPRESAS COMERCIAIS 1 A CONTABILIDADE E SUA IMPORTÂNCIA PARA UM GRUPO DE EMPRESAS COMERCIAIS 1 SILVA, Cleusa Pereira da 2 ; FELICE, Luciana Maria Vizzotto 4 ; LORENZETT, Daniel Benitti 3 ; VIERO, Claudinei 4 1 Trabalho de Pesquisa

Leia mais

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1

ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1 ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA UMA EMPRESA DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS 1 Jéssica Schreiber Boniati 2, Eusélia Pavéglio Vieira 3. 1 Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso

Leia mais

Carga Horária: Total: 60 horas/aula Semanal: 04 aulas Créditos: 04 Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo pelas DCN: Formação Profissional

Carga Horária: Total: 60 horas/aula Semanal: 04 aulas Créditos: 04 Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo pelas DCN: Formação Profissional DISCIPLINA: Contabilidade Gerencial VALIDADE: a partir do 1º semestre de 007 TÉRMINO: CÓDIGO: ADM.0 Carga Horária: Total: 0 horas/aula Semanal: aulas Créditos: Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

INTRODUÇÃO A CONTABILIDADE

INTRODUÇÃO A CONTABILIDADE INTRODUÇÃO A CONTABILIDADE Prof.: Paulo Cesar da Silva Disciplina : Contabilidade I Curso : Ciências Contábeis 1 SURGIMENTO DA CONTABILIDADE 1.1 HISTORICO Historicamente a contabilidade começa com a idéia

Leia mais

Nome da Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC SÃO PAULO. 01. Especialização Técnica de Nível Médio em Contabilidade Financeira

Nome da Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC SÃO PAULO. 01. Especialização Técnica de Nível Médio em Contabilidade Financeira Nome da Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC SÃO PAULO CNPJ: 03.709.814/0001-98 Data: 07 de agosto de 2006 Número do Plano: 94 Área do Plano: Gestão Plano de Curso para: 01. Especialização

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013 1º Semestre. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013 1º Semestre. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 1º Semestre Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro

Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro Faculdade Atenas Maranhense - FAMA Professor: Esp. CLEIDIANA SACCHETTO Curso: Ciências Contábeis. Disciplina: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Entrega dia 30 de Novembro DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU

Leia mais

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N 2163/2015 Reformula o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Caixa de Assistência, Previdência e Pensões dos Servidores Públicos Municipais de Porciúncula CAPREM e estabelece normas

Leia mais

Palestra. Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - Novas Normas Contábeis. Março 2012.

Palestra. Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - Novas Normas Contábeis. Março 2012. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS EM SAÚDE. Os custos das instituições

GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS EM SAÚDE. Os custos das instituições GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS EM SAÚDE Os custos das instituições Dra Janice Donelles de Castro - Professora do Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de

Leia mais

Conceito de Contabilidade

Conceito de Contabilidade !" $%&!" #$ "!%!!&$$!!' %$ $(%& )* &%""$!+,%!%!& $+,&$ $(%'!%!-'"&!%%.+,&(+&$ /&$/+0!!$ & "!%!!&$$!!' % $ $(% &!)#$ %1$%, $! "# # #$ &&$ &$ 0&$ 01% & $ #$ % & #$&&$&$&* % %"!+,$%2 %"!31$%"%1%%+3!' #$ "

Leia mais

FACULDADE DE BELÉM - FABEL Curso: ADMINISTRAÇÃO COM ÊNFASE EM GESTÃO PÚBLICA Disciplina: CONTABILIDADE SOCIAL Professor: HÉLDER FIGUEIREDO DA SILVA

FACULDADE DE BELÉM - FABEL Curso: ADMINISTRAÇÃO COM ÊNFASE EM GESTÃO PÚBLICA Disciplina: CONTABILIDADE SOCIAL Professor: HÉLDER FIGUEIREDO DA SILVA FACULDADE DE BELÉM - FABEL Curso: ADMINISTRAÇÃO COM ÊNFASE EM GESTÃO PÚBLICA Disciplina: CONTABILIDADE SOCIAL Professor: HÉLDER FIGUEIREDO DA SILVA Contabilidade Desde que o ser humano descobriu a importância

Leia mais

Princípios Fundamentais Contabilidade

Princípios Fundamentais Contabilidade Princípios Fundamentais Contabilidade 1 Princípios Contábeis. Resolução CFC 750 de 29 de dezembro de 1993. Art. 3 São Princípios de Contabilidade:(2) I o da ENTIDADE; II o da CONTINUIDADE; III o da OPORTUNIDADE;

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC 1. CONTEXTO A Catho Educação Executiva é focada no desenvolvimento de talentos, na melhora do desempenho das organizações e na criação de processos

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA

CONTABILIDADE BÁSICA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO CONTABILIDADE BÁSICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Conteúdo da Aula UNIDADE I Noções Básicas de Contabilidade a. Conceito b. Aplicação da contabilidade c. Usuários

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação a conceitos, objetivos e finalidades da contabilidade, julgue os itens que se seguem. 51 Auxiliar um governo no processo de fiscalização tributária é uma das finalidades

Leia mais

DEFINIÇÃO DE LUCROS 1

DEFINIÇÃO DE LUCROS 1 DEFINIÇÃO DE LUCROS 1 Andréa Cristina da Silva Bezerra 2 Vários autores têm-se preocupado com a falta do conceito sobre o lucro, pois, enunciando conceitos gerais e teóricos sobre renda e capital e deixando

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA

CONTABILIDADE BÁSICA CONTABILIDADE BÁSICA RESUMIDA on line http://www.grupoempresarial.adm.br 8/5/2014 21:32 Página 1 de 12 PARTE 1 / ASPECTOS TEÓRICOS INICIAIS Conteúdo sinótico 1. Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade

Leia mais

A nova visão da. Contabilidade Aplicada ao Setor Público

A nova visão da. Contabilidade Aplicada ao Setor Público A nova visão da Contabilidade Aplicada ao Setor Público Constituição Federal Lei de Responsabilidade Fiscal 101/2000 Lei 4.320/64 Finanças Públicas Lei 12.249/2010 Conselho Federal de Contabilidade Lei

Leia mais

Análise Econômico-Financeira

Análise Econômico-Financeira Universidade Federal do Pará Curso de Ciências Contábeis Departamento de Contabilidade Análise Econômico-Financeira Gilvan Pereira Brito 0301007601 Belém-Pará 2007 1 Universidade Federal do Pará Curso

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CT460- CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA HISTÓRIA DA CONTABILIDADE, ELEMENTOS INTRODUTÓRIOS DE CONTABILIDADE: OBJETO DE ESTUDO E SUA REPRESENTAÇÃO GRÁFICA, CAMPO DE ATUAÇÃO, INFORMAÇÕES CONTÁBEIS

Leia mais

Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira. SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil

Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira. SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil Professora Especialista Ana Paula Gonçalves de Siqueira Formada em Ciências Contábeis UFMT (2002) Pós Graduação em Auditoria

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

[ GUIA ] GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES

[ GUIA ] GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES [ GUIA ] GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES D e s c u b r a c o m o m a n t e r o c a p i t a l d a e m p r e s a s o b c o n t r o l e p a r a f a z e r o n e g ó c i o c r e s c e r. Uma boa gestão

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 4 Demonstrações Financeiras

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 4 Demonstrações Financeiras 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstrações Financeiras Tópicos do Estudo Demonstrações Financeiras ou Relatórios Contábeis Demonstrações Financeiras e a Lei das Sociedades Anônimas Objetivos

Leia mais

FTAD - Formação técnica em Administração de Empresas FTAD Contabilidade e Finanças. Prof. Moab Aurélio

FTAD - Formação técnica em Administração de Empresas FTAD Contabilidade e Finanças. Prof. Moab Aurélio FTAD - Formação técnica em Administração de Empresas FTAD Contabilidade e Finanças Prof. Moab Aurélio Competências a serem trabalhadas PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO GESTÃO FINANCEIRA CONTABILIDADE ACI : ESTUDO

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE

CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE CONTABILIDADE GERAL PARA MPU 2010 - Curso de Resolução de Questões 1 - ÍNDICE Princípios Fundamentais de Contabilidade...02 Patrimônio: Ativo, Passivo e PL...04 Fatos Contábeis e Respectivas Variações

Leia mais

Contabilidade Empresarial

Contabilidade Empresarial Contabilidade Empresarial PROGRAMA DO CURSO Conceitos básicos de contabilidade Balanço patrimonial Demonstrativo de resultado de exercício Demonstrativo de fluxo de caixa Demonstrativo das Origens e Aplicações

Leia mais

Tabela 01: Conceito de Integridade, Tempestividade, Fidedignidade e Confiabilidade.

Tabela 01: Conceito de Integridade, Tempestividade, Fidedignidade e Confiabilidade. 11 1. INTRODUÇÃO Com a necessidade de ter um melhor controle relacionada às finanças das grandes companhias e definir a forma e taxas da cobrança de impostos, que tem como base de calculo o lucro das empresas,

Leia mais

Oficina Técnica. Demonstração de Fluxo de Caixa (Resolução CFC 1296/2010) Agosto 2012. Elaborado por: Walter Luiz Quaglio

Oficina Técnica. Demonstração de Fluxo de Caixa (Resolução CFC 1296/2010) Agosto 2012. Elaborado por: Walter Luiz Quaglio Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE TÉCNICA DO SETOR PÚBLICO NBCT (IPSAS)

NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE TÉCNICA DO SETOR PÚBLICO NBCT (IPSAS) NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE TÉCNICA DO SETOR PÚBLICO NBCT (IPSAS) Temas para Discussão 1) DISPOSIÇÕES GERAIS 2) DEFINIÇÕES GERAIS 3) CARACTERÍSTICAS E ATRIBUTOS DA INFORMAÇÃO DE CUSTOS 4) EVIDENCIAÇÃO

Leia mais

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS

ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS ÁREA DE CONHECIMENTOS CONTÁBEIS 1. O Patrimônio Líquido divide-se em: a) Investimentos, Reservas de Capital, Reservas de Lucros e Lucros ou Prejuízos Acumulados. b) Capital Social, Reservas de Capital,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE AUDITORIA INTERNA NA AGÊNCIA DO BANCO ITAÚ DE PONTE NOVA RESUMO

AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE AUDITORIA INTERNA NA AGÊNCIA DO BANCO ITAÚ DE PONTE NOVA RESUMO 1 AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE AUDITORIA INTERNA NA AGÊNCIA DO BANCO ITAÚ DE PONTE NOVA Ezequiel Benjamin Dionisio 1 Marina Machado das Dores 2. RESUMO DIONISIO, Ezequiel Benjamin e DAS DORES, Marina Machado.

Leia mais

Terminologias Introdutórias de Custo: Uma Pesquisa Exploratória Na Universidade Federal de Pernambuco Nos Cursos de Ciências Contábeis e Administração

Terminologias Introdutórias de Custo: Uma Pesquisa Exploratória Na Universidade Federal de Pernambuco Nos Cursos de Ciências Contábeis e Administração Terminologias Introdutórias de Custo: Uma Pesquisa Exploratória Na Universidade Federal de Pernambuco Nos Cursos de Ciências Contábeis e Administração Christianne Calado Vieira de Melo Lopes Julie Nathalie

Leia mais

Análise Financeira. Universidade do Porto Faculdade de Engenharia Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Economia e Gestão

Análise Financeira. Universidade do Porto Faculdade de Engenharia Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Economia e Gestão Análise Financeira Universidade do Porto Faculdade de Engenharia Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Economia e Gestão Introdução Objectivos gerais avaliar e interpretar a

Leia mais

"Gestão Contábil para micro e. pequenas empresas: tomada

Gestão Contábil para micro e. pequenas empresas: tomada "Gestão Contábil para micro e pequenas empresas: tomada de decisão Julio Cesar. Pergunta: - O que é importante na tomada de decisão. O que devemos saber para decidir algo?? Algumas INFORMAÇÕES acerca do

Leia mais