RESUMO. Palavras-chave: Recrutamento.Seleção. Organização. Gestão de Pessoas. INTRODUÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESUMO. Palavras-chave: Recrutamento.Seleção. Organização. Gestão de Pessoas. INTRODUÇÃO"

Transcrição

1 A IMPORTÂNCIA DO PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES PARA REDUÇÃO DO TURNOVER THE IMPORTANCE OF RECRUITMENT AND SELECTION PROCESS IN ORGANIZATIONS FOR REDUCTION OF TURNOVER Felipe Cesar Diniz de Carvalho Graduando em Administração Unisalesiano Joaquim Cesar N. Marcato - Graduando em Administração Unisalesiano Marcus Vinicius Nery Mingorance - Graduando em Administração Unisalesiano Ma. Jovira Maria Sarraceni Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium RESUMO O setor de recrutamento e seleção de pessoas é muito importante não apenas para os futuros administradores que fazem pesquisa sobre o tema, mas também para os profissionais ligados à gestão de pessoas. Este setor tem passado por algumas mudanças ocasionadas pela globalização e por alterações do contexto organizacional, onde se exige cada vez mais qualidade e eficiência por parte dos colaboradores, independente do porte da empresa. Essa percepção e devido a grande importância do processo de recrutamento e seleção, pois proporciona que todas as pessoas tenham acesso às informações, facilitando assim o ingresso de candidatos que delas necessitem. Diante deste contexto, este artigo tem o propósito de evidenciar a importância do recrutamento e seleção de pessoas nas empresas, expondo como principal objetivo a compreensão do processo dentro de uma organização, bem como o levantamento do seu papel e importância neste processo. Para que fosse possível a realização deste estudo, foram realizadas pesquisas bibliográficas e de campo relacionadas ao tema. Conclui-se que o processo de recrutamento e seleção quando bem realizado, pode diminuir o tournover e melhorar a produtividade e motivação da equipe, pois a pessoa certa estará no lugar certo. Palavras-chave: Recrutamento.Seleção. Organização. Gestão de Pessoas. INTRODUÇÃO Com o avanço da globalização, as organizações necessitam se adequar as diversas mudanças que ocorrem em todos os setores. É primordial a capacidade de aprendizagem e a adaptação as possíveis mudanças, pois com o aumento das competitividades e a facilidade de acesso as informações, torna-se necessário que as empresas se reavaliem e busquem novas estratégias para crescer no mercado. A partir disso, percebe-se o quanto é importante à busca do conhecimento com a realidade da empresa, pois nos dias de hoje não basta só ter um produto de 1

2 qualidade e conhecido no mercado. Com esse aumento da competitividade, está se exigindo pessoas mais dinâmicas e eficazes nas organizações. É através do departamento de Recursos Humanos (RH) que são recrutados, selecionados, treinados e motivados os colaboradores, para com isso se tornarem parte da empresa. Este artigo tem o intuito de evidenciar a importância do recrutamento e seleção de pessoas nas empresas, mostrando como principal objetivo o entendimento deste processo e seu possível reflexo no turnover. A partir de então, surgiu a necessidade de desenvolver um estudo mais aprofundado sobre este processo, pois é uma área de grande responsabilidade dentro de uma empresa, porque além recrutar e selecionar os futuros colaboradores da empresa, ainda precisa fazer com que estes se sintam como parte fundamental da mesma. Para melhor entendimento do assunto em questão, foi realizada uma pesquisa de campo com uma empresa local. A pesquisa bibliográfica de acordo com Koche (1997) é desenvolvida com o intuito de explicar problemas, utilizando o conhecimento disponível a partir de teorias publicadas. A pesquisa bibliográfica tem por objetivo conhecer e analisar as principais teorias existentes em um determinado tema, e é um instrumento indispensável para qualquer tipo de pesquisa, possibilitando assim verificar as semelhanças e diferenças entre a percepção de diversos autores sobre a temática em questão, propiciando o alcance do objetivo proposto. 1 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS 1.1 Recrutamento O processo de recrutamento é de suma importância para o sucesso das organizações, visto que é através dele que as organizações conseguem identificar talentos que fazem o diferencial neste mercado competitivo. Um desafio atual é a capacitação de pessoas para preencher vagas, sendo que a ausência de critérios e instrumentos à seleção pode acarretar problemas sérios ocasionando perdas financeiras e afastamento de clientes. Uma ferramenta essencial para a organização moderna é a administração de recursos humanos, que consiste em planear, 2

3 desenvolver, coordenar e controlar as pessoas que fazem parte da organização visando promover seu maior desempenho (FURTADO, SILVA apud POMI, 2005). O recrutamento torna se um fator preponderante para as empresas quando bem utilizado e com isso a organização atinge seus objetivos e o colaborador se sente mais motivado, entusiasmado a querer atingir resultados. A linguagem das organizações se consiste em atingir resultados por meio de funcionários qualificados para determinada área. No entanto o que se percebe é que empresas adotam o recrutamento dentro da organização ou fora da organização pensando no que isso pode trazer para elas, a organização tem um papel fundamental de dar oportunidades para funcionários seja eles internos ou externos. O processo de recrutamento dentro de uma organização, para muitos se trata de uma área de pouco interesse, pois se pensa que é um processo desnecessário, no qual demanda tempo para desenvolver; mas pelo contrário, o processo de recrutamento é muito importante, pois é nele que é identificado pontos do candidato que demonstram se o mesmo está ou não preparado para desenvolver as funções exigidas no cargo proposto. O recrutamento de pessoal é de responsabilidade do RH e tem como objetivo a organização e a seleção de pessoal no atendimento aos clientes internos da empresa (MARRAS, 2011). Sendo assim, conclui-se que o recrutamento e um conjunto de ações para atrair candidatos qualificados para o cargo em questão. Trata se de uma espécie de sistema de formação, onde a organização divulga e oferece ao mercado as oportunidades de emprego em aberto. Assim, percebe-se que todo recrutamento tem início a partir de uma necessidade da empresa na contratação de novos colaboradores. Para Pontes (2004) o recrutamento determina a composição dos colaboradores frente às necessidades da empresa, mostrando quando e quantas pessoas o cargo deve empregar, contudo cada processo de recrutamento baseia-se em conceitos de adequação ou contratação de novos membros. Assim, percebe-se que são duas as fontes de recrutamento: a interna e a externa. Por meio da interna, os candidatos são recrutados na própria empresa e, mediante externa, os candidatos são recrutados no mercado de trabalho (PONTES, 2004, p. 87). O recrutamento é o conjunto de processos onde se espera atrair funcionários qualificados para uma área especifica, visando sempre as necessidades presentes e futuras de RH da organização (CHIAVENATO, 2004). Esta forma de angariar pessoas 3

4 gera a composição dos colaboradores frente às necessidades da empresa, mostrando quando e quantas pessoas a empresa deve empregar, contudo cada processo de recrutamento baseia-se em conceitos de adequação ou contratação de novos membros (PONTES, 2004). Conforme Chiavenato (2004), a primeira etapa do recrutamento de pessoas é analisar se há funcionários na organização aptos para a promoção de carreira, após isso a empresa deve escolher e analisar as fontes que podem ser utilizadas, para fazer a melhor escolha de um novo colaborador. Sobre este assunto, Xavier (2006) apresenta que existem vários erros que podem ser cometidos, ou seja, que não são relevantes em um processo, mas na área de seleção de novas pessoas o pior momento é quando seleciona um colaborador errado ou fora dos padrões do cargo e que possam trazer problemas futuros. O recrutamento interno, segundo Chiavenato (2002), procura preencher vagas em aberto na empresa, através do remanejamento de funcionários, oferecendo oportunidades para alguns subirem de cargo, gerando assim uma valorização do mesmo e motivação para os outros, como foco para um futuro promissor. Já o recrutamento externo de acordo Chiavenato (2002, p. 212) funciona com candidatos vindos de fora. Caso exista uma vaga em aberto, a organização busca o melhor meio de preencher essa lacuna buscando atingir seus objetivos. 1.2 Seleção de pessoas O desempenho do gestor advém também da sua equipe. Assim, formar uma equipe de valor é tarefa das mais estratégicas para ele. (XAVIER, 2006, p. 42). Esta percepção demonstra que para se ter um bom desempenho no processo de seleção e não ter dificuldades futuras a empresa deve ter profissional qualificado no setor de recursos humanos. Na visão de França (2007) a seleção de pessoas realizada na organização faz parte do processo de agregar pessoas dentro das organizações. Portanto, o que difere a seleção do recrutamento é que, enquanto o objetivo do recrutamento é atrair o máximo de pessoas que possuam as especificações básicas descritas para o preenchimento dos cargos das empresas, a seleção faz a triagem dos melhores candidatos atraídos pelo recrutamento, funcionando como uma espécie de filtro, onde apenas aqueles que tiverem o perfil adequado para o cargo disponível que poderá 4

5 ingressar na organização. A seleção de pessoas funciona como um filtro que permite que apenas as pessoas que apresentem características desejáveis à organização possam ingressar na mesma. É, sem dúvida, uma importante ferramenta de gestão de pessoas, com a finalidade de identificar as pessoas que possuam o perfil desejado pela análise e descrição de cargo (CHIAVENATO, 2005). Marras (2011, p. 65) se refere à seleção de pessoas conceituando-a como uma atividade que tem por finalidade escolher, sob metodologia específica, candidatos a emprego recebidos pelo setor de recrutamento, para o atendimento das necessidades internas da empresa. Este mesmo autor descreve que esta seleção se baseia fundamentalmente na análise comparativa das exigências do cargo, que são as características que o mesmo exige do profissional em termos de conhecimentos, habilidades e atitudes para o bom desempenho de suas funções; como as características do candidato, que engloba o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que cada candidato possui para desempenhar as suas tarefas. Chiavenato (2004, p. 98) explica que processo seletivo nada mais é do que a busca e adequação entre aquilo que a organização pretende e aquilo que as pessoas oferecem. Nesse processo de escolha há dois pontos primordiais: a organização escolhe a pessoa e a pessoa só aceitará dependendo dos seus objetivos e necessidades, ou seja, uma escolha recíproca. Pereira, Primi e Cobero (2003) afirmam que as empresas consideram que o processo de seleção é muito mais do que uma simples contratação, mas sim a chave para o sucesso do negócio. Portanto, conhecer a adequação de um teste para a seleção pessoal é fundamental 13 II Seminário Empresarial e II Jornada de TI da Faculdade Cidade Verde Empreendedorismo & Tecnologia 06 a 09/10/2014 para uma contratação correta, evitando dispêndio de dinheiro e de tempo numa escolha inadequada. 2 TURNOVER Atualmente, o termo turnover é muito utilizado pelas organizações para traduzir o percentual de substituição que a empresa possui, servindo assim como indicador da saúde organizacional, ou seja, o giro entre entradas e saídas de funcionários. As causas do turnover nas empresas se devem a fenômenos externos e internos à 5

6 organização; fenômenos externos: Situação de oferta e procura de recursos humanos no mercado; conjuntura econômica; oportunidades de emprego no mercado de trabalho; fenômenos internos: Politica salarial da organização; politica de benefícios; tipo de supervisão exercida sobre os liderados; oportunidades de crescimento exercido pela organização; tipo de relacionamento humano; condições físicas e ambientais de trabalho da organização; moral do pessoal da organização; cultura organizacional; politica de recrutamento e seleção; critérios e programas de treinamento de recursos humanos; politica disciplinar; critérios de avaliação de desempenho; grau da flexibilidade das politicas da organização. (CHIAVENATO, 1997) Para Pomi (2005), Turnover é o termo em igles utilizado para caracterizar o movimento de entradas (admissões) e saídas (demissões) de funcionários em um determinado período. Quanto às demissões, elas podem ser espontâneas (quando parte do colaborador) ou provocadas (quando parte da empresa). Ainda para Pomi (2005), as causas do turnover podem ser analisadas em duas frentes: macro ou microeconômica e social; Ressalta que deve considerar também que existem pessoas e empresas em diferentes estágios de evolução, mas que, de modo geral, os principais fatores tem sido os seguintes causadores do turnover: instabilidades econômicas; desregulamentação ou melhoria de desempenho de determinados setores; crescimento econômico e expansão internacional do mercado; mudanças tecnológicas e de modo de gestão; agilidade da concorrência e perda de mercado; insucesso dos negócios; ambiente e imagem organizacional; falta de diretrizes da empresa; falta de politica de cargos e salários; salários não compatíveis e falta de conhecimento. Em resumo, a redução da rotatividade das pessoas está diretamente relacionada com o nível de satisfação, motivação e com o comprometimento da organização para com o colaborador. 3 A PESQUISA Para um melhor entendimento e análise do processo de recrutamento e seleção e consequentemente seu reflexo no turnover foi realizada uma pesquisa de campo em 6

7 uma empresa do ramo calçadista, com aproximadamente 1500 colaboradores no interior do estado de São Paulo. Dados foram coletados por meio de uma entrevista semi-estruturada com a responsável pelo procedimento de recrutamento e seleção da empresa. 3.1 Abertura de vaga A abertura de vaga (contratação ou substituição) e início dos processos de seleção de pessoal serão feitos somente após autorização da diretoria. Em seguida a vaga é inclusa na planilha de contratação contendo: requisição, departamento, posto de trabalho, sexo, turno e, em caso de substituição, quem está sendo substituído e quando o mesmo será desligado (com o objetivo de não ultrapassarmos a quantidade máxima de colaboradores por setor). As habilidades requeridas/desejáveis são passadas pelo responsável de cada área, como por exemplo: concentração, pro atividade, dinamismo, boa dicção, entre outros. Após a escolha do candidato é necessário preencher a requisição feita anteriormente com os dados do candidato aprovado para a vaga (nome completo e CPF) para depois encaminhar ao departamento de pessoal para realizar o cadastro de pessoa e de contrato. 3.2 Divulgação de vaga Dependendo, a vaga pode ser divulgada através de agencias de currículos, Facebook da empresa, Linkedin, cartazes em lugares estratégicos, instituições de ensino, entre outros. 3.3 Triagem de currículos Os currículos chegam através do ou são deixados na portaria da empresa. É feita avaliação dos mesmos de acordo com o que foi solicitado: idade, sexo, escolaridade, disponibilidade de horário e experiências, sendo obrigatório serem 7

8 maiores de 18 anos (exceto menores aprendizes e estagiários) e, candidatos do sexo masculino, apresentarem certificado de reservista. 3.4 Processo seletivo Após a seleção dos currículos entramos em contato com os mesmos convidando-os a participarem do processo seletivo. Vaga que não exija escolaridade específica: a. Aplicação do teste palográfico que avalia pontos da personalidade. b. Entrevista individual: são avaliados os objetivos profissionais, histórico de registros em carteira, experiências, escolaridade, capacidade de assimilação, contexto familiar e conduta social. Após avaliação desses pontos é passado ao candidato detalhes da vaga, horário, salário e benefícios. Caso o candidato mantenha o interesse na vaga é feito encaminhamento para teste prático. c. Teste prático no setor: tem duração de no máximo 6 horas e nos testes são avaliados se o candidato demonstrou interesse em aprender, tem facilidade na função específica, apresenta dinamismo, espontaneidade, facilidade de comunicação e expressão, força de vontade, iniciativa, persistência, facilidade de aprendizagem, proatividade e facilidade de trabalhar em grupo. d. Após o teste prático: candidatos são encaminhados para o RH novamente com a ficha de avaliação do teste prático (é entregue pelo assistente sempre em uma pasta) e a responsável pelo recrutamento e seleção anuncia o resultado do teste ao candidato, em caso de aprovado verifica se o que o candidato achou do teste, se ele acha que consegue se adaptar, sentiu dores, gostou do ambiente, se realmente não terá problemas com horário e dependendo do retorno do candidato o mesmo é encaminhado para o ambulatório médico. e. Exame médico: é feita a avaliação física do candidato com relação à vaga para qual o mesmo fez o teste. Vaga que exija formação específica: 8

9 a. Dinâmicas em grupo (escolhidas de acordo com o perfil da vaga); b. Aplicação de testes psicológicos; c. Entrevista individual; d. Prova técnica (conhecimentos gerais, avaliação da escrita); e. Situação problema; f. Teste prático na função e g. Exame médico. 3.5 Recrutamento Interno Para participação do processo seletivo interno é necessário que o colaborador tenha mais de 12 meses na empresa e atenda as necessidades da vaga. Após a aprovação do currículo é feita a avaliação do seu histórico na empresa, havendo advertências o colaborador não será excluído do processo, porém será mais um índice a ser avaliado. O processo seletivo será igual ao processo externo, podendo conter: a) Dinâmicas em grupo (escolhidas de acordo com o perfil da vaga); b) Aplicação de testes psicológicos; c) Entrevista individual; d) Prova técnica (conhecimentos gerais, avaliação da escrita); e) Situação problema; f) Teste prático na função; Após a conclusão do processo é indispensável passar o retorno a todos que participaram do mesmo, tanto retorno positivo como negativo. O ideal é que o retorno negativo seja o mais detalhado possível, mostrando ao colaborador o que ele precisa melhorar para mais pra frente ser aprovado para a vaga desejada, lembrando-o sempre que as oportunidades são constantes e que ele não deve desistir de se inscrever para os próximos. 3.6 Turnover rotatividade de pessoal Diante de todo processo mencionado acima, julga se necessário ressaltar que 9

10 um dos principais objetivos do processo de recrutamento e seleção, além de recrutar e selecionar, e fazer com que o funcionário sinta-se motivado a permanecer dentro da organização. Para um melhor entendimento, foi feito uma pesquisa, referente a mesma empresa onde fizemos a pesquisa de campo, onde nos proporcionou uma melhor ótica de como e coletado as informações para conseguir, cada dia mais, atrair candidatos motivados a permanecer na empresa. 3.7 Passos da pesquisa São levantados os números de desligamentos separados por setor. É importante mostras quantos desses desligamentos foi redução de quadro e quantos geraram uma contratação, pois o índice de turnover deve ser medido somente através dos números de desligamentos onde houve uma substituição É demonstrado um gráfico comparando a quantidade de desligamentos geral do ano anterior com o ano atual (separados por mês) Comparativo acumulado no ano dividido por setor, apresentando quanto cada setor representou percentualmente para a soma de desligamentos (% Total) até aquele determinado mês e a porcentagem de desligamento em cima do total de colaboradores daquele setor (% Setor), mostrando quantos por cento da sua equipe já foi substituída até aquele mês Separamos os desligamentos por tempo que o colaborador desligado ficou na empresa, classificando-os entre: até três meses, de três a seis meses, de seis a nove meses, de nove a doze meses e acima de um ano. 3,10 Depois separando entre aqueles que pediram demissão, os que foram desligados e outros (que engloba termino antecipado de contrato, aposentadoria, morte e abandono de emprego) Avaliamos também quais os turnos que temos mais rotatividade, separando os setores que representam em média 80% do total de desligamentos. 10

11 3.12 Da mesma forma avaliamos a quantidade de desligamentos entre os sexos Por fim, avaliamos alguns pontos mencionados nas entrevistas de desligamentos, quais os motivos dos desligamentos, como o colaborador classifica o relacionamento com a liderança, se o mesmo recebia opinião da supervisão e algumas sugestões mencionadas, seguem alguns exemplos: Figura 1: Motivo dos desligamentos Fonte: dados da empresa, 2014 Figura 2: Relacionamento com a Liderança Figura 3: Feedback Fonte: dados da empresa, 2014 Fonte: dados da empresa,

12 Esses indicadores são apresentados à supervisão, gerencia e direção mensalmente nas reuniões de indicadores do setor de recursos humanos, juntamente com a apresentação dos outros setores (departamento de pessoal, benefícios, segurança do trabalho e enfermaria). CONCLUSÃO Falar sobre a importância e o papel do recrutamento e seleção dentro de uma organização é bastante difícil, pois se trata de um setor que passou por diversas mudanças, nota se também que devido ao constante aumento da competitividade, tornou-se imprescindível se dotar de profissionais qualificados, proativos e eficientes. Face ao exposto, concluísse que as organizações que buscam sobreviver diante da grande e constante evolução da globalização, torna-se obviamente imprescindível se dotar de um bom processo de recrutamento e seleção de pessoas, que pode diminuir o turnover e melhorar a motivação da equipe. Notou se também que existe grande diferença entre as palavras recrutamento e seleção, deixando claro que o recrutamento trata-se de prospecção de novos candidatos, já seleção é onde se usa técnicas a fim de conhecer o perfil do colaborador. Contudo, concluímos que a organização vem evoluindo cada vez mais no ponto de recrutamento e seleção, com um mercado atual altamente competitivo, é necessário escolher e reconhecer os colaboradores certos para as funções certas, reduzindo custos e evitando perder tempo contratando colaboradores antiquados para tais necessidades que é o objetivo principal deste artigo. REFERÊNCIAS BSB Brasil Safety Brands. Maio, CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: O novo papel dos recursos humanos nas organizações: Rio de Janeiro: Campus,

13 FRANÇA. Práticas de recursos humanos PRH: conceitos, ferramentas e procedimentos. São Paulo: Atlas, MARCONI, I.; LAKATOS, E. M. Metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010 MARRAS. Administração de Recursos Humanos: do operacional ao estratégico, 14 ed. São Paulo: Saraiva POMI, R. M. A importância da Gestão do Turnover. Disponivel em: Acesso em 27 de maio de PONTES. Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoal. 4 ed. São Paulo: LTR, Processo de Recrutamento e Seleção de Pessoal nos Municípios Caboverdianos: O Caso de São Domingos. Acesso em 25 de maio de 2015, 20hrs. PROSSEG. Coordenação de Recursos Humanos. Maio XAVIER, Ricardo. Gestão de Pessoas na Prática: Os desafios a as soluções. São Paulo: Gente,

A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS

A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS A CULTURA ORGANIZACIONAL PODE INFLUENCIAR NO PROCESSO DE AGREGAR PESSOAS Juliana da Silva, RIBEIRO 1 Roberta Cavalcante, GOMES 2 Resumo: Como a cultura organizacional pode influenciar no processo de agregar

Leia mais

TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP

TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP TÍTULO: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS ESTUDO DE CASO NO RAMO VAREJISTA DE SUPERMERCADOS NA CIDADE DE SANTA ALBERTINA/SP CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Recrutamento e Seleção de Pessoal

Recrutamento e Seleção de Pessoal Gestão de RH Prof. Roberto Huck Recrutamento e Seleção de Pessoal Roteiro da Teleaula 1.Conceito de Recrutamento; 2. As Fases do Recrutamento; 3.Avaliação do Processo de Recrutamento; 4.Conceito de Seleção;

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS Guilherme Yuji FUKUMOTO 1 Gabriel Samorano MARINS 2 Roberta CAVALCANTE 3 RESUMO: Recrutamento e Seleção de Pessoal nada mais é que uma ferramenta funcional de todas as

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS.

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS VOLTADA PARA RECRUTAMENTO E SELEÇÃO E CARGOS E SALÁRIOS. BARBOSA, Roger Eduardo 1 Resumo Neste artigo analisaremos como o planejamento estratégico na gestão de pessoas nas

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Evandro Lubachoski (aluno, graduação, Administração, UNICENTRO), Geverson Grzeszczeszyn (Orientador DEADM/G), e-mail: geverson@ymail.com Pitanga - PR Universidade Estadual do Centro-Oeste/Setor

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: RECURSOS HUMANOS DESENVOLVENDO O CAPITAL HUMANO CONSCRIPTION AND SELECTION: HUMAN RESOURCES DEVELOPING THE HUMAN CAPITAL

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: RECURSOS HUMANOS DESENVOLVENDO O CAPITAL HUMANO CONSCRIPTION AND SELECTION: HUMAN RESOURCES DEVELOPING THE HUMAN CAPITAL RECRUTAMENTO E SELEÇÃO: RECURSOS HUMANOS DESENVOLVENDO O CAPITAL HUMANO CONSCRIPTION AND SELECTION: HUMAN RESOURCES DEVELOPING THE HUMAN CAPITAL Fabiana Custódio e Silva * Murilo Sérgio Vieira Silva **

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2

Leia mais

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2 O desempenho do processo de recrutamento e seleção e o papel da empresa neste acompanhamento: Um estudo de caso na Empresa Ober S/A Indústria E Comercio Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ

Leia mais

PROCESSOS SELETIVOS 1 OBJETIVO

PROCESSOS SELETIVOS 1 OBJETIVO PROCESSOS SELETIVOS 1 OBJETIVO Estabelecer a sistemática de recrutamento e seleção dos colaboradores de Unidades Educacionais e Departamento Regional do SENAC-RS, atendendo aos princípios da publicidade,

Leia mais

Recrutamento e seleção

Recrutamento e seleção Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem Recrutamento e seleção Fernanda Maria Togeiro Fugulin RECRUTAMENTO Fase que antecede a seleção, de divulgação, em que se deverá atrair candidatos potencialmente

Leia mais

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS METODOLOGIA E ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS PARA A ORGANIZAÇÃO Cecília, Pereira¹ Rosalina, Batista¹ Cruz, Paulo Emílio² RESUMO Através deste artigo iremos abordar de forma objetiva,

Leia mais

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir.

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir. 1. A administração de recursos humanos, historicamente conhecida como administração de pessoal, lida com sistemas formais para administrar pessoas dentro da organização. A administração de recursos humanos

Leia mais

PRÁTICAS, FUNÇÕES E TÉCNICAS DE RECURSOS HUMANOS

PRÁTICAS, FUNÇÕES E TÉCNICAS DE RECURSOS HUMANOS INTRODUÇÂO Como as pessoas constituem o mais importante ativo de que dispõem as organizações, devem ser recrutadas e selecionadas com a maior competência possível, já que falhas nesse processo podem comprometer

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026 1/7 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão dos Indicadores 02 Revisão geral do documento 03 Item 4.1: Foi inserida uma aprovação final da Diretoria após o Gestor

Leia mais

Os cinco subsistemas de Gestão de Pessoas

Os cinco subsistemas de Gestão de Pessoas Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Os cinco subsistemas de Gestão de Pessoas Trabalho de Gestão de Pessoas Alunos: Nilce Faleiro Machado Goiânia,4 de dezembro de 2015 1 Sumário Capa...1 Sumário...2 Introdução...3

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão em Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em

Leia mais

O desempenho dos processos de recrutamento e seleção: um estudo de caso na Bambuí Bioenergia S/A.

O desempenho dos processos de recrutamento e seleção: um estudo de caso na Bambuí Bioenergia S/A. O desempenho dos processos de recrutamento e seleção: um estudo de caso na Bambuí Bioenergia S/A. Fábio Henrique CAMILO¹; Frederico Leocádio FERREIRA²; Helena Torres Gaitani MOTTA³; Jaqueline Bruno de

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. 11 4963-5400 / 11 4963-6242 www.gruposec.com.br

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. 11 4963-5400 / 11 4963-6242 www.gruposec.com.br APRESENTAÇÃO COMERCIAL Porque o GrupoSec? Grande parte do combustível das empresas são os seus colaboradores. Para contratá-los e mantê-los treinados e eficientes é trabalhoso e custa caro? E se dissermos

Leia mais

Palavras-chave: Recrutamento, Seleção, Supermercados, Organizações.

Palavras-chave: Recrutamento, Seleção, Supermercados, Organizações. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NA AREA SUPERMERCADISTA: UM COMPARATIVO DE PRÁTICAS 1 JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA 2 FABIANA VICENTIN 3 EUDES CRISTIANO VARGAS 4 RESUMO: A gestão de pessoas enfrenta desafios cotidianos

Leia mais

Gestão de pessoas: revisão de conceitos

Gestão de pessoas: revisão de conceitos Glaucia Falcone Fonseca Chegamos ao final de nosso curso e vale a pena fazer uma retrospectiva sobre os principais aspectos da gestão de pessoas, algo tão importante no atual mundo do trabalho, caracterizado

Leia mais

Treinamento do Sistema RH1000

Treinamento do Sistema RH1000 Treinamento do Sistema RH1000 = Bloco Seleção = Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial Atualizado em 23Jul2015 1 Estrutura do Sistema RH1000 Gerenciar e administrar Sistema RH1000 Planejamento Estratégico

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC de São José do Rio Pardo Código: 150 Código: 150 Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Qualificação Técnica de Nível Médio de

Leia mais

REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL 1. Objetivos 1.1 - Desta normatização Estabelecer diretrizes e critérios que viabilizem os processos de recrutamento e seleção, atraindo profissionais com capacidade

Leia mais

Exercícios CETEC. Assistente de Administração UFRGS. Prof. Ricardo Conzatti

Exercícios CETEC. Assistente de Administração UFRGS. Prof. Ricardo Conzatti Exercícios CETEC Assistente de Administração UFRGS 2013 Prof. Ricardo Conzatti FCC - TRF 2ª REGIÃO. Analista Judiciário 2012 Numa visão estratégica de recursos humanos, a soma dos conhecimentos, informações

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Data de emissão: Associação Paulista de Gestão Pública - APGP Elaborado por: Aprovado por: Francis da Silva Recursos Humanos Diretoria Geral // Sumário

Leia mais

Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários.

Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários. Gestão de Pessoas - Ênfase em Recrutamento, Seleção e Integração de novos funcionários. Módulo 3: Etapa 1 Treinamento e qualificação O Processo de Qualificação / Treinamento e Desenvolvimento Até agora

Leia mais

ÍNDICE 3. ABORDAGEM CONCEITUAL DO MODELO DE GESTÃO DO DESEMPENHO

ÍNDICE 3. ABORDAGEM CONCEITUAL DO MODELO DE GESTÃO DO DESEMPENHO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. GLOSSÁRIO DE TERMINOLOGIAS ADOTADAS 3. ABORDAGEM CONCEITUAL DO MODELO DE GESTÃO DO DESEMPENHO 4. OBJETIVOS DA GESTÃO DO DESEMPENHO 5. BENEFÍCIOS ESPERADOS DO MODELO 6. DIRETRIZES

Leia mais

TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS DO MERCADO DE TRABALHO: UM ESTUDO SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS

TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS DO MERCADO DE TRABALHO: UM ESTUDO SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS RINGA MANAGEMENT TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS DO MERCADO DE TRABALHO: UM ESTUDO SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS DO MERCADO DE TRABALHO: UM ESTUDO SOBRE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

Leia mais

XVII Semana do Administrador do Sudoeste da BahiaISSN: 2358-6397 O Administrador da Contemporaneidade: desafios e perspectivas

XVII Semana do Administrador do Sudoeste da BahiaISSN: 2358-6397 O Administrador da Contemporaneidade: desafios e perspectivas A influência do endomarketing para a melhoria do ambiente organizacional: case faculdade Guanambi. Autoria: Fabrício Lopes Rodrigues 1 e Rogério Santos Marques 2 1 UNEB, E-mail: fabriciolopesr@hotmail.com

Leia mais

Dilbert, Google imagens. Kirlla Cristhine Almeida Dornelas, Doutora em Psicologia Docente

Dilbert, Google imagens. Kirlla Cristhine Almeida Dornelas, Doutora em Psicologia Docente Dilbert, Google imagens Selecionando pessoas Gestão de pessoas II Kirlla Cristhine Almeida Dornelas, Doutora em Psicologia Docente Por que selecionar pessoas? ѱ Devemos selecionar porque existe uma variabilidade

Leia mais

Palavras-chaves: Recrutamento e seleção, rotatividade de pessoal.

Palavras-chaves: Recrutamento e seleção, rotatividade de pessoal. RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NA CONTRATAÇÃO DE NOVAS PESSOAS: meios para diminuição da rotatividade de funcionários Carla Leticia Souza Orientador: ProfºDnd. Augusto Aparecido Mazier. Resumo: o objetivo deste

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETECPAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Auxiliar Administrativo

Leia mais

SELECIONANDO PROFISSIONAIS POR COMPETÊNCIAS

SELECIONANDO PROFISSIONAIS POR COMPETÊNCIAS Recrutamento e seleção de pessoas dentro de uma organização são de extrema importância, pois as pessoas compõem o principal ativo de uma empresa. Falhas nesse processo comprometem na produtividade do trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS UNIVERSIDADE CÃNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS O PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Por: Estela Maria Morais dos Santos Orientador: Luiz Cláudio Lopes

Leia mais

O TRABALHO DE UMA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL COM UMA FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE. Eliane Pereira Messias¹; Sérgio Domingues²

O TRABALHO DE UMA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL COM UMA FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE. Eliane Pereira Messias¹; Sérgio Domingues² 439 O TRABALHO DE UMA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL COM UMA FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIVERSIDADE Eliane Pereira Messias¹; Sérgio Domingues² Resumo: Este trabalho apresenta o resultado de uma entrevista realizada

Leia mais

Gestão Estratégica de Pessoas

Gestão Estratégica de Pessoas Gestão Estratégica de Pessoas MBA FGV 1 Grandes Decisões sobre Pessoas Fatores que Garantem o Resultado As Tendências e Perspectivas de Gestão de Pessoas em Saúde Gestão de Pessoas e o Balanced Score Card

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 5: ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS 5.1 Conceito de ARH Sem as pessoas e sem as organizações não haveria ARH (Administração de Recursos Humanos). A administração de pessoas

Leia mais

TÍTULO: PROVISÃO DE PESSOAS: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE RECURSOS HUMANOS DO GRUPO PASTOFORT

TÍTULO: PROVISÃO DE PESSOAS: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE RECURSOS HUMANOS DO GRUPO PASTOFORT TÍTULO: PROVISÃO DE PESSOAS: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR DE RECURSOS HUMANOS DO GRUPO PASTOFORT CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos.

Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos. Módulo 9 A Avaliação de Desempenho faz parte do subsistema de aplicação de recursos humanos. 9.1 Explicações iniciais A avaliação é algo que faz parte de nossas vidas, mesmo antes de nascermos, se não

Leia mais

DEARH SEDEP. Aprendiz. Verifica os prérequisitos. Estágio. para elaboração de contrato de estágio ou aprendiz para contrato de trabalho.

DEARH SEDEP. Aprendiz. Verifica os prérequisitos. Estágio. para elaboração de contrato de estágio ou aprendiz para contrato de trabalho. CONTRATAÇÃO DE ESTÁGIO E APRENDIZ 03/02/2011 e 06/04/2011 Aprendiz CIEE DEARH - SEDEP Início 1 Recebe solicitação de contratação das diversas áreas da CEAGESP de solicitação do SEDEP Documento enviado

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR

UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 UM ESTUDO SOBRE O INTERESSE DOS COLABORADORES EM SEGUIR CARREIRA PROFISSIONAL NAS LOJAS AMERICANAS EM MARINGÁ/PR Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki

Leia mais

Processo seletivo 02/2013

Processo seletivo 02/2013 Processo seletivo 02/2013 O processo seletivo e recebimento dos currículos ocorrerá até o dia 12/05. O resultado sairá em 16/05. Os professores que forem selecionados para a autoria das disciplinas se

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR CAMPUS CACOAL DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DANIEL RODRIGUES DOS SANTOS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR CAMPUS CACOAL DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DANIEL RODRIGUES DOS SANTOS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR CAMPUS CACOAL DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DANIEL RODRIGUES DOS SANTOS INFLUÊNCIA DAS POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS NO ABSENTEÍSMO E ROTATIVIDADE

Leia mais

SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013

SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013 1 SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013 FINALIDADE Selecionar profissional para o Cargo de Agente de Recrutamento e Seleção NATUREZA DA INSTITUIÇÃO O

Leia mais

8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A

8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A 8. AS EQUIPES VIRTUAIS PROMOVENDO VANTAGENS COMPETITIVAS NA BUNGE FERTILIZANTES S/A Adriane Hartman Fábio Gomes da Silva Dálcio Roberto dos Reis Luciano Scandelari 1 INTRODUÇÃO Este artigo pretende mostrar

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Edital n 04/2011 DEAD / IFMA Seleção Simplificada de

Leia mais

Karla Juliana Lopes. Plano de Candidatura. Diretoria de Gestão de Pessoas. Viçosa MG. Julho de 2015.

Karla Juliana Lopes. Plano de Candidatura. Diretoria de Gestão de Pessoas. Viçosa MG. Julho de 2015. Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Federal de Viçosa Viçosa (MG) - CEP 36570-000 CNPJ: 07.245.367/0001-14 Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Universidade Federal

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 17/2016. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 17/2016 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer - crie seu negócio de alto impacto O Pró-reitor de Extensão Substituto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão em Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em

Leia mais

Disciplina: Rotinas de Departamento Pessoal. Prof. Robson Soares

Disciplina: Rotinas de Departamento Pessoal. Prof. Robson Soares Disciplina: Rotinas de Departamento Pessoal Prof. Robson Soares Capítulo 4 Aplicando Pessoas Na gestão de pessoas estudamos seis processos de administração de recursos humanos; processos de agregar pessoas,

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade Versão: 07 Folha: 1 de 6 Processo: Recrutamento & Seleção, Movimentação e Treinamento de Pessoal Alterar logomarca 1. OBJETIVO: Identificar as competências necessárias para as funções que compõe a grade

Leia mais

Quanto ao discurso dos gestores de Sustentabilidade e de Recursos Humanos, estes demonstraram um alinhamento parcial, com visões similares,

Quanto ao discurso dos gestores de Sustentabilidade e de Recursos Humanos, estes demonstraram um alinhamento parcial, com visões similares, 5 Conclusões Considerando os objetivos principais desta pesquisa de identificar as competências necessárias do Grupo EBX para a Sustentabilidade, é possível condensar algumas conclusões. 1- As competências

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação Diretoria de Extensão e Políticas de Inclusão

Leia mais

Recrutamento e Seleção de Pessoal. 1ª aula Profa Giselle Pavanelli. Como estudar e obter nota para aprovação? Quem é a professora responsável?

Recrutamento e Seleção de Pessoal. 1ª aula Profa Giselle Pavanelli. Como estudar e obter nota para aprovação? Quem é a professora responsável? Recrutamento e Seleção de Pessoal 1ª aula Profa Giselle Pavanelli Responda as questões que orientam o sucesso na disciplina via web Quem é a professora responsável? Qual o objetivo da disciplina? Como

Leia mais

Balanço Social 2007. 1 - Apresentação. 1.1 Carta do Diretor Executivo. Índice. 1 - Apresentação. 2 - Empresa. 3 - Qualidade.

Balanço Social 2007. 1 - Apresentação. 1.1 Carta do Diretor Executivo. Índice. 1 - Apresentação. 2 - Empresa. 3 - Qualidade. 1 - Apresentação Balanço Social Índice 1 - Apresentação 1.1 Carta do Diretor Executivo 1.2 Perfil do Empreendimento 1.3 Nossos Produtos e Serviços 1.4 Abrangência de Atuação 1.5 Setores de Atuação 2 -

Leia mais

ANÁLISE DAS MELHORIAS OCORRIDAS COM A IMPLANTAÇÃO DO SETOR DE GESTÃO DE PESSOAS NA NOVA ONDA EM ARACATI CE

ANÁLISE DAS MELHORIAS OCORRIDAS COM A IMPLANTAÇÃO DO SETOR DE GESTÃO DE PESSOAS NA NOVA ONDA EM ARACATI CE ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ANÁLISE DAS MELHORIAS OCORRIDAS COM A IMPLANTAÇÃO DO SETOR DE GESTÃO DE PESSOAS NA NOVA ONDA EM ARACATI

Leia mais

Gestão em Sistemas de Saúde

Gestão em Sistemas de Saúde INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão em Sistemas de Saúde Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia XX/XX/2013 Pró diretoria de

Leia mais

Manual dos processos de abertura de vaga, recrutamento e seleção e admissão

Manual dos processos de abertura de vaga, recrutamento e seleção e admissão T Manual dos processos de abertura de vaga, recrutamento e seleção e admissão Processos e Conformidade Janeiro/2015 Rev. 0 3/16/2015 1 SUMÁRIO 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA...3 3. DESENHO (Abertura de

Leia mais

Manual Básico do Estagiário Modalidades: Obrigatório e Não obrigatório Lei Federal nº. 11.788/2008 Lei Municipal nº. 10.724/2009

Manual Básico do Estagiário Modalidades: Obrigatório e Não obrigatório Lei Federal nº. 11.788/2008 Lei Municipal nº. 10.724/2009 PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERABA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO CENTRAL DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS PROGRAMA DE ESTÁGIO Manual Básico do Estagiário Modalidades: Obrigatório e Não obrigatório

Leia mais

O IMPACTO DA ROTAVIDADE DAS ORGANIZAÇÕES NA SOCIEDADE

O IMPACTO DA ROTAVIDADE DAS ORGANIZAÇÕES NA SOCIEDADE O IMPACTO DA ROTAVIDADE DAS ORGANIZAÇÕES NA SOCIEDADE RESUMO: Esse trabalho objetiva analisar os problemas resultantes da rotatividade das Organizações como forma de responsabilidade social corporativa.

Leia mais

Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso

Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso III Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí II Jornada Científica 9 a 23 de Outubro de 200 Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso Sablina

Leia mais

REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL 1 OBJETIVO Definir as premissas para captação, seleção e contratação de recursos humanos, objetivando suprir as demandas das vagas previstas no Instituto Sócrates Guanaes ISG, incluídas aquelas oriundas

Leia mais

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto

Edital PROEX/IFRS nº 021/2015. Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto Edital PROEX/IFRS nº 021/2015 Seleção de tutores para atuarem no curso Bota pra fazer crie seu negócio de alto impacto A Pró-reitora de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do

Leia mais

Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira

Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira Como escolher a pós-graduação que vai turbinar a sua carreira Dicas fundamentais para você decidir pelo curso ideal para a sua qualificação profissional 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> A importância da

Leia mais

Material de propriedade exclusiva de Seteco Serviços Técnicos Contábeis SS.

Material de propriedade exclusiva de Seteco Serviços Técnicos Contábeis SS. Material de propriedade exclusiva de Seteco Serviços Técnicos Contábeis SS. Toda informação nele contida é confidencial, portanto fica expressamente proibida qualquer reprodução, cópia ou divulgação por

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Gino Rezaghi Código: 191 Município: Cajamar Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação: AUXILIAR

Leia mais

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas

11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas Apresentação 11ª Mostra Nacional de Trabalhos de Qualidade do Judiciário Gestão de Pessoas Identificação do órgão: Supremo Tribunal Federal Unidade: Secretaria de Recursos Humanos / Coordenadoria de Desenvolvimento

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS. CESPE Prof. Marcelo Camacho

GESTÃO DE PESSOAS. CESPE Prof. Marcelo Camacho GESTÃO DE PESSOAS CESPE Prof. Marcelo Camacho PROGRAMAÇÃO DAS AULAS PROGRAMAÇÃO DAS AULAS OBJETIVOS, DESAFIOS E CARACTERÍSTICAS DA GESTÃO DE PESSOAS Segundo Chiavenato as práticas e políticas de Gestão

Leia mais

Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas. Professora: Sonia Regina Campos

Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas. Professora: Sonia Regina Campos Módulo: Seleção e Dinâmicas de Grupo Aula 1 Técnicas de Recrutamento e Seleção de Pessoas Professora: Sonia Regina Campos Recrutamento Pontos Importantes que Antecedem R&S Planejamento junto às competências

Leia mais

Sistema Gestão de Gente

Sistema Gestão de Gente Sistema Gestão de Gente Uma organização moderna requer ferramentas de gestão modernas, que incorpore as melhores práticas de mercado em gestão de recursos humanos, que seja fácil de usar e que permita

Leia mais

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br. Administrativo APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo)

OURO MODERNO www.ouromoderno.com.br. Administrativo APOSTILA DE EXEMPLO. (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) Administrativo APOSTILA DE EXEMPLO (Esta é só uma reprodução parcial do conteúdo) 1 Índice AULA 1: RECRUTAMENTO E SELEÇÃO - I... 3 INTRODUÇÃO... 3 RECRUTAMENTO... 5 FONTES DE RECRUTAMENTO... 6 SELEÇÃO...

Leia mais

Esta política define:

Esta política define: Esta política define: OBJETIVO ABRANGÊNCIA DEFINIÇÕES SOLICITAÇÃO DE CONTRATAÇÃO E APROVAÇÕES RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE RECURSOS HUMANOS ADMISSÃO SALÁRIO ADMISSIONAL INTEGRAÇÃO OBJETIVO Definir uma política

Leia mais

SUBSISTEMAS DA GESTÃO DE

SUBSISTEMAS DA GESTÃO DE FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROJETO INTEGRADOR SUBSISTEMAS DA GESTÃO DE PESSOAS - MÓDULO II - GESTÃO DE PESSOAS DANIEL BOFF BORGES GOIÂNIA - NOVEMBRO 2015 Sumário

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE ADMISSÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO SISTÊMICA

Leia mais

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

EMENTA CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-ALVO: Os Cursos Técnicos são destinados a todos que estão cursando o 2º ano ou já completaram o Ensino Médio e que desejam aprender uma profissão, entrar no mercado de trabalho ou buscar uma melhor

Leia mais

O PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE UMA EMPRESA DO RAMO DE SILVICULTURA

O PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE UMA EMPRESA DO RAMO DE SILVICULTURA O PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE UMA EMPRESA DO RAMO DE SILVICULTURA Flávia Regina Graciano; Lucimara Araújo; Priscila Siqueira Campos; Sabrina Eduarda Mendes Magalhães; Tathiane Mendes Barbosa;

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS: ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA

GESTÃO DE PESSOAS: ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA GESTÃO DE PESSOAS: ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO BANCÁRIA FREITAS, Karen Medeiros 1 ; SCHLABITZ, Odette Ottila Brenner²; JUNGES, Vanessa de Campos 3 Palavras-Chave: Gestão de Pessoas. Recrutamento.

Leia mais

A VISÃO DOS TUTORES NA EAD DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS - uma sugestão de formação corporativa ao serviço público

A VISÃO DOS TUTORES NA EAD DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS - uma sugestão de formação corporativa ao serviço público 1 A VISÃO DOS TUTORES NA EAD DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS - uma sugestão de formação corporativa ao serviço público Goiânia GO abril/2015 Dayse Mysmar Tavares Rodrigues TJGO dmysmar@hotmail.com

Leia mais

A importância da comunicação dos setores com o RH para um processo de Recrutamento e Seleção eficaz.

A importância da comunicação dos setores com o RH para um processo de Recrutamento e Seleção eficaz. A importância da comunicação dos setores com o RH para um processo de Recrutamento e Seleção eficaz. Resumo Juliana MERNICK ¹ Adriana STRAUBE ² Recrutamento e Seleção são fatores de extrema importância

Leia mais

RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF.

RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF. RECONHECIMENTO, OPORTUNIDADES E AUTONOMIA COMO FATOR MOTIVACIONAL. UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA MARF. Danilo Domingos Gonzales Simão 1 Fábio Augusto Martins Pereira 2 Gisele Maciel de Lima 3 Jaqueline

Leia mais

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 1. INTRODUÇÃO Gilson da Silva Cardoso Antonio Carlos Francisco Luciano Scandelari O mundo está experimentando

Leia mais

DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO

DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO DESEMPENHO 1 INTRODUÇÃO Esta pesquisa tem como objetivo abordar o tema voltado para a avaliação do desempenho humano com os seguintes modelos: escalas gráficas, escolha forçada, pesquisa de campo, métodos

Leia mais

Gestão de recursos humanos na empresa terceirizada no ramo da construção civil

Gestão de recursos humanos na empresa terceirizada no ramo da construção civil Revista Formadores: Vivências e Estudos, Cachoeira-BA, v. 6, n. 1, p. 103-113, Nov. 2013 Gestão de recursos humanos na empresa terceirizada no ramo da construção civil ADRIANA CRISTINA LOPES DA FONSECA,

Leia mais

MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO

MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO MOTIVAÇÃO: A MOLA PROPULSORA DA GESTÃO DE PESSOAS RESUMO Considerando que o ser humano é formado por características de personalidade únicas e complexas, o seu comportamento no trabalho e em outros lugares,

Leia mais

Manual de Recursos Humanos

Manual de Recursos Humanos Manual de Recursos Humanos 1º Edição 01/2016 SUMÁRIO INTRODUÇÃO CAPÍTULO I - RECRUTAMENTO E SELEÇÃO CAPÍTULO II - TREINAMENTO & DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO III CARGOS & SALÁRIOS CAPÍTULO IV BENEFÍCIOS CAPÍTULO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE RIO POMBA-MG CONSELHO DIRETOR

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE RIO POMBA-MG CONSELHO DIRETOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE RIO POMBA-MG Em defesa da Agroecologia CONSELHO DIRETOR CONSELHO DIRETOR DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

Training Course. DESTINATÁRIOS Este curso destina-se a todos os colaboradores Gestores e Profissionais de Recursos humanos.

Training Course. DESTINATÁRIOS Este curso destina-se a todos os colaboradores Gestores e Profissionais de Recursos humanos. MBA GESTÃO POR COMPETÊNCIAS DESCRIÇÃO O desafio maior do gestor de recursos humanos numa economia de grande competitividade é atrair, reter ou capacitar os seus recursos humanos para um desempenho de alto

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS

INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS Este material tem o objetivo de fornecer aos comitês regionais e setoriais do PGQP, e a seus franqueados, informações atualizadas sobre o SAG e orientações para a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS ESTUDANTIS PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTA DE EXTENSÃO EDITAL/UFU/PROEX/ N 48/2014 A Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Uberlândia, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ATUAÇÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS

RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ATUAÇÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS Centro de Educação Superior Barnabita CESB 1 RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ATUAÇÃO ESTRATÉGICA DOS RECURSOS HUMANOS Clara de Oliveira Durães 1 Profª. Pollyanna

Leia mais

Sistema RH1000. Gestão de Pessoas por Competências. Foco em Resultados. Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987. Atualizado em 01Set2015 1

Sistema RH1000. Gestão de Pessoas por Competências. Foco em Resultados. Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987. Atualizado em 01Set2015 1 Sistema RH1000 Gestão de Pessoas por Competências Foco em Resultados Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987 Atualizado em 01Set2015 1 Implantação do RH de Resultados (RHR ) Solução Completa Metodologia

Leia mais

Treinamento. Roteiro da Teleaula. Roteiro da Teleaula. Gestão de RH. Prof: Roberto Huck

Treinamento. Roteiro da Teleaula. Roteiro da Teleaula. Gestão de RH. Prof: Roberto Huck Gestão de RH Prof: Roberto Huck Treinamento Roteiro da Teleaula 1. Cenário atual; 2. Conceito de Treinamento e Desenvolvimento; 3. Desenvolvimento de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional; 4. Mútuo

Leia mais

It Introdução. Isto explica porque a área de pessoal é constituída de técnicas altamente flexíveis e adaptáveis.

It Introdução. Isto explica porque a área de pessoal é constituída de técnicas altamente flexíveis e adaptáveis. Indicadores d e Parâmetros de Gestão de Pessoas Prof. Po.D.Dja Dr. Djair Picchiai Pcc 08/2008 It Introdução Aá área de recursos humanos objetiva conquistar e manter na organização, profissionais trabalhando

Leia mais

GESTÃO DO DESEMPENHO EM GESTÃO DE PESSOAS NA ESFERA PÚBLICA

GESTÃO DO DESEMPENHO EM GESTÃO DE PESSOAS NA ESFERA PÚBLICA GESTÃO DO DESEMPENHO EM GESTÃO DE PESSOAS NA ESFERA PÚBLICA SONIA RIOS Economista / Administradora de Empresas Gestão Privada e Pública / Psicóloga Consultora Empresarial Especialista em Gestão Estratégica

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA ONLINE DE SERVIDORES PÚBLICOS: AGREGANDO VALORES ESSENCIAIS NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO

FORMAÇÃO CONTINUADA ONLINE DE SERVIDORES PÚBLICOS: AGREGANDO VALORES ESSENCIAIS NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO FORMAÇÃO CONTINUADA ONLINE DE SERVIDORES PÚBLICOS: AGREGANDO VALORES ESSENCIAIS NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO Rio de Janeiro, RJ, maio 2014 Laurinda Maia Lopes Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência

Leia mais

O PAPEL DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: um estudo de caso sobre o curso técnico em administração de cruzeiro

O PAPEL DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: um estudo de caso sobre o curso técnico em administração de cruzeiro O PAPEL DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: um estudo de caso sobre o curso técnico em administração de cruzeiro Geraldo José Lombardi de Souza, Paulo César Ribeiro Quintairos, Jorge

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 5. Contextualização. Captação de Pessoas. Captação de pessoas: recrutamento e seleção

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 5. Contextualização. Captação de Pessoas. Captação de pessoas: recrutamento e seleção Gestão de Recursos Humanos Aula 5 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Captação de pessoas: recrutamento e seleção Empregabilidade Estratégias de recrutamento e seleção Processos de orientação

Leia mais