Capacitação Marketing & Vendas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capacitação Marketing & Vendas"

Transcrição

1 Capacitação Marketing & Vendas

2 ESTRUTURAÇÃO DE CANAIS INDIRETOS

3 AGENDA Qual o papel dos canais indiretos Objetivos com os canais indiretos Recrutamento e Seleção de canais indiretos Perfil ideal do canal Programa de canais indiretos

4 Gestão de canais? Como cobrir mais oportunidades?!? Como aprimorar o valor e qualidade do? Como balancear as despesas totais de vendas?! pipeline?!? Como otimizar os recursos de vendas?!? Como alinhar/alavancar o cross-selling!? Como se alinhar com as preferências do? Como identificar canais emergentes?!? comprador?!? Como identificar e trabalhar influenciadores?!? Como planejar o the go-to-market?!? Como identificar os gaps de receita?!? Como separar/desempihar os canais?!? Como identificar o gap de leads?!? Que canais para qual oferta?!? Como direcionar ações corretivas?!? Como gerenciar conflito entre/dos! canais?!

5 Atividades de Apoio ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTOS IDENTIFICAÇÃO DAS ÁREAS VITAIS Cadeia de Valor Genérica Exemplo INFRAESTRUTURA DA EMPRESA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIA AQUISIÇÕES LOGÍSTICA INTERNA OPERAÇÕES LOGÍSTICA EXTERNA MARKETING E VENDAS SERVIÇOS PÓS- VENDA Atividades Primárias 5

6 Canal de distribuição é qualquer conjunto de empresas ou indivíduos que par>cipam do fluxo de produtos ou serviços do fabricante ao usuário final ou consumidor.

7 A função da distribuição é criar valor, tornando produtos ou serviços disponíveis aos consumidores ou usuários, de forma apropriada, no lugar certo e no tempo certo. (Weitz, 1995)

8 Os canais de markeing podem ser vistos como um conjunto de organizações independentes envolvidas no processo de tornar o produto ou serviço disponível para uso ou consumo. (Kotler).

9 Razões para uilização dos intermediários 1. fornecem recursos financeiros para venda direta ao consumidor 2. aumentam a eficiência/ reduzem a carga de trabalho 3. diminuem custos 4. Agregam competências 5. Permitem acesso a Mercado

10 Funções dos canais de markeing INFORMAÇÕES PROMOÇÃO NEGOCIAÇÃO FINANCIAMENTO RISCO POSSE FÍSICA PAGAMENTO ENTREGA

11 INFORMAÇÕES Funções dos canais Fabricante à Prospect : Info s/ Produto, Bene^cios, Preços, cases, referências,etc. Prospect à Provedor : info s/ necessidades, compe>dores, sa>sfação dos clientes, cases desenvolvidos, elementos para precificação, oportunidades, etc. Colaborar em iden>ficação dos Prospects PROMOÇÃO Planejar e/ou executar campanhas de marke>ng ( obje>vo, ação, conteúdo, avaliação, etc. )

12 Funções dos canais NEGOCIAÇÃO Definição do escopo de entrega Estratégia do preço & Margens Prazos ( fechamento, entrega, pagamentos ) FINANCIAMENTO Próprio e/ou terceiros Viabilização do projeto

13 Funções dos canais RISCO Financeiros e não financeiros Para o fabricante e para o prospect POSSE FÍSICA Estoque de produtos & conhecimentos Balanceamento de demanda ( Canal & Provedor )

14 Funções dos canais PAGAMENTO Controle do recebimento Faturamento Cobrança ENTREGA Execução do Projeto Gestão do projeto Consultoria Qualidade Treinamento

15 Agente Revenda VAR Aliança OEM Integrador Franquias Principais Ipos de canais indiretos

16 SALES CHANNELS MULTIPLE OPTIONS AVAILABLE Direct Relative risk OEM Sales partner Licensing Achieved share of value Source: McKinsey 16

17 SALES CHANNELS - SELECTION CRITERIA Sales channel Direct sales Sales partner When? Customer loyalty necessary Concentrated customer base Limited market access, "high hurdles" Thorough understanding of the market necessary (e.g., regional market) Risk for start-up company High cost Low market penetration Dependence on sales partner Uneven distribution of value added OEM New product launch in hotly contested market Fragmented customer base Quick market penetration desired Strong negotiating position through package benefits No profit margin Dependence on OEM product development Few findings from end consumer market Franchise Interest high on the part of franchisees Lack of financing Sustainability through patent Ensure garanteed minimum fee No customer loyalty Lion's share of value added by franchisees Source: McKinsey 17

18 VER PLANILHA TIPO DE CANAIS

19 Produto Total - Parceiros & Alianças Plataformas PotenIais parceiros e alianças Consultoria Sotware 1. Fornecedor do produto core- Seu produto/solução Serviço e Suporte Produto Core Periféricos 2. Vendedor independente de sonware 3. Revendedor 4. LAN/VAR 5. Cliente Instalação & Treinamento Conec>vidade 6. Revendedor corpora>vo 7. Serviços terceirizados Interfaces 8. Consultorias 19

20 VER CASE MRO

21 Há muitos benedcios possíveis na formação de uma aliança. Na maioria dos casos elas consftuem uma das mais econômicas e flexíveis maneiras de lidar com um mercado cada vez mais turbulento e incerto, como também resultam na absorção de novos métodos e capacidades através dos parceiros. (Day, 1995)

22 Liderança do Canal Informação Experiência Recompensa Poder Referência Coerção Legitimação

23 Channel Selection : Trade-Offs

24 Why not just buy from the manufacturer? Source: Managing Channels of Distribution Kenneth Rolnicki,

25 Why not just buy from the manufacturer? Source: Managing Channels of Distribution Kenneth Rolnicki,

26 Why not just buy from the manufacturer? Source: Managing Channels of Distribution Kenneth Rolnicki,

27 ObjeIvo por canais

28 METODOLOGIA GO TO MARKET Fase 1 Estágio de Descoberta Fase 2 Desenhando uma rota para o mercado Fase 3 Fase 4 Desenvolvendo um argumento comercial Planejamento da Implementação Fase 5 Gerenciando a Execução Fase 5A Gerenciando a Execução - Fase de Set Up

29 Metodologia Crescimento Acelerado FASE 1 FASE 2 FASE 3 n n n n n Estágio de Descoberta Auditoria de dados de mercado Descoberta de oportunidades Definição do set compe>>vo Descoberta de competências Entender o whole product n n n n Desenhando uma rota para o mercado Definição do mercado Revisão dos canais de venda existentes Planejamento do Big Prize e Quick Win Construir o critério de sucesso n n n n Desenvolvendo um argumento comercial Construir uma cadeia de valor por canal Definir os bene^cios dos parceiros Definir os bene^cios dos clientes Construir a proposição de venda Abordagem- Entregáveis Revisão interna Pesquisa de mercado externa Visitas de mercado Worshops com >me execu>vo Intermediação in loco Desenvolvimento de materiais Visitas a clientes Plano Primeira versão

30 Proposta de Adição de Valor Crescimento Acelerado n n n n n FASE 4 Planejamento da Implementação Quem, o que, onde e até quando... Geografias prioritárias Distribuidores prioritários Link para capacidade de produção Link para promoção, disponibilidade de orçamento n n n n FASE 5 Gerenciando a Execução Scorecarding comparado aos critérios acordados de sucesso Gerenciamento do Projeto Construindo/ adaptando o material de apresentação de vendas Treinando o >me de implementação n n n n n n FASE 5A Gerenciando a Execução - Fase de Set Up Kick- off do plano de desenvolvimento de negócio Set up escritório local Recurso de vendas local - account exec. & Channel Manager Kick- off de a>vidades de prospecção Busca de ofertas compe>>vas no mercado local Início das a>vidades de prospecção n Investmentos & Inves>dores n Invest ir para conseguir o primeiro caso de sucesso Workshop com >me de vendas Visitas de vendas para distribuidores Workshop com >me execu>vo Programa de treinamento Ferramentas de gerenciamento de projeto Processo periódico de revisão Lista de parceiros potenciais Report do ambiente compe>>vo Report bi semanal de a>vidades Reuniões mensais para revisão de pipeline

31 Visão Geral da Linha do Tempo Fases 1, 2, 3 Fases 4 & 5 Investimentos Investimentos Investimentos & Lucro Executivos XXXXXX Consultores PA Executivos XXXXXX Consultores PA Parceiros potenciais Clientes potenciais A ser discutido Ir/ Não Ir Análise & Posicionamento 2 a 3 Meses Set up de Operações 3 Meses 3-9 Meses Produção

32 PERFIL DO CANAL VER PLANILHA

33 ATRATIVIDADE VER PLANILHA

34 PROGRAMA DE CANAIS

35 APRESENTAÇÃO A XXXXXXXXX nós próximos XXXXX implementará o programa estruturado de canais. O canal de vendas XXXXXX tem como objetivo principal o desenvolvimento de novos parceiros para a realização de vendas e implantação dos produtos. Através de uma consultoria externa foi realizado um diagnóstico na forma de comercialização e implantação dos nosso produtos que resultou na criação deste projeto de canais.

36 OBJETIVOS PRINCIPAIS DO PROGRAMA: Ø Aumentar a cobertura geográfica Ø Aumentar o market share Ø Aumentar as vendas de licença, manutenção e serviço Ø Melhor desempenho do time to market Ø Aumentar a satisfação da base atual na região

37 QUEM ESTÁ QUALIFICADO PARA SER UM CANAL Este programa tem por objetivo desenvolver canais que tenham competência para desenvolver vendas do nosso portfólio e prestação de serviços correlatos. Perfil desejado: Ø Experiência em comercialização de soluções de negócio (ERP, CRM, Etc) Ø Experiência em implantação de soluções de negócio (ERP, CRM, Etc) Ø Perfil empreendedor Ø Conhecimento na área geográfica de atuação Ø Conhecimento dos segmentos XXXXXX, XXXXXX, XXXXXX Perfil desejado ( não publicado ): Ø Capacidade de investimento de R$ xxx.xxx,xx

38 QUADRO GERAL REMUNERAÇÃO Ø LU (Licença de Uso) 40% Ø Implantação 100% Ø Manutenção 100% (1º mês) Ø Serviços Consultoria 100% Ø Treinamento de clientes 10%

39 DIREITOS E BENEFÍCIOS Ø Comercialização de Ofertas Nossso Mix de produtos Ø Área de Atuação preferencial Sim Ø Distribuição de Leads Sim Ø Acesso ao suporte Sim Ø Metodologia Implantação Sim Ø Metodologia de Vendas Sim Ø Isenção de taxa de capacitação Sim Ø Verba de Marketing Sim Ø Materiais Promocionais Sim Ø Campanhas Publicitárias Sim Ø Uso da ferramenta CRM Sim Ø Uso da ferramenta de gestão de projetos Sim

40 DEVERES E OBRIGAÇÕES Ø Estrutura Física Sim Ø Estrutura de Pessoal Sim Ø Estrutura Jurídica Sim Ø Metas de Vendas Sim Ø Metas de Prospecção Sim Ø Metas de Demonstração Sim Ø Plano de marketing anual Sim

41 DEVERES E OBRIGAÇÕES Ø Case de Sucesso Clientes Sim Ø Evento compartilhado Sim Ø Certificação comercial Sim Ø Certificação Técnica Sim Ø Capacitação comercial periódica Sim Ø Capacitação técnica periódica Sim Ø Índice de Satisfação de implantação Sim Ø Uso das metodologias/ Processos Sim

42 AREA DE ATUAÇÃO Os Canais são livres para atuação em seu mercado alvo, dentro da área geográfica determinada como preferencial, podendo inclusive negociar parcerias estratégicas na região. A reserva de oportunidades deverá ser registrada no sistema de CRM para oficializar a abertura das oportunidades em cada região.

43 DISTRIBUIÇÃO DE LEADS X XXXXXX poderá disponibilizar listagem qualificada de leads na região de atuação do canal, ficando sob responsabilidade do mesmo a prospecção dos potenciais clientes. ACESSO AO SUPORTE / CENTRAL DE RELACIONAMENTO X XXXXXXXXXX proverá acesso total a sua área de suporte técnico e central de relacionamento, visando apoiar o canal nas necessidades técnicas e apoio a clientes.

44 REMUNERAÇÃO Licença de uso: Ø O Canal será remunerado em até 40% sob as vendas realizadas das licenças de uso Ø Ao canal revendedor caberá a remuneração integral desde que executada todas as etapas que compõe o ciclo da venda até a efetivação do negócio. Ø Na eventualidade de não realização do ciclo total da venda pelo canal, caberá a este a remuneração proporcional as etapas realizadas, desde que efetivada a venda.

45 Canal - Remuneração por etapas concluídas ETAPAS: Prospecção local Demonstração inicial Demonstração técnica Gestão do ciclo comercial Marke>ng Cooperado TOTAL PORCENTAGEM 10,00% 5,00% 10,00% 12,00% 3,00% 40,00%

46 REMUNERAÇÃO TREINAMENTO: Ø O Canal será remunerado em 10% sob as vendas realizadas dos treinamentos Ø O pagamento das comissões será realizado mediante crédito em conta corrente até o dia 15. Ø As comissões serão pagas somente sobre valores recebidos no período de 1 a 30 de cada mês e pagamento até o dia 15 do mês subseqüente.

47 REMUNERAÇÃO IMPLANTAÇÃO: Ø A responsabilidade de implantação será exclusiva do canal, salvo os casos onde haja um acordo estabelecido previamente com X XXXXXXXX. Ø O Canal efetuará o faturamento integral destes serviços, o que corresponde ao recebimento de 100% dos mesmos Ø O canal deverá seguir a metodologia definida pelx XXXXXXXX Ø Todas as etapas de implantação deverão estar registradas no sistema de gestão de projetos utilizado Ø Durante o processo de implantação será avaliado o índice de satisfação do cliente

48 REMUNERAÇÃO CUSTOMIZAÇÕES: Ø Caso houver necessidade de customização deverá ser feita uma solicitação de orçamento e execução. Ø O custo será pago pelo Canal. Ø Sugestões de melhoria entrarão no processo de evolução de produtos.

49 REMUNERAÇÃO SUPORTE Ø O Canal receberá o valor integral da 1º cobrança de suporte de cada projeto. Afim de que possa realizar, quando solicitado e/ou cliente o atendimento inicial. Ø Anualmente, sempre no mês subseqüente ao aniversário do projeto, o canal receberá este beneficio. CONSULTORIA Ø Ações de consultoria externa realizada pelo canal serão faturadas integralmente pelo mesmo.

50 METAS PLANILHA + 4 PROJETOS 2010 = R$ , = R$ , = R$ ,00 TRIMESTRE 1 0% 25% 25% TRIMESTRE 2 20% 25% 25% TRIMESTRE 3 40% 25% 25% TRIMESTRE 4 40% 25% 25%

51 METAS DEMONSTRAÇÕES: Ø Demonstrações mensais. A partir do 3º mês de operação. Quantidade = 12 PROSPECÇÃO: Ø Prospecções mensais. A partir do 3º mês de operação. Quantidade = 18 IMPLANTAÇÃO: Ø Índice de satisfação do cliente mínimo nota: 9 Ø Cumprimento de cronograma inicial X total de horas (75%)

52 METAS MARKETING: Ø Apresentação do plano mkt nos meses de Maio e Outubro Meta = 100% Ø Cumprimento do plano de marketing Meta = 100% Ø Case de sucesso Meta = 1 por semestre

53 CAPACITAÇÃO / CERTIFICAÇÃO TÉCNICA Ø O treinamento será ministrado nas dependências XXXXXXXXX e tem duração prevista de XXX dias. Este sem custos para equipe inicial. Ø Os custos de transporte, hospedagem e alimentação serão de responsabilidade do canal.

54 CAPACITAÇÃO / CERTIFICAÇÃO COMERCIAL Ø O treinamento será ministrado nas dependências XXXXXXX e tem duração prevista de 15 dias. (2 semanas) Este sem custos para equipe inicial. Ø Os custos de transporte, hospedagem e alimentação serão de responsabilidade do canal.

55 ESTRUTURA HUMANA Visando o bom desempenho do canal, será necessária uma estrutura mínima de pessoal conforme sugestão abaixo: Ø 01 Gestor Ø 01 Vendedor (dedicado) Ø 01 Apoio a vendas / Administrativo Ø 01 Consultor de Implantação

56 ESTRUTURA FÍSICA Sugerimos uma estrutura física adequada visando o bom desempenho técnico/comercial do negócio, conforme sugestão abaixo: Ø 02 Notebooks Ø 02 Computadores Ø Servidor Ø Impressora Multifuncional Ø Projetor Ø Telefone Ø Internet banda larga (1MB vel.)

57 ESTRUTURA JURÍDICA: Ø Empresa constituída com quadro societário de 02 sócios. Cujo objetivo social permita a comercialização e prestação de serviços de informática

58 MARKETING PLANO DE MARKETING Ø O plano de marketing contempla os objetivos, as estratégias, ações previstas e investimentos necessários. Deverá ser elaborado pelo canal semestralmente e encaminhado para validação junto XXXXXXXXXX. MARKETING COOPERADO Ø XXXXXXXX investirá até 3% do valor de licenças em Verba de Marketing cooperado com o canal. Ø O Canal deverá investir no mínimo 3% em Verba de Marketing sob o valor de licenças. EVENTOS: Ø Objetivando a divulgação da linha de produtos e geração de oportunidades de negócios, o canal deverá viabilizar a realização mínima 01 evento cooperado por semestre em cada região.

59 MARKETING MATERIAL PROMOCIONAL E CAMPANHAS PUBLICITARIAS: Ø XXXXXX fornecerá Kits específicos atualizados, como: pastas, laminas, anuários, mouse pads e canetas. Ø O canal poderá produzir materiais adicionais, campanhas publicitárias e outras ações de marketing, desde que previamente aprovado pela XXXXXXX. WEB SITE: Ø A atuação do canal, bem como as ações realizadas pelo mesmo, serão divulgados no site XXXXXXXXXX. CASE DE SUCESSO: Ø X XXXXXX apoiará a elaboração e a divulgação de cases de sucesso, comercializados e implementados pelo canal.

60 BENEFÍCIOS E REQUISITOS E DO PROGRAMA BENEFíCIOS Ø Condições especiais para atendimento à novos projetos com registro de oportunidades junto à XXXXXX; Ø Ações cooperadas com verba de marketing e participação em eventos; Ø Qualificações para equipe técnica e comercial; Ø Profissional exclusivo para contato direto com os Canais; Ø Remuneração variável de acordo com etapas concluídas; Ø Suporte pré e pós-venda; Ø Soluções de Sistemas de Gestão com alta tecnologia, qualidade e especialização; Ø Material de apoio a marketing; Ø Certificações a equipe Técnica e de Vendas; Ø Participação em remuneração do Suporte de Manutenção

61 BENEFÍCIOS E REQUISITOS E DO PROGRAMA REQUISITOS Ø Revenda especializada na comercialização de Software de Gestão Empresarial Ø Conhecimento do mercado-alvo Ø Histórico de relacionamento e satisfação de clientes Ø Comprometimento no acompanhamento das etapas (prospecção, demonstração, acompanhamento, fechamento etc.) Ø Manter a equipe técnica e comercial qualificada e experiente

62 AVALIAÇÃO DO CANAL Periodicamente serão realizadas reuniões de avaliação para verificar se os objetivos estão sendo alcançados por ambas as partes. Índices: Ø Índice de performance comercial Ø Índice de satisfação da implantação Ø Execução do plano de marketing Ø representação da imagem XXXXXXX na região

63 SALES MANAGEMENT OPTIONS Complexity of customer relationship Low High tight reins Low short line Complexity of sales activity-product long line High Management style Planned sales time Reporting cycle Visit planning Activity planning Monitoring parameter(s) Examples Tight reins Tight 100% Daily/weekly Detailed Detailed guidelines Input Consumer goods Short line Medium 50-80% Monthly Rough Rough guidelines, intensive support Output, input Assembly Auto Chemicals Long line Loose 0-50% Quarterly/ annually None Intensive support Output Large-scale projects Source: McKinsey 63

64 Recrutamento & Seleção

65 65

66 Funil SELEÇÃO FASE 1 RECRUTAMENTO CANAIS INDIRETOS 7-66

67 SELEÇÃO A partir : Objetivos esperados por canais indiretos Perfil ideal de canal Atratividade criada Seleção Ativa e Passiva

68 Seleção ATIVA ( Buscar ) Mapeamento dos potenciais parceiros Banco de dados Agentes, Revendas, Integradores, etc. Busca em listas, Google, site de competidores & soluções complementares Comunidade tecnológica Parceiros de soluções complementares Prospeção Indicações de consultorias, clientes, canais existentes,etc. Marketing Telemarketing Evento específico para canais Qualificação Perfil Mercado Nível de interesse

69 Seleção PASSIVA( Atrair ) Veículos de Promoção Site Publicações para canais e Mercado Instrumentos de promoção da solução ( cases, crescimento, prêmios, etc. ) Participação em evento de mercado Participação de grupos em redes sociais Qualificação Perfil Mercado Nível de interesse

70 Proposta de valor ao Canal Principais Benefícios Programa de canais Prova da proposição de valores Demo / POC / Trial Lista & Visita a clientes Precificação Comparativos de mercado RECRUTAMENTO Plano de Negócio Objetivos Proposta de valor ao cliente do canal Ações necessárias Viabilidade Contrato

71 Ciclo de vida - Parceiros

72 Refinando a escolha de canais Tipicamente, 80% dos resultados vem de 20 % dos canaisl 100% 95% 80% Revenues 20% 50% 100% Channel Base

73 Seleção FASE 2 Revisão dos resultados Canal & Provedor Reconhecimento Ações corretivas Repactuação / rompimento Reclassificação Divulgação da boas práticas Feedback do programa de canais

74 Maturidade do Programa de Canais

75 ObjeIvo Avaliar o nível de maturidade do programa de canais perante o comparativo ( benchmark ) de mercado e pelo feedback dos canais existentes e canais prospectados

Capacitação Marketing & Vendas

Capacitação Marketing & Vendas Capacitação Marketing & Vendas Sales & Distribution Strategy Institutional Selling Distributor Management Trade Marketing Channel Design Channel Management Termination & Appointment Distributor Economic

Leia mais

Acelerando Resultados do Mercado Externo através de Canais indiretos. Allan Pires

Acelerando Resultados do Mercado Externo através de Canais indiretos. Allan Pires Acelerando Resultados do Mercado Externo através de Canais indiretos Allan Pires Sócio Diretor da PA Latinoamericana Allan Adolfo Pires Mais de 20 anos de experiência em marketing, vendas e desenvolvimento

Leia mais

Capacitação Marketing & Vendas

Capacitação Marketing & Vendas Capacitação Marketing & Vendas Fatores a Avaliar ao Selecionar um Canal de Distribuição Características do Cliente Características do Produto Características dos Intermediários Número Dispersão geográfica

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

Capacitação Marketing & Vendas

Capacitação Marketing & Vendas Capacitação Marketing & Vendas Workshop Para estruturação de venda de software(produto) - Mercado alvo - Proposição de valor - Objetivos e métricas - Indicadores de performance por fase do ciclo de vendas

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO

ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO PLANEJAMENTO, SEGMENTAÇÃO E AÇÕES DE PROMOÇÃO CASO ABIHPEC EIXOS ESTRATÉGICOS DO PROJETO DE (Resultado do Workshop out 2008) Objetivos Relacionados: 11 - AUMENTAR A DECLARAÇÃO

Leia mais

GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Professor Wagner Luiz Aula - Como obter sucesso em uma implementação de CRM e o Processo da Comunicação. Março de 2014 São Paulo -SP Call Center & CRM 2007 CRM: do

Leia mais

nacional; Comissionamento diferenciado na venda e pós-venda em todos os produtos e

nacional; Comissionamento diferenciado na venda e pós-venda em todos os produtos e PROGRAMA DE PARCERIA Objetivo do Programa de Parceria Atuando no mercado de CRM (Customer Relationship Manager) desde 1994, a KANKEI é uma empresa de capital Nacional que oferece soluções de marketing

Leia mais

Esses recursos aplicados possibilitaram gerar soluções desktop e WEB para atividades de:

Esses recursos aplicados possibilitaram gerar soluções desktop e WEB para atividades de: Curitiba, de de 20. REF. AQUISIÇÃO DE LICENÇAS DE USO. A Empresa A Kankei é uma empresa com mais de 10 anos de atuação na área de gerenciamento de Relacionamentos, seja entre empresa e clientes, empresa

Leia mais

Consultoria: Alta Performance em Vendas

Consultoria: Alta Performance em Vendas MPRADO COOPERATIVAS Consultoria: Alta Performance em Vendas Apresentação: MPrado Consultoria Empresarial Uma das maiores consultorias em Agronegócio do Brasil; 15 anos de mercado; 70 Consultores em Gestão

Leia mais

PROPOSTA DE VALOR Apresentação Institucional

PROPOSTA DE VALOR Apresentação Institucional Logo da empresa cliente PROPOSTA DE VALOR Apresentação Institucional Data Nome dos Executivos CONFIDENCIAL Todos os direitos reservados Século XXI Crises, IPO e Oportunidades Consolidação de Mercado Novos

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

PLANO DE EXPANSÃO COMERCIAL DA ÁREA COMERCIAL EMPRESA XYZS

PLANO DE EXPANSÃO COMERCIAL DA ÁREA COMERCIAL EMPRESA XYZS PLANO DE EXPANSÃO COMERCIAL DA ÁREA COMERCIAL EMPRESA XYZS 1. APRESENTAÇÃO: O objetivo deste documento é apresentar o Plano de Expansão Comercial, promovido pela Área Comercial da XYZS, deixando claro

Leia mais

Programa de Parcerias Ilog

Programa de Parcerias Ilog Programa de Parcerias Ilog Dados do Documento: Responsável Ilog: Renato Dutra Revisor Ilog: Renato Dutra Versão: 2.0 Data da última alteração: 1. OBJETIVO DO DOCUMENTO Apresentar o funcionamento do programa

Leia mais

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA Como tudo começou GIDEONI SILVA CONSULTOR BI & CRM Analista de Sistemas e Green Belt Six Sigma Experiência de 15 anos em projetos executados de Business

Leia mais

15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados.

15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Agronegócio brasileiro. Aqui vive um país inteiro! CONSULTORIA EM USINAS SUCROALCOOLEIRAS APORTE - Análise de Potencial de mercado com

Leia mais

Tendências Mundiais de Outsourcing (MPS)

Tendências Mundiais de Outsourcing (MPS) Tendências Mundiais de Outsourcing (MPS) Hamilton Terni Costa ANconsulting Photo_jscreationzs4 São Paulo, 31 de Maio de 2012 Agenda Photo_jscreationzs4 Tendências Mundiais de Outsourcing (MPS) Base: MPS

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

CRM, Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DE MARKETING

CRM, Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DE MARKETING CRM, Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E DE MARKETING SEÇÃO 1 CRM, Marketing de Conteúdo e Automação de Marketing CRM - Customer Relationship Management - é uma metodologia.

Leia mais

Apresentação Resultados 2º ITR e Questões Estratégicas. Companhia Industrial Cataguases 2014

Apresentação Resultados 2º ITR e Questões Estratégicas. Companhia Industrial Cataguases 2014 Apresentação Resultados 2º ITR e Questões Estratégicas Companhia Industrial Cataguases 2014 São Paulo, 15 de Outubro de 2014 1 Panorama Mercado Textil e Vestuário 2014 São Paulo, 15 de Outubro de 2014

Leia mais

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005

Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 REQUEST FOR PROPOSAL Data de Lançamento do RFP: 23/05/2005 Data Limite para Submissão de Propostas: 26/05/2005 Conteúdo 1. Overview da Empresa 2. Objetivo da RFP 3. Escopo do Projeto 4. Diretrizes para

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Apresentação do produto Versão Premium 9.0 (GMPE)

Apresentação do produto Versão Premium 9.0 (GMPE) Apresentação do produto Versão Premium 9.0 (GMPE) Qual a importância que o relacionamento com os clientes tem para a sua empresa? Goldmine CRM é para as empresas que atribuem importância máxima à manutenção

Leia mais

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas

MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Página 1 de 6 MBA Gestão Estratégica de Marketing e Vendas Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados: 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM

Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações ERP e CRM Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 6 ERP Enterprise Resource Planning Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Leia mais

Relacionamento Clientes

Relacionamento Clientes FENÍCIA CRM & SRM O Fenícia CRM (Customer Relationship Management - Sistema de Gerenciamento do Relacionamento com os Clientes) é uma ferramenta de gestão com foco no cliente, essencial para angariar e

Leia mais

Extração de indicadores Garantias Ocorrências. Agenda de vendas Gestão de qualidade Históricos Agenda de tarefas

Extração de indicadores Garantias Ocorrências. Agenda de vendas Gestão de qualidade Históricos Agenda de tarefas Fenícia CRM & SRM Introdução O Fenícia CRM (Customer Relationship Management - Sistema de Gerenciamento do Relacionamento com os Clientes) é uma ferramenta de gestão com foco no cliente, essencial para

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial

Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Implemente a sua solução de Gestão de Marketing, Vendas e Serviço de Clientes, em menos de 7 dias.

Implemente a sua solução de Gestão de Marketing, Vendas e Serviço de Clientes, em menos de 7 dias. GoldMine QuickStart Implemente a sua solução de Gestão de Marketing, Vendas e Serviço de Clientes, em menos de 7 dias. O GoldMine é uma ferramenta de gestão da relação com os clientes (CRM-Costumer Relationship

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Apresentação Rico Mäder Consultor em Gestão

Apresentação Rico Mäder Consultor em Gestão Apresentação Rico Mäder Consultor em Gestão Roberto Seixas Gestor de Negócios ALFAMAWEB rseixas@alfamaweb.com.br (11) 99456-9393 Toninho Garcez Diretor de TIC ALFAMAWEB toninho@alfamaweb.com.br (79) 9191-1633

Leia mais

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1

IT SERVICES PORTFOLIO. SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 IT SERVICES PORTFOLIO SPEKTRUM IT Services Portfolio 1 Ser a única no Brasil a ser certificada pela SAP, mostra como estamos à frente no que tange à transparência em todos os nossos processos e, especialmente,

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

MAIS RENTABILIDADE, SEGURANÇA E AGILIDADE NA GESTÃO DE SEUS CONTRATOS, PROJETOS E SERVIÇOS.

MAIS RENTABILIDADE, SEGURANÇA E AGILIDADE NA GESTÃO DE SEUS CONTRATOS, PROJETOS E SERVIÇOS. MAIS RENTABILIDADE, SEGURANÇA E AGILIDADE NA GESTÃO DE SEUS CONTRATOS, PROJETOS E SERVIÇOS. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência

Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência Metodologia e dinâmica do workshop O fim das vendas e do marketing da insistência Como andam seus esforços em Prospecção, Follow-up e Networking? A forma como você faz hoje é a mais adequada? Será que

Leia mais

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas:

Conceitos e técnicas. Devem ser contempladas algumas atividades típicas de vendas: Administração da equipe de vendas (Neste texto de apoio: Conceitos e técnicas e Plano de ação de vendas) Conceitos e técnicas A correta administração da equipe de vendas é fundamental para o bom desempenho

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 25/05/2015 Término das aulas: Maio de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

Informações sobre oportunidades de trabalho na INTELECTO CONTACT CENTER

Informações sobre oportunidades de trabalho na INTELECTO CONTACT CENTER Informações sobre oportunidades de trabalho na INTELECTO CONTACT CENTER ASSISTENTE DE DEPARTAMENTO PESSOAL Salário a combinar São Bernardo do Campo/SP Atribuições: Atendimento aos clientes, organização

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: Agosto de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 1. Comercial e Marketing 1.1 Neurovendas Objetivo: Entender

Leia mais

Gestão em Tecnologia Educacional e Educação a Distância Professor Mestre Robson Santos da Silva

Gestão em Tecnologia Educacional e Educação a Distância Professor Mestre Robson Santos da Silva Gestão em Tecnologia Educacional e Educação a Distância Professor Mestre Robson Santos da Silva Plano de Gestão EAD WIZARD BRASIL Jacqueline Cícera Florêncio dos Santos Especialização em Inovação em Tecnologias

Leia mais

Engenharia do Produto

Engenharia do Produto Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Curitiba Departamento de Eletrônica Engenharia do Produto Slides elaborados a partir de Rozenfeld et al. (2006) AULA 8 Favor colocar

Leia mais

16 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados.

16 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. 16 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Cooperativas brasileiras. Um modelo para a vida inteira! Objetivo O departamento de Call Center tem como objetivo abranger todos os processos

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Processos Mercadológicos 2010 0 O Processo pode ser entendido como a sequência de atividades que começa na percepção das necessidades explícitas

Leia mais

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO Artigo 1º A unidade acadêmico-gerencial modelo designado Escritório de Práticas de Gestão e com nome fantasia

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 COMMERCIAL & MARKETING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMERCIAL

SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMERCIAL SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMERCIAL Obras Online CRM Versão Premium A informação é a moeda de ouro em pó da nossa geração. O segredo está em transformar esse pó em ouro. O up grade que faltava para ajudá-lo

Leia mais

Projeto Pilar Clientes

Projeto Pilar Clientes Projeto Pilar Clientes 3ª banca Abril 2012 Clientes e Parceiros Mudança de Escopo Após a 2ª banca, foi esclarecido o conceito de Cliente e Parceiro utilizado em todas as business lines e ficou definido

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

GR SOLUÇÕES EMPRESARIAIS IMPULSIONANDO A COMPETITIVIDADE DE SUA EMPRESA

GR SOLUÇÕES EMPRESARIAIS IMPULSIONANDO A COMPETITIVIDADE DE SUA EMPRESA Quem Somos: A GR Soluções Empresarias é uma empresa provedora de soluções corporativas e serviços personalizados em Advocacia, Contabilidade e Tecnologia da Informação, orientada pelos interesses das empresas

Leia mais

Práticas de Home Office na Ticket Brasil. Arnaldo Moral Gerente de RH

Práticas de Home Office na Ticket Brasil. Arnaldo Moral Gerente de RH Práticas de Home Office na Ticket Brasil Arnaldo Moral Gerente de RH Perfil Edenred Market Share Líder nos principais segmentos de atuação 41 países Sendo 59% de volume em países emergentes + 6.000 Colaboradores

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 14/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

VENDAS DE ALTO IMPACTO B2B. Resultado Esperado: Responder as indagações. - Como alcançar metas desafiadoras? - Como vender qualitativamente?

VENDAS DE ALTO IMPACTO B2B. Resultado Esperado: Responder as indagações. - Como alcançar metas desafiadoras? - Como vender qualitativamente? Oficina de trabalho VENDAS DE ALTO IMPACTO B2B Resultado Esperado: Responder as indagações - Como alcançar metas desafiadoras? - Como vender qualitativamente? - Como manter uma força de vendas matadora?

Leia mais

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília

Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília Rio de Janeiro São Paulo Belo Horizonte Brasília MGS Plano de execução de serviço Projeto de transformação de Processos Estrutura do Documento 1. Introdução

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 Seleção para o Programa de Aceleração de Startups da Incubadora da Fumsoft A FUMSOFT torna público que se encontra aberto

Leia mais

Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente: aplicativos integrados. slide 1

Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente: aplicativos integrados. slide 1 Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente: aplicativos integrados slide 1 Objetivos de estudo Como os sistemas integrados ajudam as empresas a conquistar a excelência operacional?

Leia mais

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI

Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI Capacitação em Marketing e Vendas para empresas de TI Treinamentos e oficinas para empresas de Tecnologia da Informação 2 Transmitir uma visão abrangente e integrada de aspectos relacionados a marketing

Leia mais

Internacionalização e Localização de Software AGENDA

Internacionalização e Localização de Software AGENDA Internacionalização e Localização de Software ExpoGestão - 2006 for International Software Business Ernani Ferrari AGENDA Planejando-se a Internacionalização Razões para internacionalizar Abordagens e

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

Programade de levantamento patrimonial

Programade de levantamento patrimonial Controle de Versões Versão Data Autor Notas da Revisão 1.0 03/09/2014 Douglas Souza Hugo Bastos Kaysmier Castro Luan Bueno Elaboração inicial Objetivos deste documento Definir como executar, monitorar,

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

Como Gerenciar seu Negócio no Mercado de Festas! Com Kika Duarte

Como Gerenciar seu Negócio no Mercado de Festas! Com Kika Duarte Como Gerenciar seu Negócio no Mercado de Festas! Com Kika Duarte Maio de 2015 Kika Duarte Há 14 anos no mercado de São Paulo e região. Áreas de atuação Festas Infantis Eventos Sociais Casamentos Eventos

Leia mais

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios

Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Relatório de pesquisa Gestão de Clientes no Mercado de Consórcios Via Consulting Maio de 2009 1 Caro leitor, Gostaria de convidá-lo a conhecer o resultado de uma pesquisa patrocinada pela Via Consulting

Leia mais

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING

Gestão de Negócios. Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING Gestão de Negócios Unidade III FUNDAMENTOS DE MARKETING 3.1- CONCEITOS DE MARKETING Para a American Marketing Association: Marketing é uma função organizacional e um Marketing é uma função organizacional

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Empresa do Grupo como foco soluções completas em gestão de ambientes de TI, desenvolvimento de software e inteligência de CRM,

Empresa do Grupo como foco soluções completas em gestão de ambientes de TI, desenvolvimento de software e inteligência de CRM, A todo! Portfólio Clientes Empresa do Grupo, tendo como foco soluções completas em gestão de ambientes de TI, desenvolvimento de software e inteligência de CRM, Uma das 10 maiores empresas de TI do Brasil

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

COMUNICADO Nº 01 07/08/2011 Processo Seletivo SEBRAE Nacional nº 02/2011 SÍNTESE DAS VAGAS

COMUNICADO Nº 01 07/08/2011 Processo Seletivo SEBRAE Nacional nº 02/2011 SÍNTESE DAS VAGAS COMUNICADO Nº 01 07/08/2011 Processo Seletivo SEBRAE Nacional nº 02/2011 SÍNTESE DAS VAGAS IMPORTANTE: 1. Este documento não substitui o Comunicado 01 e constitui-se em mera síntese para divulgação das

Leia mais

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV

Certificação ISO/IEC 27001. SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação. A Experiência da DATAPREV Certificação ISO/IEC 27001 SGSI - Sistema de Gestão de Segurança da Informação A Experiência da DATAPREV DATAPREV Quem somos? Empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência Social, com personalidade

Leia mais

COACHING COACHING DE VENDAS - METODOLOGIA DE VENDAS PAPO DE ALTA PERFORMANCE Funil de Vendas ou Pipeline de Vendas Metáfora de um funil, largo no início, onde se encontram os leads gerados. Vai se afunilando

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

A nossa equipa para hoje

A nossa equipa para hoje A nossa equipa para hoje Miguel Raposo, a trabalhar na Novabase desde 2010 MEIC 2003-2010 Consultor CRM com percurso na área de Telecomunicações com principal foco em projectos no âmbito de CRM empresarial.

Leia mais

Power Partner Program

Power Partner Program Power Partner Program Retorno Garantido! Bem-vindo ao Power Partner Program! O Power Partner Program (PPP) da Eaton é muito mais que um Programa de Canais, é parceria com retorno garantido. Esta apresentação

Leia mais

Implantação de Escritórios de Projetos para Aumento da Maturidade em Gestão nas Empresas de Distribuição da Eletrobras. Leonardo Lustosa, M.Sc.

Implantação de Escritórios de Projetos para Aumento da Maturidade em Gestão nas Empresas de Distribuição da Eletrobras. Leonardo Lustosa, M.Sc. Implantação de Escritórios de Projetos para Aumento da Maturidade em Gestão nas Empresas de Distribuição da Eletrobras Leonardo Lustosa, M.Sc., PMP Escritórios de Gestão de Projetos EGP Central Diretoria

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Diretivas do programa

Diretivas do programa Valued partner program América Latina Diretivas do programa www.datamax-oneil.com Valued Partner Program (VPP) da Datamax-O Neil Visão geral do programa O Valued Partner Program da Datamax-O Neil é um

Leia mais

GESTÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

GESTÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE O QUE É CRM? GESTÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT É UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA DE NEGÓCIO QUE VISA A GESTÃO DO RELACIONAMENTO ENTRE UMA EMPRESA, SEUS CLIENTES E PROSPECTS.

Leia mais

Subáreas. Marketing estratégico: Marketing de varejo

Subáreas. Marketing estratégico: Marketing de varejo Marketing estratégico: Marketing de varejo Marketing de serviços: Marketing de agronegócios Área: Marketing e Vendas Competências diagnóstico mercadológico; metodologia de análise e segmentação de mercado

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO

MD CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS SITE WWW.MDRH.COM.BR E-MAIL MDRH@MDRH.COM.BR TELEFONE 49 3323 5804 CADASTRO TOTALMENTE GRATUITO SELECIONA: Farmacêutico Descrição: Para responder tecnicamente pela distribuição dos medicamentos, auxiliar os representantes nas orientações necessárias, auxiliar os clientes, fornecer treinamentos quanto

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Uma lente de aumento WKS MODELOS DE NEGÓCIO INOVADORES

Uma lente de aumento WKS MODELOS DE NEGÓCIO INOVADORES Uma lente de aumento O que se vê... O que está intrínseco... Proposição de Valor Conveniência/usabilidade Acessibilidade Novidade Redução de Risco Customização Preço Performance Redução de Custo Getting

Leia mais

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli, Lucas Sciencia

Leia mais

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL

10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL 10 TÉCNICAS PARA GESTÃO COMERCIAL Os meses de dezembro e janeiro na maioria das empresas são marcados invariavelmente por atividades de planejamentos, orçamentos e metas para o ano novo. Para o próximo

Leia mais

Gestão de Comissões e Incentivos

Gestão de Comissões e Incentivos Gestão de Comissões e Incentivos SAP FORUM BRASIL 1 Diversidade de Comissionamento Comissão sobre Vendas Participação, co-participação, campanhas, etc Comissão de Angariamento Transferência de carteira

Leia mais

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma?

Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: você tem uma? Janeiro de 2008 A nova agenda para gestão da informação: Agenda para gestão da Informação Página Conteúdo 2 Introdução 3 A necessidade de informações confiáveis 5 Uma nova abordagem a agenda para gestão

Leia mais

Sistemas ERP. Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Unirio/PPGI SAIN

Sistemas ERP. Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Unirio/PPGI SAIN Sistemas ERP Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Definições Sistemas de informações que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema

Leia mais