RISCO DE EXPLOSÃO EM SALA DE BATERIAS COMO EVITAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RISCO DE EXPLOSÃO EM SALA DE BATERIAS COMO EVITAR"

Transcrição

1 RISCO DE EXPLOSÃO EM SALA DE BATERIAS COMO EVITAR Recentemente estive envolvido na elaboração de um laudo técnico pericial referente ao um princípio de incêndio ocorrido em um local onde estavam sendo utilizadas baterias como um sistema auxiliar para o caso de falta de energia. O evento ocorreu no interior de uma unidade de uma empresa de Telecom, localizada em um edifício comercial no Rio de Janeiro. O foco do princípio de incêndio ocorreu em dois bancos de baterias contendo quase 100 unidades do tipo Chumbo-ácido, seladas e recarregáveis de 12 volts e 100 A/H. A seguir apresento algumas informações e os respectivos cuidados que devem ser tomados quando temos um instalação desse tipo aos nossos cuidados. Os acumuladores de chumbo, também conhecidos como bateria chumboácido, foram inventados pelo francês Gastón Planté em É uma associação de pilhas ligadas em série, chamadas de elementos na linguagem da indústria de baterias. A tensão elétrica de cada pilha é de aproximadamente 02 volts. A bateria de pilhas, mais comum, fornece uma tensão elétrica de 12 volts. Associações ainda menores também são usadas em instalações fixas, como centrais telefônicas. A bateria de chumbo-ácido é constituída de dois eletrodos, sendo um de chumbo esponjoso e o outro de dióxido de chumbo em pó, ambos mergulhados em uma solução de ácido sulfúrico com densidade aproximada de 1,28g/mL dentro de uma malha de liga chumbo- antimônio. Quando o circuito externo é fechado, conectando eletricamente os terminais, a bateria entra em funcionamento (descarga), ocorrendo a semi-reação de oxidação no chumbo e a de redução no dióxido de chumbo. No acumulador, o chumbo é o ânodo enquanto que o dióxido de chumbo é o cátodo. A reação do cátodo e do ânodo produzem sulfato de chumbo (PbSO4), insolúvel que adere aos eletrodos. Quando um acumulador está se descarregando, ocorre um consumo de ácido sulfúrico, assim diminui a densidade da solução eletrolítica (água e ácido sulfúrico). Os acumuladores têm a vantagem de poderem ser recarregados. Isso é possível graças aos íons móveis que, ao receberem energia elétrica, invertem a reação química de descarga (reação não espontânea), regenerando os reagentes. Quando são recarregados, esses acumuladores precisam ser monitorados, pois quando recarregados, liberam gases perigosos como HIDROGÊNIO E OXIGÊNEO, com a eletrólise da água no eletrólito. Se for recarregado demais, o dispositivo pode explodir. Para o acumulador recarregar faz-se passar corrente contínua do eletrodo de dióxido de chumbo para o de chumbo o que resulta na inversão das reações. Neste processo o ácido sulfúrico é regenerado; por isso a porcentagem de ácido sulfúrico indica o grau de carga ou descarga do acumulador. Baterias de Chumbo-ácido industriais são usadas principalmente para fornecer o apoio para equipamentos em caso de falha da rede elétrica. As baterias contêm ácido sulfúrico, que é venenoso, corrosivo e causa queimaduras e irritação em contato com a pele ou olhos. Curtos-circuitos podem provocar faíscas extensa, queimando e derretendo objetos de metal e explosão de gases (hidrogênio) oriundos

2 do processo de recarga. Choques elétricos também podem ser recebidos, tanto a partir das baterias como do equipamento de recarga. O gás hidrogênio é desprendido pela bateria durante o seu processo de recarga. Existe risco de incêndio e/ou explosão se a misturas inflamáveis de hidrogênio com o ar se acumularem. Não se deve ligar o carregador até que a bateria esteja conectado a ele, as ferramentas sempre devem ser isoladas e não se deve utilizar ferramentas ou outros objetos condutores em cima das baterias. Durante os trabalhos remova todos os itens metálicos das mãos, pulsos e pescoço, tais como: anéis, correntes, etc.., que podem causar curtos-circuitos acidentais. Sempre deve-se desconectar o terminal terra (negativo) primeiro. A fim de se evitar explosão na sala de baterias, deve-se proporcionar uma boa exaustão no ambiente. O exaustor deve estar localizado em um nível imediatamente acima das baterias. É recomendado também verificar se a bateria está cheia até o nível correto, assegurando que todas as ligações estão seguras e isoladas antes de ligá-las. Equipamentos elétricos e fontes de ignição não devem ser utilizados próximo do carregador e das baterias.os operadores devem utilizar ou ter fácil acesso, aos seguintes equipamentos de proteção individual: Óculos; Luvas de borracha; Macacão, aventais plásticos; Calçado de segurança; colírio, estação de lava-olhos e material de Primeiros socorros. Todas as atividades de manutenção devem ser registradas bem como os treinamentos dos operadores. As seguintes placas de sinalização são necessárias: Aviso Perigo - Choque Elétrico Perigo - Ácido Proibição Proibido Fumar Mão Desprotegida Obrigatório Roupas de proteção Informações Obrigatório o Uso de Equipamentos de Proteção Individual Risco de Acidente Elétrico O descarte das baterias deve ocorrer sempre através de um revendedor autorizado. É prática comum utilizarmos baterias de chumbo-ácido no mundo da tecnologia moderna, no entanto, os problemas de exaustão não são adequadamente solucionados e tratados na concepção de salas de no-break. As questões relativas ao risco de explosão em salas de baterias e as características de projeto de uma sala, precisam ser desenvolvidas durante a fase de construção. Como é sabido o gás hidrogênio gerado durante a fase de recarga da bateria, pode causar explosões devido à exaustão inadequada ou a falta de equipamentos à prova de explosão. Vários incidentes de explosão em sala de baterias comprovam este fato. Durante os estudos de avaliação de risco que foram realizados em indústrias e em vários complexos comerciais, as discrepâncias mais comuns observadas incluem as questões relativa a exaustão nas salas de baterias, devido estes equipamentos se encontrarem desligados ou

3 sendo utilizados em conjunto com a exaustão de cozinha e banheiros através de dutos comuns ou ainda pela falta desses exaustores em salas onde baterias do Chumbo-ácido do tipo Selada Livre de Manutenção SMF, estão instaladas. Segue abaixo alguns requisitos de ventilação para salas de baterias, como recomendado em diversas normas aplicáveis. O exaustor da sala de baterias deve ter a sua capacidade calculada em metros cúbicos minuto (CFM) equivalente a área da sala (em metro quadrado). A troca de ar fresco deve ser de no mínimo seis vezes a capacidade cúbica da sala. 1 CFM por recarga em ampères. Garantir doze renovações de ar por hora da sala de bateria. Fornecimento de ar forçado e positivo no sistema de escape. As entradas de ar devem ser localizadas perto do piso e aberturas de saída no ponto mais alto na sala. Baterias seladas livres de manutenção com válvula reguladora chumbo-ácido VRLA, também liberam hidrogênio, menos do que é libertado em baterias convencionais e devem operar em uma temperatura máxima de 30 graus centígrados. Assim, os riscos de uma bateria do tipo selada livre de manutenção SMF, devem ser tratados da mesma forma que os riscos de salas com baterias convencionais. A exaustão de uma sala da bateria pode estar interligada com o monitoramento do sistema de detecção de hidrogênio. O sensor de hidrogênio é um alarme importante para a equipe de emergência quando se dirigem para um sinistro. Detectores de fumaça também devem ser instalados em salas de baterias chumbo-ácido. Se um detector de hidrogênio não for instalado na sala de baterias, o ventilador deverá funcionar continuamente. Dada a lentidão das baterias em gerar hidrogênio (1,3 x 10-7 m/s por ampcell), ele aparece somente quando as baterias estão sendo recarregadas por um longo período de tempo sem exaustão adequada. A instalação elétrica em salas de baterias deve ser limitada a: iluminação, instalações de recarga, exaustão e dispositivos de levantamento/elevação. De preferência, o teto da sala deve ser plano para garantir que não ocorram bolsões do gás hidrogênio, evitando-se assim a acumulação de uma mistura explosiva no teto. Extintores portáteis de Dióxido de Carbono extintores de incêndio portáteis devem ser fornecidos. Luminárias devem ser fixadas à parede ou suspenso a mais de 50 cm do teto, mas não verticalmente acima das pilhas ou do carregador das unidades. Aparelhos de iluminação, bem como qualquer outro equipamento devem ser de blindado para evitar o acúmulo de gás. No entanto, as instalações estanques, com construção à prova de fogo são recomendadas por causa da possível corrosão e ambiente de gás inflamável no ambiente. Uma mistura de hidrogênio no ar de 4% ou superior, aumenta substancialmente o risco de explosão. A concentração de hidrogênio deve ser mantida abaixo de 1% para proporcionar um fator de segurança. Quando o exaustor estiver interligado com um detector de hidrogênio a sua ativação deve ocorrer quando esta concentração estiver acima de 1% de volume no ar. O Código Internacional de Incêndio e outros permitem níveis Hidrogênio até 1%, em volume, ou 25% do limite inferior de explosividade. Além dos aspectos mencionados acima as pessoas que lidam com as baterias devem estar cientes dos riscos envolvidos e ser uma pessoa suficientemente

4 treinada. Nenhum trabalho pode dar origem a faísca e nenhum objeto de metal, como uma escada de alumínio, pode ser levada para a sala da bateria. Somente pessoas suficientemente treinadas podem ser autorizadas a conectar e desconectar as instalações, verificar a densidade do eletrólito e a carga da bateria. Nenhum equipamento deve ser colocado em com uma distância inferior a 1 m da bateria, ou diretamente acima dela, devido a possibilidade de superfícies quentes ou faíscas ocorrerem. Soldas e lixamento não devem ser efetuados quando o processo de recarga estiver ocorrendo, estes trabalhos somente devem ser realizados após 2 horas do fim da recarga ou após a ventilação do ambiente ter sido executada. A empresa deve vistoriar a sala da bateria uma vez por semana e garantir a sua correta manutenção, conforme estipulado pelos fabricantes de baterias, verificando se o processo de recarga pode liberar hidrogênio e a evidência de ruptura da válvula em baterias do tipo VRLA. O ácido eletrólito de mistura deve ser adicionado à água nunca água ao ácido. Sempre deve-se desligar o carregador da bateria antes de conectar ou desconectar a bateria, um interruptor de isolamento deve ser localizado em um local acessível. As salas de bateria devem ser entendidas como um Sistema de Alimentação Ininterrupta - UPS, sendo o seu uso mais comum em centros de dados e Telecom. O hidrogênio tem uma gama larga de inflamabilidade (4% a 74% em volume), detona/explode a partir de 18% a 59%, e é muito facilmente inflamado. A sua queima produz a cor azul pálido, com chama quase invisível. Segue abaixo 03 fotos do local sinistrado:

5 Jaques Sherique é Engenheiro Mecânico e de Segurança do Trabalho Vice Presidente do CREA-RJ, Diretor do Clube de Engenharia e Presidente da Academia Brasileira de Engenharia de Segurança do Trabalho.

LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO

LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO LAUDO TÉCNICO ESPECÍFICO Conforme NR-10 ACME S.A Ind. Com. 1 de 9 IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Identificação do Responsável pela Execução do Serviço. Nome: Empresa: Registro: Local de Execução do Serviço.

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA N 15 CONTROLE DE FUMAÇA PARTE 2 CONCEITOS, DEFINIÇÕES E COMPONENTES DO SISTEMA

Leia mais

Termo de Garantia. Extinção da Garantia

Termo de Garantia. Extinção da Garantia OBS IMPORTANTE: Você esta adquirindo um produto de segurança. Verifique com o Engenheiro responsável da obra, se ele atende as necessidades para o local onde será Instalado, pois todo o equipamento de

Leia mais

Manual de Instruções. Carregador de Baterias BC800W 12V/50A A&C12V/50A A&C. A&C Automação e Controle. Rua: Itápolis nº 84 SBC.

Manual de Instruções. Carregador de Baterias BC800W 12V/50A A&C12V/50A A&C. A&C Automação e Controle. Rua: Itápolis nº 84 SBC. Manual de Instruções Carregador de Baterias BC800W 12V/50A A&C12V/50A A&C A&C Automação e Controle Rua: Itápolis nº 84 SBC. SP CEP: 09615-040 Tel: (11) 4368-4202 Fax: (11) 4368-5958 E-mail: aec@aecautomacao.com.br

Leia mais

0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h.

0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. 1 ANO DE GARANTIA SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR Manual de Instruções L I G U E G R Á T I S 0800-55 03 93 Segunda à Sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. M.K. Eletrodomésticos Ltda. Estrada

Leia mais

Office Pro 850. Manual do utilizador User s Manual. www.mygrowing.com

Office Pro 850. Manual do utilizador User s Manual. www.mygrowing.com Office Pro 850 Manual do utilizador User s Manual www.mygrowing.com 1 Segurança e Precauções de utilização - Conservar estas instruções - este manual contém instruções importantes que devem ser seguidas

Leia mais

Capítulo 3 Documento Rascunho Eurico Ferreira S.A. 23 de Fevereiro de 2012. António Luís Passos de Sousa Vieira 070503362 ee07362@fe.up.

Capítulo 3 Documento Rascunho Eurico Ferreira S.A. 23 de Fevereiro de 2012. António Luís Passos de Sousa Vieira 070503362 ee07362@fe.up. Capítulo 3 Documento Rascunho Eurico Ferreira S.A. 23 de Fevereiro de 2012 António Luís Passos de Sousa Vieira 070503362 ee07362@fe.up.pt Capítulo 3 Baterias Solares As baterias solares, também conhecidas

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO 1. INTRODUÇÃO Toda e qualquer atividade prática a ser desenvolvida dentro de um laboratório apresentam riscos e estão propensas a acidentes. Devemos então utilizar normas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO M A N U A L B A T E R I A C H U M B O - Á C I D A S E L A D A MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO BATERIAS CHUMBO-ÁCIDAS SELADAS COM RECOMBINAÇÃO DE GÁS POWERSAFE VF ÍNDICE 1.0 INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA

Leia mais

ÁREA CLASSIFICADA (DEVIDO A ATMOSFERA EXPLOSIVA DE GÁS)

ÁREA CLASSIFICADA (DEVIDO A ATMOSFERA EXPLOSIVA DE GÁS) FONTES DE IGNIÇÃO ÁREA CLASSIFICADA (DEVIDO A ATMOSFERA EXPLOSIVA DE GÁS) Área na qual uma atmosfera explosiva de gás está presente ou na qual é provável sua ocorrência a ponto de exigir precauções especiais

Leia mais

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons Elétrica Quem compõe a instalação elétrica - quadro de luz - centro nervoso das instalações elétricas. Deve ser metálico ou de material incombustível, e nunca de madeira (na sua parte interna ou externa).

Leia mais

ALMOFADA MASSAGEADORA PARA AS COSTAS

ALMOFADA MASSAGEADORA PARA AS COSTAS VC-1 ALMOFADA MASSAGEADORA PARA AS COSTAS COM MANUAL DE INSTRUÇÕES POR FAVOR, LEIA ATENTAMENTE ESTAS INSTRUÇÕES ÍNDICE PRECAUÇÕES IMPORTANTES PRECAUÇÕES COM AS BATERIAS PRECAUÇÕES MÉDICAS GUARDE ESTAS

Leia mais

Manual de Instalação e Operações

Manual de Instalação e Operações Manual de Instalação e Operações Acionador On/Off Bivolt Sistema de Aquecimento para banheira de hidromassagem PARA SUA SEGURANÇA: Antes de Instalar este produto, leia atentamente este manual de instruções.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO CENTRAL DE ALARME COM FIO AW2 CONTROLE REMOTO CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado;

Leia mais

- Endereço: Av. Engenheiro Antonio Francisco de Paula Souza Nº. 1137. - E-mail: policlean@uol.com.br Site: www.policlean.com.br

- Endereço: Av. Engenheiro Antonio Francisco de Paula Souza Nº. 1137. - E-mail: policlean@uol.com.br Site: www.policlean.com.br DE PRODUTO QUIMICO - FISPQ INDÚSTRIA QUIMICA LTDA Nome do Produto: ALGICI FISPQ nº: TP 001 LGICIDA OIRAD Aut. Funcionamento M.S. nº: 300.304-6 Página 1 de 8 Data da última revisão:16/9/2010 1. Identificação

Leia mais

IT - 32 SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS

IT - 32 SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS IT - 32 SUBESTAÇÕES ELÉTRICAS SUMÁRIO ANEXO 1 Objetivo - Figuras, separações e afastamentos entre equipamentos e edificações. 2 Aplicação 3 Referências normativas e bibliográficas 4 Definições 5 Procedimentos

Leia mais

ÍNDICE INTRODUÇÃO 03 SEGURANÇA 03 GERADOR 06 REPAROS 14 TERMO DE GARANTIA 15 INTRODUÇÃO SEGURANÇA

ÍNDICE INTRODUÇÃO 03 SEGURANÇA 03 GERADOR 06 REPAROS 14 TERMO DE GARANTIA 15 INTRODUÇÃO SEGURANÇA ÍNDICE INTRODUÇÃO 03 SEGURANÇA 03 GERADOR 06 REPAROS 14 TERMO DE GARANTIA 15 INTRODUÇÃO Obrigado por adquirir um produto Toyama. Este manual de operação trará informações de como operar e manter seu gerador

Leia mais

ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS

ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS 2011 Índice 1. Sinalização... 3 2. Organização do Armazém... 3 3. Estabelecer um esquema de armazenamento para:... 4 4. Manter em local visível... 6 5. Deveres do Responsável

Leia mais

PILHAS E BATERIAS COMERCIAIS. Química II Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio

PILHAS E BATERIAS COMERCIAIS. Química II Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio PILHAS E BATERIAS COMERCIAIS Química II Professora: Raquel Malta 3ª série Ensino Médio NOMENCLATURA Pilha: dispositivo constituído unicamente de dois eletrodos e um eletrólito, arranjados de maneira a

Leia mais

SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA INCENDIOS

SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA INCENDIOS SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA INCENDIOS SEGURANÇA DO TRABALHO E BOMBEIROS UNIFESP GUARULHOS 2013/2014 Prezad@s companheiros de atividades, UNIFESP GUARULHOS A notícia que correu o mundo neste inicio de

Leia mais

NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi FISPQ No 00248-02

NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi FISPQ No 00248-02 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: Tinta Epoxi Código Interno: 160.01.28 NOME COMERCIAL: Tinta Epoxi NOME DO FABRICANTE: VELOZ QUÍMICA DERIVADOS DE PETRÓLEO E SOLVENTES LTDA END:

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS ESPECIALIZADOS DA ÁREA DE SAÚDE I. Objetivos do Regulamento dos Laboratórios Especializados da Área de Saúde 1. Fornecer um guia geral e regras básicas consideradas mínimas

Leia mais

04-10-2013. Sumário APL

04-10-2013. Sumário APL Sumário Módulo inicial Unidade temática 0 Segurança em laboratórios de química O laboratório de química.. Regras de segurança no laboratório. Símbolos de perigo e outros sinais. Planificação da AL 0.1

Leia mais

Fire Prevention STANDARD. LME-12:001905 Upt Rev A

Fire Prevention STANDARD. LME-12:001905 Upt Rev A STANDARD LME-12:001905 Upt Rev A Índice 1 Introdução... 3 2 Requisitos... 3 3 Normas de Operação Segura... 4 3.1 Procedimentos de Evacuação em Incêndio... 4 3.2 Caminhos de Escape Designados... 4 3.3 Pontos

Leia mais

INV300CC-3T MANUAL DE INSTRUÇÕES

INV300CC-3T MANUAL DE INSTRUÇÕES INV300CC-3T MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia e siga todas as instruções e indicações de segurança com cuidado. Somente pessoal treinado pode instalar e operar este equipamento. Entre em contato com a CAMAR se

Leia mais

2. ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA

2. ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA MANUAL DE INSTRUÇÕES COMPRESSOR DE AR ÍNDICE 1. PREPARAÇÃO 2. ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA 3. PRECAUÇÕES 4. DESCRIÇÃO BREVE 5. VISÃO GERAL E COMPONENTES PRINCIPAIS 6. PRINCIPAIS PARÂMETROS TÉCNICOS 7. VISÃO

Leia mais

NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9)

NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9) NR 10 - Instalações e Serviços em Eletricidade (110.000-9) 10.1. Esta Norma Regulamentadora - NR fixa as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalham em instalações

Leia mais

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho.

ÍNDICE. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Esperamos que nosso transportador de carga Tracionário, proporcione agilidade e segurança em seu trabalho. Para que nosso produto tenha um resultado positivo, é de fundamental importância que o Manual

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. PRODUTO Metano, Comprimido Página 1 / 5 FIS.SEDC 23.062 Revisão 0 Data: 12/06/2007

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. PRODUTO Metano, Comprimido Página 1 / 5 FIS.SEDC 23.062 Revisão 0 Data: 12/06/2007 PRODUTO Metano, Comprimido Página 1 / 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto Metano, Comprimido Nome da Empresa AIR LIQUIDE BRASIL LTDA Endereço Av. das Nações Unidas 11.541 - cjs.

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

Capítulo VI. Lista de verificação para prontuário, projetos e ensaios elétricos Por Marcus Possi* Inspeção de instalações elétricas

Capítulo VI. Lista de verificação para prontuário, projetos e ensaios elétricos Por Marcus Possi* Inspeção de instalações elétricas 44 Capítulo VI Lista de verificação para prontuário, projetos e ensaios elétricos Por Marcus Possi* Da mesma forma que se deve fazer com os elementos que formam uma instalação elétrica no seu sentido físico,

Leia mais

Higiene e segurança no trabalho

Higiene e segurança no trabalho Higiene e segurança no trabalho Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com ESPAÇOS CONFINADOS LIVRETO DO TRABALHADOR NR 33 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados

Leia mais

abertas para assegurar completa irrigação dos olhos, poucos segundos após a exposição é essencial para atingir máxima eficiência.

abertas para assegurar completa irrigação dos olhos, poucos segundos após a exposição é essencial para atingir máxima eficiência. FISPQ- AMACIANTE MAIS Autorização ANVISA 3.03.374-7 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Amaciante Mais Tradicional Marca: Mais Código Interno do Produto: 06.01 Técnico Químico Responsável:

Leia mais

TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE

TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE TERMO DE ATENDIMENTO SAC MONDIALLE PARTES: De um lado a MONDIALLE e de outro, neste ato nomeado como SOLICITANTE o consumidor autor da solicitação de assistência técnica. 1 - OBJETO DA SOLICITAÇÃO 1.1

Leia mais

MANUAL CARREGADOR DE BATERIAS 12V 5A/7A 110/220V

MANUAL CARREGADOR DE BATERIAS 12V 5A/7A 110/220V 1 MANUAL CARREGADOR DE BATERIAS 12V 5A/7A 110/220V Cuidado Perigo A utilização imprópria do equipamento assim como a não observância das normas de segurança, pode agravar em ferimentos graves. Leia o manual

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 257, DE 30 DE JUNHO DE 1999 * Revogada pela Resolução 401, de 4 de novembro de 2008.

RESOLUÇÃO Nº 257, DE 30 DE JUNHO DE 1999 * Revogada pela Resolução 401, de 4 de novembro de 2008. RESOLUÇÃO Nº 257, DE 30 DE JUNHO DE 1999 * Revogada pela Resolução 401, de 4 de novembro de 2008. O Conselho Nacional do Meio Ambiente - Conama, no uso das atribuições e competências que lhe são conferidas

Leia mais

1) Entendendo a eletricidade

1) Entendendo a eletricidade 1) Entendendo a eletricidade 1 2) Circuitos Modelix 2 3) Utilizando o Sistema Esquemático Modelix-G (Modelix-Grafix) 6 4) Fazendo montagens com os Circuitos Modelix 7 5) Exercícios para treinar 8 Objetivo:

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros Instrução Técnica Nº 027/2010 EM REVISÃO Armazenamento em Silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Natural e Derivados de Metano Com Saída Relé NA / NF Código: AFNB983N O Detector de Gás, código AFNB893N é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas, salas e

Leia mais

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Cozinha Industrial Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Serviços de alimentação Este tipo de trabalho aparenta não ter riscos, mas não é bem assim, veja alguns exemplos: Cortes

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS FISPQ Numero 015/2013 Data da revisão: 01/10/2013

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS FISPQ Numero 015/2013 Data da revisão: 01/10/2013 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS FISPQ Numero 015/2013 Data da revisão: 01/10/2013 SECAO 01 IDENTIFICACAO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: PILHA ZINCO/MAGNÉSIO RAYOVAC 941-6V

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções (Linha Exclusive Thermomatic) Exclusive III Obrigado por escolher a série dos desumidificadores Exclusive da Thermomatic. Para garantir o uso correto das operações, por favor, leia

Leia mais

Riscos adicionais. Riscos adicionais. Altura COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO DO SETOR ELETRICO NO ESTADO DE SP - 1

Riscos adicionais. Riscos adicionais. Altura COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO DO SETOR ELETRICO NO ESTADO DE SP - 1 Riscos adicionais Riscos adicionais De altura; De ambientes confinados; De áreas classificadas; De umidade; Condições atmosféricas; Ataque de animais peçonhentos/domésticos. Altura Trabalho em altura é

Leia mais

NR-23 Proteção Contra Incêndio

NR-23 Proteção Contra Incêndio NR-23 Proteção Contra Incêndio Fatores de Êxito na Prevenção de Incêndio PREPARAO PRÉVIO ESTAR EM DIA COM OS DOCUMENTOS DO BOMBEIRO; MANUTENÇÃO EM DIA; EQUIPAMENTOS ADEQUADOS AO RISCO; SINALIZAÇÃO; FAMILIARIZAÇÃO

Leia mais

SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas. Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com.

SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas. Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com. SOBRE NoBreak s Perguntas e respostas Você e sua empresa Podem tirar dúvidas antes de sua aquisição. Contulte-nos. E-mail = gsrio@gsrio.com.br O que é um nobreak? A principal função do nobreak é fornecer

Leia mais

Jato suave e concentrado; Chuveiro com chave seletora para ajuste da temperatura (4 temperaturas); Inovação tecnológica;

Jato suave e concentrado; Chuveiro com chave seletora para ajuste da temperatura (4 temperaturas); Inovação tecnológica; 1 1. INFORMAÇÕES GERAIS Função O Chuveiro tem como função principal fornecer água com vazão adequada à higiene pessoal. Aplicação Utilizado para higiene pessoal em banheiros ou áreas externas como piscinas.

Leia mais

Manual de Operação 1

Manual de Operação 1 Manual de Operação 1 Termo de Garantia A Midea do Brasil, garante este produto contra defeito de fabricação pelo prazo de um ano a contar da data da emissão da nota fiscal de compra para o consumidor final.

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ASSISTÊNCIA À CONTAGEM EM PT S E SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO E COMANDO IP (ILUMINAÇÃO PÚBLICA)

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ASSISTÊNCIA À CONTAGEM EM PT S E SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO E COMANDO IP (ILUMINAÇÃO PÚBLICA) PP. 1/9 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ASSISTÊNCIA À CONTAGEM EM PT S E SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO E COMANDO IP (ILUMINAÇÃO PÚBLICA) 2 DESCRIÇÃO Trabalhos diversos relacionados com a

Leia mais

Sistema de deteção de fuga de gás. para aquecimento de salas e ambientes semelhantes

Sistema de deteção de fuga de gás. para aquecimento de salas e ambientes semelhantes 7 601 INTELLIGAS Sistema de deteção de fuga de gás para aquecimento de salas e ambientes semelhantes A unidade de controlo eletrónico para a deteção de fuga de gás com sensor individual destina-se a controlar

Leia mais

www.lizz.com.br 11 5660 2600

www.lizz.com.br 11 5660 2600 ST2400B (220V) Manual de instruções Leia atentamente antes de usar www.lizz.com.br 11 5660 2600 2 Manual de Instruções Manual de Instruções (Leia atentamente antes de usar) O secador Fusion com a qualidade

Leia mais

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848

AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 Carregador de Baterias Manual do Usuário Modelo: Top Gear AC1024 AC1424 / AC2524 AC1212 / AC2512 AC5012 / AC0848 INSTRUÇÃO PARA INSTALAÇÃO E USO Aviso: A não observação destas informações, poderá causar

Leia mais

TR Tanque Flash. 1. Termo de garantia. 2. Informações gerais de segurança. 3. Informações de segurança específicas do produto

TR Tanque Flash. 1. Termo de garantia. 2. Informações gerais de segurança. 3. Informações de segurança específicas do produto 1.753.000.080 IM-D176-01 BR Rev.00 TR Tanque Flash Manual de Instalação e Manutenção 1. Termo de garantia 2. Informações gerais de segurança 3. Informações de segurança específicas do produto 4. Informações

Leia mais

Explosões de particulado orgânico e operações de enchimento

Explosões de particulado orgânico e operações de enchimento Explosões de particulado orgânico e operações de enchimento Explosões de particulado orgânico e operações de enchimento Enchimento e descarregamento de silos, principalmente com grânulos de polímero por

Leia mais

Treinamento Multiplicadores NR 20 Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis

Treinamento Multiplicadores NR 20 Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis Treinamento Multiplicadores NR 20 Segurança e saúde no trabalho com inflamáveis e combustíveis Inflamáveis Características e propriedades Muitos acidentes são evitados ou atenuados quando as características

Leia mais

NR 31 - NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS

NR 31 - NORMA REGULAMENTADORA DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS PORTARIA N.º 30, DE 22 DE OUTUBRO DE 2002 Divulgar para consulta pública a proposta de texto de criação da Norma Regulamentadora N. º 31 Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados. A SECRETÁRIA

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Gás Natural e Derivados de Metano Com Saída Relé NA / NF Código: ALM1224BR O Detector de Gás, código ALM1224BR é um equipamento que deve ser instalado na parede de cozinhas, salas

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Nome do produto: Kit Aricor Página: (1 of 1) Código do produto: PR0032 e PR0032 ATENçÃO: Leia atentamente esta Ficha de Informações de Segurança de

Leia mais

Avaliação Serviço em Eletricidade Básica- NR10

Avaliação Serviço em Eletricidade Básica- NR10 Empresa: Instrutor: Nome: DATA: Questões: 01- A NR10 Instalação e Serviços de eletricidade fixam as condições mínimas exigíveis para garantir a segurança dos empregados que trabalha em instalações elétricas,

Leia mais

Manual de rede de distribuição interna de gás. Anexo 2 Manual de rede de distribuição interna de gás

Manual de rede de distribuição interna de gás. Anexo 2 Manual de rede de distribuição interna de gás Anexo 2 Manual de rede de distribuição interna de gás Índice Página Capítulo 1 Inspeção e autovistoria 4 1. Objetivo 5 2. Qualificação da mão-de-obra 5 3. Procedimento de inspeção 5 4. Resultado da inspeção

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO COIFAS DE PAREDE VIDRO RETO VIDRO CURVO

MANUAL DE INSTRUÇÃO COIFAS DE PAREDE VIDRO RETO VIDRO CURVO MANUAL DE INSTRUÇÃO COIFAS DE PAREDE VIDRO RETO VIDRO CURVO MODELOS: BLT BOX BLT VD 60 BLT VD 90 INTRODUÇÃO Parabéns Ao escolher a linha Built de produtos, você optou por um produto de qualidade. As coifas

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº.

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº. 27/2010 Armazenamento em silos SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR Vidas alheias, riquezas a salvar

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR Vidas alheias, riquezas a salvar CORPO DE BOMBEIROS MILITAR Vidas alheias, riquezas a salvar COMBATE A INCÊNDIOS E EXTINTORES Apresentação: 1º Sgt Evandro de Mello do Amaral FATORES DE ÊXITO NA PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS Estar em dia com

Leia mais

Sky Rider 22. Helicóptero com Radiocontrole. Manual do Usuário CÓD. 6406 GARANTIA. Candide Indústria e Comércio Ltda.

Sky Rider 22. Helicóptero com Radiocontrole. Manual do Usuário CÓD. 6406 GARANTIA. Candide Indústria e Comércio Ltda. GARANTIA A Candide Indústria e Comércio Ltda. garante este produto pelo período de 90 dias, contados a partir da data de emissão da nota fiscal de compra, desde que o mesmo tenha sido instalado e manuseado

Leia mais

Vazamento e/ou Incêndio em Cilindros de GLP

Vazamento e/ou Incêndio em Cilindros de GLP Assunto: VAZAMENTO E/OU EM CILINDROS 1/7 1. FINALIDADE Padronizar e minimizar a ocorrência de desvios na execução de tarefas fundamentais para o funcionamento correto do processo de atendimento de ocorrências

Leia mais

CREMATÓRIO EMISSÕES ATMOSFÉRICAS - ROTEIRO DO ESTUDO

CREMATÓRIO EMISSÕES ATMOSFÉRICAS - ROTEIRO DO ESTUDO CREMATÓRIO EMISSÕES ATMOSFÉRICAS - ROTEIRO DO ESTUDO Esse roteiro foi elaborado com base no disposto na Resolução CONAMA 316/2002 e na Norma Técnica CETESB E15.011. Apresentar estudo de análise de alternativas

Leia mais

Sinalização de segurança:

Sinalização de segurança: A Sinalização de Segurança tem por objectivo chamar a atenção, de forma rápida e inteligível, para objectos ou situações que comportem riscos ou possam estar na origem de perigos 1 Significados e a aplicação

Leia mais

Konica Minolta instrumentos industriais. Precauções de Segurança

Konica Minolta instrumentos industriais. Precauções de Segurança Konica Minolta instrumentos industriais Precauções de Segurança Símbolos de Segurança Os seguintes símbolos são usados neste manual para prevenir acidentes que podem ocorrer como resultado do uso incorrecto

Leia mais

Manual de Instruções INVERSOR PARA SOLDA IE 6150/1

Manual de Instruções INVERSOR PARA SOLDA IE 6150/1 Manual de Instruções INVERSOR PARA SOLDA IE 6150/1 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas específicas de

Leia mais

Serviço. Instruções de manutenção

Serviço. Instruções de manutenção Serviço Instruções de manutenção Serviço Instruções de manutenção Notas de assistência Edição 1 Esta publicação não está sujeita a nenhum serviço de alterações. Novas versões podem ser encontradas em

Leia mais

Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

Equipamentos de Proteção Individual (EPI) Equipamentos de Proteção Individual (EPI) SEGURANÇA NA SOLDAGEM Segurança na Soldagem 1.1 - Principais riscos para um soldador 1.1.1 - Poluição por fumos de soldagem 1.1.2 - Radiações visíveis e invisíveis

Leia mais

NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA

NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA NORMAS BÁSICAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO DE QUÍMICA NORMAS GERAIS O trabalho em laboratório exige concentração. Não converse desnecessariamente, nem distraia seus colegas. NORMAS PESSOAIS Adaptar-se

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS DOMÉSTICOS ADULTOS E IDOSOS Acidentes Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que podem tornar todas

Leia mais

LIMPA PNEU ECO 3000 Manual Técnico

LIMPA PNEU ECO 3000 Manual Técnico Greensun Ind. e Com. de Prod. de Limp. Ltda. CNPJ: 39.708.888/0001-57 - Ins. Est: 85.419.269 Rua da Fonte 1028, Nova Cidade - Rio das Ostras - Rio de Janeiro / Brasil Telefax: (22) 2760-0518 - Químico

Leia mais

Desumidificador. Desidrat Plus IV Desidrat Plus V

Desumidificador. Desidrat Plus IV Desidrat Plus V Desumidificador Desidrat Plus IV Desidrat Plus V Lista de instrução de uso. Painel de controle. Introdução à estrutura. Instrução de Uso. Proteção e Manutenção. Solução de problemas. Referência. Obrigado

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Wash primer. Empresa: MG Tintas Ltda. Endereço: Rua Olavo Baldessar, 246. Cidade: Santa

Leia mais

CÓDIGO...: FISPQ-391 REVISÃO..: 08 FOLHA...: 1 / 6 DATA...: 09/2015 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO NAFTALENO SULFONATO DE SÓDIO

CÓDIGO...: FISPQ-391 REVISÃO..: 08 FOLHA...: 1 / 6 DATA...: 09/2015 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO NAFTALENO SULFONATO DE SÓDIO FOLHA...: 1 / 6 1 - Identificação do Produto e da Empresa. Nome do Produto: Nome da Empresa: Endereço: Av. Gupê, 10497 Telefone: 55 11 4772 4900 Cosmoquimica Indústria e Comércio EIRELI Fax: 55 11 4772

Leia mais

Texto consolidado do código FSS

Texto consolidado do código FSS Texto consolidado do código FSS Este texto é uma consolidação dos seguintes instrumentos: - Resolução MSC.98(73) Adoção do Código FSS, em vigor a partir de 1º de Julho de 2002; - Resolução MSC.217(82),

Leia mais

NR-19 EXPLOSIVOS (119.000-8)

NR-19 EXPLOSIVOS (119.000-8) NR-19 EXPLOSIVOS (119.000-8) 19.1 Depósito, manuseio e armazenagem de explosivos. 19.1.1 Explosivos são substâncias capazes de rapidamente se transformarem em gases, produzindo calor intenso e pressões

Leia mais

Informações importantes sobre o produto. Informações de segu rança

Informações importantes sobre o produto. Informações de segu rança Informações importantes sobre o produto DESCARTE DE PILHAS E BATERIAS Este produto contém bateria de alimentação integrada(não removível pelo usuário)que só deve ser substituída por profissionais qualificados.

Leia mais

PRODUTO: SILICATO DE SÓDIO ALCALINO FISPQ - FICHA DE INFOMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

PRODUTO: SILICATO DE SÓDIO ALCALINO FISPQ - FICHA DE INFOMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2. INFORMAÇÕES SOBRE A COMPOSIÇÃO QUÍMICA 3. IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 4. MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS 5. MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO 6. MEDIDAS DE CONTROLE

Leia mais

Para a consulta atualizada deste manual, acesse o site www.nardelli.com.br/downloads

Para a consulta atualizada deste manual, acesse o site www.nardelli.com.br/downloads 1 Parabéns Obrigado por adquirir uma coifa de ilha Fogatti, esperamos que este produto satisfaça a sua necessidade. Por favor, leia todas as instruções atentamente para obter os melhores resultados da

Leia mais

DISPOSITIVO DE PARTIDA E TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA PARA GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DO USUÁRIO

DISPOSITIVO DE PARTIDA E TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA PARA GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DO USUÁRIO DISPOSITIVO DE PARTIDA E TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA PARA GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DO USUÁRIO Por favor, leia este manual com atenção para uso do equipamento. Instruções de Operação do QTA. I.

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA DOS LABORATÓRIOS DO CURSO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIFEI CAMPUS ITABIRA

NORMAS DE SEGURANÇA DOS LABORATÓRIOS DO CURSO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIFEI CAMPUS ITABIRA NORMAS DE SEGURANÇA DOS LABORATÓRIOS DO CURSO DE ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIFEI CAMPUS ITABIRA Normas de Segurança dos laboratórios do curso de engenharia de materiais UNIFEI Campus Itabira, que determinam

Leia mais

1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ Nº. 038/BR REVISÃO: 00 Página 1 de 5 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Código interno de identificação do produto: Nome da empresa: Endereço: HOMOPOLÍMERO DE POLIPROPILENO

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico Nome do produto: Telha Impermeabilizante Incolor Página: 01 / 07 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: Telha Impermeabilizante Incolor Código

Leia mais

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA Nº 02

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA Nº 02 ROTEIRO DE AULA PRÁTICA Nº 02 23 INTRODUÇÃO AO TRABALHO NO LABORATÓRIO QUÍMICO 1 OBJETIVOS Apresentar ao aluno os princípios de segurança e bom funcionamento do laboratório de Química, bem como, a elaboração

Leia mais

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA AGENTES EXTINTORES ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA Profª Maria Cleide Curso técnico em edificações 2014 Sistema de iluminação de emergência: Sistema automático que tem por finalidade a iluminação de ambientes,

Leia mais

SENSOR STK 817 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817. www.samtek.com.br SAMTEK

SENSOR STK 817 SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817. www.samtek.com.br SAMTEK SENSOR DE VAZAMENTO DE GÁS STK 817 www.samtek.com.br Agradecemos a sua preferência por nossos produtos. Nossos produtos possuem vários certificados nacionais e internacionais sendo projetados de modo a

Leia mais

FISPQ nº 176 Página 1 / 5 Data da última revisão 02/02/2009. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ

FISPQ nº 176 Página 1 / 5 Data da última revisão 02/02/2009. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ 1 Identificação do produto e da empresa Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ FISPQ nº 176 Página 1 / 5 Data da última revisão 02/02/2009 Nome do produto: Craquelex Color (Verniz

Leia mais

職 業 安 全 健 康 廳 Departamento de Segurança e Saúde Ocupacional. Lista de controle das condições de Segurança e Saúde Ocupacional para Hotelaria e afins

職 業 安 全 健 康 廳 Departamento de Segurança e Saúde Ocupacional. Lista de controle das condições de Segurança e Saúde Ocupacional para Hotelaria e afins Local de Trabalho 1 Manter o local de trabalho sempre limpo. 2 Não obstruir as vias de circulação. 3 Desimpedir as saídas de emergência e escapatórias. 4 Arrumar materiais ordenadamente e não demasiado

Leia mais

De repente sua bateria LiPO fica grávida. O que fazer?

De repente sua bateria LiPO fica grávida. O que fazer? De repente sua bateria LiPO fica grávida. O que fazer? Você sabia que denominamos bateria ao conjunto de pilhas associadas em série ou paralelo? Dessa forma, podemos dizer que bateria é o coletivo de pilhas,

Leia mais

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Rua Manoel Joaquim Filho, 303, CEP. 13148-115 Paulínia / SP.

FISPQ Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Rua Manoel Joaquim Filho, 303, CEP. 13148-115 Paulínia / SP. Página 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da Empresa: CICATRILEX PRATA Ceva Saúde Animal Ltda. Rua Manoel Joaquim Filho, 303, CEP. 13148-115 Paulínia / SP. Nome do Fabricante:

Leia mais

Índice. Apresentação. Características técnicas

Índice. Apresentação. Características técnicas P27055 - Rev. 1 Apresentação Índice Apresentação... 04 Características técnicas... 04 Central Electra 8K RF... 05 Instalação... 05 Fiação, isoladores e hastes... 06 Conexão do eletrificador com a cerca...

Leia mais

Pode causar dores abdominais e irritação gástrica. Por não ser um produto totalmente bio-degradável, pode afetar o ecosistema.

Pode causar dores abdominais e irritação gástrica. Por não ser um produto totalmente bio-degradável, pode afetar o ecosistema. 1 Identificação do produto e da empresa Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ FISPQ nº 012 Página 1 / 5 Data da última revisão 17/072008 Nome do produto: Acrilpen Código interno

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. PRODUTO Mistura Etileno em Nitrogênio Página 1/5 FIS.SEDC 23.038 Revisão 5 Data: 15/03/2010

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. PRODUTO Mistura Etileno em Nitrogênio Página 1/5 FIS.SEDC 23.038 Revisão 5 Data: 15/03/2010 PRODUTO Mistura Etileno em Nitrogênio Página 1/5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto Mistura gasosa Etileno em Nitrogênio Azetil Nome da Empresa AIR LIQUIDE BRASIL LTDA Endereço Av.

Leia mais

1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 - IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 3 - COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES. Nome: MASSA PARA MADEIRA

1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 - IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 3 - COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES. Nome: MASSA PARA MADEIRA Página: 1 de 6 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: MASSA PARA MADEIRA Empresa: Viapol Ltda Endereço: Rodovia Vito Ardito, 6.401 km 118,5 Complemento: Bairro: Jd. Campo Grande Cidade: Caçapava

Leia mais

A capacidade de carga total com uso moderado é de aproximadamente 80% após 300 ciclos.

A capacidade de carga total com uso moderado é de aproximadamente 80% após 300 ciclos. Segurança da bateria A HP encara a segurança com muita seriedade e disponibiliza Material Safety Data Sheets (MSDS) (Fichas de dados de segurança de material; em inglês) que fornecem informações gerais

Leia mais

Mini Dome CT831D/CT-832D

Mini Dome CT831D/CT-832D Mini Dome CT831D/ Manual de Referência e Instalação 1 Introdução Obrigado por adquirir nosso produto. Este documento apresenta as operações da Câmera CT- 831D e. Mantenha-se atualizado visitando nosso

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ 01. Identificação do Produto e da Empresa. Nome do Produto: Ácido Sulfônico. Nome da Empresa: Domingos Araújo Neto Endereço: Av. Francisco Sá,3405 Monte Castelo Fortaleza Ce CEP: 60130-000 Telefone: (0xx85)

Leia mais

ü Não é permitido utilizar a tubulação da rede elétrica para passagem dos

ü Não é permitido utilizar a tubulação da rede elétrica para passagem dos VÍDEO PORTEIRO COLORIDO VIP COLOR 7 Manual de Instalação 1) APRESENTAÇÃO DO PRODUTO A Amelco, oferece cada vez mais soluções em segurança eletrônica para seus clientes e apresenta o Vídeo Porteiro com

Leia mais