Este Fax foi programado para envio noturno. Quando não recebe-lo até as 9:30h, ligue para (0xx51)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Este Fax foi programado para envio noturno. Quando não recebe-lo até as 9:30h, ligue para (0xx51) 3224-7039."

Transcrição

1 ICE (NY) - CONTRATO DE CAFÉ ARÁBICA(US$ cents libra-peso) Ultimo % Compra Venda Max Min Abert Anterior Ajuste Set/11 259,45 Dez/11 251,95-3,17 260,4 251,35 260,4 260,2 251,95 Mar/12 255,05-3,07 263,1 254,45 263,1 263,15 255,05 Mai/12 256,3-3,02 263,95 255,8 262,6 264,3 256,3 Jul/ ,04 260,4 254,65 260, Set/12 252,75-3, , ,9 252,75 Ultimo % Compra Venda Max Min Abert Anterior Ajuste Set/ , Nov/ , Jan/ , Mar/ , Mai/ , BM&F - CONTRATO DE CAFÉ ARÁBICA(US$ por 60 Kg) Fech % Min Max Abert Ant. Qest CAberto Ajuste Jul/11 330,6 333,20 Set/11 329,05-1,37 329,05 330,00 333,80 329,05 333,45 333,65 333,70 Dez/11 331,00-1,09 329,00 331,50 334,05 331, ,65 334,75 Mar/12 329,00 321,70 Set/12 309,00-0,32 302,00 312,00 309,00 309, ,00 Mercado de Café Dia agitado nos mercados acionários e cambiais. Grécia, zona do euro e expectativa em torno da reunião da FOMC deram vida a pulsação dos investidores. O café literalmente desandou, com arábica negociado na ICE Futures em Nova York sucumbindo a ajustes de liquidez dos investidores e a pressão técnica, especialmente a partir do rompimento da linha de 255 cents/lb. Alento veio por mercado respeitar a Média Móvel de 200 períodos, o que alivia a sensação negativa. O recuo na LIFFE diante da aproximação da safra nova do Vietnã colaborou com queda do arábica em NY. A sessão foi muito volátil, com vencimento dezembro oscilando entre US$ 251,35 a 260,40 cent/lb fechando o dia muito próximo da mínima em US$ 251,95 cent/lb. Queda de 3,17% ou 825 pontos. Cresce o sinal gráfico negativo. Mercado físico com poucos negócios e muita cautela em ambos os lados. O tombo em NY foi compensado pela alta do dólar, o que trouxe equilíbrio a curva de preços interno. No Sul de Minas reportado negócio a R$ 550 para bebida mais fina no começo do dia. Depois mercado esfriou e a indicação girou em torno de R$ 530 para bebida boa e entre R$ 540 a R$ 550 para um café melhor. Mercado FOB exportação quieto, diante da volatilidade externa. Swedish indicado entre -16 a 18 e Fine Cup 17/18 de -5 a -3. Café NY (ICE) - Vencimento Dezembro/11 em US$ por 60 kg Café NY (ICE) - Setembro/11 INTRADAY Café Londres (Liffe) - Setembro/11 Café BM&F - Setembro/11

2 SPREAD - CURTO NY (ICE) - US$ cents lb % Maio/Maio *M édia Histórica 0,03 M a i11/ J u l11 3,10 - J u l11/ S e t S e t 11/ D e z D e z11/ M a r M aio10/jul11 36,00 - *M édia Histórica 4,50 M aio 11/A bril11 28,00 - A b r11/ M a i BM &F - US$ por 60 Kg - Dez10/M ar *M édia Histórica 3,19 M a r11/ M a i11 1,9 5 - M a i11/ J u l M ai11/jul SPREAD - M ÉDIO NY (ICE) - US$ cents lb Dez10/Jul M a r11/ S e t J u l11/ S e t S e t 11/ M a r D e z11/ M a i Nov10/M ar11-64,00 - Jan10/M ai11-50,00 - BM &F - US$ por 60 Kg Dez10/M ai Mar10/Jul M ai11/set11 22,00 - SPREAD - LONGO NY (ICE) - US$ cents lb % Dez10/Dez M ar11/m ar12-0,80 -, Nov10/Nov BM &F - US$ por 60 Kg Set10/Set11 0,00 - ARBITRAGEM ENTRE BOLSAS NY (ICE) - BM &F - em US$ cents % Maio/2011 #VALOR! - *M édia Histórica 13,65 - Maio/ *M édia Histórica 15,33 - Jul/ Out/ ,45 - NY (ICE) - BM &F - em US$ 60 Kg % Maio/2011 #VALOR! - *M édia Histórica 18,05 - Jul/2010 4,23 - *M édia Histórica 20,74 - Set/ Setembro/ Y (ICE) - LIFFE em US$ por 60 Kg Maio/ ,94 - *M édia Histórica 66,05 - Jul/ *M édia Histórica 68,62 *Obs: M édia mensal - entre 1995 e Indice CRB e Café (NY) Ddezembro/11 Em pontos e US$ cents por libra-peso Relação Dólar-Euro em US$ ÍNDICES FINACEIROS - MOEDAS ETAXAS DEJUROS Ultimo % Compra Venda Max Dólar Comercial 1,8650 4,2400 1,8630 1,8650 1,8720 Dólar PréviaPTAX NA NA NA NA NA PTAX850 1,8280 2,2900 1,8272 1,8280 1,8280 Euro (em US$) 1,3722 0,1900 1,3722 1,3723 1,3722 Euro (em R$) Bacen NA NA NA NA NA Euro (em R$) 2,5216 2,8500 2,5191 2,5216 2,5352 CDI Ano 11, ,87 11,87 11,87 CDI Dia 1,34 1,34 1,34 1,34 1,34 CDI Acum Ano 2,60 2,60 2,60 2,60 2,60 CDI Acum Mês 1,02 1,02 1,02 1,02 1,02 SUP ORTE E RESISTENCIA - NY (ICE) - em US$ cents libra-peso SET/11 DEZ/11 M AR/12 M AI/12 RESISTÊNCIA R3 #VALOR! 266,83 269,27 269,72 R2 #VALOR! 263,62 266,18 266,83 R1 #VALOR! 257,78 260,62 261,57 M ÉDIA 0,00 254,57 257,53 258,68 SUPORTE S1 #VALOR! 248,73 251,97 253,42 S2 #VALOR! 245,52 248,88 250,53 S3 #VALOR! 239,68 243,32 245,27 Outros Mercados A grande expectativa em relação a reunião do FOMC (Federal Open Market Committee) transformada depois em frustração, diante de medidas consideradas insuficientes pelos investidores, explicam a queda no mercado acionário, especialmente no final dos trabalhos. Nos EUA, o índice Dow Jones recuou 2,49% a ,84 mil pontos. Já o S&P 500 encerrou com perdas de 2,93% a 1.166,76 pontos. O índice Ibovespa sucumbiu ao mau humor externo e fechou o dia com perdas. A bolsa brasileira caiu 0,70% ficando abaixo da linha de 56 mil e fechando a pontos. Dólar caiu frente ao euro. A divisa européia fechou o dia em alta de 0,19% cotada a US$ 1,3722. No Brasil, o dólar comercial subiu 4,24%, vendido a R$ 1,8650. Atingiu a máxima desde 8 de junho de 2010.Avalorização do dólar se intensificou com a manutenção da taxa básica de juros na banda entre 0% e 0,25% e na informação de que o FED venderá US$ 400 bilões em títulos de curto prazo para fazer reinvestimentos em prazos mais longos de entre 6 e 30 anos. O pessimismo em torno da economia mundial influenciou negativamente o preço das commodities que recuaram 1,05% com índice CRB a 321,43 pontos. Petróleo Nova York - WTI fechamento em: 21/9/2011 Vencimento Fech. % Outubro/11 Novembro/11 84,78-2,46 Dezembro/11 85,06-2,42 Janeiro/12 85,32-2,41 Fevereiro/12 85,60-2,37 Londres - Brent Vencimento Fech. % Novembro/11 109,05-1,34 Dezembro/11 107,53-1,58 Janeiro/12 106,69-1,66 Fevereiro/12 106,51-1,42 Março/12 105,82-1,78 Indices Mundiais Índice /P ais P ontos (%) IB OV ESPA - SP (IB OV ) ,7 B ueno s A ires - M erval 2630,91-3,17 Dow Jones (DJI) 11124,84-2,49 Nasdaq Composite 2538,19-2 Londres (FTSE) 5288,41-1,4 Frankfurt (DAX) 5433,8-2,47 Paris (CAC&FR) 2935,82-1,61 Suiça (Zuriq ue - SM I) 54 75,3 4 0,07 Esp anha (M ad ri-ib EX ) - Bangkok (INBK&GB) 1029,59 0,32 Tóquio (INJN&GB) 8741,16 0,22 Hong Kong (INHK&GB ) 18824,17-1 Shang ai (INCH&GB ) 2 512,9 6 2,66 Fechameno em 2 1/ 9 /

3 RELATÓRIO DE POSIÇÕES DE AGENTES NA NY (ICE) - Futuros Não-Comerciais* SPREAD Comerciais Não-Declaradas Número Compra Venda Compra Venda Compra Venda Contrato Aberto 13/set /set Variação , POSIÇÕES LÍQUIDAS Não-Comerciais Comerciais Não-Declaradas 13/set /set Variação *Não-comerciais - fundos e grandes especuladores OPÇÕES E FUTUROS COMBINADOS Não-Comerciais* SPREAD Comerciais Não-Declaradas Número Compra Venda Compra Venda Compra Venda Contrato Aberto 13/set /set Variação , POSIÇÕES LÍQUIDAS Não-Comerciais Comerciais Não-Declaradas 13/set /set Variação *Não-comerciais - fundos e grandes especuladores Estoques Certificados na Bolsa de NY (Warehouse Stocks) Hamburgo/ Data Antw erp - Bélgica Barcelona Espanha Bremen Alemanha Huston Miami Nova Orleans Nova TOTAL Diferença 21-Sep Evolução Diária dos Estoques Certificados na Bolsa de NY (Warehouse Stocks) em sacas de 60 kg 1-Mar 8-Mar 15-Mar 22-Mar 29-Mar 5-Apr 12-Apr 19-Apr 26-Apr 3-May 10-May 17-May 24-May 31-May 7-Jun 14-Jun 21-Jun 28-Jun 5-Jul 12-Jul 19-Jul 26-Jul 2-Aug 9-Aug 16-Aug 23-Aug 30-Aug 6-Sep 13-Sep 20-Sep Posições dos Fundos e Estoques Certificados Fundos e especuladores elevaram a sua carteira líquida comprada, ainda repercutindo a incerteza produtiva e a firmeza fundamental. Até o dia 13 de setembro esses agentes detinham uma posição líquida comprada (long) de contratos de opções e futuros combinados, contra os contratos comprados na semana anterior. Isso corresponde a um decréscimo de contratos em sua carteira comprada. GCA: Evolução dos Estoques de Café Verde nos EUA (em mil sacas) Mês 2010 (a) 2009 (b) Janeiro 4635, ,000 Fevereiro 4446, ,000 M arço 4583, ,000 Abril 4540, ,000 M aio 4568, ,000 Junho 4498, ,000 Julho 4463, ,000 Agosto 4294, ,236 Setembro 4249, ,294 Outubro 3930, ,169 Novembro 3865, ,883 Dezembro 4 570, ,0 5100,0 4600,0 4100,0 3600,0 jan/09 Evolução dos Estoques de Café Verde nos EUA mar/09 mai/09 jul/09 set/09 nov/09 jan/10 mar/10 mai/10 jul/10 set/10 nov/10 em m il sacas de 60 kg Futuros Posição de Fundos e Especuladores em NY (CFTC) Opções e Futuros Combinados compra venda preço 350,00 300, compra venda preço 350,00 300, , , , , , , , , , ,00 0 6/7/ /7/2010 3/8/ /8/ /8/ /9/ /9/ /10/ /10/2010 9/11/ /11/2010 7/12/ /12/2010 4/1/ /1/2011 1/2/ /2/2011 1/3/ /3/2011 0,00 0 6/7/ /7/2010 3/8/ /8/ /8/ /9/ /9/ /10/ /10/2010 9/11/ /11/2010 7/12/ /12/2010 4/1/ /1/2011 1/2/ /2/2011 1/3/ /3/2011 0,00

4 Análise Técnica Café NY (ICE) - Vencimento Dezembro/11 em US$/cents-lb Mercado cai forte, perde alguns suportes e vai testar a Média Móvel de 200 períodos. Aumenta a cauda negativa o que reforça a leitura gráfica negativa. O vencimento dezembro eleva a distância negativa das MME's mais curtas e amplia o espaço negativo abaixo da MME de 100 períodos. Em meio às perdas acabou respeitando de certa forma a Média Móvel de 200 períodos. O traçado baixista ganhou mais expressividade com o cruzamento negativo da MME-9 pela MME-21 e a iminência do cruzamento em relação a MME-100. As médias móveis mais curtas se inclinam negativamente seguindo o traçado baixista dos preços, dando mais ressonância aos ecos negativos. O gráfico semanal confirma o sinal baixista se distanciando da MME de 9 períodos e rompendo negativamente a o referencial médio de 40 períodos. Talvez, a correção seja maior que a esperada inicialmente. O MACD avança negativamente em relação à linha de sinal e cruza a fronteira negativa mudando o status da sinalização de exaustão de alta para uma tendência de baixa. O IFR (Índice de Força Relativa) volta a recuar e avança em área de sobrevenda, estando agora em 15%. Abre, com isso, espaço para breves correções ao longo das próximas sessões. O volume elevado ajuda a dar consistência ao movimento de baixa. OBV recua em convergência com linha de preço. Tecnicamente, os sinais são baixistas. Mercado é sujeito a breves correções em função da expressividade das recentes perdas e dos sinais de sobrevenda. Dólar Comercial em R$ GESTÃO ESTRATÉGICA NA COMERCIALIZAÇÃO DE CAFÉ 21 de Setembro de 2011 São Paulo (SP) Informações: INSCRIÇÔES Pelos fones: (51) Eventos

5 R E F E R Ê N C I A - P A R I D A D E P A R A E X P O R T A Ç Ã O x M E R C A D O I N T E R N O - O F E R T A N Y L n d r e s o P e n 1 7 / 1 8 F i n e 1 4 / 1 6 S w e d i s h R i o M i n a s C o n i l l o n 2 1, , , , M e r c a d o F u t u r o ( a ) D i f e r e n c a l - o f r t a - 3,0 0-7,0 0-16,0 0-10,0 0 i e B a s e F O B B r a s i l ( b ) 3 2 9, , , , , D esp esas p o rtuárias 8,0 0 8,0 0 8,0 0 8,0 0 8, B a s e P o r t o 3 2 1, , , , ,8 9 Data 2011 Setembro-20 Outubro-14 Novembro-11 Novembro-18 Calendário Econômico Café Contrato - Vencimento Contrato Setembro - Arábica - ICE - Último dia de negociação Contrato Novembro -Arábica-ICE- Vencimento deopções Contrato Dezembro - Arábica - ICE - Vencimento de opções Contrato Dezembro - Nymex - Último diadenegociação 6 - R e l a ç ã o C a m b i a l 1, , , , , C o v e r s ã o e m R $ 5 9 9, , , , ,3 8 ( c ) Novembro-21 Contrato Dezembro - Arábica - ICE - Primeiro dia de notificação Dezembro-09 Contrato Janeiro - Arábica - ICE - Vencimento de opções 8 - F rete interio r 6,3 0 3,6 2 3,6 2 6, B a s e i n t e r i o r ( d ) 5 9 2, , , , , M erc. Interno P ro 56 5, ,55 555, , ,3 8 nto (e) R l a ç ã o % ( 9 ) ( 10 ) 4,9 5 3,5 7 1, ,0 0 0,0 0 e / R e f e r e n c i a l p a r a B i c a s Liq uid ação M ercad o M arg em (%) 5 6 4, ,0 0 3,2 1 B i c a f i n a d o C e r r a d o 5 B i c a b o a d o S u l d e M G 5 5 1, ,0 0 4,5 4 B i c a r i o Z o n a d a M a t a 3 8 7, , ,2 1 B i c a c o i l l o n t i p o 2 3 8, ,0 0 2,9 9 n 7 O b s.: (a)-e m N Y U S $ cents/lib ra-p eso (co ntra m arço ); Lo nd res U S $/t (co ntc o nillo n 13 acim a em V itó ria janeiro ). (b )-U S $/6 0 kg. (c)- R $/6 0 kg. (d )- D esco ntad o so m ente frete e d esp esass p o rtuárias. (e)-b ase p ara café p rep arad o p eneira 17/18, a exceção d S w ed ish p eneira 14 /15/16 (a retirar). o Dezembro Janeiro-13 Fevereiro-10 Fevereiro-17 Fevereiro-21 Março-09 Março-20 Abril-13 Abril-19 Abril-20 Maio-11 Maio-18 Maio-18 Contrato Dezembro - Arábica - ICE - Último diadenegociação Contrato Favereiro - Arábica - ICE - Vencimento deopções Contrato Março - Arábica - ICE - Vencimento deopções Contrato Março - Arábica- Nymex - Último diadenegociação Contrato Março - Arábica- ICE - Primeiro diadenotificação Contrato Abril - Arábica - ICE - Vencimento deopções Contrato Março - Arábica- ICE - Último diadenegociação Contrato Maio - Arábica- ICE - Último diadenegociação Contrato Maio - Arábica- Nymex - Último diadenegociação Contrato Maio - Arábica- ICE - Primeiro diadenotificação Contrato Junho - Arábica - ICE - Vencimento deopções Contrato Maio - Arábica - ICE - Último diadenegociação Contrato Maio - Arábica - ICE - Último diadenegociação Opções de Compra e Venda - Setembro/2011 #PUT MAI/11 - NY CAberto Ajuste Vencto BRSR6 16,46 0,67 16,43 16,59 16,88 16,13 16,32 16,35 CAFEP CUP CAFEP CER CAFEP COM CAFEP FIN CAFEP PK CAFEP RIO CAFEP SWE KCU1P ,48-18,64 0,40 0,30 0,70 0, KCU1P ,65-19,75 0,28 0,81 1 BRSR6 15-0,66 14,83 15,23 15,49 14, CAFEP CUP -15 0,00-15,00-13,00-15,00-15, CAFEP CER -10 0,00-10,00-8,00-10,00-10, CAFEP COM 8 0,00 8,00 10,00 8,00 8, CAFEP FIN -15 0,00-15,00-13,00-15,00-15, CAFEP PK ,00-100,00-98,00-100,00-100, CAFEP RIO 180 0,00 180,00 182,00 180,00 180, CAFEP SWE -20 0,00-20,00-18,00-20,00-20, KCU1P KCU1P KCU1P KCU1P KCU1P KCU1P Junho-8 Contrato Julho - Arábica - ICE - Vencimento deopções Junho-20 Contrato Julho - Arábica - Nymex - Último dia de negociação Junho-21 Contrato Julho - Arábica - ICE - Primeiro diadenotificação Julho-13 Contrato Agosto -Arábica-ICE - Vencimento deopções Julho-19 Contrato Julho - Arábica- ICE - Último diadenegociação Agosto-10 Contrato Setembro -Arábica -ICE - Vencimento deopções Calendário Econômico Financeiro QUINTA-FEIRA - 22/09 09:00 IBGE: Pesquisa Mensal de Emprego (PME) (ago) 15:00 Receita Federal: Arrecadação de impostos e contribuições federais (ago) - CNI: Sondagem industrial (ago) - Tesouro:Relatório mensal da dívida pública federal (ago) 09:30 EUA: Pedidos iniciais de auxílio desemprego (semanal) 11:00 EUA: Indicadores antecedentes (ago) 11:00 EUA: Índice de preços de imóveis (jul) 06:00 Zona do Euro:Novas encomendas à indústria (jul) 11:00 Zona do Euro:Índice de confi ança do consumidor (set) 05:00 Zona do Euro:Índice PMIdo setor manufatureiro (set) 05:00 Zona do Euro:Índice PMIdo setor de serviços (set) 06:00 Alemanha: Índice PMIdo setor de serviços (set) 04:30 Alemanha: Índice PMIdo setor manufatureiro (set) 08:00 República Tcheca: Banco Central anunciará a decisão de política monetária Fonte: Safras & Mercado Tendências Mercado agora flerta com a MME-200 dias, que passa a ser a referência de curto prazo do mercado. Os sinais técnicos Mercado agora flerta com a MME-200 dias, que passa a ser a referência de curto prazo. Os sinais técnicos continuam fracos. No lado fundamental atenção às floradas no Brasil, que podem reforçar o traçado negativo ou reverte-lo. A perda do patamar de US$ 255 cents/lb facilita a inclinação de baixa. O mercado se encontra em cima de um importante suporte, que é a MME-200 períodos (ao redor de US$ 252 cents/lb). Abaixo da MME-200 deve encontrar alguma resistência na LTA (246 cents/lb) e alento gráfico somente em US$ 235 cents/lb, que marca justamente o início do último movimento de alta. Importante notar também que ligeiramente abaixo da ME-200 dias é traçada a linha de reversão de 32% do Fibonacci, cujo rompimento favorece a inclinação negativa dos preços. Já uma retomada de alta passa, necessariamente, pela recuperação do patamar de US$ 255 e na seqüência do patamar de US$ 260 cents/lb. Vencida essas etapas deve juntar forças em direção a 270 cents/lb, tendo como objetivo gráfico a resistência em US$ 274,75 cents/lb. Mas é bom lembrar que a cada dia que passa perde mais o contato com o referencial psicológico em US$ 290 cents/lb, o que colabora com sentimento negativo. Na BM&F, arábica para entrega em dezembro de 2011 fechou em US$ 333,65 por 60 kg, em queda de 2,81%. Tomando o dólar comercial de R$ 1,8650 a referência futura equivaleria a R$ 622,26, que descontado as despesas (base, classificação e despesa de entrega em bolsa) representaria algo como R$ 587,26 a R$ 592,26. O after hour indica queda, sugerindo um início de negociação com preços mais altos para o arábica na BM&F nessa quinta-feira. Analista responsável: Gil C. Barabach As informações e opiniões aqui contidas devem ser utilizadas apenas como informativas pelo usuário, não representando em nenhum momento indicativo ou sugestão de compra ou de venda em qualquer operação no mercado financeiro, de capitais ou agrícola. A SAFRAS e o autor não se responsabilizam por quaisquer resultados obtidos pelos leitores devido a utilização de conceitos, planilhas de cálculo, gráficos aqui descritas. Não é permitida a comercialização, reprodução, transmissão, aluguel, publicação ou distribuição de parte ou totalidade do conteúdo deste relatório, mediante qualquer forma ou meio, sem prévia e formal autorização.

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas quarta-feira, 18 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 133,50 0,00 0,00-4,85 SET13 111,05 114,75 111,10-3,75

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas CAFÉ CAFÉ Bolsas BM&F ICE FUTURES Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação SET13 136,80 136,50 135,80-1,80 SET 113,50 115,70 113,25-1,45

Leia mais

Relatório Mensal Agosto/2015

Relatório Mensal Agosto/2015 1. Cenário Econômico Relatório Mensal GLOBAL: A ata da reunião de julho do FOMC (Federal Open Market Committee) trouxe um tom mais conciliador. Embora a avaliação em relação à atividade econômica tenha

Leia mais

Curva Futura das Cotações 1 : baixa safra de café em ano de ciclo de alta

Curva Futura das Cotações 1 : baixa safra de café em ano de ciclo de alta Análises e Indicadores do Agronegócio ISSN 1980-0711 Curva Futura das Cotações 1 : baixa safra de café em ano de ciclo de alta Em janeiro de 2014, as expectativas para a trajetória do mercado de juros

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas quinta-feira, 12 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 140,25 0,00 0,00 4,40 SET13 116,45 116,00 114,00

Leia mais

Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas

Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas Chuvas no Brasil esfriam o mercado, enquanto estimativas da produção para 2014/15 são mais baixas Em novembro os preços do café recuaram e as chuvas contínuas no Brasil seguraram novos aumentos de preços.

Leia mais

BOA NOITE INVESTIDOR: Bovespa ajusta, Europa ganha e WS recua com dólar

BOA NOITE INVESTIDOR: Bovespa ajusta, Europa ganha e WS recua com dólar ÚLTIMO INSTANTE - 11/03/2015 às 18h28 BOA NOITE INVESTIDOR: Bovespa ajusta, Europa ganha e WS recua com dólar Ásia perde com expectativa para decisão do Federal Reserve Os principais mercados acionários

Leia mais

Exportações recordes do Brasil influenciam o mercado cafeeiro

Exportações recordes do Brasil influenciam o mercado cafeeiro Exportações recordes do Brasil influenciam o mercado cafeeiro As exportações de café do Brasil alcançaram um volume recorde de 36,8 milhões de sacas no ano-safra de 2014/15 (abril a março), alimentado

Leia mais

Reiteradas Vendas Pressionam a Curva Futura das Cotações do Café 1

Reiteradas Vendas Pressionam a Curva Futura das Cotações do Café 1 % v. 10, n. 5, maio 2015 Reiteradas Vendas Pressionam a Curva Futura das Cotações do Café 1 A elevação da taxa SELIC anunciada pelo Comitê de Política Monetária (COPOM) na última quarta-feira do mês de

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas sexta-feira, 13 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 139,70 0,00 0,00-0,55 SET13 116,25 116,10 115,75-0,20

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas segunda-feira, 23 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 134,55 0,00 0,00 0,00 DEZ13 117,75 121,95 121,50-1,25

Leia mais

Preços se fixam em baixa e o foco passa a ser o próximo ano

Preços se fixam em baixa e o foco passa a ser o próximo ano Preços se fixam em baixa e o foco passa a ser o próximo ano Em novembro cresceram as especulações em relação ao tamanho da próxima safra brasileira de 2016/17 e seu impacto sobre o equilíbrio mundial entre

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Março de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Março de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Março de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: Fed e Curva de Juros...Pág.3 Europa: Melhora dos Indicadores...Pág.4

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas CAFÉ CAFÉ Bolsas BM&F ICE FUTURES Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação Fechamento Máxima Mínimo Variação set/13 144,45 150,00 143,95-4,05 120,60 124,25 119,35-2,85 dez/13 148,50

Leia mais

Ano cafeeiro de 2014/15 fecha com a maior baixa de 20 meses

Ano cafeeiro de 2014/15 fecha com a maior baixa de 20 meses Ano cafeeiro de 2014/15 fecha com a maior baixa de 20 meses Depois de uma pequena recuperação em agosto, os preços do café continuaram em declínio em setembro. Num cenário caracterizado pela tendência

Leia mais

Petrobras, Poupança e Inflação. 16 de Abril de 2015

Petrobras, Poupança e Inflação. 16 de Abril de 2015 Petrobras, Poupança e Inflação 16 de Abril de 2015 Tópicos Poupança e Cenário Econômico Petrobras Fundos Poupança e Cenário Econômico Caderneta de Poupança 1990: Data do confisco:16 de março de 1990. Cenário

Leia mais

Volatilidade retorna e preços continuam baixos no mercado de café

Volatilidade retorna e preços continuam baixos no mercado de café Volatilidade retorna e preços continuam baixos no mercado de café Os preços diários do café caíram para seus níveis mais baixos de 19 meses durante agosto, com os mercados de produtos básicos no mundo

Leia mais

Mercado cafeeiro prossegue volátil, mas sem direção

Mercado cafeeiro prossegue volátil, mas sem direção Mercado cafeeiro prossegue volátil, mas sem direção Em agosto a flutuação dos preços foi muito grande, e o indicativo composto da OIC caiu 10 centavos, para depois subir 12 centavos antes do fim do mês.

Leia mais

Quinta-feira, 07 de Janeiro de 2016. DESTAQUES

Quinta-feira, 07 de Janeiro de 2016. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa cai ao menor nível desde março de 2009 "Pedaladas" podem virar crédito IPCA subiu 10,78% em 2015 ADRs da Gerdau fecham cotados a US$ 1 Queda pode levar Petrobras a rever preço da gasolina

Leia mais

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015 Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 O cenário econômico nacional em 2014 A inflação foi superior ao centro da meta pelo quinto

Leia mais

Nova York segue dentro do atual canal lateral. Margem de ganho mensal supera 8%

Nova York segue dentro do atual canal lateral. Margem de ganho mensal supera 8% Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Nº 519 Ano XVI 05/maio/2014 Nova York segue dentro do atual canal lateral. Margem de ganho mensal supera 8% Nos mercados futuros internacionais, a última semana

Leia mais

COTAÇÕES CAEM 12% EM NOVA YORK DURANTE OUTUBRO

COTAÇÕES CAEM 12% EM NOVA YORK DURANTE OUTUBRO Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano XVI 10/novembro/2014 n. 550 COTAÇÕES CAEM 12% EM NOVA YORK DURANTE OUTUBRO Encerrado o mês de outubro foi possível notar uma queda de 12,42% na média de

Leia mais

GANHOS DO ETANOL HIDRATADO SUPERAM AÇÚCAR BRUTO EM NOVA YORK EM QUASE 10%

GANHOS DO ETANOL HIDRATADO SUPERAM AÇÚCAR BRUTO EM NOVA YORK EM QUASE 10% Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano XVII 0613/julho/2015 n. 583 GANHOS DO ETANOL HIDRATADO SUPERAM AÇÚCAR BRUTO EM NOVA YORK EM QUASE 10% O encerramento de junho foi marcado por mais um período

Leia mais

www.contratofuturo.com

www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com O que é o Índice Futuro Para falar de índice futuro, primeiro precisamos falar do ÍNDICE no presente, que é o Ibovespa. O famoso índice que serve para medir

Leia mais

Boletim Planner. Investment Research. Mercados... Altas e baixas do Ibovespa. Mercado Futuro. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Planner. Investment Research. Mercados... Altas e baixas do Ibovespa. Mercado Futuro. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) out-10 dez-10 fev-11 abr-11 jun-11 ago-11 out-11 dez-11 fev-12 abr-12 Investment Research Sexta-feira, 20 de Abril de 2012 Mercados... Bolsa - A aversão ao risco dominou os mercados nesta quinta-feira

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 12 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Deflação na Europa reforça crença no QE (22/11); Pacote de U$1 trilhão em infraestrutura

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa O Ibovespa não conseguiu sustentar o movimento de alta do começo da tarde e terminou o dia em queda de 0,15% aos 53.100 pontos, com baixo volume financeiro de R$ 4,7 bilhões, acumulando

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa já iniciou o ano novo indicando que será mais um período de muita volatilidade para as ações. Diante de um cenário de grandes incertezas do lado doméstico e de olho nos acontecimentos

Leia mais

Cenário Econômico. Alocação de Recursos

Cenário Econômico. Alocação de Recursos BB Gestão de Recursos DTVM S.A. Cenário Econômico UGP- Unidade de Gestão Previdenciária BB Gestão de Recursos DTVM S. A. Alocação de Recursos setembro/2015 Outubro/2015 Cenário Econômico Economia Internacional

Leia mais

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 CARTEIRA COMENTÁRIO Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas sábado, 14 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 139,00 0,00 0,00-0,70 SET13 115,55 115,70 115,70-0,70

Leia mais

Bom Dia Commodities. Commodities. 12 de Agosto, 2013. Café

Bom Dia Commodities. Commodities. 12 de Agosto, 2013. Café Bom Dia Café Semana positiva para o café. Finalmente saiu a medida que os produtores estavam esperando. A presidente Dilma anunciou que enxugará do mercado 3 milhões de sacas em março/14 a R$346,00/saca

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 22 de maio de 2015

INFORME ECONÔMICO 22 de maio de 2015 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Setor de construção surpreende positivamente nos EUA. Cenário de atividade fraca no Brasil impacta o mercado de trabalho. Nos EUA, os indicadores do setor de construção registraram

Leia mais

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Abril 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O fraco resultado dos indicadores econômicos chineses mostrou que a segunda maior economia mundial continua em desaceleração. Os dados

Leia mais

ABRIL INICIA COM QUEDA SUPERIOR A 9% PARA O HIDRATADO

ABRIL INICIA COM QUEDA SUPERIOR A 9% PARA O HIDRATADO Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Nº 390 Ano IX 03/abril/2014 ABRIL INICIA COM QUEDA SUPERIOR A 9% PARA O HIDRATADO No mercado físico de etanol, a primeira semana de abril foi marcada pelo abrandamento

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 24 de abril de 2015

INFORME ECONÔMICO 24 de abril de 2015 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Economia global não dá sinais de retomada da atividade. No Brasil, o relatório de crédito apresentou leve melhora em março. Nos EUA, os dados de atividade seguem compatíveis

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 29 de maio de 2015

INFORME ECONÔMICO 29 de maio de 2015 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Atividade econômica mostra reação nos EUA. No Brasil, o PIB contraiu abaixo do esperado. Nos EUA, os dados econômicos mais recentes sinalizam que a retomada da atividade

Leia mais

set/12 mai/12 jun/12 jul/11 1-30 jan/13

set/12 mai/12 jun/12 jul/11 1-30 jan/13 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 nov/12 1-30 jan/13 jul/11 ago/11 set/11 out/11 nov/11 dez/11 jan/12 fev/12 mar/12 abr/12

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa Ontem, a Bovespa não conseguiu acompanhar os mercados internacionais, com o peso das principais ações do índice - OGX, Vale e Petrobras - além de bancos e siderúrgicas. O Ibovespa encerrou

Leia mais

ESTRATÉGIAS EM ANDAMENTO. > MILS3 com suporte nos R$ 27,34. Possível formação de OCO. Caso perca este suporte papel tem objetivo nos R$ 25,10.

ESTRATÉGIAS EM ANDAMENTO. > MILS3 com suporte nos R$ 27,34. Possível formação de OCO. Caso perca este suporte papel tem objetivo nos R$ 25,10. ESTRATÉGIAS EM ANDAMENTO 29/abr COMPRA CRUZ3 Souza Cruz R$ 21,37 R$ 22,90 R$ 23,45 R$ 19,93 Fumo R$ 21,25 % 7,16% 9,73% -6,74% 25/abr COMPRA MDIA3 M. Dias Branco R$ 95,00 R$ 98,90 R$ 100,00 R$ 91,18 Alimentício

Leia mais

SEMINÁRIO Curso Safras Trading School Aplicado a Commodities. Dias 24, 25 e 26 de Agosto de 2011 Cascavel (PR)

SEMINÁRIO Curso Safras Trading School Aplicado a Commodities. Dias 24, 25 e 26 de Agosto de 2011 Cascavel (PR) SEMINÁRIO Curso Safras Trading School Aplicado a Commodities Dias 24, 25 e 26 de Agosto de 2011 Cascavel (PR) O Curso Safras Trading School se diferencia pelo fato de ser ministrado em 3 dias. Com isso,

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 20 de março de 2015

INFORME ECONÔMICO 20 de março de 2015 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS FED reduz projeções de crescimento e inflação nesse ano, e mostra cautela em relação ao início do aperto monetário nos EUA. No Brasil, inflação se mantém pressionada. O Comitê

Leia mais

EconoWeek Relatório Semanal. EconoWeek 18/05/2015

EconoWeek Relatório Semanal. EconoWeek 18/05/2015 18/05/2015 EconoWeek DESTAQUE INTERNACIONAL Semana bastante volátil de mercado, com uma agenda mais restrita em termos de indicadores macroeconômicos. Entre os principais destaques, os resultados de Produto

Leia mais

Preocupações com oferta diminuem e preços caem para seus níveis mais baixos de 18 meses

Preocupações com oferta diminuem e preços caem para seus níveis mais baixos de 18 meses Preocupações com oferta diminuem e preços caem para seus níveis mais baixos de 18 meses Em julho o mercado de café registrou novas baixas, com os preços reagindo à depreciação do real brasileiro, que caiu

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: PIB e Juros... Pág.3 Europa: Recuperação e Grécia... Pág.4

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Altas e Baixas do Ibovespa. Câmbio. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A queda das bolsas internacionais não ajudou a pressionar o mercado doméstico em dia de indicadores fracos na China e nos Estados Unidos. A aversão ao risco aumentou nos últimos dias com

Leia mais

Spinelli Panorama Diário

Spinelli Panorama Diário Spinelli Panorama Diário 09 de fevereiro de 2010 Indicadores Variação - % Pontos dia semana mês Bolsas Ibovespa 63.153 0,62 0,62-3,44 IBX 19.989 0,47 0,47-3,70 S&P500 1.056-0,89-0,89-1,60 Dow Jones 9.908-1,04-1,04-1,58

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) a MERCADOS Bolsa O Ibovespa teve mais um dia de volatilidade nos negócios, influenciado pelo vencimento do Ibovespa futuro e das opções sobre o índice e também pelos dados divulgados nos Estados Unidos

Leia mais

O relatório da Organização dos Países Exportadores de Petróleo de Julho

O relatório da Organização dos Países Exportadores de Petróleo de Julho 1 2 Julho de 215 O relatório da Organização dos Países Exportadores de Petróleo de Julho Foi divulgado o relatório de Julho da Organização dos Países Exportadores do Petróleo, em que são analisadas as

Leia mais

Relatório Mensal. 2015 Março. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

Relatório Mensal. 2015 Março. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Relatório Mensal 2015 Março Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Composição da Carteira Ativos Mobiliários, Imobiliários e Recebíveis

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) 07 de Junho de 2013 MERCADOS Bolsa A Bolsa segue influenciada pela fragilidade do cenário externo e somente conseguiu uma recuperação no final da tarde, com alta de 0,16%, aos 52.845 pontos. O giro financeiro

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Outubro de 2012 Prezado(a) Período de Movimentação FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 03/09/2012 a 28/09/2012 Panorama Mensal Setembro de 2012 O mês de setembro

Leia mais

www.contratofuturo.com

www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com História do Milho - Os primeiros registros do cultivo datam de 7.300 anos - Origem Americana: litoral do México - Nome, de origem indígena, significa "sustento

Leia mais

Cacau Amêndoa Período: Junho de 2013

Cacau Amêndoa Período: Junho de 2013 Cacau Amêndoa Período: Junho de 2013 Tabela I PREÇO PAGO AO PRODUTOR - Cacau Amêndoa (em US$/ton.). Períodos Anteriores Junho/2013 % Locais Unid. 12 meses 1 mês 1 mês [a] [b] [c] c/a c/b Ilhéus - Bahia

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Índices, Câmbio e Commodities. Bolsa. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa A Bovespa registrou o terceiro pregão em alta na terça-feira, (+1,53%) fechando aos 50.890 pontos, mais uma vez ajudada pelas ações de Petrobras e Vale. O volume financeiro fraco (R$ 4,56

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Maio de 2013. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Maio de 2013. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Maio de 2013 Turim Family Office & Investment Management TÓPICOS Economia Global: Estados Unidos...Pág.3 Europa...Pág.4 Economia Brasileira: Produto Interno Bruto...Pág.5 Política

Leia mais

Açúcar: Informativo Quinzenal. Oferta se acentua e preços cedem. Indicador de Açúcar Cristal Cepea/Esalq Estado de São Paulo.

Açúcar: Informativo Quinzenal. Oferta se acentua e preços cedem. Indicador de Açúcar Cristal Cepea/Esalq Estado de São Paulo. Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada CEPEA/ESALQ/USP 25 de maio de 2011 Volume 1, Edição 22 Açúcar: Informativo Quinzenal Indicador de Açúcar Cristal Cepea/Esalq Estado de São Paulo DATA Valor

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Agosto 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Spinelli Panorama Diário

Spinelli Panorama Diário Spinelli Panorama Diário 18 de setembro de 2009 Indicadores Análise Gráfica Ibovespa: Após o teste do suporte de 55.300 pontos, o Ibovespa registrou forte recuperação, superou a resistência de 57.300 pontos,

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2016. DESTAQUES

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2016. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa cai pressionada por petróleo Copom segue Tombini e mantém juro Setores de siderurgia e petróleo perdem importância no Ibovespa Para crescer no Brasil, preço baixo e corte de custos Dólar

Leia mais

Semana com dólar em forte queda, alta da Bolsa e menor pressão nos juros futuros; Programa de intervenção do BCB no câmbio vem surtindo efeito;

Semana com dólar em forte queda, alta da Bolsa e menor pressão nos juros futuros; Programa de intervenção do BCB no câmbio vem surtindo efeito; 06-set-2013 Semana com dólar em forte queda, alta da Bolsa e menor pressão nos juros futuros; Programa de intervenção do BCB no câmbio vem surtindo efeito; Ata do Copom referendou nosso novo cenário para

Leia mais

Em Compasso de Espera

Em Compasso de Espera Carta do Gestor Em Compasso de Espera Caros Investidores, O mês de setembro será repleto de eventos nos quais importantes decisões políticas e econômicas serão tomadas. Depois de muitos discursos que demonstram

Leia mais

Terça-feira, 03 de Setembro de 2013. DESTAQUES

Terça-feira, 03 de Setembro de 2013. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa beira os 52 mil pontos Estrangeiros ampliam aposta na alta Produção da Petrobras no Brasil cai 4,6% Produção industrial muda de direção e cai 2% ATS tenta acelerar estreia no Brasil Disputa

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

7.000 6.500 6.000 5.500 5.000 4.500 4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - -500-1.000 fev./2010. ago./2011. fev./2012. nov.

7.000 6.500 6.000 5.500 5.000 4.500 4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - -500-1.000 fev./2010. ago./2011. fev./2012. nov. 4 SETOR EXTERNO As contas externas tiveram mais um ano de relativa tranquilidade em 2012. O déficit em conta corrente ficou em 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), mostrando pequeno aumento em relação

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 02 de Janeiro de 2015 Prezado(a) Período de Movimentação FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 01/12/2014 a 31/12/2014 Panorama Mensal Dezembro 2014 A volatilidade

Leia mais

CLIPPING 06/02/2014 Acesse: www.cncafe.com.br

CLIPPING 06/02/2014 Acesse: www.cncafe.com.br CLIPPING Acesse: www.cncafe.com.br Após altas, produtor não deve exercer opção de venda de café Valor Econômico Tarso Veloso e Carine Ferreira Após a sequência de altas do café arábica na bolsa de Nova

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Maio de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Maio de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Maio de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: GDP Mais Fraco no Primeiro Trimestre...Pág.3 Europa: Curva

Leia mais

COMPRADOR VENDEDOR SACAS PREÇO QUALIDADE NOTÍCIAS: CONAB VENDE CAFÉ COM MAIS DE 20 ANOS E ARRECADA R$1,97 MI

COMPRADOR VENDEDOR SACAS PREÇO QUALIDADE NOTÍCIAS: CONAB VENDE CAFÉ COM MAIS DE 20 ANOS E ARRECADA R$1,97 MI M dcheg BARÃO COMISSÁRIA DE CAFÉ LTDA Alameda Otávio Marques de Paiva, 220 Bairro Santa Luiza CEP 37062-670 - Varginha-MG (35) 3214-7725 / 8855-0050 / 8879-0040 / 8876-0030 www.baraocomissariadecafe.com.br

Leia mais

Situação da economia e perspectivas. Gerência-Executiva de Política Econômica (PEC)

Situação da economia e perspectivas. Gerência-Executiva de Política Econômica (PEC) Situação da economia e perspectivas Gerência-Executiva de Política Econômica (PEC) Recessão se aprofunda e situação fiscal é cada vez mais grave Quadro geral PIB brasileiro deve cair 2,9% em 2015 e aumentam

Leia mais

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando INFORMATIVO n.º 42 NOVEMBRO de 2015 A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando Fabiana D Atri - Economista Coordenadora do Departamento de Pesquisas e

Leia mais

Inflação resiste. Aperto monetário continua. Por ora...

Inflação resiste. Aperto monetário continua. Por ora... Inflação resiste. Aperto monetário continua. Por ora... Conforme adiantamos em nossa edição anterior, os eventos climáticos nos EUA e Brasil começaram a afetar os preços em virtude do peso dos alimentos

Leia mais

Investment Research Boletim Planner. Mercados... Altas e baixas do Ibovespa. Mercado Futuro. Agenda, commodities e índices internacionais...

Investment Research Boletim Planner. Mercados... Altas e baixas do Ibovespa. Mercado Futuro. Agenda, commodities e índices internacionais... Quarta-feira, 25 de Abril de 2012 Mercados....Bolsa Depois de três quedas consecutivas, a Bovespa conseguiu fechar a terça-feira do lado positivo com alta de 0.70% aos 61.971 pontos e volume financeiro

Leia mais

Boletim Diário MERCADOS. Bolsa. Índices, Câmbio e Commodities. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar)

Boletim Diário MERCADOS. Bolsa. Índices, Câmbio e Commodities. Câmbio. Altas e Baixas do Ibovespa. Juros. Ibovespa x Dow Jones (em dólar) MERCADOS Bolsa Ontem a Bovespa não seguiu o ritmo dos mercados internacionais que tiveram dia de alta. A queda de Vale, Petrobras e dos principais bancos, contribuiu para o fechamento em baixa de 0,53%,

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 05/11/10 05/12/10 05/01/11 05/02/11 05/03/11 05/04/11 05/05/11 05/06/11 05/07/11 05/08/11 05/09/11 05/10/11 05/11/11 05/12/11 05/01/12 05/02/12 05/03/12

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 9 de outubro de 2015

INFORME ECONÔMICO 9 de outubro de 2015 Aug-10 Feb-11 Aug-11 Feb-12 Aug-12 Feb-13 Aug-13 Feb-14 Aug-14 Feb-15 Aug-15 INFORME ECONÔMICO RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Alta de juros nesse ano ainda é o cenário base do FED. No Brasil, a inflação

Leia mais

Rodrigo Corrêa da Costa rodrigo.costa@newedge.com

Rodrigo Corrêa da Costa rodrigo.costa@newedge.com Perspectivas do Mercado de Café Rodrigo Corrêa da Costa rodrigo.costa@newedge.com Café Nova Iorque 2 Semanal 1a posição 3 Semanal 2a posição 4 QEs e Dow Jones 5 QEs e Índice do Dólar 6 QE2 e CRB Index

Leia mais

Baixa do dólar e recuo das Treasuries corroboram para fechamento dos juros futuros; Fatores domésticos levam a depreciação do dólar frente ao real;

Baixa do dólar e recuo das Treasuries corroboram para fechamento dos juros futuros; Fatores domésticos levam a depreciação do dólar frente ao real; 20-jan-2014 Baixa do dólar e recuo das Treasuries corroboram para fechamento dos juros futuros; Fatores domésticos levam a depreciação do dólar frente ao real; Ibovespa recuou 1,04% na semana, seguindo

Leia mais

O desafio da competitividade. Maio 2012

O desafio da competitividade. Maio 2012 O desafio da competitividade Maio 2012 ECONOMY RESEARCH Roberto Padovani Economista-Chefe (55 11) 5171.5623 roberto.padovani@votorantimcorretora.com.br Rafael Espinoso Estrategista CNPI-T (55 11) 5171.5723

Leia mais

Perguntas Freqüentes Operações em Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F)

Perguntas Freqüentes Operações em Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) 1. O que é contrato futuro? É um acordo entre duas partes, que obriga uma a vender e outra, a comprar a quantidade e o tipo estipulados de determinada commodity, pelo preço acordado, com liquidação do

Leia mais

Cenário Econômico para 2014

Cenário Econômico para 2014 Cenário Econômico para 2014 Silvia Matos 18 de Novembro de 2013 Novembro de 2013 Cenário Externo As incertezas com relação ao cenário externo em 2014 são muito elevadas Do ponto de vista de crescimento,

Leia mais

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES

MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES MOEDAS, JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS E COMMODITIES 05/07/11 02/08/11 30/08/11 27/09/11 25/10/11 22/11/11 20/12/11 17/01/12 14/02/12 13/03/12 10/04/12 08/05/12 05/06/12 03/07/12 31/07/12 28/08/12 25/09/12

Leia mais

RENTABILIDADE DO ETANOL HIDRATADO SOBRE O AÇÚCAR CAI NA PRIMEIRA SEMANA DE MAIO

RENTABILIDADE DO ETANOL HIDRATADO SOBRE O AÇÚCAR CAI NA PRIMEIRA SEMANA DE MAIO Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano X 07/maio/2015 n. 444 RENTABILIDADE DO ETANOL HIDRATADO SOBRE O AÇÚCAR CAI NA PRIMEIRA SEMANA DE MAIO A finalização da primeira semana de maio mostrou uma

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Abril de 2015 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 02/03/2015 a 31/03/2015 Panorama Mensal Março 2015 Os mercados financeiros seguiram voláteis ao longo do mês de março, em especial

Leia mais

Sexta-feira, 06 de Maio de 2013. DESTAQUES

Sexta-feira, 06 de Maio de 2013. DESTAQUES DESTAQUES Bolsa encerra semana em alta Mercado aguarda IPCA para ajustar cenários Divisão Consumo da Hypermarcas cresce 10% M.Dias Branco tem lucro de R$108 mi Contax aprovou R$ 55,4 milhões em dividendos

Leia mais

A economia Angolana não entrará em recessão: Esta é a frase de ordem! (1parte)

A economia Angolana não entrará em recessão: Esta é a frase de ordem! (1parte) 1 26 de Outubro de 2015 A economia Angolana não entrará em recessão: Esta é a frase de ordem! (1parte) Em Outubro de 2014 o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2015 previa uma taxa de crescimento real

Leia mais

VANTAGEM DO HIDRATADO SOBRE O AÇÚCAR DE NOVA YORK TENDE A CAIR ATÉ O FINAL DO ANO

VANTAGEM DO HIDRATADO SOBRE O AÇÚCAR DE NOVA YORK TENDE A CAIR ATÉ O FINAL DO ANO Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados VANTAGEM DO HIDRATADO SOBRE O AÇÚCAR DE NOVA YORK TENDE A CAIR ATÉ O FINAL DO ANO Diante da acentuada depreciação das cotações do açúcar em Nova York, que no

Leia mais

ANÁLISE TÉCNICA MÉTODO EQUIPE AÇÕES POR OPÇÕES

ANÁLISE TÉCNICA MÉTODO EQUIPE AÇÕES POR OPÇÕES Página 1 de 8 ANÁLISE TÉCNICA MÉTODO EQUIPE AÇÕES POR OPÇÕES Olá, apresentaremos um método prático de análise técnica visando o fácil entendimento e a facilidade nas operações. Recomendamos que o leitor

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Julho. Carteira Sugerida de Junho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA SEMANA DE 21 A 25 DE SETEMBRO de 2009 Semana de preço estável no mercado de Boi Gordo no Rio Grande do Sul, com o preço encerrando a semana a R$ 4,61/kg carcaça.

Leia mais

AGOSTO DEVE SER MARCADO POR QUEDA ANUAL DE 33% EM NOVA YORK

AGOSTO DEVE SER MARCADO POR QUEDA ANUAL DE 33% EM NOVA YORK Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano XVII 31/agosto/2015 n. 590 AGOSTO DEVE SER MARCADO POR QUEDA ANUAL DE 33% EM NOVA YORK A finalização do mês de agosto traz consigo mais um registro de forte

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARAZINHO/RS. RELATÓRIO BIMESTRAL DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS Fevereiro/15

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARAZINHO/RS. RELATÓRIO BIMESTRAL DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS Fevereiro/15 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARAZINHO/RS RELATÓRIO BIMESTRAL DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS Fevereiro/15 INTRODUÇÃO Informamos que o conteúdo deste relatório bem como

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV CENÁRIO ECONÔMICO EM OUTUBRO São Paulo, 04 de novembro de 2010. O mês de outubro foi marcado pela continuidade do processo de lenta recuperação das economias maduras, porém com bons resultados no setor

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Junho de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Junho de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Junho de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: Reunião do FOMC...Pág.3 Europa: Grécia...Pág.4 China: Condições

Leia mais

SOJA COMENTÁRIO. Médias no Profitchart utilizando o after market. SUPORTE 1 $ 22,60 MARGEM: R$ 2.473,00. MÉDIAS 16 Exp. e 51 Exp SUPORTE 2 $ 22,00

SOJA COMENTÁRIO. Médias no Profitchart utilizando o after market. SUPORTE 1 $ 22,60 MARGEM: R$ 2.473,00. MÉDIAS 16 Exp. e 51 Exp SUPORTE 2 $ 22,00 SOJA GRÁFICO SOJA MAIO BM&F (SOJK10) Análise Gráfica - SOJA Médias Móveis - SOJA MÉDIAS NOVAS!!! Tempo 60 minutos. Médias no Profitchart utilizando o after market. SUPORTE 1 $ 22,60 MÉDIAS 16 Exp. e 51

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA. A informação é nossa, a decisão é sua! GR. Boi Gordo Mercado Físico RS Período Gráfico DIÁRIO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA. A informação é nossa, a decisão é sua! GR. Boi Gordo Mercado Físico RS Período Gráfico DIÁRIO PANORAMA RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO SEMANA DE 10 A 14 DE AGOSTO de 2009 Semana de nova estabilidade no preço do Boi Gordo no mercado físico do Rio Grande do Sul, fechando a semana em R$ 5,28/kg

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2014 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2014 1 No segundo trimestre de 2014, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 1,41%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 2,51% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

Carta Mensal Mauá Sekular

Carta Mensal Mauá Sekular Mauá Participações I e II www.mauasekular.com.br contato@mauasekular.com.br Carta Mensal Mauá Sekular Fundos Macro Maio 2015 Sumário (I) (II) (III) Cenário Internacional Cenário Doméstico Principais Estratégias

Leia mais