Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria da Administração do Estado da Bahia"

Transcrição

1 ELABORAÇÃO REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA TORÁCICA OUT/2008

2 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO MANOEL VITÓRIO DA SILVA FILHO REALIZAÇÃO COORDENADOR GERAL SONIA MAGNÓLIA LEMOS DE CARVALHO COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE SAÚDE COORDENAÇÃO CRISTIANE MÁRCIA VELOSO DE CARVALHO LOPES COORDENAÇÃO MÉDICA COORDENAÇÃO Dr. REYNALDO ROCHA NASCIMENTO JÚNIOR Dr. MARCOS SILVA ARAÚJO Auditor Médico Dra. LÍVIA NERY FRANCO GUERREIRO COSTA Auditora Médica Dr. SANDRO JOSÉ MARTINS MÉDICO ONCOLOGISTA ASSESSORIA TÉCNICA IVA CAJADO NASCIMENTO BRITTO ADMINISTRADORA HOSPITALAR BAHIA Secretaria da Administração Nome do Documento. 1ª ed. Salvador: SAEB/CGPS, p. 1. ELABORAÇÃO DE REFERENCIAL EM CIRURGIA TORÁCICA.

3 Índice 1. APRESENTAÇÃO OBJETIVO JUSTIFICATIVA MATERIAL MÉTODO CRITÉRIOS DE ACESSO CRITÉRIOS DE HABILITAÇÃO DOS PRESTADORES CRITÉRIOS TÉCNICOS DE INDICAÇÃO DO PROCEDIMENTO CONTROLE E AUDITORIA COMPOSIÇÃO DO REFERENCIAL SIMPATECTOMIA TORÁCICA UNILATERAL SIMPATECTOMIA TORÁCICA BILATERAL LOBECTOMIA RADICAL LOBECTOMIA STANDART PNEUMECTOMIA RADICAL PNEUMECTOMIA STANDART SECMENTECTOMIA PULMONAR RESSECÇÃO DE TUMOR EM MEDIASTINO PLEURODESE PLEUROSCOPIA PLEURODESE COM PLEUROSCOPIA TORACOSTOMIA COM DRENAGEM TRAQUEOSTOMIA BIÓPSIA PERCUTÂNEA DE PLEURA POR AGULHA TRAQUEOPLASTIA TORACECTOMIA BRONCOSCOPIA COM OU SEM LAVADO BRÔNQUICO BILATERAL BRONCOSCOPIA COM BIOPSIA TRANSBRÔNQUICA BRONCOSCOPIA EM CRIANÇA (CORPO ESTRANHO/BIOPSIA E LAVADO) ITENS DE INCLUSÃO E EXCLUSÃO INTERCORRÊNCIAS ANEXOS I... 47

4 REFERENCIAL EM CIRURGIA TORÁCICA 1. APRESENTAÇÃO A cirurgia torácica é comumente confundida com a cirurgia cardiotorácica, que é o ramo da cirurgia que trata os problemas do coração. Diferentemente disso, a cirurgia torácica trata todos os problemas no tórax que não sejam referentes ao coração. A cirurgia torácica trata problemas em órgãos como pulmões, traquéia, esôfago, diafragma e parede torácica, tais como neoplasias de pulmão, mediastino ou outras tumorações torácicas, onde seja necessária abordagem não só para biopsia diagnóstica, mas também para ressecção terapêutica, quando indicado (lembrar que cerca de 28% das mortes por câncer são causadas pelo câncer de pulmão). Outras patologias comumente tratadas são traumas torácicos (por essa razão, um cirurgião torácico é essencial em qualquer hospital ou pronto socorro), doenças pleurais, enfisema, câncer do esôfago e transplante de pulmão. 2. OBJETIVO Evoluir para confecção de um conjunto de procedimentos na formatação de REFERENCIAL (pacotes). 3. JUSTIFICATIVAS São incontestes as vantagens da formatação de remuneração dos internamentos e procedimentos médicos sob a forma de valor referencial, pois: Dá previsibilidade orçamentária. Partilha os riscos e compromete os envolvidos no processo. Estimula a racionalização dos custos na saúde. Evita glosas e divergências entre operadoras, prestadores e médicos. Otimiza e agiliza os processos de autorização, faturamento e cobrança. Dá isonomia e equidade na remuneração destes procedimentos. Corrige o modelo atual de remuneração, remunerando justamente o honorário médico e os serviços hospitalares, tirando o foco dos materiais e medicamentos. 4. MATERIAL Banco de dados do TOP SAÚDE; Amostra randomizada de contas hospitalares faturadas contra o Planserv, envolvendo estes procedimentos e propostas de prestadores; Tabela CBHPM CFM; Pesquisa de preços: Cotação, banco de preço do MS, informações externas; 4

5 Tabelas de precificação de diárias e taxas apresentadas pelos prestadores Planserv, sob solicitação; Gabarito de insumos por procedimento. Tabela hospitalar sintética Planserv 5. MÉTODO Utilizamos a metodologia padrão do projeto REFERENCIAL que segmenta o pacote por componentes da conta hospitalar: Diárias: Composta por Diárias Agregadas ou Sintéticas, que resume a cobrança do conjunto de serviços e estrutura da hotelaria e da assistência. A quantidade de diárias e unidades de acomodação (intensiva e não intensiva) foi determinada em consenso com representante da classe de cirurgiões de tórax e validada pela média de utilização do Planserv. Honorários Médicos: CBHPM. Os códigos de cada procedimento foram definidos com representante da classe. OBSº Cada procedimento tem dois formatos de apresentação de Valor Referencial, sendo um com honorários de anestesiologia incluso dentro do pacote, e outro com honorário de anestesiologia excluso ao pacote. Neste último, o honorário do anestesiologista deverá ser cobrado pela cooperativa que o representa, porém com os mesmos valores do anterior. Os honorários não modificam em relação ao plano do beneficiário ou unidade de acomodação. Nos procedimentos em que houver necessidade da realização de drenagem torácica, a instalação e retirada do dreno já estão contemplados no item honorários médicos. Materiais e Medicamentos Básicos: Utilizamos um gabarito de insumos por procedimento e média / mediana histórica das contas apresentadas, com preço real de compra com taxa de comercialização ou Tabela Planserv de Medicamentos e Materiais com deságio. Taxas: Utilizamos a tabela sintética PLANSERV com base nas médias dos valores da classes A e B da classificação hospitalar. Gases: Pela tabela sintética PLANSERV os gases estão contemplados dentro das taxas. SADT: Estão contemplados serviços de apoio diagnóstico (exames) e tratamento relacionados ao procedimentos em tela e necessários aos mesmos. No valor do SADT ainda esta incluída assistência de fisioterapia durante todo o internamento em UTI e/ou unidade aberta. Não estão inclusos no valor referencial exames de tomografia, ressonância e anátomo-patológico. OPME: Definido com representantes da Sociedade de Cirurgia Torácica e da Cooperativa dos Cirurgiões de Tórax do Estado da Bahia, e precificado com base na Tabela Planserv de Medicamentos e Materiais com deságio ou preço de compra real com taxa de comercialização. 5

6 6. CRITÉRIOS DE ACESSO O acesso aos beneficiários deve ser assegurado tão somente pelos prestadores que assinarem o acordo de valor referencial; A lista de prestadores que assinarem o acordo será publicada em canais de comunicação definidos pelo Planserv; Os prestadores que assinarem o acordo não poderão se negar a realizar os procedimentos; Prestadores que não assinarem o acordo não poderão realizar estes procedimentos. 7. CRITÉRIOS DE HABILITAÇÃO DOS PRESTADORES Estarão habilitados a prestar estes serviços os prestadores que atenderem as seguintes exigências: Alvará da Vigilância Sanitária atualizado. Habilitação técnica e estrutural para Realização de Procedimentos em Cirurgia Torácica. Assinar acordo do valor referencial. Comprovar titulação da equipe assistente. 8. CRITÉRIOS TÉCNICOS DE INDICAÇÃO DO PROCEDIMENTO Estão no anexo I as indicações para os procedimentos dos valores referenciais publicados, que foram definidos por especialistas em cirurgia torácica, baseados em diretrizes de sua especialidade. 9. CONTROLE E AUDITORIA O Planserv poderá realizar mecanismos de controle técnicos e administrativos através das seguintes ferramentas: As contas referentes ao pacote não poderão ser cobradas em conjunto com outro período da internação. O Planserv poderá realizar pré-auditoria e pós-auditoria médica. Contato e perícia em beneficiário antes e/ou após os procedimentos. 10. COMPOSIÇÃO DOS ES REFERENCIAIS 10.1 SIMPATECTOMIA TORÁCICA UNILATERAL Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 165,40 6

7 a. O pacote contemplará 01 diária de unidade aberta (enfermaria ou apartamento). b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante). c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor Total (01 diária unidade aberta) 165,40 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 742,56 Porte 9B R$ 476,00 Nº Auxiliares 01 R$ 142,80 Valor total (+20%) R$ 742,56 a. A banda escolhida para remuneração foi banda + 20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado é ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos, e tiveram como lógica de remuneração, a CBHPM com banda + 20%: Porte 05 CBHPM 7C Valor de R$ 408,00. TAXAS: R$ 704,04 Baseada na tabela sintética PLANSERV contempla: Taxa de sala cirúrgica porte 5 e taxa de vídeo toracoscopia e demais taxas relacionadas e necessárias ao procedimento. MEDICAMENTOS: R$ 256,65 MATERIAIS: R$ 175,24 SADT: R$ 93,46 7

8 Utilizamos à mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados Radiografia de tórax, exames laboratoriais e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e demais serviços de apoio ao diagnóstico e tratamento SADT, relacionados e necessários ao procedimento. OPME: R$ 14,60 Foram incluídos apenas o dreno de tórax proporcionalizado para 10% dos procedimentos cirúrgicos. Precificado conforme preço real de compra com taxa de comercialização. COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE SIMPATECTOMIA TORÁCICA UNILATERAL Sem Honorários de Anestesiologista Código: Diárias 165,40 Taxas 704,04 SADT 93,46 Medicamentos 256,65 Materiais 175,24 OPME 14,60 Sub-Total (Parte Hospitalar) 1.409,39 Honorários Médicos 742,56 Total Geral 2.151, SIMPATECTOMIA TORÁCICA UNILATERAL Com Honorários de Anestesiologista. Código: Diárias 165,40 Taxas 704,04 SADT 93,46 Medicamentos 256,65 Materiais 175,24 OPME 14,60 Sub-Total (Parte Hospitalar) 1.409,39 Honorários Médicos 1.150,56 Total Geral 2.559,95 8

9 10.2 SIMPATECTOMIA TORÁCICA BILATERAL Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 165,40 a. O pacote contemplará 01 diária de unidade aberta (enfermaria ou apartamento). b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante). c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor Total (01 diária unidade aberta) 165,40 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.262,35 Porte 9B R$ 476,00 Nº. Auxiliares 01 R$ 142,80 Valor R$ 618,80 Bilateral acesso diferente (70%) R$ 433,16 Valor Total (+20%) R$ 1.262,35 a. A banda escolhida para remuneração foi banda +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado é ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos, e tiveram como lógica de remuneração, a CBHPM com banda +20%: Porte 05 CBHPM 7C + bilateralidade (70%) Valor de R$ 693,60. TAXAS: R$ 704,04 Baseada na tabela sintética PLANSERV contempla: Taxa de sala cirúrgica porte 5 e taxa de vídeo toracoscopia. 9

10 MEDICAMENTOS: R$ 270,50 MATERIAIS: R$ 210,49 SADT: R$ 93,46 Utilizamos à mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados Radiografia de tórax, exames laboratoriais e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria. OPME: R$ 14,60 Foi incluído apenas o dreno de tórax proporcionalizado para 10% dos procedimentos cirúrgicos. COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE SIMPATECTOMIA TORÁCICA BILATERAL Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 165,40 Taxas 704,04 SADT 93,46 Medicamentos 270,50 Materiais 210,49 OPME 14,60 Sub-Total (Parte Hospitalar) 1.458,49 Honorários Médicos 1.262,35 Total Geral 2.720, SIMPATECTOMIA TORÁCICA BILATERAL Com Honorário de Anestesiologista. Código: Diárias 165,40 Taxas 704,04 SADT 93,46 Medicamentos 270,50 Materiais 210,49 OPME 14,60 Sub-Total (Parte Hospitalar) 1.458,49 Honorários Médicos 1.955,95 Total Geral 3.414,44 10

11 10.3 LOBECTOMIA RADICAL Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.717,00 a. O pacote contemplará 05 diárias de unidades abertas (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI( A: B) 890,00 Valor Total (05 diárias de unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.717,00 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.915,20 i. Porte 11B + 10A (50%) R$ 1.064,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 532,00 iii. Valor (+20%) R$ 1.915,20 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e os códigos da tabela CBHPM 4ª edição contemplados são e (este último com mesmo acesso remunerado em 50%); b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos, e tiveram como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 06 e 04 CBHPM Valor total de R$ 549,60. TAXAS: R$ 872,06 Baseada na tabela sintética PLANSERV. Já contempla Taxa de sala cirúrgica porte 6 e honorário de plantonistas e diaristas da UTI. 11

12 MEDICAMENTOS: R$ 1.212,46 MATERIAIS: R$ 2.998,92 SADT: R$ 458,07 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados Radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em unidade aberta e 24 horas em UTI. OPME: R$ 3.407,96 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 - GRAMPEADOR LINEAR CORTANTE 75 OU CARGAS PARA O GRAMPEADOR LINEAR 75 OU TERCEIRA CARGA PARA O GRAMPEADOR LINEAR 75 OU 80 (Proporcionalizada para 10% CASOS) 01 - GRAMPEADOR LINEAR SISTEMAS DE DRENAGEM MEDIASTINAL 01 - CATETER DUPLO LUMEN 7F COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE LOBECTOMIA RADICAL Sem Honorário de Anestesiologista. Código: Diárias 1.717,00 Taxas 872,06 SADT 458,07 Medicamentos 1.212,46 Materiais 2.998,92 OPME 3.407,96 Sub-Total (Parte Hospitalar) ,47 Honorários Médicos 1.915,20 Total Geral ,67 12

13 LOBECTOMIA RADICAL Com Honorário de Anestesiologista. Código: Secretaria da Administração do Estado da Bahia Diárias 1.717,00 Taxas 872,06 SADT 458,07 Medicamentos 1.212,46 Materiais 2.998,92 OPME 3.407,96 Sub-Total (Parte Hospitalar) ,47 Honorários Médicos 2.464,80 Total Geral , LOBECTOMIA STANDART Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.717,00 a. O pacote contemplará 05 diárias de unidades abertas (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI( A: B) 890,00 Valor Total (05 diárias de unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.717,00 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.008,00 i. Porte 10A R$ 560,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 280,00 iii. Valor (+20%) R$ 1.008,00 13

14 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos e tiveram como lógica de remuneração a CBHPM com banda de +20%: Porte 06 Valor de R$ total 264,00. TAXAS: R$ 540,14 Baseada na tabela sintética PLANSERV. Já contempla Taxa de sala cirúrgica porte 6 e honorário de plantonistas e diaristas da UTI. MEDICAMENTOS: R$ 985,13 MATERIAIS: R$ 2.436,62 SADT: R$ 443,07 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e 24 horas em UTI. OPME: R$ 3.374,36 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 GRAMPEADOR LINEAR CORTANTE 75 OU CARGAS PARA O GRAMPEADOR LINEAR 75 OU TERCEIRA CARGA PARA O GRAMPEADOR LINEAR 75 OU 80 (Proporcionalizada para 10% CASOS) 01 GRAMPEADOR LINEAR SISTEMAS DE DRENAGEM MEDIASTINAL 01 - CATETER DUPLO LUMEN 7F 14

15 COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE LOBECTOMIA STANDART Sem Honorário de Anestesiologista. Código: Diárias 1.717,00 Taxas 540,14 SADT 443,07 Medicamentos 985,13 Materiais 2.436,62 OPME 3.374,36 Sub-Total (Parte Hospitalar) 9.496,32 Honorários Médicos 1.008,00 Total Geral , LOBECTOMIA RADICAL Com Honorário de Anestesiologista. Código: Diárias 1.717,00 Taxas 540,14 SADT 443,07 Medicamentos 985,13 Materiais 2.436,62 OPME 3.374,36 Sub-Total (Parte Hospitalar) 9.496,32 Honorários Médicos 1.272,00 Total Geral , PNEUMECTOMIA RADICAL Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.717,00 a. O pacote contemplará 05 diárias de unidades abertas (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); 15

16 c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI( A: B) 890,00 Valor Total (05 diárias de unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.717,00 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.915,20 i. Porte 11B + 10A (50%) R$ 1.064,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 532,00 iii. Valor (+20%) R$ 1.915,20 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e os códigos da tabela CBHPM 4ª edição contemplados são e (este último com mesmo acesso remunerado em 50%); b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos, e tiveram como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 05 e 06 CBHPM Valor total de R$693,60. TAXAS: R$ 872,06 Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla Taxa de sala cirúrgica porte 6 e honorários de plantonistas e diaristas da UTI. MEDICAMENTOS: R$ 1.060,90 MATERIAIS: R$ 2.624,05 SADT: R$ 458,07 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e 24 horas em UTI. 16

17 OPME: R$ 1.919,58 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 - GRAMPEADOR ROTICULATOR 30-4,8 AUTO SUTURE 01 - SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL 01 - CATETER DUPLO LUMEN 7F COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE PNEUMECTOMIA RADICAL Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 1.717,00 Taxas 872,06 SADT 458,07 Medicamentos 1.060,90 Materiais 2.624,05 OPME 1.919,58 Sub-Total (Parte Hospitalar) 8.651,66 Honorários Médicos 1.915,20 Total Geral , PNEUMECTOMIA RADICAL Com Honorários de Anestesiologista Código: Diárias 1.717,00 Taxas 872,06 SADT 458,07 Medicamentos 1.060,90 Materiais 2.624,05 OPME 1.919,58 Sub-Total (Parte Hospitalar) 8.651,66 Honorários Médicos 2.608,80 Total Geral ,46 17

18 10.6 PNEUMECTOMIA STANDART Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.717,00 a. O pacote contemplará 05 diárias de unidade aberta (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI( A: B) 890,00 Valor Total (05 diárias de unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.717,00 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.411,20 i. Porte 11B R$ 784,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 392,00 iii. Valor (+20%) R$ 1.411,20 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos e tiveram como lógica de remuneração a CBHPM com banda de +20%: Porte 05 CBHPM Valor total de R$408,00. 18

19 TAXAS: R$ 678,44 Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla taxa de sala cirúrgica porte 6 e honorários de plantonistas e diaristas da UTI. MEDICAMENTOS: R$ 985,13 MATERIAIS: R$ 2.436,62 SADT: R$ 443,07 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e 24 horas em UTI. OPME: R$ 1.919,58 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 - GRAMPEADOR ROTICULATOR 30-4,8 AUTO SUTURE 01 - SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL 01 - CATETER DUPLO LUMEN 7F COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE PNEUMECTOMIA STANDART Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 1.717,00 Taxas 678,44 SADT 443,07 Medicamentos 985,13 Materiais 2.436,62 OPME 1.919,58 Sub-Total (Parte Hospitalar) 8.179,84 Honorários Médicos 1.411,20 Total Geral 9.591,04 19

20 PNEUMECTOMIA STANDART Com Honorário de Anestesiologista Código: Secretaria da Administração do Estado da Bahia Diárias 1.717,00 Taxas 678,44 SADT 443,07 Medicamentos 985,13 Materiais 2.436,62 OPME 1.919,58 Sub-Total (Parte Hospitalar) 8.179,84 Honorários Médicos 1.819,20 Total Geral 9.999, SEGMENTECTOMIA PULMONAR Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.386,20 a. O pacote contemplará 03 diárias de unidades abertas (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI. b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial devem utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante). c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI( A: B) 890,00 Valor Total (03 diárias de unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.386,20 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 856,80 20

21 i. Porte 9B R$ 476,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 238,00 iii. Valor (+20%) R$ 856,80 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso os honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes são exatamente os mesmos, e tiveram como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 05 CBHPM Valor total de R$ 408,00. TAXAS: R$ 678,44 Baseada na tabela sintética PLANSERV já contempla taxa de sala cirúrgica porte 5 e honorários de plantonistas e diaristas da UTI. MEDICAMENTOS: R$ 706,33 MATERIAIS: R$ 1.348,55 SADT: R$ 443,07 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e 24 horas em UTI. OPME: R$ 3.046,30 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01- SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL 02 - CARGAS PARA ENDOGRAMPEADOR 45 (UMA JÁ INCLUSA NO ENDOGRAMPEADOR) 01- ENDOGRAMPEADOR CATETER DUPLO LUMEN 7F 21

22 COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE SEGMENTECTOMIA PULMONAR Sem Honorários de Anestesiologista Código: Diárias 1.386,20 Taxas 678,44 SADT 443,07 Medicamentos 706,33 Materiais 1.348,55 OPME 3.046,30 Sub-Total (Parte Hospitalar) 7.608,89 Honorários Médicos 856,80 Total Geral 8.465, SEGMENTECTOMIA PULMONAR Com Honorários de Anestesiologista Código: Diárias 1.386,20 Taxas 678,44 SADT 443,07 Medicamentos 706,33 Materiais 1.348,55 OPME 3.046,30 Sub-Total (Parte Hospitalar) 7.608,89 Honorários Médicos 1.264,80 Total Geral 8.873, RESSECÇÃO DE TUMOR EM MEDIASTINO Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.386,20 a. O pacote contemplará 03 diárias de unidade aberta (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); 22

23 c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI( A: B) 890,00 Valor Total (03 diárias de unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.386,20 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.411,20 i. Porte 11B R$ 784,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 392,00 iii. Valor (+20%) R$ 1.411,20 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e os códigos da tabela CBHPM 4ª edição contemplados são e (este último com mesmo acesso remunerado em 50%); b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 05 e 06 CBHPM Valor total de R$ 571,20. TAXAS: R$ 872,06 Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla taxa de sala cirúrgica porte 6 e honorário de plantonistas e diaristas da UTI. MEDICAMENTOS: R$ 962,15 MATERIAIS: R$ 2.382,95 SADT: R$ 458,07 23

24 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e 24 horas em UTI. OPME: R$ 371,76 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 - SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL 01 - CATETER DUPLO LUMEN 7F COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE RESSECÇÃO DE TUMOR EM MEDIASTINO Sem Honorário de Anestesiologista. Código: Diárias 1.386,20 Taxas 872,06 SADT 458,07 Medicamentos 962,15 Materiais 2.382,95 OPME 371,76 Sub-Total (Parte Hospitalar) 6.433,19 Honorários Médicos 1.411,20 Total Geral 7.844, RESSECÇÃO DE TUMOR EM MEDIASTINO Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 1.386,20 Taxas 872,06 SADT 458,07 Medicamentos 962,15 Materiais 2.382,95 OPME 371,76 Sub-Total (Parte Hospitalar) 6.433,19 Honorários Médicos 1.982,40 Total Geral 8.415,59 24

25 10.9 PLEURODESE Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 496,20 a. O pacote contemplará 03 diárias de unidade aberta (enfermaria ou apartamento); b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 Valor Total (03 diárias de unidade aberta) 496,20 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 436,80 i. Porte 7B R$ 280,00 ii. Nº Auxiliares 01 R$ 84,00 iii. Valor R$ 436,80 a. A banda escolhida para remuneração foi a banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi Pleurodese (qualquer técnica) ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 04 CBHPM Valor de R$ total 264,00. TAXAS: R$ 345,74 Baseada na tabela sintética PLANSERV. Já contempla Taxa de sala cirúrgica porte 4. MEDICAMENTOS: R$ 755,50 MATERIAIS: R$ 931,42 25

26 SADT: R$ 245,13 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria. OPME: R$ 161,18 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE PLEURODESE Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 496,20 Taxas 345,74 SADT 245,13 Medicamentos 755,50 Materiais 931,42 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 2.935,17 Honorários Médicos 436,80 Total Geral 3.371, PLEURODESE Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 496,20 Taxas 345,74 SADT 245,13 Medicamentos 755,50 Materiais 931,42 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 2.935,17 Honorários Médicos 700,80 Total Geral 3.635,97 26

27 10.10 PLEUROSCOPIA Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 496,20 a. O pacote contemplará 03 diárias de unidade aberta (enfermaria ou apartamento); b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 Valor Total (03 diárias de unidade aberta) 496,20 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 636,48 i. Porte 8C R$ 408,00 ii. Nº Auxiliares 01 R$ 122,40 iii. Valor (+20%) R$ 636,48 a. A banda escolhida para remuneração foi a banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi Pleuroscopia ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso os honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 03 CBHPM Valor de R$ total 177,60. TAXAS: R$ 466,96. Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla Taxa de sala cirúrgica porte 3 e taxa de vídeo. MEDICAMENTOS: R$ 695,50 27

28 MATERIAIS: R$ 931,42 SADT: R$ 245,13 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria. OPME: R$ 161,18 (Já com taxa de comercialização) Estão inclusos: 01 SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE PLEUROSCOPIA Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 496,20 Taxas 466,96 SADT 245,13 Medicamentos 695,50 Materiais 931,42 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 2.996,39 Honorários Médicos 636,48 Total Geral 3.632, PLEUROSCOPIA Honorário de Anestesiologista Incluso Código: Diárias 496,20 Taxas 466,96 SADT 245,13 Medicamentos 695,50 Materiais 931,42 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 2.996,39 Honorários Médicos 814,08 Total Geral 3.810,47 28

29 10.11 PLEURODESE COM PLEUROSCOPIA Secretaria da Administração do Estado da Bahia Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 496,20 a. O pacote contemplará 03 diárias de unidade aberta (enfermaria ou apartamento). b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante). c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 Valor Total (03 diárias unidade aberta) 496,20 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 854,88 i. Porte 8C + 7B (50%) R$ 548,00 ii. Nº Auxiliares 01 R$ 164,40 iii. Valor (+20%) R$ 854,88 a. A banda escolhida para remuneração foi a banda de +20% e os códigos da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foram Pleurodese Pleuroscopia ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla os honorários de anestesiologia. Neste caso os honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 03 e 04 (50%) CBHPM Valor de R$ total 309,60. TAXAS: R$ 565,74. Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla taxa de sala cirúrgica porte 4 e taxa de vídeo. MEDICAMENTOS: R$ 695,50 29

30 MATERIAIS: R$ 991,42 SADT: R$ 245,13 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria. OPME: R$ 161,18 Está incluso com taxa de comercialização: 01 SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE PLEURODESE COM PLEUROSCOPIA Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 496,20 Taxas 565,74 SADT 245,13 Medicamentos 695,50 Materiais 991,42 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 3.155,17 Honorários Médicos 854,88 Total Geral 4.010, PLEURODESE POR PLEUROSCOPIA Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 496,20 Taxas 565,74 SADT 245,13 Medicamentos 695,50 Materiais 991,42 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 3.155,17 Honorários Médicos 1.164,48 Total Geral 4.319,65 30

31 10.12 TORACOSTOMIA COM DRENAGEM Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Por se tratar de um procedimento realizado em pacientes internados, este pacote não contemplará diária. Os valores descritos a seguir contemplam o conjunto de serviços, estruturas, honorários e insumos relacionados ao procedimento. O conjunto de serviços e produtos não relacionados ao procedimento devera ser cobrado normalmente em modelo de conta aberta, conforme tabelas atualmente praticadas entre o prestador e o Planserv. Assim o prestador deverá emitir a fatura em modelo de conta aberta dos serviços e insumos relacionados a internação e acrescentar a esta fatura o valor integral do pacote. HONORÁRIO MÉDICO: R$ 343,20 i. Porte 6B R$ 220,00 ii. Nº Auxiliares 01 R$ 66,00 iii. Valor (+20%) R$ 343,20 a. A banda escolhida para remuneração foi a banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi ; b. Os honorários de anestesiologia estão contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla o honorário de anestesiologia. Neste caso estes honorário poderá ser cobrado em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 03 CBHPM Valor de R$ total 177,60. TAXAS: R$ 246,96. Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla taxa de sala cirúrgica porte 3. MEDICAMENTOS: R$ 115,90 MATERIAIS: R$ 107,76 SADT: Não há utilização de SADT neste procedimento. OPME: R$ 161,18 (Já incluso taxa de comercialização): 31

32 01 SISTEMA DE DRENAGEM MEDIASTINAL OS MATERIAIS ABAIXO SÃO DE USO EVENTUAL E PODERÃO SER COBRADOS SOB JUSTIFICATIVA MÉDICA A PARTE: (SEUS ES NÃO ESTÃO INCLUSOS) CATETER PLEURAL 01 - VALVULA HEMINLICHE COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE Toracostomia com drenagem Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias - Taxas 246,96 SADT - Medicamentos 115,90 Materiais 107,76 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 631,80 Honorários Médicos 343,20 Total Geral 975, Toracostomia com drenagem Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias - Taxas 246,96 SADT - Medicamentos 115,90 Materiais 107,76 OPME 161,18 Sub-Total (Parte Hospitalar) 631,80 Honorários Médicos 520,80 Total Geral 1.152, TRAQUEOSTOMIA CIRÚRGICA OBS: O PLANSERV NÃO FAZ COBERTURA DO KIT DE TRAQUEOSTOMIA PERCUTÂNEA. Código: Sem Honorário de Anestesiologista; 32

33 Código: Com Honorário de Anestesiologista. Secretaria da Administração do Estado da Bahia DIÁRIAS: Por se tratar de um procedimento realizado em pacientes internados, este pacote não contemplará diária. Os valores descritos a seguir contemplam o conjunto de serviços, estruturas, honorários e insumos relacionados ao procedimento. O conjunto de serviços e produtos não relacionados ao procedimento devera ser cobrado normalmente em modelo de conta aberta, conforme tabelas atualmente praticadas entre o prestador e o Planserv. Assim o prestador deverá emitir a fatura em modelo de conta aberta dos serviços e insumos relacionados a internação e acrescentar a esta fatura o valor integral do pacote. HONORÁRIO MÉDICO: R$ 205,92 i. Porte 4B R$ 132,00 ii. Nº Auxiliares 01 R$ 39,60 iii. Valor (+20%) R$ 205,92 a. A banda escolhida para remuneração foi a banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi ; b. O honorário de anestesiologia está contemplado dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla o honorário de anestesiologia. Neste caso este honorário poderá ser cobrado em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração a CBHPM com banda de +20%: Porte 02 CBHPM Valor de R$ total 120,00. TAXAS: R$ 100,00 Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla taxa de sala cirúrgica de pequenos procedimentos. MEDICAMENTOS: R$ 66,14 MATERIAIS: R$ 139,56 Já incluso cânula de traqueostomia descartável com balão. SADT: Não há utilização de SADT neste procedimento. 33

34 COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE Traqueostomia Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias - Taxas 100,00 SADT - Medicamentos 66,14 Materiais 139,56 OPME - Sub-Total (Parte Hospitalar) 305,70 Honorários Médicos 205,92 Total Geral 511, Traqueostomia Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias - Taxas 100,00 SADT - Medicamentos 66,14 Materiais 139,56 OPME - Sub-Total (Parte Hospitalar) 305,70 Honorários Médicos 325,92 Total Geral 631, BIÓPSIA PERCUTÂNEA DE PLEURA POR AGULHA Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Por se tratar de um procedimento realizado em pacientes internados, este pacote não contemplará diária. Os valores descritos a seguir contemplam o conjunto de serviços, estruturas, honorários e insumos relacionados ao procedimento. O conjunto de serviços e produtos não relacionados ao procedimento devera ser cobrado normalmente em modelo de conta aberta, conforme tabelas atualmente praticadas entre o prestador e o Planserv. Assim o prestador deverá emitir a fatura em modelo de conta aberta dos serviços e insumos relacionados a internação e acrescentar a esta fatura o valor integral do pacote.. 34

35 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 120,00 i. Porte 3C R$ 100,00 ii. Nº Auxiliares Não R$ 0,00 iii. Valor (+20%) R$ 120,00 a. A banda escolhida para remuneração foi a banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado foi ; b. O honorário de anestesiologia está contemplados dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla o honorário de anestesiologia. Neste caso estes honorários poderão ser cobrados em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração, a CBHPM com banda de +20%: Porte 01 CBHPM Valor de R$ total 82,80. TAXAS: R$ 100,00 Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla taxa de sala cirúrgica de pequenos procedimentos. MEDICAMENTOS: R$ 50,62 Inclui todos os medicamentos utilizados durante o procedimento. MATERIAIS: R$ 24,28 Inclui todos os materiais utilizados durante o procedimento. SADT: Não há utilização de SADT neste procedimento. 35

36 COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE Biopsia percutânea de pleura por agulha Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias - Taxas 100,00 SADT - Medicamentos 50,62 Materiais 24,28 OPME - Sub-Total (Parte Hospitalar) 174,90 Honorários Médicos 120,00 Total Geral 294, Biopsia percutânea de pleura por agulha Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias - Taxas 100,00 SADT - Medicamentos 50,62 Materiais 24,28 OPME - Sub-Total (Parte Hospitalar) 174,90 Honorários Médicos 202,80 Total Geral 377, TRAQUEOPLASTIA Código: Sem Honorário de Anestesiologista; Código: Com Honorário de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.717,00 a. O pacote contemplará 05 diárias de unidades abertas (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); 36

37 c. Consideramos os seguintes valores básicos das diárias NA TABELA SINTÉTICA PLANSERV Hospitais de+ porte A e B, realizando uma média das duas classes: DIÁRIA Classe A Classe B Utilização Enfermaria 160,00 155,00 90% Apartamento 240,00 233,00 10% Unidade Aberta Composta 168,00 162,80 100% Valor médio da unidade aberta composta (A: B) 165,40 UTI 940,00 840,00 Valor médio da UTI (A: B) 890,00 Valor Total (05 diárias unidade aberta + 01 diária de UTI) 1.717,00 HONORÁRIO MÉDICO: R$ 1.548,00 i. Porte 11C R$ 860,00 ii. Nº Auxiliares 02 R$ 430,00 iii. Valor (+20%) R$ 1.548,00 a. A banda escolhida para remuneração foi banda de +20% e o código da tabela CBHPM 4ª edição contemplado oi Traqueoplatia (qualquer via) ; b. O honorário de anestesiologia está contemplado dentro do valor referencial código A responsabilidade da cobrança e repasse ao profissional, será toda do prestador de saúde; c. O Valor referencial código não contempla o honorário de anestesiologia. Neste caso este honorário poderá ser cobrado em separado pelas cooperativas de anestesiologia já credenciadas ao Planserv; d. O valor do honorário de anestesiologia em ambos os pacotes é exatamente o mesmo, e teve como lógica de remuneração a CBHPM com banda de +20%: Porte 05 CBHPM Valor total de R$ 408,00. TAXAS: R$ 670,34 Baseada na tabela sintética PLANSERV, já contempla Taxa de sala cirúrgica porte 5 e honorários de plantonistas e diaristas da UTI. MEDICAMENTOS: R$ 2.193,75 MATERIAIS: R$ 1.806,75 SADT: R$ 465,13 Utilizamos a mesma metodologia de média histórica. Estão contemplados radiografia de tórax, exames laboratoriais e hemogasometria e assistência de fisioterapia 12h em enfermaria e 24 horas em UTI. OPME: R$ 67,20 (Já com taxa de comercialização) Está incluso: 01 TUBO EM T (PROPORCIONALIZADO PARA 20% DOS CASOS) 37

38 COMPOSIÇÃO FINAL DO PACOTE TRAQUEOPLASTIA (QUALQUER VIA) Sem Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 1.717,00 Taxas 670,34 SADT 465,13 Medicamentos 2.193,75 Materiais 1.806,75 OPME 67,20 Sub-Total (Parte Hospitalar) 6.920,17 Honorários Médicos 1.548,00 Total Geral 8.468, TRAQUEOPLASTIA (QUALQUER VIA) Com Honorário de Anestesiologista Código: Diárias 1.717,00 Taxas 670,34 SADT 465,13 Medicamentos 2.193,75 Materiais 1.806,75 OPME 67,20 Sub-Total (Parte Hospitalar) 6.920,17 Honorários Médicos 1.956,00 Total Geral 8.876, TORACECTOMIA Código: Sem Honorários de Anestesiologista; Código: Com Honorários de Anestesiologista. DIÁRIAS: Valor R$ 1.551,60 a. O pacote contemplará 04 diárias de unidades abertas (enfermaria ou apartamento) e 01 diária de UTI; b. Pacientes com plano básico deverão utilizar unidades de enfermaria, enquanto pacientes com plano especial deverão utilizar apartamento, pois o pacote já prevê ambas as situações (como demonstrado adiante); 38

Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Secretaria da Administração do Estado da Bahia ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: HISTEROSCOPIA JULHO/2008 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO MANOEL VITÓRIO DA SILVA FILHO REALIZAÇÃO COORDENADOR GERAL SONIA MAGNÓLIA

Leia mais

ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: Cirurgia Bariátrica AGOSTO/2009

ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: Cirurgia Bariátrica AGOSTO/2009 ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: Cirurgia Bariátrica AGOSTO/2009 ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA BARIÁTRICA AGOSTO DE 2009 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA

Leia mais

Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Secretaria da Administração do Estado da Bahia ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: HISTERECTOMIA JULHO/2008 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO MANOEL VITÓRIO DA SILVA FILHO REALIZAÇÃO COORDENADOR GERAL SONIA MAGNÓLIA

Leia mais

Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Secretaria da Administração do Estado da Bahia ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL: PROCEDIMENTOS ESPECIAIS CLÍNICA DA DOR FEVEREIRO/ 2011 ELABORAÇÃO DO VALOR REFERENCIAL: CLÍNICA DA DOR FEVEREIRO DE 2011 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Parto Normal e Cesárea

Parto Normal e Cesárea REVISÃO DO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: Parto Normal e Cesárea JUNHO/2010 REVISÃO DO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: PARTO NORMAL E CESÁREA JUNHO DE 2010 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO

Leia mais

JANEIRO 2015. Valor Referencial EDA COLONOSCOPIA

JANEIRO 2015. Valor Referencial EDA COLONOSCOPIA JANEIRO 2015 Valor Referencial EDA 2014 COLONOSCOPIA 1 VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: ENDOSCOPIA DIGESTIVA ALTA COLONOSCOPIA E CPRE REVISÃO JANEIRO / 2015 2 Governador do Estado RUI COSTA DOS SANTOS Secretário

Leia mais

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIATORÁCICA PROCEDIMENTOS E HONORÁRIOS

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIATORÁCICA PROCEDIMENTOS E HONORÁRIOS SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIATORÁCICA PROCEDIMENTOS E HONORÁRIOS ATIVIDADES CLÍNICAS Consulta em consultório 178,48 Acompanhamento enfermaria - diária 178,48 Acompanhamento UTI - diária 178,48 Consulta

Leia mais

VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA REFRATIVA JUNHO DE 2013

VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA REFRATIVA JUNHO DE 2013 VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA REFRATIVA JUNHO DE 2013 VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: CIRURGIA REFRATIVA REVISÃO JUNHO/ 2013 Governador do Estado JAQUES WAGNER Secretário da Administração MANOEL

Leia mais

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global

Remuneração Hospitalar. Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Remuneração Hospitalar Modelo com Diária e Atendimento Semi-Global Sobre a Unimed Vitória UNIMED VITÓRIA / ES 310.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 20.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.380 MÉDICOS COOPERADOS; 208 PRESTADORES

Leia mais

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros

Valor total do protocolo diferente do valor total das guias Protocolo 1199 Outros 1.1. Glosas, negativas e demais mensagens Grupo Descrição da Elegibilidade 1001 Número da carteira inválido Elegibilidade 1002 Número do Cartão Nacional de Saúde inválido Elegibilidade 1003 A admissão

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL 1 Índice Passo 1: Visão Geral... 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online?... 3 Passo 3: Recursos Disponíveis... 5 Guias Consulta / SADT (Solicitação, Execução

Leia mais

OBJETIVOS DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

OBJETIVOS DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Gestão Financeira O Principal: OBJETIVOS DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Maximizar a riqueza dos proprietários da empresa (privado). Ou a maximização dos recursos (público). rentabilidade - retorno sobre o

Leia mais

Comitê Técnico Nacional de Produtos Médicos como ferramenta de Gestão. de OPME

Comitê Técnico Nacional de Produtos Médicos como ferramenta de Gestão. de OPME 1 Comitê Técnico Nacional de Produtos Médicos como ferramenta de Gestão de OPME Palestrante: Diana Indiara Ferreira Jardim diana.jardim@unimedpoa.com.br 2 Sobre as OPME, no site da ANS circula no mercado

Leia mais

TABELA DE MENSAGENS GLOSAS

TABELA DE MENSAGENS GLOSAS TABELA DE MENSAGENS GLOSAS Grupo Elegibilida 1001 Número da carteira inválido Elegibilida 1002 Número do Cartão Nacional Saú inválido Elegibilida 1003 A admissão do Beneficiário no prestador ocorreu antes

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO LIVRE ESCOLHA A modalidade Livre Escolha consiste no reembolso de despesas médicas e/ou hospitalares de procedimentos constantes da Tabela de Reembolso do PAS-SERPRO

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS

TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS Instruções Gerais: TABELA DE HONORÁRIOS MÉDICOS 01. A presente Tabela de Honorários Médicos foi elaborada com base em critérios uniformes para todas as especialidades e tem como finalidade estabelecer

Leia mais

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7

Manual do Prestador SEPACO. Autogestão. ANS - no 41.696-7 Manual do Prestador Autogestão ANS - no 41.696-7 SEPACO Prezado prestador, Este manual tem como objetivo formalizar a implantação das rotinas administrativas do Sepaco Autogestão, informando as características

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011 Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE ACESSO AOS SERVIÇOS PELOS BENEFICIÁRIOS E DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED

ORIENTAÇÕES DE ACESSO AOS SERVIÇOS PELOS BENEFICIÁRIOS E DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED ORIENTAÇÕES DE ACESSO AOS SERVIÇOS PELOS BENEFICIÁRIOS E DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED Senhor responsável, Considerando a assinatura do Termo de Credenciamento entre Vossa Senhoria e o Plano de Saúde

Leia mais

Intercâmbio Federativo Visão Atendimento e Auditoria

Intercâmbio Federativo Visão Atendimento e Auditoria Intercâmbio Federativo Visão Atendimento e Auditoria Objetivos: 1) Melhorar a redação. 2) Incluir normas, com ênfase no Manual de Intercâmbio Nacional. 3)Normas específicas para a Central de Relacionamento

Leia mais

Resposta Área Técnica: Sim. Desde que atendam aos pré-requisitos constantes no Edital.

Resposta Área Técnica: Sim. Desde que atendam aos pré-requisitos constantes no Edital. Advocacia-Geral da União Secretaria-Geral de Administração Superintendência de Administração no Distrito Federal Coordenação de Compras Licitações e Contratos Divisão de Compras e Licitações ESCLARECIMENTO

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA nº 7-2010/PR

PORTARIA NORMATIVA nº 7-2010/PR PORTARIA NORMATIVA nº 7-2010/PR Implementa alteração no serviço de Assistência Hospitalar Domiciliar - AHD, no âmbito do Programa IPASGO Domiciliar e revoga PN 004-2009/PR. O Presidente do Instituto de

Leia mais

PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR

PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR PARECER TÉCNICO Nº 16/GEAS/GGRAS/DIPRO/2016 COBERTURA: IMPLANTE COCLEAR Nos termos do art. 4º, inciso III, da Lei nº 9.961, de 2000, compete à Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS elaborar o Rol de

Leia mais

TISS 3.02.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 VERSÃO 1.

TISS 3.02.00 CARTILHA. 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS. 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 VERSÃO 1. VERSÃO 1.0 CARTILHA TISS 3.02.00 1. Divulgação 3.02.00 Unimed Planalto Médio/ANS 2. Material TISS 3.02.00 3. Componentes da TISS 3.02.00 4. Rotina Operacional 5. Rotina Operacional Autorizações Contas

Leia mais

PARECER CREMEB Nº 28/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/07/2013)

PARECER CREMEB Nº 28/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/07/2013) PARECER CREMEB Nº 28/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/07/2013) EXPEDIENTE CONSULTA Nº 011.881/13 ASSUNTO: Relação de proporcionalidade: Número de profissionais médicos e número de atendimentos. RELATORA:

Leia mais

Ações e Experiências de Operadoras na Gestão de suas Redes Assistenciais. Flávio Bitter

Ações e Experiências de Operadoras na Gestão de suas Redes Assistenciais. Flávio Bitter Ações e Experiências de Operadoras na Gestão de suas Redes Assistenciais Flávio Bitter outubro 2015 Destaques Presença Nacional Beneficiários (Mil) Operadora líder no mercado brasileiro de Saúde suplementar,

Leia mais

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes

AUDITORIA EM ENFERMAGEM. UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes AUDITORIA EM ENFERMAGEM UNIPAC UBERLÂNDIA CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA: Administração ll Profa : Amanda Cristina de Oliveira Mendes Conceito AUDITORIA é uma avaliação sistemática e formal de

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED

ORIENTAÇÕES DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED Supremo Tribunal Federal Secretaria de Serviços Integrados de Saúde SIS Seção de Processamento de Despesas Médicas ORIENTAÇÕES DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED Senhor responsável, Considerando a assinatura

Leia mais

4. DOS DEVERES 1. DA EMPRESA

4. DOS DEVERES 1. DA EMPRESA 1. APRESENTAÇÃO O Manual Nacional de Acidente do Trabalho tem por finalidade estabelecer normas, regras e diretrizes que norteiem o INTERCÂMBIO de Acidente do Trabalho entre todas as UNIMEDs do país, consolidando

Leia mais

GRM-COM-014/08 MISSÃO

GRM-COM-014/08 MISSÃO GRM-COM-014/08 MISSÃO "Proporcionar serviços de cuidados com a saúde, de qualidade, inovadores e humanizados, a preços justos, de forma ética, valorizando o trabalho médico e os colaboradores APRESENTAÇÃO

Leia mais

Números do Sistema Unimed. 354 Cooperativas Unimed. Presente em 83% dos municípios

Números do Sistema Unimed. 354 Cooperativas Unimed. Presente em 83% dos municípios Números do Sistema Unimed 354 Cooperativas Unimed 300 Operadoras de plano de saúde 37 Prestadoras de serviço 110 mil Cooperados ativos 19,5 milhões Beneficiários 2.960 Hospitais Presente em 83% dos municípios

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Produtos: Saúde Pró Faturamento Saúde Pró Upload. Versão: 20130408-01

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Produtos: Saúde Pró Faturamento Saúde Pró Upload. Versão: 20130408-01 Produtos: Saúde Pró Upload Versão: 20130408-01 Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 LOGIN... 4 3 VALIDADOR TISS... 7 4 CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 10 4.1 DADOS CADASTRAIS MATRIZ E FILIAL... 11 4.2 CADASTRO DE

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Gestão de Contratos. 11.8x. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Gestão de Contratos. 11.8x. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Gestão de Contratos 11.8x março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 3 2 Introdução... 3 3 Cadastro de Condições Contratuais com Convênios... 3 3.1 Guias

Leia mais

Manual Ilustrado Gestão de Contratos

Manual Ilustrado Gestão de Contratos Manual Ilustrado Gestão de Contratos Setembro - 2014 Manual Ilustrado - Gestão de Contratos Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Cadastro de Condições Contratuais com Convênios...

Leia mais

Treinamento Data Horário Carga Horária Valor

Treinamento Data Horário Carga Horária Valor Treinamento Data Horário Carga Horária Valor SUS AIH Macro fluxo do processo Principais Cadastros Preços Função SUS AIH ο Laudo ο Procedimentos Realizados ο Contas ο Protocolos Inconsistências Relatórios

Leia mais

Despacho n.º 46/2007/CEP-RN 44/DIFIS/ANS I - DO RELATÓRIO

Despacho n.º 46/2007/CEP-RN 44/DIFIS/ANS I - DO RELATÓRIO Despacho n.º 46/2007/CEP-RN 44/DIFIS/ANS Rio de Janeiro, 4 de outubro de 2007. Ref.: processo nº33902.059249/2004-59 I - DO RELATÓRIO Trata-se de denúncia efetuada no NURAF.Pará, em 13/05/2004, por C.

Leia mais

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC QUALIFICAÇÃO Nome: DO(A) CONTRATANTE: Filiação: / Data de nascimento: / / CPF: RG: Órgão emissor: Endereço: Nº Complemento: Bairro: CEP Cidade: UF:

Leia mais

P O R T A R I A N.º 331/99.

P O R T A R I A N.º 331/99. P O R T A R I A N.º 331/99. Dispõe sobre Regulamentação O DIRETOR GERAL DO INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES DO ESTADO DE GOIÁS - IPASGO, usando de suas atribuições legais, R E S O

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIO HOSPITALAR UNIDADE DE CUIDADOS INTENSIVOS (UCI)

PROGRAMA DE ESTÁGIO HOSPITALAR UNIDADE DE CUIDADOS INTENSIVOS (UCI) PROGRAMA DE ESTÁGIO HOSPITALAR UNIDADE DE CUIDADOS INTENSIVOS (UCI) DO PRONTO SOCORRO - PSM Disciplina de Emergências Clínicas Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

COMUNICADO 2 CREDENCIAMENTO TSE Nº 1/2015

COMUNICADO 2 CREDENCIAMENTO TSE Nº 1/2015 COMUNICADO 2 CREDENCIAMENTO TSE Nº 1/2015 Respostas aos questionamentos da Unimed Seguros PERGUNTA 1: Podemos entender que poderão participar do processo de credenciamento todas as empresas interessadas

Leia mais

RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS. Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS.

RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS. Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS. RESUMO DO MANUAL DE PREENCHIMENTO DAS GUIAS TISS Aqui você encontra instruções para preencher corretamente os principais campos das Guias TISS. Prezado(a) Referenciado(a), A mudança exigida pela ANS dos

Leia mais

JUDICIALIZAÇÃO NA SAÚDE

JUDICIALIZAÇÃO NA SAÚDE JUDICIALIZAÇÃO NA SAÚDE JUDICIALIZAÇÃO NA SAÚDE História Recente na Saúde Suplementar Planos de Saúde Contratos Código do Consumidor Planos de Saúde = relação de consumo Lei dos Planos Obrigação de Coberturas

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO

GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO GUIA DE ORIENTAÇÕES AO CREDENCIADO Com o objetivo de tornar o processo de autorização, faturamento e pagamento dos atendimentos odontológicos mais eficiente, recomendamos a leitura completa e minuciosa

Leia mais

Manual Ilustrado Cadastros do Faturamento

Manual Ilustrado Cadastros do Faturamento Abril - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 4 2. Introdução... 4 3. Cadastro de Planos de Convênios... 5 3.1 Cadastrando Planos de Convênios... 5 4. Cadastro de Empresa... 6 4.1 Cadastrando

Leia mais

I FÓRUM ANAHP DE RELACIONAMENTO COM AS OPERADORAS NOVOS MODELOS DE REMUNERAÇÃO DESAFIOS E OPORTUNIDADES.

I FÓRUM ANAHP DE RELACIONAMENTO COM AS OPERADORAS NOVOS MODELOS DE REMUNERAÇÃO DESAFIOS E OPORTUNIDADES. I FÓRUM ANAHP DE RELACIONAMENTO COM AS OPERADORAS NOVOS MODELOS DE REMUNERAÇÃO DESAFIOS E OPORTUNIDADES. Sérgio Lopez Bento 02.06.2009 AGENDA 1. Contexto atual do segmento de saúde privada 2. Modelos de

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal ORIENTAÇÕES DE ACESSO AOS SERVIÇOS PELOS BENEFICIÁRIOS E DE FATURAMENTO JUNTO AO STF-MED Senhor responsável, Considerando a assinatura do Termo de Credenciamento entre Vossa Senhoria e o Plano de Assistência

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E BENEFÍCIOS SOCIAIS TRE-SAÚDE

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E BENEFÍCIOS SOCIAIS TRE-SAÚDE PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE E BENEFÍCIOS SOCIAIS TRE-SAÚDE TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DATAS DE FATURAMENTO: INSTRUÇÕES DE FATURAMENTO - As faturas deverão ser entregues até o décimo

Leia mais

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS

SABESPREV SAÚDE REEMBOLSO DE DESPESAS MÉDICAS Além de disponibilizar uma ampla rede de recursos credenciados, a Sabesprev ainda possibilita aos seus beneficiários o reembolso de despesas com serviços de saúde em regime de livre escolha, quando o beneficiário

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE... 3 2. CARACTERÍSTICAS DO PLANO... 3 2.. Objetivo... 3 2.2. Nome comercial

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº /200X. NOME DA INSTITUIÇÃO: Ernst & Young Terco (BRADLEI RICARDO MORETTI)

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº /200X. NOME DA INSTITUIÇÃO: Ernst & Young Terco (BRADLEI RICARDO MORETTI) MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº /200X NOME DA INSTITUIÇÃO: Ernst & Young Terco (BRADLEI RICARDO MORETTI) AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO:

Leia mais

ANEXO: ANEXO II DADOS DO PRODUTO

ANEXO: ANEXO II DADOS DO PRODUTO ANEXO: ANEXO II DADOS DO PRODUTO A comercialização dos produtos estabelecidos no inciso I do art. 1º da lei nº 9.656/98 deverá seguir os procedimentos definidos em Instrução Normativa específica, com as

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 032/04 PR, de 31de maio de 2004. Publicada no DOE em 1 /07/04, vigência a partir de 31/05/04.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 032/04 PR, de 31de maio de 2004. Publicada no DOE em 1 /07/04, vigência a partir de 31/05/04. Alterações: Alterado o inciso IV do art. 5 pela IN 042/05 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 032/04 PR, de 31de maio de 2004. Publicada no DOE em 1 /07/04, vigência a partir de 31/05/04. Institui critérios para os

Leia mais

SERVIÇOS MÉDICOS E COMPLEMENTARES: NORMAS E ROTINAS (SOMENTE ACESSÍVEIS AOS CAMPI DO INTERIOR)

SERVIÇOS MÉDICOS E COMPLEMENTARES: NORMAS E ROTINAS (SOMENTE ACESSÍVEIS AOS CAMPI DO INTERIOR) SERVIÇOS MÉDICOS E COMPLEMENTARES: NORMAS E ROTINAS (SOMENTE ACESSÍVEIS AOS CAMPI DO INTERIOR) Preliminarmente, cabe lembrar que a concessão dos Serviços Médicos e Complementares pela Universidade de São

Leia mais

PARECER CREMEB Nº 16/12 (Aprovado em Sessão Plenária de 30/03/2012)

PARECER CREMEB Nº 16/12 (Aprovado em Sessão Plenária de 30/03/2012) PARECER CREMEB Nº 16/12 (Aprovado em Sessão Plenária de 30/03/2012) EXPEDIENTE CONSULTA Nº 214.470/11 ASSUNTOS: - Critérios para indicação e manutenção de ventilação pulmonar mecânica não invasiva (CPAP)

Leia mais

Supremo Tribunal Federal Secretaria de Administração e Finanças Pregoeiro

Supremo Tribunal Federal Secretaria de Administração e Finanças Pregoeiro PREGÃO ELETRÔNICO Nº 118/2009 Processo nº 336.243 IMPUGNAÇÃO. TABELA PRÓPRIA PARA CONVÊNIOS E CREDENCIAMENTOS DO STF- MED. REGULARIDADE. UTILIZAÇÃO DA CODIFICAÇÃO EXISTENTE NA TABELA SIMPRO HOSPITALAR

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque 11.8x março de 2015 Versão: 5.0 1 Sumário 1 Introdução... 3 2 Objetivos... 3 3 Movimentações de Estoque... 3 4 Parâmetros... 5 5 Cadastros...

Leia mais

COMUNICADO. Autorização Prévia do Plano de Saúde ELETROBRAS/CEPEL/ELETROS Nova Lista Unificada e Novo Procedimento

COMUNICADO. Autorização Prévia do Plano de Saúde ELETROBRAS/CEPEL/ELETROS Nova Lista Unificada e Novo Procedimento COMUNICADO CARTA ES - 386/11 Autorização Prévia do Plano de Saúde ELETROBRAS/CEPEL/ELETROS Nova Lista Unificada e Novo Procedimento Prezados Credenciados, Com o intuito de adotar as melhores práticas,

Leia mais

SISTEMA MEDLINK E-TISS PASSO-A-PASSO (USE JUNTO COM A VÍDEO AULA)

SISTEMA MEDLINK E-TISS PASSO-A-PASSO (USE JUNTO COM A VÍDEO AULA) 1 / 16 SISTEMA MEDLINK E-TISS PASSO-A-PASSO (USE JUNTO COM A VÍDEO AULA) Este guia passo-a-passo tem o objetivo de facilitar o entendimento: - da ordem de execução dos processos. - dos conceitos do sistema.

Leia mais

Despacho n.º /2008/CEP-RN 44/DIFIS/ANS/MS. Rio de Janeiro, 6 de julho de 2009. I DO RELATÓRIO

Despacho n.º /2008/CEP-RN 44/DIFIS/ANS/MS. Rio de Janeiro, 6 de julho de 2009. I DO RELATÓRIO Gerência/Diretoria: DIFIS Protocolo nº 33902. /2008-87 Data: Hora: : h. Assinatura: Despacho n.º /2008/CEP-RN 44/DIFIS/ANS/MS Rio de Janeiro, 6 de julho de 2009. Ref. ao Proc. Administrativo nº 33902.056352/2005-28

Leia mais

Painel 1: Modelo de Remuneração por Serviço A Evolução do Fee for Service para Pacotes

Painel 1: Modelo de Remuneração por Serviço A Evolução do Fee for Service para Pacotes Painel 1: Modelo de Remuneração por Serviço A Evolução do Fee for Service para Pacotes Geferson Alcântara Antunes Superintendente de Recursos Hospitalares Unimed Vitória Bacharel Administrador Hospitalar

Leia mais

QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 019/2013

QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 019/2013 QUESTIONAMENTOS NO ÂMBITO DO PE 019/2013 A Contratante poderá estabelecer junto a Contratada um cronograma para execução do objeto, ou seja, poderá haver um planejamento para que o atendimento seja feito

Leia mais

VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: UROLOGIA VERSÃO JANEIRO / 2012 2

VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: UROLOGIA VERSÃO JANEIRO / 2012 2 2012 VALORES REFERENCIAIS UROLOGIA REVISÃO VALOR REFERENCIAL PROCEDIMENTO: UROLOGIA VERSÃO JANEIRO / 2012 2 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO MANOEL VITÓRIO DA SILVA FILHO

Leia mais

Intercâmbio Nova Sistemática de Contabilização

Intercâmbio Nova Sistemática de Contabilização Nova Sistemática de Contabilização Impactos financeiros, contábeis, operacionais e fiscais Lycia Braz Moreira (lycia@fblaw.com.br) Assessoria Jurídica Unimed Federação Rio Definição O que é Intercâmbio?

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Descrição Unidade

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Descrição Unidade TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO 1.1 Descrição: Renovação de subscrição do software Citrix XenApp (360 licenças) 1.2 Detalhamento dos Bens e Serviços que compõem a Solução: Item Descrição Unidade 1 2 3 4 5

Leia mais

Fundação de Apoio à Ciência, Tecnologia e Educação

Fundação de Apoio à Ciência, Tecnologia e Educação MANUAL DO PESQUISADOR SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Inclusão de Projetos 2.1. Apresentações de novos projetos 2.2. Tipos de instrumentos legais 2.3. Situação de adimplência das instituições 3. Orientações

Leia mais

Seguro-Saúde. Guia para Consulta Rápida

Seguro-Saúde. Guia para Consulta Rápida Seguro-Saúde. Guia para Consulta Rápida O que é seguro? 6 O que é Seguro-Saúde? 6 Como são os contratos de Seguro-Saúde? 7 Como ficaram as apólices antigas depois da Lei nº 9656/98? 8 Qual a diferença

Leia mais

Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP

Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP 2 ª Reunião do GT de Indicadores Hospitalares 09/04/2012 GERPS/GGISE/DIDES/ANS Agenda Comparação

Leia mais

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ

COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO CEARÁ 1. ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO (TCLE) A importância do TCLE. A Resolução CNS 196/96 afirma

Leia mais

Pesquisa de Satisfação da Qualidade de Atendimento dos serviços oferecidos aos prestadores da operadora

Pesquisa de Satisfação da Qualidade de Atendimento dos serviços oferecidos aos prestadores da operadora Pesquisa de Satisfação da Qualidade de Atendimento dos serviços oferecidos aos prestadores da operadora Julho de 2011 OBJETIVO Avaliar a satisfação da qualidade do atendimento dos serviços oferecidos aos

Leia mais

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG

EDITAL nº 084/2013 IFMG PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS E RELATOS DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS SOBRE O PROEJA E PROEJA FIC NO ÂMBITO DO IFMG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck,

Leia mais

Manual de Procedimentos ISGH Gestão de Patrimônio Página 1

Manual de Procedimentos ISGH Gestão de Patrimônio Página 1 Manual de Procedimentos ISGH Gestão de Patrimônio Página 1 ELABORAÇÃO Gracília dos Santos Gonçalves FORMATAÇÃO Silvânia Oliveira Teixeira REVISÃO Cristina Isidio Rodrigues Aguiar Albuquerque DATA Estabelecido

Leia mais

Manual TISS Troca de Informaçõ

Manual TISS Troca de Informaçõ Manual TISS Troca de Informaçõ ções em Saúde Suplementar Versão o 1.1 Instruçõ ções para preenchimento das guias PREENCHER EXCLUSIVAMENTE COM CANETA PRETA OU AZUL GCES A Unimed Natal desenvolveu este manual

Leia mais

Cobrança de Procedimentos por pacote e diárias compactadas

Cobrança de Procedimentos por pacote e diárias compactadas TEMA 4 DO PRÉ CONGRESSO CONBRASS 2012 Atualização na formatação de preços dos procedimentos por pacote e tabelas de diárias compactadas - Dra.Giuseppina Pellegrini "A vida não se abala com a nossa ignorância,

Leia mais

ATA DE ASSEMBLÉIA GERAL COM A FINALIDADE DE EXPOR O ANDAMENTO PROCESSUAL E A NEGOCIAÇÃO DOS CONTRATOS DA UNIMED/ADUFMAT/SINTUF-MT Ata nº 02/2014

ATA DE ASSEMBLÉIA GERAL COM A FINALIDADE DE EXPOR O ANDAMENTO PROCESSUAL E A NEGOCIAÇÃO DOS CONTRATOS DA UNIMED/ADUFMAT/SINTUF-MT Ata nº 02/2014 ATA DE ASSEMBLÉIA GERAL COM A FINALIDADE DE EXPOR O ANDAMENTO PROCESSUAL E A NEGOCIAÇÃO DOS CONTRATOS DA UNIMED/ADUFMAT/SINTUF-MT Ata nº 02/2014 Data: 03/09/2014 Hora: 14:30hs ASSEMBLÉIA ADUFMAT E SINTUF

Leia mais

NORMA TÉCNICA 39/2014

NORMA TÉCNICA 39/2014 ESTADO DE GOIÁS CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA TÉCNICA 39/2014 CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS DE VENDA/REVENDA, MANUTENÇÃO E/OU RECARGA DE EXTINTORES DE INCÊNDIO, DE EMPRESAS DE FORMAÇÃO E/OU DE PRESTAÇÃO

Leia mais

JOSÉ SERRA ANEXO NORMAS PARA CADASTRAMENTO CENTROS DE REFERÊNCIA EM CIRURGIA VASCULAR INTRALUMINAL EXTRACARDÍACA

JOSÉ SERRA ANEXO NORMAS PARA CADASTRAMENTO CENTROS DE REFERÊNCIA EM CIRURGIA VASCULAR INTRALUMINAL EXTRACARDÍACA Portaria GM/MS nº de abril de 2002 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a alta incidência de doenças cardiovasculares na população brasileira, o que se constitui

Leia mais

A AGENDA REGULATÓRIA DA ANS ADMINISTRADORAS DE BENEFÍCIOS

A AGENDA REGULATÓRIA DA ANS ADMINISTRADORAS DE BENEFÍCIOS A AGENDA REGULATÓRIA DA ANS ADMINISTRADORAS DE BENEFÍCIOS Dra. Sílvia Helena Rondina Mateus Médica Pneumologista, cooperada da Unimed Campinas Especialista em Planejamento e Gestão Hospitalar FCM UNICAMP

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Direito de migrar para plano individual ou familiar aproveitando carência do plano coletivo empresarial Os beneficiários dos planos coletivos empresariais que tiverem o benefício de plano de saúde extinto,

Leia mais

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS Companhia Aberta Capital Autorizado CNPJ nº 07.206.816/0001-15 NIRE 2330000812-0

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS Companhia Aberta Capital Autorizado CNPJ nº 07.206.816/0001-15 NIRE 2330000812-0 1 M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS Companhia Aberta Capital Autorizado CNPJ nº 07.206.816/0001-15 NIRE 2330000812-0 POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO COM PARTES RELACIONADAS 1. OBJETIVO 1.1

Leia mais

Dúvidas Frequentes. Central de Atendimento ao Fornecedor

Dúvidas Frequentes. Central de Atendimento ao Fornecedor Dúvidas Frequentes Central de Atendimento ao Fornecedor Fornecedor de Material 1- Sou um fornecedor Raízen devidamente Homologado e preciso entregar o material solicitado em uma de suas unidades, como

Leia mais

A auditoria de contas hospitalares

A auditoria de contas hospitalares Questão D-a A auditoria de contas hospitalares A) É necessária na saúde suplementar, mas não é necessária no SUS B) É necessária no SUS, mas não é necessária na saúde suplementar C) Tem como finalidade

Leia mais

Veja abaixo a análise da Comssu sobre os contratos elaborados pelas operadoras de saúde

Veja abaixo a análise da Comssu sobre os contratos elaborados pelas operadoras de saúde Veja abaixo a análise da Comssu sobre os contratos elaborados pelas operadoras de saúde A celebração dos contratos entre as operadoras e os prestadores de serviço, regulada pelas Resoluções Normativas

Leia mais

www.maximuslife.com.br Conheça e curta nossa página no Facebook www.facebook.com/maximuslife

www.maximuslife.com.br Conheça e curta nossa página no Facebook www.facebook.com/maximuslife TABELA - PME Tabela de Preços Taxa de Adesão: Isento. 03 a 10 Vidas 00 a 18 49,82 76,71 54,20 87,82 61,93 100,59 19 a 23 61,10 98,72 69,74 113,01 79,69 129,45 24 a 28 61,10 98,72 69,74 113,01 79,69 129,45

Leia mais

0800-728-2001 (Capitais e Interior) 0800-729-2001 (Demais Localidades) 0800-727-2001 (Capitais e Interior) Golden Fone (SAC)

0800-728-2001 (Capitais e Interior) 0800-729-2001 (Demais Localidades) 0800-727-2001 (Capitais e Interior) Golden Fone (SAC) Golden Fone (SAC) 0800-728-2001 (Capitais e Interior) Central Técnica 4004-2001 (Regiões Metropolitanas do Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília e São Luís) 0800-729-2001

Leia mais

Webplan Webplan Belo Horizonte 2014

Webplan Webplan Belo Horizonte 2014 Webplan Webplan Belo Horizonte 2014 Sumário Objetivo... 3 Funcionalidades... 3 Iniciando o Webplan... 3 Guia Rápido: Autorizando Procedimentos... 5 Guia de Consulta... 7 Descrição dos Campos... 8 Resumo

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 ORDEM DE SERVIÇO 002/2014 Dispõe sobre Instruções de Apresentação do Recurso Eletrônico de Glosas e revoga o 2º do art. 2º da Ordem de Serviço 09/2013 O Diretor de Saúde do Instituto de Previdência do

Leia mais

a) MORTE POR ACIDENTE Garante aos beneficiários do segurado o pagamento do valor do capital contratado;

a) MORTE POR ACIDENTE Garante aos beneficiários do segurado o pagamento do valor do capital contratado; TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2011

Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2011 Curso Anual de Revisão em Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2011 A remuneração do intervencionista: a realidade do SUS e da saúde suplementar Adriano Dias Dourado Oliveira Cardiologista

Leia mais

AULA 1: ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO NA EMERGÊNCIA

AULA 1: ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO NA EMERGÊNCIA AULA 1: ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO NA EMERGÊNCIA 1- INTRODUÇÃO Quando uma pessoa sofre agravo agudo à saúde, deve ser acolhido em serviço do SUS mais próximo de sua ocorrência, seja numa Unidade de Saúde

Leia mais

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) O PMBoK diz que: O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 4. PÚBLICO-ALVO... 3 5. METODOLOGIA... 4. 5.1 Informações Necessárias...

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 4. PÚBLICO-ALVO... 3 5. METODOLOGIA... 4. 5.1 Informações Necessárias... SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 4. PÚBLICO-ALVO... 3 5. METODOLOGIA... 4 5.1 Informações Necessárias... 4 5.1.1 Apresentação e nome do Projeto... 4 5.1.2 Endereço completo...

Leia mais

Ano Internacional da Agricultura Familiar 16 de outubro Dia Mundial da Alimentação A FAO está na Internet, visite nosso site: www.fao.org.

Ano Internacional da Agricultura Familiar 16 de outubro Dia Mundial da Alimentação A FAO está na Internet, visite nosso site: www.fao.org. FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS ORGANISATION DES NATIONS UNIES POUR L ALIMENTATION ET L AGRICULTURE ORGANIZACION DE LAS NACIONES UNIDAS PARA LA AGRICULTURA Y LA ALIMENTACION ORGANIZAÇÃO

Leia mais

ANEXOS da IN/DIDES nº 6

ANEXOS da IN/DIDES nº 6 ANEXOS da IN/DIDES nº 6 ANEXO I (Altera o anexo I da Resolução-RE nº 6, de 26 de março de 2001) EXEMPLOS DE IMPUGNAÇÕES E DOCUMENTOS 1 - Para a apresentação das impugnações de natureza administrativa ou

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011 COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A

CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011 COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011 COPEL DISTRIBUIÇÃO S/A AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 068/2011: Contribuições de 30/11/2011 a 30/12/2011 EMENTA:

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 1598/2000 (Publicado no D.O.U, 18 de agosto de 2000, Seção I, p.63) (Modificada pela Resolução CFM nº 1952/2010)

RESOLUÇÃO CFM nº 1598/2000 (Publicado no D.O.U, 18 de agosto de 2000, Seção I, p.63) (Modificada pela Resolução CFM nº 1952/2010) RESOLUÇÃO CFM nº 1598/2000 (Publicado no D.O.U, 18 de agosto de 2000, Seção I, p.63) (Modificada pela Resolução CFM nº 1952/2010) REVOGADA pela Resolução CFM n. 2.057/2013 Normatiza o atendimento médico

Leia mais