Tabela das Despesas Contabilizáveis para as Ações e Serviços Públicos de Saúde - ASPS. Assist. Social

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tabela das Despesas Contabilizáveis para as Ações e Serviços Públicos de Saúde - ASPS. Assist. Social"

Transcrição

1 Descrição da Despesa ASPS Assist. Social Outros Base Legal Subsídio do Secretário da Saúde, Assistência e Meio Ambiente. X 1 1 Casos em que a Secretaria da Saúde abranja outras áreas de atuação, deverá ser apropriado o subsídio do Secretário e respectivos encargos, adotando um critério para o adequado rateio. Ideal que tivesse a contabilidade de custos; Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução nº. 322, de 08/05/2003, do Conselho Vencimentos e vantagens fixas dos servidores administrativos da Secretaria da Saúde e respectivos encargos sociais (INSS ou RPPS) X 2 2 Casos em que a Secretaria da Saúde abranja outras áreas de atuação, deverão ser identificados os servidores que atuam diretamente só com a saúde, podendo alocar as respectivas despesas nas ASPS, todavia, em casos onde os mesmos servidores atendam outras áreas (assistência, meio ambiente, etc.) deverá ser adotado um critério formal (por instrução normativa do controle interno) para o adequado rateio; Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução nº. 322, de 08/05/2003, do Conselho Nacional de Saúde. Plano de saúde para os servidores da Secretaria da Saúde (IPE, UNIMED, Outros). Vale-transporte (auxílio) aos servidores vinculados à Saúde Vale-alimentação (auxílio) aos servidores vinculados à Saúde X 3 X 4 X 5 X 6 3 Parecer TCE 04/2007, abre a possibilidade para o Estado RS até que seja regulamentado por Lei Complementar. Entretanto para municípios orienta-se pelo não pagamento com recursos da saúde. 4 Não entra para ASPS por se tratar de clientela fechada, ferindo o princípio do tratamento igualitário e universal. Fulcro no Inciso II, 7ª Diretriz da Resolução nº. 322/2003 CNS. 5 Benefício oriundo da relação com servidor. Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Conselho 6 Benefício oriundo da relação com servidor; Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Conselho 7 Fulcro na 6ª Diretriz, VII, Resolução nº. Aquisição de medicamentos para utilização nos postos de saúde X 7 322, de 08/05/2003, do Conselho Aquisição de medicamentos para X 8 8 Fulcro na 6ª Diretriz, VII, Resolução nº. 1

2 distribuição mediante receituário 322, de 08/05/2003, do Conselho Aquisição de cadeira de rodas, muletas, óculos, aparelhos auditivos. Passagem para deslocamento para outro município (ou localidade) para consulta médica especializada, agendada pelo município. Material e serviços ligados à publicidade da Saúde (informativos) Despesa com levantamentos estatísticos, estudos e pesquisas visando precipuamente ao aprimoramento da qualidade e à expansão das ações e serviços públicos de saúde. Coleta de lixo urbano (resíduos sólidos) Coleta de lixo hospitalar (tratamento diferenciado do lixo urbano) Curso de qualificação e treinamento dos servidores da área da saúde (incluindo os do programa PSF, PACS e outros). X 9 X 10 X 11 X 12 X 13 X 15 X 16 9 Observar o 2º, art. 15 da Lei nº /2003, Estatuto do Idoso, que prevê a obrigação de fornecer aos idosos, gratuitamente, medicamentos, especialmente os de uso continuado, assim como próteses, órteses e outros recursos relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação, podendo ser custeado com recursos da saúde. Informação TCE/RS nº 02/ Quando a distribuição destes materiais não tiverem tratamento igualitário e universal, mas sim estiverem ligados à condição social do beneficiário, abrangendo somente pessoas carentes. (5ª Diretriz, III, Resolução nº.322/2003) 11 Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução 12 A publicidade pode ser enquadrada nas ASPS desde que abranja material informativo à população, tais como: prevenção de doenças, campanhas de vacinação, material educativo com fulcro na prevenção, serviços e programas dispostos à comunidade. Cabe observância dos princípios da publicidade, impessoalidade e moralidade. (6ª Diretriz, IV, Resolução nº. 322/2003) 13 Fulcro na 5ª Diretriz da Resolução nº. 322/2003 e, também, por analogia ao art. 70, IV da LDB Fulcro na 7ª Diretriz, Inciso V, X Resolução 15 O destino do lixo hospitalar onde se encontra material contaminado e material cortante, por exigir tratamento diferenciado e por ter ligação direta com a saúde, cabe a sua inclusão nas despesas com ASPS.(6ª Diretriz, I e XV, Resolução nº. 322/2003) 16 Fulcro no Inciso IX da 6ª Diretriz da Resolução Construção/perfuração de poços X Fulcro no Inciso XII da 6ª Diretriz da 2

3 artesianos para atendimento à comunidade do interior onde não há água encanada Construção/ampliação/manutenção rede de água no interior Despesas administrativas das unidades/postos de saúde, tais como: energia elétrica, telefone, água, material de consumo, material de limpeza, etc. Despesas administrativas da Secretaria da Saúde, desde que vinculadas à função saúde e dentro do órgão saúde, tais como: material de expediente, telefone, água, energia elétrica, etc. Diária do Secretário da Saúde Diárias para servidores para deslocamento para cursos e treinamento Diária para motoristas de ambulância Aquisição/locação de veículo para transportar pacientes para fisioterapia X 18 X 19 X 20 X 21 X 22 X 23 X 24 Resolução nº. 322/2003 quando o mesmo estiver associado diretamente ao controle de vetores, a ações próprias de pequenas comunidades ou em nível domiciliar e desde que não haja contrapagamento de taxa ou tarifa. 18 Fulcro no Inciso XII da 6ª Diretriz da Resolução nº. 322/2003 quando o mesmo estiver associado diretamente ao controle de vetores, a ações próprias de pequenas comunidades ou em nível domiciliar e desde que não haja contra pagamento de taxa ou tarifa. Alerta-se: caso não se enquadre em ações diretamente ligadas ao controle de vetores ou se trate de pequenas comunidades, a despesa é de infraestrutura e deve ser custeada com recursos próprio que não os vinculados com a área da saúde. 19 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 20 As despesas administrativas da Secretaria da Saúde podem ser apropriadas integralmente desde que a mesma atenda tão somente à saúde, todavia, se a mesma abranger outras atividades (assistência, meio ambiente, educação, etc.) deverá haver critério para rateio das referidas despesas (de preferência por instrução normativa do controle interno); Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução nº. 322, de 08/05/2003, do Conselho 21 Desde que a sua finalidade esteja intimamente ligada aos interesses da saúde; Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Conselho 22 Desde que a sua finalidade esteja intimamente ligada aos interesses da saúde; Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Conselho 23 Desde que o mesmo esteja à serviço da saúde; Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Conselho 24 Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução Aquisição de ambulância X Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução 3

4 Despesas com transporte de pacientes (de um hospital para outro hospital) Despesas com material hospitalar X 26 X Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução 27 Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução Despesas com contratos ou convênios 28 Trata-se da complementação dos com hospitais X 28 serviços de saúde; Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução Subvenções sociais a entidades que prestam serviços de saúde (médicos, exames, cirurgias, etc.) X Trata-se da complementação dos serviços de saúde, nos casos em que a entidade tiver fins ideais, não lucrativos; Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução nº. Construção/ampliação/manutenção rede de esgoto da X Fulcro na 7ª Diretriz, IV Resolução nº Cafezinho/chá/água para colocar à disposição dos pacientes nas unidades de saúde Construção de unidades/postos de saúde X 31 X Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 32 Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução Calçamento da via de passeio público em 33 Trata-se de despesa de infraestrutura frente à unidade de saúde X 33 fora da saúde; 5ª Diretriz, III, Resolução nº. 322/2003). Calçamento do terreno (pátio) das unidades/postos de saúde Aquisição de veneno para controle de vetores Aquisição de gêneros alimentícios (óleo, leite, etc.) para distribuição. Aquisição de gêneros alimentícios para refeições de pacientes em hospitais públicos municipais X 34 X 35 X 36 X Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução 35 Fulcro no Inciso I da 6ª Diretriz da Resolução 36 Desde que esteja ligado ao programa para combate à carência nutricional com acompanhamento médico; Fulcro no Inciso III da 6ª Diretriz da Resolução nº. 37 Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução Despesa com médico, dentista e psicólogo direcionados ao atendimento e acompanhamento de alunos nas escolas municipais. X Trata-se de clientela fechada, ou seja, os alunos das escolas. 5ª Diretriz, I, Resolução nº. 322/2003). Desapropriação de imóvel para construção de unidades de saúde X Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução Inativos e Pensionistas da Saúde X Fulcro no Inciso I da 7ª Diretriz da Resolução Abono, gratificação, outras verbas remuneratórias pagas aos médicos, X Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 4

5 enfermeiros e demais profissionais da área da saúde. Precatórios da área da saúde X Em se tratando de despesas com Pessoal entra como ASPS caso enquadre-se no caso do art. 19, 1, IV da LRF. Como os valores dos precatórios são normalmente de competência anterior, não se enquadra. Art. 50, II da LRF. Entretanto existe o posicionamento do TCE/RS, através da Informação 05/2009, que considera a possibilidade de utilização dos recursos do ASPS, pois entende que a despesa deve ser considerada no momento em que é liquidada, não importando a competência de exercícios anteriores. Despesas com a manutenção do Conselho Municipal de Saúde X Com fulcro no 2º, art. 1º da Lei n 8.142/1990, c/c a 6ª Diretriz, XV, Conselho Despesa com nutricionista que atende às 44 Trata-se de clientela fechada, ou escolas municipais X 44 seja, os alunos das escolas. 5ª Diretriz, I, Resolução Vencimentos e encargos com médico do trabalho, exclusivo dos servidores municipais X Por se tratar de clientela fechada não pode ser incluído como aplicação em saúde, entretanto, se o mesmo não for exclusivo para os servidores, realizando normalmente suas atividades junto à comunidade, não há óbice quanto a sua inclusão, proporcional aos trabalhos realizados como ASPS. Trata-se de clientela fechada, ou seja, os alunos das escolas. 5ª Diretriz, I, Resolução nº. Despesa com realização de concurso para preenchimento de cargos técnicos da área da saúde (médicos, auxiliar de enfermagem, técnicos em raios-x, enfermeiros, etc.) Despesa com profissional da engenharia para realização de projetos na área da saúde (desde que a despesa esteja enquadrada na função 10) X 46 X Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 47 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução Vigias para as unidades/postos de saúde Despesa com contratação de empresa para serviços gerais (limpeza) nas unidades de saúde X 48 X Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 49 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução Complementação ou contrapartida dos X Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução 5

6 programas da União e do Estado (Município resolve farmácia básica, saúde mental, saúde do idoso, saúde da mulher, Primeira Infância Melhor, Parceria Resolve, etc.) Despesas com consórcio na área de saúde (com hospitais, laboratórios, etc.) Despesa com serviço bancário (tarifas cobradas pelo banco) da conta específica vinculada às ASPS Despesa com serviço bancário (tarifas diversas) cobradas pelo banco da conta vinculada a convênios específicos da saúde cuja aplicação veda a inclusão de serviços bancários (despesa financeira) Despesas com refeições aos voluntários, incluindo servidores, em função de campanhas (tais como: campanha de prevenção à doença da dengue, vacinação) X 51 X 52 X 53 X Fulcro na 6ª Diretriz, VI, Resolução 52 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 53 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 54 Inciso I da 6ª Diretriz, Resolução nº. Equipamento e material permanente para 55 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução ser utilizado nas unidades de saúde X 55 Material de consumo para uso nas unidades de saúde (tais como: gazes, luvas, esparadrapo, pinça, oxigênio, algodão, termômetro, álcool, faixas, compressas, etc.) Arrendamento Mercantil (leasing) para equipamentos para atendimento da área da saúde. Amortização de dívida contraída para investimento na área da saúde X 56 X 57 X Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 57 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução 58 Os pagamentos de juros e amortizações decorrentes de operações de crédito contratadas a partir de para custear ações e serviços públicos de saúde - ASPS, excepcionalmente, poderão integrar o montante considerado para o cálculo do percentual mínimo constitucionalmente exigido. ( 2º, 6ª Diretriz da Resolução nº. 322/2003). Despesas de exercícios anteriores X Com fulcro no regime de competência deveria ser apropriado pelo respectivo exercício, Art. 50, II da LRF. Entretanto existe o posicionamento do TCE/RS através da Informação 05/2009 que considera a possibilidade de utilização dos recursos do ASPS, pois entende que a despesa deve ser considerada no momento em que é liquidada, não importando a competência de exercícios anteriores. 6

7 Despesa com sistemas de informática 60 Fulcro na 6ª Diretriz, XV, Resolução para controle da saúde X 60 Despesas financiadas com receitas oriundas de operação de crédito X Não são computadas por haver fonte própria para financiamento (operação de crédito). ( 2º, 7ª Diretriz da Resolução nº. 322/2003). PASEP X Parecer TCE/RS nº 12/2007. Amortização de Passivo Atuarial X Informação TCE /RS nº 040/2005. Vigilância sanitária X Fulcro na 6ª Diretriz, II, Resolução nº. 322, de 08/05/2003, do Conselho 7

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011.

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o São estabelecidas, em cumprimento

Leia mais

Rua Joaquim André, 895 Paulista 3434-0461-3434-7137 Piracicaba SP EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 02/2012

Rua Joaquim André, 895 Paulista 3434-0461-3434-7137 Piracicaba SP EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 02/2012 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PIRACICABA Rua Joaquim André, 895 Paulista 3434-0461-3434-7137 Piracicaba SP EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 02/2012 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS

Leia mais

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 09

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 09 1 www.romulopassos.com.br / www.questoesnasaude.com.br GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS Professor Rômulo Passos Aula 09 Legislação do SUS Completo e Gratuito Página 1 2 www.romulopassos.com.br

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL MPS SECRETARIA DE POLÍTICAS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL SPPS DEPARTAMENTO DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO DRPSP COORDENAÇÃO-GERAL DE AUDITORIA, ATUÁRIA, CONTABILIDADE

Leia mais

LEI Nº 008/2003, DE 01 DE JULHO DE 2003. A CÂMARA MUNICIPAL DE RESERVA, Estado do Paraná, aprovou, e eu Prefeito Municipal, sanciono a seguinte LEI:

LEI Nº 008/2003, DE 01 DE JULHO DE 2003. A CÂMARA MUNICIPAL DE RESERVA, Estado do Paraná, aprovou, e eu Prefeito Municipal, sanciono a seguinte LEI: LEI Nº 008/2003, DE 01 DE JULHO DE 2003. Súmula: Dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para o ano 2.004 e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE RESERVA, Estado do Paraná, aprovou, e eu Prefeito

Leia mais

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei 7238 de 30 de Dezembro de 1996 DISPÕE SOBRE O QUADRO ESPECIAL DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE, INSTITUI O PLANO DE CARREIRA DOS SERVIDORES DA SAÚDE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE, ESTABELECE

Leia mais

LEI Nº 9.038, DE 14 DE JANEIRO DE 2005. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.038, DE 14 DE JANEIRO DE 2005. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.038, DE 14 DE JANEIRO DE 2005 Dispõe sobre o Programa Municipal de Parcerias Público- Privadas. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Administração Geral da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Prefeitura Municipal de Porciúncula

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Prefeitura Municipal de Porciúncula LEI COMPLEMENTAR Nº 055/2007 Dispõe sobre o Plano de Carreira e Remuneração do Magistério Público do Município de Porciúncula/RJ e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE PORCIÚNCULA, no uso das

Leia mais

A respeito do regime geral de previdência social, julgue os itens a seguir.

A respeito do regime geral de previdência social, julgue os itens a seguir. XX. (Auditor Governamental/CGE-PI/CESPE/2015): Direito Previdenciário A respeito do regime geral de previdência social, julgue os itens a seguir. 64. A dependência econômica do irmão menor de 21 anos de

Leia mais

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Recurso Vinculado

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Recurso Vinculado Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de s Recurso Vinculado Aplicável aos Órgãos, Entidades e Consórcios Públicos Municipais regidos pela Lei Federal nº 4.320/64 e Empresas Estatais Dependentes

Leia mais

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução.

Art. 2º) A peça orçamentária e parte integrante desta resolução. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO FUnC RESOLUÇÃO 01/2010 FUnC Dispõe sobre o orçamento 2010 da FUnC. O Presidente da Fundação Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAETÉ ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 2.574/2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAETÉ ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 2.574/2009 LEI Nº 2.574/2009 Dispõe sobre o Plano de Empregos e Salários dos Empregados Públicos do quadro permanente da área da SAÚDE do Município de Caeté. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber

Leia mais

Rosália Bardaro Núcleo de Assuntos Jurídicos Secretaria de Estado da Saúde

Rosália Bardaro Núcleo de Assuntos Jurídicos Secretaria de Estado da Saúde Rosália Bardaro Núcleo de Assuntos Jurídicos Secretaria de Estado da Saúde A Regulamentação 9 anos de tramitação no Congresso Nacional A Lei foi editada com a seguinte estrutura: - Disposições preliminares;

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 581/2007

PROJETO DE LEI Nº 581/2007 1 PUBLICADO DOC 09/02/2008, PÁG. 85 EMENDA Nº 01 AO PROJETO DE LEI Nº 581/2007 Altera-se redação do artigo 2º como segue Art. 2º. Ficam instituídas as carreiras dos servidores de nível superior da Prefeitura

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA

PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) CAPÍTULO I DA CARREIRA PROJETO DE LEI Nº... (Autoria: Poder Executivo) Dispõe sobre a carreira Assistência à Educação do Distrito Federal e dá outras providências CAPÍTULO I DA CARREIRA Art. 1. Carreira Assistência à Educação

Leia mais

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio

Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio São Paulo, 05 de fevereiro de 2013 Exmo. Sr. Presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo Sr. Celso Giglio Solicitamos a intercessão de Vossa Excelência no sentido da instituição de um plano de carreira

Leia mais

LEI Nº 2.176, DE 17 DE JULHO DE 2005. (ATUALIZADA ATÉ A LEI Nº 2.666, DE 20 DE AGOSTO DE 2010)

LEI Nº 2.176, DE 17 DE JULHO DE 2005. (ATUALIZADA ATÉ A LEI Nº 2.666, DE 20 DE AGOSTO DE 2010) LEI Nº 2.176, DE 17 DE JULHO DE 2005. (ATUALIZADA ATÉ A LEI Nº 2.666, DE 20 DE AGOSTO DE 2010) Institui o Programa de Incentivo e Desenvolvimento Industrial de Morrinhos e estabelece normas gerais de incentivos

Leia mais

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras EletrosSaúde Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Em 31 de dezembro de 2011 e de 2010 Em milhares de reais 1 Contexto Operacional A Fundação Eletrobrás de Seguridade Social ELETROS é uma entidade

Leia mais

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1047/2012 O Prefeito do Município de Pinhalão,. SÚMULA: Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013 e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu,

Leia mais

Formação dos integrantes do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP)

Formação dos integrantes do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP) Formação dos integrantes do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP) Conceitos gerais de gestão pública: princípios e regras da administração pública, processos de licitação, contratos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO. Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008 SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Publicada no D.O. de 15.05.2008 RESOLUÇÃO SEPLAG Nº 109 DE 09 DE MAIO DE 2008 INSTITUI O MANUAL PARA ANÁLISE DE ACUMULAÇÃO DE CARGOS, EMPREGOS E FUNÇÕES PÚBLICOS

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira ESTUDO TÉCNICO Nº 4/2014

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira ESTUDO TÉCNICO Nº 4/2014 Solicitação de Trabalho nº 252/2014 CONOF Solicitante: Deputado Pauderney Avelino ESTUDO TÉCNICO Nº 4/2014 ASPECTOS ORÇAMENTÁRIOS E FINANCEIROS SOBRE A INCLUSÃO DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR COMO DESPESA DE MANUTENÇÃO

Leia mais

Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015. Tribunal Superior Eleitoral

Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015. Tribunal Superior Eleitoral Página 1 Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Tribunal Superior Eleitoral Ministro José Antonio Dias Toffoli Presidente Ministro Gilmar Ferreira

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: Capítulo I Das Disposições Preliminares Cria o Plano de Carreira dos Servidores Técnicos e Administrativos da Polícia Rodoviária Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

PLANO DE CARREIRA DA PMPA

PLANO DE CARREIRA DA PMPA PLANO DE CARREIRA DA PMPA A realização do Pregão referente o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores municipais de Porto Alegre, segundo divulgado pela PMPA e compatível com o Programa Estratégico

Leia mais

Resolução nº 1.053/14

Resolução nº 1.053/14 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA CONFEA RESOLUÇÃO N 1.053, DE 11 DE MARÇO DE 2014. Regulamenta a concessão de recursos para as entidades de classe que objetivem apoiar

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 005, DE 10 DE FEVEREIRO DE 1992 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS OBJETIVOS

LEI COMPLEMENTAR Nº 005, DE 10 DE FEVEREIRO DE 1992 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS OBJETIVOS ESTADO DO CEARÁ Prefeitura Municipal de Farias Brito LEI COMPLEMENTAR Nº 005, DE 10 DE FEVEREIRO DE 1992 Dispõe sobre o plano de cargos, salários e carreira dos servidores da Prefeitura Municipal de Farias

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E DOS CONCEITOS NORMATIVOS ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA BARRA LEI Nº. 209/12, DE 04 DE ABRIL DE 2012. INSTITUI O PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE SÃO

Leia mais

Gabinete do Conselheiro Antônio Carlos Andrada

Gabinete do Conselheiro Antônio Carlos Andrada PROCESSO: 716941 NATUREZA: CONSULTA CONSULENTE: ÚLTIMO BITENCOURT DE FREITAS PROCEDÊNCIA: PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTE ALEGRE DE MINAS ASSUNTO: CONSULTA QUANTO À LEGALIDADE DE REPASSE DE RECURSOS FINANCEIROS,

Leia mais

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei:

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: LEI Nº 2.581/2009 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE CAETÉ. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal

Leia mais

DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996

DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996 DECRETO Nº 17.033, DE 11 DE MARÇO DE 1996 Dispõe sobre a Instituição da Autarquia Estadual, Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas - IPAAM, aprova seu Regimento interno e dá outras providências. O

Leia mais

Ano 2015, Número 018 Brasília, terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Página 1

Ano 2015, Número 018 Brasília, terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Página 1 Ano 2015, Número 018 Brasília, terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Página 1 Ano 2015, Número 018 Divulgação: segunda-feira, 26 de janeiro de 2015 Publicação: terça-feira, 27 de janeiro de 2015 Tribunal

Leia mais

1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO?

1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? 1) COMO CONTABILIZAR O REPASSE PARA A CÂMARA, UTILIZANDO AINDA, EXCEPCIONALMENTE, A FIGURA DO SUPRIMENTO? Resposta: Segundo o Manual de Orientação sobre o Plano de Contas Único, deste Tribunal, o repasse

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Analista/Técnico MPU

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Analista/Técnico MPU ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Analista/Técnico MPU 4/5 - Classificação de gastos públicos (despesas). Normas da LRF sobre despesas (1ª Parte) Sergio Karkache sekarkache@yahoo.com.br http://sergiokarkache.blogspot.com

Leia mais

Regras de Aposentadorias e Pensões

Regras de Aposentadorias e Pensões Seguridade Social: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar os direitos relativos à saúde, à previdência e

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

O Congresso Nacional decreta:

O Congresso Nacional decreta: Dispõe sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente por Estados, Distrito Federal, Municípios e União em ações e serviços públicos de saúde, os critérios de rateio dos recursos de transferências

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro RELAÇÃO DE DOCUMENTOS INTEGRANTES DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (CONTAS DE GOVERNO) EXERCÍCIO DE 2013 CONFORME OFÍCIO-CIRCULAR Nº 14/2014 PRS/GAP RESPONSABILIZAÇÃO CADASTROS do Prefeito

Leia mais

LEI 10.073. Parágrafo único - São consideradas atividades do Agente Comunitário

LEI 10.073. Parágrafo único - São consideradas atividades do Agente Comunitário LEI 10.073 Regulamenta o exercício das atividades de Agente Comunitário de Saúde e de Agente de Combate às Endemias no âmbito do Município e dá outras providências. O Povo do Município de Uberaba, Estado

Leia mais

Assistência Social. Instituto de Acção Social (IAS) Serviço de Apoio a Idosos

Assistência Social. Instituto de Acção Social (IAS) Serviço de Apoio a Idosos Assistência Social A política de acção social do Governo da RAEM consiste principalmente em promover os serviços sociais para que correspondam às necessidades reais da sociedade, através da estreita colaboração

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 669. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

LEI COMPLEMENTAR Nº 669. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte LEI COMPLEMENTAR Nº 669 Institui a modalidade de remuneração por subsídio e o Plano de Carreira para os servidores ocupantes dos cargos de Músico de Orquestra Nível Superior, Músico A e Músico B e dá outras

Leia mais

Prefeitura do Município de Três Pontas - MG TERRA DO PADRE VICTOR

Prefeitura do Município de Três Pontas - MG TERRA DO PADRE VICTOR Prefeitura do Município de Três Pontas - MG TERRA DO PADRE VICTOR LEI Nº 3.409, DE 19 DE JULHO DE 2013 Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2014 e dá outras providências.

Leia mais

Financiamento da Saúde

Financiamento da Saúde Financiamento da Saúde Goiânia, 18 de junho de 2015. BASE LEGAL Constituição Federal Lei 8080 / 8142 Lei Complementar n. 141 (Regulamentação EC 29) EC 86 1 Linha do tempo do financiamento do SUS EC Nº

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

PPP. Registro de passivos e Limites

PPP. Registro de passivos e Limites PPP Registro de passivos e Limites ATENÇÃO: Os exemplos desta apresentação são válidos como regra geral. É possível que peculiaridades de cada contrato impliquem em mudança na necessidade de classificação

Leia mais

LEI Nº 088/2007. O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTIAGO, RS no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art.68,III de Lei Orgânica do Município,

LEI Nº 088/2007. O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTIAGO, RS no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art.68,III de Lei Orgânica do Município, LEI Nº 088/2007 ALTERA REGIME DE TRABALHO DAS FUNÇOES DE ENFERMEIRO, MÉDICO E ODONTÓLOGO, AUTORIZA O MUNICÍPIO DE SANTIAGO A CONTRATAR POR PRAZO DETERMINADO MÉDICO (A) E ODONTÓLOGO (A), CRIA GRATIFICAÇÃO

Leia mais

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo

APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo RECEITA ESTIMADA E DESPESA FIXADA - EDUCAÇÃO APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ART. 212 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Impostos e Transferências considerados para o Cálculo IPTU 134.000,00 IRRF

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31144 de 08/04/2008

DIÁRIO OFICIAL Nº. 31144 de 08/04/2008 DIÁRIO OFICIAL Nº. 311 de 08/0/008 GABINETE DA GOVERNADORA L E I Nº 7.030, DE 30 DE JULHO DE 007* Cria o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará - IDESP, e dá outras providências.

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS. A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei:

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS. A Assembléia Legislativa do Estado do Paraná decretou e eu sanciono a seguinte lei: MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI PLANO DE CARREIRA, CARGOS E SALÁRIOS Súmula: Dispõe sobre a Carreira Técnica Universitária das Instituições de Ensino Superior do Estado do Paraná e adota outras providências.

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014 DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014 Aprova o Estatuto da Fundação Caixa Beneficente dos Servidores da Universidade de Taubaté (Funcabes). O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, na conformidade do Processo nº FUNCABES-

Leia mais

Resolução nº 102, de 15 de dezembro de 2009

Resolução nº 102, de 15 de dezembro de 2009 English Sobre o CNJ Presidência Corregedoria Atos Administrativos Ouvidoria Sistemas Programas de A a Z Mapa do Site Página Inicial Atos Administrativos Atos da Presidência Resoluções Resolução nº 102,

Leia mais

CONTABILIZAÇÃO DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS PROPOSTA DE REGULAMENTAÇÃO CONTÁBIL

CONTABILIZAÇÃO DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS PROPOSTA DE REGULAMENTAÇÃO CONTÁBIL CONTABILIZAÇÃO DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS PROPOSTA DE REGULAMENTAÇÃO CONTÁBIL Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF 1 Legislação Aplicável Lei nº 11.107/05 dispõe sobre

Leia mais

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB

Fundo Especiais. Fundos Especiais. Fundos Especiais Lei Federal nº 4.320/64. Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Fundo Especiais Fundo Municipal de Educação e FUNDEB Facilitador : Toribio Nogueira de Carvalho Contador, Pós-Graduado em Contabilidade Pública Fundos Especiais Organização e estrutura de mecanismo financeiro,

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD)

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Autores

Leia mais

de 2000; NBR 12235 Armazena mento de resíduos sólidos perigosos, de abril de 1992;

de 2000; NBR 12235 Armazena mento de resíduos sólidos perigosos, de abril de 1992; O Hospital Nossa Senhora do Carmo e a Secretaria Municipal de Saúde de Carmo, fizeram adesão ao Programa de Incentivo aos Hospitais do Interior PAHI para 2013. Para essa adesão tanto a unidade hospitalar

Leia mais

Legislação do SUS Professor: Marcondes Mendes

Legislação do SUS Professor: Marcondes Mendes SUS EM EXERCICIOS PARA A SECRETARIA DE SAÚDE DO DF. LEI 8.080/90 - Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes

Leia mais

PARECER Nº 927/2010. A Consultoria Técnica dessa Corte, informou os autos, com base na doutrina pátria, apontando o seguinte entendimento:

PARECER Nº 927/2010. A Consultoria Técnica dessa Corte, informou os autos, com base na doutrina pátria, apontando o seguinte entendimento: PROCESSO Nº : 131881/2009 NTERESSADA : CAMARA MUNCPAL DE CANARANA ASSUNTO : CONSULTA RELATOR : CONSELHERO CAMPOS NETO PARECER Nº 927/2010 Trata o presente processo de consulta formulada pela presidenta

Leia mais

Despesa Orçamentária: conceitos, classificação e etapas 1

Despesa Orçamentária: conceitos, classificação e etapas 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/documents/10180/137713/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

8ª Secretaria de Controle Externo

8ª Secretaria de Controle Externo Fls. 12 À Auditora de Controle Externo, Maria Clara Seabra de Mello Costa, para proferir Orientação Técnica. Em 23 de janeiro de 2014. JOSÉ AUGUSTO MARTINS MEIRELLES FILHO Secretário da 8ª Secretaria de

Leia mais

DEMONSTRATIVO DA NATUREZA DA DESPESA

DEMONSTRATIVO DA NATUREZA DA DESPESA 1 BALANÇO GERAL ------------ ------------ 3.0.00.00.00 Despesas Correntes 3.1.00.00.00 Pessoal e Encargos Sociais 3.1.30.00.00 Transf. a Estados e ao Distrito Federal 3.1.30.41.00 Contribuições 3.1.80.00.00

Leia mais

Diário Oficial Estado de São Paulo

Diário Oficial Estado de São Paulo Diário Oficial Estado de São Paulo Diário da Assembléia Legislativa Poder Legislativo Palácio Nove de Julho Av. Pedro Álvares Cabral, 201 Ibirapuera - CEP: 04097-900 Fone: (011) 3886-6122 Nº 63 DOE de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil . Minuta de Lei n o de de de 2013 Dispõe sobre o Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração dos servidores efetivos a Secretaria e Estado da Saúde SES-GO e dá outras providências. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE BARRETOS, ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N.º 3629, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2003. (Com alterações impostas pelas leis n. os 3.636, de 17 de dezembro de 2003; 3.727, de 27 de janeiro de 2005; 3.816, de 27 de dezembro de 2005; 4.048, de 07 de março

Leia mais

LRFWeb 2015. RESOLUÇÃO 193/2003 atualizada pelas

LRFWeb 2015. RESOLUÇÃO 193/2003 atualizada pelas LRFWeb 2015 RESOLUÇÃO 193/2003 atualizada pelas Resolução 197/2004 Resolução 201/2005 Resolução 202/2005 Resolução 270/2014 Portaria Normativa 16/2004 Portaria Normativa 19/2004 Portaria Normativa 45/2004

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS Estado do Paraná

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS Estado do Paraná SECRETARIA EXECUTIVA LEI Nº 3.336, DE 30 DE AGOSTO DE 2006 Dispõe sobre a criação de empregos públicos para a execução dos Programas de Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

2º Para atividades festivas, a solicitação para uso dos pátios internos da UFSJ deve ser apresentada à direção da PROAD para análise e decisão.

2º Para atividades festivas, a solicitação para uso dos pátios internos da UFSJ deve ser apresentada à direção da PROAD para análise e decisão. RESOLUÇÃO N o 014, de 19 de novembro de 2007. Fixa normas para utilização das dependências da UFSJ e dá outras providências. O PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

Leia mais

Direito da Seguridade Social Dr. João Soares da Costa Neto, Procurador da Fazenda Nacional e Professor

Direito da Seguridade Social Dr. João Soares da Costa Neto, Procurador da Fazenda Nacional e Professor Direito da Seguridade Social Dr. João Soares da Costa Neto, Procurador da Fazenda Nacional e Professor 1 DIREITO DA SEGURIDADE SOCIAL REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL 2 Regime Geral de Previdência Social

Leia mais

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 CADERNO 1 5 SEGUNDA-FEIRA, 08 DE SETEMBRO DE 2014 L E I N 8.037, DE 5 DE SETEMBRO DE 2014 Institui o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Pará e dá outras providências.

Leia mais

LEI FEDERAL DO VALE TRANSPORTE

LEI FEDERAL DO VALE TRANSPORTE LEI FEDERAL DO VALE TRANSPORTE A LEI FEDERAL NÃO SE APLICA AOS SERVIDORES MUNICIPAIS LEI 7418/ 1985 Art. 1º Fica instituído o vale-transporte, (Vetado) que o empregador, pessoa física ou jurídica, antecipará

Leia mais

O povo do Município de São Gotardo, por seus representantes, aprovou, e eu,prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei Complementar:

O povo do Município de São Gotardo, por seus representantes, aprovou, e eu,prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei Complementar: LEI COMPLEMENTAR N.º 021, DE 21 DE JANEIRO DE 2005. DISPOE SOBRE CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA POR EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O povo do Município

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS Nº 243930-2ª PARTE

RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS Nº 243930-2ª PARTE RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS Nº 243930-2ª PARTE 1 ASSIST. AMBULAT. E HOSPITALAR ESPECIALIZADA 1.1 ATENÇÃO À SAÚDE DA POP NOS MUNICÍPIOS 1.1.1 ASSUNTO - PROGRAMAÇÃO DOS OBJETIVOS E METAS 1.1.1.1

Leia mais

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Módulo 10 - Resultado Primário e Resultado Nominal

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 114, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 114, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 114, DE 2015 Altera a Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008, para instituir novo piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação

Leia mais

disposto no presente Decreto. Art. 11 - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

disposto no presente Decreto. Art. 11 - Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Á constar, dentre outros tópicos, seus objetivos, conceitos, estratégias, indicadores e metodologia de avaliação; II - relatórios mensais contendo dados consolidados das incidências criminais nas áreas

Leia mais

LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 9.241 DE 28 DE JULHO DE 2006 Institui o Plano de Carreira da Fundação Zôo-Botânica de Belo Horizonte e dá outras providências. O POVO DO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE, por seus representantes, decreta

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 28/2/2011, Seção 1, Pág. 25. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 28/2/2011, Seção 1, Pág. 25. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Associação Nacional de Unidades Universitárias Federais de UF: RS Educação Infantil (ANUUFEI) ASSUNTO: Normas de funcionamento das unidades

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ANÁPOLIS-CMDCA

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ANÁPOLIS-CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ANÁPOLIS-CMDCA RESOLUÇÃO Nº. 007/11, de 29 DE NOVEMBRO DE 2011. Dispõe sobre a Captação de Recursos através do Fundo da Infância e Adolescência

Leia mais

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 10.727, DE 4 DE ABRIL DE 2014 Concede reajuste remuneratório, altera as leis n os 7.227/96, 8.690/03, 9.240/06, 9.303/07 e 10.202/11, e dá outras providências. O Povo do Município de Belo Horizonte,

Leia mais

Diretrizes para os Serviços Públicos de Saneamento Básico

Diretrizes para os Serviços Públicos de Saneamento Básico Diretrizes para os Serviços Públicos de Saneamento Básico As competências constitucionais Competência para prestação de serviços públicos locais (CF, art. 30) Compete aos Municípios:... V - organizar e

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos nos aspectos relativos à duração dos cursos e idade mínima para ingresso nos cursos de EJA; idade mínima

Leia mais

ORGÂNICA ECONÓMICA D E S I G N A Ç Ã O ORGÂNICA ECONÓMICA

ORGÂNICA ECONÓMICA D E S I G N A Ç Ã O ORGÂNICA ECONÓMICA ENTIDADE MUNICIPIO DE MOGADOURO ORÇAMENTO DA DESPESA ( POR CLASSIFICAÇÃO ORGÂNICA/ECONÓMICA ) DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2009 PÁGINA : 1 01 01.01 ADMINISTRACAO MUNICIPAL OPERACOES FINANCEIRAS 5.094.863,00

Leia mais

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008

DELIBERAÇÃO CVM Nº 547, DE 13 DE AGOSTO DE 2008 TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA DELIBERAÇÃO CVM Nº 624, DE 28 DE JANEIRO DE 2010 (DOCUMENTO DE REVISÃO CPC Nº 01) Aprova o Pronunciamento Técnico CPC 03 do Comitê de Pronunciamentos

Leia mais

Diário Oficial Estado de São Paulo

Diário Oficial Estado de São Paulo Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 227 DOE de 03/12/11 Seção 1 - p.1 LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

CRM/MG. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais CNPJ: 22.256.879/0001-70. Página:1/5

CRM/MG. Comparativo da Despesa Paga. Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais CNPJ: 22.256.879/0001-70. Página:1/5 Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais CNPJ: 22.256.879/0001-70 Comparativo da Paga 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL - DESPESAS CORRENTES 34.981.999,00 8.818.345,10 8.818.345,10 26.163.653,90

Leia mais

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços TITULO I DEFINIÇÕES GERAIS DOS BENEFICIOS E SERVIÇOS CAPITULO I DA FINALIDADE Art.1. Este plano tem por finalidade estabelecer os benefícios e serviços da ABEPOM, bem como regulamentar os critérios, limites

Leia mais

NOTA CONASEMS Regras para utilização dos recursos transferidos fundo a fundo

NOTA CONASEMS Regras para utilização dos recursos transferidos fundo a fundo NOTA CONASEMS Regras para utilização dos recursos transferidos fundo a fundo O Financiamento da Saúde, de acordo com a Constituição Federal de 1988, é responsabilidade das três esferas de Governo, com

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões:

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões: SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: o Pronto Socorro Adulto de Taubaté teve seu funcionamento aprovado pela Vigilância Sanitária Estadual. O documento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 SIDNEY SOARES DE LIMA 05010004401 TURMA: 01030 TURNO: NOITE PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 32, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2009. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 32, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2009. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS (Texto compilado) AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 32, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2009. Estabelece a Política de Capacitação e Desenvolvimento dos Servidores da Agência Nacional de Aviação

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PIRACICABA Estado de São Paulo Procuradoria Geral

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PIRACICABA Estado de São Paulo Procuradoria Geral PROJETO DE LEI No. 104/08 Dispõe sobre a criação de empregos de Agente Comunitário de Saúde, junto ao Quadro de Pessoal da Prefeitura do Município de Piracicaba, nos termos da Lei Federal nº 11.350/06

Leia mais

Treinamento 2013. Programa de Desenvolvimento Sustentável do Sistema Apresentação Polyana Motta Zeller PRODESU- SECOP

Treinamento 2013. Programa de Desenvolvimento Sustentável do Sistema Apresentação Polyana Motta Zeller PRODESU- SECOP Treinamento 2013 Programa de Desenvolvimento Sustentável do Sistema Apresentação Polyana Motta Zeller - SECOP DN 86/2012 Aspectos importantes do Manual de Convênios Encaminhamento de proposta de parceria

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA:

PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA: PROJETO DE LEI Nº 47 DE 19 DE NOVEMBRO DE 2015. Altera a Lei Municipal nº 2101 de 02/09/2004 e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA APROVA: Art. 1º Fica alterado o art. 6º da Lei Complementar

Leia mais

Art. 1º Aprovar as Normas Reguladoras do Exercício da Acupuntura no Âmbito do Serviço de Saúde do Exercito, que com esta baixa.

Art. 1º Aprovar as Normas Reguladoras do Exercício da Acupuntura no Âmbito do Serviço de Saúde do Exercito, que com esta baixa. PORTARIA NR 07/DGP, DE 27 DE JANEIRO DE 2009 (Aprova as Normas Reguladoras do Exercício da Acupuntura no Âmbito do Serviço de Saúde do Exército) - Transcrição O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL,

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSUNI) N.º 03/2011

RESOLUÇÃO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSUNI) N.º 03/2011 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS RESOLUÇÃO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO (CONSUNI) N.º 03/2011 Dispõe sobre as normas gerais para a celebração de contratos ou convênios da Universidade

Leia mais

DECISÃO Nº 049/2014 D E C I D E

DECISÃO Nº 049/2014 D E C I D E CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 049/2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 10/01/2014, tendo em vista o constante no processo nº 23078.019657/13-31, de acordo com o Parecer nº 497/2013 da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS ADVOCACIA GERAL DO MUNICÍPIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS ADVOCACIA GERAL DO MUNICÍPIO ALTERADA PELA LEI Nº 1370, DE 02 DE JUNHO DE 2005. LEI Nº 1187, DE 16 DE MAIO DE 2003. Altera as Leis n.º 878, de 10 de abril de 2000, nº 980, de 9 de março de 2001 e nº 1071, de 27 de novembro de 2001

Leia mais

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SANTO AMARO

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SANTO AMARO SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SANTO AMARO CNPJ/MF: 57.038.952/0001-11 Demonstrações financeiras consolidadas correspondentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2012 e 2011 Conteúdo: Páginas: Relatório

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 PROJETOS DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 38, DE 2011 Mensagem nº 41/2011, do Senhor Governador do

Leia mais

LEI Nº 1.729/2008. I - Equipe PSF e PACS:

LEI Nº 1.729/2008. I - Equipe PSF e PACS: LEI Nº 1.729/2008 EMENTA: Dispõe sobre a contratação temporária de pessoal para o PSF Programa de Saúde da Família e o PACS Programa de Agentes Comunitários de Saúde, nos termos do art. 37, IX da Constituição

Leia mais