COMUNICAÇÕES AUDIOVISUAIS PARA PESSOAS CEGAS E AMBLÍOPES. Pedro M. S. Pereira nº 52146

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMUNICAÇÕES AUDIOVISUAIS PARA PESSOAS CEGAS E AMBLÍOPES. Pedro M. S. Pereira nº 52146"

Transcrição

1 COMUNICAÇÕES AUDIOVISUAIS PARA PESSOAS CEGAS E AMBLÍOPES Pedro M. S. Pereira nº Instituto Superior Técnico Av. Rovisco Pais, Lisboa, Portugal RESUMO Com o evoluir constante da tecnologia e da medicina, faz sentido, tanto num contexto negocial como social, uma livre distribuição de informação por todas as pessoas com incapacidades físicas. Este documento, não pretende estudar novos métodos de comunicação audiovisual específicos para pessoas com deficiências físicas, nomeadamente a visual, mas antes descrever o estado da arte nesta área dentro e fora de Portugal e possivelmente, refutar ideias pré-concebidas, para dar azo a futuros desenvolvimentos tecnológicos por parte da comunidade cientifica jovem. É também feita uma abordagem comercial de interesse à camada gestora. Index Terms Comunicações, Audiovisual, Cegos, Amblíopes, Text-To-Speech, Braille, Telemóveis, Internet 1. INTRODUÇÃO No princípio quando Deus criou os céus e a terra, a terra era informe e vazia, as trevas cobriam o abismo e o espírito de Deus movia-se sobre a superfície das águas. E Deus disse: «Faça-se luz.» E a luz foi feita. Deus viu que a luz era boa e separou a luz das trevas. [1] Este primeiro parágrafo pertence a um dos textos mais antigos que chegou até Nós, após traduções, comparações, transformações e sem qualquer questionável dúvida, biliões de impressões! Nele, são descritos os dois pilares ou se preferirem verdades da consciência Humana: o bom (luz) e o mau (trevas). No entanto, esta perspectiva é uma perspectiva visual que para quem nunca teve a capacidade de ver, não faz qualquer tipo de sentido (antes se tivesse optado pelo calor e o frio )! Podemos fazer o transporte do problema anterior para a problemática em discussão: O que falta à tecnologia, para ser compreendida por pessoas invisuais ou amblíopes 1? Para além de responder a essa pergunta podemos avançar ainda mais perguntando: Que tecnologias existem? Quais delas é que são comercializadas e de que maneira? São muitas ou poucas? Porquê? O que nos reserva o futuro? Ao longo deste documento tentaremos responder a muitas dessas perguntas importantes e colocar outras, no entanto, para conseguir atacar qualquer uma das soluções teremos que ir novamente ao Génesis, ou antes, à génese da questão: O que caracteriza cientificamente uma pessoa cega ou amblíope? Esta questão leva-nos à segunda parte deste documento. 2. MOTIVAÇÃO As tecnologias audiovisuais tal como o nome indica estão intimamente relacionadas com a capacidade de visão de um sujeito e sem dúvida que a caracterização desta é um factor chave! Veremos mais à frente que os factores que mais vão influenciar o estado da arte não são factores científicos, mas antes geográficos, económicos e sociais. Quer-se, também, dar a conhecer a ordem de grandeza do problema, comparativamente com o crescimento explosivo actual das tecnologias de informação (Internet de Banda Larga, Televisão interactiva por assinatura, comunicações moveis de terceira geração etc..) para demonstrar a viabilidade de adaptação de planos de negócio existentes mas como dizem os ingleses, first things first 2.1. Caracterização da Cegueira e Amblíopia A cegueira é definida pela OMS como a incapacidade de ver. [2] e a amblíopia, é descrita pela Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) por baixa-visão, e uma reduzida capacidade visual - qualquer que seja a origem - que não melhora através de correcção óptica. No caso de a amblíopia se traduzir numa redução acuidade visual 2 abaixo de 1/10, é costume classificá-la de amblíopia profunda. [3]. Tendo estes dois conceitos presentes poderemos agora avançar para localização geográfica do problema. 1 Pessoa com capacidade reduzida de visão 2 Característica do olho de reconhecer dois pontos muito próximos 1

2 2.2. Um pouco de estatística Seguidamente são apresentadas algumas estatísticas representativas da localização da comunidade com problemas de visão (não só cegos e amblíopes!) no mundo e em Portugal, visto ser um factor importante de motivação para a criação de planos de negócio No mundo No mundo existem mais de 161 milhões de pessoas com problemas de visão, entre elas 124 milhões são amblíopes e 37 milhões são cegas, outros 153 milhões sofrem de problemas de visão diversos devido a erros refractivos (miopia, hipermetropia e astigmatistmo), no entanto a sua distribuição está longe de ser homogénea (ver tabela 1 e figura 1). Mais de 90% de pessoas com problemas de visão estão em países subdesenvolvidos. [5] Logo, podemos extrapolar que uma das razões pelas quais as tecnologias adaptativas não se encontram mais desenvolvidas é porque os países em que há mais capacidade de as desenvolver são de facto países em que as pessoas com problemas de visão são uma pequena minoria. No entanto, não deveremos descuidar o impacto económico global (muito importante para países desenvolvidos!) devido à perda de produtividade pessoal para pessoas com problemas de visão. No ano 2000 foi de US$ 42 biliões com previsão para aumentar para US$ 110 no ano [6] Africa Américas Este Med Europa SE Ásia O Pacifico Total População , , , Figura 1 Estimativa Global de pessoas com problemas de visão por região da OMS [4] Em Portugal Apesar dos esforços de contacto por telefone e correio electrónico a ACAPO, apenas se conseguiu estimar por fontes externas a esta a existência de uma comunidade de cerca de 160 mil pessoas com este tipo de deficiência 20 mil cegos e 140 mil amblíopes. [7] É no entanto segundo o Instituto Nacional de Estatísticas representante de 1,5% da população O crescimento tecnológico Paralelamente aos dados anteriores, analisamos também evolução tecnológica dos últimos anos No mundo É em seguida demonstrada estatisticamente (tabela 2) o crescimento das tecnologias de comunicação e como isso pode ser factor de alavanca para o desenvolvimento de tecnologias mais abrangentes. # Pessoas cegas % cegos 18% 7% 11% 7% 32% 25% 100% Linhas fixas de telefone 975 1'034 1'083 1'135 1'204 1'262 1'263 1'278 1'267 # amblíopes # problemas Visão Tabela 1 Estimativa global para 2002 de distribuição de pessoas com problemas de visão por região da OMS (em milhões) [4] Assinantes serviço telefónico móvel Computadores pessoais Utilizadores de Internet '157 1'417 1'763 2'219 2'757 3'305 4' '168 1'344 1'542 Tabela 2 Evolução de diferentes tipos de serviços de comunicações (resultados em milhões). [8] 2

3 2.3.2 Em Portugal No último relatório estatístico de 2008 [9], a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), indicava a existência em Portugal de cerca de 2,13 milhões de utilizadores com acessos à Internet em banda larga móvel e cerca 1,64 milhões de clientes com acessos à Internet fixos, o que representava (em relação à banda larga móvel) face ao trimestre anterior um crescimento de 10% e face ao ano anterior um crescimento de 77%. (figura 2) Figura 4 Taxa de penetração de telefones móveis na união europeia versus Portugal [10] Figura 2 Evolução do número de clientes de banda larga em Portugal [9] Em relação ao serviço telefónico móvel a ANACOM indica que no final do 3.º trimestre de 2008 (3T08) existiam 14,5 milhões de assinantes, o que representa um aumento de 1,5 por cento face ao trimestre anterior e de 12,4 por cento face ao trimestre homólogo do ano anterior (figura 3), vendo a isto e de acordo com a informação disponível, referente ao 2T08 a taxa de penetração então registada em Portugal (134,9 por 100 habitantes) mantinha-se acima da média da U.E. (117,9 por 100 habitantes) (figura 4) Apesar deste trabalho não tentar ser nenhum estudo filosófico sobre a cegueira é muito importante ter em conta que, para além de todos os benefícios económicos associados à criação de planos de negócios, neste mercado nicho, existem factores sociais evolutivos extremamente interessantes e valiosos. Uma sondagem pela Harris Interactive (Taylor 2000, a) descobriu que a Internet pode ter um impacto positivo em adultos com incapacidades. Era mais provável estes indicarem um melhoramento significativo de qualidade das suas vidas do que os que não tinham incapacidades (48% vs 27%). Os adultos com incapacidades também relatavam mais que a Internet os tinha ajudado a obter mais informação acerca do mundo (52% vs 39%), ligação ao mundo (44% vs 38%), conhecerem pessoas com interesses e experiências similares. Estes dados sobre indivíduos com incapacidades demonstram a importância em assegurar acessibilidade para todos independentemente da sua deficiência. Também foi verificada a grande probabilidade destes indivíduos se sentirem isolados, à parte das suas comunidades e com desejos de participar mais (Taylor, 2000b). [11] 3. ADAPTAÇÃO DO MUNDO VISUAL Nós, os cegos, estamos em dívida para com Louis Braille como a Humanidade está para Gutenberg. [12] Figura 3 Evolução dos assinantes e taxas de crescimento de telefones móveis em Portugal [10] Tanto no contexto técnico como negocial é lógico, ao desenvolverem-se ferramentas para utilização humana utilizarem-se pressupostos mais abrangentes, neste caso que a visão do utilizador é normal, mas já alguma vez pensou como um cego entende as entrevistas do telejornal quando decidem por legendas em vez de traduzirem as mesmas? Como acede à informação que está num computador? Como avança para a música que quer ouvir no seu mp3 ou como manda uma mensagem pelo seu telemóvel? Pretende-se agora reforçar a ideia de que se uma pessoa não consegue ver ou vê muito mal, todo o tipo de informação que é transmitida ao cérebro através dos olhos, 3

4 partindo do pressuposto que a pessoa tem a visão normal, senão for adaptada, é inútil! Como é que se vai adaptar? O Homem tem 5 sentidos, visão, audição, tacto, olfacto e paladar, se um deles não estiver disponível (visão) iremos ter que recorrer aos outros 4. Partido do princípio que 2 deles não parecem obter nenhuma solução directa e/ou minimamente agradável (paladar e olfacto) iremos concentrar-nos apenas na audição e no tacto Tacto A primeira maneira que a civilização humana arranjou de conseguir transmitir informação foi através de palavras e desenhos, a história era transmitida de boca em boca ou através de símbolos escritos em paredes O braille (nome derivado do seu criador), inicialmente apresentado através de um artigo [13] em 1839, tornou-se o método mais utilizado para escrita e leitura por pessoas cegas. Este código baseado num sistema usado por soldados para ler mensagens à noite, descreve símbolos (letras, números, ) através de pontos em relevo (experimentar Sensação 1). No entanto, e apesar de hoje ser muito difundido teve bastante resistência com a morte do seu inventor, devido ao facto de não ser inteligível por pessoas com visão. [14] Figura 5 Display Braille [16] Sensação 1 Hello World 3 Hoje em dia existem vários produtos no mercado (ver exemplos na tabela 3) que exploram a linguagem braille para variados tipos de comunicações, desde o mais básico teclado e display braille (que exibe dinamicamente a informação do monitor quando ligado a uma porta de saída do computador figura 5) até ao super avançado e awardwinning telemóvel de mensagens da Samsung (ver figura 6) e anotadores independentes de computador com tecnologia áudio e táctil (figura 7). Nome do produto Preço aprox. Display Braille focus Display Braille focus Display Braille portátil PACMATE Display Braille portátil PACMATE Anotador Braille Lite M Anotador Braile Lite M40 dual language 4323 Tabela 3 Soluções típicas associadas ao tacto e preços médios. [15] 3 Traduzido do ingles Olá Mundo Frase típica em exemplos no mundo digital 4 Referência do número de células braille disponíveis Figura 6 Interface do Samsung Touch Messenger [17] Figura 7 Anotador Braile Lite [16] Existem também investigações para tornar os ecrãs sensíveis ao toque presentes em dispositivos como o IPHONE ou o Nokia 770 com capacidade para transmitir braille. Jussi Rantala, da universidade de Tampere na Finlândia e os seus colegas, usaram um Nokia 770 Internet Tablet que tem um material piezoeléctrico embutido no ecrã, sensível ao toque, que vibra quando um sinal eléctrico é 4

5 aplicado a ele. A equipa instalou o software que representa um ponto em relevo, como um só impulso de vibração intensa e a ausência de ponto, como uma vibração mais lenta de impulsos mais fracos (ver figura 8). [18] Figura 8 Diagrama de impulsos no ecrã sensível ao toque. [18] O tacto é ainda no entanto, uma solução que passa pela compra de objectos físicos (hardware) e eventualmente alguma formação sendo por isso, a mais onerosa e provavelmente a que menos pessoas recorrem, restando-nos agora apenas o sentido da audição Audição A exploração do sentido da audição passa por um software de interpretação de caracteres que ao serem apresentados num ecrã, os lê com voz humana, esta solução é também conhecida por Text-to-Speech e/ou Screen-Reading. Esta solução pode ser aplicada na maioria dos dispositivos que disponham de capacidade para esse processamento e armazenamento, seja em tempo real (para comunicações em directo, telemóveis, conversação on-line, etc ) ou pré-geradas (documentos áudio, tradução de legendas para formato audível, etc..) Computadores Existem vários produtos disponíveis de Text-to- Speech e leitura de ecrã (pagos e gratuitos) para diferentes plataformas. (ver tabela 4) Nome SO Preço DOSVOX Windows Gratuito Jaws Windows 1200 LINVOX Linux Gratuito Orca *nix Gratuito Proloquo Mac OS X 249 Microsoft Narrator Windows No SO Window Eyes Windows 934 Tabela 4 Exemplos de software disponível. [19] Telemóveis Nos telemóveis é geralmente usado um auricular para permitir que a pessoa interaja com o aparelho juntamente com o software de interpretação para ler/escrever mensagens, escolher números e saber quem nos liga. Geralmente também é dada assistência na navegação de menus e obtenção de informação genérica (horas, data, calculadora). Os softwares mais usados e fiáveis são o talks da Nuance Communications que corre sobre o sistema operativo Symbian (Séries 60 ou 80), p.v.p. 180 e o Mobile Speak da Code factory que corre sobre Symbian ou Windows Mobile, ambos são soluções proprietárias. Nos novos modelos de telemóveis que têm o Sistema de Posicionamento Global incorporado (GPS) já existem interfaces entre o talks (Wayfinder Access powered by Nuance talks) e estes para ajudarem a mobilidade da pessoa invisual Baixa visão Já para as pessoas amblíopes a solução é diferente e passa por tentar amplificar a informação visual o suficiente para que possa ser compreendida. Isto é, através de selecção por parte do utilizador, o software aumenta o tamanho do objecto quantas vezes necessário até que este consiga ver o que deseja (figura 9). Existem vários produtos no mercado que são seguidamente referenciados, assim como os seus preços (ver tabela 5). A grande variação dos preços geralmente está associada à utilização ou não desse software juntamente com hardware específico, da sua qualidade e o número de funcionalidades que dispõe. Nome SO Preço Magic Pró Scripting Edition Windows 742 Magic Pró w/ Speech Windows 443 Magic Professional Windows 294 Magic Standard Windows 257 ZoomWare Windows 170 Virtual Magnifying Glass Windows Gratuito Linux Dolphin Lunar Windows? Andromeda Windows Windows Magnifier Tabela 5 Soluções típicas de hardware/software e preços médios. [15][20][21][22] 5

6 Relativamente à Internet e televisão por assinatura não existem, tanto quanto consegui apurar, soluções unificadoras de software/hardware que se possa comprar em pacote, sendo, por isso necessário o utilizador fazer assinatura de um serviço normal e depois comprar as soluções adaptativas Planos de negócio existentes Figura 9 Exemplo do software Andromeda Windows Magnifier [23] 4. TECNOLOGIAS DE VISÃO Em anos recentes foram feitos grandes progressos na área de dispositivos de substituição sensorial para os cegos. Esta tenta colmatar a falta de visão para que se possam utilizar os mesmos meios que uma pessoa que vê, ou que tem baixa capacidade de visão. Um implante cerebral providencia uma entrada para os dados obtidos através da câmara até aos eléctrodos em contacto com o cortéx visual na nuca. Um computador é usado de seguida para processar a informação como um típico interface cérebro-computador. É uma solução de alto risco. Outra solução existente é a voice que transforma imagens captadas por uma câmara instalada nuns óculos, em bips para serem interpretados pelo utilizador. [24] Ambas têm grandes custos associados, mas bastante diferenciados, sendo que a primeira é da ordem dos e a segunda dos ESTADO DA ARTE EM PORTUGAL Para além do software e algum hardware referenciado anteriormente a Tiflotecnia Informática e Acessibilidade a operar em Portugal desde 1999 (http://www.tiflotecnia.com/) dispõe de várias soluções de diferentes fornecedores para os deficientes visuais. Existem também outras empresas cujo foco principal é este mercado como: Compensar: MAM/Megaserafim: Electrosertec: Ataraxia: Neste momento a tecnologia do estado da arte referida (software/hardware) encontra-se disponível em Portugal, através de encomenda on-line (Compensar) ou nas lojas da especialidade, com a excepção do Samsung touch-messenger que ainda não se encontra à venda. Após o licenciamento dos telemóveis de 3ª geração (UMTS) foram solicitados compromissos dos operadores de telecomunicações móveis nacionais em projectos para cidadãos com necessidades especiais (pessoas com deficiência e idosos), avaliados em 2000 no valor de 100 milhões de Euros, no âmbito do concurso público de atribuição destas licenças. Dois serviços encontram-se no âmbito deste estudo e são descritos em seguida.[25] Vodafone Say O Vodafone Say é um serviço gratuito, criado com base num software Text to Speech, o qual permite transformar em voz todo o texto que aparece no ecrã do seu telemóvel. Assim, pessoas cegas e amblíopes passarão a usufruir totalmente das funcionalidades do seu telemóvel. É instalada, actualmente, a versão 3.60 do Talks (software de leitura) com as vozes portuguesas europeias. Contempla também tarifários de voz e dados com 50% de desconto, tais como o Vodafone Say Total, o Vodafone Say 91, o Vodafone Say ao Segundo e o Plano SMS, designado por Vodafone Say Dados; contempla ainda o mesmo desconto nos tarifários de banda larga móvel: Vodafone Say Net Móvel e T1 Net; e no Vodafone Say Net ADSL que junta Internet de banda larga com telefone fixo. Conta também com formadores da Associação Promotora do Ensino dos Cegos que em várias regiões do País, dão a conhecer as vantagens do serviço. Poderá saber facilmente quem lhe está a ligar; enviar e receber mensagens escritas, mensagens multimédia e s, aceder ao portal Vodafone live!, ouvir e escrever notas, editar e consultar a agenda, consultar o nível de rede e a carga da bateria, modificar as definições do seu telemóvel, entre outros. Para ter o Vodafone Say necessita apenas de um telemóvel compatível, a vodafone tem actualmente disponíveis os Nokia 6124, 6210 Navigator, E65, N73 Black Edition, N78, N81 8Gb e N95 8Gb. Na compra de um destes telemóveis, beneficia da oferta do serviço Vodafone Say e um auricular. No entanto, se já possui um telemóvel compatível, também pode usufruir da oferta. Basta contactar os serviços da Vodafone para que se proceda à instalação da aplicação no seu telemóvel. São vários os modelos compatíveis, bastando para tal, terem a função de alta voz, mínimo de 4 Mb de memória e sistema operativo Symbian Série 60. Actualmente as 6

7 aplicações instaladas são compatíveis com as 2ª e 3ª séries do Symbian da série 60. [26] TMN DIX O DIX é um telemóvel especial que lê em voz alta tudo o que de importante aparece no seu ecrã, no entanto, é parecido com qualquer outro. Mas, uma pequena particularidade faz a diferença: recorrendo a uma aplicação de síntese de voz, o telemóvel "lê em voz alta" ao seu utilizador todo o texto escrito no visor. É aquilo a que vulgarmente se chama um "leitor de ecrã". Com este novo telemóvel da TMN, todos podem receber e enviar SMS, assim usufruindo dos inúmeros benefícios inerentes. Podem igualmente tirar partido de muitas outras funcionalidades úteis, até aqui dificilmente acessíveis, como a agenda, o bloco de notas, a calculadora e o relógio. Também a navegação pelos menus se apresenta facilitada. O DIX é um telemóvel Nokia 6600 com a aplicação Mobile Speak pré-instalada. Trata-se de um software desenvolvido pela Code Factory e adaptado, em parceria com a TMN e a ACAPO, para a língua portuguesa. O preço é de 299,90 euros, ou seja, exactamente ao mesmo preço que o produto sem esta aplicação.[25] Braille O 118 Braille é um serviço lançado pela Portugal Telecom (PT) para facilitar a contratação de deficientes visuais, pois elimina uma das dificuldades inerentes a profissões com atendimento telefónico. Efectivamente se um ou uma telefonista, por ser invisual, consulta muito o número de informações 118 a entidade patronal considerará que suporta um custo adicional por ter admitido um trabalhador com deficiência. Para utilizar este serviço, o cliente regista-se apresentando um comprovativo da sua deficiência. Seguidamente a PT envia-lhe um contrato impresso em tinta e em Braille. Depois disso o utilizador deste serviço liga para o 12133, passando pela rede inteligente da PT, que lhe pede um código de acesso, sendo o cliente informado do crédito disponível. A fase seguinte é o atendimento geral do 118, mas a custo zero. O 118 Braille nasceu em 1996 e conta já com cerca de mil clientes. A PT pensa agora desenvolver um pacote comercial para a conversão de texto em voz para que os invisuais possam consultar a Internet. [27] 6. UM PEQUENO PASSO PARA O HOMEM.. UM PASSO GIGANTESCO PARA A HUMANIDADE! Há, até aos dias de hoje, uma tentativa de aumentar, melhorar e uniformizar os métodos de representação visual para os cegos, sendo que a medicina e a tecnologia tentam fundir-se no limite para tornar esta dura realidade apenas um problema de interface.um exemplo concreto disso é também a W3C Accessibility que define directrizes para a acessibilidade de páginas web, podendo usar examinadores como o Hera para as avaliar. [28][29] Por ser uma área de estudo de minorias é mais negligenciada, mas como se viu anteriormente a sua importância é tremenda e base dos mais variados tipos de negócio. Foram também apresentados diferentes sistemas de adaptação e podemos observer que cronológicamente desde a escrita e leitura em braille até ao implante de sensores no cérebro, houve uma evolução muito grande, mas sera que suficiente? Existe espaço para planos de negócio no que respeita a soluções unificadoras de Internet adaptada (computador+software/hardware) e TV por assinatura adaptada (com leitura de legendas de reportagens, filmes, etc..) que simplesmente juntariam a solução habitual com um software/hardware adaptativo a um preço mais convidativo, sendo uma situação WIN-WIN para todos os actores (o operador de comunicações, o fornecedor de software/hardware e o utilizador invisual.) Poderia também haver maior competitividade no que respeita ao serviço de telefonia móvel, visto o terceiro operador presente em Portugal (Optimus), não responder aos planos de negócios apresentados pelos seus concorrentes (Vodafone e TMN) e destes dois um destacando-se a Vodafone. Seria muito interessante, a curto prazo, realizaremse mais investigações, trabalhos e estudos, nomeadamente pelos alunos de engenharia informática, electrotécnia e biomédica das faculdades portuguesas demonstrando o potencial destes, não só técnico, mas empreendedor e socialmente responsável. Resta saber qual será o papel que devem desenrolar os docentes, as faculdades e o governo para que isto se torne uma realidade. Acredito que estaremos no rumo certo. Apesar de tudo já perguntou a si próprio porque é que as letras F e J do seu teclado têm um relevo na base? 7. BIBLIOGRAFIA [1] Moisés, Génesis, Bíblia., 3 AC, p1. [2] World Health Organization. Blindness. [3] Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, Amblíopia. 7

8 [4] World Health Organization. Distribution of visual impairment. [5] World Health Organization. Ten Facts about blindness and visual impairment. [6] World Health Organization. State of World s Sight VISION 2020: The Right to Sight, , pp 15,2 da coluna 20/v2020_therighttosight.pdf [7] Cyberia, Vodafone lança serviço para cegos e amblíopes, 2005 Disponivel: y=id.stories/3036 [8] INTERNATIONAL TELECOMMUNICATION UNION, 2009 Disponivel:http://www.itu.int/ITU- D/ict/statistics/at_glance/KeyTelecom99.html [9] ANACOM, Serviço acesso à Internet 3º Relatório Trimestral 2008 [10] ANACOM, Serviço telefónico móvel, 3º Relatório Trimestral 2008 [11] Susanne M. Bruyere, William Erickson, Sara VanLooy, Information Technology and the Workplace: Implications for Persons with Disabilities, Cornell University, 2005 [12] Hellen Keller, Speech on Louis Braille s centennial at the Sorbonne University, 1952, Paris asp?frameid=192 [13] Braille, Louis, Nouveau procédé pour représenter par des points la forme meme des letters, 1839, Paris. [14] Royal National Institute of Blind People, Resistance to braile, /publicwebsite/public_lbrnib.hcsp [15] Freedomscientific.com [16] Image copyright of [17] Image copyright of [18] Anil Ananthaswamy, New Scientist Magazine, Vibrating touch screen puts Braille at the fingertips, 31 Março [19] Leitores de ecrã Disponivel: [20] Zoomware Store [21] SourceFourge [22] Dolphin Computer Access [23] Image copyright AndromedaApps [24] Peter B.L. Meijer, Artificial Vision for the Blind [25] Jornal SOL, Petição 344/X/2, Março, [26] ASSOCIAÇÃO PROMOTORA DO ENSINO DOS CEGOS, Vodafone Say [27] Revista Convergir, nº40, Abril 2005, Página 7 [28] World Wide Web Consortium, Web Accessibility Initiative, 28/04/2008 [29] Hera Examinador Pedro. M. S. Pereira nasceu em Lisboa, Portugal, dia 8 de Maio de Frequenta neste momento o último ano de Mestrado Integrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores, especialização em electrónica e telecomunicações, Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa. Está actualmente a realizar a sua tese em reengenharia de software e bilhética de transportes na Link Consulting, Av. Duque de Ávila, nº23, , Lisboa, Portugal. 8

Necessidades especiais Conheça as soluções adaptadas de telefone e Internet Guia para utilizadores com necessidades especiais

Necessidades especiais Conheça as soluções adaptadas de telefone e Internet Guia para utilizadores com necessidades especiais Necessidades especiais Conheça as soluções adaptadas de telefone e Internet Guia para utilizadores com necessidades especiais 1 Agradecimentos ACAPO Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal ACOP Associação

Leia mais

Necessidades especiais Conheça as soluções adaptadas de telefone e Internet

Necessidades especiais Conheça as soluções adaptadas de telefone e Internet Necessidades especiais Conheça as soluções adaptadas de telefone e Internet Guia para utilizadores com necessidades especiais Agradecimentos ACAPO Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal ACOP Associação

Leia mais

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Quase todos nós vamos precisar de óculos um dia (a menos que a tecnologia médica promova a substituição deste artefato por alguma outra coisa tecnológica,

Leia mais

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores

Newsletter. Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro. Janeiro 2011. Campanha Colaboradores Newsletter Janeiro 2011 Campanha Colaboradores Condições especiais para STFP Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública do Centro Principais Vantagens para Associados A Vodafone oferece condições especiais

Leia mais

PARECER TÉCNICO. Referência: parecer requisitos de acessibilidade em aparelhos de telefonia móvel 1. A ONCB: CONCEITO, ATUAÇÃO E OBJETIVOS.

PARECER TÉCNICO. Referência: parecer requisitos de acessibilidade em aparelhos de telefonia móvel 1. A ONCB: CONCEITO, ATUAÇÃO E OBJETIVOS. Inscrição do CNPJ / MF: 10.400.386/0001-82 Escritório Brasília SCS Quadra 1 Bloco B Sala 307 Brasília - DF Cep: 70308-900 E Telefone: (61) 3041-8288 E-mail: brasilia@oncb.org.br PARECER TÉCNICO Referência:

Leia mais

Equipamentos Particulares. Voz Móvel e Banda Larga. quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

Equipamentos Particulares. Voz Móvel e Banda Larga. quinta-feira, 2 de Setembro de 2010 Equipamentos Particulares Voz Móvel e Banda Larga quinta-feira, 2 de Setembro de 2010 Placa Pós-Paga Huawei E1750 7,2 Mb Características 1700131625 Acesso em banda larga à internet, ao e-mail e a aplicações,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD 1 de 9 Desde o nascimento do telemóvel e o seu primeiro modelo vários se seguiram e as transformações tecnológicas que estes sofreram ditaram o nascimento de várias gerações. O Motorola DynaTac 8000X é

Leia mais

Desenvolvimento de Software para melhoria de Acessibilidade e combate à Infoexclusão DSAI. BloNo

Desenvolvimento de Software para melhoria de Acessibilidade e combate à Infoexclusão DSAI. BloNo BloNo Bloco de Notas para Portadores de Deficiências Visuais Paulo Leaf Lagoá Instituto Superior Técnico - LEIC plagoa@netcabo.pt Tiago João Vieira Guerreiro Instituto Superior Técnico - MEIC tjvg@immi.inesc.pt

Leia mais

Eng.º Mário Lino. por ocasião da Apresentação das Iniciativas. e.escola e.professor e.oportunidades

Eng.º Mário Lino. por ocasião da Apresentação das Iniciativas. e.escola e.professor e.oportunidades INTERVENÇÃO DO MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng.º Mário Lino por ocasião da Apresentação das Iniciativas e.escola e.professor e.oportunidades Escola Secundária Eça de Queiroz,

Leia mais

Deficiência Visual. Eficiência Tátil Inteligência - Adaptações. V Compartilhando Eficiências. Seção de Educação Especial SEE - DE

Deficiência Visual. Eficiência Tátil Inteligência - Adaptações. V Compartilhando Eficiências. Seção de Educação Especial SEE - DE Deficiência Visual Eficiência Tátil Inteligência - Adaptações V Compartilhando Eficiências Seção de Educação Especial SEE - DE a voar como os pássaros, Temos aprendido a nadar como os peixes, Mas ainda

Leia mais

Newsletter. Condições especiais para ASAPOL. Agosto 2012. Campanha ASAPOL

Newsletter. Condições especiais para ASAPOL. Agosto 2012. Campanha ASAPOL Newsletter Agosto 2012 Campanha ASAPOL Condições especiais para ASAPOL Principais Vantagens para Associados Campanha ASAPOL A Vodafone oferece condições especiais de tarifas e de aquisição de equipamentos.

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

Acesso à Informação por pessoas com necessidades especiais. Jorge Fernandes Jorge.fernandes@umic.pt UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP

Acesso à Informação por pessoas com necessidades especiais. Jorge Fernandes Jorge.fernandes@umic.pt UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP Acesso à Informação por pessoas com necessidades especiais Jorge Fernandes Jorge.fernandes@umic.pt UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento, IP Janeiro 2010 Incapacidade para aceder à documentação

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO

4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO 4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO 4.1 Comunicação externa A publicação e divulgação de informação relevante sobre o sector das comunicações, o mercado e os seus intervenientes

Leia mais

IPHONE 3G: OPTIMUS GARANTE PRIMEIRA OFERTA MUNDIAL EM PRÉ-PAGO

IPHONE 3G: OPTIMUS GARANTE PRIMEIRA OFERTA MUNDIAL EM PRÉ-PAGO Sonaecom Direcção de Comunicação Institucional R. Henrique Pousão, nº 432 3º 4460-841 Senhora da Hora Tel: 93 100 2000 Fax: 93 100 2204 / 22 957 2204 E-mail: comunicacao@sonae.com Website: www.sonae.com

Leia mais

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. 215 Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. www.governoeletronico.gov.br Recomendações de Acessibilidade para

Leia mais

VIII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG campus Bambuí VIII Jornada Científica TECLADO VIRTUAL ACESSÍVEL PARA SMARTPHONES E TABLETS

VIII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG campus Bambuí VIII Jornada Científica TECLADO VIRTUAL ACESSÍVEL PARA SMARTPHONES E TABLETS TECLADO VIRTUAL ACESSÍVEL PARA SMARTPHONES E TABLETS Daniele Nazaré Tavares¹; Daniela Costa Terra² ¹Estudante de Engenharia da Computação. Instituto Federal Minas Gerais (IFMG) campus Bambuí. Rod. Bambuí/Medeiros

Leia mais

Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE. Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere FASE II - PLANO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE

Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE. Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere FASE II - PLANO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE Alvaiázere Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE 8 284 8.1. WEB Depois de avaliada a acessibilidade do site da responsabilidade da Câmara Municipal de

Leia mais

Comunicações a longas distâncias

Comunicações a longas distâncias Comunicações a longas distâncias Ondas sonoras Ondas electromagnéticas - para se propagarem exigem a presença de um meio material; - propagam-se em sólidos, líquidos e gases embora com diferente velocidade;

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS

ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS ASSOCIAÇÃO DE EMPRESAS PARA UMA REDE DE INOVAÇÃO EM AVEIRO (INOVARIA) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Fevereiro 2014 Para aderir ou obter mais informações: Consulte o seu gestor PT Empresas Envie

Leia mais

Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão

Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão Professor Agebson Rocha Façanha Apoio PALESTRA 13 de novembro de 2012 Nem todas as pessoas têm possibilidade de acessar os recursos de hardware e software que o mundo

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Sociedade da Informação e do Conhecimento 04 de Novembro 2008 Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2008 Banda larga presente em 86% dos agregados domésticos

Leia mais

Produtos e serviços para deficientes visuais. Vista Geral de Produtos

Produtos e serviços para deficientes visuais. Vista Geral de Produtos Produtos e serviços para deficientes visuais Vista Geral de Produtos 2 BAUM Retec AG Especializados em produtos e serviços para deficientes visuais há mais de 30 anos. A BAUM Retec é uma empresa privada

Leia mais

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão!

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão! Website para dispositivos Móveis O futuro na palma de sua mão! Sites Mobile A Internet está sendo cada vez mais acessada através de telefones móveis e, como resultado, sites estão recebendo uma boa quantidade

Leia mais

Mobilidade da Vodafone

Mobilidade da Vodafone UNE - Unidade de Negócio Empresas 16/09/2008 Eduardo Tavares Acesso à Internet, Aplicações e e-mail no seu telemóvel Com o E-mail Móvel da Vodafone tem um acesso permanente e imediato ao seu e-mail, agenda

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013.

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. A Sua Excelência o Senhor Vereador JUARES CARLOS HOY Presidente da Câmara Municipal de Canoas PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. Senhor Presidente, O Vereador Pedro Bueno, Vice-líder da Bancada do Partido

Leia mais

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014

UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014 UNIÃO DE ASSOCIAÇÕES DO COMÉRCIO E SERVIÇOS (UACS) CONDIÇÕES EXCLUSIVAS PARA ASSOCIADOS Março 2014 Para aderir ou obter mais informações: Consulte o seu gestor PT Empresas Envie email para protocoloseparceriasptempresas@telecom.pt

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

Guia de telemóveis, tarifários e serviços Empresas e Profissionais

Guia de telemóveis, tarifários e serviços Empresas e Profissionais Guia de telemóveis, tarifários e serviços Empresas e Profissionais Vodafone Business O guia de telemóveis, tarifários e serviços para Empresas e Profissionais. Tudo o que necessita para facilitar a sua

Leia mais

ASSYMETRIC DIGITAL SUBSCRIBER LINE

ASSYMETRIC DIGITAL SUBSCRIBER LINE ASSYMETRIC Transmissão de dados a velocidades superiores em downstream (da Internet para o utilizador) do que em upstream (do utilizador para a Internet) DIGITAL Tecnologia de transmissão digital. Até

Leia mais

Experimente a marca mais inovadora no que respeita a soluções tácteis integradas

Experimente a marca mais inovadora no que respeita a soluções tácteis integradas Smart innovation! ctouch.eu Experimente a marca mais inovadora no que respeita a soluções tácteis integradas www.ctouch.co.uk Sinta o poder do Toque! A Tecnologia Active IRO faz com que a CTOUCH seja a

Leia mais

Manual de Utilização Rápida Vodafone Connect Pen. Concebido para a Vodafone

Manual de Utilização Rápida Vodafone Connect Pen. Concebido para a Vodafone Manual de Utilização Rápida Vodafone Connect Pen Concebido para a Vodafone 1 Bem-vindo ao mundo das comunicações móveis 1 2 3 4 5 6 8 9 9 10 13 2 Bem-vindo Configuração da sua Connect Pen Iniciar o software

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém

Escola Superior de Gestão de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém Marketing & Publicidade Marketing II Docente: Fernando Gaspar Discente: Tiago Louro nº 7014 Santarém, 20 de Maio 2008 1 Índice História da Vodafone pag. 3 Missão Vodafone

Leia mais

Newsletter. Condições especiais para FENPROF. Agosto 2010. Campanha Colaboradores

Newsletter. Condições especiais para FENPROF. Agosto 2010. Campanha Colaboradores Newsletter Agosto 2010 Campanha Colaboradores Condições especiais para FENPROF Principais Vantagens para Colaboradores A Vodafone oferece condições especiais de tarifas e de aquisição de equipamentos.

Leia mais

DBL/BLM 01.08.2012. Banda Larga Móvel

DBL/BLM 01.08.2012. Banda Larga Móvel DBL/BLM 01.08.2012 Índice Banda Larga O que é? Abordagem Comercial O que é o 4G Evolução Tecnológica Uma Oferta duas marcas Tarifários Campanha de Adesão Equipamentos Serviços Adicionais Argumentário de

Leia mais

A mobilidade da HP em suas mãos

A mobilidade da HP em suas mãos Pocket PCs HP ipaq e Smartphones A mobilidade da HP em suas mãos A mobilidade em suas mãos Hoje em dia, os negócios exigem que você fique o tempo todo conectado. Mas não basta ficar conectado, é preciso

Leia mais

Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para:

Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para: Deficiências Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla Tem dificuldade para: ver a tela usar o mouse usar o teclado ler um texto ouvir um som navegar

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Março de 2004 ISBN: 972-8426-81-X Depósito legal: 207877/04

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Março de 2004 ISBN: 972-8426-81-X Depósito legal: 207877/04 Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Adobe Reader 6 Colecção: Software obrigatório

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO MICROSOFT OFFICE 365 FACILIDADES DE COLABORAÇÃO Março 2012 A CLOUD365 estabeleceu acordos estratégicos com os principais fornecedores de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), entre os quais destacamos

Leia mais

Glossário de Internet

Glossário de Internet Acesso por cabo Tipo de acesso à Internet que apresenta uma largura de banda muito superior à da linha analógica. A ligação é feita com recurso a um modem (de cabo), que se liga à ficha de sinal de TV

Leia mais

Humano-Computador (IHC)

Humano-Computador (IHC) 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WA Professora: Clarisse Sieckenius de Souza Acessibilidade: Uma questão de lei e direitos humanos 15/Mar/2010 Stephen Hawking um dos maiores

Leia mais

Introdução de computadores portáteis assemblados em Portugal pré instalados com software Open Source. Estudo de impacto económico

Introdução de computadores portáteis assemblados em Portugal pré instalados com software Open Source. Estudo de impacto económico Introdução de computadores portáteis assemblados em Portugal pré instalados com software Open Source Estudo de impacto económico Janeiro 2012 Índice 1 Apresentação do estudo...3 2 Pressupostos de análise...4

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Além da poupança na infra-estrutura física dos servidores e do preço das licenças, há reduções de custos

Leia mais

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS MAIS PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS Oquesepretende? A iniciativa PME Digital visa contribuir para estimular a atividade económica

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

LINVOX DOSVOX em Linux

LINVOX DOSVOX em Linux LINVOX DOSVOX em Linux Senabraille - Goiânia José Antonio Borges Projeto DOSVOX NCE/UFRJ - nov/2004 Uso de computadores por DVs Leitura e escrita foram tornadas, entre videntes e cegos, razoavelmente compatíveis

Leia mais

Seu manual do usuário HP SLATE 10 HD 3500EF SILVER http://pt.yourpdfguides.com/dref/5512768

Seu manual do usuário HP SLATE 10 HD 3500EF SILVER http://pt.yourpdfguides.com/dref/5512768 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP SLATE 10 HD 3500EF SILVER. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

Introdução. Nokia N77-1 1ª Edição PT

Introdução. Nokia N77-1 1ª Edição PT Introdução Nokia N77-1 1ª Edição PT Teclas e componentes (frente e lateral) Número do modelo: Nokia N77-1. A seguir referido como Nokia N77. 1 Sensor de luz 2 Câmara secundária com menor resolução 3 Teclas

Leia mais

Manual de Utilização Rápida Vodafone Connect Pen K3772-Z

Manual de Utilização Rápida Vodafone Connect Pen K3772-Z Manual de Utilização Rápida Vodafone Connect Pen K3772-Z Bem-vindo ao mundo da Banda Larga Móvel 1 2 3 4 5 6 8 9 9 10 12 Bem-vindo Configuração da Connect Pen Iniciar a aplicação Ligar Janela Normal Definições

Leia mais

Mitel IP Desktop Solutions. Adaptadas ao Modo como Trabalha

Mitel IP Desktop Solutions. Adaptadas ao Modo como Trabalha Mitel IP Desktop Solutions Adaptadas ao Modo como Trabalha NÃO existem soluções universais 1 O atendimento e assistência a clientes são o ponto de entrada para a sua empresa... Será que os trabalhadores

Leia mais

PT Wi-Fi: Internet em Movimento

PT Wi-Fi: Internet em Movimento PT Wi-Fi: Internet em Movimento Clipping de Media (05 a 09 de Dezembro de 2003) Meio: Diário Económico Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 6 Meio: Jornal de Negócios Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 8

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 06 de novembro de 2012 60% das pessoas dos 16 aos 74 anos utilizam Internet

Leia mais

OS RECURSOS COMPUTACIONAIS AUXILIANDO OS DEFICIENTES VISUAIS

OS RECURSOS COMPUTACIONAIS AUXILIANDO OS DEFICIENTES VISUAIS OS RECURSOS COMPUTACIONAIS AUXILIANDO OS DEFICIENTES VISUAIS 2011 Fabíola Magda Andrade Ventavoli Bacharel em Ciências da Computação, Licenciada em Matemática e Computação. Pós-graduada em Psicopedagogia

Leia mais

Equipamentos. Voz Móvel e Banda Larga. terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009. Sindicato Trabalhadores Registo Notariado

Equipamentos. Voz Móvel e Banda Larga. terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009. Sindicato Trabalhadores Registo Notariado Equipamentos Voz Móvel e Banda Larga terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009 s Registo Notariado HTC Touch Pro HTC Touch Pro HTC Touch Pro HTC Touch Dia HTC Touch Dia HTC Touch Diamond Blackberry Curv Blackberry

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade

I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade Andréa Poletto Sonza Junho de 2014 Tecnologia Assistiva Recursos: Estão incluídos brinquedos e roupas adaptadas, computadores,

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA 1. INTRODUÇÃO

REALIDADE AUMENTADA 1. INTRODUÇÃO REALIDADE AUMENTADA 1. INTRODUÇÃO A Realidade Aumentada (RA) (augmented reality) é uma tecnologia, que combina elementos do mundo real com elementos virtuais em 3D, permitindo a interactividade entre objectos

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE 1 ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Porto Alegre RS - maio de 2012. Clóvis da Silveira PUCRS csclovis@gmail.com Adriana Beiler PUCRS

Leia mais

Equipamentos. Voz Móvel e Banda Larga. terça-feira, 3 de Março de 2009

Equipamentos. Voz Móvel e Banda Larga. terça-feira, 3 de Março de 2009 Equipamentos Voz Móvel e Banda Larga terça-feira, 3 de Março de 2009 HTC Touch Pro HTC Touch Pro HTC Touch Pro 479,90 HTC Touch 3G HTC Touch 3G HTC Touch 3G 464,90 HTC Touch Dia HTC Touch Dia HTC Touch

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Aula 15 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE.

Leia mais

Senha f. Sinónimo de palavra-chave. ; v.t. Palavra-chave, Username

Senha f. Sinónimo de palavra-chave. ; v.t. Palavra-chave, Username scp m. Abreviatura de soc.culture.portuguese, o grupo de news distribuído internacionalmente, dedicado a Portugal e à cultura portuguesa, no sentido lato. ; v.t. Usenet, News SDH m. Sigla de Synchronous

Leia mais

Mobile Payments: projeto piloto

Mobile Payments: projeto piloto Mobile Payments: projeto piloto Sustentabilidade Maio, 2013 AGENDA ENQUADRAMENTO PILOTO MOBILE PAYMENTS RESULTADOS ENQUADRAMENTO Já assumida como uma tendência, o sistema de pagamento pelo telemóvel começa

Leia mais

Acessibilidade na TDT em Portugal Sugestões do CERTIC/UTAD Documentação complementar disponível em: http://www.acessibilidade.

Acessibilidade na TDT em Portugal Sugestões do CERTIC/UTAD Documentação complementar disponível em: http://www.acessibilidade. ACESSIBILIDADE PARA CIDADÃOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS NOS REGULAMENTOS DA TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE EM PORTUGAL Documento Técnico 7 de Junho de 2007 1/13 Índice POPULAÇÃO-ALVO E ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS...

Leia mais

MOBILE MARKETING. Prof. Fabiano Lobo

MOBILE MARKETING. Prof. Fabiano Lobo MOBILE MARKETING Prof. Fabiano Lobo - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação

Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação 1.º Semestre de Índice Preâmbulo 3 Análise estatística 4 Anexos 14 2 Preâmbulo O presente relatório tem por objecto as solicitações recebidas no

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação Trabalho de Projecto O Mundo da TV

Tecnologias de Informação e Comunicação Trabalho de Projecto O Mundo da TV Dedicamos o trabalho a todos aqueles a que, neste país, fazem tudo para existir uma melhor televisão e àqueles que trabalham horas a fio para dar continuidade a uma emissão. Dedicamo-lo também àqueles

Leia mais

» apresentação. WORKFLOW que significa?

» apresentação. WORKFLOW que significa? » apresentação WORKFLOW que significa? WORKFLOW não é mais que uma solução que permite sistematizar de forma consistente os processos ou fluxos de trabalho e informação de uma empresa, de forma a torná-los

Leia mais

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 13 de Setembro de 2001 Princípios Contabilísticos Internacionais Síntese do 1º Semestre de 2001 Principais Acontecimentos do 1º Semestre Forte liderança

Leia mais

Encore Mini o novo tablet ultraportátil de 7 da Toshiba. Comunicado de imprensa

Encore Mini o novo tablet ultraportátil de 7 da Toshiba. Comunicado de imprensa Encore Mini o novo tablet ultraportátil de 7 da Toshiba Lisboa, 3 de setembro 2014 A Toshiba Europe GmbH anuncia hoje o novo Encore Mini um tablet de 17,8 cm (7 ) com Windows 8.1, Bing e Microsoft

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

Encontros UTIS. Estabelecer parceiras com os clientes permite desenvolver soluções globais e integradas adequadas às suas necessidades

Encontros UTIS. Estabelecer parceiras com os clientes permite desenvolver soluções globais e integradas adequadas às suas necessidades Encontros UTIS Este documento é propriedade intelectual da PT e fica proibida a sua utilização ou propagação sem expressa autorização escrita. A PT no âmbito da sua estratégia de responsabilidade social,

Leia mais

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA ÍNDICE INTRODUÇÃO O QUE É PAGAMENTO MÓVEL CONCLUSÃO PG. 3 PG. 4 PG. 6 PG. 17 INTRODUÇÃO Os meios de pagamento eletrônico estão cada vez mais fortes no Brasil.

Leia mais

Android. Escolhe o dispositivo Android certo!

Android. Escolhe o dispositivo Android certo! Android O Android é a plataforma mais popular do mundo das telecomunicações. Podemos usar todos os aplicativos do Google, existem mais de 600.000 aplicativos e jogos disponíveis no Google Play para nos

Leia mais

UM ELEMENTO PARA A VIDA

UM ELEMENTO PARA A VIDA 1 Nasceu o novo MEO. A única marca em Portugal com uma oferta verdadeiramente integrada de telecomunicações e entretenimento: Televisão, Internet, Telefone e Telemóvel 2 UM ELEMENTO PARA A VIDA TELEVISÃO

Leia mais

Relatório Preliminar de. Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source

Relatório Preliminar de. Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Relatório Preliminar de Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Cândido Silva Av. dos Descobrimentos, 333 4400-103 Santa Marinha

Leia mais

BLM NOVA CAMPANHA. Conheça as novidades da campanha Banda Larga Móvel MEO e TMN em vigor para novas adesões efetuadas de 1 a 28 fevereiro 2013.

BLM NOVA CAMPANHA. Conheça as novidades da campanha Banda Larga Móvel MEO e TMN em vigor para novas adesões efetuadas de 1 a 28 fevereiro 2013. BLM NOVA CAMPANHA Conheça as novidades da campanha Banda Larga Móvel MEO e TMN em vigor para novas adesões efetuadas de 1 a 28 fevereiro 2013. Novidades: > Redução da mensalidade do tarifário 4G Hiper

Leia mais

Áreas de aplicação das TIC

Áreas de aplicação das TIC O que é a Informática? Ficha Informativa Nº 5 Tratamento ou processamento da informação de forma automática. Dados - São designações de entidades que constituem a informação. Exemplo: Objetos, símbolos,

Leia mais

Nós fazemos fácil o difícil

Nós fazemos fácil o difícil O serviço TrustThisProduct é baseado na ideia de que informação detalhada e de confiança sobre um produto é a forma de chegar às mãos do consumidor. Como resultado, a pessoa ficará mais satisfeita com

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

MEDIA CENTER EDITION 2005

MEDIA CENTER EDITION 2005 ARTIGO MEDIA CENTER EDITION MEDIA CENTER EDITION 2005 O MICROSOFT WINDOWS XP MEDIA CENTER EDITION 2005, OU SIMPLESMENTE MCE, PROPORCIONA O MAIS AVANÇADO ENTRETENIMENTO DOMÉSTICO DA COMPUTAÇÃO ACTUAL. COM

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR CONTEÚDO 1 2 3 4 5 6 Por que as empresas precisam estar conectadas ao mundo mobile Como os aplicativos mobile podem atrair mais clientes. Como os aplicativos

Leia mais

30/04/2013 22h19 - Atualizado em 30/04/2013 22h38

30/04/2013 22h19 - Atualizado em 30/04/2013 22h38 30/04/2013 22h19 - Atualizado em 30/04/2013 22h38 Samsung Galaxy S4 é lançado no Rio e mantém preços a partir de R$ 2,4 mil Smartphone chega às lojas no Sudeste e em Brasília no dia 8 de maio. Novo modelo

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação

Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação Computadores e Informática Guia de introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação Autor: António Eduardo Marques Colecção: Soluções Revisão: Centro Atlântico Capa e paginação: António J. Pedro Centro

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 125/IX ACESSO UNIVERSAL À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º 125/IX ACESSO UNIVERSAL À INTERNET EM BANDA LARGA. Exposição de motivos PROJECTO DE LEI N.º 125/IX ACESSO UNIVERSAL À INTERNET EM BANDA LARGA Exposição de motivos Segundo a Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), existiam quase 4 milhões (3 912 000) de utilizadores da

Leia mais

Os nossos produtos. www.gisgeo.pt 3

Os nossos produtos. www.gisgeo.pt 3 www.gisgeo.pt A Gisgeo Information Systems, Lda. é uma empresa que comercializa equipamentos de localização de pessoas ou bens, apoiada no conhecimento especializado de uma equipa portuguesa de licenciados

Leia mais

Mitos da Acessibilidade Web

Mitos da Acessibilidade Web SAPO Codebits 2008 Magda Joana Silva magdajoanasilva@gmail.com Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com limitações Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com

Leia mais

Relatório Preliminar de. Projecto em Contexto Empresarial I. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source

Relatório Preliminar de. Projecto em Contexto Empresarial I. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Relatório Preliminar de Projecto em Contexto Empresarial I VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Cândido Silva Av. dos Descobrimentos, 333 4400-103 Santa Marinha - Vila Nova de

Leia mais

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Principais Resultados

Famílias. Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004. Principais Resultados Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2004 Principais Resultados NOTA METODOLÓGICA (SÍNTESE) O Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação

Leia mais

Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003

Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Famílias Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação 2003 Instrumento de Notação Instrumento de notação do Sistema Estatístico Nacional (Lei n.º 6/89, de 15 de Abril), de resposta

Leia mais