MEDIUNIDADE AULA CICLO DE ESTUDOS MÓDULO III. Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEDIUNIDADE AULA CICLO DE ESTUDOS MÓDULO III. Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita."

Transcrição

1 Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita CICLO DE ESTUDOS MÓDULO III MEDIUNIDADE

2 - O Pentecostes 01Abertura Explicar o pentecostes destacando o intercâmbio entre o Mundo dos Homens e o dos Espíritos tal como ocorreu sob a atuação direta de Jesus para que as verdades do Evangelho chegassem a todos; Esclarecer as causas de Moisés ter proibido a consulta aos espíritos bem como as que levaram a procedimento semelhante no Concilio de Nicéia. do Ciclo de Estudos Conceito Pentecostes dos Judeus Pentecostes dos Cristãos Concilio de Nicéia (mudanças ocorridas no Cristianismo). O porque da proibição de Moisés Atos dos Apóstolos Parábolas e ensinos de Jesus Cairbar Schutel Vida e Atos dosapóstolos Cairbar Schutel Palavras de Vida Eterna (Ante o Divino Mestre) Francisco C. Xavier Emmanuel Aperfeiçoa tuas qualidades de recepção, onde estiveres, porque o Senhor te chamou para intérprete de Sua Voz, ainda que os maus zombem de ti. (Vinha de luz- Francisco C. Xavier / Emmanuel/cap./103 perante a multidão)

3 02A Mediunidade Através dos Tempos Mostrar que a comunicabilidade com os Espíritos sempre esteve presente nos povos antigos apresentando passagens bíblicas que comprovam essa relação entre os planos da vida; Mostrar também que a mediunidade é um atributo que todos nós possuímos em diferentes graus de desenvolvimento. Aspectos Históricos da Mediunidade Mediunidade no Velho e no Novo Testamento Pitonisas Profetas O que é profecia? O que é mediunidade? O Livro dos Médiuns - Allan Kardec 1ªParte cap. II Espiritismo Básico - Pedro Franco Barbosa Mediunidade e Evolução - Martins Peralva Bíblia A Mediunidade na Bíblia - Henrique Neyde Gimênez Mediunidade e Discernimento - Walter Barcellos Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus I João 4:1

4 03A Mediunidade e Seus Aspectos Gerais Possibilitar à compreensão dos objetivos da mediunidade e seu aspectos com base na Doutrina Espírita. Esclarecendo sobre as características mediúnicas, bem como sobre a necessidade de bom conhecimento doutrinário para o trabalho mediúnico nos padrões orientados por Kardec. Tipos de Mediunidade Todos somos médiuns? Se formos que devemos fazer? O que caracteriza um médium ostensivo? Afloramento da mediunidade O médium e compromisso com mediunidade A mediunidade nos animais LM Kardec Introdução caps. XIV, XXII, XXXII, LE q. 568, 573 M da Luz A Luiz cap.3 (pag. 33 a 54) cap.9 Nos Domínios da Med. André Luiz caps. 1, 2, 16 A Mediunidade Através da História DP Franco do ABC ao Infinito Naúfel cap. 12m p.27i Desenvolvimento Mediúnico Roque Jachinto cap. 8 Qualidade na Prática Mediúnica M P de Miranda pag. 23 O fluido cósmico é o plasma divino, hausto do Criador ou força nervosa do Todo Sábio ( Evolução em dois mundos - Francisco C. Xavier / André. Luiz) cap./i- Fluido cósmico

5 Gerais do Universo - Deus / Espírito / Matéria (1ª parte) 04Elementos Distinguir os elementos gerais do Universo e trazer esclarecimento sobre o fluido cósmico universal e sobre a individualização do principio espiritual. Esclarecer que: Ao elemento material é preciso juntar o fluido universal, que desempenha papel intermediário entre o espírito e a matéria(...) L.E, cap. II Trindade Universal Deus Espírito Matéria Constituição da Matéria Fluido: o Conceito o Estados, Eterização, Condensação o Fluido Cósmico Universal o Fluido Espiritual - Mundo Etéreo o Espaço Universal O Livro dos Médiuns - Allan Kardec - 2ªParte cap.i - item 8 O Livro dos Espíritos - Cap.2 A Gênese - cap. 6 item 17 O Passe - Jacob Melo - cap. 4 pag.57 à 62 Ressurreição e Vida - Ivone A. Pereira - cap. 8 A matéria existe desde toda a eternidade, como Deus, ou foi criada por ele em dado momento? Só Deus o sabe. Há uma coisa, todavia, que a razão vos deve indicar: é que Deus, modelo de amor e caridade, nunca esteve inativo. Por mais distante que logreis figurar o início de sua ação, podereis concebê-lo ocioso, um momento que seja? (O Livro dos Espíritos, cap. II, questão 21)

6 1ª parte 05Perispírito Esclarecer que o perispírito é sede de importantes fenômenos vibracionais subordinados ao pensamento e veículo de manifestação e caracterização do Espírito. Função Definição Propriedades Características Aspectos Gerais Patogenia Perispiritual Deformação Perispiritual pela viciação Mental Atuação nas Comunicações Mediúnicas Anatomia e Fisiologia do Perispírito Aura O Livro dos Médiuns - Allan Kardec - 1ª Parte cap. IV - item 51 O Evangelho S. Espiritismo - Allan Kardec - cap. V item 6 O Perispírito e suas Modelações - Luiz Gonzaga Pinheiro Perispírito e Corpo Mental - Durval Ciamponi Evolução em Dois Mundos - André Luiz No Invisível- Leon Denis A Evolução Anímica- Gabriel Dellane Libertação - André Luiz Nos Domínios da Mediunidade A. Luiz Perispírito - Carlos Bernardo Loureiro O perispírito subsiste, além do sepulcro, demorando-se na região que lhe é própria, de conformidade com o seu peso específico.- (Roteiro - Francisco C. Xavier / Emmanuel- cap: 6 O Perispírito

7 e o ato mediúnico 2ª parte 06Períspirito O papel essencial do Períspirito no fenômeno mediúnico: veículo da mediunidade. A Anatomia e Fisiologia do Perispírito Nossos corpos espirituais: mental, Perispírito, duplo e físico. Atuação nas Comunicações Mediúnicas: Desdobramento perispiritual Qual o papel da concentração e da Sintonia como processos do transe mediúnico Livro dos Médiuns cap. VI it 109 N Domínios da Mediunidade cap. 11 Obras Póstumas cap. I (O Perispirito como principio das manifestações), item 11, e 12 Propriedades e Funções do Perispiríto cap. III Zimmermann, Zalmino Entre a Terra e o Céu André Luiz cap 20 Revista Presença Espírita setembro de 1991, psicografia de Divaldo Pereira

8 Vitais Perispirituais e Mediunidade 07Centros Informar que o fenômeno da mediunidade ocorre sob a coordenação do centro coronário, foco da atuação do espiríto sobre o corpo físico, representado, neste último, pela região do Tálamo, sede de glândula pineal, que direciona, por sua vez, a sua manifestação física, orientando e se refletindo nas diversas regiões cerebrais. Os centros vitais são acumuladores. Transformadores e distribuidores de força espiritual, situados no Perispirito. Conceito Localização Função Fisica e psíquica Sensações e percepções Função e importância da epífise nos processos mediúnicos Evolução em Dois Mundos - André Luiz Missionários da Luz - André Luiz No Mundo Maior cap. 9 Entre a Terra e o Céu - André Luiz - Cap. 20 O Passe Jacob Mello Diretrizes de Segurança - Raul Teixeira - item 28 pag. 30 Mecanismos da Mediunidade.- Ande Luiz Técnicas da Mediunidade - Carlos Pastorino Tal seja a viciação do pensamento, tal será a desarmonia do no centro de força. (Entre a terra e o céu - Francisco C. Xavier /André Luiz cap/20)

9 das Comunicações 08Mecanismos Explicar o processo de intercâmbio mediúnico, seus mecanismos e objetivos, proporcionando encará-lo como fato natural. Conceituação Processo Mental Sintonia (vibrações compensadas) Estado Vibratório Prece Bloqueios à comunicação mediúnica; distinção entre os pensamentos do médium e do comunicante Processo comunicação com os espíritos superiores e com os inferiores LM Kardec cap. XIX Mecanismos da Mediunidade André Luiz Caps. VII, X, XI e Cap. XXV Pág. 177 Nos Domínios da Mediunidade André Luiz Introdução, Cap. 1, 5 e 20 Obras póstumas. Primeira parte, cap. 1 (O perispírito), item 10 O Espiritismo é a ciência que nos ensina a conhecer a natureza e a ação das forças ocultas. (No Invisível Leon Denis, cap/xvii-fenômenos físicos)

10 09O papel do médium nos mecanismos das Comunicações Destacar a importância do conhecimento do médium sobre a ação dos fluidos espirituais, do perispírito, da mente e dossistemas nervoso e endócrino assim como dos centros vitais na comunicação mediúnica. A importância do perispirito no processo da comunicação Distinguir médium consciente, semi-consciente e inconsciente O que é concentração? O que é incorporação mediúnica? Afinidade fluídica Envolvimento mediúnico Choque anímico Auto-educação LM - Kardec cap. XIX Mecanismos da Med. André Luiz. Cap. 6 (Circuito mediúnico); Missionários da luz. André Luiz. Cap. 1, 2 e 16. Desenvolvimento Mediúnico Roque Jachinto cap. 13 Mediunidade Herculano Pires O psiscoscópio é um aparelho destinado a auscultação da alma, com o poder de definir-lhe as vibrações e com capacidade para efetuar diversas observações da matéria. (Nos domínios da mediunidade Francisco C. Xavier / André Luiz cap/2 O psicoscópio)

11 10 Fixação Fazer levantamento de dúvidas, referentes aos Temas Estudados nesta etapa do Ciclo de Estudos, para definição de técnicas que despertem o interesse dos participantes / Pinga-Fogo / Questionários, etc. OBS.: Lembrar que a atividade não é Fontes palestra de Pesquisa nem exposição de temas Parece que o mundo dos espíritos, com o passar do tempo, tornar-se-á mais visível aos homens, por encontrar a humanidade mais disposta a viver as leis fundamentais que regulam toda a vida. (Médiuns - Miramez cap/16 Psicografia)

12 11 Laboratório do mundo Invisível Informar que no plano espiritual há estrutura e equipamentos superiores aos existentes na Terra e que nas atividades mediúnicas é comum a espiritualidade utilizar dos mesmos para maior êxito do trabalho. Vestuário dos Espíritos Formação espontânea de objetos tangíveis Modificações das propriedades da matéria Alimentação Mecanismos de defesa e salvamento Veículo de transporte Psicoscópio e outros instrumentos utilizados pelos espíritos Livro dos Médiuns Cap. VIII O Livro dos Espíritos Allan Kardec - Questão 100 Nos Dom da Mediunidade- André Luiz Cap. 2 e 3 Obreiros da Vida Eterna - André Luiz Lição 3 Nosso Lar André Luiz Cap. 9 e 26 Missionários da Luz André Luiz - Pág. 88 Est. a Mediunidade Martins Peralva Cap. V Alvorada Nova- Caibar Schutel Os Mensageiros Cap. 16 Devassando o Invisível Cap. I e II A mediunidade, em si mesma, não é boa nem é má, antes, apresenta-se em caráter de neutralidade, ensejando ao homem utilizá-la conforme lhe aprouver, desse uso derivando os resultados que acompanharão o medianeiro até o momento final da sua etapa evolutiva no corpo. (Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda, pag. 23)

13 12 Classificação Mediúnica Efeitos Físicos 1ª parte Esclarecer que o mecanismo de atuação dos espíritos sobre a matéria é um fenômeno natural e passível de explicação lógica. Informar sobre os fenômenos de efeitos físicos que deram início ao surgimento do Movimento da Fraternidade esclarecendo sobre o seu compromisso de reviver o cristianismo primitivo em sua origem Duplo Etéreo e os Efeitos Físicos: Dos sistemas, Causas Físicas Tipos de efeitos físicos Fenômenos de Transporte Ação dos Espíritos sobre a Matéria Manifestações Físicas Movimentos - Suspensões - Ruídos Aumento e Diminuição de Pesos Fenômenos de Efeitos Físicos e o MOFRA O L Médiuns - Kardec- cap. IV - itens 40, 42 - item 52; cap.ii itens 60 e 61; cap. I V Cap. VIII A Gênese cap. XIV O Que é o Espiritismo - Kardec -cap... 2 p.163 Mediunidade - Edgard Armond Vivencia Mediúnica - Projeto Manoel Philomeno de Miranda M da Luz André Luiz cap. X Nos D da Mediunidade A L. Cap. 28 Materializações Luminosas R. Raniere Movimento da Fraternidade Célio Alan Kardec de Oliveira

14 13 Os Médiuns Considerada a base para a realização dos efeitos físicos - a chamada Reunião de Ectoplasmia. Explicar como hoje o ectoplasma é usado quase que exclusivamente em sua forma invisível e mais sutil, em trabalhos que visam o bem estar físico e espiritual das pessoas através dos trabalhos de assistência a desencarnados. Necessidades em uma reunião de Ectoplasmia: O que é ectoplasma? O processo de elaboração no duplo etérico e a relação com os chacras umbilical e esplênico Características: aspecto, manuseio e na mediunidade tais como: Níveis de produção / densidade / plasticidade / penetrabilidade / luz / odor / coloração Explicar que é um produto físico psíquico Como é o processo da criação de quadros fluídicos para o atendimento no plano espiritual; A formação do ambiente pelas equipe espirituais Os sintomas do acúmulo de ectoplasma Preparo físico e psíquico para participação nas RE s do Grupo Scheilla; Missionários da Luz cap André Luiz Nos Domínios da Mediunidade cap André Luiz Recordação da Mediunidade Ivone Pereira cap. 5 Ectoplasma: Descobertas de um médium psiquiatra Luciano Munari (Aproveitamento dos pontos coerentes com a Doutrina Espírita) Téc. da Mediunidade Carlos T Pastorino. A agonia das religiões José Herculano Pires - pág. 93 Além da Matéria (cap tratamentos e curas espirituais), de Joseph Gleber, psicografado por Robson Pinheiro. Consciência (cap tratamentos espirituais e ectoplasma), Joseph Gleber - Robson Pinheiro. Medicina da Alma (capítulos IV, V, VI, XII e perguntas ao final do livro de números 31, 33, 34, 35, 36, 37 e 53) A Alma da Medicina (Capítulos 8, 10, 14, 17, 18, 19 e 28.)

15 14 Classificação Mediúnica - Efeitos Inteligentes - 2ª parte* Distinguir efeitos físicos de inteligentes favorecendo a aquisição do conhecimento e identificação das manifestações inteligentes da mediunidade. Efeitos Inteligentes: Dos Sistemas Reflexos Das Manifestações Inteligentes Tipos de Mediunidade de Efeitos Inteligentes e suas características: Psicografia Psicofonia Vidência / clarividência Audiência / Clariaudiência Psicometria O L Médiuns Kardec - cap. IV - itens 43, 45 - cap. III - itens 65 a 68 - cap. XVI item 189 O Livro dos Espíritos Questão 71 Nos D da Mediunidade André Luiz Caps. 6, 8, 12 e 26 Mediunidade - Edgard Armond Diversidade dos Carismas I (Cap. VIII e IX) e II (Cap. III) Hermínio de Miranda A Mediunidade sem Lágrimas Pág. 14 a 20

16 15 A Casa Mental e o Transe Mediúnico A mente se expressa através do corpo mental por isso didaticamente o fenômeno mediúnico tem sua sede no perispírito, se fazendo consciente através do corpo mental. A mente pode esquematicamente ser expressa na figura da casa mental. O que é mente? Campo Mental As Três partes da Mente A Casa construída por Freud Sistema Nervoso e a Casa Mental Tipos de Transe No Mundo Maior- André Luiz- Cap. 3 Nos Domínios da Mediunidade- André Luiz Págs. 9; 45; 233 Mecanismos da Mediunidade -André Luiz- págs. 43; 45; 125 Tec da Mediunidade Carlos Pastorino Pensamento e Vida Emmanuel Caps. 1 e 2 Seara dos Médiuns - Emmanuel - pag.171 No Limiar Etereo - José A. Findlay-cap. 14 Ação e Reação - André Luiz - cap.5 Diálogo com Sombras - Hermínio Miranda - Introdução Estudando a Méd. - Martins Peralva cap.4 Depressão - Izaias Claro

17 16 Reflexo Condicionado O médium e a importância da reflexão Esclarecer sobre a necessidade de estudo, vigilância e aprimoramento espiritual como sustentáculos frente às questões do reflexo condicionado. Conceituação Classificação dos Fenômenos Segundo Aksakof Mecanismo e Aplicação Experiência de Pavlov Reflexos psíquicos Agentes de Indução Evolução em Dois Mundos Cap. VII No Mundo Maior cap. 8 e 9 Roteiro - Emmanuel Pensamento e Vida Emmanuel Mecanismos da Mediunidade Cap. XII e XIV Nos Domínios da Mediunidade Cap. 15 O cérebro é o órgão sagrado de manifestação da mente, em transito da animalidade primitiva para a espiritualidade humana. (No mundo maior - Francisco C. Xavier / André. Luiz, cap/4- Estudando o cérebro

18 e Animismo 17Mediunidade Favorecer o entendimento de que o processo anímico é natural no fenômeno mediúnico para que a comunicação se estabeleça, esclarecendo que quanto menor a carga anímica mais característica do espírito é transmitida na mensagem.. Conceituação Correlação entre Mediunidade e Animismo Explicações Neurofisiológicas e Mecanismos dos Fenômenos. Diferença entre Animismo e mistificação Necessidade de orientação segura a beneficio do tarefeiro. "A pouca objetividade do doutrinador, poderá colaborar para a indução anímica do Médium." (Manoel Philomeno de Miranda) O Livro dos Médiuns Allan Kardec 2ª parte cap. XIX - item 223 (1º ao 7º) Animismo e Espiritismo Alexandre Aksakof Qualidade na Prática Mediúnica Manoel Philomeno de Miranda pag.27 Nos Domínios da Mediunidade - Pág. 209 Diretrizes de Segurança - Raul Teixeira - Cap. X item 1 Estudando a Mediunidade - Martins Peralva P. 188 Diversidade dos Carismas - Vol. I e II - Hermínio Miranda Cada espírito gera em si mesmo inimaginável potencial de forças mento-eletromagnéticas, exteriorizando nessa corrente psíquica os recursos e valores que acumula em si próprio. (Mecanismos da mediunidade - Francisco C. Xavier / André. Luiz, cap/xii- Reflexo condicionado)

19 18O Médium e o Exercício Mediúnico Refletir sobre a necessidade de vivência cristã como um recurso fundamental na edificação da tarefa. Mostrar que o comprometimento e a dedicação no exercício mediúnico é base fundamental ao aprimoramento da faculdade e da equipe.justificar que para o tranqüilo desempenho do trabalho mediúnico é preciso harmonia íntima para facilitar a identificação e socorrer os espíritos em suas necessidades e dificuldades, sem confundi-las com as nossas Preparação Constante: Reforma Íntima Necessidade de Superar: Uso do Fumo e Tóxicos Uso do Álcool Viciação Mental Concentração Condições Físicas e Mentais Emoções e Atitudes Predisposição Evangélica Segurança com Noção de responsabilidade Ambiente Físico Necessidade do Culto do Evangelho no lar No Invisível Leon Denis cap. 5 Diálogo com as Sombras - Hermínio Miranda - cap.1 Dicionário da Alma - Chico Xavier - pág. 32 Reuniões Mediúnicas - Projeto Manoel Philomeno de Miranda Nos Bastidores da Obsessão - Manoel Philomeno de Miranda - pag. 28 e 2 Manual Prático do Espírito - Ney Prieto Peres- Cap. I Item 2 e Cap. III Plenitude Mediúnica - Miramez - Cap. 19 Cartas e Crônicas - Irmão X cap. 18 Visão Espírita nas Distonias Mentais - Jorge Andréa - cap. 3 A faculdade mediúnica esta sujeita a intermitências e suspensões temporárias, quer para as manifestações físicas, quer para a escrita. (O livro dos médiuns cap/xvii- item 220)

20 Influência do Meio 19Da Refletir sobre a influência do meio a que está sujeita a experiência mediúnica, esclarecendo sobre a necessidade de estudo e dedicação íntima ao bem como condições fundamentais para um bom desempenho na tarefa. Entendimento de que as condições do meio serão tanto melhores, quanto maior homogeneidade houver para o bem, com mais sentimentos puros e elevados, mais desejo sincero de aprender, sem segundas intenções Comunicações espelhando as idéias dos presentes Superação dos Obstáculos naturais Homogeneidade de pensamentos Vigilância quanto aos ambientes freqüentados, às leituras, com o que olha e escuta O Livro dos Médiuns Allan Kardec 2ª Parte Cap. XXI Seara dos Médiuns Emmanuel Pág. 119 O Problema do Ser, do Destino e da Dor Leon Denis - 3ª parte - Conjunto de fenômenos psíquicos produzidos com a cooperação consciente ou inconsciente dos médiuns em ação (Mecanismos da mediunidade - Francisco C. Xavier / André. Luiz, cap/xxiii - Animismo

21 Mediúnica 20Educação Diferenciar desenvolvimento de educação mediúnica. Mostrar a importância e a finalidade do trabalho de educação mediúnica embasado nas diretrizes da codificação kardequiana. Como lidar com a mediunidade na infância, adolescência e juventude. Objetivo da Educação mediúnica no Grupo Scheilla: a educação moral do médium; o controle e equilíbrio das faculdades mediúnicas e a prática da caridade. Etapas da Educação Mediúnica no Grupo Scheilla: Ciclo de Estudos (importância do conhecimento doutrinário) Reunião de Educação Mediúnica: - - características desta reunião; Diferenças entre a reunião de Desobsessão e a reunião de educação mediúnica; Dias e horários em que acontecem. Requisitos para ingressar na Reunião de Educação Mediúnica LM cap. XVII da Formação dos Médiuns - Its 200 a 209 N D da Mediunidade cap. 1 e 3 Andre Luiz M da Luz cap. 3 Desenv. Mediúnico Cap. 4 Vampirismo Desenvolvimento Mediúnico Roque Jachinto Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel Philomeno de Miranda - Afloramento Mediunidade - Vida e Comunicação J. Herculano Pires O Consolador Chico Xavier, espírito Emmanuel (3ª parte, Cap. V). Regimento Interno Das Reuniões de Educação Mediúnica do Grupo Scheilla. Lembremo-nos de que onde está a Virtude não há lugar para os vícios.- A mediunidade sem lágrimas. ( Eliseu Rigonatti, cap/a lei de afinidade moral)

22 21O Papel do médium de sustentação ou Vibracional nas Reuniões Mediúnicas Justificar o porquê da necessidade de se manter uma equipe de vibracionais comprometida, segura e consciente do valor da atuação no padrão do amor como sustentáculo firme no auxílio aos espíritos necessitados na atividade mediúnica nas diversas RM s do Grupo Scheilla A mente como laboratório divino na elaboração dos A Gênese Allan Kardec, Capítulo XIV, itens 13 a 21 recursos vibracionais. (Ação dos Espíritos sobre os fluidos; Criações fluídicas; A importância do Vibracional nas Reuniões Mediúnicas. Fotografia do pensamento e qualidade dos fluidos) Apresentar os diversos tipos de reuniões mediúnicas Desobsessão Chico Xavier e Waldo Vieira, pelo Espírito existentes no Grupo Scheilla: Educação Mediúnica, André Luiz- Cap. 38 (Cooperação mental) Orientação Espiritual, Desobsessão e Ectoplasmia e as Qualidade na Prática Mediúnica Projeto Manoel especificidades da função do vibracional em cada uma Philomeno de Miranda, pergunta nº 74 (Assistência) delas. Apostila: Médium de Sustentação - organizada pelo Requisitos para atuar como Vibracional nas Reuniões Departamento de Orientação Mediúnica da União Espírita Mediúnicas do Grupo Scheilla: Mineira Ter concluído o Ciclo de Estudos Regimentos Internos das Reuniões Mediúnicas do Grupo Ter frequentado Reunião de Educação Mediúnica no Scheilla. Grupo Scheilla; Estar integrado a uma tarefa de assistência social; Ter implantado em seu lar o Culto do Evangelho no Lar; Frequentar reunião pública semanalmente O médium instruído na ciência do amor dá mais ao ambiente do que recebe dele, e isso lhe garante maior equilíbrio. (Médiuns Miramez, cap/50- O médium e o ambiente)

23 Identificação dos Espíritos 22Da Mostrar que é preciso estudo para o constante aprimoramento como pré-requisito necessário àqueles que estarão na atividade mediúnica com o compromisso de identificar, orientar e socorrer junto aos mentores os espíritos comunicantes. Lógico e Bom Senso Razão Da linguagem à aparência dos Espíritos Estado Vibracional Análise das Comunicações Comunicações Apócrifas O Livro dos Médiuns - Allan Kardec 2ª Parte - cap, XXIV - XXXI LE q. 100 a 113 Qualidade na Prática Mediúnica - Manoel Philomeno de Miranda - pag. 114 Enquanto não se aprimore, é certo que o Espírito padecerá, em seu instrumento de manifestação, a resultante dos próprios erro. (Mecanismos da mediunidade Francisco C. Xavier /André Luiz, ) cap/xxiv- Obsessão)

24 23O Coordenador - Esclarecedor na Atividade Mediúnica e sua responsabilidade e atuação nas RM s Mostrar que na atividade de coordenador é preciso comprometimento de modo a garantir a condução segura e serena embasada no estudo e vivência dos preceitos evangélicos doutrinário. O doutrinador, intermediando fluidos dos Espíritos protetores, de súbito vê Se envolvido por sentimentos amorosos dirigidos ao Espírito necessitado, ou obsessor. ( Devassando o Invisível ). Em outras palavras: com a ajuda dos Espíritos protetores, o doutrinador, de imediato, estabelece empatia com o visitante espiritual. Todo coordenador é um esclarecedor. Aptidão para Liderar Equipes Lembrar que aptidão não é tempo de Reunião Comprometimento Conhecimento Evangélico e Doutrinário Conhecimento e aplicação das Normas da Casa Autoridade fundamentada no exemplo; Dignidade e respeito para com todos; Afeição sem privilégios; Importância da Pontualidade e da Assiduidade Importância da Atenção no Esclarecimento Relação de Confiança e Respeito Humildade e Discernimento Bondade e Firmeza Atender as diretrizes da Coordenação e do Regimento Interno da Tarefa Atualização do Conhecimento Espírita através dos Simpósios, Seminários, Leituras e Cursos de Reciclagem. O L dos Médiuns - Allan Kardec - cap. XXIV Missionários da Luz Cap. 17 Nos Domínios da Mediunidade cap. Reuniões Mediúnicas - Projeto Manoel P de Miranda Qualidade na Prática Mediúnica Manoel P de Miranda cap. 53 Diretrizes de Segurança - Raul Teixeira - cap. V Seara dos Médiuns Emmanuel - pág.231 Estudando a Mediunidade - Martins Peralva Nos Domínios da Mediunidade - André Luiz Desenvolvimento Mediúnico - Roque Jacinto Mediunidade e Discernimento - Walter Barcelos Desobsessão André Luiz- Caps. 14; 59 e 63 Conduta Espírita Lição 3 Reuniões de Orientação aos Dirigentes de Sessões Espíritas. São Paulo, FEESP, Sessões práticas e doutrinárias do espiritismo. -: FEB, Cap. 8 (Das manifestações dos vivos e dos mortos), p.164. É imprescindível enriquecer o pensamento, incorporando-lhe os tesouros morais e culturais, os únicos que nos possibilitam fixar a luz que jorra para nós, das Esferas mais altas, através dos gênios da sabedoria e do amor que supervisionam nossas experiências (Nos domínios da mediunidade - Francisco C. Xavier /André Luiz, ) cap/1 Estudando a mediunidade

25 24O Esclarecimento aos espíritos nas Reuniões mediúnicas Conhecer um pouco sobre o atendimento aos espíritos que se manifestam nas Reuniões Mediúnicas e sobre o papel do esclarecedor. O doutrinador, intermediando fluidos dos Espíritos protetores, de súbito vê. Se envolvido por sentimentos amorosos dirigidos ao Espírito necessitado, ou obsessor. ( Devassando o Invisível ). Em outras palavras: com a ajuda dos Espíritos protetores, o esclarecedor de imediato, estabelece empatia com o visitante espiritual. O que é esclarecer? Qual é a atuação do esclarecedor? Relação médium x esclarecedor A atuação dos mentores Necessidade de preparação física e mental O desenvolvimento da intuição através da inspiração; Importância do estudo, da meditação e da prece; Evangelho, à luz da Doutrina - referência para o esclarecimento; A prece; O acolhimento fraterno, ouvir, para identificar a dor que aflige o irmão manifestante; Atenção às armadilhas A linguagem apropriada e a objetividade; O momento de encerrar o esclarecimento; O que é o sucesso no esclarecimento. O L dos Médiuns - Allan Kardec - cap. XXIV LE Escala espírita q. 100 Missionários da Luz Cap. 17 No Mundo Maior cap. 4 e 5 Reuniões Mediúnicas - Projeto Manoel P de Miranda Qualidade na Prática Mediúnica Manoel P de Miranda cap. 53 Diretrizes de Segurança - Raul Teixeira - cap. V Diálogo com as Sombras H. Miranda Pág. 67 Doutrinação - Roque Jacinto- Caps. 4; 6; 9; 77; 133 Lucas 8:30 Cura do Possesso Para julgar os espíritos, como para julgar os homens, é necessário que cada um saiba julgar a si mesmo. (O livro dos Médiuns item 267)

26 Moral do Médium 25Influência Explicar que a mediunidade é uma faculdade orgânica, independe da moral do médium e que a simpatia dispensada aos médiuns pelos bons espíritos está na razão direta de seus esforços em melhorar-se. Afinidade Médium Perfeito Compromisso com a Mediunidade Qualidades e Defeitos Dai de graça o que de graça recebestes "A faculdade mediúnica constitui campo de trabalho e não é nenhum privilégio O Livro Médiuns Kardec cap. XX Evangelho Segundo o Espiritismo Allan Kardec Cap. XXVI Estudando a Mediunidade - Martins Peralva Qualidade na Prática Mediúnica - Manoel Philomeno de Miranda - pag.30 Os mensageiros André Luiz

27 e Perdas da Mediunidade 26Perigos Esclarecer que a mediunidade é uma oportunidade de trabalho e de redenção espiritual em beneficio do próximo como recurso concedido pela misericórdia divina para saldar débitos através da dedicação e construção edificante nos padrões do amor. Problemas da Mediunidade Influência do Exercício da Mediunidade sobre a Saúde, o Cérebro e sobre as Crianças Mau uso da mediunidade Falta de preparo Bloqueios do Médium: Físicos Vícios, sexo desajustado Mentais Medo, Insegurança Livro dos Médiuns Cap. XVII Allan Kardec Plenitude Mediúnica-Miramez - cap 9 Seara dos Médiuns - Emmanuel pág. 113 Obsessão e Transtornos Psíquicos - Célio Alan Kardec - cap. 25

28 27O Médium e Sua Segurança Mediúnica Esclarecer sobre a responsabilidade dos médiuns, a importância do estudo e do aperfeiçoamento moral no equilíbrio espiritual da faculdade e na segurança mediúnica. Equilíbrio e Harmonia entre a Mente e as Emoções Vida fundamentada em uma Conduta de austeridades morais Concentração Aprender a técnica de isolar-se do mundo externo para ouvir interiormente Cultivo da Prece com Serenidade Disposição Afeiçoar-se à valorização do serviço em sintonia com o Ideal Espírita Humildade Sempre Atender as diretrizes da Coordenação e do Regimento Interno da Tarefa Atualização do Conhecimento Espírita através dos Simpósios, Seminários, Leituras e Cursos de Reciclagem. Plenitude Mediúnica - Miramez - Cap. 17 e 18 Seara dos Médiuns Emmanuel - Pág. 191 Estudando a Mediunidade - Martins Peralva - cap. VII Obsessão e Transtornos Psíquicos - Célio Alan Kardec - cap 23 Segurança Mediúnica - Miramez "Disto também falamos não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. (1CO 2:13)

29 - Conceito e Causas - 1ª Parte 28Obsessão Informar sobre o processo obsessivo suas causas, tipos, formas. Conceitos O que é a Obsessão? Causas Tipos Graus Formas (encarnado para encarnado; desencarnado para encarnado e etc.) Processo Obsessivo Quem é o Obsessor? Estai de sobreaviso, vigiai e orai; porque não sabeis quando será o tempo (Jesus-Marcos 13:33) O L Médiuns - Kardec 2ª parte cap. XXIII Obsessão Desobsessão - Suely Caldas Schubert Pág. 25 a 30 Mecanismos da Mediunidade - André Luiz - cap. XVI Nos Bastidores da Obsessão - Manoel Philomeno de Miranda (Examinando a Obsessão) Obsessão e Transtornos Psíquicos - Célio Alan Kardec - cap. 3, 12, 14 A Obsessão - Instalação e Cura-Coletânea de Manoel Philomeno de Miranda

30 29A Mediunidade e a Obsessão Tomadas e Etapas 2ª Parte Explicar como se estabelece a vinculação no processo obsessivo esclarecendo sobre suas etapas, conseqüências, tratamento e profilaxia. Tomadas Mentais Alienação Mental Etapas Modalidades: Efeitos Físicos e Inteligentes Natureza: Espirítica e Anímica As conseqüências da Obsessão A Epilepsia e a Obsessão Espiritual. Profilaxia O Livro dos Médiuns Kardec - cap.xxiii- EV dois mundos cap. 15 Mecanismos da Med. - André Luiz - cap. XVI N Domínios da Mediunidade cap. 19 e 25 Obsessão/Desobsessão - Suely Caldas Schubert Pág. 25 / 30 Nos Bastidores da Obsessão; Grilhões partidos -M P de Miranda (Examinando a Obsessão) Obsessão e Transtornos Psíquicos - Célio Alan Kardec - Cap 2, 18 A Obsessão e suas Máscaras - Marlene R. S. Nobre Cap I - Itens 3; 5; 7; 8; 10; 13; 17; 18

31 de Desobsessão 30Reuniões A Reunião de Desobsessão é um oásis de bênçãos, destinada ao atendimento ao obsessor e o obsediado. Como também para a dor e a ignorância. É onde os corações que ali são levados encontram através da misericórdia divina, o acolhimento, esclarecimento e o consolo. Dar esclarecimentos sobre como se processa uma reunião de desobsessão, suas características, formas, tipos e pré-requisitos necessários a uma atividade desta importância. Como se processa a Reunião Características das Reuniões de Desobsessão: Com a presença do Paciente/Convencional À distância Sem a presença do paciente Emergencial O paciente na situação de emergência Benefícios e preparo para a Reunião Comportamento do paciente durante e depois Atuação dos Espíritos na Desobsessão Simplicidade do ambiente físico Apoio ao paciente: A importância do tratamento espiritual Profilaxia: Reforma intima Trabalho no bem Participação Reunião Pública Fluidoterapia Necessidade do Culto no lar O L dos Médiuns - Allan Kardec - item 281 Obsessão / Desobsessão - Suely Caldas Schubert págs. 125 e 187 Obsessão e Transtornos Psíquicos - Célio Alan Kardec - cap. 5, 6 e 7 Desobsessão André Luiz Reuniões Mediúnicas - Projeto Manoel Philomeno de Miranda Lucas 11:22 Libertação André Luiz Pág. 46/141 No Mundo Maior Cap. 8 A Era do Espírito pede-nos a conquista de nós mesmos, luta incessante, trabalho e responsabilidade. É o futuro, acenando-nos com as suas mãos de luz para a realização de nossos alevantados destinos (Estudando a mediunidade - Martins Peralva, cap/i, Mediunidade com Jesus)

32 de Orientações Espirituais - ROE 31Reuniões Os Espiritos do Senhor, que são as virtudes dos Céus, espalham-se por toda a superficie da Terra e, semelhantes a estrelas cadentes, vêm iluminar os caminhos e abrir os olhos aos cegos. ( Espirito da Verdade EVG prelúdio ) Esclarecer sobre os objetivos das reuniões de orientação espiritual e da necessidade de equilíbrio, disciplina e estudo dos componentes da equipe de uma reunião mediúnica. Objetivo das Reuniões Conhecimento adequado dos componentes da Reunião sobre: Captação e processamento da mensagem Como se realiza o processo mediúnico da transmissão da mensagem Psicografia: Mecânica, semi mecânica e intuitiva Análise das orientações antes de liberá-las Perfil do coordenador dessa Reunião Preparo físico, mental e espiritual dos componentes da Reunião Atender as diretrizes da Coordenação e do Regimento Interno da Tarefa Atualização do Conhecimento Espírita através dos Simpósios, Seminários, Leituras e Cursos de Reciclagem. O Livro dos Médiuns 2ª Parte Item 52, 137 Projeto Manoel Philomeno de Miranda Do ABC ao Infinito vol 3 cap. 14 Medicina da Alma Robson Pinheiro Santos

33 Fraterno Espiritual 32Atendimento Destacar a importância do atendimento fraterno na casa espírita. Evidenciar as características e pré-requisitos necessários a uma pessoa que dará orientações embasadas nos princípios evangélico-doutrinários aqueles que buscam o socorro na casa espírita. O Assistido (Tipos) As necessidades humanas Objetivo do Atendimento Fraterno O Regimento Interno A relação de ajuda com Jesus Etapas do Atendimento: Abordagem / Entrevista / Terapia do apoio / Clarificação / Conscientização / Aconselhamento Vícios de recepção / atendimento Passos para uma boa recepção e atendimento: atenção/envolvimento, interpretação/encaminhamento Dinâmica do atendimento Saber ouvir/empatia. Atendimento Fraterno Projeto Manoel Philomeno de Miranda Atendimento Fraterno - Federação Espírita Rio Grande do sul A arte do aconselhamento Psicológico - Rollo May O médium com pretensões à educação cristã deve se moldar nos preceitos do Evangelho, pois esse é o caminho mais seguro para o seu aprendizado. (Médiuns - Miramez cap/18 Desenvolvimento mediúnico)

34 33O Médium e a Assistência Social Dar embasamento que facilite a conscientização da importância de se realizar atividades de assistência e promoção social, como um dos recursos complementares da atividade mediúnica. A vivência da Fraternidade Fora da Caridade não há salvação A importância da tarefa no trabalho mediúnico A caridade bem orientada é força de Deus em favor dos Homens Plenitude Mediúnica - Miramez - cap. 44 e 49 Seara dos Médiuns Emmanuel -Pág. 37, 115, 223 Laços de Afeto - Ermance Dufaux - cap. 6 Obreiros da Vida Eterna André Luiz- Pág 189 Notícias do Bem Almir Fontoura- Cap.2; 3; 5; 14 Os vibracionais, como quaisquer outros que integram a equipe mediúnica, devem obedecer à mesma disciplina, e entregar-se ao mesmo aprendizado doutrinário. (Diálogo com as sombras - Hermínio C. Miranda, cap/ii As pessoas)

35 Prece e o Evangelho no Lar 34Mediunidade, Mostrar que a prece é meio de harmonização espiritual cuja eficácia nos faz haurir forças para reequilibrar o campo mental, físico e espiritual bem como um facilitador de sintonia com os mentores que orientam a nossa caminhada evolutiva.como também com esta prática, contribuindo para a evangelização de espíritos desencarnados, e para a nossa própria evangelização. O momento da leitura do Evangelho e oração é o momento em que nós nos abrimos para receber as intuições e as influências dos bons espíritos, dos Espíritos Protetores que nos acompanham. É a nossa proteção contra as más influencias que estamos todos sujeitos Concentração Recolhimento Caráter, Ação e Mecanismo da Prece Importância do Culto do Evangelho no Lar Como realizar o Culto no Lar Os Mensageiros A Luiz Caps 34 a 37 Entre a terra e o céu A. Luiz caps. 1, 2 e 6 Leis Morais da Vida - Oração no lar D P Franco - Joanna de Ângelis. Vereda Familiar caps. 23 e 24 J. Raul Teixeira - Pelo espírito Thereza de Brito. Conduta Espírita - André Luiz- Cap 5; 26 Estudando a Mediunidade - Martins Peralva Cap. XXXII N Domínios da mediunidade A Luiz cap. 20 Jesus no Lar - Neio Lúcio Lições 1 e 50 Messe de Amor - Joanna de Ângelis - cap. 39 Somente a exteriorização de sentimentos elevados resulta em material de trabalho compatível com a importância das praticas desobsessivas. (Obsessão e transtornos psíquicos - Célio Alan K. Oliveira cap/5 A reunião de desobsessao item/5.5)

36 35 Quem são e quais são as diferenças entre: o mentor espiritual / o orientador mediúnico / o anjo guardião (ou espírito protetor) As atividades dos Benfeitores: antes e depois da Reunião Preparação do ambiente Sustentação A importância e características do orientador mediúnico na reunião de educação mediúnica A inspiração para o esclarecimento na R e a seleção dos espíritos para o atendimento As instruções seguras através da psicografia A condução nos tratamentos de Ectoplasmia e fluidoterapia Os Benfeitores espirituais, o orientador mediúnico e o espírito protetor ou anjo guardião A responsabilidade básica pelos trabalhos mediúnicos é do Plano Espiritual e por isso o verdadeiro esquema a ser seguido aí se delineia. Mas, os lidadores da Espiritualidade respeitam, e muito, os desejos e planificações expressos pelos irmãos da Terra. (Obsessão/Desobsessão, cap. 4).As intenções, fundamentadas nos preceitos evangélicos do amor e da caridades, do estudo e da aprendizagem, são as que realmente atraem os Espíritos superiores, sem cuja contribuição valiosa, os resulta dos decaem para a frivolidade, a monotonia e não raro para a obsessão." (Manoel P de Miranda) L dos Médiuns cap. XXIX it 333 LE cap. 9 q. 484 a 521 Estudando a Mediunidade - Martins Peralva Desenvolvimento Mediúnico Orientador mediúnico - Roque Jacinto Diretrizes de Segurança D P Franco J. Raul Teixeira Missionários da Luz cap. 1, 3, 9, 10 e 19 N Domínios da Mediunidade 3, 5 e 28 Curso para dirigentes de Desenvolvimento Mediúnico FEESP Desobsessão, cap.37 Diálogo Com as Sombras, cap 4 O atendente fraterno deve ter facilidade de simpatizar com as pessoas, de sentir com cada uma os sofrimentos e dificuldades que atravessam, e, sentir-se solidário. (Atendimento fraterno, Projeto M. P. Miranda) cap/7 A empatia)

37 36 Mediunidade com Jesus Mandato Mediúnico : Mediunato Esclarecer que na mediunidade com Jesus o compromisso é com o auto aprimoramento e com a promoção do assistido em assistente. O que é Mediunismo? O que é Mandato mediúnico? Conceitos Conquista Vivência e Sacrifícios Carismas e Caridade Apostolado O Médium e o compromisso com a mediunidade Mediunidade com Jesus Mediunato... Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida... (JO 14:6) ESE cap. XXVI Livro dos Médiuns - Capítulo XXXI No Mundo Maior André Luiz Cap. 9 Nos Domínios da Med. André Luiz cap.16 Dissertações Espíritas - Comunicação XII Joana d Arc e cap. XXXII Estudando a Mediunidade - Cap. 1, 24 e 25 Médiuns e Mediunidades- D P Franco Diversidade dos Carismas Hermínio C Miranda Vol. II O Consolador Emmanuel Cap. V Plenitude Mediúnica Miramez - Cap.41 Seara dos Médiuns Médium Inesquecível - Emmanuel

COORDENAÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPÍRITA

COORDENAÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPÍRITA Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla - GFEIS EDU/CAD - Coordenação de Educação Espírita Ciclo de s - Módulo III - "Mediunidade" COORDENAÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPÍRITA Coord e n a ç ã o do Ciclo de s

Leia mais

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte

módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE da fisiologia da comunicação mediúnica 1ª parte sugerida II módulo MECANISMOS DA MEDIUNIDADE 1ª parte da fisiologia da comunicação mediúnica 2 Primeira parte 9 OS FLUIDOS Elementos fluídicos. Ação dos espíritos sobre os fluidos Criações fluídicas; fotografia

Leia mais

O TRABALHADOR ESPÍRITA EM AÇÃO

O TRABALHADOR ESPÍRITA EM AÇÃO Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla EDU/CCE Coordenação de Educação Espírita CICLO DE ESTUDOS MÓDULO IV O TRABALHADOR ESPÍRITA EM AÇÃO Cursos: Tarefeiros de Reunião Pública (EDU)) Coord. De Evangelização

Leia mais

Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento. Marlene Valéria - Emerson

Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento. Marlene Valéria - Emerson Natureza / Características / Etapas / Organização / Funcionamento Marlene Valéria - Emerson Entender o que é uma reunião mediúnica. Saber identificar uma reunião mediúnica pela sua natureza e característica.

Leia mais

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise

EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA. Amanda e Denise EDUCAÇÃO, CAPACITAÇÃO, PREPARO E CUIDADO DO TRABALHADOR DA REUNIÃO MEDIUNICA OBJETIVOS: Explicar como se realiza a educação do médium; Destacar a importância da capacitação contínua do trabalho do grupo

Leia mais

1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2015 TERÇA TARDE das 14:30h ÀS 16:30h

1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2015 TERÇA TARDE das 14:30h ÀS 16:30h 1º ANO DO CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA 2015 TERÇA TARDE das 14:30h ÀS 16:30h DATA TEMA TEMPO EXPOSITOR SÁBADO Aula 1 24/02 Aula de apresentação 80 21/02 Aula 2 03/03 Voluntariado 80 28/02 Aula 3 10/03 Aula

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA CASA DE JESUS

CENTRO ESPÍRITA CASA DE JESUS CENTRO ESPÍRITA CASA DE JESUS Rua 600 n 123- Centro Bal. Camboriú - SC Área da Atividade Mediúnica DEEM Estudo Teórico da Mediunidade ETM ESTUDO da MEDIUNIDADE e EDUCAÇÃO dos MÉDIUNS Programa 2012/2013:

Leia mais

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz REUNIÕES MEDIÚNICAS TÓPICOS 1.Conceito de Reunião Mediúnica 2.Características 3.Responsabilidade do Médium 4.Condições para a realização de uma reunião mediúnica 5.Objetivo e natureza das reuniões 6.Necessidades

Leia mais

Seminário: Terapia pelos Passes

Seminário: Terapia pelos Passes 1 Atividade Integrativa Para a tarefa do passe, no plano espiritual, não basta boa vontade. São necessárias qualidades de ordem superior e conhecimentos especializados. Padrão superior de elevação mental

Leia mais

Relatório Individual por : CARIDADE

Relatório Individual por : CARIDADE MANUAL E DICIONÁRIO BÁSICO DO ESPI 26 A.CAVERSAN/GEZIEL ANDRA G.E.DO LAR 02a A PRECE SEGUNDO O EVANGELHO 11;30 ALLAN KARDEC ALLAN KARDEC - F.PEREIRA JR F.E.B. 35a O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO 149;182;203;233;248

Leia mais

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05)

precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...) (05) ADAPTAÇÃO PSÍQUICA precisamos considerar que a mente permanece na base de todos os fenômenos mediúnicos. (...)" (05) Esta afirmação, simples e objetiva, define com clareza o papel da mente nas atividades

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br. Tema: Passes e Curas Espirituais. Palestrante: Alexandre Lobato Palestra Virtual Promovida pelo IRC- Espiritismo http://www.ircespiritismo.org.br Tema: Passes e Curas Espirituais Palestrante: Alexandre Lobato Rio de Janeiro 09/01/2004 Organizadores da palestra: Moderador:

Leia mais

Suely Caldas Schubert. Obsessão Desobsessão. Profilaxia e Terapêutica Espíritas

Suely Caldas Schubert. Obsessão Desobsessão. Profilaxia e Terapêutica Espíritas Suely Caldas Schubert Obsessão Desobsessão Profilaxia e Terapêutica Espíritas Sumário Dedicatória, 9 Em torno da Desobsessão, 11 Problema de Emergência, 15 Introdução, 19 PRIMEIRA PARTE A OBSESSÃO 1 As

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano 1 Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 14º MÓDULO -------------------

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: O Centro Espírita. Palestrante: Carlos Alberto. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: O Centro Espírita. Palestrante: Carlos Alberto. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Centro Espírita Palestrante: Carlos Alberto Rio de Janeiro 04/04/2003 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

Autores de Obras Espíritas. Léon Denis:

Autores de Obras Espíritas. Léon Denis: Autores de Obras Espíritas A Doutrina Espírita tem sua base na Codificação Kardecista. Kardec foi o pioneiro, entretanto, ao longo do tempos outros trabalhos tem surgido, multiplicando os assuntos abordados.

Leia mais

Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869

Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869 Hippolyte Léon Denizard Rivail 03-10-1804-31-03-1869 O dom da mediunidade é tão antigo quanto o mundo. Os profetas eram médiuns. Os caldeus, os assírios, possuíam médiuns. Sócrates era dirigido por um

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I. Monitores: Alice Akemi Maria José

TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I. Monitores: Alice Akemi Maria José TIPOS DE ESPÍRITOS COMUNICANTES - I Monitores: Alice Akemi Maria José Objetivos Entender como se processa a mensagem mediúnica no psiquismo do médium. Conhecer os meios de identificação dos Espíritos comunicantes

Leia mais

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 01/12/2003 POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 2 Índice Geral I POR QUE NÃO ORAMOS COM FREQUÊNCIA?... 4 II QUANDO NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS... 5 III

Leia mais

DESENHOS ESPÍRITAS Um aprendiz do Evangelho

DESENHOS ESPÍRITAS Um aprendiz do Evangelho 1 DESENHOS ESPÍRITAS Um aprendiz do Evangelho 2 3 A consciência e Deus A consciência é o fio invisível de contato com Deus e analisa cada um dos nossos pensamentos, sentimentos e ações, aprovando-os ou

Leia mais

ZALMINO ZIMMERMANN TEORIA DA MEDIUNIDADE

ZALMINO ZIMMERMANN TEORIA DA MEDIUNIDADE ZALMINO ZIMMERMANN TEORIA DA MEDIUNIDADE CAMPINAS SP 2011 SUMÁRIO Primeiras palavras... 17 Capítulo I Introdução... 19 Capítulo II O mediunismo na história... 23 Capítulo III Mediunidade Conceito Tipos...

Leia mais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano. Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais

Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano. Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais Grupo de Fraternidade Espírita Frei Germano Rua Paraúna n.º 350 Conjunto Celso Machado Bairro Serrano Belo Horizonte Minas Gerais GRUPOS DE ESTUDOS DA MEDIUNIDADE ------------------ 12º MÓDULO ------------------

Leia mais

COEM. CEUH Centro Espírita União e Humildade. Curso de Orientação e Educação Mediúnica. 7ª Sessão Classificação Mediúnica

COEM. CEUH Centro Espírita União e Humildade. Curso de Orientação e Educação Mediúnica. 7ª Sessão Classificação Mediúnica CEUH Centro Espírita União e Humildade Ponta Grossa / PR COEM Curso de Orientação e Educação Mediúnica 7ª Sessão Classificação Mediúnica - Mediunidade - Médium - Fenômenos Mediúnicos COEM - Curso de Orientação

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS

CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS CENTRO ESPÍRITA CAMINHANDO PARA JESUS Rua Dr. Machado, 168 - Campo Grande - Recife - PE - www.cecpj.org.br PROGRAMAÇÃO: DEZEMBRO/2015 QUADRO DE AVISOS DATAS AUDITÓRIO B TEMA BIBLIOGRAFIA BÁSICA LEGENDA

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011

O GRANDE COMPROMISSO. www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O GRANDE COMPROMISSO www.searadomestre.com.br Grupo Espírita Seara do Mestre 25 de abril de 2011 O grande compromisso Nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade

Leia mais

A DOUTRINA ESPÍRITA, À LUZ DA FÉ RACIOCINADA,

A DOUTRINA ESPÍRITA, À LUZ DA FÉ RACIOCINADA, Matéria Ufologiade capa A DOUTRINA ESPÍRITA, À LUZ DA FÉ RACIOCINADA, EXPLICA QUEM SÃO OS SERES ANGELICAIS Entrevista realizada pelo site www.irc-espiritismo.org.br Eles existem? Aorigem da idéia de que

Leia mais

Máximas de André Luiz

Máximas de André Luiz Máximas de André Luiz 1 Máximas de André Luiz 3 MÁXIMAS DE ANDRÉ LUIZ Capa: Rogério Mota Projeto gráfico: Equipe O Clarim Revisão: Teresa Cunha e Cássio Leonardo Carrara Todos os direitos reservados Casa

Leia mais

Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral

Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral Parte Terceira Capítulo XII Da perfeição moral Caracteres do homem de bem Questão: 918 O homem de bem tira boas coisas do bom tesouro do seu coração e o mau tira as más do mau tesouro do seu coração; porquanto,

Leia mais

AULA 20 MEDIUNIDADE: O QUE É E COMO PRATICÁ-LA

AULA 20 MEDIUNIDADE: O QUE É E COMO PRATICÁ-LA É natural que nos comuniquemos com os Espíritos desencarnados e eles conosco, porque também somos Espíritos, embora estejamos encarnados. Pelos sentidos físicos e órgãos motores, tomamos contato com o

Leia mais

O Coordenador da Reunião Mediúnica

O Coordenador da Reunião Mediúnica Os Coordenadores e Esclarecedores Da Reunião de Educação Mediúnica Coordenação das Reuniões de Educação Mediúnica O Coordenador da Reunião Mediúnica Ao coordenador de reunião mediúnica compete importantes

Leia mais

Caminho da regeneração

Caminho da regeneração CONCAFRAS - 2014 Caminho da regeneração Ao Espiritismo cabe essa gigantesca tarefa: reconduzir o homem moderno a Deus, insculpir-lhe a fé superior e racional, mediante a utilização dos recursos de que

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NOSSOS PENSAMENTOS E ATOS

INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NOSSOS PENSAMENTOS E ATOS INFLUÊNCIA DOS ESPÍRITOS EM NOSSOS PENSAMENTOS E ATOS SINTONIA VIBRATÓRIA E AFINIDADE MORAL Vimos antes que matéria e energia são aspectos de uma mesma realidade. Podem parecer muito diferentes aos nossos

Leia mais

10a edição CAMPINAS SP 2013

10a edição CAMPINAS SP 2013 10 a edição CAMPINAS SP 2013 SUMÁRIO Apresentação... IX PRIMEIRA UNIDADE CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 1. Mediunidade e doutrina espírita...3 2. Importância do método e do estudo prévio...9 3. Reuniões doutrinárias

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

ESCOLA DE APRENDIZES DO EVANGELHO CURSO BÁSICO Fluidos e Perispírito Autora: Priscilla Mensinger

ESCOLA DE APRENDIZES DO EVANGELHO CURSO BÁSICO Fluidos e Perispírito Autora: Priscilla Mensinger 1 ESCOLA DE APRENDIZES DO EVANGELHO CURSO BÁSICO Fluidos e Perispírito Autora: Priscilla Mensinger FLUIDOS Cientificamente, um Fluido é toda substância que se deforma quando submetida à ação de uma força,

Leia mais

Nos passos de Jesus. (O Evangelho Segundo o Espiritismo) Programa de Estudos 2015

Nos passos de Jesus. (O Evangelho Segundo o Espiritismo) Programa de Estudos 2015 Nos passos de Jesus (O Evangelho Segundo o Espiritismo) Programa de Estudos 2015 1 - Introdução (1) Histórico da obra Objetivo do Evangelho segundo o Espiritismo Autoridade da Doutrina Espírita Notícias

Leia mais

Visão Espírita do Sono e dos Sonhos. Fontes de pesquisa:

Visão Espírita do Sono e dos Sonhos. Fontes de pesquisa: Visão Espírita do Sono e dos Sonhos Fontes de pesquisa: O Livro dos Espíritos: questões 400 a 420; O Evangelho Segundo o Espiritismo: cap. 5, item 11; cap. 28, item 38; O Livro dos Médiuns: cap. 6, item

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA FRATERNAL DEPARTAMENTO DE DOUTRINA REGIMENTO INTERNO DE ESTUDO E EDUCAÇÃO MEDIÚNICA E IRRADIAÇÃO

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA FRATERNAL DEPARTAMENTO DE DOUTRINA REGIMENTO INTERNO DE ESTUDO E EDUCAÇÃO MEDIÚNICA E IRRADIAÇÃO ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA FRATERNAL DEPARTAMENTO DE DOUTRINA REGIMENTO INTERNO DE ESTUDO E EDUCAÇÃO MEDIÚNICA E IRRADIAÇÃO I Conceito É uma reunião privativa, na qual se realiza a assistência aos espíritos necessitados

Leia mais

Laboratório do Mundo Invisível. Maria José e Denise

Laboratório do Mundo Invisível. Maria José e Denise Laboratório do Mundo Invisível Maria José e Denise OBJETIVOS Informar sobre a vida e organização no plano espiritual. Compreender de que forma os Espíritos manipulam os fluidos na formação de objetos e

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

QUESTIONÁRIO: PLANO DE AULA:

QUESTIONÁRIO: PLANO DE AULA: 1 PLANO DE AULA: 1. Iniciar a aula, comentando que iniciamos o estudo de um dos princípios básicos da Doutrina, a partir do qual repousa toda a sua filosofia (início do LE). Reforçar que o grupo não deve

Leia mais

Vimos rápidamente!!!

Vimos rápidamente!!! , O DEGRÁU PARA ADOTARMOS A CULTURA DA FELICIDADE Alkíndar de Oliveira Em nosso atual estágio evolutivo é mais fácil adotarmos a CULTURA DO SOFRIMENTO TENHAMOS COMO PRINCÍPIO DE VIDA NÃO FAZERMOS PARTE

Leia mais

Segurança Doutrinária

Segurança Doutrinária Autor desconhecido Segurança Doutrinária Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina. Paulo (Tito, 2:1) Quem deseje tornar-se versado numa ciência tem que a estudar metodicamente, começando pelo princípio

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

Encontro Fraterno Auta de Souza

Encontro Fraterno Auta de Souza Encontro Fraterno Auta de Souza Em matéria de conhecimento, onde poderemos localizar a maior necessidade do homem? Em matéria de conhecimento, onde poderemos localizar a maior necessidade do homem? Como

Leia mais

18º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE MEDIUNIDADE

18º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE MEDIUNIDADE 18º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE MEDIUNIDADE CONCLUSÃO DOS ESTUDOS REALIZADOS COM BASE NAS MENSAGENS DE ANTONIO DE AQUINO E NA ENTREVISTA COM ALTIVO FÉ E MEDITAÇÃO Fé adesão absoluta do espírito àquilo que

Leia mais

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Informações sobre o curso Início: Neste dia Duração: Algumas Reencarnações Objetivo: Melhoria pessoal ( ajuda na reforma

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A

AUTA DE SOUZA CURSO O N OÇ O ÕE Õ S BÁSIC I AS D E DOU O TR T IN I A E SPÍR Í IT I A CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 9 O Bom Samaritano Qual desses três vos parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões? O doutor lhe respondeu: Aquele que exerceu a

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA CÉLIA XAVIER DEPARTAMENTO DE MEDIUNIDADE REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I MISSÃO Art. 1º - Em consonância com o Regimento Interno da AECX, e sob a premissa de que a mediunidade é coisa

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Vida em Sociedade Palestrante: Regina de Agostini Rio de Janeiro 05/02/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: As Formas e Efeitos do Pensamento Palestrante: Gilson Bordallo Rio de Janeiro 23/06/2000 Organizadores da palestra: Moderador: Stone_

Leia mais

PROGRAMA DE ESTUDOS 2013 EDUCAÇÃO COM JESUS

PROGRAMA DE ESTUDOS 2013 EDUCAÇÃO COM JESUS CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA CEIC PROGRAMA DE ESTUDOS 2013 EDUCAÇÃO COM JESUS Coordenação: Angelo Medeiros Cláudia Almeida Maria Fernanda Pauli Wilma Arcari* Colaboração: Karlla Almeida Conteúdo CONTEÚDO

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Fascinação e Subjugação. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Fascinação e Subjugação. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Fascinação e Subjugação Palestrante: Mauro Operti Rio de Janeiro 03/09/1999 Organizadores da palestra: Moderador: jaja (nick: Moderador

Leia mais

14/08/2013. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita.

14/08/2013. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita. Entender o processo do desdobramento natural e provocado como grande recurso de renovação moral e auxilio aos trabalhos da Casa Espírita. 1 Espontâneo * Sono * Cochilo Induzido * Auto induzido * Hipnótico

Leia mais

Falando sobre mediunidade

Falando sobre mediunidade Falando sobre mediunidade Para início de conversa, é preciso fazer uma distinção entre mediunidade e espiritismo, já que não foi este quem a inventou. Desta forma, temos médiuns e fenômenos mediúnicos

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vida no Além Túmulo Palestrante: Guilherme Kremer Rio de Janeiro 07/07/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick:

Leia mais

REFLEXÕES ESPÍRITAS - Os sãos não precisam de médico.

REFLEXÕES ESPÍRITAS - Os sãos não precisam de médico. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS - Os sãos não precisam de médico. Tema: Capítulo XXIV de O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO de Allan Kardec A candeia debaixo do alqueire itens 11 e 12 OS SÃOS

Leia mais

Estrutura Pedagógica da Escola de Evangelização Espírita Infanto- Juvenil

Estrutura Pedagógica da Escola de Evangelização Espírita Infanto- Juvenil Plano Curricular Federação Espírita Brasileira Estrutura Pedagógica da Escola de Evangelização Espírita Infanto- Juvenil Maternal 3 e 4 anos Jardim 5 e 6 anos Infância 1º ciclo 7 e 8 anos Infância 2º ciclo

Leia mais

O objetivo da existência é o desabrochar dos germens divinos da alma;

O objetivo da existência é o desabrochar dos germens divinos da alma; PEDAGOGIA ESPÍRITA Trabalho formulado pelos facilitadores Edmar Jr. Ed e Juliana Machado da FEB Capacitação de Evangelizadores - Irmão Estevão, setembro de 2015 A Pedagogia Espírita Fundamentos Somos seres

Leia mais

Preparação para o trabalho

Preparação para o trabalho Preparação para o trabalho Em Seara dos Médiuns, Emmanuel afirma: Ser médium é ser ajudante do Mundo Espiritual. E ser ajudante em determinado trabalho é ser alguém que auxilia, espontaneamente, descansando

Leia mais

Índice. 3. Referências Bibliográficas...6

Índice. 3. Referências Bibliográficas...6 1 Índice Aula VI: Legiões Espirituais, Incorporação e Psicografia... 3 1.2. Legiões Espirituais... 3 1.3. Mediunidade da Incorporação e Psicografia... 4 1.4. Desenvolvimento Mediúnico na Prática Aula VI...

Leia mais

Planeta Terra: A nova civilização já está chegando!

Planeta Terra: A nova civilização já está chegando! Planeta Terra: A nova civilização já está chegando! Rubens Santini abril/2012. 2 Índice Geral I Esta é a nossa reencarnação mais importante...4 II Diferenças entre Mundo Expiação/Provas e Regeneração...5

Leia mais

O SER EXISTENCIAL (JOANNA DE ÂNGELIS. VIDA: DESAFIOS E SOLUÇÕES. CAP. 2)

O SER EXISTENCIAL (JOANNA DE ÂNGELIS. VIDA: DESAFIOS E SOLUÇÕES. CAP. 2) O SER EXISTENCIAL NINGUÉM SE ENCONTRARIA REENCARNADO NA TERRA, NÃO TIVESSE A EXISTÊNCIA FÍSICA UMA FINALIDADE SUPERIOR. O SER É PRODUTO DE UM LARGO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DOS INFINITOS VALORES QUE

Leia mais

AULA 27 Vivência Mediúnica

AULA 27 Vivência Mediúnica AULA 27 Vivência Mediúnica 1 O perfeito conhecimento dos objetivos da mediunidade equipa o intermediário para a desincumbência do compromisso assumido antes da reencarnação, e o seu menosprezo acarreta

Leia mais

INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM E DO MEIO

INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM E DO MEIO CVDEE Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo Estudos sobre Mediunidade INFLUÊNCIA MORAL DO MÉDIUM E DO MEIO INTRODUÇÃO Allan Kardec [LM-it 226] propõe aos benfeitores espirituais a seguinte

Leia mais

Aula 7. Qualidades Morais do Passista 1 / 8

Aula 7. Qualidades Morais do Passista 1 / 8 CURSO PASSE 7 do Passista EDITORA 1 1 / 8 Conduta... O médium passista necessitará vigilância no seu campo de ação, porquanto de sua higiene espiritual resultará o reflexo benfasejo naqueles que se proponha

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: Sexualidade e a Lei de Reprodução

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: Sexualidade e a Lei de Reprodução Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Sexualidade e a Lei de Reprodução Palestrante: Márcia Cordeiro Rio de Janeiro/RJ 25/08/2000 Organizadores da palestra: Moderador:

Leia mais

AULA RESUMIDA DE CONCEITOS DA DOUTRINA ESPÍRITA

AULA RESUMIDA DE CONCEITOS DA DOUTRINA ESPÍRITA CASA ESPÍRITA FRANCISCO DE PAULA VÍTOR AULA RESUMIDA DE CONCEITOS DA DOUTRINA ESPÍRITA ÚTIL PARA DAR UMA VISÃO DE CONJUNTO DOS PRINCIPAIS PONTOS DOUTRINÁRIOS DO ESPIRITISMO, QUANDO SE FOR INICIAR UM CURSO

Leia mais

RS-SPEE-150anos/Perri

RS-SPEE-150anos/Perri CENTRO ESPÍRITA ORIGEM E CONCEITO RS-SPEE-150anos/Perri Rua dos Mártires, 8 2º. Andar - Fundos RS-SPEE-150anos/Perri Há 153 Anos... Palais Royal RS-SPEE-150anos/Perri RS-SPEE-150anos/Perri Allan Kardec

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: O Homem de bem. Palestrante: Vera Sá. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Tema: O Homem de bem. Palestrante: Vera Sá. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Homem de bem Palestrante: Vera Sá Rio de Janeiro 19/03/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Safiri-SP" (nick: Moderador

Leia mais

INFORMATIVO DE LUZ. Editorial NOSSOS HORÁRIOS:

INFORMATIVO DE LUZ. Editorial NOSSOS HORÁRIOS: ASSOCIAÇÃO CULTURAL E ESPIRITUAL POLO DA LUZ Fundada em 03.04.93 CNPJ: 92413384/0001.92 Rua Geraldina Dinarte, 334 - Erechim - RS INFORMATIVO DE LUZ Boletim Informativo do Polo da Luz Março de 2015-002

Leia mais

COMO NOS LIBERTARMOS??

COMO NOS LIBERTARMOS?? COMO NOS LIBERTARMOS?? 1 / 9 O Espiritismo veio ensinar o processo de libertação. O modo de se libertar de todas as servidões inferiores. Suely Caldas Schubert - /Desobsessão Eu sou a porta. A verdade

Leia mais

II Seminário Apoio Fraterno O papel social da Religião 06/01/13 1

II Seminário Apoio Fraterno O papel social da Religião 06/01/13 1 II Seminário Apoio Fraterno O papel social da Religião 06/01/13 1 Lucas 1,15. Ele (João Batista) será grande diante do Senhor e não beberá vinho, nem bebida forte. 06/01/13 2 Dependência Química 2002 A

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Os Anjos da Guarda. Palestrante: Miguel Labolida. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Os Anjos da Guarda. Palestrante: Miguel Labolida. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Os Anjos da Guarda Palestrante: Miguel Labolida Rio de Janeiro 15/10/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "jaja" (nick: Moderador

Leia mais

1. Fatos Espíritas através dos Tempos... 11 2. Kardec e a Codifi cação... 21 3. O Que o Espiritismo Prega... 29 4. Diferenças Fundamentais...

1. Fatos Espíritas através dos Tempos... 11 2. Kardec e a Codifi cação... 21 3. O Que o Espiritismo Prega... 29 4. Diferenças Fundamentais... CAMPINAS-SP 2003 Sumário A Doutrina 1. Fatos Espíritas através dos Tempos...11 O anúncio de uma nova era...12 Em Hydesville, o primórdio...13 O neo-espiritualismo...17 2. Kardec e a Codificação...21 Primeiras

Leia mais

Uma corrente é uma cadeia de

Uma corrente é uma cadeia de DIVERSAS CORRENTES Uma corrente é uma cadeia de elos unidos e destes depende sua capacidade de resistência à ruptura e a confiança em sua finalidade. Quando falamos corrente mediúnica designamos a que

Leia mais

SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita

SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita SEF Sociedade Espírita Fraternidade Estudo Teórico-prático da Doutrina Espírita Unidade 69 TEMA: Introdução Orientação aos Espíritos: Necessidade da Orientação Métodos Utilizados Resultados. Ä Introdução:

Leia mais

Palestras a serem proferidas Expositor convidado

Palestras a serem proferidas Expositor convidado Palestras a serem proferidas Expositor convidado Tema Mês Abordagem Fonte de pesquisa sugerida Palestrante Março Aula inicial 07 -Temas que serão abordados -Apostila do curso de mediunidade Durante o curso

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO

GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO GRUPO ESPÍRITA NOSSO CANTINHO BOA NOITE SEJAM TODOS BEM VINDOS ALLAN KARDEC NASCIDO A 03 DE OUTUBRO DE 1804 A ELE NOSSA PRECE E PREITO DE GRATIDÃO LIVRO DOS ESPÍRITOS Lançado por Allan Kardec em 18 de

Leia mais

QUEM SABE PODE MUITO, CHICO XAVIER RECICLAGEM/2009- MÓDULO MEDIUNIDADE BASEADA NO LIVRO - CONVERSANDO COM OS THEREZINHA OLIVEIRA QUEM AMA PODE MAIS.

QUEM SABE PODE MUITO, CHICO XAVIER RECICLAGEM/2009- MÓDULO MEDIUNIDADE BASEADA NO LIVRO - CONVERSANDO COM OS THEREZINHA OLIVEIRA QUEM AMA PODE MAIS. RECICLAGEM/2009- MÓDULO MEDIUNIDADE QUEM SABE PODE MUITO, QUEM AMA PODE MAIS. CHICO XAVIER BASEADA NO LIVRO - CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS NA REUNIÃO MEDIÚNICA - THEREZINHA OLIVEIRA Pauta do dia: Apresentação

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: O Homem Total. Palestrante: Luzia Ribamar. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: O Homem Total. Palestrante: Luzia Ribamar. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: O Homem Total Palestrante: Luzia Ribamar Rio de Janeiro 20/11/1998 Organizadores da Palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS

CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS THEREZINHA OLIVEIRA CONVERSANDO COM OS ESPÍRITOS NA REUNIÃO MEDIÚNICA CAMPINAS SP 2009 SUMÁRIO Apresentação...1 PRIMEIRA PARTE CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES 1. O diálogo com os espíritos...5 2. Como Kardec

Leia mais

INTUIÇÃO & TIPOS INCOMUS DA MEDIUNIDADE. Roberto Camilo, Carlos Rocha & Franciene Briand 15 e 16 de setembro de 2013 OBJETIVOS

INTUIÇÃO & TIPOS INCOMUS DA MEDIUNIDADE. Roberto Camilo, Carlos Rocha & Franciene Briand 15 e 16 de setembro de 2013 OBJETIVOS INTUIÇÃO & TIPOS INCOMUS DA MEDIUNIDADE Roberto Camilo, Carlos Rocha & Franciene Briand 15 e 16 de setembro de 2013 OBJETIVOS CONCEITUAR INTUIÇÃO E IDENTIFICAR TIPOS INCOMUNS DE MEDIUNIDADE. 1 CONCEITO

Leia mais

21 DE MAIO DE 2010 ALGUNS COMENTÁRIOS ESPÍRITAS ANTE AS FUNÇÕES CEREBRAIS

21 DE MAIO DE 2010 ALGUNS COMENTÁRIOS ESPÍRITAS ANTE AS FUNÇÕES CEREBRAIS 21 DE MAIO DE 2010 ALGUNS COMENTÁRIOS ESPÍRITAS ANTE AS FUNÇÕES CEREBRAIS Nos últimos anos, a neurociência sofreu uma explosão no campo da pesquisa. A cada dia, surgem novas técnicas, como mapeamentos

Leia mais

UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA. AULA 9 Aura e irradiação

UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA. AULA 9 Aura e irradiação UNIDADE 2 AÇÃO FLUÍDICA AULA 9 Aura e irradiação 1 2 Da mesma forma que absorvemos os fluidos, nós os irradiamos 3 Há uma psicosfera fluídica envolvendo e acompanhando o Espírito em todos os seus movimentos

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: Medicina Espírita e Mediunidade de Cura

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br. Tema: Medicina Espírita e Mediunidade de Cura Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Medicina Espírita e Mediunidade de Cura Palestrante: Altivo Pamphiro Rio de Janeiro 13/10/2000 Organizadores da palestra: Moderador:

Leia mais

MENSAGENS ESPÍRITAS 1

MENSAGENS ESPÍRITAS 1 MENSAGENS ESPÍRITAS 1 O Despertar para luz Psicografia de Paulo Gonçalves Pelo Espírito Tibérius Editora 2012 2 Nada no mundo acontece por acaso, porque o acaso não existe. Se existisse, então teria de

Leia mais

Tormentos do Homem Moderno

Tormentos do Homem Moderno Tormentos do Homem Moderno Um análise à luz do Espiritismo André Henrique de Siqueira Atualidade Torna Caim ao fausto do proscênio. A Civilização regressa à taba. A força primitiva menoscaba A evolução

Leia mais

Yvonne, uma heroína silenciosa (Pedro Camilo) cap. 2 e 5. Sublimação (Yvonne A. Pereira/Charles e Léon Tolstoi) cap. 2, 5 e 6

Yvonne, uma heroína silenciosa (Pedro Camilo) cap. 2 e 5. Sublimação (Yvonne A. Pereira/Charles e Léon Tolstoi) cap. 2, 5 e 6 CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA O ENSINO ESPÍRITA NA OBRA DE YVONNE PEREIRA BIBLIOGRAFIA 1.UM ESTUDO SOBRE REENCARNAÇÃO 1.1 Yvonne do Amaral Pereira vida e obras dados biográficos principais a mediunidade:

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vontade Palestrante: Dulce Alcione Rio de Janeiro 29/09/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick: [Moderador]) "Médium

Leia mais