Idéias para superar a crise XIII Congresso Mineiro de Recursos Humanos debate estratégias usadas por RHs em meio à turbulência econômica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Idéias para superar a crise XIII Congresso Mineiro de Recursos Humanos debate estratégias usadas por RHs em meio à turbulência econômica"

Transcrição

1 Órgão Informativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos Sessão Minas Gerais ABRH-MG ano I edição nº1 Março/Abril 2009 Idéias para superar a crise debate estratégias usadas por RHs em meio à turbulência econômica Indústria automotiva apresenta alta na produção pág. 3 Novidades em serviços e produtos na Expo ABRH-MG pág. 4 Artigo: Marco Túlio Zanini pág. 8

2 Editorial Pelo mundo 2 nº1 mar abr Indústria automotiva brasileira dribla a crise e apresenta alta na produção A hora de ousar e inovar A crise, seja ela uma marolinha ou um tsunami, é inegável e está afetando em diversas medidas, a atividade econômica e as taxas nacionais de crescimento, em todo o mundo. Crises sempre existiram e, de uma forma ou de outra, acabam deixando lições, que podemos aprender ou não. Uma das mais sensatas é a que nos ensina que as crises, assim como perturbam a ordem estabelecida da qual se originam, de outro lado apontam novas possibilidades, que podem levar à inovação ou à renovação. Nós, da ABRH- MG sempre acreditamos na força do trabalho como ferramenta indispensável para a superação de dificuldades que, vez por outra, se imponham. É por isso que, ao contrário de muitas empresas e instituições que, tímidas, hesitantes e temerosas frente a novos obstáculos ou indefinições de toda natureza optam primeiramente por reduzir o investimento e a produção e demitir empregados qualificados, agravando ainda mais o quadro em que se inserem, a ABRH-MG prefere agir positivamente, com muito trabalho e criatividade. Acreditando na capacidade restauradora do trabalho, nós da ABRH-MG decidimos manter a agenda de 2009 e, buscando aproveitar a oportunidade que enxergamos nesse momento em que ainda prevalecem as incertezas, apresentamos novidades que virão contribuir para dar ainda maior visibilidade à nossa instituição, com vistas à valorização da profissão e da atividade de RH. A agenda 2009 de atividades da ABRH-MG, que já foi aberta com sucesso neste mês de março, com o painel Atitudes Positivas Diante da Crise, terá como destaques o e o Prêmio SeR Humano. O Congresso deste ano será diferente das últimas edições, a começar pelo local de sua realização: ele acontece no Minascentro, que permite a ampliação do público participante e oferece amplo espaço para abrigar a Expo ABRH-MG, exposição paralela, que acontece tradicionalmente de maneira simultânea ao Congresso. Os dois eventos estão marcados para 25 e 26 de junho e o tema do Congresso será, muito oportunamente, A gestão de pessoas em tempos de crise. Já o Prêmio SeR Humano está confirmado para novembro e também terá novidades que anunciaremos em breve. O seu objetivo é reconhecer profissionais de destaque na área de RH e difundir propostas e trabalhos inovadores em recursos humanos. Glória Meireles, presidente da ABRH-MG FOTO: ABRH-MG/Divulgação Agora, em meio às estatísticas da crise, que comprometem o crescimento da atividade econômica e a empregabilidade, a ABRH-MG marca posição e busca se firmar como referência em políticas de pessoal e gestão de pessoas, ampliando a discussão sobre RH, valorizando a atividade e consolidando sua posição em favor do desenvolvimento da pessoa e do trabalho. Para isso, lançamos o jornal Assunto:RH, uma publicação bimestral que abre espaço para a ampliação da discussão sobre o tema, levando a ABHR-MG, também por seu intermédio, a cumprir o papel institucional que lhe cabe como entidade representativa da classe. Procurando desde a origem a sua autosustentabilidade, o jornal Assunto:RH, além de sua função de veicular notícias, é também a plataforma para a veiculação de anúncios de empresas e instituições parceiras, que tenham interesse em apresentar seus produtos e serviços para um público-alvo bem definido, segmentado e com alta capacidade decisória, no que diz respeito a contratos relativos à área de RH. No espaço publicitário ao pé desta página, os interessados encontram orientações sobre como anunciar no Assunto:RH. Esperamos que este jornal represente um marco para a ABRH-MG, estabelecendo o início de uma cultura de comunicação aberta e transparente com todos os nossos públicos. Rua Gonçalves Dias, 229, sala 404, Funcionários - CEP Belo Horizonte (MG). Telefone: (31) Fax: (31) Associação Brasileira de Recursos Humanos Minas Gerais Glória Rodrigues V. Meireles Presidente Clarice Andrade Vice-Presidente Sônia Mara Prado Veiga Vice-Presidente Diretoria Alexandre Luiz Gomes, Cristiane de Ávila Fernandes, Déborah Regina Nória da Fonseca, Denise Dumont, Elaine Andrade dos Santos, Flávia Dias de Castro, Jane Brito Pimenta, Maria Margareth Queiroz Guimarães, Maria Cristina Iglésias Silva e Borges, Maria do Pilar Curi Moura, Maria Letícia de Castro Leite, Rebeca Pittella Cançado Oliveira, Rita de Fátima Carrusca Batista Santos, Tânia Maria Paiva Carrara, Thelma M. Teixeira, Tatiana de Villefort Alves Pinto e Valéria Cristina Pontes Alves Conselho Deliberativo Margareth Soraya Conceição Coelho Sacchetto presidente e Osvino Pinto de Souza Filho vice-presidente. Conselheiros: Carlos Alberto Caram Farah, Fernando de Souza Lima, Jose Carlos Cirilo da Silva, Magnus Ribas Apostólico, Marco Aurélio Alacoque, Paulo Maia, Raul Alberto Marinuzzi, Ricardo Luiz Diniz Gomes, Rivaldo de Azevedo Neto, Sebastião Gomes da Silveira Carvalho, Sérgio Campos Pereira Ramos, Silvana Arrivabeni Rizzioli. Conselho de Administração: Dayse Fonseca Carnaval Ferreira presidente e Márcio Mendes Ferreira vice-presidente. Conselheiros: Glória Rodrigues V. Meireles Presidente, Maria Beatriz Delgado V. de Sousa e Rubens Godinho Damasceno. Conselho Fiscal - Efetivos: Valdir Monteiro e Wander Lúcio Francisco Prado. Suplentes: Clara Venêza Marques Pereira e José Emiliano Brandão Meira Órgão Informativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos Sessão Minas Gerais ABRH-MG Idéias para superar a crise debate estratégias usadas por RHs em meio à turbulência econômica ano I edição nº1 Março/Abril 2009 I n d ú s t r i a a u t o m o t i va apresenta alta na produção p á g. 3 N ov i d a d e s e m s e r v i ç o s e produtos na Expo ABRH - MG p á g. 4 A r t i g o : Marco Túlio Zanini p á g. 8 ASSUNTO:RH Órgão de divulgação da Associação Brasileira de Recursos Humanos de Minas Gerais. Jornalista responsável: Sérgio Stockler (MTB MG). Redação: Aline Ferreira. Tiragem: xxxxx Periodicidade bimestral Distribuição Gratuita. Enquanto boa parte das indústrias automotivas do Japão, Europa e EUA estão reduzindo sua produção devido às quedas vertiginosas nas vendas as montadoras japonesas anunciam drástica redução da produção e do emprego em todo o mundo, enquanto nos Estados Unidos as três gigantes pedem socorro ao Governo e na Europa, a Ford apresentou queda de 12% em relação à fevereiro de 2007 e sua rival GM pode demitir trabalhadores de suas fábricas da Opel e Vauxhall no Brasil a história é diferente. A venda de automóveis registrou a terceira alta consecutiva em fevereiro deste ano, devido à redução do IPI e promoções das montadoras, e o desempenho das vendas em fevereiro superou o mesmo período em Líder do mercado automotivo brasileiro pela sétima vez, a Fiat encerrou o ano com 657,8 mil veículos vendidos, como afirmou seu presidente na América Latina, Cledorvino Belini, em entrevista aos jornais Assunto RH e Sinergia. O ano passado foi realmente muito bom, mesmo com a queda abrupta das vendas Prêmio Desafio de RH tem inscrições abertas A maior pesquisa de clima organizacional do país, o Guia Você/SA-Exame As melhores empresas para você trabalhar, irá conceder pelo terceiro ano consecutivo o prêmio Desafio de RH para a empresa que está passando por um momento de grande complexidade na gestão de pessoas. O prêmio é uma espécie de ISO para a área de recursos humanos no Brasil. As empresas eleitas no ranking anual tornam-se referência no mercado, atraem e retêm os melhores talentos e ganham a admiração de clientes e fornecedores. Em 2008, o Guia Você/SA-Exame obteve 550 inscrições e mais de 143 mil questionários respondidos por profissionais de todo o Brasil. O processo é todo gratuito. Saiba como se inscrever no site Líder do mercado automotivo brasileiro pela sétima vez, Fiat vendeu no ano passado 657,8 mil veículos FOTO:Studio Cerri no último trimestre, disse. A ampliação dos turnos de produção em algumas montadoras é, segundo ele, um sinal positivo de que a queda prevista para o mercado brasileiro não ocorreu ainda que o cenário externo seja de forte retração na indústria automobilística. Belini explica que a curva de produção e vendas, porém, teve um forte declínio a partir de outubro, tanto para a Fiat como para a indústria como um todo, principalmente em função da escassez de crédito. As medidas adotadas pelo governo ajudaram o mercado a reagir, com a redução da alíquota do IPI sobre os veículos e a maior oferta de crédito no mercado. Com a retomada das vendas, apontando para uma recuperação do mercado, a indústria também retomou a produção. Felizmente, o governo brasileiro agiu a tempo e adotou medidas que impactaram positivamente o mercado, como a maior oferta de recursos para os financiamentos, a redução do IPI sobre os veículos e, mais recentemente, a redução da taxa de juros, que beneficia toda a economia. O mercado automobilístico depende basicamente da oferta de crédito, em condições de financiamento atraentes, e da confiança do consumidor. O ambiente econômico positivo favorece o ânimo do consumidor e estimula a decisão de compra, afirmou Belini. Assédio moral cresce na crise A pressão para melhorar os resultados dos funcionários diante dos efeitos da crise mundial se dissemina e coloca cada vez mais trabalhadores em situações de possível assédio moral. Procuradores do Ministério Público do Trabalho investigam, em seis estados brasileiros, 145 denúncias recebidas neste ano sobre assédio nos setores aéreo, bancário, metalúrgico e de comércio. É considerado assédio moral um conjunto de condutas abusivas, frequentes e intencionais que atingem a dignidade da pessoa e que resultam em humilhação e sofrimento. O assédio moral, também chamado de terror psicológico no trabalho, é hoje um dos requisitos para aumentar a produtividade nas empresas, que precisam ser mais competitivas contra a crise, diz Luiz Salvador, presidente da Abrat (associação brasileira dos advogados do setor). O número de consultas ao site (www.assediomoral.org.br ) cresceu cerca de 20% desde que a crise se agravou, em outubro, afirma o pesquisador e coordenador do site Roberto Heloani. Cobrar metas faz parte do dia a dia de qualquer empresa. O problema, dizem os especialistas, é a forma dessa cobrança. Se houver humilhação e ameaça, está caracterizado o assédio. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

3 Notícias ABRH-MG 4 nº1 mar abr Ainda não se sabe o rumo que as empresas vão tomar com o andamento da crise econômica. Mas uma mudança é dada como certa: a área de Gestão de Pessoas vai precisar se preparar para os novos tempos e adotar uma postura cada vez mais estratégica e inovadora para apoiar os gestores. É com base nesse atual contexto, que a ABRH-MG propõe o tema do 13º Congresso Mineiro de Recursos Humanos Gestão de Pessoas em Tempos de Crise: Criando Estratégias Diferenciadas que ocorre nos dias 25 e 26 de junho, no Minascentro, em Belo Horizonte. A presidente da ABRH-MG, Glória Meireles, que também coordena o Congresso realizado anualmente pela instituição, chama a atenção para a importância de dois temas: estratégias e inovação, requisitos fundamentais em um cenário de crise, sobretudo, para a área de gestão de pessoas, segundo ela. De acordo com Glória, neste momento de turbulência, o Congresso Mineiro de RH propõe um amplo debate que vai girar em torno de três eixos centrais: inovação, sustentabilidade e controle. Inovação para maximizar as oportunidades, Sustentabilidade para garantir a sobrevivência do negócio e Controle de Resultados para minimizar os danos causados pela crise, explica. Segundo ela, esses temas serão o foco das discussões propostas pelos paineis, palestras e oficinas oferecidas Gestão de Pessoas em tempos de crise Congresso Mineiro que ocorre em junho vai discutir estratégias usadas por RHs em meio à turbulência econômica nos dois dias do evento. Esses assuntos, de certa forma, também estarão presentes na feira que faz parte da programação do evento. Para esta edição do congresso estão confirmadas as participações do presidente da Comissão de Relações do Trabalho da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Adauto Duarte; do doutor de gestão de empresas e professor da Fundação Dom Cabral, Marco Túlio Zanini; da doutora em psicologia social e consultora de empresas, Georgina Vieira; e da coach e consultora de empresas Dayse Carnaval, entre outros. Para o gerente de RH do EPA Supermercados, Leonardo Malta, o Congresso é extremamente importante para a difusão de informações e novidades da área. Algo que, por exemplo em São Paulo, é feito com mais freqüência, se comparado a Belo Horizonte, disse. O Congresso é uma oportunidade e uma fonte muito importante de atualização profissional. São colocadas em debate novas informações, novas ferramentas e experiências importantes para o dia a dia profissional. Em geral o EPA envia de três a seis funcionários ao Congresso. Segundo Malta, o retorno é imediato. Os assuntos abordados no congresso não só são debatidos entre os funcionários, mas também aplicados na organização. Em relação à temática deste ano, o gerente de RH se diz muito interessado nas discussões sobre retenção de talentos. Estarei focado nos debates sobre primeiro emprego e formação de mão de obra, assuntos importantes para o meu ramo de atuação, destacou. De acordo com a gerente de RH Unidades, da CSN, Alba Valéria Santos, o Congresso representa anualmente a oportunidade de participar de um fórum de alta qualidade. Uma síntese de boas práticas de RH são compartilhadas de forma transparente, gerando O consultor organizacional, Eduardo Carmello, em palestra no XII Congresso Mineiro FOTO: Demerval Filho Platéia do último Congresso Mineiro de RH, que ocorreu em 2008 FOTO: Demerval Filho uma sinergia extremamente positiva dentro da comunidade de profissionais de RH, destacou. Para este ano, Alba espera que o evento proponha uma ampla discussão do papel estratégico do RH, neste momento em que toda a economia mundial está fragilizada. Poderá apresentar boas sugestões aos profissionais, para que possam aplicar em suas organizações. Este Congresso poderá ainda servir de inspiração num momento onde o RH precisa atuar fortemente dentro das organizações. Já para a superintendente de Recursos Humanos da Prodemg (Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais), Fátima Salomão, as discussões levantadas pelo Congresso Mineiro são de grande interesse para os profissionais do ramo. Além de trazer um debate sobre assuntos pertinentes, o evento é um ótimo espaço de networking. Trocamos experiências com profissionais de RH e nos inteiramos do que está acontecendo no mercado, disse. Mais informações sobre o Congresso e inscrições no site ou pelo telefone Expo ABRH-MG Novidades em serviços e produtos Além de colocar em discussão assuntos atuais e relevantes para a área de Recursos Humanos, o Congresso Mineiro de RH traz também em sua programação uma feira voltada para o segmento, a Expo ABRH-MG. O intuito é trazer o que há de mais novo em serviços e produtos do ramo. Neste espaço, empresas de renome como a Unimed BH, a Belo Dente e a Rhumo Consultoria, por exemplo, apresentam suas atividades e novidades em serviços empresariais. A coordenadora da Expo RH, Letícia Amaral, acredita que mesmo neste ano de retração econômica, as empresas precisam se destacar de seus concorrentes e marcar ainda mais o diferencial de seus produtos e serviços. Já contamos com grandes empresas para esta edição. Para elas, o investimento em eventos do setor é de fundamental importância, pois é neste espaço que se encontra público selecionado, com poder de decisão e formador de opinião, argumenta. Para Letícia, o networking proporcionado tanto pelo Congresso como pela Expo ABRH-MG acontece em altíssimo nível, devido ao perfil dos congressistas e dos expositores, fatores que contribuem para a consagração desses eventos em Minas Gerais, afirma. A Belo Dente, empresa que atua no ramo de planos odontológicos, vai participar pela terceira vez consecutiva da Expo ABRH-MG. Segundo a diretora técnica e administrativa da empresa, Marta Siqueira, a feira e o Congresso de Recursos Humanos são os eventos mais importantes da agenda da Belo Dente em Minas Gerais. A feira é uma grande oportunidade de mostrar nosso trabalho. Como bons mineiros que somos, gostamos de uma conversa ao pé do ouvido ou seja, é o momento de encontramos e conversarmos com os RHs que são pessoas decisivas na escolha dos benefícios, afirma. Desde 2005 a RHUMO Consultoria Empresarial expõe na feira. Considero tanto a Expo ABRH-MG como o Congresso os maiores e mais importantes Aconteceu Expo ABRH-MG realizada, no ano passado, durante o 12º Congresso Mineiro de RH FOTO: Demerval Filho eventos na área de gestão de pessoas. Participar da feira proporciona uma enorme visibilidade para a minha empresa. Além disso, tenho a oportunidade de concretizar negócios e me relacionar com diversos profissionais e empresas, frisou. Campos ressaltou que assim que acaba o congresso, ele já reserva espaço para a próxima Expo RH. Quero participar de mais uns 50 congressos, afirmou. Para o gestor de marketing da Unimed BH, Nelson Nascimento, a organização, que participa da Expo ABRH-MG desde 2003, entende que para ser bem sucedida em seu negócio (soluções em saúde), precisa buscar permanentemente a compreensão das necessidades dos clientes e desenvolver soluções que sejam adequadas às diversas realidades. Para isso, um dos caminhos fundamentais é o da construção de relacionamentos duradouros e mutuamente benéficos, disse. O Congresso reúne profissionais que têm na saúde um dos eixos de sua atividade nas empresas e é um ambiente propício para o exercício dos relacionamentos, além de contribuir para o posicionamento da marca, frisou. Painel Atitudes positivas diante da crise inaugurou calendário 2009 de eventos da ABRH-MG Apesar das crises econômicas serem, em alguns casos, devastadoras, não se deve abrir mão de boas ações, idéias e criatividade. Essa foi a opinião geral dos debatedores do painel Atitudes positivas diante da crise, realizado pela ABRH-MG em parceria com o jornal Diário do Comércio. O evento, que ocorreu no dia 11 de março, reuniu executivos que atuam em diversos setores do mercado, empresários, gestores e profissionais da área de recursos. Ao todo, participaram 160 pessoas. A mesa de debate foi composta pelo presidente do Grupo Supernosso, Euler Fuad Nejm; pela diretora de Recursos Humanos da Mendes Júnior, Lívia Sant Ana; pelo presidente da Suggar, Lúcio Costa; e pelo diretor de serviços corporativos da Vivo, Marcus Roger da Costa. O encontro foi mediado pelo presidente do Diário do Comércio, Luiz Carlos Mota Costa. tome nota... Segundo módulo do curso de coaching Será realizado de 16 a 19 de abril, na sede da ABRH-MG, em Belo Horizonte, o segundo módulo do curso Formação e Certificação Internacional de Coaching Evolutivo. Intercalando teoria e prática, o principal objetivo do curso é proporcionar uma formação completa do aluno ao abordar diversos modelos de Coaching. Mais informações pelo telefone (31) Filosofia e Cinema Discutir filosofia através da sétima arte. Esta é a proposta do projeto Filosofia e Cinema, apoiado pela ABRH-MG desde 2005, através do seu programa Qualidade de Vida. Para cada dia do evento, a ABRH disponibiliza 20 ingressos para seus associados. Para se inscrever envie para com.br. A exibição dos filmes ocorre às 15 horas e os comentários às 17 horas, no auditório da faculdade UNA (Rua Aimorés, 1451, Lourdes Belo Horizonte). Confira a programação: 18 de abril: Um Beijo Roubado (Wong Kar Wai, 2007, Hong Kong/ China/ França, 94 min.); 16 de maio: Rain Man (Barry Levinson, 1988, EUA, 133 min.); e 20 de junho: Na Natureza Selvagem (Sean Penn, 2008, EUA, 148 min.)

4 Entrevista A notícia comentada 6 nº1 mar abr Georgina Vieira Sucessão em empresas familiares O processo de sucessão em empresas familiares é um assunto muito comum em diversos ramos do mercado. Em alguns casos, o empreendedor se vê cercado de dúvidas quanto ao interesse ou mesmo vocação dos herdeiros. Para falar sobre esse tema, o Assunto:RH traz entrevista inédita com a doutora em psicologia social e diretora da DBM do Brasil Regional MG, Gerorgina Vieira. Demitir é a única alternativa? O consultor de empresas Paulo Maia comenta as demissões geradas pela crise econômica No atual cenário de desaceleração econômica, o fantasma da demissão foi (e ainda está sendo) tema de inúmeras manchetes na mídia nacional. Com perda significativa nos lucros, muitas empresas estão reagindo à crise com a eliminação de parte dos seus postos de trabalho. Por outro lado, algumas organizações não veem a demissão como primeira opção e recorrem a estratégias diferenciadas. As reservas do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), por exemplo, estão sendo utilizadas por algumas empresas para pagamento de bolsa de qualificação profissional para funcionários que estão afastados da rotina de trabalho. A convite do Assunto:RH, o professor da Fundação Dom Cabral e consultor de empresas, Paulo Maia, faz uma análise deste atual cenário e comenta a seguinte notícia: Assunto:RH: Em qual momento o empreendedor deve promover a sucessão? ARH: De que forma agir se ocorrer conflito entre os familiares? Não há motivos para as empresas demitirem Georgina Vieira: Cada situação deve ser analisada segundo as suas especificidades. Por exemplo: há casos em que o empreendedor vem de família de empresários e já viveu as questões relativas ao entrelaçamento entre propriedade x gestão x família. Neste caso, quando o empreendedor abre um novo negócio, ele já possui um sistema mental que o faz pensar na profissionalização da empresa a partir de seu nascedouro. A maioria das empresas de controle familiar, de pequeno e médio portes, no entanto, só começa a pensar na sucessão quando os problemas de passagem de bastão começam a aparecer. Particularmente se a empresa tem mais de um sócio e os filhos entram no negócio, questões de relacionamento familiar e diferenças de ênfase (investir ou dividir os lucros/abrir novos negócios ou promover aquisição de outros/crescer organicamente ou crescer por saltos?). O melhor momento para se pensar em sucessão é desde a fundação. Fazer a empresa organizada, com processos bem estruturados. Mas isto é difícil. O melhor momento passa a ser aquele em que os sócios reconhecem que o estágio da empresa requer novos posicionamentos. E nem precisa ser sucessão dentro do espectro familiar. Uma regra de ouro deve ser observada: o familiar entra na empresa porque a empresa precisa dele, e não o contrário. ARH: Como lidar com a falta de interesse ou vocação do herdeiro? GV: Se o herdeiro não manifestou interesse nos negócios da família, algo já aconteceu antes, talvez em sua primeira infância. Ou o afastamento do pai do cotidiano da família o faz pensar que não é bom ter uma empresa, ou o excesso de proteção leva-o a uma atitude pouco proativa ou então o herdeiro quer ter carreira própria e demonstrar sua competência. Essa última atitude é excelente. É muito importante que o herdeiro passe por experiências fora da empresa da família para entender como funciona a dinâmica das relações hierárquicas, o que é conflito de interesses entre chefes e subordinados, além da disciplina de horário, férias, tarefas, trabalho em equipe, dentre outros. Podem acontecer duas coisas: depois de uma O familiar entra na empresa porque ela precisa dele, e não o contrário experiência externa o herdeiro descobre que o negócio é da família e dele próprio e assim passa a ter nele o seu propósito profissional. Pode acontecer de não ser bem sucedido e o negócio da família passa a ser a sua única fonte de renda. Aí é um desastre. Se o herdeiro não tem vocação empreendedora, é difícil instalar nele a resolutividade e a dedicação que se exige de um sucessor familiar. Por outro lado, se é dado a ele um cargo apenas para justificar uma renda, vai ser muito difícil gerenciá-lo por se tratar de filho de dono e não de um profissional respeitado. É melhor que o mesmo seja aconselhado por especialistas a procurar o seu propósito de vida e investir nele. GV: O conflito deve ser considerado como natural em qualquer organização. Seja a organização empresarial, seja a organização familiar ou mesmo uma organização cooperativa. O que muda na empresa familiar é que o mal estar é levado para casa, alterando o ambiente, dificultando ou inviabilizando relacionamentos familiares antes saudáveis. Por isso cada vez mais se instala a necessidade de instituir mecanismos de prevenção de conflitos. Por exemplo: Acordo de entendimentos, Conselho de Família, membros não-familiares participando dos Conselhos Administrativos. Mas se o conflito está instalado, cada situação vai requerer uma tratativa. Pode ser a adoção de uma estratégia que evite os contatos (por exemplo, dando autonomia a cada unidade de negócio); pode ser retirando todos os familiares da gestão e colocando um executivo de mercado, mas pode ser adequada e eficaz uma intervenção de natureza psicossocial. ARH: Qual é a hora de contratar um profissional, especialista, que não faz parte da família? GV: Não tenho dúvidas de que a melhor hora para se contratar um profissional de mercado, como executivo, é na fase em que a empresa já se consolidou no mercado, mas não tem as melhores práticas de gestão. O sucesso do crescimento obscurece os problemas organizacionais que tornam-se mais evidentes à medida em que as pessoas não reconhecem um padrão ou um processo e não sabem, com segurança, a quem se reportar. Percebendo a falta de padronização de procedimentos e de critérios de decisão, os mais velhos de casa acabam aprendendo qual a melhor hora para falar com um dos sócios e, se um deles não abraçar a sua causa, levá-la para outro sócio. E, assim, acontecem vários fenômenos que são típicos das empresas de controle e operação familiar. Leia a entrevista na íntegra do site da ABRH-MG Georgina Vieira é psicóloga, mestre e doutora em psicologia social pela USP e diretora da DBM do Brasil Regional MG Consultor de empresas e professor da Fundação Dom Cabral, Paulo Maia FOTO: Arquivo pessoal São 17 horas do dia 18 de março e o Ministro do Trabalho acaba de decretar o fim da crise, tendo sido desmentido, imediatamente, por um consultor comentarista. Mas, como há pessoas mais sérias que ministros, felizmente, vamos encarar que vivenciamos uma forte retração produtiva, fruto de uma desordem generalizada no sistema financeiro. São milhões e milhões de desempregados e, no Brasil, aproximadamente 1 milhão. Na notícia se afirma que com a perda significativa nos lucros, muitas empresas estão reagindo com a eliminação de vários postos de trabalho. Ora, não são somente perdas nos lucros. É um corte bem profundo no sistema produtivo. São máquinas paradas. Seria justo e correto permanecerem os empregados de braços cruzados como se nada estivesse acontecendo? Já tive oportunidade de entrar em fábricas paradas por retração de mercado. É um deserto humano cruel. Alternativas. Mais que alternativas, são apenas paliativos, já que permanecem a incerteza com o futuro e a insegurança, apesar de alguns pregadores dizerem o contrário. Vejamos a bolsa qualificação, financiada pelo FAT. O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, afirmou que não há motivo para as empresas demitirem. O governo não pode investir bilhões sem contrapartida das empresas. Já foi criado um comitê de monitoramento para liberação dos recursos do FAT. A declaração do ministro diz respeito ao uso das reservas do FAT para pagamento de bolsa de qualificação dos empregados que tiveram afastamento temporário do trabalho. Por conta da crise, muitas empresas utilizaram este instrumento para trabalhadores que estão dentro das regras definidas pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Lupi já havia defendido que o trabalhador que tiver suspenso o seu contrato de trabalho poderá ganhar uma estabilidade mais longa no emprego nos meses subsequentes ao afastamento temporário de suas atividades. A ideia, ainda em discussão pelos técnicos do Ministério do Trabalho, é que a garantia do emprego exista pelo mesmo número de meses que durou a interrupção do contrato. A lei que permite a interrupção temporária dos contratos, no artigo 476-A da CLT, já traz hoje em seu parágrafo 5º. dificuldades para demissão do trabalhador durante o período da suspensão e pelos três meses subsequentes. Uma fonte do Ministério explicou que esses três meses, no entanto, são fixos, não importando se a suspensão durou, por exemplo, o máximo possível que são os cinco meses. Ao equiparar a garantia da vaga pelo período exatamente igual ao da interrupção do contrato, os técnicos acreditam que haverá maior compensação aos trabalhadores e também maior controle de eventuais abusos das empresas. O ministro informou ainda que já foi criado no Ministério do Trabalho, mas que ainda está sendo formado, um comitê de acompanhamento integrado por representantes do governo, empresários e sindicalistas, para monitorar o volume de recursos do FAT e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que estão sendo liberados para empréstimos às empresas. Segundo ele, o objetivo é ter a informação sempre precisa de quanto de recursos estão sendo liberados desses fundos para ajudar as empresas a atravessarem os reflexos da crise financeira internacional. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo Análise da notícia na opinião de Paulo Maia Primeiro, me deixa assustado (ainda não me acostumei com certos horrores vindos de Brasília) com a declaração do ministro de que está sendo criado um grupo de trabalho para controlar estes gastos. Ainda? Segundo, tenho sérias dúvidas sobre a qualificação feita às pressas e no clima que os bolsistas estão vivenciando. Terceiro, deve ser angustiante estar nesse corredor de saída. É como se dissesse ao empregado escolhido para ser demitido, você já o foi. Vamos tentar um último recurso. A alternativa chave cabe aos governantes, sobretudo, garantindo suporte ao sistema produtivo até o limite e restabelecer a confiança. Mas, sobretudo, buscar novos recursos para que a próxima crise não seja tão leviana e evitar, também, que especuladores acumulem riqueza sem produzir bens, enriquecendo-se quatro vezes ao dia na abertura das Bolsas, ao despertar da aurora de cada continente. Lamento não saber, ainda, como fazer. Mas, como profissional de RH, tenho certeza de como não se deve fazer: demitir milhares de pessoas com grande estardalhaço e ficar na dependência de decisões dos Tribunais

5 8 Artigo O poder transformador da confiança por Marco Tulio Zanini A confiança é um intangível essencial para o bom funcionamento dos mercados, para a formação da coesão social em uma nação e para avaliar a qualidade na gestão de empresas. Quando existe confiança na sociedade, seus membros desfrutam de maior liberdade e autonomia para usarem suas competências e realizarem seus projetos, investindo no longo prazo para a produção do bem coletivo. Em sociedades de baixa confiança, fazem-se necessários o maior uso de controles, monitoramentos e garantias de segurança. Sociedades de alta confiança possuem como vantagem os princípios de reciprocidade internalizados nos indivíduos. Em tais situações, regras informais funcionam como princípios para a ação e o autocontrole. Os indivíduos compartilham essas regras informais que organizam e dirigem as rotinas pessoais e a ação coletiva como um todo, estabelecendo os limites da liberdade e a responsabilidade de cada membro. Em sociedades de baixa confiança, as regras externas, e não os princípios, passam a regular tudo para os indivíduos, limitando excessivamente a liberdade das pessoas em interagir e criar suas próprias regras, conduzindo assim suas atividades como melhor lhes convier. Nesse caso, parte-se do pressuposto que as pessoas são oportunistas e, portanto, não são dignas de confiança, devendo ser monitoradas e controladas. Atualmente, no ambiente de negócios, há empresas que adotam tanto um quanto outro estilo de gestão. No entanto, não existe um substituto a altura para a eficiência gerada pelas relações de confiança. Seu efeito, baseado no compartilhamento de valores, é sustentável e gera, inclusive, benefícios futuros. Em outras palavras, se percebo que há uma preocupação autêntica com a produção do benefício mútuo numa relação, passo a confiar no outro. Se você confia, aposta certo grau de risco e aceita que o outro é digno de autonomia para te representar e agir em seu nome para a produção do bem comum. Além disso, uma atmosfera de confiança baseada em reciprocidade e benefícios mútuos fortalece os laços sociais e forma a base para a flexibilidade, a inovação e a qualidade do que é produzido. Segundo estudos do Banco Mundial, países com altos níveis de confiança tendem à riqueza enquanto países com baixos níveis de confiança tendem à pobreza, uma vez que seus habitantes se dedicam a um número muito pequeno de investimentos de longo prazo que promovem a criação de empregos e o aumento de salários. Igualmente, no mundo corporativo, empresas que adotam um estilo de gestão baseado em confiança tendem a produzir ganhos coletivos bem superiores à soma dos possíveis ganhos individuais que pode apresentar cada um de seus membros. O Brasil é um país caracterizado por um contexto de alta sociabilidade e interação, porém baixa confiança, marca da histórica desigualdade social e de uma formação institucional precária. Esse retrato da nação apresenta igualmente um baixíssimo índice de inovação e coesão social. Nesse contexto, a criação e a manutenção de um estilo de gestão para as empresas baseado na confiança, pode se tornar uma competência organizacional distinta e uma vantagem competitiva. Especialmente aquelas organizações que adotam como estratégia de diferenciação, a inovação, a qualidade e a criação de equipes de alta performance. Esta na qualidade do laço social o grande diferencial para a se gerar a capacidade de superar desafios e realizar grandes empreendimentos. que pode superar grandes desafios e realizar grandes empreendimentos. Marco Túlio Zanini é Gerente de Projetos e professor da Fundação Dom Cabral. Doutor em Management, pela Universidade Otto-Von-Guericke Magdeburg, Alemanha; mestre executivo em Gestão de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Patrocinadores de Gestão

Ser Humano. 9ª edição do Prêmio. tem inscrições abertas. ano I edição nº3 Julho/Agosto 2009

Ser Humano. 9ª edição do Prêmio. tem inscrições abertas. ano I edição nº3 Julho/Agosto 2009 Impresso fechado. Pode ser aberto pela ECT. Órgão Informativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos de Minas Gerais ABRH-MG ano I edição nº3 Julho/Agosto 2009 Com sucesso de público e crítica, ABRH-MG

Leia mais

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento

Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário Apoios Dados Gerais Expositores Visitantes Congresso Fenabrave Campanha de Marketing Mídia Espontânea Fotos do evento Sumário XXI EDIÇÃO DO CONGRESSO FENABRAVE TERMINA COM PREVISÃO OTIMISTA PARA

Leia mais

NOSSO OBJETIVO. GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização

NOSSO OBJETIVO. GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização NOSSO OBJETIVO GESTÃO DO DESEMPENHO: uma possibilidade de ampliar o negócio da Organização RHUMO CONSULTORIA EMPRESARIAL Oferecer soluções viáveis em tempo hábil e com qualidade. Essa é a receita que a

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES I. NOSSA HISTÓRIA A história da Crescimentum começou em 2003, quando o então executivo do Grupo Santander, Arthur Diniz, decidiu jogar tudo para o alto e investir em uma nova carreira. Ele optou por se

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE Apresentação A Academia de Lideranças tem foco prático no desenvolvimento das competências essenciais dos líderes de pessoas, processos e metas. As competências técnicas e

Leia mais

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira

Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Autores: Leandro César de Paula e Thiago Leonardo Magalhães Goulart Orientador: Soraya Regina Ferreira Os objetivos deste artigo são mostrar a importância do recrutamento

Leia mais

CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak

CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak Caddan Empresarial tem como foco o desenvolvimento de pessoas dentro dos sistemas organizacionais. Atuação da Caddan Campos da Consultoria: Programas de Sucessão; Auxílio

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programa de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de Pós-MBA

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas.

O Evento. Enquanto o Congresso e Seminário, com sua rica programação reuniram 168 palestrantes, e contou com a participação de 1.060 congressistas. O Evento O principal evento do setor na América Latina - a ExpoAlumínio - superou todas as expectativas em sua Edição de 2012. Realizado simultaneamente ao V Congresso Internacional do Alumínio e o XI

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

20/10/2015 Por Jair Sampaio Pelo segundo ano consecutivo, Senac RN é uma das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil

20/10/2015 Por Jair Sampaio Pelo segundo ano consecutivo, Senac RN é uma das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil VEÍCULO: BLOG DO JAIR SAMPAIO DATA: 20.10.15 20/10/2015 Por Jair Sampaio Pelo segundo ano consecutivo, Senac RN é uma das 150 melhores empresas para trabalhar no Brasil Instituição vinculada ao Sistema

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

Na teoria e na vida, FDC

Na teoria e na vida, FDC C T E C E N T R O D E T E C N O L O G I A E M P R E S A R I A L C T E C o o p e r a ç ã o e n t r e e m p r e s a s d e g r a n d e p o r t e Na teoria e na vida, FDC AF - 05-006 - CTE02 R.indd 2 7/10/07

Leia mais

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos

Como driblar a crise. e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos Como driblar a crise e obter sucesso no Gerenciamento de Projetos COMO DRIBLAR A CRISE E OBTER SUCESSO NO GERENCIAMENTO DE PROJETOS Índice Introdução 03 A crise 04 Conclusão 22 Sobre a Projectlab 24 8

Leia mais

INFORMAÇÃO EXTREMA PREPARE-SE PARA A ERA DA. 08 e 09 de Outubro de 2013 FECOMÉRCIO São Paulo SP. Confira Descontos Especiais e Condições para Grupos

INFORMAÇÃO EXTREMA PREPARE-SE PARA A ERA DA. 08 e 09 de Outubro de 2013 FECOMÉRCIO São Paulo SP. Confira Descontos Especiais e Condições para Grupos SP conteúdo comunidade negócios PREPARE-SE PARA A ERA DA INFORMAÇÃO EXTREMA Principais Tópicos Informação como Valor Estratégico A Internet das Coisas e a Gestão da Informação Conteúdo na Mobilidade e

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014 em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ.

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. Ano VII Nº 37 Outubro/Dezembro 2015 CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. LEIA TAMBÉM 2015: Ano de grandes realizações Pág. 02 Seguro Vida Individual: Tranquilidade para

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Fundação Parque Zoológico de São Paulo Projeto Experimental 1

Fundação Parque Zoológico de São Paulo Projeto Experimental 1 Fundação Parque Zoológico de São Paulo Projeto Experimental 1 Fabiane Silveira GOMES 2 Claudia Nociolini REBECHI 3 Universidade Metodista de São Paulo - UMESP, São Paulo, SP RESUMO Em posse de dados cruciais

Leia mais

Veículo: Correio Braziliense Data: 13/09/2009 Seção: Cidades Pág.: 41 Assunto: Prêmio da Revista Você S/A Exame

Veículo: Correio Braziliense Data: 13/09/2009 Seção: Cidades Pág.: 41 Assunto: Prêmio da Revista Você S/A Exame Veículo: Correio Braziliense Data: 13/09/2009 Seção: Cidades Pág.: 41 Assunto: Prêmio da Revista Você S/A Exame Veículo: Site Portal Nacional Data: 13/09/2009 Seção: Notícias Pág.: www.segs.com.br Assunto:

Leia mais

Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa.

Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa. Conheça a Fran Press, a assessoria que oferece as melhores estratégias de relacionamento com a imprensa. A Fran Press está de cara nova, mantendo a sua reconhecida identidade estratégica. Nos tempos atuais

Leia mais

XI Inic EPG - UNIVAP 2011. Top Business Magazine: a linguagem empresarial da região Alan Douglas Batista, Profª Msc. Vânia Braz de Oliveira

XI Inic EPG - UNIVAP 2011. Top Business Magazine: a linguagem empresarial da região Alan Douglas Batista, Profª Msc. Vânia Braz de Oliveira XI Inic EPG - UNIVAP 2011 Top Business Magazine: a linguagem empresarial da região Alan Douglas Batista, Profª Msc. Vânia Braz de Oliveira Universidade do Vale do Paraíba - UNIVAP/ Faculdade de Ciências

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Av. Princesa Diana, 760 34000-000 Nova Lima MG Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho

Leia mais

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil

High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil High Potentials, Talentos e Sucessão no Brasil P e s q u i s a d a F u n d a ç ã o G e t u l i o V a r g a s I n s t i t u t o d e D e s e n v o l v i m e n t o E d u c a c i o n a l Conteúdo 1. Propósito

Leia mais

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES NOSSA MISSÃO Estimular e apoiar as organizações para o desenvolvimento e evolução de sua gestão, por meio da disseminação dos Fundamentos e Critérios de Excelência, para que se tornem sustentáveis, cooperativas

Leia mais

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br www.grupovalure.com.br Estes são alguns dos grandes desafios da atualidade no mundo profissional e o nosso objetivo é contribuir

Leia mais

CADDAN EMPRESARIAL FUNDADA A 12 ANOS;

CADDAN EMPRESARIAL FUNDADA A 12 ANOS; FUNDADA A 12 ANOS; AUXILIA EMPRESAS NA COMPOSIÇÃO DE EQUIPES, DESENVOLVIMENTO DE EXECUTIVOS, PROGRAMAS DE SUCESSÃO, PLANEJAMENTO ESTRATEGICO, E TREINAMENTOS PERSONALIZADOS. ATUA NOS SEGUIMENTOS DE SERVIÇOS,

Leia mais

Case: Reconheço Você

Case: Reconheço Você Case: Reconheço Você Razão Social: Wilson Sons Ramo de Atividade: Sistema Portuário e Logístico & Sistema Marítimo Ano de fundação: 1837 Nome/Titulação do responsável: Antônio Linhares, Rodrigo Sampaio

Leia mais

Inicio (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Capa (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Um novo empresário

Inicio (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Capa (http://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/) / Um novo empresário 1 de 5 09/07/2015 17:27 /euestudante/) (http://www2.correioweb.com.br /assinantecb /faleconosco_new.php?servico=9) Inicio /euestudante/) / Capa /euestudante/) / Um novo empresário Espaço do Empreendedor

Leia mais

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica Inteligência em redes sociais corporativas Como usar as redes internas de forma estratégica Índice 1 Introdução 2 Por que uma rede social corporativa é um instrumento estratégico 3 Seis maneiras de usar

Leia mais

são destaque do COMRH

são destaque do COMRH Impresso fechado. Pode ser aberto pela ECT. Órgão Informativo da Associação Brasileira de Recursos Humanos de Minas Gerais ABRH-MG ano II edição nº7 EDIÇÃO ESPECIAL XIV Congresso Mineiro de RH - Maio 2010

Leia mais

INTELIGÊNCIA COMPETITIVA. Como agilizar a tomada de decisão na sua empresa com resultados

INTELIGÊNCIA COMPETITIVA. Como agilizar a tomada de decisão na sua empresa com resultados INTELIGÊNCIA COMPETITIVA Como agilizar a tomada de decisão na sua empresa com resultados 22/07/2014 Agenda A diferença entre as Inteligências Empresarial e Competitiva (de Mercado) O que não é Inteligência

Leia mais

Faça parte do. quadro de sócios da Abendi

Faça parte do. quadro de sócios da Abendi Faça parte do quadro de sócios da Abendi A Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (Abendi) é uma entidade técnico-científica, sem fins econômicos, de direito privado, fundada em 1979,

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Publicidade e Propaganda 2011-2 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAMPANHA DE POSICIONAMENTO

Leia mais

26 e 27 SET 2013 EXPONOR

26 e 27 SET 2013 EXPONOR 26 e 27 SET 2013 EXPONOR O NOSSO FÓRUM E EXPOSIÇÃO SUSTENTA-SE EM TRÊS PILARES: O NOSSO FÓRUM E EXPOSIÇÃO SUSTENTA-SE EM TRÊS PILARES: O NOSSO FÓRUM E EXPOSIÇÃO SUSTENTA-SE EM TRÊS PILARES: Uma marca.

Leia mais

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil

Campus Aloysio Faria. Campus BH. Campus SP. Campus RJ. Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho 30140-083 Belo Horizonte MG Brasil Campus

Leia mais

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006)

LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) 11. AUTORES: LILIAN DA SILVA ALVES LÍVIA SANCHEZ PONTES DA FONSECA TÍTULO: LIDERANÇA COMO FATOR DE SUCESSO EMPRESARIAL (2006) Orientador : Silvio Montes Pereira Dias Co-orientadora : Sônia Maria de Barros

Leia mais

COMO FORMAR UMA EQUIPE DE ALTA PERFORMANCE EM UM ANO DESAFIADOR O PAPEL DO LÍDER INSPIRADOR

COMO FORMAR UMA EQUIPE DE ALTA PERFORMANCE EM UM ANO DESAFIADOR O PAPEL DO LÍDER INSPIRADOR COMO FORMAR UMA EQUIPE DE ALTA PERFORMANCE EM UM ANO DESAFIADOR O PAPEL DO LÍDER INSPIRADOR DANIELA BERTOLDO Formada em Administração de Empresas com especialização em Instituições financeiras MBA em Gestão

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Gestão de Negócios. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Gestão de Negócios. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Gestão de Negócios Aula 01 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

O ponto de apoio ideal dos profissionais do volante! 26 a 28 de setembro RIOCENTRO Rio de Janeiro - RJ

O ponto de apoio ideal dos profissionais do volante! 26 a 28 de setembro RIOCENTRO Rio de Janeiro - RJ O ponto de apoio ideal dos profissionais do volante! 26 a 28 de setembro RIOCENTRO Rio de Janeiro - RJ A Expotáxi agora é nacional Atendendo ao grande apelo da imensa maioria dos expositores e ao sucesso

Leia mais

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014

Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 Sua empresa mais competitiva! Projeto de Patrocínio EXPEN 2014 1ª FEIRA DO SUL DO BRASIL COM SOLUÇÕES COMPLETAS DE GESTÃO, SERVIÇOS E TECNOLOGIA PARA A SUA EMPRESA Na EXPEN 2014, você encontrará tecnologia,

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

SUCESSÃO O papel do RH e a Perpetuidade da Empresa Familiar

SUCESSÃO O papel do RH e a Perpetuidade da Empresa Familiar SUCESSÃO O papel do RH e a Perpetuidade da Empresa Familiar Por EDUARDO NAJJAR Expert em Family Business eduardonajjar@empreenda.net Ribeirão Preto 24 Março 2013 DOWNLOAD DOS SLIDES http://slides.empreenda.net

Leia mais

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO

GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO GOVERNANÇA CORPORATIVA CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO O QUE É GOVERNANÇA CORPORATIVA? Conselho de Família GOVERNANÇA SÓCIOS Auditoria Independente Conselho de Administração Conselho Fiscal

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais

ATIVISTA CONFIÁVEL. do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres

ATIVISTA CONFIÁVEL. do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres ATIVISTA CONFIÁVEL Uma competência essencial il do novo RH. Como desenvolvê la? Pl Palestrante: Alba Maria Torres www.entrelacos.com.br entrelacos@entrelacos.com.br 41 3079.4686 e 9973.9304 Observando

Leia mais

www.feirahospitalmed.com.br

www.feirahospitalmed.com.br www.feirahospitalmed.com.br O maior encontro médico-hospitalar do norte-nordeste do Brasil A HOSPITALMED - Feira de Produtos, Equipamentos, Serviços e Tecnologia para Hospitais, Laboratórios, Clínicas

Leia mais

Política de Patrocínio dos Fóruns da AAPSA

Política de Patrocínio dos Fóruns da AAPSA Política de Patrocínio dos Fóruns da AAPSA SOBRE A AAPSA Nossa Visão Ser referência no debate de atualidades, tendências e inovações relacionadas a gestão corporativa e de pessoas. Nossa Missão Fomentar

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA XI PRÊMIO SER HUMANO AS MELHORES PRÁTICAS EM GESTÃO DE PESSOAS ABRH- MG MODALIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA BELO HORIZONTE, DEZEMBRO DE 2011. MODALIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA REGULAMENTO

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

gestão de risco Estar preparado para os riscos e fazer deles um movimento positivo: acontece na Natureza e nas organizações. Na teoria e na vida, FDC

gestão de risco Estar preparado para os riscos e fazer deles um movimento positivo: acontece na Natureza e nas organizações. Na teoria e na vida, FDC gestão de risco Estar preparado para os riscos e fazer deles um movimento positivo: acontece na Natureza e nas organizações. Na teoria e na vida, FDC Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas

Leia mais

20 de março de 2014. 9h30 às 10h30. 10h30 às 11h. 10h30 às 18h30. 11h às 12h30. 11h às 12h30. 11h00 às 12h30

20 de março de 2014. 9h30 às 10h30. 10h30 às 11h. 10h30 às 18h30. 11h às 12h30. 11h às 12h30. 11h00 às 12h30 Olhar para o comportamento da Sociedade e refletir sobre o atual contexto social, econômico e político e impactos na gestão de Recursos Humanos é o mote do tema: Se assim caminha a humanidade, para onde

Leia mais

NOVAQUEST. A vida é cheia de cobranças, deixe as suas conosco.

NOVAQUEST. A vida é cheia de cobranças, deixe as suas conosco. A vida é cheia de cobranças, deixe as suas conosco. NOVAQUEST Apresentação da Empresa A NovaQuest é uma empresa especializada em serviços de recuperação de crédito e atendimento ao cliente. Temos o intuito

Leia mais

ÍNDICE. I) Introdução. Apresentação e Contextualização. II) O evento. Objetivo. Público-Alvo / Segmentos. Programação. III) O evento em 2013

ÍNDICE. I) Introdução. Apresentação e Contextualização. II) O evento. Objetivo. Público-Alvo / Segmentos. Programação. III) O evento em 2013 ÍNDICE I) Introdução Apresentação e Contextualização II) O evento Objetivo Público-Alvo / Segmentos Programação III) O evento em 2013 Dados Quantitativos Dados Qualitativos Fotos do evento IV) Meios de

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês seguinte,

Leia mais

5ª EDIÇÃO. Agenda. 08 de Outubro 2015. Hotel Green Place Flat São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br

5ª EDIÇÃO. Agenda. 08 de Outubro 2015. Hotel Green Place Flat São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br Agenda 5ª EDIÇÃO 08 de Outubro 2015 Hotel Green Place Flat São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO COMO ESTABELECER UM PROGRAMA

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - ADMINISTRAÇÃO QUESTÕES

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SERGIPE - ADMINISTRAÇÃO QUESTÕES QUESTÕES 01) A Administração recebeu influência da Filosofia e diversos filósofos gregos contribuíram para a Teoria da Administração. A forma democrática de administrar os negócios públicos é discutida

Leia mais

AGENDA. A evolução da cobrança: os desafios de um segmento em consolidação. 23 de Julho. Hotel Meliã - Jd Europa São Paulo/SP 8ª EDIÇÃO.

AGENDA. A evolução da cobrança: os desafios de um segmento em consolidação. 23 de Julho. Hotel Meliã - Jd Europa São Paulo/SP 8ª EDIÇÃO. AGENDA A evolução da cobrança: os desafios de um segmento em consolidação 8ª EDIÇÃO D 23 de Julho? Hotel Meliã - Jd Europa São Paulo/SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Silver

Leia mais

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercício 1: Leia o texto abaixo e identifique o seguinte: 2 frases com ações estratégicas (dê o nome de cada ação) 2 frases com características

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação.

A Feira do Empreendedor 2014em São Paulo faz parte de um circuito de feiras que será realizado em vários estados da federação. 1 A Feira do Empreendedor é um evento de sucesso promovido pelo SEBRAE-SP, com o objetivo de oferecer informação, conhecimento e oportunidade para empresários e futuros empreendedores. A Feira do Empreendedor

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 02/01/2013 rev. 00 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 02/01/2013 rev. 00 PAUTA INSTITUCIONAL Sobre a Harpia OUTRAS INFORMAÇÕES Clientes Parceiros SERVIÇOS Responsabilidade Social Consultoria & Gestão Empresarial Planejamento Estratégico

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências 2 Professora: Zeila Susan Keli Silva 2º semestre 2012 1 Contexto Economia globalizada; Mudanças contextuais; Alto nível de complexidade do ambiente; Descoberta da ineficiência dos

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 5 Cultura Organizacional para Inovação Empreendedorismo de Negócios com Informática - Cultura Organizacional para Inovação 1 Conteúdo Intraempreendedorismo

Leia mais

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a

Todo início de ano é a mesma coisa: fazemos a Entre nós www.marinhodespachantes.com Novas oportunidades! de todos nossos clientes, parceiros, amigos e colaboradores em 2012 e renovar nosso contrato de amizade para 2013 Elza Aguiar Presidente Todo

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão

Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão SET 2014 A SET (Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão) é a principal associação de profissionais que trabalham com tecnologias e sistemas operacionais

Leia mais

DICAS PARA SEU PROCESSO SELETIVO

DICAS PARA SEU PROCESSO SELETIVO DICAS PARA SEU PROCESSO SELETIVO Você tem um real interesse em mudar de emprego? O headhunter entende que quando o candidato toma a decisão de avaliar o mercado, ele está à procura de uma oportunidade

Leia mais

EDITAL DE CASES. não foge à luta! ENEJ 2015. 13 a 17 de agosto Centro de Convenções Ulysses Guimarães

EDITAL DE CASES. não foge à luta! ENEJ 2015. 13 a 17 de agosto Centro de Convenções Ulysses Guimarães EDITAL DE CASES ENEJ 2015 não foge à luta! 13 a 17 de agosto Centro de Convenções Ulysses Guimarães sumário 1. O evento 3 2. Organização 3 3. Apresentação do edital 3 4. Calendário 3 5. Condições de participação

Leia mais

Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar

Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a FNQ é uma instituição sem fins lucrativos, cujo objetivo é disseminar os Fundamentos da Excelência em Gestão para organizações

Leia mais

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país.

Elas formam um dos polos mais dinâmicos da economia brasileira, e são o principal sustentáculo do emprego e da distribuição de renda no país. Fonte: http://www.portaldaindustria.org.br 25/02/2015 PRONUNCIAMENTO DO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO NACIONAL (CDN) DO SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE), NA SOLENIDADE

Leia mais

Um olhar além do ROI para sua campanha online

Um olhar além do ROI para sua campanha online Um olhar além do ROI para sua campanha online Ser eficiente usando métricas conservadoras ou ganhar mais dinheiro, o que é mais importante? Uma nova metodologia para medir Publicado Agosto 2015 o sucesso

Leia mais

Gestão da Comunicação em Situações de Crise no Ambiente Médico-Hospitalar

Gestão da Comunicação em Situações de Crise no Ambiente Médico-Hospitalar Gestão da Comunicação em Situações de Crise no Ambiente Médico-Hospitalar Sumário Prefácio: Os hospitais não são essenciais Introdução: O sistema hospitalar mudou, mas continua o mesmo! Imagem pública

Leia mais

Código de Ética. Rio Bravo Investimentos

Código de Ética. Rio Bravo Investimentos Código de Ética Rio Bravo Investimentos Sumário Palavra do CEO 5 i. Do Código de Ética 10 ii. Visão Geral 14 iii. Filosofia Corporativa 16 iv. Valores 20 v. Do Relacionamento Interno, Externo e Políticas

Leia mais

IMAPCTOS DA CRISE ECONÔMICA NAS EMPRESAS DE GUARAPUAVA

IMAPCTOS DA CRISE ECONÔMICA NAS EMPRESAS DE GUARAPUAVA IMAPCTOS DA CRISE ECONÔMICA NAS EMPRESAS DE GUARAPUAVA Uilson Jose Nepchji eliziane.uilson@gmail.com Pedro Anotonio Laurentino Valdemir Monteiro Sandra Mara Matuik Mattos Professora do Curso Ciências Econômicas/

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

03 e 04 de agosto Passo Fundo. O poder da. Liderança. na superação de. resultados

03 e 04 de agosto Passo Fundo. O poder da. Liderança. na superação de. resultados 03 e 04 de agosto Passo Fundo O poder da Liderança na superação de resultados O poder da Liderança na superação de resultados O CONGREGARH Conexão 2016 terá como pauta dois temas fundamentais no ambiente

Leia mais

Correio Braziliense - DF 16/01/2009 Economia 12

Correio Braziliense - DF 16/01/2009 Economia 12 Correio Braziliense - DF 16/01/2009 Economia 12 Jornal do Comércio Online RS 16/01/2009 Economia Online (Não Assinado) Para analistas, juro menor estimula emprego Quando o assunto é a melhor forma para

Leia mais