Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II"

Transcrição

1 Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Parte II Quantas vezes eu não lamentei por este componente não ter uma propriedade que guardasse uma lista paralela a lista que é mostrada em tempo de execução e que esta lista pudesse ser indexada da mesma forma que a primeira também é. Um exemplo fala mais: Imaginemos que iremos colocar uma lista de estados brasileiros num ComboBox, mas é óbvio que iremos gravar (ou utilizar) apenas as siglas destes estados. Não seria interessante que houvesse uma lista paralela que pudéssemos armazenar apenas as siglas e na que é mostrada ao usuário tivesse os nomes dos estados? Como diria o pessoal do Casseta & Planeta: Seus problemas acabaram... Brincadeiras a parte, esta implementação é bem simples. O Problema Só para formalizar, iremos implementar uma propriedade chamada ValueList que é um TString. Esta lista é como se fosse uma lista paralela a lista da propriedade Items. Se a propriedade ItemIndex do ComboBox estiver no valor 0 (zero) significa que o primeiro item da propriedade Items está selecionada, mas vai significar também que o primeiro item da propriedade ValueList também estará selecionada. Então, todas as vezes que alterarmos a posição da lista Items o posicionamento da lista ValueList também será alterado. Como no ComboBox original existe uma propriedade Text que contém o ítem da propriedade Items que está selecionado, colocaremos também uma propriedade Value que conterá o item da propriedade ValueList selecionado. Faremos mais: Se alterarmos o valor da propriedade Value a nossa lista será novamente posicionada mediante a lista ValueList.

2 A Solução Como sempre, a solução é bem simples. Faremos um passo-a-passo de como isto é possível. Aprendi que em matéria de programação, os maiores problemas tem as soluções mais simples. Então vamos lá: Primeiro vamos iniciar a criação de um novo componente que chamará: TMyComboBox" (sugestivo, não?). Mas se quiser colocar outro nome (até peço para que façam isto) fiquem a vontade. No Delphi clique no menu Component e na opção New Component.... Vai abrir a janela parecida com a figura abaixo: No primeiro campo Ancestor type informamos de qual objeto iremos herdar as características. No nosso caso iremos herdar todas as características (propriedades, métodos e eventos) do TComboBox. No segundo campo Class Name informamos o nome do nosso objeto. No nosso caso coloquei TMyComboBox (como disse acima, poderia ser qualquer outro nome conforme a conveniência). No terceiro campo Palette Page informamos em qual paleta o novo componente será instalado. Pode ser uma previamente existente ou uma nova. No quarto campo Unit file name informamos o nome da unit que irá conter o nosso novo componente. Informe o nome do arquivo e o caminho onde o mesmo será gravado. E, finalmente, no quinto campo Search path é especificado o caminho de onde o componente será encontrado pelos aplicativos que o contiverem. Normalmente nem é preciso alterar este campo que já vem previamente preenchido. Clique no botão OK e a nova unit será aberta. A única coisa automática que veio é a classe de onde derivamos o nosso objeto (TComboBox no nosso caso) e a procedure Register que será a responsável por registrar o componente na paleta do Delphi.

3 Agora é mãos à obra. Vamos começar o nosso trabalho de construção de mais um componente. Na seção private iremos colocar o seguinte: private { Private declarations } FValue: String; FValueList: TStrings; São duas variáveis. A variável FValueList" irá a lista paralela a lista da propriedade Items e a variável FValue irá conter o item da lista FValueList" que está selecionado. Ainda na seção private, logo após as definições das variáveis, colocaremos o seguinte: procedure SetValue(Value: String); procedure SetValueList(Value: TStrings); São duas procedures. A procedure SetValue será para gravar o valor do novo item a ser selecionado da lista ValueList. A procedure SetValueList será para gravar os itens da lista ValueList. Na seção Protected, colocaremos o seguinte: protected { Protected declarations } procedure SetItemIndex(const Value: Integer); override; A procedure SetItemIndex é uma procedure já existente no componente ComboBox que iremos utilizar aqui para posicionar a lista ValueList a medida que a lista Items for posicionada. Ta complicado? Não se preocupe. Daqui a pouco verá que a coisa não é tão complicada assim! Agora o nosso trabalho é na seção Public. Coloque o seguinte: public { Public declarations } constructor Create(AOwner: TComponent); override; destructor Destroy; override; Aqui estamos aproveitando duas procedures já existentes no componente ComboBox, mas fazendo alterações. Por isto há a palavra override após a declaração das procedures. Agora é a declaração das novas propriedades. Isto é feito na seção Published : published { Published declarations } property Value: String read FValue write SetValue; property ValueList: TStrings read FValueList write SetValueList;

4 Até o momento apenas declaramos as variáveis, procedures e propriedades. Vamos agora a parte pesada de todo o processo. É chegada a hora de colocarmos a mão na massa. constructor TMyComboBox.Create(AOwner: TComponent); FValue := ''; FValueList := TStringList.Create; FValueList.Clear; Esta é a procedure responsável por criar o componente. Na criação devemos dar o valor inicial para a variável FValue e criarmos a nossa lista FValueList. Como a criação da lista FValueList implica em alocação de memória, portanto, na hora que o componente for destruído (liberado da memória) devemos também liberar a memória alocada para nossa lista. Esta é a função da procedure Destroy que listamos a seguir: destructor TMyComboBox.Destroy; FValueList.Free; Veja que antes de passar o controle para a versão original desta função, destruímos a nossa lista criada no momento da criação do componente. Agora façamos a procedure que irá gravar o conteúdo de nossa lista: procedure TMyComboBox.SetValueList(Value: TStrings); FValueList.Assign(Value);

5 Lembremos que na declaração das procedures, fizemos menção a uma procedure já existente no componente TComboBox que é a SetItemIndex. Agora vamos fazer a sua redefinição: procedure TMyComboBox.SetItemIndex(const Value: Integer); if (ItemIndex < 0) or (ItemIndex >= FValueList.Count) then FValue := '' else FValue := FValueList[ItemIndex] Desta forma, se o valor da propriedade ItemIndex do nosso componente for um valor maior ou igual a zero e menor que a quantidade de itens da nossa lista ValueList significa que devemos colocar o item (da lista ValueList ) respectivo na nova propriedade Value. Agora é o processo inverso. Ou seja, quando alterarmos o conteúdo da propriedade Value, se este conteúdo fizer parte da lista ValueList devemos alterar o posicionamento da lista Items na mesma proporção. procedure TMyComboBox.SetValue(Value: String); var Ind: Integer; Ind := FValueList.IndexOf(Value); if Ind >= 0 then FValue := Value; ItemIndex := Ind; Quando um novo valor para propriedade Value for setado, este valor é procurado dentro da lista ValueList. Caso seja encontrado, o valor informado na propriedade é gravado e a propriedade ItemIndex assume a posição do valor da propriedade Value dentro da lista ValueList.

6 Segue uma listagem completa do componente: unit MyComboBox; interface uses Windows, Messages, SysUtils, Classes, Controls, StdCtrls; type TMyComboBox = class(tcombobox) private { Private declarations } FValue: String; FValueList: TStrings; procedure SetValue(Value: String); procedure SetValueList(Value: TStrings); protected { Protected declarations } procedure SetItemIndex(const Value: Integer); override; public { Public declarations } constructor Create(AOwner: TComponent); override; destructor Destroy; override; published { Published declarations } property Value: String read FValue write SetValue; property ValueList: TStrings read FValueList write SetValueList; procedure Register; implementation procedure Register; RegisterComponents('Standard', [TMyComboBox]); constructor TMyComboBox.Create(AOwner: TComponent); FValue := ''; FValueList := TStringList.Create; FValueList.Clear; destructor TMyComboBox.Destroy; FValueList.Free;

7 procedure TMyComboBox.SetValueList(Value: TStrings); FValueList.Assign(Value); procedure TMyComboBox.SetItemIndex(const Value: Integer); if (ItemIndex < 0) or (ItemIndex >= FValueList.Count) then FValue := '' else FValue := FValueList[ItemIndex] procedure TMyComboBox.SetValue(Value: String); var Ind: Integer; Ind := FValueList.IndexOf(Value); if Ind >= 0 then FValue := Value; ItemIndex := Ind; end. E assim termina a programação do nosso componente. Agora é só instalar e usar. A instalação é, igualmente simples. No Delphi basta clicar no menu Component, na opção Install Component e na guia Into new package. A tela que vai aparecer é esta:

8 No primeiro campo é necessário informar o nome da unit que contém o componente. Incluindo o seu caminho. No segundo campo (que já vem preenchido) são as pastas onde ele vai buscar outras units caso sejam necessárias. Não precisa mexer neste campo. No terceiro campo é o nome do Package que será criado. Recomenda-se colocar um nome diferente da unit para evitar conflitos. No quarto campo é só uma descrição do componente. Após informar os campos desta tela e clicar no botão OK, vai abrir uma tela com toda a unit do componente e logo em seguida abre uma janela perguntando se deseja realmente instalar o componente. Clique no botão Yes. Vai abrir outra tela com o package já criado. Clique no botão Compile e logo depois no botão Install. Se tudo foi feito corretamente, o componente será compilado e devidamente instalado. Observe que o ícone deste componente é o mesmo do TComboBox. Isto é porque herdamos tudo do ComboBox (inclusive o ícone). Numa outra oportunidade descrevo como colocar um ícone diferente para nossos componentes. Um abraço, Marcelo Torres

Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes

Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Adicionando Propriedades e Funcionalidades aos Componentes Você já não precisou de uma determinada propriedade (que não foi implementada) num componente? Por exemplo: Quem nunca precisou de uma propriedade

Leia mais

Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco

Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco 1 Interface para Regras de Negócios em Multi-Banco MARCELO JALOTO (marcelo@jaloto.net) é graduado no curso superior Projetos e Gestão de Redes de Computadores e formado no curso Técnico em Processamento

Leia mais

END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi

END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi END OF FILE: Tutorial Chat Em Delphi fórum: http://offile.umforum.net site: http://fts315.xp3.biz autor: kõdo no kami (www.facebook.com/hacker.fts315) - skype: hackefts315 greetz: mmxm, sir.rafiki, suspeit0@virtual,

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Lazarus Para MEC 1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212

Leia mais

Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 19/12/2005 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 19/12/2005 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Barra de LEDs Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 19/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97

A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97 A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97 Índice a) Access 97 b) Iniciando o Access c) Passo- a- passo d) Tabelas e) Exercício f) Consultas g) Passo- a- passo h) Formulários i) Passo- a- passo j)

Leia mais

Capítulo 6. Delphi x Web x WebBroker. Primeiro Exemplo (Hello World)

Capítulo 6. Delphi x Web x WebBroker. Primeiro Exemplo (Hello World) 66 Delphi 7 Internet e Banco de Dados Capítulo 6 Delphi x Web x WebBroker Para entender como funcionam as aplicações servidoras desenvolvidas em Delphi, nada melhor do que aprender na prática. A cada exercício

Leia mais

AMBIENTE. FORMULÁRIO: é a janela do aplicativo apresentada ao usuário. Considere o formulário como a sua prancheta de trabalho.

AMBIENTE. FORMULÁRIO: é a janela do aplicativo apresentada ao usuário. Considere o formulário como a sua prancheta de trabalho. DELPHI BÁSICO VANTAGENS Ambiente de desenvolvimento fácil de usar; 1. Grande Biblioteca de Componentes Visuais (VCL - Visual Component Library), que são botões, campos, gráficos, caixas de diálogo e acesso

Leia mais

Neste capítulo discutiremos o que é uma DLL, seus aspectos e tipos e ainda, porquê é tão importante para as aplicações Windows

Neste capítulo discutiremos o que é uma DLL, seus aspectos e tipos e ainda, porquê é tão importante para as aplicações Windows DINAMIC LINK LIBRARIES Capítulo 7 Neste capítulo discutiremos o que é uma DLL, seus aspectos e tipos e ainda, porquê é tão importante para as aplicações Windows O QUE É UMA DLL? Dinamic Link Libraries

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI FORMULÁRIO COM ABAS E BUSCAS DE REGISTROS FORMULÁRIOS COM ABAS Trabalhar com abas (ou guias) é um recurso

Leia mais

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi

Índice. Tutorial para Desenvolvimento de Conduits em Delphi Índice Índice...1 Desenvolvendo Conduits...2 (Passo a Passo)...2 Criando um Arquivo.mdb... 2 Arquivos...6 Instalando os componentes... 7 Recompilando os Comonentes do Delphi...13 Configurando a Conexão

Leia mais

PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR)

PROJECT 1 Delphi Project (Extensão. DPR) CAPÍTULO2 1. A ESTRUTURA DE UM APLICATIVO Quando iniciamos uma aplicação em Delphi ele interpreta que iremos desenvolver um projeto. Este gerencia um conjunto de recursos como Forms, Units, objetos, funções

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

Evitando conflitos em aplicações multi-thread no Delphi/Kylix

Evitando conflitos em aplicações multi-thread no Delphi/Kylix LABORATÓRIO DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS - OOLAB Evitando conflitos em aplicações multi-thread no Delphi/Kylix Edmilson dos Santos de Jesus Salvador, março de 2002. ÍNDICE Agradecimentos............ 2 Aplicações

Leia mais

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Display de 7. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Display de 7 Segmentos Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 16/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Delphi 7 Aula 02 Preço do Automóvel

Delphi 7 Aula 02 Preço do Automóvel Delphi 7 Aula 02 Preço do Automóvel Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer os tipos de propriedades dos objetos, Utilizar a ajuda do Delphi (help), Utilizar os componentes: GroupBox, ComboBox,

Leia mais

VENDAS DETALHE. Com as tabelas preenchidas abra execute agora o ireport, pressione CRTL+N ou vá ao menu File>> New.

VENDAS DETALHE. Com as tabelas preenchidas abra execute agora o ireport, pressione CRTL+N ou vá ao menu File>> New. Para desenvolver este exemplo, será necessário termos uma estrutura de tabelas como mostrado abaixo ou a estrutura que você desejar, desde que possa ser utilizada como Master/Detail. Esta estrutura foi

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI - UTILIZANDO OPENDIALOG PARA ARMAZENAR IMAGENS EM BANCO DE DADOS Criaremos uma solução simples para criar

Leia mais

DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR

DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR DELPHI 7 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO AMBIENTE CLIENTE SERVIDOR Fortaleza - CE Introdução ao ambiente de desenvolvimento delphi e preparação da interface basíca O ambiente delphi foi criado pela Borland Software

Leia mais

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel Avançado Trabalhando com VBA Descubra a linguagem de programação do Microsoft Office e torne-se um expert no desenvolvimento de funções, macros e planilhas eletrônicas Nas edições anteriores da revista

Leia mais

Criação de Objetos ASP em Delphi 5.0

Criação de Objetos ASP em Delphi 5.0 Criação de Objetos ASP em Delphi 5.0 Por Adenilton Rodrigues Aden@aden.com.br Belo Horizonte MG 2001 Este documento pode ser livremente copiado e distribuído. Sua modificação só será permitida mediante

Leia mais

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Java para MEC1100 v2010.10

Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Java para MEC1100 v2010.10 Tutorial de Computação Introdução a Programação Gráfica em Java para MEC1100 v2010.10 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina

Leia mais

Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto :

Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto : Podemos agora ver no IDE do Morfik os objetos que já incorporamos ao nosso projeto : O form Index A tabela Fotos A query Q_seleção_de_fotos Vide figura 46. Figura 46 O próximo passo é criar um form que

Leia mais

Capítulo 11. WebSnap. Conhecendo os componentes. Algumas curiosidades. 202 Delphi 7 Internet e Banco de Dados

Capítulo 11. WebSnap. Conhecendo os componentes. Algumas curiosidades. 202 Delphi 7 Internet e Banco de Dados 202 Delphi 7 Internet e Banco de Dados Capítulo 11 WebSnap O WebSnap, presente desde a versão 6 do Delphi, e a versão 2 do Kylix, tem como proposta e objetivo principal o desenvolvimento de aplicações

Leia mais

TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO. I. Criar um Novo Banco de Dados. Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo

TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO. I. Criar um Novo Banco de Dados. Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo TUTORIAL DO ACCESS PASSO A PASSO I. Criar um Novo Banco de Dados Passos: 1. Abrir o Access 2. Clicar em Criar um novo arquivo 3. Clicar em Banco de Dados em Branco 4. Escrever um nome na caixa de diálogo

Leia mais

Treinamento de Administrador. Zoho CRM

Treinamento de Administrador. Zoho CRM Treinamento de Administrador Zoho CRM Objetivos Apresentar os principais recursos do CRM a fim de propiciar ao administrador do sistema autonomia para: Criar e alterar campos; Acrescentar, renomear e customizar

Leia mais

Sumário. 1. Propósito 1 2. Tabela de Ferragem 1 3. Criar Tabela de Ferragem 1 4. Conector de Ferragens 7

Sumário. 1. Propósito 1 2. Tabela de Ferragem 1 3. Criar Tabela de Ferragem 1 4. Conector de Ferragens 7 Ferragens Sumário 1. Propósito 1 2. Tabela de Ferragem 1 3. Criar Tabela de Ferragem 1 4. Conector de Ferragens 7 1. Propósito Para definirmos todos os materiais que devem compor uma estrutura de ferragem,

Leia mais

Usando o do-file editor Automatizando o Stata

Usando o do-file editor Automatizando o Stata Usando o do-file editor Automatizando o Stata 1 O QUE É O EDITOR DE DO-FILE O Stata vem com um editor de texto integrado, o do-file editor (editor de do-files, em português), que pode ser usado para executar

Leia mais

Instalando e Configurando o DNS Server

Instalando e Configurando o DNS Server Instalando e Configurando o DNS Server Seg, 27 de Outubro de 2008 18:02 Escrito por Daniel Donda A instalação do serviço DNS no Windows Server 2008 é bem simples e de extrema importância para uma rede.

Leia mais

Tutorial. Guia de atualização de bibliotecas e do ofcdesk idc. Versão 1.3. 2011. Desenvolvido por ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados.

Tutorial. Guia de atualização de bibliotecas e do ofcdesk idc. Versão 1.3. 2011. Desenvolvido por ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados. Tutorial Versão 1.3 Guia de atualização de bibliotecas e do ofcdesk idc 2011. Desenvolvido por ofcdesk, llc. Todos os direitos reservados. Índice Introdução... Propósito... Como adicionar bibliotecas no

Leia mais

CRIANDO UM BANCO DE DADOS

CRIANDO UM BANCO DE DADOS CRIANDO UM BANCO DE DADOS Bem, antes de iniciarmos propriamente no delphi, devemos aprender a usar sua ferramentas, sendo uma das mais importantes o Database Desktop, pois é com esta que construímos nossos

Leia mais

GUIA MESCLAGEM DE DOCUMENTOS - SLIM

GUIA MESCLAGEM DE DOCUMENTOS - SLIM GUIA MESCLAGEM DE DOCUMENTOS - SLIM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Requisitos... 3 3. Mesclando Documentos... 3 Página 2 de 13 1. Objetivo Este guia tem como objetivo demonstrar como realizar a

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

APOSTILA ZELIO SOFT 2

APOSTILA ZELIO SOFT 2 APOSTILA ZELIO SOFT 2 Prof. Maycon Max Kopelvski Fev/2010 rev.01 Página 1 de 20 1) Clique no ícone para abrir o programa Zelio Soft 2 2) Abrirá a tela inicial do Programa: Clique em Criar um novo programa.

Leia mais

Iesde Brasil S.A. Informática Suporte/Telecom. Manual de Instalação e Utilização do TeamSpeak

Iesde Brasil S.A. Informática Suporte/Telecom. Manual de Instalação e Utilização do TeamSpeak Iesde Brasil S.A. Informática Suporte/Telecom Manual de Instalação e Utilização do TeamSpeak Curitiba 2007 Instalação Para instalar a versão Cliente do TeamSpeak é necessário fazer o download do instalador,

Leia mais

Configuração de DNS em Windows Servidor 2008

Configuração de DNS em Windows Servidor 2008 Reflexão Turma S-12-ano lectivo-2010-1011 Formador-João Afonso Formando-Pedro Gonçalves 14 Unidade: 14 Configuração de DNS em Windows Servidor 2008 Instalar o DNS 1. Abra o Servidor Manager Start\Administrative

Leia mais

Guia: como instalar o Ubuntu Linux

Guia: como instalar o Ubuntu Linux Guia: como instalar o Ubuntu Linux Você cansou do Windows e quer se aventurar a usar alguma distribuição Linux, mas não sabe por onde começar? Montamos um passo a passo com todas as etapas necessárias

Leia mais

Renovação do certificado A1

Renovação do certificado A1 Renovação do certificado A1 Requisitos: Os passos descritos neste procedimento foram testados no Windows 7 sem apresentar erros. Atente que algumas divergências poderão ser observadas caso a versão do

Leia mais

Memória Flash. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Memória Flash. PdP. Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Memória Flash Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 11/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO Antes de criarmos um novo Banco de Dados quero fazer um pequeno parênteses sobre segurança. Você deve ter notado que sempre

Leia mais

Capítulo 2. VARIÁVEIS DO TIPO INTEIRO

Capítulo 2. VARIÁVEIS DO TIPO INTEIRO Capítulo 2. VARIÁVEIS DO TIPO INTEIRO OBJETIVOS DO CAPÍTULO Conceitos de: variáveis do tipo inteiro, atribuição, avisos e erros de compilação, erros de execução, comentários dentro do programa-fonte Operadores

Leia mais

Servidores REST usando TMS Aurelius e DataSnap

Servidores REST usando TMS Aurelius e DataSnap Servidores REST usando TMS Aurelius e DataSnap Introdução Em artigo anterior a framework na Active Delphi, apresentados o TMS Aurelius, uma framework para mapeamento objeto-relacional (ORM) e mostramos

Leia mais

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox.

Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. Inserindo Dados no Banco de Dados Paradox. - Construção do Banco de Dados: Para podermos inserir algo em um banco precisaremos de um Banco de Dados, para isto iremos montar um utilizando o Programa Database

Leia mais

Manual de Orientação para Acesso e Uso do SARA Versão ERA s

Manual de Orientação para Acesso e Uso do SARA Versão ERA s Manual de Orientação para Acesso e Uso do SARA Versão ERA s 1. Introdução O SARA foi elaborado visando facilitar o dia a dia do produtor, foi desenvolvido em Delphi, utilizando banco de dados Firebird,

Leia mais

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO

ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO ETEC DR. EMÍLIO HENRNANDEZ AGUILAR PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II PROFESSOR RAFAEL BARRETO DELPHI CRIANDO UMA AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIO UTILIZANDO O COMPONENTE QUERY A autenticação de usuários serve para

Leia mais

Conexão nativa com banco de dados no Delphi

Conexão nativa com banco de dados no Delphi Conexão nativa com banco de dados no Delphi I N S T A L A N D O O Z E O S L I B Esta apresentação é parte da aula desenvolvida e ministrada pelo professor Leonardo Cabral larback aos alunos do 3º módulo

Leia mais

User Manager 1.0. edtusuario Nome do novo Usuário a ser criado edtsenha Senha do novo usuário Label

User Manager 1.0. edtusuario Nome do novo Usuário a ser criado edtsenha Senha do novo usuário Label Montando o Código: User Manager 10 Neste artigo vou abordar um pequeno problema que temos normalmente com nossos usuários, a criação de usuários e senhas para Interbase e Firebird, a demanda de trabalho

Leia mais

Configurar o Furbot no Eclipse

Configurar o Furbot no Eclipse Configurar o Furbot no Eclipse Primeiramente, precisamos abrir o Eclipse. Logo no início, deverá aparecer uma tela assim: Nela, você irá selecionar o local do seu workspace. Workspace é o local onde ficarão

Leia mais

WWW.cerne-tec.com.br. Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br

WWW.cerne-tec.com.br. Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br 1 Comunicação USB com o PIC Vitor Amadeu Souza Parte II vitor@cerne-tec.com.br Continuando com o artigo apresentado na edição passada de comunicação USB com o PIC, continuaremos nesta edição o estudo do

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Aula 08 Programação em pascal Pascal Pascal

Leia mais

Banco de Dados. Microsoft Access. Índice

Banco de Dados. Microsoft Access. Índice Banco de Dados Microsoft Access PARTE 03 edição 2007 Índice 19-) Consulta... 27 20) Criando uma consulta... 27 21) Salvando a consulta... 28 22) Selecionando os campos das tabelas para a consulta... 29

Leia mais

[CANCELAR] - Limpa todos os campos e desabilita campos e botões, exceto [NOVO] e [PESQUISAR].

[CANCELAR] - Limpa todos os campos e desabilita campos e botões, exceto [NOVO] e [PESQUISAR]. PROJETO FÁBRICA DE DOCES COM BANCO DE DADOS PARTE 2 TELA REGISTRO DE PRODUÇÃO Seguindo o mesmo padrão da tela de cadastro, para registrar a produção o usuário deve clicar no botão NOVO para ativar o campo

Leia mais

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo

Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Delphi 7 Aula 01 Área do Triângulo Prof. Gilbert Azevedo da Silva I. Objetivos Conhecer o Ambiente Integrado de Desenvolvimento (IDE) do Delphi 7, Desenvolver a primeira aplicação no Delphi 7, Aprender

Leia mais

Passo-a-passo Oi Torpedo Empresa

Passo-a-passo Oi Torpedo Empresa Passo-a-passo Oi Torpedo Empresa Índice Logando no Oi Torpedo Empresa...2 Termo de Adesão ao Serviço...5 Página de Entrada no Oi Torpedo Empresa...6 Cadastramento de Usuário (Funcionalidade Somente Disponível

Leia mais

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson

Acesso à Dados ZEOS x Delphi. Professor Anderson Acesso à Dados ZEOS x Delphi Professor Anderson Introdução O ZEOS é uma biblioteca que provê o acesso à uma base de dados em MYSQL. Através dessa Library, podemos realizar operações de manipulação da base

Leia mais

2. Cadastrar Cargo de Funcionário: Gestão> Cadastro> RH> Cargo Cadastro auxiliar necessário quando for preciso cadastrar os funcionários da loja.

2. Cadastrar Cargo de Funcionário: Gestão> Cadastro> RH> Cargo Cadastro auxiliar necessário quando for preciso cadastrar os funcionários da loja. ASASYS INFORMÁTICA GUIA DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO CTRL HORÁRIO A. PREPARATIVO CONTROLE DE HORARIO Antes de fazer a instalação e configuração do Controle de Horário, é necessário que previamente seja

Leia mais

Freedom Software. Sistema de Representação. Freedom Software Sistema de Representação Página 1

Freedom Software. Sistema de Representação. Freedom Software Sistema de Representação Página 1 Freedom Software Sistema de Representação Freedom Software Sistema de Representação Página 1 FREEVENDMOBILE (Sistema de Vendas Mó vel) Sumário INSTALAÇÃO:... 3 O SISTEMA... 7 MENU E BARRAS DO SISTEMA...

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

Astra LX Registro de Pacientes e Médicos Guia para o acesso aos registros de Pacientes e Médicos e eliminação de dados duplicados no AstraLX

Astra LX Registro de Pacientes e Médicos Guia para o acesso aos registros de Pacientes e Médicos e eliminação de dados duplicados no AstraLX Astra LX Registro de Pacientes e Médicos Guia para o acesso aos registros de Pacientes e Médicos e eliminação de dados duplicados no AstraLX 2011 Equipe Documentação Astra AstraLab 27/10/2011 Sumário Registro

Leia mais

Arq = Freefile Open C:\Pasta\Arquivo.dat For Binary As #arq Abrir o arquivo binario. X = Seek(arq) Mostra a posição que está sendo lida no arquivo

Arq = Freefile Open C:\Pasta\Arquivo.dat For Binary As #arq Abrir o arquivo binario. X = Seek(arq) Mostra a posição que está sendo lida no arquivo 6.3 Arquivos Binários Para ler arquivos binários é utilizado o seguinte comando. Arq = Freefile Open C:\Pasta\Arquivo.dat For Binary As #arq Abrir o arquivo binario Get #arq, 1, CabArquivo Lê o arquivo

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

Tutorial de Computação Programação em Python para MEC1100 v2010.11

Tutorial de Computação Programação em Python para MEC1100 v2010.11 Tutorial de Computação Programação em Python para MEC1100 v2010.11 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA

GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA Abaixo seguem os passos necessários para que você possa cadastrar um Equipamento do tipo Balança Topmax S no Software Urano Integra. Passo 1: Acessar

Leia mais

15 4 Operação Avançada do Sistema: Inclusão de Nota Fiscal e seus relacionamentos

15 4 Operação Avançada do Sistema: Inclusão de Nota Fiscal e seus relacionamentos 15 4 Operação Avançada do Sistema: Inclusão de Nota Fiscal e seus relacionamentos Agora vamos fazer algo mais complexo, que vai demonstrar várias das facilidades do sistema. Vamos Incluir uma Nota Fiscal

Leia mais

CRIANDO GRUPO DE CANAIS

CRIANDO GRUPO DE CANAIS TUTORIAL Nº 004 CRIANDO GRUPO DE CANAIS (TRANSPARÊNCIAS) Autor: Ciro Ota São José dos Campos/SP, 09 de Abril de 2008 INTRODUÇÃO: Nesse manual iremos ensinar como fazer a criação dos GCs, ou seja, Grupo

Leia mais

Migrando Bancos de Dados pelo Delphi

Migrando Bancos de Dados pelo Delphi São muitas as vezes em que temos necessidade de migrar nosso banco de dados, seja para ter uma tecnologia mais nova ou para regredir e usar as opções que os velhos sistemas usam. Neste artigo veremos como

Leia mais

Instalando e Configurando o DNS Server

Instalando e Configurando o DNS Server Instalando e Configurando o DNS Server Seg, 27 de Outubro de 2008 18:02 Escrito por Daniel Donda Tw eetar 0 Like 0 A instalação do serviço DNS no Windows Server 2008 é bem simples e de extrema importancia

Leia mais

BR DOT COM SISPON: MANUAL DO USUÁRIO

BR DOT COM SISPON: MANUAL DO USUÁRIO BR DOT COM SISPON: MANUAL DO USUÁRIO BAURU 2015 2 BR DOT COM SISPON: MANUAL DO USUÁRIO Manual do usuário apresentado para auxiliar no uso do sistema SisPon. BAURU 2015 3 SUMÁRIO 1 Instalação... 5 1.1 Sispon...

Leia mais

Daruma NFCe Conheça todos os passos para testar a NFCe Daruma

Daruma NFCe Conheça todos os passos para testar a NFCe Daruma Pré-requisitos Mini Impressora Daruma versão 02.50.02 ou superior. Cadastro no servidor de Testes Daruma NFCe Conheça todos os passos para testar a NFCe Daruma Adquirir Mini Impressora a preço subsidiado

Leia mais

LOGSOFT SISTEMAS. Manual do Usuário: Aplicativo LogFinanças versão 1.1.0. Compatível com Microsoft Excel 2007 com SP3 / 2010 / 2013

LOGSOFT SISTEMAS. Manual do Usuário: Aplicativo LogFinanças versão 1.1.0. Compatível com Microsoft Excel 2007 com SP3 / 2010 / 2013 LOGSOFT SISTEMAS Manual do Usuário: Aplicativo LogFinanças versão 1.1.0 Compatível com Microsoft Excel 2007 com SP3 / 2010 / 2013 Sistemas Operacionais Windows XP / Vista / 7 / 8 / 8.1 LOGFINANÇAS CONTROLE

Leia mais

Instalando o Operations Manager 2007 Reporting

Instalando o Operations Manager 2007 Reporting Instalando o Operations Manager 2007 Reporting Última revisão feita em 09 de Abril de 2008. Objetivo Os relatórios no SCOM 2007 são uma característica essencial para tirarmos o máximo de proveito desta

Leia mais

IBM CONTENT MANAGER MANUAL DE PESQUISA E-CLIENT (GERENCIAMENTO ELETRONICO DE DOCUMENTOS)

IBM CONTENT MANAGER MANUAL DE PESQUISA E-CLIENT (GERENCIAMENTO ELETRONICO DE DOCUMENTOS) IBM CONTENT MANAGER MANUAL DE PESQUISA E-CLIENT (GERENCIAMENTO ELETRONICO DE DOCUMENTOS) 1 O IBM Content Manager foi à solução adquirida pela Secretaria do Estado da Educação de Santa Catarina para gerenciar

Leia mais

FileZilla Server. O FileZilla Server é um ótimo servidor FTP, conta com diversas funções e fácil instalação e configuração.

FileZilla Server. O FileZilla Server é um ótimo servidor FTP, conta com diversas funções e fácil instalação e configuração. FileZilla Server Já apresentei um tutorial sobre o FileZilla, um cliente FTP com versões para vários sistemas operacionais, agora vou falar sobre o FileZilla Server, um programa que transforma seu computador

Leia mais

Trabalhando com menus e caixas de diálogos

Trabalhando com menus e caixas de diálogos Trabalhando com menus e caixas de diálogos Neste laboratório, você vai aprender: Criar menus para aplicativos Microsoft Windows Presentation Fundation (WPF) utilizando as classes Menu e MenuItem. Realizar

Leia mais

Assinatura ainda não verificada

Assinatura ainda não verificada Assinatura ainda não verificada Adobe Reader versão 9 Atenção! Se Assinatura não válida for apresentado no painel de assinaturas do documento PDF significa que a assinatura ainda não foi verificada. Siga

Leia mais

Display de Cristal Líquido

Display de Cristal Líquido TUTORIAL Display de Cristal Líquido Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 09/03/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza O Sql Server possui um recurso extremamente poderoso que é muito pouco utilizado pelos administradores e programadores. Com certeza, sendo

Leia mais

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos Página 1 de 23 SUMÁRIO 1. Pré-requisitos do computador para instalação do sistema Faróis Vinco Pedidos... 2 2. Instalação do... 3 3. Executando o sistema pela primeira vez... 5 4. Menus do sistema... 6

Leia mais

..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br

..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br ..:Sgi-Plus:.. Manual completo do sistema de vendas Sgi-plus Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br E-mail..: suporte@giovaneinformatica.com.br 1-) CADASTRANDO DE PRODUTOS -Detalhes da tela -Salvando

Leia mais

ACESSANDO A PÁGINA DO CADASTRO DE DEPÓSITOS

ACESSANDO A PÁGINA DO CADASTRO DE DEPÓSITOS ACESSANDO A PÁGINA DO CADASTRO DE DEPÓSITOS Localize o processo no sistema. Na capa do processo em INFORMAÇÕES ADICIONAIS clique na opção DEPÓSITO JUDICIAL. 1. CADASTRANDO CONTAS JUDICIAIS 1.1- Na tela

Leia mais

..:Restaurantes:.. Manual completo do sistema de vendas Restaurantes. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br

..:Restaurantes:.. Manual completo do sistema de vendas Restaurantes. Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br ..:Restaurantes:.. Manual completo do sistema de vendas Restaurantes Site..: http:// www.giovaneinformatica.com.br E-mail..: suporte@giovaneinformatica.com.br :.. Índice ndice..: 1-) CADASTRANDO DE PRODUTOS

Leia mais

Editorial EDITORIAL. Dúvidas Correspondência ou fax com dúvidas devem ser enviados ao - THE CLUB, indicando "Suporte".

Editorial EDITORIAL. Dúvidas Correspondência ou fax com dúvidas devem ser enviados ao - THE CLUB, indicando Suporte. EDITORIAL Editorial Olá amigo! THE CLUB Av. Profº Celso Ferreira da Silva, 190 Jd. Europa - Avaré - SP - CEP 18.707-150 Informações: (14) 3732-3689 Suporte: (14) 3733-1588 - Fax: (14) 3732-0987 Internet

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS

CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS CONFIGURAÇÃO DO OUTLOOK EXPRESS Antes de configurar o Outlook, é necessário fazer a instalação do certificado de segurança. Veja a seguir como fazer 1 Faça o download do arquivo: https://www.pae.sc.gov.br/down/caciasc.crt

Leia mais

Manual de Configuração de Exportação/Importação de arquivos (MultiSET/SISCEL)

Manual de Configuração de Exportação/Importação de arquivos (MultiSET/SISCEL) Manual de Configuração de Exportação/Importação de arquivos (MultiSET/SISCEL) ÍNDICE Configuração do MultiSET para exportação de arquivo para o SISCEL... 3 Transporte do arquivo do MACINTOSH para o PC...

Leia mais

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel Avançado Trabalhando com VBA Descubra a linguagem de programação do Microsoft Office e torne-se um expert no desenvolvimento de funções, macros e planilhas eletrônicas Nas edições anteriores da revista

Leia mais

1 Funções básicas de implementação de arquivos

1 Funções básicas de implementação de arquivos 1 Funções básicas de implementação de arquivos 1.1 Definindo registros Depois de um objeto do mundo real ter sido modelado, ou seja, após seus atributos importantes (e relevantes) terem sido identificados,

Leia mais

Melhor do que driblar os vírus de pendrive, é não pegá-los! Mas como fazer isto?

Melhor do que driblar os vírus de pendrive, é não pegá-los! Mas como fazer isto? Melhor do que driblar os vírus de pendrive, é não pegá-los! Mas como fazer isto? Por padrão, a maioria dos pendrives vêm formatados com o padrão conhecido como FAT32. Este padrão já meio antigo, é muito

Leia mais

Lógica para a Programação - 1º semestre AULA 01 Prof. André Moraes

Lógica para a Programação - 1º semestre AULA 01 Prof. André Moraes Pág 4 Lógica para a Programação - 1º semestre AULA 01 Prof. André Moraes 1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR A unidade curricular de Lógica para a programação tem como objetivo promover o estudo dos principais

Leia mais

Como configurar o Adobe Acrobat Reader para verificar a autencidade e integridade do Diário da Justiça Eletrônico?

Como configurar o Adobe Acrobat Reader para verificar a autencidade e integridade do Diário da Justiça Eletrônico? Como configurar o Adobe Acrobat Reader para verificar a autencidade e integridade do Diário da Justiça Eletrônico? Na versão 7.0: 1ª Etapa - Abrir o programa Adobe Acrobat Reader. No menu Editar, selecionar

Leia mais

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação

Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação Representação de Algoritmos - Linguagens de Programação A representação de algoritmos em uma pseudo-linguagem mais próxima às pessoas é bastante útil principalmente quando o problema a ser tratado envolve

Leia mais

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS

COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS 0 COMO CRIAR UM SITE DE NEGÓCIOS Em 5 Passos Simples Aprenda aqui a criar um site de negócios de maneira simples, com algumas dicas fundamentais para o começo do seu projeto no Mercado Digital COMO CRIAR

Leia mais

Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7

Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Instrução para Exportação de Certificados Digitais de Servidor Web IIS 6 e IIS 7 Proibida a reprodução total ou parcial. Todos os direitos reservados 1 Sumário Introdução... 3 Pré-Requisitos:... 3 Utilizando

Leia mais

Windows XP. Backup Formatação Instalação Configuração. ronynfo.wordpress.com

Windows XP. Backup Formatação Instalação Configuração. ronynfo.wordpress.com Windows XP Backup Formatação Instalação Configuração ronynfo.wordpress.com Índice 1.1 Fazendo o Backup 1.2 Fazendo com que seja dado o Boot à partir do CD 2.1 Configurando as Partições e instalando o Windows

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Utilizando subversion como controle de versão

Utilizando subversion como controle de versão Utilizando subversion como controle de versão Heitor Rapcinski Este documento descreverá a utilização de subversion como ferramenta de controle de versão mostrando as facilidades da sua utilização para

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária (SIS 1.0)

Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária (SIS 1.0) Parte:Manual Atualização: OriginalPágina 1 Manual de Instalação e Utilização do Sistema Integrado de Secretária () Instalação Se houver alguma versão do FireBird Instalada na máquina desinstale antes de

Leia mais

Manual Banco de dados MySQL

Manual Banco de dados MySQL Manual Banco de dados MySQL Introdução Serão apresentadas neste manual, as operações envolvendo uma conversão com banco de dados MySQL. Incluindo a devida forma de criar e restaurar um backup, de ter acesso

Leia mais

MINI TUTORIAL DE INTEGRAÇA O MK AUTH/GERENCIANET

MINI TUTORIAL DE INTEGRAÇA O MK AUTH/GERENCIANET MINI TUTORIAL DE INTEGRAÇA O MK AUTH/GERENCIANET Olá pessoal, depois de muito tempo, estou aqui escrevendo mais um tutorial para auxiliar a galera com um pouco do que aprendi. Neste mini tutorial estarei

Leia mais