Sumário. 4 Introdução. 4 Definições. 4 Utilização. 4 Padrões. 4 Conclusão. 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. 4 Introdução. 4 Definições. 4 Utilização. 4 Padrões. 4 Conclusão. 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core"

Transcrição

1 Sumário 4 Introdução 4 Definições 4 Utilização 4 Padrões 4 Os padrões permitem 4 Padrões USMARC 4 Padrões Dublin Core 4 Conclusão

2 Introdução 4 A constante evolução da área de informática, permite com que dados se tornem cada vez mais disponíveis e acessíveis a um maior número de usuários. 4 Para realizar seus trabalhos o usuário precisa de maior informação sobre os dados que utiliza. 4 As organizações percebem uma grande preocupação dos usuários em conhecer a origem, história, qualidade e utilidade da informação digital que disponibilizam.

3 Definições 4 A palavra metadados foi criada por Jack Myres, em 1969, para denominar os dados que descreviam registros de arquivos convencionais. 4 Metadado é a informação sobre o dado que permite o acesso e gerenciamento deste dado de maneira eficiente e inteligente.

4 Definições 4 Metadados são freqüentemente descritos como dados sobre dado. 4 Informações adicionais necessárias para que os dados se tornem utilizáveis. 4 Em suma, Metadados são um conjunto de características sobre os dados que não estão normalmente incluídas nos dados propriamente ditos.

5 Utilização 4 Metadados se aplicam a uma grande variedade de acervos de dados que podem ou não, estar disponíveis em redes de computadores. 4 Exemplos de acervos 4 dados bancários 4 bibliotecas tradicionais 4 sistemas de informações geográficas 4 bibliotecas digitais 4 documentos multimídia etc.

6 Padrões 4 A especificação e utilização de padrões garantem a existência de um conjunto de informações comuns sobre um determinado tema ou área. 4 Padrões facilitam a compreensão, integração e o uso compartilhado de informações entre usuários de diferentes formações, níveis de experiências e propósitos. 4 O estabelecimento de padrões implica - compromisso em usar as terminologias e definições estabelecidas.

7 Padrões 4 Um padrão de metadados é formado por um conjunto de elementos descritores que podem estar relacionados. 4 Geralmente padronizam-se nomes, informações ou grupos de dados utilizados para descrever certo tipo de acervo. 4 A definição de padrões de metadados é feita por um grupo que detêm o conhecimento sobre um determinado tipo de acervo. Ex: bibliotecários ou profissionais de ciência da informação junto com profissionais de informática.

8 Padrões 4 Apesar da complexidade de alguns padrões de metadados, o conjunto de descritores deve conter apenas informações apropriadas e suficientes para descrever o dado. 4 A informação nele contida deve ser compreendida por qualquer pessoa. 4 Também deve poder ser compilada/interpretada pelo computador para poder servir de subsídio a sistemas de busca e recuperação de informações.

9 Os padrões permitem 4 Manter o investimento na organização interna dos dados. 4 Providenciar informação sobre dados existentes sobre determinada área de interesse, localização desses dados, grau de atualização dos dados, formato e obstáculos à sua utilização. 4 Providenciar informação necessária para processar e interpretar dados recebidos através de uma fonte exterior.

10 Padrões - USMARC 4 Nos anos 60 a Biblioteca do Congresso Americano (Library of Congress - LC) criou o formato LC MARC. 4 Sua finalidade era a de catalogar diferentes tipos de informações bibliográficas. 4 O LC MARC original evoluiu e se tornou o padrão USMARC, que é utilizado pela maioria dos sistemas de bibliotecas.

11 Padrões - Dublin Core 4 Com o objetivo de alcançar uma solução comum para o problema de localização de informação na Internet, a OCLC (Online Computer Library Center) e o NCSA (National Center for Supercomputing Aplications) organizaram, em 1995, um workshop sobre metadados em Dublin, Ohio. 4 Participaram deste workshop profissionais da área de Biblioteconomia, Ciências da Informação, Informática e Provedores de Informações da rede. 4 O resultado foi a definição do padrão de metadados para Internet chamado Dublin Core.

12 Padrões - Dublin Core 4 Como a maioria dos objetos na Internet está em forma de documentos, o objetivo principal do Dublin Core foi identificar e definir um conjunto contendo o mínimo de elementos capazes de descrever Objetos do Tipo Documento ( DLOs) da Internet. 4 Alguns elementos do Dublin Core 4 Assunto: área de conhecimento ao qual o trabalho pertence. 4 Título: é definido como o nome do objeto. 4 Autor: responsável pelo conteúdo intelectual do trabalho. 4 Editor 4 Data 4 Identificador 4 Idioma.

13 Padrões - Dublin Core 4 Este padrão é considerado um marco nas discussões sobre padrões de metadados na Internet. 4 É ponto de partida para os demais projetos envolvendo especificação de uma arquitetura de metadados para a Web. 4 Sua simplicidade é fator chave para a rápida utilização na Web.

14 Conclusão 4 Os metadados não são um fim em si, são uma ferramenta que melhora significativamente o trabalho na área dos dados e de grande importância para os usuários de Sistemas de Informação.

15 Diversas bases Muitos registros Pouca relevância Google? Autor? Assunto? Titulo?... Busca PKP Bases específicas Menos registros Muita relevância A HTML A PDF A XML A OAI?? XML A Harvester A n... B...

16 Fontes 4 The Dublin Core Metadata Initiative PKP metadata archive Arquitetura de informática para integração de sistemas de bibliotecas na Internet PUC/Rio. MSc. Geórgia R. R. Gomes - Dr. Rubens N. Melo - MSc. Sérgio da C. Côrtes - 4 Open Archives Initiative -

Escola de Ciência da Informação ECI/UFMG. Eduardo Ribeiro Felipe erfelipe@yahoo.com.br

Escola de Ciência da Informação ECI/UFMG. Eduardo Ribeiro Felipe erfelipe@yahoo.com.br Escola de Ciência da Informação ECI/UFMG Eduardo Ribeiro Felipe erfelipe@yahoo.com.br Metadados Metadados Significa dado sobre dado ou informação sobre outra informação. Uma informação que trabalha o significado

Leia mais

Dublin Core e MARC 21 : um estudo de correspondência de elementos de metadados

Dublin Core e MARC 21 : um estudo de correspondência de elementos de metadados Dublin Core e MARC 21 : um estudo de correspondência de elementos de metadados Maria das Dores Rosa Alves¹, Marcia Izabel Fugisawa Souza¹ ¹Embrapa Informática Agropecuária Caixa postal 6014 Campinas, SP

Leia mais

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados

Metadados. 1. Introdução. 2. O que são Metadados? 3. O Valor dos Metadados 1. Introdução O governo é um dos maiores detentores de recursos da informação. Consequentemente, tem sido o responsável por assegurar que tais recursos estejam agregando valor para os cidadãos, as empresas,

Leia mais

O PADRÃO DE METADADOS DUBLIN CORE: A REPRESENTAÇÃO DESCRITIVA EM HTML 1

O PADRÃO DE METADADOS DUBLIN CORE: A REPRESENTAÇÃO DESCRITIVA EM HTML 1 1 Eixo Temático: Organização e Representação da Informação e do Conhecimento O PADRÃO DE METADADOS DUBLIN CORE: A REPRESENTAÇÃO DESCRITIVA EM HTML 1 Bill Alexander Santos da Silva 2 Juliana Marques do

Leia mais

Uma arquitetura para integração de Sistemas de Bibliotecas. 1

Uma arquitetura para integração de Sistemas de Bibliotecas. 1 Uma arquitetura para integração de Sistemas de Bibliotecas. 1 MSc. Geórgia R. R. Gomes Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-Rio {georgia@dbd.puc-rio.br} Resumo. Este trabalho apresenta

Leia mais

RELATÓRIO 3 CONJUNTO DE METADADOS DO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DA ENAP

RELATÓRIO 3 CONJUNTO DE METADADOS DO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DA ENAP RELATÓRIO 3 CONJUNTO DE METADADOS DO REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL DA ENAP Projeto básico sobre Repositório Digital: Definição da Arquitetura Informacional / Definição do Conjunto de Metadados / Definição

Leia mais

Biblioteca Digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo

Biblioteca Digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo Biblioteca Digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo Adriana Olinto Ballesté Laboratório Nacional de Computação Científica UNIRIO-PPGM e-mail: adri@lncc.br Jupter Martins de Abreu Jr.

Leia mais

Automação de Unidades de Informação Redes de Informação

Automação de Unidades de Informação Redes de Informação Automação de Unidades de Informação Introdução As tecnologias de informação concretizam a Sociedade da Informação, na qual as redes são recursos estratégicos para o desenvolvimento científico e tecnológico.

Leia mais

Weslley da Silva Fernandes Mathias

Weslley da Silva Fernandes Mathias Weslley da Silva Fernandes Mathias 1 Biblioteca digital é a biblioteca constituída por documentos primários, que são digitalizados sob a forma material (disquetes, CD-ROM, DVD), ou online através da internet,

Leia mais

PRESERVAÇÃO DIGITAL DA MEMÓRIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO INPE

PRESERVAÇÃO DIGITAL DA MEMÓRIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO INPE PRESERVAÇÃO DIGITAL DA MEMÓRIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO INPE BANON, G. J. F. *, RIBEIRO, M. L. *, BANON, L. C. A grande inovação da área digital foi a possibilidade de criar com grande facilidade e rapidez,

Leia mais

METADADOS PARA A PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL

METADADOS PARA A PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL 354 METADADOS PARA A PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL José Carlos Abbud Grácio (UNESP) Bárbara Fadel (UNESP) 1. Introdução Com os avanços das tecnologias de informação e comunicação (TIC) as instituições

Leia mais

Repositórios, Acesso Livre, Preservação Digital. Questões para hoje e amanhã

Repositórios, Acesso Livre, Preservação Digital. Questões para hoje e amanhã Repositórios, Acesso Livre, Preservação Digital Questões para hoje e amanhã Florianópolis 1.000.000 a.c - 2009 d.c Evolução da prática científica O compartilhamento dos dados das pesquisas mudou para práticas

Leia mais

BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP

BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP BIBLIOTECA DIGITAL DE PRODUÇÃO INTELECTUAL DA USP Sistema Integrado de Bibliotecas Novembro de 2012 Uma nova realidade Com o advento da Internet, os fluxos da Comunicação científica se modificaram As publicações

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO - 2015

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO - 2015 Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO - 2015 I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA ORGANIZAÇÃO DE RE- CARGA HORÁRIA 82 h CURSOS

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação a indexação e resumos, julgue os itens a seguir. Julgue os itens subsecutivos, referentes à gestão da informação e do conhecimento. 51 Coerência intraindexador refere-se

Leia mais

Proposta de uma Biblioteca Digital para Documentos Técnico-cientícos do Departamento de Computação da Universidade Federal de Ouro Preto

Proposta de uma Biblioteca Digital para Documentos Técnico-cientícos do Departamento de Computação da Universidade Federal de Ouro Preto Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM Proposta de uma Biblioteca Digital para Documentos Técnico-cientícos do Departamento

Leia mais

REPOSITÓRIO EDUCACIONAL ABERTO PARA SURDOS: UMA PRIMEIRA ABORDAGEM

REPOSITÓRIO EDUCACIONAL ABERTO PARA SURDOS: UMA PRIMEIRA ABORDAGEM GT8 - Informação e Tecnologia Modalidade de apresentação: Pôster REPOSITÓRIO EDUCACIONAL ABERTO PARA SURDOS: UMA PRIMEIRA ABORDAGEM Romario Antunes da Silva Universidade Federal de Santa Catarina Rosângela

Leia mais

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace A Biblioteca Digital do Senado Federal eo DSpace André Luiz Lopes de Alcântara Chefe do Serviço de Biblioteca Digital Simone Bastos Vieira Diretora da Biblioteca do Senado Federal BIBLIOTECA DO SENADO

Leia mais

Comunicado Técnico da Embrapa Informática Agropecuária

Comunicado Técnico da Embrapa Informática Agropecuária Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura e do Abastecimento Nº. 7, dezembro/2000 Comunicado Técnico da ISSN 1516-5620 CATALOGAÇÃO DE RECURSOS ELETRÔNICOS: METADADOS E O PADRÃO

Leia mais

DESCRIÇÃO E RECUPERAÇÃO DE NOTÍCIAS JORNALÍSTICAS POR MEIO DE METADADOS

DESCRIÇÃO E RECUPERAÇÃO DE NOTÍCIAS JORNALÍSTICAS POR MEIO DE METADADOS 10 DESCRIÇÃO E RECUPERAÇÃO DE NOTÍCIAS JORNALÍSTICAS POR MEIO DE METADADOS DESCRIPTION AND RETRIEVING NEWS STORY BY METADATA João Brambilla 1, Silvio Carro 1, Munir Felício 1 1 Faculdade de Informática

Leia mais

Histórico SIBi/USP. Surgimento. 6 milhões de volumes espalhados pelos 9 campi da USP.

Histórico SIBi/USP. Surgimento. 6 milhões de volumes espalhados pelos 9 campi da USP. Histórico SIBi/USP Surgimento. 6 milhões de volumes espalhados pelos 9 campi da USP. Histórico SIBi/USP Os acervos oferecem suporte as atividades de ensino de 200 cursos de graduação, 271 de Mestrado,

Leia mais

PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso do Núcleo de Documentação da Universidade Federal Fluminense

PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso do Núcleo de Documentação da Universidade Federal Fluminense TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca PROJETOS, PARCERIAS E ARRANJOS INOVATIVOS: o caso

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM REPOSITÓRIOS DIGITAIS. Marisa Bräscher Fernanda de Souza Monteiro

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM REPOSITÓRIOS DIGITAIS. Marisa Bräscher Fernanda de Souza Monteiro ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM REPOSITÓRIOS DIGITAIS Marisa Bräscher Fernanda de Souza Monteiro 1 OI objeto informacional Para ser organizada, a informação precisa ser descrita uma descrição é um enunciado

Leia mais

Fórum Universitário Pearson OCLC Online Computer FUP 2010 Library Center. Uso de fontes de informação pelos universitários. Prof.

Fórum Universitário Pearson OCLC Online Computer FUP 2010 Library Center. Uso de fontes de informação pelos universitários. Prof. Fórum Universitário Pearson OCLC Online Computer FUP 2010 Library Center Uso de fontes de informação pelos universitários Prof. Murilo Cunha UnB Tendências: Cenário Social da biblioteca Auto-atendimento,

Leia mais

Open Archives: contexto

Open Archives: contexto Open Archives Arquivos Abertos Impacto da Internet nos Sistemas de Informação Documentos em papel Documentos eletrônicos Bases de dados referenciais Bases em texto completo Sistemas isolados Interoperabilidade

Leia mais

A criação do projeto laboratório biblioteca digital como estratégia de ensino da disciplina bibliotecas arquivos e museus digitais

A criação do projeto laboratório biblioteca digital como estratégia de ensino da disciplina bibliotecas arquivos e museus digitais Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) A criação do projeto laboratório biblioteca digital como estratégia de ensino da disciplina bibliotecas arquivos e museus digitais Célia da Consolação Dias (ECI/UFMG) -

Leia mais

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE UM REPOSITÓRIO DIGITAL DE INFORMAÇÕES BASEADO EM SOFTWARE LIVRE

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE UM REPOSITÓRIO DIGITAL DE INFORMAÇÕES BASEADO EM SOFTWARE LIVRE LEONARDO DALLA BERNARDINA SANTOS O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE UM REPOSITÓRIO DIGITAL DE INFORMAÇÕES BASEADO EM SOFTWARE LIVRE Monografia apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade

Leia mais

Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações

Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações Roberto Tonera Projeto Fortalezas Multimídia - Universidade Federal de Santa Catarina Brasil projeto@fortalezasmultimidia.com.br artonera@hotmail.com

Leia mais

EDUARDO DA ROCHA RUTHES ANÁLISE DA QUALIDADE DE METADADOS EM UM SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DIGITAIS

EDUARDO DA ROCHA RUTHES ANÁLISE DA QUALIDADE DE METADADOS EM UM SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EDUARDO DA ROCHA RUTHES ANÁLISE DA QUALIDADE DE METADADOS EM UM SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DIGITAIS Dissertação apresentada como requisito parcial à obtenção do grau de Mestre. Programa de Pós-Graduação

Leia mais

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO Liliana Giusti Serra INFORMAÇÃO - NOVA ECONOMIA Ciência da Informação Ciência da Computação CONTEÚDO Tecnologia de Rede BIBLIOTECAS DIGITAIS Interoperabilidade

Leia mais

Criação do Sistema Integrado de Bibliotecas do Sistema ACAFE: utilizando JAVA e XML

Criação do Sistema Integrado de Bibliotecas do Sistema ACAFE: utilizando JAVA e XML Criação do Sistema Integrado de Bibliotecas do Sistema ACAFE: utilizando JAVA e XML Alberto Pereira de Jesus (FURB) albertop@furb.br Jefferson José Gomes(ACAFE) jeffer@acafe.org.br Resumo. Este artigo

Leia mais

Tiago Rodrigo Marçal Murakami

Tiago Rodrigo Marçal Murakami Tiago Rodrigo Marçal Murakami Bacharel em Biblioteconomia pela USP Estudante de Administração Pública na UFOP Editor do Blog Bibliotecários sem Fronteiras - BSF Responsável pelo RABCI Estrutura e objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ALINE DÉBORA DA SILVA ROSILENE MARIA DIAS MACHADO TICIANA COSTA PROJETO

Leia mais

Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1. Guilhermina de Melo Terra 2. Universidade Federal do Amazonas

Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1. Guilhermina de Melo Terra 2. Universidade Federal do Amazonas Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1 Guilhermina de Melo Terra 2 Universidade Federal do Amazonas Resumo Discute o processo de produção, armazenamento e disseminação da informação que se encontra

Leia mais

Recuperação. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília

Recuperação. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília Recuperação Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília 1 2 Contexto Grande quantidade de informações são produzidas e disponibilizadas diariamente Com a elevada

Leia mais

VIII Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação e do Conhecimento praticar ao sábado. E-repositórios. 26 de Maio de 2007

VIII Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação e do Conhecimento praticar ao sábado. E-repositórios. 26 de Maio de 2007 VIII Oficinas de Formação A Escola na Sociedade da Informação e do Conhecimento praticar ao sábado E-repositórios 26 de Maio de 2007 Intervenção de Maria João Gomes da Universidade do Minho Repositórios

Leia mais

Novo contexto. A incorporação da Internet à rotina empresarial provocou forte impacto sobre as tradicionais formas de negociação...

Novo contexto. A incorporação da Internet à rotina empresarial provocou forte impacto sobre as tradicionais formas de negociação... O AMBIENTE DIGITAL O que mudou com a Internet A estratégia no ambiente digital a Empresa 2.0 e o uso das Mídias Sociais Redes Sociais como instrumento estratégico A incorporação da Internet à rotina empresarial

Leia mais

Uso de software livre para implementação de provedores de serviços OAI-PMH: caso do provedor de serviços Sabiia

Uso de software livre para implementação de provedores de serviços OAI-PMH: caso do provedor de serviços Sabiia Uso de software livre para implementação de provedores de serviços OAI-PMH: caso do provedor de serviços Sabiia Anderson Hirata Isaque Vacari Introdução A iniciativa de Acesso Aberto promove a interoperabilidade

Leia mais

DISPONIBILIZAÇÃO DE CONTEÚDOS

DISPONIBILIZAÇÃO DE CONTEÚDOS DISPONIBILIZAÇÃO DE CONTEÚDOS BINÁRIOS VERSIONADOS NA WEB: UMA ANÁLISE DE DESEMPENHO DOS SISTEMAS POSTGRESQL, MYSQL E SVN VISANDO ARQUITETURAS COM SOLUÇÕES PARA ACESSO E ARMAZENAMENTO EFICIENTES. Corneli

Leia mais

Tutorial para inscrição on-line

Tutorial para inscrição on-line Tutorial para inscrição on-line Programa de Pós-Graduação em Educação Processo de Seleção Mestrado e Doutorado Rio de Janeiro 1 Prezados Candidatos, Tentamos descrever aqui os passos necessários para se

Leia mais

Implementação de Interoperabilidade entre Repositórios Digitais por meio do Protocolo OAI-PMH. Renan Rodrigues de Oliveira Cedric Luiz de Carvalho

Implementação de Interoperabilidade entre Repositórios Digitais por meio do Protocolo OAI-PMH. Renan Rodrigues de Oliveira Cedric Luiz de Carvalho Implementação de Interoperabilidade entre Repositórios Digitais por meio do Protocolo OAI-PMH Renan Rodrigues de Oliveira Cedric Luiz de Carvalho Technical Report - RT-INF_003-09 - Relatório Técnico March

Leia mais

Curso em Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Tutorial Editor-Gerente

Curso em Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Tutorial Editor-Gerente Curso em Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER) Tutorial Editor-Gerente AGOSTO 2015 Editor-Gerente Configurando a revista Este tutorial apresenta 5 grandes grupos de configuração: Detalhes:

Leia mais

FERRAMENTAS WEB PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA PÚBLICA DIGITAL LIVRE: uma análise por meio dos sites especializados

FERRAMENTAS WEB PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA PÚBLICA DIGITAL LIVRE: uma análise por meio dos sites especializados FERRAMENTAS WEB PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA PÚBLICA DIGITAL LIVRE: uma análise por meio dos sites especializados Autores: Robéria de Lourdes de Vasconcelos Andrade (Profa. UFAL, Brasil) Wagner

Leia mais

A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO EM BIBLIOTECAS VIRTUAIS DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS

A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO EM BIBLIOTECAS VIRTUAIS DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO EM S VIRTUAIS DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS Maria Odaisa Espinheiro de Oliveira Universidade Federal do Pará Centro Socioeconômico/Dep. Biblioteconomia Correo-e: odaisa@ufpa.br

Leia mais

Parâmetros de Utilização e Manutenção das Mensagens do Informa Online 2000. Maio 2007

Parâmetros de Utilização e Manutenção das Mensagens do Informa Online 2000. Maio 2007 e Manutenção das Mensagens do Informa Online 2000 Maio 2007 Os parâmetros de funcionamento e as mensagens exibidas pelo Informa Online 2000 são configurados utilizando-se os programas AlteraDllOnline.exe

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O que é uma fundamentação teórica É uma visão crítica da pesquisa existente que é significante para o trabalho que o aluno/pesquisador está desenvolvendo; Identifica e organiza

Leia mais

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO Ferreira, S. M. S.P. 1 Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações de Artes Weitzel, S. R. 2 Universidade Federal do

Leia mais

Ambiente Visual para o Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos

Ambiente Visual para o Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos Ambiente Visual para o Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos Diego Cordeiro Barboza 1, Júlio César da Silva 2 1 UNIFESO, Centro de Ciências e Tecnologia, Curso de Ciência da Computação, diego.cbarboza@gmail.com

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS E SERVIÇOS GOOGLE PARA O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS E SERVIÇOS GOOGLE PARA O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS E SERVIÇOS GOOGLE PARA O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO 1. Introdução A empresa Google Inc. nasceu em 1998, quando Larry Page e Sergey Brin,

Leia mais

Metadados Essenciais: Uma Metodologia para Catalogação de Objetos de Aprendizagem no Repositório Digital ROAI

Metadados Essenciais: Uma Metodologia para Catalogação de Objetos de Aprendizagem no Repositório Digital ROAI Metadados Essenciais: Uma Metodologia para Catalogação de Objetos de Aprendizagem no Repositório Digital ROAI Jhônatan Ferlin, Avanilde Kemczinski, Edson Murakami, Marcelo da Silva Hounsell Departamento

Leia mais

Biblioteca Digital da UNIVATES utilizando a ferramenta DSpace. Alexandre Stürmer Wolf, Ana Paula Lisboa Monteiro, Willian Valmorbida

Biblioteca Digital da UNIVATES utilizando a ferramenta DSpace. Alexandre Stürmer Wolf, Ana Paula Lisboa Monteiro, Willian Valmorbida Biblioteca Digital da UNIVATES utilizando a ferramenta DSpace Alexandre Stürmer Wolf, Ana Paula Lisboa Monteiro, Willian Valmorbida Roteiro Biblioteca Digital da UNIVATES Bibliotecas: Conceitos Metas da

Leia mais

DSpace como repositório eletrônico de monografias da Universidade Estadual da Paraíba

DSpace como repositório eletrônico de monografias da Universidade Estadual da Paraíba de Andrade, Camille; Santos da Silva Medeiros, Irenilda DSpace como repositório eletrônico de monografias da Universidade Estadual da Paraíba III Jornadas de Intercambio y Reflexión acerca de la Investigación

Leia mais

Desenvolvimento da coleção digital das publicações da Embrapa Soja

Desenvolvimento da coleção digital das publicações da Embrapa Soja Desenvolvimento da coleção digital das publicações da Embrapa Soja CONDE, C. A. G. F.¹; MARTINS, M. C. da S.¹; LIMA, A. B. A. de². ¹Universidade Estadual de Londrina UEL; ²Embrapa Soja. No recém-inaugurado

Leia mais

PESQUISA EM INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PESQUISA EM INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PESQUISA EM INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Organizando o espaço de trabalho Providenciando o ferramental inicial Normas ABNT para referências

Leia mais

BIOSYS: sistema de captura e armazenamento de imagens para exames oftalmológicos em biomicroscópios - Fase 1 1

BIOSYS: sistema de captura e armazenamento de imagens para exames oftalmológicos em biomicroscópios - Fase 1 1 BIOSYS: sistema de captura e armazenamento de imagens para exames oftalmológicos em biomicroscópios - Fase 1 1 Hélton José Oliveira Fernandes 2 ; Paulo Cesar Rodacki Gomes 3 INTRODUÇÃO O presente descreve

Leia mais

Fontes de Informação. Direito

Fontes de Informação. Direito Fontes de Informação Direito Ana Maria Neves Maranhão anamaria@dbd.puc-rio.br Edson Sousa Silva edson@dbd.puc-rio.br Divisão de Bibliotecas e Documentação Novembro/2009 BASES DE DADOS Conjunto de dados,

Leia mais

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes

Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Ferramenta para Geração de Código a partir da Especialização do Diagrama de Classes Alexandro Deschamps (Ápice) alexandro@apicesoft.com Everaldo Artur Grahl (FURB/DSC) egrahl@furb.br Resumo. Uma das grandes

Leia mais

Customização do DSpace para Sincronizar com Diferentes Fontes de Dados e Padrões de Atualização: o Caso do Repositório Digital da UFRGS

Customização do DSpace para Sincronizar com Diferentes Fontes de Dados e Padrões de Atualização: o Caso do Repositório Digital da UFRGS Customização do DSpace para Sincronizar com Diferentes Fontes de Dados e Padrões de Atualização: o Caso do Repositório Digital da UFRGS Janise Silva Borges da Costa,Manuela Klanovicz Ferreira, Afonso Comba

Leia mais

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL

Leia mais

Open Archives. um marco na história das Bibliotecas Digitais

Open Archives. um marco na história das Bibliotecas Digitais Open Archives um marco na história das Bibliotecas Digitais Motivação Pontiac G6 Preço igual (EUA) USD $17,000 Motivação Dificuldades encontradas pelos pesquisadores no ciclo da comunicação científica

Leia mais

Proposta de Serviço Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase

Proposta de Serviço Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase Proposta de Serviço Piloto Grupo de Trabalho Segunda Fase Federação de Repositórios Educa Brasil - FEB Rosa Maria Vicari Universidade Federal do Rio Grande do Sul 23.10.2009 1. Concepção do serviço 1.1.

Leia mais

Guia para utilização do ambiente de EaD UniRitter

Guia para utilização do ambiente de EaD UniRitter Guia para utilização do ambiente de EaD UniRitter Sumário 1 Acesso ao ambiente de EaD... 1 2 Navegação... 2 3 Perfil... 2 4 Programação... 3 5 Blocos... 4 6 Comunicação... 6 6.1 Fórum de notícias... 6

Leia mais

Biblioteca Virtual de Soluções Assistivas

Biblioteca Virtual de Soluções Assistivas 264 Biblioteca Virtual de Soluções Assistivas Maria Helena Franciscatto 1 Adriana Soares Pereira 1 Roberto Franciscatto 1 Liliana Maria Passerino 2 1 Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Colégio

Leia mais

Como criar um blog. Será aberta uma janela onde você deverá especificar o título do blog, o endereço do blog, e o modelo.

Como criar um blog. Será aberta uma janela onde você deverá especificar o título do blog, o endereço do blog, e o modelo. Como criar um blog Criando o blog Vá em www.blogger.com. Entre com sua conta google (a mesma que você usa para acessar o gmail). Escolha um perfil. Na página seguinte, clique no botão novo blog. Será aberta

Leia mais

Manual do Usuário. Protocolo

Manual do Usuário. Protocolo Manual do Usuário Protocolo Índice de capítulos Parte I - Processos............................... 01 1 - Buscar................................ 01 2 - Listar................................ 02 3 - Abertura..............................

Leia mais

REPOSITÓRIO DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. UFRGS Porto Alegre, RS Brasil 2009

REPOSITÓRIO DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. UFRGS Porto Alegre, RS Brasil 2009 REPOSITÓRIO DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS Porto Alegre, RS Brasil 2009 LUME Repositório Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Implementado em janeiro de 2008, a

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

Coordenar investimentos numa perspectiva de serviço: a função de um registo nacional de obras digitalizadas. Maria Inês Cordeiro

Coordenar investimentos numa perspectiva de serviço: a função de um registo nacional de obras digitalizadas. Maria Inês Cordeiro Coordenar investimentos numa perspectiva de serviço: a função de um registo nacional de obras digitalizadas Coordenar investimentos numa perspectiva de serviço: a função de um registo nacional de obras

Leia mais

GUIA RÁPIDO DO e-livro. Iniciando

GUIA RÁPIDO DO e-livro. Iniciando GUIA RÁPIDO DO e-livro Iniciando 1. Crie uma estante pessoal para guardar automaticamente um arquivo com seus realces e anotações realizadas durante a leitura. Suas anotações não serão salvas, a menos

Leia mais

MODELAGEM DO MUSEU VIRTUAL DO CESUMAR

MODELAGEM DO MUSEU VIRTUAL DO CESUMAR 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 MODELAGEM DO MUSEU VIRTUAL DO CESUMAR Heinz Jefferson Vieira 1 ; Anderson de Lima 1 ; Luiz Fernando Braga Lopes 2 RESUMO: Este trabalho apresenta uma pesquisa

Leia mais

Redes sociais corporativas

Redes sociais corporativas Redes sociais corporativas Como utilizar as plataformas de comunicação interna para engajar funcionários Isabela Pimentel Apresentação Redes sociais corporativas são plataformas utilizadas nas empresas

Leia mais

Manual do Usuário Visitante

Manual do Usuário Visitante Manual do Usuário Visitante Este manual descreve as funcionalidades da Biblioteca GeoEspacial Digital, cuja principal características é ser um Gerenciador de Metadados de Arquivos de Geoinformação. Esta

Leia mais

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas

A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas A formação profissional em Ciência da Informação em Portugal: desafios e perspectivas Fernanda Ribeiro Doutora em Ciências Documentais pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Diretora da Faculdade

Leia mais

CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS

CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS CARTOSOFT GUIA PRÁTICO PROCART SISTEMAS INSTALAÇÃO DO SISTEMA E CONFIGURAÇÃO PARA USO EM REDE Versão 1.1 Instalação Programa Cartosoft 1 INICIANDO 1.1 Instalando o Programa Clique no programa InstaladorCartosoft.exe.

Leia mais

Visão Geral do Word 2007. Crie conteúdo com aparência profissional

Visão Geral do Word 2007. Crie conteúdo com aparência profissional Visão Geral do Word 2007 Bem-vindo ao Microsoft Office Word 2007, incluído na versão 2007 do Microsoft Office system. O Office Word 2007 é um poderoso programa de criação de documentos que dá a você a

Leia mais

Datas Importantes: Recepção de Trabalhos: 01/09/2014 a 21/09/2014. Resultado das avaliações dos artigos: 05/10/2014. Início das inscrições: 15/09/2014

Datas Importantes: Recepção de Trabalhos: 01/09/2014 a 21/09/2014. Resultado das avaliações dos artigos: 05/10/2014. Início das inscrições: 15/09/2014 Contabilizando para o progresso e bem estar social Concebido pelo Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, I Encontro Potiguar de Ciências Contábeis encontra-se

Leia mais

APLICAÇÕES SINTÁTICAS E SEMÂNTICAS NA CONVERSÃO DE REGISTROS BIBLIOGRÁFICOS AO FORMATO MARC21 BIBLIOGRÁFICO

APLICAÇÕES SINTÁTICAS E SEMÂNTICAS NA CONVERSÃO DE REGISTROS BIBLIOGRÁFICOS AO FORMATO MARC21 BIBLIOGRÁFICO APLICAÇÕES SINTÁTICAS E SEMÂNTICAS NA CONVERSÃO DE REGISTROS BIBLIOGRÁFICOS AO FORMATO MARC21 BIBLIOGRÁFICO Zaira Regina Zafalon Plácida L. V. A. da C. Santos UNESP - BRASIL Introdução Uso de novas tecnologias

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Introdução as redes de comunicação e redes de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Sistemas de Informações Gerenciais Introdução as redes de comunicação e redes de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Sistemas de Informações Gerenciais Introdução as redes de comunicação e redes de computadores Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados

Leia mais

Conectar aos Serviços Web

Conectar aos Serviços Web Conectar aos Serviços Web Este documento explica como cadastrar vários serviços Web em sua câmera. É necessário um computador para as configurações dos serviços Web com o CANON image GATEWAY. Para obter

Leia mais

Palavras chave: Formação de Professores, Tecnologias Assistivas, Deficiência.

Palavras chave: Formação de Professores, Tecnologias Assistivas, Deficiência. FORMAÇÃO CONTINUADA ONLINE DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO COM ESTUDANTES COM DEFICIÊNCIAS Gislaine Coimbra Budel PUC PR Elaine Cristina Nascimento PUC PR Agência Financiadora: CAPES Resumo Este artigo apresenta

Leia mais

METADADOS: CATALOGANDO DADOS NA INTERNET*

METADADOS: CATALOGANDO DADOS NA INTERNET* 93 RESUMO METADADOS: CATALOGANDO DADOS NA INTERNET* Terezinha Batista de SOUZA UELJE-mail:tbatista@npd.uel.br Maria Elisabete CATARINO UELJE-mail:beteca@npd.uel.br Paulo Cesar dos SANTOS FUNREl/E-mail:psantos@zeus.puccamp.br

Leia mais

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL.

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL. 8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) São Paulo, 19 de agosto de 2010 PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL Apresentação: A Anatel, a ampliação dos acessos de

Leia mais

XML (extensible Markup Language) por. Rafael Port da Rocha. (Notas de Aula)

XML (extensible Markup Language) por. Rafael Port da Rocha. (Notas de Aula) XML (extensible Markup Language) por Rafael Port da Rocha (Notas de Aula) 2007 Introcução Componentes de um Documento Eletrônico Digital Conteúdo: formado pelas informações que o documento transmite aos

Leia mais

Capítulo 2 Usabilidade... 24 2.1 Definição de usabilidade... 25 2.2 Resumo... 39 2.3 Leitura recomendada... 39

Capítulo 2 Usabilidade... 24 2.1 Definição de usabilidade... 25 2.2 Resumo... 39 2.3 Leitura recomendada... 39 Prefácio... IX Lista de Siglas e Abreviaturas... XIII Lista de Figuras e Quadros... XVI Capítulo 1 Portal web... 1 1.1 Definição de portal web... 3 1.2 Portal corporativo... 8 1.3 Resumo... 22 1.4 Leitura

Leia mais

COMPARTILHAMENTO DE DADOS E DE INFORMAÇÕES POR PESQUISADORES EM MÍDIAS SOCIAIS

COMPARTILHAMENTO DE DADOS E DE INFORMAÇÕES POR PESQUISADORES EM MÍDIAS SOCIAIS 1 Eixo Temático: Compartilhamento da Informação e do Conhecimento COMPARTILHAMENTO DE DADOS E DE INFORMAÇÕES POR PESQUISADORES EM MÍDIAS SOCIAIS Nilcéia Diegues dos Santos 1 Maria Inês Tomaél 2 RESUMO

Leia mais

Serviço Integrado das Bibliotecas da Universidade de Coimbra. URL: http://www.uc.pt/sibuc/

Serviço Integrado das Bibliotecas da Universidade de Coimbra. URL: http://www.uc.pt/sibuc/ URL: http://www.uc.pt/sibuc/ O Serviço Integrado das Bibliotecas da é o órgão coordenador das bibliotecas da UC. Tem como tarefa principal a gestão da informação documental da UC, designadamente a sua

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES Manual de Procedimentos 2004 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVOS...3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO...3

Leia mais

Metadados e Dublin Core

Metadados e Dublin Core Metadados e Dublin Core Eloi Juniti Yamaoka 14 de Fevereiro de 2007 Meta Meta = sobre (about) Metadados Metametadados Metadata Meta data Metainformação Metadados? Dados sobre dados Informação sobre informações

Leia mais

Evolução Telefonia Móvel

Evolução Telefonia Móvel 1 Evolução Telefonia Móvel RESUMO De modo geral o artigo visa esclarecer formas de comunicações utilizadas no passado e atualmente em celulares, tablets, modens portáteis entre outras aparelhos de comunicação

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Humanas e da Educação Departamento de Biblioteconomia e Gestão da Informação

Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Humanas e da Educação Departamento de Biblioteconomia e Gestão da Informação PLANO DE ENSINO TECNOLOGIAS APLICADAS À BIBLIOTECAS DIGITAIS Departamento: Biblioteconomia e Gestão da Ano/semestre: 2014/2 Curso: Biblioteconomia Fase: 6ª Disciplina: Tecnologias Aplicadas à Bibliotecas

Leia mais

PROCESSO EDITORIAL SISTEMA ELETRÔNICO DE EDITORAÇÃO DE REVISTA (SEER)

PROCESSO EDITORIAL SISTEMA ELETRÔNICO DE EDITORAÇÃO DE REVISTA (SEER) SISTEMA ELETRÔNICO DE EDITORAÇÃO DE REVISTA (SEER) PROCESSO EDITORIAL Andréa Figueiredo Leão Grants Alexandre Pedro de Oliveira Tatyane Barbosa Philippi 2011 Andréa Figueiredo Leão Grants Alexandre Pedro

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO PARA PESQUISA CIENTÍFICA

FONTES DE INFORMAÇÃO PARA PESQUISA CIENTÍFICA OFICINA FONTES DE INFORMAÇÃO PARA PESQUISA CIENTÍFICA Projeto de Extensão LALETEC Para refletir! Agenda ETAPAS DE UMA PESQUISA 1 O QUE PESQUISAR? assunto Objetivo: Delimitar o tema e listar as respectivas

Leia mais

COLETOR DE SEGURANÇA

COLETOR DE SEGURANÇA COLETOR DE SEGURANÇA 2 Resumo O Coletor de Segurança é a mais nova ferramenta utilizada pelas equipes de manutenção de vagões para registrar os desvios de segurança e meio ambiente no Máximo (Sistema de

Leia mais

Open Archives e Open Access

Open Archives e Open Access Mesa redonda: Tecnologias de Informação Open Archives e Open Access Sumário Cenário Mundial da Comunicação Científica O modelo Open Archives O movimento do acesso livre Ações do Ibict em direção ao acesso

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 14 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 14 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 14 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 01 de Novembro de 2013. Revisão aula passada Projeto de Arquitetura Decisões de projeto de Arquitetura

Leia mais

Keywords: Dublin Core, metadata, Dublin Core Microformats, Semantic Web.

Keywords: Dublin Core, metadata, Dublin Core Microformats, Semantic Web. Padrão Dublin Core de Metadados e Microformatos Dublin Core como Tecnologias de Descrição de Informações na Web Semântica Ms. Eveline Batista Rodrigues Centro Universitário Eurípides de Marília São Paulo

Leia mais

A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura

A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo (1) Av. Prof. Almeida Prado trav.2 n o 271 Cidade Universitária 05508-900 São Paulo SP Tel.: (011)

Leia mais

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Pág. 1 Caracterização Curso: Licenciatura em História Período/Série: 5 Período Carga horária semanal: 4 aulas (3 horas) Carga horária total: 72 aulas (54 horas) Turno: Ano/Semestre letivo: 2012/1 ( ) Matutino

Leia mais